Você está na página 1de 12

MATEMÁTICA D

FRENTE 1
FRENTE 1

MÓDULO 15

LOGARITMOS DECIMAIS

Calcular o valor de cada expressão:

1.

,314 + 3

a) 2

,121

b)

2

,812 + 3 ,417

De 2 a 8, sendo log 2 = 0,301 e log 3 = 0,477, calcule:

2.

log 200

3.

log 0,002

4.

log 6

5.

log 60

6.

log 0,0036

7.

log 0,0005

8.

log 1,5

9.

(PUC) – São dados log 10 2 = 0,30 e log 10 3 = 0,48. Determinar o

número real x que satisfaz a equação 4 x 1 = 1125.

10.(MACKENZIE) – Se log x = 0,565257, então

a)

10 1 < x < 10 0

b)

10 0 < x < 10

c)

10 2 < x < 10 1

d)

10 < x < 10 2

e)

nenhuma das alternativas acima é verdadeira.

 

11.

(PUC) – Se log 10 2 = 0,3010, então log 10 5 é igual a

a)

0,6990

b) 0,6880

c) 0,6500

d)

0,6770

e) 0,6440

12.(FUVEST) – A característica de log (

a) 2

2 +

d)

1

3 ) é igual a

e) n.d.a.

b)

0

c)

–1

13.(PUC) – O logaritmo negativo log 10 a = – 3,415 poderá ser escrito

a)

2,415

b)

4,415

c)

3,415

d)

4,585

e) n.d.a.

14.(PUC) – Se log 2 0,3, calcular log 25.

 

a)

1,4

b) 2,8

c)

1,8

d)

1,0

e) n.d.a.

15.(FUND. CARLOS CHAGAS) – Se log 2 = 0,30 e log 3 = 0,48, então log 0,0006 é igual a

a)

d)

– 4,856

– 3,22

b) – 4,22

e) – 3,186

c) – 3,856

MÓDULO 16

MÓDULO DE UM NÚMERO REAL

1.

dessa equação, podemos afirmar que

a) a solução pertence ao intervalo fechado [1;2].

b) a solução pertence ao intervalo fechado [– 2;– 1].

(ITA) – Considere a equação x = x – 6. Com respeito à solução real

c)

d)

e)

2.

a)

a solução pertence ao intervalo aberto ]– 1;1[.

a solução pertence ao complementar da união dos intervalos

anteriores.

a equação não tem solução.

(PUC) – A solução da equação 3x – 5 = 5x – 1 é:

{–2}

b)

3

––

4

c)

1

––

5

d) {2}

e)

3

––

4

;–2

3.

x + 5 = 2x – 11 , verifica-se que

(UNISA) – Para x , determinando-se o conjunto-solução da equação

a)

o produto dos elementos que pertencem ao conjunto-solução é

256.

b)

o produto dos elementos que pertencem ao conjunto-solução é 32.

c)

o conjunto-solução é unitário e o elemento que pertence ao conjunto é par.

d)

a soma dos elementos que pertencem ao conjunto-solução é 16.

e)

a soma dos elementos que pertencem ao conjunto-solução é zero.

4.

(UFG) – Os zeros da função f(x) =

2x – 1

––––––– – 3

são

5

a)

– b)

7 e – 8

7 e – 8

c)

7 e 8

d)

– e) n.d.a.

7 e 8

5.

(FAAP) – Resolver a equação: x 2 – 2 x – 3 = 0.

6.

(UEL) – Seja p o produto das soluções reais da equação

x + 1 – 2 = 2. Então p é tal que

a)

p < – 4

b)

– 2 < p < 0

c)

4 < p < 16

d)

0 < p < 4

e)

p > 16

7.

(ITA) – Sabendo que as soluções da equação x 2 x – 6 = 0 são

raízes da equação x 2 – ax + b = 0, podemos afirmar que

a)

a = 1

e b = 6

b)

a = 0

e b = – 6

c)

a = 1 e b = – 6

 

d)

a = 0 e b = – 9

e)

não existem a e b tais que x 2 – ax + b = 0 contenha todas as raízes

da equação dada.

 
 

MÓDULO 17

 
 

FUNÇÃO MODULAR

1.

(UFV) – O conjunto-solução de x – 2 < 3, em , é

a)

[ –1; 5 [

b)

] –1; 5 [

c) [ 0; 5 ]

d)

[ –1; 5 ]

e)

] 0; 5 [

3, em , é a) [ –1; 5 [ b) ] –1; 5 [ c) [

– 41

MATEMÁTICA D

2. (FAAP) – O conjunto-solução da inequação

x 2 – 6x + 5 < – 5 é:

a)

S = { x x < 0 ou x > 6 }

b)

S = {x 0 < x < 6 }

c)

S = Ø

d)

S =

e)

n.d.a.

