Você está na página 1de 11

HISTÓRIA|vestenem

EXPANSÃO MARÍTIMA país teve sua origem nessas lutas da


Reconquista na península Ibérica.
EUROPEIA
Durante as guerras da Reconquista,
A FORMAÇÃO DE PORTUGAL formaram-se alguns reinos católicos no
norte da península Ibérica: Leão, Castela,
Portugal é um país localizado a Aragão e Navarra. As terras
sudoeste do continente europeu, na reconquistadas dos árabes eram
península Ibérica. Essa península foi transformadas em condados (territórios
habitada por vários povos durante a administrados por condes). Para nós
formação social da Europa medieval. interessa particularmente o condado de
Portucale ou Portucalense (século IX).

As lutas da Reconquista tinham um


caráter de guerra religiosa e de aventura,
que faziam parte do modo de pensar dos
nobres guerreiros da Idade Média. Um
desses nobres, D. Henrique, era membro
da família francesa de Borgonha e colocou-
No século VIII, a península Ibérica se a serviço de Afonso VI, rei católico de
foi conquistada por povos de religião Leão, na luta contra os muçulmanos. Em

muçulmana vindos do norte da África. Essa troca, D. Henrique recebeu o Condado

ocupação, conhecida como “invasão árabe”, Portucalense.


prolongou-se por sete séculos (do século
VIII ao XV). Nesse longo período, cristãos e Mais tarde, seu filho Afonso

muçulmanos alternaram momentos de luta Henrique e o grupo político ligado a ele

com relativa paz, o que possibilitou passaram a lutar pela independência do


intercâmbios culturais. condado, conquistada em 1139.

Para os cristãos, a luta contra a


presença muçulmana na península Ibérica
foi chamada de Reconquista, pois o objetivo
era retomar os antigos territórios
ocupados. O surgimento de Portugal como

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 1
HISTÓRIA|vestenem
Consolidação do reino português comprometido com seus interesses, que
apoiasse o crescimento comercial.

Os reis da dinastia de Borgonha


Para lutar contra a anexação de
governaram Portugal por mais de duzentos
anos. Durante quase todo esse período, o Portugal ao reino de Castela, esses grupos
uniram-se em torno de D. João, irmão
reino português ainda permaneceu
envolvido na luta da Reconquista cristã. A bastardo do rei falecido. Ele era mestre da
Ordem de Cavalaria de Avis, por isso a luta
completa expulsão dos muçulmanos e a
formação do território disputado pelos contra as intenções do rei de Castela
também ficou conhecida como Revolução
portugueses como o conhecemos hoje só
ocorreram em 1249, com a conquista da de Avis.

região de Algarves, ao sul.

No reino de D. Dinis de Borgonha


(1279-1325), a Reconquista havia
terminado e iniciou-se um período de
organização interna do país.

Ao final, D. João e os grupos sociais


Em 1383, a dinastia de Borgonha
que o apoiavam venceram as lutas pela
chegou ao final, porque o rei D. Fernando,
preservação da independência política de
ao falecer, não deixou um sucessor do sexo
Portugal.
masculino. A rainha, D. Leonor Teles,
assumiu o poder como regente. Entretanto,
Com D. João, iniciou-se a dinastia
estava disposta a entregar a chefia do
de Avis, período no qual a nobreza agrária
trono português para sua filha Beatriz,
subordinou-se aos reis, que reforçaram e
casada com D. João I, rei de Castela.
centralizaram os poderes em suas mãos,
favorecendo a expansão comercial-
Os comerciantes e banqueiros
marítima portuguesa.
interessados no desenvolvimento da
atividade marítima não concordavam com
os planos da rainha de unir Portugal ao
reino de Castela. Esses grupos sociais
queriam preservar a independência de
Portugal sob o comando de um rei

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 2
HISTÓRIA|vestenem
Oriente para obter os produtos e depois

Expansão Marítima revendê-los.

