Você está na página 1de 112

GUIA PRATICO PROGRAMAÇÃO

FRESAMENTO MITSUBISHI

Bener Comercial
Importadora Exportadora
Ltda.
Lista de códigos G

G00 Interpolação linear (avanço rápido)


G01 Interpolação linear (avanço programado)
G02 Interpolação circular/helicoidal (sentido horário)
G03 Interpolação circular/helicoidal (sentido anti-horário)
G04 Tempo de espera
G05.1 Módulo de modelamento (G05.1 Q1)
G09 Checagem de parada exata
G10 Entrada de corretores programada
G12 Interpolação circular com entrada / saída suavizada (sentido horário)
G13 Interpolação circular com entrada / saída suavizada (sentido anti-horário)
G16 Comando de coordenadas polares
G17 Plano de trabalho (XY)
G18 Plano de trabalho (ZX)
G19 Plano de trabalho (YZ)
G20 Sistema de coordenadas em polegadas
G21 Sistema de coordenadas em milímetros
G27 Checagem de ponto de referência
G28 Retorno ao ponto de referência
G29 Retorno ao ponto inicial
G30 Retorno ao ponto de referência 2 ,3 e 4
G31 Função de salto condicionado a um sinal
G33 Comando de abertura de roscas (módulo para Torno)
G34 Ciclo de posicionamento de furos em círculo
G35 Ciclo de posicionamento de furos em linha angular
G36 Ciclo de posicionamento de furos em arco
G37.1 Ciclo de posicionamento em malha
G37 Compensação automática do comprimento da ferramenta
G40 Cancela compensação do raio da ferramenta
G41 Compensação de raio à esquerda da ferramenta
G42 Compensação de raio à direita da ferramenta
G43 Compensação de comprimento da ferramenta (valor -)
G44 Compensação de comprimento da ferramenta (valor +)
G50 Cancela função escala
G51 Ativa função escala
G50.1 Cancelamento do espelhamento programável
G51.1 Ativa espelhamento programável
G52 Seleção de sistema de coordenada local (transferência de ponto zero)

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
G53 Sistema de coordenadas (zero máquina)
G54 Sistema de coordenadas (zero peça)
G55 Sistema de coordenadas (zero peça)
G56 Sistema de coordenadas (zero peça)
G57 Sistema de coordenadas (zero peça)
G58 Sistema de coordenadas (zero peça)
G59 Sistema de coordenadas (zero peça)
G61 Modo de checagem de parada exata
G61.1 Modo de checagem de alta precisão
G62 Correção automática de canto
G64 Modo de corte
G65 Chamada de macro
G66 Chamada modal de macros
G67 Cancela chamada modal de macros
G73 Ciclo de furação pica-pau (2)
G74 Ciclo de rosqueamento esquerdo
G76 Ciclo de mandrilamento fino
G80 Cancela ciclo fixo
G81 Ciclo de furação simples
G82 Ciclo de furação com faceamento
G83 Ciclo de furação pica-pau (1)
G84 Ciclo de rosqueamento direito
G85 Ciclo de mandrilamento simples (1)
G86 Ciclo de mandrilamento com faceamento
G87 Ciclo de mandrilamento contrário
G88 Ciclo de mandrilamento simples (2)
G89 Ciclo de mandrilamento simples (3)
G90 Sistema de coordenadas absolutas
G91 Sistema de coordenadas incrementais
G92 Seleção de sistema de coordenadas
G94 Determinação de unidade de avanço (mm/min)
G95 Determinação de unidade de avanço (mm/rot)
G98 Retorno ao ponto inicial do ciclo fixo
G99 Retorno ao ponto R do ciclo fixo

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Lista de códigos M

M00 Parada programada


M01 Parada programada opcional (Chave/botão opcional stop ligada)
M02 Final de programa
M03 Liga fuso sentido horário
M04 Liga fuso sentido anti-horário
M05 Desliga fuso
M06 Troca automática de ferramentas
M07 Liga refrigeração interna ou refrigeração a ar
M08 Liga refrigeração
M09 Desliga refrigeração
M13 Liga fuso sentido horário + refrigeração (opcional)
M14 Liga fuso sentido anti-horário + refrigeração (opcional)
M15 Desliga fuso + refrigeração (opcional)
M19 Orientação do fuso
M47 Liga ar (opcional)
M48 Desliga ar (opcional)
M30 Final de programa
M98 Chamada de sub programa
M99 Fim de sub programa

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
1 - Identificação do programa

No início do programa deverá constar o nome do programa com a seguinte


formação:

Letra “ O “ seguida do número do programa.

Para transmissão RS-232 adicionar uma linha no início e no fim do programa


com o símbolo de “ % “.

Ex.:
%
O100 (COMENTÁRIO)
G90 G40 G80 G17 G21
M6 T1
.
.
.
M30 (FIM DE PROGRAMA)

Obs.: Todos os comentários devem ser colocados entre parênteses.

2 – Sistema de coordenadas1 – Sistema de coordenadas

O sistema de coordenadas para centros de usinagem de característica vertical


é descrito da seguinte forma:

Eixo X : O movimento é dado na mesa no sentido longitudinal podendo ser


positivo ou negativo.

Eixo Y : O movimento é dado na mesa no sentido transversal podendo ser


positivo ou negativo.

Eixo Z : O movimento é dado no cabeçote no sentido vertical podendo ser


positivo ou negativo.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
+Z

-Y

+Y

-Z

-X +X

As máquinas podem ser equipadas com eixos rotativos suplementares.


Estes normalmente são eixos rotativos denominados como:

Obs: Para efetuar mais de uma volta com o eixo rotativo devemos programar a
somatória dos ângulos.

Ex.: G00 C0
G00 C720 (2 voltas completas no eixo C)

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
3 – Determinação do ponto zero peça

Ao elaborar um programa CNC ,é aconselhável deslocar o ponto zero do


sistema de coordenadas para uma posição na peça a ser usinada ,ou seja
,fixar no ponto de onde partem as coordenadas do desenho ,tornando mais
fácil a programação. Este ponto escolhido na peça é chamado de “ponto zero
peça”.

G54 = Determinação de ponto zero peça (MODAL).


G55 = Determinação de ponto zero peça (MODAL).
G56 = Determinação de ponto zero peça (MODAL).
G57 = Determinação de ponto zero peça (MODAL).
G58 = Determinação de ponto zero peça (MODAL).
G59 = Determinação de ponto zero peça (MODAL).

Obs.: Os valores do ponto zero peça são determinados de acordo com a


posição dos eixos em relação ao zero máquina e são transferidos para uma
tabela contido na máquina.
A máquina pode ter até 6 pontos de zero peça através dos comandos acima
descritos.
Em cada ponto determinamos as coordenadas de referência para os eixos X
,Y e Z.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo sobre determinação de zero peça.