3.

(UECE) – Adicionando os valores inteiros de x que satisfazem

simultaneamente as desigualdades x – 1 ≤ 2 e 2x – 1 ≥ 1, obtemos

MÓDULO 18

DIVISÃO EM , MÚLTIPLOS E DIVISORES EM

1. Determinar o valor do divisor na divisão em que 37 é o dividendo,

7 é o quociente e 2 é o resto.

a)

6

b)

3

c)

4

d)

5

 

2. Ao dividir 41 por x, obteve-se quociente 7 e resto 1. Determinar x.

4.

(UECE)

– Dados os conjuntos A =

{

x

;

x

5

<

3}

e

B = { x ; x – 4 ≥ 1}, a soma dos elementos de A B é igual a

a) 19

b)

20

c)

21

d)

22

5. (MAUÁ) – Esboce o gráfico cartesiano da função f(x) = x 2 – 1 .

6. (FUVEST) – Desenhe o gráfico da função: f(x) = 2x + x – 2 x .

7. (FUND.CARLOS CHAGAS) – Assinale qual dos gráficos não

corresponde à função indicada:

qual dos gráficos não corresponde à função indicada: 8. (FUND.CARLOS CHAGAS) – O gráfico que melhor

8. (FUND.CARLOS CHAGAS) – O gráfico que melhor representa a

relação | y | = x + 1, x, y , é:

a relação | y | = x + 1, ∀ x, y ∈ , é: 42
a relação | y | = x + 1, ∀ x, y ∈ , é: 42

42 –

| y | = x + 1, ∀ x, y ∈ , é: 42 – 3.
| y | = x + 1, ∀ x, y ∈ , é: 42 – 3.

3. Ao dividir 41 por x, obteve-se quociente 8 e resto 1. Determinar x.

4. O número a dividido pelo número b dá quociente 2 e resto 3. O

número a + 2 dividido pelo número b dá quociente 3 e a divisão é exata. Determine a . b.

5. (UnB) – Três números naturais a, b e c são tais que a + b + c = 131.

Na divisão de a por b, o quociente é 1 e o resto 9, e na divisão de c por b, o quociente é 9 e o resto 1. Ache a diferença entre o maior e o menor número.

6.

(FUVEST) – O número 143 é

a)

quadrado de um número natural.

b)

produto de dois números pares.

c)

primo.

d)

divisível por 13.

e)

um divisor de 1431.

7.

Calcular o número de divisores inteiros do número 1200.

8.

(FEI-MAUÁ) – Determinar todos os divisores inteiros do número

36.

 

2

9.

(UEMT) – O número que somado aos seus

––

resulta 30 é

 

3

a)

ímpar.

b)

múltiplo de 9.

c)

divisor de 30.

d)

primo.

e)

quadrado perfeito.

MÓDULO 15 MÓDULO 17 MATEMÁTICA D
MÓDULO 15
MÓDULO 17
MATEMÁTICA D

1)

a)

5 ,435 b) 4 ,229 2) 2,301

3) 3 ,301 = – 2,699

4) 0,778

1) B

2)

C

3)

D

4)

C

5)

1,778 6) 3 ,556 = –2,444

 
 

5)

8) B

8) B

6)

  5) 8) B 6)  
 

7) 4 ,699 = – 3,301

 

8) 0,176

9)

x = 6,1

 

10) B

11) A

12) B

13) D

14) A

15) D

 

7) E

 

MÓDULO 16

   

1)

E

2)

B

3)

B

4)

D

MÓDULO 18

 

5)

V = { – 3, 3}

6)

C

7)

D

1) 5

2)

/ x

 

3)

5

4)

65

 

5) 89

6) D

 

7)

60

8) { ± 1, ± 2, ± 3, ± 4, ± 6, ± 9, ± 12, ± 18, ± 36 }

9) B

  5) 89 6) D   7) 60 8) { ± 1, ± 2, ± 3,

– 43

FRENTE 2 6. Para que valores de x, y e z a matriz MÓDULO 15
FRENTE 2
6. Para que valores de x, y e z a matriz
MÓDULO 15
x + 4
x
y
A =
4
y + 3
2
MATRIZES
, é simétrica? E antissimétrica?
3
z
z + 2
MATEMÁTICA D

1. (CEFET) – Os elementos a ij da matriz dada por:

0

2

2

1

12

0

6

4

2

7

0

5

5

0

8

9

representam o custo, em centenas de reais, do transporte aéreo da

cidade i para a cidade j. Se o símbolo i j indica que a viagem é feita

da cidade i para a cidade j, então a única conclusão verdadeira é:

a) A viagem 1 2 1 é mais cara que a viagem 1 3 4 2.

b) A viagem 1 2 1 é mais barata que a viagem 2 3 2.

c) A viagem 4 1 4 custa R$ 300,00.

d) A viagem i j i nunca custa menos que R$ 400,00.

