Você está na página 1de 21

EDUCACIONAL

Física
Dinâmica Impulsiva
QUANTIDADE DE MOVIMENTO
01. Um corpo de massa 1 kg é abandonado de uma altura de Resolução:
10 m. Determine o impulso da força peso durante a queda. A força peso nas proximidades da Terra é constante, logo:
Despreze a resistência do ar.
→ → a 2
V0 = 0 I = P . ∆t S = S 0 + V0 t + t
S0 = 0 2
a = g = 10 m/s2 10 2
→ 10 = 0 + 0 t + t
10 m p ∆t = tempo de queda 2
P = m . g = 1 . 10 = 10 N 10 = 5 t2
S = 10 m t2 = 2 ⇒ t= 2s
a 2
→ Queda livre: S = S 0 + V0 t + t
p 2

I = 10 2 N.s

RS I = P . ∆t = 10 2 . N . s
Ip
T Direção: vertical
Sentido: para baixo


02. Um corpo está inicialmente em repouso, sobre uma mesa Resolução: N
horizontal sem atrito, quando sobre ele passa a agir uma
→ →
força F horizontal de módulo 20 N, constante. Sendo F
2 kg a massa do corpo, determine o módulo da velocidade
do corpo, após 10 s.

→ P
F → → → → →
N equilibra P, portanto R = F → | R | = 20 N
1o Método:
V0 = 0
R = m . a → 20 = 2a → a = 10 m/s2 (constante)
como a = constante, temos MRUV, logo:
V = V0 + at → V = 0 + 10 x 10 → V = 100 m/s
2o Método:
→ →
IR = ∆ Q
Como o movimento é retilíneo:
IR = Qf – Qi
IR = R . ∆t = 20 . 10 = 200 N . s → Qf = mVf = 2 Vf
Qi = mV0 = 0 → 200 = 2 Vf → Vf = 100 m/s

FISCOL-MED0603-R 1
2 FÍSICA DINÂMICA IMPULSIVA
EDUCACIONAL

03. Um corpo de massa 1 kg está apoiado sobre uma mesa 04. Uma partícula de massa 2 kg realiza um MCU de velocidade
horizontal sem atrito, e inicialmente em repouso, quando 2 m/s. Determine o impulso da resultante centrípeta entre
→ os pontos A e B da figura abaixo.
sobre ele passa a agir uma força F, horizontal, cujo módulo
varia conforme o gráfico abaixo. Determine o módulo da A
velocidade e t = 10 s.

F(N)
B
20

t(s)
10 Resolução:
→ →
QA = m VA
No MCU temos:
→ → → →
F | V | = cte → R = Rcp
→ → → →
IR = ∆ Q = Qf – Qi → →
V0 = 0 cp QB = m VB

Resolução:

N

→ QA
F


P →
QB
→ →
→ → → → ∆Q = IR
cp
N equilibra P, portanto R = F

Pelo teorema do impulso: IR = Qf – Q1

Como o movimento é retilíneo: IR = Qf – Qi

Qf = mVf = 1 . Vf
I 2R = Q2A + Q2B
cp
Qf = mV0 = 0
→ QA = mVA = 2 x 2 = 4 N . s
F é uma força variável, portanto:
b . h 20 . 10
If = A = = = 100 N . s → QB = mVB = 2 x 2 = 4 N . s
2 2

100 = 1 . Vf → I 2R = 42 + 4 2 → I R =4 2 N.s
cp cp

Vf = 100 m/s

FISCOL-MED0603-R
EDUCACIONAL
DINÂMICA IMPULSIVA FÍSICA
3
05. Um canhão de massa 500 kg, inicialmente em 06. Uma granada de massa m é lançada verticalmente para cima. Ao
repouso, dispara, horizontalmente, um projétil de atingir a altura máxima, ela explode em três fragmentos de massas
massa 2 kg com velocidade de 20 m/s. Determine a iguais, conforme a figura abaixo. Os fragmentos 1 e 2 possuem
velocidade de recuo do canhão. Despreze os atritos. velocidade V e 2 V, respectivamente. Qual o módulo da velocidade
do fragmento 3? →
V3

V1

→ →
V1 V2

Resolução: →
V2
Pelo Princípio da Conservação da Quantidade de Resolução: Pelo Princípio da Conservação da Quantidade de
Movimento: Movimento: → →
→ →
Qf = Qi
Qf = Qi
No ponto de altura máxima V = 0 (lançamento vertical).
→ →
No início, o sistema estava em repouso. Portanto: Qi = 0 →
→ → → Q3
Após a explosão: Qf = Q1 + Q2 + Q3
→ →
Qf = Qi
→ → → → →
Q1 + Q2 + Q3 = 0 Q1
Vi = 0
Qi = 0

→ → → → Q2
Imediatamente após o disparo, temos: Cuidado: | A + B | ≠ | A | + | B |

Qf = mc Vc + mp Vp Para que isso ocorra, o vetor Q3 terá que possuir o mesmo módulo
→ →
e sentido oposto à resultante entre Q1 e Q2.
→ → → →
→ Vp → | Q3 | = | Q1 + Q2 |
Vc Q1

+
Q 2R = Q12 + Q 22

Qf = Qi → →
QR Q2
mc Vc + mp Vp = 0 Q1 = m1 V1 Q2 = m1 V2
m m
m p Vp m1 = V1 = V ⇒ Q1 = V
Vc = – 3 3
mc
m m
mp = 2 kg m2 = V2 = 2 V ⇒ Q2 = 2V
3 3

Vp = 20 m/s
F m VI + F m 2 VI
2 2
m
2
m
2

mc = 500 kg
Q 2R =
H3 K H3 K =   . (V2 + 4 V2) =   . 5 V2
 
3 3
m
2 x 20 QR = .V. 5 Como Q3 = QR → Q3 = m3 . V3
Vc = – 500 = – 0,08 m/s 3
m m m
m3 = ⇒ V3 = .V. 5 ⇒ V3 = V 5
3 3 3

FISCOL-MED0603-R
4 FÍSICA DINÂMICA IMPULSIVA
EDUCACIONAL

07. Um corpo de massa 2 kg é lançado verticalmente para cima Resolução:


com V0 = 10 m/s, a partir do solo. Para o intervalo de tempo
entre o lançamento e o retorno do corpo ao solo, deter- FR = P
mine: a) IP = ∆Q = mV – mV0 = 2(10) – 2 (– 10) = 40 N . s
a) o impulso da força peso
b) o trabalho da força peso b) τP = P . ∆h = 0, pois ∆h = 0

