Você está na página 1de 16

INSTITUTO FEDERAL DA BAHIA

ENGENHARIA INDUSTRIAL MECÂNICA

FERNANDO JOSÉ MIRANDA ASTOLFO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO


ESTÁGIO DE NÍVEL SUPERIOR

DATA: 24/09/2014

_______________
Supervisor

Salvador
2014
1
FERNANDO JOSÉ MIRANDA ASTOLFO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO


ESTÁGIO DE NÍVEL SUPERIOR.

Relatório apresentado à disciplina Estágio Supervisionado


do Instituto Federal da Bahia - IFBA, como requisito
parcial para conclusão da disciplina.

Orientador: Prof. Sanderval Portela Farias – IFBA

Salvador
2014

2
SUMÁRIO

1. IDENTIFICAÇÃO 4

2. INTRODUÇÃO 5

2.1 Objetivo...........................................................................................................................5
3. APRESENTAÇÃO DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO 6

4. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA 7

Histórico da organização 7

Desde 1975 prestando serviços à sociedade 7

MISSÃO 9

VISÃO 9

VALORES 10

5. LOCAL DAS ATIVIDADES 11

6. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS 11

7. CONCLUSÃO 15

9. REFERÊNCIAS 16

1. IDENTIFICAÇÃO

3
Dados Profissionais
Nome: Fernando José Miranda Astolfo
Curso: Engenharia Industrial Mecânica
Instituição de ensino: Instituto Federal da Bahia
Matricula acadêmica: 2007208025
Empresa: PRESERVE TRANSPORTE DE VALORES
Área de atuação: Acompanhamento de Manutenção
Período: de 08/11/2013 até atual data
Professor Orientador: Sanderval Portela Farias

4
2. INTRODUÇÃO

O relatório técnico é o documento que visa apresentar e descrever o local onde


foi realizado as atividades que caracterizam a experiência das teorias obtidas no
ambiente acadêmico, também como indicar o período de duração e atividades
desenvolvidas pelo discente que se relacionem com o curso de engenharia industrial
mecânica. Fornecendo assim ao estudante a oportunidade de ver, sobre uma nova
ótica, a aplicabilidade pratica das ferramentas e técnicas aprendidas no curso de
engenharia industrial mecânica.
O escopo deste documento inclui atender ao requisito fundamental e
imprescindível relativo à disciplina de estágio supervisionado do curso de Graduação
em Engenharia Industrial Mecânica do Instituto Federal de Educação, Ciência e
Tecnologia da Bahia (IFBA), através do detalhamento técnico em formato acadêmico
das atividades realizadas durante o cumprimento da atividade, localizada na cidade
de Camaçari, Bahia.

2.1 Objetivo

O estágio complementa e aperfeiçoar o ensino ministrado na faculdade,


pois além de possibilitar uma primeira experiência profissional e aprender a aplicar
de forma prática os conhecimentos acadêmicos com pessoas capacitadas, temos a
oportunidade de vivenciar o dia-a-dia empresarial nos diversos âmbitos e aumentar
a nossa rede de contatos.
Os objetivos do estágio supervisionado são:
 Colocar o estudante em contato com a realidade profissional, proporcionando-
lhe oportunidade de confrontar as teorias estudadas com a sua prática;
 Contribuir na formação do estudante para o início de suas atividades
profissionais, oferecendo-lhe oportunidade de executar tarefas práticas
relacionadas com sua área de interesse;
 Complementar a formação do estudante através do desenvolvimento de
habilidades relacionadas com o seu campo de atuação profissional.

5
3. APRESENTAÇÃO DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA), criado


pela Lei nº 11.892/2008, é resultado das mudanças promovidas no antigo Centro
Federal de Educação Tecnológica da Bahia (Cefet-BA). Com tradição centenária no
ensino técnico-profissional e há mais de uma década no ensino superior, o Instituto
atua em sintonia com as demandas profissionais do mundo do trabalho, contribuindo
para a cultura empreendedora e tecnológica do estado.
O IFBA é uma instituição comparada às universidades, mas possui estrutura
diversa e muito mais ampla. Oferece desde a formação básica, passando por cursos
de nível médio, até à graduação e pós-graduação. Hoje, dispõem de cursos
superiores, entre eles, formações tecnológicas, bacharelados, engenharias e
licenciaturas. Possui, ainda, mais de 40 grupos de pesquisa e projetos de extensão,
atendendo a demandas sociais para o desenvolvimento socioeconômico regional.
Com a expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e
Tecnológica, o objetivo é de que o IFBA tenha cinco novos campi até 2014:
Brumado, Euclides da Cunha e Juazeiro - onde já existem núcleos avançados do
Instituto -, além de Lauro de Freitas e Santo Antônio de Jesus.
Atualmente, o Instituto possui 16 campi e 5 núcleos avançados: Barreiras,
Camaçari/núcleo avançado em Dias D´Ávila, Eunápolis, Feira de Santana, Ilhéus,
Irecê, Jacobina, Jequié, Paulo Afonso/núcleo avançado em Euclides da Cunha e
Juazeiro, Porto Seguro, Salvador/núcleo avançado em Salinas da Margarida, Santo
Amaro, Simões Filho, Valença, Vitória da Conquista/núcleo avançado em Brumado e
Seabra. Com a missão de “Promover a formação do cidadão histórico-crítico,
oferecendo ensino, pesquisa e extensão com qualidade socialmente referenciada,
objetivando o desenvolvimento sustentável do país”.

