Você está na página 1de 4

International

O Resgate da Alma
por Davina Colvin
tradução de Denise von Poser

O resgate da alma tem sido uma prática shamanica por todo o mundo.
Baseando-me em uma certa quantidade de leitura, uma enorme intuição,
algumas sessões de aprendizado e ensinamentos, e uma incrível experiência
pessoal de resgate de alma, tenho agora a certeza de como esta técnica e
momento é importante para mim e para outras pessoas.

Depois de ler o livro de Sandra Ingerman – Welcome Home – considerei alguns


de seus pensamentos sobre o resgate da alma e comecei a me lembrar de
sensações que tive , por mais ou menos dois meses desde que deixei San Diego
e a minha pessoa amada, no meio do mês de dezembro, particularmente quando
cheguei a Kauai.

Nas tradições shamanicas, por todo o mundo, sabe-se que se uma pessoa sofre
um trauma como a perda de uma pessoa muito amada, um acidente, uma
violência, esta pessoas pode perder uma parte de sua alma. Isto acontece pois a
pessoa em questão “manda embora” uma parte de seu ser para garantir sua
sobrevivência. Apesar de parecer uma tentativa de manter seu corpo físico, esta
ação é um esforço maior em evitar a aniquilação da alma e com isto de toda a
existência desta pessoa. Depois que o trauma passa, se houve perda da alma, a
pessoa sente que alguma coisa nela está faltando e por vezes a pessoa perde
toda a ação e vitalidade. Toda a capacidade em agir e viver normalmente.

Após ler alguns capítulos do livro comecei a juntar algumas sensações e a


aquilatar algumas coisas muito importantes. Por algum tempo tive a sensação de
estar em um estado alterado de consciência. E conversei sobre isso com
algumas pessoas e passei a me recordar deste fato. Depois de chegar a Kauai,
esta sensação se intensificou. Sentia-me muito perdida! Finalmente tive a
certeza que alguma parte de mim faltava e eu não sabia o que fazer. Minha vida
perdeu o significado e eu não sabia por que. Eu estava estudando e treinando
técnicas de shamanismo Hawaiano nos últimos 4 anos e também tinha estudado
sobre técnicas em regate de almas e neste momento decidi trabalhar esta técnica
em mim mesma. Pedi ajuda a pessoas que me conheciam. Na técnica, as
pessoas que estão ajudando se colocam em jornadas shamanicas e vão buscar
“pedaços” que estão faltando para a pessoa tratada. A maioria das pessoas
estava muito ocupada para ajudar mas alguém me indicou Serge Kahili King, o
shaman que tinha me ministrado várias aulas. Após contato com ele e
informação sobre minha condição (eu estava desesperada e com medo de não
conseguir manter minha sanidade) ele combinou comigoum ritual de resgate
para dalí há 3 dias. Fiquei um pouco mais aliviada mas ao mesmo tempo
frustrada pois eu estava em um local mágico, cheio de energia, eu tinha técnicas
maravilhosas e estava ao mesmo tempo impotente e me snetindo totalmente
separada destas coisas todas. Eu pedi ajuda em sonhos e duas noites antes de
meu ritual, alguma coisa aconteceu em sonho. Apareceram-me dois aspectos de
mim mesma: um bebê, uma nova vida e um homenzinho, perfeitamente
formado, muito orgulhoso e bem-vestido. Uma amiga minha também estava no
meusonho, me dizendo que após o ritual, se eu precisasse de mais ajuda , ela
estaria lá para me socorrer e no sonho ela estava, com um super equipamento!
Neste sonho aquilatei muitos pontos pelos quais tinha perdido parte de minha
alma. Me vi neste sonho, no útero de minha mãe escutando-a dizer: “Não temos
como criar este bebê!”. Também me vi em seu colo quando ela dizia a outras
pessoas que desejaria não me ter. Me vi também, aos três anos ser estuprada
pelo irmão de minha mãe que me ameçou de morte se eu contasse a alguém.
Qunado eu tinha 12 anos, sofremos um acidente e meu pai faleceu. Minha mãe,
meu irmão e eu nunca mais fomos os mesmos depois deste enorme acidente.
Após a morte de meu pai , minha mãe colocou-se – bem como ao meu irmão –
sob a minha responsabilidade e fiquei sem ninguém para amparar. Quando eu
tinha 33 anos deixei meu casamento, meu filho com 6 anos de idade e minha
filha com 10 anos. Há pouco tempo, soube por um parente que minha mãe me
espancava regularmente e tive até meu nariz quebrado, apesar de não me
lembrar. Uma coisa aprendi com a técnica de resgate da alma: na idade (tempo)
que mandamos “um pedaço nosso embora” para que possamos sobreviver,
continuamos naquela idade/tempo, até que a cura aconteça. Há pouco tempo,
apesar de todos nós sermos adultos, meus filhos e eu tivemos uma discussão e
senti meu filho como um garotinho de 6 anos e minha filha, como se tivesse 10
anos de idade e eu com 12! Qual foi a mensagem que passei aos meus filhos
quando os abandonei? E mesmo depois que nos unimos, que mensagem eles
receberam de mim enquanto cresciam?