Ponto zero Coordenadas em X Coordenadas em Y


G54 100 100
G55 700 400
G56 900 200
G57 400 200
G58 200 300

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
4- Determinação de zero peça via programa

G10 – Seta valor de zero peça via programa

Formato: G10 X_ Y_ Z_
X= Valor do zero peça no eixo X
Y= Valor do zero peça no eixo Y
Z= Valor do zero peça no eixo Z

Ex.: G54 G10 X300 Y-250 Z-400

No exemplo acima os valores X300 Y-250 Z-400 serão assumidos


automaticamente na tabela de ponto zero peça no G54.
Esta função pode ser programada para todos os outros registradores de zero
peça (G54 ,G55 ,G56 ,G57 ,G58 ,G59 ) ,em qualquer linha do programa.

5 – Deslocamento para ponto zero máquina

G53= Deslocamento para ponto zero máquina

Formato: G53 X_ Y_ Z_

X= Coordenada de parada no eixo X em relação ao zero máquina.


Y= Coordenada de parada no eixo Y em relação ao zero máquina.
Z= Coordenada de parada no eixo Z em relação ao zero máquina.

Ex.: G00 G53 X0 Y0 Z0


Os eixos X ,Y ,Z moveram-se para as coordenadas X0 Y0 e Z0 .Em relação ao
zero máquina.

Ex.: G00 G53 X300 Y0 Z-50


Os eixos X ,Y e Z moveram-se para as coordenadas X300 Y0 e Z-50 .Em
relação ao zero máquina.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
6 – Sistema de posicionamento

G00 = Interpolação linear em avanço rápido. (modal)


Programando o comando G00 os eixos se movem para o ponto em avanço
rápido.

Formato: G00 X_ Y_ Z_
Ex.: G00 X100 Y80 Z20

G01 = Interpolação linear em avanço programado.(modal)


Programando o comando G00 os eixos se movem para o ponto em avanço
programado.Neste caso o avanço é programado com a letra F. A unidade de
avanço normalmente é (mm/min).

Formato: G01 X_ Y _ Z_ F_ F= avanço em mm/min.


Ex.: G01 X150 Y100 F500

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Obs.: Os comandos denominados de Modais uma vez programados mantém-
se ativos até que sejam cancelados por outro comando do mesmo grupo.

Ex.: G0 X10 Y10 (MODAL)


X20 Y20 (G0 permanece ativo)
X50 Y80 (G0 permanece ativo)
G1 X100 Y200 F650 (Cancela G0 e permanece ativo G1)

7 – Planos de trabalho

As máquinas podem trabalhar em 3 planos de trabalho.


G17 = Seleciona o plano XY (modal)
G18 = Seleciona o plano ZX (modal)
G19 = Seleciona o plano YZ (modal)

8 – Tempo de espera

G4 = Especifica tempo de espera (modal).

Formato: G4 P_
P = tempo de espera

G4 X_
X = tempo de espera

Ex.: G4 P1 – tempo de espera de 1 segundo


ou
G4 X1 – tempo de espera de 1 segundo

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
9 – Carregar ferramentas no fuso e ligar fuso

A chamada de troca de ferramentas nas máquinas com magazine é executada


através do comando M6.

Formato: M6 T1
M6 = chamada de troca automática
T_ = identificação do número da ferramenta
Ex.: M6 T1 (carrega a ferramenta número 1)

A rotação do eixo árvore é programada através do comando S

Formato: S_ = valor da rotação


M_= Sentido da rotação horário ou anti horário
Ex.: S1200 M3 (liga rotação em 1200 RPM no sentido horário)

10 – Unidade de coordenadas

G20 = Sistema de coordenadas em polegadas (modal)


G21 = Sistema de coordenadas em milímetros (modal)

11 – Sistema de programação de coordenadas

G90 = Sistema de coordenadas absolutas (modal)


G91 = Sistema de coordenadas incrementais (modal)

Ex.: Absoluto Incremental


G0 G90 X0 Y0 G0 X0 Y0
X20 G91
X50 X20
X120 X30
X70

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
12 – Compensação de altura de ferramentas

Sempre que for movimentar a ferramenta no sentido de eixo Z é necessário


fazer a compensação de seu comprimento da seguinte maneira:

Utilização de compensação com G44 (coordenadas positivas)

Ex.: G44 Z5 H1
G44 = Compensa comprimento positivo da ferramenta.
H = Número do corretor da ferramenta.

Esse tipo de compensação dever ser feito quando todos os pressetes de


ferramentas forem feitos fora da máquina através de um “presseter”.
Sendo assim todos os valores colocados na tabela de ferramentas estarão com
valores positivos.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Utilização de compensação com G43 (coordenadas negativas)

Ex.: G43 Z5 H1
G43 = Compensa comprimento negativo da ferramenta.
H = Número do corretor da ferramenta.

Esse tipo de compensação dever ser feito quando todos os pressetes de


ferramentas forem feitos na máquina ferramenta por ferramenta posicionando-
as no zero peça em Z.
Sendo assim todos os valores colocados na tabela de ferramentas estarão com
valores negativos.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
13 – Programação de coordenadas angulares

Após a determinação do plano de trabalho da operação de usinagem podemos


executar um movimento angular ,informando a coordenada final de um dos
eixos e o respectivo ângulo da linha.
O ângulo 0graus é determinado na posição 3 horas do ponteiro do relógio.
Os valores de ângulo são positivos no sentido anti-horário e negativos no
sentido horário.

Formato: G1 X_ (Y_) A_ F_
A = Ângulo de movimentação

Ex.: G17 (Plano de trabalho XY)


G0 X0 Y0
G1 X50 A45 F300 (Movimenta à 45 graus)

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
14 – Interpolação circular

G02 = Interpolação circular no sentido horário (modal)


G03 = Interpolação circular no sentido anti-horário (modal)

Formato: G02 X_ Y_R_


X = Coordenada final do eixo X
Y = Coordenada final do eixo Y
R = Raio do arco

G03 = X_Y_I_J_
X = Coordenada final do eixo X
Y = Coordenada final do eixo Y
I = Distância incremental do ponto inicial até o centro do arco na
Direção X.
J = Distância incremental do ponto inicial até o centro do arco na
Direção Y.

Passos para programação de interpolação circular:


 Posicionar a ferramenta na origem do arco.
 Definir o sentido do arco (G2 ou G3).
 Definir o ponto final do arco.
 Definir o raio ( R ) ou os parâmetros de interpolação ( I,J ).

Obs.: Em caso de interpolação com o eixo Z,(K) será a distância do ponto


inicial até o centro do arco na direção Z.

Notas:

 A forma modal dos parâmetros de interpolação I,J e K são iguais a 0.


 Ocorrerá um alarme se não for especificado I,J e K ou R.
 Se for programado I,J ou K sem a especificação dos pontos finais do arco
,o comando irá assumir os mesmos valores do ponto inicial e será
executado um arco de 360 graus.
 Na programação com R não é possível executar uma circunferência
completa.
 Quando o R for positivo executará arcos < ou = 180.
 Quando o R for negativo executará arcos > 180.
Exemplos de programação com interpolação circular:

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
G2 (SENTIDO HORARIO)

Ex.: G01 X0 Y0 F500


G02 X100 Y0 R50
G01 X200 Y0
______________________________________________________________

Ex.: O1000 X-30 Y-30


T1 M6 G0 Z100
S1500 M3 M30
G0 G90 G54 X-30 Y-30
G43 Z2 H1
G1 Z-10 F500
G1 X0 Y0
X110
Y60
G3 X50 Y120 I-60
G2 X0 Y70 I-50
G1 X0 Y0

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
15 – Interpolação helicoidal

G02 = Interpolação helicoidal no sentido horário.


