Você está na página 1de 12

APRENDIZAGEM –

Ficha de Trabalho nº1

Mudanças profissionais em mercado de trabalho


Conceito de trabalho , emprego e empregabilidade
1

Objectivo: definir os conceitos de trabalho , emprego e empregabilidade

1. Emprego e Trabalho

A maioria das pessoas associa as palavras trabalho e emprego como se fossem a


mesma coisa, não são. Apesar de estarem ligadas, essas palavras possuem
significados diferentes. O trabalho é mais antigo que o emprego, o trabalho existe
desde o momento que o homem começou a transformar a natureza e o ambiente
ao seu redor, desde o momento que o homem começou a fazer utensílios e
ferramentas. Por outro lado, o emprego é algo recente na história da humanidade.
O emprego é um conceito que surgiu por volta da Revolução Industrial, é uma
relação entre homens que vendem sua força de trabalho por algum valor, alguma
remuneração, e homens que compram essa força de trabalho pagando algo em
troca, algo como um salário.

Trabalho:
De acordo com a definição do Dicionário do Pensamento Social do Século XX,
trabalho é o esforço humano dotado de um propósito e envolve a transformação da
natureza através do dispêndio de capacidades físicas e mentais.

Emprego:
É a relação, estável, e mais ou menos duradoura, que existe entre quem organiza
o trabalho e quem realiza o trabalho. É uma espécie de contrato no qual o possuidor
dos meios de produção paga pelo trabalho de outros, que não são possuidores do
meio de produção.
Página 1 de 12
APRENDIZAGEM –
2. O trabalho através dos tempos

Ao longo da história da humanidade, variando com o nível cultural e com o estágio


evolutivo de cada sociedade, o trabalho tem sido percebido de forma diferenciada.
2

Como lembra Peter Drucker, o trabalho é tão antigo quanto o ser humano.

No ocidente, a dignidade do trabalho foi falsamente louvada por muito tempo. O


segundo texto grego mais antigo, cerca de cem anos mais novo que os poemas
épicos de Homero, é um poema de Hesíodo (800 a.C.), intitulado "Os Trabalhos e
os Dias", que canta o trabalho de um agricultor. Porém, tanto no ocidente como no
oriente esses gestos de louvor eram puramente simbólicos. Nem Hesíodo, nem
Virgílio, nem ninguém da época, estudou de facto o que um agricultor faz e, menos
ainda, como faz.

O trabalho não merecia a atenção de pessoas educadas, abastadas ou com


autoridade. Trabalho era o que os escravos faziam. Mas o trabalho é mais do que
um instrumento criador de riqueza (posição dos economistas clássicos). Além do
valor intrínseco, serve também para expressar muito da essência do ser humano (o
homo faber). O trabalho está intimamente relacionada à personalidade. (Quando
dizemos que fulano é um carpinteiro, um médico ou um mecânico, estamos, de
certa forma, definindo um ser a partir do trabalho que ele exerce).

No começo dos tempos, o trabalho era a luta constante para sobreviver (acepção
bíblica). A necessidade de comer de se abrigar, etc. era que determinava a
necessidade de trabalhar. O avanço da agricultura, de seus instrumentos e
ferramentas trouxe progressos ao trabalho. O advento do arado representou uma
das primeiras revoluções no mundo do trabalho.

Mais tarde, a Revolução Industrial viria a afectar também não só o valor e as formas
de trabalho, como sua organização e até o aparecimento de políticas sociais. A
Página 2 de 12
APRENDIZAGEM –
necessidade de organizar o trabalho, principalmente quando envolve muitas
pessoas e ou muitos instrumentos e muitos processos, criou a ideia do "emprego".

Nos tempos primitivos, da Babilónia, do Egipto, de Israel, etc., havia o trabalho


escravo e o trabalho livre; havia até o trabalho de artesãos e o trabalho de um 3

rudimento de ciência, mas não havia o emprego, tal como nós o compreendemos
actualmente.

Na Antiguidade, não existia a noção de emprego. A relação trabalhista que existia


entre as pessoas era a relação escravizador-escravo.

Podemos tomar as três civilizações mais influentes de sua época e que influenciaram
o Ocidente com sociedades escravistas, a egípcia, a grega e a romana. Nessa época,
todo o trabalho era feito por escravos. Havia artesãos, mas estes não tinham
patrões definidos, tinham clientes que pagavam por seus serviços. Os artesãos
poderiam ser comparados aos profissionais liberais de hoje, já que trabalhavam por
conta própria sem ter patrões. Para os artesãos não existe a relação empregador-
empregado, portanto não podemos falar que o artesão tinha um emprego, apesar
de ter uma profissão.

Na Idade Média também não havia a noção de emprego. A relação trabalhista da


época era a relação senhor-servo. A servidão é diferente da escavidão, já que os
servos são ligeiramente mais livres que os escravos. Um servo podia sair das terras
do senhor de terras e ir para onde quisesse, desde que não tivesse dívidas a pagar
para o senhor de terras. Na servidão, o servo não trabalha para receber uma
remuneração, mas para ter o direito de morar nas terras do seu senhor. Também
não existe qualquer vínculo contratual entre os dois, mesmo porque senhor e servo
eram analfabetos.

