Você está na página 1de 22

Ações Jornadas 25 Anos Maiêutica - Rosane e Cléia

Ação Descrição Andamento Pendências


1. Mostra Histórica Anexo 1 - Realizado - Solicitar materiais
levantamento de complementares
materiais; aos Membros
- selecionado (documentos,
preliminarmente o fotos);
que irá compor a - definir forma de
Mostra; expor os materiais;
- realizado - xerocar materiais
orçamento dos e confeccionar
materiais. etiquetas/fichas de
identificação dos
materiais;
- marcar reunião
com Yuri e Joelson
sobre confecção do
painel fotográfico;
- apresentar
esboço na próxima
reunião da
Comissão.
2. Vídeo 25 Anos Anexo 2 - Definida - redigir questões
estrutura do vídeo das entrevistas e
na última reunião enviar aos
da Comissão. entrevistados para
- Marcada reunião opinarem;
para 25.07.09, às - agendar
14:30, sobre filmagens;
elaboração do - solicitar ao Yuri
vídeo (Arnoldo). arte para abertura
do vídeo e do
Caderno
comemorativo aos
25 anos.
3. Caderno Anexo 3 - Feita sugestão de - Redigir sugestão
estrutura do de conteúdo;
Caderno. - apresentar na
próxima reunião da
Comissão.
Anexo 1 -

Dados do documento Historiando a Maiêutica


________________________________________________________________________

- 1980 –
________________________________________________________________________

Constituição do primeiro Grupo de Estudos Psicanalíticos de S.C.,


organizado pelo médico psiquiatra do Hospital Colônia Santana, Cláudio
Renato Nöthen da Rosa e coordenado pelo psicanalista Luiz Olintho
Telles da Silva. Composição do grupo: Cláudio Nöthen da Rosa, Luiz
Olintho Telles da Silva, Ivanir Barp Garcia Tânia Vanessa N. Mascarelo,
Magdalena Souto da Silva, Blandina Beli Vieira, Sonia................. No ano
seguinte ingressaram: Carlos Augusto M. Remor e Tais Regina da Silva
Ferraz.
________________________________________________________________________

Ilustração: fotos dos integrantes e do local que se reuniam, algum


documento representativo desse momento.
________________________________________________________________________

- 1982 –
_______________________________________________________________

Surgimento de outros interessados em estudar psicanálise –


principalmente alunos oriundos do Curso de Psicologia da Universidade
Federal de S.C., a partir daí fora constituído um segundo grupo, cuja
composição
era:............................................................................................................
..............................
________________________________________________________________________

Ilustração: idem item anterior. Xecar integrantes do grupo c/ Alberto.


________________________________________________________________________

- 1983/1984 –
________________________________________________________________________

Os grupos iniciaram participação nos Seminários ditados pelo


psicanalista Roberto Harari, oriundo da Mayeutica Buenos Aires –
considerado um dos pioneiros na introdução do estudo de Lacan no
Brasil. Nesse período, houve a participação em duas Jornadas de
Psicanálise, uma em Porto Alegre e outra em Buenos Aires, a partir do
que houve a 1ª Jornada Psicanalítica em Florianópolis.
________________________________________________________________________

________________________________________________________________________

Ilustração: fotos dos primeiros seminários do Harari, cartazes/folders


das Jornadas em Porto Alegre e em Buenos Aires.
________________________________________________________________________

- 17.11.1984 - Fundação Maiêutica Florianópolis - Grupo de Estudos


Psicanalíticos, por ocasião das 1as. Jornadas Psicanalíticas em
Florianópolis, com participação de Diana Voronovsky e Roberto Harari,
que receberam os títulos de Membro Honorário e Presidente Honorário ,
respectivamente.
________________________________________________________________________

Ilustração: fotos representativas do momento da fundação,


cartazes/folders das 1as. Jornadas, menção à Diana como membro
honorária.
________________________________________________________________________

- 1985 – Estruturação como Instituição – Maiêutica Florianópolis –


Instituição Psicanalítica. Objetivos: difusão da psicanálise e formação de
analistas. Composição da Diretoria: Luiz O. Telles da Silva – Presidente;
Tânia Vanessa N. Mascarello – Secretária; Cláudio Renato N. da Rosa –
Tesoureiro.
________________________________________________________________________

Ilustração: alguma foto representativa da instituição e do grupo,


documento formalizando o momento.
________________________________________________________________________

- 1986 –
_______________________________________________________________
_______________________________________________________________

