Você está na página 1de 5

58

Mt 1,6-8a BJ[a] Mt 1, 6 Davi gerou Salomão, daquela que foi mulher de Urias, 7 Salomão gerou Roboão; Roboão gerou Abias, Abias gerou Asa. 8 Asa gerou Josafá; [ ]

GNT[b] Mt 1, 6 Daui.d de. evge,nnhsen to.n Solomw/na evk th/j tou/ Ouvri,ou( 7 Solomw.n de. evge,nnhsen to.n ~Roboa,m( ~Roboa.m de. evge,nnhsen to.n VAbia,( VAbia. de. evge,nnhsen to.n VAsa,f( 8 VAsa.f de. evge,nnhsen to.n VIwsafa,t( [

]

NV[c] Mt 1, 6 David autem genuit Salomonem ex ea, quae fuit Uriae,

7

Salomon autem genuit Roboam, Roboam autem genuit Abiam, Abia autem genuit Asa, 8 Asa autem genuit Iosaphat, [

]

GLOSA O evangelista tendo já concluída as quatorze pri- meiras gerações, e começa a segunda série, que consiste em personagens reais e, portanto, começando com Davi [d] , que foi o primeiro rei da tribo de Judá, Mt 1, 6 Davi gerou Salomão, daquela que foi mulher de Urias. AGOSTINHO[e] Nas genealogia de São Mateus significa a acei- tação por Cristo para todos os nossos pecados. E assim, descendente de Davi por Salomão [f] , cuja mãe pecou (adultério). São Lucas descende de Davi através de Natã, profeta, mediante o qual Deus faz a espiação do pecado dele, porque na genealogia traçada por São Lucas é

[a] A Bíblia de Jerusalém: Nova edição, revista e ampliada. Paulus. 4ª

impressão. 2006.

[b] Novum Testamentum Graece, Nestle-Aland 27h Edition. Copyright 1993.

Deutsch Bibelgesellschaft, Stuttgart.

[c]

Novam Vulgatam Bibliorum Sacrorum editionem “typicam” 2ª ed. 1986.

[d]

David H dwID', dywID': LXX Dauid n.pr.m. filho de Isaí H yf;yI ou Jessé, cuja dinastia

permaneceu no trono de Jerusalém até o exílio da babilônia cf. 2Sm, 11-15 . [GESENIUS] 1906, 187-188.

[e]

PL 34, 1076.

[f]

Salomão H hmil{v.: LXX Salwmwn, raramente Salomwn. paz. n.pr.m.;

rei de

Israel, filho de Davi e Betsabéia, [GESENIUS] 1906, 1024.

59

destinado a expiação dos pecados. AGOSTINHO[a] Isso é, o que deve ser dito, através de um profeta da mesma época e nome, por que não era Natã, filho de Davi, que reprovou-o, mas um profeta do mesmo nome. RABANO[b] Alguém poderia perguntar por que o evangelista não chamou Betsabéia [c] pelo seu próprio nome como as outras mulheres? A razão é que essas outras mulheres, embora reprovável em um ponto, entretanto, tinha algum feito louvável por suas virtudes, enquanto Betsabéia foi cúmplice, não só o adultério de Davi, mas o assassinato de seu marido, e é por isso, que não é introduzido o seu nome na genealogia do Senhor. GLOSA Há outra razão pela qual o nome Betsabéia é

substituída pelo de Urias, é que este nome lembra o maior dos crimes cometidos por Davi. AMBRÓSIO[d] Mas a verdade sobre

o

santo Davi sobrasai todos os homens tendo reconhecido,

e

empenhou-se em lavar com lágrimas de arrependimento

o

pecado de roubar a mulher de Urias [e] . Isso mostra que

ninguém deve confiar em sua própria virtude, porque temos um grande inimigo invencível para nós, sem a ajuda ou favor de Deus, e muitas vezes em pessoas Ilustres é que você vai encontrar os maiores erros (pecados), para dizer- lhe que sucumbiram à tentação de homens comuns, e nem extraordinárias virtudes nos homens que mais creem. CRISÓSTOMO[f] Salomão traduze-se por pacífico, de fato, quando ele subiu ao trono, todas as tribos vizinhas foram pacificadas e dependente de seu reino e seu reinado não

[a]

PL 32, 637.

[b]

PL 107, 734 A.

[c]

Betsabéia H [b;vñ,-tB; LXX Bhrsabee n.pr.f. (filha do juramento (promessa) ?

Cf. [b;vñ,ylia/ Elisabet) esposa de Urias, depois de Davi e mãe de Salomão.

[GESENIUS] 1906, 124. ou tB; casa + [b;vñ, da promessa – casa da promessa ?

[d]

PL 15, 1687 C.

[e]

Urias H hY"rIWa LXX Ouvri,aj: n.pr.m. (chama (labareda) de Yah, ou a minha luz

é Yah v. Hy). O Hitita, marido de Betsabéia. [GESENIUS] 1906, 22.

[f] PG 56, 621.

60

foi perturbado por qualquer guerra. Salomão gerou Roboão, Roboão [a] significa multidão de pessoas, porque é a multidão que gera turbulência, acrescentando que os transtornos cometidos por uma multidão, quase sempre continuam impunes [b] , o pequeno número ao contrário, é amigo e protetor da ordem.

