Você está na página 1de 4

Lista de exercícios de redes de computadores I – Estácio de Sá – Campos dos Goytacazes-RJ – 2018.

1) Quando, onde e como surgiu a Arpanet.


R. No início do ano de 1960, durante o programa de ciência dos computadores na ARPA (advanced research projects
angency – Agência de projetos de pesquisa avançada) nos Estados Unidos. Surgiu com o objetivo de criar uma rede de
comunicação para interligar bases militares.

2) Qual foi a contribuição das universidades para a criação e desenvolvimento das redes.
R. Houve um esforço muito grande nos anos 80, após a guerra fria, onde os militares passaram para as universidades nos
EUA,a arpanet com objetivo de permitir a transferência de arquivos e trocas de e-mails entre elas e o desenvolvimento
tecnológico.

3) O compartilhamento de dados e de recursos é uma função da rede de computadores. Explique essa afirmativa.
R. Uma rede de computadores é um grupo de sistemas de computadores e outros dispositivos de hardware de
computação que estão ligados entre si através de canais de comunicação para facilitar a comunicação e o
compartilhamento de recursos entre uma ampla gama de usuários.

4) Associe tecnologia da comunicação com tecnologia da informação.


R. Tecnologia da informação e comunicação ou TIC, é a área que utiliza ferramentas tecnológicas com o objetivo de facilitar a
comunicação e o alcance de um alvo comum.
Além de beneficiar a produção industrial de um determinado bem, as TICs também servem para potenciar os processos de
comunicação. Assim, a educação é uma das áreas que mais beneficia com a implementação das TICs. Uma melhor
aprendizagem é uma das consequências de uma melhor comunicação.
A tecnologia da informação e comunicação também pode revolucionar processos de negócios e pesquisas científicas.

5) O que são enlaces de comunicações.


R. Observa-se que a função principal da camada de enlace de dados é transformar um canal de transmissão bruto em uma
linha que parece livre de erros de transmissão. Assim, tal camada faz uma divisão no transmissor, isto é, ela divide os dados
de entrada em quadros de dados e, com isso, faz a transmissão sequencial dos quadros.
Outra ação que essa camada faz é impedir que um transmissor rápido inunde um receptor lento. Isso é realizado com um
mecanismo que informa o emissor sobre a capacidade que o receptor ainda possui para armazenar os quadros. Este método
pode ser chamado de controle de fluxo.

6) Explique como funciona o processamento em lote.


R. é um termo referente a um processamento de dados que ocorre através de um lote de tarefas enfileiradas, de modo que o
sistema operacional só processa a próxima tarefa após o término completo da tarefa anterior.

7) O que é e como funciona um mainframe.


Um mainframe é um computador de grande porte dedicado normalmente ao processamento de um volume enorme de
informações. Os mainframes têm a capacidade de executar diferentes sistemas operacionais, sendo seus recursos de
hardware virtualizados através de um componente de hardware nativo (PR/SM) ou adicionalmente por software. Desta forma
um único mainframe pode substituir dezenas ou mesmo centenas de servidores menores usando Máquinas virtuais.

8) Qual a importância do advento do PC para o desenvolvimento das redes de computadores.


R. O crescimento acelerado na capacidade de processamento e a redução no consumo de energia têm permitido que
dispositivos portáteis, de dimensões muito reduzidas, tenham capacidade de processamento cada vez maior. Esta tendência,
quando aplicada a um terminal de telecomunicações, também resulta em potencial aumento de tráfego na rede. A alta
capacidade de processamento e de armazenamento

9) Quais são os elementos da telecomunicação.


R. Qualquer que seja o sistema de telecomunicações, ele envolve basicamente três elementos: o transmissor, o canal e o
receptor.

10) Explique, citando um exemplo, o que é Half-duplex, simplex e Full-Duplex.


R.
Comunicação simplex – ocorre transmissão apenas em um sentido. Nessa forma de comunicação temos os papéis de
transmissor e receptor bem definidos, ou seja, durante todo o processo de comunicação, um lado será o emissor e o outro o
receptor. O transmissor apenas envia dados ao receptor, que durante toda a transmissão apenas receberá, sem a
possiblidade de troca de papéis. Essa é a forma de transmissão utilizada pela transmissão de TV: a emissora envia o sinal e
seu aparelho de TV apenas recebe, e não consegue enviar uma resposta para emissora.
Comunicação half-duplex – nesse tipo de transmissão, ambos os lados podem assumir o papel de emissor e receptor, porém
não simultaneamente. Enquanto um lado esta transmitindo os dados, o outro apenas recebe. Quando o outro lado começa a
transmitir dados, o primeiro deixa de transmitir e passa receber os dados do segundo ponto. Esse é o tipo de comunicação
utilizada entre walktalks e radioamadores.
Comunicação full-duplex – nesse tipo de transmissão, ambos os lados podem assumir papel de transmissores e receptores
simultaneamente, ou seja, a transmissão ocorre nos dois sentidos, ao mesmo tempo. Esse tipo de comunicação é utilizado
em telefones, onde é possível falar e ouvir o que a outra pessoa fala, ao mesmo tempo.

11) Diferencie meio guiado e meio não guiado na transmissão de dados.


R.
Meios guiados: Usam um condutor para transmitir o sinal do emissor até ao receptor. Exemplos: Par de fios; Cabo coaxial;
Fibra óptica.
Meios não guiados (sem fios): Usam ondas rádio para transmitir os sinais. Exemplos: Feixes hertzianos; Satélites;
Comunicações móveis.

12) Qual a diferença entre cabos UTP e STP.


R.
Unshielded Twisted Pair (UTP)
Fios telefónicos normais;
Mais barato;
Fácil de instalar;
Sujeito a interferências eletromagnéticas externas.
Shielded Twisted Pair (STP)
Existe uma camada metálica que reduz interferências;
Mais caro;
Mais difícil de manipular (grosso,pesado).

13) Diferencie satélites de baixa altitude e satélites geoestacionários citando uma utilização para cada um deles.
R.
GEO (Geosynchronous Earth Orbit): órbita circular equatorial geossíncrona
 período de revolução: 23h 56m 4,091s
 altitude média: 35 765 km
LEO (Low Earth Orbit): órbita circular de baixa altitude
 período de revolução 1h 30m - 2h
 altitude típica: 500 - 1 500 km
GEO: LEO:
- Comunicações fixas - Comunicações móveis
- Difusão - Radioamadorismo
- Meteorologia - Observação da Terra e atmosfera

Aplicações dos Satélites

A aplicação do satélite determina seu tipo e construção e podemos classificá-los da seguinte forma:

Satélites de Comunicações

 Comunicações fixas (FSS, Fixed Satellite Service)


 Difusão (BSS, Broadcasting Satellite Service)
 Comunicações móveis (MSS, Mobile Satellite Service)

Satélites de Navegação

 Posicionamento (GPS, Global Positioning System)

Satélites de observação da Terra

 Detecção remota
 Meteorologia

Satélites Militares

 Detecção de lançamento de mísseis


 Espionagem
14) Considerando pequenas distâncias e baixa interferência magnética, qual seria o tipo de comunicação mais indicado: Paralela
ou Serial?
R.PARALELA

15) Quando aumentamos a distância a percorrer e precisamos de maior velocidade, devemos usar comunicação Paralela
ou Serial. Porque?
A COMUNICAÇÃO PARALELA TEM LIMITAÇÃO DE 1500 M, A SERIAL É MAIS INDICADA, ALÉM DISTO
PODEMOS AUMENTAR A FREQUÊNCIA DA SERIAL, TENDO ASSIM MAIOR VELOCIDADE.

16) O que é processamento distribuído?


R. A definição mais simples de sistema distribuídos é: “Um Sistema Distribuído é o resultado da integração de sistemas
computacionais autônomos combinados de forma a atingir um objetivo comum, ou seja sistemas “centralizados” interligados
por uma rede, compartilhando recursos físicos, com o objetivo de realizar alguma tarefa.

17) O que é e como funciona o backbone.


R. Backbone (espinha dorsal), é chamado um tronco de rede de maior capacidade e com maior largura de banda, da qual
todo provedor, independente de seu tipo estará ligado. Esse tronco normalmente é redundante e é mantido por empresas
operadoras de telecomunicações. No backbones trafegam vários tipos de dados: voz, imagem, pacotes de dados, vídeos etc.
Na Internet, pensando globalmente, existem vários backbones organizados hierarquicamente, ou seja, os backbones
regionais ligam-se aos nacionais, estes se ligam aos internacionais, intercontinentais etc.
No backbone, existem protocolos e interfaces que são específicos para o tipo de serviço que se deseja manter. Na periferia
do backbone existem os pontos de acesso, um para cada usuário do sistema. Esses pontos de acesso determinam a
velocidade do backbone, pois é por ele que a demanda exigida do backbone.
Normalmente são usadas fibras óticas redundantes e comunicação sem fio como micro-ondas ou laser. Os protocolos
existentes nesses ambientes normalmente são o frame-relay e o ATM.

18) Diferencie PAN, LAN, MAN e WAN.


 Uma rede metropolitana, ou MAN (Metropolitan Area Network), abrange uma cidade;
 As redes pessoais, ou PANs (Personal Area Networks),permitem que dispositivos se comuniquem pelo alcance de
uma pessoa. Um exemplo comum é uma rede sem fio que conecta um computador com seus periféricos.
 A próxima etapa é a rede local, ou LAN (Local Area Network).
Uma LAN é uma rede particular que opera dentro e próximo de um único prédio, como uma residência, um escritório ou uma
fábrica. As LANs são muito usadas para conectar computadores pessoais e aparelhos eletrônicos, para permitir que
compartilhem recursos (como impressoras) e troquem informações.
 Uma rede a longa distância, ou WAN (Wide Area Network), abrange uma grande área geográfica, com frequência um
país ou continente. Vamos começar nossa discussão com as WANs conectadas por fios, usando o exemplo de uma
empresa com filiais em diferentes cidades.

19) Diferencie ISP1, ISP2 e ISP3.

R. Os ISP's de nível 1 são poucos, mas 'grandes', de cunho internacional e todos se conectam entre si, por conexões
extremamente rápidas, exclusivas e seguras. As trocas de informações são em massa, e de maneira bem segura.

Podemos dizer que os ISP de nível 1 são os gigantes da Internet, que fazem realmente as coisas acontecerem. Se
uma notícia, do outro lado do mundo, chega até você de maneira praticamente instantânea, não tenha dúvida, um ou
mais ISP de nível 1 ajudou essa informação a chegar até você.

Já num nível abaixo, temos os ISP de nível 2, que possuem cobertura menor, geralmente nacional ou entre alguns
poucos países. Se conectam com alguns ISP de nível 1 e 2.

Podemos ver os ISP de nível 2 como clientes e os de nível 1 como servidores, pois o 1 envia informações para 2.
Isso é verdade financeiramente inclusive, pois para um ISP nível 2 usar os serviços do ISP de nível 1, a empresa do
nível 2 para a do 1.

Os ISP's abaixo do 2 são os de acesso final, que realmente vão ter contato com o usuário final, fornecendo os
serviços que usamos com frequência

Uma rede pode ser definida por seu tamanho, topologia, meio físico e protocolo utilizado.
 PAN (Rede de área pessoal, tradução de Personal Area Network, é uma rede doméstica que liga recursos diversos
ao longo de uma residência.) Uma rede de área pessoal (PAN) é uma rede de computadores usada para comunicação entre
computador e diferentes dispositivos tecnológicos de informação perto de uma pessoa. Alguns exemplos de dispositivos que
são usados em um PAN são computadores pessoais, impressoras, aparelhos de fax, telefones, PDAs, scanners e até mesmo
consoles de videogames. Uma PAN pode incluir dispositivos com fio e sem fio.
 LAN (Local Area Network, ou Rede Local). É uma rede onde seu tamanho se limita a apenas uma pequena região
física. Uma rede de área local (LAN) é uma rede que conecta computadores e dispositivos em uma área geográfica limitada,
como uma casa, escola, prédio de escritórios ou grupo de edifícios bem posicionado. Cada computador ou dispositivo na rede
é um nó. LANs com fio são provavelmente baseadas em tecnologia Ethernet. Novos padrões como o ITU-T G.hn também
fornecem uma maneira de criar uma LAN com fio usando a fiação existente, como cabos coaxiais, linhas telefônicas e linhas
de energia. [26]

 VAN (Vertical Area Network, ou rede de vertical). É usualmente utilizada em redes prediais, vista a necessidade de
uma distribuição vertical dos pontos de rede.
 CAN (Campus Area Network, ou rede campus). Uma rede que abrange uma área mais ampla, onde pode-se conter
vários prédios dentro de um espaço continuo ligados em rede. Esta segundo Tanenbaum em seu livro "Redes de
computadores" é uma LAN, justamente porque esta área dita ampla, abrange 10 quarteirões ou aproximadamente 2.500m
quadrados. Esta rede é pequena quando comparado a uma cidade.

 MAN (Metropolitan Area Network, ou rede metropolitana). A MAN é uma rede onde temos por exemplo: Uma rede de
farmácias, em uma cidade, onde todas acessam uma base de dados comum. As MAN oferecem altas taxas de transmissão,
baixas taxas de erros, e geralmente os canais de comunicação pertencem a uma empresa de de telecomunicações que aluga
o serviço ao mercado. As redes metropolitanas são padronizadas internacionalmente pela IEEE 802, e ANSI, e os padrões
mais conhecidos para a construção de <AM são o DQDB (Distrubuted Queue Dual BUS) e o FDDI (Fiber Distributed Data
Interface). Outro exemplo de rede metropolitana é o sistema utilizado nas TV's a cabo.
 WAN (Wide Area Network, ou rede de longa distância). Uma WAN integra equipamentos em diversas localizações
geográficas (hosts, computadores, routers/gateways, etc.), envolvendo diversos países e continentes como a Internet.
 SAN (Storage Area Network, ou Rede de armazenamento). Uma SAN serve de conexão de dispositivos de
armazenamento remoto de computador para os servidores de forma a que os dispositivos aparecem como locais ligados ao
sistema operacional.