6
4. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA

Histórico da organização

Desde 1975 prestando serviços à sociedade

Atuamos desde 1975 nos segmentos financeiros e varejos, com


operações realizadas em veículos blindados, Figura 1, que possuem tecnologia de
última geração, fechaduras eletrônicas, cofres boca-de-lobos e os mais modernos
equipamentos de comunicação, garantindo aos nossos clientes solidez financeira e
os mais elevados padrões éticos, além de cobertura securitária.
Temos uma das maiores frotas de carros-fortes do país, com mais de 300
unidades blindadas, Figura 2, além de vigilantes altamente preparados, através de
treinamentos com técnicas israelenses de defesa e ataque. Nossa logística é
centralizada, garantindo soluções integradas para atender aos nossos clientes com
o padrão de qualidade e segurança operacional do Grupo Preserve Liserve.
Com o acelerado crescimento urbano, em especial nas capitais, e,
consequentemente, da violência, é necessário um esforço, cada vez maior do
Estado, para garantir a segurança dos cidadãos. Para isto, a integração entre o
poder público e o setor privado faz-se necessária e urgente. Através dessa união, as
atividades realizadas pelo setor privado poderiam, inclusive, tornar-se políticas
públicas. "A segurança privada tem condições e pode ajudar de forma significativa o
Estado no combate à criminalidade e uma das formas de fazer isso é liberando os
contingentes de segurança pública, que hoje são utilizados em atividades que
podem e devem, perfeitamente, ser realizadas pela segurança privada", ressalta
Agostinho Gomes, Presidente do Grupo Preserve Liserve.
Importante destacar que a trajetória do Grupo Preserve Liserve vem de
muito antes desses dados alarmantes de violência e necessidades emergenciais de
segurança privada. Em 1975, começaram as atividades do Grupo, primeiramente
nas cidades de João Pessoa e Recife com a Preserve Segurança e Transporte de
Valores, expandindo-se com o passar dos anos para todo o Nordeste.
Como curiosidade, na época, a frota de carros fortes era composta por
Veraneios Blindados. Com o passar dos anos, foi substituída por veículos modernos,
com alta capacidade de resistência.
Ao todo, o portfólio do grupo inclui hoje os serviços de Transporte e
Custódia de Valores, Gestão de ATM, Segurança Patrimonial, Segurança Eletrônica,
7
Conservação, Limpeza Ambiental, Tercerização de Mão de Obra e Táxi Aéreo,
prezando pela excelência na qualidade da prestação de serviços, através da
inovação de conceitos e tecnologia.
Para executar esses serviços, o Grupo Preserve Liserve reúne, hoje, mais
de cinco mil funcionários, em sedes distribuídas em Pernambuco, Bahia, Paraíba,
Alagoas, Rio Grande do Norte, Ceará e Sergipe, mostrando uma trajetória de
sucesso e contínua expansão e garantindo toda excelência nos serviços prestados.

Figura 1: 1975 - Veraneio, primeiro modelo de carro-forte

Fonte: http://www.grupopreserveliserve.com.br/

8
Figura 2: 2012 - Modelo atual de carro-forte

Fonte: http://www.grupopreserveliserve.com.br/

MISSÃO
Nossa missão é ser uma empresa modelo e referência em Segurança,
Transporte de Valores, Gestão de ATMs e Terceirização, através da inovação de
conceitos e tecnologia

VISÃO
Ser a maior e melhor empresa, dentro dos segmentos em que atua, na
região Nordeste, até 2015, através da qualidade, eficiência e pontualidade de seus
serviços.
Em um mundo de negócios competitivo, onde os produtos e serviços
tornam-se comodities mais complexos e as pessoas estão cada vez mais sem
tempo, restará, às empresas e profissionais que quiserem se destacar e assumir
papel diferenciado, o forte investimento na qualidade dos serviços. Naturalmente, a
qualidade dos serviços ocorre por meio das pessoas e, apenas com uma gestão
estrategicamente focada no capital humano, será possível destacar-se pela
diferenciação. É desta forma que o Grupo Preserve Liserve compreende a gestão e
o seu papel. Sendo assim, estabelece e fortalece um modelo de gestão cada vez
mais focado nas pessoas, no desenvolvimento de suas competências e na
consequente evolução e perpetuação das empresas do grupo no mercado.
9
VALORES

Nosso Grupo, ao longo de mais de 35 anos, tem procurado se espelhar


nos pilares da ética e profissionalismo, resultado da crença do que é certo ou errado,
base do pensamento de seu fundador e atual presidente do Grupo Preserve Liserve,
Sr. Agostinho Gomes.
São objetivos do Grupo: buscar sempre a melhor relação com os seus
clientes e procurar manter-se na vanguarda das tendências do mercado em que está
inserido, atualizando e participando diariamente do crescimento e da
sustentabilidade. E ainda, estimular o crescimento profissional e pessoal dos nossos
colaboradores, como forma de gerar comprometimento e estímulo às políticas e
estratégias do Grupo.
Reconhecer e estimular as iniciativas e atitudes profissionais das equipes,
agregando valor aos negócios.

