Você está na página 1de 76

Jorge Vélez Restrepo

Uma Jóia Iniciática

Por: Jorge Vélez Restrepo

1
Jorge Vélez Restrepo

2
Jorge Vélez Restrepo

Jorge Vélez Restrepo


Antigo discípulo do Avatar
Desta Nova Era de Aquário,
Mestre Samael Aun Weor, e
Do grande Mestre Rabolú,
Juíz do Karma Cósmico
Encarnado

Outras obras do autor:

• Os Traidores do Cristo Triunfante Samael Aun Weor


• Dos Rituais Sagrados Gnósticos e a Falsa Igreja
• O Pecado Original
• O Pai Nosso
• Gnósticos e Agnósticos
• O Experimento Solar e a Colheita Perdida
• Do Conhecido ao Desconhecido
• O Escândalo Da Vinci e o Código

Primeira Edição
Medelim – Colômbia
Maio 2014

Tradução: Pedro Soares


Brasil – Abril 2015

Notas do Tradutor:
• O livro original é uma transcrição de palestras em DVD’s contendo parágrafos
muito extensos. Foram feitos alguns arranjos nos parágrafos para torná-los de
leitura mais fácil para um e-book, sem comprometer a mensagem original.
• A obra original tem três partes totalizando dezoito cátedras e foi editada em um
livro. Aqui editamos um e-book para cada parte.
• A conclusão foi inserida nas três partes, para que mesmo que o estudante leia
apenas uma parte, tenha acesso a ela.

3
Jorge Vélez Restrepo

Grande Mestre Samael Aun Weor


Avatar desta Nova Era de Aquário
Fundador Presidente do Movimento Gnóstico
Cristão Universal e Cristo Vermelho de Aquário

4
Jorge Vélez Restrepo

Grande Mestre Rabolú


Juiz do Karma Cósmico Reencarnado
Nesta Era para estabelecer a Ordem e a Lei
Na Doutrina Gnóstica Cristã Universal do Avatar

5
Jorge Vélez Restrepo

Índice

Parte I Página

Tema 1
Preâmbulo do Conhecimento Objetivo..................... 9

Tema 2
Nós os Humanóides.................................................... 21

Tema 3
Planejamento Objetivo.............................................. 28

Tema 4
O Corpo Humano...................................................... 40

Tema 5
Em Busca do Homem Real....................................... 46

Tema 6
Os Mercúrios............................................................. 53

Tema 7
Continuação Sobre Alquimia – A purificação....... 60

Tema 8
Santidade ou Morte do Ego..................................... 65

Tema 9
Sem o Fogo é Impossível a Iniciação....................... 72

Conclusão................................................................... 76

6
Jorge Vélez Restrepo

Nota: Essa obra é uma da Coleção Original de 100(cem) exemplares


editados pelo autor em comemoração a passagem dos seus 91 anos de idade
(1924 – 2014)

Jorge Vélez Restrepo

7
Jorge Vélez Restrepo

Introdução

O Grande Mestre Rabolú é o Super-Homem que Reencarnou como


testemunha frente à Doutrina Gnóstica Cristã Universal do Patriarca Avatar
desta Nova Era de Aquário Grande Mestre Samael Aun Weor.

Você, digníssimo irmão gnóstico, tem em suas mãos nesta pequena


Obra, os passos já digeridos da Doutrina, se anele entrar no Caminho Real
sem mais teorias, para alcançar a sua liberação, na condição de uma
conduta reta, na continuidade dos postulados de “Morte, Nascimento
Alquímico e Sacrifício pela Humanidade”.

O Autor

8
Jorge Vélez Restrepo

Tema 1
Preâmbulo do Conhecimento Objetivo

Boa tarde estimados amigos e companheiros de estudos do


Conhecimento Superior, os que se propõem a ir em busca muito urgente da
possibilidade de cristalizar em nós esses valores que se chama Alma.

Porque no momento, só temos aqui como sustento de nossa vida a


Essência, Budhata, e por conseguinte o cristalizar da Alma.

Essas faculdades, essas leis, esses dons, esses poderes que constituem a
Alma é de onde se ergue o homem autêntico, o Homem Psicológico.

Temos algumas páginas, alguns sites na web e o projeto de abertura de


um outro programa chamado gnosisyelhonbresicologico.com

Com sua permissão, vamos fazer uma introdução, um preâmbulo, a fim


de compreender um pouco melhor o terreno que pisamos neste fim de
humanidade.

É urgente conhecermos essa esplendorosa Doutrina chamada Gnose,


porque Gnose é Conhecimento. Gnose não é algo que pertece a fulano ou
sicrano e também não pertence a nenhum Avatar, nem a nenhum guia da
humanidade.

Gnose é o Conhecimento Transcendental da Consciência Superlativa do


Ser. Quando alguém a estuda, incorpora então o Homem e o Filho do
Homem, e então falam desse Conhecimento, porque o encarnam.

Vejamos como são as coisas, Gnose é Conhecimento, não é um grupo,


uma tendência, não é uma Religião, e não é uma Associação de pessoas. É
um Conhecimento possível de ser encarnado e os que o encarnam o
expressam. Ah! Então é isso que se propõe.

Agora, a Gnose, é o último Conhecimento que chega à Humanidade,


como uma Tábua de Salvação, para que se escape e supere os
acontecimentos que encerram essa humanidade.

9
Jorge Vélez Restrepo

Nossa humanidade é a Quinta Grande Raça Raiz Ariana, que surgiu


após o afundamento de Atlântida, lá pelas terras da India, pela Cachemira.
Por ali chegou Manú Vaisvavata, o chamado Noé bíblico, com um povo e
outros que conheceram os acontecimentos pelos quais pereceria a Quarta
Grande Raça Raiz, os Atlantes.

Sairam desse cenário e já eram grandes iniciados, Grandes Mestres do


conhecimento, digamos, os Astecas, os Toltecas, os Incas, os Maias,
também no Egito e estavam também na India. O povo que se semeou pelo
mundo foi tirado do grupo de Manú Vaisvavata, conhecido como o advento
da Arca de Noé.

Arca não é um barco. Arca vem de Arcano, e Arcano é um segredo, algo


oculto, algo que as pessoas não entendiam e se alegorizou como a Arca de
Noé. Porque na realidade e em verdade é o Arcano AZF.

É dizer, o segredo que estava velado da humanidade até agora quando


surge a última cultura que se entrega, que é a cultura da possibilidade de
encarnar o Estado Gnóstico. Não a pessoa, e sim o estado gnóstico.

Esse estado gnóstico foi trazido a nós pelo Avatar desta Era, o
Mensageiro desta Era, o Profeta desta Era, o Filho do Homa desta Era
chamado o Super-Homem Samael Aun Weor.

Ele viveu esse conhecimento, encarnou em si e o entregou a toda a


humanidade como Tábua de Salvação frente aos processos finais de nosso
Apocalipse do homem, do mundo e do Planeta Terra.

Bom, esses são temas muito especiais, que temos que abordá-los com
muita paciência e com muita serenidade, para podermos saber o momento
em que nos encontramos.

Resulta agora, que esse Grande Avatar realizou em si esse


conhecimento, escreveu e o entrega. E com ele também está o
Venerabilíssimo Grande Mestre Rabolú, um Juiz do Tribunal da Justiça
Objetiva, o que julga a humanidade inteira, creia ou não, queira ou não, na
ordem e no concerto do desenvolvimento da vida, da manifestação e da
morte.

Bom, esses são temas para poucas pessoas. Porém, nos propomos a
chegar às pessoas que não têm essas informações, ou que as têm de uma

10
Jorge Vélez Restrepo

maneira incompleta, porque o Conhecimento, a Cultura, a Teoria do


Conhecimento está em todas as Obras Sagradas.

Em algumas está na forma de parábolas, em forma de mistérios, como


na Bíblia, no Alcorão, Zen Avesta, Sibilinos, Mahabharata, etc. Porém,
como já é o final, o julgamento de humanidade, tem que se dar uma
oportunidade para que alguém possa superar os acontecimentos, que é a
Misericórdia.

A Lei tem dois pratos, um é a lei em si e o outro a Misericórdia. Então,


como sempre tem acontecido, há a intervenção da Misericórdia Divina e
envia um mensageiro, envia um Conhecimento, como possibilidade para
que alguém escape, para poder ser resgatado para a chamada Ilha do Êxodo
e formar a a Grande Raça Raiz seguinte.

A seguinte Grande Raça Raiz, os Koradi, é a Sexta Grande Raça Raiz.


Após muitos séculos de convulsão e morte de todo o planeta, com tudo o
que nele existe, a terra se renova e novos continentes surgirão.

Nesses novos continentes habitarão os que resultarem propícios e


qualificados dentre os do Êxodo, para formar a Sexta Grande Raça Raiz da
humanidade chamada Koradi.

Bem, estes temas da Antropologia e do Conhecimento são formosos e


espetaculares. Eu os convido para que possamos abordá-los em uma outra
oportunidade, porém agora, quero fazer uma ressalva.

Eu sou apenas um Mensageiro desta Doutrina. Eu não tenho Doutrina


própia, nem lanço a minha Doutrina, pois não a tenho. Eu não constituí a
Doutrina de tal estado de conhecimento, sou apenas um estudante, que já
trilhei por outras Religiões e Culturas, como Budismo, Hinduismo,
Culturas esplêndidas. Também conheci e estudei Judaismo e Mazdeismo,
também os Maias e Incas. De tudo li e estudei um pouco.

Nas últimas décadas tenho me dedicado completamente na busca do


Homem interior, o Homem Psicológico, para em seguida buscar o Super-
Homem, ou seja, o Filho do Homem, no Gnosticismo Universal, entregues
pelos gênios da atual humanidade.

Esse Gnosticismo Universal, digamos é uma escola, se bem que a


Escola já encerrou o seu aspecto público, sua Doutrina Pública, mas resta o
conhecimento teórico que está nas Obras Gnósticas e em muitas outras
obras da antiguidade.

11
Jorge Vélez Restrepo

Como estas obras têm aspectos muito difíceis para os iniciantes ou


mesmo para quem já está no caminho, trago uma Mensagem nessas
páginas, para compartilhar, detalhar aspectos que muitas vezes não foram
compreendidos.

Agora essa é a tarefa que tenho, certo? Levar para a humanidade uma
Mensagem a respeito da possibilidade de salvação perante os
acontecimentos que em breve enfrentaremos.

Com essa Mensagem, não quero dizer que sou algum tipo de Mestre.
Sou simplesmente um estudante dessa Doutrina. Estou cheio de erros como
toda a humanidade, portanto peço-lhes desculpas por não ser nenhum
santo, nenhum mestre do conhecimento purificado.

Eu também estou na batalha, junto com os que me acompanham, com os


que estão nisso, estou simplesmente repito e reitero, apresentando algumas
páginas com o intuito de auxiliar e ajudar e compartilhar deste
conhecimento dos Grandes Mestres, com a humanidade toda, sejam
Budistas, Mulçumanos, sejam Cristãos ou de qualquer organização que
estejam filiados, qualquer outra crença. Essa é a minha proposta.

Bem, vamos detalhar outras coisas, de modo que sou um estudante


como vocês; não sou perfeito, estou lutando contra minhas imperfeições,
nem sequer sou exemplo de algo. Não sou nenhuma barra de chocolate,
não, sou demônio, assim como todos somos demônios.

Estamos cheios de demônios. Nós somos como Cristo disse “...vós sois
filhos de vosso pai, o diabo...” e quem não quiser acreditar, que investigue
as escrituras. Os que não quiserem ouvir isso, pois que simplesmenter
confronte os defeitos e as virtudes e verá que todos estamos cheios de
defeitos.

Vamos fazer mais uma consideração a partir de outro ponto de vista.


Isso aqui é uma introdução, toda a humanidade, sem exceção é mais alto,
mais baixo, moreno, branco, africano ou sulamericano ou europeu ou
asiático.

Bem nós todos nascemos da energia sexual. Toda manifestação da vida


nasce, se desenvolve, se expressa, porque nasce de uma semente. Essa
semente é a Energial Sexual e a Energia Sexual é digamos, o elemento que
maneja o Arquimago chamado Terceiro Logos.

12
Jorge Vélez Restrepo

Para não complicarmos, até porque isto é um preâmbulo ou uma


introdução, lhes direi que não há nada aqui na terra, nem nos céus ou nos
infernos, que não nasce da Energia Sexual. Isso pode ser verificado nos
reinos mineral, vegetal e animal, no reino do animal racional,
equivocadamente chamado homem, no reino dos Anjos, dos Arcanjos, dos
Serafins, dos Tronos, das Virtudes, todos têm a uma base comum que é a
Energia Sexual.

Agora o que é a energia sexual em nós, ou em qualquer outro reino, se


não a manifestação da dualidade homem e mulher, macho e fêmea, positivo
e negativo, etc, não é verdade?

Então essas energias se acoplam e chamamos isso de coito, que é a


união de um homem e uma mulher, ou a união de macho e fêmea de uma
espécie de animal.

Sempre existe esse aparelhamento, esse coito. Sou filho do coito de meu
pai e minha mãe e eles foram filhos do coito de seus pais e os meu avós
foram filhos do coito de meus bisavós.

Não há quem não nasce desse sistema, dessa força, dessa energia
manejada de um lado ou de outro. O coito é um fenômeno de reprodução,
não de multiplicação, mas sim de reprodução.Assim, temos uma origem
animal, por isso nos chamamos animais racionais, apesar disso doer para
muitos.

Vamos aos fatos concretos para podermos demonstrar. Nós somos filhos
de um homem e uma mulher em pleno coito. Sendo esse um estado de
comportamento da fornicação, por isso somos chamados de filhos do nosso
Senhor o Diabo, pois a fornicação é a ferramenta, a força, a arma com que
Satanás maneja esse estado do mundo.

A fornicação é um delito que lesa a humanidade no seu íntimo, porque


não somos uma espécie cem por cento animal nem cem por cento homem.
Somos híbridos, somos um humanóide e como humanóides se nos
apresentam dois aspectos.

Se como animais continuamos a reprodução, nascemos e vivemos do


coito, da reprodução, da fornicação, da ejaculação, da fecundação através
da ejaculação do Esperma Sagrado. Então temos esse direito legítimo na
condição de animais racionais de conservar a espécie, reproduzir-se, juntar-
se, unir-se, cohabitar um homem e uma mulher e reproduzir ou não.

13
Jorge Vélez Restrepo

Porém, com o derramamento seminal pois essa é a satisfação própria na


condição até o animal. Porém quando chega ao homem já não existe essa
condição e passa para Kriya Shatki. A Kriya Shatki é um estado de
purificação que se alcança com a manipulação das Energias Sexuais sem o
desperdício pelo esgotamento bestial da paixão animal e brutalidade
animal, do animal homem, do animal racional certo?

Volto ao assunto, todos os animais se reproduzem pelo coito, pela


uniãodo macho e a fêmea, no seu tempo propício, no cio e até se tem muito
respeito para esse comportamento, porém como somos híbridos,
humanóides, jogamos a toalha e nos dobramos à reprodução e a
bestializamos, caímos na condição de reprodução animal.

Como nossa origem é animal, então não só caímos aí, como também
transformamos isso em uma festa, uma folia, um deleite, um desgaste, uma
degeneração. Assim nos transformamos em animais, nos bestializamos.

Nosso mundo está completamente bestializado pelos processos que se


tem dado para a Energia Sexual. Se pararmos com essa reprodução
bestializada a humanidade não se acaba, pois existem Leis Superiores.

Olhem vocês que a superpopulação é uma das ameaças que temem os


governantes que conduzem esta humanidade. A superpopulação é uma
ameaça alimentícia, de salubridade, de alojamento, de água, etc. Então,
tudo isso que acontece é uma bestialização do tipo de comportamento das
energias sexuais entre um homem e uma mulher, mas isso é natural.

Por que é natural? Porque somos animais racionais e como animais


racionais tem o direito a isso e até nos esgotamos, degeneramos e
perecemos. Nisso vivemos, nisso nascemos, nascemos dessa condição e
nesse estado nos acompanharão sempre as Sete Grandes Legiões: Ira,
Cobiça, Luxúria, Inveja, Orgulho, Preguiça e Gula.

Com elas vêem tantos outros males e danos, então nós vivemos em um
mundo que nos corresponde e a situação que temos é que nos corresponde a
uma situação tão bestializada que os Deuses, os Extra-terrestres, os Extra-
galáticos, ou seja os seres superiores que vêem à Terra, nos tem mantido
isolados e separados pois os contaminamos.

14
Jorge Vélez Restrepo

Se os agarramos nós os levamos ao laboratório e à morte. Os


transformamos em cobaias e acabamos matando-os, porque somos
criminosos desde o nascimento, desde o princípio, pois somos filhos de
nosso Senhor o Diabo. Assim está escrito nas Sagradas Escrituras, toda a
humanidade, seja branco ou Rei ou Príncipe ou outra coisa, todos somos
filhos do coito e o coito traz o estado bestial animal.

E nós bestializamos essa condição ao intelectualizarmos, ao cultivá-lo,


ao desenvolve-los. Nós estabelecemos nosso próprio mundo criminal e
espantoso. Por isso, daqui não sai nada que não seja a morte e assim a
impossibilidade do Homem.

Bom meus amigos, eu também sou desse mesmo mundo, sou dessa
mesma gente. Sou daqui como qualquer um de vocês, não tenho perfeições
e estou lutando contra minhas imperfeições, contra meus pecados, contra
meus males, contra minhas legiões.

E digo às pessoas que somente mudando o Nível do Ser muda essa


situação, se aprende a viver, consegue se livrar dessa inércia, dessas
correntes tenebrosas, de tanta guerra, de tanto crime, de tanta degeneração.

A pessoa vai se apartando dessas coisas. Não é um anjo exemplar, não,


não, a pessoa está lutando, porque esse conhecimento de que falamos, a
pessoa encarna esse conhecimento, não no casal, no indivíduo.Claro está
que para a unidade necessita do casal, o homem da mulher e a mulher do
homem.

Trabalhando arduamente nisso os Veneráveis Mestres afirmam que no


Tibet e na India existem chelas estudantes do conhecimento que levam de
trinta a quarenta anos estudando e estão apenas começando a compreender
as coisas, de modo que esses estudantes têem que aguardar e a suportar a
forma vulgar de se expressar dos seus instrutores, toda a humilhação e aos
modos grosseiros do professor para com o discípulo.

