Você está na página 1de 5

16/11/13

16/11/13 Gostaria de sugestões de temas para trabalhar com juri simulado para adolescentes. Alguém pode me

Gostaria de sugestões de temas para trabalhar com juri simulado para adolescentes. Alguém pode me ajudar? - Yahoo! Respostas

9
9

Buscar

Buscar na Web

O que você está procurando?

O que você está procurando?

Gostaria de sugestões de temas para trabalhar com juri simulado para adolescentes. Alguém pode me ajudar?

simulado para adolescentes. Al guém po de me ajudar? Maria M. 6 anos atrás ( 2008-05-07

6 anos atrás ( 2008-05-07 00:03:59 +0000 ) Denuncie

Melhor resposta - Escolhida por votação

Os crimes de competência do Júri são os crimes DOLOSOS Contra a Vida (homícidio; auxílio, induzimento ou

instigação ao suicídio; aborto e infanticídio.) e apenas estes! -> somente estes crimes podem ir a julgamento

pelo júri

Não é homicídio

Nenhum outro pode (exemplo: crime de roubo -> mesmo que a vítima morra, continua sendo roubo

Não pode ir a júri

/ E homicídio culposo, também não vai a Júri. Aliás, qualquer crime, se for

culposo, jamais será de competência do Júri.) Se algum crime que não seja da esfera de competência do tribunal do júri vier a ser mandado a júri (pronúncia) ou julgado pelo júri (em plenário), deve-se sutentar a tese de incompetência do tribunal do júri para apreciar o caso

(exemplo: desclassificação do crime para outro menos grave, etc

)

Bem, tenho algumas idéias

A melhor delas é a seguinte:

Marido ciumento desfere facadas (poucas facadas, no máximo umas duas ou três e em locais que não sejam

Mas

letais, que não permitam morrer na hora que a mulher ainda está agonizando

descober, a leva para o hospital e impede que sobrevenha o resultado morte

O Ministério Público o denuncia por homicídio tentado, o processo segue seu curso e finalmente vai a Júri. Qual

seria a tese da defesa? Vamos lá!

O que acontece neste caso? Não há homicídio consumado, nem tentativa de homicídio. Isto porque, o art. 14 do

CP prevê que se diz o crime tentado quando este não se consuma por circunstâncias ALHEIAS À VONTADE do

agente

crime se consumasse. Isso configura o arrependimento eficaz. Assim sendo, apenas responde o agente pelos atos já praticados até então (lesões corporais graves).

E, já que a esposa não veio a falecer e não se pode falar em tentativa, faz-se cogente que seja pedida a

desclassificação do crime para o de lesões corporais graves e remetidos os autos para o verdadeiro juízo competente (vara criminal comum). Pois, lesões corporais de qualquer natureza não são de competência do

Júri

Vc também pode jogar com as datas do caso que usará no Júri, para que se mostre presente a prescrição

(destacadamente, se o agente for menor de 21 anos, pois aí a prescrição se dá pela metade do prazo

atenção! Fique atenta para que a prescrição se dê em relação ao crime de lesões corporais graves (devido à desclassificação), pois aí o prazo para que o crime tenha prescrito é menor

Porém, se devido às datas esta prescrição se der em relação até mesmo ao homicídio (o que é mais difícil, pois

a pena deste é de 20 anos - e, se menor relativamente, de 10 anos

devagar

mais seguro (claro, vai que a desclassificação não seja aceita

fosse aceita a tese da desclassificação e em relação ao crime para o qual o homicídio foi desclassificado - qual

seja, o de lesões corporais graves

Mas, em sendo vc que vai redigir o problema, vc terá como colocar dados suficientes para que a tese da desclassificação possa vir a ser aceita e jogar certinho com as datas para que o crime prescreva

Esse é um caso muito bom, que um professor de Direito Penal meu inventou uma vez no curso preparatório para

o exame de ordem

na esposa adúltera e sai de casa para ir ao bar. Quando retorna, vê Ao perceber que ela não irá morrer, tomado pelo medo de vir a ser

)

E neste caso, não se consumou pela vontade do agente, o qual socorreu a esposa e impediu que o

Saca???

