Você está na página 1de 4
  • 10.64 Um motor a gasolina de quatro tempos apresenta relação de compressão

igual a 10:1. O motor tem deslocamento total igual a 3 L; a temperatura e a pressão do ar, antes da compressão, são iguais a 290 K e 75 kPa. Sabendo que o motor trabalha a 1800 RPM e que a pressão média efetiva é 600 kPa, determine a eficiência do ciclo e a potência produzida nesse motor.

  • 10.66 O ar de admissão em um motor a gasolina entra com pressão de 95 kPa

e temperatura de 300 K. Esse ar, então, passa por um compressor volumétrico

com razão de compressão 10:1. No processo de combustão, é liberada energia de 1300 kJ/kg. Determine a temperatura e a pressão após a combustão, utilizando as propriedades do ar frio.

  • 10.72 Um motor a gasolina possui relação de compressão de 8:1, e antes da

compressão admite ar a 280 K e 85 kPa. O processo de combustão gera uma pressão máxima de 5500 kPa. Determine a temperatura máxima no ciclo, a energia introduzida pelo processo de combustão e a temperatura de exaustão. Admita que as propriedades do ar sejam iguais aquelas do ar frio.

  • 10.75 Um motor a gasolina é alimentado com ar a 290 K e 90 kPa. O processo

de combustão no ciclo pode ser considerado como uma adição de 1000 kJ/kg de ar e a temperatura do ar imediatamente após essa adição de calor é igual a 2050 K. Utilize as propriedades do ar a 300 K para determinar a relação de

compressão do motor, o trabalho específico de compressão e a pressão máxima no ciclo.

  • 10.94 Um motor a diesel com seis cilindros utiliza pistões com diâmetros iguais

a 100 mm. 0 curso dos pistões é 110 mm e a relação de compressão desse motor é 19:1. Normal- mente, o motor opera a 2000 RPM. Sabendo que a pressão média efetiva do motor é igual a 1400 kPa, determine a potência desse motor. Observe que cada ciclo é composto por duas rotações do motor.

Analisando uma Turbina a Gás Regenerativa com Inter-resfriamento e Reaquecimento (Resolvido Shapiro)

Uma turbina a gás regenerativa com inter-resfriamento e reaquecimento opera em regime permanente. Entra ar no compressor a 100 kPa, 300 K, com uma vazão em massa de 5,807 kg/s. A relação de pressão através do compressor de dois estágios é 10. A relação de pressão através da turbina de dois estágios também é 10. O inter-resfriador e o reaquecedor ambos, a 300 kPa. A temperatura na entrada dos estágios da turbina é 1400 K. A temperatura na entrada do segundo estágio do compressor é 300 K. A eficiência isentrópica de cada estágio do compressor e da turbina é 80%. A eficiência do regenerador é 80%. Determine (a) a eficiência térmica, (b) a razão de trabalho reverso, (c) a potência líquida produzida, em kW.

  • 9.62 (Shapiro) Entra ar no compressor de um ciclo de ar-padrão frio Brayton

com regeneração a 100 kPa, 300 K e com uma vazão mássica de ar de 6 Kg/s. A relação de pressão no compressor é 10 e a temperatura de entrada na turbina é 1400 K. Tanto a turbina como o compressor têm eficiência isentrópica de e a eficiência do regenerador é de 80%.

Para k = 1,4, Calcule:

  • (a) a eficiência térmica do ciclo.

  • (b) a razão de trabalho reverso.

  • (c) a potência líquida desenvolvida, em kW.

  • (d) a taxa de destruição de exergia no regenerador, em kW, para To = 300 K.

    • 9.72 (Shapiro) Ar entra no compressor de um ciclo de ar-padrão frio Brayton

com regeneração e reaquecimento a 100 kPa, 300 K e com uma vazão mássica de ar de 6 Kg/s. A relação de pressão do compressor é 10 e a temperatura de entrada para cada estágio da turbina é 1400 K. A relação de pressão em cada

estágio da turbina se mantém constante. Tanto os estágios da turbina como o compressor têm eficiência isentrópica de 80% e a eficiência do regenerador é

80%.

