Você está na página 1de 9

Questionário sobre a Saúde de sua Igreja

O questionário abaixo ajudará você avaliar a saúde de sua igreja. Para cada item
dê uma nota de zero a dez. Procure colocar a primeira nota que vem a sua mente,
podendo colocar algo como “7,5” se estiver vacilando entre duas notas como, no caso,
7 e 8. Não tome muito tempo para refletir em qualquer item, já que são 100 itens.
Quanto possível, todos os membros da equipe pastoral ou a equipe de liderança da
igreja devem responder a este questionário para poder comparar as suas perspectivas.

Os itens na pesquisa estão organizados em dez áreas de uma igreja saudável, com
dez perguntas para cada área.

As dez áreas são:


1. Pastoreio de pastores
2. Equipe pastoral (leiga)
3. Grupos familiares
4. Discipulado
5. Ministério de restauração
6. Equipes de ministério
7. Celebrações participativas e transformadores
8. Missão e missões
9. Administração
10. Cultura de capacitação contínua

Passemos agora para a primeira das dez áreas.

1. Pastoreio de pastores. Com a perspectiva de que um pastor saudável é a chave


para uma igreja saudável, responde aos seguintes itens pensando no pastor titular
de sua igreja.
___ 1. Ele1 tem um bom líder pastoral que lhe dá cobertura espiritual e prática.
___ 2. Ele tem boa assessoria ministerial de pessoas de fora da igreja local.
___ 3. Ele participa regularmente de um grupo pequeno de comunhão ou convívio
com outros pastores, sendo edificado e encorajando a outros.
___ 4. Ele participa de pelo menos um treinamento de vários dias por ano, renovan-
do sua visão e ganhando ferramentas práticas para sua vida, líderes ou igreja.
___ 5. Ele é uma pessoa saudável, relacionando-se bem. Ele ama o suficiente para
confrontar, sabendo falar a verdade em amor e amar de verdade.
___ 6. Ele é transparente, tendo liberdade de mostrar como ele está crescendo.
___ 7. Ele é dedicado à Palavra e à oração.
___ 8. Ele cuida bem de seu cônjuge e família.
1
“Ele” quer dizer “Ele(a)”; de forma parecida, “pastor” quer dizer “pastor(a)”. Para simplificar usamos
“Ele” ao invés de sempre indicar ambas opções, mas ambas devem ser entendidas.

David Kornfield, Marcelo Fraga, David Sales; Questionário Diagnóstico da Saúde da Igreja, 30/08/07
2

___ 9. O cônjuge do pastor tem um(a) líder pastoral além do pastor e um grupo de
apoio onde se abre e sente-se apoido(a).
___ 10. Ele tem uma visão clara de uma igreja saudável e está ajudando a igreja
crescer nela de forma abençoadora.

2. Equipe Pastoral (Leiga). A equipe pastoral é composta de leigos exceto em


igrejas maiores. Às vezes é chamada por outro nome, como o conselho da igreja;
presbíteros ou diáconos. Ela funciona como uma equipe executiva junta ao pastor,
sendo responsável pela coordenação dos ministérios da igreja.
___ 11. A equipe pastoral (EP) desfruta de uma orientação e unção divina, ouvindo a
Deus, tendo sabedoria do alto e agindo no poder do Espírito.
___ 12. A EP tem um propósito comum, uma visão clara e um plano estratégico com
estratégias e objetivos mensuráveis que norteiam a igreja.
___ 13. Os membros da EP tem papéis claros, cada um coordenando uma área da vida
da igreja. Suas funções correspondem a seus dons, chamados, habilidades e
personalidade.
___ 14. A EP experimenta e demonstra liderança forte e facilitadora que adapta seu
estilo segundo a maturidade e competência dos seus liderados, atingindo os
alvos e ajudando os liderados crescerem em suas habilidades.
___ 15. A EP desfruta de administração eficiente, com reuniões bem preparadas que
geram bons resultados, e que trata das decisões importantes de maneira
interdependente.
___ 16. A EP experimenta e estende treinamento formativo, tendo uma cultura de
treinamento, de ser ensinável, de avaliação e auto-avaliação.
___ 17. A EP desfruta de relacionamentos saudáveis caracterizados por compreensão,
apoio, crescimento contínuo, prestação de contas, interdependência, gratidão,
confiança e respeito.
___ 18. A EP tem comunicação excelente que é clara, na hora certa, amorosa, aberta,
honesta e transparente.
___ 19. As reuniões da EP são frutíferas, incluindo cuidado pastoral dos membros da
equipe, assessoramento uns aos outros em áreas ministeriais da igreja e ouvir
a Deus juntos sobre decisões ou problemas que estão enfrentando.
___ 20. Os membros da EP participam juntos de eventos de treinamento, congressos e
retiros especiais, tendo um retiro anual especial da equipe.