Na Idade Moderna as coisas começam a mudar. Nessa época, existiam várias


empresas familiares que vendiam uma pequena produção artesanal, todos os
Página 3 de 12
APRENDIZAGEM –
membros da família trabalhavam juntos para vender produtos nos mercados; não
podemos falar de emprego nesse caso. Além das empresas familiares, havia oficinas
com muitos aprendizes que recebiam moradia e alimentação em troca e,
ocasionalmente, alguns trocados. É por essa época que começa a se esboçar o
conceito de emprego. 4

Com o advento da Revolução Industrial, êxodo rural, concentração dos meios de


produção, a maior parte da população não tinha nem ferramentas para trabalhar
como artesãos. Sendo assim, restava às pessoas oferecer seu trabalho como moeda
de troca. É nessa época que a noção de emprego toma sua forma. O conceito de
emprego é característico da Idade Contemporânea.

Discorremos sobre o trabalho e as relações trabalhistas tendo em vista os quatro


períodos históricos, Idade Antiga, Idade Média, Idade Moderna e Idade
Contemporânea para que ficasse visível a lógica da divisão da História em quatro
períodos. Cada período histórico é marcado por uma organização sócio-político
,económico -cultural própria. Temos motivos para crer que esse fim de século XX é
o início de um período de transição de onde passaremos da idade contemporânea
para uma Idade pós-Contemporânea. As mudanças que vêm ocorrendo graças à
tecnologia, principalmente a tecnologia da computação-telecomunicação, estão
modificando as relações económicas entre empresas, empregados, governos,
países, línguas, culturas e sociedades. Essas mudanças parecem estar caminhando
para uma situação tão diferente da existente no final da Segunda Guerra Mundial,
que podemos dizer que um novo período da História está se esboçando.

3. Por quê estudar o Trabalho e o Emprego?

O trabalho é essencial para o funcionamento das sociedades. O trabalho é


responsável pela produção de alimentos e outros produtos de consumo da
sociedade. Sendo assim, sempre existirá o trabalho. O conceito, a classificação e o
valor atribuído ao trabalho são sempre questões culturais. Cada sociedade cria um
Página 4 de 12
APRENDIZAGEM –
conceito próprio, divide o trabalho em certas categorias e atribui-lhe um
determinado valor. Quando essas condições se alteram, o trabalho também se
altera, seja pela forma como se realiza (manual, mecânico, eléctrico, electrónico,
etc.), seja pelos instrumentos-padrão que utiliza e assim por diante. Da mesma
forma, a sociedade e seus agentes também variam na forma como organizam, 5

interpretam e valorizam o trabalho.

A forma como uma sociedade decide quem vai organizar o trabalho e quem o
realizará; e a forma como o produto, a riqueza, produzida pelo trabalho é distribuída
entre os membros da sociedade, determina as divisões de classes sociais. O trabalho
é, talvez, o principal factor que determina a sociedade, suas estruturas e
funcionamento; o inverso também é verdadeiro. Assim, enquanto existir uma
sociedade, existirá trabalho, pois aquela não pode existir sem esta (o mesmo pode
não ser verdadeiro em relação ao emprego).

Fica claro que compreender o trabalho e o emprego é importante em qualquer


ocasião e época; mas é mais importante ainda entender o trabalho quando a
sociedade está em um processo de mudança, de revolução; pois o trabalho
certamente será influenciado e influenciará as mudanças e a sociedade.

4. Empregabilidade

Esta baseia-se numa recente nomenclatura dada à capacidade de adequação do


profissional às novas necessidades e à dinâmica dos novos mercados de trabalho.
Com o avanço das novas tecnologias, a globalização da produção ,a abertura das
economias, a internacionalização do capital e as constantes mudanças que têm
afectado o ambiente das organizações , surge a necessidade de adaptação de tais
factores por parte dos empresários e profissionais. O termo empregabilidade
significa a capacidade de um profissional estar empregado, mas, muito mais do que
isso, é a capacidade de o profissional ter a sua carreira protegida dos riscos
inerentes ao mercado de trabalho.
Página 5 de 12
APRENDIZAGEM –

5. Conceitos de mercado de trabalho

O mercado de emprego é uma força dinâmica que se rege de acordo com a lei da
oferta e da procura e é influenciado por factores diversos. 6

Tendências demográficas:

- O mercado de trabalho de um país é composto pelo conjunto de indivíduos


economicamente activos, empregados ou não.

- Se existirem muitos jovens, a capacidade produtiva do país é superior, e por


conseguinte a procura de bens e serviços aumenta.

Tendências económicas:

- Actualmente, as economias nacionais são fortemente influenciadas pelas


tendências económicas mundiais.

- Um país que apresente uma economia sólida e estável, de modo a transmitir uma
imagem de confiança, atrai investimento e estimula a criação de novos postos de
emprego.

Tendências educacionais:

O nível educacional de um país constitui um indicador do seu estado civilizacional e


reflecte-se na produtividade da sua população empregada, designadamente no que
se refere às capacidades de investigação, produção de conhecimentos científicos e
adaptação às novas tecnologias.