G03 = Interpolação helicoidal no sentido anti-horário.

Formato: G02 X_ Y_ Z_ F_ P_ R_ ou I_ J_
X = Coordenada final do eixo X
Y = Coordenada final do eixo Y
Z = Coordenada final do eixo Z
F = Avanço
P = Número de passos
R = Raio do arco
I = Centro do arco em X
J = Centro do arco em Y

EX.1:

G54 G90 G21 G17


M6 T1
S1500 M3
G0 X0 Y0
G43 Z0 H1
G1 X20 F1000
G02 Z-10 I-20 J0 F500
G0 Z100
M30

Ex.2:

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
G54 G90 G21 G17
M6 T1
S1000 M3
G0 X0 Y0
G43 Z0 H1
G1 X50 F500
G03 Z-20 I-50 P4 F300
G1 X0 Y0
G0 Z100
M30

No exemplo acima a interpolação helicoidal é feita na profundidade de 20mm


utilizando 4 passes para efetuar a operação.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
16 – Compensação do raio da ferramenta

Para fazer a compensação do raio da ferramenta para posterior correção nas


medidas da peça ,será necessário registrar na tabela de ferramentas o raio da
ferramenta a ser usada.

G40 = Cancela compensação do raio da ferramenta.


G41 = Compensação do raio de corte da ferramenta à esquerda da peça.
G42 = Compensação do raio de corte da ferramenta à direita da peça.
D_ = Número do corretor de raio da ferramenta.

Segue abaixo respectivos modos de compensação de raio de ferramentas com


os respectivos sentidos:

Formato

G0/G1 G40 X_ Y_ - descompensa raio.


G1 G41 X_ Y_ D_ - compensa raio à esquerda.
G1 G42 X_ Y_ D_ - compensa raio à direita.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplos:

G54 G90 G17 G80 G40


M6 T1 (Fresa de topo diâ. 20mm)
S1500 M3
G0 X-30 Y-30
G43 Z2 H1
G1 Z-5 F500
G1 G41 X0 Y0 D1
Y70
Y80 X10
X100
Y20
Y0 X80
X0
G1 G40 X-30 Y-30
G0 G53 Z0 H0
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
G54 G90 G40 G21 G17 G80
M6 T1 (Fresa diâ. 15mm)
S2000 M3
G0 X0 Y0
G43 Z5 H1
G1 Z-10 F300
G1 G41 X50 D1 F1000
G03 I-50
G0 G40 X0 Y0
G0 G53 Z0
M30

Exemplo de interpolação com suavização na entrada e na saída:

G54 G90 G40 G21 G17 G80


M6 T1 (Fresa diâ. 15mm)
S2000 M3
G0 X0 Y0
G43 Z5 H1
G1 Z-10 F300
G1 G91 G41 X25 Y-25 D1 F1000 ( Valor de X ,Y = Diâmetro  4)
G3 X25 Y25 R25 ( Valor de X ,Y e R = Diâmetro  4)
G3 X0 Y0 I-50 J0 ( Valor de I = Raio da circunferência)
G3 X-25 Y25 R25 ( Valor de X ,Y e R = Diâmetro  4)
G1 G40 X-25 Y-25 ( Valor de X ,Y = Diâmetro  4)
G90 X0 Y0
G0 G53 Z0
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
17 – Arredondamento de cantos e chanfros

Esta função possibilita arredondar e chanfrar cantos de peças de uma forma


muito simples.
Vale lembrar que os chanfros serão executados somente a 45 e os raios
somente a 90.

Formato para chanfro


G01 X_ ou Y_ ,C_
X = Coordenada final do eixo X
Y = Coordenada final do eixo Y
C = Valor do chanfro

Formato para raio


G01 X_ ou Y_ ,R_
X = Coordenada final do eixo X
Y = Coordenada final do eixo Y
R = Valor do raio

N1 G54 G90 G40 G21 G17 G80 N8 X75 ,C20


N2 M6 T1 (FRESA DE TOPO 20mm) N9 Y75 ,R20
N3 S1500 M3 N10 X-75 ,C20
N4 G0 X0 Y-90 N11 Y-75 ,R20
N5 G43 Z0 H1 N12 X0
N6 G1 Z-5 F300 N13 G0 G40 X0 Y-90
N7 G1 G41 Y-75 F500 N14 G0 G53 Z0 H0
N15 M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
18 – Chamada de sub-programa

Para facilitar a programação em algumas usinagens podemos utilizar a técnica


de sub-programas.

Formato : M98 P_ H_ L_
P = Número do sub-programa
H = Número da linha (se necessário)
L = Número de repetições do sub-programa

M99 P_
P = Número da linha de retorno (se necessário)

O100(Prog.principal) 200(Sub-programa)
G54 G90 G40 G21 G17 G80 N10 G91 G01 Z-2 F200
M6 T1 (Fresa diâ. 15mm) G90 G41 G1 X0 Y0 F500 D1
S2000 M3 Y100 ,C20
G0 X-10 Y-15 X200 ,R20
G43 Z2 H1 Y0 ,C20
G1 Z0 F1000 X0
M98 P200 H10 L5 G0 G40 X-10 Y-15
G0 G53 Z0 M99
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
No exemplo anterior o programa principal através da função M98 ,executou o
sub-programa O200 ,com 5 repetições à partir da linha N10.
O retorno ao programa principal é executado pelo comando M99.

Exemplo:

O100(Prog.principal)
G54 G90 G40 G21 G17 G80
M6 T1 (Fresa diâ. 15mm)
S2000 M3
G0 X-10 Y-15
G43 Z2 H1
G1 Z0 F1000
M98 H10 L5
G0 G53 Z0
M30
N10 G91 G01 Z-2 F200
G90 G41 G1 X0 Y0 F500
Y100 ,C20
X200 ,R20
Y0 ,C20
X0
G0 G40 X-10 Y-15
M99

No exemplo acima o programa principal através da função M98 ,executa uma


sub-rotina interna com 5 repetições à partir da linha N10.
O retorno da sub-rotina é executado pelo comando M99.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
19 – Ciclos fixos

Tipos de retorno do eixo Z para ciclos fixos

G98 = Retorno do eixo Z ao ponto inicial do ciclo.


G99 = Retorno do eixo Z ao ponto de aproximação R.

Exemplos de programas usando G98 e G99:

Obs.: Com relação aos exemplos anteriores ,ao usar ciclos de furação com a
função G98 ativa ,o recuo da ferramenta ao sair do furo será de 10mm.
Ao usar ciclos de furação com a função G99 ativa ,o recuo da ferramenta ao
sair do furo será de 5mm.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
20 – Cancelamento de ciclos fixos

G80 = Cancelamento de ciclos fixos

Este comando deve sempre ser programado após a execução de qualquer


ciclo fixo.Caso não seja usado ,o ciclo que está ativo não será cancelado ,desta
forma ao usar um outro ciclo na seqüência do programa a mesma não
executará e irá gerar um alarme pedindo o cancelamento do ciclo anterior.

