Você está na página 1de 364

Homilética completa do Pregador

COMENTÁRIO
NO LIVRO DE

Esther

Até o REV. W. Burrows, MA


Autor do Comentário sobre Romanos

Nova Iorque
FUNK & Wagnalls COMPANY
LONDRES E TORONTO
1892

CONTEÚDO
INTRODUÇÃO E Prefácio
Canonical LIVRO
NO NAME DIVINA
Autoridades consultadas

CAPÍTULO 1
Notas Críticas
Doings da Time com grandeza humana, versículos 1, 2
Sugestivos Comentários em ver. 1, 2
O contraste entre o humano eo divino, ver. 3-5
Uma festa para todas as pessoas
Sugestivos Comentários em ver. 3-5
A auto-glorificação, ver. 4-6
Sugestivos Comentários em ver. 4-6
Liberality imprudente, mas um regulamento Wise, ver. 7, 8
Desculpas do bêbado e Ai
Sugestivos Comentários em ver. 7, 8
Vasti, a rainha do monarca persa, ver. 9
Sugestivos Comentários em ver. 9
Um catálogo de nomes, ver. 10 e 14
Sugestivos Comentários em ver. 10 e 14
Merriment Falso e seu resultado, ver. 10-12
Sugestivos Comentários em ver. 10-12
Dilema de Vasti, ver. 10-12
Sugestivos Comentários em ver. 10-12
Os Homens Sete Sábios, ver. 13, 14
Sugestivos Comentários em ver. 13, 14
Um Rei em consulta, ver. 15
Sugestivos Comentários em ver. 15
Cortesãos abandonar uma causa Falhando, ver. 16-20
A loucura de confiar no homem
Sugestivos Comentários em ver. 16-20
Vasti é despojado de rainha Externals, ver. 21, 22
Sugestivos Comentários em ver. 21, 22
Principais Homilética de todo o capítulo
Ilustrações do Capítulo 1

CAPÍTULO 2
Notas Críticas
Lamenta-naturais, inútil e saudáveis, ver. 1
Sugestivos Comentários em ver. 1
O servilismo dos servos do rei, ver. 2-4
Sugestivos Comentários em ver. 2-4
Um caráter verdadeiramente real, ver. 5-7
Sugestivos Comentários em ver. 5-7
Início promissor de Ester, ver. 8-10
Sugestivos Comentários em ver. 8-10
Ilustrações do capítulo 2
Solicitude amorosa de Mordecai, ver. 11
Sugestivos Comentários em ver. 11
A vaidade de Earthly Espera, ver. 12-14
Sugestivos Comentários em ver. 12-14
Elevação de Ester, ver. 15-20
Sugestivos Comentários em ver. 15-20
Os conspiradores eo Counter-plotter, ver. 21-23
Sugestivos Comentários em ver. 21-23
Ilustrações do capítulo 2

CAPÍTULO 3
Notas Críticas
O Homem Mau Próspera, ver. 1-6
Sugestivos Comentários em ver. 1-6
O Cego de vingança, ver. 7
Sugestivos Comentários em ver. 7
Um aspecto falso da Verdade, ver. 8-11
Proposta assassino de Hamã, ver. 8
Sugestivos Comentários em ver. 8-11
Preparativos infrutíferas, ver. 12-14
Sugestivos Comentários em ver. 12-14
Irregularidades das condições humanas, ver. 15
Sugestivos Comentários em ver. 15
Ilustrações do Capítulo 3

CAPÍTULO 4
Notas Críticas
Grande tristeza, ver. 1-4
Sugestivos Comentários em ver. 1-4
A Ação de simpatia Rejeitado, ver. 4
Sugestivos Comentários em ver. 4
A nomeação ministerial, ver. 5, 6
Sugestivos Comentários em ver. 5, 6
Uma reunião estranho, ver. 6-9
Sugestivos Comentários em ver. 6-9
Considerações de ordem prudencial, ver. 10-12
Sugestivos Comentários em ver. 10-12
Uma voz humana fala Lições Divinas pela vida humana, ver. 13, 14
Propósito de Deus e oportunidade do homem, ver. 14
Sugestivos Comentários em ver. 13, 14
O heroísmo de uma mulher, ver. 15, 16
Sugestivos Comentários em ver. 15, 16
Características de um bom homem, ver. 17
Sugestivos Comentários em ver. 17
Ilustrações do Capítulo 4

CAPÍTULO 5
Notas Críticas
O Royalty da Fé, ver. 1, 2
Sugestivos Comentários em ver. 1, 2
Oferta Grande e algumas de suas conseqüências, ver. 3-5
Sugestivos Comentários em ver. 3-5
Instruções de oração, ver. 6-8
Sugestivos Comentários em ver. 6-8
O Homem Superficial, ver. 9, 10
Sugestivos Comentários em ver. 9, 10
Os descontentes Man como um Reckoner, ver. 11-13
Sugestivos Comentários em ver. 11-13
O Discurso de uma esposa Foolish, ver. 14
Sugestivos Comentários em ver. 14
Ilustrações para o Capítulo 5

CAPÍTULO 6
Notas Críticas
A humilhado Rei, ver. 1
Sugestivos Comentários em ver. 1
Tristeza de um rei para um assunto sem recompensa, ver. 2, 3
Sugestivos Comentários em ver. 2, 3
Sua mensagem do Rei e Concessão, ver. 4, 5
Sugestivos Comentários em ver. 4, 5
A auto-bajulação levando a auto-humilhação, ver. 6-11
Sugestivos Comentários em ver. 6-11
Um homem pequeno na Adversidade, ver. 12-14
Sugestivos Comentários em ver. 12-14
Ilustrações para o Capítulo 6

CAPÍTULO 7
Notas Críticas
A Strange Banquete, ver. 1-4
Sugestivos Comentários em ver. 1-4
Os atos de um coração mau, ver. 5, 6
Sugestivos Comentários em ver. 5, 6
O medo, a Folly, e Doom do malfeitor, ver. 7-10
Sugestivos Comentários em ver. 7-10
Ilustrações para o Capítulo 7

CAPÍTULO 8
Notas Críticas
Sudden mas sábio muda, ver. 1, 2
Sugestivos Comentários em ver. 1, 2
Sin sobrevive a Sinner, ver. 3, 4
Sugestivos Comentários em ver. 3, 4
Os articulados de grande paixão, ver. 5, 6
Sugestivos Comentários em ver. 5, 6
Imbecilidade de um monarca, ver. 7, 8
Sugestivos Comentários em ver. 7, 8
Mal contrariado, ver. 9-14
Sugestivos Comentários em ver. 9-14
Dias de alegria, ver. 15-17
Sugestivos Comentários em ver. 15-17
Ilustrações do Capítulo 8

CAPÍTULO 9
Notas Críticas
Esperança e pressentimento, ver. 1
Sugestivos Comentários em ver. 1
Auto-Ajuda traz Ajuda, ver. 2, 3
Sugestivos Comentários em ver. 2, 3
A Grandeza da Bondade, ver. 4
Suggtstive Comentários em ver. 4
O destino dos malfeitores, ver. 5-11
Sugestivos Comentários em ver. 5-11
O Rigor da Justiça, ver. 12-16
Sugestivos Comentários em ver. 12-16
A Memorial Nacional, ver. 17-28
Sugestivos Comentários em ver. 17-28
Cartas importantes, ver. 29-32
Sugestivos Comentários em ver. 29-32

CAPÍTULO 10
Notas Críticas
Um bom governo, ver. 1-3
Sugestivos Comentários em ver. 1-3
Ilustrações para os capítulos 9 e 10

INDEX
As ilustrações
Abuso de riqueza, de 43 anos
O acesso a Deus, 209
Uma festa e um bom dia, 284
Alexander e, o cínico, 212
Alexandre, o Grande, 208
Viajantes alpinos, 322
Raiva, 45
Raiva, controle de, 64
Anger subjugados, 45
Pedi e recebereis, 283
Bird-catcher, apólogo de um 212
Rei Bountiful, 44
Brotherton, Joseph, 213
A esposa de Bunyan, 163
Atividade de Buonaparte, 163
Claudicação de Byron, 213
Cardeal Wolsey, 162
Caterpillar, a, 212
Mudança, a vantagem de, 282
Alegre e bonito para Cristo, 284
Cristóvão Colombo, 207
Igreja-porta religião, 162
Circunstâncias, 242
Barro fez perfumado por rosas, 78
Clive e sua moderação, 106
Venha, uma canção-pássaro, 241
A consciência culpada, 46
A consciência de vigília, 46
Counsel, mau, 46
Conde Zinzendorf, 241
Perigo, 43
Perigo de descontentamento, 210
Perigo de prosperidade, de 43 anos
Bom suína Morto, 162
Deliverance, Hubert de Burgo, 106
Devoção de Armínio, 164
Disposição diferente de bênçãos, 107
Dignidade, 43
Diógenes, o que ele pode fazer sem, 213
Vestido, 77
Beber perigoso, 44
Tônica do Dr. Livingstone, 207
Duty, sua própria recompensa, 78
Heróis da Terra desconhecida, 78
Hospitalidade oriental, 323
Inveja, 46
Eudóxia e Crisóstomo, 162
Tudo para morrer, 164
Desculpas, 46
Executores, 106
Fé, empreendimento da alma, 208
A fé dos pais, 322
Favor de Deus, 43
Festa, como fazer, de 43
Flor Findern, 164
Bajulação, 46
Perdão, 46
Fortaleza de Bechuanas, 242
Rei francês, 256
Amizade, 46
Caixa completamente escondido, 256
Plenitude de Cristo, 44
Gipsy cavalo-ladrão, 256
Deus, o acesso, a 209
Deus, a ingratidão, 208
A bondade de Deus, 77
As promessas de Deus condicional, 208
Bom nome, um, 323
Bons princípios, 104
Gossner, 209
Grace Darling de Berstead, 165
Grandes homens, 322
Grandes homens, descendentes de, 287
Grandes homens, distinguindo, 32
Grandeza, é verdade, 323
Efeitos endurecimento da sensibilidade, 161
Herói, é verdade, 164
Hero, jovem Illinois, 165
Honestidade nas coisas pequenas, 283
Honra do homem, 212
Casa de alegria, 284
Hino, consagração, 164
Hipocrisia, 45
Ídolos, 45
Ingratidão, 46
Inocência vindicado, 257
Juiz Intrepid, 45
Juiz Jeffreys, 256
Latimer e Bonner, 78
Leis dos judeus, 105
Sanguessuga e cirurgião, 105
Lamúrias literárias, 211
Olhe para o final, 104
Fundição Lot, 104
Lot, decidindo por, 104
Amor de livros, e quer, 107
Lealdade, desinteressado, 283
Homem que matou seus vizinhos, 105
Heroísmo dos Mártires, 208
Glória da Mãe, 77
A ajuda mútua, necessidade de, 322
Unidas, 323
Unidas, a punição de 323
Unidas, de salvaguardar, 323
Negro e seu inimigo, 105
Não necessário para viver, 164
Quando não está doente o dever chama, 163
Parábola do porco e cavalo, 107
Os pais, de fé, 322
Os pais, a influência de, 322
Paixões, disciplina, 64
Grego Patriótica, 161
Patriotismo, 283
Patriotismo, Spartan, 283
Dever do patriota, 283
Patton, o falecido Dr. William, 209
Rei persa e neve, 285
Peticionário, em negrito, 208
Philippa, Rainha, 163
Filósofo e imperador enfurecido, 256
Prazeres, 45
Poder, 43
Oração, responder, 209
A oração, em constante, 209
A oração eficaz, 209
Oração, proteção através de, 209
Orações, apresentando Cristo nosso, 242
Orações, família, 210
Presents, real, a um funcionário, 242
Preço dos prazeres, 45
Orgulho de riqueza, de 43 anos
Privilégios, Inglaterra, 323
Prosperidade não é adequado para todos os homens, 282
Prosperidade dos ímpios, 107
Reforma radical, 64
Raiva, 105
O arrependimento antes de perdão, de 64 anos
Arrependimento, falsificado, 64
Responsabilidade, individual, 64
Retribution, caso de, 256
Vingança, 105
Saladino, a morte de, 212
Satanás, uma tarefa de mestre duro, 242
Servos saxões, 162
Letras de vedação, 284
Egoísmo, 210
Sermão de um ouvinte, 162
Pastor esmagado pela rocha, 163
Sidney Smith, 163
Sigismund e Teodósio, 208
Anéis, 283
Silêncio uma virtude, 78
Vestes de seda fresco, 77
Sin, 46
Pecado, impressões, 64
Cantando na prisão, 208
Sono, Providence em retido na fonte, 241
Dormir seguro, 241
Noite sem dormir, 241
Soldados, não açougueiros, 106
Leite azedo e pão preto, 161
Teia de aranha, 207
Operação cirúrgica, 107
Viajante Simpático, 104
Switzer, os jovens, 322
Impostos, o mais pesado, 323
Ensino de crianças, 163
As coisas temporais, 211
O tempo, a perda de, 45
O problema em todas as casas, 105
A verdadeira grandeza, 78
Verdadeiro herói, 164
Túnel, operários na, 207
Ulysses e as Syrens, 107
Papa Ungodly, o, 210
Pessoas inábil em um barco, 161
Virtudes, o verdadeiro adorno, 77
Whitfield, 322
Esposa, 45
Mulher, a degradação de, 64
Dignidade mundana renunciou, 211
Wrath curada, 105

COMENTÁRIO homilética
NO

Livro de Ester

INTRODUÇÃO E Prefácio

O LIVRO É CANONICAL
O Livro de Ester foi dito para não ser canônica, mas os opositores são encontradas
principalmente em períodos posteriores da história da Igreja. Para os judeus já
considerou este livro como canônico, e colocou-o no mesmo nível com a lei de
Moisés. Tampouco parece haver qualquer fundamento para a observação feita por
Baxter, em seu "Resto do Santo," que os judeus estavam acostumados a lançar este livro
para o chão, porque o nome de Deus não estava nele. Se, de fato, qualquer costume
prevaleceu entre os judeus orientais, que deve ter sido simplesmente para expressar o
seu ódio de Hamã. Os judeus acreditavam que, qualquer que seja a destruição pode
participar dos outros escritos sagrados, o Pentateuco eo Livro de Ester seria sempre
preservada por uma providência especial. Esta última declaração foi a declaração
profética de Maimonides, e até agora não tenha sido falsificado. Este é um fato digno de
ser cuidadosamente considerado, que, enquanto muitos outros escritos passaram para o
esquecimento, esta história de Esther ainda está exercendo uma influência. As razões,
também, o que pode explicar a preservação de outros escritos não será suficiente para
dar conta da existência de Ester; por isso não deve ser considerado como uma obra de
referência sobre a história, embora ele dá um relato mais fiel dos costumes persas. Ele
não grava o avanço da ciência ou filosofia, e em suas páginas não estão impressionados
as imagens brilhantes de mente do poeta. Podemos concluir que esta pequena história de
uma donzela judia cativa mantém seu lugar nos escritos sagrados, porque há um
propósito divino em sua preservação.
Embora a sua preservação pode ser devido ao patriotismo judaico, mas grande
deferência é devida a opinião judaica e costume judaico; para aos judeus foram
confiados os oráculos de Deus. Eles são certamente as maiores autoridades sobre o
assunto, pois morava perto os momentos em que os eventos registrados ocorreram. Se,
então, os judeus têm colocado em nossas mãos o livro de Ester, assim como os livros de
Moisés, não devemos deixar de ir a nossa espera desses tesouros que eles
transmitidas. Este livro é canônico, mostrando a vaidade e instabilidade da glória
terrena, dando um exemplo sublime de auto-sacrifício, e descrevendo para nossa
instrução uma fé ousada na direita eo verdadeiro, bem como um maravilhoso poder de
paciência sob a opressão.
Pode, no entanto, se objetar que o espírito vingativo manifestada na última parte do
livro não é um exemplo para nossa imitação. Podemos responder que não é mais um
exemplo a ser imitado de luxo persa e efeminação devem ser elogiados, e não mais do
que os vícios dos santos do Antigo Testamento devem ser considerados com
favor. Enquanto não insistirei muito sobre o fato de que a Itala ou versão ante-
Hieronymian omite o conjunto das dezenove versos do nono capítulo, podemos
razoavelmente perguntar estavam originalmente no livro, e desejo pelo amor de Esther
que eles nunca tiveram apareceu. Mas isso, afinal de contas, é uma característica da
escrita bíblica. A mão forte do analista está presente, e em nenhum lugar é encontrada
elogio impiedosa. O vice que degrada é retratado, embora nunca em cores atraentes,
bem como a virtude que adorna e eleva. A história do processo cruel no nono capítulo
há louvor deles; é um recital nua dos fatos para nos fazer encolher até mesmo a
aparência do mal.

NO NAME DIVINO
A grande objeção ao Livro de Ester é que o nome de Deus é omitido. Então De
Wette, que opõe a todos os outros livros do Antigo Testamento por causa de seu espírito
theocratico-mitológica, condena esta por sua falta de religião. Não pode, contudo, ser
uma força em observação de Keil, que o escritor não quis retratar as pessoas cujos actos
que ele estava narrando como mais piedoso do que realmente eram, nem para colocar
toda a ocorrência sob o ponto de vista alheio aos atores e o próprio evento. É bem
verdade que os escritores sagrados nunca exagerar; mas, em seguida, a declaração de
Keil implica uma omissão estudado do nome Divino por parte do autor. Nós não entrar
na discussão sobre a autoria deste livro, e não pode decidir quanto às alegações relativas
de Esdras, Neemias, ou Mordecai. Se, no entanto, o último nominado ser o autor, como
é altamente provável, não podemos supor que ele propositalmente se abster de
mencionar o nome Divino, simplesmente por medo de fazer os personagens retratados
mais piedoso do que realmente eram. Uma razão mais satisfatória para a omissão é que
é um extrato traduzido a partir das memórias do rei persa. É muito provável que
Mordecai, que ocupa a posição mais elevada que ele fez na corte persa, teriam acesso
livre a essas memórias. Em seguida, a cena do livro é apresentado em domínios
persas; estamos rodeados de uma atmosfera persa e palavras persas são constantemente
recorrentes. Esta adoção instintiva da moda da corte persa pode ser a razão da omissão
singular. Talvez, podemos concluir que esta omissão surgiu da crescente temor de usar
o nome divino que já se manifestou nesse período da história judaica.
O Todo-Poderoso não tem necessidade de escrever o seu nome, a fim de deixar-nos
saber que sua sabedoria e poder foram controlando a marcha dos acontecimentos
humanos. O nome de Deus pode estar ausente, mas o seu poder está em toda parte
visível. Traços deste poder divino pode ser notado no Livro de Ester. Podemos observar
onisciência divina antecipando ameaçado mal; Onipotência frustrar os desígnios de um
favorito com ciúmes, derrotando e anulando as tramas do maligno. Podemos ver a
providência especial de Deus para levar adiante seus instrumentos escolhidos para
lugares altos nos reinos "por um tempo como que" em que Esther apareceu.

AUTORIDADES CONSULTADAS
No início do estudo de Ester pode ser sentido de que era estéril próprio para fins de
homilética, e que pouco ajuda era de se esperar de trabalhadores anteriores. Mas há mais
ajuda do que se poderia esperar. É claro que todos os comentaristas têm tratado o livro
com mais ou menos habilidade, e em tempos mais modernos Lange e Keil trouxeram
grandes capacidade crítica para o estudo. A história de Esther foi "glorificado pelo
gênio de Handel e santificado pela piedade de Racine;" vividamente mas
superficialmente tratado pelo lado descritivo de Stanley; aplicado para usos morais pelo
Dr. M'Crie; referido por Heeren como dar a imagem mais precisa dos costumes
persas; e expôs mais em grande, com que elaborateness que é característico de teólogos
escoceses, em discursos pelo Rev. George Lawson, Dr. Davidson, e outros cujos nomes
serão dadas quando citado. Devemos fazer uso de todas as produções anteriores,
lembrando que o nosso trabalho é ser o expositor homilética do Livro. Seu estudo é
interessante, e muito material útil pode ser encontrada aqui para o púlpito. Pérolas estão
profundamente; e, para o candidato a fiel e diligente, pérolas da verdade divina será
descoberto em todas as partes do Verbo Divino. Rawlinson nos diz que pelos judeus
Este livro é chamado Megillath Esther ", o rolo de Ester", ou, mais em breve, Meguilá,
o "roll", uma vez que sempre foi escrito em um rolo separado, que foi lido através na
festa de Purim. Devemos descontrair cuidadosamente o rolo e atentamente ler as
inscrições, a fim de que possamos descobrir que esta Escritura também é "útil para o
ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça; que o homem de
Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra. "E isso vamos atingir
se o Espírito inspirador direto em nossa leitura, como ele dirigiu na escrita do
livro. Vem então, ó Espírito gracioso e santo, abençoe nosso trabalho, e torná-los
produtivos do alargamento moral.

CAPÍTULO 1
ESPLENDOR PERSA
NOTAS CRÍTICAS .] 1. Assuero] Heb. Ahashverosh. Prince, chefe. Um nome dado nas
Escrituras para Cambises, filho de Ciro, e Astyages, rei dos medos (Esdras 4:6;. Dan 9:1). Índia
até a Etiópia] descreve o domínio do rei, mas não definitivamente fixar a data do seu
reinado. Os cento e vinte e sete províncias indicam aσατραπηιαι . 2. Susã, a capital] residência
de inverno favorito do rei. Shushan o lírio, a rosa, a alegria. 3. O poder da Pérsia] guarda-
costas do rei. Os príncipes, os paxás, ou governadores dessas províncias. 4. Cento e oitenta
dias] Nós não somos obrigados a concluir que todos ou qualquer um dos governadores estavam
presentes durante todo o período de festa -. Rawlinson . 5. Jardim do palácio do rei] O palácio
real, ou de uma série de casas, situava-se, em forma Oriental, como é habitual também a-dia, em
um grande parque -. Lange . 6. Branco, verde e azul enforcamentos] Em vez disso, "onde
estava um toldo de algodão branca e fina e veludo." branco e azul, ou violeta, eram as cores
reais da Pérsia. Camas de ouro e prata] sofás ou sofás nos quais os convidados reclinado nas
refeições. Os panos foram tecidas com fios de ouro e prata. 7. Vinho Real] Um vinho muito
caro, chamado de vinho Chalybonian, que os reis persas costumavam beber. 12. Vasti recusou
vir] Foi considerado como algo inédito, se a rainha apareceu em público revelou
-. Lange . Vasti significa o melhor. 13. Que sabia que as vezes]astrólogos e
mágicos; geralmente a ser aprendida. 14. Os sete príncipes] refere-se, no presente caso, às sete
Amshaspands, em outros para os dias da semana, ou os sete planetas. 22. De acordo com a
linguagem do povo] Obscure. A língua nativa do chefe da casa para ser usado na família.

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSÍCULOS 1, 2


DOINGS DA TIME COM GRANDEZA HUMANA
Assuero se foi, sua cidade real pereceu, e até seu palácio imponente deixou para trás
apenas alguns vestígios insignificantes. Mas a simples história de Esther
sobrevive. Palácios de mármore, assim como mansões feitas de tijolo menos duradouro,
estranhamente desaparecer. Fortificações fortes desaparecer.Maravilhoso é que
estruturas materiais parecem menos duradouro do que estruturas de pensamento
insubstanciais. Sugestivo é que o homem se move Assuero uma sombra disforme no
palco, enquanto os seus feitos e grandeza externa são vividamente representadas.
I. individualidade desconhecido deste monarca. Os trabalhos Assuero são
somente aquelas que se poderia esperar de qualquer monarca persa desse período,
possuindo poder irresponsável, investido de todos os sinais de domínio extenso, rodeado
de cortesãos que prestados adulação indiscriminada, impregnada de luxo e na
frivolidade, e como um dos governadores da Índia, que disse aos príncipes nativos que
eram, mas a poeira sob os pés. O registro das ações de Assuero, por isso, não pode dar
informações positivas quanto à sua personalidade. Sua posição na dinastia persa não
pode ser, sem dúvida, determinada; mas seu lugar na economia divina é certa. A própria
fraqueza do seu caráter era um contraforte para a nação judaica. Seu amor de luxo
acabou com o "alargamento" do povo judeu. Sua imortalidade é que aqueles que são
salvos do esquecimento pela grandeza dos outros. Tempo mais cedo ou mais tarde,
obscurece o epitáfio. O nome pode ser escrito Assuero, e as futuras gerações não
conseguem descobrir a pessoa indicada. O tempo avança vai tecer suas brumas sobre o
nome, eo indivíduo será perdido na escuridão. Mas um livro Divino de lembrança é
mantido, e não os nomes dos justos são escritos em caracteres de luz cada vez mais
duradoura . Seus nomes devem brilhar em todos os esplendores-reveladoras. Que os
homens se esforçam para trabalhar em harmonia com, e em prol de, todos os propósitos
divinos.
II. Individualidade deste monarca só é declarada pela extensão de seu reino
material. "Este é Assuero que reinou" & c. Seu reino pode ser medida pelo agrimensor
e descrito pelo historiador. Ele se estendia desde a Índia até a Etiópia. Ele abraçou em
seu governo as fronteiras da Índia, de um lado, e Egipto, por outro, uma extensão do
país cerca de 2.500 milhas de comprimento. Ele possuía algumas das terras mais bonitas
da terra. As águas fertilizantes do Nilo deixou ricos depósitos em uma porção do seu
território, e outra quase alcançou as fontes do Ganges sagrado, enquanto o Eufrates
lavou os muros de Babilônia, e foi alimentado por riachos que corriam perto da cidade
real de Susa. O Mar Negro, famoso na história dos conflitos modernos, e do Mar
Cáspio, foram parcialmente incluídas nos territórios sobre os quais ele reinou. Terras e
cidades de fama histórica foram obrigados a pagar-lhe tributo, e algumas das raças mais
nobres da terra obedeceu suas ordens. Mas o rei moral é mais nobre, e tem um
mais extenso e um reino mais permanente . Mesmo o universo material é a posse do
crente, destina-se a seu desenvolvimento espiritual. Morte retira o rei terreno de suas
vestes reais, e deixa-lo unthroned; mas a morte permite que o rei moral em uma esfera
maior, e os resultados de suas conquistas terrenas ele irá desfrutar no céu. Os homens
kingliest possuiu apenas alguns metros de terra, ea terra, por vezes, não é suficiente para
um túmulo, de acordo com visões míopes de propriedade.
III. Grandeza deste monarca consistiu na exibição externa. O trono em que o rei
estava assentado era, uma cadeira feita de ouro, adornado com um tapete caro, sobre o
qual ninguém pode sentar-se, sob pena de morte. Houve também um estrado de ouro. O
rei realizou um cetro de ouro na mão direita. Feche trás ficou um eunuco tendo um fã, e
com a boca coberta por medo a respiração deve ser ofensivo para o poderoso
monarca. Tais são a pompa e circunstância com que os monarcas orientais se
esforçaram para separar-se e elevar-se acima, seus semelhantes. Esta é a grandeza na
estimativa dos filhos deste mundo. Mas a verdadeira grandeza é superior a meras
exterioridades lindos. A única desaparece quando a farda vistosa é removido, mas o
outro permanece através de todas as alterações. Lázaro era grande em seus trapos; Dives
era mau em sua púrpura e linho fino. A grande alma enobrece o ambiente mais médios.
IV. Posição orgulhoso deste monarca não é para ser invejado. Há muitos que
consideraria Assuero com inveja, pois, em meio a um grupo de assistentes, ele passeou
aquelas alturas em terraços em que o palácio de Shushan foi erguido, enquanto
observava o deslizamento suave do águas doces do Eulœus, enquanto ouvia a música de
gaiteiros e harpistas, como ele agradou-se com as belezas naturais e artísticas da cena, e
quando ele olhou em cima das planícies férteis e que se estendiam na base do palácio
real . As riquezas, tanto da arte e da natureza parecia combinar a fim de tornar a
existência agradável. Mas não muito humana é sem a sua mistura de dor. Das alturas da
terra pegamos o eco daqueles gritos lamentando que se misturam com os sons
zombando de folia.Reis são, mas os homens, eo seu coração também são tocados pela
mão dolorosa de tristeza. A inscrição sobre um palácio imaginativa é: "Aqui é a morada
de prazeres eternos e conteúdo." Mas existe tal inscrição pode ser verdadeiramente
colocado sobre as portas do palácio qualquer terreno, e certamente não vai descrever
Susã, a capital. Feliz aquele que sabiamente mantém o palácio de sua alma, e descobre
que os elementos da verdadeira alegria.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 1, 2


Ver. 1. Assuero . A dificuldade de afirmar positivamente que foi o Assuero
mencionado nesta passagem é quase insuperável. A abordagem mais próxima de uma
solução para a questão é a afirmação de que Assuero foi um dos monarcas persas que
viviam sobre o tempo de Dario, Xerxes e Artaxerxes, e deve ter sido um daqueles
monarcas; por apenas aqueles três são descritos por Heródoto como possuindo a
extensão de território que lhes é atribuído no livro de Ester. A maioria dos nossos
críticos modernos decidir que Assuero é Xerxes, e esta conclusão é dito ser fortificada
por uma semelhança de caráter. Como Xerxes açoitar o mar, e condenado à morte, os
engenheiros de sua ponte, porque seu trabalho foi ferido por uma tempestade, tão
Assuero repudiou sua rainha Vasti, porque ela não iria violar o decoro de seu sexo, e
ordenou o massacre de todo o povo judeu para satisfazer a malícia de Haman. Agora
Heródoto é, evidentemente, o pai de fábulas, bem como o pai da história. No livro
Polímnia, a partir do qual a instância acima de conduta insensata é citado, Heródoto
fala-nos de alguns prodígios que bastante nos levam a duvidar de sua confiabilidade. E
pode muito bem concordar com Mitford quando afirma que algumas das histórias
relatadas por Heródoto "são totalmente inconsistentes com os personagens a quem se
referem. Entre os últimos que eu deveria contar a punição ridícula de Helesponto por
listras e correntes, juntamente com as execuções igualmente imprudente como
desumano e repugnante para o que aprendemos nas melhores autoridade dos costumes
dos persas. "O conjunto mencionado por Heródoto como chamada por Xerxes, a fim de
deliberar sobre a guerra grega não se assemelha a essa grande festa e montagem que foi
realizada por Assuero em Susã, a capital, e que durou cento e oitenta dias. Esses sonhos
terríveis que Xerxes é dito ter tido neste período não falam para nós, pelo menos da
alegria de Assuero em Susã. Este luxo e esplendor só parecem apontar para a grandeza
persa que culminou sobre este período. As duas narrativas-o um dado por Heródoto
como a Xerxes, e outro no Livro de Ester como a Assuero-pode parecem concordar no
ponto de tempo, mas não necessariamente quanto à natureza dos eventos gravados. Há
certamente um a priori argumento em favor dos historiadores que viveram perto da
época em que ocorreram os fatos que eles registram, e que tinham melhores meios de
conhecer os personagens e os eventos quem e que eles descrevem de autores
posteriores. É um fato a ser considerado que todo o Livro de Ester na LXX. Artaxerxes
foi escrito para Assuero, e que as adições apócrifos do Livro de Esther dar este
nome. Josephus, também, ser um historiador meticuloso tal, não escrever Artaxerxes
para Assuero sem uma boa razão. O nome Assuero estabelece a dignidade do homem,
em vez de o distingue dos outros. É um título geral dos reis persas, como Faraó,
Ptolomeu, e César eram nomes gerais para os governantes de outros países. Por que
devemos instituir uma comparação doloroso entre o crente que se diz não possuir um pé
de terra, eo monarca licencioso que reina mais de cento e vinte e seis províncias? Pois,
ele é realmente observado, alguns dos homens mais vis possuía todas as grandes e
grandes domínios do império persa. Mas se Deus concedeu a verdadeira fé, amor não
fingido, e humildade não afetado, ele concedeu tesouros de inestimável valor maior que
o de todos os bens de Xerxes ou de Nero. Um homem pode governar um extenso reino,
e ainda ser um escravo; para concupiscências são mestres tirânicos. Um homem pode
ser um escravo em condição externa, e ainda assim ser o homem livre mais nobre, a
mais grandiosa rei de todos. Ele é real, que é um membro desse reino que se estenderá
de mar a mar, e desde o rio até os confins da terra, que na verdade é incluir todas as
nações. Outros reinos se falhar, mas o reino do amor de Cristo deve sempre suportar.
Reis ainda será adicionando, e apesar de um homem fosse monarca de todo o
mundo, sim, e tinha o comando da lua e as estrelas, mas que ele ainda estar espiando
além deles há mais, muito mais -. Trapp .
Um reino cheio que com o tempo iria afundar com o seu próprio peso e, como de
costume, perderiam suas províncias tão rápido quanto ele ganhou deles. Se um vasto
poder tal, ser posta em mãos ruins ele é capaz de fazer muito mais mal -. M. Henry .
Ver. 2. Sitting é uma postura comum aos juízes e reis, mas mais particularmente
característica dos reis da Pérsia. Os reis persas são sempre pintado como sentado em um
trono, sob um dossel elevado. Isto é verdade para eles, mesmo no tempo da guerra, e em
suas viagens. Xerxes, de fato, esteve presente nas batalhas sentados; assim foi em
Termópilas, de acordo com Heródoto, e em Salamina, de acordo com Plutarco -. Lange .
Residência palaciana deste monarca . Susã é mencionada em três dos livros-
Neemias, Ester e Daniel-, bem como por escritores profanos sagrado.Originalmente, era
a capital da província chamada nas Escrituras Elam, e pelos escritores clássicos, por
vezes Cissian, e às vezes Susis ou Susiana; e foi situado nas margens do rio Eulai ou
Eulœus. Daniel se refere a ele na conta de sua visão como fazendo parte do império
babilônico. Suas bases são ditos ter sido estabelecidas até mesmo antes do tempo de
Quedorlaomer. Os vestígios encontrados no local ponto suposto um passado muito
remoto. Foi compreendido no império persa no tempo de Ciro ou Dario, e este último é
geralmente dado o crédito de ser o fundador ou construtor do grande palácio descrito no
livro de Ester.Ele foi escolhido pelo monarca persa como a capital de seu império por
conta de sua proximidade com a Pérsia, suas vantagens climáticas, ea grande excelência
da sua água. A circunferência de Shushan, exclusiva de alguns montes distantes, tinha
cerca de três milhas; mas pouco mais do que o nome da cidade permanece.As bases de
algumas colunas, tendo-lhes inscrições que são decifrados com dificuldade, são tudo o
que agora resta desta cidade orgulhosa. Shushan significa o lírio, a rosa, o nome dado a
alegria por conta da fertilidade do país, ea abundância de lírios que floresceram no
distrito. Este lírio já não floresce, este Narciso não mais emite sua fragrância; a alegria
eo orgulho das nações caiu de sua eminência. Assim, as flores da terra pereça, mas as
flores celestes florescer para sempre.Nosso amado é como o lírio do vale e a rosa de
Sharon, e ele deve se desenrolar cada vez mais a sua beleza e emitem sua fragrância
divina.
O palácio de Shushan foi uma das maravilhas arquitetônicas do seu dia, e seu
tamanho e sua magnificência teria atraído atenção considerável nos tempos
modernos. Ao visitar as ruínas de nossas antigas abadias estamos espantados com as
evidências de pequenez e de solidez que ainda sobrevivem nessas estruturas gigantescas
e ainda graciosas. Mas, mais profundas emoções de sublimidade são produzidos por
visitar as ruínas de Persépolis, o que correspondeu ao palácio de Shushan, em grande
medida, ea partir do qual, pelo menos, devemos reunir nossa concepção do que o
palácio de Susã estava como, por quase todas as ruínas de o último desapareceram. Ao
falar de Persepolis, Porter observa: "Nada pode ser mais impressionante do que a visão
de suas ruínas; tão vasto e tão magnífico, tão caído, mutilados, e em silêncio; o tribunal
de Ciro, ea cena de suas bênçãos; o pavilhão do triunfo de Alexander, ea terrível
memorial do testemunho do seu poder. "O primeiro objeto que se apresentava era uma
sala de colunas do maior tamanho, o que não foi rivalizado no espaço ou em beleza por
qualquer edifício ou antiga ou moderna , nem mesmo por Carnac egípcio ou Catedral de
Colónia. Em três lados da sala eram enormes varandas, apoiados por doze colunas,
enquanto a grande hall central tinha trinta e seis anos, que eram um pouco mais de
sessenta metros de altura. Estas colunas foram todos caneladas, e encimada por capitais
formados na forma de cabeças de touros, ou cavalos, ou burros selvagens. Heeren supõe
esses pilares de ter apoiado um telhado de cedro, mas algumas autoridades duvidam que
este grande salão poderia ter tido um telhado. Na área, vemos de um lado o que é
chamado de casa da rainha, e do outro da casa do rei. Ao olhar para todo o grupo,
podemos ver terraço subindo acima terraço, e construir acima de construção, com a
altura de 200 pés acima do nível da planície. Criaturas fabulosas em pedra franzindo a
testa como poderosas sentinelas; os terraços enfeitados com árvores, arbustos e flores de
exuberância rico, o que indica a fertilidade do país, bem como a habilidade dos
cultivadores. Evidencia que havia em todos os lados que a riqueza, o gênio ea força
produtiva do vasto império que havia sido recolhido e concentrado para a ereção e
adorno da pilha imponente dos edifícios.
Susã, a capital . O rei tinha um estabelecimento real em várias cidades, mas no
momento em que aqui se refere a ele em Susã, que era uma residência favorita
primavera -. Lange .
Nesta cidade foi o famoso palácio de Ciro, que foi decorado com paredes de
mármore, colunas douradas, e uma grande loja de pedras preciosas, brilhando como
tantas estrelas do telhado e nas laterais do mesmo, para o deslumbrante dos olhos dos
espectadores. - Trapp .
Tempo infelizmente vencer todas as coisas, e é agora dominante, e está assentado
sobre uma esfinge, e atentar até Memphis e velho Tebas; enquanto sua irmã Oblivion
reclineth semi-somnous em uma pirâmide, gloriosamente triunfou, fazendo quebra-
cabeças de inscrições de Titã, e transformando velhas glórias em sonhos. História
sinketh debaixo de sua nuvem. O viajante, como ele paceth assombradamente através
desses desertos, pede dela que eles edificavam, e ela mumbleth alguma coisa, mas o que
é que ele não ouve -. Anônimo .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 3-5


O CONTRASTE ENTRE O HUMANO EO DIVINO
Tais assembléias imensas e festas para um período tão prolongado, não eram
incomuns para monarcas orientais. Uma festa semelhante foi dada pelo Imperador da
China para toda a população da província.
Preferências I. Humanos. Nós não temos os meios de declarar positivamente por
Assuero deu esta grande festa. A história de Esther simplesmente registra a entrega da
festa a fim de conferir unidade à conta, e como sendo necessário para a explicação após
eventos. Mas não é bom em tudo; e se havia generosidade neste monarca vaidoso e
ambicioso, é visto no fato de que ele incluiu o menor, bem como a maior em seus
arranjos festivos. Mas maior ainda é a benevolência divina; por Assuero primeiro
entretido os magnatas e condescendeu em o menor, enquanto que para os pobres é
pregado o evangelho. Reformas morais parecem primeiro a tocar o "pequeno", e, em
seguida, para afetar o "grande". Nos tempos primitivos os pobres acolheram o
Evangelho, e de bom grado sentou-se à festa do amor Divino. Que pena que nestes dias
os pobres, em grande medida, parecem fechar-se fora do banquete do evangelho! O
problema agora para resolver é como estender as influências benéficas do cristianismo
para além do círculo das classes respeitáveis. Assuero cercou-se com o seu guarda-
costas, um grande e imponente comitiva e com as pachas ou governadores das
províncias. Estes foram contabilizados grande; mas Deus encontra o divinamente
grande entre o humanamente pequena. Distinções humanas são invertidas na estimativa
Divino. As preferências da Terra não são as preferências do céu. A grande deste planeta
vai parecer pequeno, ea pequena do julgamento humano parecer grande, quando
colocada sob a luz mais verdadeira de uma esfera sublime.
II. . Limitação humana Assuero deu uma festa que durou 180 dias, no máximo; e,
de acordo com algumas autoridades, por apenas sete dias. É altamente provável que as
mesmas pessoas não continuou durante todo o período da festa. Cada dia haverá
chegadas frescos. Quando uma empresa se banqueteavam, outro pegou sofás vagos no
salão festivo. No entanto, prolongou a festa terrena, deve finalmente terminar. Os
recursos dos anfitriões estão esgotados; as capacidades das pessoas falham; as iguarias
corrompido; salão de banquete desmorona em ruínas; as festas são rudemente
interrompido; os cânticos de alegria dar lugar a gritos de tristeza. Mas a festa do amor
divino é para todos os tempos e por toda a eternidade. Os recursos do Onipotente não
pode ser esgotado. A palavra limitação não encontra lugar no vocabulário celeste.
III. Infelicidade humana. festas terrestres demasiado prolongados trazem prejuízos
ao corpo, tristeza e sofrimento para o espírito. A alma do homem não pode encontrar em
prazeres sensuais seu verdadeiro bem. Neste livro, descobrimos que alegria foi a causa
direta de melancolia. Nossos maiores alegrias terrenas são muitas vezes as fontes de
nossas dores mais profundas. O prazer ea dor estão intimamente relacionados, e aquele
é o pai do outro. A harpa paira sobre os salgueiros, e embora nenhuma mão tocar as
cordas, ele emite uma tensão triste. Mas alegrias divinas não terminam em lágrimas. Os
prazeres do céu estão livres de todas as dores de atendimento. As harpas de ouro exalam
nenhum som das Lamentações. As festas do verdadeiro paraíso está satisfazendo; e mais
profunda que bebemos das fontes divinas, a maior satisfação é que vamos
experimentar. Assim diz o amor divino ", festa, amigos S; beber, sim, beber
abundantemente, ó amado ".
IV. Incompletude humana. A festa foi dado no pátio do jardim do palácio do
rei. Um lugar muito bonito, sem dúvida. Podemos imaginar os seus esplendores, natural
e artificial. Seus frutos melado, suas flores bonitas na forma e na cor, seus aromas
docemente perfumado, e todo o aspecto da cena encantadora; mas nossos melhores
jardins terrestres estão incompletos. O homem faz um belo jardim, e disse ter feito o
deserto sorriso; mas o sorriso só esconde o suspiro em silêncio. Há uma gruta sombria
em cada jardim terrestre. Os lírios desaparecer, os carvalhos e tílias e acácias são
destruídas; a própria fragrância se torna ofensivo. No jardim de Deus o rastro da
serpente não é visível, a questão de reprovação não é ouvido, as marcas de defeito estão
longe visto. Ele é perfeito e completo; o resultado da sabedoria infalível, a expressão de
recursos ilimitados.
Aqui aprende-( um ) prazer imoderado provoca tristeza . Jesus estava presente em
um casamento festa, e não como um espírito de reprovação. O amor divino se espalha
uma mesa no deserto coberto com mais doces iguarias, enquanto os cantores elevar suas
notas alegres na festa. Mas, na amargura do recuo do prazer excessivo, dizemos de riso,
É loucura, e de alegria, que o faz? ( b ) "Quem é de um carrossel (ou alegre) coração
tem um banquete contínuo." O apetite para mais se desenvolve com o aumento da
oferta. Natureza exige pouco, e de graça menos. Oh que pudéssemos chegar ao
Apóstolo sublime altitude-"Aprendi no estado de tudo quanto eu sou, estar contente".