08. O corpo da figura está inicialmente em repouso, quando Resolução:



sobre ele passa a agir uma força F de módulo 20 N. Sendo
Fat = µ . N = µ . mg = 0,2 . 2 . 10 = 4 N
2 kg a massa do corpo e considerando 0,2 o coeficiente de
atrito dinâmico e estático, determine a velocidade do corpo FR = F – Fat = 20 – 4 = 16 N
após 10 s. →
F IF = ∆Q ⇒ FR . ∆t = mV – mV0
R

16 . 10 = 2 . V ⇒ V = 80 m/s
V0 = 0


09. Se o módulo da força F no exercício anterior variasse Resolução:
conforme o gráfico, qual seria a velocidade em t = 10 s. Em
que instante o módulo da velocidade é máximo? Justifique. Para 0 ≤ F ≤ 4 ⇒ Fat = F ⇒ FR = 0
Para F > 4 ⇒ FR = F – 4
F N
Logo: Pois em t = 2s e em t = 14s, F = Fat = 4 N
FR (N) I = ∆Q =Ν área
20
(10 − 2) . 16 8 . 16
16 ∴ m . ∆V = ⇒ 2 (V – V0) =
2 2
V = 32 m/s
t (s) I
10 15 15 t (s)
2 10 14
–4

Módulo de V é máximo para t ≥ 14s, pois o impulso é máximo.

10. Em relação ao exercício 9, determine: Resolução:


(14 − 2) . 16 (15 − 14) . 4
a) o módulo da velocidade em t = 15 s a) I = ∆Q =Ν área ⇒ m . ∆V = − ⇒
2 2
b) o módulo da aceleração em t = 2,5 s V – V0 = 47 ⇒ V = 47 m/s
FR 1
b) em t = 2,5s ⇒ FR = 1 N, Logo a = = = 0,5 m/s2
m 2

11. Um canhão de massa 1 tonelada, inicialmente em repouso, Resolução:


dispara, horizontalmente, um projétil de massa 2 kg com a) Qantes = Qdepois ⇒ Qantes = 0 ⇒ mC . VC = mP . VP
velocidade de 100 m/s. O tempo de disparo é da ordem de
2 . 100
10–2 s. O canhão possui um sistema de amortecimento, VC = = 0,2 m/s
1000
para deter o recuo devido ao disparo. Determine:
b) I = ∆Q
a) a velocidade de recuo do canhão, logo após o disparo 2 . 100
F . ∆t = m . ∆V ⇒ F= = 2 . 104N
b) a força média exercida pelo canhão sobre o projétil 10−2
c) a energia dissipada pelo sistema de amortecimento
mC . VC 2 1000 . 0, 22
c) Ediss = ∆EC = = = 20 J
canhão 2 2

FISCOL-MED0603-R
EDUCACIONAL
DINÂMICA IMPULSIVA FÍSICA
5
12. Um canhão de massa 500 kg, inicialmente em repouso, Resolução:
dispara um projétil de massa 2 kg com velocidade de
Qantes = Qdepois
20 m/s. O canhão está inclinado de 45o em relação à hori- Qantes = 0
zontal. Determine a velocidade de recuo do canhão. ∴ QC = Qx
Despreze os atritos. P
2 . 20 2
mC . VC = mP . VP . cos 45º ⇒ VC = = 0,056 m/s
500 . 2

13. (PUC) Um carrinho de massa 2,0 kg move-se ao longo de Resolução:


um trilho horizontal, com velocidade de 0,5 m/s, até chocar-
I = ∆Q
se contra um pára-choque fixo na extremidade do trilho.
F . ∆t = m . ∆V
Supondo que o carrinho volte com velocidade de 0,2 m/s e
que o choque tenha duração de 0,1 s, o módulo da força 2 . (0,2 − (−0,5))
F= = 14 N
média exercida pelo pára-choque sobre o carrinho será de: 0,1
a) 0,6 N OBS: As velocidades inicial e final
b) 1,0 N têm sinais contrários, pois têm
Alternativa E sentidos opostos.
c) 1,4 N
d) 6,0 N
e) 14 N

14. Um corpo de massa igual a 3,0 kg e velocidade escalar Resolução:


12 m/s tem quantidade de movimento cujo módulo,
em kg.m/s, é igual a: Q = m . V = 3 . 12 = 36 kg m/s

a) 432 Alternativa D
b) 216
c) 108
d) 36
e) 4

15. (IME) Um bloco pesando 100 kgf, inicialmente em repouso Resolução:


sobre uma superfície plana e horizontal, recebe a ação de
Fat = µ . N = µ . P = 0,2 . 100 = 20 kgf
uma força horizontal e constante de 50 kgf. O coeficiente
de atrito cinético entre o bloco e a superfície é constante e FR = 50 – 20 = 30 kgf = 300 N
igual a 0,2. Adotando g = 10 m/s2, em quantos segundos a I = ∆Q
velocidade do bloco crescerá de 1,3 m/s para 3,3 m/s? FR . ∆t = m . ∆V
∴ 300 . ∆t = 100 . (3,3 – 1,3) ⇒ ∆t = 0,7 s

16. (UE-MS) Duas partículas, P e Q, de massas m1 e m2 e Resolução:


velocidades escalares v1 e v2, respectivamente, possuem a
m1 . v12 m 2 . v 22
mesma energia cinética. Uma relação entre as quantidades Ec = Ec =
1 2 2 2
de movimento de P e Q é:
m1 . v12 m 2 . v 2 2
Ec = Ec ⇒ = ⇒ m1 . v12 = m2 . v22 ⇒
v2 m2 m1 v 2 1 2 2 2
a) v b) m c) m v ⇒ m1 . v1 . v1 = m2 . v2 . v2
1 1 2 1

FG v IJ 1
FG m IJ 1 Q1 Q2

Hv K Hm K
2 2 2 2
d) e) Q1 v2
1 1 Q1 . v1 = Q2 . v2 ⇒ = Alternativa A
Q 2 v1

FISCOL-MED0603-R
6 FÍSICA DINÂMICA IMPULSIVA
EDUCACIONAL


17. Uma força F, que atua sobre uma partícula, tem módudo Resolução:
variável, conforme o gráfico abaixo, e direção constante.
A variação da quantidade de movimento da partícula, em I = ∆Q

virtude da ação de F durante o intervalo de 0 s a 6,0 s, tem
módulo, em kg.m/s, igual a: (6 − 2) . 7
I =N Área ⇒ ∆Q = = 14 kg m/s
2
F (N)
a) 42
7,0 Alternativa D
b) 28
c) 21
d) 14
t (s)
e) 11
0 2,0 6,0