A aproximação com o mercado


Os reis de Portugal e setores
sociais ligados à burocracia e à burguesia oriental (Índia) não poderia ser feita pelo
mar Mediterrâneo, pois ali o tráfego
tinham ambições de enriquecer por meio
da expansão da atividade comercial- comercial-marítimo era controlado pelos
italianos. Restava uma alternativa para
marítima. Entretanto, os comerciantes
italianos, principalmente das cidades de chegar às Índias: encontrar um novo
caminho navegando pelo oceano Atlântico,
Gênova e Veneza, dominavam de forma
quase exclusiva o rico comércio das tendo como base projetos de alguns
navegadores da época.
especiarias (cravo, pimenta, noz-moscada,
canela, gengibre) e de artigos de luxo, que
vinham do Oriente (Ásia e África). Dentre os Conhecimento e vida no mar
artigos de luxo comercializados
destacavam-se as porcelanas, os tecidos
No século XV, não se conhecia o
de seda, os perfumes, o marfim e o ouro.
tamanho e a forma exata do planeta.
Muitos acreditavam que a Terra fosse
Os comerciantes de Gênova e
quadrada, enquanto outros pensavam que
Veneza recebiam os produtos orientais nos
fosse como um disco plano. Por isso, quase
portos de Constantinopla, Trípoli,
todos tinham medo das longas viagens
Alexandria e Tunis, no mar Mediterrâneo.
pelos oceanos. Afinal, se a Terra fosse
As mercadorias chegavam a esses portos
plana, o mar de repente acabaria num
depois de os comerciantes percorrerem
enorme abismo. Seria o fim do mundo.
longa e difícil rota, por terras e mares.
Eram, então, revendidas na Europa por
Nos desenhos e mapas desse
preços altíssimos.
período, encontramos representações de
terríveis monstros marinhos, além de
Para participar do comércio
sereias e tritões.
oriental, os comerciantes portugueses
tinham de romper com a exclusividade
Fantasias e lendas criavam um
(monopólio) dos comerciantes de Gênova e
clima de grande insegurança entre os
Veneza. Uma solução imaginada na época
marinheiros. Era difícil encontrar pessoas
foi a busca de um contato direto com o
que participassem, tranquilamente, da

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 3
HISTÓRIA|vestenem
tripulação de uma longa viagem marítima, Principais etapas da expansão
principalmente pelo oceano Atlântico,
portuguesa
conhecido como “Mar Tenebroso”.

A expansão marítima portuguesa


Entretanto, as difíceis condições de
teve início com a conquista de Ceuta, no
vida de parte da população portuguesa da
norte da África, em 1415. Essa cidade era
época faziam com que muitos
um rico centro de negócios, dominada
participassem das grandes viagens,
pelos muçulmanos, onde se vendiam e
mesmo temendo o mar. O tempo e a
compravam seda, marfim, cera, mel, ouro e
experiência marítima foram mostrando que
escravos.
muitos medos eram justificados
(tempestades, naufrágios etc.) e outros
Depois de saqueada pelos
eram imaginários (monstros marinhos e
portugueses, Ceuta perdeu parte de sua
abismos, por exemplo).
importância como centro comercial, pois os
muçulmanos deixaram de abastecê-la.
Riscos das longas viagens

Após participar da expedição militar


A vida dos marinheiros nos navios que conquistou Ceuta, o infante D. Henrique
não era nada fácil. Os alojamentos da
(filho do rei D. João I) voltou a Portugal e
tripulação eram rústicos e apertados. As fundou um centro de estudos náuticos, que
viagens eram longas e desconfortáveis. A
ficou conhecido como Escola de Sagres. Ela
ausência prolongada de legumes e reunia astrônomos, geógrafos, cartógrafos,
verduras na alimentação (fontes de
matemáticos e construtores de
vitamina C) causava escorbuto, doença instrumentos de navegação.
comum entre marinheiros.

Ao longo do século XV, os


Novas tecnologias navegadores portugueses foram
avançando pouco a pouco em direção às
Diversas inovações técnicas Índias, sempre contornando o continente
colaboraram para o desenvolvimento da africano (Périplo Africano). Percorrendo a
navegação marítima de longa distância. costa africana, estabeleceram postos
Essas invenções foram: a caravela, a comerciais (feitorias) de onde obtinham
bússola, o astrolábio, o quadrante, a ouro, sal, marfim e pimenta, entre outros
cartografia, entre outras. produtos. Ao mesmo tempo, participavam
da escravização dos africanos, que por

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 4
HISTÓRIA|vestenem
vários séculos continuaram sendo Por essa razão, denomina-o cabo das
comercializados entre a África, a América e Tormentas. Com esse grandioso evento,
a Europa. abre-se a possibilidade de chegar às
Índias contornando a África. Por essa
O comércio de produtos e seres razão, o rei de Portugal, D. João,
humanos enriquecia cada vez mais a resolve alterar o nome do cabo para
burguesia e a Coroa portuguesa, outro mais otimista: cabo da Boa
financiando a continuidade do processo de Esperança.
expansão.