2. (UFRN) – Uma companhia de aviação pretende fazer manutenção

em três de seus aviões e, para isso, definiu o período de 4 dias, a contar

da aprovação das propostas, para a conclusão do serviço. Os orçamentos (em milhares de reais) das três empresas que apresentaram propostas estão indicados na matriz A 3x3 abaixo, onde cada a ij corresponde ao orçamento da empresa i para a manutenção do avião j.

A =

23

19

28

66

62

57

17

12

08

Como cada uma dessas empresas só terá condições de efetuar, no prazo estabelecido, a manutenção de um avião, a companhia terá que escolher, para cada avião, uma empresa distinta.

A escolha que a companhia de aviação deverá fazer para que sua

despesa seja a menor possível será:

a) empresa 1: avião 1; empresa 2: avião 3 e empresa 3: avião 2.

b) empresa 1: avião 1; empresa 2: avião 2 e empresa 3: avião 3.

c) empresa 1: avião 3; empresa 2: avião 2 e empresa 3: avião 1.

d)

empresa 1: avião 2; empresa 2: avião 3 e empresa 3: avião 1.

3.

definida por b ij = i j são tais que C = A + B t . O elemento da segunda linha e segunda coluna de C vale:

A matriz A(a ij ) 2×3 , definida por a ij = i + 2j e a matriz B = (b ij ) 3×2 ,

a) 4

4. Considere as matrizes

b)

6

c)

8

A =

(

3

0

0

2

)

, B =

(

2

0

0

–2

)

e C =

d)

(

10

4

0

0

1

)

e)

12

MÓDULO 16

MULTIPLICAÇÃO DE MATRIZES

1. (PUC) – Dadas as matrizes A =

1

3

B =

2

– 1

0

1

, então AB – BA é igual a:

a)

d)

0

0

1

0

0

0

0

1

b)

e)

– 5

3

2

5

– 7

5

0

5

2

4

c)

e

– 3

2

5

1

2. Uma matriz A é do tipo de 3×m, outra matriz, B, é do tipo 4×2 e a

matriz C é do tipo n×2. Se existe a matriz (A . B) . C e é do tipo p×q,

então:

a)

c)

e)

m + n + p + q = 10

b)

m + n = p + q

m = p + q

d)

m = n + q

p – n = 2

3.

(U.E.PARAÍBA) – Sejam as matrizes

A =

3).

3

2

0

5

1

– 1

, B =

4

3

e

C = (2

1

Sendo D = A t + B . C, a soma dos elementos d 12 e d 22 da matriz D é

igual a:

a)

22

b)

10

c)

20

4.

(FATEC) – Sejam a matriz A =

d)

34

3

x

– 1

y

e)

17

, em que x e y são

números reais, e I 2 a matriz identidade de ordem 2. Se A 2 = I 2 , então o valor do módulo de xy é

a) 0.

b) 8.

c) 10.

d) 16.

e) 24.

5. (UERJ) – Observe parte da tabela do quadro de medalhas dos Jogos

Pan-americanos do Rio de Janeiro em 2007:

Os valores de x e y tais que xA + yB = 2C são, respectivamente,

a)

3 e 2

b)

2 e 1

c)

1 e 0

d)

0 e – 1

e)

– 1 e – 2

5. (UNICENTRO-adaptado) – Considerando-se as matrizes X e

Y,

tais que X + Y =

pode-se afirmar que a soma dos elementos da matriz X é igual a:

0

a) – 10 b) – 8 44 –
a) – 10
b)
– 8
44 –
   

medalhas

 
 

país

 

tipos

total

 

1 – ouro

2 – prata

3 – bronze

1.

Estados Unidos

97

88

 

237

2.

Cuba

59

35

41

135

3.

Brasil

54

40

67

161

52

1

10

3

– 10

5

e 3X – Y =

7

2

6

,

c)

d)

6

e)

10

MATEMÁTICA D

Com base na tabela, é possível formar a matriz quadrada A cujos elementos a ij representam o número de medalhas do tipo j que o país i ganhou, sendo i e j pertencentes ao conjunto {1, 2, 3}. Para fazer uma outra classificação desses países, são atribuídos às medalhas os seguintes valores:

– ouro: 3 pontos; – prata: 2 pontos; – bronze: 1 ponto.

Esses valores compõem a matriz V =

3

2

1

Determine, a partir do cálculo do produto AV, o número de pontos totais

obtidos pelos três países separadamente.

6. (FUVEST) – Dadas as matrizes A =

(

a

0

0 a )

e

B =

(

1

b

b

1

)

, determine a e b de modo que AB = I, em que I é a

matriz identidade.