3. Grupos Familiares, conhecida em algumas igrejas como células.


___ 21. Os GFs tem uma identidade e ambiente familiar que inclui intimidade e
prestação de contas.
___ 22. Os GFs dão cobertura espiritual para seus membros; os líderes são
reconhecidos pelos membros como líderes pastorais.
___ 23. Os membros dos GFs ganham novas pessoas para Cristo e integram-nas nos
GFs.
___ 24. Os líderes dos GFs são bem supervisionados e recebem boa cobertura espiritual.

David Kornfield, Marcelo Fraga, David Sales; Questionário Diagnóstico da Saúde da Igreja, 22/9/07
3

___ 25. Os membros da igreja entendem que uma parte normal de ser membro é fazer
parte de um GF ou outro grupo pastoral.
___ 26. O pastor e a liderança principal vestem a camisa dos GFs, ressaltando com
freqüência esses valores e visão.
___ 27. Os membros dos GFs realmente gostam dos encontros, dando-lhes alta
prioridade.
___ 28. Os GFs estão crescendo numérica e qualitativamente e se multiplicando.
___ 29. Todos os novos membros da igreja recebem um alicerce objetivo de ensino
sobre relacionamentos comprometidos e saudáveis.
___ 30. Todos os líderes dos GFs passaram por treinamento estruturado e formal.

4. Grupos de Discipulado, falando de discipulado de líderes.


___ 31. Cada líder na igreja tem um líder pastoral (discipulador, mentor) que tem um
relacionamento comprometido e pessoal com ele.
___ 32. Os líderes da igreja são discípulos de Jesus Cristo, comprometidos ao
senhorio d’Ele e a serem ensináveis.
___ 33. Os líderes da igreja são dedicados à comunhão, a relacionamentos
comprometidos e saudáveis.
___ 34. Os líderes são dedicados à Palavra, comprometidos a ter um tempo
devocional regular e a manter um diário espiritual.
___ 35. Os líderes são dedicados à oração, ouvindo a Deus (discernindo Sua
vontade), andando com Ele e vivenciando os propósitos eternos d’Ele.
___ 36. Os líderes são comprometidos com uma vida simples, vivendo segundo
prioridades divinas e liberdade financeira.
___ 37. Os líderes evangelizam, ajudando pessoas não crentes a conhecerem a Jesus e
se entregarem a Ele.
___ 38. Os líderes estão crescendo de forma significativa no caráter de Jesus Cristo e
em suas habilidades ministeriais.
___ 39. Os líderes da igreja tem a visão de serem interdependentes, não fazendo
decisões significativas de forma independente nem caindo no extremo oposto
da dependência.
___ 40. Os líderes da igreja são treinados em como fazer discípulos e se multiplicarem
e estão levantando outros líderes.

5. Ministério de Restauração:
___ 41. A igreja tem uma equipe de restauração que tem uma visão e plano claro de
como restaurar e acompanhar pessoas feridas.
___ 42. A equipe é bem capacitada e continua crescendo em suas habilidades e
maturidade através de seminários, congressos e/ou retiros que tem esse
propósito.
___ 43. A equipe funciona com dinâmicas espirituais que levam as pessoas a
encontros com Deus.

