Você está na página 1de 4

Lisboa, 2010

1
A Ideia:

«O acto poético é o empenho total do ser


para a sua revelação. Este fogo do
conhecimento, que é também fogo de
amor, em que o poeta se exalta e consome,
é a sua moral. E não há outra.»

Eugénio de Andrade

(Re)colocar a poesia nos espaços de Aprendizagem. É esta a ideia simples e concreta que está
na base do Festival Speak Out Loud. Assente na ideia da leitura do(e) poemas, no uso da
Língua Portuguesa para expressar o pensamento e a força da Arte sobre a lógica temporal e
mundana das coisas, este projecto nasce para ser um momento único de combinação de
saberes e de expressões, rumando no caminho dos lugares de Aprendizagem como lugares de
exploração da Arte como um todo e do Conhecimento como um passo no caminho da
humanização do Ensino.

O Projecto:

O projecto do Festival Speak Out Loud tem uma ambição nacional e por isso é desenhado por
etapas. Assim:

1. Lançamento de um concurso nacional, no modelo de Poetry Slam, que terá lugar nas
escolas/universidades participantes (todas potencialmente a nível nacional) e que,
funcionando por eliminatórias juntará todos os participantes seleccionados em
eliminatórias regionais que terá a sua conclusão no evento nacional a ter lugar no
Teatro Villaret, em Lisboa, com a sessão final, integrando as apresentações dos
finalistas e um conjunto de actividades artísticas em 3 dias de evento. Este concurso
nacional terá diferentes escalões de acordo com a faixa etária dos participantes e/ou
nível de escolaridade. Envolverá ainda um escalão livre para todos os participantes que
desejarem apresentar-se a concurso. Haverá lugar a textos originais e/ou leituras de
autores consagrados.

2. O evento do Festival Speak Out Loud, que envolverá três dias de trabalhos, com
conferências sobre poesia, literatura e Arte. Envolverá ainda Workshops de escrita
criativa, artes poéticas e performativas. A final do Poetry Slam e um espectáculo final
de encerramento.

3. Uma forte presença nas redes sociais e dinamização de criação de uma partilha em
vídeo dos trabalhos apresentados no concurso e no Festival Speak Out Loud.

2
A Organização:

Envolvendo escolas e universidades públicas e privadas, o concurso nacional e o Festiva Speak


Out Loud, contará a mobilização de algumas forças locais para o seu desenvolvimento. Assim:

1. Haverá um trabalho em rede junto das escolas/universidades que manifestem interesse em


participar, sendo que haverá um processo de inscrição obrigatória da entidade que deverá
apresentar um leque de participantes a concurso.

2. Haverá júris regionais (personalidade locais escolhidas pelo mérito na área), sendo que as
escolhas em cada escola/universidade serão presididas por um júri que será de
responsabilidade própria e será interlocutor privilegiado com a organização do Festival Speak
Out Loud.

3. Cada escola/universidade só poderá enviar um participante para as finais regionais por faixa
etária/nível de escolaridade (Básico – 1.º Escalão (7.º, 8.º 9.º anos); Secundário (10.º, 11.º, 12.º
anos; Superior).

4. O Festival Speak Out Loud decorrerá em três dias de trabalho que serão antecedidos de
dois dias onde decorrem as semi-finais para selecção dos 5 candidatos que farão a sua
participação na final.

5. O evento principal decorrerá no Teatro Villaret, fechando os trabalhos com 3 dias que
incluem a final do concurso de poetry slam, conferências e um espectáculo.

A Timeline:

O concurso nacional e o Festival Speak Out Loud, decorrem durante 3 meses, das
inscrições/participações às finais regionais. Decorre ainda mais um mês, das finais regionais
até às semi-finais. Por fim, o evento final terá lugar no final do ano (Novembro/Dezembro).

Reservado

3
Conclusão:

«Um poema não é uma coisa que se coloca


sobre o teu dia como um condimento sobre o
teu almoço. A vida de uma pessoa não tem
material semelhante a nada que conheças.
Existir é feito de peças impossíveis de copiar.
E a poesia não entra nesse material único - a
vida de uma pessoa - como o avião no ar ou o
acidente do avião na terra dura. Um poema
não é manso nem meigo, não é mau nem
ilegal.
Os homens não se medem pelos poemas que
leram, mas talvez fosse melhor. O que é a fita
métrica comparada com algo intenso? Há
poemas que explicam trinta graus de uma
vida e poemas que são um ofício de
demolição completa: o edifício é trocado por
outro, como se um edifício fosse uma camisa.
Muda de vida ou, claro, muda de poema.»

Gonçalo M. Tavares

Este é um projecto de poesia. De colocar a leitura sentida no centro da aprendizagem. De


sentir as palavras. De recolocar a Arte de ser poeta, de ler em público, de saber falar e de
saber sentir para além do tempo de hoje. É um desafio à imaginação e uma força que tem que
nascer nos locais de aprendizagem e transformar-se em algo maior. Num momento de culto à
poesia, à liberdade e à palavra. O Festival Speak Out Loud é esse momento. Quer ser esse
momento. Assim nasce, o poema e assim nasce este projecto.