Aguentam porque sabem que um dia surgirá nele o Mestre e no dia que
o Mestre aqui se levanta, nesse dia a Doutrina será pura e cristalina e
humanista, de modo que aguentam por saber isso.

Hoje me encontro no mesmo terreno, estudando, lutando, mas não sou


modelo para outros, nem dotado de perfeições para nada. Estou lutando,
mas se posso acompanhar, seja pela informação, o auxílio, o conhecimento
que recebi, para que veja onde está o erro do seu processo ou uma falha não
se contagiem de mim.

15
Jorge Vélez Restrepo

Entendam bem por favor para que não me tomem como uma perfeição.
Eu sou apenas um dos muitos que estão lutando para sair da imundícia, do
fracasso e do caos da humanidade. Mas creio amigos, que com essa
introdução possamos ver agora já o propósito desta página que se chama
Gnose e o Homem Psicológico, pois tenho outras páginas na web.
Eu não persigo o lucro. Não cobro nada e nem proponho que alguém me
sustente. Eu me sustento por meus próprios esforços e com o auxílio dos
Céus. Não tenho propósito de vender programas, nem aulas, nem vídeos
que tenho perto de cem pela rede afora.

Eu não vendo, entrego de graça, pois de graça recebi o Conhecimento.


Se o Conhecimento me vem de graça do trabalho, porque vou vendê-lo.
Não vendo, pois isso faria cair a constância concreta das coisas.

Por tratar-se do preâmbulo de uma página, vamos tomar como exemplo


uma coisa muito decente. Nós somos filhos do pecado e obviamente
carregamos o pecado que se chama pecado Original, que é o pecado da
origem, da fornicação, a bestialização que trazemos dos nossos pais, avós,
etc, desde a caída do Édem.

Então, nós todos temos essa mancha e somos culturados, vejam bem,
cultivados intelectualmente ao máximo nos Sete Pecados Capitais, ou seja,
as Sete Antíteses do Raio da Criação. Isso serve para Vicente e toda a
gente, para Raimundo e todo mundo. Toda a humanidade está nisso, seja
Papa, Bispo, Governador, Ministro ou Palhaço.

Como dizem, mesmo que se vista o macaco de seda ele cai, ou seja, a
natureza da humanidade toda é essa mesmo, somos filhos do coito e
carregamos todas essas coisas que são da fornicação e do adultério, todas as
manchas e máculas nós trazemos e estão escondidas por detrás de um
título, de um cargo de dignidade, de dinheiro, de uma posição, de uma
aparente responsabilidade.

Estamos no mundo e somos do mundo, porém, somos isso, no fundo


somos todos filhos da fornicação, sem exceção. Com relação a isso, meus
amigos é necessário que consideremos isso e então respeitemos a posição
de cada pessoa em seu posto de trabalho, pois está em posição muito
respeitosamente por tela conseguido, porém isso não muda a sua natureza.

16
Jorge Vélez Restrepo

O Ministro, o Papa, o soldado, o engraxate, o operário, o funcionário, o


lavrador, o camponês, todos estamos na mesma lei. Ou saímos dessa lei que
nos tem como filhos do nosso senhor o Diabo ou pereceremos porque
somos filhos do nosso senhor o Diabo.

De modo que a luta de cada um é por se libertar dos tentáculos, das


amarras, da instalação do nosso senhor o Diabo em um corpo que seria para
o Homem e o Filho do Homem. A luta é essa, liberar ou perecer. Perecer
para o serviço da mecânica do mundo, a serviço de uma condição ilusória.
Não há amanhã de manhã, nós somos os mesmos criminosos desde o
princípio do amanhecer da vida. Aumentamos a nossa técnica, a nossa
especialização, a nossa sutileza e hipocrisia.

Somos as mesmas Almas que viveram a quase três mil anos são as que
estão aqui hoje, agora em outro tempo, com outra roupagem. Somos os
mesmos da Idade Média, até que se acabe o tempo que temos a
possibilidade de superar a condição de animais racionais e nos coloquemos
a nível de humanos, de homem.

Isso nos traz algo para encerrar, mostrar nada menos que São Paulo.
Não sou um estudioso fervoroso da Bíblia. A Bíblia é um livro cíclico,
digníssimo de se estudar, ler e examinar como é o nosso estado natural.

São Paulo não é apenas São Paulo, é um Homem Cristo, é um Filho do


Homem no desenvolvimento do Conhecimento. Não foi, é. É e segue
sendo, porque “com a morte, mataram a morte por toda uma eternidade”.

A morte do Ego, a morte da natureza satânica que temos, que se cultiva


e se expressa. Não é que o corpo seja o responsável por isso, o responsável
é meu mundo psicológico. Eu tenho um mundo físico tridimensional e
tenho também um mundo psicológico, cheio de pessoas e situações.

Bom, esse é o nosso estudo. E desse mundo psicológico os grandes seres


conseguiram derrotar todos esses mercadores, cambistas e vendedores de
pombos a que se refere o Cristo quando os enxota do templo, pois disse:
“não sabeis que sois templo do Altíssimo, do Espírito Santo, e que o
Altíssimo mora em vós?”

As palavras textuais da Bíblia “não sabeis que sois templo vivo do


Espírito Santo e que o Altíssimo mora em vós?” O Altíssimo é uma
partícula que está dentro de nós na Essência. Se não elevamos e não
cristalizamos a Essência como Alma, o Altíssimo tampouco pode se
expressar.

17
Jorge Vélez Restrepo

São Paulo, Pedro, São Tiago, Daniel, Elias, todos também são Filhos do
Homem, se levantaram da imundice, da miséria, da ignorância, do erro e da
morte e vivem. E São Paulo, esse grande gênio nos disse lá na antiguidade
o que vou ler para você, convidando ao estudo. Não a um estudo bíblico
propriamente, mas ao estudo do Conhecimento objetivo já declarado pelos
gênios por misericórdia Divina, o grande Avatar Samael Aun Weor e o
Grande Juiz do Karma Mestre Rabolú.

Vamos pois fazer uma leitura curta para não cansar demasiado. Esta é a
Primeira Carta de Paulo aos Corintios e disse no Capítulo XV e versículo
trinta e um: “... asseguro-vos irmão, pela glória que tenho de vós em Nosso
Senhor Jesus Cristo, que morro a cada dia”.

Bem, aqui um pequeno parênteses, quando se aproxima de Cristo um de


seus seguidores e lhe pergunta: “Mestre, como faço para seguir-te?”. Ele se
volta e responde: “Nega-te a ti mesmo, toma a tua cruz dia a dia e segue-
me”.

Assim, o que Cristo falou primeiro foi negar-se a si mesmo que


significa buscar encontrar e conhecer todas as entidades que se expressam
pelo meu ser, que são a Ira, a Cobiça, a Luxúria, a Inveja, o Orgulho, a
Preguiça e a Gula, disfarçadas de senhores da necessidade, ou seja, somos
os atores dessas entidades.

Então a morte se refere que quando alguém conhece a Doutrina, a


Doutrina do Ego, a Doutrina do eu psicológico, busca dentro dos Mundos
Internos, no aspecto psicológico, o estudo correto da Psicologia Objetiva e
encontra os elementos psíquicos que se projetam por nossos sentidos,
nossos centros e nos induzem, nos levam, nos precipitam a cometer tal ou
qual ato, estudo ou sanções, etc.

Isso acaba por esgotar nossa vida. E é disso que fala São Paulo quando
em parábolas disse: “asseguro-vos irmãos, pela glória que tenho de vós em
Nosso Senhor Jesus Cristo que morro a cada dia”.

Morre para essas entidades, que é o propósito desse estudo, de como


erradicar, sacar, matar, sacrificar e pulverizar as entidades que se
constituem em minha realidade aparente e que me esgotam e me conduzem
à morte e a segunda morte.

18
Jorge Vélez Restrepo

Isso se chama nos nossos estudos, para irmos definindo os pontos, de a


morte do ego, a morte psicológica, que foi corretamente explicado, para ver
se alguém pode se liberar e avançar.

Eu tenho que me liberar de minha própria condição psicológica pois é


ela quem manda em mim, me governa, me tritura até que me mata. O ego
produz muitas enfermidades, doenças e desgraças. A minha vida é para
servir ao Ego, ao eu mesmo, que são entidades psicológicas que vivem em
mim e que vamos demonstrar.

Podemos ensinar ou indicar como podemos concretamente descobrir e


como eliminar. Então São Paulo continua o que semeia mais adiante no
versículo trinta e sete do Capítulo XV: “e o que semeias não é o corpo que
há de surgir, senão o grão desnudo, seja de trigo ou de outro grão”; ou seja,
a semente, o que semeamos é a semente, e a semente é a que dá o corpo.

Deus dá o corpo como ele quiser e a cada semente seu corpo. Uma
semente de qualquer coisa que seja tem um corpo, seja árvore, animal, nós,
os Anjos, os Arcanjos, os Serafins têem seus corpos. Assim também o eu
tem um corpo.

Bom meus amigos, vejamos agora “nem toda carne é a mesma carne,
sendo que uma carne é dos homens e outra carne é das bestas, outra dos
peixes, outra das aves, e também existem corpos celestiais e corpos
terrenos.Uma é a glória dos celestiais e outra dos terrenos. Uma é a glória
do Sol outra a glória da Lua e outra a glória das estrelas; pois uma estrela é
diferente de outra em glória...”

Tudo o que está dito aqui, meus amigos, nem toda carne é a mesma.
Uma é corpo terreno, outra corpo celestial. Porque tanta dúvida, tanta
dificuldade? Por que não lemos esse capítulo? Eu convido a ler o Capítulo
XV da Primeira Carta de Paulo aos Corintios que diz mais adiante: “... mas
o espiritual não é primeiro sem o animal...”.

Nós somos animais racionais, vamos buscar o espiritual que Jesus fala a
Nicodemus em São João III, quando lhe diz: ”em verdade, em verdade te
digo que se não nascer de novo não herdarás o Reino de Deus”. Não pode
entrar no Reino de Deus é o que está dito, porém não entendemos certo?

Bom, o primeiro homem é da Terra, reparem bem, o primeiro homem é


da Terra e leiam por favor São João III: “....o primeiro homem é da terra
terrena, o segundo homem, que é o Senhor, é do Céu...”

19
Jorge Vélez Restrepo

Se você morre sem ter levantado o homem, você não levantou o


Homem, você não nasceu pela segunda vez, você simplesmente é terra e
em terra se converte, de modo que não pode esperar que vai renascer ou
ressucitar tal e qual, não, “...tal como terreno, terrenais; e tal com celestes,
celestiais. Por isso digo, meus irmãos, que a carne e o sangue não podem
herdar o Reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção...”.

Agora vamos ver como esse estudo do Conhecimento Objetivo vai


limpar nosso estado psicológico atual, como vai extrair as entidades
psicológicas do interior, como as vai conhecer, reconhecer, julgar e sacar,
para que as partes do ser possam se estabelecer e funcionar com a
Liberação da Essência dessa armadilha, dessa jaula, dessa prisão em a
mantém nossa atual condição de animais racionais intelectualizados.

Amigos, vamos tratar disso em todo esse tema, vamos também ensina-
lo, inicia-lo corretamente no conhecimento, para que tenhamos todos a
mesma possibilidade de avançar pela nossa própria leberação, pelo nosso
próprio estado de homens reais e verdadeiros, que é o propósito da
liberação, propósito do conhecimento.

Estas são as páginas e falamos disso em todas elas, mas vamos fazer
com que seja organizada e ordenada. Que a partir do estado em que
nascemos haja desenvolvimento e a possibilidade de aparecer o Homem.

O que temos de pronto é a possibilidade da reprodução animal


bestializada, vejam vocês, é a reprodução animal bestializada. Assim
somos nós agora e estamos culturizados.

Nisso estamos sistematizados, digamos assim, e o mundo todo gira em


torno disso, por isso Nosso Senhor Jesus o Cristo disse: “...meu Reino não
é deste mundo, quem ama o mundo me aborrece...”.

Não se trata de julgar a ninguém, mas sim de reconhecer e conhecer o


estado em que nos encontramos e a possibilidade de marchar rumo ao
Homem.

Até logo meus amigos.

Muito Obrigado.

20
Jorge Vélez Restrepo

Tema 2
Nós os Humanóides

Distintos amigos, hoje é dia quatorze de março do ano dois mil e doze.
Retorno com vocês nos temas do Conhecimento Superior. Esses temas
como já dissemos, não são para todas as pessoas. Nem todos estão aptos,
propícios, não o recebem, não o querem.

As pessoas querem as coisas práticas do mundo, o desfrute sensorial do


mundo, ou os compromissos sociais; querem viver simplesmente para o
mundo, um mundo sensorial, um mundo dos sentidos, um mundo dos
níveis do Social, do Científico, do Filosófico, do Religioso, das Artes.

Esse é o mundo e o mundo tem que existir porque o mundo é o terreno


onde se cultiva, onde o Sol semeia uma colheita e dessa colheita o Sol
espera produzir Homens Solares; mas conseguir colher Homens Solares é
um experimento terrivelmente difícil para o Sol.

Porque aqui nós estamos pegos pelas forças do mundo, que não nos
deixam sair, que não nos deixam sequer analisar as possibilidades de vida,
que nos obrigam a nascer, crescer, reproduzirmos e morrer nos diferentes
níveis que cada um de nós nos manifestamos, como agricultor, como
pecuarista, os operários de fábricas, os gerentes de fábrica, os que estão no
governo, nos Ministérios, nos Congressos, no próprio Governo, em Igrejas.

Cada um se sente em suas obrigações e deveres, está no que lhe


corresponde, no que o toca e não tem uma projeção de um nível superior de
manifestação.

As pessoas geralmente não sabem das coisas, ignoram. Normalmente


essa humanidade de sete bilhões de pessoas ou mais, pensamos que a vida é
um fim; mas a vida é um meio, é um ginásio.

Porque a vida é um ginásio? Queridos amigos, porque tudo se alimenta


de sua própria natureza. Vamos ver concretamente isso. A luz se alimenta
de luz, a terra aumenta com terra, a água aumenta com água, de modo que
o Criador, Deus, Tao, Alá, INRI, Cristo, como queiramos chamar a
Unidade Múltipla Perfeita, imcompreensível para o nosso
desenvolvimento, busca um estado de manifestação para que tudo se torne
Consciência, para que tudo se torne luz, já que luz e Consciência são
fenômenos de uma mesma coisa.

21
Jorge Vélez Restrepo

Então o Criador busca, como luz que é, resplandecer mais, crescer mais
em sua luz; ou seja, expressar-se mais em sua luz, e toda essa Criação, toda
sua manifestação propõe no fundo transformar-se em luz, em Consciência.

Toda essa manifestação é como um bebê que nasce, que vem do gameta,
passa por um processo de fecundação, de gestação e posteriormente de
nascimento e recebe a própria vida a luz que é sua Essência, com o
propósito de tornar-se consciente em todo o seu conteúdo que é celular.

E quando as células seriam conscientes? É claro que cada célula quer ser
Consciente e as células são compostas por moléculas e é claro que as
moléculas querem ser células, ou ser conscientes.

E as moléculas estão formadas por átomos, e os átomos querem ser


Conscientes de si mesmos, da manifestação, tornar-se luz na sua síntese.
Essa cadeia, esse desenvolvimento de manifestação segue até chegar aqui
onde há um instrumento poderosíssimo chamado organismo humano, a
Máquina Orgânica.

A grande maioria das pessoas não conhecem o propósito, ou estão


presas ao nível de manifestação do mundo, que não lhes permite sequer
pensar em uma possibilidade de manifestação superior de vida. Ainda que
todas as religiões e todas as culturas falam de Anjos, Arcanjos, Serafins,
Tronos, Postetades, falam de seres Superiores, de humanidades Superiores.

Nós estamos tão comprometidos, tão amarrados, tão aprisionados nesta


situação em que existimos, que não acreditamos nem em Deus nem em
Diabo. Para nós Deus e Diabo não conta. Digamos assim, para nós não
conta a luz nem a obscuridade, mas Deus é luz e obscuridade é Diabo. Um
sabedoria, o outro ignorância.

Amigos, isso é lamentável e é por isso que a humanidade não recebe


esses temas; de modo geral o conjunto da humanidade estamos condenados
à pena de existir, à pena de viver no conjunto da humanidade; somos
organismos que estamos a serviço dos fins da mecânica da natureza.

Mas esse não é o propósito do Criador, porque o Criador sendo luz,


necessita luz. Tudo que Dele provém, toda sua manifestação se deu para
que tudo se torne luz e consciência.

22
Jorge Vélez Restrepo

A Essência, aquilo que chamam Alma, quando vem à manifestação da


vida, vem incosciente de si mesma, então necessita reunir todas as suas
partículas que se encontram dispersas na manifestação e torná-las luz,
transformá-las em Consciência. Isso se chama o Despertar da Consciência,
quando se reúne essas partículas se Desperta Consciência.

Amigos, Despertar Consciência não é do outro lado, ir ao ensino


fundamental, depois segundo grau, depois universidade, graduação, títulos,
chegar a ser Cientista, Filósofo, Matemático, digamos um membro do
Clero ou um grande Artista.

Não, não é isso. Isso é do outro lado que o amarra no tempo e perece no
tempo. Os propósitos do homem são aqueles que os Alquimistas sempre
buscaram, aqueles que estão ocultos por detrás dos Mistérios dos Grandes
Guias, dos Grandes Profestas da humanidade.

Aqueles que estiveram próximos de Krishna, o Deus Krishna, ou de


Buda, o Deus Buda, ou de Ramã, ou aqueles propósitos que estiveram aos
pés de Abraão, de Moisés, de Elias, de Daniel; aqueles propósitos que
estiveram ao lado dos Profetas de nossa época, do Cristianismo, aqueles
que hoje nos trazem essa mesma mensagem no fim dos tempos dessa
humanidade chamado o Avatar da Nova Era Samael Aun Weor e o seu
Grande Juiz do Karma Cósmico o Grande Mestre Rabolú.

Eles se propuseram a nos trazer uma mensagem de uma possibilidade


humana e nós estamos aqui, presos em um mundo de confusões, de
degenerações, em um mundo de miséria e de morte.

Nossa esperança é nenhuma. Vivemos aqui, sete milhões de pessoas


sem nenhuma esperança. Vivemos mecanicamente em um sistema de
desenvolvimento do sensorial, das sensações, simplesmente daquilo que
aparece e desaparece. Tudo desaparece no tempo.