é nulo, então

a)

d)

7

x = – 3

b)

x = –

–––

 

4

7

x = 0

e)

x =

–––

 

4

c)

6.

(VUNESP) – Considere as matrizes reais

A =

x

2

2

0

y + z

e B =

4

y

z

–x

x = – 1

.

Se A = B t (transposta de B), o determinante da matriz

x

y

a)

z1

45

– 1

– 1

1

2

é igual a:

b)

0

c)

1

d)

2

e)

3

MÓDULO 17

DETERMINANTES

1. (PUC) – A matriz A = (a ij ) é quadrada de ordem 2,

com { a ij = 3i – 2j, para i ≠ j

O determinante de A é

a) 1

a ij = 2i – j, para i = j

b)

2

c)

4

d)

5

e)

6

x

3

2

1

e o determi-

nante D’ que se obtém substituindo-se cada elemento de D pela soma

dos outros três. Se D = D’, podemos afirmar que:

2. (ESPM) – Considere o determinante D =

a)

x = 4 ou x = – 6

b)

x = 2 ou x = 4

c)

x = 6 ou x =

– 4

d)

x = – 1 ou x = 5

e)

x = – 4 ou x = – 2

 

3.

(FATEC) – O traço de uma matriz quadrada é a soma dos

elementos de sua diagonal principal. Se os números inteiros x e y são

tais que a matriz

2

3

1

1

x

1

0

4

y

tem traço igual a 4 e determi-

MÓDULO 18

PROPRIEDADES DOS DETERMINANTES

1. (CESGRANRIO) – Quando elementos da 3ª linha de uma matriz

quadrada são divididos por x (x diferente de zero) e os elementos da 1 ª

coluna são multiplicados por y (y diferente de zero), o determinante da matriz fica dividido por:

a)

xy

b)

1

––– xy

c)

x

–––

y

d)

y

–––

x

e) n.d.a.

2.

(FGV) – As matrizes A = (a ij ) 4×4 e B

= (b ij ) 4×4 são tais que

2a ij = 3b ij . Se o determinante da matriz A é igual a

3

––

4

, então o

determinante da matriz B é igual a

a)

 

4

9

243

0

b)

–––

c)

––

d)

2

e)

––––

 

27

8

64

3.

O determinante da matriz

nante igual a –19, então o produto xy é igual a

a) – 4

b) – 3

c) – 1

d) 1

e) 3

A =

a

m

x

b

n

y

c

p

z

4.

se

a)

Sendo A =

2

x

1

1

3c

3p

3z

3

2

b

matrizes reais, pode-

B =

2a

2m

2x

n

y

e B =

x

4

afirma que o menor valor do determinante da matriz A . B é igual a:

– 4

b)

– 6

c)

– 8

d)

– 10

e)

– 12

a)

20

b)

25

é igual a 5. O determinante da matriz

é igual a:

c)

30

d)

36

e)

40

5.

A

(UFSCar) – Se o determinante da matriz

=

x

1

2x

2 – –

1

1

1

1

3

4.

Seja A uma matriz quadrada, de ordem 3, e tal que det A ≠ 0.

Se [det A] 2 = det(2A), então

3

det(5A) é igual a

a) 2

b)

4

c)

6

d)

8

e) 10
e)
10

– 45

MATEMÁTICA D

5.

Os valores de x que satisfazem a equação

 

x

2x + 2

3x + 5

são:

x

2x + 3

3x + 6

= – 28

x

2x + 4

8 + x

1

7

1

a)

––

e 3

b)

4 e –

––

c)

5 e

––

2

2

3

 

1

1

d)

4 e

––

e)

––

e 5

 

2

3

6.

Qual o valor de x que satisfaz a equação

 

x

1

2

2

x

1

= 0

1

2

x

MÓDULO 15 MÓDULO 17 1) D 2) A 3) D 4) B 5) D 1)
MÓDULO 15
MÓDULO 17
1)
D
2) A
3) D
4) B
5) D
1) E
2) A
3) B
4) C
5) E
6) B
6) É simétrica para x = 4, y = 3 e z = 2
É antissimétrica para x = – 4, y = – 3 e z = –2
MÓDULO 18
MÓDULO 16
1) C
2) B
3)
C
1) B
2) D
3) B
4) E
4) E
5) B
6)
– 3

5) O primeiro colocado seria o EUA com 519, o segundo o Brasil, com 309 pontos e o terceiro seria Cuba com 288 pontos.