18. (FUVEST) Um veículo de 0,30 kg parte do repouso com Resolução:


aceleração constante; 10 segundos após, encontra-se a ∆S 40  ∆V 8
40 m da posição inicial. Qual o valor da quantidade de Vm = = = 4 m/s  a= = = 0,8 m/s2
∆t 10  ∆t 10
movimento nesse instante ? 
V + V0 
Vm = ⇒ V = 8 m/s  F = m . a = 0,3 . 0,8 = 0,24N
2

Mas I = ∆Q ⇒ Q − Q0 = F . ∆t ⇒ Q = 0,24 . 10 = 2,4 kg m/s

19. (PUCC) A mola da figura abaixo tem massa desprezível e é Resolução:


comprimida por dois carrinhos de massas MA = 2 kg e
Qantes = Qdepois ⇒ MA . VA = MB . VB
MB= 4 kg, inicialmente em repouso. Quando abandonados,
B adquire velocidade de 0,5 m/s. A velocidade de A, em
4 . 0,5
m/s, será: VA = = 1 m/s
2

a) 0,5 Alternativa B
A B
b) 1,0
c) 1,5
d) 2,0
e) 2,5


20. (UF-ES) Uma partícula m1 com velocidade inicial V0 choca- Resolução:
se com uma partícula m2, indicada na figura. O vetor que
→ → → →
V0 = V1 + V2 para que a quantidade de movimento se conserve.
pode representar a velocidade final V1 da partícula m1 é:
→ → Alternativa E
a) V1 = 0 y →
V2

b) V1

→ V0
c) V1 x
m1 m2

d) V1

e) V1

FISCOL-MED0603-R
EDUCACIONAL
DINÂMICA IMPULSIVA FÍSICA
7
21. (PUC-MG) Um corpo de 10 kg está ligado a outro corpo de Resolução:
2,0 kg através de uma mola comprimida. Ambos estão em
superfície de atrito desprezível. Solta-se a mola e os corpos Qantes = Qdepois ⇒ M1 . V1 = M2 . V2 ⇒ 10V1 = 2 . 3
são disparados em sentidos opostos. A velocidade do
V1 = 0,6 m/s
corpo de 2 kg é 3 m/s. A velocidade do corpo de 10 kg é:
a) 0,60 m/s Alternativa A
b) maior que o corpo de 2,0 kg
c) 0,5 m/s
d) 0,50 m/s

22. (MACK) A figura mostra a trajetória de uma bola de massa Resolução:


0,40 kg quando colide com a tabela da mesa de bilhar.
Qx se conserva ⇒
A velocidade escalar antes e depois da colisão é
0,10 m.s–1. Se a duração da colisão é de 0,20 s, a intensidade I = ∆Qy
média da força, em newtons, exercida sobre a bola durante F . ∆t = m(Vy − V0y)
a colisão é:
0, 4 . (0,1 . sen 30º − (−0,1 . sen 30º ))
a) 0,50 F= 0, 2 ∴
b) 0,40 F = 0,2 N
c) 0,25
d) 0,20 Alternativa D
e) 0,18 30º 30º

Enunciado dos testes 23 e 24

(FUVEST) Uma bomba logo antes de explodir em três pedaços



A, B e C de igual massa tem velocidade V0 = 200 m/s. Logo VA

após a explosão, os fragmentos A e B têm velocidades V0 45 o →
→ → VC = ?
VA = VB conforme a figura (VA e VB estão no plano da figura) 45 o
→ → →
e | VA | = | VB | = 200 2 m/s. VB


23. A velocidade VC do fragmento C terá, logo após a explosão, Resolução:
módulo igual a: No eixo x:
2
a) 0 m/s VAx = VA . cos 45º = 200 2 . = 200 m/s
2
b) 400 m/s
c) 200 2 m/s 2
VBx = VB . cos 45º = 200 2 . = 200 m/s
d) 200 (3 – 2 2 ) m/s 2
e) 200 m/s Qantes = Qdepois
m m m
m . 200 = . 200 + . 200 + . VC ⇒ VC = 200 m/s
3 3 3
Alternativa E

→ →
24. A velocidade VC forma com a direção de V0 um ângulo: Resolução:
a) 0o Para que a quantidade de movimento se conserve, VC deve ser
b) 180o horizontal.
c) 90o
d) 90o normal no plano da figura Alternativa A
e) indefinida, pois vetor nulo não tem direção

FISCOL-MED0603-R
8 FÍSICA DINÂMICA IMPULSIVA
EDUCACIONAL

25. Dois patinadores, um homem de massa 60 kg e um menino Resolução:


de massa 40 kg, estão, inicialmente, em repouso sobre uma
superfície gelada, plana e horizontal. Suponha que eles se Qantes = Qdepois ⇒ Mm . Vm = MH . VH
empurrem mutuamente conforme a figura:
M H . VH
Vm =
Mm

60 . 2
∴ Vm = = 3 m/s
40

Alternativa B
Se o homem vai para a direita com velocidade de 2 m/s, o
menino vai para a esquerda com velocidade de:

a) 2 m/s
b) 3 m/s
c) 4 m/s
d) 5 m/s
e) 6 m/s

O gráfico abaixo refere-se às questões 26 a 29.


A massa do corpo é 0,1 kg.