Justamente por isso os Profetas nos dizem que há possibilidade do ser


humano alcançar o estado de homem. É uma necessidade solar que nós nos
transformemos em Consciência e luz. Para isso se requer um projeto
correto, de um procedimento, assim como fazemos para as coisas
temporárias, para as coisas mortais.

Aqui tudo nasce, cresce, se reproduz e morre, ou seja, somos mortais. É


assim que nos consideram todos os seres que superaram esse estado de
mortalidade, porque morrer é um fracasso perante a Criação.

23
Jorge Vélez Restrepo

Morrer é perder toda a possibilidade que nos foi outorgado durante a


nossa existência aqui. Porém não se sabe qual é a possibilidade, o que se
tem que fazer. É isso que se trata nesses temas, porque esses temas foram
entregues nesta cultura aberta, para a humanidade conhecer os Princípios
que conduzem à liberação desse estado.

Como dizíamos, estamos muito comprometidos com o que temos e


vamos entregar aos que têem o entendimento amadurecido, seja por
sofrimento, seja pela idade vivida, ou seja porque têem os Princípios porém
não encontraram ainda as causas para condução dos trabalhos.

Estamos propiciando estas Mensagens da Doutrina dos Mestres de todos


os tempos, entregues publicamente pelo Avatar da Era Venerável Mestre
Samael Aun Weor.

Não é nossa doutrina, nem mesmo cobramos por ela, nem vendemos
vídeos, nem fitas, não senhor. Entregamos esse Conhecimento
gratuitamente, para que todo aquele que desejar o receba; para todo aquele
que qurira se alimentar com esse Conhecimento, beba no Conhecimento
autêntico da época em que estamos.

Isso é o nosso propósito, e enfatizamos que muitas das pessoas dentre os


sete bilhões que povoam o mundo, estão buscando desesperadamente uma
saída, já por esgotamento, já por não verem uma possibilidade, já porque se
precipita o fim da humanidade, já porque os acontecimentos o requerem, ou
porque sua Alma, sua Essência, sua Mônada, sua Budhata é impulsionada a
buscar uma saída para essa encruzilhada.

Essas pessoas estão dispersas em todas as religiões e crenças do mundo,


já se tornaram até incrédulos, já nem creem mais em Deus como dissemos.
Mas há muito estão aguardando que alguém bata à sua porta, que alguém
lhe diga que existe isso, que há uma possibilidade de superar o estado em
que todos vivemos e existimos e passar a caminhar, a marchar até o
Iniciático, até o que conduz ao Homem autêntico, ao Homem Real, ao
Homem Verdadeiro.

Na verdade nós somos apenas um organismo humano comandados por


legiões de elementos psicológicos chamados Agregados Psicológicos.
Esses Agregados Psicológicos são os que em todas as religiões o tratam
como eus, o ego, o eu mesmo, os agregados psíquicos e eles são os que se
expressam por nós e os que vivem dentro de nós.

24
Jorge Vélez Restrepo

Ontem, uma sobrinha minha me perguntou: como é isso da vida de que


alguém morre e para onde vai? E não se sabe de onde veio. Como alguém
vai saber para onde vai se não sabe de onde veio?

Antes de eu ser uma criatura, antes de estar contido em um gameta eu já


existia. Onde eu estava? Onde me encontrava? Isso não me ensinam, não
vejo na Universidade nem vejo na Igreja. O mais importante, de onde
venho, quem sou, porque existo?

Eu não sou meu corpo, porém na cultura robotizada que nos incutiram,
digamos de alguma inteligência perversa, a vida é o objeto da vida é o que
fazemos. Mas a vida está além disso, está do outro lado.

Mas para isso se necessita de bases, porque existem duas formas de se


entrar no Conhecimento Iniciático. Você recebe os princípios expressos na
Aniquilação Budista, ditos antigamente na dominação que se faz pelos
sentidos nas primitivas Doutrinas de Krishna, ou você recebe os Princípios
de Nosso Senhor Jesus Cristo quando disse: “Nega-te a ti mesmo, toma sua
cruz e segue-me”.

Ou então, você recebe os Princípios atuais desvelados da Morte do Ego,


da morte de nossa natureza psíquica atuante que se chamam os Agregados
Psíquicos, o Nascimento Alquímico e o Sacrifício pela Humanidade.

Não se entende bem como é isso. Eu mesmo estudo isso fazem muitos
anos e realizo um pouco de trabalho, porém de maneira correta, e quero
compartilhar com vocês como é o processo. Agora devemos perguntar:
morte de que? A morte da natureza que por mim se expressa.

A minha sobrinha me perguntava: então tio, quando alguém morre


ocorre uma dispersão, uma desintegração do que pensas que é? Eu fecho os
olhos e tento ver quem sou mas não consigo me ver!

Convido para que você experimente, feche os olhos e verá que você não
encontra nada, ou seja, que você não existe. Você não existe, não está aqui.
Você não consegue ver além, não encherga no mundo psicológico.

Então quem se expressa aqui dentro? Quem se expressa são seus


agregados psicológicos que têem uma existência relativa, uma existência
temporal. Vivem e controlam esta Máquina Orgânica equivocadamente
chamada homem.

25
Jorge Vélez Restrepo

Dentro de nós não está o Ser propriamente em ação, não está a Alma
propriamente na sua função. Existe apenas a possibilidade da Alma se
cristalizar para que um dia o Ser possa se manifestar. E para esse Ser se
expressar necessita dos veículos de expressão.

A Alma necessita do seus veículos de manifestação assim como a vida


vem e se manifesta neste corpo de acordo com a sua origem, formação,
categoria e espécie, também nascerá a partir do trabalho nos Três Fatores
de Revolução da Consciência, do Conhecimento Esotérico, o Homem
Astral, o Homem Mental e o Homem Causal.

Nele encarnará, digamos, a Consciência Superlativo do Ser, o próprio


Ser, ou seja a Alma e o Espírito. Para que isso suceda, para se chegar ao
patamar de homem, se requer um trabalho e um Conhecimento.

Se a pessoa conhece os Três Fatores e trabalha neles sem bases,


avançará sim, porém sem o conhecimento das causas e das coisas, se
extraviará no caminho, pois não tem a cultura correspondente ao processo.

Por outro lado, se a pessoa aprenda a cultura do processo e se dedica a


culturização do processo sem realizar em si mesmo, se tranformará em um
velhado do intelectualismo.

Temos que ter pelo menos algumas bases e essas queremos entregar
aqui, porque estão nas Doutrinas, na Teoria do Conhecimento, estão em
todas as obras. Foram nelas que conheci e as tenho estudado e nelas
trabalhado.

Agora quero compartilhar essas bases com vocês, porque uma coisa é
ler e outra coisa é alguém comentar e outra ainda é compreender e começar
a praticar.

Se praticamos essas bases, aparece então o homem, porém se a


praticamos sem fundamento obviamente a pessoa se extraviará. Por que?
Porque nós somos uma agulha em um palheiro, somos apenas um átomo
em um oceâno. Nós não temos um auxílio especial e específico para nos
conduzir, a menos que encontremos alguém que nos guie corretamente.

Hoje já é muito difícil encontrar alguém que nos guie; está muuito
escasso e então pode ser que não se consiga mesmo. E no lado interno,
como nossa natureza não está limpa, o Gurú interno que aparecer pode ser
um fantasma da sua natureza mundana.

26
Jorge Vélez Restrepo

Amigos, esses estudos requerem pois bases e as estamos expondo aqui,


apresentando para toda a humanidade. A humanidade inteira por estar
confundida, porque não encontraram alguém para guiar para o
desenvolvimento íntimo do Ser interior de cada um. Não conhecem os
Princípios e os fundamentos e podem precipitar-se cegamente em fatos que
não tem uma base.

A Cultura está escrita nas Obras, as Teorias do Conhecimento, repito e


reitero, qualquer um pode ler, porém capturar o contúdo simples, digerido,
é muito difícil. Não se trata de nos enchermos de cultura sem uma síntese
completa e prodigiosa, uma síntese extraordinária que agora é uma
Profecia, ou seja, a última Profecia desta humanidade, pois estamos no fim
de nossa humanidade.

Essa Profecia extraordinária quem nos dá é um Grande Ser, que viveu


aqui e sofreu todo o rigor de sua existência, mas que conseguiu não só
alcançar o nível de Homem, como também o de Filho do Homem.

Este ser nos deixou uma Obra, e queremos dizer que não a deixou para
os gnósticos, pois nós gnósticos bebemos na fonte do Conhecimento
Objetivo, aprendemos e conhecemos tudo que deveríamos.

Porém, no mundo existem muitas pessoas que não receberam essas


informações, então esse Grande Ser deixou uma Mensagem extraordinária,
em um feito de Misericórdia humana, uma Profecia para o tempo em que
vivemos e quero nesse momento recomendar, a essa altura do tema, essa
Obra que é inconfundível, assim como o Pai Nosso.

É a Obra que a humanidade necessita e nós estamos em condições de


compartilhar o que é correto, sem querer corrigir, nem aumentar, nem
subtrair, isso é o que estamos fazendo.

Essa Obra é intitulada Hercólubos ou Planeta Vermelho. Eu não a


distribuo, já fiz isso a alguns anos. Essa Obra se encontra em quase todos
os idiomas do mundo. É uma Obra maravilhosa. Um feito concreto para o
tempo em que vivemos. Ela é uma possibilidade para alguém, independente
do credo ou religião, seja Budista, Maometano, Egípcio, Judeu, seja Ateo
ou não, Cristão ou Muçulmano.

Essa é uma Obra para a humanidade, uma Obra sintética e eu a


recomento a todas as pessoas de qualquer nível, que tenha inquietudes de
conhecimento.

27
Jorge Vélez Restrepo

Nós estamos apresentando as bases e se alguém achar necessário,pode


também nos consultar. Não me refiro à Obra, porque ela é integral,
completa, me refiro ao conhecimento, que permite discernir entre os
processos que conduzem ao mundo e os processos que nos conduzem à
liberação do mundo.

Nas escrituras se conhece por Homem Terreno e Homem Celeste. Para


não ficar fastigante, vou encerrar por aqui com o convite. Vamos dar as
bases para aqueles que não entendem.

Já recomendamos para que seja não somente um sustento, mas uma


solução. Se alguém não está na marcha pode também ler o conhecimento
geral, porém repito, estamos ante o fim da humanidade. Estamos nos
últimos tempos, a trinta e um anos de vida no Planeta Terra.

Não sou eu quem digo, simplesmente retransmito. São os Maias, os


Mestres Gnósticos, os Grandes Iniciados, os Grandes Profetas da
humanidade que determinaram que para o ano dois mil e quarenta e três é
impossível qualquer tipo de vida no Planeta Terra.

O Planeta Terra, assim como qualquer outro organismo vivo, tem um


tempo de manifestação e um tempo de repouso ou morte. Estamos sobre
esse terreno e vamos avançar nos temas nessa página chamada “gnosis y el
hombre sicológico”, para ver se podemos captar uma justificativa de viver,
de existir, da criação e a grandeza da possibilidade que temos, se
avançarmos, porque se não avançarmos pereceremos!

Meus amigos, muito obrigado e até o próximo encontro.

28
Jorge Vélez Restrepo

Tema 3
Delineamento Objetivo

Bom, estimados amigos, neste dia quatorze de março do ano de dois mil
e doze estou novamente com vocês. Vamos fazer um delineamento
edificante no qual vamos distinguir que uma coisa é o homem terreno,
temporal, que aqui nasce, cresce, se reproduz e morre, o homem que luta
por conquistar abundância, liberdade, realização financeira, avanços
científicos, títulos, hierarquias e reputação.

Este é o homem terreno, o que aqui nasce, cresce, se reproduz e morre.


Qualquer que seja o nível que alcançar, a media de vida nesse estado de
animal racional, homem racional, homem intelectual é de setenta a oitenta
anos dentro dos princípios que regem a nossa espécie.

Estudos confiáveis demonstram isso. Existem pessoas que vivem cem


anos e existem as que vivem apenas cinco, dez ou um ano, não é mesmo?
Estamos no campo do homem terreno, onde a função que temos é de servir
a natureza e enquanto servimos nos educamos, adquirimos altura e nos
sistematizamos.

Cada um de acordo com o nível que irá desempenhar na vida, mas por
fim, todos morremos. Todos desaparecemos e não deixamos rastro
histórico, temporal pois, por fim tudo desaparece.

Desapareceu o Antigo Egito dos Faraós, desapareceu a Grande Grécia,


desapareceu o Império Romano, desapareceu a Milenária India, a
Babilônia. Onde estão? Desapareceram os impérios de quase quinhentos
anos da Inglaterra e da Espanha. Desapareceram e juntos despareceram os
homens que nessa época progrediram, foram grandes políticos, grandes
guerreiros ou grandes conquistadores ou grandes cientistas.

Todos, por fim, vamos desaparecendo. Nascemos, crescemos, nos


reproduzimos e morremos. Deixamos apenas uma leve memória que
também perece. Perece tudo o que se faz, vivemos em um meio perecível,
temporal, relativo e de dualidade.

29
Jorge Vélez Restrepo

Isso tudo não vale a pena, porque além dessas coisas está o Homem
Real e Verdadeiro. O Homem Real e Verdadeiro como Pedro, Paulo, como
São Tiago, Daniel, Moisés e Elias. São homens que passaram por aqui e
seguiram e desenvolveram os elos para o Homem Psicológico e o Filho do
Homem. Desenvolveram os elos ao Homem Interior, que não é perecível
amigos.

O Homem Interior é Senhor e Rei da Criação, se vai daqui quando está


preparado, se vai daqui para as dimensões onde tem seu Centro de
Gravidade estabelecido.

Nós temos o centro de gravidade estabelecido aqui na Terra, no Planeta


Terra. Podemos até ir com uma nave até Marte, Vênus, Jupiter, mas
perecemos. O Homem autêntico não perece, pode abandonar o corpo e ir-se
ou ir-se com corpo e tudo.

Então, esses temas que estamos tratando e convidando são para pessoas
que verdadeiramente têem a necessidade de buscar estados superiores de
manifestação. Buscamos estados superiores de manifestação porque esse
corpo, o organismo humano, não é o homem.

Temos que repetir isso até a saciedade, este não é o homem, nem
tampouco o que se expressa por esse corpo é o homem. Nós não nos
desenvolvemos como homem. Não houve a criação do homem em nós,
nem em Gênesis, nas Escrituras Sagradas, nem nós nos realizamos.

Os que atingiram o Estado de Homem, foram e são Senhores e Reis da


Natureza e se foram daqui para as regiões do seus Centros de Gravidades,
ou vivem aqui anônimos e desconhecidos para as pessoas, porque têem
seus corpos fora das Leis.

Amigos, este é o convite, este é o processo do qual estamos falando e


estamos convidando as pessoas que estão dispostas, que estão preparadas
ou que aceitam seguir o desenvolvimento correspondente da manifestação
de vida que vem do Reino Mineral, do Reino Vegetal, do Reino Animal, do
Animal Racional ao Homem Autêntico, ao Homem Real e Verdadeiro,
Homem Senhor e Rei da Criação de que falam todas as Escrituras.

30
Jorge Vélez Restrepo

Nas Escrituras, desde a primeiras páginas até as últimas do Apocalipse,


nos deparamos com os Profetas, Guias e Mensageiros, todos Filho do
Homem, que estão além do homem. O Filho do Homem é o estado Cristo,
um estado que se pode alcançar, um estado de vida onde não existe a
morte, um estado de manifestação que pode vir e se expressar aqui no
mundo do homem.

Pode se expressar no mundo do animal racional sem ser animal racional,


pode pois assumir a função de um corpo igual a esses, mas que na verdade
não é igual, é de natureza superior. Ainda que tome café com você, que
caminhe pelas ruas com você, é um ser superior.

É necessário desenvolver esse ser superior aqui, porque daqui se passa


para esse estado. Não é que aqui se acabou, que caiu, que foi consumido
pela morte, não. A morte é um fracasso desse homem, dessa possibilidade.

Então, para que isso se realize é necessário uma cultura para a qual
queremos convidar e compartilhar com todos. Agora, quem tem o anelo, a
necessidade no íntimo de desenvolver esses estados dos Homens de Deus,
dos Gênios, dos Super-Homens, etc, que estão ainda sem desenvolvimento,
terão que começar a estudar o que a Escola Gnóstica ensina publicamente.

Distinguir corretamente que uma coisa é o corpo humano, outra coisa é


a legião que se expressa pelo corpo humano em qualquer especialidade da
humanidade, seja de ordem Científica, Filosófica, Religiosa ou Artística,
que são os quatro pilares do saber da humanidade.

É necessário saber que em qualquer dessas ordens que se expressa, o


que se expressa não é o homem e sim uma legião temporal, que vive e
aprisionou este organismo humano e se expressa por ele como um Técnico,
Um Graduado, um Doutor, um Professor, um Profissional ou um
Tecnólogo.

São legiões que estão Codificadas de alguma maneira e também


Sistematizadas, para usar esse organismo humano e se expressar por
ele.Assim é a humanidade atual, esses somos nós, os sete bilhões de
pessoas que habitamos o planeta. Isso é cruel, mas estamos falando a
pessoas que querem sair desse estado lamentável e perecível.

31
Jorge Vélez Restrepo

Para isso é requisito básico distinguir que o corpo humano não é o


homem, e que esse corpo humano ainda não é humano, faltam partes a
serem completadas para se chegar à condição de humano; e, que dentro
dele deve-se estabelecer o desenvolvimento do que se chama Alma, que é a
Essência.

Para esse desenvolvimento ser estabelecido é que se entrega essa última


Doutrina à humanidade. A Doutrina sintetizada dos Três Fatores de
Revolução da Consciência.

Os Três Fatores de Revolução da Consciência são: Morte da natureza


que está estabelecida aqui dentro, a natureza psicológica que se expressa
pelos meus sentidos, pelo meu corpo, por meu organismo, pela minha
Máquina Orgânica, que a usa, a degenera e a leva a consumação e a morte.

Leva à degeneração e à morte pois a natureza dos habitantes aqui de


dentro, que está em todas as pessoas é uma natureza pervertida, é uma
natureza das legiões antíteses do Raio da Criação, é uma natureza
cultivada, exaltada, codificada, sistematizada pelas Sete Grandes Forças,
que se chama O Pecado Original que são: a Ira, a Cobiça, a Luxúria, a
Inveja, o Orgulho, a Preguiça e a Gula, bem como muitos outros agregados
atuais.

