Você está na página 1de 5

AUTORIDADE ESPIRITUAL DO CRENTE

Lucas 10.19 NTLH

“Escutem! Eu dei a vocês poder para pisar cobras e escorpiões e para, sem sofrer nenhum mal,
vencer a força do inimigo.”

1. INTRODUÇÃO

A nossa autoridade se manifesta no mundo espiritual. Paulo escreveu aos Efésios 6.12 NTLH –
“Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas contra as forças espirituais do
mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e os poderes que dominam
completamente este mundo de escuridão.”

Quando a pessoa aceita a Cristo como Senhor e Salvador, ele recebe a autoridade de
filho (João 1.12,13 NTLH) – “Porém alguns creram nele e o receberam, e a estes ele deu o
direito de se tornarem filhos de Deus. Eles não se tornaram filhos de Deus pelos meios
naturais, isto é, não nasceram como nascem os filhos de um pai humano; o próprio Deus é
quem foi o Pai deles.”

Porém, o papel do diabo é tentar esconder do cristão sua paternidade espiritual. Quando isso
ocorre, o cristão deixa de exercer sua autoridade como filho, e passa a se comportar como um
servo apenas, desconhecendo os planos do seu Senhor. Em João 15.15a (RA) Jesus
disse: “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor”. Quando
descobrimos a nossa identidade, nós desfrutamos de uma autoridade garantida aos filhos por
direito.

Quando evangelizamos, geralmente nos ocupamos em anunciar os pecados praticados pelo


pecador. Na verdade deveríamos ocupar-nos em anunciar a salvação que Deus nos oferece
gratuitamente por Jesus Cristo. Muitos pecadores vão para o inferno porque nós não o
avisamos que seus débitos estão pagos, mediante a morte de Jesus.

A nossa mensagem aos pecadores deveria ser: Deus ama vocês e não tem nada contra vocês.
Ele já cancelou seus pecados por Jesus Cristo. II Coríntios 5.19 (NTLH) “A nossa mensagem é
esta: Deus não leva em conta os pecados dos seres humanos e, por meio de Cristo, ele está
fazendo com que eles sejam seus amigos. E Deus nos mandou entregar a mensagem que fala
da maneira como ele faz com que eles se tornem seus amigos.”

2. TODO CRENTE VERDADEIRO POSSUI AUTORIDADE NO MUNDO ESPIRITUAL

Autoridade significa: Poder legítimo, direito de mandar. Lucas 10.19 NTLH “Escutem! Eu dei a
vocês poder para pisar cobras e escorpiões e para, sem sofrer nenhum mal, vencer a força do
inimigo.”

Os escorpiões e cobras podem representar o poder do inimigo que é derrotado quando


estamos revestidos de autoridade espiritual.

A autoridade espiritual do crente o capacita para defender sua fé, discernir os espíritos e
vencer aqueles que agem falsamente em nome do Senhor: I João 4.4 NTLH “Meus filhinhos,
vocês são de Deus e têm derrotado os falsos profetas. Porque o Espírito que está em vocês é
mais forte do que o espírito que está naqueles que pertencem ao mundo.”

Essa autoridade também se manifesta na vida dos pais e filhos. Os jovens cristãos se tornam
fortes e vencedores, I João 2.14 “Escrevo a vocês, filhinhos, porque conhecem o Pai. Escrevo a
vocês, pais, porque conhecem aquele que existiu desde a criação do mundo. Escrevo a vocês,
jovens, porque são fortes. A mensagem de Deus vive em vocês, e vocês já venceram
o Maligno.”

A autoridade espiritual do crente lhe credita um poder maior do que os poderes dos
principados das trevas deste mundo.

3. A NOSSA AUTORIDADE NOS DÁ PODER SOBRE OS PRINCIPADOS, POTESTADES,


DOMINADORES E FORÇAS ESPIRITUAIS DO MAL

Jesus destronou todos os poderes das trevas, isso significa que nossa batalha contra eles já
está ganha. Podemos triunfar sobre eles, se tivermos consciência de nossa autoridade,
conforme Colossenses 2.13-15 (NTLH) “Antigamente vocês estavam espiritualmente mortos
por causa dos seus pecados e porque eram não-judeus e não tinham a lei. Mas agora Deus os
ressuscitou junto com Cristo. Deus perdoou todos os nossos pecados e anulou a conta da nossa
dívida, com os seus regulamentos que nós éramos obrigados a obedecer. Ele acabou com essa
conta, pregando-a na cruz. E foi na cruz que Cristo se livrou do poder dos governos e das
autoridades espirituais. Ele humilhou esses poderes publicamente, levando-os prisioneiros no
seu desfile de vitória.”