F (N)

20

10 40
15
10
t (s)
0 1 2 3 4 5

26. O impulso da força entre 0 e 5 segundos, em kg . m/s, é: Resolução:

I =Ν área
a) 85
b) 65 (10 + 20 ) . 1 + ( 4 − 1) + (3 − 1) . 20 =
I= 65 kg m/s
c) 55 2 2
d) 70
e) um valor diferente Alternativa B

27. A aceleração da partícula para t = 2 s, em m/s2, é: Resolução:

a) 20 F 20
em t = 2s ⇒ F = 20 N ⇒ a = = = 200 m/s2
b) 100 m 0,1
c) 200
d) 10 Alternativa C
e) um valor diferente

FISCOL-MED0603-R
EDUCACIONAL
DINÂMICA IMPULSIVA FÍSICA
9
28. A variação da quantidade de movimento em kg . m/s, entre Resolução:
1 e 3 segundos, foi igual a:
∆Q = I =Ν área
∆Q = (3 – 1) . 20 = 40 kg m/s
a) 40
b) zero
Alternativa A
c) 200
d) 20
e) nda

29. Sabendo-se que para t = 0, v = 5 m/s, a velocidade ao fim de Resolução:


5 segundos será, em m/s:
V0 = 5 m/s
a) 65,5 65
b) 6,55 I = ∆Q ⇒ m . ∆V = 65 ⇒ V – V0 = ⇒ V = 655 m/s
0,1
c) 0,65
d) 655 Alternativa D
e) nda

(PUC) Esta explicação refere-se aos testes 30 e 31

Sobre um corpo inicialmente em repouso atua uma força que


varia com o tempo, de acordo com o diagrama abaixo.

F (N)

10

15
t (s)
0 5 10 20 25

–10

30. A velocidade adquirida pelo corpo é máxima no instante t Resolução:


igual a:
O impulso é máximo quando t = 10 s.
a) 5,0 s
Alternativa E
b) 15 s
c) 20 s
d) 25 s
e) 10 s

31. A velocidade anula-se no instante t igual a: Resolução:

Entre t = 0 e t = 20 s, o impulso é zero.


a) 20 s
Logo ∆V = 0.
b) 5,0 s
c) 10 s
Alternativa A
d) 25 s
e) 10 s

FISCOL-MED0603-R
10 FÍSICA DINÂMICA IMPULSIVA
EDUCACIONAL

32. (UF-GO) Sobre um corpo de massa m = 5 kg, inicialmente Resolução:


em repouso, atua uma força que varia com o tempo,
I =Ν área
conforme representação no gráfico abaixo. A variação da
velocidade sofrida por este corpo, no intervalo de tempo
Logo I = (5 – 2) . 10 = 30 N . s
de 2 a 5 segundos, foi de:
30
F (N) Mas I = ∆Q ⇒ 30 = m . ∆V ⇒ ∆V = = 6 m/s
5
10
Alternativa C

a) 12 m/s
b) 3 m/s
c) 6 m/s
d) 5 m/s t (s)
0 1 2 3 4 5 6 7 8
e) 15 m/s

33. (MAUÁ) Um avião a jato voa a 900 km/h. Um pássaro de Resolução:


2 kg é apanhado por ele, chocando-se perpendicularmente 900 km/h = 250 m/s
contra o vidro dianteiro inquebrável da cabine. Que força é Não levando em conta a velocidade do pássaro, temos:
aplicada no vidro, se o choque dura um milésimo de I = ∆Q
segundo? 2 . 250
F . ∆t = m . ∆V ⇒ F = = 5 x 105N
1 x 10 −3

34. (PUC) Uma bola de tênis de massa 100 gramas e velocidade Resolução:

V1 = 20 m/s é rebatida por um dos jogadores, retornando V1 = 20 m/s e V2 = – 20 m/s
→ →
com uma velocidade V2 de mesmo valor e direção de V1,
porém, de sentido contrário. Supondo que a força média 100g = 0,1 kg
exercida pela raquete sobre a bola foi de 100 N, qual o 0,1( 20 − (20) )
I = ∆Q ⇒ F . ∆t = m . ∆V ⇒ ∆t = = 4 x 10–2s
tempo de contato entre ambas? 100
a) zero b) 4,0 s c) 4,0 x 10–1 s
–2
d) 2,0 x 10 s –2
e) 4,0 x 10 s Alternativa E

35. (MACK) Uma partícula de massa 2,0 x 10–2 kg move-se ao Resolução:



longo de uma reta sob a ação unicamente de uma força F Ν área
I = ∆Q =
pulsante, cuja intensidade varia com o tempo, de acordo
(4 − 2) . 2 =
com o gráfico seguinte. A velocidade inicial da partícula é ∴ m . ∆V = 2 . 4
2
zero. No instante t = 9 s, a velocidade da partícula
4
em m/s é: Logo ∆V = = 2 x 102 m/s
F (N) 2 x 10−2
2,0
Alternativa B

t (s)
0 2 4 6 8 10 12
a) 1,0 x 102 b) 2,0 x 102 c) 3,0 x 102
d) 4,0 x 102 e) 5,0 x 102

FISCOL-MED0603-R
EDUCACIONAL
DINÂMICA IMPULSIVA FÍSICA
11
36. Um atleta lança uma esfera de 4 kg a uma velocidade de Resolução:
6 m/s. A energia cinética e a quantidade de movimento
imprimidas na esfera têm valores, em unidades do SI, m .V 2 4 . 62
EC = = = 72 J
respectivamente de: 2 2
a) 18 e 32 Q = m . V = 4 . 6 = 24 kg m/s
b) 36 e 12
Alternativa C
c) 72 e 24
d) 18 e 36
e) 144 e 24

37. (FEI) Um corpo de massa m = 2 kg movimenta-se num plano Resolução:


horizontal em trajetória retilínea. No instante I = ∆Q ⇒ F . ∆t = m . ∆V
t = 0 s, sua velocidade é V0 = 10 m/s e no instante t = 10 s é
2.9
V1 = 1 m/s. Calcule a força média resultante que atua no F= = 1,8 N
10
corpo durante o intervalo de tempo considerado.

38. Uma partícula está sob ação de uma força cujo gráfico é Resolução:
dado abaixo. A variação da quantidade de movimento da
partícula, no intervalo de tempo 5 a 10 segundos: Em t = 5 s ⇒ F = 1 N
(1 + 2 ). 5 =
∆Q =Ν área = 7,5 kg m/s
2
F (N)
Alternativa E
2

t (s)
0 10

a) é igual a 10 kg x m/s
b) é igual a 20 N x s
c) só pode ser determinada se for conhecida a massa do
corpo
d) só pode ser determinada se forem conhecidas a massa
e a velocidade inicial do corpo
e) é igual a 7,5 kg x m/s

39. (UF-GO) A energia cinética k e o módulo da quantidade de Resolução:


movimento p de uma partícula de massa m e
p
velocidade de módulo V, são dados, respectivamente, por p = m . V portanto V =
m
1
k = . mV2 e p = mV. Podemos, portanto, concluir que:
2 1 1 m . p2 p2
k= m . V2 = . =
2 2 m2 2m
2m p2
a) k = 2p b) k = c) k =
p2 2m
Alternativa C
mV 2
d) k = 2 mp2 e) k =
2p

