Você está na página 1de 50

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Índice

Ciências da natureza e suas tecnologias

1. Biologia

02

2. Química

06

 

3. Física

11

Matemática e suas tecnologias

4.

Matemática

16

Linguagens, códigos e suas tecnologias

5. Português

20

6. Literatura

25

Ciências Humanas e suas tecnologias

7. Sociologia

31

8. Filosofia

35

9. Geografia

40

10 História

45

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

1. BIOLOGIA

1. As proteínas de uma célula eucariótica possuem peptídeos

sinais, que são sequências de aminoácidos responsáveis pelo seu endereçamento para as diferentes organelas, de acordo com suas funções. Um pesquisador desenvolveu uma nanopartícula capaz de carregar proteínas para dentro de tipos celulares específicos. Agora ele quer saber se uma nanopartícula carregada com uma proteína bloqueadora do ciclo de Krebs in vitro é capaz de exercer sua atividade em uma célula cancerosa, podendo cortar o aporte energético e destruir essas células.

Ao escolher essa proteína bloqueadora para carregar as

nanopartículas,

um

peptídeo sinal de endereçamento para qual organela?

a) Núcleo.

b) Mitocôndria.

c) Peroxissomo.

o

pesquisador

deve

levar

em

conta

d)

Complexo golgiense.

e)

Retículo endoplasmático.

2.

O esquema representa, de maneira simplificada, o

processo de produção de etanol utilizando milho como

matéria-prima.

produção de etanol utilizando milho como matéria-prima. A etapa de hidrólise na produção de etanol a

A etapa de hidrólise na produção de etanol a partir do milho

é fundamental para que

a) A glicose seja convertida em sacarose.

b) As enzimas dessa planta sejam ativadas.

c) A maceração favoreça a solubilização em água.

d) O amido seja transformado em substratos utilizáveis pela

levedura. e) Os grãos com diferentes composições químicas sejam padronizados.

3. Para a identificação de um rapaz vítima de acidente,

fragmentos de tecidos foram retirados e submetidos à extração de DNA nuclear, para comparação com o DNA disponível dos possíveis familiares (pai, avô materno, avó materna, filho e filha). Como o teste com o DNA nuclear não foi conclusivo, os peritos optaram por usar também DNA

mitocondrial, para dirimir dúvidas. Para identificar o corpo, os peritos devem verificar se há homologia entre o DNA mitocondrial do rapaz e o DNA mitocondrial do(a)

a)

pai.

b)

filho.

c)

filha.

d)

avó materna.

 

e)

avô materno.

4.

Cinco

casais

alegavam

ser

os

pais

de

um

bebê.

A

confirmação da paternidade foi obtida pelo exame de DNA. O

resultado do teste está esquematizado na figura, em que cada casal apresenta um padrão com duas bandas de DNA (faixas, uma para cada suposto pai e outra para a suposta mãe), comparadas à do bebê.

pai e outra para a suposta mãe), comparadas à do bebê. Que casal pode ser considerado

Que casal pode ser considerado como pais biológicos do bebê?

a) 1

b) 2

c) 3

d) 4

e) 5

5. Plantas terrestres que ainda estão em fase de crescimento fixam grandes quantidades de CO 2 , utilizando-o para formar novas moléculas orgânicas, e liberam grande quantidade de O 2 . No entanto, em florestas maduras, cujas árvores já atingiram o equilíbrio, o consumo de O 2 pela respiração tende a igualar sua produção pela fotossíntese. A morte natural de árvores nessas florestas afeta temporariamente a concentração de O 2 e de CO 2 próximo à superfície do solo onde elas caíram. A concentração de O2 próximo ao solo, no local da queda, será a) menor, pois haverá consumo de O 2 durante a decomposição dessas árvores. b) maior, pois haverá economia de O 2 pela ausência das árvores mortas.

c) maior, pois haverá liberação de O 2 durante a fotossíntese

das árvores jovens.

d) igual, pois haverá consumo e produção de O 2 pelas árvores

maduras restantes.

e) menor, pois haverá redução de O 2 pela falta da fotossíntese

realizada pelas árvores mortas.

6. Pesticidas são contaminantes ambientais altamente tóxicos aos seres vivos e, geralmente, com grande persistência ambiental. A busca por novas formas de eliminação dos pesticidas tem aumentado nos últimos anos, uma vez que as técnicas atuais são economicamente dispendiosas e paliativas. A biorremediação de pesticidas utilizando microrganismos tem se mostrado uma técnica muito promissora para essa finalidade, por apresentar

vantagens econômicas e ambientais. Para ser utilizado nesta técnica promissora, um microrganismo deve ser capaz de

a) transferir o contaminante do solo para a água.

b) absorver o contaminante sem alterá-lo quimicamente.

c) apresentar alta taxa de mutação ao longo das gerações.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

d) estimular o sistema imunológico do homem contra o

contaminante. e) metabolizar o contaminante, liberando subprodutos menos tóxicos ou atóxicos.

7. Segundo dados do Balanço Energético Nacional de 2008, do Ministério das Minas e Energia, a matriz energética brasileira é composta por hidrelétrica (80%), termelétrica (19,9%) e eólica (0,1%). Nas termelétricas, esse percentual é dividido conforme o combustível usado, sendo: gás natural (6,6%), biomassa (5,3%), derivados de petróleo (3,3%), energia nuclear (3,1%) e carvão mineral (1,6%). Com a geração de eletricidade da biomassa, pode-se considerar que ocorre uma compensação do carbono liberado na queima do material vegetal pela absorção desse elemento no crescimento das plantas. Entretanto, estudos indicam que as emissões de metano das hidrelétricas podem ser comparáveis às emissões de das termelétricas. MORET, A. S.; FERREIRA, I. A. As hidrelétricas do Rio Madeira e os impactos socioambientais da eletrificação no Brasil. Revista Ciência Hoje. V. 45, n° 265, 2009 (adaptado). No Brasil, em termos do impacto das fontes de energia no crescimento do efeito estufa, quanto à emissão de gases, as hidrelétricas seriam consideradas como uma fonte

a) limpa de energia, contribuindo para minimizar os efeitos

deste fenômeno.

b) eficaz de energia, tornando-se o percentual de oferta e os

benefícios verificados.

c) limpa de energia, não afetando ou alterando os níveis dos

gases do efeito estufa.

d) poluidora, colaborando com níveis altos de gases de efeito

estufa em função de seu potencial de oferta.

e) alternativa, tomando-se por referência a grande emissão

de gases de efeito estufa das demais fontes geradoras.

8. A figura representa uma cadeia alimentar em uma lagoa. As setas indicam o sentido do fluxo de energia entre os componentes dos níveis tróficos. Sabendo-se que o mercúrio se acumula nos tecidos vivos, que componente dessa cadeia alimentar apresentará maior teor de mercúrio no organismo se nessa lagoa ocorrer um derramamento desse metal?

se nessa lagoa ocorrer um derramamento desse metal? a) As aves, pois são os predadores do

a) As aves, pois são os predadores do topo dessa cadeia e

acumulam mercúrio incorporado pelos componentes dos

demais elos.

b) Os caramujos, pois se alimentam das raízes das plantas,

que acumulam maior quantidade de metal.

c) Os grandes peixes, pois acumulam o mercúrio presente nas

plantas e nos peixes pequenos.

d) Os pequenos peixes, pois acumulam maior quantidade de

mercúrio, já que se alimentam das plantas contaminadas.

e) As plantas aquáticas, pois absorvem grande quantidade de

mercúrio da água através de suas raízes e folhas.

9. Uma pesquisadora deseja reflorestar uma área de mata ciliar quase que totalmente desmatada. Essa formação vegetal é um tipo de floresta muito comum nas margens de rios dos cerrados no Brasil central e, em seu clímax, possui vegetação arbórea perene e apresenta dossel fechado, com pouca incidência luminosa no solo e nas plântulas. Sabe-se que a incidência de luz, a disponibilidade de nutrientes e a umidade do solo são os principais fatores do meio ambiente físico que influenciam no desenvolvimento da planta. Para testar unicamente os efeitos da variação de luz, a pesquisadora analisou, em casas de vegetação com condições controladas, o desenvolvimento de plantas de 10 espécies nativas da região desmatada sob quatro condições de luminosidade: uma sob sol pleno e as demais em diferentes níveis de sombreamento. Para cada tratamento experimental, a pesquisadora relatou se o desenvolvimento da planta foi bom, razoável ou ruim, de acordo com critérios específicos. Os resultados obtidos foram os seguintes:

específicos. Os resultados obtidos foram os seguintes: Para o reflorestamento da região desmatada, a) a espécie

Para o reflorestamento da região desmatada,

a) a espécie 8 é mais indicada que a 1, uma vez que aquela

possui melhor adaptação a regiões com maior incidência de

luz.

b) recomenda-se a utilização de espécies pioneiras, isto é,

aquelas que suportam alta incidência de luz, como as espécies 2, 3 e 5.

c) sugere-se o uso de espécies exóticas, pois somente essas

podem suportar a alta incidência luminosa característica de

regiões desmatadas.

d) espécies de comunidade clímax, como as 4 e 7, são as mais

indicadas, uma vez que possuem boa capacidade de aclimatação a diferentes ambientes. e) é recomendado o uso de espécies com melhor desenvolvimento à sombra, como as plantas das espécies 4, 6, 7, 9 e 10, pois essa floresta, mesmo no estágio de degradação referido, possui dossel fechado, o que impede a entrada de luz.

10. A coleta das fezes dos animais domésticos em sacolas plásticas e o seu descarte em lixeiras convencionais podem

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

criar condições de degradação que geram produtos prejudiciais ao meio ambiente. (Figura 1).

geram produtos prejudiciais ao meio ambiente. (Figura 1). A figura 2 ilustra o Projeto Park Spark,

A figura 2 ilustra o Projeto Park Spark, desenvolvido em Cambridge, MA (EUA), em que as fezes dos animais domésticos são recolhidas em sacolas biodegradáveis e jogadas em um biodigestor instalado em parques públicos; e os produtos são utilizados em equipamentos no próprio parque.

produtos são utilizados em equipamentos no próprio parque. Uma inovação desse projeto é possibilitar o(a) a)

Uma inovação desse projeto é possibilitar o(a)

a) Queima de gás metano.

b) Armazenamento de gás carbônico.

c) Decomposição aeróbia das fezes.

d) Uso mais eficiente de combustíveis fósseis.

e) Fixação de carbono em moléculas orgânicas.

11. As fêmeas de algumas espécies de aranhas, escorpiões e de outros invertebrados predam os machos após a cópula e

inseminação. Como exemplo, fêmeas canibais do inseto conhecido como louva-a-deus, Tenodera aridofolia, possuem até 63% da sua dieta composta por machos parceiros. Para as fêmeas, o canibalismo sexual pode assegurar a obtenção de nutrientes importantes na reprodução. Com esse incremento na dieta, elas geralmente produzem maior quantidade de ovos. BORGES, J. C. “Jogo mortal”. Disponível em:

http://cienciahoje.uol.com.br. Acesso em: 1 mar. 2012 (adaptado). Apesar de ser um comportamento aparentemente desvantajoso para os machos, o canibalismo sexual evoluiu nesses táxons animais porque

a) promove a maior ocupação de diferentes nichos ecológicos

pela espécie.

b) favorece o sucesso reprodutivo individual de ambos os

parentais.

c) impossibilita a transmissão de genes do macho para a

prole.

d) impede a sobrevivência e reprodução futura do macho.

e) reduz a variabilidade genética da população.

12. A perda de pelos foi uma adaptação às mudanças

ambientais, que forçaram nossos ancestrais a deixar a vida sedentária e viajar enormes distâncias à procura de água e comida. Junto com o surgimento de membros mais alongados

e com a substituição de glândulas apócrinas (produtoras de

suor oleoso e de lenta evaporação) por glândulas écrinas (suor aquoso e de rápida evaporação), a menor quantidade de pêlos teria favorecido a manutenção de uma temperatura corporal saudável nos trópicos castigados por calor sufocante, em que viveram nossos ancestrais. Scientific American. Brasil, mar. 2010 (adaptado).

De que maneira o tamanho dos membros humanos poderia estar associado à regulação da temperatura corporal?

a) Membros mais longos apresentam maior relação superfície/volume, facilitando a perda de maior quantidade de calor.

b) Membros mais curtos têm ossos mais espessos, que

protegem vasos sanguíneos contra a perda de calor.

c) Membros mais curtos desenvolvem mais o panículo

adiposo, sendo capazes de reter maior quantidade de calor.

d) Membros mais longos possuem pele mais fina e com

menos pelos, facilitando a perda de maior quantidade de

calor.

e) Membros mais longos têm maior massa muscular, capazes

de produzir e dissipar maior quantidade de calor.

13. A imagem representa uma ilustração retirada do livro De Motu Cordis, de autoria do médico inglês Willian Harvey, que fez importantes contribuições para o entendimento do processo de circulação do sangue no corpo humano. No experimento ilustrado, Harvey, após aplicar um torniquete (A) no braço de um voluntário e esperar alguns vasos incharem, pressionava-os em um ponto (H). Mantendo o ponto pressionado, deslocava o conteúdo de sangue em direção ao cotovelo, percebendo que um trecho do vaso sanguíneo permanecia vazio após esse processo (H - O).

sanguíneo permanecia vazio após esse processo (H - O). A demonstração de Harvey permite estabelecer a

A demonstração de Harvey permite estabelecer a relação

entre circulação sanguínea e

a) pressão arterial.

b) válvulas venosas.

c) circulação linfática.

d) contração cardíaca.

e) transporte de gases.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

14.

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem 14. A condição física apresentada pelo personagem

A condição física apresentada pelo personagem da tirinha é um fator de risco que pode desencadear doenças como

a) anemia.

b) beribéri.

c) diabetes.

d) escorbuto.

e) fenilcetonúria

15. Portadores de diabetes insipidus reclamam da confusão

feita pelos profissionais da saúde quanto aos dois tipos de diabetes: mellitus e insipidus. Enquanto o primeiro tipo está associado aos níveis ou à ação da insulina, o segundo não está ligado à deficiência desse hormônio. O diabetes insipidus é caracterizado por um distúrbio na produção ou no funcionamento do hormônio antidiurético (na sigla em inglês, ADH), secretado pela neuro-hipófise para controlar a

reabsorção de água pelos túbulos renais. Tendo em vista o papel funcional do ADH, qual é um sintoma clássico de um paciente acometido por diabetes insipidus?

a) Alta taxa de glicose no sangue.

b) Aumento da pressão arterial.

c) Ganho de massa corporal.

d) Anemia crônica.

e) Desidratação.