A nossa autoridade deve ser exercida sempre, agora. Algumas pessoas acham que pelo fato
do mundo estar no maligno, não pode exercer sua autoridade espiritual. Mas lembre-se que
embora estejamos no mundo, não somos do mundo. Satanás não tem domínio sobre a Igreja
de Cristo, portanto não tem domínio sobre nós. Os crentes em Jesus tem autoridade sobre o
maligno.

A autoridade do crente precisa ser alimentada constantemente. Assim como necessitamos de


alimento para manter nosso corpo físico saudável, também precisamos nos alimentar
espiritualmente para que sejamos capazes de vencer o maligno.

Quem reconhece sua autoridade espiritual age objetivamente. Quando Pedro foi abordado
por um aleijado na Porta Formosa do Templo, ele não orou pelo aleijado, mas ordenou que ele
fosse curado – Atos 3.6 (NTLH): “Então Pedro disse: – Não tenho nenhum dinheiro, mas o que
tenho eu lhe dou: pelo poder do nome de Jesus Cristo, de Nazaré, levante-se e ande.”

Em João 14.12-14 (NTLH), Jesus fala sobre nossa autoridade obtida através do
relacionamento que temos com Ele – “Eu afirmo a vocês que isto é verdade: quem crê em mim
fará as coisas que eu faço e até maiores do que estas, pois eu vou para o meu Pai. E tudo o que
vocês pedirem em meu nome eu farei, a fim de que o Filho revele a natureza gloriosa do
Pai. Eu farei qualquer coisa que vocês me pedirem em meu nome.”
Em João 16.23,24 (NTLH) Jesus afirma que – “Quando chegar aquele dia, vocês não me pedirão
nada. E eu afirmo a vocês que isto é verdade: se vocês pedirem ao Pai alguma coisa em meu
nome, ele lhes dará. Até agora vocês não pediram nada em meu nome; peçam e receberão
para que a alegria de vocês seja completa.”

4. A AUTORIDADE ESPIRITUAL DEVE INICIAR EM SUA PRÓPRIA VIDA

Deus nos deu autoridade sobre o diabo. Porém, essa autoridade deve começar em nossa
vida. Tiago 4.7 (NTLH) declara, “Portanto, obedeçam a Deus e enfrentem o Diabo, que ele
fugirá de vocês.” A palavra aqui é explícita, o crente tem que ter autoridade sobre o diabo. Se
compreendermos a verdade revelada nesse texto, então nos submeteremos a Deus e o
diabo fugirá de nós.

5. A AUTORIDADE DO CRENTE É NO MUNDO ESPIRITUAL E NÃO SOBRE A VONTADE


HUMANA DE OUTROS

Deus nos deu autoridade no mundo espiritual sobre todo o poder das trevas, mas não nos
deu poder sobre nossos semelhantes e sua vontade. Podemos exercer a autoridade espiritual
sobre os espíritos atuantes em nossa vida e de nossos familiares, mas nem sempre podemos
controla-los quando a vida de outras pessoas estão envolvidas, porque nesse caso a vontade
de tais pessoas está envolvida.

Para que possamos exercer autoridade espiritual sobre a vida de outra pessoa, é necessário
que ela nos dê autorização para que isso ocorra. Se a outra pessoa não quiser mudar, você
não poderá fazer qualquer coisa em seu favor. Ninguém o fará. Você até pode expulsar os
demônios na vida de determinada pessoa, mas se ela não aceitar, esses demônios voltarão,
porque a pessoa tem autoridade sobre sua própria vida para decidir o que deseja.