FISCOL-MED0603-R
12 FÍSICA DINÂMICA IMPULSIVA
EDUCACIONAL

40. (UNIRIO) Uma bola de tênis de massa igual a 100 g e Resolução:


velocidade de 10 m/s é rebatida por um jogador, retornando
V = 10 m/s
com velocidade de mesmo módulo, mesma direção e sentido
V0 = – 10 m/s
contrário. Podemos afirmar que a quantidade de movimento:
∆V = 20 m/s
a) permanece constante ∆Q = m . ∆V = 0,1 . 20 = 2 kg m/s
b) variou de 2,0 x 102 kg .. m/s
c) variou de 1,0 x 102 kg . m/s Alternativa E
d) variou de 1,0 kg . m/s
e) variou de 2,0 kg . m/s

41. (UE-MS) O gráfico abaixo representa a variação escalar de Resolução:


um corpo de massa igual a 5,0 kg, em movimento retilíneo,
em t = 2 s ⇒ V1 = 32 m/s
em função do tempo. O módulo do impulso que o corpo
sofre, no intervalo de tempo de t1 = 2,0 s a t2 = 8,0 s, vale: em t = 8 s ⇒ V2 = 8 m/s

V (m/s)
| I | = ∆Q = m . ∆V = 5 . (32 – 8) = 120 N . s
40

t (s)
0 10

42. (PUCC) Usa-se, para caça, balas de um peso determinado. Resolução:


Dispõe-se de dois rifles diferentes que podem atirar essas
balas. Por uma questão de conforto pessoal, no momento O rifle de massa maior terá uma velocidade de recuo menor, para que
de atirar deve-se escolher: a quantidade de movimento se conserve.

a) o rifle mais leve Alternativa B


b) o rifle mais pesado
c) o rifle de cano mais curto
d) o rifle de cano mais longo
e) é indiferente qual rifle usar

FISCOL-MED0603-R
EDUCACIONAL
DINÂMICA IMPULSIVA FÍSICA
13
43. (UFJF-MG) Uma nave espacial é constituída por estágios. Resolução:
Cada vez que um estágio é lançado fora, a nave adquire
Como Q = m . V, quando m diminui, V deve aumentar para que a
maior velocidade. Isto está de acordo com o princípio da:
quantidade de movimento se conserve.
a) gravitação universal
b) independência de movimentos Alternativa D
c) conservação de energia
d) conservação da quantidade de movimento
e) nda


44. A quantidade de movimento m V de um satélite em uma Resolução:
órbita circular em torno da Terra não é constante porque, →
Asserção: “A quantidade de movimento mV de um satélite em órbita
nessa situação, o satélite não pode ser considerado um
sistema isolado. circular em torno da Terra não é constante”.
correta
a) A asserção e a razão são proposições verdadeiras e a
razão é uma justificativa correta da asserção. Razão: “Nessa situação, o satélite não pode ser considerado um
b) A asserção e a razão são proposições verdadeiras, mas sistema isolado”.
a razão não é uma justificativa correta da asserção. correta
c) A asserção é uma proposição verdadeira e a razão é
uma proposição incorreta. A razão justifica a asserção.
d) A asserção é uma proposição incorreta e a razão é uma
proposição verdadeira.
Alternativa A
e) Não sei.

45. Uma pedra está em repouso sobre uma planície de gelo. Resolução:
No seu interior há uma bomba que, ao explodir, estilhaça a
A quantidade de movimento inicial do centro de massa é nula
pedra em três pedaços de massas diferentes, que passam a
deslizar sobre o gelo. Nestas condições, após a explosão o
que ocorre com o centro de massa da pedra ? Alternativa D

a) Desaparece.
b) Movimenta-se com a velocidade do pedaço de maior
massa.
c) Desloca-se no sentido do deslocamento do pedaço de
maior massa.
d) Permanece em repouso
e) Movimenta-se com velocidade igual à soma das
velocidades escalares dos três pedaços.

46. (PUC) Uma prancha de massa M, levando um menino de Resolução:


massa m, movimenta-se com movimento uniforme de
velocidade v, sobre trilhos horizontais retilíneos, sem atrito. Qi = MV + mV 
 sistema menino / prancha
Num determinado instante, o menino dá um salto e atinge o Qf = 0 + 1444 + ∆Q
MV42444 43 
{
solo em queda vertical. Quanto à variação da quantidade menino prancha
de movimento da prancha, após o salto do menino, podemos
afirmar que vale: Como Qi = Qf ⇒ ∆Q = m . V
a) Mv
Alternativa D
b) (M – m) v
c) (M + m) v
d) mv
e) nula

FISCOL-MED0603-R
14 FÍSICA DINÂMICA IMPULSIVA
EDUCACIONAL

47. (CESGRANRIO) Pedro e Paulo estão em pé sobre dois carrinhos que podem se movimentar, com atritos desprezíveis, sobre um
plano horizontal no laboratório. No início, os dois estão em repouso, com Pedro segurando uma bola pesada. Pedro lança a bola
para Paulo, que a apanha e a lança de novo para Pedro. Este, por sua vez, a apanha e a conserva consigo.

Dos esquemas seguintes, qual representa


os momentos lineares de Pedro e Paulo
no final da seqüência?

Paulo Pedro

a) momentum b)
nulo momentum
nulo

c) d)

e)
Resolução:

A quantidade de movimento do sistema deve ser nula.