6)

a = 1 e b = 0

46 –

seria o EUA com 519, o segundo o Brasil, com 309 pontos e o terceiro seria
FRENTE 3 8. (UCS) – Um biorritmo pode ser descrito aproximadamente pela MÓDULO 15 π
FRENTE 3
8.
(UCS) – Um biorritmo pode ser descrito aproximadamente pela
MÓDULO 15
π
fórmula y = 2,5 + 1,5 cos
, na qual t é o tempo dado
–––(t – 5)
FUNÇÕES SENO, COSSENO E TANGENTE
12
em horas. Considerando 0 ≤ t ≤ 24, o valor máximo de y ocorre quando
1. (FAAP) –
Resolver a equação
1
– sen
x
+
cos 2 x
=
0,
para
a)
t = 0 e y vale 3,5.
0 ≤ x < 2π.
b)
t = 5 e y vale 4.
c)
t = 17 e y vale 3,5.
2
2. (UEL) – As soluções reais da equação cos x = –
–––
são:
d)
t = 17 e y vale 4.
2
π 7π
e)
t = 5 e y vale 3,5.
a) + 2kπ ou
––
–––
+ 2kπ, com k ∈ .
4
4
9.
(FGV) – Em uma cidade frequentada por viajantes em férias,
b) –––
+ 2kπ
ou
–––
+ 2kπ, com k ∈ .
4
4
estima-se que o número de pessoas empregadas dependa da época do
ano, e pode ser aproximado pela função:
c) –––
–––
N = 10 + 2 sen(2πx), em que N é o número de pessoas empregadas
+ 2kπ
ou
+ 2kπ, com k ∈ .
4
4
(em milhares) e x = 0 representa o início do ano 2005, x = 1 o início
do
ano 2 006, e assim por diante.
π 7π
d) –––
+ 2kπ
ou
–––
+ 2kπ, com k ∈ .
O
número de empregados atinge o menor valor
6
6
a)
no início do 1 o . trimestre de cada ano.
11π
–––
b)
no início do 2 o . trimestre de cada ano.
e) + 2kπ
–––
ou
+ 2kπ, com k ∈ .
6
6
c)
no início do 3 o . trimestre de cada ano.
MATEMÁTICA D

3. Determinar o conjunto-solução da equação

f(x) = 0, com f(x) =

4 cos (2x) – 2 –––––––––––––

sen x – 3

.

4. (UCSAL) – Se cos

( x + ––– )

π

6

= 1 e x , então os valores de x

que satisfazem essa equação são da forma:

π

a)

π

––

3

+ 2kπ, k

b)

––

6

+ kπ, k

c)

e)

π

––

6

+ 2kπ, k

π

––

6

+ 2kπ, k

d)

π

––

6

+ k . π, k

5. (MACKENZIE) – Resolver a equação tg

( x – –– )

π

2

= 1.

6. (FUVEST) – A soma das raízes da equação

sen 2 x – 2cos 4 x = 0, que estão no intervalo [0;2π], é:

a) 2π

b) 3π

c)

d) 6π

e)

7. (ITA) – Qual a solução geral da equação

sen 2 x + sen 4 x + sen 6 x + sen 8 x + sen 10 x = 5?

d)

e)

no início e no meio de cada ano.

no início do 4 o . trimestre de cada ano.

MÓDULO 16

INEQUAÇÕES TRIGONOMÉTRICAS

1.

Resolver as inequações abaixo no intervalo 0 ≤ x ≤ 2π.

I. sen x ≤ –

1

––

2

 

2

II. cos x ≤

––––

2

III.tg x ≥ 3

 
 

3

IV. sen x ≤ –

––––

 

2

 

1

V. cos x ≥

––

2

VI. tg x > 1

 

1

VII. sen x >

––

2

VIII. sen x <

3

––––

2

2. Resolver a inequação 2 sen x – 1 ≥ 0.

VII. sen x > –– 2 VIII. sen x < 3 –––– 2 2. Resolver a

– 47

MATEMÁTICA D

3. (VUNESP) – O conjunto-solução de cos x <

0 < x < 2π, é definido por

a)

b)

c)

d)

e)

π

––

3

π

––

6

π

––

3

π

––

6

π

––

6

< x <

< x <

< x <

< x <

< x <

––– 2π

3

––– 5π

6

––– 2π

3

––– 5π

6

––– 2π

3

ou

––– 4π

< x <

––– 5π

 

3

3

ou

––– 7π

< x <

–––– 11π

6

6

e

––– 4π

< x <

––– 5π

3

3

e

––– 7π

< x <

–––– 11π

6

6

ou

––– 4π

< x <

–––– 11π

3

6

1

––

2

, para

4. (UEL) – A inequação sen

verdadeira se, e somente se,

a)

c)

e)

––– 3π

4

π

––

3

π

––

6

≤ x ≤ 2π

≤ x ≤

≤ x ≤

––– 5π

3

π

––

2

( –– )

x

2

b)

d)

π

––

2

π

––

4

1

––

2

, em que 0 ≤ x ≤ 2π, será

≤ x ≤

≤ x ≤

––– 4π

3

––– 3π

4

5. Determinar o conjunto-solução da inequação tg(2x) – 1 ≥ 0.

MÓDULO 17

ADIÇÃO E SUBTRAÇÃO DE ARCOS

1. (PUC) – Sendo 75° = 45° + 30°, o valor de sen 75° é:

a)

3

––––

4

b)

3 + 1

––––––––

2

1 6 + 2

d)

–––

4

e)

––––––––––

4

c)

2

–––––

3

2. (FEI) – Calcular sen 15° + cos 15°.