UMA FESTA PARA TODAS AS PESSOAS


Esta foi uma festa gloriosa. Mas, em Isa. 25:6, 7, temos a descrição de uma que
ultrapassa-lo. É a promessa de uma festa feita por Deus, equipado com a melhor
disposição, para todas as pessoas, e, portanto, uma festa em que nós temos um interesse
inquestionável. Para que possamos ver o quanto melhor festa do Senhor é que a festa de
Assuero, vamos considerar festa do Senhor, e os benefícios que resultam de assistir isso.
I. festa do Senhor descritos. Em conexão com a festa, notamos-1. O lugar onde ela
é feita. Assuero fez o seu no jardim do palácio; Deus faz a sua em uma montanha (Isaías
25:6). Isso significa que a Igreja de Deus na terra, composta de sua penitente,
acreditando, grato, e súditos obedientes. Este corpo coletivo, ou a comunidade do povo
de Deus, é chamado por Moisés: "O Monte do Senhor" (Numb. 10:33). (1) A Igreja de
Deus na terra, como uma montanha, é geralmente visível . Ele não pode ser
escondida. Ele é visto por Deus com a complacência gracioso; é visto por anjos com
alegria e cuidado afetuoso; é visto por homens com desprezo declarado; é visto
por demônios com inveja e maldade. Eles invejam as honras desta montanha; eles
odeiam seu soberano, e são manifestamente contrário de seu governo. (2) Assim, como
uma montanha, é particularmente expostos a tempestades -tempestades das
perseguições, tentação, oposição. (3) Mas não obstante as agressões hostis, como uma
montanha, ele permanece inamovível seguro . Deus prometeu para assistir, estar
presente com, e para mantê-lo. (4) Como uma montanha, é bastante benéfico . A
montanha é um abrigo contra tempestades; assim é a Igreja. Será que os tesouros do céu
cair sobre os montes, e irromper em molas para o benefício do homem? Então, o
segredo do Senhor é para os que o temem. Mas vamos observar-2. A festa em si. Este é,
sem dúvida, a festa gospel. É chamado às vezes um casamento festa, uma grande ceia,
& c. Isto leva-nos a observar-3. A disposição com que a festa está mobilada. "Coisas
gordas cheias de medula, de vinho sobre borra bem refinados." As disposições assim
descritas são, como devem ser: (1) selecionados cuidadosamente . (2) Dearly
comprado . (3) Extremamente excelente e altamente gratificante . 4. Os convidados para
esta festa que é prometido. "Para todas as pessoas." (1) Isto implica que toda a
humanidade precisa das bênçãos do evangelho . (2) Que essas bênçãos podem ser
obtidas por todos aqueles que vêm para eles .
II. Os benefícios que resultam da presença nesta festa. Estes encontramos são
grandes e variadas. As-1. A remoção das trevas. 2. Libertação da tristeza. O Senhor
enxugará todas as lágrimas; todas as lágrimas de angústia, culpa de mortalidade
sofrimento. 3. Isenção de morte eterna.
Aplicação: -1. Ao chegar a esta festa, como comandos de Cristo, esperar
confiantemente que ele promete. 2. Quando recebeu nesta festa, deixe todo o seu
comportamento ser responsável perante o seu entretenimento. Seja humilde, grato,
caridade -. Esboços de Sermões . 1838.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 3-5


Ver. 3. Banquetes em tão grande escala, e que se estende por um período tão grande,
não foram poucas vezes fornecido pelos monarcas de luxo de países orientais, tanto nos
tempos antigos e modernos. A parte inicial desta época festiva, no entanto, parece ter
sido dedicado à diversão, principalmente uma exposição da magnificência e tesouros da
corte -. Porto. Comentário .
A descrição desta festa corresponde à declaração do antigo persa luxo e
magnificência que os autores gregos enviou até nós. O grande número entretidos em
suas festas, assim como a longa permanência destas festas, são pontos percebidos pelos
escritores antigos -. Kitto .
Tal festa, como se todas as outras festas eram mas a fome a ele, se considerarmos o
número de convidados, a grandeza da preparação, ou a continuação de tempo; Ainda
que tinha um ponto final. Mas isso não tem a festa de uma boa consciência -. Trapp .
Um mundo de carne; cada refeição foi tão definido em como se deveria ter sido o
último; ainda todo este longo festa tem um fim, e toda esta glória é encerrado no
esquecimento -. Bispo Municipal .
O próprio Epicuro, que colocou a felicidade no prazer, intimados a temperança
como um meio necessário desse prazer. Um autor de nossa nação justamente observa
que, quando uma grande multidão de pratos atraentes são definidos em cima de uma
mesa, um homem sábio pode ver paralisias, apoplexias e outros têmperas graves ou
mortais à espreita entre eles -. Rev.  Geo. Lawson .
Diz-se do pai de Louis XV., Rei da França, que, quando seu preceptor um dia estava
a falar desta festa de Assuero, e se perguntou como o Prince of Persia poderia encontrar
a paciência por um longo festa tal, ele respondeu: "Isso sua admiração era como ele
poderia custear as despesas do mesmo. "Ele estava com medo de que as províncias seria
obrigado a observar um jejum para ele. Em outra ocasião, o mesmo príncipe disse que
ele não entendia como um rei deve provar alegria sem mistura em uma festa, a menos
que ele poderia convidar todos os seus súditos para participar; ou a menos que pudesse
ser assegurada, pelo menos, que nenhum deles iria para a cama sem jantar.
Grande prazer é geralmente seguido por tão grande desagrado. Ocasiões de festa
alegre geralmente acabam em tristeza -. Starke .
Melhor é um prato de hortaliça, com tranquilidade, e ao gozo de si mesmo e um
amigo, que o banquete do vinho com todo o barulho e tumulto que precisa assistir isso
-. Matthew Henry .
Ver. 5. À medida que o rei não poderia fornecer uma casa para tantos convidados
que foram convidados para o seu entretenimento, pavilhões foram preparadas para eles
no jardim do palácio.
Para que a glória deste grande rei pode parecer algum retrato grosseiro, justo longe,
depois que os príncipes e nobres das províncias remotas, todas as pessoas de Shushan
são entretidos por sete dias, com a mesma pompa e estado. O tribunal espaçoso do
palácio é transformado em um salão real, as paredes são de tapeçarias ricos, os pilares
de mármore, as camas de prata e ouro; o vinho e os vasos se esforçam se deve ser mais
rico; nenhum homem bebeu pior do que o ouro. O atendimento era responsável perante
a alegria ea liberdade acompanhado tanto -. Bispo Municipal .
Esta festa foi realizada, não nas terras distantes, mas no centro do grupo de
edifícios. E as cortinas em torno deste grupo Central dos edifícios admitiria o calor leve
e seguro e de um arranjo mais desejável para uma residência de primavera.
Garden . O mundo teve um grande número de belos jardins; mas não qualquer um
deles pode ser comparado com o jardim que Cristo tem na sua Igreja. A Igreja pode ser
comparada a um jardim, porque, 1. É um lugar das flores escolhidos. Há girassóis,
snowdrops, lírios. 2. É um lugar dos frutos mais seletos. Há os frutos da paciência,
caridade, integridade -. Rev. C. Leach, FGS .
O rei um banquete a todo o povo . Isso não estava errado, de modo que o cuidado
foi tomado para que nenhum irregulares foram encontrados entre eles;para os reis
devem realizar-se em direção a seu povo como gentilmente como os pais fazem para
seus filhos, e os pastores em direção as suas ovelhas. Eles são, portanto, não respad
patriae , pais de seu país e pastores de seu povo?
Tanto aos grandes e pequenos . Desordenadamente, um com o outro, para mostrar
sua liberalidade; que ele poderia melhor ter concedido de outra maneira do que barriga
ânimo, e tal guarda-casa aberta a todos os interessados, sem diferença -. Trapp .
Sete dias . Muito tempo juntos para ser uma festa, sith em tais ocasiões os homens
são capazes de ultrapassar e outlash; comer que na terra que eles devem digerir no
inferno, e se afogando ambos os corpos e almas em vinho e bebida forte, como Richard
III. fez seu irmão Clarence em um rabo de Malvasia -. Trapp .
1. O poder de uma nação não é a sua riqueza. Como indivíduos, assim nações foram
arruinados por crescendo muito rico. 2. O poder de uma nação não é suas
fortificações. Babilônia tinha muros altos e boas defesas, mas foi derrubado pelos
persas. O poder de uma nação é o seu povo virtuosas. Assim-4. A segurança ea paz das
nações não consiste em festas magníficas, mas no bom governo de seu povo, a
felicidade do seu povo, a educação e esclarecimento de seu povo -. Rev. C. Leach,
FGS .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 4, 6


A AUTO-GLORIFICAÇÃO
Falamos de magnificência oriental e amor Oriental de exibição, e não são suficientes
para lembrar que existe um amor Inglês de exibição. Durante os últimos anos tem
aumentado a riqueza em Inglaterra; e com o aumento de riqueza, tem crescido o
aumento de facilidade, de luxo, e de visualização. Classe tem disputavam com classe. A
ordem do dia foi extravagância ruinosa. A conseqüência tem sido um desastre e
infâmia. Orgulho deve ter uma queda, e da nação Inglês deve experimentar ainda mais
problemas se não buscar uma verdadeira reforma dos costumes.
I. Este monarca foi capaz de fazer uma exibição orgulhosa, e para satisfazer o
gosto Oriental para magnificência. A riqueza possuída pelos monarcas persas neste
período deve ter sido grande, pois no início de cada ano os príncipes, com os seus
presentes caros das diferentes províncias do extenso império. O satrapy da Cilícia
forneceu um bom número de cavalos como seu tributo anual. De outra parte veio de
uma longa série de grandes bandejas colocadas sobre as cabeças dos homens, em que
eram conchas, animais de todos os tipos, e pérolas; então muitas bandejas cheias de
açúcar e doces; e depois que muitas mulas carregadas de frutos. Um terceiro enviou
uma série de cem camelos, e tantas mulas, juntamente com armas de guerra. E assim, de
todas as províncias amplamente estendidos os presentes veio. E até mesmo a Índia
forneceu uma homenagem, composta por vasos cheios de ouro, e de ornamentos, e de
burros selvagens que foram premiadas com o objetivo de abastecer os parques
reais. Não é, portanto, surpreendente que Assuero era capaz de dar os numerosos
convidados "beber em copos de ouro (os quais eram diferentes uns dos outros), e vinho
real em abundância." A vastidão de seus recursos também podem ser ainda mais
claramente apreendido a partir de uma análise dos equipamentos e mobiliário como
assim descritos: - "coisas Branco variegada com cortinas roxas, atadas com cordões de
linho fino e de púrpura a argola de prata ea colunas de mármore; sofás de ouro e prata
sobre um pavimento de malaquita e mármore, e mãe-de-pérola, e carapaças de tartaruga.
"Os sofás preparadas para os convidados estavam cobertas com pano tecido de fios de
ouro e prata, e foram colocados em cima de um Tesselated, piso de mosaico. Esses
imponentes colunas de mármore brancas eram estacionários, e formou uma parte
permanente da residência palaciana. Como magnífico! Não devemos tolerar sua vaidade
como ele mostrou as riquezas do seu glorioso reino, eo esplendor da sua excelente
majestade? Não é à toa que ele foi exaltado com orgulho. Quanto a alimentar o espírito
de auto-glorificação!
II. Mas essa exibição orgulhosa foi uma exposição desprezível. Pois mostrou
( a ) O materialismo de sua natureza . Nenhuma menção aqui de riquezas morais. Ele
mostrou as riquezas de seu reino, mas nunca falou sobre a virtude de seu povo. O
exterior foi ampliado; o interno foi ofuscado. Pode ser, até agora, o materialismo
refinado; mas de qualquer forma o materialismo é degradante. ( b ) A estreiteza de sua
visão . Grande como era a magnificência deste monarca, ainda maior, de longe, é
magnificência do Criador, como visto, mesmo neste universo material; e este mundo é
apenas uma pequena parte de seu império. Reunir os tesouros e glórias de todos os
palácios e mansões de terra; e, sendo apenas uma pequena seleção, eles tendem a
mostrar, mas para a mente reflexiva a vastidão de recursos da natureza. Mas tudo isso a
mente do monarca não percebe. Auto limitado o alcance de sua visão. Ele foi contratado
em seus pontos de vista. ( c ) A infantilidade de seu espírito . A bela simplicidade da
criança é vista em sua tela de suas posses; mas a infantilidade ignóbil do monarca é
visto na exibição de suas riquezas materiais. O Todo-Poderoso não fazer um desfile das
riquezas do seu glorioso reino; mas permite que eles falam por si. Sim, ele parece
esconder os seus tesouros; e todas as boas pérolas revelam-se apenas aos requerentes
diligentes.
III. Esta exibição orgulhosa tem um aspecto triste. Ele mostrou suas riquezas ...
muitos dias. A exibição durou apenas dias depois de tudo. Esta palavra triste é escrito
em todos os nossos bens terrenos. Dias marcar o período de nossa administração; pois
todos são administradores. O fim dos dias, embora muitos, mesmo cento e oitenta, virá
no último. E então quem serão essas coisas? Então, o que conta é que os pobres,
eufórico, monarcas lisonjeado ser capaz de dar a sua mordomia? Vamos, então, ( a )
seguir o exemplo do Rei Divino e não do ser humano. Vamos respiração não vão ser
gastos em soprando as pérolas trompete glorificando será encontrado. Deixe que a nossa
riqueza material, intelectual ou moral, falam por si. Deixe a luz da bondade brilha
claramente, e então nós não precisamos dizer, Veja como brilhantemente nos iluminar o
universo . ( b ) Vamos ver a palavra de advertência "dias" inscrita em todos os nossos
bens, sobre os nossos tronos de ouro, em nossos palácios de mármore, e sobre os nossos
jardins do prazer. Isso vai diminuir o nosso orgulho; isto irá remover o espírito de auto-
glorificação. Ele que possui riquezas espirituais, o dom de Cristo Jesus, vai encontrar os
seus "dias" fundir-se na, dia interminável brilhante do céu.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 4, 6


Ver. 4. Qual é a grandeza se não ser mostrado? E qual pode ser melhor demonstrado
a grandeza do que nas conquistas de guerra e os entretenimentos da paz - Bispo
Municipal .
Isso é exemplificado pelo Espírito Santo, para expor o orgulho ea vaidade deste
grande monarca, abusando dos dons de Deus para a sua própria ambição, e orgulhando-
se de que a riqueza que tinha sido obtido pelo trabalho duro de seus súditos pobres
-. Trapp .
Este foi vanglória, uma afetação de pompa para nenhum propósito em tudo; pois
ninguém questionou as riquezas de seu reino, nem se ofereceu para disputar com ele por
honra. Se ele tivesse mostrou a riqueza do seu reino, ea honra de sua majestade, como
alguns de seus sucessores fizeram, contribuindo em grande parte para a construção do
templo, ea manutenção do serviço do templo, teria girado em muito mais em conta
-. Matthew Henry .
Pobre homem! ele pouco sabia que a verdadeira riqueza, glória e realeza consistiu.
Os príncipes festejaram; as províncias teriam que jejuar.
Sobre um pavimento de vermelho e azul . Estas são as coisas que nos fazem
desejosos de viver por muito tempo aqui. Será que estes salvar um homem da
doença? Você não esses gauds exteriores e alegrias arrebatar o coração do amor de
coisas melhores - Trapp .
Riqueza, honra e cortinas são coisas más para colocar uma cabeça morrendo em
cima.
Se a festa de um monarca terrestre ser tão magnífico, o que vai ser a festa do Rei dos
reis no céu? Haverá esplendor imperecível, e prazeres sem exaustão ou
saciedade. Todas as coisas estão prontos para esta festa; somos todos
convidados. Podemos aceitar o convite gracioso, procurar e encontrar o vestido de
casamento, e sentar-se à ceia das bodas do Cordeiro -. Henry e Scott .
1. A loucura de construção em cima "riquezas" e "honra". Ele é idólatra, em
princípio. Ela coloca a criatura em lugar do Criador. Parece não superior a esta
vida. Deus, o céu, a eternidade, são tudo sacrificou por prazer. É destrutivo nos seus
problemas. "Uma casa na areia." "A cisterna rota". "Uma árvore sem vida." 2. A
sabedoria de construir sobre as verdadeiras riquezas . É piedoso em seu
princípio. Refere-se tudo a Deus. Exalta-lo na alma, e torna a ele sua justa
homenagem. Ele é elevado em seu objetivo. Heaven-eternidade. A média é a ambição
do homem que visa império universal, quando comparados com o objectivo do
cristão. Ele visa à posse e gozo de Deus -. Rev. C. Leach, FGS .
Um pai antiga, quando ele colocou o pé em Roma, naquela época a amante e
maravilha do mundo, fez esta observação piedosa: "Se um reino terreno é tão glorioso,
quão glorioso deve a nova Jerusalém ser!" Se você conta esses homens felizes que
foram banqueteavam nos jardins reais de Shushan, como abençoado deve ser aqueles
homens que estão internados em uma festa eterna em Casa do Pai de Cristo! Ouro e
prata e pérolas são apenas emblemas pobres do seu esplendor celeste -. Rev.  G.
Lawson .
O proprietário desta deve ter sido muito prosperou. 1. Prosperidade deve levar a
louvor. 2. Por uma questão de fato, a prosperidade é muitas vezes hostil à vida
espiritual. 3. Para permitir que os prazeres da vida para absorver a nossa atenção é
degradante para a natureza que nos foi confiado por Deus. . 4 É destrutivo para a
felicidade, que, assim, é erroneamente procurado. Aplicação: 1. Para os ricos e
prósperos: estar na sua guarda. Para os pobres: não murmurar que a prosperidade tem
sido negado você; riqueza é a ruína eterna de muitos -. B. Thompson .
Não é o seu riquezas deste mundo, mas suas riquezas da graça, que fará suas almas
boas. "Não é a minha riqueza, nem o meu sangue, mas meu cristianismo me faz nobre",
quoth que nobre mártir Romanus. E, embora o filósofo alegremente, quando lhe foi
perguntado se era melhor, a sabedoria ou riquezas, respondeu Riches: "por que eu tenho
muitas vezes", disse ele, "visto pobres sábios às portas 'tolos ricos, mas os tolos nunca
ricos em pobres sábio portas dos homens; "ainda riqueza pode ser unida com a
sabedoria, a bondade com grandeza. Maria e Marta podem ser irmãs; justiça e riquezas
podem habitar juntos -. Adams .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSÍCULOS 7, 8


LIBERALITY IMPRUDENTE, MAS UM REGULAMENTO SÁBIO
Aqui está liberalidade mostrado não apenas por um calor do sentimento, ou por um
fluxo de sentimentos bem expressas, mas pela extensão de suas dádivas.Ninguém
poderia, com justiça reclamar que Assuero era de uma vez niggardly da mente nesta
ocasião. Tudo foi feito em uma escala grande e generoso ", de acordo com o estado de
um rei". Vasos caros adornavam a bordo festivo, o rico vinho Chalybonian espuma e
brilharam nas jarras de ouro. Não houve restrição a este entretenimento real. O homem
generoso comanda a nossa admiração, se não a nossa estima. E enquanto nós
procuramos mostrar a insensatez é claro que este rei de prosseguir, não se recusam a
nossa recompensa de louvor em vez de espírito generoso que ele mostrou.
I. liberalidade deste monarca foi imprudente, pois era um incentivo à
embriaguez. Segundo informações grego, um extremamente grande quantidade de
vinho estava bêbado em festas persas. Agora, se a provisão do rei e decreto do rei foram
destinados, ou foram calculados, para promover ampla beber, e foram uma permissão
para cada convidado de não poupar a si mesmo como para a quantidade de vinho que
ele bebia, então não era sábio; para a moderação é desejável, como todos
permitirem. Mesmo os bebedores fortes admitir as vantagens da temperança. Um certo
rei perguntou a um filósofo como ele estava a comportar-se a si mesmo, eo filósofo
respondeu: "Lembre-se sempre que você é um rei." Este é o bêbado não pode fazer, para
o álcool, embora possa acelerar a imaginação, enfraquece tanto a vontade, a memória, e
do acórdão. O bêbado é um escravo, e não um rei, embora ele se sentar em um trono
persa. No bêbado podem herdar o reino dos céus. Os ricos vinhos da terra estragar o
sabor, para que o espírito não pode apreciar os vinhos mais ricos do céu.
II. Liberalidade deste monarca era prudente, mesmo se não fosse um incentivo
para embriaguez. álcool é inútil como um artigo de dieta, e os vinhos são bebidos por
causa do álcool que eles contêm. O álcool é tratado como um estrangeiro em todas as
suas viagens através do corpo, e nenhuma parte acolhe-lo como um amigo, ou prevê-se
uma casa. Se o álcool prejudica o poder do sistema físico, se, ainda, que embota a razão,
impede a faculdade crítica de exercer o seu poder de multa de desenhar a linha entre o
bem eo mal, e diminui a autoridade de controle moral, então certamente não deve ser
recebido por ele, que é um praticante de auto-negação do que é moralmente bom; então
certamente o seguidor sincero de Cristo devem se abster.
III. Liberalidade deste monarca era imprudente, mesmo que fosse um incentivo
para alegria. O bebedor respeitável professa a tomar álcool, não por meio dos sussurros
animalismo, mas por causa da excitação genial eo sentimento de companheirismo que
promove. A festa é maçante quando o álcool não apresentar sua influência
estimulante. Excita o intelecto, promove a conversa, e dá um charme a existência, seus
defensores parecem declarar. Mas o riso engendrada pelo álcool é como o crepitar dos
espinhos debaixo de uma panela. Sim, é pior. Os espinhos crepitar e expirar sem
quaisquer consequências desagradáveis, mas esse riso explode com um ruído que é
sinistro de próximos problemas. Um mesmo fluxo de prazer, o produto do trabalho
harmonioso e saudável de todas as partes da natureza do homem, é mais para ser
preferido do que a excitação excessiva que produz uma recaída com medo e um recuo
dolorosa.
IV. Liberalidade imprudente deste monarca foi, em alguma medida expiou pela
sabedoria de sua regulamentação. O espírito do regulamento feita por este monarca
persa pode ser levado a cabo pela afirmação de que todo homem tinha permissão para
agradar a si mesmo. E isso, até agora, é sábio. Que não haja consumo forçado na
festa. Podemos ir mais longe, e dizer: Deixe o homem ser um abstêmio sem fazer
perguntas desagradáveis, e deixá-lo sentir que o seu curso exige um pedido de
desculpas. A tirania social do passado recebeu um golpe com o avanço dos princípios de
temperança de que ele não vai se recuperar;mas nós ainda sentimos muito de seu poder
em nossas festas públicas. Certamente um homem deve ter a possibilidade de recusar o
vinho da mesma forma como ele se recusaria qualquer outro artigo na mesa.
Deixe os sábios aprendem a se abster. Hooker diz que "um bem maior deve ser
escolhido antes de um menor." Alguns homens declaram que é bom tomar bebidas
alcoólicas, mas está claramente provado que é um bem maior para não tomar; portanto,
não deixe que a assunção de ser o objetivo de toda natureza bem instruído. Se buscamos
a preservação da saúde do corpo, não devemos tomar. Se a razão é a regra, se o
equilíbrio da natureza moral deve ser preservada, se o corpo, alma e espírito devem ser
apresentados um sacrifício aceitável e santo e viver para Deus em Cristo Jesus, temos
que tomar cuidado com as bebidas alcoólicas; devemos exercer restrições sábias e
alegres em todos os encontros festivos; devemos reconhecer a verdade de que somos
maiores, e arco para coisas maiores do que a de permitir que a alma para ser escravo do
corpo, a natureza moral de ser moldado pela moda, ea razão de ser tiranizado por
costumes tolas.
I. desculpas do bêbado, pelo qual ele se esforça para defender ou atenuar o seu
crime. 1. Bom companheirismo. Mas pode ser amizade fundada em
vício; especialmente em um vício que notoriamente prejudica a memória eo senso de
obrigação, leva à traição de segredos, e agita a contenda eo litígio? Em vez de promover
conversa, ele a destrói por destruir a própria capacidade de comunicar o pensamento
racional e agradável. O bêbado pode fazer sua companhia alegre, mas rir, não com ele, e
simplesmente porque eles estão muito satisfeitos com a visão de um mais estúpido do
que eles. 2. Ele afoga cuidado. Mas cuidado do bêbado deve surgir a partir do estado de
mal de sua saúde, a posição infeliz de seus assuntos mundanos, ou as picadas de sua
consciência culpada; e, em qualquer caso, o seu esquecimento temporário é comprado à
custa de um agravamento dos males que levá-lo a desejá-lo. Para beber para afogar o
remorso é especialmente absurdo, por tudo o que o bêbado pode esperar deste curso é a
vantagem de viajar alguma parte do caminho para a miséria eterna, com os olhos
cobertos. 3. O bêbado tem outras desculpas. Ele diz que está tão exposta aos cuidados e
negócios que ele não pode evitar beber em excesso, ou que ele é de tão fácil e flexível
um temperamento que ele não pode resistir às importunações de seus amigos, como ele
os chama. Assim, ele é para suavizar seu vice em uma espécie de virtude, e chamando a
boa natureza que seu credor chama tolices, eo seu crueldade família.
II. Ai do bêbado. Esta é composta dos efeitos miseráveis, assim temporal espiritual,
de seu vice-favorito. 1. Pobreza. 2. Desprezo. 3. Problemas de saúde.4. Uma morte
prematura. Considere-se, também, os males espirituais que brotam e punir o vício da
embriaguez. 1. O entendimento é depravada e escurecido. 2. A vontade é débil e
destronado. As paixões estão inflamadas e tornado ingovernável. 3. Regard para os
homens, a reverência a Deus, são destruídos.Embriaguez viaja com toda uma linha de
outros vícios, e exige toda a largura do caminho amplo para dar-lhe espaço -. Sermões
Selecionados de Clapham .

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 7, 8


Aqui não havia compulsão, seja como a medida ou a qualidade do projecto: o
governo de cada homem era a sua própria escolha. Quem pode deixar de corar ver
healths forçadas em banquetes cristãos, quando a civilidade de muitos pagãos comandos
liberdade - Bispo Municipal .
As bênçãos da Providência são evidência contínua do terno cuidado de Deus para
conosco, suas criaturas indignas, e devem ser, felizmente, e humildemente recebido e
usado piedosamente e com moderação. Eles recebem o apoio de nossa natureza, para
que possamos glorificar a Deus em nossos corpos e nossos espíritos; não vamos então
nos tornar incapazes de fazê-lo por afogamento nossos poderes racionais em bebidas
intoxicantes, e jogando o corpo de saúde e conforto por um pior do que o uso brutal da
misericórdia de Deus -. Hughes .
Não vos embriagueis com vinho, no qual há devassidão, mas enchei-vos do Espírito,
falando entre vós com salmos, hinos e cânticos espirituais, louvando de coração ao
Senhor -. Paulo, o Apóstolo .
Não houve forçando de saúdes ou incitando deles; cada homem bebeu o que
quisesse; para que, se havia algum que bebe em excesso, era sua própria culpa.Essa
cautela de um príncipe pagão, mesmo assim, quando ele iria mostrar a sua generosidade,
pode envergonhar muitos que são chamados cristãos, que acho que eles não são
suficientes para mostrar a sua boa gestão, nem lance seus amigos boas-vindas a menos
que fazê-los bêbado, e, sob o pretexto de enviando a rodada saúde, envie a rodada
pecado e da morte com ele. Há um ai deles que fazê-lo; deixe que eles leiam e tremem
(Habacuque 2:15, 16). Ele está roubando os homens de sua razão, a sua jóia mais rica, e
tornando-os tolos, o maior mal que pode ser -. Matthew Henry .
"O homem que obrigaria os seus companheiros de ferir suas próprias almas, por
pecar contra Deus, deve ser visto em melhor luz do que um bárbaro que coloca uma
espada em suas mãos, e os obriga a embainhar-lo em suas próprias entranhas."
Não nos é dito na presente passagem que o rei nesta ocasião excepcionalmente
permitida moderação, especialmente para tal de seus hóspedes como eram, de acordo
com seus costumes ancestrais, viciado em moderação, e quem mais foram obrigados a
beber moderadamente; para as palavras com que este versículo conclui, enquanto eles
também implica uma permissão para cada beber tão pouco como ele escolhe, são
especialmente destinado a permitir que cada um de tomar muito -. Berthau .
Ver. 8. I. Isto mostra o senso comum do rei . Ele se comportou muito melhor neste
assunto do que muitos que são conhecidos como senhores. Muitos se perdem por ser
importunado a beber contra a sua vontade.
II. Este seria testar a força moral dos convidados . Os sábios não vai comer e beber
mais do que as leis da temperança permitir. Se qualquer bebia muito, era sua própria
culpa; não havia nenhuma compulsão. Ele podia culpar nem o rei nem lei.
III. Os espectáculos décimo verso, no entanto, que o vinho domina o rei . Ele
sofreria nenhum homem deve ser obrigado a beber em excesso, no entanto, dar o
exemplo de beber em excesso. A lei previa moderação, mas o rei foi além de tudo
isso. Em comer, beber, e tudo o que fazemos, vamos lembrar o fim principal do homem
-. Rev. C. Leach, FGS .
Embriaguez . A embriaguez é uma abominação a Deus e uma degradação do
homem. Por este pecado a criatura que é inferior apenas aos anjos torna-se mais baixo
do que o bruto.
I. Veja o perigo do consumo moderado de álcool . Ele cria o apetite por bebida. Nós
não temos nenhum gosto natural para isso; aumenta, bem como cria o apetite. A oferta
cria a demanda; cresce com o que ele alimenta. Ele dá o controle de todo o apetite. O
homem torna-se primeiro um escravo, em seguida, uma vítima.
II. Veja a loucura de embriaguez . Ele obscurece o intelecto, destrói a
personalidade, e degrada a imagem de Deus.
III. Veja as desgraças de embriaguez . Há a desgraça de consequências físicas; há a
angústia de uma mente distraída; há a aflição dos poderes pervertidos;há a aflição de
defeitos Morel; e há a aflição de maldição de Deus. Isto está escrito em ambos os
volumes da Escritura -. Rev. C. Leach, FGS .
Não há homogeneidade entre álcool e qualquer parte do sistema físico do
homem. Tecido não assimilá-lo; as células do sangue são distorcidos em forma e
imperfeito em ação através de sua influência perniciosa; o sistema nervoso é demente, e
os centros nervosos são vivificados para a ação indevida, pelo seu poder irritante; os
processos digestivos são presos por suas propriedades precipitantes; o sanguinis
licor flui com maior facilidade e pureza quando impregnados com seu veneno
sutil; calor animal é promovido por substâncias oleaginosas, mas finalmente baixou pela
ação prejudicial do álcool; e do cérebro pode decidir questões difíceis, com maior
clareza, eo cerebelo pode segurar as rédeas do governo, com mais domínio perfeito,
quando o álcool não atrapalha. As bebidas alcoólicas são prejudiciais, pois eles
prejudicam o poder do corpo de resistir tanto as abordagens de pestilência e as
mudanças de clima. A vida no mundo de Deus deve ser preservada em condições de
verdade, sobriedade, e da indústria de Deus. O homem que toma bebidas alcoólicas com
moderação pode supor que ele vai escapar de danos, mas é uma ilusão, pois o homem
que bebe suas dracmas por dia, não só gradualmente, mas certamente prejudicar a
natureza física, mas tem uma consciência embotada, e uma solução de continuidade nos
poderes de raciocínio e memória. Nós não podemos ser ignorante com as suas
propriedades de produção de um auto-complacência farisaica em certas classes.
De acordo com o estado do rei . Para quem não era ilegal a festa, então a mostrar a
sua generosidade para com seus pares e cortesia para o seu povo. Mas o que era
condenável nele era-1. Sua vanglória. 2. Sua prodigalidade. 3. Sua gastos desnecessários
de tempo, 4. Sua negligência dos negócios. 5. Seu desprezo do verdadeiro Deus, nem
uma vez reconhecido por ele ou seus convidados. Por último, a sua alegria profano e
jovialidade, sem a menor nota de santidade ou de respeito para a glória de Deus
-. Trapp .
Em abundância, segundo a generosidade do rei, segundo a mão = poder do rei,
significa que a grande quantidade honrou ao poder do rei, ou que correspondeu a
capacidade e as riquezas do rei -. Lange .
O personagem real . O verdadeiro rei é o homem capaz. Capaz que ele não deve ser
apenas a partir da abundância de seus recursos materiais, e as vantagens de sua situação,
mas a grandeza de sua natureza moral. Todo homem que é moralmente capaz é um
rei. Mas essa verdadeira realeza só é possível em virtude da aliança espiritual com o Rei
Cristo Jesus. Ele era o homem gloriosamente capaz. Ele tem um tal loja de habilidade
que ele pode fazer todos os seus seguidores capaz.
I. Foi não de acordo com o estado de um rei (1) para fazer um desfile vão . O
homem consciente de sua força ou de sua sabedoria nunca precisa e nunca vai se
orgulhar de seus poderes. Haverá ajuste ocasião em que ele fala de sua capacidade. O
sol brilha sem dirigir a atenção para seus raios. (2) Para colocar a tentação no caminho
de seus súditos . Rei do Céu tentou-nenhum homem para o mal; ele procura fazer tudo
real. Há uma benevolência real em sua natureza e beneficência real em seus
processos. O real são aqueles que imitar esse padrão abençoado. Esta terra unkingly
precisa de homens mais real de este verdadeiro tipo. (3) Para ser fraco e
caprichoso . Pobre Assuero não era um homem capaz. Ele era como uma cana pobre
sacudido pelas rajadas de paixão e os turbilhões da capricho. Ele se sentou em um trono,
mas não empunhar o cetro de uma vontade firme. Ele foi ele mesmo governado.
II. Ele estava de acordo com o estado de um rei (1) a ser generoso . A mão de
alguns reis está agarrando. Mas a verdadeira concepção da mão real é estar aberto a fim
de espalhar bênçãos. O mais generoso eo mais real. Haja dádivas grandes e sem
ostentação de material, intelectual e moral da riqueza, e assim estaremos para
real. (2) Para trabalhar para a elevação moral . Oh que os reis iria trabalhar para o
moral, bem como o progresso material das nações! Alguns fazem nenhum. Eles
empobrecer as nações, a fim de enriquecer a si mesmos, e não ver que a riqueza do povo
é a riqueza do soberano do povo. Os reis são poucos. Queremos um aumento de reis
morais que será rei-criadores. Precisamos de uma corrida real maior para jogar amplo
elenco descendência real da qual brotará uma colheita considerável de homens
régias. (3) Para encarnar e manifestar a força moral . Aquele rei não vai fazer muito
em termos de elevação moral que ele próprio é um exemplo de degradação imoral. A
fim de levantar os outros nós mesmos deve ser levantado. A fim de permitir que outros,
devemos nós mesmos ser capaz. Força transmitida é a força aumentada. O maior
número de reis criamos e mais real que nos tornamos. Quanto mais nos outros e
entronizar a mais esplêndida que a nossa trono aparecer.
As pessoas comuns são como cera temperado, sobre o qual o selo vicioso de
grandeza torna fácil impressão. Era um costume para jovens cavalheiros em Atenas para
jogar em gravadores; longamente Alcibíades, vendo seu rosto queimado em um copo,
joguei fora o cachimbo, e todos eles seguiram. Nossos galãs, em vez de gravadores,
abraçar luxúria escaldante, orgulho olhando, embriaguez cambaleante, até que suas
almas são mais soprado do que aquelas bochechas atenienses. Gostaria de algumas
Alcibíades iria começar a jogar fora essas vaidades, e todo o resto iria segui-lo. Assim
se espalha exemplo, como uma pedra atirada num lago, que faz círculo de gerar círculo,
até que ele se espalhou para os bancos. Trem de Judas logo tomou fogo nos discípulos
suspectless; e infecções de Satanás disparar através de alguma grande estrela a
influência da condenação no ouvido da comunalidade. Deixe a experiência deste
instrumento nos fazer medo de exemplos -. Adams .
O consumo foi de acordo com a lei; nenhum fez obrigar . O rei tinha expressamente
designado "que fizessem conforme a vontade de cada um." Claro que há a questão de
saber, se o "prazer" de algum homem deve levá-lo para além dos limites da temperança
e sobriedade, qualquer restrição seria colocado em cima dele? É como se houvesse. A
execução dessa parte da regra, se existisse, provavelmente foi deixado com os
"funcionários da casa." O tempo era perigoso no final de uma festa, como
veremos. Entretanto, basta observar que não deve haver compulsão; o cálice inebriante
não deve ser pressionado sobre o convidado relutante. Esse costume, aparentemente,
tinha sido, mas muito comum entre os persas e os seus imitadores. Não é inteiramente,
no entanto, em recuo moral que sanção é assim dada por lei à melhor prática. Há um
toque de prudência política nele. Pois aqui na festa são príncipes de todas as partes, com
os retentores e tribos. Há homens aqui desde as montanhas, que são famosos por sua
temperança e para o rigor ea simplicidade de suas maneiras. Tais homens, não seria
vencida, mas sim enojado e alienado da causa real, por qualquer coisa como excesso
Bacchanalian. Em prudência, por conseguinte, assim como a partir de, possivelmente,
maior motivo, o princípio da moderação deve ter o reforço de direito público.
É humilhante lembrar que não há muito tempo decorrido neste país desde o mesmo
hábito censurável e repulsiva contra o qual este direito público dos persas foi dirigido,
prevaleceu em alguns dos círculos sociais deste país. Foi um ponto de hospitalidade
para pressionar a garrafa mesmo no convidado relutante. O generoso anfitrião quase não
senti que ele tinha feito o seu dever até que seus convidados estavam cambaleando, e se
alguns deles estavam sob a mesa o triunfo de sua beneficência foi completa. Você pode
facilmente abater dos poetas do século passado, tanto da Inglaterra e Escócia, descrições
e alusões que apontam para um estado de coisas que, felizmente, já faleceram. Isso, sim,
é a nossa razão de me deter sobre tal assunto-repulsiva suficiente em si-mesmo para
alguns momentos. É sempre útil para observar sinais de um progresso real, e, sem
dúvida, no curso de uma ou duas gerações, temos neste particular, fez grande
progresso. Dentro de toda a esfera do que é chamado a sociedade, qualquer coisa se
aproximando compulsão não seria tolerada, e na verdade nunca é tentada.
Se não fizermos isso, em uma escala mais ampla, como um povo, de fato, e com a
força da lei, a prática ainda compulsão, e que da parte mais frágil e indefeso do nosso
povo, é uma questão muito séria, e uma que, para dizer o mínimo, não podemos
responder com a mesma confiança. Se os lugares onde bebida é vendida para as pessoas
comuns são multiplicados muito além das necessidades razoáveis da comunidade; se os
privilégios excepcionais são dadas para os vendedores; se as suas casas, com muitas
saídas e entradas, são plantadas em locais mais visíveis; se eles queimam as luzes
brilhantes nas ruas, e estão autorizados a manter em aberto por muito tempo depois de
outros comércios e indústrias estão fechados e em silêncio, sem que tudo isso e muito
mais da mesma quantidade tipo a uma espécie de compulsão para trabalhar a pessoas e
comércios para as pessoas, e os jovens imprudentes de ambos os sexos? Se o
espíritodessa lei persa velho foram expressos em nossa própria legislação sobre bebida,
seria, como não podemos deixar de sentir, ser o melhor para a moral e os costumes do
nosso tempo, para a sobriedade das classes trabalhadoras, e por a segurança dos
jovens. "Os homens não são feitos virtuoso por lei do Parlamento" tem crescido a ser
uma espécie de axioma sobre este e outros assuntos; e muitos um monta fora sobre ele,
de forma fácil e alegremente, como se ele tivesse feito grande façanha na lógica. Mas o
axioma é aquele que deve ser contestada. Não é de forma ampla e rotundamente
verdade. Na verdade uma parte dela é falso;por leis do Parlamento, quando eles são
sábios e adequado para as pessoas para quem eles estão enquadrados, ajudam,
instrumentalmente, para tornar os homens virtuosos. Então leis do Parlamento, quando
eles são imprudentes e mal, ajuda, instrumentalmente, para tornar os homens
vicioso. Quando as tentações e incentivos ao excesso são feitos demasiado forte para a
resistência débil eles se encontram com, e fez assim, em parte, pela legislação, não é
claro que o Estado torna-se ela mesma uma mulher sedutora, e, nessa medida, não
"obrigar"? Ela faz com que a lei sob a qual-de qualquer maneira, a responsabilidade
pode ser compartilhada há tantas vítimas. Ela reúne o imposto que paga intemperança
para sustentar sua majestade e poder. Ela deve, portanto, ter alguma habilidade
correspondente para promover a bondade ea moralidade em suas formas exteriores. Ela
pode se recusar a tentar, ou sancionar tentação. Ela pode manter o caminho da virtude e
obediência, na medida em que está em seu cuidado, aberto. Em uma palavra, como o
temos na mais alta autoridade, ela pode ser "ministro de Deus" para os homens "para o
bem."
Tanto é que nós pensamos que o direito de dizer, em violação da máxima da
filosofia sozinho trégua que é muito aplicada a este e algumas disciplinas afins.Mas nós
cordialmente concordar com a visão de que a virtude ea bondade no sentido mais
profundo é antes de tudo a partir de então que, em forma terrena de sempre
misericordioso e acima do Pai das luzes, do Deus untempting untempted, todo-
generoso, eles são o resultado e produto da ação livre e as relações mútuas das mentes
humanas. Deixe o poder moral e intelectual da comunidade, em sua força total, venha
para o resgate. Conflito direto com o mal só pode nos levar um certo período, mesmo
que seja bem sucedida. A inculcação ea produção de bondade entre os nossos
semelhantes nos levará ao mesmo tempo em campos ilimitados, e definir-nos em um
caminho de progresso sem fim. Quando nós temos o grande aumento do conhecimento
entre o povo, alguma elevação correspondente do sentimento social e algum
refinamento de gosto, e algumas melhorias na estrutura das casas, e divertimentos que
não estão corrompendo e ainda são realmente divertido, podemos esperar com confiança
para ver o mesmo processo que ocorre entre as massas do povo, em relação a
temperança, o que foi realizado até principalmente entre as classes mais altas. É um
problema grande e variadas. É uma longa pergunta. Nós só podemos fazer a nossa parte,
adotando princípios sólidos, e, ainda mais, pela prática uniforme de moderação em
todas as coisas, porque somos daqueles que acreditam que "o Senhor está próximo." Se
nós comemos, portanto, ou beber, ou qualquer coisa que faça, deixe-nos fazer tudo para
a sua glória -. Raleigh .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSÍCULO 9


VASTI, A RAINHA DO MONARCA PERSA
I. O nome dela significativo. Esses críticos que determinam a personalidade de
Assuero não falam de forma tão positiva sobre a personalidade de Vasti.Nós lemos o
nome dela, mas não pode dizer tanto seus ancestrais ou do local de seu
nascimento. Pode-se supor que ela veio de Yezd, para as mulheres desta província
foram estimados a mais bela na Pérsia. O provérbio é que, para viver feliz um homem
deve ter uma esposa de Yezd, comer o pão de Yezdecas, e bebem o vinho de Shiraz. No
entanto, ela está diante de nós em um grande desconhecido medida. Ela interpreta seu
papel no drama, e depois desaparece do palco, mas não passa sem transmitir lições
úteis. Seu próprio nome é significativo, e significa, em persa antigo "a melhor." Ela era
boa de semblante, e sem dúvida possuía "a luz do que o olho escuro", que fez o poder
das mulheres orientais, "maravilhoso forte, mas agradável em sua força . "Havia uma
graça encantadora em seu movimento, e uma bruxaria agradável em sua voz. Seus
"longas madeixas frustrado poder do pintor." Ela era tão adorável, que, depois de os
magnatas montados tinha sido saciado com belas paisagens, ela deve ser trazido para
ministrar o prazer de naturezas cloyed com o próprio excesso de beleza eo brilho de
esplendores Regal. O homem sábio diz que "favor é enganoso, e vã é a formosura, mas
a mulher que teme ao Senhor, essa será louvada." A beleza física é um dom de Deus, e
de nenhuma maneira deve ser desprezado; mas que a beleza é vã, que é o único meio
utilizado para adquirir favor, e que esconde unloveliness interno. Mas, certamente, pode
haver a combinação de beleza física e beleza moral. Se nós não podemos encontrar na
natureza, quer a flor bem formados e bem colorido que dá fragrância diante doce, ou o
pássaro de bela plumagem que pode enviar música rica, mas certamente a bela mulher
pode, por graça divina dar à luz o doce fragrância de piedade, e seus atos se tornam
tantas músicas alegres neste mundo chorando. E muito pode ser feito para a religião por
Vashtis forte de espírito e espiritualmente-dotado. Mesmo muitos que professam as
mulheres cristãs podem aprender lições morais úteis a partir de uma cujos princípios
religiosos que poderiam rejeitar. Seja qual for a vista pode ser tomado de sua conduta,
isso é normal, que ela não era um mero brinquedo para o homem, que não estava pronto
para sacrificar o senso moral, a fim de alimentar sua própria vaidade, ministrando ao
capricho bacanal de um déspota. Muitos nomes são dados de forma aleatória, e não
estabelece os atributos das pessoas a quem são aplicadas. Uma mulher pode ser
chamada Vasti, e ainda assim não ser o melhor fisicamente, ou intelectualmente ou
moralmente. Certo é que muitos arcar com o melhor nome de cristãos que não são
cristãos. A beleza exterior não é aumentado pelo resplendor da beleza interior; o rosto
"estragado" não se torne atraente pela influência difusa e brilhante longe de uma alma
"cheio de graça e de verdade." O cristão deve ser o melhor, se não na beleza física, se
não na graça intelectual e poder, ainda em que beleza espiritual que pode fazer toda
atraente. Melhor do que o nome que proclama ou beleza física ou gloriosa ascendência,
melhor do que os títulos se gabava de terra, é que o nome que fala da graça divina na
alma, que nos liga para a ascendência sublime de verdadeiros heróis de Deus, e
prenuncia o nosso Divino realeza.
II. A rainha Vasti também dá uma festa. Afirma-se que Vasti era uma das
esposas inferiores do rei, digna com o título de rainha. E esta afirmação é suportada por
uma referência ao Heródoto. Agora, no livro em que a referência é feita aqui,
descobrimos que o grande historiador relata que os persas fez esta declaração ao rei
Amintas-que é um costume com nós persas, quando demos uma grande festa, para
apresentar nossos concubinas e esposas legais para se sentar ao nosso lado. Mas a
declaração foi evidentemente feita para um propósito ilegítimo e licenciosa, e não é,
portanto, a ser recebida como uma representação correta dos costumes persas. E se
fosse, o apelo prova demais, pois mostra que Vasti não era nem uma esposa legítima,
nem uma concubina, pois ambos são disse a ser introduzida para as festas. A separação
de homens e mulheres está de acordo com os costumes orientais existentes, que obrigam
as mulheres a festa separadamente dos homens, mesmo nas mesmas ocasiões de
regozijo. E isso foi claramente o costume na época de Assuero. Certamente foi um favor
especial mostrado Ester quando o rei e Hamã participou do banquete que ela havia
preparado. Se Vasti fosse uma mera concubina ela não teria sido enviada para com tal
formalidade cortês, e ela não teria se aventurou a recusar-se a cumprir a ordem do
déspota. A festa está a ser dito no palácio, como se para marcar a separação mais
distintamente. E ela deu a festa para as senhoras ou em seus próprios apartamentos, ou
em alguma parte da morada real colocado à sua disposição. De acordo com este
costume os homens devem festejar juntos, e as mulheres devem ser excluídos. Mas a
palavra divina ensina a melhor regra, que os homens nunca deveriam comportar-se de
modo a torná-lo adequado excluir a sociedade das mulheres virtuosas. Para a mulher é o
complemento do homem.Cada de cada um, cada um a cada um, deve receber e
dar. Homem perfeito não pode ser alcançado sem que ser o toque de refino de mão
suave de uma mulher.E ser mulher perfeita não pode ser alcançada a menos que a
influência de um homem é no trabalho dando força. Mas isso acima de tudo, nenhum
homem deve ir onde uma mulher virtuosa e de grande alma não pode entrar. O
cristianismo ainda tem um grande trabalho a fazer no ensino de homens que todos os
prazeres devem ser proibidas em que mulheres e crianças não podem participar. A festa
é prejudicial onde espíritos puros e sensíveis não são considerados como convidados
bem-vindos.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSO 9


É notável nesta terceira festa-
I. Que as mulheres festejaram dentro de portas . Não na audiência pública, como
seus maridos fez.
II. Que eles festejaram além dos homens . Que, se fosse de orgulho, porque Vasti
manteria estado por si mesma, ou por necessidade, porque ou o costume do país ou o
ciúme do rei não permitiria que sua presença entre tantos do sexo oposto, mas
certamente pode condenar o nosso mais lasciva mistura de ambos os sexos juntos na
dança e tal como reuniões, onde nada é mais comum do que parece lascivos. Lot, festa e
beber vinho com suas próprias filhas caiu em pecado.Os israelitas fazem o como com as
filhas dos moabitas foram ludibriadas e subvertido. A moça dança tão inflamado que o
velho Herodes cabra, que, como um louco, ele jura para dar-lhe o seu desejo para a
metade de seu reino -. Trapp .
Não posso deixar de invejar a modéstia de damas pagãs. A rainha Vasti e suas
damas, com todas as várias fileiras do sexo, festa à parte, entretendo-se com uma
cortesia tímido, sem libertinagem, sem que scurrility selvagem que se serve a assombrar
reuniões promíscuas. Oh falta de castidade vergonhosa daqueles cristãos soltos, que
deve alimentar o seu apetite, enquanto eles enchem a barriga, e acho que o imperfeito
festa onde eles não podem saciar os seus olhos não menos do que o seu paladar -. Bispo
Municipal .
Enquanto o rei mostrou a honra de sua majestade, a rainha e suas damas mostraram
a honra de sua modéstia, o que é verdadeiramente a majestade do belo sexo
-. M. Henry .
O rei não rancor a sua rainha e as mulheres de Susã os prazeres que ele permitiu que
ele e os seus indivíduos do sexo masculino, na medida em que eles poderiam ser
apreciado sem indecência.
Seria perigoso para a moral e inconsistente com os usos recebidos para a rainha e
damas de Shushan ter associado com o outro sexo em seu banquete; mas eles tinham
uma festa por si só, na qual, sem dúvida, eles respeitavam as leis do decoro e
temperança.
Não deixe as mulheres sejam trancados em suas câmaras, como se fossem
criminosos que devem ser bloqueadas sob restrição perto; mas não deixá-los usar sua
liberdade para dar ocasião à gratificação de ociosidade, ou um espírito de
dissipação. Deixe-os cuidado com que a sociedade que iria corromper a moral ou
manchar seu caráter -. Rev.  George Lawson .
O nome Vasti tem provavelmente uma ligação com o antigo persa vahisti (o
melhor), ou com a relacionada behisht . No moderno persa Vasti significa umamulher
bonita . Vasti deu a festa para as mulheres no palácio do rei, ou seja, tanto em seus
próprios apartamentos, que também estavam na residência real, ou em algumas outras
habitações lá que foram colocados à sua disposição para esta ocasião festiva -. Lange .
A condição da mulher na antiguidade era um pouco melhor do que a de um
escravo. Ela era de propriedade de seu marido, se casado; se casar, ela era o joguete ou
escravo do homem, nunca seu igual. A moralidade da vida conjugal, que é a força ea
glória de qualquer povo, era pouco conhecido. Pompeu e Germanicus era singular na
fidelidade que marcou suas relações matrimoniais de ambos os lados, e eram famosos
pela singularidade. A impureza absoluta dos homens reagiram de auto-degradação do
outro sexo similar. Em Roma casamentos tornou-se, como regra, apenas conexões
temporárias. A fim de escapar das punições infligidas adultério no tempo de Tibério, as
mulheres casadas, incluindo até mesmo as mulheres de famílias ilustres, inscrita-se nas
listas oficiais como prostitutas públicas. São Paulo só falava a língua que todo aquele
que conhece o estado dos costumes daqueles dias deve usar, quando escreveu os versos
bem conhecidos na abertura de sua Epístola aos Romanos. Os bárbaros das florestas
alemãs, sozinho do mundo pagão, manteve um sentido digno da verdadeira dignidade da
mulher. "Ninguém lá ri de vício", diz Tácito, "nem é para seduzir e ser seduzido
chamado de moda". "Feliz de fato", continua o romano, o pensamento do estado de
coisas ao seu redor, "esses estados em que apenas virgens se casar, e onde os votos eo
coração da noiva ir junto. A infidelidade é muito raro entre os quais "As tradições de
uma época mais pura ainda permanecia além dos Alpes.; o pós-brilho de luz que havia
estabelecido em outro lugar -.Geikie .