Ex.:

G54 G80 G40 G17 G21


M6 T1(BROCA DE CENTRO)
S2500 M03
G0 X0 Y0
G43 Z5 H1
G81 Z-15 R5 F350
G80 (CANCELAMENTO DO CICLO G81)
G0 Z100
M6 T2 (BROCA 10mm)
S1800 M03
G0 X0 Y0
G43 Z5 H2
G83 Z-30 R5 Q10 F250
G80 (CANCELAMENTO DO CICLO G83)
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
21 – Ciclo de furação simples

G81 = Ciclo de furação simples

Formato: G81 X_ Y_ Z_ R_ F_
X = Coordenada do eixo X
Y = Coordenada do eixo Y
Z = Profundidade final do furo
R = Ponto de aproximação em Z
F = Avanço

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo para execução do ciclo G81

 Ponto zero em Z na face da peça

O100 (_ _ _ _)
G54 G90 G80 G40 G21 G17
M6 T1 (Broca 15mm metal duro)
S1800 M3
G0 X25 Y25
G43 Z5 H1 M8
G99
G81 X25 Y25 Z-12 R5 F350
X50
X75
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
22 – Ciclo de furação com faceamento

G82 = Ciclo de furação com faceamento

Formato: G82 X_ Y_ Z_ R_ P_ F_
X = Coordenada do eixo X
Y = Coordenada do eixo Y
Z = Profundidade final do furo
R = Ponto de aproximação em Z
P = Tempo de espera no fundo
F = Avanço

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo para execução do ciclo G82

 Ponto zero em Z na face da peça

O100 (_ _ _ _)
G54 G90 G80 G40 G21 G17
M6 T1 (Broca 15mm metal duro)
S1800 M3
G0 X25 Y25
G43 Z5 H1 M8
G99
G82 X25 Y25 Z-12 R5 F300 P1(tempo de espera de 1 segundo)
X50
X75
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
23 – Ciclo de furação com descarga (Pica-pau)

G83 = Ciclo de furação com descarga (Pica-pau)

Formato: G83 X_ Y_ Z_ R_ Q_ F_
X = Coordenada do eixo X
Y = Coordenada do eixo Y
Z = Profundidade final do furo
R = Ponto de aproximação em Z
P = Tempo de espera no fundo
F = Avanço
Q = Profundidade para cada penetração

Obs.: Para cada penetração a máquina respeitará o valor que estiver


designado na variável Q.
O retorno para descarga de cavacos será de acordo com a função G98 e G99.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo para execução do ciclo G83

 Ponto zero em Z na face da peça

O100 (_ _ _ _)
G54 G90 G80 G40 G21 G17
M6 T1 (Broca 15mm metal duro)
S1800 M3
G0 X30 Y30
G43 Z5 H1 M8
G99
G83 X30 Y30 Z-32 R5 F300 Q5 (Incremento de 5mm por passe)
X50 Y50
X70 Y70
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
24 – Ciclo de rosqueamento direito

G84 = Ciclo de rosqueamento direito

Formato: G84 X_ Y_ Z_ R_ P_ F_
X = Coordenada do eixo X
Y = Coordenada do eixo Y
Z = Profundidade final do furo
R = Ponto de aproximação em Z
P = Tempo de espera no fundo
F = Passo da rosca

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo para execução do ciclo G84

 Ponto zero em Z na face da peça

O100 (_ _ _ _)
G54 G90 G80 G40 G21 G17 S1000 M3
M6 T1 (Broca 15mm metal duro) G0 G90 X25 Y25
S1800 M3 G43 Z5 H2
G0 X25 Y25 G99
G43 Z5 H1 M8 G84 X25 Y25 Z-12 R5 F1 P1
G99 X50
G81 X25 Y25 Z-12 R5 F350 Y75
X50 G80
X75 G0 Z100
G80 M30
G91 G28 Z0
M6 T2 (Macho M16x1)

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
25 – Ciclo de rosqueamento esquerdo

G74 = Ciclo de rosqueamento esquerdo

Formato: G74 X_ Y_ Z_ R_ P_ F_
X = Coordenada do eixo X
Y = Coordenada do eixo Y
Z = Profundidade final do furo
R = Ponto de aproximação em Z
P = Tempo de espera no fundo
F = Passo da rosca

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo para execução do ciclo G74

 Ponto zero em Z na face da peça

O100 (_ _ _ _)
G54 G90 G80 G40 G21 G17 S1000 M4
M6 T1 (Broca 15mm metal duro) G0 G90 X25 Y25
S1800 M3 G43 Z5 H2
G0 X25 Y25 G99
G43 Z5 H1 M8 G74 X25 Y25 Z-12 R5 F1 P1
G99 X50
G81 X25 Y25 Z-12 R5 F350 Y75
X50 G80
X75 G0 Z100
G80 M30
G91 G28 Z0
M6 T2 (Macho M16x1)

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
26 – Ciclo de mandrilamento

G85 = Ciclo de mandrilamento

Formato: G85 X_ Y_ Z_ R_ F_
X = Coordenada do eixo X
Y = Coordenada do eixo Y
Z = Profundidade final do furo
R = Ponto de aproximação em Z
F = Avanço

Este ciclo funciona da seguinte forma:


A ferramenta desce em avanço programado até a profundidade total e sai em
avanço programado com a ferramenta girando.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo para execução do ciclo G85

 Ponto zero em Z na face da peça

O100 (_ _ _ _)
G54 G90 G80 G40 G21 G17
M6 T1 (Alargador 10mm)
S800 M3
G0 X30 Y30
G43 Z5 H1 M8
G99
G85 X30 Y30 Z-32 R5 F100
X50 Y50
X70 Y70
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
27 – Ciclo de mandrilamento

G86 = Ciclo de mandrilamento

Formato: G86 X_ Y_ Z_ R_ F_
X = Coordenada do eixo X
Y = Coordenada do eixo Y
Z = Profundidade final do furo
R = Ponto de aproximação em Z
F = Avanço

Este ciclo funciona da seguinte forma:


A ferramenta desce em avanço programado até a profundidade total ,para a
rotação e sai em avanço rápido.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo para execução do ciclo G86

 Ponto zero em Z na face da peça

O100 (_ _ _ _)
G54 G90 G80 G40 G21 G17
M6 T1 (Barra de mandrilar 10mm)
S1800 M3
G0 X30 Y30
G43 Z5 H1 M8
G99
G85 X30 Y30 Z-32 R5 F150
X50 Y50
X70 Y70
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
28 – Ciclo de mandrilamento com deslocamento de ferramenta