3.

(FEI) – Se cos x =

3

––

5

, calcular sen

(

π

––

2

+ x

)

.

4. (PUC) – Se tg (x + y) = 33 e tg x = 3, então tg y é igual a:

a) 0,2

b) 0,3 c) 0,4
b) 0,3
c) 0,4

d) 0,5

e) 0,6

48 –

5. (UNISANTA) – Sabendo que:

sen (a + b) + sen (a – b) ––––––––––––––––––––– cos (a + b) + cos (a – b)

então o valor do ângulo a é:

= 1 e que 90° < a < 360°,

a)

135°

b) 150°

c) 225°

 

d) 240°

e) 300°

6.

(UEPA) – Resolva a equação

 

π

cos

( –– + x )

2

– sen (π – x) = – 1, para x [0; 2π].

 
 

π

7.

(MACKENZIE)

Se

cos

(

x

+

––

)

=

sen 2 x,

então

x

   

2

 

pode ser:

 
 

π

π

 

a)

––

b)

––

c)

–––

d)

–––

e)

–––

2

4

3

4

2

 

MÓDULO 18

   
 

ARCO DUPLO

   
 

1

1.

Se sen x =

––

4

, calcule cos (2x).

 

4

2. , e 0 < a <

––

Se sen a =

5

π

––

2

, calcular:

 

a) cos (2a)

b) sen (2a)

3.

Determinar o valor de 2 sen ––– cos

π

12

π

–––

12

.

4. (ITA) – Sendo sen x = – 1, calcular sen (2x).

5. (FUVEST) – O número de soluções da equação sen x = sen (2x),

no intervalo [0; 2π], é

a) 1

b)

2

c)

3

d)

4

e)

5

6. (MACKENZIE) – Em [0; 2π], as soluções da equação

2 sen x

1

––––––––– cos 2x – 1

=

–––––––– 1 + sen x

a) 1

b)

2

c)

são em número de:

3

d)

4

e)

5

MÓDULO 15 π 5π } VII) V = { x ∈ | –– < x
MÓDULO 15
π
}
VII) V = { x ∈ |
––
< x <
–––
6
6
π
1)
{
––
}
2)
C
π 2π
2
VIII) V = { x ∈ | 0 ≤ x <
––
ou
–––
< x ≤ 2π }
3
3
π
π
3)
{ x ∈ | x = ±
+ n . π (n ∈ ) }
4)
E
2)
V = { x ∈ | ––
+ n . 2π ≤ x ≤
––– 5π
+ n . 2π (n ∈ ) }
––
6
6
6
3)
A
4)
C
5)
{ x ∈ | x =
–––
+ n . π (n ∈ ) }
6)
C
π
π
π
π
4
5)
{ x ∈ | ––
+ n .
––
≤ x <
––
+ n .
––
(n ∈ ) }
8
2
4
2
π
7)
{ x ∈ | x =
––
+ n . π (n ∈ ) }
8)
B
2
9)
E
MÓDULO 17
MÓDULO 16
6
3
11π
}
1)
E
2) ––––
3) –––
4)
B
1)
I) V = { x ∈ |
–––
x ≤
––––
2
5
6
6
π
}
π
II)
V = { x ∈ |
––
≤ x ≤
––––
5)
C
6)
{
––
;
–––
}
7)
E
4 4
6
6
π
π
x ∈ | –– ≤ x < ––
ou
3
2
III) V =
––– ≤ x < –––
MÓDULO 18
3
2
}
IV)
V = { x ∈ |
–––
≤ x ≤
–––
3
3
7
7
24
1)
––
2)
a) –
–––
b)
–––
MATEMÁTICA D

V) V = { x | 0 ≤ x ≤

VI)

x | –– < x < ––

4

2

π

π

––– < x < –––

4

2

π

––

3

ou

ou

–––

3

≤ x ≤ 2π }

3)

8

1

––

2

4)

0

25

5)

25

E

6)