– Elaborados os estatutos da Instituição, já com o nome de Maiêutica


Florianópolis – Instituição Psicanalítica e realizado seu registro em
cartório junto com a Ata de
Fundação. Neste mesmo ano, votou-se em assembléia em 11 de
setembro,
constituir um Conselho Diretor, ampliando cargos e funções, descritos
a seguir:
– Presidente: Cláudio Renato N. da Rosa
– Secretária: *Magdalena Souto da Silva
– Tesoureiro: Carlos Augusto M. Remor
– Comissão de Docência: Lucélia S. Stähelin, Alberto Philippe May,
Jackeline V. Vieira
– Comissão de Clínica: Magdalena Souto da Silva
– Comissão de Publicações Alberto Philippe May e Lucélia S. Stähelin
– Comissão de Admissão de Novos Membros: Cláudio R. N. da Rosa e
Carlos
Augusto Remor
– Comissão Administrativa: Tânia V. N. Mascarello, Débora M. Sonego
Búrigo,
Cláudio Renato N. da Rosa, Carlos Augusto M. Remor

* Magdalena renunciou ao cargo de Secretária e Lucélia Santos Stähelin


assumiu.
_______________________________________________________________________

Ilustração: ata de fundação e estatutos.


_______________________________________________________________________

- Iniciados na Instituição, os Seminários teóricos e a prática clínica com


Roberto Harari. Os primeiros Seminários tiveram como temas:
Sexualidade; Falo e Castração; Sintoma; Corpo Erógeno e Corpo
Simbólico.
________________________________________________________________________

Ilustração: fotos, materiais sobre os Seminários.


________________________________________________________________________
- Participação da Maiêutica no movimento internacional que estava
surgindo e no qual permanecemos até a atualidade: Reunião
Lacanoamericana de Psicanálise, que teve sua primeira realização em
Punta Del Este, no Uruguai. As demais reuniões aconteceram nos
seguintes lugares e respectivos anos: Gramado (1988), Mar Del Plata
(1989), Montevideu, (1991) Porto Alegre (1993), Buenos Aires (1995),
Salvador (1997), Rosário (1999), Recife (2001), Tucuman (2003),
Florianópolis (2005), Montevidéu (2007).A Maiêutica só não esteve
presente na Reunião de Montevideo em 1991, mas apoiou sua
realização e a manutenção do dispositivo. Na segunda Reunião
Lacanoamericana realizada em Montevidéu, em 2007, votamos pela
realização da próxima Reunião, que terá lugar na cidade de Bahia
Blanca, Argentina, em 2009.
________________________________________________________________________

Ilustração: folders, cartazes, fotos das reuniões.


________________________________________________________________________

- 1987 –
_______________________________________________________________

A composição anterior do Conselho sofre poucas mudanças, Cláudio


Renato N. da Rosa é reconduzido ao cargo de presidente da Instituição,
Tânia V. N. Mascarello assume o cargo de Secretária, Carlos Augusto M.
Remor permanece no cargo de tesoureiro, Ivanir Barp Garcia e
Magdalena Souto da Silva, integram o Conselho Diretor. Os demais
permanecem nas Comissões que compunham até então.
________________________________________________________________________

- Encerrado Grupo de Estudos com Luiz Olintho Telles da Silva e


efetivado o seu desligamento da Instituição.
________________________________________________________________________

- 1988 –
- Desligaram-se da Instituição: Yara Kasting Arruda , Sergio Arruda e
Lucélia Santos
Stähelin.
________________________________________________________________________

- 1989 –
_______________________________________________________________
- Foi discutida a proposta da Instituição oferecer um Programa de
Formação em Psicanálise. Tendo iniciado a partir de seminários, com a
participação de 18 alunos.
________________________________________________________________________

Ilustração: temas dos seminários e nominata de participantes.


________________________________________________________________________

- Foi criada a 1ª. sede da Instituição, no Edifício Pérola Negra, na rua


Osmar Cunha. As reuniões de trabalho de 1984 a 1987, aconteciam no
consultório de Luiz Olyntho Telles da Silva e depois no consultório de
Magdalena Souto da Silva.
________________________________________________________________________

Ilustração: fotos da sede.


