Você está na página 1de 2

O milagre da Viúva de Naim

A viúva de Nain !!!

(Lucas 7:11) - E aconteceu que, no dia seguinte, ele foi à cidade chamada Naim, e com
ele iam muitos dos seus discípulos, e uma grande multidão;
(Lucas 7:12) - E, quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto,
filho único de sua mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade.
(Lucas 7:13) - E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disse-lhe:
Não chores.
(Lucas 7:14) - E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam), e disse:
Jovem, a ti te digo: Levanta-te. E o defunto assentou-se, e começou a falar.
(Lucas 7:15) - E entregou-o a sua mãe.

Graça e a paz a todos! Bom, hoje vou falar de um milagre, que para muitos é apenas
mais um em comum que Jesus o DEUS CONOSCO, o autor da vida e o consumador da
fé operou. Três multidões testemunharão desse milagre, os apóstolos, que eram muitos
nessa ocasião; outra grande aglomeração de pessoas que seguia Jesus em direção de
uma pequena cidade chamada NAIN; e por último, outra grande multidão que levavam
um defunto. Notemos que, Jesus foi ate essa cidade. Agora eu te pergunto, você já parou
para pensar o porque dele ter resolvido ir ate essa cidade? Vou te falar te mostrar.
Simplesmente porque ele sabia que iria cruzar uma grande multidão para chegar no
centro dessa multidão, e encontrar-se com uma mulher, mulher essa que já tinha
experimentado uma triste separação, a perda do seu protetor, do seu amor, da sua
metade. É inexplicável esse triste sentimento da enigmática da vida para aqueles que
ainda não conhecem Jesus cristo. Bom, ela ate poderia estar sendo consolada por muitas
pessoas com palavras de consolo, mas naquele momento palavra alguma podia consolá-
la. Na sua primeira experiência de perda de um ente querido, talvez não tivesse se
digladiado consigo mesmo, pois tinha consciência que esse era o ciclo da vida, e que
todos iremos passar um dia por isso. Mas desta vez a dor com certeza foi bem maior,
não existe palavras para uma mãe ou um pai que consiga o consolar com a partida de
seu filho. Nenhum pai espera um dia enterrar o seu próprio filho! Fielmente acredito
que qualquer pessoa diante de uma situação como essa que a viúva se encontrava, seu
primeiro clamor é o de pedir a DEUS um MILAGRE. Muitas das pessoas que se
encontrava nessa multidão tentaram de alguma forma consolá-la, com tantas palavras.
Ao se aproximar Jesus a viu, foi a seu encontro, Ele não procurou palavras, apenas se
conteve e moveu-se de intima compaixão, Ele sabia o desejo do coração da viúva, que
era ter de volta tudo o que ela tinha em sua viuvez, seu filho amado, o espelho, a
imagem do seu amor perdido pela morte, e que a deixou viúva, o seu marido. E as
únicas palavras que Jesus tinha para ela foi não chores, e, movido de uma íntima
compaixão por ela, Jesus não procurou palavras, mas ação e então disse ao defunto:
“Mancebo, a ti te digo, levanta-te,” e o defunto levantou e começou a falar sendo
entregue a sua mãe que verdadeiramente foi consolada. Com seu problema resolvido,
acabou o sofrimento e veio a paz e alegria naquele coração que ferido esteve. Jesus
cumpriu o poder sobre a morte, com sua presença única entre meio a toda aquela
multidão, revelando de como DEUS faz acontecer, para os que assim o recebem (Lucas
7:16) - E de todos se apoderou o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande
profeta se levantou entre nós, e Deus visitou o seu povo. Meus amados esse Jesus que
operou naquele tempo, continua operando hoje e sempre, Ele quer operar em nossas
vidas, apenas devemos fazer como toda aquela multidão o fez, parar quando as diversas
circunstancia da vida vir de encontro conosco, porque CRISTO também vem de
encontro como foi no caso da viúva de NAIN. ELE não permite que você chegue ate a
um cemitério para manifestar os milagres que ele tem reservado em tua vida, então
amados, parem comecem a glorificar A DEUS e escutem o que ele tem para lhes falar,
porque DEUS pode fazer o seu impossível ser possível,
Apenas creia ( João 11,25) Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que
crê em mim, ainda que esteja morto, viverá.

Fiquem todos na graça e na paz de CRISTO

Roberto Falbo