Você está na página 1de 47

Exercícios de Fixação

FIBRAS
1- Monte um fluxograma TÊXTEIS
básico da Ind.Têxtil e descreva função de cada
etapa
EXERCÍCIOS – FIBRAS TÊXTEIS
1) O que é Regain de uma fibra têxtil ?
2) Qual a diferença entre alongamento e tenacidade ?
3) A recuperação elástica de uma fibra têxtil é importante no artigo final ?
Justifique sua resposta exemplificando.
4) Em que tipo de artigos se utilizaria fibras de poliamida ?
5) O que é recuperação elástica de uma fibra têxtil ? Exemplo ?
6) Cite pelo menos 5 propriedades das fibras têxteis que estão relacionadas
com o uso final dos artigos têxteis.
7) Quais são os processos de análise utilizados na identificação de fibras
têxteis ?
8) Qual a importância da mistura de fibras têxteis ? E quais são os níveis de
mistura das fibras têxteis ?
9) “A mistura de dois ou mais substratos têxteis está sempre associada a um
aumento no custo final do produto”. Esta afirmativa é correta? Justifique sua
resposta.
10) De maneira geral, qual o comportamento das fibras no ensaio de
combustão utilizado para identificação das mesmas ?
Prof. Wallace Nóbrega Lopo
Classificação de fios
Fios

Fibras Fibras contínuas


descontínuas (filamentos)

Fio Fio Fio Fio


cardado penteado Multi- Mono-
filamento flilamento

Fio Fio
singelo retorcido

Fio regular Fio Fio Fio Fio Fio


fantasia especial retorcido fantasia texturizado
(High bulk)

Classificação de fios
Fios regulares

 Fio regular
 fiostêxteis que não apresentam irregularidades
propositadas ao longo de seu comprimento.
Destacando:
 Singelos
 Retorcidos (2 ou mais cabos).

Texto Fios regulares


Tipos de fios contínuos – regulares


Fio Retorcido em Dois Cabos

Fio Singelo; Fio Retorcido a dois cabos;


Fios retorcido a dois cabos e novamente retorcido
a dois cabos.
Fios regulares = Tipos de fios regulares

 Fio Singelo
É aquele que se apresenta isoladamente, isto é,
sob a forma de um único fio.

 Fio Retorcido
 Fios retorcidos são formados por dois ou mais fios
(ou cabos), os quais foram retorcidos entre si.

 ... amostras ...


Fios irregulares ou fantasia
 São aqueles aos quais são adicionadas
irregularidades intermitentes em torção, espessura,
cor ou outras, com a finalidade de acrescentar um
aspecto diferenciado.
 Exemplos:
 Fio bouclé: fio com pequenos anéis ou alças com
intervalos irregulares, mais ou menos próximos
Fios irregulares ou fantasia
 Fio botoné: caracterizado por irregularidades em
forma de pequenas alças, dilatações de intervalos
mais ou menos regulares. Obtém-se por um fio
envolvendo irregularmente outro ou por adição
intermitente de pequenas porções adicionais de fibras
durante a fiação
Fios irregulares ou fantasia
 Fio flamé: fio caracterizado por trechos não
cilíndricos por falta de torção. Obtém-se por
retorcedeira fantasia
Fios irregulares ou fantasia
Fio texturizado
Tipos de fios contínuos

 Todos os materiais têxteis artificiais e sintéticos são


extrudados em fieiras de múltiplos orifícios
produzindo um feixe de filamentos contínuos.

 Monofilamentos:
 O fio consiste em um único filamento.

 Multifilamentos:
 O fio consiste em múltiplos filamentos.
Sistemas de fiação
 Sistema de FIBRAS DESCONTÍNUAS

Fiação de anéis (ou Cardado Todos podem ser


convencional) Penteado singelos ou
Sistemas de fiação retorcidos, e de
Fiação open-end diferentes diâmetros
para fibras Cardado
descontínuas (títulos)
Outros (auto-torção,
Características especiais
Sem torção)
Sistemas de fiação
 Sistema para fibras contínuas
 Utilizado para fibras químicas (sintéticas e artificiais),
em que o fio é obtido através de fieiras no momento
da produção da fibra.
 As soluções dos polímeros são alimentados para as fieiras
através das bombas de fiação.

Fieiras
Vídeo
PES
14

Processos/objetivos da
fiação descontínua

Da Fibra ao Fio

Fiação Manual = vídeo

Fiação Manual = Carda


(Paralelização dos fibras)
15
Fiação de Algodão

Algodões especiais = Egípcio e Pima


Fiação

100 kg da fibra (CO) em caroço originam:

Línter: Fibras curtas, com menos de 12mm, em geral de 3 a 9 mm, que existem na superfície da semente, formada de celulose
quase pura e que é a base ou matéria-prima para diversos produtos, como o algodão hidrófilo, pólvora e tecidos rústicos.

Texto Classificação de fios


Torsão de fios = conceito
 “disposição espiral do(s) componente(s) de um fio que
é usualmente o resultado da torção relativa de suas
extremidades”

 número de voltas que possui, por unidade de


comprimento
 torções/m, torções/cm, torções/polegadas

 A torção é essencial para fornecer uma certa coesão


mínima entre as fibras
Torsão de fios em filamentos
 filamentos contínuos: a torção não é necessária para
dar-lhes resistência à tração, mas é necessária para
possibilitar uma resistência satisfatória à abrasão, à
fadiga ou aos outros tipo de avarias associadas a
forças de atrito/fricção.
Torsão de fios = Tipos
 Direção da torção

Z ou horário S ou anti-horário
Fiação de Algodão CARDADO

Objetivo: Abertura, limpeza, e homogenização da matéria prima.