________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

- Votado o novo Conselho Diretor, sendo Magdalena Souto da Silva


eleita presidente, Carlos Augusto M. Remor e Tânia V. N. Mascarello,
reconduzidos às funções que vinham ocupando: tesoureiro e secretária,
respectivamente.
________________________________________________________________________

- 1990 – Desligaram-se da Instituição: Magdalena Souto da Silva,


Alberto Philippi May, Jackeline V. Vieira e Débora M. Sonego Búrigo.
Permaneceram na Instituição, Cláudio Renato N. da Rosa, Ivanir Barp
Garcia, Carlos Augusto M. Remor e Tânia V. N. Mascarello, os quais
sustentaram o funcionamento possível da Instituição. Os seminários
com Roberto Harari foram interrompidos por um semestre. A retomada
foi viabilizada mediante participação de Inezinha Brandão Lied, a qual
formalizou seu ingresso na Instituição em 1993.
________________________________________________________________________

- 1993 - Neste período, foram realizados Grupos de Estudos


coordenados por Cláudio Renato N. da Rosa e Carlos Augusto M. Remor.
Foram mantidas as participações nas Reuniões Lacanoamericanas. A
Maiêutica também teve participação como convidada a apresentar
trabalhos em Jornadas do Recorte de Psicanálise, em Florianópolis e em
Porto Alegre; teve ainda participação como convidada, das 10ª Jornadas
da Mayêutica Buenos Aires, cujo título foi “Por que Síntoma Y
Sinthome?” Além dos grupos de estudos e seminários, a Maiêutica
registrou a realização de um cartel sobre o conceito de objeto em
psicanálise do qual participaram Sergio Scotti e Marta Arábia.
________________________________________________________________________

Ilustração: fotos das Jornadas .


________________________________________________________________________

- 1994 - Reinstalada a Maiêutica em sua sede, à Vidal Ramos, Edifício


Eduardo Dias, Sala 506 e mais tarde na sala 706.
________________________________________________________________________

Ilustração: fotos da sede.


________________________________________________________________________

- 1996 –
_______________________________________________________________

Até novembro desse ano, as decisões foram tomadas na Maiêutica, pelo


Conselho Diretor, órgão deliberativo da Instituição, que optou por não
especificar funções. Em dezembro de 1996, a Maiêutica elegeu seu
Conselho Diretor, designando agora funções. A composição foi a
seguinte: Ivanir Barp Garcia – Presidente; Tânia V. N. Mascarello –
Secretária; Carlos Augusto M. Remor – Tesoureiro. Inezinha Brandão
Lied foi convidada pela presidente a ocupar o cargo de Segunda
Secretária. Este período representou a retomada dos programas de
formação de novos analistas. Foram enviados folders com as propostas
de atividades e começaram a surgir vários participantes.
________________________________________________________________________

- A Instituição elegeu seu Conselho Diretor, designando agora funções,


cuja composição era: Presidente: Ivanir Barp Garcia; Secretária: Tânia
V. N Mascarello; 2ª Secretária: Inezinha Brandão Lied; Tesoureiro:
Carlos Augusto M. Remor
__________________________________________________________________
Composições do Conselho Diretor da Maiêutica, de 1997
à 2009:
1997 – 1998
Presidente – Ivanir Barp Garcia
1ª Secretário – Tânia Vanessa Nöthen Mascarello
1ª Secretário – Inezinha Brandão Lied
Tesoureiro – Carlos Augusto Monguilhott Remor

1999 - 2000
Presidente – Tânia Vanessa Nöthen Mascarello
Secretário – Inezinha Brandão Lied
Secretário de Publicações – Ivanir Barp Garcia
Tesoureiro – Carlos Augusto Monguilhott Remor

2001 – 2002
Presidente – Tânia Vanessa Nöthen Mascarello
Secretário – Inezinha Brandão Lied
Tesoureiro – Carlos Augusto Monguilhott Remor

2003 - 2004
Presidente – Inezinha Brandão Lied,
Secretário – Carlos Augusto Remor,
Tesoureira – Tânia Vanessa Nöthen Mascarello

2005 - 2006
Presidente: Carlos Augusto Monguilhott Remor
Secretária: Inezinha Brandão Lied
Tesoureira: Tânia Vanessa Nöthen Mascarello

2007 - 2008
Presidente: Carlos Augusto Monguilhott Remor
Secretária: Inezinha Brandão Lied
Tesoureiro: Maurício Eugênio Maliska
Membros Conselheiros: Tânia Vanessa Nöthen Mascarello e Alberto
Philippi May

2009 - 2010
Presidente: Carlos Augusto Monguilhott Remor
Secretária: Inezinha Brandão Lied
Tesoureiro: Maurício Eugênio Maliska
Membro Conselheiro: Tânia Vanessa Nõthen Mascarello

__________________________________________________________________

- 2002 –
_______________________________________________________________

A Maiêutica teve sua sede transferida para o Edifício Pórtico, onde


permaneceu até o ano de 2004. Em abril deste ano, mudou-se para o
Ed. Carlos Meyer, onde permanece até hoje.