Homilética PRINCIPAL DO PARÁGRAFO. VERSOS 10 e 14


UM CATÁLOGO DE NOMES
Os nomes são aplicados a pessoas e coisas para expor as suas características
distintivas, e para separar um do outro. O nome da pessoa que deve representar e trazer
diante de nós a pessoa assim designada. Mas os nomes desses sete eunucos e sete
príncipes não nos dão qualquer indicação de suas propriedades peculiares. Estes nomes
são apenas nomes. As pessoas nomeadas são perdidos no esquecimento do passado.
I. nomes humanos são necessárias para o aperfeiçoamento do registro
histórico. Este Livro de Ester é uma história, bem como um drama. Para a consistência
do drama, e à perfeição do registro histórico, deve haver o registro de nomes. Podemos
querer saber algo sobre as pessoas nomeadas, mas o historiador não pode sempre
verificar sua narração para descrever todas as pessoas a quem alusão deve ser
feita. Tudo o que ele tem a fazer é dar um relato fiel e geral das transações registradas.
II. Nomes humanos são úteis como sendo testemunhos incidentais para a
veracidade da história. Uma longa lista de nomes é uma leitura seca. Às vezes, faz
uma pausa desagradável no fluxo mesmo da narrativa, mas dá um ar de veracidade ao
registro. Isso mostra que o escritor ou tem muita habilidade, ou está falando sobre as
transações reais com as quais ele está familiarizado. Não temos nenhuma razão para
supor que apenas esses escritores sagrados foram dotados com a astúcia mundana que
os levou a evocar e inserir nomes para a finalidade de fazer seus mitos aparecer algo
mais do que as composições míticas.Não é a ausência evidente de toda a arte no fundo
de suas composições. Há uma simplicidade que fala de veracidade.
III. Nomes humanos são reconhecidos pela mente divina. própria linguagem
deve ser de origem divina. Não podemos conceber a linguagem humana ter vindo à
existência de qualquer outra forma. Nomes, então, são parte do plano Divino. O Deus de
ordem deve aprovar esses nomes que são necessárias para os movimentos ordeiros da
sociedade. Eles estão abundantemente empregadas no livro Divina. Há distinções na
terra, e os nomes são necessário para preservar essas distinções. Há distinções no céu, e
talvez os nomes continuarão nessa esfera sublime.
IV. Nomes humanos podem ser inseridos na página de histórico e os
proprietários afundar longe na obscuridade. Estes sete eunucos e sete príncipes teria
para nós interesse profundo; a sua glória se foi, seus nomes só respeitar. Que comovente
é a refletir que a maior parte, de longe, da raça tornar-se apenas nomes sem
sentido! Temos mesmo sem alguns dados para a interpretação desses nomes. Eles têm
geralmente mas pouca semelhança com nomes persas conhecidos. Mas podemos ir mais
longe. Os nomes mais conhecidos do presente será lotado de destaque pelos nomes de
celebridades que vêm. Existem vastas multidões neste país que não conhecem os nomes,
e ainda menos que estão familiarizados com os personagens, em relação aos grandes
homens que moldaram a história do nosso país. Então, passa rapidamente para longe
toda a glória humana. O nome de cristão nunca vai cumprir.
Nomes V. humanos podem ser inseridos na página de histórico sem qualquer
mérito por parte dos proprietários. Se pergaminhos históricos continha apenas os
nomes do meritório, se até mesmo da meritória do ponto de vista humano, como curto
seria a lista! O trabalho do historiador seria abreviada muito consideravelmente. Estes
nomes são inseridos por conta de sua ligação com a história sagrada.
VI. Nomes humanos podem ser registrados em uma lista sagrada e ainda os
proprietários não ser eles próprios sagrado. Este número sete era peculiarmente
sagrado para os persas. Se esses eunucos e príncipes tinham sido de caráter sagrado, se
tivessem sido conhecidos por atos de bondade, podemos razoavelmente supor que o
escritor Divino teria pausado, a fim de testemunhar de seus personagens nobres. Este
curso é de vez em quando perseguido na Bíblia.Muitos que são profanos têm seus
nomes escritos nas listas sagrados da Terra. É difícil, sim impossível, para manter
nossas listas sagrados perfeito. Os nomes do indigno e do impuro vai ser inserido. A
lista sagrado do céu só é perfeito. Caracteres, não reputações, são considerados no
julgamento divino. Não é a proferidores habilidosos, mas os que praticam consistentes
de palavras divinas será escrito em listas Divinas.
VII. Melhor do que a celebridade de nomes humanos é a imortalidade de ações
nobres. O mais célebre dos nomes humanos desaparecerão. Ações nobres só são
imortais. Quando os nomes agora blazoned adiante nas páginas da história, ou alardeou
aos ouvidos do mundo, não são mais conhecidos, então será lembrado os nomes dos
fiéis de Deus. Porque Deus não é injusto para se esquecer as suas obras e os seus
trabalhos de amor.
"Seja bom, meu filho, e deixe que será inteligente-
Faça ações nobres, não sonhá-los durante todo o dia;
E assim a vida, a morte, e que grande para sempre
Uma grande canção, no fundo "-. Charles Kingsley .
SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 10, 14
Deve ser acrescentado, ainda, que apenas genealogias, narrativas nuas do número de
anos que as pessoas, chamadas por nomes tais e tais, viveu, não carregam o ar de
ficção; talvez não carregam algum presunção de veracidade; e todas as narrativas sem
adornos, que não têm nada para surpreender, pode ser pensado para levar um pouco de
presunção, como também -. Analogia de Butler .
Cada nome humano mais ou menos histórico. Algumas pessoas exercem um
direto histórica influência; outros estão, mas incidentalmente associado aos grandes
fatos da época -. Dr. Parker .
De forma semelhante, muitas das partes mais secas do histórico livros-as
genealogias, por exemplo-ministro para o mesmo fim. A mera freqüência e copiousness
de tal matéria, untinctured com o menor traço de influências mitológicas, e participou,
como muitas vezes é, com uma quebra na continuidade e interesse na narrativa, é, pro
tanto , um comprovante de que os escritos em que elas ocorrem não são nem ficção nem
mito .... Podemos entender o uso moderado que Homer ou De Foe pode ter feito de tal
matéria; isto é, apenas tão longe para dar um ar de verossimilhança. Mas páginas
inteiras juntos em nada, mas os nomes são tão absurdamente além de todas as
necessidades imagináveis de alusão, e tão destrutivo de todo o interesse no leitor, que
podemos seguramente inferir que a introdução de tal matéria, na medida em que
encontramos na Bíblia, vai admitir de nenhuma solução. Tão pouco vai admitir de uma
origem mítica; pois, embora os mitos podem ser um crescimento gradual e insensível da
imaginação popular, eles são ainda fiéis aos princípios sobre os quais foram construídos
e ornamentados, para divertir ou instruir; e nem uma coisa nem outra finalidade pode
ser respondida por capítulos inteiros contendo nada, mas longos catálogos de nomes
-. Superhuman A Origem da Bíblia , por Henry Rogers.

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 10-12


MERRIMENT FALSO E SEU RESULTADO
"Quando o coração do rei alegre do vinho", ele enviou os sete eunucos-que se refere
no presente caso, aos sete Amshaspands, em outros, o número refere-se aos dias da
semana, ou os sete planetas-"para trazer Vasti a rainha diante do rei com a coroa real,
para mostrar aos povos e aos príncipes a sua beleza. Mas a rainha Vasti recusou atender
à ordem do rei, pelo que o rei muito se enfureceu, e seu inflamou de ira ".
I. Aqui é falsa alegria. Há uma alegria que é saudável, e não há uma alegria que é
prejudicial. Que alegria, que é o resultado de uma natureza trabalhando
harmoniosamente vai fazer o bem, e vai deixar reflexões agradáveis; mas que alegria,
que é o resultado de uma natureza onde o álcool tem caído no esquecimento temporário
todas as vistas desagradáveis, e tem indevidamente animado em alegria delirante,
trabalhará dano, e quando ele passou uma amarga lembrança permanecerá. O último
estado de coração feito alegre do homem com o vinho é sempre pior do que o estado
antes do coração foi atingido pelo licor ilusório. A falsa, tanto na natureza e na moral,
não pode ser sem qualquer males concomitantes ou conseqüentes. Melhor não folia do
que aquele que é comprado à custa do futuro repouso. Deixe o coração do homem ser
feliz com o novo vinho do céu.
II. Aqui falsa alegria leva a um comando de tolo. Quando o coração é, portanto,
alegre do vinho a cabeça fica errado. A parte de direção do cérebro é desordenada e
enfraquecido pelo álcool. Malucos estranhas são realizadas, eo coração alegre muitas
vezes torna-se um coração partido. Muito sugestiva é a declaração "quando o coração
do rei alegre do vinho." Nada é dito sobre a cabeça. O estômago é muitas vezes a maior
força no quadro de um bêbado.Assuero, no seu estado sentimental, não sonhava que sua
rainha amada e bela se atreveria a ser desobediente. Ele deu uma ordem tola. Sua
loucura trouxe seus frutos amargos. Ele semeou o vento e colheram
tempestades. Vamos ter cuidado como e quem comanda.
III. Um comando tolo leva a uma recusa humilhante. Nunca ocorreu a esse
monarca orgulhoso e alegre de fazer que uma mulher ousaria recusar, quando cortesãos
fawned e lisonjeado, e reverência quando príncipes prestados. No próprio clímax de sua
glória e sua alegria, ele recebeu um golpe que era mais humilhante do que a derrota no
campo de batalha. Que consternação quando Vasti recusou vir! Se havia uma coisa mais
do que um outro calculado para fazer este rei sóbrio, foi a notícia de que Vasti se
recusou a vir. Nossos problemas vêm de bairros onde menos se espera.
IV. Esta recusa humilhante leva a uma exibição ainda mais humilhante. Às
vezes os tolos são tão bobo para não ver que eles foram humilhados. Mas Assuero não
tinha sido proferida sem sentido pelas correntes de ar generosas de vinho rico; ele tinha
apenas senso suficiente para ver que ele tinha recebido uma grande afronta; "Pelo que o
rei muito se enfureceu, e seu inflamou de ira." Um rei em uma paixão infantil. Como
unkingly! Essa criança real pediu sua rainha para ser trazido, como uma criança mimada
over-pede um novo brinquedo para satisfazer uma natureza farto, e então começa a
chorar e fazer uma cena ridícula, porque o pedido é recusado. Se houvesse um espírito
varonil presente na cena, ele deve ter corado por seu país para vê-lo regulada por esse
espécime lamentáveis de masculinidade. Aqui aprende-1. que a grandeza humana
revela a fraqueza humana . Reis terrestres não são onipotentes. Só Deus é todo-
poderoso; e muitas vezes com a mão pequena de suas criaturas mais fracas que ele toca
o homem forte e faz tremer. No dia de maior orgulho sucessos que nós recebemos os
traços mais humilhantes. 2. Uma vontade uncurbed deve reunir-se com recusas
estranhos . Comando de um monarca persa não estava a ser disputado, e, portanto, ele
não aprendeu a respeitar os direitos dos outros. Enquanto vamos defender nossos
próprios direitos, e manter uma dignidade própria, é preciso lembrar que os outros têm
direitos. Crianças mimadas deve chegar a pesar. 3. Isso em festas Divinas só podemos
encontrar a melhor no último .Onde Assuero e seu presidir como o melhor vinho é
bebido em primeiro lugar, e no final os convidados são muito feliz em escapar sem
danos pessoais. Onde Cristo preside os convidados alegres exclamar, guardaste o bom
vinho até agora.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 10-12


1. Foi certamente a fraqueza do rei para enviar para a rainha em sua presença
quando bebido. (1) Ele desonrou a si mesmo como um marido. Ele deveria ter
protegido, e não expostos, sua esposa. (2) Ele diminuiu a si mesmo como um rei no
comando que de sua esposa que ela poderia recusar, para grande honra de sua virtude. 2.
Talvez não fosse a sua sabedoria para negar-lhe. (1) Ela se recusou, no entanto, enviou o
seu comando por sete mensageiros honrosas. (2) Será que ela vem, enquanto ela o fez
em obediência pura, tinha havido nenhuma reflexão sobre sua modéstia -. M. Henry .
1. Grande prazer é geralmente seguido por tão grande desagrado. 2. Ocasiões de
festa alegre geralmente terminam em tristeza. 3. Embora a beleza é um dom de Deus,
ainda não se deve fazer uma gabar-se de que, nem ainda ter orgulho disso. 4. Ocasiões
Orgulho muita tristeza, e muitas vezes mergulha destruição.
Ver. 12. Assim que o rei muito se enfureceu, e sua inflamou de ira . ANGER . I. A
DEFORMIDADE DE RAIVA . Que coisa feia é raiva, desapropriando um homem de sua
alma (que é possuído pela paciência) e desfigurando seu corpo com fieriness de olhos,
furiousness dos olhares, a distorção da face, inflamação das narinas. Os hebreus
chamam raiva Aph , porque é aí que se levanta o nariz, os muda de cor, o stammereth
língua, os dentes rangem, o fecho as mãos, os pés de selo, o pulso bate, as calças
coração, o homem todo incha como um sapo, brilha como um demônio, atormentando-
se diante de seu tempo; Donde muitos pagãos têm aconselhado o homem irritado ao
olhar para seu rosto em um copo, e assim crescer vergonha de sua enfermidade.
. II . A DESGRAÇA DE RAIVA O Espírito Santo vos estigmatizada a pessoa com raiva
para um tolo em grão, tal como um exalta a loucura, define-o em cima de alta para ser
visto de todos, e proclama-se um tolo; sim, o pior dos tolos; para "orgulhoso, altivo
escarnecedor é o seu nome que dealeth com indignação e soberba", isto é o
título. Assim, Deus carrega um homem com vergonha. E enquanto ele pensa por seus
grandes olhares e termos elevados para realizá-lo entre os homens (como Lameque fez),
quando tiver chegado, especialmente vingança; Apóstolo propositadamente disgraceth
vingança de ferimentos por uma palavra que significa desgraça, a perda da vitória, ou a
impotência da mente. E, de fato, é efeminação do espírito, e pouca sagacidade na
cabeça, que traz consigo uma grande dose de paixão no coração, como se vê em
crianças e pessoas doentes. Trovão, granizo, tempestades, nem problemas, nem ferir os
corpos celestes; não mais se queixa raiva grandes mentes. Os topos de algumas
montanhas seriam tão elevado acima da região média do ar, que não tanto como o pó
deles é movido para fora do lugar a partir do final do ano para o final do ano: assim é
aqui. Os grandes espíritos e os homens de entendimento são, como a região superior, em
uma serenidade perpétua; ou, pelo menos, como os maiores planetas, que de todo o
resto são pensados para ser mais baixo em curso, ou como um diamante que não é nem
ferido, nem cortar.
III. O PERIGO DA RAIVA . Ele consome o corpo; confunde a alma. Febres, cólicas,
paralisias, pleurisias, apoplexias, inflamação, o consumo, são causadas por ele,
enquanto ele seca a umidade radical (que bálsamo do corpo), ferve o coração em
salmoura e, víbora-like, dá um fim ao o proprietário; que, como ele viveu indesejada,
por isso ele morre unlamented, como Nerva, Valentiniano, e outros reis colérico e
pessoas de grande nota, que por este meio tenham forjado sua própria ruth e ruína. E
para a pobre alma que está indisposta, pela raiva unadvised, para a oração ou qualquer
outro dever de Deus ou do homem. Ele é colocado aberto, como uma cidade sem muros,
para muitos pecados, maldades e misérias; temporais, espiritual e eterna. Aquele que
vive e morre neste fúria torna-se uma presa para as fúrias do inferno -. Trapp .
Vers. 10, 12.-O que tem, assim, degradou o rei? Vinho. O rei estava feliz na
obediência dos príncipes, mas infeliz na desobediência da esposa. Que decepção! Ele
mostrou a glória do seu reino, eo esplendor da sua excelente grandeza, por muitos
dias; mas ele também mostrou que, com toda a sua glória, ele não poderia comandar
uma mulher. Disputas entre maridos e esposas são ruins em qualquer momento, mas
muito pior na presença de empresa. Apesar de ser um rei poderoso, ele também era um
pobre escravo. Ele bebeu vinho em excesso. Ele emitiu um comando injustos. Ele foi
levado pela raiva. Homem rico! Mas como pobre, com toda a tua riqueza. Um escravo
sóbrio é mais respeitado, e mais para ser respeitado, de um rei bêbado. "Eu não vou vir",
disse Vashti; e toda a persuasão dos grandes homens não poderia convencê-la. Quando
lhe pediram para violar a nossa consciência, ousemos dizer: Não. Se os maridos
esperam obediência de suas esposas, que sejam razoáveis em seus comandos. A culpa
de desobediência às vezes recai sobre aquele que emite o comando. "Maridos, não
provoqueis vossos esposas a raiva." Eles se entregaram a e para você. Esposas, não
desonrar aqueles maridos que escolheram você antes de todos os outros.Talvez Vasti
pensei: O que significa esse movimento rude? Mais de seis meses tem esta festa
continuou, e tudo isso enquanto nós apreciamos a liberdade desenfreada do nosso
sexo. Eram o próprio rei este comando não pôde ser enviada. É o vinho, e não ele, que é
culpado de esta incumbência: é para mim humor dele em tão vaidoso um desejo? Será
que vai concordar com o nosso modesto recato de oferecer-nos a ser olhou por milhões
de olhos? Quem sabe o que tentativa desenfreada pode seguir sobre esse excesso
desgovernada? Esta mesma mensagem afirma que inteligência e razão vos cedeu seu
lugar para que o licor besotting. Vasti se recusa a vir .... O sangue que é uma vez
inflamado com vinho é capaz de ferver de raiva. Ele irrita-o a pensar que esses nobres a
quem ele pretendia mandar embora surpreso com a demonstração de seu poder e
majestade agora deve dizer: "O que Assuero botas para governar de longe, quando ele
não pode comandar em casa? Em vão ele doth vangloriar de governar reis, enquanto ele
é verificado por uma mulher "-. Bispo Municipal .
E sua raiva ardia dentro dele, como Nabucodonosor também fez em cima de uma
ocasião como, mais quente do que forno aquecido seus sete tempos ", ou do que o doth
montanha Etna. Ira de Moisés se acendeu dentro dele, para que ele não sabia bem o que
ele fez nele, ele levantou uma tal fumaça. Jonas estava pronto para explodir de raiva; o
seu sangue ferveu em seu coração como enxofre doth no jogo. Portanto, é o coração
ajustado tão próximo dos pulmões, que, quando é aquecido com raiva pode ser aliviado
e arrefecida pela explosão e de humidade dos mesmos. Josefo diz que ele freio a festa
nessa ocasião -. Trapp .
Vemos que Deus reserva o melhor para o último. Últimas obras de Deus são seus
melhores trabalhos. O novo céu ea nova terra são a melhor; o segundo vinho que Cristo
criou-se foi o melhor; coisas espirituais são melhores do que natural. A última do cristão
é o seu melhor. Deus vai tê-lo assim para o conforto dos cristãos, que a cada dia eles
vivem, eles podem pensar, o meu melhor está por trás, o meu melhor está para vir; que a
cada dia se levantam eles podem pensar, estou mais perto do céu um dia do que eu era
antes, estou mais perto da morte, e, portanto, mais perto de Cristo. Que consolo é esse
para um coração misericordioso! O cristão é um homem feliz na sua vida, mas mais
feliz em sua morte, porque, então, ele vai para Cristo; mas mais feliz de todos no céu,
pois então ele está com Cristo. Como ao contrário do homem carnal, que vive de acordo
com o balanço de suas próprias concupiscências de base! Ele é infeliz em sua vida, mais
miserável na sua morte, mas o mais miserável de todos após a morte. Rogo-vos colocar
isso a sério. Parece-me que, considerando-se que a morte é apenas uma maneira de estar
com Cristo, o que é muito melhor , isso deve adoçar o pensamento da morte para nós, e
nós devemos consolar-nos diariamente que estamos mais perto felicidade -. Sibbes .
Assuero foi de mal a pior, como todos nós fazemos sempre que deixamos de praticar
a auto-negação de obediência a Deus. Orgulho, luxo, excesso de vinho, virando louco
das primeiras leis da natureza, estes vieram em primeiro lugar; em seguida, seguiu em
sua ordem raiva furiosa, o que pode fazer qualquer coisa. Ele foi picado na menina dos
seus olhos. Quando eu estou trazendo a tão triunfante um acabamento o concurso
planejado desde que subiu ao trono, quando todo mundo está pensando em como
extremamente grande Estou acima de todos os homens, a ser assim, humilhado por uma
mulher! Ah, Senhor! se tivesse respeitado a si mesmo que teria sido poupado toda a
humilhação -. Symington .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 10-12


DILEMA DE VASTI
Há grandes crises na história dos indivíduos, assim como das nações. Uma mão
arrestive verifica nosso progresso. Estamos obrigados a parar e deliberada.Essa crise
tinha chegado agora na história de Vasti. O grande ponto de viragem da sua vida
aparece agora. A pergunta é: Devo ser unqueenly, e assim continuará a ser uma
rainha? ou devo ser rainha, e tornar-se unqueened? Invoca o teu heroísmo, Vasti; toda a
tua fortaleza será agora necessário.
I. Ela recebe uma mensagem unkingly. Sem dúvida, os sete eunucos daria
mensagem do rei, em verdadeiro estilo cortês; mas até mesmo palavras corteses pode
indicar unkingly intenções. Foi assim neste caso. Vasti era deixar a empresa de seus
clientes, e colocar a coroa real, que era um turbante alto pontas; e, conseqüentemente,
ela era a aparecer em todo trajes reais. Podemos supor que a sua pessoa era para ser
agraciado com vestes caras de cores esplêndidas da província de Cashmir, e com roupas
feitas de sedas finamente trabalhadas e ricamente variadas das medianas. Pérolas do
Golfo Pérsico seria flash suas cores variadas e castigado. Ricas jóias não estar querendo
aumentar o esplendor. E ouro das partes distantes do império se manifestaria a vastidão
de recursos do rei, e tendem a estabelecer os encantos da pessoa da rainha. Ser
purificado com óleo de mirra e perfumes suaves, ela emite uma fragrância agradável por
ela a cada movimento, bem como mostrar a beleza dela em aspectos novos e atraentes
para os espectadores. Nenhum propósito era para ser servido, além disso de mostrar aos
povos e aos príncipes a sua beleza. Ela era jogar de lado sua auto-estima, a alienar-se
dos verdadeiros atributos queenly, e aparecem com o rosto desvendado, a fim de que os
foliões da corte pode banquetear-se com seu semblante; e, portanto, ela estava a fazer o
que era abominável para o senso de decoro de uma mulher oriental. Não é de admirar se
o seu espírito se rebelaram contra tais fins unkingly. Os reis de tempo são cruéis a seus
favoritos. No início, eles podem ser carregados com honras; mas depois, se houver
ofensa é dado, as honras são retirados, e os favoritos a sensação de que teria sido melhor
para eles permaneceram na obscuridade. Convidados de um déspota não são para ser
invejado, pois a natureza arbitrária e irracional de seus comandos podem transformar
seu riso em pranto. Mas nos déspotas longo prazo são cruéis para si. "O homem
bondoso faz bem à sua própria alma; mas aquele que é cruel perturba a sua própria
carne. "No entanto, lembremo-nos de que o Rei do céu nenhum déspota irracional. Seus
mandamentos não são pesados, e são para o bem maior de pessoas a quem lhes é
dado. Os convidados nos banquetes divinos nunca precisa temer que mande unkingly
mensagens. E eles devem desobedecer lá, será dada oportunidade para confissão e
tempo de alteração. Este rei misericordioso tem longa e compaixão, mesmo com
criminosos endurecidos. Santíssima na verdade, são aqueles que servem ao Rei do céu,
e sentar-se em festas Divinas!
II. Ela exibe um espírito de rainha. Se Vasti fosse simplesmente uma mulher
vaidosa, orgulhosa de sua mera beleza física, pode-se razoavelmente conjecturou que o
desejo de exibir seus encantos iria dominar o espírito de auto-afirmação, que alguns
supõem ser a explicação de sua conduta. Este foi, sem dúvida, a única oportunidade de
sua vida para atingir o clímax da glória terrena. É verdade que foi uma grande ocasião
em que a vaidade feminina induziria o seu cumprimento; mas Vasti subiu superior à
perspectiva sedutora. Muitos de nosso moderno Vashtis teria levado às pressas para
salão de banquete, eo espírito de auto-afirmação não teria sido autorizado a dominá o
espírito de vaidade. Não só as mulheres, mas muitos homens se sacrificaram muito mais
do que Vasti foi chamado para sacrificar a fim de obter uma parte ainda do que aplausos
que teria recebido a beleza de rainha que ela tinha, com a vitória sorrisos e movimentos
graciosos, apresentou-se ao rei de comando. Mas ela se recusou a ir, e nobremente
enfrentaram as piores consequências em vez de violar sua modéstia, e aparecer em
público revelado. Para qualquer coisa que sabemos ao contrário, ela pode ter tentado
métodos razoáveis, a fim de livrar-se da situação difícil. Mas quem pode argumentar
com um déspota que tem sido feito irracional por vinho, e cujo capricho menor não deve
ser frustrado? A narrativa afirma simplesmente o resultado, que ela se recusou a ir ao
comando do monarca. No entanto, se assaltantes de Vashti ainda persistem de que ela
era uma beleza arrogante e arrogante,-que estava intoxicado com admiração e com sua
posição exaltada,-há algo para admirar em que o espírito ousado, que estava pronto a
afrontar a morte, em vez de obedecer a um comando que apareceu para ela pouco
razoável, pois ela saberia que a raiva de um monarca persa pode significar a morte para
o ofensor. Certamente a obediência é devida àqueles em autoridade; mas o comando de
consciência é superior aos comandos dos maridos ou dos reis. Os comandos de
consciência deve ser supremo; mas há um perigo de que a voz de mero capricho ser
confundida com a voz da consciência. Os comandos devem ser com oração e
cuidadosamente examinada. As vozes devem ser julgados. Eles têm um som
divino? Então, todos devem seguir as indicações da voz all-imperativo, embora ele leva
a expulsão, a espoliação, e até mesmo à morte.
III. Seu espírito de rainha não foi apreciado. Ele provocou a ira do rei, e seu
inflamou de ira. E os cortesãos e grandes damas não apareceu em sua defesa. Há sempre
uma tendência natural para o forte para oprimir os fracos. Ao longo de todas as idades
as mulheres têm encontrado dificuldades para obter a sua devida por homens. O
cristianismo tem sido grande elevador e benfeitor da mulher; e ela tem sido, como é
mais adequado, o seu adepto mais fiel e propagador. Mas ainda assim a fraqueza de
mulher é muitas vezes se rebelaram em cima pela força viril. Para estar no lado direito,
se suportado pelo poder, excita pouca ou nenhuma oposição; mas para estar no lado de
direito quando é o lado da fraqueza é ser culpado de loucura e de rebelião contra a
autoridade constituída. Até hoje o Assuero embriagado tem seus apologistas, embora
eles não podem dizer isso; eo Vasti unqueened é seguido em sua aposentadoria com o
desdém de pena daqueles que afirmam que ela falhou, porque ela não era uma mulher
sagaz. O Vashtis banido devem receber todo o crédito para o heroísmo de sua
conduta. Vergonhoso é que aqueles que professam crer em apóstolos perseguidos, em
reformadores mortos, e de Jesus crucificado, deve sempre ser cuidadosamente
procurando há algum erro na conduta, por alguma falha na política, a fim de explicar o
não-sucesso daqueles a quem a sociedade tem banido de seus palácios. Não só os
críticos antigos, mas modernos explicaria a decapitação de João pela afirmação de que
ele fez um ataque rude e pessoal; para o apedrejamento de Estêvão, pela sugestão de que
ele falava a verdade de uma forma desagradável; para a impopularidade de Paulo, que a
sua presença corporal é fraca; e para o banimento de Vasti, pela suposição de que ela
era arrogante e insensato em seu método de recusa. O Vashtis deve estar preparado para
alguma depreciação se resolutamente aderir, e firmemente seguir, o que eles acreditam
ser verdade, e nobre, e virtuosa. Mas este pode ser o seu consolo, que o tempo está do
seu lado, e que o Grande Supremo aceita a sinceridade de motivo; sim, embora a ação
conseqüente não ser a mais sábia. Porque não é uma tarefa de mestre duro. Deixe a
verdade de coração Vashtis alegrar, para o seu julgamento é com Deus.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 10-12


"O vinho é escarnecedor, ea bebida forte alvoroçadora; e todo aquele que neles errar
não é sábio. "Assuero anteriormente se comportou como um rei. Seu vinho, e os vasos
em que estava bêbado, foram real, de acordo com o estado do rei; mas agora seu
comportamento é como um dos companheiros vãs. Ele se orgulha da beleza
extraordinária de sua esposa. Desafiando os costumes dos persas, e das leis da decência,
ele terá agora ela trouxe em um conjunto de embriaguez de príncipes e camponeses para
um espetáculo público. O que é que tem, assim, degradado o grande rei? Um camponês
honesto que sabe como orientar os seus negócios, e para governar a sua família com
discrição, é mais verdadeiramente real de Assuero, expondo sua vergonha diante do seu
povo. Vinho transformou-o de um rei para um palhaço, ou algo abaixo de um
palhaço. Diz-se, que os espartanos usado para obrigar seus escravos para intoxicar-se,
para que pudessem mostrar-lhes em seus copos para os seus filhos, e, assim, produzir
em suas mentes um ódio perpétuo desta pior do que bestial vício. Você não tem a
oportunidade de trazer homens bêbados na presença de seus filhos. Escritura dá-lhe
fotos deste vice-suficientes para a sua admoestação e deles. É evidente a partir da
instância antes de nós, que um escravo sóbrio é mais respeitável do que um rei bêbado.
Ela era formosa à vista , e todos os príncipes e as pessoas devem, por uma vez, ser
gratificado com um visão de seu rosto brilhando, para que pudessem admirar a
felicidade do rei, na posse de tal beleza incomparável. Homem vaidoso! Será que ele
não sabe que a beleza mais gloriosa do rosto humano a partir da criação visível, é
apenas uma flor murcha? Muito menos ele sabia, que esta beleza, com o tempo de um
dia, já não seria de sua propriedade, e que ele iria perder a posse dela por sua própria
loucura. Que aqueles que têm esposas, porém bela, seja como se tivessem eles não; para
a aparência deste mundo passa.
Vasti tinha boas razões para pedir para ser dispensado de aparecer em uma empresa
onde muitos se regalaram com vinho. Ela é muitas vezes imitado por mulheres que
prometeram obediência a seus maridos. Eles alegam que o significado de sua promessa
era de que eles deveriam obedecer a seus maridos em todas as coisas razoáveis. Se por
coisas razoáveis que eles queriam dizer coisas em que eles poderiam dar a obediência
com uma boa consciência, a limitação seria muito apropriado. Mas um significado mais
freqüente que eles têm para a expressão é, as coisas que agradam seus próprios
humores. Se estes são apenas os assuntos em que eles estão dispostos a prestar
obediência, a promessa nunca deveria ter sido feito; para sempre que conformar-se com
os seus próprios humores, ao invés de à vontade conhecida de seus maridos, eles
quebram uma promessa solene.
Se os maridos esperam obediência devida a partir de suas esposas, que sejam sempre
razoáveis em seus comandos. Você vê, que toda a autoridade do maior rei do mundo
não poderia fazer Vasti obediente a um comando tolo. Ela vai sim encontrar a ira do
rei; e "a ira do rei é como mensageiros da morte."
Assim que o rei muito se enfureceu, e sua inflamou de ira . Ele ficou confuso e
chocado com a decepção inesperada. Ele esperava para mostrar a todo o seu povo e os
príncipes em Shushan como ele estava feliz, e só lhes mostrou sua miséria -. Rev.  G.
Lawson .
Em seguida, ocorreu a sucessão de cenas violentas, tão profundamente característico
de despotismo oriental, mas que o historiador hebreu estava tão familiarizado, que
aparecem para enchê-lo, em vez de admiração do que espanto e horror, a fim de que a
rainha a desvendar-se-ao contrário ao uso imemorial da Pérsia, e, portanto, o sinal certo
do rei-onipotência perante o tribunal montado, a raiva do rei em sua recusa, e seu
divórcio instantâneo. Na representação anual persa da tragédia dos filhos de Ali, um
embaixador Inglês é trazido como implorando as suas vidas; e para marcar sua
nacionalidade um rapaz vestido como uma mulher sem véu acompanha-o como a
embaixatriz -. Igreja judaica de Stanley e Nota .
A rainha se recusou a aparecer no comando do rei como entregue pelos eunucos,
porque ela não escolheu a participação de sua dignidade como uma rainha e uma mulher
diante de seus convidados embriagados. A audácia de persas em tal condição é evidente
a partir da história -. Keil .
Enquanto Assuero tinha a intenção de mostrar o quão longe os limites de seu
império estendido, chamando a sua corte os governadores das províncias mais distantes,
ele encontrou nas proximidades, sim, em sua própria casa, insubordinação à sua
vontade. Embora ele sabia como puni-lo, mas ele não poderia conquistá-la, nem
transformá-lo em obediência aos seus desejos. Há, portanto, um poder maior do que a
do homem, fosse ele mesmo o governante mais poderoso da Terra. Desobedecer
comandos humanos pode ser perigoso, pode trazer desvantagem temporal, mas a
desprezar as leis de Deus é degradante, e trará ruína eterna -. Lange .

Homilética PRINCIPAL DO PARÁGRAFO. VERSOS 13, 14


OS SETE SÁBIOS
"Onde se achará a sabedoria, e onde está o lugar da inteligência?" À primeira vista,
podemos naturalmente olhar para ele nos palácios dos reis, pois eles têm a oportunidade
de reunir em torno deles os espíritos escolhidos no reino. Eles têm dinheiro em seu
comando; e tudo o dinheiro responde. A sabedoria do homem sábio é muitas vezes um
mero artigo de troca, e é vendido para o maior lance. A perspectiva de dinheiro, por
vezes, faz com que o homem sábio a prostituir sua sabedoria para fins de loucas. Mas a
sabedoria de cortesãos não é sempre dirigida pelo mais elevados motivos morais. A
sabedoria pode ser grande, mas o poder moral fraco. A verdadeira sabedoria é mais
freqüentemente encontrada em corações humildes e verdade. Um homem sábio pobre
pode, por sua sabedoria entregar a cidade; e ainda ninguém se lembra daquele homem
pobre. A pobreza tem suas desvantagens. Pouco sabedoria conta muito onde há muita
riqueza, soando títulos, e uma posição exaltada.
I. O caráter desses homens sábios. Em geral, podemos dizer que eles eram homens
de saber e homens de negócios. Observação foi juntado com a meditação para a
extensão de seu conhecimento. Eles não eram meros leitores ávidos, mas estudou os
homens e as coisas. Eles podem julgar as vezes por fenômenos celestes como
astrólogos; mas, como os príncipes de Issacar, eles também podem ter sido "homens que
conheciam os tempos, o que Israel devia fazer." O homem perfeitamente sábio deve
estudar os homens, bem como livros. É bom saber direito humano e julgamento; é
melhor saber lei divina. "A lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma." Isto define a
natureza da verdadeira sabedoria. "Eis que o temor do Senhor é a sabedoria; e apartar-se
do mal, que é o entendimento. "
II. A favor concedido a esses sábios. reis antigos preservada a sua dignidade por
exclusividade. Apenas alguns foram admitidos a relação familiar. Estes sábios viu o
rosto do rei. Grandioso Rei da Terra freqüentado as estradas apinhadas. Ele foi o
convidado de publicanos e pecadores. Sua grandeza não era dependente da pompa de
circunstâncias. Sua realeza podia ficar rude olhar da multidão. O olho da fé, embora
possuído pelo mais humilde, ainda pode ver o rosto do rei do céu. "Os puros de coração
verão, e não vê, Deus."
III. A posição exaltada ocupada por esses sábios. Sentaram-se o primeiro no
reino. Muitos poderiam considerá-los com inveja. Mas maiores bancos nem sempre são
as mais agradáveis. Cadeiras de Ouro pode ser desconfortável; sofás de seda podem ter
seus espinhos espetando. Um homem sábio pode sentar-se o primeiro no reino-a-dia, e
amanhã ele pode ser elevado para a forca em que Haman foi enforcado. Assentos
elevados são lugares vertiginosas e perigosas. Reino espiritual de Cristo oferece
assentos seguras e agradáveis para todos os seus súditos.
IV. Foram ignobilmente utilizados os nobres qualidades destes homens
sábios. Eles sabiam os tempos, de modo a cortar as velas para o melhor proveito para si
mesmos. Sua sabedoria era uma mera mercadoria vendável. Ele estava pronto para ser
usado de qualquer maneira para a obtenção de qualquer riqueza, ou lugar, ou
poder. Eles sabiam a lei eo direito, mas eles sabiam que o que era lei para o déspota não
era lei para o assunto oprimidos. A prudência é uma virtude; mas a prudência pode ser
degradada em mera política timeserving. Há uma sabedoria que se atreve a fazer certas
e corajosas todas as consequências.
V. A visão com que estes homens foram favorecidos não tinha poder
transformador. Eles viram o rosto do rei, mas não entendi a influência inspiradora de
uma alma poderosa. Deve ter havido naquele reino ampla enfrenta melhor vale a pena
ver do que o de mente fraca déspota. Não podemos reunir a partir desta conta que estes
homens sábios foram qualquer mais nobre para esta visão favorecida. O rosto do rei do
céu tem poder transformador. Sua luz dissipa as trevas da humanidade; suas influências
divinas chover e mudar os próprios rostos dos espectadores. "Mas sabemos que, quando
ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque haveremos de vê-lo como ele é. "A
semelhança é estar aqui e agora formado. O rosto de cada cristão deve ter a impressão
de realeza.Os cristãos também devem emitir transformação e purificação influências.
VI. A posição exaltada ocupada por esses sábios não foi utilizado para a
vantagem dos oprimidos. Onde está o uso de ser grande, se não podemos usar nossa
grandeza para ajudar o pequeno? Altas assentos devem ser ocupados não para a auto-
glorificação, mas para levantar nossos companheiros fora das covas de miséria. Nós não
lemos que esses homens se inclinou de suas posições orgulhosos para resgatar um
condenado antes que ela tinha sido ouvida, e banido sem uma oportunidade de dizer
uma palavra para justificar sua conduta condenou-mulher. Certamente é melhor errar do
lado da misericórdia. Que aqueles em lugares altos considerar as fraquezas e as
tentações terríveis daqueles em lugares baixos.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 13, 14


Whereshould a perfeição da sabedoria ser, se não nos tribunais de grandes
príncipes? ou o que pode as tesourarias dos monarcas comprar mais um valioso preciosa
do que aprendeu e acompanhamento criterioso? ou o que pode ser tão apto para honra
como o mais sábio? Estes foram seus oráculos em todas as suas dúvidas; estes são agora
consultados nesta dificuldade. Nem deve ser o seu conselho secretamente sussurrou no
ouvido do rei, mas publicamente entregue na platéia de todos os príncipes. É uma
maneira perigosa de que esses sábios são chamados a percorrer, entre marido e mulher,
especialmente de tal poder e eminência -. Bispo Municipal .
Como ele tinha sete eunucos para executar suas ordens, então ele tinha sete
conselheiros para dirigir suas ordens. O maior poder de um homem tem, a maior
necessidade que ele tem para o conselho, que ele não pode abusar de seu poder
-. M. Henry .
Desses conselheiros pudendas persas diz-se-1. Que eles eram sábios. 2. Eles eram
hábeis em tempos, ou seja, bem versado nas histórias, e bem equipados com
experiências. 3. Que eles sabiam que as leis, que eles tinham preparado, e nas pontas
dos seus dedos, como se diz. 4. Eles também sabiam julgamento, ou seja, a equidade e
moderação, sem o qual o máximo para a direita pode ser maior errado, como, aliás,
revelou-se, no caso em mãos -. Trapp .
Que conhecia os tempos . O homem bom pode dizer, como o salmista: "Os meus
tempos estão nas tuas mãos." "The Arbiter soberano do destino tem em seu poder todos
os problemas de nossa vida; não somos crianças abandonadas e estáticas sobre o oceano
do destino, mas são dirigidos pela sabedoria infinita em direção ao nosso porto
desejado. Providência é um travesseiro macio para cabeças ansiosos, um anódino para o
cuidado, um túmulo para o desespero. "
Ver. 14. Os reis da Pérsia não sofreu-se a ser visto por todas as pessoas em todas as
ocasiões. Estes foram alguns favorecidos. Mas todos que amam o Senhor ver a "cara do
Rei" no céu. Isso vai ser uma visão feliz. As tristezas da vida, então, ser passado; morte
irá então ser destruídas; céu e todas as suas alegrias será nossa para sempre.
Que estava o primeiro no reino . Um grande privilégio que dependia de riqueza, e
sobre o favor do rei. Eles que se sentam com Cristo no seu reino não terá nenhum título
por causa da posição terrena. Será por causa da bondade e da graça e misericórdia que
nos salva -. Rev. C. Leach, FGS .
Aquele que iria montar não se importa com o atendimento ele dança em todas as
horas, sobre cuja escada ele se senta à espera, o que enormidades ele acalma, o que
deformidades ele imita, o que escritórios de base que faz prostrar-se para, então ele pode
subir. O pobre homem inveja o excelente para sua honra; talvez a grande inveja dos
pobres mais para a sua paz, para que ele vive obscuramente, então segura. Ele sabe que,
com razão, o público e muitos mais segredo incidente vexames para homenagear não
seriam, como o que o rei disse de sua coroa, inclinar-se para levá-la até, apesar de
colocar a seus pés antes dele. Quando o Senhor pôs-te tão alto quanto Haman na corte
de Assuero, ou promovido te a andar com Joseph no segundo carro do Egito; foram teu
estoque de gado superior Jó; se o teu guarda-roupa colocar para baixo de Salomão, eo
teu armário da placa Belsazar, quando os vasos do templo de Deus foram os
ornature; No entanto, todos estes são apenas os dons da mão esquerda de Sabedoria, e
os possuidores podem estar sob a maldição de Deus.
Quantos comerciantes ricos de repente perdeu tudo! quantos nobres vendeu
tudo! quantos herdeiros ricos gastaram tudo! Poucos domingos passar sobre nossas
cabeças sem coleções para naufrágios, incêndios e outros acidentes; provas
demonstrativas de que a prosperidade é impermanente, riquezas casual. E para honra,
lemos que Belisário, um par honrosa do império, foi forçado na sua velhice mendigar de
porta em porta. Frederic, um grande imperador, estava tão baixo que trouxe ele
processou a ser feito, mas o sacristão de uma igreja -. Adams .
"Um grande escritor Inglês tem retratado um personagem imaginário como tendo
um olhar doce de bondade, que tirou tudo que era bom em outras. Deve ter havido
algum tal atração divina para com os pobres e marginalizados nos olhares e toda pessoa
de nosso Senhor "-. Geikie . Este rosto do rei não só tem um olhar doce de bondade, mas
um poder transformador do bem. Para ver corretamente este rosto do rei não é apenas
ter a nossa bondade retirado, mas para ter a maldade expulso, e bondade fresco
comunicado. Pelo processo de devoção e amor olhando estamos vivenciando o processo
de ser transformados na mesma imagem Divina.