G87 = Ciclo de mandrilamento com deslocamento de ferramenta

Formato: G87 X_ Y_ Z_ R_ Q_ P_ F_
X = Coordenada do eixo X
Y = Coordenada do eixo Y
Z = Profundidade final do furo
R = Ponto de aproximação em Z
Q = Valor de deslocamento da ferramenta para sair do furo
P = Tempo de pausa no fundo do furo
F = Avanço

Este ciclo funciona da seguinte forma:


A ferramenta desce em avanço programado até a profundidade total ,para a
rotação do fuso no fundo do furo ,caso programado usa a temporização P
,desloca lateralmente para o lado oposto da ponta da ferramenta respeitando o
valor do parâmetro Q e sai em avanço rápido até a posição R.
Também pode ser utilizado para mandrilamento contrário.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo para execução do ciclo G87

 Ponto zero em Z na face da peça

O100 (_ _ _ _)
G54 G90 G80 G40 G21 G17
M6 T1 (Barra de mandrilar 30mm)
S1800 M3
G0 X30 Y30
G43 Z5 H1 M8
G99
G87 X30 Y30 Z-32 R5 Q1 P1 F150
X50 Y50
X70 Y70
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
29 – Ciclo de mandrilamento

G89 = Ciclo de mandrilamento

Formato: G89 X_ Y_ Z_ R_ F_
X = Coordenada do eixo X
Y = Coordenada do eixo Y
Z = Profundidade final do furo
R = Ponto de aproximação em Z
P = Tempo de pausa no fundo do furo
F = Avanço

Este ciclo funciona da seguinte forma:


A ferramenta desce em avanço programado até a profundidade total ,dá uma
pausa de acordo com o valor do parâmetro P e sai em avanço programado
com a ferramenta girando.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo para execução do ciclo G89

 Ponto zero em Z na face da peça

O100 (_ _ _ _)
G54 G90 G80 G40 G21 G17
M6 T1 (Alargador 10mm)
S800 M3
G0 X30 Y30
G43 Z5 H1 M8
G99
G89 X30 Y30 Z-32 R5 P1 F100
X50 Y50
X70 Y70
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
30 – Ciclo de posicionamento de furos em círculo

G34 = Ciclo de posicionamento de furos em círculo

Formato: G34 X_ Y_ I_ J_ K_
X = Coordenada do centro do círculo em X
Y = Coordenada do centro do círculo em Y
I = Raio do círculo de furos
J = Ângulo do primeiro furo
K = Número de furos

G54 G90 G80 G40 G21 G17


M6 T1
S1500 M3
G0 X0 Y0
G43 Z5 H1
G81 Z-10 R5 F150 L0 (L0 Não executa o ciclo no primeiro posicionamento)
G34 X0 Y0 I50 J45 K4
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
31 – Ciclo de posicionamento de furos em linha angular

G35 = Ciclo de posicionamento de furos em linha angular

Formato: G35 X_ Y_ I_ J_ K_
X = Coordenada do primeiro furo no eixo X
Y = Coordenada do primeiro furo no eixo Y
I = Distância linear entre furos
J = Ângulo da linha
K = Número de furos

G54 G90 G80 G40 G21 G17


M6 T1
S1500 M3
G0 X0 Y0
G43 Z5 H1
G82 Z-10 R5 P1 F250 L0
G35 X20 Y10 I20 J30 K4
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
32 – CICLO DE POSICIONAMENTO DE FUROS EM ARCO

G36 = Ciclo de posicionamento de furos em arco

Formato: G36 X_ Y_ I_ J_ P_ K_
X = Coordenada do círculo no eixo X
Y = Coordenada do círculo no eixo Y
I = Raio da furação
J = Ângulo do primeiro furo
P = Distância angular entre furos
K = Número de furos

G54 G90 G80 G40 G21 G17


M6 T1
S1500 M3
G0 X0 Y0
G43 Z5 H1
G83 Z-15 R5 Q5 P.5 F250 L0
G36 X0 Y0 I50 J30 P60 K2
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
33 – CICLO DE POSICIONAMENTO DE FUROS EM MALHA

G37.1 = Ciclo de posicionamento de furos em malha

Formato: G37.1 X_ Y_ I_ P_ J_ K_
X = Coordenada do primeiro furo no eixo X
Y = Coordenada do primeiro furo no eixo Y
I = Distância entre furos no eixo X
J = Distância entre furos no eixo Y
P = Número de furos no eixo X
K = Número de furos no eixo Y

G54 G90 G80 G40 G21 G17


M6 T1
S1000 M3
G0 X0 Y0
G43 Z5 H1
G81 Z-10 R5 F200 LO
G37.1 X20 Y20 I20 J20 P5 K4
G80
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
34 – CICLO PARA USINAGEM DE CÍRCULO

G12 = Ciclo de usinagem de círculo no sentido horário


G13 = Ciclo de usinagem de círculo no sentido anti-horário

Formato: G12 I_ D_ F_
I – Raio do círculo (sem sinal)
D = Número do corretor de ferramentas
F = Avanço

G13 I_ D_ F_
I – Raio do círculo (sem sinal)
D = Número do corretor de ferramentas
F = Avanço

Passos de execução do ciclo:


 Os eixos X,Y e Z devem estar posicionados no centro do círculo e na
altura desejada.
 A ferramenta entra interpolando no sentido programado G12 ou G13
 Executa usinagem circular do raio programado
 A ferramenta sai interpolando no sentido programado até atingir o ponto
inicial do ciclo.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
35 – Coordenadas polares

G15 = Cancelamento de comando de coordenadas polares


G16 = Ativa comando de coordenadas polares

Esta função possibilta programação de coordenadas polares através de


posicionamento angular.
A partir do momento que a função G16 for ativada ,tudo que for programado
como eixo X ,passa a ser valor de raio de circunferência e tudo que for
programado como eixo Y ,passa a ser valor de ângulo.
Segue abaixo exemplo de usinagem usando coordenadas polares:

O100 (_ _ _ _)
G54 G90 G80 G40 G21 G17
M6 T1 (Broca 10mm metal duro)
S1800 M3
G0 X0 Y0
G43 Z5 H1 M8
G16
G81 X50 Y0 Z-10 R5 F350
Y60------------------------------------------------ OU G91 Y60
Y120----------------------------------------------- Y60
Y180----------------------------------------------- Y60
Y240----------------------------------------------- Y60
Y300----------------------------------------------- Y60
G80 G15------------------------------------------ G80 G15 G90
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
36 – Função de escala

G51 = Ativa função de escala


G50 = Cancela função de escala

Formato: G51 X_ Y_ Z_ P_
X = Coordenada do centro da escala no eixo X
Y = Coordenada do centro da escala no eixo Y
Z = Coordenada do centro da escala no eixo Z
P = Fator de escala

Exemplos para fator P:

 P0.5 = Escala de 50%


 P1.0 = Escala de 100%
 P2.0 = Escala de 200%

Obs.: A função de escala normalmente é ativada nos eixos X e Y ,mas


também pode ser ativada em apenas um eixo.