Ilustração: fotos da sede.


________________________________________________________________________

- A Instituição definiu e instituiu diferentes categorias de inscrição na


Instituição, compreendendo as categorias de Membro, Adjunto e
Participante.
________________________________________________________________________

Ilustração: das distintas categorias.


________________________________________________________________________

- 2005 –
_______________________________________________________________

A primeira turma do Programa de Formação, concluiu em três anos o


ciclo de atividades básicas de sua formação permanente.
________________________________________________________________________

Ilustração: programa do curso e nominata de participantes.


________________________________________________________________________

- Realização da Reunião Lacanoamericana de Psicanálise de


Florianópolis pela Maiêutica, de 12 a 15 de outubro de 2005.
Representou um salto em nossa inserção como instituição na
comunidade psicanalítica internacional. Exigiu do Conselho Diretor da
época, Inezinha, Carlos e Tânia uma dedicação permanente e intensiva,
durante mais de um ano de trabalho. Foi considerada de pleno sucesso
tanto do ponto de vista psicanalítico, pela qualidade e número de
trabalhos apresentados, quanto do ponto de vista social, dos
relacionamentos e das manifestações de alegria na festa de
encerramento, como da hospitalidade e da cultura de nossa cidade.
________________________________________________________________________
Ilustração: todos os registros disponíveis sobre a Lacano.
________________________________________________________________________

_______________________________________________________________

Participação de Roberto Harari na Instituição

Um percurso de 25 anos de profícuo trabalho de nossa Instituição


compreende inúmeras realizações de atividades e conquistas.
Passaremos a destacar algumas que julgamos de grande importância.

O primeiro ponto a sublinhar, trata-se da presença de Roberto Harari na


Maiêutica, seu ensino, seu trabalho clínico, sua ética,
responsavelmente sustentado ao longo de 25 anos. A história da
Maiêutica teve o privilégio de ser marcada pela presença desse
admirável psicanalista. Desde 1986 até 2008 ele desenvolveu seu
seminário anual na Instituição, ao lado do trabalho clínico, tanto em
atividades institucionais quanto nas direções das análises pessoais de
muitos de seus membros, responsabilizando-se também por análises de
controle de muitos analistas. Instituiu o que denominou de Reunião
Controle Institucional, em que eram trabalhadas as questões da política
e das metas internas da Maiêutica, como também da política de
inserção e participação da Maiêutica no cenário mundial da Psicanálise.
Foi um valioso transmissor da psicanálise, sendo implacável no sentido
de ir permanentemente traçando a sua singular episteme, a partir de
uma leitura rigorosa e inventiva de Freud e Lacan.

De seus seminários, que podem ser encontrados em DVD no acervo da


Maiêutica, citamos os que foram ditados nos últimos anos :

2004: Os Fundamentos Da Clínica Psicanalítica


2005: O R. S. I. da Linguagem na Clínica Psicanalítica
2006: O que diz, do corpo, nossa psicanálise?
2007: Do Pai Em Psicanálise
2008: "Algumas questões cruciais do Seminário ‘Mais, ainda’,
de Lacan".

Além dos Seminários, sempre abertos ao público interessado,


enumeramos quatro conferências proferidas em Florianópolis, dirigidas
ao público em geral, que difundiram a “nossa psicanálise” na cidade:

– Formações do Inconsciente, formações do analista –


07/10/1999.
– Por que nossos fracassos se repetem? – 29/03/2001
– As neuroses são atuais? – 22/03/2002
– O que se espera de uma análise? – 16/08/2002
________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

Gostaríamos de particularizar como um acontecimento de grande


importância para a formação dos analistas da Maiêutica, a atividade
desenvolvida por Harari de 2004 a 2008, e denominada simplesmente
de “Apresentação Clínica”. Ele assume a função de analista que, sem
conhecimento prévio, escuta um recorte clínico trazido por um Membro,
ou por um Adjunto ou mesmo um Participante da Maiêutica e faz o que
chamou de “comentário” sobre o material apresentado. Esta atividade,
realizada sem apoio escrito, com tempos limitados, é realizada frente a
um determinado público que, também sem conhecimento prévio, ao
final, estabelece uma interlocução. Aquele que apresentou o material
clínico não intervém mais, permanecendo como ouvinte. Trata-se de
colocar em ato um artifício que possibilite bordear o que há de
impossível na transmissão, através da intersecção do saber teórico, que
é não-todo, com o dar conta ante outros do que se passa na clínica.

