Você está na página 1de 17

O Sistema zonal

Prof. Msc. Altimar Ribeiro


A REFLEXOLOGIA

BASEIA-SE na existência no corpo de


um sistema de zonas ou canais
longitudinais (verticais) e transversais
(horizontais).
Os reflexologistas tem acesso a
energia do corpo através das zonas,
para estimular o corpo e eliminar
quaisquer congestionamentos que
possam estar causando desequilíbrios.
O princípio da
zonoterapia
O sistema humano, que funciona de
acordo com a lei da polaridade, tem
dois pontos principais. Um deles se
situa no topo da cabeça e o outro, nos
pés. Entre esses dois polos circulam
dez correntes energéticas distintas,
cinco em cada metade do corpo,
entre a cabeça e os dedos dos pés e
das mãos. Essas correntes fluem
em linhas perpendiculares
denominadas zonas, no interior das
quais estão todos os órgãos e
músculos do corpo. Se houver um
bloqueio de energia em alguma zona,
o paciente terá dor quando essa
área particular estiver sendo tratada
nos pés.
Os bloqueios de
energia nas zonas
Podem decorrer de muitas causas. Tensão, dieta
desequilibrada, um estilo de vida incorreto,
pendências emocionais entre outras.
O mais importante em qualquer processo
terapêutico, é identificarmos a causa que pode
estar guardada no fundo do subconsciente por
ser demasiado doloroso ter que encará-la.
Outras vezes se conhece a causa mas não se
quer discutir sobre ela, por não estarmos
prontos para resolvê-la. Mudar o padrão mental
ou permanecer como se está é opção pessoal.
Todos temos o direito de escolher. Quando não
se encontra a causa, o paciente voltará a
bloquear a energia que foi desbloqueada.
“Ao contrário da medicina
convencional, onde é dada uma
prescrição e esta passa a ter a
responsabilidade do bom êxito do
tratamento, na medicina
alternativa espera-se que o
paciente assuma esta
responsabilidade e trabalhe com o
terapeuta no sentido de
encontrarem o caminho para a
cura.”
”Ao observarmos as ilustrações
podemos perceber como são
revelados os lados direito e
esquerdo do corpo em
sincronismo com as dez zonas.
Temos ainda 3 linhas imaginárias
dividindo os pés em quatro
quadrantes correspondendo a
cabeça e pescoço; peito e
abdômen; estomago e pélvis;
membros inferiores, mãos.”
ZONAS
LONGITUDINAIS
As dez zonas longitudinais, descritas pelo
Dr. Fitzgerald, sobem dos pês pelas
pernas e pelo corpo até a cabeça, e
descem pelos braços e mãos.
Tais zonas poderiam também ser
descritas ao contrario, como saindo das
mãos, subindo pelo braços e chegando a
cabeça, e então descendo pelo corpo ate
os pês.
Ha cinco zonas do lado direito do corpo e
cinco zonas do lado esquerdo: a zona 1
ligando o dedão do pé ao polegar; a zona
2, o segundo dedo do pé e o indicador; a
zona 3, o terceiro dedo do pé e o dedo
médio da mão; a zona 4, o quarto dedo
do pé e o dedo anular; e a zona 5, o
dedinho do pé e o mínimo. As zonas são
segmentos ao longo do corpo que tem
largura igual em cada seção do corpo.
No interior de cada zona, há um
fluxo de energia que corre por
todas as partes do corpo situadas
na mesma zona.
As zonas se estendem para os pês e
para as mãos, assim as zonas
reflexas que correspondem as
diferentes partes do corpo serão
encontradas nas mesmas zonas dos
pês e mãos.
Segundo esse prisma, e fácil
mapear as áreas do corpo que
correspondem aos pontos reflexos
apropriados nos pês e nas mãos.
Zonas Transversais
As zonas transversais também são identificadas nos
pés, tendo sido descritas originalmente por Hanne
Marquarclt, uma terapeuta alemã. Tais zonas ou
regiões mostram como três níveis no corpo, correndo
horizontalmente, podem ser encontrados nos pês -
delimitados pelos ossos do pe. Os três níveis são a
cintura escapular, a cintura e a cintura pélvica.
Existem 26 ossos nos pês: 14
falanges, encontrados nos dedos;
5 metatarsos, abaixo dessas; e
então 7 tarsos.
O nível da cintura escapular e onde
as falanges se encontram com os
metatarsos; o nível da cintura fica
a meio caminho do pé, onde os
metatarsos se encontram com os
tarsos; o nível da cintura pélvica e
uma linha imaginaria atravessando
os tarsos entre os ossos do
tornozelo.
Essas regiões transversais ajudam
a dividir o pé para identificar mais
claramente quais partes do pé se
relacionam a tais partes do corpo
Meridianos
Alguns especialistas alegam que a reflexologia
trabalha não com as zonas longitudinais, mas
com meridianos encontrados no corpo, uma vez
que estes se estendem para os pés e as mãos.
Os meridianos são usados como base para as
práticas da Medicina Tradicional Chinesa.
São canais que correm ao longo do corpo e
contem a energia deste. Os doze meridianos
(usados em acupuntura, acupressura e outros
métodos) não são o mesmo que as zonas
longitudinais, mas muitos de seus princípios são
semelhantes.
Os meridianos da acupuntura são Linhas finas
que correm pelo corpo num sistema claramente
definido. Alguns reflexologistas chegam a
trabalhar em pontos de acupuntura durante o
tratamento. Falta provar se os reflexologistas e
acupunturistas atuam sobre os mesmos pontos.
A visão energética
Oriental
Considera que existe uma energia cósmica universal chamada
por diferentes nomes, mas que no fundo é sempre o mesmo
princípio energético - quer se chame de Qi, Ki, ch' i, energia
vital ou prana etc.
É está presente em todos e em tudo no Universo
manifestado, circula em constante polaridade ativa do Céu
para a Terra (Yang), e da Terra para o Céu (Yin), circulando no
homem através de canais sutis conhecidos como meridianos.
Se o Céu e Terra do Homem estiverem em equilíbrio, ou seja,
sua Mente-Emoção e o Corpo em harmonia dinâmica, a
energia circula livremente por tais canais, irrigando e
alimentando de energia todos os sistemas, funções, órgãos e
glândulas, reinando o estado de saúde. Porém quando a
natureza é contrariada, o desequilíbrio entre o Céu e a Terra
bloqueia a livre circulação dessa Energia no Homem,
refletindo-se em distúrbios e moléstias várias, seja por
excesso ou falta dessa energia, estabelecendo-se então o que
se chama de "doença".
Os meridianos da
Acupuntura