Mas aqui começa a parte boa de toda esta situação. No meu encontro com Serge
Kahili King ele me pergunta sobre quais as partes de mim que quero resgatar.
Quais as partes que queriam e deveriam voltar para minha segurança. O que eu
iria aguentar com esta volta de minhas partes. Ele pediu que eu nomea-se as
qualidades que faltavam em minha vida. Eu mencionei criatividade, força e e o
snetimento de conexão. Assim , juntos , chegamos ao termo de “ser criativo”
que seria resgatado durante o ritual. Fui orientada a fechar os olhos e fui
conduzida a um estado meditativo de respiração profunda em um local
absolutamente quieto. Meu amigo shaman tomou sua forma de animal de poder
coruja e chamou por seu aumakua, nesta mesma forma para ajudá-lo. Quando
seu animal de poder aumakua chegou eles se transportaram para os céus de uma
ilha, viando durante a noite por uma densa neblina. Continuaram a voar até que
chegaram a dois altíssimos picos de um pequeno vale entre eles. À medida que
se aproximaram do vale puderam ver um pequeno vilarejo. A maioria das casa
era pequena e tinham tetos alaranjados. Seu aumakua indicou uma pequena
porta que deveria ser adentrada. Dentro deste enorme aposento, tinha um rapaz
com mais ou menos 16 anos vestido com um robe alaranjado com toques de
verde e vermelho que trabalha com muita atenção em uma escultura, com suas
costas para a porta. A coruja assumiu sua forma humana e eneviou uma forte
onda de energia para anunciar sua presença. O jovem sentiu que alguém tinha
entrado em sua casa mas mesmo assim continuou a trabalhar até que achasse
que pudesse ser interrompido. Então virou-se com um pequeno sorriso – que
não era feliz e nem triste. O shaman explicou sua razão e missão para esta
jornada e explicou ao jovem as razões pelas quais ods dois deveriam voltar
juntos, as coisas que aconteceram na minha vida, caminhos que seria mais
seguros para ele agora e vantagens em se viver uma vida melhor, mais
completa. Ele mencionou a energia criativa do rapaz, combinada com a minha
energia de direção, resultando em uma energia de criação direcionada. Neste
momento o rapaz virou-se para sua mesa e começou a colocar suas ferramentas
em uma caixa de madeira, fechando a caixa com um pedaço de pano vermelho e
colocando em um compartimento de seu robe. A seguir avisou que estava
pronto para partir. Para proteger o rapaz o shaman o colocou dentro de uma
pedra que tinha trazido e novamente assumiu a figura da coruja e voaram para
fora do vale. Voltando aonde estávamos ele assumiu novamente a forma
humana , pegou a parte faltante de mim, dentro da pedra e colocou dentro de
meu umbigo selando com um movimento circular. Eu continuava com meu
olhos fechados mas as lágrimas rolavam pelo meu rosto. Eu percebia uma luz
diferente à minha volta. Eu conseguia ver e sentir as coisas de maneira
diferente!

Depois perguntei o que teria que fazer adicionalmente a este ritual e momento e
ele me disse: “ Lembre-se e alimente, nutra!” Todas as mudanças só podem
ocorrer se nos lembrarmos e nutrirmos estas lembranças. As mudanças só
podem ocorrer se permirtirmos a reposição de padrões de hábito neurológicos.
Quando voltava da casa de meu amigo ahaman , eu via uma estrada diferente,
um caminho diferente. Repentinamente parei e observei os raios do sol , as
árvores e tudo me parecia maravilhoso! Antes de me deitar, mais tarde escrevi
um poema magnético: Todos os sorrisos tristes se foram, a escuridão não mais
me assombra, eu sinto abraços de amor todos os dias, a luz do sexo sacrado,
música e poesia dançando e cantando dentro de mim, sonhos fluindo através de
mim, vagarosamente como o perfume de pessegos maduros, no verão, apenas
lindas coisas para mim daqui para frente, você quer um pouco para você
também? Quando eu acordei, eu olhei para a mangueira, frondosa que se
estendia acima de minha varanda no quarto. Fiquei inebriada com as cores,
texturas, o formato do tronco, dos galhos. Naquela noite usei um tambor para
entrar em estado alterado de consciência e viajar mantrando as palavras que me
foram dadas: “Eu sou agora parte do Todo e o Todo sou eu e a minha fé está
restabelecida!” Na noite seguinte usei o chocalho para minha jornada ao mundo
inferior, onde encontrei o mesmo tigre branco siberiano, que eu tinha visto na
noite anterior. Eu eu vi e sentia suas cores, seus músculos, seu pelo amcio e
maravilhoso e adorava estas sensações. Naquela noite eu estava escutando
música no rádio, enquanto eu lavava louças e de repente senti que podia escutar
e sentir as notas musicais, como eu não sentia, mesmos endo uma terapeuta em
música e movimento do corpo por 25 anos. Eu podia sentir, neste momento,
cada acorde, de cada instrumento musical e me movia levemente com todas as
minhas sensações, com emoções que nunca tinha sentido antes.

Mais uma noite depois,a ntes de deitar e terminar estes escritos, tive sede e fui à
cozinha para um copo d’água e vi, pela janela, as cadeiras de vime, banhadas
pela luz do luar. Inebriada com aquela visão decidi me sentar em uma delas, por
uns momentos para receber aquele presente de luz. Me deitei em uma das
espreguiçadeiras e maravilhada recebia pedaços da lua banhando meu corpo e
comecei a cantar “A Luz do Luar se torna Você” e outroas músicas romanticas e
a lua e eu nos tornamos uma só. Duas noites depois terminei minhas jornadas
deste ritual pedindo ao meu tigre que se tornasse meu orientador. Montando em
suas costas ele me levou aos mundos dos sonhos e muito depois se despediu de
mim, tomando sua forma humano e me deixando.

Agora tenho minha vida de volta e entendo tudo e todos como nunca tinha ,
antes.

O meu grande amor está comigo e estará pelo resto de nossas vidas e nos
sentimos mais integrados como nunca e seu processo de amor em relação a mim
tem sido a evolução de meu coração e de minha vida.

Quero estudar mais e aprender mais sobre as técnicas de resgate da alma até que
eu me sinta confiante para fazer meu próprio trabalhos para o bem dos outros.
AMAMA!