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSO 15


UM REI EM CONSULTA
A maioria dos homens não têm a oportunidade de estar presente quando um rei
detém uma consulta. Essa oportunidade é agora apresentado. Digite o salão de
banquete. Deixe o silêncio ser mantido, pois o rei está prestes a falar. Mas veremos aqui
somente o que deve ser evitado, e nada de imitar.
I. O rei ignora a loucura de sua própria conduta. Não há aqui o menor indício de
que o seu pedido não era razoável. A exigência feita que Vasti deve ser trazido para o
tribunal de foliões revelados é falado na frase solene como um mandamento, como um
processo, a realização de que era necessário para o bem-estar do Estado. Homens por
uma mudança de palavras, frases astutos, tentar mudar a natureza de seus crimes. É
difícil trazer-nos fielmente a tarefa. Nós prontamente ignorar a loucura de nossa própria
conduta, quando estamos sofrendo amargamente sob seus resultados.
II. O rei tenta transferir a culpa para os outros. Neste, o rei mostra-se o filho de
que o primeiro pai que culpou sua esposa e tentou desculpar-se. Adão culpa
Eva. Assuero está indignado com Vasti. Acabe chama perturbador de Elias
Israel. Herodes decapita João Batista. Um homem acusa seus semelhantes; um homem
encontra a falha com suas circunstâncias; um homem briga com sua organização. Mas a
última pessoa um homem culpa é ele mesmo. Quando ele chegou a fazer isso a fundo,
sua reforma é mais da metade concluída.
III. O rei tenta fugir dos sussurros de consciência. Se os homens culpados foram
totalmente satisfeitas com seus raciocínios sobre a força das circunstâncias e das suas
organizações com defeito, eles não se mostram tão desconfortável. O raciocínio, se
conclusivo, seria apologia e pacificar. O crime de Vasti foi apenas um pequeno, se o
crime era; por que, então, deveria o rei fazer uma tão grande comoção sobre tão
pequeno uma questão? Por que, porque a voz da consciência não foi completamente
sufocada, e falou de modo a enchê-lo com o problema. Dignidade do rei pode ser tocado
por recusa os infelizes da rainha; mas a sua consciência foi tocada muito mais. Os
homens são sempre mais com raiva de, e mais grave em cima, os outros quando suas
próprias consciências estão perturbados. E quando a consciência pesada se assenta no
trono do julgamento, o pobre prisioneiro não pode esperar misericórdia; para, em
seguida, os decretos severos será pronunciada. A consciência culpada é um grande
legalista. Ele diz que o que deve ser feito "de acordo com as leis"; ele procura fora de
precedentes e exemplos; é muito rigoroso em suas exigências; não temperar a justiça
com misericórdia; ele mantém toda a misericórdia para si, e justiça, que, assim, torna-se
a injustiça, para aqueles trazidos para o seu bar. Este rei não tinha o direito de julgar,
pois ele mesmo foi o autor do suposto delito.
IV. Este rei faz os outros parceiros de sua culpa. hedges Humanidade sobre um
rei, se a divindade faz isso ou não. Homens rebanho em torno de um padrão real. Isso
que é um crime em um assunto torna-se apenas uma loucura em um rei. E assim
Assuero não teve dificuldade em reunir à sua volta os sábios para consultar sobre o
crime de uma mulher pobre, e condená-la ao banimento. Ele teria exigido que o espírito
de um mártir para proferir quaisquer protestos na presença deste poderoso déspota, e um
espírito mártir não é freqüentemente encontrado nos palácios do rei. Exige tarifa mais
rude para o seu desenvolvimento do que as festas suntuosas de mesas reais; ele precisa
de roupas mais grosseira do que púrpura e linho fino. Grandes profetas do mundo não
são ricamente vestido. Movem-se no deserto. E assim é ainda mais louvável quando
aqueles vestindo roupas finas têm espíritos fortes e corajosos. Mártires da corte são
poucos, mas quando são encontrados mais nobre.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSO 15


Em vez de uma vez após o que sua raiva sugere, Assuero submete o seu caso à lei e
costume. Isto em si é grande e bela; esta é a vitória da cultura sobre crueza e
paixão. Mas, a maneira pela qual isso é feito aqui equivale a nada, afinal. Parece que
estamos a sentir de antemão que nada de bom virá-lo -. Lange .
Porque ela não tem cumprido a ordem , & c. Esta foi uma falha, sem dúvida, mas
não tão hediondo como foi feita. As falhas de sua esposa um homem deve
ou tollere ou tolerare , tampa ou cura, e ir a ponto de matar uma mosca na sua testa com
uma garrafa, como se costuma dizer. Mas Deus tem uma mão providencial em que, para
o bem da sua Igreja -. Trapp .
A sabedoria combinada de tudo, ao que parece, foi convocado para consultar com o
rei o curso deve ser tomada depois de uma ocorrência sem precedentes como
desobediência da intimação reais de Vasti. É quase impossível para nós imaginar o
espanto produzido por uma tal recusa em um país e campo de onde a vontade do
soberano era absoluto. Os nobres foram montados petrificado de horror na afronta
ousada. Alarme para as conseqüências que possam advir de cada um deles em sua
própria casa próxima apreendidos em suas mentes, e os sons de folia bacanal foram
silenciadas em consulta-o castigo profunda e ansiosa para infligir sobre a rainha
refratário -. Porto. Comentário .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 16-20


CORTESÃOS ABANDONAR UMA CAUSA FALHANDO
Não é aqui afirmou que esta é uma característica de cortesãos, que não pode ser
observado em outros homens; por isso é um costume muito geral para empurrar um
homem ou uma mulher para baixo quando sinais de queda são visíveis. Mas o estilo da
corte é para bajular os poderosos, e falar sem palavras úteis em nome dos mais
fracos. Na multidão de conselheiros há segurança, se não há interesses pessoais em
jogo; mas estes cortesãos eram conselheiros de veiculação de tempo. Eles sabiam o
perigo de se opor os comandos arbitrários de um monarca persa, e, portanto, não tente
aliviar a conduta de Vasti, mas condenou-a completamente.
I. O orador da corte. Memucã era, evidentemente, um verdadeiro orador da corte, e
ele foi apresentado como o porta-voz do resto. Ele claramente sabia que não seria
prudente oferecer qualquer oposição ao selvagem capricho do monarca. Memucã por
insinuação artística justifica o capricho extravagante desse déspota oriental. O orador
pode fazer muito para o bem ou para o mal. Que horror quando o seu grande poder é
dirigido pelo egoísmo!
II. Sua lisonja astúcia. Sua bajulação estava insinuando e cativante. Ele habilmente
faz alusão à extensão dos domínios do monarca, a natureza irresistível de seu decreto, e
para a vastidão da sua influência. Ele elogia, declarando que um mal feito ao rei é um
mal feito a todos os seus súditos. Mas ele lisonjeia mais, assumindo que a ordem do rei
era completamente legítimo, e de modo algum, a ser disputado. "O rei Assuero mandou
que a rainha Vasti para ser trazido diante dele, mas ela não veio." Assim, devem ser
comunicadas, assim diz o orador da corte; mas o que diz o observador uncourtly e
inteligente? Mesmo que ele culpa Vasti ele não vai tolerar a falha de Assuero como foi
feito por Memucã. Verdadeiramente boca lisonjeira provoca a ruína.
III. . Seu raciocínio vicioso Memucã entendido como fazer o pior parecer o melhor
a razão; como ardilosamente para se misturar a verdade com a mentira;como
artisticamente para fã ira do rei em uma chama que consome; e como, por declarações
plausíveis, para mostrar que a satisfação do desejo irracional do rei era para o bem-estar
de todos os lares do vasto império. Um processo lógico vicioso pode ser realizada
através da ignorância, mas muitas vezes isso é um indicativo do trabalho de uma
natureza cruel. O coração deve estar certo, bem como a cabeça se regras lógicas não
devem ser violados. O coração simples virá direto para uma conclusão correta, onde a
natureza torcida, mas cultivada vai vacilar.
IV. Sua política de veiculação de tempo. Memucã tinha em conta o bem-estar de
si mesmo e seus compeers mais de que a justiça deve ser feito para Vasti. Assim, todos
estão preparados para o veredicto afiada que Vasti deve ser unqueened; que ela deve ter
mais nenhuma relação com o monarca; e que outro, melhor do que ela, era de possuí-la
real estate. Mas ele cuidadosamente se abstém de adição e, portanto, ela não terá futuro
oportunidade de trazer cortesãos-serviço de tempo para o julgamento. Estes cortesãos, a
fim de salvar-se, e evitar Vasti de retaliação, se esforçou, colocando sua conduta sob a
pior luz, mostrando como prejudicial seria a influência de um na posição mais alta ao
longo de todo o reino se ela ficaram impunes, e pela defesa de medidas rigorosas, a
alienar-a de todo o poder para fazer-lhes mal no futuro.
V. Sua natureza insensível. O verdadeiro orador deve ser um homem de
sentimento. Suas simpatias deve sair para com os fracos e oprimidos. Mas Memucã não
era um verdadeiro orador. Certamente ele não era um filho da consolação. Ele tinha
poder, mas não era o poder dirigido por bondade. Seu dom da fala estava pronto para o
uso do maior lance. Seu coração era feito de pedra. Ele tinha uma posição de manter, e
que ele iria mantê-la a qualquer custo Os melhores sentimentos devem ser sufocada; a
voz da consciência deve ser silenciado; uma mulher fraca deve ser pisado fora da
existência. Ah, pobre Vasti encontrado por amarga experiência, que um braço de carne,
mas é um caniço quebrado em que se apoiar, no dia da adversidade. Vão é o socorro do
homem no tempo da tribulação. Quem se levantará por ela contra os alto-falantes da
corte e plotters do mal? É melhor confiar no Senhor do que confiar em cortesãos, nos
nobres, ou nos príncipes.

A LOUCURA DE CONFIAR NO HOMEM


"Maldito o homem que confia no homem; que faz da carne o seu braço. "Para fazer
da carne o nosso braço é confiar em sabedoria humana, poder, riquezas, & c. para
proteção contra o mal, ou para a obtenção de alguma vantagem pessoal. Esta prática se
espalha através de todos os graus da sociedade. O rei Assuero era culpado disso. Mas
vamos observar que esta prática
I. É idólatra em seus princípios. que quer que um homem confia em proteção e
felicidade é, sem dúvida, o seu deus. Que todos os avarentos,
ambiciosose licenciosos pessoas considerar isso,-todos eles "fazer da carne o seu
braço", e seus corações afastar-se do Senhor!
II. É rastejando em seu objetivo. Parece não superior a presente bom, e as coisas
completamente indigna de um espírito imortal. Deus, o bem próprio e adequado da-alma
objeto mais nobre a que pode aspirar-se negligenciado e evitado; coração do pecador se
afasta dele, para perseguir o vento, e joio, e vaidade.
III. Não é razoável em sua fundação. Ele é construído em cima de uma suposição
extravagante, a saber, que a criatura pode suprir o lugar do Criador.; de fato, ele supõe
que o homem pode fazer o que Deus não pode.
IV. É destrutivo em sua edição. "Maldito o homem que confia," & c. O homem
que confia em seus companheiros será como o arbusto solitário no deserto, sem valor,
sem seiva, infrutífera; "Ele não verá quando vem o bem bom," não deve apreciá-lo-",
mas ele morará nos lugares secos," & c. Ele prosperará em nada.Sua alma se
desconsolado, como um homem banido para algum lugar deserto, no meio de queima de
areias e desertos sem trilhas, onde tudo é melancolia, triste, e de resíduos, e onde ele
longamente expira através de fome. As cisternas ele escavadas estão quebrados.
Saiba-1. Não há nenhuma segurança no homem. . 2 Para colocar sua confiança no
Senhor -. Esboços de Sermões , 1838.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 16-20


Ver. 16. Qual é a influência nossa conduta é susceptível de ter sobre os outros? Será
que muitos sigam o nosso exemplo? Então, se nós erramos, temos que compartilhar a
culpa daqueles que nos seguem. Infracções deve vir, mas ai daquele homem por quem o
escândalo vem. Ofensa de Vasti, dizia-se, era susceptível de ser prejudicial para todos
os príncipes e as pessoas em todos os domínios de Assuero. A grande estão sob fortes
obrigações de agir corretamente. Quanto maior for a nossa posição, maior será a nossa
influência para o bem ou para o mal. Aqueles nos passeios mais humildes da vida têm
uma influência. É verdade toda em volta que "nenhum homem vive para si mesmo,
nenhum morre para si."
Um homem ousado ele era, sem dúvida, que ousava entregar sua mente tão
livremente de um tal negócio, e em tal presença. E se o rei ea rainha deve crescer
amigos novamente, onde tinha sido Memucã? Se sua causa e sua consciência tinha sido
tão boa como a sua coragem foi ótimo, tudo foi como deveria ser .... Aqui eles
condenam a rainha inédito e não condenada, que é contra toda a lei, divina e
humana. Palavra nua do rei uma lei ou regra de direito foi? e não é uma mulher, em caso
de pecado comandado por seu marido, em vez de obedecer a Deus do que o
homem? Aqui você pode ver quando a bajulação e malícia dar informações, as sombras
são feitos de substâncias e improbabilidades necessidades, tão enganoso é malícia,
bajulação tão irracional -. Trapp .
Ver. 17. Já foi dito que a nação se regula pelo exemplo do rei. É de se temer que
haja demasiada verdade no ditado. Até mesmo os cristãos conformar com este mundo
muito rapidamente, e se pensam desculpável se eles são, mas seguindo o exemplo dos
grandes. Argumentou-se que, se Vasti recusou obediência ao marido, as senhoras da
Pérsia e da Média pode seguir seu exemplo. Se a rainha e inferior senhoras recusou
submissão, talvez não todas as mulheres do reino faz o mesmo? Pode qualquer marido
em domínios do rei esperar uma maior submissão de sua esposa que o próprio rei?
Pessoas públicas estão por Plutarco em comparação com espelhos, de acordo com o
que os outros vestem-se; para imagens em uma janela de vidro, onde cada defeito é logo
visto; aos poços comuns, que se ser envenenado, muitos são destruídos. As pessoas
comuns geralmente são como o rebanho de guindastes;como as primeiras moscas todos
seguir -. Trapp .
Ver. 18. Nobres e príncipes do rei tremeu por sua própria autoridade e
dignidade. Eles estavam com medo de confiar no bom senso de suas esposas. Sem
dúvida, os seus receios eram apenas. O que se poderia esperar das mulheres realizadas
nos grilhões da ignorância e da escravidão, como as esposas do Oriente em geral eram,
mas que iria tentar tirar seus grilhões? Com as mulheres da nossa terra, é muito
diferente. Eles são muito favorecidos, eles devem, portanto, prêmio seus
privilégios. Esposas, sede obedientes aos seus maridos. Contenção e ira nas famílias é
um mal de tal magnitude, que os príncipes persas considerou necessário usar as medidas
mais vigorosas e severas para evitar isso.
Assim farão as senhoras ... dizer . Dizer o quê? Nós não vamos fazer como nossos
senhores nos ordena. Como o suficiente de tudo isso, para as suas línguas eram seus
próprios, e suas vontades nem menos. Que o livre arbítrio, sobre o qual há muito ado
feito, quando uma vez perdida, a mulher pegou-o; e, portanto, eles são tão apegada a sua
própria vontade, diz um alegremente -. Trapp .
Desprezo e indignação . Desprezo 'em parte, e ira sobre os maridos' as
esposas; esposas devem leve seus maridos, e eles novamente cairá falta em cima de suas
esposas; ea casa que eles vivam em deve ser melhor do que uma escola de esgrima, em
que os dois sexos parecem ter se reuniram para nada, mas para jogar seus prêmios, e
para tentar masteries -. Trapp .
Ver. 19. Se bem parecer ao rei . Cortesão-like, para que ele não deve parecer para
prescrever ao rei, ou de prejudicar o resto dos conselheiros reais, ele assim prefaceth
modestamente para que se seguiu a sua sentença dura e difícil. Ele sabia muito bem que
iria agradar ao rei no momento, na mente, ele estava agora em; e para evitar qualquer
alteração, ele move-se para tê-lo feito certo por uma lei irrevogável, que ele não pode
futuramente ser censurado por isso sua censura desmedida e sem misericórdia, mas não
se esqueça de salvar uma forma como forem -. Trapp .
Ver. 20. Este decreto provavelmente inspirar esposas com medo, mas não tendem a
fazer maridos maiores tiranos? As esposas irá encolher e obedecer como colegiais
quando seus donos estão presentes, mas eles vão promover os interesses e conforto de
seus maridos? Deixe suas esposas compartilhar sua felicidade, se você deseja que eles
contribuem para isso; tratá-los com carinho, se você deseja que eles simpatizam com
você em tempos de aflição. Não deixe os seus defeitos ser responsabilizado e punido até
que você pode dizer que o seu comportamento não foi tentado-los a fazer errado.
E quando o decreto do rei será publicada . Mas por que tal coisa ser publicado em
tudo, a menos que o rei seja ambicioso de sua própria desonra absoluta? Há nenhum
mais sábio do que o outro, mas que o rei deve trair seu próprio ninho, diga todo o
império que ele estava bêbado, ou pouco melhor, e que em sua bebida determinar que
contra a sua rainha justo que ele logo depois se arrependeu? Ele deveria ter feito, neste
caso, como um homem leva que, tendo uma ferida secreta, clappeth em um emplastro, e
depois cobre com a sua mão, que pode ficar mais rápido, trabalhar melhor -. Trapp .
Lei persa e lei do evangelho . . Uma lei persa foi arbitrária, principalmente de
acordo com o capricho do rei; e foi cruel. Isto pode ser visto, no caso de Vasti. . 2 lei
evangélica é justo; ela está fundada sobre a justiça ea justiça de Deus. Leis persas, sendo
ditadas pelo capricho e capricho, eram muitas vezes degradantes em seus efeitos. Mas
as leis de Deus são sempre enobrecer e exaltar. Deus está sempre pronto a perdoar. Se
confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os
pecados. Misericordioso é o evangelho. "Como muitas vezes devo perdoar" perguntou
Peter; "Até sete vezes?" "Sim, até setenta vezes sete", disse o Rei do céu.
Inveja . Envy intromete-se em todas as posições. Ela afeta príncipes e cortesãos. É
cruel, em sua natureza e design, e busca sempre trazer para baixo. É sutil em seus
movimentos, e desastrosa em seus resultados.
Mau conselho . O conselho dos ímpios é-1. Natural para um coração depravado. O
pendor da carne é inimizade contra Deus. Para seguir o conselho dos ímpios é nadar
com a correnteza. 2. Popular-o caminho da multidão. Para colocá-lo muito longe está de
ser singular. Nem sempre é fácil de sair e ser separado;ainda devemos. 3. Agradar a
carne. Sin usa uma pele de serpente, e leva picada de uma serpente. O fruto proibido é
agradável aos olhos e doce ao paladar. Mas os verdadeiros conselheiros deixará de lado
todo o respeito por interesses privados; irá manter os olhos fixos sobre o bem público; e
procurará evitar a injustiça, embora isso puser em causa os seus próprios interesses
-. Rev. C. Leach, FGS .

Homilética PRINCIPAL DO PARÁGRAFO. VERSOS 21, 22


VASTI É DESPOJADO DE RAINHA EXTERNALS
Oratória popular é muito frequentemente apenas a arte de articular as vontades e
desejos da multidão. Habilidade é exigido de uma vez para compreender, como se por
intuição, esses desejos; para colocá-los em forma atraente, e falar-lhes adiante como se
fossem novas idéias; mas o homem não é verdade para si mesmo que está determinado
que suas palavras devem agradar os reis e os príncipes que detêm em suas mãos a sua
reputação para a oratória. E Memucã tinha pego o truque de oratória popular. Suas
palavras eram a expressão do então presente sentimento do rei, ea interpretação dos
desejos e medos da escuta e cortesãos aplaudindo. E não ficamos surpresos ao ler que o
conselho ao rei e os príncipes, eo rei fez conforme a palavra de Memucã. Tudo foi
colocado em movimento. Os pós-cavalos galopavam de estágio para estágio. É a
afirmação proverbial e figurativa que eles voaram mais ligeiros do que os
guindastes. Os postmasters tomou dos correios cartas do rei, que proclamou a
degradação da rainha; que, para aqueles que olhavam abaixo da superfície, estabelecido
raiva do rei mais do que seu desejo de que cada homem fosse senhor em sua própria
casa. E em breve em todo o reino a história da queda de Vasti foi ouvido. Foi
amplamente conhecido que a coroa foi tirado, e que ela foi reduzida de seu elevado
estado. E nenhum, sem dúvida, foram encontrados corajoso o suficiente para falar em
sua defesa. Seria, então, como é muitas vezes agora, que tudo abandonou no dia escuro
de seu desastre. Aqueles que lisonjeado sua beleza quando ela era a rainha iria depreciar
quando ela foi unqueened. Aqueles que fawned no dia da prosperidade seria ou "maldito
com um elogio fraco" seu espírito ousado, ou bravatas sobre sua arrogância nojento, no
dia da adversidade. Nós não ouvimos de qualquer consolo ou voz defendendo a ser
levantado por sua ajuda quando ela tinha sofrido a ira do rei. Esperemos que ela não era
bem sem amigos e abandonado. Mas, até agora como a narrativa está em causa não
ouvimos de qualquer voz ou de qualquer seguidores fiéis. Indefesa ela caiu. Agarrando
tenazmente a bandeira do direito que ela foi morta. Um andarilho solitário, ela saiu dos
portões do palácio. Ou se ela ainda permaneceu um habitante do harém do rei, os
menores menials pode explorar a sua presença. Suas lágrimas pode ser seu dia de carne
e de noite por uma temporada; mas, apesar de nenhuma mão humana enxugou aquelas
lágrimas, mas uma consciência aprovação pode trazer consolo indizível nas horas de
aflição, e ela que semeou em lágrimas depois pode colher na alegria. A vítima, ela a um
sentido equivocado de que era certo, como alguns querem declarar. Mas oh, é nobre,
assim, a cair. Melhor e mais glorioso é, assim, a sofrer, por meio até mesmo um sentido
equivocado de dever, do que deixar moralidades e escrúpulos cuidar de si por medo de
que deve ficar no caminho do progresso, ou ajudar na espoliação da riqueza mundana e
honras.
Aqui aprende-1. Essa virtude nem sempre é bem sucedido neste mundo . É apenas
uma suposição com a finalidade de apoiar uma conclusão precipitada de que Vasti foi
reintegrado. Nossa narrativa não indica qualquer coisa do tipo, e esta é a única história
autêntica da carreira de Vasti. Agora foi dito que Deus faz a inocência da alma nunca
prosperar. Isso é verdade espiritualmente, mas nem sempre é verdade que o mundo
representa prosperidade. Romancistas, ao fazer triunfante a virtude eo vício, finalmente,
uma falha neste mundo, simplesmente estabelece que o que está em harmonia com as
nossas concepções do que deveria ser ; mas então é simples o suficiente para que todas
as coisas não são como deveriam ser neste universo desordenado. Os Vashtis não forem
repostas; os Josephs nem sempre são levados para fora da prisão e colocado em
tronos; os trabalhos não invariavelmente descobrir que a última condição terrena é
melhor do que o primeiro. Johns às vezes são decapitados na prisão, e Peters são
crucificados. Seria preciso uma grande habilidade para mostrar que Paul tinha feito "o
melhor do mundo." Ele não parecia pensar assim mesmo, e ele deve ter sido um bom
juiz. Certamente não era um "melhor", que seria escolhido por aqueles que defendem a
possibilidade de fazer o melhor de dois mundos. Apóstolos e reformadores sofreram
pobreza, perseguição e martírio. Genius tem definhando em sótãos; grandeza foi
espezinhada por pequenez; homens de negócios astuto ter moído para baixo seus
superiores; virtude foi escondido pelas covas e cavernas da terra; verdade, com o
coração triste, vagou sobre em peles de ovinos e peles de cabra. E maiores heróis do
mundo não têm sido raramente maiores sofredores do mundo. 2. Essa virtude
uncrowned é melhor do que vice-coroado . Isto pode fazer na teoria, mas não serão
aceitos na prática pela grande maioria. Em nossa ânsia de apanhar ou para preservar as
coroas perecíveis da Terra deixamos nossos princípios ir aos ventos. Ainda iníquos
mesmo aplaudir direito fazendo.E no entanto, que pode ser, uma consciência aprovação
vai sustentar, embora cortesãos-serviço de tempo e monarcas irritados oprimir e passar
suas medidas rigorosas de banimento, de confisco, e até mesmo da morte. A virtude é
mais nobre em uma cabana miserável do que vice em um esplêndido palácio. Lázaro era
mais real em seus trapos de Dives in sua púrpura e linho fino. Um verdadeiro coração
Vasti é mais rico em sua degradação muito do que o trono e adoraram Assuero. Atrás do
brilho para o exterior foi a roer para dentro de uma memória de censura. Mas por trás da
nuvem de vergonha de Vasti pode ser a luz aplaudindo de integridade consciente. E,
nesse sentido, o bom homem pode fazer o melhor de ambos os mundos. Coroas
terrestres pode ser retirado, mas a coroa de aprovação divina não pode ser removido por
qualquer força externa. 3. Que o caminho do dever é o caminho para a glória
duradoura . Se Vasti tinha possuído uma relação prudencial para sua própria segurança,
o seu nome pode não ter sido ouvido de fora do palácio. Mas agora multidões ter ouvido
o nome dela, e onde quer que este livro percorre um memorial será aumentado para
dizer de sua modéstia feminina e sua dignidade heróica. E nenhuma ação feita em um
espírito reto perecerão; para nada se perde no universo material, e muito menos pode
haver perda no universo moral. Aqueles que lutam pela causa de Virtude pode cair no
campo de batalha, mas conquistar por suas derrotas aparentes, e suas feridas, por graça
divina, através dos méritos expiatório do Salvador, será produtivo de honras
imortais. Não podemos seguir Vasti em suas jornadas e vê-la entrar no palácio
bonito. Mas isso é certo, os que amam e servem o melhor Rei, Jesus Cristo; aqueles que
vêm a ele em verdadeiro arrependimento e fé infantil, nunca vai ser lançado fora,
porque eles têm feito de errado mesmo, se a fazê-errado não foi intencional; e seus
seguidores não vai fazer mal, intencionalmente e com o pleno consentimento de suas
naturezas renovadas. O Esposo divino não pede que a noiva seja perfeito em
conhecimento, não que ela seja livre de erro de julgamento, mas que ela seja
aperfeiçoado no amor.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 21, 22


Ver. 21. Nós não admira que o rei ficou satisfeito com a proposta que satisfeito o
seu orgulho e raiva. Os príncipes, também, ficaram satisfeitos com uma lei que
lisonjeado sua vaidade e sancionou sua tirania doméstica.
E o conselho ao rei . Pena, mas deveria ter comichão ouvidos arranhando
conselheiros. Memucã foi um helve apto para tal machado, e seu conselho em forma de
alface por esses lábios. Que maravilha que tal conselheiro do agrado do rei, quando,
como tinha antes dado lugar a dois tão ruim conselheiros-vinho e raiva? Como uma jóia
rara na orelha de um príncipe é um conselheiro fiel, que vai entregar-se totalmente, e
não para agradar, mas para o lucro -. Trapp .
Ver. 22. O rei não só se divorcia de sua rainha, mas publica um decreto através de
todos os seus domínios, que cada homem fosse senhor em sua própria casa. Esta é a lei
de Deus.
A segurança ea honra de um príncipe é em virtude, não leis injustas.
Se foi a paixão ou a política do rei que foi servido por este edital, a providência de
Deus servido o seu próprio propósito por ele, o que era para abrir caminho para a rainha
Ester -. Matthew Henry .
O rei e os príncipes aprovar este julgamento pesado de Memucã do. Sem dúvida,
muitas mensagens passadas antes que o rigor dessa execução. Aquele grande coração
sabe que não deve ceder, mas antes quebrar que torcer para uma depreciação
humilde. Quando a pedra eo fogo de aço se encontram é atingida: é uma resposta branda
que apazigua a ira. Vasti é lançado fora -. Bispo Municipal .
Foi deliberado, por unanimidade, com uma relação sábia aos interesses públicos da
nação, que a punição de Vasti poderia ser nada menos do que a degradação de sua
dignidade real. A condenação foi proferida em conformidade e dado a conhecer em
todas as partes do império -. Porto. Comentário .
Nós não nos perguntam, que, ao sumo conselho-a do rei sábio dos homens chegou a
analisar a questão, eles decidiram que Vasti deve ter seu diadema tirado dela. Viram,
também, que a questão foi um dos perto de interesse para si mesmos; pois se ele foi para
o exterior, como era certo fazer, que a rainha tinha se recusou a obedecer até mesmo o
rei dos reis, que tinham eles e os outros príncipes da terra para esperar em suas próprias
famílias a partir do exemplo, se esta alta criminalidade não foram condignly
punido? Mas um é surpreendido com a simplicidade infantine desses sábios famosos em
recomendar a emissão de um decreto real em todas as línguas deste grande império
"regra de que todo homem deve ter em sua própria casa." Este é, sem dúvida, um dos a
maioria das coisas divertidas de toda a história. Não podemos deixar de imaginar a
explosão de alegria inextinguível estridente que tocado através de cada um dos ono
cento e vinte e sete províncias do império persa quando este decreto foi promulgado
sábio -. Dr. Kitto .

PRINCIPAIS homilética DO capítulo inteiro


Este livro apresenta-nos com uma vista impressionante do homem com e sem
graça; da grande instabilidade dos assuntos humanos; do poder soberano, a justiça ea
fidelidade do Ser Supremo. Vamos agora chamar a atenção para o primeiro capítulo.
I. O rei da Pérsia neste momento era Assuero. Comentaristas divergem sobre
ele. Ele era um pagão, um estranho a Deus possuindo-domínios extensos.Seu foi o
segundo dos quatro grandes impérios. Esses impérios deram em nada; mas, irmãos, há
um reino que não passa. O Rei vai permanecer no céu para sempre. Vamos ser contados
entre seus súditos.
II. Este poderoso potentado, Assuero, quis fazer uma exposição de sua
grandeza : fez uma festa-o poder da mídia e da Pérsia atual expôs suas riquezas, e
honra, e glória. Observe o seu orgulho. Cuidado com orgulho. Ore para que você pode
se lembrar do que habitualmente você é pobre, os pecadores caídos.
III. Nesta festa, apesar de um pagão, a moderação foi observada. "E o beber era
de acordo com a lei: nenhum fez obrigar." intemperança é uma abominação e uma
degradação; portanto, devemos fugir dela.
IV. Mas, embora a festa de Assuero estava livre da vergonha de obrigar os
convidados a proceder à embriaguez, mas fez consequências muito mal dele
decorrem. É, mas raramente que essas reuniões estão livres de tais
consequências. Lemos sobre festa de Belsazar; lemos de festa de Herodes. Nesses
espetáculos Deus é passível de ser esquecido. Salomão, que com diligência
extraordinária e sucesso sem precedentes, tinha examinado e tentou as fontes de tudo
satisfação terrena, diz-nos, numa linguagem que nunca deveria estar fora da lembrança,
que "é melhor ir à casa de luto do que a casa de festa. "
V. Vamos considerar o mal que foi ocasionada pela festa. -O rei ordenou a rainha
para ser trazido. Ela se recusou a vir. A ira do rei se acendeu. O resultado foi um
conselho, então o divórcio da rainha. Brigas, animosidades e corações rancorosos são
tão contrária ao que a religião do amor que um evangelho recebido gera, que devemos
nos esforçar ao máximo para a preservação das virtudes opostas. Cristo é o Príncipe da
Paz; vamos não só confiar em sua morte para a salvação, mas imitar sua mansidão e
humildade de coração.
Duas observações curtas devem fechar este discurso: -1. Ela nos cabe levar
excelentes vidas, e quanto mais alto que são colocados na comunidade a mais deveria
ser este o objeto da nossa ambição. Deixe nossas vidas ser sermões contínuas para as
pessoas com quem vivemos. 2. Ele nos cabe considerar os deveres que appertain para as
relações da vida em que somos colocados. "Irmãos, que todo homem em que foi
chamado, fique diante de Deus." - Hughes .
. I. A grande extensão do império persa Ele compreendeu todos os países a partir
do rio Indus no leste do Mediterrâneo, a oeste; e do Mar Negro e do Mar Cáspio, no
norte ao extremo sul da Arábia, então chamado Etiópia. Este domínio gigantesco foi
dividida em 127 províncias ou governos, cada um dos quais foi colocado sob um
sátrapa, ou, em linguagem moderna, um paxá, que conseguiu os seus assuntos, e
anualmente transmitidas uma certa quantia como receita ao rei. A sede do governo foi
variável, de acordo com a estação do ano, os meses de Verão a ser gasto pelo tribunal
em Ecbátana, e os meses de inverno em Susa, ou, como é chamado, neste capítulo,
Shushan, o palácio. A forma de governo no Oriente tem desde os primeiros tempos foi
despótico, um homem balançando os destinos de milhões de pessoas, e ter com ele uma
multidão de déspotas menores, cada um em sua esfera mais limitada oprimindo o povo
submetido a seu governo. 1. Despotismo tem suas crises ocasionais de generosidade e
bondade. É tão bondoso que Assuero é trazido antes, no início deste capítulo. Ele
passava os meses de inverno em Susa. A comitiva do monarca era vasto, e as fontes e
jardins estavam em uma escala de grandeza que não podemos conceber bem. Há, então,
o rei, mas pouco preocupado com o bem-estar de seus súditos, estava gastando seu
tempo, principalmente na facilidade egoísta e folia sem limites. Para ele, era de nenhum
momento como o seu povo foram oprimidos por aqueles a quem ele colocou sobre
eles; sua única preocupação era a desfrutar seus prazeres.2. Com todo o luxo e tentação
de auto-indulgência, não houve nenhuma coação empregada para tirar qualquer um
além dos limites da temperança. A lei era boa, mas o próprio rei tinha também
largamente utilizado a liberdade e, portanto, sua perda de auto-controle e todo o senso
de decoro. Quando aquecido com o vinho que ele enviou para Vasti, & c. Lições
sugeridas são: (1) extravagâncias e loucuras em que os homens são traídos pela
intemperança. (2) O que destrona a razão ea destrói intelecto deve certamente ser
evitadas. (3) Todas as consequências que afetam o homem individualmente, e outros
também, repousará sobre a cabeça do transgressor. (4) A intemperança ( um ) apaga
distinção entre o certo eo errado; ( b ) fomenta todas as más paixões do coração
natural; ( c ) destrói o bom exercício do poder da vontade; ( d ) e, muitas vezes inflige
ferimentos graves sobre os inocentes, como o caso de Vasti aqui já demonstra. (5) A
necessidade de se proteger contra esses males.
II. . Os males que surgiram a partir dos arranjos familiares peculiares desses
países Tomamos ocasião aqui para observar dois grandes males: -1. A condição do sexo
feminino que foi de degradação. A mulher casada não era realmente o que a instituição
divina destina-la a ser, o verdadeiro companheiro e amigo de seu marido. Ela foi
mantida em um estado de reclusão, a verdadeira liberdade que ela não sabia; ela era, na
verdade, apenas um escravo, tendo poder de comandar alguns outros escravos. Ela era
sem educação, e, geralmente, pouco inteligente, frívola e sem coração. Ela estava
guardada com cuidado zeloso, como se ela tivesse sido muito precioso, mas ao mesmo
tempo ela era totalmente dependente dos caprichos de seu senhor. 2. No entanto,
estranhamente, em segundo lugar, é de se notar que, como se para constituir prova de
que a lei da natureza não pode ser espezinhada com a impunidade, muito
freqüentemente aconteceu que a influência feminina foi sentida pelo marido despótico ,
de modo a torná-lo na realidade, o escravo. Não consciente disso, mas imaginando que
ocupou o lugar de autoridade absoluta, foi o próprio governados; ainda não através do
poder do afeto real, mas através da coruja imbecil que constitui tudo o que ele sabia do
verdadeiro afeto. História comum está repleta de ilustrações deste fato e, na história
sagrada, temos exemplos do mesmo tipo; David, Salomão e Acabe são
instâncias. Nunca há uma violação dos compromissos justos de Deus, mas ele é seguido
por alguma penalidade. Deste Livro de Ester, parece muito óbvio que Assuero, com
todos os seus caprichos e sua popa, imperiosa vontade própria, foi a primeira
completamente sob a influência de Vasti, como ele mais tarde veio a ser sob a de
Esther. O sistema interno inteiro sendo artificialmente construído, houve,
necessariamente, distúrbios na condução do mesmo. O déspota poderia ser um dia todos
ternura e submissão, e no dia seguinte ele poderia, para satisfazer seu humor, exato de
seus escravos que, pouco tempo depois, ele teria contado absolutamente errado em si
mesmo para comandar, e punível neles fazer.
III. A degradação de Vasti. Nós temos que olhar para as circunstâncias que são
trazidas à nossa frente na narrativa. Em uma época em que o conselho de som
dificilmente poderia ter sido o esperado, e quando ele que procurou não estava em
condições adequadas para o lucro por ela, a questão grave foi proposto pelo rei, "o que
deve ser feito para Vasti?" & C. Para adiar a consideração de tão grave sujeita a uma
temporada mais apropriado teria sido tão claramente o caminho que um sábio
conselheiro teria recomendado, que nos sentimos atônitos que não era ao mesmo tempo
sugerido. Mas a ira do rei foi tão forte que exibiram seus conselheiros compatíveis não
se aventurou a contradizê-lo. "Memucã respondeu," & c. Agora, com relação a este
parecer do chefe conselheiro, pode-se observar que ele foi baseado em um princípio que
em si é, sem dúvida, a direita, embora tenha havido uma aplicação errada feita. Posição
e da estação, enquanto eles comandam uma certa medida de respeito, envolver
responsabilidade muito profundo. Modas e máximas costumam ir para baixo de uma
classe da sociedade para outra. Aduaneiro, aprovado pelos ordens superiores como a sua
regra, gradualmente fazer o seu caminho até que finalmente eles permeiam todas as
fileiras. Até agora Memucã falou com sabedoria, quando ele apontou para o exemplo da
rainha como o que certamente teria uma influência, onde quer que ele veio a ser
conhecido, em todo o império. Mas a princípio, no presente caso, foi erroneamente
aplicado quando foi feito o solo de condenar a conduta de Vasti. O projeto era para
fazê-la aparecer culpado de um ato de insubordinação, que era necessário que o rei de
punir, se ele iria promover o bem de seus súditos, enquanto que, na realidade, ela tinha
sobre seu lado toda a autoridade da lei e costume, e era para ser feita a vítima tanto da
ira incontrolável do rei, que estava fora de si com vinho, e também de aduladores que,
para satisfazer ele, faria mal a um inocente. Veja aqui o perigo de lisonja.
Vamos extrair algumas lições práticas de nosso assunto. 1. A inadequação de todos
terrenas bom para tornar o homem verdadeiramente feliz. Examinando toda a cena
retratada nos primeiros versículos deste capítulo, podemos imaginar que o soberano,
que governou este império, em cuja homenagem os interesses de tantos milhões
dependia, e para cujo prazer o produto de tantas vários climas poderia ser recolhida
juntos, tinham certamente todos os elementos de diversão ao seu comando .... E ainda
temos de dizer que o soberano mais poderoso de sua época, com 127 províncias sujeitas
a ele, com príncipes servi-lo e escravos beijando a poeira aos pés dele, não era menos
felizes como o indivíduo mais humilde aqui, quem sabe o que se quer dizer com o
conforto do lar, onde ele está no meio daqueles que o amam. 2. Algumas observações
podem ser oferecidos sobre a questão nacional aqui resolvido pelo rei e seus
conselheiros, quanto à supremacia do homem na sua própria casa. Como podiam
pronunciar um julgamento sobre uma questão que seus costumes impediu de saber
corretamente? 3. Nós temos no texto de uma lei falado que não muda. E, meus amigos,
não existe tal lei, mas não é a lei dos medos e persas, é a lei do Eterno. A lei de Jeová
não muda. E o que ele diz? "Fazei isto e viver." "Maldito todo aquele que não
permanece em todas as coisas escritas no livro da lei, para fazê-las." Que sela todos nós
sob a ira. Mas nós virar a página, e lemos e vemos que "Cristo é o fim da lei para
justiça." E não é esta a nossa conclusão, o então "Vou fugir da maldição da lei imutável,
e abrigar-me sob o justiça de Cristo, que também é perfeita e imutável, que por meio
dele e para ele que tenha misericórdia ea vida eterna "- Dr.Davidson .