B

< x < ––– 4 2 π –– 3 ou ou 5π ––– 3 ≤ x

– 49

FRENTE 4 MÓDULO 15 MÓDULO 16 ARRANJOS SIMPLES E PERMUTAÇÕES SIMPLES COMBINAÇÕES SIMPLES 1. Calcular:
FRENTE 4
MÓDULO 15
MÓDULO 16
ARRANJOS SIMPLES E PERMUTAÇÕES SIMPLES
COMBINAÇÕES SIMPLES
1. Calcular:
b)
1. Calcular:
b)
a) A 7,3
A 10,5
a) C 5,2
C 20,18
MATEMÁTICA D

2. (FASP) – Em uma sala, encontram-se 11 jogadores do Palmeiras e

11 jogadores do Corinthians. Dois desses 22 jogadores, um de cada clube, serão sorteados para o exame antidopagem. O número de diferentes duplas de jogadores que poderão ser sorteadas é

a) 121

b)

11

c)

22

d) 110

e)

14

3. Quantos números diferentes de quatro algarismos distintos existem

no sistema decimal de numeração?

4. Quantos números ímpares diferentes de quatro algarismos distintos

existem no sistema decimal de numeração?

5. Organiza-se um campeonato de futebol com 14 clubes, sendo a

disputa feita em dois turnos, para que cada clube enfrente outro no seu campo e no campo deste. Quantos jogos serão realizados?

6. Quantos números de 3 algarismos distintos, maiores que 500, podemos

formar com os algarismos de 0 a 9?

7. (UEPB) – A quantidade de números inteiros compreendidos entre

1000 e 4500, que podemos formar utilizando somente os algarismos 1, 3, 4, 5 e 7, de modo que não fiquem algarismos repetidos, é

a) 48

b)

54

c)

60

d) 72

e)

96

8. Quantos números ímpares compreendidos entre 2000 e 7000

podemos formar com os algarismos 2, 3, 4, 6, 8 e 9, de modo que não figurem algarismos repetidos?

9. Calcular: a) P 5

b)

P 10

10.Calcular o número total de anagramas da palavra ALICE.

11.Calcular o número total de anagramas da palavra VESTIBULAR.

12.Considerando-se os anagramas da palavra ALIMENTO, pergunta- se qual é o número total de anagramas que

a)

começam com a letra M?

b)

terminam com a letra O?

c)

começam com a letra M e terminam com a letra L?

d)

possuem a letra N em segundo lugar e a letra O em quinto lugar?

e)

começam com AL e terminam em I?

f)

começam com uma vogal?

g)

começam com a letra L ou terminam com a letra I?

13.

(UEBA) – Num grupo de 5 pessoas, duas são irmãs. O número de

maneiras distintas pelas quais elas podem ficar em fila, de modo que

as duas irmãs fiquem sempre juntas, é igual a

a)

24

b) 48

c)

120

d) 240

e) 420

14.

(ITA) – O número de anagramas da palavra VESTIBULANDO

que não apresentam as cinco vogais juntas é

a)

12!

b)

(8!) (5!)

c) 12! – (8!) (5!)

d)

12! – 8!

e)

12! – (7!)(5!)

50 –

(5!) d) 12! – 8! e) 12! – (7!)(5!) 50 – 2. De quantos modos distintos

2. De quantos modos distintos podemos escolher 3 livros de uma

coleção de 8 livros distintos?

3. (UNISA) – O número de combinações simples de 7 elementos

tomados 3 a 3 é:

a)

45

b)

25

c)

30

d) 40

e)

35

4.

Se um conjunto A tem 6 elementos, o número de subconjuntos de

A com apenas 4 elementos é:

a)

6!

–––

4!

b) 360

c)

4!

–––

2!

d)

15

e)

6 4

5. (UFRR) – Um conjunto A possui 45 subconjuntos de 2 elementos.

O número de elementos do conjunto A é:

10!

c) 20!

a) 100

b)

d)

20

e)

10

6. (UNIMEP) – Num minitorneio de tênis, cada jogador joga contra

os outros uma vez. Se o total de jogos foi 6, o número de jogadores participantes foi:

a)

4

b)

6

c)

8

d)

3

e)

5

7.

(FAAP) – Uma empresa é formada por 6 sócios brasileiros e 4

japoneses. De quantos modos podemos formar uma diretoria de 5 sócios,

sendo 3 brasileiros e 2 japoneses?

8. (UELON) – Em uma floricultura, estão à venda 8 mudas de

cravos e 12 mudas de rosas, todas diferentes entre si. Um cliente pretende

comprar 3 mudas de cravos e 4 de rosas. De quantos modos ele pode selecionar as 7 mudas que quer comprar?

a)

d)

C 20,7 A 8, 3 . A 12, 4

b)

e)

A

20,7

C 8,3 . C 12,4

c)

7!

(F. Integradas do Triângulo) – Uma classe tem 10 alunos e 5

alunas. Formam-se comissões de 4 alunos e 2 alunas. O número

9.

de comissões em que participa o aluno X e não participa a aluna Y é:

a)

1260

b) 2100

c) 840

d) 504

10.