David Kornfield, Marcelo Fraga, David Sales; Questionário Diagnóstico da Saúde da Igreja, 22/9/07
4

___ 44. A equipe coordena grupos de apoio que levam as pessoas a experimentarem
relacionamentos comprometidos e saudáveis e serem discipulados em viver e
agir de forma saudável.
___ 45. A equipe tem cobertura profissional, pastoral e de uma rede de ministros de
restauração fora da igreja local.
___ 46. A equipe é saudável, composta de pessoas que demonstram saúde emocional
e espiritual e que cuidam de seus membros para que não se esgotem.
___ 47. A equipe ativamente apoia e encoraja a formação de outras equipes, seja em
outras igrejas ou ministérios de restauração especializados dentro da própria
igreja.
___ 48. O ministério de restauração é integrado na vida da igreja e apoiado por ela,
sua liderança e pastor.
___ 49. A equipe está crescendo, tanto em números como em qualidade, ampliando
seus horizontes.
___ 50. Existe um ministério de aconselhamento que alivia a carga do pastor e que faz
uma boa ponte com o ministério de restauração.

6. Equipes de Ministério
___ 51. O pastor e a liderança ensinam, e a igreja acredita, que cada membro é um
ministro.
___ 52. Aprendizagem sobre dons e chamados faz parte do processo normal de
tornar-se membros da igreja.
___ 53. Uma grande maioria de membros são ministros, integrados em equipes de
ministério.
___ 54. As equipes têm uma visão clara e bíblica do trabalho em equipe e estão
comprometidas com o valor do mesmo.
___ 55. Os membros das equipes conhecem e valorizam as personalidades e dons uns
dos outros, assim trabalhando com um mínimo de conflitos.
___ 56. Cada equipe tem uma declaração de visão e um planejamento estratégico que
a norteiam.
___ 57. Os líderes das equipes são bem apoiados, coordenados e assessorados.
___ 58. Uma cultura (mentalidade) de treinamento permeia as equipes, demonstrada
na forma delas treinarem outras pessoas e participarem de eventos de
capacitação com propósitos definidos.
___ 59. As equipes de ministério passam por um treinamento básico na formação de
equipes e funcionam como grupos definidos que são comprometidos,
capacitados e coordenados para obter os mesmos alvos.
___ 60. Cada equipe de ministério acostuma fazer um retiro anual para curtir a
amizade e avaliar e melhorar seu rendimento.

7. Celebrações Participativas e Transformadores

David Kornfield, Marcelo Fraga, David Sales; Questionário Diagnóstico da Saúde da Igreja, 22/9/07
5

___ 61. A mensagem da Palavra é bíblica e flui tanto do coração de Deus como do
coração do pregador.
___ 62. As pessoas entram na presença de Deus através do louvor.
___ 63. Geralmente existem momentos significativos de comunhão durante e depois
do culto.
___ 64. A Ceia do Senhor, um dos momentos altos da vida da igreja, é feita de forma
criativa e significativa, que leva à participação ativa e um encontro divino.
___ 65. A oração nos cultos estimula participação de todos e envolvimento nas vidas
uns dos outros.
___ 66. O cultos oferecem uma oportunidade para todos responderem ao ensino ou
pregação bíblica e prática.
___ 67. As mensagens refletem propósito e dão direção para a igreja. Os valores e
estratégia da igreja, como os objetivos principais para esse ano, são
trabalhados nas mensagens dos cultos.
___ 68. Os cultos são atraentes e interessantes para pessoas não crentes, levando-as a
sentirem-se a vontade e voltarem.
___ 69. Nos cultos, o ouvir a Deus e ter encontros divinos são altamente valorizados.
A conexão (vertical) com Deus é um dos focos principais do culto.
___ 70. O fluir do culto demonstra bom planejamento, as várias partes, como o louvor
e a mensagem, reforçando um tema central.

8. Missão e missões:
___ 71. A igreja está crescendo de forma significativa (especialmente através de
conversões e batismos), refletindo um sentido de missão que olha além da
igreja.
___ 72. Os membros da igreja são capacitados em evangelismo pessoal e dão
testemunho do poder do evangelho com regularidade.
___ 73. A igreja tem estratégias e eventos evangelísticos que realmente são frutíferos.
___ 74. A igreja está envolvida em ação social na comunidade, comunicando um
evangelho integral: o evangelho todo para a pessoa toda.
___ 75. A igreja entende seu papel quanto a batalha espiritual e capacita seus
membros para serem vitoriosos.
___ 76. A igreja tem uma visão de ganhar seu bairro ou cidade para Cristo,
cooperando com outros pastores e igrejas com essa finalidade.
___ 77. Uma maioria dos membros da igreja participa pelo menos anualmente de
viagens missionários, projetos evangelísticos, pontos de pregação ou
ministérios a pessoas fora de nossa igreja.
___ 78. Um compromisso sério e real com missões é refletido no orçamento e ofertas,
com alvos claros de crescimento nos próximos anos.
___ 79. Missões, para a igreja, não constam apenas de um programa e sim um
envolvimento pessoal e comprometido com missionários específicos.
___ 80. A igreja tem um foco missionário estratégico fora do Brasil ou tem adotado

David Kornfield, Marcelo Fraga, David Sales; Questionário Diagnóstico da Saúde da Igreja, 22/9/07
6

um povo não alcançado.