O desenvolvimento sistematizado, culturizado, intelectualizado de um


comportamento através da máquina são dessas entidades, mesmo que eu
seja um Médico, um Sacerdote, um Militar, um Economista, um Filósofo
ou um Pintor.

São essas entidades que se expressam por mim, que vivem no meu
mundo psicológico. Essas entidades psicológicas estão dentro de mim e são
multidões se expressando em mim numa guerra permanente pelo comando
da Máquina Orgânica, para conduzir e levar esse organismo e dar-lhe a
vida ou a morte. Quando o organismo morre essas entidades não morrem,
seguem vivas.

Amigos, essas entidades são o que a psicologia chama de Eu, os


Agregados Psicológicos, podemos também dizer, o Si Mesmo, que produz
em mim as diferentes manifestações de expressões da cultura humana.

Quando eu passo a aceitar e comprovar que a coisa é assim, vem-me


logo a idéia de remover de entro de mim essas entidades. Como disse São
Paulo “...digo-vos que morro a cada dia” ou como disse o Cristo “...nega-te
a ti mesmo” ou seja, não dê alimento às legiões através das entidades.

32
Jorge Vélez Restrepo

Amigos, isso é muito belo. A decapitação Budista, a decapitação dessas


entidades, que se expressam por nós. Isso em nossa cultura aberta, a última
que se entrega à humanidade, se chama a morte do Ego, a morte dessa
Legião, a morte de meus Agregados Psíquicos.

Isso é o que se ensina e o que conduzimos nessa página para esclarecer


o que se passa para quem não entende, pois não é uma coisa intetectual,
não é que se diga, se reze ou se creia, ou que seja piedoso ou filantrópico,
bom ou mau.

É um trabalho a ser realizado dentro de cada pessoa, um trabalho


psicológico, uma libertação do domínio que essas entidades estabeleceram
no meu veículo. Os profetas dizem “...não sabeis que sois templo vivo do
Espírito Santo e que o Altíssimo mora em vós?”

Esse templo, esse Altíssimo está invadido pelo Ego da Psicologia


Clássica e é esse Ego que vamos querer encontrar e vamos ter que decapitar
através de forças extraordinárias e preciosas que estão dentro de mim,
contidas no meu princípio de vida chamado a Essência, a Alma, o Budhata.

Para ocorrer isso é necessário que haja disponibilidade do homem, que


haja continuidade de propósitos no que se busca e que isso seja realmente
realizado e não simplesmente intelectualizado ou culturizado em saber e
entender.

Tem que ser realizado em mim, e para realizar eu preciso fazer um


trabalho especial e específico sobre meu próprio modo de pensar, sentir e
agir.

A Doutrina nos ensina essa Cultura, nos ensina como detectamos a


presença dessas entidades no nosso viver cotidiano e como recorrendo a
certas forças que existem dentro de nós, podemos estudar, julgar e
dacapitar esse estado, essa pessoa psicológica.

Essas pessoas psicológicas são muito parecidas com os elementos de um


sonho. São pessoas e essas pessoas têem os mesmos cinco sentidos que nós
temos e têem seus trabalhos suas necessidades, seus desejos e exigem que
reunamos forças para conseguirem seu fim. Seu fim obedece às Leis de
Eterno Retorno de todas as coisas e também às Leis de Causa e Efeito, ou
seja, a Recorrência.

33
Jorge Vélez Restrepo

Amigos, para trilhar por esse caminha necessitamos distinguir além do


que foi dito, que nós vivemos em um mundo físico, em um mundo
tridimensional, um mundo de objetos e nesse mundo nós atuamos com as
Percepções Sensoriais Externas. Temos que ter isso bem claro.

Tudo o que está aqui nesse mundo é do meu próprio nível de


conhecimento, observação e estudo e é relativo. Como eu sou relativo e
tudo é relativo e como somos tridimensionais em um Mundo
Tridimensional, funcionamos aqui como tal, assim funcionam os nossos
sentidos.

Porém nós não somos tridimensionais, somos multidimensionais. Para


além dessa tridimensionalidade lamentável, enganosa e hipócrita de
Euclides existe a quarta coordenada que é a Quarta Dimensão e mais além
a Sexta e a Sétima Dimensão, pois tudo é sétuplo na Criação.

Mas amigos, estamos entrando em um estudo que não é Acadêmico, não


é Universitário, não é Teológico e nem Psicológico. Na verdade não é um
estudo e sim uma vivência em nosso Universo Psicológico.

Como penetramos em nosso Universo Psicológico então? Aqui para esse


mundo nós temos os sentidos, porém, esses sentidos não servem para
detectar, tocar, olhar, degustar as entidades e pessoas que vivem no nosso
próprio mundo psicológico.

Cada um de nós temos o nosso próprio Universo Psicológico, que está


repleto de gente, de vivos, de mortos, de coisas, de mares, de montanhas,
de montes, de carros, de cidades, de guerras. Pode ter lá um desastre
terrível e esse desastre pode se manifestar aqui, por essa estrutura chamada
o organismo humano.

Esse é o estudo do Oculto, o estudo do Conhecimento Objetivo. Quando


eu entendo e aceito que para além de mim há mais vida, que a vida está no
infinito estrelado, então vou em busca de melhorar o meu nível de
expressão.

O meu nível de expressão no mundo é a do mundo. Tudo que há aqui


participa ou é expressão de vida. Eu sou uma expressão de vida, porém, a
expressão de vida não acaba aqui. Tomar o mundo como um fim é um erro
gravíssimo.

34
Jorge Vélez Restrepo

O mundo e tudo o que nós consideramos, a vida aqui, é apenas um


ginásio onde podemos experimentar o progresso para o Estado Psicológico,
aos Mundos Superiores, a Quarta Dimensão, a Quinta, a Sexta e a Sétima.
Assim, meu amigos, temos pela frente um grande trabalho e esse trabalho,
essa conquista do mundo, acontece aqui dentro de cada um de nós.

Este estudo vai nos indicar corretamente a nossa condição atual, vai nos
dizer que nós temos um corpo físico e que ele obedece ao tempo do homem
temporal ou terrenal e obedece também ao desenvolvimento do Homem
Senhor e Rei da Criação.

Se permaneço no homem terrenal, aqui permaneço e pereço. Se busco o


homem celestial de que falam as Escrituras, então preciso realizar dentro de
mim o trabalho de desenvolvimento do Homem Psicológico, do Homem
Interior, do Homem Senhor e Rei da Criação.

Para realizar esse trabalho foi nos dada a grande cultura do atual Avatar
que é esse Gênio, esse Super-Homem chamado Samael Aun Weor. Crer ou
não crer é uma questão sua, porém essa Doutrina desvelada é a comentada
desde o amanhecer da vida por todos os Profetas e Guias da humanidade.

É desvelada porque estamos ante ao fim da humanidade, ante ao fim da


vida no Planeta Terra. Por isso foi desvelada, para que alguém tenha a
possibilidade de superar sua condição e ir pelo menos a Terra do Êxodo. Se
você não conseguir sua liberação, alcance pelo menos ser selecionado para
ir à Terra do Êxodo.

Na Terra do Êxodo os selecionados viverão por séculos, até que haja


possibilidade de que essa raça se especialize, melhore, se cristalize, se
limpe e possa dela tirar a semente para fundar a Sexta Grande Raça Raiz da
humanidade.

Destes temas é que falamos a vocês aqui e deles queremos ampliar o


conceito e conteúdo de qualquer Religião, qualquer área da Filosofia,
Psicologia, Teologia ou do Conhecimento Científico. Vamos desenvolver
isso como algo urgente na humanidade atual; então, temos que saber o
fundamental desse corpo e como ele está.

Não é que vamos estudar Anatomia nem tampouco Fisiologia, não


vamos estudar nada disso aqui. Vamos sim, saber concretamente que a
única Energia que produz a manifestação de vida é a Energia Sexual e
saber que ela tem também seus dois polos naturais, o positivo e o negativo.

35
Jorge Vélez Restrepo

Vamos entender que a Energia Sexual também pode ser de natureza da


espécie animal ou pode ser de uma natureza de degeneração infra-sexual,
ou pode ser de natureza de Supra-Sexualidade, da qual surgem o Homem e
o Filho do Homem.

Se tudo nasce da Energia Sexual, o Homem e o Filho do Homem


também nascem dela. Por isso vamos recuperar esse conceito de conotação
vulgar, degenerante, extravagante, horrível, repugnante do uso que fazemos
da natureza cristalina e preciosa que produz a vida.

Vamos falar disso sim, porém no seu devido lugar, ao seu tempo,
porque a Energia Sexual, amigos, é a que produz a manifestação da vida no
Reino Vegetal, no Reino Mineral, no Reino Humano, no Reino Animal
Racional, no Reino dos Homens e no Reino dos Filhos do Homem ou
Super-Homem.

É a Energia Sexual, porque ninguém vai ao Segundo Logos, sem passar


pelo Terceiro. E o Terceiro Logos, chamado o Espírito Santo, se manifesta
através de Energial Sexual. Essa é a que cria, que dá vida e forma à
manifestação de criação da vida. Este é o estudo que vamos adentrar.

Temos que aprender a menejar a Energia Sexual, porque se é a Energia


Sexual que produz a vida, manejando a Energial Sexual eu manejo a vida.
Se a Energia Sexual produz a morte, em sua forma oposta, antítese, quando
aprendo a manejá-la, também aprendo a menejar a morte.

Amigos, todos os poderes possíveis da humanidade, do homem, dos


Deuses, dependem do comportamento a que se pode dar à sua Energia
Sexual.

A Energial Sexual é pois a energial da qual nós somos, de onde viemos


e até onde podemos chegar; a um estado de liberação da condição em que
nos encontramos hoje.

Bom, já neste terreno, neste caso, quando o homem busca uma


possibilidade, então tem que abocanhar, se atirar, tem que se submeter ao
nosso estado, ao estado de conhecimento do Homem Interior.

O estado de conhecimento do Homem Interior requer passos


conduzentes, firmes e definitivos em relação a sua busca. Para dar esses
passos é necessário conhecer o terreno que se pisa, que é o terreno em que
estamos, que é o que somos, o que de nós vale e o que não vale.

36
Jorge Vélez Restrepo

Dissemos que nós somos um corpo, um organismo humano, e que por


esse organismo se expressa uma multidão chamada Legião ou Ego. Vamos
conhecer essa Legião, estudar, julgar e desintegrar por meios especiais que
o Conhecimento nos fornece.

Como princípio ao tema, vamos ver como podemos conseguir isso no


organismo humano fora dos cinco sentidos. Nós vivemos em um organismo
humano em um mundo tridimensional, mas também temos um mundo
psicológico.

Vamos ver como podemos entar nesse mundo psicológico, pois lá os


sentidos não entram. Lá entra um sentido extraordinário que se chama a
Auto-observação Psicológica. Esse sentido está perdido em nós, mas
podemos resgatá-lo aqui na manifestação, pois é indispensável aplicá-lo
nesse organismo humano.

Também existem outros centros, além dos cinco sentidos. Os cinco


sentidos são os que correspondem ao estado da Máquina Orgânica, mas o
homem tem doze sentidos. O Homem não nós, mas a Alma tem doze
sentidos. Nós não possuímos a Alma, a temos mas não a possuímos.

Uma alegoria bem clássica e especial que os Mestres do Conhecimento


dão à Alma é como aquele que tem uma bela jóia e a coloca em penhora.
Ele tem a jóia penhorada, mas não a possui. Assim é a Alma em nós. Nós
temos a Alma, porém não a possuímos.

Possuimos um princípio, um aspecto que se chama Essência ou Budhata


e está aqui dentro enjaulada, aprisionada na natureza que nos domina, que
nos maneja, que nos escraviza e nos mata; que é a natureza pervertida do
Ego.

Para que essa Essência possa surgir à manifestação com todo o seu
esplendor e grandeza e se constituir em Alma é necessário realizar o
trabalho correspondente ao processo iniciático que conduz ao Homem.

Esse processo começa por entender que essa Máquina Orgânica tem
Sete Grandes Centros ou Cilindros. Desses Sete Centros tem dois que não
usamos, não os manejamos nem os temos em atividade.

Temos Cinco Centros Inferiores que se chamam Centro Intelectual ou


Cérebro Intelectual, o Centro Emocional, o Centro Motor ou Cérebro
Motor, o Centro Instintivo situado no cóccix e o Centro Sexual.

37
Jorge Vélez Restrepo

Vamos enumerar esses Cinco Centros Inferiores da Máquina Orgânica,


de forma definitiva: um Centro Intelectual, Um Centro Emocional, um
Centro Motor, um Centro Instintivo e um Centro Sexual. Esses cinco
centros são os que recebem todas as impressões que chegam por meu
sentidos de dentro ou de fora.

Esses cinco Centros são os que manejam as impressões de acordo como


as entregamos. Esses cinco Centros da Máquinas Orgânica formam três
Grandes Cérebros. Uma desses Grandes Cérebros é o Intelectual, outro
Cérebro é o Emocional, e o outro Cérebro é o Motor-Instintivo-Sexual.

Repito: um Cérebro Intelectual, que funciona na cabeça, um Cérebro


Emocional que tem sua sede no coração e um Cérebro Motor-Instintivo-
Sexual que tem seu centro de gravidade nas glândulas sexuais.

Estes três Grandes Cérebros que a Máquina Orgânica possui capturam


todas as impressões que chegam e que querem se expressar pelo corpo.
Assim é que vamos estabelecer como iniciaremos o processo até
encontrarmos e descobrirmos a nós mesmos para poder ver o que nos falta
e o que nos sobra, para podermos marchar ao Conhecimento Objetivo do
Homem Autêntico e Real.

Nesse terreno já dissemos que temos um corpo humano que tem cinco
sentidos, os quais nos possibilita o comportamento, o conhecimento, a
informação das coisas que nos rodeiam nesse mundo que existimos.

São por eles que me adentra todo o conhecimento informático que tenho,
tanto o que entra por minha experimentação bem como por meus ouvidos,
meus olhos, meu olfato, pela gustação e pelo tato. Essas são as percepções
sensoriais externas, que me abrem a mente que se chama Mente Sensorial.

Estamos detalhando porque temos em nosso auditório pessoas que


conhecem, já orientadas, mas também pessoas que não conhecem e que
não estão orientadas.

Amigos, é necessário que detalhemos e por isso repetimos, a Máquina


Orgânica como tal, tem cinco sentidos que são de percepção Sensorial
Externa e por eles enriqueço minha Mente Sensorial, pela qual desenvolvo
as coisas deste mundo perceptível aos meus sentidos.

Mas se eu quero alcançar até o Conhecimento Objetivo, tenho também


que saber que essa Máquina Orgânica, que é um laboratório extraordinário,
tem Cinco Centros Inferiores da Máquina Orgânica.

38
Jorge Vélez Restrepo

Não somente Cinco Sentidos, mas também Cinco Centros, e que esses
Cinco Centros se resumem em Três Grandes Cérebros que são: um Cérebro
Intelectual, um Cérebro Emocional e um Cérebro Motor-Instintivo-Sexual.

Por esses Três Cérebros eu vou poder capturar toda e qualquer


impressão que chegue até mim. E que por um estudo que vamos nos
arpofundar pouco a pouco, vamos verificar como as Percepções Sensoriais
Externas afetam o comportamento humano, e como podemos distinguí-las,
classificá-las, julgá-las e dar um fim nelas em mim ou retirá-la de mim.

Amigos, esse é o primeiro passo para esse tema que é a Gnose e o


Homem Psicológico. Aguardo-os para o tema seguinte.

Muito Obrigado.

39
Jorge Vélez Restrepo

Tema 4
O Corpo Humano
Bem estimados amigos, hoje é dia dezessete de março do ano de dois
mil e doze. Volto com esses temas com o propósito de focalizar e orientar
acerca do Homem Terrenal e o Homem Celestial.

Como já vimos nos temas anteriores vamos um pouco devagar ao


introduzi-los, pois são temas muito difíceis, devido à estrutura cultural que
temos, inclusive por uma herança totalmente orientada ao Homem
Terrenal, dada para o Homem Terrenal, com um modo de pensar, sentir e
agir próprio desse estado atual.

É muito difícil e certamente excepcional que alguém hoje em dia tenha


disposição para escutar estes temas e tenha paciência e suporte que lhe
permita não apenas escutar, mas valorizar a possibilidade da humanidade
inteira deste mundo fenomênico passar ao estado correspondente do
desenvolvimento da consciência.

Noutros temas das páginas que temos e mantemos na web, foi dito que a
diferença entre um homem e outro é o seu estado de consciência e não o
seu grau de instrução, de erudição ou de especialização. Essas coisas não
tem nada a ver com a nossa cultura.

A diferença entre um sol e outro é o seu esplendor, sua luminosidade.


Isso está estabelecido nos estudos de nossas páginas. Vamos plantar uma
coisa bem elementar que é o nosso estado, vista de uma maneira, digamos,
primária.

Nós somos o corpo humano, como temos dito e repetido tantas vezes,
este é o corpo humano. Nós o chamamos assim, porém se o analisarmos
mais detidamente para focalizar o estudo do Homem Terrenal ao Homem
Celestial, este não é propriamente o corpo humano.

Esta é a Máquina Orgânica, é o organismo, que por consideração


dizemos o organismo humano, que é uma máquina preciosa e
extraordinária.

A conhecemos como organismo humano e de imediato, supomos que


este é o homem. Bom, isso é algo muito estranho em nossa cultura, algo
que temos que detalhar para poder visualizar a possibilidade do Homem
Real e Verdadeiro.

40
Jorge Vélez Restrepo

Bom, esta Máquina Orgânica, este organismo tem seus cinco sentidos,
como já vimos, mas precisamos enfatizar que usamos esses cinco sentidos
de uma maneira tão mecânica, que não nos detemos para pensar.

Temos o sentido da visão, maravilhoso; temos o sentido do olfato; o


sentido da audição; o sentido da gustação; e o sentido do tato. Esses são os
cinco sentidos da Máquina Orgânica.

Esses cinco sentidos são os que nos permitem capturar as sensações


exteriores e que nos permite trazer as Percepções Sensoriais Externas, o
conteúdo que vai se estabelecer em nós de princípio na Mente Sensorial, ou
seja, na mente pela qual nos expressamos e na qual vivemos.