(FGV) – Uma empresa tem 3 diretores e 5 gerentes. Quantas

comissões de 5 pessoas podem ser formadas, contendo no mínimo 1

diretor?

a)

500

b) 720

c) 4500

d)

25

e)

55

11.

(IME) – Dados 20 pontos do espaço, dos quais não existem 4

coplanares, quantos planos ficam definidos?

MATEMÁTICA D

MÓDULO 17

PERMUTAÇÕES, ARRANJOS E COMBINAÇÕES COM REPETIÇÃO

1. (FMU) – A quantidade de anagramas da palavra URUBU é:

a) 120

b)

10

c)

20

d)

6

e)

126

2. Quantos são, ao todo, os anagramas da palavra ARARAS?

MÓDULO 18

PROBABILIDADE

1. No lançamento de um dado honesto de 6 faces, calcular a

probabilidade de ocorrer

a)

c) um número maior que 4.

e) um número maior que 7.

o número 5.

b) um número par.

d) um número menor que 8.

3. Quantos anagramas da palavra ARARAS começam com S?

4. Quantos números de três algarismos apresentam pelo menos um

algarismo repetido?

2. (UNISA-SP) – A probabilidade de uma bola branca aparecer ao se

retirar uma única bola de uma urna contendo 4 bolas brancas, 3 vermelhas e 5 azuis é:

a)1/3

b)

1/2

c)

1/4

d) 1/12

e)

1/5

5. Consideremos um grupo formado por 12 pessoas. Qual o número

total de comissões que podem ser formadas, tendo cada uma apenas um presidente, um secretário e dois conselheiros?

6. (FATEC) – Um grupo formado por quatro rapazes e uma senhorita

vai visitar uma exposição de arte. Um dos rapazes é um perfeito

cavalheiro e, portanto, não passa pela porta da sala de exposições sem que a senhorita já o tenha feito. O número de modos pelos quais eles podem entrar no recinto é:

3. (UNISA-SP) – Foram preparadas noventa empadinhas de camarão,

sendo que, a pedido, sessenta delas deveriam ser mais apimentadas. Por pressa e confusão de última hora, foram todas colocadas ao acaso, numa mesma travessa, para serem servidas. A probabilidade de alguém retirar uma empadinha mais apimentada é:

a)

1/3

b)

1/2

c) 1/60

d) 2/3

e) 1/90

4. (UNISA-SP) – O número da chapa de um carro é par. A proba-

bilidade de o algarismo das unidades ser zero é:

a)

120

b)

60

c)

48

d)

24

e)

6

 

a)

7.

Considerando-se os anagramas da palavra PERNAMBUCO,

1

b)

1

c)

4

d)

5

e)

1

–––

––

––

––

––

10

2

9

9

5

pergunta-se qual é o número total de anagramas que

a)

possuem as letras NAM juntas e nesta ordem?

b)

possuem as letras NAM juntas?

8.

Um estudante ganhou numa competição quatro diferentes livros de

Matemática, três diferentes de Física e dois diferentes de Química. Querendo manter juntos os da mesma disciplina, calculou que poderia

enfileirá-los numa prateleira da estante, de modos diversos, num total de:

a)

d)

A 9,3

P 4 . P 3 . P 2

b)

e)

A 9,3 . A 9,3 . A 9,2

P 3 . P 4 . P 3 . P 2

c)

P 9

9.

de 3 elementos, desde que não haja distinção de cargos. Se a cada aluno da comissão fosse atribuído um cargo distinto (presidente, vice- presidente e secretário, por exemplo), poderíamos formar k + 100 co- missões. Qual é o valor de k?

(PUC) – Com n alunos de uma classe, podemos formar k comissões

a)

k = 18

b)

k = 15

c)

k = 20

d)

k = 6

e)

k = 21

10.(UNICAMP) – Uma Câmara Municipal é composta de vereadores

de três partidos A, B e C, assim distribuídos: 3 do partido A, 6 do partido B e 9 do partido C.

a) Qual a menor comissão (em número de vereadores) que se pode formar nessa Câmara, mantendo-se a mesma proporcionalidade partidária?

b) Quantas comissões diferentes, com essa característica, podem ser formadas?

5. (METODISTA) – Numa classe com 32 meninas e 8 meninos,

escolhendo um aluno ao acaso, qual a probabilidade, em termos percentuais, de que este seja menino?

 

1

a) 80%

b) 75%

c) 25%

d) 20%

e)

––

%

5

6. (MACKENZIE) – Num grupo de 10 pessoas, estão A e B.

Escolhidas ao acaso 5 pessoas do grupo, a probabilidade de A e B serem escolhidas é:

a)

1

b)

1

c)

2

d)