Para k = 1,4, calcule:

  • (a) a eficiência térmica do ciclo.

  • (b) a razão de trabalho reverso.

  • (c) a potência líquida desenvolvida, em kW.

  • (d) a taxa de destruição de exergia no compressor em cada estágio da

turbina

bem como no regenerador, em kW, para To 300 K.

  • 9.74 (Shapiro) Um compressor de duplo estágio opera em regime permanente

comprimindo 10 m³/min de ar de 100 kPa e 300 K até 1200 kPa. Um inter-

resfriador entre os dois estágios resfria o ar para 300 K a uma pressão constante de 350 kPa. Os processos de compressão são isentrópicos. Calcule a potência necessária para o acionamento do compressor, em kW, e compare o resultado com a potência necessária para uma compressão isentrópica do mesmo estado inicial até a mesma pressão final.

9.80 (Shapiro) Um ciclo Brayton de ar-padrão com regeneração que em regime permanente com inter-resfriamento e reaquecimento produz 10 MW de potência. Os dados operacionais são fornecidos em seus estados principais no ciclo, na tabela a seguir. Os estados estão numerados, conforme a Fig. 9.19.

Esboce o diagrama T-s para o ciclo e determine:

  • (a) a vazão mássica de ar, em kg/s.

  • (b) a taxa de transferência de calor, em kW, para o fluido de trabalho que passa

por cada combustor.

  • (c) a eficiência térmica do ciclo.

9.80 (Shapiro) Um ciclo Brayton de ar-padrão com regeneração que em regime permanente com inter-resfriamento e

9.81 (Shapiro) Ar entra no compressor de um ciclo Brayton de ar-padrão frio com regeneração, inter-resfriamento e reaquecimento a 100 kPa, 300 K, com uma vazão mássica de 6 kg/s. A razão de pressão do compressor é 10, e as razões de pressão são as mesmas em cada estágio do compressor. Tanto o inter-resfriador como o reaquecedor operam à mesma pressão. A temperatura na entrada do segundo estágio do compressor é 300 k e a temperatura de entrada para cada estágio da turbina é de 1400 K. Tanto os estágios do compressor como os da turbina têm eficiência isentrópica de 80% e a efetividade do regenerador é de 80%.

Para k = 1,4; calcule:

  • (a) a eficiência térmica do ciclo.

  • (b) a razão de trabalho reverso.

  • (c) a potência líquida desenvolvida, em kW.

  • (d) a taxa de destruição de exergia nos estágios do compressor e da turbina,

assim como no regenerador, em kW, para To = 300 K.

EXEMPLO 9-8 (Çengel) Uma turbina a gás com reaquecimento e resfriamento intermediário

Um ciclo de turbina a gás ideal com dois estágios de compressão e dois estágios de expansão tem uma razão de pressão global igual a 8. O ar entra em cada estágio do compressor a 300 K e em cada estágio da turbina a 1.300 K. Determine a razão de consumo de trabalho e a eficiência térmica desse ciclo de turbina a gás, considerando:

  • (a) nenhum regenerador

  • (b) um regenerador ideal com efetividade de 100%.

9-94 (Çengel) Considere um ciclo Brayton simples que utiliza ar como fluido de trabalho, tem uma ramo de pressão igual a 12, uma temperatura máxima de ciclo de 600 ºC e opera na admissão do compressor a 90 kPa e 15 ºC. O que terá o maior impacto na razão de consumo de trabalho: uma eficiência isentrópica do compressor correspondente a 90% ou uma eficiência isentrópica da turbina igual a 90%? Considere calores específicos constantes à temperatura ambiente.

9-94 (Çengel) Considere um ciclo Brayton simples que utiliza ar como fluido de trabalho, tem uma

9-153 (Çengel) Repita o Prob. 9-94, usando análise de exergia.