Você está na página 1de 4

Jung: o Ego e a Sombra | Biblioteca Virtual da Antroposofia

1 de 4

http://www.antroposofy.com.br/forum/jung-o-ego-e-a-sombra/

Biblioteca Virtual da Antroposofia

JUNG: O EGO E A SOMBRA
16 DE MARÇO DE 2016 | ADMIN | DEIXE UM COMENTÁRIO

JUNG: O EGO E A SOMBRA
Evandro Rodrigo Tropéia
Fonte: Refletindo sobre o Ser – clique e conheça

Inscreva-se em nosso site e receba informações sobre os trabalhos da Biblioteca:

“Qualquer árvore que queira tocar os céus precisa ter raízes tão profundas a ponto de tocar os
infernos.” – Carl Jung
Quando a pessoa consegue suprimir o aspecto animal de seu estado natural, ela pode se tor-

17-03-2016 11:22

A partir do momento em que o mesmo se encontra “curado”. da criatividade.br/forum/jung-o-ego-e-a-sombra/ nar “civilizada”. a pessoa começa a se sentir cheia de vida e energia para prosseguir em sua caminhada. fazendo com que essas pessoas pareçam num certo momento. mas esta repressão só pode ser executada através das capacidades motivadoras da espontaneidade. mas esta repressão só pode ser executada através das capacidades motivadoras da espontaneidade. Um grande exemplo que pode ser citado é de um alcoolista compulsivo que com o tempo consegue vencer seu hábito e dominar o vício. das emoções e das intuições. O Arquétipo Sombra consiste no lado obscuro da Psique. é necessário que ele passe pelo processo de domesticação com relação aos ímpetos contidos na sombra. Um grande exemplo que pode ser citado é de um alcoolista compulsivo que com o tempo consegue vencer seu hábito e dominar o vício. Quando o indivíduo traz em si um desequilíbrio. A regência de uma vida saudável gira sempre em torno do equilíbrio. aguardando uma oportunidade para se expressar. A partir do momento em que o mesmo se encontra “curado”. A Consciência se expande trazendo vitalidade à atividade mental. onde estão contidos nossos instintos primitivos. ela pode se tornar “civilizada”. O sujeito então. Quando o indivíduo traz em si um desequilíbrio. os motivos que desencadearam o vício são forçados a recolher-se para o inconsciente. ao se deparar com uma situação traumática e conflituosa com a qual ele não pode lidar. os moti- 17-03-2016 11:22 . É possível observarmos que as pessoas criativas são consideradas “esquisitas”. Podemos afirmar que uma vida privada de sua sombra se transforma numa vida sem brilho. O Ego e a Sombra devem trabalhar em perfeita harmonia. Não há como fugir de sua sombra. Para que o sujeito seja inserido na comunidade. A Sombra é um Arquétipo de muito valor. pois ela detém a capacidade de reter e afirmar idéias ou imagens que trazem vantagens para a vida do indivíduo. a sombra se aproveita dessa fragilidade.antroposofy. das emoções e das intuições.com.Jung: o Ego e a Sombra | Biblioteca Virtual da Antroposofia 2 de 4 http://www. insanas. originando dessa forma aquilo que denominamos recaída. Quando a pessoa consegue suprimir o aspecto animal de seu estado natural. Há certa verdade no relacionamento entre o gênio e a loucura. a sombra se aproveita dessa fragilidade. Assim. O conteúdo da Sombra presente nas pessoas criativas de vez em quando podem se sobressair ao Ego. É a origem de tudo aquilo que há de melhor e pior na raça humana. da criatividade. a Sombra se manifesta com extrema força. o Ego deixa de obstruir a Sombra e passa a canalizá-la. Quando o Ego e a Sombra se harmonizam.

a luz e a sombra. Nós precisamos entender melhor a natureza humana. porém é quase incapaz de elaborar uma estratégia para conhecer a si mesmo. Todos os seres humanos tem seu lado obscuro. estuda e arquiteta planos mirabolantes para combater o seu inimigo. dentro de cada um de nós há um outro que não conhecemos. Tudo depende do Equilíbrio! Leia também: 17-03-2016 11:22 . Segundo o pensamento de Carl G. A partir desse pensamento quero propor aqui o raciocínio de que a vida é um ciclo de energia onde eu mesmo sou o equilíbrio entre o medo e a coragem. Torna-se expressamente impossível alcançar o ponto de equilíbrio sem passar pela estrada do conhecimento de si mesmo. No entanto. Se tudo correr bem é melhor nem conhecer. Equilibrar-se implica em autoconhecimento. originando dessa forma aquilo que denominamos recaída. Equilíbrio é saber até onde posso chegar e até onde vai o meu limite. O sujeito então.Jung: o Ego e a Sombra | Biblioteca Virtual da Antroposofia 3 de 4 http://www. pois ela nunca é vencida. aguardando uma oportunidade para se expressar. a alegria e a tristeza. O homem planeja. porque o único perigo real é o próprio homem. essa persistência é eficaz. tanto para a promoção do mal quanto para o bem. Jung (1875 -1961). a pergunta e a resposta. Somente pelo equilíbrio entre as grandes extremidades será possível compreender a Fé e a Razão. a Sombra se manifesta com extrema força. ao se deparar com uma situação traumática e conflituosa com a qual ele não pode lidar.antroposofy.com. A Sombra é dotada de um intenso poder de resistência.br/forum/jung-o-ego-e-a-sombra/ vos que desencadearam o vício são forçados a recolher-se para o inconsciente. É preciso compreender a máxima expressão de que o meu maior inimigo sou eu mesmo.

com.antroposofy.Jung: o Ego e a Sombra | Biblioteca Virtual da Antroposofia 4 de 4 http://www.br/forum/jung-o-ego-e-a-sombra/ Sinta se o conteúdo faz sentido para você ou não para compartilhar: 0 comentários Classificar por Mais antigos Facebook Comments Plugin 17-03-2016 11:22 .