Essa atividade clínica proposta por Roberto Harari, teve por parte de
seu inventor uma especial atenção e será apresentada em livro, ainda
em 2009 e terá como título, “Apresentações Clínicas”.

Harari foi também incentivador de outra atividade clínica que é a


“Fábrica do caso”. A atividade clínica denominada "Fábrica do caso" é
um artifício que se constitui em uma ficção operativa. Desde a
perspectiva da "Fábrica do caso", o analista que realiza a gestão de
expor-se põe em jogo um deslocamento de sua própria posição
enunciativa. Não se trata de reproduzir a situação analítica, mas
através deste artifício é possível que algo da clínica se transmita. A
atividade é coordenada por um Membro da Instituição, que ocupa o
lugar de analista ouvinte, que pouco intervém, enquanto um recorte
clínico é apresentado por outro (membro, Adjunto ou Participante do 2º
ou 3º anos do Programa de formação). Essa apresentação é feita diante
do grupo de ouvintes mencionado. O falante, ocupante do lugar de
analista apresentador, traz o material clínico e não fala mais, para que
o exercício fique restringido – beneficamente – ao que foi apresentado
durante determinado tempo, também limitado. Assim, não lhe são mais
dirigidas perguntas, no sentido de cortar o imaginário efeito de
estrutura que busca preencher os brancos, as lacunas, aquilo que “ele
não falou”. Não fosse assim, o exercício clínico ficaria infertilizado em
função da procura da “completude” do comunicado. Ao término da
apresentação, o analista que trouxe o material se retira e o público
dividido em pequenos grupos faz a “fábrica do caso”. Num terceiro
momento, o apresentador retorna e escuta, sem se pronunciar, o que o
público conseguiu construir sobre o caso.
_____________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________

Atividade Regulares do Programa de Formação


Permanente
_____________________________________________________________
Ilustração: Fotos das atividades.
_______________________________________________________________________
Série Debates – Privilegia temas de interesse do analista em
formação. Esta atividade que teve início em 2002, é coordenada por
um Membro mais um Adjunto ou Participante que, em conjunto,
elaboram um breve argumento sobre um tema de interesse do
psicanalista e as referências fundamentais sobre o tema em Freud e
Lacan. Esse argumento, distribuído previamente, orienta os debates.
Atividade aberta e gratuita.
_______________________________________________________________________

Questões da Clínica, a Clínica em questão – Atividade


proposta e coordenada pelo Membro da Instituição, Maurício Eugênio
Maliska. Trabalha as questões específicas e singulares da clínica
psicanalítica e os impasses que a clínica apresenta. É coordenado por
um Membro e um Adjunto ou Participante que proponha e apresente
uma questão da clínica psicanalítica. Esta atividade teve início em 18
de março de 2006. Atividade interna, dirigida aos Maiêuticos.
_______________________________________________________________________

Aulas teóricas, distribuídas em Módulos Temáticos -


Desenvolvidos em três anos, com freqüência semanal. Atividade
dirigida aos inscritos no Programa de Formação.
_______________________________________________________________________

Grupos de leitura e processamento dos textos básicos


dos Módulos Temáticos - Atividade recomendada aos inscritos
no Programa de Formação.
_______________________________________________________________________

Seminários Temáticos - Coordenados por profissionais


convidados ou psicanalistas da Maiêutica. Atividade aberta e gratuita.
_______________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

Psicanálise e Cinema –
Escutando Imagens - Atividade proposta e coordenada
pelo Membro da Instituição, Alberto Philippi May. Consiste na escolha e
projeção de um filme que interrogue o psicanalista ou que possibilite
articulações com sua práxis. Fazem comentários, além do Coordenador,
mais dois convidados. Esta atividade teve início, com a apresentação
do filme - A Liberdade é Azul (Filme de Krzysztof Kielowski) em 07 de
abril de 2006. Atividade aberta e gratuita, dirigida à psicanalistas e
interessados em expressões da arte e da cultura.
_______________________________________________________________________

Seção Clinica: Psicanálise com Crianças – Fundada em


09/03/2007, ocupa-se das questões específicas da intervenção
psicanalítica na infância. Atividade coordenada por Rosane Luz
Vasconcelos de Macedo e dirigida aos Maiêuticos, que participam
mediante inscrição prévia, realizada em março de cada ano. A cada
encontro, atualmente de periodicidade mensal, a coordenadora convida
dois participantes da atividade a apresentarem questões sobre um
texto escolhido pelo grupo de participantes.
_______________________________________________________________________