Cronologia da expansão ü 1498 - Vasco da Gama, comandando


uma frota de quatro navios (São
portuguesa
Gabriel, São Rafael, Bérrio e uma barca
de mantimentos), atinge a cidade de
ü 1415 - Conquista da cidade de Ceuta.
Calicute, na Índia.
ü 1488 - Bartolomeu Dias atinge o cabo
ü 1500 - Pedro Álvares Cabral chega à
sul-africano, onde enfrenta uma
América, nas terras que viriam a se
tempestade.
chamar Brasil, e prossegue até a Índia.

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 5
HISTÓRIA|vestenem
BULA INTER COETERA Por esse acordo, que ficou
conhecido pelo nome de Tratado de

Em 4 de maio de 1493, atendendo Tordesilhas, traçou-se uma nova linha


imaginária a 370 léguas das ilhas de Cabo
aos interesses dos reis da Espanha, o papa
Alexandre VI (também espanhol), por meio Verde. As terras a oeste dessa ilha
pertenceriam à Coroa da Espanha,
do documento chamado Bula Inter Coetera,
estabeleceu que as terras da América enquanto as terras a leste seriam dos reis
de Portugal.
fossem divididas entre os reis de Portugal
e Espanha. Um meridiano situado 100
Pelo Tratado de Tordesilhas, o
léguas a oeste das ilhas de Cabo Verde
seria a linha divisória dessas terras. O “mundo descoberto” foi dividido entre
portugueses e espanhóis. Entretanto,
documento do papa determinava que tudo
o que estivesse a oeste desse meridiano outros reis, como o da França e o da
Inglaterra, não concordaram com essa
pertenceria à Espanha, e tudo o que
estivesse a leste pertenceria a Portugal. divisão.

Com base na Bula Inter Coetera, os QUESTÕES III


espanhóis tinham assegurado plenamente
seu domínio sobre as terras americanas
1- O Concílio de Trento, uma das medidas
descobertas ou ainda por descobrir.
da Reforma Católica, cujo objetivo era
Restava a Portugal a posse das terras
enfrentar o avanço das ideias protestantes,
africanas.
apresentou uma série de decisões
para assegurar a unidade da fé católica.
TRATADO DE TORDESILHAS Entre essas decisões, a de:

Inconformado com a divisão a) favorecer a interpretação individual da


estabelecida pela Bula Inter Coetera, o Bíblia de acordo com seus princípios
governo português ameaçou fazer uso da fundamentais.
guerra para decidir a questão. Mas antes
que o conflito se agravasse, os dois b) adotar uma atitude mais liberal com
governos chegaram a um acordo assinado relação aos livros religiosos, o que fez com
em 1494, na cidade espanhola de que diminuísse a censura medieval.
Tordesilhas.

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 6
HISTÓRIA|vestenem
c) criar uma comissão com o intuito de conduta humana, Calvino consagrava
melhorar o relacionamento com os povos valores morais e políticos defendidos pela
não cristãos. burguesia mercantil.

d) estabelecer uma corporação para o d) A Contrarreforma significou a tentativa


Sacro Colégio, pois, dessa forma, todas as da Igreja Católica de reorganizar-se com
nações cristãs estariam aí representadas. base em princípios liberais: abrandamento
da hierarquia clerical e da autoridade
e) estimular a ação das ordens religiosas papal, tolerância quanto aos hereges e
em vários setores, principalmente no abandono das práticas de censura.
educacional. Resposta D