) -> Mas

só se o processo correu muuuuito

),

daí qualquer um que o juiz decida que foi o cometido pelo agente, este crime estará prescrito. Seria o

daí bye bye prescrição porque só prescreveria se

),

mas não é algo tão corriqueiro com crimes de homicídio

Bem

Vou te passar mais um caso interessante:

16/11/13

Gostaria de sugestões de temas para trabalhar com juri simulado para adolescentes. Alguém pode me ajudar? - Yahoo! Respostas

caso 1: http://www.oabpr.org.br/examedeordem/arq… (baseie-se no problema e não em que peça processual

apresentar, claro

caberia ou não legítima defesa

mudaria isso adaptando e dizendo que a vítima investiu contra o acusado, tendo lhe desferido socos, pontapés,

ou que teria batido nele com uma cadeira, etc

é um bom problema para adapatar para o júri simulado

Eu só acho que não fica claro se

parecia que as agressões narradas no problema eram apenas verbais - eu

)

Bem, eu não sei se vc quer que o réu seja absolvido ou condenado neste júri que será mostrado aos

adolescentes

Mas claro, vc pode adaptar estes problemas que te passei de acordo com o que julgar melhor

Outra idéia: traficante (acusado, réu, criminoso) mata adolescente usuário de drogas porque este não pagou a mercadoria recebida-> neste caso, se vc quiser que o traficante seja condenado, vc coloca todos os dados convergindo contra a absolvição do cara Também serviria de exemplo para que os adolescentes sejam estimulados a não usar drogas É mais uma idéia

Desculpe perguntar: vc é advogada ou faz faculdade de direito???

Fonte(s):

Art. 14 - Diz-se o crime:

Crime consumado

I - consumado, quando nele se reúnem todos os elementos de sua definição legal;

Tentativa

II - tentado, quando, iniciada a execução, não se consuma por circunstâncias alheias à vontade do agente.

Pena de tentativa

Parágrafo único - Salvo disposição em contrário, pune-se a tentativa com a pena correspondente ao crime consumado, diminuída de um a dois terços.

Desistência voluntária e arrependimento eficaz

Art. 15 - O agente que, voluntariamente, desiste de prosseguir na execução ou impede que o resultado se produza, só responde pelos atos já praticados.

… TÍTULO I - DOS CRIMES CONTRA A PESSOA

CAPÍTULO I - DOS CRIMES CONTRA A VIDA

Homicídio simples

Art. 121 - Matar alguém:

16/11/13

Gostaria de sugestões de temas para trabalhar com juri simulado para adolescentes. Alguém pode me ajudar? - Yahoo! Respostas

Pena - reclusão, de 6 (seis) a 20 (vinte) anos.

Caso de diminuição de pena

§ 1º - Se o agente comete o crime impelido por motivo de relevante valor social ou moral, ou sob o domínio de

violenta emoção, logo em seguida a injusta provocação da vítima, o juiz pode reduzir a pena de um sexto a um

terço.

Homicídio qualificado

§ 2º - Se o homicídio é cometido:

I - mediante paga ou promessa de recompensa, ou por outro motivo torpe;

II - por motivo fútil;

III - com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio insidioso ou cruel, ou de que possa

resultar perigo comum;

IV - à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido;

V - para assegurar a execução, a ocultação, a impunidade ou vantagem de outro crime:

Pena - reclusão, de 12 (doze) a 30 (trinta) anos.

Homicídio culposo (este não vai a Júri!)

§ 3º - Se o homicídio é culposo:

Pena - detenção, de 1 (um) a 3 (três) anos.

Aumento de pena

§ 4º - No homicídio culposo, a pena é aumentada de um terço, se o crime resulta de inobservância de regra

técnica de profissão, arte ou ofício, ou se o agente deixa de prestar imediato socorro à vítima, não procura

diminuir as conseqüências do seu ato, ou foge para evitar prisão em flagrante. Sendo doloso o homicídio, a pena

é aumentada de um terço, se o crime é praticado contra pessoa menor de 14 (catorze) anos.

§ 5º - Na hipótese de homicídio culposo, o juiz poderá deixar de aplicar a pena, se as conseqüências da infração atingirem o próprio agente de forma tão grave que a sanção penal se torne desnecessária.