Ilustrações para CAPÍTULO 1


Potência . Pompeu se gabou, que, com um selo de seu pé, ele poderia despertar toda a Itália
para os braços; com um arranhão de sua pena, Assuero poderia chamar em seu auxílio as forças
de 127 províncias; mas Deus, por uma palavra da sua boca, um movimento de sua vontade,
pode convocar os habitantes do céu, da terra, e os mundos desconhecidos em seu auxílio, ou
trazer novas criaturas em estar a fazer a sua vontade.
Dignidade . Um médico francês, uma vez insultado Flechier, bispo de Nimes, que tinha sido
um sebo-chandler em sua juventude, com a maldade de sua origem;ao que ele respondeu: "Se
você tivesse nascido na mesma condição que eu estava, você ainda teria sido, mas um fabricante
de velas."
Grandes homens . Colombo era filho de um tecelão, e ele próprio um tecelão. Cervantes era
um soldado comum. Homer era o filho de um pequeno agricultor.Demóstenes era o filho de um
cuteleiro. Terence era um escravo. Oliver Cromwell era o filho de um cervejeiro de
Londres. Howard era um aprendiz de um merceeiro. Franklin foi uma impressora jornaleiro, e
filho de um fabricante de sabão sebo-chandler e. Dr. Thomas, bispo de Worcester, era o filho de
uma roupa-branca. Daniel Defoe foi um cavalariço, e filho de um açougueiro. Whitfield era o
filho de um estalajadeiro em Gloucester. Virgil era o filho de um porteiro. Horace era o filho de
um comerciante. Shakespeare era o filho de um woolstapler. Milton era o filho de um escrivão
dinheiro. Robert Burns era um lavrador em Ayrshire. No entanto, tudo isso subiu para
eminência.
Como fazer uma festa . "Lord Chief Justice Salão freqüentemente convidou seus vizinhos
pobres para jantar, e os fez sentar-se à mesa com ele. Se algum deles estava doente, de modo
que não poderia vir, ele iria enviar provisões para eles quente da sua mesa. "
Favor de Deus . Era a palavra de um romano sábio: "Eu tinha preferiria ter a estima do
Imperador Augusto de seus dons," porque ele era um honrado, entendendo príncipe, e seu favor
muito honrado. Quando Cyrus deu um de seus amigos de um beijo, e outro uma cunha de ouro,
aquele que tiver o ouro invejava o que tinha o beijo como uma maior expressão de seu
favor. Assim, o verdadeiro cristão prefere o privilégio de aceitação com Deus para a posse de
qualquer conforto terreno, para, à luz do seu rosto é a vida, ea sua benevolência é como a nuvem
da chuva serôdia -. Butler .
Orgulho de riqueza . Alcebíades foi de um dia que se gaba de sua riqueza e grande
propriedade, quando Sócrates colocou um mapa antes dele, e pediu-lhe para encontrar
Attica. Foi insignificante no mapa; mas ele encontrou. "Agora", disse o filósofo, "apontar sua
própria propriedade." "Ele é muito pequeno para ser distinguido em tão pouco espaço", foi a
resposta. "Veja, então!", Disse Sócrates, "quanto você é afetado cerca de um ponto
imperceptível de terra."
Seus sacos de ouro deve ser lastro em seu navio para mantê-la sempre firme, em vez de ser
topsails a seus mastros para fazer o seu navio vertiginoso. Dá-me essa pessoa distinta, que é
bastante pressionado sob o peso de todas as suas honras, que ensoberbece com a explosão do
mesmo. Foi observado por aqueles que são experientes no esporte de pesca, que os menores
peixes morder o mais rápido. Oh, como alguns grandes homens que encontramos tanto como
mordiscando o livro evangelho -. apanhador .
Abuso de riqueza . Não sou defensor de mesquinhez de habitação privada. Gostaria de bom
grado introduzir tudo magnificência, cuidado e beleza, quando eles são possíveis; mas eu não
teria essa despesa inútil em fineries despercebidos ou formalidades-cornicing de tetos, e
granulação de portas, e franjas de cortinas, e milhares de tais coisas, que se tornaram tolamente
e apaticamente habitual .... falo por experiência própria: Eu sei o que é viver em uma casa com
um piso muito e telhado, e uma lareira de mica ardósia; Eu sei que para ser, em muitos aspectos
mais saudáveis e mais felizes do que viver entre um tapete turco e um teto dourado, ao lado de
uma grade de aço e fender polido. Eu não digo que essas coisas não têm o seu lugar e
decoro; mas eu digo isso enfaticamente, que a décima parte da despesa que é sacrificada em
vaidades nacionais, se não absolutamente sem sentido e perdido em confortos domésticos e
gravames, seria, se concedido coletivamente e sabiamente empregada, construir uma igreja de
mármore para cada cidade na Inglaterra . - Ruskin .
Perigo . "A escalada menino entre os Alpes viu algumas flores à beira de um precipício, e
saltou para a frente para obtê-los. O guia gritou suas advertências; mas o menino agarrou
desatentos as flores, e caiu de mil pés sobre as rochas abaixo com eles na mão.  Foi um preço
caro para essas coisas frágeis, mas ele não é a única vítima desse tipo de loucura. "
Perigo de prosperidade . Quando Caixas jogou o ouro para o mar, ele gritou, Ego perdam
te, ne tu me Perdas , isto é, "Eu vou destruí-lo, para que você não deve destruir-me." Assim, se
o mundo não ser morto aqui, ele vai colocar-nos à morte a seguir. Então, vamos dizer, como o
Cardeal Wolsey, quando descartado por seu príncipe e abandonado à fúria de seus inimigos: ".
Se eu tivesse servido meu Deus tão fielmente como meu rei, ele não teria, assim, me
abandonaste" Pobre homem! todos os perfumes da terra são incapazes de prevalecer sobre o
fedor do inferno -. Secker .
Em um longo sol da prosperidade exterior, a poeira de nossas corrupções interiores está
apto a voar sobre e se levantasse. Aflição santificado, como chuva sazonal, estabelece o pó, e
suaviza a alma. -Salter .
Quando o fogo é colocado à madeira verde não sai abundância de material aquoso que antes
não apareceu; quando a lagoa estiver vazio, a lama, a sujeira, e sapos vir à luz. A neve cobre
muitos um monturo, assim o faz a prosperidade muitos corações podre. É fácil de percorrer em
um banho quente, e todas as aves podem cantar em um dia de sol. Tempo duro que tenta saúde
que temos; aflições tentar o que seiva que temos, o que a graça que temos. Folhas secas logo
cair em tempo ventoso, galhos podres quebrar rapidamente com pesos pesados, & c -. Brooks .
Alguns de vocês glória em sua vergonha, que bebeu para baixo seus companheiros, e levou-
a para longe, a honra de uma esponja ou uma banheira, que pode beber-se ou manter bebidas,
assim como você -. Baxter .
Louvamos vinho para a excelência dela; mas se ele pudesse falar, pois ele pode tirar
discurso, seria se queixam de que, pelo nosso abuso, tanto as excelências são perdidas; para o
excelente homem se queixa assim estragar o excelente vinho, até que o excelente vinho
estragado vos o excelente homem. Oh, que um homem deve ter prazer naquilo que ele não faz o
homem; que ele deve deixar o ladrão em sua boca para roubar a sua inteligência; que por um
pouco de garganta indulgência ele deve matar em si tanto o primeiro-Adam sua razão, e até
mesmo o Adam-sua segunda regeneração, e assim cometer dois assassinatos de uma vez
-. Adams .
Um jovem ministro sério estava na casa de um amigo rico. Ele foi pressionado a tomar
vinho, mas recusou. Ele foi novamente pressionado sobre ele. Por fim, ele cedeu às suas
importunações, e bebeu um pouco. Aos poucos, ele formou um gosto por vinho, e por fim
começou a tomar demais. Pouco a pouco, e quase antes que ele estava ciente disso, ele se tornou
um bêbado. Ele foi degradado de seu escritório do ministério, e afundou-se mais e mais. Anos
depois de ter sido pressionado a beber pelo seu rico amigo, ele voltou à sua porta; desta vez para
implorar por um pouco de comida, e foi ordenado afastado como um vagabundo bêbado.
Joseph Ralston, de Philipsburg, Penn., Reuniu-se com uma morte horrível por
congelamento. Ele tinha bebido livremente, e teve, enquanto estava bêbado, a percorrer o
Moshandoo Creek; mas, antes que ele passou dois terços do caminho, seus membros se
recusaram a realizar o seu escritório. Ele agarrou um galho de uma árvore pendendo, incapaz de
avançar mais; e logo a água congelando rápido cimentado perto dele, um túmulo de gelo que se
estendia de costa a costa. Dois dias depois ele foi encontrado não rígido como um pingente de
gelo, os joelhos embutidos em uma folha do elemento congelado sete centímetros de espessura,
com o corpo inclinado para a frente um pouco, com as mãos agarradas a galhos, os olhos astare
e desespero retratado em suas feições. - Pittsburgh Despacho .
Amor dos homens prova as Deus a ele por sua observância de seus mandamentos. Foi o
agravamento do primeiro pecado que não negaria uma coisa tão pequena como o fruto proibido,
em obediência a Deus! E assim é teu, que não vai deixar uma xícara proibido para ele. O
miserável desgraçado! Tu não sabe tu não podes ser discípulo de Cristo, se tu não renuncia a
tudo para ele, e não aborrecer mesmo a tua vida, em comparação com ele, e queres morrer em
vez de abandoná-lo? E tu gosta de colocar a tua vida por ele, que não deixarás um copo de
bebida para ele? Podes queimar em uma fogueira por ele, que não podes deixar uma cervejaria
ou empresa vão, ou excesso, para ele? O que uma sentença de condenação furtas passar em
cima de ti - Baxter .
Não no dia da tua embriaguez só fazes sofrer o dano de embriaguez, mas também depois
daquele dia. E como quando a febre está passando, as conseqüências perversas da febre
permanecer, assim também quando a embriaguez for aprovada, a perturbação de intoxicação
está girando ao redor de corpo e alma. E enquanto o corpo fica paralisado miserável, como o
casco de um navio após um naufrágio, a alma, ainda mais miserável do que ele, mesmo quando
esta termina, agita-se a tempestade e acende o desejo; e quando parece ser sóbrio, então acima
de tudo ele é louco, imaginando a si mesmo vinho e barris, copos e taças -. Crisóstomo .
"Se você está empanturrado-se com os prazeres mundanos, não é de admirar que você deve
encontrar um gosto desagradável em delícias espirituais. Pombas que já estão cheios cerejas
achado amargas "-. J. Lyth, DD .
Rei Bountiful . O Senhor, como um rei mais generoso, vai ficar com raiva se alguém vai
perguntar uma coisa pequena em suas mãos; porque ele tinha sim dar coisas de grande valor do
que de pequeno valor. Sua bondade é infinita -. Powell .
Plenitude de Cristo . Eu achei uma coisa interessante para estar à beira de um rio rolando
nobre, e pensar, que embora tenha sido fluindo para 6000 anos, a regar os campos, e saciar a
sede de uma centena de gerações, ele não mostra nenhum sinal de resíduos ou quer. E quando
eu assisti o nascer do sol como ele atirou por cima da crista da montanha, ou, em um céu
coberto com cortinas douradas, saltou de sua cama do oceano, eu tenho me perguntado a pensar
que ele derreteu as neves do modo muitos invernos, e renovou o verdor de tantas molas, e
plantou as flores de tantos verões, e amadureceu a colheita de ouro de tantos outonos, e ainda
brilha tão brilhante como sempre; os seus olhos nunca escureceram, nem sua força natural
diminuiu, nem seus inundações de leveza falhar, por séculos de profusão ilimitada. Mas o que
são estes, mas as imagens da plenitude que há em Cristo! Deixe que alimentar suas esperanças,
e torcer os vossos corações e iluminar a sua fé, e enviá-lo longe neste dia feliz e alegria!  Pois,
quando as chamas já lamberam o julgamento que fluxo corrente, ea luz do sol glorioso que se
apaga na escuridão, ou velado na fumaça de um mundo em chamas, a plenitude de Cristo fluirá
em toda a eternidade na felicidade dos remidos. Bendito Salvador! Imagem de Deus! Divino
Redentor! Na tua presença há plenitude de alegria; à tua mão direita há delícias
perpetuamente. O que tu tens ido para o céu para se preparar, podemos ser chamados a morte
para desfrutar - Dr. Guthrie .
Esposa . "E agora vamos ver se a palavra 'esposa' não tem uma lição. Significa, literalmente,
um tecelão. A esposa é a pessoa que tece. Antes de nossas fábricas de algodão e pano grandes
surgiu, um dos principais empregos em cada casa era a fabricação de roupas: cada família fez a
sua própria. A lã foi girado em fios pelas meninas, que foram, portanto, chamadas solteironas; o
fio foi tecido em pano por sua mãe, que, consequentemente, foi chamado o tecelão, ou a
mulher; e outro remanescente deste velho verdade descobrimos na palavra "herança", aplicado a
qualquer velho pedaço de mobiliário, que chegou até nós por nossos antepassados, e que,
embora possa ser uma cadeira ou na cama, mostra que um tear foi um artigo importante em cada
casa. Assim, a palavra 'esposa' significa tecelão; e, como bem observa Trench, 'na palavra em si
é embrulhado uma pitada de seriedade, indoor, dona-de-casa ocupação, como sendo montado
para ela, que tem o nome. " "
Prazeres . Os prazeres do mundo surfeit com satisfação, enquanto os prazeres celestiais
satisfazer sem glutonaria. A natureza farto do sensualista requer um estímulo cada vez maior
para despertar seus poderes usados-up, mas com cada avanço em gozo cristão há um aumento
do poder de apreciar alegrias celestes. Os prazeres do mundo são como o beijo de Judas, mas
dada a trair; os prazeres do céu fazer a alma brilhante e bonito, como quando o rosto de Moisés,
foi transformado pela visão de Deus -. JG Pilkington .
Prazeres . Pleasures, como a rosa, são doces, mas espinhoso; o doth mel não compensar o
ferrão; todos os prazeres do mundo são vaidade, e terminar em vexame; como Judas, enquanto
eles se beijam, eles traem. Eu não seria nem uma pedra, nem um epicurista; permitir de nenhum
prazer, nem dar lugar a todos; eles são bom molho, mas nada para fazer uma refeição. Posso
usá-los algumas vezes para a digestão, nunca por comida -. Henshaw .
Preço de prazer . Goethe, em seu "Fausto", introduz o seu herói para um anseio de
estudante para os prazeres do conhecimento. O diabo aparece, para seduzi-lo a partir de sua
busca; Faust é ter tudo possível prazer sensual na vida, mas é a pagar por ele, cedendo sua alma
para o diabo no último. No fim, Mefistófeles, com ciúmes de sua afirmação, aparece e carrega a
própria vítima, alma perdida do aluno.
Anger . Estou naturalmente como irritável como qualquer; mas quando eu encontrar a raiva,
ou paixão, ou qualquer outro temperamento mal, surgem na minha mente, imediatamente eu ir
para o meu Redentor, e, confessando os meus pecados, eu me entrego a ser gerenciado por ele
-. Clarke .
Anger subjugado . Dois homens bons em alguma ocasião teve uma disputa quente; e
lembrando a exortação do Apóstolo: "Não se ponha o sol sobre a vossa ira", um pouco antes do
por do sol uma delas foi para o outro, e batendo na porta, seu amigo ofendido veio e abriu-a, e
vendo que era , começou em espanto e surpresa; o outro, ao mesmo tempo, gritou: "O sol está
quase para baixo." Esta saudação inesperada amolecido o coração de seu amigo em afeto, e ele
voltou para a resposta: "Entra, irmão, entrar" Que feliz método de conciliar as coisas, de
remediar os males, e de reconciliar irmãos - Arvine .
Hipocrisia . Um pintor muito de capital em Londres exibiu uma peça representando um
frade habitada em seus paramentos. Ver a pintura, a uma distância, e você acha que o frade de
estar em uma atitude rezando: suas mãos estão entrelaçadas e na horizontal para o peito, os
olhos humildemente demissed como os do publicano no evangelho, eo bom homem aparece
Para ser bem absorvida em adoração humilde e recolhimento devoto. Mas ter um levantamento
mais perto, ea decepção desaparece; o livro que parecia estar diante dele está a ser descoberto
uma tigela de ponche, em que o desgraçado está o tempo todo na realidade, apenas espremendo
um limão. Como animado uma representação de um hipócrita - Salter .
Ídolos . Ídolo de um homem não é, necessariamente, uma estátua de ouro; ele pode ser um
filho de argila, o fruto das suas próprias entranhas, ou a mulher de seu regaço; pode ser riqueza,
fama, posição, sucesso, ou business-qualquer coisa que absorve indevidamente os afetos e
atenção. Contra todas essas Todo-Poderoso pronuncia o decreto: "Não terás outros deuses
diante de mim", e lança seus mísseis irresistíveis de destruição. Ou nós mesmos ou nossos
ídolos devem ser destruídos.
Idolatria! Você não pode encontrar mais bruto, mais cruel, sobre a terra larga, que dentro da
área de um quilômetro em torno deste púlpito. Mentes das trevas, das quais Deus é
obscurecida; almas iludidas, cujo fetiche é o dado-box ou a garrafa; espíritos apáticos,
mergulhada na abominação sensual, imóvel por uma ondulação moral, embebendo no pântano
da vitalidade dos animais; falsos deuses, mais horríveis, mais terríveis do que Moloch ou Baal,
adoravam com gritos, adoravam com maldições, com o hearthstone para o altar com sangue, e
que o marido bêbado para o sacerdote imolando, e as mulheres e crianças para as vítimas
-. Dr. Chapin .
A perda de tempo . Estamos condenados a sofrer uma pontada amarga as vezes que o vôo
irrevogável do nosso tempo é levado para casa com entusiasmo aos nossos corações. O
espetáculo da dama flutuando sobre o mar em um barco, e acordar de repente do sono para
encontrar suas cordas magníficas do colar de pérolas por algum acidente separado da sua
fixação em uma das extremidades, a corda solta pendurado para baixo na água, e depois de
pérola pérola escorregando para sempre no abismo, coloca diante de nós a tristeza do caso.  Essa
pérola especial que no exato momento está rolando fora na insondável profundidade, carrega
seus próprios censura separadas para o coração da mulher, mas é mais profunda reprovação,
como representante de tantas outras pérolas incontáveis que já foram engolidas
irremediavelmente enquanto ainda ela estava dormindo, de muitos, além disso, que deve seguir
antes de qualquer remédio pode ser aplicado para o que podemos chamar esta hemorragia
jewelly.
O juiz intrépido . Um dos favoritos de Henry V., quando o príncipe de Gales, depois de ter
sido acusado de algum delito, foi condenado, apesar de todo o interesse que ele poderia fazer
em seu favor, eo príncipe ficou tão irritado com a questão do julgamento que ele atingiu o juiz
no banco. O magistrado, cujo nome era Sir William Gascoigne, agiu com espírito tornar-se o
seu caráter. Ele imediatamente ordenou que o príncipe a ser presos, eo jovem Henry, sensível a
essa altura do insulto que ele tinha se oferecido para as leis de seu país, sofreu-se a ser
conduzido em silêncio para a prisão pelos oficiais de justiça. O rei, Henry IV., Que era um
excelente juiz da humanidade, foi mal informado desta transação, que gritou em um transporte
de alegria, "Feliz é o rei que tem um magistrado dotado de coragem para executar as leis, e
ainda mais feliz em ter um filho que vai submeter-se a tal castigo "-. Arvine .
Bajulação . A moeda mais corrente entre os homens é bajulação: o único benefício do que
é, que, ao ouvir o que não somos, podemos aprender o que devemos ser.
Whitfield, quando lisonjeado, disse: "Tome cuidado com o fogo: Eu carrego pó sobre mim."
Um padre lisonjeiro disse Constantino, o Grande, que suas virtudes mereceu o império do
mundo aqui, e para reinar com o Filho de Deus a seguir. Exclamou o imperador ", Fie, fie, por
vergonha; deixe-me ouvir não mais esses discursos inconvenientes; mas, sim, suppliantly orar a
meu Criador Todo-Poderoso, que, nesta vida e na vida por vir, eu posso ser contado digno de
ser seu servo ".
Desculpas . Aquele que faz errado nunca falta desculpa. Qualquer desculpa serve quando
não se tem uma mente para fazer uma coisa dessas. O arqueiro que dispara doente tem uma
mentira pronta. Aquele que se desculpa acusa-se. Um mau trabalhador sempre reclama de suas
ferramentas.
Mau conselho . Um jovem se dedicou a uma vida religiosa. Seus pais ímpios lhe enviou
muitas cartas para dissuadi-lo. Sendo totalmente decidiu ir em seu curso escolhido, quando
todas as letras veio endereçada a ele jogou no fogo de uma vez, sem abri-los. Quando amigos e
parentes posição entre nós e Cristo, eles devem ser desconsideradas.
Sin . O pecado é como a pequena serpente aspis , que pica homens, pelo qual eles caem em
um sono agradável, e em que o sono morrer -. Swinnock .
Inveja . Vamos encontrá-lo em Caim, o proto-assassino, que matou a seu irmão, por
instigação de inveja. Veremos no espírito escuro e sombrio, e vingativo de Saul, que, sob a
influência da inveja, traçado para o ano de abate de Davi. Vamos encontrá-lo no rei de Israel,
quando ele ansiado para a vinha de Nabote, e derramou seu sangue para ganhá-lo. Sim; Foi a
inveja que perpetraram o crime atroz que a maioria já planejada no inferno ou executado na
terra, em que o sol se recusou a olhar, e em que a natureza deu sinais de aversão pelo rasgar do
pedras, quero dizer, a crucificação de Cristo, para a evangelista nos diz que por inveja os judeus
entregues nosso Senhor -. JA James .
Os poetas imaginaram que inveja habitou em uma caverna escura; ser pálida e magra
aparência como culpa, abundando com fel, seus dentes pretos, nunca regozijando mas nas
desgraças dos outros; sempre inquieto e cuidadoso, e continuamente atormentando a si mesma
-. Wit .
Amizade . A verdadeira amizade só pode ser feita entre os verdadeiros homens. Os corações
são a alma de honra. Não pode haver amizade duradoura entre os homens maus. Os homens
maus pode fingir amar uns aos outros; mas a sua amizade é uma corda de areia, que será
quebrado em qualquer estação conveniente. Mas se um homem tem um coração sincero dentro
dele, e ser verdadeiro e nobre, então podemos confiar nele -. Spurgeon .
Ingratidão . Um soldado acariciado do exército macedónio naufragou e oriental sobre a
terra, aparentemente sem vida. A macedónio hospitaleiro descobriu ele, reviveu ele, levou-o
para sua casa, e tratou-o de uma forma principesca, e, quando saiu, deu-lhe dinheiro para a
viagem. O soldado resgatado agradeceu quentes, e prometeu recompensa real para seu
benfeitor. Em vez disso, quando ele chegou antes de Felipe, ele relatou seus próprios
infortúnios, e pediu para ser recompensado com as terras e casa de seu salvador. Seu pedido foi
atendido, e voltou, e expulsou o ex-apresentador. Este último apressou-se a colocar o verdadeiro
estado diante do rei; quando ele restaurou a terra, e fez com que o soldado a ser marcado na
testa, "O Visitante ingrato", como a recompensa de sua baixeza.
Consciência desperta . Embora em muitos homens consciência dorme no que diz respeito
ao movimento, mas ele nunca dorme no que diz respeito à observação e aviso prévio. Pode ser
difícil e queimado, ele nunca pode ser cego. Como cartas escritas com o suco de limão, o que
está escrito sobre ele, apesar de aparentemente invisível e ilegível, quando submetido ao fogo
do juízo de Deus, sairá clara e expressiva -. M'Cosh .
Consciência culpada . Dá uma forma terrível e uma voz horrível de tudo bonito e musical
sem. Vamos Byron descrever sua aflição, pelo que senti-lo mais do que ele? -
"A mente que paira o'er desgraças culpados
É como o escorpião cingida pelo fogo;
No círculo estreitando como ela brilha,
As chamas em torno de seu próximo cativo,
Até inly procurado por milhares de agonia,
E enlouquecedora em sua ira,
Um alívio triste e único que sabe-
A picada ela sustentada por seus inimigos;
Cujo veneno ainda não foi em vão,
Dá, mas uma pontada, e cura todas as dores,
E dardos em seu cérebro desesperado;
Portanto, a escuridão na alma expirar,
Ou viver como cingida escorpião com fogo.
Então, se contorce a mente remorso tem dilacerado,
Impróprios para terra, undoomed para o céu,
A escuridão acima, desespero baixo,
Em torno dela chama, dentro dele a morte. "
Perdão . Como o príncipe ou governante só tem poder de perdoar a traição em seus súditos,
por isso só Deus tem o poder de perdoar pecados. Como nenhum homem pode perdoar uma
dívida só o credor a quem a dívida é devida, por isso só Deus pode perdoar-nos as nossas
dívidas, cujos devedores que são para um valor incalculável. Mas nós sabemos que ele está
sempre pronto a perdoar. "Ele guarda a misericórdia em mil, e perdoa a iniqüidade, a
transgressão eo pecado."
Perdão . Em uma escola na Irlanda, um menino atingido outro, e quando ele estava prestes
a ser punido, o garoto ferido pediu-lhe perdão. Perguntou o mestre."Por que você deseja mantê-
lo de ser flagelado?" O menino respondeu: "Eu li no Novo Testamento que o nosso Senhor
Jesus Cristo disse que devemos perdoar os nossos inimigos; e, portanto, eu o perdôo, e implorar
que ele não pode ser punido por minha causa. "
Hoje em dia o turben verde que marca a descida de Maomé é muitas vezes usado no Oriente
por pessoas muito pobres, e até por mendigos. Em nossa própria história a glória dos
Plantagenets uma vez ilustres tão completamente diminuiu, que o representante direto de
Margaret Plantagenet, filha e herdeira de George, duque de Clarence, seguido do comércio de
um sapateiro em Newport, Shropshire, em 1637. Entre o linear descendentes de Edmund de
Woodstock, sexto filho de Edward I., e com direito a quarto as armas reais, eram um açougueiro
vila e detentor de um portão de pedágio; . e entre os descendentes de Thomas Plantagenet,
Duque de Gloucester, quinto filho de Edward III, foi incluído o sacristão tarde de uma igreja de
Londres -. Geikie .

CAPÍTULO 2
NOTAS CRÍTICAS .] 1. Depois destas coisas] Quanto tempo depois do divórcio de Vasti é
incerto. Pode ter sido apenas alguns meses, ou ele pode ter sido um ano ou mais
depois. Lembrou-se de Vasti] E junto com a lembrança veio o desejo de tê-la restaurada a
favorecer mais uma vez, e provavelmente, também, um sentimento que ela tinha foi também
severamente reprimido. 2.] Os jovens, do sexo masculino ou domésticas, sem levar em conta a
idade, que serviam diante do rei, procurou evitar o perigo que ameaçava. Eles aconselharam que
donzelas, virgens, ser levado ao rei, e que estes devem ser bonito de se olhar. 3. A casa das
mulheres] O harém sempre foi uma parte essencial de um palácio oriental. Nos palácios persas
era muito extensa, já que os monarcas persas mantida, além de suas esposas legítimas, até
trezentos ou quatrocentos concubinas. Hege, estritamente falando, parece ter sido "depositário
das virgens" apenas, já que as concubinas estavam sob os cuidados de Saasgaz
-. Rawlinson . Coisas de purificação] Limpeza e unção com óleos preciosos. 5]. Jair, Simei, e
Quis dificilmente pode significar o pai, avô e bisavô de Mordecai. Pelo contrário, se Jair eram
talvez seu pai, Simei e Quis podem ter sido os nomes dos antepassados de renome. Simei foi
provavelmente o filho de Gera, e Quis, pai de Saul; na série genealógica apenas alguns nomes
notáveis são geralmente dada. Após o solo desta explicação, Josefo faz Esther de descendência
real, ou seja, a linha de Saul, rei de Israel.; eo Targum diz respeito Simei como o Benjamim que
amaldiçoou David. É mais de acordo com o estilo de narrativa hebraica para referir-se a relação
com o chefe pessoa da frase precedente, viz., Mordecai, que também continua a ser falado em
ver. 7. Daí preferimos essa referência, sem, no entanto, atribuir a Mordecai mais de 120 anos de
idade. Para a oração relativa, que havia sido levado, não precisa ser tão estritamente entendido
como afirmar que o próprio Mordecai foi levado; mas sendo o objectivo dar apenas a sua
origem e linhagem, e não a sua história, que envolve apenas a noção de que ele pertencia aos
judeus que foram levados para a Babilônia por Nabucodonosor com Jeconias, de modo que,
embora nascido em cativeiro, foi levado para Babilônia nas pessoas dos seus antepassados
-. Keil . 7. Hadassa, isto é, Ester] Tyrwhitt refere Hadassah como o nome do tribunal, pelo
qual era conhecida entre os persas, e Esther , como seu nome de solteira judaica, pela qual ela
era conhecida por seu próprio povo. Mas, para isso, ele pode ser bastante respondeu que ela
seria mais provável de ser conhecido por seu próprio povo, bem como para os persas pelo seu
nome real; ea maioria dos intérpretes têm naturalmente entendida a partir da expressão, ele
criara a Hadassa, que é Ester , que Hadassah era seu nome de solteira cedo, e que ela tomou o
nome de Estherquando ela se tornou rainha. Além disso, Hadassah é de origem semita, e
significa murta; enquanto Esther é a palavra persa para estrela . A donzela e bela era conhecida
como murta, a rainha brilhante e fascinante foi chamado estrela . O nome Hadassah é, de fato,
substancialmente idêntica à Atosse , mencionada pelos escritores gregos como a esposa de Dario
Histaspes, e filha de Ciro, mas a identidade em nome não é suficiente para identificar a virgem
judia com quem está tão claramente representado por Heródoto tanto como filha de Ciro e viúva
de Cambises -. de Whedon Com . filha de seu tio] O nome deste tio era Abiail (ver.
15).Mordecai e Ester eram primos, mas Mordecai deve ter sido o mais velho. 9. Sete
donzelas] Provavelmente cada uma das virgens tinham o mesmo número de empregadas
domésticas para atendê-la; mas moças de Ester foram escolhidos com cuidado especial. Parece
também que tanto Esther e suas empregadas foram favorecidos com os mais seletos
apartamentos no harém. 10. Não mostrou seu povo] Esta era uma parte da política sábia por
parte de seu pai adotivo. Ele sabia muito bem que os judeus não eram muito populares, e que ela
tinha anteriormente declarado que ela pertencia à nação em cativeiro, sua causa teria sido
próximo ao impossível, 11. Mordecai ... antes do pátio da casa das mulheres] Isso nos leva a
supor que ele era um eunuco. Não é provável que se teria, de outra forma, ter tal acesso à casa
das mulheres, uma vez que parece que ele tinha. É a opinião de muitos de que ele era um
porteiro real com carga de um dos principais portões. 13.Tudo o que ela desejava] Na forma de
jóias, ornamentos, ou vestido. "Sem dúvida", diz Rawlinson, "as virgens geral aproveitou a
oportunidade, uma que iria ocorrer, mas uma vez em suas vidas, de se carregar com ornamentos
preciosos de vários tipos, colares, pulseiras, brincos, tornozeleiras, e afins." 15 . Ela exigido
nada] Ela não fez nenhum esforço para enfeitar sua pessoa com a jóia ou um vestido para
agradar a sua própria fantasia, mas deixou a questão totalmente a Hegai, que seria provável que
sabem melhor o que agradaria o rei. 16. Tebete (respondendo a uma parte da nossa dezembro e
janeiro), no sétimo ano do seu reinado] Vasti foi arrematar no terceiro ano de seu reinado (ver.
3); de modo que, quatro anos se passaram antes que outra rainha, ou pelo menos antes de Ester,
foi coroado em seu lugar. 18. Fez um alívio às províncias] geralmente entendida como uma
libertação da homenagem. Os reis persas costumavam remeter os pagamentos em atraso de
tributo devido no momento da sua adesão; e Xerxes pode ter pensado que seria prudente fazer
essa liberação logo após as guerras gregas desastrosas. A festa, lançamento e presentes eram,
sem dúvida, de acordo com realeza. 19. Quando as virgens, & c.] e, "Quando as virgens." Estas
palavras devem começar um novo parágrafo. Eles contrastam com os de versículo 8, e servir na
mente do escritor até à data o novo evento aqui narrado, ou seja, a descoberta, por Mardoqueu,
da conspiração contra a vida do rei -.. Com quem está falando . Parece que houve
uma segunda coleção de virgens em Shushan, provavelmente fez alguns anos após a
primeira. Depois de suas guerras fracassadas Xerxes totalmente abandonado se aos prazeres da
corte. Podemos, assim, compreender o seu segundo encontro de virgens. 20. Esther ainda não
tinha mostrado, & c.] Este versículo deve ser considerado como um parêntese, e foi concebido
como uma cláusula circunstancial, para mostrar que Esther era obediente a Mordecai tanto
depois que ela se tornou rainha de antes. Ele também mostra que esta segunda coleção surgiu do
não preconceito contra Esther como uma judia. 21. Bigthan] Provavelmente o mesmo
que Bigtá (cap. 1:10). Chamado denunciado Bigtã no cap. 06:02. que guardavam a
porta] Lit., guardas do limiar . Sendo porteiros, como Mardoqueu, o último foi capaz o mais
prontamente a aprender de sua conspiração. Tais conspirações entre os oficiais da corte eram
comuns no Oriente, e muitos um monarca (e, posteriormente, até mesmo o próprio Xerxes)
caíram pela mão de assassinos. 23. Enforcado em uma árvore] Essa punição foi realizado
pelos persas crucificando ou empalação. Escritos gregos ea inscrição Behistún freqüentemente
mencionam este tipo de execução. O criminoso foi morto, por vezes, primeiro, mas geralmente
empalado vivo. O livro das crônicas] Os registros oficiais, feitas e mantidas pelos escribas
reais, e constituindo um corpo de documentos de Estado ou anais. Veja nota em Ezra 4:15; 2
Sam. 8:17; e Introdução à reis, nas fontes -. Com de Whedon .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSÍCULO 1


LAMENTA-NATURAL, INÚTIL E SAUDÁVEL
Vasti foi banido, mas ela ainda era uma rainha, pois ela reinou nos salões de triste
memória do monarca. O turbante de jóias pode ser colocado sobre a cabeça do outro,
mas uma alma real não pode ser despojado de prerrogativas queenly pelo poder de um
monarca. O rei curvou-se à sua grandeza, e praticamente confessou sua realeza, embora
o orgulho real ea lei persa poderia impedir a revogação do edital. Lembrou-se de Vasti
em arrependimentos boas, mas tristes.
I. Lamenta são naturais. A visão doce de graça e beleza de Vasti agradou a
fantasia de Assuero, enquanto ele perturbou sua alma. Sua recusa de violar sua modéstia
inconscientemente convocado a sua admiração. E se ele tinha alguma nobreza em sua
natureza, sua ousadia maravilhosa deve ter ordenado a sua estima. Como é triste a
reflexão de que em um momento de mal e impensada de alegria e jactância indevida ele
tinha sido a causa de sua queda e seu banimento!Assim, haveria uma mistura de tristeza
e de luz, de alegria e de tristeza, de arrependimentos e lembranças de censuras
dolorosas, como ele se lembrou de Vasti. É natural para nós olharmos para o passado, e
desfrute de tristeza sobre nossas perdas e nossas loucuras. O homem é uma criatura
olhando tanto na frente e atrás.Um sinal de sua grandeza. Ele relembra o passado, e ele
tenta imaginar o futuro. Era, então, natural de Assuero, quando a sua ira foi apaziguada,
a lembrar Vasti, do que foi decretado contra ela. Natural para todos a lamentar suas
perdas e, especialmente, aqueles que foram o resultado de sua própria loucura.
II. Lamenta e nada mais são inúteis. Lágrimas fluirá, mas as lágrimas não pode
salvar. Eles podem excitar pena, mas não pode trabalhar fora libertação, nem desfazer o
passado. Lamenta não pode sugar a água que foi derramado sobre a terra. Neste caso
arrependimentos não pode restaurar o Vasti deposto. Se ela soubesse de recordação do
monarca que poderia pagar-lhe alguma satisfação, mas isso era todo o bem que lhe
faria. Lamenta não pode trazer à vida os mortos que o passado tem sepultado. Vamos,
então, para que se esforçar para viver, para controlar nossas paixões, que a lembrança
do passado não pode nos assombrar com repreender crimes.
III. Lamenta e algo mais pode ser saudável. Lamenta que questão em
arrependimento são saudáveis. É bom lembrar o passado, quando por ela somos levados
ao verdadeiro arrependimento. Teria sido agradável se tivéssemos sido permitido ler que
Assuero se arrependeu como se lembrou da sua loucura.Lamenta que levam ao esforço
honesto são saudáveis. Sábio é o homem que, como ele lamenta o passado, procura
colocar diante de todos os esforços para reparar os erros do passado, e ser ele mesmo
um homem melhor para o futuro. Certamente Assuero poderia ter feito algo mais para
reparar o mal feito a Vasti, apesar do rigor da lei persa. Lamenta que incitam o desejo
de perdão são saudáveis. Se não fosse conveniente para Assuero para buscar o perdão
de Vasti, mas ele deveria ter buscado o perdão de Deus. Não temos nós erros que
precisam ser corrigido? Não temos nós pecados que requerem o perdão? Nós
lamentamos nossos pecados quando nos expor a males temporais. Vamos lamentar os
nossos pecados como cometido contra Deus. Rezemos a Deus pelo amor de Cristo para
ser misericordioso para conosco. Ele está pronto para perdoar. Vamos aprender que a
auto-agradando é a estrada para a auto-aversão. Nossos maiores tristezas são muitas
vezes a colheita da semente nossas próprias mãos espalharam. O remorso é uma taça
amarga a beber, e preparar os ingredientes repelentes.A memória pode ser um grande
algoz, eo pecador faz com que o chicote com que a memória inflige seus golpes
dolorosos. E aqueles que ferem a apenas vai achar que eles se machucar muito mais. O
justo pode morrer, mas a sua memória está sempre abençoado. A fragrância do
pensamento correto, de falar em verdadeira, e de fazer o certo vem dos túmulos dos
mártires, e abençoa o mundo. Oh, o que pode vir de honras mundanas, que os homens e
mulheres ser fiel ao princípio, e assim viver que os homens amantes da verdade vai
agradavelmente lembrar seus nomes, e, em um futuro não distante, até mesmo
perseguidores vai ajudar na decoração de suas tumbas!

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSO 1


Tudo o que ele podia fazer era entrar em vãos pesares; misturado, talvez, com a
auto-censuras. É a penalidade usual de temeridade, especialmente a imprudência de
paixão inflamada temporariamente. Para derrubar as coisas do tribunal e da moda para a
vida de todos os dias, como muitos de nossos relatórios da polícia, que contou com
multas e prisões, devem ser atribuídos às mesmas causas que levaram à deposição de
Vasti, e os arrependimentos posteriores de o rei. Quando a paixão é permitido para obter
as rédeas da razão, a violência é quase certo a seguir, e depois de-reflexão para
administrar o chicote de auto-censura e remorso. O assento dos feudos internos e
assaltos Dastard sobre os mais fracos e indefesos, que são trazidos à luz em nossos
tribunais criminais, e excitar a nossa indignação e horror, é apenas a raiva, malícia, e
fala imprudente com que podemos ser nós mesmos exigível. Não é que devemos
censurar-lhes a menos que tenham sido levados para esses atos externos de danos
pessoais e brutalidade, mas que deve ser incitado a mais para proteger nossos próprios
corações. Para saber se a injustiça eo mal cruel ser feito pelos reis cercados por seus
conselheiros, e defendida por sua posição de sanções civis, ou pelos sujeitos mais
médios que estão alojados em nossas prisões, o Juiz de todos os negócios de terra
equitativa, e em sua última loteamentos vai mostrar que ele não faz acepção de
pessoas. Ele traz os nossos sentimentos e motivações e paixões secretas para o mesmo
tribunal, como ações, e pronuncia a sentença em conformidade. Com o temor de Deus
sobre nós, vamos ter ciúmes de paixão desenfreada, e acabar com a ira, e seremos salvos
de muitas dessas lembranças e arrependimentos que roubam a vida de muita
felicidade. "Guarda o teu coração com toda a diligência, pois dele procedem as fontes
da vida."
O memória! tu és um vingador amargo. Vasti pode chorar, mas Artaxerxes teve de
se arrepender. No calor da paixão, o pequeno delito, o que não tinha sido de sua própria
criação, tinha granel tão amplamente em seus olhos quando a calar suas muitas
excelências, gentilezas e devoção; mas quando a paixão acalmou, estes vieram de forma
proeminente em vista, e fez que uma ofensa parece como um mote muito sobre um
terreno que foi geralmente boa e louvável. Mas ele agora podia fazer nada para remediar
o mal que tinha sido feito. Neste ponto de vista, há algo terrível nas duas palavras que
Abraão é representado como tratar com o homem rico da parábola histórica do Novo
Testamento, "Filho, lembre-se!" Lembre-se do passado! Pense sobre o ex-bondade não
correspondido, não reconhecida, e abusado de Deus! Pense em como tu desprezam os
pobres, ulcerada, mendigo cão lambia a tua porta! Ah! essas lembranças amargas da
Terra será ingredientes no futuro cálice do sofrimento penal dos perdidos! Que Deus,
em sua misericórdia nos livrar de todos eles, e dar-nos em seu lugar a grata memória de
um Salvador aceito, e "uma vida de fé no Filho de Deus, que nos amou, e se entregou
por nós!" - McEwen .
I. Pecado e punição são companheiros inseparáveis. Eles vão junto com cadeias
de inflexível. Como gêmeos individuais, nascem juntos, viver juntos, são atendidos a
um pelo outro, assim como o corpo pela sombra.
II. Quando o pecado está na sela, em seguida, a punição é na garupa. Isidore, o
monge, foi um dos que alardeava que tinha sentido em si mesmo nenhum motivo para o
pecado por quarenta anos juntos. Os hebreus têm apenas uma ea mesma palavra para
ambos; e natureza cega solicitado esses marinheiros à procura do profeta detestável
Jonas, que mal fizeste (Jonas 1:7), que a mão do teu Deus, seguir-te tão perto? e esses
bárbaros censurar São Paulo por algum crime, a quem, apesar de ter escapado do mar, a
Justiça não sofreu para viver (Atos 28:4) -. Trapp .
1. Ele pensou sobre os dias felizes que passara em sua sociedade.
2. Lembrou-se as provas de carinho que ela tinha anteriormente dado.
3. Lembrou-se de sua punição. Como é triste e pesado! Agora que sua ira é
aplacada, e seu julgamento novamente equilibrada, ele pode ver a sua fraqueza.O errado
que ele acha que tem experimentado dela agora vê-se de um tipo muito duvidoso. "Ele
deve mesmo confessar a si mesmo que, apesar de ele ter consultado seus conselheiros,
ele ainda tinha agido de forma apaixonada, e dado também uma rédea livre a sua ira."
Isso deve tê-lo ensinado a controlar suas paixões.
4. Lembrou-se de Vasti, mas ela agora estava perdido para ele. Perdeu para sempre
como sua rainha. Perdeu por seu próprio ato. O resultado de sua própria paixão e ira. E
agora a loucura de seu próprio ato, como uma serpente, pica-lo. Assuero, no meio de
toda a sua riqueza e esplendor, agora se sente um desejo opressivo. Ele sofreu uma
perda que não poderia ser compensada por qualquer outro poder, embora precioso. Ele
pode ter mais mulheres, e muitos deles, mas eles não são Vasti. David pode ter outro
filho, mas não um Absalão justo.
Ao falar da tristeza do rei, deve ser distinguido de arrependimento, ou a tristeza
segundo Deus. Pelo que sabemos do caráter de Assuero, podemos concluir com
segurança que o remorso que ele achava que seria de um personagem egoísta. Ele foi,
sem dúvida, perturbou-se, mas foi-
1. Causa da injustiça que ele tinha feito para uma mulher ainda impotente
virtuoso? ou 2. Porque ele sentiu que havia pecado contra a lei de direito? ou 3. Porque
ele tinha perdido sua bela rainha? Sem dúvida, este último principalmente, se não
inteiramente. Era, portanto, apenas a tristeza egoísta. O tipo de arrependimento ou
tristeza que um ladrão tem quando se encontra na prisão, privados de liberdade. Ele se
entristece, não porque ele é um ladrão, e os erros seus companheiros, mas porque ele
perdeu a chance de roubar. Teria Assuero não perdeu Vasti, ele provavelmente nunca
sentiu uma pontada. Este sentimento é o mais diferente possível do arrependimento. O
verdadeiro arrependimento começa na humilhação do coração e termina na reforma da
vida; consiste no coração que está sendo quebrado para o pecado, e por pecado. Se
alguma vez desfrutar a paz que vem de Deus, nosso arrependimento deve ser aquilo que
não é para se arrepender.
A natureza de verdadeiro arrependimento é bem estabelecido na seguinte esboço,
por um escritor velho sábio: -
Parece haver uma hysterosis nas palavras: "Arrependei-te da tua remissness,
preguiça, indiferença, e aprender por que tu toleras a ser zeloso de boas obras",
"fervorosos no espírito, servindo ao Senhor" Seja zeloso e arrepende-te.; isto é, ser a
sério e profundo no teu arrependimento, e cada parte dele, contrição, ou humilhação, e
de conversão, ou reforma.
1. Saibam que Deus nunca vai deixar-te perseguir até a cabeça do traidor ser jogado
por cima do muro, até que te humilhar-te e anda com Deus. Como uma nuvem segue a
outra, até que o sol os consome, então um julgamento após o outro, até que a tristeza
segundo Deus dissipa-los. Deixe a glória a ele, levando a vergonha ea culpa de nós
mesmos, submetendo-se a qualquer coisa que ele verá bom para infligir. Diga: Eis-me
aqui, faça-me como lhe parecer melhor. Se Deus vai ter a minha vida, aqui está; se os
meus bens, aqui estão eles; se meus filhos ou qualquer outro querido penhor de seu
antigo favor, eu renuncio-los livremente em suas mãos. Purificai as mãos, pecadores; só
não suas mãos, com Pilatos, mas também o vosso coração, com David (Sl 51). Fazer
uso de todos os meios, melhorar todas as ocasiões, ligue todos os fluxos em um presente
do canal, para a condução desse moinho pode moer o coração.
2. Nossa tristeza deve ser até uma transmutação ou mudança interior. Nosso
arrependimento deve ser associado com a conversão, senão tudo está perdido;para este
último é a consumação do primeiro, eo selo de sua sinceridade. Aqui, então, você deve
definir a trabalhar novamente, e ser zeloso na mesma. Deixe suas cruzes ensiná-lo a
jogar fora todas as vossas transgressões, desviarem-se todas as vossas iniqüidades,
arrependa-se de todas as suas obras mortas e adiar todos os frutos da carne. Peças
nenhum pecado, mas menos de todo o teu amado pecado teu diabo familiarizado; lançar
teu ódio principalmente sobre isso, lutar nem contra pequeno nem grande, em
comparação daquele; dizer sobre isso, como Haman de Mardoqueu, que me aproveita
qualquer coisa, desde que que vive?Mas que, uma vez morto, o resto vai seguir em
breve, como todos os servos assistir ao funeral do mestre -. Trapp .
Quando a ira de Assuero foi arrefecido, ele não, acho que você, invejo pessoas de
uma posição menos poderosa do que a si mesmo?
Remorso agora puniu o rei quase tão severamente como seu decreto imperioso e
injusto punira a rainha infeliz.
O homem não é tão sábio que seus decretos são perfeitos, e os seus decretos incapaz
de melhoria.
Ele deve ter sentido tristeza e vergonha, que, em seu vinho e raiva, ele tinha tão
severamente punidos, e de uma maneira tão irrevogável rejeitado, tão justo e desejável
uma mulher.
Tempo assuageth o calor da raiva, mas o tempo nem sempre preencher as lacunas
que ira humano faz.
O homem tem desejos que nenhuma riqueza pode atender. Há uma falta que os
melhores arranjos sociais não podem fornecer.
Há um desejo no coração do homem que nenhum poder terreno pode satisfazer.
Homem culpado precisa ser colocado em uma relação correta para com Deus.
"Assuero era tão pobre como o escravo mais humilde em seus domínios, a este
respeito, e muito mais pobres do que os mais pobres entre os filhos de Judá, dispersos
através de seu império como exilados, mas sabendo que o Senhor." Quando a alma pode
descansar em Deus, como o Deus da redenção, quando se pode reivindicar a Jesus
Cristo como sua porção, então todas as desigualdades exteriores de posição e fortuna se
tornar subordinado; o possuidor cristã de uma grande herança sente que seu bom chefe
está em Cristo, o pobre crente sente que tem uma ação da mesma plenitude
inesgotável. Não há nada que um homem é mais do que pronto para manter sua ira. Mas
Assuero do contra Vasti foi depois de um tempo aliviado. Lembrou-se de Vasti não sem
algum remorso, mas sem todo o verdadeiro arrependimento. Ele abandonou sua raiva
não erupção como um pecado, mas se arrependeu por um tempo, e colocou-o no sono, a
ser arrecadou-se novamente em tão leve uma ocasião. Em pessoas sem graça vícios
podem ser farpado ou entorpecido, não dominado e mortificado. Um comerciante pode
participar com os seus bens, e ainda não os odeio. Um homem pode participar com os
seus pecados para o auto-respeito, e ainda assim manter o seu afeto por eles; ele pode se
lembrar de sua Vasti, seus pecados íntimos, a partir do qual ele seemeth divorciada, e,
por uma lembrança tão pecaminoso deles, comprometer-los -. Trapp .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 2-4


O SERVILISMO DOS SERVOS DO REI
É de se esperar que os servidores devem obedecer, e devem procurar estudar os
desejos e as vontades daqueles a quem servem. Mas até mesmo os funcionários devem
exercer um poder discricionário, e não sacrifício princípio no santuário de política. Não
parece que esses servos puseram-se a considerar as afirmações de princípio. Política era
a regra. Pela política foram eles governados, e pela política eram finalmente desfeita.
I. Esses servos estudou fraqueza do rei. Mas isso não requer muito estudo. Era
patente para o observador mais maçante. Aqueles que estão constantemente sobre um
homem pode entender o homem melhor do que ele entende a si mesmo. Estes servidores
entendido evidentemente fraqueza do monarca. Em última análise, é que é seguro para o
homem a ser cercado por aqueles que podem ser, e será, fiel. Podemos não gostar
homens fiéis, mas no último vamos encontrá-los para servir o nosso maior bem-estar.
II. Estes servidores pandered à fraqueza do rei. Base de favorecer às fraquezas
pecaminosas de homens e mulheres tem sido a ruína de todas as idades.É no trabalho
nesta era iluminada. Enquanto consideramos justamente a corrupção de um corte persa
vamos procurar ter os olhos abertos para as corrupções da sociedade Inglês; e fielmente
se esforçar para conter a torrente de iniqüidade. Ainda estamos a perseguir o sistema de
servir os piores paixões dos nossos companheiros? Será que não existem os fiéis a
serem encontrados na sociedade moderna?
III. Estes servidores inescrupulosamente previstas fraqueza do rei. A natureza
bárbara de sua proposição não poderia ser tão evidente para eles como é para nós que
vivemos nestes dias mais abençoados. Mas, certamente, até mesmo para eles um
pensamento passageiro pode vir como a natureza cruel de sua proposição. Será que eles
nunca e por um momento pensar na crueldade do processo pelo qual as flores mais belas
eram para ser arrancado com a mão implacável dos escolhidos home-jardins da
terra? Será que eles não consideram as desgraças e lágrimas de mães e pais que choram
a perda das virgens jovens justas tomadas para ser preso no harém do rei? Mas o auto-
interesse cega os nossos olhos para os interesses dos outros, e às reivindicações da
verdade e do dever. Seria por isso, então, como é agora muito grande escala. Os homens
ainda estão sem escrúpulos. Nós nos curvamos nos santuários da moda, dos costumes e
da riqueza. Oh, nestes dias Mammon é o grande monarca, em cuja behests moças
virgens e formosas são deflorada e jovens fortes são abatidos.Mammon é exaltado. A
humanidade está pisada sob os pés. Mammon é o Assuero moderna, em cujos comandos
casas devem ser dizimada e verdadeira nobreza jogado aos ventos.
IV. Estes servidores foram para o presente de sucesso. Sua proposta agradou ao
rei, e as medidas foram realizadas para a sua realização. No entanto, o sucesso não foi
de acordo com o seu desejo. É verdade, Vasti foi banido e as medidas foram realizadas
para evitar que ela recordação; No entanto, essas medidas tendem a promoção de
Esther, que era o instrumento de Deus para a salvação de seu povo, ea destruição dos
inimigos do Senhor. Os benefícios, então, de uma política de servir o tempo não são de
natureza mais duradoura. Se quisermos colher bons permanente devemos semear
Divino. Se quisermos construir estruturas permanentes de glória, devemos usar
materiais Divinas.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 2-4