Fig.
Fiação de Algodão CARDADO

Individualização das fibras, limpeza e início da paralelização.


Fiação de Algodão CARDADO

Homogenização de massa, e paralelização das fibras.


Fiação de Algodão CARDADO

Reduzir massa/unidade de comprimento, e transformar fita em mecha


(pavio), com pouca torção.
Fiação de Algodão CARDADO

Reduzir massa/unidade de comprimento = dar torção e finura final


Fiação de Algodão CARDADO

Mudar o acondicionamento do fio.


Fiação de Algodão CARDADO

Reunir (retorcer) 2 ou mais fios (cabos)


Tecnologia da Fiação

Linha de Abertura e Batedoria

Objetivo: Abertura, limpeza, e homogenização da matéria prima.

Entra: Fibra em pluma (ou rama) acondicionado em fardos.

Sai: Flocos formando manta na carda (alimentação contínua)


ou manta em rolo (alimentação descontínua.
28
Abridor
Tecnologia da Fiação

Carda

Objetivo: Individualização das fibras, limpeza e início da paralelização.

Entra: Flocos em caixa (alimentação contínua), ou manta em rolo


(alimentação descontínua).

Sai: Fita em lata.


30
Carda

Carda.
Fonte: http://www.cataguases.com.br
Tecnologia da Fiação

Passadeira

Objetivo: Homogenização de massa, e paralelização das fibras.

Entra: Fita em lata (dublagem 6 ou 8)

Sai: Fita em lata (apenas 1 fita)


32
Passador

Passador.
Fonte: http://www.cataguases.com.br

Passador - detalhe.
Fonte: http://www.cataguases.com.br
Tecnologia da Fiação

Maçaroqueira

Objetivo: Reduzir massa/unidade de comprimento, e


transformar fita em mecha (pavio), com pouca
torção.

Entra: Fita em lata.

Sai: Pavio em tubete (de maçaroca).


34
Maçaroqueira

Maçaroqueira – Coteminas/Natal-RN.
Fonte:
http://www.coteminas.com.br/scripts/cgiip.exe/WService=coteminas/cmb/port/empresa/p
opfoto_linhant6.htm
Tecnologia da Fiação

Filatório de anéis

Objetivo: Reduzir massa/unidade de comprimento =


finura final, e dar torção.

Entra: Pavio em tubete (maçaroca).

Sai: Fio em espula.


36
Filatório

Filatório – Cotemins/Montes Claros/MG


web/htm/cmb/images/empresa/m/h4.jpghttp://www.indsteel.com.br
Tecnologia da Fiação

Conicaleira

Objetivo: Acondicionamento do fio.

Entra: Fio em espula ou em bobina (roca ou cone).

Sai: Fio retorcido em roca ou cone.


38
Conicaleira/Bobinadeira

Fonte: http://www.eastmanexports.com/infrastructure.html
Tecnologia da Fiação

Binadeira

Objetivo: Reunir 2 ou mais cabos de fio.

Entra: Fio singelo em bobina (roca ou cone).

Sai: Fio binado em roca ou cone.

Gramatura de saída: Título singelo/Nº cabos.


Tecnologia da Fiação

Retorcedeira
(dupla torção)
Objetivo: Reunir e retorcer 2 ou mais cabos de fio.

Entra: Fio binado em bobina (roca ou cone).

Sai: Fio retorcido em roca ou cone.

Gramatura de saída: Título singelo/Nº cabos.


41
Retorcedeira
Fiação de Algodão PENTEADO

Penteadeira

OBJETIVO:
ELIMINAR FIBRAS CURTAS
43
Reunideira

Reunideira / Laminadeira

Objetivo: Preparação para penteagem.

Entra: Fita em lata (dublagem até 48)

Sai: Rolo com varias fitas reunidas (queijo)

Cia. Indl. Cataguases


Fonte: http://www.cataguases.com.br/por/index.htm
44
Penteadeira

Objetivo: Eliminar fibras curtas.

Cia. Indl. Cataguases


Fonte: http://www.cataguases.com.br/por/index.htm
Fiação de Algodão PENTEADO

Penteadeira
Fiação de Algodão OPEN-END

Objetivo: Abertura, limpeza, e homogenização da matéria prima.

Objetivo: Individualização das fibras, limpeza e início da paralelização.

Objetivo: Homogenização de massa, e paralelização das fibras.

Filatório Open End


Rotor / Air Jet Spinning / Fricção

Objetivo: Reduzir massa/unidade de comprimento = dar finura final, e coesão da massa (estirar).
Exercícios de Fixação Tempo estimado = 45 min
EXERCÍCIOS – Fibras e Fiação
1) Qual tipo de fibras e de fiação que você escolheria para os artigos abaixo ?
Explique por que escolheu.
a) artigo para decoração (cortina) Fibra Motivo Fio/fiação Motivo
b) lingerie feminina
c) camisaria executiva masculina
d) toalhas de banho
e) forração de sofás/cadeiras

2) Diga qual o processo de fiação de algodão onde obtém-se melhor qualidade


de fios quanto ao toque macio e menor pilling.

4) É possível obter um filamento contínuo de algodão? Justifique sua resposta.

5) Na aula referente a “fios”, vimos que podemos os classificar em 4 diferentes


tipos: Singelo, Retorcido, Monofilamento, Multifilamento. Descreva uma linha
sobre cada um deles.

Identifique as amostras (A, B e C) que recebeu quanto ao tipo de fio:


Singelo, Mono ou multifilamento, Retorcido.