Nós capturamos alguma impressão, alguma impressão chega até nós,


sempre por nossos sentidos, por algum sentido ou por vários. Podemos ver
e ouvir certo? Essa impressão chega até mim, me afeta ao passar por minha
retina e vai se alojar em um campo, um espaço que se chama mente.

Então, nessa mente, vamos recolhendo todas as impressões internas e


externas da vida. Essa é a Mente Sensorial. Essa Mente Sensorial se
alimenta não apenas da percepções, mas também faz a orientação de qual
expressão a pessoa desenvolve em sua vida.

Assim é como se forma em nós a culturização, digamos, a


intelectualização, digamos, a sistematização a qual vamos obedecer de A a
Z. Vamos ser cultivados. Esse cultivo, repito, desde A a Z vai sendo
formado pelas impressões que recebemos através dos cinco sentidos da
Máquina Orgânica, que depois intelectualizamos.

Há uma força extraordinariamente prodigiosa e dominadora que se


chama a intelectualização, a força do intelecto; não confunda isso com
outras forças, é uma força da inteligência pervertida.

Essa inteligência pervertida é que guia, conduz, organiza e orienta todo


aquele conteúdo que chegou à minha Mente Sensorial através dos meus
sentidos. Por isso se chama a Mente Sensorial.

Também temos outra mente, que se chama Mente Intermediária, da qual


não vamos falar nesse momento. E também temos a possibilidade de dar
abertura nesse organismo da Mente Interior.

41
Jorge Vélez Restrepo

Agora vamos compreender que nessa Máquina Orgânica funciona pela


inteligência, chamada intelectualismo, que é uma inteligência perversa, que
estabelece nessa Máquina Orgânica os desenvolvimentos das Percepções
Sensoriais Externas.

O que entra pelos meus sentidos na Mente Sensorial, essa inteligência


perversa chamada intelectualismo, vai cultivar, culturalizar, vai
sistematizar, vai até codificar, para que essa Máquina Orgânica obedeça a
uma espécie de ordenamento funcional que estabelece o mundo.

O mundo com todas as suas funções, o mundo escolar, dentro do qual


está toda a Ciência, toda a Filosofia, todas as Religiões e tudo o que é Arte.
Aí vemos toda a população que constitui o mundo com todas as suas
especializações.

Este vem a ser o estudo do mundo, o estudo do nosso sistema, de nosso


desenvolvimento, ao qual estamos submetidos por essas forças da
intelectualização que forma este mundo.

Além deste tipo de aproveitamento deste veículo, deste corpo, desta


Máquina Orgânica, existe a possibilidade de não se dar a culturalização e a
mentalização das Percepções Sensoriais por esta Máquina Orgânica e que
surja, se estabeleça e se desenvolva assim o Homem Interior, o Homem
Psicológico, o Homem Real e Verdadeiro, o qual ainda não foi criado neste
organismo humano.

Olhem vocês, que este tema é muito bonito, mas é um tema para poucas
pessoas devido, como dissemos a inundação, a saturação, a herança, ao
estado em que chegamos através dos séculos e séculos.

Chegamos aqui assim, porque trazemos a herança e as causas dessa


cultura, na qual nascemos, crescemos, nos reproduzimos, morremos e nos
temos bestializados; então, trazemos tudo isso pelas Leis do Eterno Retorno
de todas as coisas e a Lei da Recorrência.

Nós conhecemos ou estudamos essas leis, como o Karma. O karma dos


homens, o Karma da família, o Karma dos povos, o Karma dos mundos.
Bom, estes são temas que já vão se aproximando da distinção entre a
possibilidade do desenvolvimento do homem e do estado atual em que nos
encontramos.

42
Jorge Vélez Restrepo

Por isso é tão difícil compreender isso. Não apenas captar, mas o que é
mais importante, após ter captado e entendido um pouco, realizar e
incorpoar. Uma coisa é o mundo com seus pilares de conhecimentos, outra
coisa é a teoria do conhecimento contida nas Obras Sagradas de todos os
Guias da Humanidade; e outra coisa é a realização aqui dentro do
desenvolvimento que conduz à encarnação dos estados propostos nesta
teoria.

Assim, vamos analisar por outro ângulo esta possibilidade de encarnar


aqui dentro o Homem, o Homem Real e Verdadeiro. Vamos analisar o
corpo. Nosso corpo, honestamente, é uma máquina preciosa e
extraordinária; esse organismo é de uma concepção profunda e sábia.

É claro que o destino que damos a ele no mundo é um destino


miserável, triste, lamentável, doloroso e criminoso; mas vamos ver como
saímos disso.

Entre pessoas esclarecidas, obviamente que temos que saber e acentuar


que o exterior, tudo o que há no mundo, é uma projeção do interior, assim
como os filhos são desenvolvimentos dos pais.

Assim, aqui o exterior, este mundo exterior, com tudo o que tem é a
projeção, o desenvolvimento, o desdobramento do interior. Deste modo, se
eu mudo meu interior, mudo meu mundo.

Não que as coisas vão desaparecer, mas sim a minha relação com essas
coisas, minha relação com o derredor, com o meio, com o mundo, com a
vida, com a morte. A minha mudança é uma mudança psicológica, a qual
estudaremos ao seu devido tempo.

Aqui nós temos, pois, o mundo dos objetos, das coisas tangíveis, do que
nos produz as impressões e como nós a levamos, como a menejamos e
como nos desenvolvemos.

À parte deste mundo, existe o mundo psicológico de cada um e de


todos. Por exemplo, eu vivo nos mundo das coisas e para o mundo das
coisas. Tenho a capacidade de discernir ou digerir as coisas pelos sentidos.

Porém esses sentidos são para esse mundo, não me servem para o que
está além desse mundo, não me servem para as dimensões superiores da
natureza e do cosmo; servem-me apenas para esse mundo.

43
Jorge Vélez Restrepo

Quando passo a viajar, experimentar e estudar cada fenômeno, cada


coisa, cada figura, cada manifestação em outro mundo, necessito de outro
sentido. É claro que aqui está a possibilidade de dar abertura a esse sentido,
que de antemão lhe digo que se chama o sentido da Auto-Observação
Psicológica. Sobre isso vamos ver muito da teoria do Conhecimento e
vamos praticar para que esse sentido nos seja aberto.

Nessa página, temos apresentado um capítulo por dia. Agora, para


caminharmos até esse conhecimento e da teoria para as práticas
concernentes ao estudo da realização, vamos abordar um outro aspecto.

Além dos Cinco Sentidos, esse organismo humano possui Sete Grandes
Centros, mas estes grandes centros não estão à disposição desse organismo,
porque esse organismo ainda é incompleto. No estado em que nos
encontramos, temos o que se chama Cinco Centros Inferiores da Máquina
Orgânica.

É necessário detalhar e entender corretamente esse delineamento. Esse


organismo humano, que não sou eu e nem é o homem, chamamos de
Máquina Orgânica.

Bom, vamos avançar e estudar. Essa Máquina Orgânica, esse corpo,


esse organismo não contém os Sete Grandes Centros. Dos Sete Grandes
Centros, apenas cinco funcionam. Os outros dois não funcionam. Os cinco
que funcionam se conheçe como os Cinco Centros ou Cilindros Inferiores
da Máquina Orgânica.

Os Cinco Centros ou Cilindros da Máquina Orgânica estão assim


localizados. Um Cérebro ou Centro Intelectual na cabeça, um Centro
Emocional na área do coração, um Centro Motor nas primeiras vértebras da
coluna, um Cérebro Instintivo pelas últimas vértebras do cócxis e um
Cérebro ou Centro Sexual. Cinco Centros Inferiores da Máquina Orgânica:
Intelectual, Emocional, Motor, Instintivo e Sexual.

Esses Cinco Centros Inferiores da Máquina Orgânica de cada pessoa,


homem ou mulher, normalmente se resumem, se encerram, se
circunscrevem a três cérebros, sendo um chamado de Cérebro Intelectual,
outro que se chama Cérebro Emocional e outro que se chama Cérebro
Motor-Instintivo-Sexual.

44
Jorge Vélez Restrepo

Esses três cérebros são a base para a possibilidade de desenvolvimento


sobre os quais vamos estudar e trabalhar para que entrem em um atividade
ordenada e organizada, a serviço não só da Máquina Orgânica, mas
também das possibilidades dos primeiros vislumbres do estudo superior,
para que mudemos a nossa forma de pensar, sentir e agir, em busca do
Homem Interior, em busca do Caminho Iniciático.

No tema seguinte, continuaremos com esses pontos e daremos os


detalhes de como é a predisposição necessária, como é a possibilidade de
desenvolvimento e como se caminha dentro de um conhecimento já
estruturado, fundamentado, em busca da cristalização da Alma, para que se
estabeleça aqui dentro o Homem Psicológico e para mais tarde nascer o
Filho do Homem.

Meus amigos, vamos detalhar com o ânimo de avançar com passos


firmes e não sobre essas correntes da teoria e das crenças. Vejam vocês que
estamos falando de desenvolvimento definido, assim como se leva uma
criança na escola e lhe ensina que essa é a letra A, e que essa é a letra B e
esta é a C.

Estamos falando aqui para pessoas que tem interesse pelo


conhecimento, não de teorizá-lo, mas de realizá-lo, para poder mudar a
nossa lamentável condição que nos encontramos através dos séculos até o
momento presente.

Até o próximo capítulo, até o próximo tema meus amigos.

Muito Obrigado.

45
Jorge Vélez Restrepo

Tema 5
Em Busca do Homem Real

Bem meus amigos, estamos novamente com mais um tema do


esoterismo, um tema do conhecimento superior, em busca do homem
interior, do homem real e verdadeiro.

Este tema não é para todos, pois nem todos o entendem. Nos dirigimos a
toda a humanidade, mas não são todos que o entendem, nem mesmo
aceitam, devido a herança cultural que já temos estruturada nas áreas da
Ciência, Filosofia, Religião e na Arte.

Para aqueles que buscam a possibilidade humana, estes temas são o


caminho que conduz à Iniciação, bem diferente da culturalização do animal
racional equivocadamente chamado homem.

Ficando isso bem entendido, vamos focar algo que não é para todo
mundo, do ponto de vista devocional, emocional ou cultural. É para
pessoas que já transitaram muito no existir e morrer, e que sentem a
necessidade de se manifestar em algo superior, de servir a finalidades
superiores da natureza e de Deus.

Estamos pisando em terreno possivelmente muito ingrime, mas fazemos


uma advertência clara e definitiva, isto não se pode fazer de modo
mecânico, nem codificar ou sistematizar; o que estamos dizento e
ensinando são posições de desenvolvimento possíveis para se entrar na
Iniciação.

Bem amigos, já havíamos estabelecido que este organismo humano, esta


Máquina Orgânica, que não é o Homem, nem o que se expressa pela
Máquina Orgânica atualmente é o Homem.

O que se expressa pela Máquina Orgânica é a Legião, sobre a qual


também já explicamos detalhada e amplamente. Essa Legião é a
responsável por impedir que o Homem se desenvolva aqui dentro de nós e
se expresse de fato.

Dizíamos que esta Máquina Orgânica possui Cinco Centros Inferiores.


Esses centros da Máquina Orgânica funcionam com um tipo de energia que
é o hidrogênio.

46
Jorge Vélez Restrepo

O hidrogênio é a substância por onde toda manifestação de vida se


cristaliza. Isso também pode ser verificado pela ciência clássica.

Esse hidrogênio, essa força, essa energia que se expressa através dos
Cinco Centros Inferiores da Máquina Orgânica, encontra-se em completa
desordem. Há um caos completo, pois é indefinido como essa energia é
usada por cada centro, o Centro Emocional, o Centro Intelectual e o
Cérebro Motor-Instintivo-Sexual.

Alí há um caos, uma mescla, uma desordem, uma anarquia espantosa.


Essa anarquia, esse estado de degeneração é o que impede o indivíduo de
estabilizar e atender apenas as necessidades de cada centro. Por isso existe
em nós o pensamento e a dúvida, a verdade e a dúvida, a paixão e o amor,
devassidão, inquietude, ignorância e a obscuridade.

Vamos dizer assim, todo o caos que existe na humanidade, obedece em


princípio, em primeiro plano a desordem que ficou estabelecida no uso
incorreto das energias que fazem os Cinco Centros Inferiores da Máquina
Orgânica funcionarem.

Vou insistir, o Centro Intelectual tem o seu próprio tipo de energia, o


Centro Emocional tem o seu próprio tipo de energia, o Centro Motor tem o
seu próprio tipo de energia, o Centro Instintivo tem o seu próprio tipo de
energia e o Centro Sexual tem o seu próprio tipo de energia.

Como essas energias se encontram em um caos de modo anárquico, o


primeiro passo para caminhar para o Conhecimento Iniciático é eu
descobrir quem ou que fatores produzem esse funcionamento caótico em
mim.

Esse funcionamento caótico se estabelece, porque não existe em mim o


indivíduo, mas sim uma Legião. Essa Legião tem as suas necessidades de
expressão e as requer, demanda e exige, gastando assim não somente a sua
energia, mas também rouba de outros centros para poder realizar sua
máxima expressão, sua máxima manifestação.

Vejamos uma exemplo, os futebolistas profissionais. Desgastam


terrivelmente, espantosamente as energias dos centros motor e emocional;
quando se esgota as energias do motor e do emocional, usam a energia do
centro sexual, que é mais fina, mais sutil, igualmente do centro instintivo,
bem como do intelectual.

47
Jorge Vélez Restrepo

Usam as energias que precisarem para conseguir expressar sua paixão


máxima, sua inclinação máxima, sua expressão máxima. Esse é o caso do
caos da humanidade.

Um cientista pode querer colocar uma ordem científica, mas acabará


impotente, porque canalizou toda a energia para essa área intelectual do
método científico.

E assim, cada um de nós temos uma desordem extraordinária e


espantosa; essa desordem não somente provoca uma desequilíbrio no
organismo humano, como também envelhece e produz enfermidades,
debilidade e na sequência a morte.

Vejam vocês, como são interessantes os estudos. Temos que equilibrar


os Cinco Cilindros Inferiores ou Centros Inferiores da Máquina Orgânica.
Se não pudermos organizar esses Cinco Cilindros da Máquina Orgânica,
para que cada uma trabalhe com sua própria energia, não é possível chegar
ao equilíbrio, ao que se conhece como Castidade.

A Castidade não é o que popularmente se conhece. É um estado de


equilíbrio, no qual a Máquina Orgânica funciona maravilhosamente. Para
haver esse equilíbrio tem mais um passo, muito importante, o mais
importante de todos.

A energia mais fina que a Máquina Orgânica consome é a Energia


Sexual. É a energia mais sutil, a mais fina e mais delicada. Todos os
centros tomam essa energia e a faz desgastar.

Quando vamos usar a Energia Sexual para os seus próprios fins, esse
centro tira de outros centros uma energia mais pesada, mais grosseira,
viciadas, degeneradas, acabando por dar um comportamento brutal,
bestializado e desordenado.

Vejam que quero expressar o conhecimento de uma maneira bem clara.


Se eu não ponho em ordem, se não estabeleço uma ordem nas energias, no
funcionamento da minha Máquina Orgânica, elimino qualquer
possibilidade de chegar à Iniciação.

Vejam bem, estimados amigos, que eu estou estabelecendo e


enfatizando, não se tem nenhuma possibilidade, pois a matéria-prima que
se usa para chegar à Iniciação está contida na Energial Sexual Primordial.

48
Jorge Vélez Restrepo

Se o caos continuar, está em confusão, está em anarquia, derrotada, está


em degeneração, eu não tenho a matéria-prima que é a Energia Sexual.
Com essa Energia Sexual, que é a energia que cria e mantém esse
organismo humano e a vida é que eu tenho que desenvolver e dar vida aos
estados superiores de oitavas superiores no trabalho que chamamos e se
conhece como os Alquimistas, que é a trasmutação das energias a oitavas
superiores para poder se dar a Iniciação.

Amigos, eu creio que estão me entendendo, se eu não estabeleço um


equilíbrios nos Cinco Centros da Máquina Orgânica, nos Cinco Centros
Inferiores, não poderei também desenvolver o sexto e nem o sétimo centro
da Máquina Orgânica.

Não poderei desenvolver a cristalização da Alma, não poderei


desenvolver o Homem Interior, não poderei fazer com que em mim apareça
o Fogo Sagrado, que tudo transforma, ou seja, produz a Iniciação.

Se eu busco a Iniciação, então eu preciso da matéria-prima para


trabalhar, da qual vou retirar os Hidrogênios, que vão dar as cores à
Alquimia. Sim, vão dar as cores, mas se eu não tenho a matéria-prima não
posso trabalhar isso.

Essa matéria-prima se chama Hidrogênio-12. O Hidrogênio-12 é a


energia, a matéria-prima de onde vou tirar o desenvolvimento dos meus
estados iniciáticos.

Essa energia o Hidrogênio-12, durante o desenvolvimento do proceso,


se transforma em Hidrogênio Si-12, mas para que isso aconteça, são
necessários trabalhos prévios de valorização, desenvolvimento e equilíbrio
do que se chama Castidade. Estão entendendo? A castidade é o equilíbrio
do consumo de hidrogênio pelos Cinco Centros Inferiores da Máquina
Orgânica.

E vemos que o que derrota esse estado, que confunde, que cria essas
precipitaçãoes e inclinações de desequilíbrio, é uma força dentro de mim
que demanda satisfação no intelectual, no emecional, no motor, no
instintivo e no sexual, que em Psicologia se denonima os Agregados
Psíquicos, meus desejos, meus apetites, meus temores, meus afãns, minha
luxúria, meu orgulho.

49
Jorge Vélez Restrepo

Em outras palavras é a derrota que se produz em mim pelo estado atual


do mundo, o estado que me comporto, o estado em que fui cultivado, o
estado das considerações do Homem Científico, do Homem Filosófico, do
Homem Religioso, do Homem Artístico.

Essa condição não permite o equilíbrio dos Cinco Cilindros da Máquina


Orgânica, porque de alguma maneira, há um desequilíbrio em algum ou em
todos os centros, pelo comportamento, desenvolvimento, culturalização e
com a derrota ou negação.