9. Administração (facilitando o funcionamento das oito áreas descritas acima):


___ 81. A igreja tem uma boa declaração escrita de sua visão e a maioria dos
membros conhecem a visão ou lema da igreja de memória.
___ 82. A igreja tem objetivos anuais e de médio ou longo prazo e a equipe pastoral
avalia periodicamente o crescimento da igreja segundo esses objetivos.
___ 83. O pastor e a equipe pastoral delegam autoridade bem, permitindo que a igreja
funcione com uma liderança decentralizada. Como conseqüência o pastor e
os líderes principais não estão sobrecarregados.
___ 84. A igreja tem uma secretária com dom de administração que tira um peso das
costas do pastor e a equipe pastoral.
___ 85. As equipes de ministério tem pessoas responsáveis pela área administrativa.
Essas pessoas administrativas recebem treinamento e/ou orientação especial
pelo menos uma vez por ano.
___ 86. Cada líder (seja de equipes de ministério ou grupos familiares) submete
relatórios mensais ou trimestrais e recebe retorno sobre eles. Os relatórios
são simples e práticos.
___ 87. A igreja tem um orçamento e recebe um relatório pelo menos semestralmente
quanto aos gastos em relação ao orçamento.
___ 88. A igreja tem uma agenda anual que permite que os membros, grupos, equipes
e diversos líderes priorizem certas atividades, ao mesmo tempo em que
diminui os conflitos entre atividades como também o estresse de mudanças
de calendário não previstas.
___ 89. A igreja tem um organograma e estruturas que facilitam ministério e
relacionamentos.
___ 90. A igreja experimenta harmonia na tomada de decisões, usando processos que
não sobrecarregam o pastor, sua equipe pastoral, os líderes ou os membros,
ao mesmo tempo em que permite que todos tenham uma voz.

10. Cultura de capacitação continua (eventos de capacitação que facilitam a


saúde da igreja):
___ 91. O pastor titular participa regularmente de encontros de pastoreio, seja com
um mentor ou com um grupo pequeno de pastoreio de pastores, sendo
edificado e encorajando a outros.
___ 92. A equipe pastoral participou de seminários sobre a visão e prática de uma
igreja saudável, seja os do MAPI “A Visão Panorâmica de uma Igreja
Saudável – Níveis 1 e 2”, os módulos da Igreja em Células, o treinamento da
DNI (Desenvolvimento Natural da Igreja), da Igreja com Propósitos ou algo
parecido.
___ 93. Todos os líderes dos grupos familiares passaram por um treinamento básico
de 12-14 horas, seja com o livro Implantando Grupos Familiares (Ed. Sepal)
ou outro material parecido.

David Kornfield, Marcelo Fraga, David Sales; Questionário Diagnóstico da Saúde da Igreja, 22/9/07
7

___ 94. Os líderes da igreja passam por pelo menos 1-2 anos de discipulado de
liderança usando O Líder que Brilha (Ed. Sepal), a Série Discipulado de
Líderes da Editora AD Santos ou outro material parecido.
___ 95. A equipe de restauração passou por uma base firme de capacitação tal como
aquela oferecida pelo REVER, a Igreja com Propósitos ou outros ministérios.
___ 96. As equipes de ministério alcançam alto rendimento, passando por diversos
treinamentos seja os do MAPI como o “Treinamento Básico na Formação de
Equipes de Ministério” e o treinamento avançado usando o livro Equipes de
Ministério que Mudam o Mundo (Ed. Sepal) ou outros eventos de
capacitação parecidos.
___ 97. A equipe de louvor participa regularmente de eventos de capacitação para que
os membros se aprimoram em sua habilidade técnica e crescem em sua
habilidade de serem verdadeiros adoradores que contagiam a igreja com o
espírito de louvor.
___ 98. A igreja apoia financeiramente a pelo menos um missionário que trabalha na
área de saúde da igreja ou dos pastores e que assessora a igreja de alguma
forma.
___ 99. Pessoas chaves na área administrativa participam de seminários ou matérias
de administração para se aprimorarem e lhes municiar em ajudar outros que
trabalham nesta área na igreja.
___ 100. A equipe pastoral faz uma avaliação diagnóstica boa e planejamento
estratégico anualmente.