Alternativa E

48. Um projétil de massa 5 kg é disparado na direção horizontal, 49. (VUNESP) Um rifle, de 3 kg de massa, dispara uma bala de
com velocidade de 800 m/s, por um canhão de massa massa igual a 10 gramas, com uma velocidade inicial de
2000 kg. A velocidade de recuo do canhão é: 600 m/s. A velocidade de recuo do rifle será, em módulo,
igual a:
a) 0,5 m/s
a) 2 m/s
b) 1,25 m/s
b) 6 m/s
c) 2,0 m/s c) 10 m/s
d) 8,0 m/s d) 18 m/s
e) 40,0 m/s e) 20 m/s
Resolução: Resolução:
Qantes = Qdepois Qantes = 0 Qantes = Qdepois Qantes = 0
mP . VP = mC . VC ⇒ 5800 = 2000 . VC ⇒ VC = 2 m/s ∴ mR . VR = mB . VB ⇒ 3 . VR = 10 x 10–3 . 600 ⇒ VR = 2 m/s

Alternativa C Alternativa A

FISCOL-MED0603-R
EDUCACIONAL
DINÂMICA IMPULSIVA FÍSICA
15
50. (FUVEST) Sobre uma superfície horizontal e sem atrito, um 52. (PUC) Uma espingarda de massa igual a 2,00 kg, inicialmente
objeto, inicialmente em repouso, explode em três partes em repouso, dispara na horizontal uma bala de 0,05 kg com
idênticas. Qual das figuras abaixo melhor representa o velocidade de 400 m/s. A arma, apoiada no ombro do atirador,
fenômeno após a explosão ? empurra-o, deslocando-se durante 0,50 s até parar.

a) d) a) Calcule a velocidade inicial de recuo da arma,


desprezando a reação inicial do ombro.
V=0
b) Calcule o módulo F da força horizontal exercida pelo
ombro sobre a arma, supondo-a constante.

Resolução:
b) e) V=0 a) Qantes = Qdepois ⇒ MB . VB = ME . VE

0, 05 . 400
VE = 2 = 10 m/s
V=0
b) I = ∆Q
2 . 10
F . ∆t = m . ∆V ⇒ F = 0,5 = 40 N
c)

V=0
53. (FATEC) Uma bola de 0,4 kg de massa é lançada contra
uma parede. Ao atingi-la, a bola está se movendo
Resolução: horizontalmente para a direita com velocidade de
15 m/s, sendo rebatida horizontalmente para a esquerda a
A quantidade de movimento final deve ser nula, já que a inicial é
zero.
10 m/s. Se o tempo de colisão é de 5 x 10–3 s, a força média
sobre a bola tem intensidade, em newton, de:
Alternativa D
a) 20
51. Um corpo de massa m = 10 kg move-se com velocidade b) 100
V = 10 m/s. Em t = 0 s, passa a atuar sobre ele uma força F, c) 200
cuja intensidade varia conforme a figura, na mesma direção d) 1000
e sentido do movimento. Qual será sua velocidade no e) 2000
instante t = 3s ?
F (N) Resolução:

Convenção: esquerda → +
100
direita → −

I = ∆Q
t (s)
2 4 F . ∆t = m(V − V0)

Resolução:
0,4(10 +15)
I = ∆Q F= = 2000 N
5 . 10−3
(3 + 1) . 100
I =N Área ⇒ m(V − V0) =
2 Alternativa E
200
V= + 10 = 30 m/s
10

FISCOL-MED0603-R
16 FÍSICA DINÂMICA IMPULSIVA
EDUCACIONAL

54. (FUVEST) Dois carrinhos iguais, com 1 kg de massa cada Resolução:


um, estão unidos por um barbante e se movem com
velocidade de 3 m/s. Entre os carrinhos há uma mola a) Q = m . V = 2 . 3 = 6 kg m/s
comprimida cuja massa pode ser desprezada. Num
b) Como Q deve se conservar:
determinado instante, o barbante se rompe, a mola se
6
desprende e um dos carrinhos pára imediatamente. Q = m . V ⇒ V = = 6 m/s
1
a) Qual a quantidade de movimento inicial do conjunto?
b) Qual a velocidade do carrinho que continua em
movimento?

55. Um vagão de massa M e sua carga de massa m têm veloci- Resolução:


dade V. A quantidade de movimento do conjunto é:
Q = (M + m) . V
m
a) .v d) (M + m)v Alternativa D
M
M
b) M . m . v e) .v
m
c) (M – m) v

56. (MACK) Sobre um corpo de 1000 kg com velocidade de Resolução:


18,0 km/h aplica-se uma força constante, de mesma direção
e sentido de seu deslocamento e com intensidade de 18 km/h = 5 m/s
500 N. Após 3 s de ação dessa força, o módulo da
quantidade de movimento do corpo vale: I = ∆Q

F . ∆t = Q − mV0 ⇒ Q = F . ∆t + mV0
a) 1,80 x 103 kg . m/s
b) 2,34 x 103 kg . m/s Q = 500 . 3 + 1 000 . 5 = 6,5 . 103 kg m/s
c) 6,50 x 103 kg . m/s
Alternativa C
d) 1,50 x 104 kg . m/s
e) 1,95 x 104 kg . m/s

57. Um canhão dispara um projétil na horizontal, com uma Resolução:


velocidade de 500 m/s. Sendo a massa do canhão
1000 vezes maior que a do projétil, a velocidade de recuo, Qantes = Qdepois ⇒
em m/s, será igual a:
M C . VC = M P . V P
a) 0,5
1 000MP . VC = MP . 500 ⇒ VC = 0,5 m/s
b) 2,0
c) 5,0 Alternativa A
d) 20,0

58. (MACK) Oitenta por cento da massa total de um foguete Resolução:


interplanetário é combustível. Supondo que o combustível
seja eliminado com a velocidade média de módulo Qantes = Qdepois ⇒ MC . VC = MF . VF
1,0 km/s, em relação à Terra, e não levando em considera-
ção a força de resistência do ar nem a força gravitacional, 0,8m . 1 = 0,2m . VF ⇒ VF = 4 km/s
qual o módulo da velocidade final do foguete ?

FISCOL-MED0603-R
EDUCACIONAL
DINÂMICA IMPULSIVA FÍSICA
17
59. Um bloco possuindo massa de 2 kg e dimensões Resolução:
desprezíveis desliza em trajetória retilínea apoiado num
plano horizontal liso. No instante t = 0 a velocidade do F 10
a) a = = = 5 m/s2
bloco vale 5 m/s e passa a agir sobre ele uma força resultante m 2
sempre na direção e sentido do deslocamento do bloco.
A intensidade da força resultante varia com o tempo de (10 + 4) . 2
b) I = ∆Q  Q − Q0 = (4 − 2) . 10 + = 34
acordo com o gráfico.  2
I = Área 
N
F (N) 2 . V = 34 + 2 . 5 ⇒ V = 22 m/s
10
c) ∆Ec = τF

mV 2 mV0 2 2 . 222 2 . 52
4 τF = 2

2
=
2

2
= 459 J

t (s)
0 1 2 3 4
a) Qual a aceleração experimentada pelo bloco no intervalo
de tempo que vai de 2 a 4 s ?
b) Qual a velocidade do bloco no instante 4 s ?
c) Qual o trabalho realizado pela força entre zero e 4 s ?

60. (FEI) Em um jogo de vôlei, ao bloquear uma cortada, um Resolução:


jogador devolve a bola ao campo adversário com a mesma I = ∆Q
velocidade com que ela atingiu seus pulsos. A massa da
bola é de 250 g, sua velocidade é de 20 m/s e a duração do F . ∆t = m(V − V0)
impacto é de 0,1 s. Qual a força média que o jogador imprime 0, 25 . (20 − (−20))
à bola no bloqueio ? F= = 100 N
0,1

(UEL-PR) Texto para responder as questões de 61 a 63


Dois patinadores, na superfície congelada de um lago, se empurram a partir do repouso. A interação entre eles dura 2,0 s e faz com
que a distância entre eles aumente à razão de 6,0 m/s após se soltarem. A massa do patinador p1 é 60 kg e a de p2 é 30 kg.

61. Durante a fase de interação dos patinadores, a força média Resolução:


exercida por p1 em p2 tem módulo, em newtons, igual a: Qantes = 0 ⇒ Qdepois = 0 ⇒ M1 . V1 = M2 . V2 ⇒ 60 . V1 = 30 .
V2
a) 60
b) 90 V1 + V2 = 6
c) 1,2 x 102
d) 1,8 x 102 ∴ V1 = 2m/s F . ∆t = ∆Q
e) 2,4 x 102 M .V 60 . 2
V2 = 4 m/s F= 1 1 = = 60 N
∆t 2
Alternativa A

62. O trabalho total desenvolvido por p1 e p2 é, em joules, Resolução:


igual a:
a) 3,6 x 102 M 2 . V22 M . V 2 30 . 42 60 . 22
b) 2,4 x 102 τF = ∆Ec = 2
+ 1 1 =
2 2
+
2
= 3,6 . 102 J
c) 1,8 x 102
d) 1,2 x 102 Alternativa A
e) 9,0 x 10

FISCOL-MED0603-R
18 FÍSICA DINÂMICA IMPULSIVA
EDUCACIONAL

63. Ao fim da interação os módulos das quantidades de Resolução:


movimento apresentadas por p1 e p2 são em, kg.m/s,
iguais a: Q = M1 . V1 = 60 . 2 = 1,2 . 102 kg m/s

a) 60 b) 90 c) 1,2 x 102 Alternativa C


d) 1,8 x 102 e) 2,4 x 102


64. (UF-ES) Uma bomba tem velocidade V no instante em que Resolução:
explode e se divide em dois fragmentos, um de massa M e
Qantes = Qdepois
outro de massa 2 M. A velocidade do fragmento menor,

logo após a explosão, é igual a 5 V. Desprezando-se a ação 3MV = M . 5V + 2M . v ⇒ v = −V
da gravidade e a resistência do ar, qual a velocidade do
Alternativa C
fragmento maior ?

65. Um corpo de 3 kg move-se sem atrito, num plano horizon- Resolução:


tal, sob a ação de uma força horizontal constante de I = ∆Q
intensidade 7 N. No instante t 1 > t 0 a velocidade é
F . ∆t = m(V − V0) ⇒ 7∆t = 3 . 21 ⇒ ∆t = 9s
21 m/s. Calcule ∆t = t1 – t0.
Obs: supondo que V0 = 0 em t = t0
a) 3 s b) 9 s c) 12 s
d) 16 s e) 21 s Alternativa B

66. (FATEC) Um corpo de massa m = 2 kg desloca-se de Resolução:


→ →
A para B devido à ação de uma força F constante. Sendo − V1 = − 15 m/s
a) Q = m . VA = 2 . 15 = 30 kg m/s
V1 = 15 m/s e V2 = 20 m/s , determine: → → → → →
a) a quantidade de movimento
V1 b) I = ∆ Q = m( V2 − V1)

da partícula no ponto A. V2 = 20 m/s
→ ∴ I = 2 . 25 = 50 N . s
b) o impulso da força F no → →
V2 − V1 = 25 m/
trecho AB. Alternativa C s

V2

67. (FUVEST) Três projéteis de massas iguais a 5 gramas têm Resolução:


velocidades iguais a 700 m/s; eles percorrem trajetórias → → →
a) Horizontal, pois Q A , Q B e Q C são horizontais, logo
horizontais A, B e C, coplanares, indicadas na figura. Os → → →
QA + QB + QC é horizontal.
projéteis atingem, simultaneamente, um bloco de madeira
de massa igual a 10 kg. b) Qantes = Qdepois

a) Qual a direção do 2m . 700 . cos 30º + m . 700 = Qres


vetor quantidade de
3
movimento adquirido Qres = 1400 . 5 x 10−3 . + 5 x 10−3 . 700
2
pelos projéteis + bloco
de madeira ? Qres = 3,5( 3 + 1) kg m/s
Explique.
b) Qual o módulo desse vetor ?

FISCOL-MED0603-R
EDUCACIONAL
DINÂMICA IMPULSIVA FÍSICA
19
68. (UNICAMP) Um vagão de massa M = 3 000 kg parte do Resolução:
repouso e movimenta-se sobre um trilho horizontal graças
F 6 000
à ação de uma força resultante horizontal de 6 000 N. a) a = = = 2 m/s2
m 3 000

b) V = V0 + at
a) Calcule a aceleração do centro de massa do vagão
b) Calcule a velocidade angular das rodas do vagão no V = 2 . 10 = 20 m/s
instante t = 10 s. Admita que as rodas têm raio
V 20
R = 0,4 m e rolam sem deslizar. V=ω.R ⇒ ω= = = 50 rad/s
R 0, 4