6. DEUS NOS DEU ARMAS PARA COMBATERMOS O INIMIGO

O adversário irá, de todos os meios, tentar impedir que você tenha conhecimento da verdade
bíblica sobre autoridade espiritual. Ele irá utilizar de todas as armas sob seu domínio para
impedir que o cristão avance no conhecimento de Deus.
Graças a Deus, somos revestidos de uma armadura
espiritual que nos dá segurança na batalha, conforme Efésios 6.10-17 NTLH: Para terminar:
tornem-se cada vez mais fortes, vivendo unidos com o Senhor e recebendo a força do seu
grande poder. 11 Vistam-se com toda a armadura que Deus dá a vocês, para ficarem firmes
contra as armadilhas do Diabo. 12 Pois nós não estamos lutando contra seres humanos, mas
contra as forças espirituais do mal que vivem nas alturas, isto é, os governos, as autoridades e
os poderes que dominam completamente este mundo de escuridão. 13 Por isso peguem agora
a armadura que Deus lhes dá. Assim, quando chegar o dia de enfrentarem as forças do mal,
vocês poderão resistir aos ataques do inimigo e, depois de lutarem até o fim, vocês continuarão
firmes, sem recuar. 14 Portanto, estejam preparados. Usem a verdade como cinturão. Vistam-
se com a couraça da justiça, 15 e calcem, como sapatos, a prontidão para anunciar a boa
notícia de paz. 16 E levem sempre a fé como escudo, para poderem se proteger de todos os
dardos de fogo do Maligno. 17 Recebam a salvação como capacete e a palavra de Deus como
a espada que o Espírito Santo lhes dá.

1. Cinturão da verdade – seu objetivo é manter o restante da armadura em ordem;

2. Couraça da justiça – Cristo é a nossa justiça, vestidos com a justiça de Deus agimos em
conformidade com a sua vontade;

3. Sapatos do evangelho – Preparação do evangelho da paz, ‘quão formosos são os pés


dos que anunciam coisas boas’ Rm 10.15 RA;

4. Escudo da fé – Proteção para o corpo, morada do Espírito Santo. De posse desse


escudo o inimigo não poderá penetrar nossa vida;

5. Capacete da Salvação – A mente protegida pelo conhecimento da Palavra de Deus,


evita o inimigo invadir nossa mente;
6. Espada do Espírito – A Palavra de Deus usada ofensivamente. As outras partes da
armadura servem para proteção contra os ataques, mas a espada é uma arma ativa,
usada para atacar o inimigo.

Muitas orações não surtem efeitos porque o crente não se reveste adequadamente com a
armadura do Espírito. A oração é uma batalha espiritual, portanto, quando oramos, devemos
estar revestidos com armadura espiritual para que possamos combater no campo espiritual.

Efésios 6.18 (NTLH) – “com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para
isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos”. Quando compreendemos
que a nossa batalha se dá no campo do espírito, alcançamos nossos propósitos.

7. VERDADES SOBRE A AUTORIDADE ESPIRITUAL

O Espírito santo é quem reveste o crente com autoridade espiritual. Jesus nos deixou a
promessa acerca do Espírito Santo, Atos 1.8 (NTLH) – “Porém, quando o Espírito Santo descer
sobre vocês, vocês receberão poder e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a
Judéia e Samaria e até nos lugares mais distantes da terra.”

A autoridade espiritual não pode ser transferida indevidamente de uma pessoa para outra
pessoa. Certa ocasião alguns judeus vendo Paulo expulsar demônios no nome de Jesus,
decidiram fazer o mesmo, mas foram humilhados, porque não tinham autoridade espiritual
dada pelo Espírito Santo, Atos 19.13-16 NTLH – “13 Alguns judeus que andavam de um lugar
para outro, expulsando espíritos maus, quiseram usar também o nome do Senhor Jesus para
expulsar os espíritos maus, dizendo a eles: – Pelo poder do nome de Jesus, o mesmo que Paulo
anuncia, eu mando que vocês saiam! 14 Os homens que faziam isso eram os sete filhos de um
judeu chamado Ceva, que era Grande Sacerdote. 15 Mas certa vez um espírito mau disse a
eles: – Eu conheço Jesus e sei quem é Paulo. Mas vocês, quem são? 16 Então o homem que
estava dominado pelo espírito mau os atacou e bateu neles com tanta violência, que eles
fugiram daquela casa feridos e com as roupas rasgadas.”

Não devemos confundir autoridade espiritual com popularidade perante o povo, I Samuel
13.8-14. Saul decidiu agradar seu povo que o estava abandonando e sacrificou ao Senhor
indevidamente. Por essa razão o Senhor o destitui do trono, colocando David em seu lugar.

Autoridade espiritual não consiste em adquirir bens materiais, mas vitórias no mundo
espiritual, avançando contra as portas do inferno para alcançar vidas para o Reino de Cristo,
Mateus 16.18-19 (RA) “Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a
minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela (e nem a morte poderá
vencê-la, NTLH). 19 Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares na terra terá sido
ligado nos céus; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus.”

Share this: