Você está na página 1de 13

R E L AT Ó R I O F O T O G R Á F I C O

PROJETO “CIDADE CRIANÇA”

ARAÇUAÍ / MG

MAI - JUN 2008

www.cpcd.org.br
Apropriação

“Para ser mãe, tem que aprender mesmo umas com as outras. A

orientação é importante para ajudar a gente a educar melhor os filhos. E

o projeto prepara as mães para isso. As reuniões servem para clarear o

pensamento a respeito dos filhos.”

Maria de Jesus Antunes, 45 anos

Araçuaí - MG

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 2


Coerência

“Gosto de brincar com o Levi. Ele me ensina a jogar bola devagar e eu

não machuco. Mas ele é menor que eu.”

Natália Oliveira, 4 anos

Engenheiro Schnoor

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 3


Cooperação

“Eu passeio com meus irmãos que estão no projeto. Todas as crianças

gostam de brincar e a brincadeira que mais gosto é de “estátua”, porque

a gente tem que ficar firme, sem mexer, e eu consigo. Depois, seguimos o

passeio, todos juntos. Eu ajudo as educadoras a olhar as crianças.”

Josélia de Abreu, 8 anos

Araçuaí - MG

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 4


Criatividade

“Para ser mãe-cuidadora, tem que ser criativa. As crianças adoram um

brinquedo hoje, amanhã elas não querem nem ver o brinquedo. Tem que

renovar todo dia. Elas não gostam da mesma música toda hora; temos

que “rebolar” mesmo.”

Ângela Maria dos Santos, mãe-cuidadora

Engenheiro Schnoor

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 5


Dinamismo

“Faço todo esforço para cuidar das crianças, principalmente através de

suas famílias. Elas se tornam receptivas e esse é o ponto que precisamos

para entrar em suas casas. Quando nos reunimos para preparar a Folia

do Livro, por exemplo, todas se juntam para organizar o espaço e o

lanche na maior animação.”

Eliete Rodrigues, mãe-cuidadora

Araçuaí - MG

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 6


Eficiência

“Eu tenho três filhos e moro com meu pai, que me ajuda a cuidar deles.

As mães-cuidadoras são eficientes para nos ajudar a educar os filhos.

Não é fácil, mas a companhia delas torna menos pesada essa tarefa de

educar.”

Edileusa de Fátima, 29 anos

Araçuaí - MG

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 7


Estética

“O dia da beleza eu gosto porque fico “beleza”.”

Mirela da Cruz, 4 anos

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 8


Felicidade

“Sinto-me feliz em cuidar dos bebês, fazer massagens e comprovar que

eles ficam bem e confortáveis. “

Ana Rita Alves, mãe-cuidadora

Araçuaí - MG

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 9


Harmonia

“Os encontros com a comunidade harmonizam as relações entre as

pessoas. Elas compreendem que a convivência é importante para alcançar

os objetivos coletivos.”

Sheila Tavares, mãe-cuidadora

Araçuaí - MG

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 10


Oportunidade

“As pessoas que trabalham estão bem preparadas para o trabalho que

fazem. Foi uma oportunidade para elas e para as famílias também. Eu

estou de acordo com o que elas ensinam: pai tem que ser presente, ajudar

a mãe, para que a responsabilidade seja mesmo dos dois.”

James Oliveira, pai

Alfredo Graça

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 11


Protagonismo

“Eu dirijo o ônibus (imaginário, de brincadeira) que leva o projeto para

passear. Dirijo com cuidado, porque sei cuidar dos meninos menores

e assim eles não se machucam. Vou ser motorista de verdade quando

crescer.”

José Carlos, 6 anos

Araçuaí - MG

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 12


Transformação

“Esse menino era arredio, parecia bicho do mato quando via uma pessoa.

Agora, ele chora para ir passear com as mães do projeto, brinca de correr

com os outros e sabe contar histórias. Vivia “arreliado“ (aborrecido), hoje

dificilmente ele chora, ri à toa. “

Marina da Penha, mãe

Araçuaí - MG

Projeto Cidade Criança - Araçuaí/MG 13

Interesses relacionados