Você está na página 1de 7

Introdução

• Amplificação linear

Introdução à Eletrônica • Inversor

TE214 Fundamentos da Eletrônica


Engenharia Elétrica

Amplificadores Amplificadores

• Amplificação de sinal: função fundamental de • Amplificador linear


processamento de sinais. vo(t) = Avi(t)

• Por que? Transdutores fornecem sinais “fracos”, onde vi e vo são os sinais de entrada (input) e
da ordem de V ou mV. saída (output) e A é a constante que representa
o ganho do amplificador.
• Linearidade na amplificação: sem modificar a
informação contida no sinal distorção • Amplificador de tensão: aumentar a amplitude do
sinal pré-amplificador de áudio
Amplificadores Símbolo de Circuito Amplificador

• Amplificador de potência: “baixo” ganho de • É um quadripolo


tensão, mas um substancial ganho de corrente.

amplificador de áudio

potência para acionar o alto-falante (carga)


(transdutor de saída)
terminal comum / ponto de referência / terra

Ganho de Tensão Ganho de Tensão

• Admite um sinal de entrada vI(t) e fornece, na • Característica de transferência


saída, sobre a resistência de carga RL, um sinal de um amplificador linear
de saída vO(t).

• vO(t) é uma réplica


aumentada de vI(t)

vO
Ganho de tensão ( Av ) 
vI
Característica de transferência de um amplificador de tensão linear
com ganho de tensão Av.
Ganho de Potência e de Corrente Fonte de Alimentação do Amplificador

• Um amplificador aumenta a potência do sinal! • A potência entregue à carga é maior que a


Potência na carga ( PL ) potência obtida da fonte de sinal!
Ganho de potência ( Ap )  De onde vêm essa potência adicional?
Potência na entrada ( PI )
vOiO
 • Amplificadores necessitam de fontes de
v I iI
alimentação para sua operação...
i
Ganho de corrente ( Ai )  O
iI Pcc  V1I1  V2 I 2 Pcc  PI  PL  Pdissipada

Ap  Av Ai PL
Eficiência ( )   100
Pcc

Fonte de Alimentação do Amplificador Fonte de Alimentação do Amplificador

• Exemplo:
V1 = V2 = 10V
vI = senoidal com 1V de pico
vO= senoidal com 9V de pico
RL = 1k
I1 = I2 = 9,5mA
iI = senoidal com 0,1mA de pico

• Ganho de tensão? Ganho de corrente? Ganho de potência?


Potência drenada da fonte cc? Potência dissipada no amplificador?
Amplificador que necessita de duas fontes CC (ou DC) para operar Eficiência?
Saturação do Amplificador Saturação do Amplificador

Característica de transferência do amplificador

L L
Permanece linear apenas em uma faixa de  vI  
tensões de entrada (vI) e saída (vO) Av Av

Normalmente 1V acima/abaixo de V+ e V-

Características de Transferência Não-Linear Polarização

• Na prática, amplificadores podem exibir não- • Polarização: técnica simples


para obter amplificação linear
linearidades de um amplificador com curva
característica não-linear

• Depende da sofisticação do circuito e da • Polarizar = definir ponto de


qualidade do projeto operação

• Ponto Q = ponto quiescente ou


• Amplificadores podem operar com fonte de ponto de polarização ou ponto
de operação
alimentação simples
vI (t )  VI  vi (t )
Polarização Convenção da Notação

• Tensão de saída? • iA(t), vC(t): grandeza


instantânea total
vo (t )  Vo  vo (t ) • IA, VC: grandezas de
corrente contínua (cc)
ou
• VDD, IDD: tensões/correntes
vo (t )  Av vi (t ) das fontes de alimentação
cc
onde Av é a inclinação da curva • ia(t), vc(t): grandezas de
de transferência sinais incrementais
dvO • Ia,Vc: amplitude do sinal
Av  senoidal
dvI em Q

Inversor Lógico Digital Característica de Transferência de Tensão

• É o principal elemento básico no projeto de • É utilizada para quantificar a operação do


circuitos digitais inversor

• Função: Inverter o valor • VOH não depende do


valor exato de vI
lógico do sinal de
entrada • Mas se vI exceder
VIL...
Inversor lógico alimentado por uma fonte cc de tensão VDD

• Da mesma forma, VOL Característica de transferência de tensão de um inversor. A CTT é


aproximada por três segmentos de reta. Note os quatro parâmetros da
não depende... CTT (VOH, VOL, VIL, e VIH) e seus usos na determinação das margens de
ruído (NMH e NML).
Margem de Ruído CTT Ideal

• VOL: nível baixo de saída • Qual seria a CTT ideal de um inversor?


• VOH: nível alto de saída – Maximiza as margens de ruído
• VIL: Valor máximo de entrada
– As distribui igualmente entre as regiões de entrada de
ainda interpretado pelo inversor
como valor lógico 0 nível baixo e nível alto
• VIH: valor mínimo de entrada
ainda interpretado pelo inversor • Além disso, para uma alimentação VDD, o nível
como valor lógico 1
alto VOH de ser o máximo valor de VDD.
• MRL: margem de ruído para
nível baixo = VIL-VOL
• MRH: margem de ruído para • E o nível baixo VOL de ser o mínimo possível,
nível alto = VOH-VIH
próximo de zero.

CTT Ideal Implementação do Inversor

• As tensões de limiar VIL e VIH • Inversores são implementados usando


devem ser equalizadas e transistores operando como chaves controlada
ajustada em VDD/2. por tensão.

• Logo, a região de
• A chave é controlada pela
transição fica reduzida
a zero. tensão de entrada do inversor vI.

• As margens ficam então


NMH = NML = VDD/2
Curva característica de tensão de um inversor ideal
Implementação do Inversor Implementação do Inversor

• Quando vI for baixa, a chave • Entretanto, chaves transistorizadas não são


estará aberta e vO=VDD perfeitas!

• Resistência de desligamento elevada


• Quando vI for alta, a chave
fechará e pressupondo-se • Resistência de fechamento Ron finita e diferente
uma chave ideal, vO= 0 de zero

• Para transistores bipolares: tensão residual Voffset