Ex.:

G54 G90 G80 G40 G21 G17


M6 T1 (FRESA 10mm)
S1000 M3
G0 X0 Y0 M8
G43 H5 H1
G1 Z-3 F500
G51 X-100 Y-100 P0.5 ( Liga escala de redução para 50%)
G1 G41 X-50 Y-50 D1
Y-150
X-150
G2 Y-50 J50
G1 X-50
G0 G40 X0 Y0
G50 (Cancela função de escala)
G0 Z100
M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
37 – Função de espelhamento

G51.1 = Função de espelhamento


G50.1 = Desliga função de espelhamento

Formato: G51.1 X_ Y_ Z_
X = Liga espelhamento no eixo X
Y = Liga espelhamento no eixo Y
Z = Liga espelhamento no eixo Z
Ex.:

G54 G90 G80 G40 G21 G17 X20


M6 T1 (FRESA 10mm) Y50
S1000 M3 X40
G0 X0 Y0 M8 Y0
G43 Z5 H1 G40 X20 Y20
G1 Z-3 F500 G0 Z100
G51.1 X (Liga espelhamento em X) G50.1 X (Cancela G51.1)
G42 D1 Y0 M30
X120
Y100

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
38 – Função de rotação

G68 = Função de rotação

Formato: G68 X_ Y_ Z_ R_
X = Centro de rotação no eixo X
Y = Centro de rotação no eixo Y
Z = Centro de rotação no eixo Z
R = Ângulo de rotação
G68 X0 Y0 Z0 R0 = Cancela rotação

Esta função possibilita rotacionar uma peça através da programação do ângulo


desejado.
Ex.:

M6 T2 G3 Y150 R50
S1000 M3 G1 Y200
G68 X0 Y0 R45 (45) G1 X150
G0 G54 X-10 Y-10 G3 X50 R50
G43 Z5 H2 G1 X0
G1 Z-10 F500 Y150
G1 X0 Y0 G3 Y50 R50
X50 G1 Y0
G3 X150 R50 G0 Z100
G1 X200 G68 X0 Y0 R0
Y50 M30

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
39 – Modos de controle de posicionamento

G64 = Desabilita os controles (MODAL)

G61 = Modo de checagem de parada exata

Controla os eixos fazendo com que os eixos parem exatamente no ponto


desejado.

G09 = Checagem de parada exata (NÃO MODAL)

Igual ao G61 ,válido apenas para uma linha

G61.1 = Modo de controle de alta precisão (MODAL)

Controla a aceleração e desaceleração dos eixos para que o posicionamento


seja preciso e não haja parada nos eixos .Indicado em usinagens de
superfícies de passos muito fino.

G62 = Modo de controle de cantos (MODAL)

Controla a precisão do ângulo entre duas linhas ou arcos e melhora os cantos


vivos.

G63 = Modo de rosqueamento (MODAL)

Cria ambiente para se executar rosqueamento ,desativa os controles de cantos


e os comandos de bloco a bloco e feed hold.

G05 = Modo de controle de usinagem em alta velocidade (MODAL)

Formato: G05 P1 = Ativa modo de controle de usinagem


G05 P2 = Desativa modo de controle de usinagem

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Prinçipios básicos de Parametrização – Linguagem estruturada

As variáveis são definidas pelo símbolo ( # ).


Podemos atribuir valores ou fórmulas as variáveis.
Ex.:

#1 = 10
#2 = #1 + 5 Portanto #2 = 15

Podemos atribuir valores de coordenadas às variáveis.


Ex.:

#1 = 10
G1 X#1 F200 Portanto G1 X10 F200

As variáveis podem ser utilizadas junto a funções aritiméticas.


Ex.:

#1 = 10
#2 = 15
#3 = #1+ #2
#4 = 800
S#4 M3 (Liga rotação horária em 800 RPM )
G1 X#3 F300 Portanto G1 X25 F300

Tipos de funções aritiméticas

#1 = #2 (Substituição)
#1 = 100
Portanto: #2 = 100

#1 = #2 + #3 (Adição)
#2 = 100
#3 = 50
Portanto: #1 = 150
#1 = #2 - #3 (Subtração)
#2 = 100

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
#3 = 40
Portanto: #1 = 60
#1 = #2 / #5 (Divisão)
#2 = 10
#5 = 2
Portanto: #1 = 5

#1 = #3 * #5 (Multiplicação)
#3 = 2
#5 = 6
Portanto: #1 = 12

#1 = SIN [60] (Função Seno)


Portanto: #1 = 0.860

#1 = COS [45] (Função Coseno)


Portanto: #1 = 0.707

#1 = TAN [60] (Função Tangente)


Portanto: #1 = 1.732

#1 = ATAN [1.73205] (Função Arco tangente)


Portanto: #1 = 60

#1 = ACOS [0.707] (Função Arco coseno)


Portanto: #1 = 45.009

#1 = SQRT [4] (Função Raiz quadrada)


Portanto: #1 = 2

#1 = FIX [14/3] (Descarta fração decimal menor que 1)


Portanto: #1 = 4

#1 = FUP [14/3] (Adiciona fração decimal menor que 1)


Portanto: #1 = 5

#1 = LN [5] (Função de logarítimo natural)


Portanto: #1 = 1,609

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
#1 = EXP [2] (Função de expoente na base e [=2,718])
Portanto: #1 = 7,389

Para melhor aproveitamento das variáveis de programação podemos utilizar as


funções condicionais.

IF = Se
GOTO = Vá para
DO = Faça
WHILE = Enquanto
EQ = Igual
NE = Diferente
GT = Maior que
LT = Menor que
GE = Maior ou igual
LE = Menor ou igual

Estrutura IF GOTO

Estrutura DO WHILE

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo utilizando estrutura IF , GOTO

G54 G17 G90 G80 G21 G40


M6 T1
S1000 M3
G0X0 Y0
G43 Z5 H1
G1 Z0 F500
#1 = 5
N10 IF [#1 GT 50] GOTO 20
G1 Z-[#1]
G1 X100 F1000
Y50
X0
Y0
#1 = #1 + 5
GOTO 10
N20 G0 Z100
M30

No exemplo acima o perfil será contornado de acordo com as dimensões ,com


um aprofundamento de 5mm por passada até atingir a profundidade desejada
na condição de superioridade de 50mm.Quando esta profundidade é atingida
pela execução contínua desta parte do programa é realizado um salto para a
linha de número 20 e o programa é finalizado.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Exemplo utilizando estrutura DO , WHILE

G54 G17 G90 G80 G21 G40


M6 T1
S1000 M3
G0X0 Y0
G43 Z5 H1
#1 = 10 (Passo do raio)
G1 Z-10 F100
WHILE [#1 LE 50] DO 3
G1 X- #1
G3 I#1 F200
#1 = #1 + 10
END 3
G0 Z100
M30

No exemplo acima o ciclo de abertura G3 é incrementado em seu raio 10mm


lateralmente por passada. Quando a #1 atinge 50mm o programa salta para a
linha G0 Z100 e o programa é finalizado.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Utilização de variáveis para família de peças

