Você está na página 1de 4

RELEMBRANDO A TIA TETEIA Tirando

dúvidas de gramática.

Quando estudamos no ensino fundamental, nossa querida


professora, Tia Teteia, nos ensinou que:

As sílabas têm as vogais em sua base e são divididas de


acordo com os fonemas pronunciados em uma única emissão
sonora.
Ela nos dizia que as sílabas são fonemas pronunciados por meio de
uma única emissão de voz e também que a base das sílabas da língua
portuguesa são as vogais: a - e - i - o - u.

Assim, todo fonema pronunciado em uma única emissão de voz tem, pelo
menos, uma vogal.

É importante ressaltarmos que, em algumas palavras, os fonemas /i/ e


/u/ não são vogais, já que aparecem apoiados a outra(s) vogal (is), formando
uma só emissão de voz (uma sílaba).

Essas vogais que apoiam as outras são chamadas de semivogais. O que


diferencia as vogais das semivogais é o fato de que as
últimas não desempenham o papel de núcleo silábico.

A palavra “papai”, por exemplo, é formada por duas sílabas (dissílaba), sendo
a segunda formada por uma vogal (a) e por uma semivogal (i).

A par dessas informações, podemos afirmar que, para saber o número de


sílabas que compõem as palavras, basta identificar quantas vogais há nessa
palavra.
Vejamos os exemplos:

• pipoca – pi – po – ca (emissão de três fonemas sequenciais que estão


ligados a vogais);
• aparelho – a – pa – re – lho (emissão de quatro fonemas sequenciais que
estão ligados a vogais);
• pernambucana – per – nam – bu – ca - na (emissão de cinco fonemas
sequenciais que estão ligados a vogais.

Obs.: Antes das letras p ou b, usamos o m.

Classificação das palavras quanto ao número de sílabas

• Monossílabas: palavras que possuem apenas uma sílaba:


• pé, flor, mão.
• Dissílabas: palavras que possuem duas sílabas:
• balão (ba-lão); suco (su-co); santo (san-to).
• Trissílabas: palavras que possuem três sílabas:
• hóspede (hós-pe-de); lareira (la-rei-ra); sapato (sa-pa-to).
• Polissílabas: palavras que possuem quatro ou mais sílabas:
• literatura (li-te-ra-tu-ra); amaciante (a-ma-ci-an-te); sambódromo (sam-
bó-dro-mo).

Divisão silábica

PARTIÇÃO DAS PALAVRAS NO FIM DA LINHA

Quando não há espaço no fim da linha para escrevermos uma plavra inteira,
podemos dividi-la em duas partes. Essa separação, que se indica por meio de
um hífen, obedece às regras de silabação. São inseparáveis os elementos
constituintes de cada sílaba.

Convém, portanto, serem respeitadas as seguintes normas:

→ Os dígrafos , é o agrupamento de → Já estes dígrafos, “rr”, “ss”, “sc”,


duas consoantes, formando um só “sç”, “xs” e “xc” devem ser separados
fonema. São eles: “ch”, “lh”, “nh”, “gu” em sílabas diferentes.
e “qu” devem pertencer a uma única
sílaba:

chu – va car – ro - ça
o – lho as – sas – si – no

fe - char cres – cer

que – ri – do nas – ceu

vo - zi – nho ex – ce – ção
→ Ditongos e tritongos devem permanecer na mesma sílaba.

Ditongos e tritongos devem U – ru – guai


permanecer na mesma sílaba.
ba – lai – o

→ Os hiatos, é o encontro de duas di – a


vogais, e devem ser separadas
ca – de – a – do
em duas sílabas distintas.

ba – ú

→Os encontros consonantais, é o bru – to


encontro de duas consoantes em
blu – sa
uma mesma sílaba, mas que tem
fonemas distintos. Eles devem ser
cla - ro
separados, exceto aqueles cuja
segunda consoante é “l” ou “r”. tra - ga
Os encontros pneu – má – ti – co
consonantais que iniciam
gno – mo
palavras são
mantidos juntos na divisão silábica.

Obs.:
Quando a palavra já se escreve com hífen – quer por ser composta, quer por
ser uma forma verbal seguida de pronome átono-, e coincidir o fim da linha com
o lugar onde está o hífen, pode-se repeti-lo, por clareza, no inicio da linha
seguinte.
Assim:

[...] Couve-
-flor
[...] Unamo-
-nos