16. Medidas de saneamento básico são fundamentais no

processo de promoção de saúde e qualidade de vida da população. Muitas vezes, a falta de saneamento está relacionada com o aparecimento de várias doenças. Nesse contexto, um paciente dá entrada em um pronto atendimento relatando que há 30 dias teve contato com águas de enchente. Ainda informa que nesta localidade não há rede de esgoto e drenagem de águas pluviais e que a coleta de lixo é inadequada. Ele apresenta os seguintes sintomas:

febre, dor de cabeça e dores musculares. Disponível em:

http://portal.saude.gov.br. Acesso em: 27 fev. 2012 (adaptado).

Relacionando os sintomas apresentados com as condições sanitárias da localidade, há indicações de que o paciente apresenta um caso de

a) difteria.

b) botulismo.

c) tuberculose.

d) leptospirose.

e) meningite meningocócica.

17. A doença de Chagas afeta mais de oito milhões de

brasileiros, sendo comum em áreas rurais. É uma doença causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi e transmitida

por insetos conhecidos como barbeiros ou chupanças. Uma ação do homem sobre o meio ambiente que tem contribuído para o aumento dessa doença é

a) o consumo de carnes de animais silvestres que são

hospedeiros do vetor da doença.

b) a utilização de adubos químicos na agricultura que

aceleram o ciclo reprodutivo do barbeiro.

c) a ausência de saneamento básico que favorece a

proliferação do protozoário em regiões habitadas por humanos.

d) a poluição dos rios e lagos com pesticidas que exterminam

o predador das larvas do inseto transmissor da doença. e) o desmatamento que provoca a migração ou o desaparecimento dos animais silvestres dos quais o barbeiro se alimenta.

18. A vacina, o soro e os antibióticos submetem os

organismos a processos biológicos diferentes. Pessoas que viajam para regiões em que ocorrem altas incidências de

febre amarela, de picadas de cobras peçonhentas e de

leptospirose e querem evitar ou tratar problemas de saúde relacionados a essas ocorrências devem seguir determinadas orientações. Ao procurar um posto de saúde, um viajante deveria ser orientado por um médico a tomar preventivamente ou como medida de tratamento

a) antibiótico contra o vírus da febre amarela, soro antiofídico

caso seja picado por uma cobra e vacina contra a leptospirose.

b) vacina contra o vírus da febre amarela, soro antiofídico

caso seja picado por uma cobra e antibiótico caso entre em contato com a Leptospira sp.

c) soro contra o vírus da febre amarela, antibiótico caso seja

picado por uma cobra e soro contra toxinas bacterianas.

d) antibiótico ou soro, tanto contra o vírus da febre amarela

como para veneno de cobras, e vacina contra a leptospirose.

e) soro antiofídico e antibiótico contra a Leptospira sp e

vacina contra a febre amarela caso entre em contato com o

vírus causador da doença.

19. A imagem representa o processo de evolução das plantas e algumas de suas estruturas. Para o sucesso desse processo, a partir de um ancestral simples, os diferentes grupos vegetais desenvolveram estruturas adaptativas que lhes permitiram sobreviver em diferentes ambientes.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem
[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem Qual das estruturas adaptativas apresentadas contribuiu para

Qual das estruturas adaptativas apresentadas contribuiu para uma maior diversidade genética?

a) As sementes aladas, que favorecem a dispersão aérea.

b) Os arquegônios, que protegem o embrião multicelular.

c) Os grãos de pólen, que garantem a polinização cruzada.

d)

reprodutiva. e) Os vasos condutores, que possibilitam o transporte da seiva bruta.

eficiência

Os

frutos,

que

promovem

uma

maior

20. Os Bichinhos e O Homem Arca de Noé (Toquinho & Vinicius de Moraes)

Nossa irmã, a mosca

É feia e tosca

Enquanto que o mosquito

É mais bonito

Nosso irmão besouro

Que é feito de couro Mal sabe voar Nossa irmã, a barata Bichinha mais chata

É prima da borboleta

Que é uma careta Nosso irmão, o grilo Que vive dando estrilo Só pra chatear MORAES, V. A arca de Noé: poemas infantis. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 1991.

O poema acima sugere a existência de relações de afinidade

entre os animais citados e nós, seres humanos. Respeitando

a liberdade poética dos autores, a unidade taxonômica que expressa a afinidade entre nós e estes animais é

a) o filo.

b) o reino.

c) a classe.

d) a família.

e) a espécie.

2. QUÍMICA

1. (ENEM - 2010) Em visita a uma usina sucroalcooleira, um

grupo de alunos pôde observar a série de processos de beneficiamento da cana-de-açúcar, entre os quais se

destacam:

I. A cana chega cortada da lavoura por meio de caminhões e

é despejada em mesas alimentadoras que a conduzem para

as moendas. Antes de ser esmagada para a retirada do caldo açucarado, toda a cana é transportada por esteiras e passada por um eletroimã para a retirada de materiais metálicos.

II. Após se esmagar a cana, o bagaço segue para as caldeiras, que geram vapor e energia para toda a usina.

III. O caldo primário, resultante do esmagamento, é passado por filtros e sofre tratamento para transformar-se em açúcar refinado e etanol.

Com base nos destaques da observação dos alunos, quais operações físicas de separação de materiais foram realizadas nas etapas de beneficiamento da cana- de-açúcar?

a)

Separação mecânica, extração, decantação.

b)

Separação magnética, combustão, filtração.

c)

Separação magnética, extração, filtração.

d)

Imantação, combustão, peneiração.

e)

Imantação, destilação, filtração.

2.

O carvão ativado é um material que possui elevado teor de

carbono, sendo muito utilizado para a remoção de compostos orgânicos voláteis do meio, como o benzeno. Para a remoção

desses compostos, utiliza-se a adsorção. Esse fenômeno ocorre por meio de interações do tipo intermoleculares entre

a superfície do carvão (adsorvente) e o benzeno (adsorvato, substância adsorvida). No caso apresentado, entre o adsorvente e a substância adsorvida ocorre a formação de:

a)

Ligações dissulfeto.

b)

Ligações covalentes.

c)

Ligações de hidrogênio.

d)

Interações dipolo induzido dipolo induzido.

e)

Interações dipolo permanente dipolo permanente.

3.

Grande quantidade dos maus odores do nosso dia a dia

está relacionada a compostos alcalinos. Assim, em vários desses casos, pode-se utilizar o vinagre, que contém entre 3,5% e 5% de ácido acético, para diminuir ou eliminar o mau

cheiro. Por exemplo, lavar as mãos com vinagre e depois enxaguá-las com água elimina o odor de peixe, já que a molécula de piridina (C 5 H 5 N) é uma das substâncias

responsáveis pelo odor característico de peixe podre. SILVA, V. A.; BENITE, A. M. C.; SOARES, M. H. F. B. Algo aqui

A química do mau cheiro. Química Nova na Escola, v. 33, n. 1, fev. 2011 (adaptado).

não cheira bem

A eficiência do uso do vinagre nesse caso se explica

a) sobreposição de odor, propiciada pelo cheiro característico

do vinagre.

b) solubilidade da piridina, de caráter ácido, na solução ácida

empregada.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

c) inibição da proliferação das bactérias presentes, devido à

ação do ácido acético.

d) degradação enzimática da molécula de piridina, acelerada

pela presença de ácido acético.

e) reação de neutralização entre o ácido acético e a piridina,

que resulta em compostos sem mau odor.

4. Em um experimento, colocou-se água até a metade da

capacidade de um frasco de vidro e, em seguida, adicionaram-se três gotas de solução alcoólica de fenolftaleína. Adicionou-se bicarbonato de sódio comercial, em pequenas quantidades, até que a solução se tornasse

rosa. Dentro do frasco, acendeu-se um palito de fósforo, o qual foi apagado assim que a cabeça terminou de queimar. Imediatamente, o frasco foi tampado. Em seguida, agitou-se

o frasco tampado e observou-se o desaparecimento da cor

mostrado na equação (2). Essa etapa é de grande interesse porque o produto da reação, popularmente conhecido como gesso, é utilizado agrícolas.

2 CaSO3(s)+ O2(g) 2 CaSO4(s)

(2)

As massas molares dos elementos carbono, oxigênio, enxofre e cálcio são iguais a 12 g/mol, 16 g/mol, 32 g/mol e 40 g/mol, respectivamente.

BAIRD, C. Química ambiental. Porto Alegre: Bookman, 2002 (adaptado).

Considerando um rendimento de 90% no processo, a massa de gesso obtida, em gramas, por mol de gás retido é mais próxima de

rosa.

a)

64.

MATEUS, A. L. Química na cabeça. Belo Horizonte: UFMG,

b)

108.

2001 (adaptado).

c)

122.

d)

136.

A

explicação para o desaparecimento da cor rosa é que, com

e)

245.

a

combustão do palito de fósforo, ocorreu o(a)

 

a)

formação de óxidos de caráter ácido.

7.

Certas ligas estanho-chumbo com composição que uma

b)

evaporação do indicador fenolftaleína.

liga com essas características se comporta como uma

Um lote contendo 5 amostras de solda estanho-chumbo foi

c)

vaporização de parte da água do frasco.

substância pura, com um ponto de fusão inferior mesmo ao

d)

vaporização dos gases de caráter alcalino.

ponto de fusão dos metais que compõem esta liga (o estanho

e)

aumento do pH da solução no interior do frasco.

puro funde a 232 ºC e utilização na soldagem de

5.

Para proteger estruturas de aço da corrosão, a indústria

componentes eletrônicos, em que o excesso de aquecimento deve sempre ser evitado. De acordo com as normas

utiliza uma técnica chamada galvanização. Um metal bastante utilizado nesse processo é o zinco, que pode ser obtido a partir de um minério denominado esfalerita (ZnS), de pureza 75%. Considere que a conversão do minério em zinco metálico tem rendimento de 80% nesta sequência de equações químicas:

2 ZnS + 3 O2 2 ZnO + 2 SO2 ZnO + CO Zn + 2 CO2

internacionais, os valores mínimo e máximo das densidades para essas ligas são de 8,74 g/mL e 8,82 g/mL, respectivamente. As densidades do estanho e do chumbo são 7,3 g/mL e 11,3 g/mL, respectivamente.

analisado por um técnico, por meio da determinação de sua composição percentual em massa, cujos resultados estão mostrados no quadro a seguir.

Considere as massas molares: ZnS (97 g/mol); O 2 (32 g/mol); ZnO (81 g/mol); SO 2 (64 g/mol); CO (28 g/mol); CO 2 (44 g/mol); e Zn (65 g/mol).

Que valor mais próximo de massa de zinco metálico, em

quilogramas, será produzido a partir de 100 kg de esfalerita:

a)

25

b)

33

c)

40

d)

50

e)

54

6.

(ENEM - 2014) Grandes fontes de emissão do gás dióxido

de enxofre são as indústrias de extração de cobre e níquel,

em decorrência da oxidação dos minérios sulfurados. Para evitar a liberação desses óxidos na atmosfera e a consequente formação da chuva ácida, o gás pode ser lavado, em um processo conhecido como dessulfurização, conforme mostrado na equação (1).

CaCO3(s) + SO2(g) CaSO3(s) + CO2(g)

(1)

Por sua vez, o sulfito de cálcio pode ser oxidado, com o auxílio do ar atmosférico, para a obtenção do sulfato de cálcio, como

atmosférico, para a obtenção do sulfato de cálcio, como Com base no texto e na análise

Com base no texto e na análise realizada pelo técnico, as amostras que atendem às normas internacionais são

a)

I e II.

b)

I e III.

c)

II e IV.

d)

III e V.

e)

IV e V

8.

(ENEM - 2013) A varfarina é um fármaco que diminui a

agregação plaquetária, e por isso é utilizada como anticoagulante, desde que esteja presente no plasma, com uma concentração superior a 1,0 mg/L. Entretanto, concentrações plasmáticas superiores a 4,0 mg/L podem desencadear hemorragias. As moléculas desse fármaco ficam

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

retidas no espaço intravascular e dissolvidas exclusivamente no plasma, que representa aproximadamente 60% do sangue em volume. Em um medicamento, a varfarina é administrada por via intravenosa na forma de solução aquosa, com concentração de 3,0 mg/mL. Um indivíduo adulto, com volume sanguíneo total de 5,0 L, será submetido a um tratamento com solução injetável desse medicamento.

Qual é o máximo volume da solução do medicamento que pode ser administrado a esse indivíduo, pela via intravenosa, de maneira que não ocorram hemorragias causadas pelo

anticoagulante?

a) 1,0 mL

b) 1,7 mL

c) 2,7 mL

d) 4,0 mL

e) 6,7 mL

9. A utilização de processos de biorremediação de resíduos gerados pela combustão incompleta de compostos orgânicos tem se tornado crescente, visando minimizar a poluição ambiental. Para a ocorrência de resíduos de naftaleno, algumas legislações limitam sua concentração em até 30

mg/kg para solo agrícola e 0,14 mg/L para água subterrânea.

A quantificação desse resíduo foi realizada em diferentes

ambientes, utilizando-se amostras de 500 g de solo e 100 mL

de água, conforme apresentado no quadro.

g de solo e 100 mL de água, conforme apresentado no quadro. O ambiente que necessita

O ambiente que necessita de biorremediação é o(a)

solo I.

b)

c)

d)

e) água III.

a)

solo II.

água I.

água II.