Diz-se que os servos do rei sugeriu isso a ele. Mas os servos dos reis sei muito bem
o que sugerir. Sem dúvida, no entanto, a política de ter outro queen-real teve a
aprovação dos sábios, senão ele não poderia ter sido realizado com sucesso.
E então começou a preparação, a narrativa de que não precisa de ilustração dos
nossos. É perfeitamente claro: e não é edificante. E ainda é . -Sob ler Justamente devido
emoções e reflexões, que é edificante (e especialmente para a parte feminina do
mundo), no mais alto grau. Isso deve ser edificante, que mostra muito motivo de
gratidão. Agora é só olhar para essa imagem da vida fêmea persa da mais alta
espécie. Persia-amante de civilização na época: a sede de riqueza e esplendor: a terra
dos bravos e sábios. E é assim que ele trata suas mulheres mais nobres! Poderia
degradação feminina ser mais completo? Tudo o mais completo que nenhum
perguntava: nenhum protestou: nenhum resistiu a menos que possamos levar a rebelião
de Vasti como uma espécie de insurreição moral contra todo o tratamento e estado de
mulher. Se fosse assim, ele se passou. Por aqui eles vêm de longe e de perto, o jovem, o
justo, o nobremente nascido-, bem como os de condição mais humilde em sua miserável
escuridão, pensando que uma honra (sem um pensamento de errado nisso), que seria
agora estimado, em qualquer país cristão, a desgraça mais profunda. Para usar as
palavras de um bispo Inglês sobre este capítulo, "É", ele diz, "de valor inestimável,
como mostrar a necessidade segundo a qual a raça humana em seguida, estabelecer, de
que a libertação que foi forjado pela encarnação do Filho de Deus, a semente da mulher,
que levantou a feminilidade a uma dignidade sublime e santo, e por essa adoção
espiritual de uma Igreja universal, pelo qual ele havia santificado casamento, e fez um
grande mistério. E pode lembrar ao mundo dos inestimáveis benefícios que ela deve ao
cristianismo. "Além disso, deve-se dizer, que a narrativa deste capítulo, apesar de passar
mais de ânimo leve, é bastante puramente escrito. Agora o assunto deve ser enfrentado,
claramente. Os céticos e inimigos da fé tem o hábito de alegar ou insinuar que não há
algumas passagens na Sagrada Escritura não se encaixam para ser lido nas famílias e
nas congregações de mal em armários. Um número considerável de passagens
certamente não são adequados para a leitura pública ou exposição. Portanto, eles não
são lidos; e eles não estão expostos, com exceção de alguns fins especiais. Mas
passagens impuros, passagens corruptoras indelicadas? Nem um. O sopro de Deus
passou por este capítulo, e é claro e limpo, para que ninguém de mente simples vai ficar
mal por lê-lo. Será que qualquer um dizer o mesmo em relação a alguns dos nossos
romances e contos de moda?-Muitos deles, baixinho seja ele falado, e tristemente, e
com vergonha, escritos por mulheres!-Por mulheres que se autodenominam cristãos,
que, de qualquer forma, receberam o benefício da civilização cristã, até agora, que,
portanto, ter sido elevado-away para além da vida feminina pagã. E esta é a maneira
como eles se comportam, e mostrar sua gratidão. Eles gastam a sua energia e seu gênio,
tal como ela é, em corromper seus semelhantes, enchendo as mentes dos jovens com as
sugestões do mal, que tanto sofrimento deles, ou poluir e depravar-los: trabalhando-se
situações repugnantes e cenas horríveis; fazendo a luz dos laços mais sagrados da vida
humana, e desculpando-se por alguns dos seus mais profundos males e crimes.
Não estou falando de forma aleatória, embora eu não professam estar falando de
qualquer amplo conhecimento pessoal; mas na autoridade confiável, por consenso de
julgamento da descrição mais imparcial, acredito que esse assunto precisa da atenção de
pessoas boas muito mais urgência do que algumas outras coisas que prendem a
atenção. De qualquer forma, sinto-me a certeza de que eu sou, mas cumprindo o meu
dever de testemunhar e aviso assim. Uma coisa que todos nós podemos fazer, nós
podemos recusar-se a ler. Felizmente há bastante boa literatura de todos os tipos, não
pesado, maçante, solene, mas fresco, cômico brilhante, bem-humorado, patético,
trágico-todos os tipos de realmente bom, por escritores ambos vivos e mortos. De modo
que não há desculpa para ir para baixo no lamaçal. "Mantenha-te a ti mesmo puro."
- Raleigh .
Os versos 3, 4.-Este foi um curso de extravagante. 1. Todas as províncias do reino
deve ser procurado moças virgens e formosas . 2. Oficiais foram nomeados para
escolhê-los . 3. Uma casa foi preparado para eles , e uma pessoa indicada para tomar
conta deles, para ver que eles estavam bem providos.4. Nada menos do que 12 meses foi
permitido-los para sua purificação, alguns deles, pelo menos, que foram levados para
fora do país, para que pudessem ser muito limpa e purificada. Mesmo aqueles que eram
obras-primas da natureza ainda deve ter tudo isso ajuda de arte para recomendá-los a
uma mente vaidosa e carnal. . 5 Depois que o rei já havia levado a sua cama, elas foram
feitas reclusos para sempre, a não ser o rei satisfeito a qualquer momento para enviar
para eles; eles eram vistos como esposas secundárias, foram mantidas pelo rei em
conformidade, e pode não se casar -. Matthew Henry .
A verdadeira representação do que deve ser feito sem o Evangelho.
Sem o homem revelação divina afunda muito baixo.
Saiba o quanto estamos em dívida com a Bíblia para presente , bem como para a
felicidade futura.
Nós apreciamos a vantagem inestimável de conhecer a vontade do Senhor. Somos
indignos de que se seguirmos os sussurros e sugestões de nossos próprios corações, a
fim de agradar a nós mesmos.
A primeira questão com a gente deve ser: Como estamos a caminhar de forma a
agradar a Deus?
Nada é um sinal mais seguro de nossa depravação do que preferir a agradável da
nossa carne ao agradável daquele que nos fez, dele por quem devemos ser julgados no
último dia.
Se fizermos com que o nosso grande negócio para satisfazer os desejos da carne e
do espírito, andamos de acordo com o curso deste mundo, segundo o príncipe das
potestades do ar -. Dr. Lawson .
Não é possível que grandes príncipes deve querer acalmar-se em todas as suas
inclinações-em todas as suas ações. Nada poderia soar mais agradável aos ouvidos
carnal, de que todas as moças virgens e formosas, ao longo de todos os seus domínios,
devem ser reunidas em seu palácio em Susã para a sua análise e escolha. O decreto está
publicado em breve; a acusação tem o compromisso de Hegai, camareiro do rei, tanto de
sua purificação e ornamentos -. Bispo Municipal .
Os casamentos de príncipes são feitos geralmente por política e interesse, para a
ampliação de seus domínios e no fortalecimento de suas alianças; mas isso deve ser
feito, em parte, pela afabilidade da pessoa a fantasia do rei, se ela ser rico ou pobre,
nobre ou ignóbil.
Que barulho foi feito aqui para humor do rei; como se seu poder e riqueza foram-lhe
dado por nenhum outro fim, mas que ele poderia ter todas as delícias dos sentidos de
feridas até a altura de pleasureableness e primorosamente refinado, embora com o
melhor, mas eles são a escória e borra em comparação com Divino e espiritual prazer.
Os homens mais altos são avançados em posição de autoridade, menor afundam em
escravidão aos seus apetites sensuais. Quão baixo é a humanidade afundou quando,
como estas são as principais atividades e maior felicidade dos homens! quando toda a
consideração de decência, a eqüidade ea consciência, até mesmo a saúde, a vida ea
própria alma imortal, são sacrificados; decepção e desgosto deve acontecer; e ele mais
sabiamente consulta seu prazer, até mesmo na vida presente, que obedece mais
exatamente o preceito da lei divina -. Scott .
Verso 2 Eles sabiam que ele era um sensualista e efeminado.; por conseguinte,
acordam para alimentar seu humor, para afogá-lo novamente em prazer, de modo a
afastar sua melancolia. Tais consoladores miseráveis são médicos carnais; tão miserável
é a nossa natureza, de suportar nenhum outro físico; tão justamente Acaso Deus caber
ao médico do paciente, o helve para o machado; o mesmo acontece com a ajuda uns dos
outros maus para a frente a sua destruição merecida. Conselheiros Assuero tornou-se
corretores para sua luxúria, nem é esta nada de anormal com tal -. Trapp .
A passagem inteira nos dá mostras de caráter humano, a contemplação do que é
altamente útil; mas a principal coisa que se destina a apresentar para nós é o
maravilhoso poder de Deus para a realização de seus fins, especialmente em relação à
sua Igreja e seu povo. O divórcio de Vasti foi destinado a preparar o caminho para a
exaltação de Ester, e ela foi criada para o reino que, por sua influência com o rei, ela
pode impedir que uma conspiração para o extermínio da raça judaica. E como foi
maravilhosamente isso trouxe. Nenhum dos agentes sonhou com uma coisa dessas. Ele
foi provocada por meio de pagãos -. Dr. M'Crie.
Neste segundo capítulo, estão autorizados a ver as consequências que resultaram do
banquete descrito no primeiro capítulo. Na presente palestra que deve indicar e aplicar
um ou dois princípios gerais. "Depois destas coisas", etc (vers. 1-4).
I. Temos aqui a notar a tristeza do rei para a sua erupção e ato injustificável. É
muito evidente a partir da narrativa, que, quando voltou a si, e teve tempo para refletir
sobre tudo o que tinha acontecido, ele era sensível que ele havia cometido lesão; e que
ele tinha não só injustiçado Vasti, mas também fez de si mesmo um sofredor. (1) Ele
não podia inventar um remédio . Há desejos que até mesmo os déspotas mais poderosos
não podem obter gratificado e limites à sua vontade, que, mesmo que eles não podem
passar. Parecia ser por um simples exercício da autoridade suprema que Assuero
triunfou sobre os indefesos, e teve seu desejo realizado em vigor. Mas, quando ele teria
refez seus passos, ele não podia. (2) A lei dos medos e persas devem permanecer . No
entanto, o decreto que fiz de errado para a rainha inocente, ao mesmo tempo, recuou
sobre a cabeça do próprio rei.
II. Mas, novamente, temos de perceber o expediente que seus conselheiros
sugerido para libertá-lo de sua dificuldade. Provavelmente ele seria mal-humorado e
cruel para com eles, quando ele viu o que os seus conselhos questão havia lhe
trazido. Despotismo, como crianças mimadas, devem ser acalmados e lisonjeado. Ele
havia degradado a sua rainha; mas outro pode ser encontrado para ocupar o lugar de
onde ela havia sido removido. O humor do rei caiu com a sugestão. Ele consentiu; que
levou à promoção de Ester, uma judia, à alta dignidade de ser rainha da Pérsia. Essas
coisas são dignos de nossa atenção na maneira de aplicação prática. Eles sugerem várias
lições. 1. Em primeiro lugar, podemos tirar deles a lição, que quando os homens se
deixam levar pelo impulso de quaisquer paixões violentas, eles podem cometer atos que
não podem depois ser corrigidas, e que eles mesmos podem ter, especialmente para
lamentar . Achamos que é simples a partir das palavras ", o rei lembrou-se de Vasti, do
que ela tinha feito, e que havia sido decretado contra ela," que quando ele era capaz de
refletir com calma sobre o decreto que havia sido emitido para a degradação de Vasti,
ele estava consciente de que ela tinha sido fiel ao seu lugar e caráter, enquanto ele
mesmo tinha esquecido o que era devido a ambos. Todo o passado que ele ficaria feliz
em ter cancelado, mas foi além de seu poder. Sua vontade pode funcionar mal, mas não
podia desfazer o mal que tinha sido feito. 2. Ele forma nenhuma desculpa para o pecado
cometido, que o transgressor reduziu-se a uma condição em que ele deixou de manter a
sua plena consciência da distinção entre o certo eo errado. É com o seu próprio
consentimento que ele passa a linha de fronteira entre a razão ea loucura; e apesar de,
em um aspecto do caso, ele pode não ser precisamente responsável por todos os seus
atos, quando o poder de auto-governo se foi, ainda, obviamente, ele deve ser chamado a
prestar contas para reduzir-se a esse estado. Vamos tomar uma ilustração da história de
Saul. Decorado com os dons do Espírito, aconselhado por Samuel, ele poderia ter sido
um modelo para os soberanos que estavam para vir depois dele. Ele não conseguiu
melhorar os seus privilégios, o Espírito do Senhor se retirou, eo espírito maligno se
apoderou dos profetas ele, matou, etc Ele foi responsabilizado, embora o espírito
maligno levou-o, porque ele tinha colocado o seu coração aberto para a recepção do
espírito do mal. Só assim em todos os casos. Quando um homem tem cometido um ato
criminoso, tendo voluntariamente privou-se do poder que o teria impedido de, ele não
tem o direito de reivindicar imunidade contra as conseqüências de sua miserável
vontade própria, ou a queixar-se de que ele é injustamente tratado quando ele é visitado
com punição. 3. Mas há outra aplicação geral, que pode ser legitimamente feita de esta
parte do nosso assunto, viz., Que o arrependimento pode vir tarde demais. Há muitos
um grito de misericórdia disparado quando o tempo para o exercício da misericórdia já
passou. Pela lei dos medos e persas, o rei viu-se em uma condição de que ele ficaria
feliz em ter sido livrou, mas não podia conceber os meios. Pela lei inalterável do céu ele
é ordenado que, exceto nos arrependermos, devemos perecer. E pela mesma lei, é
necessário que o arrependimento ser imediata. "Portanto, meus irmãos, tome cuidado
para que não haja em qualquer de vós um perverso coração de incredulidade, para se
apartar do Deus vivo". Mas note-
III. O caso todo produza tal evidência do poder de uma providência soberana,
que eu gostaria de aproveitar esta oportunidade de se referir ao assunto. A lição
que o texto ensina é, em uma frase, esta- que, em meio a todos os trabalhos da paixão
humana e loucura, há um poder exercido que traz ordem da confusão, e bem do mal . 1.
Apresentamos o caso brevemente como o texto traz diante de nós. Folia tinha produzido
desordem. Ele levou a maioria das medidas injustas para com a rainha. Os conselheiros
dessas medidas, encontrando-se necessário para acalmar os sentimentos de seu soberano
despótico, recomendou a ele um certo modo de procedimento. O resultado disso foi o
avanço de Esther. Em tudo isso, temos uma providência especial, anulando os pecados
dos homens para a promoção dos interesses do povo de Deus. 2. Vemos uma amostra da
vontade absoluta e irrestrita do homem estendeu para realizar fins que não tinham
nenhuma conexão aparente com qualquer que seja a vontade de Deus, ou com o que
seria do seu agrado. Quando a cortina que esconde os movimentos da Providência é
retirado, podemos manifestamente rastrear a conexão entre as loucuras e paixões dos
homens e da produção de resultados importantes, que eles não poderiam ter
sonhado. Podemos perceber a mão do Senhor trabalhando onde não teria olhado para
ele, e entender como a própria ira dos homens é feito para elogiá-lo. Mas observe, o
pecado do monarca não era nem um pouco diminuído porque foi rejeitado para o
bem; mas também não é o bem a ser considerada como o mal porque era o fruto
undesigned das paixões profanas do homem -. Dr. Davidson .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 5-7


UM CARÁTER VERDADEIRAMENTE REAL
A parte principal desta história é profética. Enquanto grava o passado que retrata o
futuro. Ele mostra como dois da nação judaica aumentou, através da providência de
Deus, para ocupar os cargos mais importantes no reino persa. O judeu Mordecai e Ester
seu filho adotivo de dois cativos tornaram-próximo na autoridade e no poder do rei
Assuero. Eles eram grandes, tanto entre os judeus como entre os persas: para uma era
rainha, eo outro era primeiro-ministro. A história de sua humilhação e pós-exaltação só
é igualada pela narrativa encantadora de Joseph. E ambos superam em interesse as
invenções de romancistas hábeis. História e biografia se repetem. Os Hamans
perseguiram e planejou a destruição da Mordecais; mas o gênio irreprimível da nação
judaica já afirmou sua soberania. É surpreendente como o judeu de tempos em batalhas
em tempo com sucesso contra a adversidade, e torna-ministro para a prosperidade. Os
judeus têm acumulado riqueza, apesar de todas as barreiras, foi levantada contra o seu
sucesso, e sua propriedade foi confiscada uma e outra vez pelos governantes
gananciosos. Os judeus chegaram ao poder, apesar dos decretos restritivos. A sua
influência é sentida a-dia, em grande medida. A parte mais nobre de nossa literatura é
baseada em registros de judeus. Eles deram ao mundo o melhor sistema de
moral. Certamente este povo maravilhosos têm ainda uma parte mais importante a
desempenhar em grandes transações deste mundo; eo estudo dos mais obscuros no meio
deste povo não pode ser desprovido de interesse para todo ser inteligente.
Ascendência real de I. Mordecai. Grande importância foi anexado tabelas
genealógicas por nações antigas. Eles não sorrir para as reivindicações de longa
descida. Certamente intelectual e moral, bem como física, qualidades são capazes de
transmissão. É verdade que alguns se orgulhar de sua ascendência que tem pouca coisa
para se vangloriar. Os judeus eram especialmente especial em seus registros de
genealogia por razões territoriais, políticas e religiosas. Assim, no Targum de Ester
temos pedigree de Hamã rastreada através de vinte e uma gerações para o "ímpio Esaú",
e Mordecai de através de quarenta e duas gerações a Abraão. Neste relato canônico
pedigree de Mordecai está marcado para a tribo de Benjamim. Esta foi uma das menores
tribos, mas três nomes tornam proeminentes. A partir dele surgiu Saul, o primeiro rei da
nação judaica; Mordecai, o libertador nobre de seu povo; e Paulo, o grande Apóstolo
dos gentios. Por um lado, Mordecai estava conectado com Saul, que era real em virtude
de seu cargo; e por outro lado ele estava ligado com Paulo, que era real em virtude da
nobreza de seu caráter. Se Mordecai era de ascendência real, de caráter real, que
exercem funções régias ", buscando a riqueza de seu povo, e falando de paz para toda a
sua descendência." Ele era um homem para fazer honra a qualquer tribo. Não é à toa
que ele está alta na estimativa rabínica, e que as histórias míticas reunir em torno de sua
pessoa. Ele é falado como se familiarizar com setenta línguas, e como tendo vivido 400
anos. Ele é investido com vestes esplêndidas, enfeitadas com jóias caras, e colocou
sobre o pináculo da grandeza terrena. Os arautos da corte com suas trombetas proclamar
sua glória. Ele era mais nobre do que tudo. Há habitava dentro dele um espírito
patriótico que o fez sublime. Havia nele uma afirmação da masculinidade heróica, que o
levantou acima das pessoas comuns. Houve também uma ternura maravilhosa, que fez
dele o adorado de sua própria nação feita. Ele era um daqueles homens que só aparecem
em intervalos de, que dignificam a corrida, e parecem fazer sagrado o solo em que
pisam .
II. Nome pouco atraente de Mardoqueu. nomes próprios são palavras que servem
para as marcas que separam um indivíduo de outro. O nome Mordecai coloca diante de
nós o indivíduo e separa-lo da pessoa chamada Haman. O nome de Mordecai, quando
visto como o seu significado, não levanta em nossa mente o pensamento correto a
respeito de seu caráter. Podemos considerar Mordecai como uma palavra de origem
persa ou caldeus, e como significando o adorador de Merodaque, o deus da guerra da
Babilônia. Mas ele não era idólatra tolo. Se ele tivesse sido não havia justificação para a
sua recusa em curvar-se perante Hamã. Se ele fosse, ele não teria tão resolutamente
aderiu ao propósito de entregar os judeus, os adoradores do verdadeiro Deus. Ele era por
linhagem moral conectado com Abraão, o pai dos fiéis, o amigo de Deus. O nome pode
ser, mas a reputação, que pode ser verdadeiro ou falso. O caráter é o que o homem
é. Para ser nobre é melhor do que ser contabilizado nobre. Que os homens subir superior
aos nomes. A palavra Mordecai foi feito para significar o homenzinho. Ele pode ter sido
pouco fisicamente; e, assim, os dois filhos de Benjamim estava no contraste
impressionante. Saul era cabeça e ombros acima de seus companheiros; e Mardoqueu
foi, talvez, abaixo do padrão médio. Saul foi, no entanto, egoísta e mesquinho; enquanto
Mordecai foi benevolente e nobre de espírito. Saul era covarde e intimidado diante de
uma mulher; mas Mordecai foi corajoso e ousado, antes da grande Haman. Saul abjectly
orou para ser honrado diante dos anciãos do seu povo, e diante de Israel; mas Mordecai
não cuidou de sua própria honra, desde que Israel foi salvo e glorificado. Se o homem
não é a mera carne e ossos que constituem o quadro externo, então Saul era o
homenzinho e Mardoqueu, o grande homem. Masculinidade não é para ser medido por
polegadas ou por onça; mas por pensamentos, sentimentos e ações. Brutes podem ser
medidos e pesados por aparelhos materiais; mas os homens devem ser medidos e
pesados por aparelhos morais. Os saldos das purezas infinitas são os testes pelos quais
os homens devem ser julgados. E então, o que é uma inversão de estimativas. A
pequena se torna grande, ea chamada grande diminuir para suas verdadeiras
proporções. Os Saul são rejeitados, como Saul era no passado. O Mordecais são
honrados, pois o homem Mardoqueu encerado cada vez maior. No Targum de Ester diz-
se ser chamado Mordecai, porque ele era como a mirra pura. Seu sabor é amargo e
ácido, e seu cheiro forte. O sabor deste mirra era amargo e ácido com os inimigos de
Deus e da bondade; mas o seu cheiro era doce para os judeus entregues. À medida que a
mirra é pressionado para trazer para fora sua fragrância; assim a doçura essencial do
caráter de Mordecai foi trazido de forma mais completa pelas aflições a que foi
submetido. Ele foi esmagado não à morte, mas em uma vida mais perfeita e uma
fragrância Adivinho. Ele foi um dos grandes heróis solitários do mundo aqueles que
conquistaram por suas derrotas. Já assim é nobre masculinidade desenvolvida. Áspero é
a escola onde o gênio é treinado. Sharp é o curso que toca a alma em aspectos
Adivinho. Keen é o instrumento que molda o espírito em formas perfeitas de beleza
moral. Rude e íngreme é o caminho ao longo do qual o viajante esforça-se para as
alturas onde a luz solar treme celestes, e onde a alma encontra uma esfera adequada para
a sua expansão.
III. Ação atraente de Mardoqueu. Mordecai é maior quando ele viu seu primo
deixou um órfão pobre, e levou-a para sua casa e ao seu coração, e tornou-se a ela um
segundo pai, tão gentil e amoroso que ela não lamentou a perda de seu primeiro pai. Ela
encantou a prestar a Mardoqueu a lealdade de um verdadeiro filha amorosa. Nós muitas
vezes perder de vista o fato de que as pequenas coisas da vida são realmente grandes
coisas da vida. Começamos com o pouco e ir até o grande. Mas nós não medem
corretamente. Nossas condições são falsas. O grande feito foi quando Mordecai levou e
trouxe Hadassah. O pequeno ato foi quando ele colheu os resultados de sua
bondade. Para semeadura é maior do que a colher; mas a semeadura é feita em lágrimas,
ea colheita é recolhida em meio a um toque de trombetas. Homens são maiores em suas
pequenas coisas. A carruagem de Assuero não foi verificado em seu curso, os cortesãos
atendente nunca dignou a notar, quando Mordecai guiada à sua casa a menina órfã. Mas
ele estava semeando semente que produziu fruto estranho e ainda glorioso. A ação foi
mais atraente. Ele foi fiel às reivindicações de relacionamento e com os ditames da
humanidade. Sem pensar em recompensa, sem o conhecimento de sua glória futura, ele
adotou a criança. Lágrimas do órfão tocou seu coração e evocou suas simpatias. Como
docemente patética conta curta: "A quem Mordecai, quando seu pai e sua mãe estavam
mortos, levou para sua própria filha." O cristianismo é melhor do que o judaísmo. Que
seja sempre visto que a religião cristã faz seus seguidores humanos, concurso,
atencioso. Não vamos dizer, um pai para o órfão é Deus em sua santa morada, e deixar o
pai de fome e miséria. O cristianismo tem feito muito nesse sentido. Casas órfãos são os
troféus das tendências humanizadoras. Mas a adoção do órfão é melhor do que
aglomerando um monte de pobres órfãos juntos para ser perfurado e saiu como jovens
soldados. Esthers crescem melhor quando o Mordecais tornar seus pais.O
cristianismo tem ainda muito trabalho a fazer .

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 5-7


É singular que deveria ter sido imaginado, embora tenha sido por alguns, que era
Mordecai que tinha sido levado de Jerusalém para Babilônia, no momento em que
Jeconias, também chamado de Jeoiaquim, foi destronado, e levou para o cativeiro por
Nabucodonosor . Nesse caso, ele deve neste momento ter sido consideravelmente mais
do que cem anos de idade, o que é totalmente incompatível com a parte que ele é
representado como realizar neste livro. É evidentemente Quis, seu bisavô, que viveu no
tempo de Jeconias, e que foi levado para a Babilônia, no qual suposição Mordecai seria
um homem, provavelmente, no auge da vida, no período referido no texto. Seu primo
Ester, ou Hadassa (que era o seu nome judeu), havia sido deixado órfão. Se Mordecai
tinha qualquer família própria, não estamos informados; mas, movido de compaixão
para ela em seu estado desolado e desprotegido, ele a levou para sua casa, e trouxe-a
como sua própria filha. A donzela era justo e bonito, diz-se-nos expressões significam
que ela era de forma graciosa e bela fisionomia e do que é trazido para fora da história,
os dons de sua mente estavam em harmonia com as graças de sua pessoa. Triste, no
entanto, talvez o destino da linda órfã ter sido, mas para o tipo e compassivos
Mordecai. Se ela tivesse sido lançada sobre o mundo sem amigos e sem um lar, a
própria beleza e realizações com as quais ela era tão altamente dotado poderia ter feito
sua única presa de alguns daqueles concepção e miseráveis egoístas cujo objeto
principal é seduzir e arruinar aqueles que são justos e bonita como ela era. Mas os olhos
do Senhor estava sobre a donzela indefesa, para proteger e guiá-la; e Mardoqueu teve
seu trouxe à sua casa como seu lar. Sem dúvida, ele sentiu que estava suficientemente
recompensado por sua benevolência, em assistir mais de uma criatura tão interessante
como Esther deve ter sido, na marcação de seu progresso, e receber os sinais de sua
confiança e carinho. Mas havia outras recompensas na loja para ele, que ele não sonhou
de, para recompensar seu trabalho de fé e trabalho de amor. Ao tomar-la em sua casa, e
cobrando-se com a despesa de sua formação e manutenção, ele pode ter sido
considerado por alguns de seus vizinhos cobiçosos, especialmente se ele tinha uma
família própria, como estabelece-se sob um fardo que uma prudente homem preferia ter
se esforçado para evitar. Mas ele achava que não era deste. Ele agiu de acordo com o
espírito da lei divina, e os impulsos do seu coração generoso; e que a partir do qual o
egoísmo teria se virou como um fardo, ele encontrou finalmente a ser em todos os
aspectos, um tesouro precioso. Uma bênção seguido porque ele teve piedade sobre o
órfão.
Agora, existem algumas observações muito obviamente sugeridas por esta parte da
narrativa. Devo dizer que temos aqui um bom exemplo do poder prático da verdadeira
religião, em que conduz a uma relação benevolente para o conforto e bem-estar da
desprotegido. Não se pode negar, de facto, que as amostras do mesmo tipo de
benevolência podem ser encontrados entre os pagãos. Os laços de parentesco foram
sentidas e reconheceu que a luz da verdade divina nunca foi apreciado; e há no registro
atos de generosidade e abnegação realizada por homens ignorantes da Bíblia, que
colocam no chinelo o egoísmo de muitos que vivem sob o ensino da Palavra de
Deus. Mas há uma diferença; que Mardoqueu, em que ele fez por Esther, agiu apenas de
acordo com as máximas e espírito da lei, que veio do céu, só fez o que a lei ordenou
positivamente, e que, como professa ser sujeito a ela, tornou-se-lhe para fazer. Um
propósito manifesto da dispensação mosaica era, ao mesmo tempo que separou a
descendência de Abraão, de todas as outras nações, para uni-los de perto entre si como
irmãos. E este efeito, efectuado a um maravilhoso ponto, não obstante a oposição que
ele teve de enfrentar com o coração corrupto e vis propensões das pessoas entre as quais
ele foi criado. É particularmente interessante notar, que foi durante o cativeiro, quando
os judeus foram dispersos aqui e ali ao longo dos domínios persas e, quando todos os
homens poderiam ter sido suposto ter o suficiente para fazer em atender seus próprios
interesses, e que prevê a sua própria família, que Mordecai tomou conta da filha órfã de
seu tio, e deu-lhe um refúgio em sua própria casa. Qualquer que seja o cuidado ea
dificuldade que ele teve que se submeter ao apoiar-se na terra do exílio, ele se lembrou
da injunção da lei, - "Não fareis afligir qualquer viúva ou órfão; se tu afligir-los em
qualquer sábio, e eles clamarem a mim, eu certamente ouvirei o seu clamor; "e
comentários do profeta sobre ela, -" Não é este o jejum que escolhi, para que te tratar o
teu pão com o faminto, e que tu trazer os pobres que são expulsos para a tua
casa? Quando vires o nu, o cubras; e que tu não te escondas da tua carne? "
Agora, ao mesmo tempo que é impossível para nós para ler o que Mordecai fez sem
sentir que sua memória merece ser tido em respeito, como um homem que havia
assimilado o espírito da lei, e que, em meio a muitas tentações para definir suas
injunções de lado, se esforçaram reger a sua conduta por suas exigências; enquanto
vemos nele uma exemplificação de que o princípio do amor fraterno, que a lei inculca
tão sinceramente; não nos esqueçamos de que o evangelho de Cristo foi concebido de
uma só vez para aprofundar o sentimento de afeição fraternal, e dar-lhe uma gama
muito maior de operação. Se o pobre exilado judeu teve compaixão sua sobrinha órfã, e
trouxe-a como sua própria filha, como sagrado deve as reivindicações do orfanato estar
no ponto de vista daqueles que professam segui-lo, que disse: "Bem-aventurados os
misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia ", e," Nisto todos conhecerão que
sois meus discípulos, se vos ameis uns aos outros. Um novo mandamento vos dou, que
vos ameis uns aos outros; como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. "As
instituições de caridade dos judeus foram confinados quase exclusivamente aos de sua
própria nação. Este foi realmente uma conseqüência natural do seu ser isolado do resto
do mundo; resultado da luz particular em que eles foram ensinados a considerar as
nações, e em que os pagãos, por sua vez considerado eles. Mas "em Cristo Jesus não há
grego nem judeu, nem bárbaro cita, escravo nem livre; mas todos são um em si. "Não é
que os laços de relacionamento comum são enfraquecidas pelo evangelho, e que
estamos a ignorar as reivindicações especiais de parentes na área alargada que abre para
o exercício de nossas afeições benevolentes. De maneira nenhuma. Mas estamos a agir
em direção a todos os homens, como se fossem os nossos vizinhos, e para com todos os
que são da família da fé como irmãos. Esta é a lição que podemos aprender com os
ensinamentos de nosso Senhor, e com mais ênfase ainda a partir de seu exemplo.E é
preciso confessar, para a honra do cristianismo, que uma circunstância que distingue os
países que foram mesmo apenas no nome colocado sob a sua influência, é a provisão
que tem sido feito em várias formas para as angústias da humanidade sofredora. As
instituições para o alívio do doente, do desamparado, do órfão e ao órfão, e os que
erram, que de bom grado o retorno para os caminhos da retidão, devem ser considerados
como tantas evidências de que o evangelho tem realizado para a remoção dos males
temporais em que a sociedade gemidos. Diferentes opiniões pode haver quanto à
sabedoria das regras por que algumas dessas instituições são governadas, e dos meios
pelos quais eles buscam a realização de seus objetos; mas não pode haver controvérsia
quanto ao seu projeto benevolente, ou quanto à altura, que a sua origem está a ser
traçado até a difusão do conhecimento da Palavra de Deus. Ao mesmo tempo, meus
amigos, não posso deixar de ressaltar, que há algo na conduta de Mardoqueu, como
registrado no texto, e de quem, como ele, exercer a sua benevolência, pessoalmente, na
assistência e proteção dos indefesos, e procurando para melhorar a sua condição, algo
que eleva muito acima das pessoas que contribuem, no entanto, em grande parte e de
boa vontade, em direção ao apoio de instituições públicas para o alívio dos aflitos. É
uma questão fácil para o rico para ser caridoso, quando os seus dons, administrados por
terceiros, não envolvem sacrifício de tempo ou de trabalho, e nenhum cuidado e
ansiedade para si. Mas o exercício mais nobre da caridade é exibido quando tomamos
um interesse pessoal no bem-estar da desprotegida, e quando eles podem olhar para nós
como seus amigos e conselheiros, a quem possam recorrer em suas dores e angústias, e
dificuldades. Pode não ser que tenhamos oportunidade de agir, literalmente, como
Mordecai fez, e para dar abrigo ao órfão em nossas próprias casas; mas só agir no
espírito do evangelho de Cristo, quando, de acordo com os nossos meios, fazemos
alguns dos desamparados os objetos de nossa atenção especial, e considerá-los como
uma confiança empenhada em nós por nosso Pai celestial. O exercício dos afetos
bondosos para com qualquer tal carrega em si sua própria recompensa, e com estes
trabalhos de amor por parte de seu povo, Deus se agrada -. Davidson .
Mordecai é um descendente de uma humilde distinguida anteriormente, de fato real,
família. Ele pertence aos estrangeiros dispersos caídos sob desprezo, que foram levados
cativos de Jerusalém. Ele está em uma terra estranha. Ele tem, ao que parece, nem pai
nem mãe, nem esposa, nem filhos. Até seus parentes, seu tio e sua tia, estão
mortos. Mas o último deixou órfão; ele é seu pai, ela a ele uma filha, na verdade, um
tesouro precioso. Sem dúvida, ele está ciente de quão grande confiança lhe restava nela
e com ela; como Deus é justamente chamado de Pai de órfãos, e que Ele abençoa
aqueles que especialmente piedade e ministrar a eles.Ele sabe que seu dever para com
ela, e sua realização traz a ele satisfação, o faz feliz. Deus abençoou-a com a
beleza; mas o que é mais, ele concedeu a ela um espírito obediente, humilde e
unassuring, como é posteriormente plenamente demonstrado pelo seu comportamento
na casa real das mulheres e, como tinha sido, sem dúvida, muitas vezes se manifesta
antes. Ela ama o seu povo, e com certeza também seus costumes, leis e religião. Assim,
ela é para ele de fato um Hadassah, a murta , no verdadeiro sentido da palavra, uma
gema pouco promissor e ainda promissor. De fato, para ele, ela foi desenvolvida em
uma linda flor de esperança; e apesar de acontecer que ela é levada para a casa real das
mulheres, ela ainda vai ser para ele uma linda flor, cuja presença ele procura, cuja
prosperidade está no seu coração dia a dia, cujo desenvolvimento fará com que ele se
alegrar. Mais uma vez, ela vai se tornar mais e mais para ele uma estrela brilhante, uma
Esther, em cuja luz ele vê seu próprio futuro eo de seu povo. Dessa forma sua vida não é
ruim, embora ele parece insignificante e obscura, apesar de ser preenchido com
reminiscências dolorosas e grandes perplexidades, que ele deve combater diariamente
em seu entorno pagãos. Pelo contrário, ele é rico em luz e esperança; e mesmo se ele
tinha percebido o último em menor grau do que ele, eventualmente, fez, ainda a sua
existência não teria sido em vão -. Lange.
Ver. 5. Mordecai era um daqueles personagens que revelam claramente a mão da
Providência.
A luz que temos de sua vida no início é um pouco melhor do que a escuridão. Mas
quando ele aparece em Shushan, torna-se brilhante como o sol do meio-dia.
Ele possuía a qualificação que lhe cabido para balançar um cetro.
Ancestrais de Mardoqueu estava morto e enterrado, mas a grandeza família vivia
com ele.
Ações e heroísmo nobres de alguns homens só existem no nome, são pendurados na
foto-galerias, e registrado nas crônicas de sua família.
Um grande nome é muitas vezes levada por um muito pouco homem. A grandeza
nem sempre passar.
Na pessoa de Richard Cromwell não temos um Oliver Cromwell.
Ver. 6. Levado . Todo filho de Deus é o lugar onde Deus o colocou para algum
propósito. Você tem desejado para outra posição onde você poderia fazer algo para
Jesus: Não desejo nada do tipo, mas servi-lo onde você está. Se você está sentado à
porta do rei, há algo para você fazer lá, e se você estivesse no trono da rainha, haveria
algo para você fazer lá: não peça tanto para ser gatekeeper ou rainha, mas o que você é
servir a Deus nele. Mardoqueu fez bem, porque ele agiu como Mordecai deveria -. CH
Spurgeon .
O melhor pode ter a sua quota em uma calamidade comum; mas Deus não falhará,
mesmo assim, para definir seus olhos sobre eles para o bem. O lavrador corta o milho e
erva juntos, mas para finalidade diferente. Um mesmo vos prova calamidade comum, se
derrete, purifica-o bem, damneth, desperdiça, destrói o mal -. Trapp .
Foi uma coisa boa para Esther quando deixou órfão, em uma terra estranha, que
Mordecai se tornaria seu pai adotivo.
Foi uma coisa boa para Mordecai que ele levou Esther casa e trouxe-a para cima.
Embora dando que ele recebeu. "Alguns há que espalham e se torna mais rico." Este
Mordecai experimentado.
Tenha cuidado quem você liga da sua porta; um anjo, em trapos, pode vir lá algum
dia.
A criança adotada, ou até mesmo o escravo cativo, pode ser anjo ministério de Deus.
Essa passagem, " O Senhor abençoou a casa do egípcio por amor de José , "é muito
sugestivo.
O pouco empregada na casa de Naamã se tornou uma bênção incalculável para seu
mestre.
Mordecai tomou Ester, e foi bem recompensado. 1. Pela bondade de Esther, quando
com ele. 2. Pela sua obediência a ele depois que ela o deixou.
Mordecai criara a Hadassa, e Esther depois trouxe Mordecai.
Ela era uma pobre órfã, mas Cristo não deixou órfãos. Ele tinha fornecido e
habilitado Mordecai para alimentá-la, treiná-la no temor de Deus, e para defender sua
castidade do medo da cobiça; ao lado disso, a cabeça foi por Ele destinado a um
diadema. Esther o cativo será a rainha Ester; Esther o sem mãe e sem pai será mãe de
enfermagem para a Igreja, e, enquanto isso, se encontrar com um misericordioso
guardian.-Mardoqueu. Por que, então, não deve nós confio a Deus com nós mesmos e
nossos filhos - Trapp .
Levou para sua própria filha . Ele se escondeu e não os olhos de sua própria carne,
como alguns avestruz não natural ou monstro marinho; ele não fez, como muitos fazem,
taxa de matrícula de um corretor para ganhos privados; ele não fez, em vez de uma
filha, um escravo ou uma esponja de seu pupilo; ele devorava não sob o pretexto de
devoção, mas livremente a levou para o seu filho, e criado dela da melhor maneira
-. Trapp .
Há uma semelhança entre Esther e Moisés.
1. Aquele foi levantado para emancipar Israel da escravidão cruel, o outro para
mantê-los a partir de um enredo que teve por objeto o seu extermínio.
2. Moisés foi retirado do rio, e adotado pela filha do Faraó. Esther foi elevada à
cama de Assuero ea coroa real.
. 3 Depois de mencionar o edital bárbaro de destruir todos os seus filhos, Stephen
diz: "Nesse tempo nasceu Moisés, e era mui formoso" - "justo para Deus", como está no
original, de acordo com o idioma hebraico. Era a beleza do bebê, brilhando através de
suas lágrimas, que animado a compaixão da princesa egípcia; e foi a beleza de Esther,
que primeiro ganhou o monarca persa.
. 4 Mas o Apóstolo, referindo-se a fé de Moisés, nos deixa ainda mais no mistério da
Providência: ". Pela fé, Moisés foi escondido três meses por seus pais, porque viram que
o menino era formoso" Mordecai era pai de Ester e mãe; eo que nos impede de pensar
que ele participou dos sentimentos dos pais de Moisés, e que quando ele olhou para a
beleza da criança órfã, a fé combinada com afeição natural e benevolência em induzi-lo
a levá-la para sua própria filha. - Dr.M'Crie .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSÍCULOS 8-10


INÍCIO PROMISSOR DE ESTER
Um bom começo, muitas vezes garante um bom final. Frequentemente, mas não
sempre. Buds da promessa neste mundo são, infelizmente, e freqüentemente beliscado
pela explosão prematura, ou a geada pesquisa. Fins estão quebrados. Planos gloriosas se
frustrado. Estruturas bem concebidas não chegam a conclusão. No entanto, Esther
começou bem e terminou bem. Ela era um desses seres maravilhosos que fazem uma
impressão sobre todos. Ela levou luz do sol em toda parte, e todos foram atraídos pela
luz doce de sua presença.
I. Esther foi trazido para a casa do rei, juntamente com outras moças. Isso não
era muito para as outras donzelas. Para alguns uma perspectiva sombria. Mas, para
Esther era um dos passos para uma futura posição elevada.
II. Ela impressionou a guarda das mulheres. A donzela agradou-lhe, e ela
alcançou graça perante ele. Em sua entrada no que podemos chamar de vida pública, ela
fez uma impressão. Ela mudou-se juntamente, exercendo um encanto sobre
todos. Monarch e sujeito confessou seu poder, e cedeu a sua influência benigna. Todos
não são iguais dotados com este poder de agradar, mas todos devem se esforçar para
agradar aos outros para o seu bom para edificação. O mais altruísta que se tornam, mais
estamos propensos a agradar aos outros e receber carinho.
III. Ela foi avançada para o melhor lugar. Hegai preferido dela para o melhor
lugar da casa das mulheres. Assuero avançou-la para o melhor lugar do reino. Ela
recebe um bom lugar nas páginas da história sagrada. Não deixe a nossa luta seja para o
melhor dos lugares terrenos. Este é o melhor lugar onde o bom Deus mostra a sua
glória. Detenhamo-nos na presença de Jesus Cristo. Onde ele habita é o céu.
O fato de que Esther era de origem judaica pode ter militado contra a sua elevação,
portanto, ela preservou uma reticência sábio. O tempo está do lado de quem sabe
esperar. Que Mordecai não impor ou falsidade ou engano, mas simplesmente paciência
para o período a chegar quando a verdade pode ser revelada com vantagem. Uma
mentira deve ser desprezada; mas o homem que diz a verdade em períodos fora de
época, ou em um espírito errado, pode fazer mais mal do que bem. "Não deis o que é
santo aos cães, nem lanceis vossas pérolas aos porcos, pois eles destruirão tudo sob os
seus pés, e volta e rasgar você." O homem prudente vê o mal e tira todos os métodos
legais para a sua prevenção. O cristianismo ensina previsão. Prudência é elogiado tanto
pela natureza e pela revelação. Mas não deve degenerar em astúcia. Mordecai era
prudente na gestão do seu agregado familiar. Ele treinou Esther bem, pois ela fez o
mandado de Mardoqueu como quando estava sendo criada em casa dele. Uma boa
formação, como regra geral, faz bons filhos. "Ensina a criança no caminho em que deve
andar, e até quando envelhecer não se desviará dele." A criança bem treinado não será
provável que se esqueça o seu dever mesmo no palácio. Os pais muitas vezes culpam os
filhos para seguir cursos mal; mas se esses pais examinados de perto eles podem
encontrar razão para se culpar. Nesta idade as crianças esquecem o mandamento de seus
pais muito antes que o palácio é atingido.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 8-10


Ver. 9. Esther foi trazido . Pobre Esther, que tinha sido tão gentilmente querido por
Mordecai, foi agora levado de sua casa para ser o escravo ou a esposa amada do grande
rei, como seu capricho deve determinar.
1. Seu consentimento não foi perguntado.
2. O consentimento de Mardoqueu, seu pai adotivo, não foi convidado.
3. Ambos eram escravos de um senhor despótico, e teve, por isso, não tem
escolha. A culpa não Esther, portanto, mas pena dela, ouvindo vós que, como tantas
outras donzelas, ela foi levado para a casa da mulher do rei. Ela não era um ator, mas
um sofredor. Se ela tivesse sido deixado para a sua escolha, é provável que ela teria
escolhido o judeu mais pobre que foi fiel à sua religião de seu marido, em detrimento do
grande rei -. Dr. Lawson .
Há, sem dúvida, uma dificuldade relacionada com este versículo 8.
1. Se Mardoqueu, por vontade própria, apresentou Ester como um candidato para o
favor real, então ele agiu em oposição à lei de Moisés, que proibia que as filhas de Israel
deve ser dada para os pagãos. Não seria nenhum pedido de desculpas por sua conduta,
que ele projetou com o que ele fez para promover os interesses da sua nação. O que é
proibido pela lei não deve ser feito para que venham do mesmo.
2. Muitos intérpretes supor que aqueles que foram encarregados de selecionar as
virgens para harém do rei executado seu escritório sem respeito aos sentimentos das
partes interessadas. Esther foi tomada, portanto, sem que haja qualquer possibilidade
que resta, seja para ela ou Mordecai, no assunto.
3. Outros que, como o todo era tão manifestamente providencial, Mordecai pode ter
recebido intimação especial do céu para trazer seu primo órfão sob o aviso de oficiais
do rei. Não há nada na história para justificar esta opinião; portanto, nós abraçamos a
primeira suposição de que a conta mais provável do caso.
4. Mas o que pode ter sido os sentimentos de Mordecai e Ester, vemos o
funcionamento especiais da Providência em seu nome. Ela obteve favor do chefe dos
eunucos acima de todas as outras donzelas que tinham sido cometidos ao seu cuidado,
de modo que, sem solicitação de sua parte, não só estava lá mais de indulgência comum
em direção a ela, mas ela estava mesmo tratados com um grau de respeito que parecia,
por assim dizer, o prelúdio de ainda maior avanço. O início da vida de Ester no palácio,
deu mostras de uma questão próspero -. Dr. Davidson .
Ver. 9. PREFERMENT DE ESTHER. Quem teria pensado que ( a ) um judeu , ( b ) um
cativo , ( c ) um órfão , nasceu para ser uma rainha, uma imperatriz!Assim
foi. Providência às vezes ressuscita os pobres do pó para definir entre os príncipes .