São reconhecidos pela


Medicina Tradicional
Chinesa (MTC) como
canais que conectam a
superfície do corpo com os
órgãos internos, sendo
que estes canais têm a
função de transportar a
energia através de todo o
corpo.
Os medianos são canais de energia
percorre todo o corpo, da cabeça
aos pés, num fluxo ininterrupto. Há
doze meridianos pares existentes
simetricamente dos dois lados do
corpo.
Os doze meridianos pares básicos
são:
- Pulmões;
- Pericárdio;
- Coração;
- Intestino Delgado;
- Triplo-Aquecedor;
- Intestino Grosso;
- Baço-Pâncreas;
- Fígado;
- Rins;
- Bexiga;
- Vesícula Biliar;
- Estômago;
Áreas de zonas
correlatas
Como as dez zonas
longitudinais passam ao longo
do corpo e descem pelos
braços e pernas, os braços e
pernas são considerados
"zonas correlatas", existindo
um relacionamento especial
entre ombro e cintura;
cotovelo e joelho; pulso e
tornozelo; mão e pé
As áreas entre as articulações
também podem ser correlatas; isto
e, o braço se relacionar com a coxa
e o antebraço com a perna.
Existe uma ligação entre partes do
mesmo lado do corpo: o cotovelo
direito se relaciona com o joelho
direito, e o punho esquerdo se
relaciona com tornozelo esquerdo.
Além disso, para atuar diretamente
na área afetada, o reflexologista
pode atuar numa área correlata, o
que e particularmente interessante
quando uma parte do corpo esta
inacessível ou extremamente
dolorida.
Por exemplo, se o paciente esta
com o joelho direito extremamente
dolorido, o cotovelo direito pode
ser massageado usando-se as
técnicas de pressão da reflexologia;
no caso de um tornozelo esquerdo
quebrado, o punho direito pode ser
massageado para estimular o
processo de cura.