10. O benzeno, um importante solvente para a indústria química, é obtido industrialmente pela destilação do petróleo. Contudo, também pode ser sintetizado pela trimerização do acetileno catalisada por ferro metálico sob altas temperaturas, conforme a equação química:

3 C2H2(g) C6H6(l)

A energia envolvida nesse processo pode ser calculada

indiretamente pela variação de entalpia das reações de

combustão das substâncias participantes, nas mesmas condições experimentais:

I.C2H2(g) +52 O2(g) 2 CO2(g)+ H2O(g)

Hco = 310

kcal/mol

II.C6H6(g) +152 O2(g) 6 CO2(g)+ 3 H2O(g)

Hco = 780

kcal/mol

A variação de entalpia do processo de trimerização, em kcal, para a formação de um mol de benzeno é mais próxima de

a) - 1090.

b) - 150.

c) - 50.

d) + 157.

e) + 470.

11.

TEXTO I Biocélulas combustíveis são uma alternativa tecnológica para substituição das baterias convencionais. Em uma biocélula microbiológica, bactérias catalisam reações de oxidação de substratos orgânicos. Liberam elétrons produzidos na respiração celular para um eletrodo, onde fluem por um circuito externo até o cátodo do sistema, produzindo corrente elétrica. Uma reação típica que ocorre em biocélulas microbiológicas utiliza o acetato como substrato. AQUINO NETO, S. Preparação e caracterização de bioanodos para biocélula a combustível etanol/O2 . Disponível em:

www.teses.usp.br. Acesso em: 23 jun. 2015 (adaptado).

TEXTO II Em sistemas bioeletroquímicos, os potenciais padrão (E°’) apresentam valores característicos. Para as biocélulas de acetato, considere as seguintes semirreações de redução e seus respectivos potenciais:

2 CO2 + 7 H+ + 8 e- CH3COO- + 2

H2O

O2 + 4 H+ + 4 e- 2 H2O

E'o= - 0,3 V E'o= 0,8 V

V SCOTT, K.; YU, E. H. Microbial electrochemical and fuel cells: fundamentals and applications. Woodhead Publishing Series in Energy, n. 88, 2016 (adaptado).

Nessas condições, qual é o número mínimo de biocélulas de acetato, ligadas em série, necessárias para se obter uma diferença de potencial de 4,4 V?

a) 3

b)

c)

d)

e)

4

6

9

15

12. A calda bordalesa é uma alternativa empregada no combate a doenças que afetam folhas de plantas. Sua produção consiste na mistura de uma solução aquosa de sulfato de cobre(II), CuSO 4 , com óxido de cálcio, CaO, e sua aplicação só deve ser realizada se estiver levemente básica. A avaliação rudimentar da basicidade dessa solução é realizada pela adição de três gotas sobre uma faca de ferro limpa. Após três minutos, caso surja uma mancha avermelhada no local da aplicação, afirma-se que a calda bordalesa ainda não está com a basicidade necessária. O quadro apresenta os valores de potenciais padrão de redução (Eº) para algumas semirreações de redução.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem
[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem A equação química que representa a reação

A equação química que representa a reação de formação da mancha avermelhada é:

a) Ca(aq)2+ +2 Cu(aq)+Ca(s) + 2 Cu(aq)2+

b) Ca(aq)2+ +2 Fe(aq)2+Ca(s) + 2 Fe(aq)3+

c) Cu(aq)2+ +2 Fe(aq)2+Cu(s) + 2 Fe(aq)3+

d) 3 Ca(aq)2+ +2 Fe(s)3 Ca(s) + 2 Fe(aq)3+

e) 3 Cu(aq)2+ +2 Fe(s)3 Cu(s) + 2 Fe(aq)3+

desmineralização dentária, devido ao aumento da concentração de

a) OH - , que reage com os íons Ca2 + , deslocando o equilíbrio

para a direita.

b) H + , que reage com as hidroxilas OH - , deslocando o

equilíbrio para a direita.

c) OH - , que reage com os íons Ca2 + , deslocando o equilíbrio

para a esquerda.

d) H + , que reage com as hidroxilas OH - , deslocando o

equilíbrio para a esquerda.

e) Ca2 + , que reage com as hidroxilas OH - , deslocando o

equilíbrio para a esquerda.

15. Uma das etapas do tratamento da água é a desinfecção,

sendo a cloração o método mais empregado. Esse método

consiste na dissolução do gás cloro numa solução sob pressão

e sua aplicação na água a ser desinfectada. As equações das reações químicas envolvidas são:

13. Após seu desgaste completo, os pneus podem ser queimados para a geração de energia. Dentre os gases

Cl2(g) + 2 H2O(l) HClO(aq) + H3O(aq)+ + Cl(aq)-

 

gerados na combustão completa da borracha vulcanizada,

HClO(aq)

+

H2O(l)

H3O(aq)+

+

alguns são poluentes e provocam a chuva ácida. Para evitar

ClO(aq)-

pKa = -log pKa = 7,53

que escapem para a atmosfera, esses gases podem ser borbulhados em uma solução aquosa contendo uma

A

ação desinfetante é controlada pelo ácido hipocloroso, que

substância adequada. Considere as informações das

possui

um

potencial

de desinfecção cerca de 80 vezes

substâncias listadas no quadro.

superior ao ânion hipoclorito. O pH do meio é importante,

superior ao ânion hipoclorito. O pH do meio é importante, Dentre as substâncias listadas no quadro,

Dentre as substâncias listadas no quadro, aquela que é capaz de remover com maior eficiência os gases poluentes é o(a)

a) fenol.

b) piridina.

c) metilamina.

d) hidrogenofosfato de potássio.

e) hidrogenosulfato de potássio.

14. Os refrigerantes têm-se tornado cada vez mais o alvo de políticas públicas de saúde. Os de cola apresentam ácido fosfórico, substância prejudicial à da matriz dos dentes. A cárie é um processo dinâmico de desequilíbrio do processo de desmineralização dentária, perda de minerais em razão da acidez. Sabe-se que o principal componente do esmalte do dente é um sal denominado hidroxiapatita. O refrigerante, pela (placa bacteriana), provocando a desmineralização do esmalte dentário. Os mecanismos de defesa salivar levam de 20 a 30 minutos para normalizar o nível do pH, remineralizando o dente. A equação química seguinte representa esse processo:

Ca5(PO4)3OH(s) 5 Ca(aq)2+ + 3 PO4(aq)3- + OH(aq)-

Reação Direta = Desmineralização Reação Inversa = Mineralização

Considerando que uma pessoa consuma refrigerantes

diariamente, poderá ocorrer um processo

de

porque influencia na extensão com que o ácido hipocloroso se ioniza. Para que a desinfecção seja mais efetiva, o pH da água a ser tratada deve estar mais próximo de

a) 0.

b) 5.

c) 7.

d) 9.

e) 14

16. A produção mundial de alimentos poderia se reduzir a

40% da atual sem a aplicação de controle sobre as pragas agrícolas. Por outro lado, o uso frequente dos agrotóxicos pode causar contaminação em solos, águas superficiais e subterrâneas, atmosfera e alimentos. Os biopesticidas, tais como a piretrina e a coronopilina, têm sido uma alternativa na diminuição dos prejuízos econômicos, sociais e ambientais gerados pelos agrotóxicos.

sociais e ambientais gerados pelos agrotóxicos. Identifique as funções orgânicas presentes

Identifique as funções orgânicas presentes simultaneamente nas estruturas dos dois biopesticidas apresentados:

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

a) Éter e éster.

b) Cetona e éster.

c) Álcool e cetona.

d) Aldeído e cetona.

e) Éter e ácido carboxílico.

17. O glifosato (C 3 H 8 NO 5 P) é um herbicida pertencente ao grupo químico das glicinas, classificado como não seletivo. Esse composto possui os grupos funcionais carboxilato, amino e fosfonato. A degradação do glifosato no solo é muito rápida e realizada por grande variedade de microrganismos, que usam o produto como fonte de energia e fósforo. Os produtos da degradação são o ácido aminometilfosfônico (AMPA) e o N-metilglicina (sarcosina):

aminometilfosfônico (AMPA) e o N-metilglicina (sarcosina): A a partir do texto e dos produtos de degradação

A

a

partir do texto e dos produtos de degradação apresentados,

estrutura química que representa o glifosato é:

a)

b)

c)

d)

e)

química que representa o glifosato é: a) b) c) d) e) 18. (ENEM - 2012) Quando
química que representa o glifosato é: a) b) c) d) e) 18. (ENEM - 2012) Quando
química que representa o glifosato é: a) b) c) d) e) 18. (ENEM - 2012) Quando
química que representa o glifosato é: a) b) c) d) e) 18. (ENEM - 2012) Quando
química que representa o glifosato é: a) b) c) d) e) 18. (ENEM - 2012) Quando

18. (ENEM - 2012) Quando colocados em água, os fosfolipídeos tendem a formar lipossomos, estruturas formadas por uma bicamada lipídica, conforme mostrado na

figura. Quando rompida, essa estrutura tende a se reorganizar em um novo lipossomo.

essa estrutura tende a se reorganizar em um novo lipossomo. Esse arranjo característico se deve ao

Esse arranjo característico se deve ao fato de os fosfolipídios apresentarem uma natureza

a) polar, ou seja, serem inteiramente solúveis em água.

b) apolar, ou seja, não serem solúveis em solução aquosa.

c) anfotérica, ou seja, podem comportar-se como ácidos e

bases.

d) insaturada, ou seja, possuírem duplas ligações em sua

estrutura.

e) anfifílica, ou seja, possuírem uma parte hidrofílica e outra

hidrofóbica.

19. Segundo dados do Balanço Energético Nacional de 2008,

do Ministério das Minas e Energia, a matriz energética brasileira é composta por hidrelétrica (80%), termelétrica (19,9%) e eólica (0,1%). Nas termelétricas, esse percentual é dividido conforme o combustível usado, sendo: gás natural (6,6%), biomassa (5,3%), derivados de petróleo (3,3%), energia nuclear (3,1%) e carvão mineral (1,6%). Com a

geração de eletricidade da biomassa, pode-se considerar que ocorre uma compensação do carbono liberado na queima do material vegetal pela absorção desse elemento no crescimento das plantas. Entretanto, estudos indicam que as emissões de metano (CH 4 ) das hidrelétricas podem ser comparáveis às emissões de CO 2 das termelétricas. MORET, A. S.; FERREIRA, I. A. As hidrelétricas do Rio Madeira e os impactos socioambientais Revista Ciência Hoje. V. 45, n° 265, 2009 (adaptado).

No Brasil, em termos do impacto das fontes de energia no

crescimento do efeito estufa, quanto à emissão de gases, as hidrelétricas seriam consideradas como uma fonte

a) limpa de energia, contribuindo para minimizar os efeitos

deste fenômeno.

b) eficaz de energia, tomando-se o percentual de oferta e os

verificados.

benefícios

c) limpa de energia, não afetando ou alterando os níveis dos

gases do efeito estufa.

d) poluidora, colaborando com níveis altos de gases de efeito

estufa em função de seu potencial de oferta.

e) alternativa, tomando-se por referência a grande emissão

de gases de efeito estufa das demais fontes geradoras.

20. Parte do gás carbônico da atmosfera é absorvida pela

água do mar. O esquema representa reações que ocorrem naturalmente, em equilíbrio, no sistema ambiental marinho.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

O excesso de dióxido de carbono na atmosfera pode afetar os

recifes de corais.

de carbono na atmosfera pode afetar os recifes de corais. O resultado desse processo nos corais

O resultado desse processo nos corais é o(a)

a) seu branqueamento, levando à sua morte e extinção.

b) excesso de fixação de cálcio, provocando calcificação

indesejável.

c) menor incorporação de carbono, afetando seu

metabolismo energético.

d) estímulo da atividade enzimática, evitando a

descalcificação dos esqueletos.

e) dano à estrutura dos esqueletos calcários, diminuindo o

tamanho das populações.

3. FÍSICA

1. Uma pessoa, lendo o manual de uma ducha que acabou de

adquirir para a sua casa, observa o gráfico na Figura do Enunciado que relaciona a vazão na ducha com a pressão, medida em metros de coluna de água (mca). Nessa casa residem quatro pessoas. Cada uma delas toma um banho por dia, com duração média de 8 minutos, permanecendo o registro aberto com vazão máxima durante esse tempo. A ducha é instalada em um ponto seis metros abaixo do nível da lâmina de água, que se mantém constante dentro do reservatório.

de água, que se mantém constante dentro do reservatório. Ao final de 30 dias, esses banhos

Ao final de 30 dias, esses banhos consumirão um volume de água, em litros, igual a:

a) 69120.

b) 17280.

c) 11520.

d) 8640.

e) 2880.

2. Em um dia sem vento, ao saltar de um avião, um paraquedista cai verticalmente até atingir a velocidade limite. No instante em que o paraquedas é aberto (instante TA), ocorre a diminuição de sua velocidade de queda. Algum tempo após a abertura do paraquedas, ele passa a ter velocidade de queda constante, que possibilita sua aterrissagem em segurança. Que gráfico representa a força resultante sobre o paraquedista, durante o seu movimento de queda?

sobre o paraquedista, durante o seu movimento de queda? 3. Uma empresa de transporte precisa efetuar
sobre o paraquedista, durante o seu movimento de queda? 3. Uma empresa de transporte precisa efetuar

3. Uma empresa de transporte precisa efetuar a entrega de

uma encomenda o mais breve possível. Para tanto, a equipe de logística analisa o trajeto desde a empresa até o local da

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

entrega. Ela verifica que o trajeto apresenta dois trechos de distâncias diferentes e velocidades máximas permitidas diferentes. No primeiro trecho, a velocidade máxima permitida é de 80 km/h e a distância a ser percorrida é de 80 km. No segundo trecho, cujo comprimento vale 60 km, a velocidade máxima permitida é 120 km/h. Supondo que as condições de trânsito sejam favoráveis para que o veículo da empresa ande continuamente na velocidade máxima permitida, qual será o tempo necessário, em horas, para a realização da entrega?

a) 0,7

b) 1,4

c) 1,5

d) 2,0

e) 3,0

4. Em um experimento, um professor levou para a sala de aula

um saco de arroz, um pedaço de madeira triangular e uma barra de ferro cilíndrica e homogênea. Ele propôs que fizessem a medição da massa da barra utilizando esses objetos. Para isso, os alunos fizeram marcações na barra, dividindo-a em oito partes iguais, e em seguida apoiaram-na sobre a base triangular, com o saco de arroz pendurado em uma de suas extremidades, até atingir a situação de equilíbrio.

suas extremidades, até atingir a situação de equilíbrio. Nessa situação, qual foi a massa da barra

Nessa situação, qual foi a massa da barra obtida pelos alunos?

a) 3,00 kg

b) 3,75 kg

c) 5,00 kg

d) 6,00 kg

e) 15,00 kg

5. Um carro solar é um veículo que utiliza apenas a energia

solar para a sua locomoção. Tipicamente, o carro contém um painel fotovoltaico que converte a energia do Sol em energia elétrica que, por sua vez, alimenta um motor elétrico. A imagem mostra o carro solar Tokai Challenger, desenvolvido na Universidade de Tokai, no Japão, e que venceu o World Solar Challenge de 2009, uma corrida internacional de carros solares, tendo atingindo uma velocidade média acima de 100 km/h. Considere uma região plana onde a insolação (energia solar por unidade de tempo e de área que chega à superfície da Terra) seja de 1000 W/m 2 , que o carro solar possua massa de 200 kg e seja construído de forma que o painel fotovoltaico em seu topo tenha uma área de 9 m 2 e rendimento de 30%. Desprezando as forças de resistência do ar, o tempo que este carro solar levaria, a partir do repouso, para atingir velocidade de 108 km/h é um valor próximo de:

a)1,0 s.

b) 4,0 s.

c) 10 s.

d) 33 s.

e)

300 s

6.