69. (UNICAMP) Uma metralhadora dispara balas de massa Resolução:


m = 80 g com velocidade de 500 m/s. O tempo de duração
a) I = ∆Q
de um disparo é igual a 0,01 s.
F . ∆t = m . ∆V
a) Calcule a aceleração média que uma bala adquire du-
0,08 . 500
rante um disparo F= = 4 000 N ⇒
0,01
b) Calcule o impulso médio exercido sobre uma bala. F 4 000
a= = = 5 . 104 m/s2
m 0,08

b) I = F . ∆t = 4 000 . 0,01 = 40 N . s

70. Um garoto de massa 30 kg caminha sobre uma canoa de Resolução:


massa 60 kg. Inicialmente o sistema está em repouso e o Qantes = Qdepois
menino caminha de uma ponta a outra da canoa, cujo antes
Qantes = 0
comprimento é de 2 m. Qual o deslocamento sofrido pelo
garoto em relação à superfície da água ? ∴ QG = QC
mG . VG = mC . VC
depois
∆SG ∆S
mG = mC C
∆t ∆t

mG . (x) = mC . (2 – x) 0 x 2m

30x = 60 . (2 – x)
90x = 120
x = 4/3 m

71. Um canhão dispara horizontalmente uma granada de 60 kg, Resolução:


conferindo-lhe em 1/40 s a velocidade de 900 m/s. Qual a
I = ∆Q = m . ∆V = 60 . 900 = 54000 N . s
intensidade do impulso I recebido pela granada? Admitindo F . ∆t = 54000
que durante o disparo a força propulsora seja constante, 54000
F= = 2,16 x 106N
calcule a sua intensidade. 1/ 40

FISCOL-MED0603-R
20 FÍSICA DINÂMICA IMPULSIVA
EDUCACIONAL

(ITA) Este enunciado refere-se aos testes 72 e 73


Uma massa m = 5,0 kg desloca-se ao longo do eixo x em função do tempo, conforme o gráfico abaixo (1). Em certo instante, durante
um curto intervalo de tempo ∆t, ela sofre a ação de uma força impulsiva e o seu movimento, após essa ação, passa a obedecer ao
gráfico (2).
x (m)
12
10
(2)
8
6
4 ∆t
(1)
2
t (s)
0 2 4 6

72. Qual o impulso dessa força sobre o corpo ? Resolução:


a) 7,5 kg . m/s I = ∆Q = m . ∆V
11 − 6 5
b) 26,3 kg . m/s V1 = 2/2 = 1 m/s e V2 = = = 2,5 m/s
c) 7,5 N . m 6−4 2
d) 12,5 J ∴ I = 5 . (2,5 – 1) = 7,5 kg m/s
e) 12,5 kg . m/s Alternativa A

73. Na questão anterior, se ∆t = 1,0 x 10–2 s, qual foi o valor Resolução:


médio da força ?
I = F . ∆t
a) 7,5 N
I 7,5
b) 26,3 N ∴F= = = 750 N = 7,5 x 102N
∆t 10−2
c) 125 N
d) 7,5 x 102 N
Alternativa D
e) 12,5 N

74. (UFOP-MG) Duas esferas idênticas, em movimento Resolução:


retilíneo, passam pela mesma marca, no mesmo instante
t = 0 s, com as velocidades indicadas na figura. As
velocidades mantêm-se inalteradas durante todo o I. Verdadeira → Vafastamento = 30 – 10 = 20 m/s
percurso. Afirma-se que: ∴ após 2 s ⇒ d = 40 m

v1 = 10 m/s
E1 II. Verdadeira → Como V1 e V2 são constantes ⇒
FR = FR = 0 ∴ FR = 3FR = 0
1 2 2 1

v2 = 30 m/s
E2 III. Falsa → Q2 = m . V2 = 30 m
Q1 = m . V1 = 10 m
marco ∴ Q2 = 3Q1

I. A distância entre as duas esferas, após 2 s, é de 40 m. Alternativa D


II. A resultante que atua sobre E2 é igual a três vezes a
força que atua sobre E1.
III. A quantidade de movimento da esfera E2 é igual a
1/3 da esfera E1.
É(são) verdadeira(s) somente a(s) afirmativa(s):
a) I b) II c) III d) I e II e) I, II e III

FISCOL-MED0603-R
EDUCACIONAL
DINÂMICA IMPULSIVA FÍSICA
21
75. Uma metralhadora dispara seis balas por segundo contra Resolução:
um alvo. A massa de cada bala é 3,0 gramas e a velocidade
I = ∆Q
com que sai da metralhadora é de 1000 m/s. A força média
F . ∆t = m . ∆V
para manter a metralhadora na mesma posição é:
F . 1 = 6 . 3 x 10–3 . 1000 ⇒ F = 18 N

a) 5,0 N b) 12,0 N c) 15,0 N


Alternativa D
d) 18,0 N e) nda


76. (UF-ES) Uma bomba tem velocidade V no instante em que Resolução:
explode e divide-se em dois fragmentos, um de massa M e
Qantes = Qdepois
o outro de massa 2 M. A velocidade do fragmento menor

logo após a explosão é igual a 5 V. Desprezando-se a ação 3MV = M . 5V + 2M . V' ⇒ – 2V = 2V' ⇒ V' = – V
da gravidade e a resistência do ar, qual a velocidade do
Alternativa D
fragmento maior?
5→ → 2
a) V b) V c) −
2 5
→ 5→
d) – V e) − V
2

77. (UF-SCar) Uma granada, originalmente em repouso Resolução:


sobre o plano horizontal sem atrito xy da figura, explode e
Como m1 > m2 ⇒ | Q1 | > | Q2 |
separa-se em três partes de massas m1, m2 e m3, tais que
m1 > m2. As duas primeiras saem com velocidades iguais Logo, a parte 3 deve ter uma quantidade de movimento tal que sua
em módulo e orientações (sentidos) mostradas na figura projeção no eixo y seja maior que a projeção no eixo x.
abaixo. Qual das setas pode indicar o sentido seguido por
m3 ? y Alternativa D

V1 →
m1 V2
a) I
b) II
c) III x
I 45º m2
d) IV
e) V II

III V
IV

78. Um vaso de massa 5 kg é abandonado do 9o andar de um Resolução:


edifício, quebrando-se ao atingir o solo. Cada andar possui
2h 2 . 10 . 4
altura de 4 m. a) t = = = 2 2s
g 10
use 2 = 1,4
Obs.: 10 andares contando o térreo
Determine:
a) o tempo da queda b) IP = ∆Q ⇒ P . ∆t = m . ∆V
mg∆t = m . V
b) a velocidade com que o vaso atinge o solo
c) o módulo da força normal média que atua sobre o vaso V = 10 . 2 2 = 20 2 m/s
durante sua desaceleração, supondo que esta teve uma c) IF = ∆Q
R
duração da ordem de 1 centésimo de segundo FR . ∆t' = m . ∆V

m . ∆V 5 . 20 2
(F – P) = ⇒F= + mg = 14050 N . s
∆t ' 0,01

FISCOL-MED0603-R