Cartéis – O Cartel, pensado por Lacan, é uma estrutura composta de


três a cinco pessoas que reúnem-se convocadas pela transferência a
um tema. É constituído por decisão de seus membros, que escolhem
um Mais-Um, entre os membros da Instituição, para a função de zelar
pela tarefa.
_______________________________________________________________________

Jornadas da Maiêutica
_______________________________________________________________

Primeiras Jornadas Psicanalíticas Em Florianópolis – 16 e


17 de novembro 1984. Convocada pelo Grupo de Estudos
Freudolacaniano de Florianópolis. Realizada na sede da Associação
Catarinense de Medicina, na Rua Jerônimo Coelho, 359. Teve os
auspícios da Maiêutica Instituição Psicanalítica (Porto Alegre) e os
convidados foram Roberto Harari, Presidente da Mayéutica Institución
Psicoanalítica (Buenos Aires) e Diana Voronovsky, integrante do
Conselho Diretivo da mesma Instituição, que receberam os títulos
honorários de Presidente e Membro da Maiêutica Florianópolis,
respectivamente. Nestas Jornadas, que representam o primeiro evento
público de psicanálise em Florianópolis e no estado de Santa Catarina,
foi fundada a Maiêutica Florianópolis – Instituição Psicanalítica.
________________________________________________________________________

Jornada De Cartéis – 2002, realizada na sede, Cartel “Intervenção


Psicanalítica na Infância” e Cartel “Transferência”
________________________________________________________________________
Jornadas “Entre O Corpo E A Palavra” 21 e 22 de novembro
de 2003. Realizada no Hotel Diplomata, teve como convidados: Roberto
Harari, Diana Voronovsky (Mayéutica – Bs.As) Marco Antônio Coutinho
Jorge, Maria Isabel de Queiroz Simões, Terezinha Costa, Nadiá Paulo
Ferreira (Corpo Freudiano – Rio de Janeiro). Donaldo Schüler (UFRGS),
Sergio Medeiros – poeta e literato e Dirce Waltrick do Amarante-
literata, participaram com Roberto Harari de uma mesa especial sobre
James Joyce. Durante as Jornadas foi feito o lançamento da revista
Clinamen 2: Falo e do livro de Maurício Eugênio Maliska: “Entre a
lingüística e a psicanálise, como causalidade da língua em Saussure”.
________________________________________________________________________

Jornadas Comemorativas 20 Anos De Maiêutica O


Psicanalista E A Cidade - 12 e 13 de novembro de 2004. Por ser
uma jornada comemorativa dos 20 anos de existência da Instituição, o
local escolhido para sua realização foi a própria sede da Maiêutica. Teve
como convidados Roberto Harari, Donaldo Schüler e Mauro Pommer,
jornalista (UFSC).
________________________________________________________________________

Jornada De Cartéis – 2005. Cartel "O feminino na psicanálise".


________________________________________________________________________

Jornada De Cartéis – 2006. Cartel “A transferência nas relações de


aprendizagem”, Cartel “da paranóia à neurose obsessiva, a partir do
caso Schreber.”
_______________________________________________________________________

Jornadas "Registros Do Pai" - 13 e 14 de Abril de 2007. Foi


realizada no auditório da FECOMERCIO, e teve como convidados
Roberto Harari, Edgardo Feinsilber (Mayéutica – Bs.As) e Dr. Alexandre
Morais da Rosa – Juiz de Direito.
________________________________________________________________________

Jornada “Entre O Amor E O Desejo” – 07 de julho de 2007 –


em Itajaí, organizada pelos colegas que desenvolvem sua práxis nesta
cidade: Rosane Luz Vasconcelos de Macedo, Rosane Mendonça, Melânia
Brustolin Horst e Alberto Philippi May.
_______________________________________________________________________

Jornadas “A Cura É Do Sintoma?” - 03 e 04 de outubro de


2008. Realizada na sede da FECOMERCIO. Estas Jornadas foram
coroadas por uma grande confraternização em que os Maiêuticos
apresentaram seu saber-fazer nas artes plásticas, literárias, marciais,
musicais e outras, na festa de encerramento realizada no Lira Tênis
Clube.
_______________________________________________________________________

Jornada “Sintomas Atuais?” - 19 de abril de 2008, realizada na


sede.
________________________________________________________________________

Jornada “Corpo ◊ Linguagem” - 07 de junho de 2008, em


Tubarão, organizada por Tânia Mascarello e os Participantes Leidiane
Nunes Mateus, Lívia Rodrigues Vicentin e Olsen Bento da Cruz.