Resposta E 3- A Igreja católica foi, em muitos


aspectos, herdeira das tradições culturais
2- A Reforma Protestante rompeu a do antigo Império Romano. Mas, na Igreja
unidade cristã existente na Europa e deu do século XVI, durante as Reformas
origem a uma reforma religiosa na igreja Religiosas, surgiram novas instituições
Católica, a chamada ContraRReforma. A como
esse respeito, julgue os itens adiante e a) o Conselho dos Bispos e o Papado.
marque o único errado: b) o Seminário e a Companhia de Jesus.
c) os Mosteiros e as Ordens Mendicantes.
a) O combate ao lucro e à usura, bases da d) a Opus Dei e a Inquisição.
vida comercial e financeira que se e) o Conselho dos Leigos e a Ordem dos
dinamizava ao final da Idade Média, Templários
mostrava o descompasso da Igreja romana
em relação às transformações ocorridas na Resposta B
sociedade.
4- O protestantismo encontra-se em franca
b) As ideias de Lutero centravam-se na expansão no estado de Goiás. Suas origens
salvação pela fé e na leitura direta e remontam aos movimentos reformistas
interpretação pessoal do Evangelho, além ocorridos na Europa entre os séculos XIV e
de contestarem a supremacia da XVI. Sobre a Reforma Protestante, é
Igreja sobre o Estado. CORRETO afirmar:

c) Exaltando o trabalho e a poupança na

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 7
HISTÓRIA|vestenem
a) Martinho Lutero pregou a volta dos A reorganização da Inquisição foi uma
valores clássicos greco-romanos para entre várias providências tomadas pela
combater a corrupção da Igreja. Igreja Católica em sua luta contra a
"heresia protestante". Assinale a alternativa
b) As teses reformistas de Lutero tiveram em que aparece outra dessas providências.
apoio de setores da burguesia e da nobreza a - A convocação do Concílio de Trento, que,
do Sacro Império Romano Germânico, entre outras coisas, ratificou o dogma
interessados em escapar da influência da católico da transubstanciação e a doutrina
Igreja. da salvação por meio das obras.
b - A tradução da Bíblia para
c) A Reforma Protestante impediu o os idiomas modernos, de maneira a
desenvolvimento do capitalismo, uma vez permitir ao fiel a leitura individual dos
que condenava radicalmente a usura. textos sagrados.
c - O combate a práticas populares
d) Na Inglaterra, a Reforma Protestante foi consideradas supersticiosas, como as
suprimida através da criação da Igreja romarias, o culto a imagens e as novenas.
Anglicana, resultante de um acordo entre d - O afastamento dos religiosos em
Henrique VIII e o Papa. relação à vida secular, dando-se
preferência à vida meditativa, retirada do
Resposta B mundo, como o faziam os jesuítas.
e- A eliminação da hierarquia eclesiástica,
5- A Inquisição em Roma não foi objeto de passando a figura do Papa a ser mero título
uma verdadeira refundação, mas sim de honorífico.
uma reorganização, em 4 de julho de 1542,
através da bula Licet ab initio. Ao contrário Resposta A
dos motivos invocados para o
estabelecimento das Inquisições na
Espanha e em Portugal, onde a difusão do
judaísmo justificava a organização do
tribunal, aqui era a heresia protestante o
alvo da nova configuração do Santo Ofício
da Inquisição.
Francisco Bethencourt, História das
Inquisições.

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 8
HISTÓRIA|vestenem
Enem Opção correta: letra E

2. (Enem 2012) Que é ilegal a faculdade que


1. (Enem 2012)
se atribui à autoridade real para suspender
as leis ou seu cumprimento.

Que é ilegal toda cobrança de impostos


para a Coroa sem o concurso do
Parlamento, sob pretexto de prerrogativa,
ou em época e modo diferentes dos
designados por ele próprio.
Na França, o rei Luís XIV teve sua imagem
fabricada por um conjunto de estratégias Que é indispensável convocar com
que visavam sedimentar uma determinada frequência os Parlamentos para satisfazer
noção de soberania. Neste sentido, a os agravos, assim como para corrigir,
charge apresentada demonstra afirmar e conservar as leis.