16/11/13

Gostaria de sugestões de temas para trabalhar com juri simulado para adolescentes. Alguém pode me ajudar? - Yahoo! Respostas

Induzimento, instigação ou auxílio a suicídio

Art. 122 - Induzir ou instigar alguém a suicidar-se ou prestar-lhe auxílio para que o faça:

Pena - reclusão, de 2 (dois) a 6 (seis) anos, se o suicídio se consuma; ou reclusão, de 1 (um) a 3 (três) anos, se da tentativa de suicídio resulta lesão corporal de natureza grave.

Parágrafo único - A pena é duplicada:

Aumento de pena

I - se o crime é praticado por motivo egoístico;

II - se a vítima é menor ou tem diminuída, por qualquer causa, a capacidade de resistência.

Infanticídio

Art. 123 - Matar, sob a influência do estado puerperal, o próprio filho, durante o parto ou logo após:

Pena - detenção, de 2 (dois) a 6 (seis) anos.

Aborto provocado pela gestante ou com seu consentimento

Art. 124 - Provocar aborto em si mesma ou consentir que outrem lho provoque:

Pena - detenção, de 1 (um) a 3 (três) anos.

Aborto provocado por terceiro

Art. 125 - Provocar aborto, sem o consentimento da gestante:

Pena - reclusão, de 3 (três) a 10 (dez) anos.

Art. 126 - Provocar aborto com o consentimento da gestante:

Pena - reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos.

Parágrafo único - Aplica-se a pena do artigo anterior, se a gestante não é maior de 14 (quatorze) anos, ou é alienada ou débil mental, ou se o consentimento é obtido mediante fraude, grave ameaça ou violência.

Forma qualificada

16/11/13

Gostaria de sugestões de temas para trabalhar com juri simulado para adolescentes. Alguém pode me ajudar? - Yahoo! Respostas

Art. 127 - As penas cominadas nos dois artigos anteriores são aumentadas de um terço, se, em conseqüência do aborto ou dos meios empregados para provocá-lo, a gestante sofre lesão corporal de natureza grave; e são duplicadas, se, por qualquer dessas causas, lhe sobrevém a morte.

Art. 128 - Não se pune o aborto praticado por médico:

Aborto necessário

I - se não há outro meio de salvar a vida da gestante;

Aborto no caso de gravidez resultante de estupro

II - se a gravidez resulta de estupro e o aborto é precedido de consentimento da gestante ou, quando incapaz, de seu representante legal.

6 anos atrás ( 2008-05-07 00:44:36 +0000 ) Denuncie

legal. 6 anos atrás ( 2008-05-07 00:44:36 +0000 ) Denuncie Eu 80% 4 Votos Outras Respostas

Eu

80% 4 Votos

Outras Respostas (3)

Já trabalhei com simulados assim na época de escola. O melhor jeito é colocando de réu alguma temática do

meio dos adolescentes. Personalize algo abstrato, como o aborto, televisão, internet, drogas, preconceito outras coisas.

entre

É interessante assim!

6 anos atrás ( 2008-05-07 00:33:22 +0000 ) Denuncie

20% 1 Voto

atrás ( 2008-05-07 00:33:22 +0000 ) Denuncie 20% 1 Voto 123 Existem vários temas. Que tal:

123

Existem vários temas. Que tal: menor delinquente, usuário de drogas ou homicida!

6 anos atrás ( 2008-05-07 00:11:00 +0000 ) Denuncie

0% 0 Votos

atrás ( 2008-05-07 00:11:00 +0000 ) Denuncie 0% 0 Votos Ivete H alguns temas que eu

alguns temas que eu acho interessante são: teste de paternidade e aborto, muitos adolescentes passam por isso. seria legal fazer um juri, para que os adolescentes entendessem melhor seus direitos, deveres e obrigações com relação ás crianças envolvidas, direitos das mães e pais solteiros, responsabilidade sobre outras vidas,

problemas de saude com relação ao aborto

paternidade, mesmo sendo comprovado pelo teste de dna, sobre abandono de incapaz outras coisaas, relacionadas a esses dois assuntos, que valeriam uma causa juridica.

6 anos atrás ( 2008-05-07 00:17:35 +0000 ) Denuncie

penas por infantiicidio ou no caso de um pai não assumir

e porai vai

há muitas

0% 0 Votos

pai não assumir e porai vai há muitas 0% 0 Votos indecisa