Seminários de Donaldo Schüler


Donaldo Schüler, importante filósofo, mitólogo e literato, desenvolveu
na Maiêutica, nos anos de 1983- 1984, seminários sobre mitologia
grega, com os seguintes títulos: “Teogonia de Hesíodo” e Édipo Rei”.
Em 23/10/2004, desenvolveu o brilhante seminário “James Joyce e a
Psicanálise”.
________________________________________________________________________

Publicações
A Maiêutica preza muito seus textos, seus documentos, sua produção,
suas publicações, pois é através deles que uma instituição de
psicanálise se apresenta, que dá a conhecer sua política, sua leitura dos
textos dos mestres Freud e Lacan, a formação que pratica e a prática
clínica que reconhece. Muitos textos de membros da Maiêutica
integram livros, anais de jornadas, Reuniões, Congressos; seus
membros tem livros publicados e esses escritos levam em si as marcas
de uma leitura institucional, mas citamos aqui, somente as publicações
da Instituição:
________________________________________________________________________

Cadernos
________________________________________________________________________

Nº 1 : “Trabalhos apresentados na reunião fundacional para


uma Convergência lacaniana de Psicanálise”. Inezinha Brandão
Lied e Ivanir barp Garcia. Outubro/1999.
________________________________________________________________________

________________________________________________________________________
Nº 2 : “Mais-Um e a transferência de trabalho na formação do
analista”. Jean Spirkot. Novembro/1999.
________________________________________________________________________

Nº 3: “Formações do inconsciente, formações do analista”.


Roberto Harari. Dezembro/1999.
________________________________________________________________________
Nº 4: “Jornadas de Cartéis 2002 – Intervenção psicanalítica na
infância e Transferência.” Agosto/2002.
________________________________________________________________________

Nº 5: Textos sobre Formação. Inezinha Brandão Lied e Tânia


Mascarello. Março/2005.
________________________________________________________________________

Revista CLINAMEN
________________________________________________________________________

Nº 1: Linguagem na Psicanálise. Março/2001.


________________________________________________________________________

Nº 2: Falo. Novembro/2003.
________________________________________________________________________

Nº 3: O Psicanalista e a Cidade. Outubro de 2005.


________________________________________________________________________

Maiêutica como Instituição fundadora de Convergência



Movimento Lacaniano para a Psicanálise Freudiana.
É o que ainda está faltando inserir aqui:
– 1998 – entrada como fundadora de Convergencia Movimento
Lacaniano para a Psicanálise Freudiana – Barcelona – presente Inezinha
– historiar um pouco isso, a insistência do Harari e o desejo de Inezinha.
As participações nas Jornadas “brasileiras” de Convergência, as
participações nos congressos de convergência: Paris, Rio, Paris, Buenos
Aires.
__________________________________________________________________
________________________________________________________________________
_

“Houve um tempo que nos perguntávamos: ‘Por que somos tão


poucos’?
Sempre éramos socorridos por respostas já clássicas, que
remetiam ao fato de que a psicanálise provoca mal estar, ela é
marginal, que não é um percurso fácil o de tornar-se analista,
que a psicanálise convive com a resistência como condição...
Depois escutamos que se nosso desejo era o de crescer como
instituição, implicava em trabalhar nessa direção. Os efeitos
desse movimento podem ser constatados na intensa e dinâmica
vida institucional, em suas atividades, sua produção, seus
eventos, seus enlaces com outras instituições, sua participação
em movimentos psicanalíticos internacionais, no respeito dos
colegas das mais diversas latitudes, seu lugar na Polis, e
também pelo conjunto de seus Membros, Adjuntos e
Participantes, que possibilitam essas realizações”.
________________________________________________________________________

Relação de Membros, Adjuntos e Participantes - 2009


_______________________________________________________________

MEMBROS
Alberto Philippi May
André Moraes Souza
Carlos Augusto Remor
Inezinha Brandão Lied
Mauricio Eugenio Maliska
Tânia Nöthen Mascarello
Rosane Luz Vasconcellos de Macedo

ADJUNTOS
1. Claudemir Pedroso Flores
2. Cleia Regina Canatto
3. Erikson Kaszubowski
4. Jeanine A Fialho
5. José Izaias Venera
6. Luciano Noceti e Vieira
7. Maria Guilhermina C. Acioli
8. Melânia Brustolin Horst
9. Nivia Barros Escouto
10. Rosane M. S. Mendonça
11. Yuri Disaró Amado