Uma análise criteriosa do desempenho de Usain Bolt na

quebra do recorde mundial dos 100 metros rasos mostrou que, apesar de ser o último dos corredores a reagir ao tiro e iniciar a corrida, seus primeiros 30 metros foram os mais velozes já feitos em um recorde mundial, cruzando essa marca em 3,78 segundos. Até se colocar com o corpo reto, foram 13 passadas, mostrando sua potência durante a aceleração, o momento mais importante da corrida. Ao final desse percurso, Bolt havia atingido a velocidade máxima de 12 m/s. Disponível em: http://esporte.uol.com.br. Acesso em: 5 ago. 2012 (adaptado). Supondo que a massa desse corredor seja igual a 90 kg, o trabalho total realizado nas 13 primeiras passadas é mais próximo de:

a)

5,4×10²J

b)

6,5×10³ J.

c)

8,6×10³ J.

d)

1,3×10

4

e)

3,2×10

4

7.

Para entender os movimentos dos corpos, Galileu discutiu

o

movimento de uma esfera de metal em dois planos

inclinados sem atritos e com a possibilidade de se alterarem os ângulos de inclinação, conforme mostra a figura. Na descrição do experimento, quando a esfera de metal é abandonada para descer um plano inclinado de um determinado nível, ela sempre atinge, no plano ascendente,

no máximo, um nível igual àquele em que foi abandonada.

no máximo, um nível igual àquele em que foi abandonada. Se o ângulo de inclinação do

Se o ângulo de inclinação do plano de subida for reduzido a

zero, a esfera

a) manterá sua velocidade constante, pois o impulso

resultante sobre ela será nulo.

b) manterá sua velocidade constante, pois o impulso da

descida continuará a empurrá-la.

c) diminuirá gradativamente a sua velocidade, pois não

haverá mais impulso para empurrá-la. d) diminuirá gradativamente a sua velocidade, pois o impulso resultante será contrário ao seu movimento.

e) aumentará gradativamente a sua velocidade, pois não

haverá nenhum impulso contrário ao seu movimento.

8. O trilho de ar é um dispositivo utilizado em laboratórios de

física para analisar movimentos em que corpos de prova (carrinhos) podem se mover com atrito desprezível. A figura ilustra um trilho horizontal com dois carrinhos (1 e 2) em que se realiza um experimento para obter a massa do carrinho 2. No instante em que o carrinho 1, de massa 150,0 g, passa a se

mover com velocidade escalar constante, o carrinho 2 está em repouso. No momento em que o carrinho 1 se choca com

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

o carrinho 2, ambos passam a se movimentar juntos com velocidade escalar constante. Os sensores eletrônicos distribuídos ao longo do trilho determinam as posições e registram os instantes associados à passagem de cada carrinho, gerando os dados do quadro.

à passagem de cada carrinho, gerando os dados do quadro. Com base nos dados experimentais, o

Com base nos dados experimentais, o valor da massa do carrinho 2 é igual a

a) 50,0 g.

b) 250,0 g.

c) 300,0 g.

d) 450,0 g.

e) 600,0 g.

9. As altas temperaturas de combustão e o atrito entre suas peças móveis são alguns dos fatores que provocam o aquecimento dos motores à combustão interna. Para evitar o superaquecimento e consequentes danos a esses motores, foram desenvolvidos os atuais sistemas de refrigeração, em que um fluido arrefecedor com propriedades especiais circula pelo interior do motor, absorvendo o calor que, ao passar pelo radiador, é transferido para a atmosfera. Qual propriedade o fluido arrefecedor deve possuir para cumprir seu objetivo com maior eficiência?

A)Alto calor específico.

Alto calor latente de fusão.

Baixa condutividade térmica.

Baixa temperatura de ebulição.

condutividade térmica. Baixa temperatura de ebulição. Alto coeficiente de dilatação térmica. 10. Durante a

Alto coeficiente de dilatação térmica.

10. Durante a primeira fase do projeto de uma usina de geração de energia elétrica, os engenheiros da equipe de avaliação de impactos ambientais procuram saber se esse projeto está de acordo com as normas ambientais. A nova planta estará localizada à beira de um rio, cuja temperatura média da água é de 25 oC, e usará a sua água somente para refrigeração. O projeto pretende que a usina opere com 1,0 MW de potência elétrica e, em razão de restrições técnicas, o dobro dessa potência será dissipada por seu sistema de arrefecimento, na forma de calor. Para atender a resolução número 430, de 13 de maio de 2011, do Conselho Nacional do Meio Ambiente, com uma ampla margem de segurança, os engenheiros determinaram que a água só poderá ser devolvida ao rio com um aumento de temperatura de, no máximo, 3 oC em relação à temperatura da água do rio captada pelo sistema de arrefecimento. Considere o calor específico da água igual a 4 kJ/(kg.C). Para atender essa

determinação, o valor mínimo do fluxo de água, em kg/s, para a refrigeração da usina deve ser mais próximo de

a) 42.

b) 84.

c) 167.

d) 250.

e) 500.

11. Uma pessoa abre uma geladeira, verifica o que há dentro

e depois fecha a porta dessa geladeira. Em seguida, ela tenta abrir a geladeira novamente, mas só consegue fazer isso

depois de exercer uma força mais intensa do que a habitual. A dificuldade extra para reabrir a geladeira ocorre porque o(a)

a) volume de ar dentro da geladeira diminuiu.

b) motor da geladeira está funcionando com potência

máxima.

c) força exercida pelo ímã fixado na porta da geladeira

aumenta.

d) pressão no interior da geladeira está abaixo da pressão

externa.

e) temperatura no interior da geladeira é inferior ao valor

existente antes de ela ser aberta.

12. Um sistema de pistão contendo um gás é mostrado na

figura. Sobre a extremidade superior do êmbolo, que pode movimentar-se livremente sem atrito, encontra-se um objeto. Através de uma chapa de aquecimento é possível fornecer calor ao gás e, com auxílio de um manômetro, medir sua pressão. A partir de diferentes valores de calor fornecido, considerando o sistema como hermético, o objeto elevou-se em valores Δh, como mostrado no gráfico.

elevou-se em valores Δh, como mostrado no gráfico. Foram estudadas, separadamente, quantidades equimo - lares

Foram estudadas, separadamente, quantidades equimo -

lares

diferença no comportamento dos gases no experimento decorre do fato de o gás M, em relação ao V, apresentar

a) maior pressão de vapor.

A

de

dois diferentes gases,

denominados M

e

V.

b) menor massa molecular.

c) maior compressibilidade.

d) menor energia de ativação.

e) menor capacidade calorífica.

13. Em um dia de chuva muito forte, constatou-se uma

goteira sobre o centro de uma piscina coberta, formando um padrão de ondas circulares. Nessa situação, observou-se que caíam duas gotas a cada segundo. A distância entre duas cristas consecutivas era de 25 cm e cada uma delas se aproximava da borda da piscina com velocidade de 1,0 m/s. Após algum tempo a chuva diminuiu e a goteira passou a cair uma vez por segundo.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Com a diminuição da chuva, a distância entre as cristas e a

a)

Ressonância.

velocidade de propagação da onda se tornaram,

refração.

respectivamente,

difração.

reflexão.

a) maior que 25 cm e maior 1,0 m/s.

difusão.

b) maior que 25 cm e igual a 1,0 m/s.

c) menor que 25 cm e menor que 1,0 m/s.

d) menor que 25 cm e igual a 1,0 m/s.

e) igual a 25 cm e igual a 1,0 m/s.

14. Uma ambulância A em movimento retilíneo e uniforme

aproxima-se de um observador O, em repouso. A sirene emite um som de frequência constante f A . O desenho ilustra as frentes de onda do som emitido pela ambulância. O observador possui um detector que consegue registrar, no esboço de um gráfico. a frequência da onda sonora detectada em função do tempo f o (t), antes e depois da passagem da ambulância por ele.

o (t), antes e depois da passagem da ambulância por ele. Qual esboço gráfico representa a

Qual esboço gráfico representa a frequência f o (t) detectada pelo observador?

a frequência f o (t) detectada pelo observador? 15. Será que uma miragem ajudou a afundar

15. Será que uma miragem ajudou a afundar o Titanic? O

fenômeno ótico conhecido como Fata Morgana pode fazer com que uma falsa parede de água apareça sobre o horizonte molhado. Quando as condições são favoráveis, a luz refletida pela água fria pode ser desviada por uma camada incomum de ar quente acima, chegando até o observador, vinda de muitos ângulos diferentes. De acordo com estudos de pesquisadores da Universidade de San Diego, uma Fata Morgana pode ter obscurecido os icebergs da visão da tripulação que estava a bordo do Titanic. Dessa forma, a certa distância, o horizonte verdadeiro fica encoberto por uma névoa escurecida, que se parece muito com águas calmas no escuro.

Disponível em: http://apod.nasa.gov. Acesso em: 6 set. 2012 (adaptado).

O fenômeno ótico que, segundo os pesquisadores, provoca a Fata Morgana é a

16. Ao sintonizarmos uma estação de rádio ou um canal de

TV em um aparelho, estamos alterando algumas características elétricas de seu circuito receptor. Das inúmeras ondas eletromagnéticas que chegam simultaneamente ao receptor, somente aquelas que oscilam com determinada frequência resultarão em máxima absorção

de energia. O fenômeno descrito é a:

a) difração.

b) refração.

c) polarização.

d) interferência.

e) ressonância.

17. Um estudante, precisando instalar um computador, um

monitor e uma lâmpada em seu quarto, verificou que precisaria fazer a instalação de duas tomadas e um interruptor na rede elétrica. Decidiu esboçar com antecedência o esquema elétrico. “O circuito deve ser tal que as tomadas e a lâmpada devem estar submetidas à tensão nominal da rede elétrica e a lâmpada deve poder ser ligada ou desligada por um interruptor sem afetar os outros dispositivos” — pensou.

Símbolos adotados:

os outros dispositivos” — pensou. Símbolos adotados: Qual dos circuitos esboçados atende às exigências? 18. O

Qual dos circuitos esboçados atende às exigências?

Qual dos circuitos esboçados atende às exigências? 18. O chuveiro elétrico é um dispositivo capaz de

18. O chuveiro elétrico é um dispositivo capaz de transformar energia elétrica em energia térmica, o que possibilita a elevação da temperatura da água. Um chuveiro projetado para funcionar em 110V pode ser adaptado para funcionar em 220V, de modo a manter inalterada sua potência. Uma das maneiras de fazer essa adaptação é trocar a resistência do chuveiro por outra, de mesmo material e com o(a):

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

a) Dobro do comprimento do fio

b) metade do comprimento do fio

c) metade da área da seção reta do fio

d) quádruplo da área da seção reta do fio

e) quarta parte da área da seção reta do fio

19. Por apresentar significativa resistividade elétrica, o grafite pode ser utilizado para simular resistores elétricos em circuitos desenhados no papel, com o uso de lápis e lapiseiras. Dependendo da espessura e do comprimento das linhas desenhadas, é possível determinar a resistência elétrica de cada traçado produzido. No esquema foram utilizados três tipos de lápis diferentes (2H, HB e 6B) para efetuar três traçados distintos.

(2H, HB e 6B) para efetuar três traçados distintos. Munido dessas informações, um estudante pegou uma

Munido dessas informações, um estudante pegou uma folha de papel e fez o desenho de um sorvete de casquinha utilizando-se desses traçados. Os valores encontrados nesse experimento, para as resistências elétricas (R), medidas com o auxílio de um ohmímetro ligado nas extremidades das resistências, são mostrados na figura. Verificou-se que os resistores obedeciam à Lei de Ohm.