10
5. LOCAL DAS ATIVIDADES

As atividades descritas neste relatório foram realizadas na oficina da empresa


que fica localizada na Base operacional da PRESERVE TRANSPORTE DE
VALORES na Avenida Jequitaia, 124 – Água de Meninos, Cidade Baixa, Salvador-
Bahia, CEP 40460-120.

6. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Na oficina da empresa são feitos diversas verificações e manutenções


dos carros-forte, tanto na parte elétrica, hidráulica, mecânica e de refrigeração, os
responsáveis pelas manutenções são os técnicos de elétrica, mecânica e
refrigeração, respectivamente, na Figura 3 é possível ver uma parte do motor e
alguns componentes do carro forte.

Figura 3: Vista do motor e componentes

Fonte: o autor, 2014.

Os técnicos sempre trabalhando em conjunto para um melhor resolver os


problemas de cada carro.
Na área de refrigeração os problemas mais comuns apresentados nos
carros-forte eram:

11
 No eletroventilador, elemento que dissipa o calor absorvido pelo fluido. Suas
serpentinas funcionam como um trocador de calor, sua forma se assemelha
ao radiador do carro, quando o problema era apresentado faz-se a troca do
componente.
 Outro problema muito comum de refrigeração era o escapamento de gás
fazendo com que o sistema não funcionasse e não gerasse o ar gelado,
geralmente os problemas de vazamento eram nas junções entre mangueiras,
através de poros criados em mangueiras velhas ou gastas, em junções do
engate e por má vedação para resolver o problema vedava-se ou trocava o
componente defeituoso.
Na mecânica os problemas mais comuns nos carros eram referente ao
vazamento de água do radiador, esses vazamentos eram mais comuns de acontecer
na colméia do radiador, na passagem no selo mecânico da bomba d’água, pelo
vintém corroído, mangote furado. A manutenção era feita ajustando as peças
ajustáveis e trocando as que não conseguia fazer os ajustes.
Foi feita também a implantação do freio pneumático nas rodas traseiras
dos carros, que seguia as seguintes etapas:
 Desmontagem do freio hidráulico;
 Retirada da bomba de freio traseiro;
 Retirada das rodas;
 Retirada dos discos e burrinhos
 Retirada das placas de freio hidraulico (Figura 4)

12
Figura 4: Placas de freio

Fonte: o autor, 2014.

Após ser retirado todo o sistema de freio traseiro era feita a colocação do
kit pneumático, que seguia as seguintes etapas:
 Colocação da válvula pedal, válvula de descarga rápida, válvula de
regulagem de pressão;
 Colocação da manete;
 Colocação do kit pneumático completo(Figura 4);
 Colocação das mangueiras;
 Balão de ar, que fica ligado ao compressor que já vem no motor do
carro.

13
Figura 5: kit de freio pneumático

Fonte: o autor, 2014.

Após separar e colocar todos os componentes em seu devido lugar era


feita a instalação e testes nos carros.
Basicamente ficava responsável por:
1) Responsável por listar materiais;
2) Responsável por solicitar ao setor de compras os materiais necessários;
3) Acompanhar revisão preventiva da mecânica dos carros forte;
4) Acompanhar manutenção preventiva no sistema de ar condicionado;
5) Acompanhamento da instalação de ar condicionado dos carros forte;
6) Acompanhamento da substituição do sistema de freio traseiro hidráulico para
pneumático.

7. CONCLUSÃO

14
O trabalho permitiu identificar os futuros caminhos que o engenheiro
Mecânico pode trilhar, a forma como deve agir para garantir a segurança e conforto
dos funcionários que estão saindo para trabalhar, contribuindo desta maneira para
solidificação da profissão entendendo a conciliação da teoria e pratica de maneira
criativa com suas diversas aplicações e motivando a busca pelo conhecimento e
aperfeiçoamento.
O trabalho pode colocar em funcionamento, carros-forte com maior
confiança e conforto para os funcionários, com isso ajudo a empresa a atingir as
metas de qualidade, por ela imposta.
Neste contato o aluno pode agregar obter a experiência em um momento
de troca de aprendizado entre instituição de ensino, aluno e empresa onde todos
têm um enriquecimento dos seus conhecimentos os conhecimentos adquiridos em
sala de aula para a vida profissional.
É importante frisar que o empenho por parte do estudante neste período,
independente da instituição ou empresa é decisivo nesse momento de
aprendizagem e é o que determinará o profissional que ele se tornará após a
conclusão do seu curso.

15
9. REFERÊNCIAS

Perfil da empresa. Disponível em: < http://www.grupopreserveliserve.com.br/>.


Acesso em: 06 de dezembro de 2013.

16