Estamos entrando em terrenos bem difíceis amigos e são até elementares


nesses estudos. Vejam vocês que o mundo se desenvolve pelas forças
desenvolvidas, organizadas, sistematizadas e socializadas pelos Sete
Pecados Capitais, das sete forças antíteses do Raio da Criação conhecidas
como a Ira, a Cobiça, a Luxúria, a Inveja, o Orgulho, a Preguiça, a Gula e
tantos outros que temos.

O desenvolvimento de todo esse orgulho, de luxúria, de derrota de nosso


comportamento de animais racionais ou de animais racionais bestializados,
gerou em nós esse desequilíbrio que impede avançar até a Iniciação, até o
Homem Autêntico.

O primeiro passo, então é promover o equilíbrio dos Cinco Cilindros


Inferiores da Máquina Orgânica. Pois bem, cada centro da Máquina
Orgânica tem seu próprio alimento. Além do fato de que tem sua própria
energia, necessita de equilíbrio nutricional.

O Centro Intelectual, por exemplo está em pleno desequilíbrio, pois está


embasado por leituras, estudos, técnicas, na ânsia desordenada de saber, de
conhecer, de sentir.

Tudo isso, toda essa leitura, toda essa pornografia, todo esse
emanharado de teorias e literaturas, de comédias, de novelas e tragédias,
tudo isso que tenho em minha mente desequilibrou meu Centro Intelectual.

Vejam vocês, que o mesmo acontece com a audição. Prefiro ouvir o


canhão, a batalha, o estrondo, o grito, o temor, o pranto, etc. Meus ouvidos
já estão afetados, já não escuto o sussuro da natureza, do vento, nem da
água e nem do ar.

50
Jorge Vélez Restrepo

Amigos, estamos em um completo estado de degeneração. Se


repararmos bem, nossos movimentos estão desordenados, completamente
mecanizados. Por exemplo, alguém fala, movimento meu pé esquerdo,
movimento meu pé direito e vou com minha máquina.

A Máquina Orgânica não anda por si só, ela é impulsionada pela


natureza que a comanda para buscar o que quer. Se necessito correr, faço
minha máquina correr, se preciso dar água para minha máquina, a levo a
uma fonte ou lhe dou alguns copos de água.

A Máquina Orgânica está submetida aos acontecimentos do mundo, de


coisas temporais, de coisas que passam e envelhecem. É preciso reservar
algum tempo para meditação ou pelo menos para discernir como se
comportam em mim os Cinco Sentidos de minha Máquina Orgânica.

Assim, temos que estudar os sentidos, seu manejo correspondente,


ordenado e medido, e que trabalham sob meu comando. Não apenas isso,
tenho também que conhecer o que faz meus sentidos trabalharem para tal e
qual objetivo.

Quem comanda meus ouvidos, meus olhos, minha lingua, minha


digestão, meus movimentos? É um caos e eu enfatizo que a humanidade
toda está em um caos ao qual fomos levamos pela sistematização.

Precisamos, portanto, voltar, estudar e estabelecer procedimentos que


permitam a Máquina Orgânica dar tons e notas superiores; desenvolver
manifestação superior para a possibilidade de emergir o Fogo Sagrado e o
Homem.

Meus amigos, esses temas às vezes são monótonos e até cansativos e


aborrecedores, mas se não o compreendermos, caminhamos
precipitadamente e às cegas no desenvolvimento, entre a mecanicidade da
percepção até os Três Fatores de Revolução da Consciência.

Sem ter um embasamento, um fundamento de comportamento, de


funcionalismo, caímos no estado de velhacos intelectuais, que sei tudo e
não sei nada; ou então caio no estado de místico, imaginando ter dons,
poderes, graças, virtudes e faculdades, acabando por se transformar em um
charlatão.

Aqui temos dois derrotados, ou nos tornamos velhacos do


intelectualismo, ou então charlatões por não ter bases correspondente ao
Conhecimento.

51
Jorge Vélez Restrepo

Estou sendo enfático e muito claro, pois falo de coisas que tenho
estudado e nas quais trabalho a muito tempo. Estou nessa luta e os
incentivo a levar mesuradamente o conhecimento com prática, para que o
Nível de Ser e Saber caminhem equilibrados.

Meus amigos, paramos por aqui nesse tema, estudo e investigação do


que move meus Cinco Centros Inferiores da Máquina Orgânica, o
Intelectual, o Emocional, o Motor, o Instintivo e o Sexual.

Se não conseguirmos o equilíbrio, denominado de Castidade, tampouco


teremos a matéria-prima para as grandes realizações, que são as
transformações da natureza e do homem.

Até logo mais.

Muito Obrigado.

52
Jorge Vélez Restrepo

Tema 6
Os Mercúrios

Bom estimados amigos, estou aqui novamente com vocês, hoje dia
vinte e um de março do ano dois mil e doze. Estamos apresentando um
programa para a humanidade, como vocês podem ver em nossas páginas da
web elhombrepsicologico.com e também psicologiaexperimental.com.

Nessas páginas vocês podem estudar, consultar e entrar em contato,


também esclarecer esses pontos que conduzem à Iniciação.

Vimos detalhadamente no capítulo anterior, como temos que nos


preparar para que se cristalize em nós a Alma, e que o Homem Psicológico
se estabeleça dentro de nós.Vimos também, que este homem, este corpo,
essa expressão de manifestação toda, se dá através da Energia Sexual.

A fecundação, nascimento e desenvolvimento do Homem Psicológico


ou Homem Interior se dá com a Energial Sexual. Essa mesma Energia
Sexual não é somente a mesma que produz o Homem do qual falou Nosso
Senhor Jesus Cristo a Nicodemos em São João:3, como também é dela que
nasce o Filho do Homem.

É um processo com as energias criadoras. Não há outra energia criadora,


mas lhe foi dado um cunho de tabú, de pecado, vulgaridade e profanação,
etc. É justamente essa a pedra de tropeço, a rocha do escândalo de que
falam as Sagradas Escrituras.

Através da nossa cultura, essa energia foi levada a um relaxo, a uma


degeneração, nos levando a essa condição lamentável em que nos
encontramos atualmente.

Quando porém, nós retornarmos com esse Conhecimento,


Conhecimento Real e Verdadeiro do Homem e do Filho do Homem e
Iniciáticos, obviamente abordaremos esse tema da Energia Sexual, que tem
os seus detalhes.

Quando toda a nutrição cósmica e os elementos cósmicos que


constituem nosso estado nutricional, chega a esse veículo, a esse estado de
criação do organismo humano, nesse momento temos a possibilidade de
manipularmos, de sermos o capitão do navio.

53
Jorge Vélez Restrepo

Quando aprendemos a manipular a Energia Sexual dentro de nós, a esta


altura já se dá a possibilidade de manipular a Energia Sexual; mas para a
Energia Sexual encontrar a nutrição deve chegar à nossa síntese, que é o
sêmem, tanto no homem quanto na mulher; essa é a semente de onde parte
todo o Gênesis para o Homem e o Filho do Homem.

Essa é a escala proposta pelo Raio de Manifestação da Criação, porque


tudo é luz. No estado em que nos encontramos somos trevas. Temos que
recuperar todas as partículas de luz que constituem a vida e torná-las em
um foco, um feixe luminoso; e aí estão as propriedades de Cristalização da
Alma.

Buscamos a Cristalização da Alma, porque como já dissemos, temos


uma Alma mas não a possuímos. A Alma é um feixe luminoso, um Logos,
um buquê de leis, de poderes, de dons, de faculdades, de graças.

Todas as graças, poderes e sabedoria do Ser podem se expressar pela


Alma, mas resulta que a Alma não pode se expressar em nós, porque não se
cristalizou.

A Alma pode reunir todas as partículas e cristalizá-las, condensar dentro


de nós a aí sim temos Alma e a possuímos; ou a Alma nos possui, que é a
mesma coisa, pois nessa condição, o corpo obedecerá as projeções e
objetivos da Criação em que a luz alimenta a luz, assim como a água
alimenta a água.

Bem, não vamos nos distrair, certo? Víamos que para todo esse
desenvolvimento se necessita de algo, que nos estudos denominamos
Castidade. Não podemos confundir com o perigo número um, que é o
fanatismo e a mitomania, elementos derrotistas, que prejudicam tanto o
público externo, como a nós mesmos e perdemos a possibilidade.

Essa Castidade é indispensável. Sem ela não se progride, pois não há o


equilíbrio dos distintos Centros Inferiores da Máquina Orgânica,
permitindo que cada centro trabalhe com sua energia. Como vimos, a
Energia Sexual produz a matéria-prima com que se vai trabalhar.

Essa matéria-prima se conhece como Hidrogênio-12. O Hidrogênio-12


produzido enquanto estamos neste estado caótico, está disperso,
degenerado e não se pode aproveitá-lo. Isso devido a todos os costumes,
hábitos e tradições que temos e os abusos do comportamento humano.

54
Jorge Vélez Restrepo

Já vimos o que se passa com o Centro Intelectual, com o Centro Motor,


com o Centro Emocional. Bem, todos os centros estão em caos. Esse caos
não deixa a matéria-prima se estabelecer.

Do Centro Sexual sai a energia para todas as manifestações da vida e a


própria vida, sendo que esse centro é o que está mais degenerado. Vejam
vocês, que todas as atividade do homem e do mundo giram em torno do
sexo, chegando a uma degeneração assombrosa, incalculável e
inconcebível.

Os sentidos se apoderaram da Máquina Orgânica e já duvidamos que


existe Alma, de que existe pois a possibilidade de se desenvolver o Homem
e o Filho do Homem, de seres infinitamente poderosos.

Quando falamos de Castidade, estamos falando de santidade. Não


estamos falando dos engodos que encontramos por aí, de místicos
fanáticos. A Castidade é o equilíbrio dos Cinco Centros da Máquina
Orgânica.

Não tem nada a ver com o intelectualismo barato, com a falsidade das
pessoas, com falsos místicos e fanáticos, que vemos pelas ruas e pelas
religiões fazendo poses. Tem a ver com o equilíbrio dos Cinco Cilindros da
Máquina Humana.

Quando estão trabalhando corretamente, chega-se a um estado de


Castidade, que permite que cada centro trabalhe com seu próprio
Hidrogênio, sua própria energia. Perdoem-me, mas é necessário enfatizar
isso.

Agora, isso estabelecido de uma vez, trabalhando para equilibrar as


energias, cada centro vai recuperando sua própria energia. O Centro Sexual
se recupera então com sua matéria-prima, que é o Hidrogênio-12 dentro do
processo de Iniciação.

Com relação aos Três Fatores de Revolução da Consciência, queremos


dizer que são o “nega-te a ti mesmo, toma a tua cruz e segue-me”, que na
Doutrina Atual, já desvelada é a Morte do Ego.

A Morte do Ego que está entronado dentro de nós e traz a derrota e o


esgotamento do corpo, sem se importar como isso, pela cultura que temos.
Começamos então a assentar as coisas. Toda essa culturização que temos é
uma espécie de representação intelectualizada das legiões e demônios que
estão dentro de nós.

55
Jorge Vélez Restrepo

Todos nós somos demônios. Não há uma aqui que não seja demônio.
Quem se expressa por nós são os demônio, pois o homem ainda não foi
criado. Quem se expressa por nós? Os demônios, a antítese de Deus, o
Diabo. Dessa maneira, estamos possuídos pelo satânico, que é a nossa
cultura.

Podemos dizer assim, o fim justifica os meios. Comamos e bebamos,


pois amanhã morreremos. Esse é o mundo que temos meus amigos. Isso
vocês podem verificar, nós somos assim, não tem porque nos espantarmos,
somos assim mesmo.

Dentro de nós está a Ira impreguinando tudo; está a Cobiça, está a


Luxúria, que apodera de todas as manifestações da vida. A Luxúria, a
Inveja, o Orgulho, a Preguiça, a Gula, todos esses defeitos estão
socializados, estão como que civilizados dentro de nós. Então, é isso que
somos. Se quisermos sair dessa situação, temos que remover essa entidade,
chamada Ego, de dentro de nós, matá-la, sacrificá-la.

Somente assim poderá se desenvolver e se cristalizar o Homem Interior


dentro de nós; com a matéria-prima Hidrogênio-12 trabalhando nos Três
Fatores de Revolução da Consciência: Morte do Ego, que iremos detalhar
pouco a pouco, pois é o mais difícil; o Nascimento Alquímico, ou seja, o
trabalho com a Energia Sexual: e o Sacrifício pela Humanidade.

Se nós não colocarmos em vigor esses três processos, com plena


dedicação e atenção, é impossível entrar na Iniciação. A Iniciação se dá,
quando se desperta o Fogo Sagrado de Kundalini, que é energia e fogo.

Com a matéria-prima Hidrogênio-12 vamos trabalhar esses Três


Fatores; no início dos trabalhos temos que identificar dentro de nós a
fornicação. Enfocando o evento da fornicação, do adultério, da violência,
de tudo que se constitue a nossa natureza.

Ao enfocarmos isso corretamente, nós vamos trabalhar no que se


conhece por Magia Sexual. Vamos considerar isso agora, desse
procedimento de manipular as Energias Criadoras entre um homem e uma
mulher, em uma oitava superior.

A luta, então, é contra os nossos hábitos, nossos costumes, contra nossos


vícios, nossas degenerações. Nesse procedimento o homem não desfruta a
mulher nem a mulher ao homem, na maneira corrente, de uma forma
bestializada.

56
Jorge Vélez Restrepo

Vamos ter que polir esse comportamento. Como está nas Grandes
Religiões, Santo Agostinho disse “fazei do coito uma forma de oração”.
Também podemos ler nas Escrituras “que grande é o leito sem marcas”.

Trata-se agora, de cultivarmos nosso comportamento no pensamento, no


sentimento e no agir. Vamos começar a trabalhar com a Castidade
Científica. Com a matéria-prima vamos trabalhar com os Três Fatores de
Revolução da Consciência.

No contato amoroso, na união amorosa do homem com a mulher, buscar


a Castidade Científica. Buscando um estado de pureza, restaurando esse
evento sagrado do coito não vulgar e transformando em Arte Religiosa,
numa espécie de oração.

Dessa maneira nós vamos transmutar essa matéria-prima, o Hidrogênio-


12, e transformá-la no chamado Mercúrio, Mercúrio da Filosofia, Mercúrio
dos Alquimistas ou Mercúrio do Conhecimento Superior.

Temos que trabalhar com a matéria-prima, o Hidrogênio-12, de uma


maneira correta, prudente e organizada. Temos que estudar detidamente os
Três Princípios: a Morte, o Trabalho Alquímico, que é a união do homem e
a mulher sem derramar o sêmem, sem ejaculação, sem vulgaridade e
violência.

Desta maneira, da matéria-prima vai sair a Alma Metálica do Esperma.


Estou falando a vocês o que foi oculto por todos os tempos. Porém, para
sair a Alma Metálica do Esperma a partir da matéria-prima é necessário
fazer as purificações.

A santificação consiste em purificação e não em nos transformar-mos


em falsos místicos ou fanáticos. É sim atingirmos um estado de purificação
em nossa forma de pensar, sentir e agir, que é o verdadeiro Trabalho
Iniciático.

Dessa forma, a matéria-prima sendo trabalhada nos Três Fatores de


Revolução da Consciência, na Alquimia propriamente dita, vai se
transformar em Mercúrio Negro, que se alegoriza como o Corvo da
Alquimia. Podemos ver isso na citação bíblica em que Noé soltou da Arca
um corvo, que sai comendo imundícias, assim diz essa passagem.

Então, essa primeira matéria com que estamos trabalhando é negra,


podre, de acordo com os méritos do coração. Os méritos são a purificação,

57
Jorge Vélez Restrepo

ou seja, a Morte do Ego. Esses méritos é que nos permite trabalhar o


Hidrogênio e esse Mercúrio Negro então, se transforma em Branco.
Havendo continuidade no processo, essa energia, a Alma Metálica do
Esperma se transforma em Branca.

Sim, porque nesse processo é necessário continuidade nos propósitos,


para quem quer chegar ao Homem. Vamos vendo então, como as pedras
vão sendo retiradas do caminho, pois se trata da construção de um edifício
para o Ser.

Trabalhando dessa maneira, o Mercúrio se transforma em Branco, e na


continuação, essa energia se torna Amarela. No início essa energia se vê e
se chama o Corvo Negro da Alquimia, como está assim alegorizado.
Quando passa para Branca, fica alegorizada como a pomba do Espírito
Santo.

Vejam onde está a pomba do Espírito Santo. Mais adiante, essa Energia
Branca, de acordo com os méritos do coração, que são a purificação e o
sacrifício pela humanidade, se torna Amarela, alegorizada como a Águia
Amarela.

Reparem vocês a alegoria aos animais, Corvo Negro, Pomba Branca e


Águia Amarela. Após atingir essas três côres, então o trabalho atrai o Fogo,
ou seja, a cor Vermelha. Isso não acontece de um dia para o outro. Existe
uma mecânica, tem que ser de acordo com os méritos, se não, há o
fracasso.

Então vem a cor Vermelha, alegorizada como o Faisão, que tem as


quatro cores da Alquimia. Quando conseguimos a cor Vermelha, quer dizer
que essa energia, a matéria-prima agora é o Hidrogênio Si-12, que é o Fogo
Sagrado da Mãe Kundalini, com a qual se vai trabalhar.

Quando o Fogo Sagrado chega para o Iniciado, ele tem então a Mãe
Divina, tem a possibilidade de avançar no processo Iniciático. Antes de vir
esse Fogo não há possibilidade de nada, absolutamente nada.

O Fogo é o símbolo máximo da Alquimia, e a Cruz é o símbolo máximo


do sacrifício. Vejam a inscrição no alto da cruz “INRI”. Traduzido
corretamente no Conhecimento Objetivo fica assim: IGNIS NATURA
RENOVATUM INTEGRAM, ou seja, o fogo renova incessantemente a
natureza.

58
Jorge Vélez Restrepo

Nós necessitamos de Fogo de Kundalini. Na Divina Mãe Kundalini está


todo o poder, todo o desenvolvimento possível. Quando vem o Hidrogênio
Si-12, este é o início da Primeira Montanha da Iniciação Esotérica.

Sem o Fogo nada podemos fazer, pois o desenvolvimento do processo é


pelo Fogo. Esse Fogo, como veremos mais adiante, é o que promoverá o
desenvolvimento necessário à Iniciação.