[a] Roboão H ~['b.x;r> LXX Roboam: n.pr.m. (jogo de palavras bxr Eclo 47, 23(28) ); Rei de Judá, Filho de Salomão. [GESENIUS] 1906, 932. [b] Eclo 47, 23 (26) Salomão repousou com seus pais, (27) deixando atrás de si alguém de sua raça, o mais louco do povo e pouco inteligente: (28) Roboão, que instigou o povo à revolta. Nota BJ e) Hebr.: “largo de loucura, curto de inteligência”. Parece haver aí jogo de palavras sobre o nome de Roboão, interpretado a partir de rahab, “largo” e de ‘am, “povo”. A leitura do grego e a do hebraico teriam guardado cada uma um elemento dessa etimologia.

61

Notas de Rodapé das Bíblias

BJ[a] Mt 1, 6b -8b V. 7 b) Variação Asaf; – V. 6 || 1Cr 2, 15 ; 2Sm 12, 24s ; 1Cr 3, 5 ; – V. 7 || 1Cr 3, 10- .

15

APARECIDA[b] Mt 1, 6b-8b . V. 3 || 1Cr 3, 10-15 .

AVE-MARIA[c] Mt 1, 6b-8b .

PEREGRINO[d] Mt 1, 6b-8b .

CNBB[e] Mt , 6b-8b V. 6 : Betsabéia, literalmente: a que foi de Urias ( > 2Sm 12, 24 ).

DIFUSORA[f] Mt 1, 6b-8b n.t.n.

MENSAGEM[g] Mt 1, 6b-8b n.t.n.

PASTORAL[h] Mt 1, 6b-8b .

VOZES[i] Mt 1, 6b-8b . – V. 6 || e) Rt 4, 17.22 ; 1Cr 2, 13-15 ; 2Sm 12, 24 .

TEB[j] Mt 1, 6b-8b . – V. 6 || Rt 4, 17.22 ; 1Cr 2, 13-15 ; 2Sm 12, 24 .

FILLION[k] Mt 1, 6b-8b V. 6 ex ea, quae fuit Uriae, É incrível, apesar do que disse tudo no momento, em vez de se referir a ela pelo seu próprio nome, escolheu um título que mais lembra vividamente sua culpa.

[a] A Bíblia de Jerusalém: Nova edição, revista e ampliada. Paulus. 4ª

impressão. 2006.

[b]

Bíblia Sagrada de Aparecida. Santuário. 2ª edição. 2006.

[c]

Bíblia Sagrada Pastoral Catequética Média. Ave-Maria, 128ª edição. 1999.

[d]

Bíblia do Peregrino. Paulus, 2002.

[e]

Bíblia Sagrada Tradução da CNBB: com introduções e notas. 8ª edição.

2006.

[f] Bíblia Sagrada: Difusora Bíblica. 3.ª edição. 2001. Centro Bíblico dos

Capuchinhos. versão online: <<http://www.paroquias.org/biblia/>>

[g]

Bíblia Mensagem de Deus. Loyola, 2003.

[h]

Bíblia Sagrada: Edição Pastoral. Paulus, 17ª impressão, 1996.

[i]

Bíblia Sagrada: Edição da Família. Vozes, 50ª edição, 2005.

[j]

Bíblia Tradução Ecumênica. Loyola, 1994.

[k]

Sainte Bible. Texte de la Vulgate, Traduction Française en Regard, Avec Commentaires Théo-

logiques, Moraux, Philologiques, Historiques, etc., Rédigés d’après les Meilleurs travaux Anciens et

Contemporains. Et Atlas Géographique et Archéologique. Évangile Selon S. Matthieu; Introduc-

tion

Lethielleux, 1895.

Critique

et

Commentaires

Par

M.

l’abbé

L.

Cl.

Fillion.

Paris,

P.

62

62 Jo, 8 . 3 Os escribas e os fariseus trouxeram-lhe uma mulher que fora apanhada

Jo, 8. 3 Os escribas e os fariseus trouxeram-lhe uma mulher que fora apanhada em adultério. 4 Puseram-na no meio da multidão e disseram a Jesus: Mestre, agora mesmo esta mulher foi apanhada em adultério. 5 Moisés mandou-nos na lei que apedrejássemos tais mulheres. Que dizes tu a isso? 6 Perguntavam-lhe isso, a fim de pô-lo à prova e poderem acusá-lo. Jesus, porém, se inclinou para a frente e escrevia com o dedo na terra. 7 Como eles insistissem, ergueu-se e disse-lhes: Quem de vós estiver sem pecado, seja o primeiro a lhe atirar uma pedra. 8 Inclinando-se novamente, escrevia na terra. 9 A essas palavras, sentindo- se acusados pela sua própria consciência, eles se foram retirando um por um, até o último, a começar pelos mais idosos, de sorte que Jesus ficou sozinho, com a mulher diante dele. 10 Então ele se ergueu e vendo ali apenas a mulher, perguntou-lhe: Mulher, onde estão os que te acusavam? Ninguém te condenou? 11 Respondeu ela: Ninguém, Senhor. Disse-lhe então Jesus: Nem eu te condeno. Vai e não tornes a pecar.