Ilustrações para CAPÍTULO 2


Disciplina das paixões . As paixões podem ser humorada até que se tornem o nosso mestre,
como um cavalo pode ser mimado até que ele leva a melhor sobre seu cavaleiro;  mas a
disciplina inicial impedirá motim, e manter o leme nas mãos da razão. Devidamente controlada,
as paixões podem, como um cavalo com o freio na boca, ou um navio com o leme na mão de
um marinheiro hábil, ser gerenciado e fez útil.
O senhorio rico uma vez cruelmente oprimidos uma viúva pobre. Seu filho, um menino de
oito anos, a vi. Ele mais tarde se tornou um pintor, e pintou um retrato da vida da cena
escura. Anos depois, ele colocou-a onde o homem viu. Ele ficou pálido, tremia em todas as
articulações, e ofereceu qualquer quantia para comprá-lo, para que pudesse colocá-lo fora da
vista. Assim, há um pintor invisível desenho na tela da alma uma semelhança de vida, refletindo
corretamente todas as paixões e ações de nossa história espiritual na terra. De vez em quando
devemos ser obrigado a olhar para eles, ea loucura de nossos atos nos picar, como fez o
proprietário, e também Assuero.
Controle da raiva . Sócrates, encontrando-se na emoção contra um escravo, disse: ". Eu
vencê-lo se eu não estivesse com raiva" Tendo recebido uma caixa nas orelhas, ele se contentou
em apenas dizer, com um sorriso: "É uma pena que nós fazemos . não sei quando para colocar
no capacete "Sócrates, encontro um senhor de posição nas ruas, saudou-o; mas o senhor não
tomou conhecimento dele. Seus amigos na empresa, observando o que se passava, disse o
filósofo "que eles estavam tão exasperado com incivilidade do homem, que tinha uma boa
mente a ressentir-se disso." Ele calmamente respondeu: "Se você se encontrou com qualquer
pessoa na estrada em um pior hábito de corpo do que a si mesmo, você poderia pensar que você
tinha razão para estar furioso com ele por causa disso? Orai, então, o maior motivo você pode
ter para ser irritado com um homem por um hábito pior de espírito do que qualquer um de vós
mesmos? "Isso era um homem forte corajoso.
Impressões de pecado . O grande livro de pedra da natureza revela muitos registros do
passado. No arenito vermelho lá são encontrados, em alguns lugares, marcas que são claramente
a impressão de pancadas de chuva, e estes são tão perfeitos que até pode ser detectado em qual
direção o chuveiro inclinado, e pelo que trimestre procedeu-e este há muito tempo. Mesmo
assim o pecado deixa sua trilha por trás dele, e Deus mantém um registro fiel de todos os nossos
pecados -.Tesouro bíblica .
"Se você cortar um corte na cabeça de um homem, você pode curá-lo; mas você nunca pode
apagar, nem lavar, nem cortar a cicatriz. Pode ser uma testemunha contra você em seu
corpo; ainda pode ser coberto pelo caixão, ou escondidos na sepultura; mas então não é até
decomposição terá lugar, que deve inteiramentedesaparecer. Mas, se você ferir sua alma pelo
pecado, você faz uma cicatriz que permanecerá; nenhum caixão ou túmulo deve escondê-
lo; nenhum fogo, nem mesmo as chamas eternas, deve queimar as manchas do pecado. "
Falsificação arrependimento . Cuidado com que você não se engane sobre a natureza de
verdadeiro arrependimento. O diabo sabe muito bem o valor da preciosa graça de não vestir
imitações espúrias do mesmo. Onde quer que haja uma boa moeda, sempre haverá dinheiro
ruim -. Ryle .
O arrependimento antes de perdão . O primeiro físico para recuperar a alma não é cordiais,
mas corrosivos; não um reforço imediato para o céu por um presente garantia, mas luto e
lamentações, e um pouco bewailing de nossos antigos pecados. Com Maria Madalena devemos
lavar os pés de Cristo com as nossas lágrimas de tristeza, antes de nós pode ungir a cabeça com
o "óleo da alegria." - Browning .
Em todas as partes do Oriente, as mulheres são mencionados como sendo muito inferiores
aos homens em sabedoria; e quase todos os seus sábios orgulhosamente descanted na ignorância
das mulheres. No livro hindu chamado de "Kurral", declara-se: "Todas as mulheres são
ignorantes." Em outras obras observações semelhantes são encontradas: "A ignorância é a jóia
de uma mulher. As qualidades femininas são quatro ignorância, medo, vergonha e
impureza. Para uma mulher não revelar um segredo. Falar não me daquela maneira; é toda a
sabedoria feminina "-. Roberts .
Degradação da mulher . Os agricultores dos Alpes superior, embora não significa rico,
viver como senhores em suas casas, enquanto que a parte mais pesada do trabalho agrícola recai
sobre a mulher. Não é uma coisa incomum ver uma mulher subjugada ao arado, juntamente com
um jumento, enquanto o marido orienta-lo.Um fazendeiro dos Alpes superiores representa um
ato de cortesia para emprestar sua esposa para um vizinho que é muito oprimido com o
trabalho; eo vizinho, por sua vez, empresta sua mulher para o trabalho um pouco do dia, sempre
que o favor é solicitada -. Percy .
Reforma radical . Uma pequena mordida de uma serpente vai afetar todo o corpo. Não há
maneira de acalmar o mar, mas por excomungar Jonas do navio. Se a raiz ser morto, os ramos
em breve será secou. Se a mola ser diminuído, não há dúvida de que os fluxos está prestes a
falhar. Quando o combustível da corrupção é removido, em seguida, o fogo da aflição se
extingue -. Secker .
A responsabilidade individual . Daniel Webster foi perguntado uma vez: "O que é o
pensamento mais importante que você entretido?" Ele respondeu, depois de um momento de
reflexão, "o pensamento mais importante que eu já tive foi minha responsabilidade individual
com Deus." Não há estrada real, seja para riqueza ou de aprendizagem. Príncipes e reis, homens
pobres, camponeses, todos iguais devem atender às necessidades de seus próprios corpos, e as
suas próprias mentes. Nenhum homem pode comer, beber, dormir ou por procuração. Nenhum
homem pode obter o alfabeto aprendeu para ele por outro. Todas essas são coisas que todo
mundo deve fazer para si mesmo, ou eles não vão ser feito. Assim como é com a mente eo
corpo, por isso é com a alma. Há certas coisas absolutamente mister a saúde da alma e do bem-
estar. Cada um deve arrepender-se por si mesmo. Cada um deve aplicar-se a Cristo, para si
mesmo. E para si mesmo cada um deve falar com Deus e orar -. Ryle .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSO 11


SOLICITUDE AMOROSA DE MORDECAI
AS histórias de Mordecai e Ester estão intimamente intermisturado. Eles correm
lado a lado, como os dois de cor diferente rios-a Arve e Ródano. Mas o curso é de vez
em quando ser atravessada e colorida pelo curso do outro. Esther desempenhou um
papel de liderança na libertação do povo judeu da destruição ameaçada, mas ela devia
muito ao ensino, a influência, e as direções sábios de Mordecai. Para Esther pertencia a
glória de articulado com o rei Assuero, e garantir os direitos dos oprimidos; mas a
Mardoqueu pertencia a glória de dirigir seus movimentos. Ela estava a ver, e ele o
trabalhador invisível. E estes últimos muitas vezes fazer o trabalho mais importante,
porém às vezes são deixados para definhar na obscuridade. O artífice inventa e ganha
pouco proveito; enquanto o capitalista esperto usa a invenção e floreios. O sábio pobre
salva a cidade, mas seus serviços não são correspondido. O pensador cria em segredo, e
recebe pequenas recompensas; enquanto o locutor utiliza materiais do pensador, e colhe
uma safra de aplausos e benefícios materiais. No entanto, Mordecai não era
recompensada, por Esther era nem ingratos nem esqueci de suas obrigações. Estes dois
trabalham juntos e colher. Eles semeiam em lágrimas, em jejum e nas orações; mas eles
colhem na vitória, na luz, na alegria e na honra. Vamos acreditar que isso para o nosso
consolo, que o trabalho feito por Deus não pode morrer. Trabalhadores no escuro e os
trabalhadores à luz irá reunir-se na presença gratificante de infinita misericórdia.
Solicitude amorosa de I. Mordecai. o título pelo qual foi designado Mordecai era
"o Justo." Este é um título melhor do que o de conde ou nobre, do rei ou príncipe. Que
bênção para uma nação em que os homens que são apenas no sentido mais amplo da
palavra dirigir seus negócios, ou até mesmo morar perto de seus portões do
palácio! Apenas os homens são obrigados a guardar as nações do declínio e da derrota
final. Mordecai, porém, não era personificação popa da justiça. Nele foi temperada pela
misericórdia. Bondade também era a sua característica. Havia nele uma ternura
maravilhosa que fez adorado de seu próprio povo. Ele foi fiel às reivindicações de
relacionamento, e ele adotou Ester como seu próprio filho. Estado impotente de órfão
apelou para a sua virilidade, e ele praticamente disse, eu serei o teu protetor. Ao
proteger a ela que ele beneficiou a si mesmo e toda a sua nação. Não há bela
humanidade no registro-"Ele criara a Hadassa." Mordecai adorava o filho, e seu afeto
cresceu enquanto a observava desenvolvimento beleza. E quando ela estava separada
dele ele a seguiu com solicitude amorosa. Espaço separados, mas o amor
uniu. Mordecai mostrou a ansiedade amorosa de um verdadeiro pai para um filho
ausente.
II. Esta solicitude amorosa era de origem divina. É verdade, que todo o nosso
bom é Divino. "Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das
luzes." Mas podemos notar aqui um dom especial. Deus intervém nos assuntos
humanos. Ele faz uso das paixões humanas para a promoção dos seus propósitos
misericordiosos. E isso fazia parte do plano divino que Mordecai e Ester deve estar
intimamente entrelaçadas; para tanto tinha um trabalho importante a fazer, e para tanto
foi atribuído um grande destino. Motivos humanos podem ser dadas para explicar o
amor de Mordecai para Ester, mas também houve razões divinas. O Divino está sempre
trabalhando e pelo ser humano. Um homem é atraído para outra por uma força
desconhecida. Essa atração é implantado-céu: agentes de Deus não são tão solitário
como parecem. O reformador é o resultado dos pensamentos e sentimentos do seu
tempo, trabalhando, pode ser em segredo. Mordecai é essencial para Esther. Sua
solicitude amorosa era uma força vital em sua carreira maravilhosa.
III. Esta solicitude amorosa acelerou discernimento de Mardoqueu. verdadeiro
amor não é cego, como às vezes é representado. É um vivificador da faculdade
exigentes. É nítida a apreender perigo. Ouvido da mãe é rápida e seu olho está ansiosa
para detectar a aproximação do mal para sua prole. Mordecai de uma só vez percebido o
perigo a que Esther foi exposto pela nova posição para a qual ela havia sido
tomada. Temos boas razões para a ansiedade quando nossos filhos são levantadas para
as alturas de prosperidade. Muitos filhos e filhas foram arruinadas em palácios que,
humanamente falando, teriam permanecido virtuoso em casas de campo.
IV. Esta solicitude amorosa ensinou Mordecai um verdadeiro credo. amor é
luz. Aquele que permanece no amor permanece em uma apreensão clara da verdade
divina e de métodos Divinos. O coração ea cabeça deve ser clarificado por habitação do
amor, bem como iluminados pelo conhecimento, se há de ser a posse da sã
doutrina. Mordecai pode acreditar na predestinação. Ele pode sentir-se seguro de que
sua sobrinha ou prima era de Deus "vaso escolhido". Mas o amor ensinou-lhe melhor do
que deixar os mistérios de decretos divinos interferir com os deveres práticos da
vida. "Embora ele confiou em Deus, com a sua sobrinha, mas ele sabia que um
atendimento honesto dela poderia muito bem ficar com a fé na providência de
Deus. Deus deve ser confiável, mas não tentado pela negligência dos meios cuidadosos
"-. Trapp .
V. Assim, o amor de Mordecai fez vigilante. Como Mordecai veio a possuir o
privilégio de caminhar todos os dias antes de o tribunal das mulheres casa-se que ele era
um dos eunucos do rei, ou se ele garantiu o privilégio por compra-não podemos
dizer. Mas lá estava ele, olhando com grande interesse a carreira da moça. O guarda em
seu posto. O marinheiro ao leme. Então, cada dia Mardoqueu passeava diante do pátio
da casa das mulheres. Seu amor cresceu a retirada de seu objeto. Sua ansiedade
aumentada como o perigo alargada. Devemos estar atentos para o bem-estar dos
outros. Mordecai simboliza o amor do Pai eterno. Deus cuida de saber como o seu povo
fazer. Esther não conseguia ver Mordecai em suas caminhadas diárias, mas ele estava
olhando. Nós não podemos ver a Deus, mas ele também está observando. Não podemos
sentir Deus, mas ele está protegendo. Nossa visão não é como a visão Divina. A nossa
não pode furar as nuvens ea escuridão que mortalha e esconder o infinito. Mas a visão
Divina conhece nenhuma obstrução. Deus sabe de tudo, e sempre observa. Confie
sempre no amor permanente e continuada vigilância de um Deus imutável.
VI. O amor de Mordecai tornava auto-esquecimento. Ele não parou para pensar
que sua conduta possa parecer imprópria enquanto caminhava todos os dias antes do
pátio da casa das mulheres. O amor é inconsciente de si mesmo. Ele sai com respeito
supremo para o objeto de apego. Imaginamos Mordecai fiel no seu posto, apesar das
carrancas de cortesãos imponentes ou o ridículo da bajulação servos. Este fala da mais
nobre auto-esquecimento de um amor mais forte. Mesmo Jesus não agradou a si
mesmo. Ele caminhou todos os dias perante os tribunais dos corações dos homens e das
mulheres, apesar de terem rejeitado o seu amor e desprezado o seu ministério
beneficente. Ele ainda anda. Eis que estou à porta e bato. Na porta de muitos corações
ele está batendo agora.
VII. O amor de Mordecai se preocupou sobre maior bem-estar de Esther. É
uma expressão sugestiva Para conhecer a paz de Esther. A verdadeira paz não é possível
quando a alma não está em uma condição certa. Não há paz para os ímpios. Que o amor
é pobre, que não busca o bem-estar de toda a natureza. Quantos pais que sentem que
seus filhos estavam bem, se eles viram apenas nos tribunais exteriores de um
palácio! Mas oh, não havia perigo no palácio de Assuero. E não há perigo no palácio até
mesmo de nossa rainha graciosa. Amor paternal direito pergunta como a criança está
fazendo tanto física como espiritualmente, eo que é tornar-se dele ou dela no tempo e na
eternidade. Como você está fazendo? Você está no caminho para o palácio do céu?

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSO 11


1. Mordecai era tão profundamente interessado no destino de Ester, que dia após dia
ele foi encontrado assistir qualquer oportunidade que possa ocorrer a aprender com
alguns eunucos que passam dentro ou fora como Esther saiu, eo que suas perspectivas
eram. Talvez possa ter havido outros em circunstâncias semelhantes com ele, solícito
sobre suas filhas ou amigos; e se assim for, a sua conduta atrairia menos aviso
prévio. Mas o que temos, principalmente, a observação é o interesse paternal, que o
tempo todo ele tomou no órfão que ele havia criado. Ela era, evidentemente, o seu
cuidado terrena chefe; e agora, quando ela era, por assim dizer, fora de sua mão, e não
mais dependente de sua graça e sua bondade, ele era o mais preocupado com ela como
quando em sua infância, ela se sentou em cima de seu joelho e voltou seu carinhoso
abraçar. E assim o amor dos pais é sempre exibido. Embora o jovem adulto é tratada de
forma diferente da mera criança, e pode haver menos das palavras e símbolos exteriores
de carinho do que havia, o coração do pai não se tornou mais fria; mas agora existem
profundas ansiedades relacionadas com o progresso da juventude, com a sua liquidação
na vida, e toda a sua carreira futura, que não foram sentidos antes; e embora possa não
exteriormente aparecer, o afeto mais solícito e intenso é experimentado pelo pai no
momento em que os objetos de que estão começando a sentir que eles podem fazer algo
para si no mundo -. Davidson .
2. Os pais e encarregados de educação pode dar um exemplo de Mardoqueu. Havia
perigo no palácio de um rei pagão, mas não há perigo também em uma grande
cidade. Haja solicitude por aqueles que estão expostos a suas tentações, a solicitude que
leva a vigilância, e encontra a sua expressão na oração. Se houver a opressão da
fraqueza consciente e separação, mais uma razão para colocar o caso antes aquele que
pode manter "os pés da queda, os olhos das lágrimas, e a alma da morte." - McEwan .
3. Mordecai tomou Ester para seu filho, e estava curioso de seu bem-estar, embora
ela já estava crescida, e preferido na corte. O tribunal, ele sabia, era um ar doente por
piedade para respirar dentro Seu cuidado era, portanto, que ela poderia ter a
prosperidade de Caio, mesmo sanam mentem em sans Corpore , uma mente sã num
corpo sadio. Os turcos pergunto para ver um homem a pé para lá e para cá, e usar para
pedir o tal o que ele quer dizer? e se ele ficar fora de seu caminho, ou fora de si
- Trapp .
Mordecai era muito mais velho do que Esther a torná-lo natural para ele assumir
para com ela a posição de um pai. O que ele estava na questão da ocupação só podemos
adivinhar, quando vê-lo tomar facilmente para o lugar de um porteiro no portão do
palácio, e quando encontrá-lo girar com a mesma facilidade para os negócios de um
escriba. Mas não há nenhum palpite-obra, como o que Mardoqueu era na questão de
caráter. Ele mostrou "piedade em casa." Quando o tio morreu, deixando no mundo uma
menina justa, que, ao que parece, nunca tinha conhecido o cuidado de uma mãe, ele
levou seu primo para a sua própria filha, e trouxe-a para cima. Como sabiamente e
piamente que ele fez isso a conduta de Esther vai provar. Logo veremos como ele
provou a si mesmo, um servo fiel de visão aguçada, e destemido na direita; ea questão
da história irá revelar o seu espírito público heróico. Este Mordecai é totalmente um
homem admirável; de bons poderes naturais, ampliado e aplicado pela religião; sábio,
esterlina, um homem que pode dar ao luxo de esperar; vale mais que mil Ahasueruses
-. Symington AM, BA .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 12-14


A VAIDADE DE ESPERANÇAS TERRESTRES
Aqui é uma vívida descrição dos meios utilizados para ministrar e gratificam os
prazeres carnais de um depósito. Sensualidade é permitida sem restrições.Manhood é
reduzida. O animal é feita supremo. Assuero, o rei Assuero é transformado em escravo-
escravo de paixões degradantes. Os homens não têm as mesmas oportunidades de auto-
degradação, como foram fornecidas por este monarca oriental. Mas ainda assim os
homens podem dar lugar ao sensual. Evite-se o terreno eo sensual, para o seu clímax é o
diabólico. Agora considere o caso infeliz dessas virgens pobres.
I. A grande preparação. Durante doze meses, esses infelizes vítimas estavam
sendo preparados para a grande ocasião que seria mais provável ocorrer apenas uma vez
em suas vidas. Óleo de mirra e perfumes suaves estavam à sua disposição em
abundância. As roupas mais seletos e mais raras jóias estavam em prontidão. Vaidade
feminina poderia, por uma vez satisfazer sua propensão para exteriores adornos. Através
de todos os tempos homens e mulheres vai fazer uma grande preparação para tornar o
atraente externo, enquanto o interno é negligenciada. Mesmo agora, as mulheres vão se
vestir e enganar-se como uma recepção estado de duração de alguns momentos. Muito
poucos fazer a preparação séria para vestir a alma, e para estar pronto para a recepção
celestial.
II. As esperanças lisonjeiras. Cada virgem sem dúvida entreter a esperança de se
tornar rainha em lugar de Vasti o deposto. Que perspectiva maravilhosa!Como
lisonjeiro as esperanças que vibram na mente de cada virgem! Nós agradar a nós
mesmos, assim, com esperanças ilusórias lembranças. Bem é isso para nós que a
esperança é tão flutuante neste mundo escuro. Afinal, essas esperanças lisonjeiras são de
grande serviço para nós em nossa carreira quadriculada.
III. Grandes preparativos desperdiçado. Estas virgens derivado pouco lucro
terrestre de todo o seu planejamento e organização. Que esta imagem dos preparativos
desperdiçados nas vidas de mais! Muito dinheiro é gasto em educação do menino, e
assim como ele chega a morte masculinidade vem e se apodera da presa. A bela donzela
droops e morre antes que a flor de sua beleza é totalmente queimado. O príncipe é
morto por armas de selvagens antes de ter tido tempo para conseguir um nome e para
reivindicar a dignidade imperial. A caneta cai da mão do escritor, assim como ele está
começando a dar permanência aos pensamentos trabalhado e amadurecido de sua
mente. O mundo está cheio de ruínas. Preparações desperdiçados espalhar no chão.
IV. Esperanças lisonjeiras destruídos. Essas virgens foram enviados de volta para
as câmaras do concubinas-"a prisão de corações tristes e murchas." Há muitas prisões
que não vemos. Almas encarceradas suportar a punição mais triste. Corações secou! que
deve contá-los? Esperanças lisonjeiras destruída! que deve dizer o seu número
terrível? Cada vida tem a sua própria lista longa, triste de esperanças malditos.
Saiba-( a ) que a preparação para o serviço celestial nunca é desperdiçado . Talvez
a vida não é tão cheia de lixo que temos suposto. O Construtor Divina pode transformar
nossas próprias ruínas para fins úteis. A preparação que foi desperdiçado na vida de um
homem pode estar a serviço de outro. No entanto, o verdadeiro caminho para evitar
possíveis resíduos é fazer com que esta vida terrena uma preparação para o
celestial. Nós nos preparamos para entrar na corte dos reis da terra, e nunca são
convocados para a presença real; mas aqueles que se preparar com o espírito certo e de
acordo com o método evangelho para entrar no tribunal do Rei eterno, mais
seguramente ser convocado para ficar na Presença que onde há plenitude de
alegria. ( b ) Que as esperanças sugeridas pelo evangelho não pode ser destruído . As
esperanças de os mundanos são muitas vezes ilusório. As esperanças do hipócrita
perecerá. Mas a esperança dos justos é alegria. Para o homem que constrói pela fé no
evangelho do querido Filho de Deus não há alegria em antecipação e alegria em
fruição.Aqueles que, justificados pela fé em Cristo, e santificados pelo Espírito Divino,
entreter a esperança de ser para sempre no céu, nunca vai ser enviado de volta para a
prisão de corações tristes e murchas. ( c ) Se os filhos deste mundo fazer tais grandes
preparativos para as posições que nunca pode ser chamado a ocupar, o que os
preparativos deveriam os filhos da luz fazem a ocupar corretamente a posição elevada
de que eles serão certamente chamado ."Portanto o melhor, irmãos, diligência para
tornar a sua vocação e eleição."

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 12-14


O conflito, que emulação era agora entre todas as donzelas persas que, ou foram ou
se consideravam justo! Cada um espera ser uma rainha, e não vê razão para que
qualquer outro deve ser pensado mais excelente. Como estávamos felizes se
pudéssemos ser tão ambicioso dos nossos esponsais ao Rei do céu! Cada virgem deve
ser de seis meses purificados com o óleo de mirra, e seis outros meses perfumados com
perfumes suaves, além dos recibos especiais que foram autorizados a cada em sua
própria eleição. Ó Deus, que cuidado, o custo é necessária para que a alma que deve ser
abordada uma noiva apto para a tua majestade santa e gloriosa? Quando nós nos
percorri com o óleo mais a limpeza do nosso arrependimento, e nós mesmos perfumado
com os teus melhores graças, e nossa perfectest obediência, é o único louvor de tua
misericórdia para que possamos ser aceito -. Bispo Municipal .
Sem dúvida, as virgens geral aproveitou a oportunidade, uma que iria ocorrer, mas
uma vez em suas vidas, de se carregar com ornamentos preciosos de vários tipos,
colares, pulseiras, brincos, tornozeleiras, etc -. Rawlinson .
Quais são os cuidados eo custo é necessário para a decoração da alma quando ela
iria preparar como uma noiva aceitável para Jesus -. Starke .
Porque Deus deseja mais e mais para ter prazer em nós, e para nos aproximarmos de
nós, e, portanto, cada vez mais passa a nos purificar. Para que ele nos ama em primeiro
lugar, quando cheio de corrupções, mas ele não pode tanto prazer em nós como ele o
faria, nem ter que a comunhão com a gente, não mais do que um marido pode fazer com
uma mulher que tem um hálito desagradável ou uma doença repugnante . Devem,
portanto, ser purificado para sua cama, como Esther foi por Assuero. "Chegai-vos a
Deus", diz James ", e ele se chegará a vós", mas, em seguida, você deve "limpar as
mãos, e purificai os corações", como segue-se lá; Deus vos mais nenhum prazer para
nos aproximarmos de você -. Goodwin .
Homilética PRINCIPAL DO PARÁGRAFO. VERSOS 15, 20
ELEVAÇÃO DE ESTER
Deus na natureza misteriosa de suas operações derruba os poderosos de seus
assentos, e exalta os humildes. Em todas as mudanças da vida, na ascensão e queda
tanto das nações e dos indivíduos, que só deve ser capaz de andar com calma como
vemos o propósito decisão do Supremo de passar para a sua realização. Vamos a
história dos movimentos de Deus no passado ser o intérprete do presente, e dar firme fé
na sabedoria infalível do Infinito. O Vashtis pode cair, mas sua queda é o Divino
trampolim pelo qual os Esthers órfãs subir para a grandeza, a fim de prestar um serviço
à humanidade. História escrita revela o poder de Deus; e quando a história do presente é
escrito ele irá declarar que Deus ainda está trabalhando. Vamos agora ler a história da
elevação de Ester, de modo a ensinar no presente.
Os servos de Deus I. esperar pacientemente a sua vez. que Ester era o servo de
Deus é clara a partir de toda esta história. Ela era seu vaso escolhido.Aqui ela espera o
tempo do Senhor. Ela não tem pressa; ela se manifesta a calma de grandeza
consciente. A verdadeira grandeza não tem nada a perder, paciência. Pode-se objetar
que ela foi obrigada a esperar sua vez. Pode, no entanto, ser respondido que muitos são
imprudentes o suficiente para tentar lutar contra a força da Providência, e procuram
apressar em movimentos Divinos. Esther não fazer este curso, porque ela tinha sido
ensinado lições divinas. Ela podia esperar. Bem-aventurados os que sabem esperar,
quando esperar é a nomeação Divino. Bem-aventurados são eles também que sabe como
se mover quando a sua vez chegou a ir ter com o rei. Pronto para servir tanto pela espera
e pelo movimento é a característica dos servos de Deus.
II. Os servos de Deus têm manter a confiança. Esther exigido nada, mas o que
camareiro do rei nomeou. Como uma mulher sábia, que ela iria tomar o que era correto
e necessário para seu adorno, mas, como uma consciência de ser enviado em uma
missão divina, que ela não estava inclinado a enfeitando-se com jóias vistosas. Ela
deixou sua beleza contar a sua própria história emocionante, e trabalhar em sua própria
maneira mágica. A bondade de sua alma brilhava através dela forma física, e tornou-a
mais atraente do que se ela tivesse usado as peças mais caras. Ela tinha uma confiança
de sustentação que a fez não muito ansiosa e exigente em suas necessidades. Um
esforço sincero de servir a Deus entregará dos males do excesso de ansiedade. Natureza
exige pouco, e de graça menos. Ela exigido nada, mas o que foi nomeado. Oh por graça
para diminuir o número de nossas necessidades, para aprender a lição difícil, em
qualquer estado somos estar contente.
III. Os servos de Deus achar graça em bairros inesperados. Do ponto de vista
humano, era uma coisa surpreendente que o rei deveria tão de repente encontrar seu
amor tirado para este judia cativa e órfãos. Mas o mais surpreendente ainda é o fato de
que Ester alcançava graça aos olhos de todos os que viam.Foi ciúme de olhos verdes
naquela ocasião conquistou? Será que nenhum dos virgens sobre o futuro tentam
depreciar sua beleza? Será que nenhum objeto com o formato de seu nariz, a cor de seu
cabelo, ou o tom da sua pele? Havia ouvido sussurro contra esta linda
donzela? Mulheres são nítidas para descobrir os defeitos um do outro e, no entanto
Esther fugiu porque estava divinamente moda e divinamente guiado. Ela era admirado
por todos, porque ela era um servo de Deus. O ódio é, por vezes, a pena de fidelidade no
serviço de Deus; mas se perseguidos por amor de Cristo receberemos a favor do céu,
que é melhor do que a favor da Terra. No entanto, podemos encontrar este, que Deus
levanta para seus amigos agentes no bairros inesperados. Joseph encontrou amigos e
ajudantes no cárcere.Daniel teve leões para os seus amigos e um rei para o seu
edredom. Bunyan foi confiada por seu carcereiro.
IV. Os servos de Deus são reais. definir o rei a coroa real sobre a cabeça de Esther,
ea fez rainha em lugar de Vasti. Mas Esther não precisava de insignia terreno para expor
sua realeza. Ela era um servo de Deus, e todos os seus servos são real. Uma semente
real, uma corrida real são os filhos de Deus. Ela era uma rainha em virtude de uma
criação divina. Ela era real devido à imponência majestosa de sua personagem. Suas
virtudes eram sua coroa. Eles brilharam com brilho superando de longe a virtude de
pérolas ou rubis. A coroa que Assuero colocada em sua cabeça irá desmoronar a poeira,
mas a coroa de suas virtudes nunca sofrerá qualquer manchando de seu brilho. O que a
ambição não é receber coroas reais de reis terrenos! Que comoção no harém quando o
sussurro saiu, Esther recebeu a coroa real! Como soldados irão lutar, e Que dificuldades
oficiais perdurará, a fim de receber a fita de decoração ou medalha de um soberano
terrestre!Mas isso não é nada para a posição daqueles que estão a receber a coroa celeste
das mãos do Rei eterno. Feliz dia quando Jesus estabelecerá a coroa real de sua
aprovação sobre a cabeça dos seus favoritos.
Os servos de Deus V. são instrumentos do bem. Nós não estamos agora prestes a
se referir a grande obra-vida de Esther na libertação do seu povo de um grande perigo,
mas aos fatos aqui declarados. Para celebrar a elevação de Ester com a coroa, o rei deu
um grande banquete, chamado festa de Esther, a todos os seus príncipes e servos, e
liberação concedida para as províncias. Este documento pode ser entendido ou de uma
remissão de mão de obra ou a remissão de impostos. É altamente provável que ele se
refere à nomeação de um feriado, em que haveria um descanso do trabalho. Finalmente,
o rei deu dons com magnificência real -. Keil . Quando os justos são exaltados a nação
tem motivo para se alegrar. Mesmo benefícios materiais resultam da sua elevação. O
país deve mais à presença nele do justo do que ele quer entende ou está preparado para
admitir. Ex-festa do rei terminou desastrosamente, mas nós não lemos de qualquer mal
resultante das festividades alegres nesta ocasião. Podemos supor que a presença de
Esther exerceu uma influência salutar e repressão? Os justos devem estar economizando
forças.
VI. Os servos de Deus são equipados para os cargos a que são
levantadas. Esther foi presenteado com o poder do silêncio, e isso é um dom raro. Ela
não mostrou seu povo parentela nem o seu, durante o tempo definido ainda não tinha
chegado para o anúncio. Intoxicado com seu sucesso, ela poderia ter feito uma bravata
prematura da baixeza de sua origem. Mas ela não o fez, pois ela foi divinamente
provido. Ela sabia tanto quando falar e quando manter silêncio.Modas Deus e educa os
seus servos para as esferas particulares que se destinam a preencher, e para os deveres
especiais que se destinam a descarga.
VII. Os servos de Deus em posições mais elevadas não se esqueçam as
moralidades menores. Seria, podemos supor, foram chamados a imoralidade menor
tinha Esther negligenciado o mandado de Mardoqueu. Ela agora era uma rainha, e ela
estava a ser sujeita a seu tio? Pode haver menor e maior em moralidades, mas
infidelidade no mínimo, leva à infidelidade no maior. Esther estava convencido da
sabedoria de Mordecai e impressionado com um senso de sua bondade, e, portanto,
sentiu que o seu mandamento é vinculativo. Não podemos, mesmo em posições mais
altas, para ser surdos à voz da sabedoria. Os mandamentos de homens sábios antigos
têm em si uma força divina. Esses Esthers são divinamente sábio que prestar atenção
respeitosa às palavras pesadas do Mordecais idade.
Observe que todos os cristãos são os servos de Deus, se a posição terrena ser alta ou
baixa. Eles são reais, se morando em uma casa de campo ou reinando em um
palácio. Eles não devem ser excessivamente preocupados com as coisas boas ou
excelentes desta vida. Esther exigido nada. Eles devem mover-se com fé e confiança
tranquila de descanso em seu Deus. Eles devem procurar, acima de tudo, para se
adequar-se a ser instrumentos de bom para a sua espécie.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSO 15


Agora, quando a vez de Ester , & c-Então, e somente então. Então, quando Joseph
era suficientemente humilde, o rei mandou soltá-lo; o governante do povo deixá-lo em
liberdade. Quando David foi tornar-se retirado do mundo, quando o seu coração não era
arrogante, nem seus olhos são altivos, e depois foi ele avançou para o reino. Aquele que
crê não se apressa. O tempo de Deus é o melhor; e como ele raramente vem em nosso
tempo, por isso ele nunca falha em seu próprio -. Trapp .
Ela exigido nada .-Como outros empregadas tinha feito para definir a sua beleza,
mas contentando-se com a beleza nativa, e que a sabedoria que fez seu rosto brilhar, ela
humildemente toma o que Hegai dirigiu a ela para, e inteiramente repousa sobre a
Divina Providência . - Trapp .
Undazzled pelo esplendor e realeza, a virgem do concurso rejeitou todas estas
coisas. Com nobre simplicidade ela tomou os ornamentos, nem a seleção nem nada
exigente, que o chefe camareiro trouxe para ela. Mesmo depois que ela se tornou rainha
acima de todas as esposas do rei, seu coração ainda se agarrou, não só com gratidão,
mas com obediência infantil, para seu tio piedoso e pai adotivo, como no momento em
que ele treinou ela como uma menina. - Stolberg .
Vamos então homens e mulheres aprendem por este caso de forma a direcionar
todos os seus objetivos e desejos como agradar a Deus somente pelo ornamento de uma
boa consciência, e pelas formas de mentes bem ajustada; mas a desprezar as adventícias
ornamentos corporais deste mundo tão vaidoso em sua visão, e por isso a piedade
ganhar as recompensas mais seguras do céu. Para isso por si só é a verdadeira beleza,
que é precioso aos olhos de Deus, e que nos leva a ser aprovado pelo Rei dos reis, e
juntou-se a ele em matrimônio espiritual .... surpreendente que mesmo os pagãos viu e
ensinou isso, para as grades diz : Isso é enfeite que adorna, mas que adorna o que torna
uma mulher mais ajustadas e mais modesto. Para este fim, nem ouro, nem pedras, nem
aproveita roxo, mas o que tem a importação de gravidade, modéstia e castidade
-. Fenardent .
Essa mente é verdadeiramente grande e nobre que não é alterada com a maior
prosperidade. Rainha Esther não pode esquecer seu primo Mardoqueu;nenhuma pompa
pode fazer com que ela leve a carga de tão querida um parente; em toda a sua realeza,
ela lança seu olhar sobre ele entre a multidão de espectadores; mas ela não deve
conhecê-lo; sua obediência a mantém no temor, e não vai sofrer la para atraí-lo com ela
para a participação de sua honra. Ele preocupa-la nem um pouco de deixar esse dever,
mas ela deve; basta que Mordecai ordenou-lhe para não ser conhecido que ela era, ou
cuja -. Municipal .
Nem era Esther trás com suas declarações de gratidão. Muitos, quando de repente
exaltado esquecer seus antigos amigos, ou, o que é tão ruim, esquece-se, tornar-se
vaidoso e arrogante, e tão impaciente de admoestação e bons conselhos. As crianças,
quando crescem, tendem a pensar que eles são liberados de toda obrigação, mesmo para
seus pais naturais; tornam-se sábios aos seus próprios olhos, e desprezam o conselho
como se fosse uma suposição indevida de autoridade. Mas "Ester cumpria o mandado
de Mardoqueu, como quando estava sendo criada em casa dele." O mínimo significação
de sua vontade era uma lei para ela; pois sabia que ele iria exigir nada de seu
inconsistente com seu dever para com Deus e seu marido. Ele havia ordenado a ela para
não dar a conhecer o seu povo ou seus parentes; e isso ela religiosamente absteve-se de,
não só quando ela estava sob a condução de Hegai, mas depois ela estava sentada nas
afeições de Assuero, e tinha vindo para o reino. "Esther ainda não tinha mostrado o seu
povo nem seus parentes; como Mardoqueu lhe tinha ordenado. "Ela, sem dúvida, sentiu
um forte desejo de fazer a confissão, e usar o seu interesse com o rei para o avanço de
seu benfeitor tipo. Mas mesmo esse sentimento generoso que ela reprimidos, porque
teria levado a uma transgressão de seu comando. Para testemunhar sua gratidão ela não
iria desobedecê-lo, nem correr o risco de desagradar a ele. E ela agiu assim, embora não
pareça que ele conhecia-a com as suas razões para a ocultação. Podemos ter certeza, no
entanto, que Mordecai não impôs esse silêncio arbitrariamente; e sua cautela confirma a
observação já feita, que ele olhou para a frente a algo mais importante que era para ser
realizado pela elevação de sua filha, e esperou para a ocasião oportuna quando a
divulgação de seu povo e relacionamento com ele seria o meio de o
avançar."Conhecidas por Deus são todas as suas obras desde o início", e "o segredo do
SENHOR é com aqueles que o temem." - McCrie .
Há de tudo sobre Esther se envolver nosso interesse e simpatia. É triste o suficiente
para nos encontrar, mesmo em idade adulta, de repente, na linha de frente com a queda
dos que estavam na natureza antes de nós; mas "ela não tinha pai nem mãe" quando
ainda era criança, necessitando de todos os cuidados. E havia agravos sérios de sua
orfandade-seu sexo, sua pertença à raça de exilados, sua beleza. Mas o amante de
crianças pequenas, o Pai dos órfãos, que havia dito que esses cativos, "Deixa os teus
órfãos, eu os guardarei em vida", previa Esther quem provou seu pai e mãe. E há os
primeiros indícios de que a menina órfã era uma filha do Senhor dos exércitos; ela
obedeceu Mordecai, mesmo quando fora de seu controle; e ela estava modestamente
livre de amor à ostentação, uma característica pouco de se esperar em uma beleza
favorecido a menos que ela também tinha graça. Por fim, ela se tornou rainha consorte,
e fé de Mordecai teve sua recompensa, pois nós estão dispostos a pensar que deve ter
sido na fé que ele tinha cometido a ela para os vários perigos destes doze meses. O
paralelo entre Esther eo filho Moisés é impressionante (como McCrie mostra em suas
palestras): cada um superior a feira; cada levantou da estação humilde para um lugar ao
lado do trono; cada um libertador de Israel; cada lançado sobre as águas por um tempo,
embora as águas em que Esther foi expressos eram muito mais perigosa do que o Nilo, e
da casa real do que a arca de juncos; para que possamos creditar Mordecai com a fé
como a de Amram e Joquebede. Pelo menos, é certo que o avanço de Ester, quando ele
veio através da beleza que lhe deu o nome dela, não veio por que só ou
principalmente. Deus deu "a sua graça aos olhos de todos os que esperavam dela;" seu
pai a mandou para o marido, um órfão pobre, de fato, mas com essa "discrição", sem o
qual sua beleza teria sido em seu julgamento "como uma jóia de ouro em focinho de
porco "-. Symington AM, BA .

Homilética PRINCIPAL DO PARÁGRAFO. VERSOS 21, 23


OS CONSPIRADORES EA COUNTERPLOTTER
Nesta passagem temos uma ilustração impressionante, mesmo em um ponto de vista
temporal, da afirmação de James, "então a concupiscência, havendo concebido, dá à luz
o pecado; eo pecado, uma vez consumado, gera a morte "aqui nestas duas plotters-
Bigthan e Teres-são afetos depravados e desejos que trazem adiante pecaminosidade de
propósito.; que não era culpa sua que o propósito pecaminosa não culminar no ato
pecaminoso, e eles eram culpados. O objetivo pecaminoso desmarcada da nossa parte
nos torna criminoso aos olhos de Deus, embora nem sempre aos olhos do homem. Este
propósito pecaminoso trouxe sobre eles a morte temporal. "Ambos foram enforcados
em uma árvore." Morte temporal nem sempre é o resultado de propósitos
pecaminosos. Se fosse, o que é um vale da morte neste mundo seria. Mas oh, se não nos
arrependermos de propósitos pecaminosos, e voar para Jesus Cristo, refúgio dos
pecadores, a morte espiritual será o resultado inevitável. Os conspiradores são Bigthan e
Teres. Seu projeto era escura e covarde, e não deve ser tolerada, porque tais parcelas
eram muito comuns naquela época. O counterplotter era Mardoqueu, que estava sentado
à porta do rei.
I. Note, o seu descontentamento e seu contentamento. história profana não lança
luz sobre suas circunstâncias. Não podemos dizer se eles tinham ou não um verdadeiro
motivo de raiva. Devemos simplesmente acatar a declaração de dois dos eunucos do rei
eram indignou. A raiva pode surgir a partir de qualquer causas reais ou
ideais. Certamente descontentamento é uma fonte fecunda de raiva. O homem
descontente logo descobre razões pelas quais ele deve estar com raiva. A queixa
imaginária é o bastante para agitar a natureza e despertar as paixões furiosas. Se a
verdade fosse conhecida, estes homens tinham muito provavelmente mais uma razão
para estar satisfeito com o monarca por suas vantagens de estar com raiva por conta de
alguma queixa. Mordecai não tinha muita razão exterior para satisfação. Ele poderia ter
razoavelmente esperado mais em conseqüência da elevação de Esther. Mas ele se sentou
com o coração contente à porta do rei. Ele não reclamou porque ele não tinha sido
levantada para uma posição elevada na corte. Ele não se sentou como um cativo servil,
não com a carranca de descontentamento em suas sobrancelhas; mas regozijo, podemos
crer, na elevação da sua ele amava, docemente a sonhar com a sua glória, e tentando
imaginar a si mesmo o efeito salutar de sua influência moral nesse palácio pagão.
II. Seu descontentamento culmina com um propósito homicida. Eles tentaram
colocar as mãos sobre o rei Assuero. Aquele que odeia a seu irmão é assassino. A raiva
é um assassino, embora a vítima escapa com vida. A sociedade não pode punir por
homicídio unenacted. Os governos humanos só pode tomar conhecimento a este respeito
de ações. O governo Divino exerce controle no mundo imaterial do pensamento. Os
pensamentos são poderes. Raiva não expressa é pecaminoso se encorajado. Deus vai
tentar nossos pensamentos. Quem, então, subsistirá?
III. Este contentamento expressava-se num fiel desempenho do dever. Mordecai
não disse: Por que eu deveria se intrometer? o que importa para mim o que acontece
com este pagão déspota? Mas ele praticamente disse: Aqui está um grande erro que está
sendo planejado; é meu dever dar a conhecer a conspiração e trazer os conspiradores
para julgamento. Ela é necessária não só daqueles em altos cargos, mas daqueles em
posições baixas, para que seja encontrado fiel. Os homens sentados à porta do rei muitas
vezes pode fazer mais serviço à nação do que aqueles que se sentam na presença do
rei. Utilidade é exigido de todos, onde quer que encontrados. E oh, os homens no portão
do rei do céu deve ser fiel. Vamos cultivar corações contentes e agradecidos com e para
as dispensações da providência divina, e, assim, estaremos o mais provável é ser servos
fiéis.
IV. Sua loucura e sua sabedoria. Maldade é sempre uma loucura, ea bondade é
sempre a sabedoria. Mas isso deve especialmente atacar a mente observadora, que os
ímpios muitas vezes pôr-se a punição por algum ato flagrante de loucura da sua parte. O
assassino em visando ocultação persegue o próprio curso que faz a sua fácil detecção. E
estes homens conspiraram; mas eis que, por sua loucura a trama é descoberta. E a coisa
ao conhecimento de Mardoqueu.Ele fez um curso sábio para a derrota de sucesso de seu
projeto assassino. Se eles planejaram ardilosamente, ele counterplotted mais
habilmente. Ele não exigiu uma audiência de Assuero. Isso pode ter despertado as
suspeitas destes eunucos assassinos. Mas ele podia confiar em Esther. Então, ele disse
que a ela, e ela certificado ao rei em nome de Mardoqueu. Ao lidar com os ímpios,
devemos ter cuidado. De passagem por este mundo, devemos ser prudentes como as
serpentes.
V. A sua desgraça e sua recompensa. O assunto foi investigado pelo rei, e
descobri que Mardoqueu tinha testemunhado. Os dois criminosos foram enforcados em
uma árvore, ou seja, empalado em uma estaca, uma espécie de crucificação -. Keil . A
fim rápido foi colocado à sua trama. Aqueles que conspiram contra reis terrestres são,
por vezes aparentemente bem-sucedido; mas aqueles que conspiram contra o Rei dos
reis não deve sempre triunfar. Sua queda será realizado, e sua punição é, em última
análise determinada. A circunstância foi inscrito no livro das Crônicas, perante o rei,
imediatamente após sentença tinha sido passada por um tribunal sobre o qual o monarca
presidiu. E isso era tudo fiel Mordecai apareceu provável conseguir. Nenhum dinheiro
foi-lhe dado pelo erário real. Sem medalha foi cunhada em comemoração de sua
fidelidade. Ele não foi avançada a algum cargo de confiança e de influência. Sua
recompensa foi encontrado presente na consciência de ter feito o seu dever. Mas outras
recompensas seguido através da orientação daquele que não é injusto para
esquecer. Deus nunca se esquece: Palavras ditas para ajudar os fracos, para animar os
abatidos, e para orientar o perplexo será lembrado. As próprias lágrimas derramadas
miséria humana e do pecado terá seu lugar no ajuste final. Quando as transações
poderosas dos reis e dos guerreiros passaram na obscuridade, quando as pesquisas de
filósofos e de homens de ciência perderam sua atração, quando os vôos do poeta
deixaram de exercer a sua magia, e as cepas do músico para emocionar, e tela do pintor
pereceu como o rolo de pergaminho enrugado, em seguida, irá brilhar em cores
celestiais, carimbado com a aprovação divina, essas obras de fé e essas palavras e atos
de amor, que agora pode escapar do conhecimento dos filhos deste mundo.
Saiba-( a ) Que nenhuma posição de vida está livre de perigo. O único caso de morte
deve vir mais cedo ou mais tarde, tanto para o rei e para submeter. ( b) Que os súditos
fiéis são verdadeiras proteção de um monarca. Vamos monarcas não dependem de
decretos, e não sobre a gravidade, e não sobre os soldados, mas em que o amor que eles
têm acendeu no peito de seus súditos. ( c ) Que os súditos fiéis são assuntos tementes a
Deus. ( d ) que os reis devem procurar se cercar de ministros tementes a Deus, devendo,
certamente e tão rapidamente recompensar aqueles que fazem o bem quanto punir os
malfeitores. ( e ) Mas que fazer o bem é necessário em tudo, se o mundo se esquece ou
o mundo se lembra e recompensas.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 21, 23


Se a necessidade ou conveniência de seus ocasiões chamou para servir, sua piedade
e religião chamou-o à fidelidade em seu serviço. Dois dos eunucos do rei, Bigthan e
Teres, conspiram contra a vida de seu soberano. Sem grandeza pode proteger de traição
ou violência; ele que governou ao longo de milhões de homens, através de cento e vinte
e seis províncias, não pode assegurar-se da mão de um vilão; aquele que tinha o poder
da vida de outros homens está em perigo de sua autoria. Feliz é o homem que está uma
vez possuído por uma coroa incorruptível, unfadeable, reservada para ele no
céu; nenhuma força, nenhuma traição pode chegar lá; não pode haver perigo de
qualquer violência ou caducidade lá. A defesa mais provável da pessoa de qualquer
príncipe é a fidelidade de seus assistentes.
Só Digno disposições trabalho para merecer bem, deixando o cuidado da sua
remuneração a eles a quem diz respeito; ele está apto que o lazer de Deus deve ser
atendido em todas as suas designments -. Bispo Municipal .
Nada justifica-nos em assumir que Mordecai relatou esses conspiradores por razões
egoístas, ou a fim de obter distinção e mérito, ou porque Assuero como o marido de
Esther quase foi relacionado para si mesmo. Além de ser uma indicação, pode ser uma
expressão de astúcia, de seu senso de dever. Embora o judeu, como tal, não tenho um
sentimento muito quente de ligação com o rei persa, ainda, na medida em que ele viveu
de acordo com a palavra divina, ele procurou cumprir as suas obrigações também para a
autoridade governamental pagão. Assim, ele também se torna uma ilustração prática do
fato de que a piedade, que é alimentada pela Palavra de Deus também é um benefício
para o estado pagãos e pagãos governantes. Os governos dos tempos modernos, que
tratam a religião não apenas com tolerância, mas também com a indiferença, deve se
lembrar de que o temor de Deus, pois é útil para todas as coisas, é também o baluarte
mais substancial para a continuação do estado -. Lange .
No momento em que a inquisição foi feita, Bigthan e Teres poderia pensar-se
bastante seguro. Tanto quanto eles sabiam, o enredo escuro foi confinado aos seus
próprios seios, e como ambos estavam envolvidos, não era provável que qualquer um
deles seria divulgar o seu segredo. Eles continuariam suas funções, e assumir um ar de
indiferença. Um pouco de circunstância e outro discurso inadvertida, e uma arma que se
lançam fora em um canto para estar pronto para uso, e uma série de pequenas coisas
podem ter sido trazidos para a superfície, e, destes, uma teia é tecida em torno dos
conspiradores de projeto de que era impossível separar-se. "Verificou-se" palavras-que
nos lembram da divulgação final dos corações humanos. Quanto tem escapado à
detecção pelos homens! Quanto eles têm sido enganados por meras
aparências! Pensamentos e sentimentos, intenções e ações foram fechadas para alguns
câmara do coração em que a luz nunca foi autorizado a brilhar. Os assuntos deles nunca
ter refletido sobre eles mesmos, e ter guardado-los do ponto de vista dos outros. Eles
podem até ter passado pela vida com um caráter indiscutível e aparentemente santo. É
só por um tempo. A inquisição dos homens pode estar com defeito e falha, mas a
inquisição de Deus é perfeito e não qualificado. Quando ele faz inquisição para o
pecado não haverá nada nem concebido ou executado que não vai ele "descobriu." Na
perspectiva de que o futuro revelação dos segredos do nosso coração-que desvelar-nos a
nós mesmos, e antes de tudo homens é Politica melhor, bem como essencial para a
nossa maior paz, que deve agora lidar com honestidade, franqueza, quase severamente,
com nós mesmos, caminhar humildemente e sem dissimulação antes de todos os
homens, e fervorosamente pedindo a misericórdia de Deus em Cristo para cobrir a
multidão de nossos pecados. "Não há nada encoberto que não venha a ser revelado; nem
oculto que não haja de ser conhecido. "
Que recompensa foi dada a Mardoqueu pelo rei para a sua prevenção do mal que lhe
ameaçado! Alguns comentaristas têm tirado uma lição contra a ingratidão, da
circunstância de que nada é relatado como tendo sido feito por Mardoqueu. Se nada foi
feito, no entanto, não se pode dizer que nada foi destinado. Todo o caso foi "escrito no
livro das crônicas perante o rei" set-precisão para baixo pelos escribas que estavam
continuamente com o rei para gravar todas as coisas notáveis que aconteceram no
tribunal, e mantidos por ele para referência futura. Pouco a pouco veremos que este
registo foi produzido, e os eventos narrados agora foram convocados para a memória de
Assuero, e levou à elevação de Mordecai. A recompensa demorou, mas ainda assim ele
veio. Os homens podem ser esquecido, mas Deus nunca. E a maneira pela qual este
piedoso judeu foi finalmente recompensado deveria, em vez de nos incitar a desviar o
olhar do humano para o Divino, e colocar uma maior confiança no líder e recompensa
de Deus -. McEwan .
A narrativa antes nos ensina que tudo o que posto em homens providência são
chamados a preencher, eles podem ser instrumental em conferir benefícios importantes
sobre os outros. Mordecai, um homem de posição humilde, exercitando a compaixão ea
benevolência, treinou-se a menina órfã que se tornou rainha da Pérsia, e por intermédio
da qual enormes benefícios foram conferidos os judeus. Mardoqueu, que estava sentado
à porta do rei, salvou a vida do rei. E muitos incidentes existem, registrados tanto na
história antiga e moderna, que ilustram a verdade que na sociedade humana as diversas
classes são tão dependentes um do outro, que a maior pode ser feita devedor para o
menor, e que o mais humilde pode prestar serviços para aqueles acima deles, que não
podem ser adequadamente reembolsado. Tal fidelidade como Mordecai exibiu tem sido
muitas vezes exemplificado -. Davidson .
Para Esther obedecia as ordens de Mardoqueu . Seus-honras não havia alterado
suas maneiras; ela era como observador de Mordecai ainda como sempre. Assim era
José, David, Salomão, Epaminondas, e outros de seus pais velhos e mais pobres. Papa
Bento XVI, a Lombard, filho de um pastor, não iria reconhecer a sua pobre mãe, quando
ela veio a ele lady-like, mas fez com que ela se vestiu com trajes pastora, e, em seguida,
fez o seu toda a honra que poderia ser. Sir Thomas More teria em Westminster Hall
implorar a bênção de seu pai sobre os joelhos. Mordecai era pai adotivo de Ester, e deu
a ela, embora não o seu ser, mas o seu bem-estar; e, portanto, ela então respeita-lo, e é
por isso governado por ele. Ela tinha ficado com ele que disciplina e na admoestação do
Senhor que era melhor para ela do que a coroa do reino; para o que é grandeza não
santificado, mas desonra eminente? Se algum pais acham filhos desobedientes, deixe-os
considerar se, Eli-like, eles não têm honrado (quero dizer cockered) seus filhos muito, o
que é a razão que honrá-los tão pouco agora.
Naqueles dias .-Enquanto este príncipe voluptuosa estava no excesso de carnal
encanta sua vida é muito procurado para; lugares tão escorregadias são grandes os
estabelecidos em; assim o faz o molho Senhor a sua maior prosperidade com perigos
súbitas e inesperadas. Assim Attilas, rei dos hunos, foi enforcado em forcas, por assim
dizer, pelas próprias mãos de Deus no meio do seu casamento.
Alguns grandes príncipes ter desejado nunca ter se intrometido com o
governo; como Augusto, Adrian, Pertinax, que costumava dizer que nunca em toda a
sua vida cometeu a falta como quando ele aceitou o império; e muitas vezes ele fez sinal
para deixar o mesmo, e para retornar à sua casa. Dioclesian e Maximiano fez isso; para
eles descobriram que servi quot, tot hostes; quot custódios, carnifices tot; eles não
poderiam estar a salvo de seus próprios servos; mas, Dâmocles-like, sentaram-se à mesa
com uma espada pendurada desenhada por um fio torcido ao longo de seus
pescoços. Daí Dionísio não ousava confiar em sua própria filha para Barb ele. E
Massinissa, rei da Numídia, comprometeu sua guarda a um guarda de cães; para os
homens que não se atreviam a confiança.
E a coisa ao conhecimento de Mardoqueu .: Como ele veio a saber que é
incerto. Josefo diz que foi revelado a ele por um Barnabazus, um judeu, que era
funcionário de um dos conspiradores. R. Salomão diz que os eunucos falou da trama
antes de Mordecai na língua de Tarso, supondo-se que ele não tinha entendido eles, e
por isso saiu. Outros conceber que solicitou a ele, sendo um dos guardas da porta do rei,
também para se juntar a eles. Por mais que foi que ele conseguiu noção e inteligência de
sua finalidade sangrenta, Deus estava nela, e os homens bons são de seu conselho
privado. "O segredo do Senhor é para os que o temem." - Trapp .
Além de bajuladores, déspotas estão aptos a ter traidores e assassinos sobre eles,
como Bigthan e Teres. Mordecai detectada a sua vilania, e sem dúvida corria risco
considerável em expô-lo. Mas ele não era um daqueles que são honestos apenas quando
honestidade lhes parece ser a melhor política; ele fez o certo, porque era o certo,
fielmente e sem medo. Portanto, ele não ficaria decepcionado quando semanas e meses
se passaram sem que o egoísta aviso rei tomada do importante serviço que lhe tinha
prestado. Ele provavelmente não sabia que ele "foi escrito no livro das crônicas perante
o rei," pois era Esther que viu a isso. Havia um outro livro de memórias, "por serafins
writ", antes aquele que pode "esconder-se", mas que nunca se esquece. "O Senhor
atentou e ouviu, e um memorial foi escrito diante dele para os que temem ao Senhor, e
que se lembravam do seu nome. E eles serão meus, diz o Senhor dos Exércitos, naquele
dia em que eu reunir minhas jóias; poupá-los, como um homem poupa a seu filho que o
serve. "Logo, seguindo essa história, vamos" de retorno, e discernir entre o justo eo
ímpio, entre o que serve a Deus, eo que o não serve. "- AM Symington, BA .