a) a humanidade do rei, pois retrata um No documento de 1689, identifica-se uma


homem comum, sem os adornos próprios à particularidade da Inglaterra diante dos
vestimenta real. demais Estados europeus na Época
b) a unidade entre o público e o privado, Moderna. A peculiaridade inglesa e o
pois a figura do rei com a vestimenta real regime político que predominavam na
representa o público e sem a vestimenta Europa continental estão indicados,
real, o privado. respectivamente, em:
c) o vínculo entre monarquia e povo, pois
leva ao conhecimento do público a figura a) Redução da influência do papa —
de um rei despretencioso e distante do Teocracia.
poder político. b) Limitação do poder do soberano —
d) o gosto estético refinado do rei, pois Absolutismo.
evidencia a elegância dos trajes reais em c) Ampliação da dominação da nobreza —
relação aos de outros membros da corte. República.
e) a importância da vestimenta para a d) Expansão da força do presidente —
constituição simbólica do rei, pois o corpo Parlamentarismo.
político adornado esconde os defeitos do e) Restrição da competência do congresso
corpo pessoal. — Presidencialismo.

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 9
HISTÓRIA|vestenem
Opção correta: letra B colonização do continente africano e de
seus povos.
3. (Enem 2011) Acompanhando a intenção
da burguesia renascentista de ampliar seu Com relação ao assunto tratado no texto, é
domínio sobre a natureza e sobre o espaço correto afirmar que
geográfico, através da pesquisa científica e
da invenção tecnológica, os cientistas a) a colonização da África pelos europeus
também iriam se atirar nessa aventura, foi simultânea ao descobrimento desse
tentando conquistar a forma, o movimento, continente.
o espaço, a luz, a cor e mesmo a expressão b) a existência de lucrativo comércio na
e o sentimento. África levou os portugueses a
desenvolverem esse continente.
O texto apresenta um espírito de época que c) o surgimento do tráfico negreiro foi
afetou também a produção artística, posterior ao início da escravidão no Brasil.
marcada pela constante relação entre d) a exploração da África decorreu do
movimento de expansão europeia do início
a) fé e misticismo. da Idade Moderna.
b) ciência e arte. e) a colonização da África antecedeu as
c) cultura e comércio. relações comerciais entre esse continente
d) política e economia. e a Europa.
e) astronomia e religião. Opção correta: letra D
Opção correta: letra B
5. (Enem 2001) O franciscano Roger Bacon
4. (Enem 2007) A identidade negra não foi condenado, entre 1277 e 1279, por
surge da tomada de consciência de uma dirigir ataques aos teólogos, por uma
diferença de pigmentação ou de uma suposta crença na alquimia, na astrologia e
diferença biológica entre populações no método experimental, e também por
negras e brancas e (ou) negras e amarelas. introduzir, no ensino, as ideias de
Ela resulta de um longo processo histórico Aristóteles. Em 1260, Roger Bacon
que começa com o descobrimento, no escreveu: "Pode ser que se fabriquem
século XV, do continente africano e de seus máquinas graças às quais os maiores
habitantes pelos navegadores portugueses, navios, dirigidos por um único homem, se
descobrimento esse que abriu o caminho desloquem mais depressa do que se
às relações mercantilistas com a África, ao fossem cheios de remadores; que se
tráfico negreiro, à escravidão e, enfim, à construam carros que avancem a uma

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 10
HISTÓRIA|vestenem
velocidade incrível sem a ajuda de animais; Opção correta: letra E
que se fabriquem máquinas voadoras nas
quais um homem (...) bata o ar com asas
como um pássaro. Máquinas que permitam
ir ao fundo dos mares e dos rios".

Considerando a dinâmica do processo


histórico, pode-se afirmar que as ideias de
Roger Bacon

a) inseriam-se plenamente no espírito da


Idade Média ao privilegiarem a crença em
Deus como o principal meio para antecipar
as descobertas da humanidade.
b) estavam em atraso com relação ao seu
tempo ao desconsiderarem os
instrumentos intelectuais oferecidos pela
Igreja para o avanço científico da
humanidade.
c) opunham-se ao desencadeamento da
Primeira Revolução Industrial, ao
rejeitarem a aplicação da matemática e do
método experimental nas invenções
industriais.
d) eram fundamentalmente voltadas para o
passado, pois não apenas seguiam
Aristóteles, como também baseavam-se na
tradição e na teologia.
e) inseriam-se num movimento que
convergiria mais tarde para o
Renascimento, ao

contemplarem a possibilidade de o ser


humano controlar a natureza por meio das
invenções.

Este conteúdo é parte integrante do curso VestEnem do Aulalivre.net e não pode ser vendido separadamente. 11