Página 6 de 12
APRENDIZAGEM –
Representações sociais das profissões e dos contextos de
trabalho

Objectivo: Compreender o impacto das diferentes representações sociais na escolha


7
de uma profissão

Quando conhecemos alguém e lhe perguntamos qual é a sua profissão, em função


da resposta imaginamos algo sobre a pessoa mesmo sem a conhecermos. Neste
sentido , quero que digas, perante as seguintes imagens, o que pensas que estas
pessoas fazem e se são felizes, ricas, pobres, etc…

Piloto de crash test

Testadores de desodorizantes

Homem estátua

Página 7 de 12
APRENDIZAGEM –

Definição de Profissão:

Acto ou efeito de professar; declaração pública que alguém faz da sua maneira de
pensar; modo de vida; condição social; mester; ofício; emprego.
É importante conhecer os aspectos importantes a explorar numa profissão.

Página 8 de 12
APRENDIZAGEM –
Devem informar-se sobre a natureza do trabalho, as possibilidades de emprego, a
formação e evolução na carreira, as condições de trabalho, as remunerações
auferidas, as perspectivas futuras, etc.

Representação 9

Se Formos ao dicionário, verificamos que o conceito de “ representação” surge


associado à imagem mental , a uma reconstrução do real que permite ao ser
humano a capacidade de relembrar ou evocar um dado acontecimento, objecto ou
pessoa na sua ausência. Quando as representações são aceites e partilhadas pela
sociedade ou por um grupo de indivíduos estamos perante as designadas
representações sociais, isto é , o conjunto de explicações, crenças e ideias, e na
interpretação do real. Logo, podemos dizer que as representações sócias vão
influenciar o comportamento dos indivíduos. Por exemplo, se determinado indivíduo
tiver uma má representação dos estrangeiros, esta terá muita influência no
comportamento , uma vez que pode levar a reacções xenófobas. Por esse motivo é
que as representações sociais podem revelar-se muito perigosas.

Vamos Trabalhar….

1- Classifica as seguintes afirmações como verdadeira (V) ou falsas(F) e justifica a


tua escolha.

As representações são criadas pelos Homens. __


Uma representação social não influencia o comportamento das pessoas.__
Uma representação social é uma imagem mental.__
As representações sócias não são importantes pois não são perigosas.__
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
Página 9 de 12
APRENDIZAGEM –

2- Dá um exemplo de uma representação social.


___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________ 10

___________________________________________________________________
Representações profissionais dos alunos

Objectivo: Identificar a importância da opinião dos pais na escolha da profissão dos


alunos

Uma representação profissional é a ideia que um indivíduo tem acerca de cada uma
das diversas profissões que conhece. Essa ideia vai sendo formada ao longo do
tempo e por vezes pode ser diferente da realidade, pois depende do conceito que
cada um desenvolve acerca das várias profissões.

O factor com maior importância nas representações profissionais e nas escolhas de


formação escolar e profissional é, efectivamente, as profissões exercidas pelos pais.
As profissões são criadas e motivadas por diversos factores, porém muitas das
representações profissionais dos jovens ficam a dever-se especialmente à influência
exercida pela família. No geral, os jovens tendem a ver os pais como modelos e
estes têm imensa influência nas suas próprias escolhas profissionais.

Achas que a profissão dos teus pais teve influência na escolha do curso? O que eles
te disseram quando escolheste este curso?
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

Página 10 de 12
APRENDIZAGEM –
Como é que me vêem… e eu, como é que me vejo?

ANÁLISE DE POTENCIALIDADES

Identifique os seus principais pontos fortes e fracos com base no conhecimento de 11

si próprio, avaliando os seus recursos, saberes, competências e o seu potencial de


evolução.

Os meus pontos fracos:

Os meus pontos fortes:

O que posso fazer para os resolver:

Que benefícios posso retirar dos meus pontos fortes:

Faz uma breve reflexão sobre o que acabaste de escrever e pensa se o curso
escolhido se adequa à tua personalidade.
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________
___________________________________________________________________

Página 11 de 12
APRENDIZAGEM –
Ficha de Visualização do Filme “Escritores da Liberdade”

12

Sinopse: Hilary Swank, duas vezes premiada com o Óscar, actua nessa intrigante
história, envolvendo adolescentes criados no meio de tiroteios e agressividade, e a
professora que oferece o que eles mais precisam: uma voz própria. Quando vai
parar numa escola corrompida pela violência e tensão racial, a professora Erin
Gruwell combate um sistema deficiente, lutando para que a sala de aula faça a
diferença na vida dos estudantes. Agora, contando suas próprias histórias, e
ouvindo as dos outros, uma turma de adolescentes supostamente indomáveis vai
descobrir o poder da tolerância, recuperar suas vidas desfeitas e mudar seu mundo.
Depois de teres visualizado o filme, faz uma reflexão sobre o mesmo, tendo por
base a ideia: “nunca é tarde para mudar”.
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________
___________________________________________________________

Página 12 de 12