Verificou-se que os resistores obedeciam à Lei de Ohm. Na sequência, conectou o ohmímetro nos terminais

Na sequência, conectou o ohmímetro nos terminais A e B do desenho e, em seguida, conectou-o nos terminais B e C,

anotando

e

Rbc, respectivamente. Ao

estabelecer a razão Rab/Rbc, qual resultado o estudante

obteve?

a) 1

b) 4/7

c) 10/27

d) 14/81

e) 4/81

as

leituras

Rab

20. O funcionamento dos geradores de usinas elétricas baseia-se no fenômeno da indução eletromagnética descoberto por Michael Farady no século XIX. Pode-se observar esse fenômeno ao se movimentar um imã e uma espira em sentidos opostos com um módulo da velocidade igual a v, induzindo uma corrente elétrica de intensidade i, como ilustrado na figura.

elétrica de intensidade i, como ilustrado na figura. A fim de obter uma mesma corrente com

A fim de obter uma mesma corrente com o mesmo sentido da apresentada na figura, utilizando os mesmos materiais, outra possibilidade é mover a espira para a:

a) esquerda e o ímã para a direita com polaridade invertida.

b) direita e o ímã para a esquerda com polaridade invertida.

c) esquerda e o ímã para a esquerda com mesma polaridade.

d) direita e manter o ímã em repouso com polaridade

invertida.

e) esquerda e manter o ímã em repouso com mesma

polaridade.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

4. MATEMÁTICA

Para alcançar o objetivo, o coeficiente angular da reta que representa a trajetória de B deverá

I. Funções

1. Uma região de uma fábrica deve ser isolada, pois nela os

empregados ficam expostos a riscos de acidentes. Essa região

está representada pela porção de cor cinza (quadrilátero de área S) na figura.

porção de cor cinza (quadrilátero de área S) na figura. Para que os funcionários sejam orientados

Para que os funcionários sejam orientados sobre a localização da área isolada, cartazes informativos serão afixados por toda a fábrica. Para confeccioná-los, um programador utilizará um software que permite desenhar essa região a partir de um conjunto de desigualdades algébricas.

As desigualdades que devem ser utilizadas no referido software, para o desenho da região de isolamento, são

a)

3y - x ≤ 0; 2y - x ≥ 0; y ≤ 8; x ≤ 9

b)

3y - x ≤ 0; 2y - x ≥ 0; y ≤ 9; x ≤ 8

c)

3y - x ≥ 0; 2y - x ≤ 0; y ≤ 9; x ≤ 8

d)

4y - 9x ≤ 0; 8y - 3x ≥ 0; y ≤ 8; x ≤ 9

e)

4y - 9x ≤ 0; 8y - 3x ≥ 0; y ≤ 9; x ≤ 8

2.

Para uma feira de ciências, dois projéteis de foguetes, A e

B, estão sendo construídos para serem lançados. O planejamento é que eles sejam lançados juntos, com o objetivo de o projétil B interceptar o A quando esse alcançar sua altura máxima. Para que isso aconteça, um dos projéteis descreverá uma trajetória parabólica, enquanto o outro irá descrever uma trajetória supostamente retilínea. O gráfico mostra as alturas alcançadas por esses projéteis em função do tempo, nas simulações realizadas.

em função do tempo, nas simulações realizadas. Com base nessas simulações, observou-se que a trajetória

Com base nessas simulações, observou-se que a trajetória do projétil B deveria ser alterada para que o objetivo fosse alcançado.

a)

diminuir em 2 unidades.

b)

diminuir em 4 unidades. c) aumentar em 2 unidades.

d)

aumentar em 4 unidades.

e)

aumentar em 8 unidades.

3. Um estudante está pesquisando o desenvolvimento de certo tipo de bactéria. Para essa pesquisa, ele utiliza uma estufa para armazenar as bactérias. A temperatura no interior dessa estufa, em graus Celsius, é dada pela expressão T(h) = - h2 + 22h - 85, em que h representa as horas do dia. Sabe-se que o número de bactérias é o maior possível quando a estufa atinge sua temperatura máxima e, nesse momento, ele deve retirá-las da estufa. A tabela associa intervalos de temperatura, em graus Celsius, com as classificações: muito baixa, baixa, média, alta e muito alta.

muito baixa, baixa, média, alta e muito alta. Quando o estudante obtém o maior número possível

Quando o estudante obtém o maior número possível de bactérias, a temperatura no interior da estufa está classificada como

a) muito baixa.

b) baixa.

c) média.

d) alta.

e) muito alta.

4. Admita que um tipo de eucalipto tenha expectativa de crescimento exponencial, nos primeiros anos após seu plantio, modelado pela função y(t) = at -1, na qual y representa a altura da planta em metro, t é considerado em ano, e a é uma constante maior que 1 . O gráfico representa a função y.

da planta em metro, t é considerado em ano, e a é uma constante maior que

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Admita ainda que y(0) fornece a altura da muda quando plantada, e deseja-se cortar os eucaliptos quando as mudas crescerem 7,5 m após o plantio.

O tempo entre a plantação e o corte, em ano, é igual a a) 3.

b) 4.

c) 6 .

d) log2 7.

e) log2 15.

5. Uma liga metálica sai do forno a uma temperatura de 3

000 °C e diminui 1% de sua temperatura a cada 30 min. Use

0,477

aproximação para log10(11).

O tempo decorrido, em hora, até que a liga atinja 30 °C é mais

próximo de

para log10(3) e 1,041 como

como

aproximação

a) 22.

b) 50.

c) 100.

d) 200.

e) 400.

II. Progressões

6. Em um trabalho escolar, João foi convidado a calcular as

áreas de vários quadrados diferentes, dispostos em sequência, da esquerda para a direita, como mostra a figura.

da esquerda para a direita, como mostra a figura. O primeiro quadrado da sequência tem lado

O primeiro quadrado da sequência tem lado medindo 1 cm, o

segundo quadrado tem lado medindo 2 cm, o terceiro quadrado tem lado medindo 3 cm e assim por diante. O objetivo do trabalho é identificar em quanto a área de cada quadrado da sequência excede a área do quadrado anterior. área do quadrado que ocupa a posição n, na sequência, foi representada por An.

Para n ≥ 2, o valor da diferença An - An-1, em centímetro quadrado, é igual a

a) 2n - 1

b) 2n + 1

c) - 2n + 1

d) (n - 1)²

e) - 1

7. Com o objetivo de trabalhar a concentração e a sincronia de movimentos dos alunos de uma de suas turmas, um professor de educação física dividiu essa turma em três

grupos (A, B e C) e estipulou a seguinte atividade: os alunos do grupo A deveriam bater palmas a cada 2 s, os alunos do grupo B deveriam bater palmas a cada 3 s e os alunos do grupo C deveriam bater palmas a cada 4 s.

O professor zerou o cronômetro e os três grupos começaram

a bater palmas quando ele registrou 1 s. Os movimentos

prosseguiram até o cronômetro registrar 60 s. Um estagiário anotou no papel a sequência formada pelos instantes em que os três grupos bateram palmas simultaneamente.

Qual é o termo geral da sequência anotada?

a) 12 n, com n um número natural, tal que 1 ≤ n ≤ 5

b) 24 n, com n um número natural, tal que 1 ≤ n ≤ 2

c) 12 (n - 1 ), com n um número natural, tal que 1 ≤ n ≤ 6 .

d) 12 (n - 1 ) + 1 , com n um número natural, tal que 1 ≤ n ≤ 5.

e) 24 (n - 1 ) + 1 , com n um número natural, tal que 1 ≤ n ≤ 3.

8. O número mensal de passagens de uma determinada empresa aérea aumentou no ano passado nas seguintes condições: em janeiro foram vendidas 33 000 passagens; em fevereiro, 34 500; em março, 36 000. Esse padrão de crescimento se mantém para os meses subsequentes. Quantas passagens foram vendidas por essa empresa em julho do ano passado?

a)

38 000

b)

40 500

c)

41 000

d)

42 000

e)

48 000

III. Análise Combinatória / Probabilidade

9. Para estimular o raciocínio de sua filha, um pai fez o seguinte desenho e o entregou à criança juntamente com três lápis de cores diferentes. Ele deseja que a menina pinte somente os círculos, de modo que aqueles que estejam ligados por um segmento tenham cores diferentes.

que estejam ligados por um segmento tenham cores diferentes. De quantas maneiras diferentes a criança pode

De quantas maneiras diferentes a criança pode fazer o que o pai pediu?

a) 6

b) 12

c) 18

d) 24

e) 72

10. Um casal, ambos com 30 anos de idade, pretende fazer um plano de previdência privada. A seguradora pesquisada, para definir o valor do recolhimento mensal, estima a probabilidade de que pelo menos um deles esteja vivo daqui a 50 anos, tomando por base dados da população, que indicam que 20% dos homens e 30% das mulheres de hoje alcançarão a idade de 80 anos. Qual é essa probabilidade?

a)

50%

b)

44%

c)

38%

d)

25%

e)

6%

IV.

Trigonometria

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

11. Um balão atmosférico, lançado em Bauru (34 quilômetros

a Noroeste de São Paulo), na noite do último domingo, caiu

nesta segunda-feira em Cuiabá Paulista, na região de Presidente Prudente, assustando agricultores da região. O artefato faz parte do programa Projeto Hibiscus, desenvolvido por Brasil, França, Argentina, Inglaterra e Itália, para a medição do comportamento da camada de ozônio, e sua descida se deu após o cumprimento do tempo previsto de mediação.

se deu após o cumprimento do tempo previsto de mediação. Na data do acontecido, duas pessoas

Na data do acontecido, duas pessoas avistaram o balão. Uma estava a 1,8 km da posição vertical do balão e o avistou sob

um ângulo de 60°; a outra estava a 5,5 km da posição vertical do balão, alinhada com a primeira, e no mesmo sentido, conforme se vê na figura, e o avistou sob um ângulo de 30°. Qual a altura aproximada em que se encontrava o balão?

a) 1,8 km

b) 1,9 km

c) 3,1 km

d) 3,7 km

e) 5,5 km

12. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

(IBGE), produtos sazonais são aqueles que apresentam ciclos bem definidos de produção, consumo e preço. Resumidamente, existem épocas do ano em que a sua disponibilidade nos mercados varejistas ora é escassa, com preços elevados, ora é abundante, com preços mais baixos, o que ocorre no mês de produção máxima da safra.

A partir de uma série histórica, observou-se que o preço P, em reais, do quilograma de um certo produto sazonal pode ser

em reais, do quilograma de um certo produto sazonal pode ser descrito pela função P(x) =

descrito pela função P(x) = 8

representa o mês do ano,sendo x = 1 associado ao mês de

onde x

+ 5cos

janeiro x = 2 ao mês de fevereiro e assim sucessivamente, até

x= 12 associado

dezembro.

ao

mês

de

Disponivel em : www.ibge.gov.br em 2 ago.2012 (adaptado)

O mês de produção máxima desse produto é

a) janeiro

b) abril

c) junho

d) julho

e) outubro

V. Geometria Plana

13. Um terreno retangular de lados cujas medidas, em metro, são x e y será cercado para a construção de um parque de

diversões. Um dos lados do terreno encontra-se às margens de um rio. Observe a figura.

terreno encontra-se às margens de um rio. Observe a figura. Para cercar todo o terreno, o

Para cercar todo o terreno, o proprietário gastará R$ 7 500,00. O material da cerca custa R$ 4,00 por metro para os lados do terreno paralelos ao rio, e R$ 2,00 por metro para os demais lados. Nessas condições, as dimensões do terreno e o custo total do material podem ser relacionados pela equação

a) 4(2x + y) = 7 500

b) 4(x + 2y) = 7 500

c) 2(x + y) = 7 500

d) 2(4x + y) = 7 500

e) 2(2x + y) = 7 500

14. Um senhor, pai de dois filhos, deseja comprar dois terrenos, com áreas de mesma medida, um para cada filho. Um dos terrenos visitados já está demarcado e, embora não tenha um formato convencional (como se observa na Figura B), agradou ao filho mais velho e, por isso, foi comprado. O filho mais novo possui um projeto arquitetônico de uma casa que quer construir, mas, para isso, precisa de um terreno na forma retangular (como mostrado na Figura A) cujo comprimento seja 7 m maior do que a largura.

Figura A) cujo comprimento seja 7 m maior do que a largura. Para satisfazer o filho

Para satisfazer o filho mais novo, esse senhor precisa encontrar um terreno retangular cujas medidas, em metro, do

comprimento e da largura sejam iguais, respectivamente, a a) 7,5 e 14,5.

b) 9,0 e 16,0.

c) 9,3 e 16,3.

d) 10,0 e 17,0.

e) 13,5 e 20,5.

15. Em um sistema de dutos, três canos iguais, de raio externo 30 cm, são soldados entre si e colocados dentro de um cano de raio maior, de medida R. Para posteriormente ter fácil manutenção, é necessário haver uma distância de 10 cm entre os canos soldados e o cano de raio maior. Essa distância é garantida por um espaçador de metal, conforme a figura:

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem
[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem Utilize 1,7 como aproximação para v3 O

Utilize 1,7 como aproximação para v3

O valor de R, em centímetros, é igual a

a) 64,0.

b) 65,5.

c) 74,0.

d) 81,0.

e) 91.0.

VI. Geometria Espacial

16. Uma indústria de perfumes embala seus produtos,

atualmente, em frascos esféricos de raio R, com volume dado

por 4/3 π .(R)3. Observou-se que haverá redução de custos se

forem utilizados frascos cilíndricos com raio da base R/3 , cujo

volume será dado por nova embalagem.

h, sendo h a altura da

π (R/3)2

.

Para que seja mantida a mesma capacidade do frasco esférico, a altura do frasco cilíndrico (em termos de R) deverá ser igual

a

a) 2R.

b) 4R.

c) 6R.

d) 9R.

e) 12R.

17. A bocha é um esporte jogado em canchas, que são

terrenos planos e nivelados, limitados por tablados perimétricos de madeira. O objetivo desse esporte é lançar bochas, que são bolas feitas de um material sintético, de maneira a situá-las o mais perto possível do bolim, que é uma bola menor feita, preferencialmente, de aço, previamente lançada. A Figura 1 ilustra uma bocha e um bolim que foram jogados em uma cancha. Suponha que um jogador tenha lançado uma bocha, de raio 5 cm, que tenha ficado encostada no bolim, de raio 2 cm, conforme ilustra a Figura 2.

no bolim, de raio 2 cm, conforme ilustra a Figura 2. Considere o ponto C como

Considere o ponto C como o centro da bocha, e o ponto O como o centro do bolim. Sabe-se que A e B são os pontos em que a bocha e o bolim, respectivamente, tocam o chão da cancha, e que a distância entre A e B é igual a d. Nessas condições, qual a razão entre d e o raio do bolim?

a)

1

b)

b)

c)

√10/2

d)

2

e)

√10

18. Em regiões agrícolas, é comum a presença de silos para

armazenamento e secagem da produção de grãos, no formato de um cilindro reto, sobreposto por um cone, e dimensões indicadas na figura. O silo fica cheio e o transporte dos grãos é feito em caminhões de carga cuja capacidade é de 20 m3. Uma região possui um silo cheio e apenas um caminhão para transportar os grãos para a usina de beneficiamento.

para transportar os grãos para a usina de beneficiamento. Utilize 3 como aproximação para π. O

Utilize 3 como aproximação para π.

O número mínimo de viagens que o caminhão precisará fazer

para transportar todo o volume de grãos armazenados no silo

é

a)

b)

c)

d)

e)

6.

16.

17.

18.

21.

VI. Probabilidade

19. O Brasil é o quarto produtor mundial de alimentos e é

também um dos campeões mundiais de desperdício. São produzidas por ano, aproximadamente, 150 milhões de toneladas de alimentos e, desse total, 2/3 são produtos de plantio. Em relação ao que se planta, 64% são perdidos ao longo da cadeia produtiva (20% perdidos na colheita, 8% no transporte e armazenamento, 15% na indústria de processamento, 1% no varejo e o restante no processamento

culinário e hábitos alimentares). Disponível em: www.bancodealimentos.org.br.

O desperdício durante o processamento culinário e hábitos

alimentares, em milhão de tonelada, é igual a

a) 20.

b) 30.

c) 56.

d) 64.

e)

96.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

20. O recinto das provas de natação olímpica utiliza a mais avançada tecnologia para proporcionar aos nadadores condições ideais. Isso passa por reduzir o impacto da ondulação e das correntes provocadas pelos nadadores no seu deslocamento. Para conseguir isso, a piscina de competição tem uma profundidade uniforme de 3 m, que

ajuda a diminuir a “reflexão” da água (o movimento contra uma superfície e o regresso no sentido contrário, atingindo os nadadores), alm dos já tradicionais 50 m de comprimento e 25 m de largura. Um clube deseja reformar sua piscina de 50

m

de comprimento, 20 m de largura e 2 m de profundidade

de

forma que passe a ter as mesmas dimensões das piscinas

olímpicas.

Disponível em: http://desporto.publico.pt.

Após a reforma, a capacidade

capacidade da piscina original em um valor mais próximo de

a) 20%.

b) 25%.

c) 47%.

d) 50%.

e) 88%.

dessa

piscina superará a

5. PORTUGUÊS

1. Observe os pares de frases abaixo; em seguida, assinale a

alternativa que contém o par em que, graças ao uso do antônimo correspondente, a segunda expressa sentido diametralmente oposto ao da primeira:

a) As compras de Natal foram feitas com azáfama. As compras

de Natal foram feitas com pachorra

b) Hoje eu amanheci bem de saúde. Hoje eu amanheci mau de

saúde

c) O corpo de certos moluscos marinhos é diáfano. O corpo de

certos moluscos marinhos é translúcido

d) Senti que houve progressão nos meus estudos de francês.

Senti que houve digressão nos meus estudos de francês

e) Pedro mostra-se intrépido como mergulhador. Pedro mostra-

se destemido como mergulhador

mergulhador. Pedro mostra- se destemido como mergulhador 2. O texto é resultante do hibridismo de dois

2. O texto é resultante do hibridismo de dois gêneros textuais. A respeito desse hibridismo, observa-se que a

a) receita mistura-se ao gênero propaganda com a finalidade

de instruir o leitor

b) receita utilizada no gênero propaganda a fim de divulgar

exemplos de vida. c)propaganda assume a forma do gênero receita para

divulgar um produto alimentício.

d) propaganda perde poder de persuasão ao assumir a forma

do gênero receita.

e) receita está a serviço do gênero propaganda ao solicitar

que o leitor faça o doce.

3. A obra de Túlio Piva poderia ser objeto de estudo nos

bancos escolares, ao lado de Noel, Ataulfo e Lupicínio. Se o criador optou por permanecer em sua querência Santiago, e depois Porto Alegre, a obra alçou voos mais altos, com passagens na Rússia, Estados Unidos e Venezuela. Tem

que ter mulata, seu samba maior, é coisa de craque. Um retrato feito de ritmo e poesia, uma ode ao gênero que amou desde sempre. E o paradoxo: misto de gaúcho e italiano, nascido na fronteira com a Argentina, falando de samba, morro e mulata, com categoria. E que categoria! Uma batida de violão que fez a história. O tango transmudado em samba.

RAMIREZ, H.; PIVA, R. (Org.). Túlio Piva: pra ser samba brasileiro. Porto Alegre:

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Programa Petrobras Cultural, 2005 (adaptado). O texto é um

trecho da crítica musical sobre a obra de Túlio Piva. Para enfatizar a qualidade do artista, usou-se como recurso argumentativo do(a):

a) contraste entre o local de nascimento e a escolha pelo

gênero samba.

b) exemplo de temáticas gaúchas abordadas nas letras de

sambas.

c) alusão a gêneros musicais brasileiros e argentinos.

d) comparação entre sambistas de diferentes regiões.

e) aproximação entre a cultura brasileira e a argentina.

4. Da corrida de submarino à festa de aniversário no trem leitores fazem sugestões para o Museu das Invenções Cariocas. “Falar 'caraca!' a cada surpresa ou acontecimento que vemos, bons ou ruins, é invenção do carioca, como também o 'vacilão'. “Cariocas inventam um vocabulário próprio". “Dizer 'merrmão' e 'é merrmo' para um amigo pode até doer um pouco no ouvido, mas é tipicamente carioca." “Pedir um 'choro' ao garçom é invenção carioca." “Chamar um quase desconhecido de 'querido' é um carinho inventado pelo carioca para tratar bem quem ainda não se conhece direito." “O 'ele é um querido' é uma forma mais feminina de elogiar quem já é conhecido." SANTOS, J. F. Disponível em: www.oglobo.globo.com. Acesso em: 6 mar. 2013 (adaptado).

Entre as sugestões apresentadas para o Museu das Invenções Cariocas, destaca-se o variado repertório linguístico empregado pelos falantes cariocas nas diferentes situações específicas de uso social. A respeito desse repertório, atesta-se o(a)

a) desobediência à norma-padrão, requerida em ambientes

urbanos.

b) inadequação linguística das expressões cariocas às situações sociais apresentadas.

c) reconhecimento da variação linguística, segundo o grau de

escolaridade dos falantes.

d) identificação de usos linguísticos próprios de tradição

cultural carioca.

e) variabilidade no linguajar carioca em razão da faixa etária

dos falantes.

5. Na campanha publicitária, há uma tentativa de sensibilizar o público-alvo, visando levá-lo à doação de sangue. Analisando a estratégia argumentativa utilizada, percebe-se que

a estratégia argumentativa utilizada, percebe-se que a) exposição de alguns dados sobre a jovem procura

a) exposição de alguns dados sobre a jovem procura provocar

compaixão, visto que, em razão da doença, ela vive de maneira diferente dos demais jovens de sua idade.

b) a campanha defende a ideia de que, para doar, é preciso

conhecer o doente, considerando que foi preciso apresentar a jovem para gerar identificação.

c) o questionamento seguido da resposta propõe reflexão por

parte do público-alvo, visto que o texto critica a prática de

escolher para quem doar.

d) as escolhas verbais associadas à imagem parecem

contraditórias, pois constroem uma aparência incompatível com a de uma jovem doente.

e) a campanha explora a expressão da jovem a fim de gerar

comoção no leitor, levando-o a doar sangue para as pessoas com leucemia.

6. A presença desse aviso em um hotel, além de informar sobre um fato e evitar possíveis atos indesejados no local, tem como objetivo implícito

atos indesejados no local, tem como objetivo implícito a) isentar o hotel de responsabilidade por danos

a) isentar o hotel de responsabilidade por danos causados aos

hóspedes.

b) impedir a destruição das câmeras como meio de apagar

evidências.

c) assegurar que o hotel resguardará a privacidade dos

hóspedes.

d) inibir as pessoas de circular em uma área específica do hotel.

e) desestimular os hóspedes que requisitem as imagens

gravadas.

7.

colegas

“eu

gostava muito

de

passeá

saí

brincá na porta di casa di vôlei

as andá de patins

com

minhas

bicicleta

quando eu levava um tombo ou outro

eu era

a::

fases mais

de quinze

a palhaça da turma

assim

((risos))

eu acho que foi uma das

essa fase

gostosas da minha vida foi

dos meus treze aos dezessete anos…”

A.P.S., sexo feminino, 38 anos, nível de ensino fundamental. Projeto Fala Goiana, UFG, 2010 (inédito).

Um aspecto da composição estrutural que caracteriza o relato pessoal de A.P.S. como modalidade falada da língua é:

a) predomínio de linguagem informal entrecortada por

pausas.

b) vocabulário regional desconhecido em outras variedades

do português.

c) realização do plural conforme as regras da tradição

gramatical.

d) ausência de elementos promotores de coesão entre os

eventos narrados.

e) presença de frases incompreensíveis a um leitor iniciante.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

8. Com o texto eletrônico, enfim, parece estar ao alcance de

a) os desvios linguísticos cometidos pelos personagens do

nossos olhos e de nossas mãos um sonho muito antigo da

No trecho apresentado, o sociólogo Roger Chartier caracteriza o

texto.

humanidade, que se poderia resumir em duas palavras,

b)

a importância de certos fenômenos gramaticais para o

universalidade e interatividade.

conhecimento da língua portuguesa.

As luzes, que pensavam que Gutenberg tinha propiciado aos

c)

a distinção clara entre a norma culta e as outras

homens uma promessa universal, cultivavam um modo de

variedades linguísticas.

utopia. Elas imaginavam poder, a partir das práticas privadas de

d)

o relato fiel de episódios vividos por Cabeludinho durante

cada um, construir um espaço de intercâmbio crítico das ideias

as

suas férias.

e opiniões. O sonho de Kant era que cada um fosse ao mesmo

e)

a valorização da dimensão lúdica e poética presente nos

tempo leitor e autor, que emitisse juízos sobre as instituições de seu tempo, quaisquer que elas fossem e que, ao mesmo tempo,

usos coloquiais da linguagem.

pudesse refletir sobre o juízo emitido pelos outros. Aquilo que

10.

Ler não é decifrar, como num jogo de adivinhações, o

outrora só era permitido pela comunicação manuscrita ou a circulação dos impressos encontra hoje um suporte poderoso com o texto eletrônico. CHARTIER, R. A aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo; Unesp, 1998.

texto eletrônico como um poderoso suporte que coloca ao alcance da humanidade o antigo sonho de universalidade e interatividade, uma vez que cada um passa a ser, nesse espaço de interação social, leitor e autor ao mesmo tempo. A

sentido de um texto. É, a partir do texto, ser capaz de nele o tipo de leitura que o seu autor pretendia e, dono da própria vontade, entregar-se a essa leitura, ou rebelar-se contra ela, propondo uma outra não prevista. LAJOLO, M. Do mundo da leitura para a leitura do mundo. São Paulo: Ática, 1993. Nesse texto, a autora apresenta reflexões sobre o processo de produção de sentidos, valendo-se da metalinguagem. Essa função da linguagem torna-se evidente pelo fato de o texto

a) ressaltar a importância da intertextualidade.

universalidade e a interatividade que o texto eletrônico

b) propor leituras diferentes das previsíveis.

possibilita estão diretamente relacionadas à função social da

c) apresentar o ponto de vista da autora.

internet de

d) discorrer sobre o ato de leitura.

a) propiciar o livre e imediato acesso às informações e ao

intercâmbio de julgamentos.

b) globalizar a rede de informações e democratizar o acesso aos

e) focar a participação do leitor.

11. O senso comum é que só os seres humanos são capazes

saberes.

de rir. Isso não é verdade?

c)

expandir as relações interpessoais e dar visibilidade aos

Não. O riso básico o da brincadeira, da diversão, da

interesses pessoais.

expressão física do riso, do movimento da face e da

d)

propiciar entretenimento e acesso a produtos e serviços.

vocalização nós compartilhamos com diversos animais.

e)

expandir os canais de publicidade e o espaço mercadológico.

Em ratos, já foram observadas vocalizações ultrassônicas que nós não somos capazes de perceber e que eles

9.

Cabeludinho

emitem quando estão brincando de “rolar no chão”.

Quando a Vó me recebeu nas férias, ela me apresentou aos amigos: Este é meu neto. Ele foi estudar no Rio e voltou de ateu. Ela disse que eu voltei de ateu. Aquela preposição deslocada me fantasiava de ateu. Como quem dissesse no Carnaval: aquele menino está fantasiado de palhaço. Minha avó entendia de regências verbais. Ela falava de sério. Mas todo-mundo riu. Porque aquela preposição deslocada podia fazer de uma informação um chiste. E fez. E mais: eu acho que buscar a beleza nas palavras é uma solenidade de amor. E pode ser instrumento de rir. De outra feita, no meio da pelada um menino gritou:

Disilimina esse, Cabeludinho. Eu não disilimina ninguém. Mas aquele verbo novo trouxe um perfume de poesia à nossa quadra. Aprendi nessas férias a brincar de palavras mais do que trabalhar com elas. Comecei a não gostar de palavra engavetada. Aquela que não pode mudar de lugar. Aprendi a gostar mais das palavras pelo que elas entoam do que pelo que elas informam. Por depois ouvi um vaqueiro a cantar com saudade: Ai morena, não me escreve / que eu não sei a ler. Aquele a preposto ao verbo ler, ao meu ouvir, ampliava a solidão do vaqueiro. BARROS, M. Memórias inventadas: a infância. São Paulo:

Planeta, 2003. No texto, o autor desenvolve uma reflexão sobre diferentes possibilidades de uso da língua e sobre os sentidos que esses usos podem produzir, a exemplo das expressões “voltou de ateu”, “disilimina esse” e “eu não sei a ler”. Com essa reflexão, o autor destaca

Acontecendo de o cientista provocar um dano em um local específico no cérebro, o rato deixa de fazer a vocalização e a brincadeira vira briga séria. Sem o riso, o outro pensa que está sendo atacado. O que nos diferencia dos animais é que não temos apenas esse mecanismo básico. Temos um outro mais evoluído. Os animais têm o senso de brincadeira, como nós, mas não têm senso de humor. O córtex, a parte superficial do cérebro deles, não é tão evoluído como o nosso. Temos mecanismos corticais que nos permitem, por exemplo, interpretar uma piada.