Quando chega, abre as portas da Iniciação. Quem não fizer esse trabalho
é um impostor, um farsante e mentiroso. Não há outro processo. Jesus
Cristo disse “eu sou o caminho a verdade e a vida”, ou seja, não há outro
caminho, outra verdade, outra vida.

Isso tudo nós vamos clareando e detalhando, para que as pessoas não
tomem gato por lebre. As pessoas lêem cem obras do Mestre Samael, a
Bíblia, o Alcorão, o Zen Avesta, porém sem realizar o trabalho interno que
tem que ser feito, se não chegar o Fogo, nada realizou.

Nenhuma leitura, reza, missa, crença, intelectualização ou mecanização


resolve. Apenas conta os méritos do coração. É aí que está a espada que
permite avançar.

Agora amigos, já chegamos nesse ponto, e no próximo tema veremos


muitos requisitos e condições para o iniciado chegar a essa condição. Na
sequência, no próximo capítulo, veremos requisitos paralelos para poder
lapidar esse aspecto que é fundamental na Iniciação.

Repito e enfatizo, que é o princípio da Iniciação. Não se iludam, sem


chegar a esse ponto não há iniciação. Estou colocando as cartas na mesa,
falando com o coração na mão, do que conheço e entendo. Falo
honestamente com vocês. Vamos ver como se corrigem os erros, tantos
passos loucos e tantos impostores que existem nesse caminho.

Esse caminho está cheio de impostores. Aqui na Terra somos sete


bilhões de Almas, será que tem uma que possa dizer se as coisas são assim
ou não? Amigos, estamos falando por todas as leis.

No tema seguinte veremos como esse processo continua. Veremos sobre


o Mercúrio e também da Castidade. Veremos tudo a respeito disso. Nos
veremos em breve.

Muito obrigado.

59
Jorge Vélez Restrepo

Tema 7
Continuação Sobre Alquimia – A Purificação

Bom amigos, para dar continuidade a este tema, hoje vinte e um de


março, veremos o que segue.

Como vimos, obviamente, antes que a purificação dê estes resultados no


trabalho, se requer uma predisposição da pessoa. A pessoa tem que sentir a
necessidade de uma transformação. Repito e enfatizo, que não se trata de se
tornar um falso beato, um fanático, mas sim eliminar as Legiões.

A pessoa tem que dedicar seu tempo, consciente de que se trata de trocar
o que está estabelecido dentro de nós pelo Homem Psicológico que irá se
estabelecer. É perder essa vida pela outra vida. Dizendo de outra maneira,
temos que renunciar conscientes a todas as nossas tendências, crenças e
preconceitos da cultura em que fomos criados.

Temos que fazer a diferenciação de que uma coisa é o desenvolvimento


do animal racional, equivocadamente chamado de homem, com toda a sua
cultura, desde o nascimento até a morte, e outra coisa bem diferente é a
preparação para nascer dentro de nós o Homem e dele o Filho do Homem.

É disso que estamos falando, são duas culturas completamente opostas!


Poderíamos também chamar de Conhecimento Objetivo e Conhecimento
Subjetivo.

Uma vez que já se tenha trabalhado e chega-se ao Fogo, entramos na


Iniciação. Quando se entra na Iniciação, são então lançadas as provas para
a pessoa, que vocês podem constatar em todas as culturas, desde as mais
remotas até as atuais.

A primeira prova que vem, a quem se lança no Caminho da Iniciação, se


conhece como a prova do Guardião do Umbral. O Guardião do Umbral é a
síntese do Ego de todas as existências, que é quem manda na pessoa.

Esse Guardião do Umbral se apresenta a quem está realizando o


trabalho esotérico, quem está no Caminho da Iniciação. Apresenta-se em
sonho, numa visão muito clara, vívida. Esse Guardião do Umbral se
apresenta em uma forma terrível e espantosa.

Esse Guardião do Umbral é a personificação psicológica de todos os


defeitos que a pessoa viveu e que agora se apresenta, assume a situação

60
Jorge Vélez Restrepo

como um touro feroz e bestial. Pode se apresentar como um fantasma


enorme, como um inimigo ou como uma serpente que devora a pessoa.

Para cada um se apresenta de acordo com seu conteúdo pessoal. Cada


pessoa é um universo psicológico, sem ainda um desenvolvimento, porém,
dentro de cada um de nós estão os Sete Pecados Capitais.

Dentro de cada um de nós está o Guardião do Umbral, que é a


representação de todos os Egos que nos vence, que nos mantém amarrados,
que nos devora, que nos traga, que nos decapita, nos estrangula; então,
temos que o matar, vencer e pisotear esse guardião.

O iniciado que entrou verdadeiramente nesses estudos com devoção,


consagração, com sacrifício e desejo interno, entrou no processo de
Iniciação, o guardião aparece. Não é que se imagina o guardião, ele aparece
bem claro; e se o iniciado o enfrenta, o vence e o derrota, então marcha
rumo a Iniciação. Os que não o vencem, não passam na prova e se retiram
dos trabalhos.

O guardião é uma prova que se lança ao iniciado para ver se tem a


disposição suficiente, a força necessária e a vontade íntima do Homem, da
auto-realização. As Leis Divinas enviam então o guardião. Pode ser que
venha pela direita, pela esquerda, pela frente ou por trás, que lhe toque o
ombro.

Esse guardidão é aterrador, porém vos digo que é aterrador para quem
não está preparado. Quem está preparado e decidido, enfrenta o guardião e
tem todas as chances de ganhar.

Agora, se o guardião se apresenta e a pessoa falha, o apresentam outro


dia e falha, se o apresentam três vezes e a quarta vez, e o guardião vence,
então a pessoa se retira. A pessoa fica como um tronco de árvore morta.
Não passou na prova do Guardião do Umbral, não dá a nota.

Tem que esperar amadurecer, tem que sofrer, morrer e nascer. Sabe-se
lá quando vão tornar a apresentar o guardião à pessoa e ter a chance de
viajar para a Iniciação.

Muita atenção! Se o iniciado, a pessoa que está buscando entrar na


Iniciação vence o guardião, não se deve contar nem comentar isso com
ninguém. Deve manter na sua intimidade. Se vencer o guardião avança, se
não o vence, o apresentam umas três ou quatro vezes.

61
Jorge Vélez Restrepo

Uma vez vencido o Guardião do Umbral, se apresentam também as


quatro provas da natureza, a prova do Fogo, a prova do Ar, a prova da
Água e a prova da Terra, nessa ordem.

Na prova do Fogo, a pessoa pode se ver queimendo em um incêndio, ou


então que o mundo está em chamas. Enfim, pode-se apresentar de muitas
formas. Essa prova é para ver se a pessoa sai gritando ou se busca uma
forma de defesa, de como superar essa condição.

Essas provas são vívidas, como se estivesse acontecendo realmente, não


como sonhos. A prova do Ar é como um furacão, uma coisa terrivel, um
sibilar aterrador, para ver se a pessoa se esconde aterrorizado ou se é capaz
de analisar e enfrentar. Trata-se de uma espécie de dicernimento
consciente, pois todas as partes do ser estão em tensão. Querem ver como o
Iniciado se sai.

A prova da Água pode ser que a pessoa se veja em um barco, num navio
que está afundando ou que tenha que atravessar rios de correntes terríveis.
As provas da Água são bonitas, formosas. A pessoa fica com uma
impressão tremenda de cada prova dessas.

A outra prova é a da Terra. Você pode ver a terra se abrindo e você indo
para o fundo, ou então ver duas montanhas que vão lhe apertando, lhe
destripando e vão lhe matar.

Bom amigos, este é um trabalho formosíssimo, belíssimo e indizível. É


algo indescritível, porque é na Alma, dentro da pessoa. E a pessoa desperta
com entusiasmo ou com o peso de ter sido derrotado.

Essas provas são apresentadas muitas vezes e as seguem apresentando.


Os Mestres contam, e se pode verificar nas suas experiências, que as provas
são apresentadas até bem alto no caminho. Seguem apresentando provas e
provas por muito tempo, mesmo que já as tenha vencido.

Os Mestres contam casos muito dolorosos de como perderam uma ou


outra prova. Eu também posso contar-lhes sobre algumas provas menores,
certo?

Bom, então se apresentam essas provas aos que vão iniciar o caminho
do esoterismo, aos que vão entrar para a Iniciação. Sem essas provas
também não há o despertar do Fogo, e já lhes digo, que se não passar na
prova do guardião não é admitido e nem aceito, pois não tem valores.

62
Jorge Vélez Restrepo

Não tem que culpar a ninguém. Não deu a nota, não tem valores. Já vi e
conheci pessoas que são muito valentes, que se meteram na gnose e depois
me confessaram que foram derrotados. Aqui é pura fanfarrice, puro
impressionar a tontos. Com respeito ao medo, aqui não há nada firme.

Nos mundos internos é onde se prova de verdade, pois lá é com o Nivel


de Ser, com os valores da Alma que se vai trabalhar. Aqui é como
fanfarrice do ego, com o dinheiro, com o estudo, etc. Lá essas coisas não
contam amigos.

Lá conta a pureza, porque a pureza é a base do desenvolvimento


esotérico. A pessoa tem que se tornar criança, por isso Jesus Cristo dizia
“deixai que venham a mim as crianças”, não esses homens grosseiros,
apenas as crianças.

Nos nossos estudos isso se chama ter alcançado o estado de pureza das
crianças. Por isso quando Jesus Cristo disse “deixai que venham a mim as
crianças”, está se referindo aos puros de coração.

Se não tiver pureza, se não lutar para consegui-la, não perca seu tempo
amigo. Busque outra coisa para passar seu tempo, para se distrair, pois isso
aqui não serve nem para passear. Qualquer um que tenha o Conhecimento
descobre imediatamente.

Mas se vocês querem me acompanhar em um processo iniciático sério,


em busca do Homem, fiquem sabendo que me agrada poder orientar a
outras pessoas o que sei a respeito.

Existe um preceito que é de ensinar gnose a quem não sabe, a quem não
conhece gnose, que é o conhecimento do Ser, o conhecimento que conduz à
Iniciação e a Liberação.

Amigos, me perdoem por ser tão enfático no meu modo de me


expressar, mas é que sinto honestamente a necessidade de dizer-lhes onde
estão parados, porque as coisas não são como são, como lhes contaram.
Dizer que o desenvolvimento é interior e que buscamos a purificação,
porque um grau mais alto de pureza leva aum grau maior de Consciência.

Vejam um bebê de um ou dois meses, é extremamente formoso. Nele


não estão agindo as Legiões, os Egos que tenho. Nele não está a Ira, a
Cobiça, a Luxúria, a Inveja, o Orgulho, a Preguiça, a Gula, o Divisionismo,
o Separatismo.

63
Jorge Vélez Restrepo

Esse bebê é puro. Nós somos um antro de demônios e temos que nos
purificar. Essa coisa de se purificar é coisa séria. É detectar a presença dos
Elementos Psicológicos que se expressam por mim, de onde vêem, que
poder têem, que me prejudicam; julgá-los, levá-los até a Divina Mãe
Kundalini, ao Fogo Serpentino da Mãe, para que os queime, decapite e os
pulverize.

Isso é muito bonito meus amigos. No próximo capítulo veremos outros


passos que daremos com bases firmes no nosso propósito meus amigos.

Até breve.

Muito Obrigado.

64
Jorge Vélez Restrepo

Tema 8
Santidade ou Morte do Ego

Bem, distintos amigos, estou novamente com vocês, hoje dia vinte e
quatro de março do ano de dois mil e doze. Vamos continuar com o tema
que trazíamos sobre o processo da Iniciação, da Iniciação Esotérica.

Quero enfatizar isso, porque quando alguém entra para um colégio, se


diz pois que entrou, se iniciou no colégio; quando alguém entra em um
ofício, como alvenaria, a construção, se diz que se iniciou na alvenaria, na
construção, ou se iniciou em direito. Aqui se trata pois do processo que
conduz ao Fogo Sagrado da Mãe Kundalini, ao processo esotérico da
Iniciação.

Aqueles que buscaram e explicaram os Alquimistas, para os que tiveram


entendimento, de modo que estamos falando do processo que conduz ao
Homem Autêntico, ao Homem Real e Verdadeiros, de que fala o Gênesis
das Sagradas Escrituras, para daí passar ao Filho do Homem, de que fala o
Nosso Senhor Jesus Cristo.

Pois bem, no último tema chegamos aos Mercúrios, a como se chega no


processo que temos que realizar dentro do organismo, na Máquina
Orgânica. Em relação aos Mercúrios, é necessário enfatizar coisas
concretas, feitos concretos. Se não se tem essa emoção característica,
específica do divinal, se não se tem esse impulso interior, esse sentimento
interior, essa necessidade de se ir em busca do auxílio do Ser, do Pai, de
Deus, se estuda isso inutilmente.

De forma intelectual é até simples entender o processo, porém realizá-lo


é o conteúdo do processo que conduz ao Iniciático. É necessário voltar a
enfatizar que se não há méritos, méritos do coração nesse trabalho a iniciar,
ninguém obterá logro.

De modo que é necessário ter méritos. O Grande Mestre Rabolú, por


exemplo, realizou esse trabalho e o escreveu de maneira muito bonita e
eficiente em suas Obras! O que estamos fazendo aqui é colaborando para
que haja um maior entendimento desse trabalho, para que se veja onde
estamos falhando.

O Grande Mestre Rabolú comparava o ego com uma grande árvore. Esta
árvore tem algumas raízes grossas que a sustentam. Essas raízes grossas,
psicologicamente são o Ego, que sustentam o nosso estado atual, o mundo.

65
Jorge Vélez Restrepo

São as cabeças dos egos, a Ira, a Cobiça, a Luxúria, a Inveja, o Orgulho,


a Preguiça e a Gula.

Temos que lutar para nos desapegar dessa forma de pensar, sentir e agir
de nosso mundo. Este é o propósito Iniciático, que esteve oculto o tempo
todo, até que chegou em nossa época, no limear da humanidade, veio o
Grande Avatar Samael Aun Weor e nos develou o Apocalipse.

Ele nos entregou a Quinta Verdade de modo desvelado, para que todo
aquele que queira e se submeta a esse processo e realizá-lo em si mesmo o
alcance, pois muitos são os chamados mas poucos os escolhidos. Esse é o
problema.

Dizíamos que o Grande Mestre Rabolú nos apresenta uma árvore com
raízes poderosas. Qualquer um pode verificar na floresta, essas raízes estão
cheias de filamentos, de pelos, que se espalham pela terra para captar seu
alimento, sua nutrição.

É um exemplo muito bonito e perfeitamente ajustado, pois o Ego é


muito parecido com isso. O Ego é como uma árvore gigantesca, com os
Sete Grandes tentáculos, além do pecado Original, um ente aterrador e
poderoso que está em toda a humanidade.

Os filamentos, as raízes delgadas, são as que levam o alimento ao Eu, às


cabeças de Legião, assim como nas árvores. Observem que esses
filamentos que saem da raiz se nutrem de água, de terra, de sais minerais,
de tudo que há na terra e levam para as raízes e consequentemente para
toda a árvore que é a manifestação.

Penso que podem me entender mais ou menos, pois esses filamentos que
partem das raízes e nutrem as mesmas e a árvore, se conhece nessa
Doutrina, esclarecida pelo Grande Mestre Rabolú, como os detalhes.

Já aplicado em psicologia, dizemos que são os detalhes, e são eles que


nutrem o Ego Mãe, ao Ego em geral, ao Ego total, ao Ego grosso, a raiz
grossa. Esses detalhes são tão diminutos, tão corriqueiros, que não o
percebemos, nem prestamos atenção e nem se pensa que esses detalhes vão
fortalecer o Ego, mas são esses detalhes que alimentam o Ego.

Para começarmos esse processo, precisamos nos preparar, de maneira a


estarmos em estado de alerta percepção, alerta novidade aos detalhes do
viver cotidiano.

66
Jorge Vélez Restrepo

Vejam vocês, que procuro colocar as coisas no ambiente correspondente


ao que cada um se encontra. Não podemos ir meditar em uma montanha,
como antigamente, nem irmos a um castelo nos isolar, nem podemos nos
meter em uma cova. Temos que buscar a Auto-realização Intima no
ambiente em que nos encontramos e daí sair, certo?

Bom, para sair de lá, para melhorar o Nível do Ser em nós, para
equilibrar os Cinco Centros Inferiores da Máquina Orgânica, para cada qual
trabalhar com sua própria energia, seu Hidrogênio, o caminho a seguir,
quando se quer chegar ao Homem, marchar definitivamente ao Processo
Iniciático, temos que estabelecer em nós a Auto-observação Psicológica.

Essa Auto-observação Psicológica devemos estabelecer


permanentemente nos Três Grandes Cérebros resultantes dos Cinco
Centros Inferiores da Máquina Orgânica.

Voltemos aos Cinco Centros Inferiores da Máquina Orgânica, que são o


Intelectual, o Emocional, o Motor, o Instintivo e o Sexual, cada um
localido onde já assinalamos.

Estes Cinco Centros Inferiores não correspondem ao Homem, é a


Máquina Orgânica, que se resumem em Três Grandes Cérebos, o Cérebro
Intelectual, localizado na cabeça; o outro é o Cérebro Emocional,
localizado no coração; e o terceiro cérebro é o Motor-Instintivo-Sexual,
localizado nos órgão sexuais.

Quando eu estabeleço uma Auto-observação Psicológica rigorosa e


permanente, vou perceber que o Ego vai se manifestar por um ou por vários
cérebros. Nesse momento é que posso capturar,conhecer, reconhecer o Ego,
julgá-lo e decapitá-lo.

Precisamos esclarecer algo, pois não podemos fazer a Morte do Ego,


seja como detalhe ou Legião, sem um princípio extraordinário chamado
Mãe Divina, que temos dentro de nós. A Divina Mãe é uma das partículas
do Ser que se expressa em nossa Essência.

A Essência é formada por uma multiplicidade de partículas do Ser, que


se encontram dispersas em nossos costumes, em nossos hábitos, em nossos
vícios e em nossas degenerações. Essas partículas do Ser lutam a favor do
Iniciado quando é solicitada a liberação ou a cristalização da Alma.

Bom, isso é mais complexo, em todo caso, nessas partes do Ser está a
Mãe Divina que se chama Devi Kundalini Shakti. Essa é a Mãe Divina que

67
Jorge Vélez Restrepo

está em nós. Não está lá em alguma núvem, nem no Céu, ou apenas uma
Mãe para todos.

