Você está na página 1de 22

INTRODUÇÃO

Nesse ebook você irá aprender os princípios da injeção


eletrônica diesel common rail com seu principais
componentes e diagnosticos realizados no dia a dia.
Utilizaremos para estudo o sistema da Bosch MWM 2.8
que serve com base para os demais sistemas.

BONS ESTUDOS!!
PRIMEIRA PARTE
SENSOR DE PRESSÃO DO RAIL

Possuí a função de informar ao módulo a pressão do diesel


existente no tubo rail. O tubo rail pode atigir valores que chegam
a 1600 bar.
Teste de Funcionamento

Obs: Quanto maior a pressão maior o resultado da tensão


CONJUNTO MEDIDOR DE DENSIDADE

É comosto por dois sensores: um tem a função de medira


pressão absoluta do ar ( MAP) e outro tem a função de
identificar a temperatura do ar admitido ( ACT).
Teste de Funcionamento

1º- Teste
2º- Teste
3º- Teste
SENSOR DE ROTAÇÃO E POSIÇÃO DA ÁRVORE DE MANIVELA-
CKP

O sinal de resposta do CKP é imprescindível para o


funcionamento do motor. Caso não receba informações
o modulo não enviará comandos de acionamento para
os bicos injetores e o motore não entrará em
funcionamento.
1º- Teste
2º- Teste
SENSOR DE POSIÇÃO DO COMANDO DE VÁLVULAS -
CMP

Possuí a função de informar ao módulo a posição


do camando de válvula, para que o MC reconheça
a fase de cada cilindro.
1º- Teste
2º- Teste
Sensor de Posição do Pedal do Acelerador - SPA

Informa ao modulo a posição instantânea do pedal do acelerador.


1º- Teste
2º- Teste
Sensor de fluxo e temperatura do ar - MAF /ACT

Localizado logo após o filtro de ar, integra dois sensores em um


mesmo encapsulamento. A informação é utilizada pelo modulo
para determinar a massa de ar admitida pelo motor.

1º- Teste
2º- Teste
3º- Teste
BONS ESTUDOS!!!