G54 G17 G90 G80 G21 G40


M6 T1
S1000 M3
G0X0 Y0
G43 Z5 H1
#1 = 30 (Comprimento do oblongo)
#3 = 10 (Largura do oblongo)
#2 = #1 / 2
#4 = #3 / 2
G0 Y#4
G1 Z-5 F100
X#2
G2 Y- [#4] J- [#4]
G1 X- [#2]
G2 Y#4 J#4
G1 X0
G0 Z100
M30

No exemplo acima o programa é idealizado para uma família de peças no


formato de oblongo onde as variáveis são programadas de acordo com o
desenho.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Paramétrico para interpolar com suavização
G54 G90 G40 G21 G17
#1 = 1 (NÚMERO DA FERRAMENTA)
#2 = 40 (RAIO DO CÍRCULO)
#3 = 100 (AVANÇO DE CORTE NA ENTRADA)
#4 = 3000 (RPM)
#5 = 5 (PROFUNDIDADE)
#6 = 1000 (AVANÇO DE CORTE )
#7 = #2/2

T#1 M6
S#4 M3
G0 X0 Y0
G43 Z5 H#1
G1 Z-#5 F#3
G1 G91 G41 X#7 Y-#7 D#1 F#6
G3 X#7 Y#7 R#7
G3 X0 Y0 I-#2 J0
G3 X-#7 Y#7 R#7
G1 G40 X-#7 Y-#7
G90 X0 Y0
G91 G28 Z0
M30

Nesta condição a ferramenta entra suavizando ,interpola diâmetro e sai


suavizando.Basta preencher os parâmetros iniciais.

Revisado por Sérgio Marcelino


Rua Iracema Lucas, 450 – Distrito Industrial - Vinhedo – SP – CEP 13280-000
Telefone (019) 3826 7373 – www.bener.com.br – e-mail: atendimentoaocliente@bener.com.br
Revisão: 03
Edição: 04/12
Operação

Mitsubishi

M70

1
1 – Tela principal de operação do commando.

2 – Tecla de atalho para acessar tela de pressetes de ferramentas e ponto zero peça.

3 – Tecla de atalho para acessar edição de programas , simulação e transferências de programas.

4 – Tecla de atalho para acessar parâmetros.

5 – Tecla de atalho para acessar manutenção da máquina.

6 – Tecla de atalho para acessar tabela de Lader (apenas manutenção).

7 – Tecla de atalho para acessar tabela com todas as pastas de operação da máquina.

8 – Tecla para abortar operação e cancelar alarmes.

9 – Paginar programas e funções de telas para cima e para baixo.

10 – Movimentar funções de telas e programas para todos os lados.

11 – Inserir dados de programas e informações gerais durante a operação.

12 – Ativar segunda função de cada tecla ao digitar programas.


13 – Cancela caracteres digitados.

14 – Deleta e insere caracteres digitados.

15 – Mudança de opções na barra do rodapé inferior do monitor.

PAINEL DE OPERAÇÃO

Nas máquinas VEKER existem 3 tipos de painéis de operações diferentes ,a seguir mostraremos
Todos os modelos:

MÁQUINAS CVK650L / CVK1066L

2
3
4
5
6
7
MÁQUINAS LITZ

8
9
10
11
12
1 / 2 / 3 – INDICA QUE OS EIXOS ESTÃO NA MARCA DE REFERÊNCIA

4 – INDICA QUE O SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO DO SPINDLE ESTÁ EM ALARME

5 – INDICA QUE O SPINDLE ESTÁ COM ALARME

6 – INDICA QUE O NÍVEL DE ÓLEO REFRIGERANTE ESTÁ BAIXO

7 – INDICA QUE O NÍVEL DO ÓLEO DE LUBRIFICAÇÃO ESTÁ BAIXO

8 – INDICA QUE A MÁQUINA ESTÁ COM ALARME DE EMERGÊNCIA.

MÁQUINAS DA LINHA CVK

13
14
15
16
DESCRIÇÃO DAS OPÇÕES DO COMANDO LOCALIZADAS NO MONITOR

OPÇÃO MONITOR

17
18
19
20
21
OPÇÃO SET-UP

22
23
OPÇÃO EDIT

24
A SEGUIR MOSTRAREMOS OPERAÇÕES BÁSICAS DO COMANDO PASSO A PASSO

۩ CRIAR OU ABRIR PROGRAMAS NA MEMÓRIA DA MÁQUINA

-Pressionar opção EDIT.

-Pressionar opção Abrir ou Abrir Novo.

-Digitar nome ou número do programa.

-Pressionar Input localizado no teclado de operação.

- Digitar programa.

25
26
۩ COPIAR ,COLAR E APAGAR LINHAS OU BLOCOS DE TEXTO

Copiar ,colar ou apagar linhas ou blocos de programas seguem o mesmo procedimento:

-Pressionar a opção Cop linha

-Digitar o número de início da linha e número final da linha do bloco que deseja selecionar.
Ex.: deverá ser digitado da seguinte maneira – 1 / 13.

-Pressionar Input

-Em seguida selecione o local que deseja anexar o bloco selecionado .Pode ser em outro arquivo

-Pressionar Col linha

-Para apagar um bloco pressionar Limp linha

-Digitar o número de início da linha e número final da linha do bloco que deseja selecionar.
Ex.: deverá ser digitado da seguinte maneira – 1 / 13.

-Pressionar Input
27
۩ CARREGAR PROGRAMA PARA EXECUÇÃO

NA OPÇÃO MONITOR SEGUIR A SEQUÊNCIA:

28
- Selecionar local onde está memorizado o programa “Memória ou Placa Memória” .

- Selecionar o programa desejado utilizando as setas do teclado de operação (vide pág.1) ou


digitar o número ou nome do programa.

- Pressionar a tecla Input (vide pág.1).

- Para iniciar o programa a máquina deverá estar em modo Automático e em seguida pressionar
CYCLE START

29
۩ FORMAS DE SIMULAÇÃO UTILIZANDO O GRÁFICO

NA OPÇÃO MONITOR SEGUIR A SEQUÊNCIA

Este modo gráfico trabalha com a máquina em funcionamento.

30
- Ao pressionar ligar traçado pressionar CYCLE START para iniciar o programa

31
Este modo gráfico trabalha com a máquina parada

Para este sistema de gráfico funcionar é necessário que o modo anterior esteja desligado caso
contrário a opção Verif estará bloqueada.

32
33
۩ - ATIVAR FUNÇÃO MST

- Com esta função é possível executar algumas operações em qualquer modo de trabalho da
máquina.

Para utilizar a função basta pressionar MST ou digitar a letra da função desejada, ao pressionar a
letra a tabela MSTB abre automaticamente ,sendo assim, digitar apenas o número e pressionar
INPUT para a função ser executada.

34
۩ AJUSTAR COMPRIMENTO DE FERRAMENTAS

NA OPÇÃO SET-UP SEGUIR A SEGUINTE SEQUÊNCIA:

35
- Carregar a ferramenta desejada utilizando a função MST

-Movimentar a ferramenta no sentido do eixo Z até a posição que deseja efetuar a medição

- Selecionar o número da ferramenta na tabela e pressionar Escr Desloc

-Caso a ferramenta esteja em outro ponto da peça ou em um calço padrão digite o valor da
diferença do ponto zero real pressionando a opção Alt.Superf e digite o valor no campo solicitado

-Fazer o mesmo procedimento com todas as ferramentas que serão usadas.