A Mãe Divina está dentro de cada um de nós na Essência. Não está em


nenhuma igreja, nem catedral, em nenhum caminho, em nenhuma estrada
ou como uma imagem de cerâmica.

Ela está dentro de cada um de nós e a sua missão, sua função básica e
fundamental da Mãe Divina, que é a Mãe da nossa Essência em si, que é o
amor derivado do Ser, é de promover o desenvolvimento, ou seja a
manifestação da Essência integral.

Para isso se cristalizar, invocamos a Mãe Divina com profunda


convicção, respeito e vontade íntima, para que decapite esse ou aquele
desejo, ou Ego, ou detalhe do Ego que capturamos com a Auto-observação
Psicológica, implantada nos Três Cérebros da Máquina Orgânica.

Pedimos a ela para decapitar, porque vimos que essa é uma entidade da
Legião, que quer induzir nosso corpo a satisfazer seu desejo, por exemplo,
a Ira, que é tão comum em nós.

Então, quando começamos a trabalhar, digamos, que percebemos um


detalhe da Ira, veremos que a análise se faz como um relâmpago, como um
raio, de imediato, pois entra em ação também o aspecto da Intuição.

O aspecto da Intuição se mostra hábil e predisposto a isso, então captura


o Ego imediatamente e já julga, pois percebe o desenvolvimento do detalhe
e o que isso me custa, o dano que me faz, as amarras que me impóe.

Vamos tomar por exemplo um defeito da Ira, um momento de ira, então


invoca a minha Mãe Divina nesse mesmo instante, para que decapite essa
manifestação do Ego, desse detalhe. Suplico, rogo e solicito o auxílio da
Mãe Divina, Devi Kundalini Shakti. Enfatizo, a minha Mãe Divina,
partícular Íntima, que está dentro de mim, chamada Devi Kundalini Shakti.

Se eu rogo a ela com o mérito exigido, ela imediatamente queima,


desintegra, pulveriza essa faceta, digamos esse momento de ira que me
afetou. E assim em todos os detalhes, durante o dia, durante a noite, durante
a convivência afloram em mim os diferentes detalhes que alimentam o Ego.
Creio a princício que está bem entendido.

Uma vez que me proponto nessa Auto-observação contínua, ou seja, que


não posso esquecer do meu Ser, porque quando esqueço, quem me arrasta é

68
Jorge Vélez Restrepo

a tentação, é um impulso de um ego, e me leva obviamente ao fracasso no


processo, e ao desequilíbrio dos Cinco Centros Inferiores da Máquina
Orgânica.

O que estou propondo a mim é organizar os Cinco Centros Inferiores da


Máquina Orgânica, para que cada centro possa trabalhar com seu próprio
Hidrogênio, sua própria energia, e eu possa estabelecer a Castidade em
mim.

E assim, com esse estado de Castidade, cada cilindro trabalhando com


sua energia, o Centro Sexual tenha a matéria-prima para que eu possa
trabalhar. Isso tem que ser enfatizado.

Então, a Mãe Divina, Devi Kundalini Shakti tem a missão específica de


salvar sua Alma, para que a Alma se cristalize e possa mais adiante voltar
ao Ser, voltar a Deus.

De posse dessas informações, aí sim posso começar um trabalho


detalhado, firme e decidido de Auto-observação dos detalhes e dos Egos,
juntamente com o processo de confrontação e valorização, que dizer,
temos que reconhecer esse Ego, julgá-lo e também submete-lo à Mae
Divina, para que o decapite e o pulverize.

Não existe outra forma de eliminação do Ego. Essa missão, esse


trabalho, essa tarefa pertence a Divina Mãe, Devi Kundalini Shakti,
ninguém mais pode fazer.

A mente é incapaz de fazê-lo, nenhum Mago o faz, nenhum Mestre,


nem Nosso Senhor Jesus Cristo, ou Buda, Maomé o fazem. Não adianta
rezar, pregações, não adianta ser um devoto que todo dia recebe a hóstia.
Nada dessas coisas acabam e matam os defeitos nem os detalhes. Somente
a Mãe Divina, Devi Kundalini Shakti pode aniquilar, cancelar, desintegrar
e pulverizar os defeitos.

Isto eu quero enfatizar corretamente, porque existem os velhacos do


intelectualismo e charlatões do falso sentimento do Ego, digamos assim, do
misticismo barato ou impostores, que sinalizam este ou aquele caminho.

Quero reafirmar definitivamente, que somente a Mãe Divina, Devi


Kundalini Shakti tem a missão e o poder de reduzir qualquer Ego a poeira
cósmica, de levá-lo ao abismo.

69
Jorge Vélez Restrepo

Assim é meus amigos, que este trabalho de estabelecer o equilíbrio nos


Cinco Centros Inferiores da Máquina orgânica é indispensável, e com este
processo, pode-se equilibrar, pois assim que a Mãe Divina vai
desintegrando um Ego, essa energia vai se equilibrando em cada cilindro.

Quando estes Cinco Cilindros ou Centros Inferiores da Máquina


Orgânica estiverem equilibrados, quando já se atingiu a Castidade, pois
assim se chama isto, Castidade.

Quando cada centro trabalha com sua energia própria, temos a matéria-
prima, ou seja, o Hidrogênio-12, da Energia Sexual com a qual se pode
começar os trabalhos com os Três Fatores de Revolução da Consciência,
como já visto, a Morte do Ego, o trabalho na Fragua Acesa de Vulcano ou
AZF ou com a Energia Sexual, em colóquio amoroso entre o homem e a
mulher, que é o Segundo Fator, e o Terceiro Fator, que é o Sacrifício pela
Humanidade.

Desde já estamos nos sacrificando, porque estamos empenhados em


melhorar nossa condição humana e social, melhorando o mundo
consequentemente. Porém, o Sacrifício pela Humanidade vai diretamente
contra o egoísmo, porque o egoísmo não permite que uma pessoa transmita
a outra o Conhecimento, que é o mais grave.

Quando se adquire o Conhecimentos, devemos levar a Mensagem aos


outros, à humanidade inteira, a quem quiser escutar, a quem tenha
necessidade, para que este, por sua vez, lute por sua liberação, de modo
que se não faço isso, caio no egoísmo, e caindo no egoísmo não progrido.

A Mãe Divina não vem de uma vez. A Divina Mãe Kundalini Shakti é a
nossa própria Consciência, e ela não dá um passo a frente se eu não reuno
as condições requeridas para que ela avance seu processo em mim.

Meus amigos, isso está bem claro. Se não tenho esse equilíbrios, esse
trabalho ordenado nos Três Fatores de Revolução da Consciência, pois
agora trata-se de transmutar a Energia Sexual, não a posso transformar se
não tenho os méritos do coração.

Um casal pode estar cohabitando por dez, vinte, cinquenta anos, dizendo
que estão trabalhando na transmutação, e não ter transmutado nem um
milésimo, pelo contrário, despertam os poderes do Abominável Órgão
Kundartiguador, que é para o mal, como está na Bíblia.

70
Jorge Vélez Restrepo

Quem o desperta é para a vida toda, para condenação eterna. Para esses,
desenvolvem-se as faculdades e os poderes do Abominável Órgão
Kundartiguador, que é a antítese do Iniciático, a destruição, a fatalidade e a
morte.

Amigos, estou colocando as cartas sobre a mesa, porque estamos


endereçando o Conhecimento que muitos não captaram, não puderam
colher, e portanto, continuam numa batalha, que ao invéz de produzir
algum benefício, traz a desgraça, impostores, Mitomania, Hanamussem,
enfim, estudos que podemos abordar mais adiante, pois estamos em um
processo Iniciático.

Parece-me que com o que concluímos, vamos abordar o tema do


Trabalho da Transmutação das Energias Sexuais no próximo capítulo.

Muito Obrigado.

71
Jorge Vélez Restrepo

Tema 9
Sem o Fogo a Iniciação é Impossível

Bem meus amigos, para continuar com este tema do Iniciático, hoje dia
vinte e quatro de março do ano de dois mil e doze, para podermos
transmutar a matéria-prima, que encontramos no Sexo, no Esperma
Sagrado.

No Esperma Sagrado está a Energia do Terceiro Logos, a energia que já


definimos como o Hidrogênio-12. Nesse estado já se pode trabalhar
obtendo frutos, dentro do rigor da Lei.

Vamos então ver como os Mercúrios vão se processando. A princípio,


vimos que trabalhando o Mercurio, temos a Alma Metálica do Esperma
Sagrado, que é a Energia do Esperma Sagrado transmutada de acordo com
o rigor da Lei.

Nos tratados de Alquimia, de Esoterismo e da Doutrina Gnóstica, essa


Alma Metálica do Esperma Sagrado, encontramos citada como os Cordões
de Idá e Pingalá, que promovem o movimento harmonioso ao redor da
coluna, da medula espinhal.

Existem muitas figuras que representam bem claro, por exemplo, o


Caduceu de Mercúrio. As energias em movimento nos cordões Idá e
Pingalá, são as energias que vão constituir essa Alma Metálica do Esperma
Sagrado e quando fazem contato na região do cócxis, no Tribeni, despertam
o Fogo.

Vamos ver de outra maneira. Essa matéria-prima já em forma de


energia, o Mercúrio Filosófico dos Sábios, como vimos, começa por um
estado Negro, um estado ainda bruto, impuro.

Com o trabalho e de acordo com o mérito, vai mudar de cor, vai se


purificar e passar de Negro para Branco. Na continuidade do processo,
chega-se a cor Amarela. Chegando ao Amarelo, essas três forças atraem o
Fogo, produzem o Fogo.

Tudo precisa de três forças para ter vida, então, produzem o Fogo, que é
Vermelho, representado pelo Faisão, assim como vimos também, pelo
Corvo, pela Pomba e pela Águia Amarela.

72
Jorge Vélez Restrepo

Então, assim vem o Fogo, ou seja, se desperta o Fogo Sagrado da Mãe


Divina, Devi Kundalini, o Fogo Sagrado, a Serpente Ignea de Nossos
Poderes Mágicos. Então, se entra na Iniciação, mas antes de se chegar à
Iniciação temos as provas.

Vimos em um tema anterior a prova do Guardião do Umbral, que por


um processo de purificação, são lançadas as provas. A prova do Guardião é
fundamental, se não passar por essa prova, repito, não há possibilidade de
Iniciação.

Não se iludam, se não receber essa prova e se não passar por ela, não há
possibilidade de Iniciação. É alguém que ainda não está maduro, que
precisa trabalhar, persistir e esperar um tempo, possivelmente várias
existências para passar essa prova do Guardião do Umbral. Se não passar
per ela, não há possibilidade de Iniciação.

Quando se passa por essa prova, na sequência vêm as outras provas na


sua ordem, do Fogo, do Ar, da Água e da Terra. Porém, precisamos cuidar
com os detalhes, pois qualquer pequeno detalhe pode limitar ou debilitar a
pessoa, pois se trata de purificação, de alcançar estados de pureza absoluta
para conseguir resultados nos trabalhos com os Mercúrios.

Uma vez que o Iniciado recebe o Fogo Sagrado, este Fogo Sagrado
inicia sua subida pela Primeira Montanha da Iniciação, dos Mistérios
Solares ou do Fogo.

Muito bem, esse Fogo, de acordo com os méritos, inicia a subida pelas
vértebras da coluna espinhal, e ganhar uma vértebra é um trabalho
poderoso de renúncia, de sacrifícios, de devoção, de entrega.

Aqui, esclarecemos, que devoção não é no sentido de a pessoa ir a uma


igreja, ou ao monte, ou se flagelar. Devoção aqui está relacionado com a
Morte do Ego, porque a medida que os detalhes e o ego vão morrendo em
mim, vou ganhando força devocional que estabelece o mérito no coração
para o Fogo arder e avançar. Está entendido isso?

Então, a medida que o Iniciado vai morrendo corretamente, passo a


passo, de instante a instante, pois vale o sacrifício, já entrou na Iniciação, já
tem um percentual de Consciência pelo equilíbrio do trabalho, que permite
que ele veja o Fogo dentro de si.

73
Jorge Vélez Restrepo

Permite ver como o Fogo ascende vértebra por vértebra, ver as batalhas
espantosas para impedir que a Legião, Satanás, os inimigos, os demônios e
o Eu não combatam esse Fogo.

Como disse o Grande Mestre Rabolú, que estes são os feitos concretos,
o Iniciado vencer, pois surgem de todos os lados oportunidades de desviá-
lo, seja da ordem da Ira, da Cobiça, da Luxúria, pois aparecem mulheres
atraentes, bonitas e sedutoras, tanto aqui como nos mundos internos.

O Ego usa todas as ferramentas contra o Iniciado, para ver se lhe rouba
o Fogo que adquiriu, o Fogo Sagrado da Iniciação.Vejam que maravilhoso
é isso, como é essa realação do Fogo Sagrado e a Cruz. É o trabalho da
Cruz, digamos assim, o Viacruces, porque é aí que começa o trabalho do
Iniciado, de acordo com os méritos.

Quando o Fogo atinge a primeira vértebra, a subida vai se iniciar pela


medula do Corpo Físico. Essa é a Primeira Serpente, que o Iniciado tem
que levantar. Essa primeira vértebra é de grandes batalhas, grandes provas,
grandes desilusoes, tristezas, traições afetivas, emocionais, do desejo,
etc,etc.

Como disse o Venerável Mestre Rabolú, saindo triunfante dessa etapa, o


Iniciado recebe sua espada, uma pequena espada com bainha branca. Com
essa espada, que é pequena, tem que se defender de todos os ataques da
Loja Negra, uns em forma de emoções, outros em forma de sentimentos,
outros em forma de afetos, de ira, de cobiça, da luxúria.

O orgulho persegue o Iniciado com todas as forças. Faz o Iniciado


pensar que vai bem, que é isso e aquilo. Eu lhes digo que ainda é um
pintinho sem penas, isso o que é o Iniciado!

O Iniciado é um discípulo do estudo da Loja Branca, não é nenhum


Mestre, não tem grau nenhum, apenas um discípulo na Iniciação. Enfatizo
que aí o orgulho e a soberba o agarram com todos os fatores e que o menor
descuido pode levar ao fracasso.

Com esse trabalho, e de acordo com os méritos, já temos o Fogo, ou


melhor dizendo, o Fogo está funcionando. Não é o meu Fogo, é o Fogo da
Mae Divina Kundalini Shakti trabalhando em mim, trabalhando neste
laboratório, na criação do Sexto Dia do Raio da Criação, que é o
Microcosmo Homem.

74
Jorge Vélez Restrepo

Vamos à conquista do Microcosmo Homem. Para se ter uma idéia, o


Microcosmo Homem é como quando olhamos as estrelas, um universo bem
igual a este, porque é um Raio da Criação, o Sexto Dia do Raio da Criação.

Iniciou-se pois, abriu-se as portas a esse Universo Psicológico que é


indescritível meus amigos. Foi ali que o Iniciado se elevou e nesse
momento abriu essa porta e veio-lhe esse Universo e a possibilidade de um
dia ser Senhor e Rei da Criação; ou de reverter e perder todo seu trabalho e
cair num estado muito mais grave do que tinha, porque vem a Lei.

A Lei que o elevou, que o manteve e lhe assistiu até esse ponto,
obviamente o abandona, quer dizer, o abandona a própria sorte de um
desgraçado, de um miserável, que trocou a “Primogenitura por um prato de
lentilhas”.

Meus amigos, ficamos por aqui com esse tema. Mais adiante
continuaremos com outros do mesmo teor, sobre o mesmo processo, pois
vamos conhecer até certo nível de Iniciação, para que cada um vá
trabalhando no tanto de sua necessidade íntima e busque sua Auto-
realização Ìntima do Ser.

Repito, este trabalho não é Intelectual, não é Emocional, não é Motor,


não é Instintivo e não é Sexual, simplesmente é um trabalho que temos que
realizar dentro de nós, com todos os méritos do Coração e de acordo com
as Leis, no processo que conduz ao Homem Real e Verdadeiro, ao Homem
Psicológico, aquele citado na Bíblia: “criou Deus o Homem a sua imagem e
semelhança”.

Estamos nesse processo amigos.

Até logo.

Muito Obrigado.

75
Jorge Vélez Restrepo

Conclusão
(Extraída da Obra As Três Montanha do Mestre Rabolú)

“Esta será a última obra que se escreve ao irmãos da Senda, pois não se
irá escrever mais. O Mestre Samael esgotou sua vida conclamando-nos,
mostrando-nos o Caminho e perdeu seu tempo, posto que até agora não um
sequer que comece verdadeiramente o caminho real.

Digo que esta é a última obra, poque este é um chamado que faço a todo
o estudantado gnóstico, para que deixem de teorizar, de discursos ao vento
e passem a trabalhar, porque o tempo é demasiadamente curto para
prosseguir da maneira que tem sido, sem fazer nada.

O Tempo do Fim se aproxima a passos gigantescos. O primeiro sinal


está se cumprindo, que é quando a Lua se divide em duas partes e isso já
entrou em ação. A Lua já está se partindo. Esse é o primeiro aviso; quando
a Lua se partir em dois pedaços o Fim já chegou e já começou.

De modo, pois, que não há tempo a perder com discursos, em


futilidades, em bobagens que não levam a nenhuma parte. São os três
fatores o que se deve praticar para alcançar méritos e poder ser
transportados até a Ilha por seus méritos.

Já o segundo sinal para o Fim, é a aparição do Quinto Anjo do


Apocalipse, que fará chover fogo na Terra.

Muitos se rirão e pensarão que eu estou assustando. Não sou um mete-


medos; estou falando conscientemente do que conheço. Não estou falando
de teorias vagas, sem fundamento. Minha consciência é quem fala.

Quando o Quinto Anjo chegar com sua espada, fazendo chover fogo
sobre a Terra, com Ele estará “A GRANDE ÁGUIA”, pronta para o ataque.
Debaixo de suas garras será destruído todo aquele malígno que encontrar
pela frente. Nada escapará. Somente terão oportunidade aqueles que
tenham trabalhado com os Três Fatores.

Se pensava que isto ia demorar muito tempo; não. Estamos em cima do


tempo.

De modo, pois, que este é um chamado que faço a todo o estudantado,


para que deixem de pelejas uns com os outros e se ponham a trabalhar
seriamente, como faz um verdadeiro gnóstico”.
V.M. Rabolú

76