Disponível em: http://globonews.globo.com. Acesso em: 31 maio 2012 (adaptado).

A coesão textual é responsável por estabelecer relações

entre as partes do texto. Analisando o trecho “Acontecendo

de o cientista de provocar um dano em um local específico no cérebro”, verifica-se que ele estabelece com seguinte uma relação de oração seguinte uma relação de

a) finalidade, porque os danos causados ao cérebro têm por

finalidade provocar a falta de vocalização dos ratos.

b) oposição, visto que o dano causado em um local específico

no cérebro é contrário à vocalização dos ratos.

c) condição, pois é preciso que se tenha lesão específica no

cérebro para que não haja vocalização dos ratos.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

d) consequência, uma vez que o motivo de não haver mais

vocalização dos ratos é o dano causado no cérebro.

e) proporção, já que à medida que se lesiona o cérebro não

é mais possível que haja vocalização dos ratos.

12.

PINHÃO sai ao mesmo tempo que BENONA entra. BENONA: Eurico, Eudoro Vicente está lá fora e quer falar com você. EURICÃO: Benona, minha irmã, eu sei que ele está lá fora, mas não quero falar com ele. BENONA: Mas Eurico, nós lhe devemos certas atenções. BENONA: Isso são coisas passadas.

EURICÃO: Passadas para você, mas o prejuízo foi meu. Esperava que Eudoro, com todo aquele dinheiro, se tornasse meu cunhado. Era uma boca a menos e um

patrimônio a mais. E o peste me traiu. Agora, parece que ouviu dizer que eu tenho um tesouro. E vem louco atrás dele, sedento, atacado de verdadeira hidrofobia. Vive farejando ouro, como um cachorro da molest’a, como um urubu, atrás do sangue dos outros. Mas ele está enganado. Santo Antônio há de proteger minha pobreza

e minha devoção.

SUASSUNA, A. O santo e a porca. Rio de Janeiro: José

Olympio, 2013 (fragmento)

a) marcar a classe social das personagens.

b) caracterizar usos linguísticos de uma região.

c) enfatizar a relação familiar entre as personagens.

d) sinalizar a influência do gênero nas escolhas vocabulares.

e) demonstrar o tom autoritário da fala de uma das personagens.

13. Quem procura a essência de um conto no espaço que fica

entre a obra e seu autor comete um erro: é muito melhor procurar não no terreno que fica entre o escritor e sua obra, mas justamente no terreno que fica entre o; texto e seu leitor.

OZ, A.

(fragmento)

De amor e trevas.

São

Paulo: Cia. das Letras. 2005

A progressão temática de um texto pode ser estruturada por

meio de diferentes recursos coesivos, entre os quais se destaca

a pontuação. Nesse texto, o emprego dos dois pontos caracteriza uma operação textual realizada com a finalidade de

a) comparar elementos opostos.

b) relacionar informações gradativas.

c) intensificar um problema conceitual.

d) introduzir um argumento esclarecedor.

e) assinalar uma consequência hipotética.

14. Essa pequena

Meu tempo é curto, o tempo dela sobra Meu cabelo é cinza, o dela é cor de abóbora Temo que não dure muito a nossa novela, mas Eu sou tão feliz com ela Meu dia voa e ela não acorda Vou até a esquina, ela quer ir para a Flórida Acho que nem sei direito o que é que ela fala, mas Não canso de contemplá-la Feito avarento, conto os meus minutos Cada segundo que se esvai Cuidando dela, que anda noutro mundo Ela que esbanja suas horas ao vento, ai Às vezes ela pinta a boca e sai

Fique à vontade, eu digo, take your time

Sinto que ainda vou penar com essa pequena, mas

O

blues já valeu a pena CHICO BUARQUE. Disponível em: www.chicobuarque.com.br.

Acesso em: 31 jun. 2012

O

texto Essa pequena registra a expressão subjetiva do

enunciador, trabalhada em uma linguagem informal, comum na

música popular. Observa-se, como marca da variedade coloquial

da

linguagem presente no texto, o uso de

a)

palavras emprestadas de língua estrangeira, de uso inusitado

no

português.

b)

expressões populares, que reforçam a proximidade entre o

autor e o leitor.

c) palavras polissêmicas, que geram ambiguidade.

d) formas pronominais em primeira pessoa.

e) repetições sonoras no final dos versos.

15. TEXTO I Um ato de criatividade pode contudo gerar um modelo produtivo. Foi o que ocorreu com a palavra sambódromo, criativamente formada com a terminação -(ó)dromo (=corrida), que figura em hipódromo, autódromo, cartódromo, formas que designam itens culturais da alta burguesia. Não demoraram a circular, a partir de então, formas populares com rangódromo, beijódromo, camelódromo. AZEREDO, J.C. Gramática Hauaiss da língua portuguesa. São Paulo: Publifolha, 2008.

TEXTO II Existe coisa mais descabida do que chamar de sambódromo uma passarela para desfile de escolas de samba? Em grego, - dromo quer dizer “ação de correr, lugar de corrida”, daí as palavras autódromo e hipódromo. É certo que, às vezes, durante o desfile, a escola se atrasa e é obrigada a correr para não perder pontos, mas não se descola com a velocidade de um cavalo ou

de um carro de Fórmula 1.

GULLAR, F. Disponível em: www1.folha.uol.com.br. Acesso em:

3 ago. 2012.

a)

Há nas línguas mecanismos formadores de palavras. Embora

o

Texto II apresente um julgamento de valor sobre a formação

da palavra sambódromo, o processo de formação dessa palavra

reflete

o dinamismo da língua na criação de novas palavras.

b) uma nova realidade limitando o aparecimento de novas palavras.

c) a apropriação inadequada de mecanismos de criação de

palavras por leigos. d) o reconhecimento da impropriedade semântica dos

neologismos.

e) a restrição na produção de novas palavras com o radical grego.

16.

Assum preto

Tudo em vorta é só beleza

Sol de abril e a mata em frô

Mas assum preto, cego dos óio Num vendo a luz, ai, canta de dor Tarvez por ignorança

Ou mardade das pió

Furaro os óio do assum preto Pra ele assim, ai, cantá mió

Assum preto veve sorto

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Mas num pode avuá Mil veiz a sina de uma gaiola Desde que o céu, ai, pudesse oiá GONZAGA, L.; TEIXEIRA, H. Disponível em:

www.luizgonzaga.mus.br. (fragmento)

As marcas da variedade regional registradas pelos compositores

de Assum preto resultam da aplicação de um conjunto de princípios ou regras gerais que alteram a pronúncia, a morfologia, a sintaxe ou o léxico. No texto, é resultado de uma mesma regra a

a) pronúncia das palavras “vorta” e “veve”.

b) pronúncia das palavras “talvez” e “sorto”.

c) flexão verbal encontrada em “furaro” e “cantá”

d) redundância nas expressões “cego dos óio” e “mata em frô”.

e) pronúncia das palavras “ignorança” e “avuá”

17. Exmº Sr. Governador:

Trago a V. Exa. um resumo dos trabalhos realizados pela Prefeitura de Palmeira dos Índios em 1928. [ ] ADMINISTRAÇÃO Relativamente à quantia orçada, os telegramas custaram pouco.

De ordinário vai para eles dinheiro considerável. Não há vereda aberta pelos matutos que prefeitura do interior não ponha no arame, proclamando que a coisa foi feita por ela; comunicam-se

as datas históricas ao Governo do Estado, que não precisa disso;

todos os acontecimentos políticos são badalados. Porque se derrubou a Bastilha um telegrama; porque se deitou pedra na rua um telegrama; porque o deputado F. esticou a canela um telegrama. Palmeira dos Índios, 10 de janeiro de 1929. GRACILIANO RAMOS RAMOS, G. Viventes das Alagoas. São Paulo: Martins Fontes,

1962

O relatório traz a assinatura de Graciliano Ramos, na época,

prefeito de Palmeira dos Índios, e é destinado ao governo do estado de Alagoas. De natureza oficial, o texto chama a atenção por contrariar a norma prevista para esse gênero, pois o autor

a) emprega sinais de pontuação em excesso

b) recorre a termos e expressões em desuso no português

c) apresenta-se na primeira pessoa do singular, para conotar

intimidade com o destinatário.

de termos técnicos, para demonstrar

conhecimento especializado.

e) expressa-se em linguagem mais subjetiva, com forte carga

emocional.

d)

privilegia

o

uso

18. Em junho de 1913, embarquei para a Europa a fim de me

tratar num sanatório suíço. Escolhi o de Clavadel, perto de Davos-Platz, porque a respeito dele me falara João Luso, que ali passara um inverno com a senhora. Mais tarde vim a saber que antes de existir no lugar um sanatório, lá estivera por algum tempo Antônio Nobre. “Ao cair das folhas”, um de seus mais belos sonetos, talvez o meu predileto, está datado de “Clavadel, outubro, 1895”. Fiquei na Suíça até outubro de 1914.

BANDEIRA, M. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar. 1985

No relato de memórias do autor, entre os recursos usados para organizar a sequência dos eventos narrados, destaca-se a

a) construção de frases curtas a fim de conferir dinamicidade ao

texto.

b) presença de advérbios de lugar para indicar a progressão dos

fatos.

c) alternância de tempos do pretérito para ordenar os

acontecimentos

d) inclusão de enunciados com comentários e avaliações

pessoais.

e) alusão a pessoas marcantes na trajetória de vida do escritor.

19. Há qualquer coisa de especial nisso de botar a cara na janela

em crônica de jornal eu não fazia isso há muitos anos, enquanto me escondia em poesia e ficção. Crônica algumas vezes também é feita, intencionalmente, para provocar. Além do mais, em certos dias mesmo o escritor mais escolado não está lá grande coisa. Tem os que mostram sua cara escrevendo para reclamar: moderna demais, antiquada demais. Alguns discorrem sobre o assunto, e é gostoso compartilhar ideias. Há os textos que parecem passar despercebidos, outros rendem um montão de recados: “Você escreveu exatamente o que eu sinto”, “Isso é exatamente o que falo com meus pacientes”, “É isso que digo para meus pais”, “Comentei com minha namorada”. Os estímulos são valiosos pra quem nesses tempos andava meio assim: é como me botarem no colo também eu preciso. Na

verdade, nunca fui tão posta no colo por leitores como na janela do jornal. De modo que está sendo ótima, essa brincadeira séria, com alguns textos que iam acabar neste livro, outros espalhados

por aí. Porque eu levo a sério ser sério

mesmo quando parece

que estou brincando: essa é uma das maravilhas de escrever. Como escrevi há muitos anos e continua sendo a minha verdade:

palavras são meu jeito mais secreto de calar. LUFT, L. Pensar é transgredir. Rio de Janeiro: Record, 2004.

Os textos fazem uso constante de recursos que permitem a articulação entre suas partes. Quanto à construção do fragmento, o elemento

a) “nisso” introduz o fragmento “botar a cara na janela em

crônica de jornal”.

b) “assim” é a paráfrase de “é como me botarem no colo”.

c) “isso” remete a “escondia em poesia e ficção”.

d) “alguns” antecipa a informação “É isso que digo para meus

pais”.

e) “essa” recupera a informação anterior ””janela do jornal”

20. Só há uma saída para a escola se ela quiser ser mais bem-

sucedida: aceitar a mudança da língua como um fato. Isso deve significar que a escola deve aceitar qualquer forma da língua em suas atividades escritas? Não deve mais corrigir? Não!

Há outra dimensão a ser considerada: de fato, no mundo real da escrita, não existe apenas um português correto, que valeria para todas as ocasiões: o estilo dos contratos não é o mesmo do dos manuais de instrução; o dos juízes do Supremo não é o mesmo do dos cordelistas; o dos editoriais dos jornais não é o mesmo do dos cadernos de cultura dos mesmos jornais. Ou do de seus colunistas. POSSENTI, S. Gramática na cabeça. Língua Portuguesa, ano 5, n. 67, maio 2011 (adaptado).

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Sírio Possenti defende a tese de que não existe um único “português correto”. Assim sendo, o domínio da língua portuguesa implica, entre outras coisas, saber

a) descartar as marcas da norma de informalidade do texto.

b) reservar o emprego da norma padrão aos textos de circulação

ampla

c) moldar a norma padrão do português pela linguagem do

discurso jornalístico.

d) adequar as formas da língua a diferentes tipos de texto e

contexto.

e) desprezar as formas da língua previstas pelas gramáticas e

manuais divulgados pela escola

6. LITERATURA

01.

e manuais divulgados pela escola 6. LITERATURA 01. Mafalda, criação do cartunista argentino Quino, é

Mafalda, criação do cartunista argentino Quino, é conhecida por suas opiniões ácidas e críticas sobre os mais variados assuntos

Assinale a alternativa que melhor expresse o efeito de humor contido na tirinha:

a) O discurso feminista de Susanita é responsável pelo efeito de

humor, já que o tema é tratado de forma irônica, denotando

certo machismo por parte do autor da tirinha.

b)

Mafalda opõe-se ao discurso da amiga Susanita e, por meio

de

suas feições em todos os quadrinhos, percebe-se nitidamente

seu descontentamento.

c) A linguagem verbal não contribui para o melhor entendimento

da tirinha, pois todo efeito de humor está contido na linguagem

não verbal por meio da expressão exibida por Mafalda no último quadrinho.

d) Susanita apresenta um discurso de acordo com as teorias

feministas que pregam a libertação das práticas tradicionalmente atribuídas à mulher. Contudo, no último quadrinho, a personagem defende o uso de uma tecnologia que apenas reforça os padrões tradicionais

Texto para as questões de 02 a 04

A ARMA DA PROPAGANDA

O governo Médici não se limitou à repressão. Distinguiu

claramente entre um setor significativo mas minoritário da sociedade, adversário do regime, e a massa da população que vivia um dia a dia de alguma esperança nesses anos de prosperidade econômica. A repressão acabou com o primeiro setor, enquanto a propaganda encarregou-se de, pelo menos, neutralizar gradualmente o segundo. Para alcançar este último

objetivo, o governo contou com o grande avanço das telecomunicações no país, após 1964. As facilidades de crédito pessoal permitiram a expansão do número de residências que possuíam televisão: em 1960, apenas 9,5% das residências urbanas tinham televisão; em 1970, a porcentagem chegava a 40%. Por essa época, beneficiada pelo apoio do governo, de quem se transformou em porta-voz, a TV Globo expandiu-se até

se tornar rede nacional e alcançar praticamente o controle do setor. A propaganda governamental passou a ter um canal de expressão como nunca existira na história do país. A promoção do “Brasil grande potência” foi realizada a partir da Assessoria Especial de Relações Públicas (AERP), criada no governo Costa e Silva, mas que não chegou a ter importância nesse governo. Foi a época do “Ninguém segura este país”, da marchinha “Prá Frente, Brasil”, que embalou a grande vitória brasileira na Copa do Mundo de 1970.