Para obter uma visão geral da saúde de sua igreja nas dez áreas, some as notas do
bloco de 10 itens relacionados a cada área. Coloque essas somas abaixo:
_____ 1. Pastoreio de pastores (itens 1-10)
_____ 2. Equipe pastoral (leiga) (itens 11-20)
_____ 3. Grupos familiares (itens 21-30)
_____ 4. Grupos de discipulado (itens 31-40)
_____ 5. Ministério de restauração (itens 41-50)
_____ 6. Equipes de ministério (itens 51-60)
_____ 7. Celebrações participativa e transformadoras (itens 61-70)
_____ 8. Missão e missões (itens 71-80)
_____ 9. Administração (itens 81-90)
_____ 10. Cultura de capacitação contínua (itens 91-100)

_____ TOTAL (Numa escala de 0 a 1.000)

David Kornfield, Marcelo Fraga, David Sales; Questionário Diagnóstico da Saúde da Igreja, 22/9/07
8

O gráfico a seguir permite você comparar suas notas e avaliação com as de seus
companheiros na equipe pastoral. Este exercício funciona bem com um mínimo de
quatro e um máximo de oito pessoas. Siga estas instruções para preencher o gráfico:
A. Coloque os nomes de cada membro da equipe na primeira coluna, começando com
o nome do pastor titular e em seguida o do co-pastor ou vice-presidente da igreja.
B. Na linha correspondente ao seu nome coloque os dez totais alistados acima, junto
com o total geral na última coluna.
C. Acrescente as notas dos membros de sua equipe.
D. Para cada coluna, some as notas de todos os membros da equipe.
E. Na última linha do gráfico coloque as dez áreas em ordem, enumerando-as de um a
dez; um sendo aquela que tem o total mais alto e dois aquela que tem o segundo
total mais alto, e assim sucessivamente até que o dez indica o mais baixo. (Dois
totais empatados ganham a mesma nota; depois pule um número para continuar
colocando a ordem. Por exemplo, se dois totais estão empatados em segundo
lugar, ganham numeração dois. O total seguinte mais alto passaria a ser o quatro
porque realmente é a quarta área mais alta.)

Nome do membro 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.


da equipe pastoral Past. Eq. GFs Gr. Min. Equip Celeb Mi- Ad- Capa Total
de pasto (célu- de de res- es de partic. ssão e mi- citaçã
pas- ral las) discip tau- mini- e mi- nistra o
tores (leiga) ulado ração stério transf. ssões çao cont.

Total
Ordem de 1-10

Este tipo de gráfico é usado no livro de David Kornfield, Equipes de Ministério


que Mudam o Mundo (Ed. Sepal). Como indicado ali, refletir sobre áreas onde
membros da equipe têm bastante diferença de perspectiva pode ser muito útil.

David Kornfield, Marcelo Fraga, David Sales; Questionário Diagnóstico da Saúde da Igreja, 22/9/07
9

Se a equipe pastoral quiser aprofundar seu entendimento de uma área na qual mais
deseje crescer, os membros da equipe podem passar suas notas nessa área específica
para o gráfico abaixo, anotando acima dos números 1-10 as frases em itálico nos itens
correspondentes.

Área de enfoque: ____________________________________

Nome do membro 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Total


da equipe pastoral

Total
Ordem de 1-10

De novo, a equipe pode comparar as áreas onde tem maiores diferenças de


perspectiva, como também ressaltar aquelas que são mais fracas para então
desenvolver um plano para melhorar.
Se estiver preenchendo este questionário junto com outras pessoas e terminar antes
delas, use o tempo para orar, pedindo discernimento de Deus sobre os resultados e as
implicações de sua avaliação.

David Kornfield, Marcelo Fraga, David Sales; Questionário Diagnóstico da Saúde da Igreja, 22/9/07