Nota.: O Valor que entrará automaticamente na tabela de ferramentas sempre será a distância do
Zero máquina em Z até a face selecionada.

36
۩ - AJUSTAR PONTO ZERO-PEÇA

NA OPÇÃO SET-UP SEGUIR A SEGUINTE SEQUÊNCIA DE ACORDO COM TIPO DE MEDIÇÃO:

37
EXECUTAR MEDIÇÃO DE FACE:

Este modo de medição funciona quando o diâmetro da ferramenta ou dispositivo de medição é


conhecido.

- Selecionar o ponto zero a usar na medição pressionando Coord G54-G59 ou Coord G54.1P_ .
- Posicionar a ferramenta na peça em X.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Posicionar a ferramenta na peça em Y.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Para gravar o ponto zero na tabela pressionar Escrit coord.

Após executar a medição deve ser descontado na tabela de ponto zero o raio da ferramenta que
foi usado pois este sistema de medição não desconta o raio da ferramenta.

Obs.: Antes de pressionar Salt Pos Aceita é proibido movimentar os eixos porque o registro
entrará sempre no último eixo movimentado.
38
EXECUTAR MEDIÇÃO DE CENTRO DE PEÇA POR CIRCUNFERÊNCIA INTERNA OU EXTERNA:

- Selecionar o ponto zero a usar na medição pressionando Coord G54-G59 ou Coord G54.1P_ .
- Posicionar a ferramenta na peça em um primeiro ponto aleatório na circunferência.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Posicionar a ferramenta na peça em um segundo ponto aleatório na circunferência.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Posicionar a ferramenta na peça em um terceiro ponto aleatório na circunferência.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Para gravar o ponto zero na tabela pressionar Escrit coord.

Obs.: Antes de pressionar Salt Pos Aceita é proibido movimentar os eixos porque o registro
entrará sempre no último eixo movimentado.

39
EXECUTAR MEDIÇÃO DE CENTRO DE PEÇA POR LARGURA DE PEÇA:

- Selecionar o ponto zero a usar na medição pressionando Coord G54-G59 ou Coord G54.1P_ .
- Posicionar a ferramenta na peça em um primeiro ponto em X.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Posicionar a ferramenta na peça em um segundo ponto em X.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Posicionar a ferramenta na peça em um primeiro ponto em Y.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Posicionar a ferramenta na peça em um segundo ponto em Y.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Para gravar o ponto zero na tabela pressionar Escrit coord.

Obs.: Antes de pressionar Salt Pos Aceita é proibido movimentar os eixos porque o registro
entrará sempre no último eixo movimentado.

40
EXECUTAR MEDIÇÃO DE CENTRO DE PEÇA COM ROTAÇÃO DE PEÇA:

- Selecionar o ponto zero a usar na medição pressionando Coord G54-G59 ou Coord G54.1P_ .
- Posicionar a ferramenta na peça no ponto A de acordo com a ilustração acima.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Posicionar a ferramenta na peça no ponto B de acordo com a ilustração acima.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Posicionar a ferramenta na peça no ponto C de acordo com a ilustração acima.
- Pressionar Salt Pos Aceita.
- Para gravar o ponto zero na tabela pressionar Escrit coord.

A máquina irá fazer o ponto zero no canto da peça e ao mesmo tempo informar o grau da peça.
O grau encontrado deverá ser inserido no programa com a função G68 R...
Caso o ponto zero seja no centro da peça selecionar a segunda página do rodapé e na opção
Desloc centro digitar o valor da metade da peça em X e Y. Em seguida pressionar Escrit coord.
Sempre que for refazer o ponto zero zerar o centro e o ângulo usando as funções Centro rot e
Girar ângulo.

41
۩ EXECUTAR PROGRAMA A PARTIR DE UMA LINHA SELECIONADA “REESTABELECER”:

O restabelecimento no meio do programa só é possível quando o programa conter números de


linhas, Ex.: N1234.

- Pressionar Restab.
- Pressionar Tipo2.
- Pressionar Busca sup.
- Selecionar o programa que está sendo usado e pressionar Input.
- Digitar / e o número da linha que deseja iniciar e pressionar Input, Ex.: /1234
Antes de iniciar é necessário ligar o Spindle, segue abaixo duas maneiras diferentes:

1 – Após o comando finalizar a busca selecionar HIST MSTB e pressionar Input até que o Spindle
seja acionado com a rotação que está memorizada.

2 – Após o comando finalizar a busca usar a função MST .

O restabelecimento do programa também pode ser feito pelo Tipo1 desde que o Tipo2 tenha sido
executado anteriormente.
O tipo1 é mais simples, selecionar Tipo1 e digitar / e o número da linha, Ex.: /1234.
42
۩ RESTABELECER PROGRAMA APÓS PRESSIONAR RESET OU QUEDA DE ENERGIA

Após o cancelamento do programa pela tecla Reset ou queda de energia o mesmo pode ser
restabelecido na última linha que foi executada.

Como segurança a máquina faz o restabelecimento uma linha antes da que foi cancelada.

Para fazer o restabelecimento seguir a seqüência abaixo:

Para usar o recurso a máquina deverá estar quando necessário referenciada e obrigatóriamente
Em modo Automático.

43
Pressionar Busc exec

44
Quando a linha for encontrada aparecerá a mensagem:

Reinício da busca foi completada.

45
Antes de iniciar a usinagem devemos ligar a rotação da ferramenta usando o histórico de
Funções pressionando a tecla Hist MSTB.

Após pressionar a tecla pressionar Input até que o spindle seja ligado.

46
Para iniciar o programa pressionar a tecla Monitor localizada no topo do teclado e pressionar

Cicle Start.

47
۩ COPIAR PROGRAMA DA MÁQUINA PARA CARTÃO DE MEMÓRIA:

Na opção Edit pressionar a tecla I/O.

48
Utilizando as setas direcionais do teclado direita e esquerda selecionar dispositivo A ou B para
Que seja memorizado em cada dispositivo o arquivo que será copiado.

Após selecionado o dispositivo pressionar a tecla Ajuste arq .

Ao abrir a página como segue abaixo seguir o procedimento igual ao do exemplo descrito.

49
Exemplo:

-No dispositivo A através da tecla Ajuste arq pressionar a tecla Memória e em seguida selecionar o
arquivo que deseja copiar.
-No dispositivo B pressionar a tecla Placa memória e em seguida digitar o número ou nome do
arquivo que deseja gravar no cartão.
-Em seguida pressionar Transf A->B e a letra Y .
O arquivo será transmitido para o cartão de memória.

-O mesmo procedimento pode ser usado para copiar o arquivo do cartão de memória para a
máquina.

-As opções Compar A:B - Apagar - Renom A->B - Fusão B->A seguem o mesmo princípio de
operação da cópia de arquivos. Antes de executar qualquer operação dessas deve selecionar o
dispositivo, selecionar o arquivo e por último a operação desejada.

50