Boris Fausto, História do Brasil. Adaptado.

02. A frase que expressa uma ideia contida no texto é:

a) A marchinha “Prá Frente, Brasil” também contribuiu para o processo de neutralização da grande massa da população.

b) A repressão no Governo Médici foi dirigida a um setor que,

além de minoritário, era também irrelevante no conjunto da sociedade brasileira.

c) O tricampeonato de futebol conquistado pelo Brasil em 1970

ajudou a mascarar inúmeras dificuldades econômicas daquele período.

d) Uma característica do governo Médici foi ter conseguido levar

a televisão à maioria dos lares brasileiros.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

e)

A TV Globo foi criada para ser um veículo de divulgação das

A

tarde talvez fosse azul, não houvesse tantos desejos.

realizações dos governos militares.

 

c)

Um silvo breve.

03. A estratégia de dominação empregada pelo governo Médici,

tal como descrita no texto, assemelha-se, sobretudo, à seguinte

recomendação feita ao príncipe ou ao governante por um célebre pensador da política:

a) “Deve o príncipe fazer-se temer, de maneira que, se não se

fizer amado, pelo menos evite o ódio, pois é fácil ser ao mesmo

tempo temido e não odiado”.

b) “O mal que se tiver que fazer, deve o príncipe fazê-lo de uma

só vez; o bem, deve fazê-lo aos poucos (

)”.

c) “Não se pode deixar ao tempo o encargo de resolver todas as

coisas, pois o tempo tudo leva adiante e pode transformar o bem

em mal e o mal em bem”.

d) “Engana-se quem acredita que novos benefícios podem fazer

as grandes personagens esquecerem as antigas injúrias (

)”.

e) “Deve o príncipe, sobretudo, não tocar na propriedade alheia,

porque os homens esquecem mais depressa a morte do pai que a perda do patrimônio”.

04. Nos trechos “acabou com o primeiro setor” (L. 4) e “alcançar

praticamente o controle do setor” (L. 10), a palavra sublinhada refere-se, respectivamente, a

a) aliados; população.

b) adversários; telecomunicações.

c) população; residências urbanas.

d) maiorias; classe média.

e) repressão; facilidades de crédito

05. Examine a figura

e) repressão; facilidades de crédito 05. Examine a figura Os versos de Carlos Drummond de Andrade

Os versos de Carlos Drummond de Andrade que mais adequadamente traduzem a principal mensagem da figura acima são:

a) Stop.

A vida parou ou foi o automóvel?

b) As casas espiam os homens que correm atrás de mulheres.

Atenção, siga. Dois silvos breves: Pare. Um silvo breve à noite: Acenda a lanterna. Um silvo longo: Diminua a marcha. Um silvo longo e breve: Motoristas a postos. (A este sinal todos os motoristas tomam lugar nos seus veículos para movimentá-los imediatamente.)

d ) proibido passear sentimentos ternos ou desesperados nesse museu do pardo indiferente

e) Sim, meu coração é muito pequeno.

Só agora vejo que nele não cabem os homens.

Os homens estão cá fora, estão na rua.

06. USP CONTRA O MURO

É chegado o momento de definições na Universidade de São

Paulo, a mais importante instituição de pesquisa do país. Se não

conseguir sair do fosso administrativo em que se meteu, mesmo recebendo R$ 5 bilhões no ano do governo estadual, continuará aprisionada num círculo vicioso.

É mais que bem-vindo, portanto, o plano de enxugamento do

quadro de servidores da USP apresentado pelo reitor Marco Antonio Zago. Podem-se discutir os detalhes, mas está claro que

houve expansão irresponsável do funcionalismo. Se isso não for verdade em termos operacionais, por certo o é de um ponto de vista financeiro. A universidade compromete hoje 106% de sua receita anual com a folha de pagamentos. O descalabro gerencial dilapida seus fundos de reserva e compromete o que lhe resta da capacidade de investir. Numa reação desligada da realidade, o sindicato dos

funcionários afirma que o plano visa destruir a USP. Mas o que de fato corrói os alicerces da instituição é a subordinação de sua missão acadêmica e científica à politicagem corporativista que motiva as sucessivas greves na universidade. Zago acredita ser factível economizar 6,5% da folha até 2016 se aderirem a seu programa de demissões voluntárias 2.800 dos 17.500 servidores que não são docentes. Além disso, o reitor propõe entregar para a administração direta do Estado unidades como o Hospital Universitário, em São Paulo,

e o Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais, em

Bauru. Será necessário, porém, convencer o Conselho Universitário do imperativo de agir o quanto antes. Se o colegiado até aqui se omitiu no dever de repor a USP nos trilhos, por que se moveria agora? Por instinto de sobrevivência, talvez.

Os vencimentos dos servidores subiram 80% nos últimos anos.

O quadro de funcionários não docentes cresceu 13,75% de 2009

a 2013, e o número de alunos aumentou 5%. Há algo de errado

nessas contas. Hoje, a proporção é de pouco mais de cinco estudantes por servidor. Um número semelhante ao da Universidade Federal do Rio de Janeiro, que não é bem um exemplo de eficiência, e muito aquém do que se pratica nas conceituadas universidades britânicas (15:1).

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Trata-se de relação abstrata, por certo, mas que deveria ser debatida no Conselho Universitário à luz do que a USP, como

instituição, considera factível e se compromete a devolver para

a sociedade em retribuição pelos recursos do contribuinte se a universidade tivesse alguma clareza quanto a isso.

Não tem, pelo visto. Nada a estranhar numa comunidade acadêmica em que muitos parecem acreditar que o dinheiro nasce das árvores que ornamentam o campus da Cidade Universitária.

Folha de São Paulo, 19/08/2014

Sobre o texto, é incorreto afirmar que:

a)

Tanto o reitor da Universidade de São Paulo quanto seu Conselho Universitário não possuem convicções concretas sobre o papel da universidade em relação à sociedade, o que torna a USP uma instituição menos eficiente em comparação

a

universidades britânicas e a Federal do Rio de Janeiro.

b)

Realiza uma defesa do corte de gastos na Universidade por acreditar ser a forma mais eficiente e de rápida solução para

a

crise.

c)

Em sua conclusão, elabora uma crítica à comunidade acadêmica como um todo, porque esta parece não compreender a importância de utilizar bem o dinheiro do contribuinte.

d)

O texto, embora utilize fatos concretos para sua análise, evidencia uma opinião formada sobre o assunto.

e)

Trata-se de um Editorial e não de uma notícia, o que pode ser verificado a partir do uso de dados e estatísticas como respaldo para a emissão de uma opinião e não para a transmissão de uma informação.

07.

e não para a transmissão de uma informação. 07. O efeito de sentido da charge é

O efeito de sentido da charge é provocado pela combinação de

informações visuais e recursos linguísticos. No contexto da ilustração, a frase proferida recorre à

a) polissemia, ou seja, aos múltiplos sentidos da expressão “rede social” para transmitir a ideia que pretende veicular. b) ironia para conferir um novo significado ao termo“outra coisa”.

c) homonímia para opor, a partir do advérbio de lugar, o espaço

da população pobre e o espaço da população rica.

d) personificação para opor o mundo real pobre ao mundo

virtual rico.

e) antonímia para comparar a rede mundial de computadores

com a rede caseira de descanso da família.

08. Sobre as charges e tirinhas, é incorreto afirmar:

a) As charges são poderosos veículos de comunicação,

constituindo um gênero que alia a força das palavras a imagens

e

muito bom humor.

b)

No Brasil, a charge é comumente utilizada com a intenção de

tecer críticas políticas e sociais, sempre preservando como traço predominante o humor.

c) Assim como nas charges, as tirinhas apresentam uma

linguagem permeada pelo bom humor, aliando as linguagens verbal e não verbal para a construção de sentidos do texto.

d) As charges e as tirinhas não podem ser consideradas como

gêneros textuais, visto que a linguagem não verbal é a linguagem predominante.

09.

que a linguagem não verbal é a linguagem predominante. 09. A situação abordada na tira torna

A situação abordada na tira torna explícita a contradição entre a

a) inclusão digital e a modernização das empresas.

b) inteligência empresarial e a ignorância dos cidadãos.

c) relações pessoais e o avanço tecnológico.

d) economia neoliberal e a reduzida atuação do Estado.

e) revolução informática e a exclusão digital.

10. Analise a charge abaixo para responder à questão:

do Estado. e) revolução informática e a exclusão digital. 10. Analise a charge abaixo para responder

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

As charges utilizam os recursos do desenho e do humor para tecer algum tipo de crítica a diversas situações do cotidiano. Sobre a charge do chargista Duke, analise as seguintes afirmações e julgue aquelas que são verdadeiras:

I. Através da expressão do torcedor, podemos notar que ele se encontra entusiasmado com a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil;

II. Através da gradação na mudança de expressão do torcedor,

podemos perceber que ele possui uma visão crítica sobre a

realização da Copa no Brasil;

III. Não podemos afirmar que exista qualquer tipo de comentário

crítico nas entrelinhas da charge, pois essa tem apenas a função de divertir o leitor;

IV. Podemos inferir que o entusiasmo inicial pela realização dos jogos no Brasil foi substituído por uma postura pessimista por parte da personagem retratada.

São verdadeiras:

a) I e III.

b) I, IV e III.

c) II e IV.

d) I, II e IV.

11.

a) I e III. b) I, IV e III. c) II e IV. d) I, II

A charge satiriza uma prática eleitoral presente no Brasil da

chamada “Primeira República”. Tal prática revelava a

a) Ignorância, por parte dos eleitores, dos rumos políticos do

país, tornando esses eleitores adeptos de ideologias políticas

nazifascistas.

b) Ausência de autonomia dos eleitores e sua fidelidade forçada

a alguns políticos, as quais limitavam o direito de escolha e demonstravam a fragilidade das instituições republicanas.

c) Restrição provocada pelo voto censitário, que limitava o

direito de participação política àqueles que possuíam um certo

número de animais.

d) Facilidade de acesso à informação e propaganda política,

permitindo aos eleitores a rápida identificação dos candidatos

que defendiam a soberania nacional frente às ameaças

estrangeiras.

e) Ampliação do direito de voto trazida pela República, que passou a incluir os analfabetos e facilitou sua manipulação por políticos inescrupulosos.

12. Logia e mitologia

Meu coração

de

mil e novecentos e setenta e dois

não palpita fagueiro

sabe que há morcegos de pesadas olheiras

que há cabras malignas que há

cardumes de hienas infiltradas

no vão da unha na alma

um porco belicoso de radar

e

que sangra e ri

e

que sangra e ri

a vida anoitece provisória centuriões sentinelas

do Oiapoque ao Chuí.

CACASO. Lero-lero. Rio de Janeiro: 7Letras; São Paulo: Cosac & Naify, 2002.

O título do poema explora a expressividade de termos que

representam o conflito do momento histórico vivido pelo poeta

na

década de 1970. Nesse contexto, é correto afirmar que

a)

O poeta utiliza uma série de metáforas zoológicas com significado impreciso.

b)

“Morcegos”, “cabras” e “hienas” metaforizam as vítimas do regime militar vigente.

c)

O “porco”, animal difícil de domesticar, representa os movimentos de resistência.

d)

O poeta caracteriza o momento de opressão através de alegorias de forte poder de impacto.

e)

“Centuriões” e “sentinelas” simbolizam os agentes que garantem a paz social experimentada.

13.

LXXVIII (Camões, 1525?-1580)

Leda serenidade deleitosa, Que representa em terra um paraíso; Entre rubis e perlas doce riso Debaixo de ouro e neve cor-de-rosa; Presença moderada e graciosa, Onde ensinando estão despejo e siso Que se pode por arte e por aviso,

Como por natureza, ser fermosa; Fala de quem a morte e a vida pende, Rara, suave; enfim, Senhora, vossa; Repouso nela alegre e comedido:

Estas as armas são com que me rende

E me cativa Amor; mas não que possa

Despojar-me da glória de rendido. CAMÕES, L. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2008.

[CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP]

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem

Curso Intensivo Enem

[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem
[ CURSINHO POPULAR DA ACEPUSP ] Curso Intensivo Enem SANZIO, R. (1483-1520). A mulher com o

SANZIO, R. (1483-1520). A mulher com o unicórnio. Roma, Galleria Borghese Disponível em: www.arquipelagos.pt.

A pintura e o poema, embora sendo produtos de duas linguagens artísticas diferentes, participaram do mesmo contexto social e cultural de produção pelo fato de ambos

a) apresentarem um retrato realista, evidenciado pelo unicórnio presente na pintura e pelos adjetivos usados no poema.

b) valorizarem o excesso de enfeites na apresentação pessoal e na variação de atitudes da mulher, evidenciadas pelos adjetivos do poema.

c) apresentarem um retrato ideal de mulher marcado pela sobriedade e o equilíbrio, evidenciados pela postura, expressão e vestimenta da moça e os adjetivos usados no poema.

d) desprezarem o conceito medieval da idealização da mulher como base da produção artística, evidenciado pelos adjetivos usados no poema.

e) apresentarem um retrato ideal de mulher marcado pela emotividade e o conflito interior, evidenciados pela expressão da moça e pelos adjetivos do poema.