Você está na página 1de 19

FARMACODIAGNOSE DE FOLHAS

ALESSANDRA GUEDES
Salvador, 2015.

FARMACODIAGNOSE
• Envolve análises que visam a identificação da
amostra analisada, no sentido de constatar, a
presença de certas características peculiares.

• Tais características são divididas em dois grupos:


características macroscópicas e microscópicas.

• A identidade da droga é estabelecida


comparando-se a amostra-problema com a
amostra de droga padrão ou ainda, com sua
descrição farmacopéica ou de monografia
especializada.

1
FOLHA

• Folhas são órgãos vegetativos,


geralmente aplanados, situados
lateralmente sobre o caule,
encarregados pela fotossíntese.

• A morfologia e a anatomia de
caules e folhas estão
extremamente relacionados.

FOLHA

2
PARTES DA FOLHA
• LIMBO – Porção verde, plana, fina,
com dois lados: adaxial (superior) e
abaxial (inferior).
• PECÍOLO – Une a lamina ao caule, é
geralmente estreito e cilíndrico. A
folha que não apresenta pecíolo é
séssil.
• BASE FOLIAR – é a porção dilatada
por onde o pecíolo se insere.
• ESTÍPULAS: Estão situadas sobre a
base foliar, em ambos lados do
pecíolo, são apêndices de forma
diversa, a vezes foliáceos.

CARACTERÍSTICAS
MACROMORFOLÓGICAS
• Aspecto geral: forma na qual a droga se apresenta.
Pode ser: Inteira, Amarrotada, Fragmentada,
Pulverizada e Contaminada ou Adulterada.
• Tamanho
• Transparência: Observa-se frente a uma fonte
luminosa pontos ou traços translúcidos
relacionados a glândulas ou idioblastos

3
TRANSPARÊNCIA

CARACTERÍSTICAS
MACROMORFOLÓGICAS
Características Organolepticas: Odor , Sabor, Cor e Superfície
• Odor: Inodoro, Característico, Aromático ou agradável e
nauseoso ou desagradável.

• Sabor: Adstringente, Acre, Oleoso e Mucilaginoso.

• Cor: Concolor – mesma coloração em ambas as faces


Discolor – colorações distintas nas faces da lamina
Variegadas – apresentam manchas de outras cores

4
COLORAÇÃO DA LAMIINA

CONCOLOR DISCOLOR VARIEGADA

CARACTERÍSTICAS
MACROMORFOLÓGICAS
Superfície:
• De acordo com o tato: Lisa
Áspera
Verrucosa
Sedosa
Lanudas
Tomentosa

• De acordo com a visão: Glabra, Pubescentes,


Rugosas, Onduladas, Hirsutas e Luzidas

5
CARACTERÍSTICAS
MACROMORFOLÓGICAS
Consistência:
• Coriáceas – Consistência de couro
• Papirácea – Consistência de papel
• Membranácea – Consistência de membranas
• Suculenta – Consistência de carne

CARACTERÍSTICAS
MACROMORFOLÓGICAS ÁPICE

NERVAÇÃO

MARGEM

BASE
CONTORNO

6
CONTORNO FOLIAR

CONTORNO FOLIAR

7
CONTORNO FOLIAR

CONTORNO FOLIAR

8
BASE DA LAMINA

ÁPICE

9
BORDA DO LIMBO

BORDA DO LIMBO

10
NERVAÇÃO

UNINÉRVIA

PALMATINÉRVIA
PARALELINÉRVIA

PENINERVIA

PELTINÉRVIA
CURVINÉRVIA

RECORTE DO LIMBO

• O aspecto da lamina foliar depende de sua forma,


do grau de divisão da mesma, da distribuição da
margem e do tipo de nervação.
• Divisão – Folha Simples
Inteira
Fendida
Partida
Sectada

11
FOLHA SIMPLES
DIVISÃO DO LIMBO
INTEIRO PARTIDA

LOBADA
SECTADA
FENDIDA

PARTIDA SECTADA

FOLHA COMPOSTA
DIVISÃO DO LIMBO
DIGITADA Lamina foliar esta dividida em varias subunidades
chamadas folíolos, articuladas sobre raque de uma
folha ou sobre as divisões do mesmo. Podem ter
pecíolos ou ser séssil.

BIFOLIADA TRIFOLIADA
IMPARIPENADA PARIPENADA

12
PECÍOLO FOLIAR

FORMA DO PECÍOLO
1 – ACHATADO
2 – TORCIDO
3 – CURVO
4 - RETO

SECÇÃO TRANSVERSAL
1 – QUADRANGULAR
2 – TRIANGULAR
3 – CIRCULAR
4 - ELÍPTICO
5 – BICÔNVEXO
6 - CANALETADO

PECÍOLO FOLIAR

INSERÇÃO
1 – CENTRAL
2 - MARGINAL

SUPERFÍCIE DO PECÍOLO
1 – ESTRIADO
2 – RUGOSA
3 – VERRUCOSA
4 - PILOSA

13
DISPOSIÇÃO DAS FOLHAS NO
CAULE

1 – VERTICILADAS
2 – OPOSTAS
3 - ALTERNAS

MICROMORFOLOGIA

• A análise micromorfológica é realizada após a


elaboração de cortes. Os cortes são executados
com auxílio da lamina de barbear ou micrótomo,
seguindo dois planos de orientação: paradérmico
e transversal.

• Corte paradérmico é realizado para o estudo da


epiderme.

14
MICROMORFOLOGIA

• Corte Paradérmico:
1. Contorno celular e conteúdo(inclusões celulares)
2. Espessamento da Parede
3. Pontoações Primárias
4. Estômatos (Tipo, freqüência, localização)
Face adaxial – epiestomática
Face abaxial – hipoestomática
Ambas as faces - anfiestomática
5. Pelos tectores e glandulares (localização e tipo)
6. Cutícula: Lisa e estriada

CORTE PARADÉRMICO

15
MICROMORFOLOGIA
• Corte transversal:
1. Epidermes e seus anexos
2. Espessamento da cutícula e parede
3. Cavidades Secretoras
4. Mesófilo – região compreendida entre as epidermes (abaxial e
adaxial): TIPO
Homogêneo: formado por um único tipo de parênquima.
Heterogêneo :
Assimétrico: parênquima paliçadico e lacunoso
Simétrico: parênquima paliçadico, lacunoso e paliçãdico
5. Inclusões

MESÓFILO HOMOGÊNEO

16
MESÓFILO HETEROGÊNEO
ASSIMÉTRICO

MESÓFILO HETEROGÊNEO
SIMÉTRICO

17
MESOFILO INDIFERENCIADO

Phyllanthus tenellus R. – Quebra


-pedra

18
Phyllanthus tenellus R. – Quebra
-pedra

Phyllanthus tenellus R. – Quebra


-pedra

19