PARTICIPANTES
1. Adelcio Machado dos Santos
2. Alberto L. Zorzo
3. Ana Carolina S. Simões
4. Ana Luiza Kaminski Kohn
5. Ana Virginia Nion Rizzi
6. Ângela Maria Sansão Chandohá
7. Anna Stopazzolli
8. Bibiana Mari Dutra
9. Carolina Caldas de Freitas
10. Catarina Maria Schmickler
11. Clara Ataíde Fonseca Carvalho
12. Clara Schmidt da Cruz
13. Cristiane Barros Marcos
14. Cynthia Esteves Delpizzo
15. Edinaldo Rabelo
16. Fabio Eduardo de Giusti Sanson
17. Fabrício A. Raupp
18. Fernando Lopez Sauque
19. Gabriel Bueno Almeida
20. Giana Cristina Beller
21. Idaira Santos
22. Igor Schütz dos Santos
23. Joelson Piaia
24. Katiussia Viana da Silva Goularti
25. Laís Regina Fachin
26. Leidiane Nunes Mateus
27. Livia Rodrigues Vicentin
28. Marcela de A. Gomes
29. Marcela Soares Pereira
30. Marcelo Ghizzo
31. Marcio André Bayestorff Duarte
32. Marcos Saul Gomes
33. Maria Estela Gonçalves
34. Maria Madalena Vieira
35. Meetabel Andrade Silva
36. Olsen Bento da Cruz
37. Rafael Mendonça
38. Roberta Scheer Silva
39. Ronaldo de Aguiar
40. Sarah de Barros Maio
41. Sergio A. de S. Júnior
42. Silvia Fernanda Vidal dos Santos
43. Tahiana Pereira Brittes
44. Terezinha T. M. Dutra
45. Willian Lopes Frutuoso
Anexo 2 -

Proposta de Vídeo Comemorativo aos 25 Anos da Maiêutica

Abertura: Identificação da Instituição


(Nome, logomarca e referência aos 25 anos)
- Solicitar ao Yuri uma composição visual da logomarca da instituição e do selo

1ª. Parte: “O Surgimento da Maiêutica...”


(Quando, Onde, Como, Quem, Por quê...)

- 1. Como surgiu a Maiêutica ? (Tânia)


- 2. Que marcos históricos destacaria na trajetória da Instituição ? (Alberto)
- 3. Quais os objetivos da Maiêutica ? (Inezinha)
- 4. O que sustenta a Instituição há 25 anos ? (Tuto)

2ª. Parte: “A Maiêutica Hoje...”


(Atividades de Ensino/Atividades Clínicas/Cartéis/Jornadas/ Seminários / Psicanálise
e Cinema...)

- 1. O que caracteriza a Maiêutica enquanto uma instituição psicanalítica? (Tuto)


- 2. Qual a proposta da Instituição para a formação de Analistas? (Maurício)
- 3. O que levou a Maiêutica a criar um Núcleo de Psicanálise com Crianças?
(Rosane)
- 4. O que a Instituição pretende com a articulação : Cinema e Psicanálise?
(Alberto)
- 5. Quais as potencialidades e limitações da instituição atualmente? (Tuto)

3ª. Parte: “A Maiêutica e os Laços Interinstitucionais...”


(Participação no Convergência - Movimento Lacaniano para a Psicanálise Freudiana
e a Reunião Lacanoamericana de Psicanálise)

- 1.Qual a participação da Maiêutica nos movimentos psicanalíticos


interinstitucionais? (Inezinha)
- 2.Qual a importância dessa participação? (Inezinha)

4ª. Parte: “O Que A Maiêutica Representa Para Mim...”

-Obs: aguardar depoimentos escritos para definição dos que serão selecionados.
- Possíveis nomes: Yuri, André, Erickson, Claudemir
- Realizar tomadas de imagens das turmas do Curso de Formação

- Fechamento: Painel com Foto dos Maiêuticos


Anexo 3 - Caderno Comemorativo aos 25 Anos da Maiêutica

Capa...................Arte proposta para abertura do vídeo


(Yuri)

1ª. Parte..............Apresentação do Caderno com ênfase nos 25 anos da Instituição


(com base no texto redigido pela Tânia)

2ª. Parte..............Apresentação da Instituição: Proposta/Conselho/Atividades


(com base no caderno redigido pelo Tuto)

3ª. Parte..............Depoimentos
(a serem definidos pela Comissão)