ILUSTRAÇÕES
Ver. 11. bondade de Deus . Sem dúvida, disse o reverendo John Brown de Haddington, eu
me encontrei com ensaios, bem como os outros, mas tão amável que Deus tem para mim, que eu
acho que, se fosse para me dar tantos anos como eu já viveu em o mundo, eu não deveria
desejar uma única circunstância em minha sorte mudou, exceto que eu gostaria de ter menos
pecado. Como Mordecai vigiado Esther, por isso Deus cuida de saber como o seu povo fazer.  O
significado de todas as dispensações de Deus, na medida da sua bondade, ea natureza incansável
de sua observação de que não se sabe até que estamos na luz reveladora da eternidade. Oh, a
acreditar que os caminhos de Deus são os melhores que a tempestade, bem como a calma, o
áspero, bem como o bom, o doloroso, bem como a agradável indícios de bondade de Deus.
Ver. 11. glória da mãe . Um menino, ao ouvir um visitante de seu pai fazer uso do familiar
dizendo que "um homem honesto é a obra mais nobre de Deus", fez esta anotação inocente
sobre ela: ". Não, senhor, minha mãe é o trabalho mais nobre de Deus" Deixe pais ser tão
amorosamente ansioso para o bem-estar de seus filhos como Mordecai era para Esther;  deixá-
los por meio de tratamento criterioso, por exemplo sábio e amoroso, e pela oração constante
levá-los para dentro da beleza da santidade, e, portanto, suas memórias serão abençoados, e os
seus nomes mantidos em estima afetuosa. Alguns pais se queixam de uma falta de obediência e
de respeito por parte dos seus filhos, que poderia, com mais razão se queixam de sua própria
loucura em não insistir em obediência desde o primeiro, e de não realização de si mesmos, de
modo a comandar reverência e afeição .
Ver. 15. virtudes do verdadeiro adorno . Plutarco fala de uma mulher espartana, que quando
os vizinhos estavam mostrando suas roupas e jóias, ela trouxe os filhos, virtuoso e bem
ensinado, dizendo: Estes são os meus enfeites e apetrechos. Esther fez o mesmo com suas
virtudes, que atraiu todos os corações a ela; como flores como justos na primavera fazer os
olhos do passageiro. Ela se engalana com o branco da simplicidade, com o vermelho de
modéstia, com a seda de piedade, com o cetim de santidade, e com a púrpura da castidade; e
sendo assim, adornada e embelezada, as mulheres devem ter o próprio Deus para ser seu
pretendente, e todos os homens piedosos seus admiradores -. Trapp .
Ver. 15. Vestido . Vestido de uma mulher deve sempre ser modesto, nunca prender a
atenção, ou sugerir a casta. "Senhora", diz o velho John Newton, "para vestir e assim conduzir-
se que as pessoas que foram em sua empresa não deve se lembrar o que você tinha em." Uma
senhora elegantemente vestida perguntou uma vez um clérigo se houve algum mal em usar
penas e ornamentos. Ele respondeu: "Se você tem a vaidade ridícula em seu coração para
desejar a ser pensado muito e bem, assim como você pode sair o sinal." Vestido não deve ser
apenas modesto, mas tornar-se-tornando-se a estatura, porte, tez , e da estação do utente -.  O
filósofo prático .
Ver. 15. vestes de seda frescos . Troya relata que Francesca e seu amante Paolo foram
enterrados juntos após o abate pelo marido enfurecido de Francesca; e que três séculos depois os
corpos foram encontrados em Rimini, para onde haviam sido removidos do Pesaro, com as
vestes de seda ainda frescos. Mas mesmo essa peça de vestuário como os deve decair. Eles não
podem resistir à mão fulminante de idade Time. Tudo o que é material deve perecer. Mas a
roupa de seda da virtude deve estar sempre fresco. Vai durar não apenas durante três séculos,
mas para os ciclos da eternidade. Fresco e bonito para sempre é este glorioso vestuário.
Ver. 15. argila feito perfumado pela rosa . Um viajante de passagem pelo país na Pérsia
teve a chance de tomar em suas mãos um pedaço de argila que ficava à beira do caminho, e para
sua surpresa, encontrou-o a exalar um perfume mais delicioso. Tu és, mas um pedaço de barro
pobre, disse ele; um pouco atraente pobre pedaço feio, de barro! Como perfumado és
tu! Admiro-te, eu te amo; serás meu companheiro; Vou levar-te no meu seio. Mas de onde tu
esta fragrância? A argila respondeu: Eu tenho habitação com a rosa. Ester não era uma peça sem
graça, desinteressante de argila; mas seu perfume não veio de sua beleza física, mas do fato de
que em sua habitou a rosa de bondade. A argila de uma forma física bem em forma de tem uma
certa atratividade, mas só se torna perfeito, pois consagra e é embelezado pela doce flor da
virtude. A fragrância de uma vida santa é de longo alcance, sempre atraente, e sempre
duradouro.
Ver. 20. Silenciar uma virtude . Taciturnidade às vezes é uma virtude, e Tácito o melhor
historiador. Lema da rainha Elizabeth era, Vídeo, taceo -eu vejo, e não dizer nada. Diz Sófocles,
nada melhor convém a uma mulher do que o silêncio. Eurípides também diz que o silêncio, e
modéstia, e manutenção em casa é o maior elogio a uma mulher que pode ser. Curtius nos diz
que os persas nunca confie em alguém que eles acham ser falador. Alguns sabem quando falar e
quando calar, mas não agir até o seu conhecimento. Esther tinha o conhecimento ea graça de
conduzir-se de acordo com as exigências da sua condição.
"Dar a cada um o teu ouvido, mas poucos a tua voz;
Tome censura de cada homem, mas reservar o teu juízo "-. Polônio .
Ver. 23. Dever sua própria recompensa . Na costa do País de Gales um navio estava sendo
destruído, e os homens do barco de vida empurrada para fora para o resgate. Uma e outra vez
eles enfrentaram a tempestade, e seguiu em frente através das ondas de afluência, a fim de
salvar a vida humana. Quando a obra foi concluída, eo último homem trouxe em terra, eles
foram perguntados o que recompensa poderia ser dada. E a sua resposta foi nobre, que queriam
nenhum pagamento, a recompensa era de que eles tinham conseguido salvar os náufragos de
uma sepultura. Mordecai encontrou sua recompensa na consciência de ter feito o seu dever.Uma
consciência aprovar é melhor do que a riqueza dos monarcas. Livros terrestres de crônicas pode
enterrar enquanto gravam nossas boas ações, mas o nobre trabalhador olha acima e além dos
aplausos de tempo.
Ver. 23. heróis da Terra desconhecido . Antes que os homens saíram para a última guerra
norte-americano, os oradores lhes disse que todos iriam ser lembrado por seu país e os seus
nomes ser comemorado na poesia e na música; mas ir para o cemitério em Richmond, e você
vai descobrir que há seis mil sepulturas, sobre cada uma das quais é a inscrição "desconhecido."
O mundo não se lembra de seus heróis; mas não haverá nenhum obreiro cristão não reconhecido
no céu.Cada um conhecido por todos, grandiosamente conhecido, conhecido por
aclamação; todo o passado história de trabalho para Deus brilhando na face e testa, e pé e
mão. Eles brilharão estrelas como distintos para todo o sempre -. Talmage .
Ver. 10. verdadeira grandeza . Agostinho diz que "Deus é grande em grandes coisas, mas
maior nas pequenas coisas." E se formaria uma verdadeira estimativa de homens, devemos
medi-los não por seus grandes coisas, mas por suas pequenas coisas. Mordecai foi maior quando
ele não era grande na casa do rei, mas quando ele adotou seu primo, e foi fiel ao sentar-se à
porta do rei. Uma nova aritmética é necessária em computações sociais. Littles da vida são
realmente grandes e muitas vezes da vida. Homens são maiores em suas pequenas coisas. Nós
não precisamos de estacas mártir, nem campos de batalha, nem qualquer cenário público para
nos mostrar o homem bom e verdadeiro. Seus atos pequenos, sua conduta diária fornecerá
testes. Uma piscada revela o diamante.
Ver. 23. Latimer e Bonner . Bispo Latimer, quando examinados antes de Bonner, a
princípio respondeu sem muita reflexão e cuidado. Mas atualmente um som surpreendente cai
em seu ouvido. É apenas a arranhar de uma caneta no papel por trás da cortina. Por que o bispo
parar? Por que seu rosto empalidecer e sua estrutura tremer? Por meio de que a caneta suas
palavras estavam sendo tomadas para baixo para ser usado contra ele. "Suponha que você sabia
que um registo foi mantido por algum escriba invisível de tudo o que você pensar ou falar ou
agir; que tipo de pessoas que você se esforçar para estar no exercício de todas as virtudes?Saiba,
então, que nenhuma das suas ações pode jamais ser esquecido, que até mesmo seus
pensamentos mais secretos são escritos em registos duráveis. O Senhor dá ouvidos e ouve tudo
o que é falado por nós. Ele observa tudo o que pensar ou fazer, e um memorial foi escrito diante
dele, que um dia será aberta, para louvor dos que fazem o bem, e para a confusão dos
ímpios. Mordecai não se atualmente recompensado pelo rei para o serviço eminente que ele
tinha feito. Não importa; foi marcado para baixo no registo do rei. Se ele nunca tinha sido
recompensado pelo rei, o testemunho de sua consciência ea certeza da aprovação divina eram
mais para ele do que tudo o que o rei podia conceder "-. Lawson .

CAPÍTULO 3
NOTAS CRÍTICAS .] 1. Depois destas coisas] Após os eventos relacionados no capítulo
anterior. O décimo segundo ano do reinado de Assuero, cinco anos após o cap. 2:16, mas aqui
um pouco mais cedo. "O nome Hamã é provavelmente o mesmo que se encontra nos escritores
clássicos sob a forma de Omanes, e que em persa antigo teria sido Umana ou Umanish, um
equivalente exacto do Eumenes grego. Hamedata é talvez o mesmo que Madata ou Mahedata
(Madates de Q. Curtius), um antigo nome persa que significa "dado por (ou para) a lua."
- Rawlinson . O termo Agag significa "ardente", e pode ter sido aplicada a pessoas sem qualquer
referência à nacionalidade. Ele foi contratado como um nome geral de dignidade pelos reis de
Amaleque. Impossível determinar a nacionalidade de Hamã. Talvez possamos concluir que o
epíteto "agagita" é aqui usada simbolicamente de um inimigo pagão dos judeus. 2. Curvou-
se] A simples inclinação do corpo como a um igual em cortesia; mas reverenciado] uma
prostração completa em estilo oriental de homenagem a um superior. Uma espécie de
homenagem religiosa. A confissão de que Mardoqueu era judeu parece implicar que as regras de
sua religião não permitiria que ele para oferecer a aparência de honras divinas a um
mortal. Mordecai é representado no Esther apócrifo como orar: "Tu sabes, Senhor, que não era
nem de desprezo nem orgulho que eu não me curvei a Hamã; pois eu teria sido feliz para a
salvação de Israel para beijar as solas dos seus pés. Mas eu fiz isso que eu não poderia glorificar
o homem mais do que a Deus; nem que eu iria adorar qualquer, ó Deus, senão a ti.
" 4. Assuntos de Se Mardoqueu seria tolerado] Se os escrúpulos religiosos de um judeu seria
tolerada em oposição às leis e costumes. persas 6.Ele pensou desprezo] Literalmente, era
desprezível em seus olhos. 7.] O primeiro mês Nisan corresponde quase com a nossa abril. A
Adar décimo segundo mês com nosso março. Um intervalo de 11 meses. ‫פּוּור‬é uma antiga
palavra persa que significa lote ( res ). As palavras "do dia a dia, mês a mês duodécimo," não
deve ser entendido como dizer que os lotes foram lançados no dia a dia e mês a mês, até o
décimo segundo; mas que, nos primeiros meses lotes eram ao mesmo tempo lançar, um após o
outro, para todos os dias e os meses do ano, que um dia favorável pode ser obtida.  Nós não
sabemos a maneira pela qual isso foi feito, "o caminho do sorteio, sendo desconhecido para
nós." - Keil . Mas diz Rawlinson Pur é suposto ser uma palavra persa antiga etimologicamente
relacionado com os latino- pars , e significando parte ou lote. Em persa
moderno pergaminho tem esse significado. Os fragmentos recuperados da linguagem de idade
não têm, no entanto, cedeu nenhuma raiz similar. ‫הפ ִיל‬pode ser considerado como um verbo
impessoal, e refere-se a alguém cujo escritório era tirar a sorte. 8.] Os judeus eram, neste
momento um povo dispersos. Desde a queda de Samaria as tribos de Israel havia se tornado
mais e mais disperso entre os povos em todas as províncias do Oriente, até que suas divisões
tribo poderia ser agora, mas vagamente reconhecido. Sêneca diz: "Esse poder tem os costumes
deste povo detestáveis já adquiridas, que são introduzidos em todas as terras; . eles os
conquistados deram leis para seus conquistadores " . 9] dez mil talentos de prata, contados de
acordo com o shekel Mosaic, são £ 3.750.000; segundo o siclo civil £ 1.876.000 -. Keil . 10]. Os
sinetes de reis persas eram, por vezes, anéis, às vezes cilindros, este último provavelmente
suspensas por uma corda em volta do pulso. A expressão usada aqui pode se aplicar a qualquer
tipo de selo -. Rawlinson . O cilindro selo de Dario Hystaspes carrega uma inscrição trilingue
onde se lê: "Dario, o grande rei", e também uma imagem dos leões caça rei em um bosque de
palmeiras. 11.] Alguns entendem que isso significa que Assuero se recusou a prata que Haman
tinha oferecido a ele; mas a passagem é melhor explicada como uma concessão a ele de todos os
bens de tais judeus como deve ser executado. No confisco Leste segue necessariamente após a
execução pública, os bens de criminosos escheating à coroa, o que faz com eles como ele
escolhe -. Rawlinson . . 12] Os escribas de Xerxes são mencionados mais de uma vez por
Heródoto. Eles parecem ter sido no atendimento constante sobre o monarca, pronto para indiciar
seus editais, ou para anotar quaisquer ocorrências que ele desejava ter gravado
-. Rawlinson . ‫אתַשְד ַּוְפ ָנ ִים‬
ַ e ‫פַחוֹת‬são aqui colocados juntos, os sátrapas das províncias
maiores e os governantes entre os povos separados das províncias. O ‫שר ִים‬ ָ são os chamados
príncipes nascidos nativos das diferentes pessoas. 13.] Pelos corredores, por quem foram
enviados, entendem-se os postos de trabalho, o angari ou preasmen, que foram afixados nas
principais estradas do império a distâncias definidas a partir de o outro, de quatro a sete
parasangs, e que rapidamente acelerada do real (mails) letras ou comandos. Os três verbos, para
destruir, de matar e causar a perecer-são combinados para dar força à expressão. ‫שְׁלָל ָם‬é sua
propriedade, o que é chamado de despojo, porque foi entregue à pilhagem. 14.] por a questão do
decreto neste momento (o primeiro mês) os judeus em todo o império teve de aviso de nove a
onze meses do perigo que ameaçando-os. Assim por muito tempo um aviso é pensado para ser
"incrível", e pergunta-se: Por que eles não saia do reino? Em resposta, podemos dizer, (1) que
muitos deles podem ter deixado o reino; e, (2) que aqueles que permaneceram podem ter
acreditado, com Mardoqueu, que o alargamento e libertação surgiria de algum bairro ou
outro. Quanto ao seu ser improvável que Haman deve dar tal aviso longo, podemos observar
que Hamã só queria ser sair de Mardoqueu, e que a fuga dos judeus lebre serviu o seu propósito
muito bem como o seu massacre -. Rawlinson . 15. ] ‫נ ָביֹכ ָה‬principalmente, não significa que
ele foi angustiado pelo terror ou tristeza, mas que estava perplexo , não sabia o que pensar de
um comando tão terrível. A observação de que "Susã estava perplexa" tem sido atribuída a
presunção judaica, mas sem razão. Susa era agora a capital da Pérsia, e da principal residência
de persas de alto escalão. Estas, sendo ligado à religião de Zoroastro, naturalmente simpatizam
com os judeus, e perturbado com a sua destruição ameaçada. Não, mesmo para além deste laço
de união, o decreto era suficientemente estranho e ameaçador para "perplexo" cidadãos
pensativo -. Rawlinson .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSÍCULOS 1, 6


O HOMEM MAU PRÓSPERA
MATTHEW HENRY diz: "Eu me pergunto o que o rei viu em Haman que foi louvável ou
meritório; é claro que ele não era um homem de honra e justiça, de qualquer verdadeira
coragem ou conduta firme, mas orgulhoso, e apaixonado, e vingativo; ainda foi ele
promoveu e acariciou, e não havia nenhum tão grande quanto ele.Queridinhos dos
Príncipes nem sempre são dignos. "
I. O homem ímpio com grande prosperidade. História, tanto das nações e dos
indivíduos, se repete. Tanto na antiga e nos tempos modernos, podemos ver o ímpio
com grande prosperidade. Hamã é típico. A corrida é prolífico. Hamã é o progenitor de
uma longa linha que por aumento de plotagem hábil acima das cabeças dos homens
superiores. Se a grandeza terrena ser uma recompensa, o bem nem sempre são
recompensados no tempo. Neste mundo de recompensas não são administrados
corretamente. Empurre e tato receber o prêmio. Modest talento pode ser elogiado na
música ou na oração, mas pode ser grato, se ele não encontrar-se obrigado a entrar na
casa de correção. Bondade de púrpura e linho fino é elogiado; mas a bondade
personificada em um mendigo, chamado Lázaro, não é um artigo de credos
modernos. Ainda estamos muito propensos a acreditar que as tarifas Virtude
suntuosamente todos os dias, e que só vice é alimentado com as migalhas e tem suas
feridas lambidas pelos cães.
II. O homem perverso próspero é cercado por bajuladores bajuladoras. "Todos
os servos do rei que estavam à porta do rei, inclinou-se e Hamã, porque o rei assim tinha
ordenado a respeito dele." Mas o mandamento de um rei não é necessária para garantir
homenagem para fora para aqueles em lugares altos. Há sempre uma equipe de
bajuladores pronto para adorar a grandeza terrena. Vestir-se com as marcas exteriores
de favor real, e muitos são ao mesmo tempo preparado para se tornar seus aduladores
cegas. Christian Inglaterra não melhorou muito na pagã Pérsia. Aparência exterior atrai
mais admiradores do que para dentro vale a pena. O imperialismo é glorificado em
esferas políticas, literárias e eclesiásticas. Grandeza, não bondade, ainda é uma virtude
líder em sistemas éticos. Proeza de armas, impulso nos negócios, habilidade em política,
o sucesso na literatura, e desfile na religião são os artigos do Credo em que a sociedade
moderna acredita piamente. O mau Hamã, desde que ele é o primeiro-ministro deve ser
reverenciado.
III. O homem perverso próspero é cercado por bajuladores
intrometidos. Mesmo os admiradores podem ser muito intrometido. Se Hamã tinha
conhecido e visto tudo o que ele poderia ter orado, Salva-me dos meus amigos. Os
servos do rei disse a Hamã que não era um judeu que não reverenciar maldade
entronizado e deslumbrado. Não, eles teriam lhe dito isso tinha que lhe disse a
verdade; eles poderiam ter-lhe dito isso, se tivessem visto nobreza de Mardoqueu. No
entanto, seu zelo egoísta os levaram muito longe. Eles estavam minando a grande
posição de Hamã, e frustrando seus próprios propósitos de engrandecimento. Quantas
vezes é que, ao tentar agarrar demais, perdemos tudo!
IV. O homem perverso próspero descobre que falsa grandeza traz
problemas. Essa grandeza é falso o que não é o resultado da bondade. O curso de
prosperidade ímpios não pode ser executado sem problemas. Hamã se reúne com a
verificação e detecção Mordecai. Ahab é perturbado por Elias. Natã disse a Davi: Tu és
o homem. Herodes decapita João Batista, mas ele ainda não está livre de um espírito de
reprovação. Quando Mordecai se recusa a se curvar deixar Haman tremer. Nós não tente
processar o inquérito difícil o que era o que levou Mordecai se recusar a ceder a
Haman. Muito tem sido dito e escrito, mas nenhuma conclusão satisfatória foi
alcançada. Tudo o que podemos dizer é que deve ter havido um motivo religioso forte
trabalho na mente de Mordecai, que o levou a seguir um curso que o expôs à ira de um
déspota oriental. A nobreza, o heroísmo de Mordecai deve ser admirado como ele
enfrentou, assim, a própria morte, e se recusou a seguir a multidão em fazer o mal. Oh,
há mais Mordecais; para aqueles que se atrevem a ser singular; para quem vai ficar por
suas convicções. Vamos assistir a grandes homens como os homens de fortes
convicções deportar si. Não há ensinamento mais saudável no clima silencioso do forte
de espírito do que nas palavras doces de bajuladores rasas.
V. O homem perverso próspero pode aprender que uma natureza desenfreada
traz problemas. Haman estava embriagado com a sua grandeza, e não podia tolerar que
um pobre judeu recusou um ato externo de homenagem. Hamã estava cheio de ira, e,
conseqüentemente, estava cheio de problemas. Cruel é o furor, tanto para o sujeito eo
objeto. Uma nuvem escura reúne no rosto de Hamã, para a ira afasta a luz do sol
torcendo, e traz trevas sobre o homem todo. Um silvo sussurrou chegando ouvido do
grande homem é suficiente para afogar as hosanas da multidão.
VI. O homem perverso próspero involuntariamente traça sua própria
queda. ira de Hamã levou a extremos perigosos. Ele vão imaginava que nada poderia
suportar a sua grandeza; para que ele determina para se vingar de sinal em Mordecai,
fazendo toda a sua nação sofrer. Não foi suficiente para este grande homem para tocar
somente Mordecai. Ele não iria se rebaixar por impor as mãos sobre aquele cão de um
judeu. Ele deve ter massacre. Portanto Hamã procurou destruir todos os judeus que
havia em todo o reino de Assuero. Pobre Haman! Já vemos te pisando em um
vulcão. As tuas mãos estão cavando a cova em que hás de cair. Teus servos já estão
preparando a forca em que tu mesmo serás enforcado.
( a ) Prosperidade tem suas desvantagens . Isto é verdade para toda a prosperidade,
mas mais especialmente da prosperidade dos ímpios. O triunfo dos ímpios ser
curto. Grandeza comprados pelo sacrifício de bondade deve trazer problemas, ao seu
possuidor, mais cedo ou mais tarde. ( b ) "Melhor é ser humilde de espírito com os
mansos, do que repartir o despojo com os soberbos." Haman e seus bajuladores foram
dividindo os despojos, mas eles não estavam felizes.Mordecai era de um espírito
humilde, e gostava de paz de espírito. ( c ) Que nossos maiores problemas, muitas vezes
nascem de nossas próprias naturezas depravadas. Depravação de Hamã funcionou ele
miséria ea ruína no final.
"O céu é o mais justo, e de nossos vícios agradáveis
Faz instrumentos para nos flagelo. "

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 1, 6


Nós temos a imagem nos deu, e são chamados para estudá-lo, de um homem
completamente mau, um dos seus descendentes, que era um mentiroso e assassino desde
o início. * O maior número de homens maus têm alguma característica redentora em
seus personagens para que temos o prazer de voltar para alívio; mas você procurar em
vão por qualquer característica redentora em Haman. Era vaidoso, falso, egoísta, e não
apenas cruel na forma impensada que todas as pessoas egoístas são cruéis, mas
vingativo e de coração negro. Tudo estava indo bem com este homem. Seus rivais tinha
sido esmagada, seu assento havia sido definido acima dos assentos de todos os nobres
da corte, o rei tinha-lhe o seu companheiro benção feita, e tinha emitido ordens para que
os criados do palácio deveria se curvar diante dele e fazer-lhe reverência. Ele era como
quase feliz como um homem pode ser, cuja paixão dominante é vaidade; mas esses
homens têm a sua felicidade por um mandato muito frágil. Não parece completamente
bem que Assuero deve ter precisado de dar ordens especiais sobre os seus servos
curvando a Haman. Darius não precisava fazer isso, no caso de Daniel. Tivesse o
favorito foi respeitado e gostou, os homens lhe teria dado toda honra decente
espontaneamente. Mas este era um caso muito diferente. Daniel realizado dentro de si
mesmo que o que garantiu a sua paz, mesmo quando, de repente jogou para baixo da
estação elevada para a cova dos leões; mas este pequeno-grande homem foi feito
miserável por descobrir que não havia um único porteiro que não prostrar-se diante
dele. "Mas Mordecai não se inclinava nem se prostrava." Parece uma coisa muito
pequena, mas quando um homem como Mordecai atribuiu importância a isso, devemos
fazer uma pausa e considerar se o assunto era realmente tão pequeno quanto
parecia. Pois é uma maneira insegura de raciocínio para dizer sobre qualquer coisa, é
apenas um pequeno ato; por escrúpulo sobre ele? Se não é bom, ele pode não fazer
mal; e assim por diante. Por tais hábitos de raciocínio de inverdade e intemperança tem
muitas vezes sido formado, e que foi, talvez, pouco em si mesmo, se tivesse sido
possível separá-lo de tudo, tem sido encontrado para ser qualquer coisa, mas muito
pouco em seus resultados. A verdade é que não podemos separar qualquer ação única do
resto de nossas vidas, de modo que a importância de uma ação não depende da sua
grandeza ou sua pequenez, mas em muitas outras circunstâncias, tais como, quantas
vezes fazemos isso, o efeito que tem sobre os outros, em particular a sua influência em
nossas próprias consciências. Neste caso, acontece que o que Mordecai fez-sim o que
ele determinou a não fazer-se revelado de grande importância para todo o império
persa; mas ele não poderia saber disso. O que ele sabia era que, se ele tinha uma vez
cedeu à Hamã sua consciência teria sido contaminado, tão certo como Daniel teria sido
se ele tivesse comido carne do rei; e uma consciência poluída há ninharia. Um homem
tem que carregá-lo sobre com ele todos os dias, para ir dormir com ele, se ele puder,
para encontrá-lo novamente quando ele acorda, até que Deus elimina a mancha
-. Symington AM, BA .
A verdadeira religião não interfere com as cortesias comuns da vida, nem proibir a
nossa prestação que honrar a classificação ea estação que lhes é devido.Mas quando o
vício ea infâmia real são envoltas em alto escalão, o cristão deve tomar cuidado de agir
de forma a torná-lo supõe que o posto faz um pedido de desculpas para o vício e
infâmia, ou torna-os menos odioso do que realmente são.
Ele deve ser considerado como uma espécie de retribuição, no caso dos homens
ímpios e maus, que a própria irregularidade ea violência de suas paixões contém em si o
que é suficiente para amargar o copo inteiro de sua alegria. Isso é questão de
experiência universal. No caso diante de nós, é muito claro que a atitude inflexível e
desdenhoso de Mardoqueu prestados Haman completamente indiferente à homenagem
que lhe foi prestado por outros. Anteriormente, ele havia se aposentado a partir de sua
participação sobre o rei, no meio da multidão de escravos servis e de próstata, com os
maiores desejos de seu coração gratificado. Sua grandeza foi reconhecido. Sua vontade
era lei. Não havia nenhum homem no reino, ao lado do próprio soberano, a quem tal
incenso foi oferecido por todos. Ele tinha chegado a uma elevação maior do que os
maiores nobres do reino ocupados. Unbounded poder ea riqueza foram ao seu alcance,
eo que mais ele poderia desejar? Mas agora um incidente, em si tão insignificante que
nós queremos saber que poderia ter ocasionado o mesmo dor por um momento, retira
sua grandeza e poder de todos os seus encantos. Mordecai não se curvará a ele, nem lhe
reverência. A homenagem servil de milhares deixa de agradar ele, porque este homem,
um judeu-não reconhecer sua grandeza, nem honrá-lo. Seu sentimento é trazido para
fora depois muito graficamente na história quando, depois de contar à sua família e
amigos todas as dignidades e vantagens que, através do favor do rei, que ele gostava, ele
diz: "Tudo isso não me satisfaz, enquanto eu vir o judeu Mardoqueu sentado à porta do
rei. "
Os ímpios sempre recebem parte de sua punição na violência de alguma paixão
profana que os cega para todos os benefícios reais da sua sorte. Será que não existe uma
doença roer no coração do avarento, por exemplo, que o impede de desfrutar das coisas
boas que são colocados ao seu alcance, só porque ele ainda não adquiriu tudo o que ele
deseja possuir? E ainda, como ele fica mais e mais, ele não é tão longe como sempre de
estar satisfeito, já que ele ainda não atingiu o ponto em que ele pretende? Ou, mais uma
vez, olhar para o homem que é o escravo de inveja, e marcar como miserável essa
paixão base faz dele. Ele tem amplos meios de diversão que ele pode chamar de seu,
mas o seu vizinho tem algo que lhe agrada melhor, e que só porque uma coisa é
awanting para si mesmo, ele não pode encontrar satisfação nas bênçãos variadas que
uma Providência tipo tem derramado sobre ele. Bom do seu vizinho é o que Mardoqueu
à porta do rei era a Hamã. Da mesma forma, eu poderia advertir para o funcionamento
das paixões mais violentas de raiva e vingança, como uma causa de intenso tormento
para aqueles que os apreciam, e como totalmente impedindo-os de tirar proveito de
muitas fontes de felicidade que estão abertos para eles por todos os lados.Eu também
poderia aludir à miséria que feriu a vaidade eo orgulho ofendido muitas vezes trazem
para aqueles que têm altas noções de sua própria importância, como quando uma
palavra ou uma ação insignificante vai descompor-los por muitos dias juntos, e privá-los
de seu gosto para as coisas que antigamente agradou e fez-los felizes. Mas foi dito o
suficiente para mostrar como por uma justa retribuição dos ímpios; seguindo as suas
tendências naturais e paixões, trabalhar a sua própria punição. Quão diferente é o
quadro apresentado a nós onde a graça reina no coração. Embora a corrupção não está
completamente erradicada do homem espiritual, mas seu poder é subjugada; as paixões
ferozes são domados; o amor toma o lugar da inveja, maldade, e da ira; eo crente,
buscando e encontrando seu prazer chefe em Deus, continua a ser relativamente calmo
por esses incidentes que criam tanta aflição e inquietação no seio dos ímpios. O homem
sábio diz que "aquele que é de um coração alegre tem um banquete contínuo", e
enfaticamente pode-se dizer que o coração em que o Espírito de Deus habita é um
santuário-o pacífico sede de puro prazer.
Satanás está sempre pronto para tirar proveito da temporada, quando a mente é
perturbada por qualquer paixão forte, a fim de apressar suas vítimas para a frente a
algum ato de violência a partir do qual, em outras circunstâncias, teriam
diminuído. Haman neste momento foi precisamente em tal estado de espírito como o fez
uma presa fácil para o inimigo. Sua auto-importância, sua grandeza mundana, o favor
do rei, tudo aviltado por Mordecai, agravada seu ressentimento mortal, e fê-lo buscar a
destruição de toda a raça judia. Não poderia ter sido, mas por influência satânica que um
esquema de tão vasta e ousada atrocidade foi planejado. Não há nada disse na história
para mostrar que a disposição de Haman era habitualmente cruel, que ele foi um dos que
teria levado o prazer em infligir dor sem motivo, mas para satisfazer uma propensão de
sua natureza. A partir das breves relances que obtemos de sua vida doméstica, ele
parece ter apreciado a confiança eo carinho de sua família, na medida em que era
compatível com os usos da época e do país; uma circunstância que certamente parece
justificar a conclusão de que ele não era de um temperamento unmixedly cruel e
tirânico. Mas quando a paixão mestre de vingança tomou posse dele, em seguida,
trabalhando em cima dele Satanás transformou em um demônio muito. E tem sido
sempre um dos dispositivos do inimigo para conduzir os homens a excessos criminosos
a sua própria ruína por intermédio de algum desejo ou apetite favorito. Foi o espírito
cobiçoso de Judas, que abriu o caminho para o tentador para apressá-lo a trair o
Salvador. Era um medo unmanly por parte de Pilatos, para que ele não deve ser
desvirtuado ao imperador romano, que o tentador teve ocasião de levá-lo, em oposição a
todas as suas convicções, para entregar-se a Jesus para ser crucificado. Todos precisam
estar em cima de sua guarda, então, contra as astutas ciladas do adversário astuto, e
esforçar-se para ter os seus desejos e sentimentos tão mantidos sob o controle da lei
divina que ele pode não através de seu próprio descuido pecaminoso obter o domínio
sobre eles , e levá-los cativos segundo sua vontade -. Davidson .
Como insaciável é a vingança, especialmente quando ele é associado com rancor
nacional e religiosa! Haman soube que Mardoqueu era judeu, e ele resolve de uma só
vez sobre o extermínio total do povo. Nero desejava que os romanos tinham apenas um
pescoço, que ele poderia despachar-los de uma só vez;Haman resolve por um decreto
para varrer fora "todos os judeus que havia em todo o reino de Assuero." Essa briga não
foi apenas pessoal, mas foi inflamado pelo ódio nacional, é evidente a partir da
designação, "o inimigo dos judeus", repetidamente dado a Hamã neste livro. A
descoberta de que Mardoqueu era de origem judaica, ao mesmo tempo que deu uma
agudeza de seu insulto, acrescentou uma doçura de vingança meditado de Hamã
-. McCrie .
Porque o rei assim tinha ordenado a respeito dele se o rei tinha ordenado a estas
almas servis para adorar um cão ou um gato, como os egípcios fizeram-E.; uma imagem
de ouro, como sujeitos de Nabucodonosor fez; para transformar a glória do Deus
incorruptível em semelhança de homem corruptível, de quadrúpedes ou répteis, eles
teriam feito isso. A maioria das pessoas são de religião do Rei Henry, como diz o
provérbio é, resolver fazer como a maioria faz, no entanto, assim que ser desfeita para
sempre.
Porém Mardoqueu não se inclinava nem se prostrava .-Ele não fez, ele não ousava,
embora pressionado a ele com maior insistência. E por quê? Não porque Hamã usava
uma imagem abertamente no seu seio, como o paraphrast Caldeu e Aben-Ezra dar a
razão; não só porque ele era um amalequita amaldiçoado; mas porque os reis persas
necessários que a si mesmos e suas principais favoritos (como o orgulhoso Hamã era)
deve ser reverenciado com uma espécie de honra divina, mais do que era devido a
qualquer homem. Isso os judeus por sua lei foram proibidos de fazer. Não era, portanto,
orgulho ou auto-willedness que fez Mordecai tão rígida nos presuntos que ele não iria
dobrar a Hamã, mas o medo do pecado, e da consciência do dever. Ele sabia que era
melhor ofender todo o mundo do que Deus e de sua própria consciência.
Isso fizeram saber a Hamã ., com o propósito de escolher um agradecimento e
favores. E, embora fosse verdade fizeram saber a Hamã, mas porque eles fizeram isso
não por qualquer amor à verdade, nem pelo respeito à justiça, nem para o melhorar de
qualquer das partes, mas apenas para desfazer a um e para incensar a outro, eles eram
nada melhor do que caluniadores.
E ele pensou desprezo para impor as mãos sobre Mordecai .-Ele pensou que uma
questão pequena, diz Josefo, uma coisa abaixo dele, muito pouco para a sua vingança,
que, como o fogo, queima tudo o que pode lançar mão, especialmente quando, como
aqui , ele se levanta da ambição. Hamã pensou desprezo para sujar os dedos com
Mordecai sozinho; toda a nação deve perecer, e todos os filhos de Deus que andavam
dispersos -. Trapp .
"Por transgrides comandos do rei?", Disse os servos do rei que Mardoqueu: "Por
que queres recusam a se curvar perante Hamã, transgredindo assim os desejos do rei? ?
Será que se curvam diante dele "" Vocês são tolos ", respondeu Mordecai; "Ay,
querendo na razão. Ouça-me. Será um mortal que deve retornar ao pó ser
glorificado? Devo curvar-se diante de um nascido de mulher, cujos dias são
curtos? Quando ele é pequeno ele chora e chora como uma criança; quando ele cresce
mais velha tristeza eo gemido são a sua porção; seus dias estão cheios de ira e raiva, e,
no final, ele retorna ao pó. Devo curvar a ninguém como ele? Não, eu me prostro diante
do Deus eterno, que vive para sempre. Aquele que habita no céu e tem o mundo na
palma da sua mão. Sua palavra muda a luz solar para a escuridão, o seu comando
ilumina a escuridão mais profunda. Sua sabedoria fez o mundo; Ele colocou as
fronteiras do poderoso mar. As águas são dele, o doce eo sal. Para as ondas lutando, ele
diz: "Aquietai-vos; até aqui virás, não mais, que a terra pode permanecer seco para o
meu povo. " Para ele, o grande Criador e Governador do universo, e nenhum outro, eu
vou me curvar. "Haman estava irado contra Mardoqueu, e disse-lhe:" Por que estás tão
obstinados? Não teu antepassado curvar a minha "" Como? "Respondeu
Mordecai?; "Qual dos meus antepassados se curvaram diante antepassado do teu?"
Então Haman respondeu: "Jacó, teu antepassado curvou-se a Esaú, seu irmão, que era o
meu antepassado." "Não é assim", respondeu Mordecai, "porque eu sou descendente de
Benjamim, e quando Jacob se curvou a Esaú, Benjamin ainda não era
nascido. Benjamin nunca se curvou até que seus descendentes se prostraram no templo
sagrado, quando a divindade de Deus descansou dentro de seus portais sagrados, e todo
o Israel unidos com ele. Eu não vou curvar diante do mau Hamã "-. Talmud .
Ele não lhes deu ouvidos .-Ele não podíamos convencê-lo de seu propósito de
manter-se fiel aos princípios de sua religião. Seu curso não foi ditada por obstinação,
mas por firmeza de princípios religiosos. Heródoto relata o caso de certos espartanos
que visitaram Shushan no tempo de Xerxes, e, quando levado à presença real, se
recusaram a prostrar-se e se prostrarão diante do rei, na terra que era contrário aos seus
costumes para adorar um homem.
Disseram Haman disseram-lhe, Haman parece não ter notado que Mardoqueu não
se curvar a ele, até -.. Comentário americano .
Hamã se esforçou para destruir todos os judeus em todo o reino de Assuero, como
sendo da mesma mente com Mordecai. No Ocidente, tal idéia, pois isso nunca teria
ocorrido a um homem vingativo; mas no Oriente é diferente. Os massacres de um povo,
uma raça, uma classe, tem sido em todos os tempos entre os incidentes da história, e
que, naturalmente, apresentar-se à mente de um estadista. O Magophonia, ou um grande
massacre dos Reis Magos na adesão de Darius Hystaspis, foi um evento não cinqüenta
anos de idade, no décimo segundo ano de Xerxes, e foi comemorado anualmente. A
massacre dos citas havia ocorrido cerca de um século antes -. Rawlinson .
Deus é tão grande, tão soberano, que se tu não apraz-lhe que ele responde te um
inimigo; se tu não Beest sujeitos a ele tu és um rebelde. Como reis, sim, favoritos,
pensando-se tão grande, que, se alguém não ser totalmente deles, se alguém véus não,
não se inclina, seus espíritos subir contra eles como inimigos, como fez Haman de
contra Mardoqueu; E assim, da mesma maneira, não és tu rei? Jezebel diz a Acabe; e,
portanto, julgou uma afronta a ele deve ser negado qualquer coisa. Da mesma maneira,
não sou eu a Deus? diz o Senhor. Se há alguma perversidade do espírito mostrado aos
reis, é interpretado inimizade, porque sua grandeza espera que todos devem servir e
estar sujeito a eles. Agora, a grandeza de Deus é como ele chama, necessariamente, e
justamente isso com ele. Por isso, o pendor da carne é dito ser inimizade contra Deus
-. Goodwin .
As pessoas com as quais tinha que fazer Mordecai à porta do rei eram, como já foi
dito, provavelmente mais curioso do que mal-intencionado, em primeira instância; mas
um homem não é nada melhor gostava de ocupar um lugar mais alto do que o ocupado
por aqueles sobre ele. Os ocupados corpos queria "ver se o procedimento de Mardoqueu
seria tolerado", se o poder supremo reconheceria a consciência de um judeu, e, se não, o
que é um judeu, então, fazer com sua consciência; assim que informado Haman. E vi,
com abundância. O primeiro efeito foi o de revelar a insignificância de Hamã. Ele
estava cheio de raiva, onde um homem de qualquer grandeza de alma só teria sido
divertido. "Quem iria ficar com raiva de um Quaker para não tirar o chapéu quando ele
entra em um quarto?" Mas Haman foi um dos que se você tira, procurando encontrar a
grandeza sob suas roupas finas, lo! não há nada! Ou seja, nada de grande ou bom. Pois
não é algo ruim e feio vingança-negro. Justiça diz-se vendar si mesma que ela pode
realizar as escalas de maneira uniforme, sem saber o que foi colocado em cada uma;mas
a vingança fecha ambos os olhos que pode ver sem escalas em tudo. Que monstruosa
desproporção entre o delito ea pena, para vingar uma pequena afronta pessoal recebida
de um judeu de "causando a perecer em um dia todos os judeus, jovens e velhos." Para
explicar isso, devemos ter em mente a antiga rixa nacional já explicada; e faremos bem
em lembrar que os casos não estão querendo o mesmo ódio mortal contra a semente da
mulher. Para não falar de Nero ou Domiciano, nem de Radama em Madagascar há
pouco tempo, vamos relembrar o caso bem conhecido do massacre de cinqüenta e seis
mil protestantes na véspera do dia de São Bartolomeu, na França -. Symington AM, BA .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSÍCULO 7


O CEGO DE VINGANÇA
Isto é curioso, que não deve haver método na loucura. Insanidade é o resultado de
mera confusão mental ou distração. Às vezes surge a partir da preponderância de uma
idéia, e essa idéia é perseguido com persistência maravilhosa. Ela tem seu método, mas
por ser estreito em sua visão torna-se cego em sua perseguição. Revenge, quando se
torna uma paixão mestre é a pior loucura. Ela tem seu método, mas não é de admirar
que ele é cego. É persistente na busca de realizar o seu projecto vingativo. É paciente
até que chegou a hora de dar o golpe mortal.
I. A vingança é cego em seu método. Deixe a conduta de Hamã, como a
personificação da vingança, a nossa ilustração. Ele causou o lote a ser lançado, a fim de
descobrir o dia favorável para a realização de seu propósito diabólico. Estamos
surpresos ao encontrar o método naquele que era "cheio de ira", mas não estamos
surpresos ao descobrir que ele era cego em seu processo. ( a ) Ele era cego ao fato de
que não há nenhuma chance. Seu curso é auto-contraditório. Ele consultou
oportunidade, a fim de fazer um arranjo definitivo. Uma espécie de cegueira os homens
muitas vezes exibem. ( b ) Ele era cego para o fato de que o chamado acaso pode muito
facilmente ser contra ele, como para ele. Ele, evidentemente, pensou-se de suma
importância, e que o documento elaborado fora do jarro certamente teria escrito nele o
dia de sorte. Homens que confiam ao acaso vai, a longo prazo acho que eles foram tolos
para suas dores. ( c ) Ele era cego para o fato de que "a sorte se lança no regaço; mas a
toda a disposição dela é do Senhor. "Foi por isso aqui. O lote foi escoado para a derrota
completa e derrubada do vingativo Haman, e para a salvação de Mordecai e seu povo.
II. Vingança é prejudicial em sua persistência. Haman persistiu em seu propósito
de vingança. A pertinácia do homem é maravilhoso. Que gloriosa revolução iria
acontecer em breve, se o bem fosse tão persistente na busca de fins misericordiosos
como o mau estão em projetos de vingança. Cada má paixão é prejudicial em sua
permanência. Mais prejudicial ao seu assunto do que ao seu objeto. Hamã estava
fazendo a si mesmo mais lesões e tornando-se mais miserável do que ele poderia ter
feito ou tornado Mordecai mesmo se todo o seu propósito havia sido realizado. "Não se
ponha o sol sobre a vossa ira" é uma lição sábia.O sábio vai deixar sua raiva legal, mas
no seio de um tolo que queima até a luz da manhã.
III. A vingança é destrutivo em sua paciência. Haman estava disposto a esperar
12 meses, a fim de que sua vingança pode ser o mais notavelmente marcado, e seu
triunfo maior. Mas sua paciência muito trabalhou sua ruína. Às vezes dizem que o
tempo está do lado de quem vai ser esperar. Mas o tempo pergunta o que é o caráter do
garçom, e qual é o propósito que ele tem em vista. O tempo não está do lado de garçons
vingativas. Tempo tem em suas mãos há recompensas a serem apresentados em um
futuro distante para o ímpio. Todo homem deve sofrer aqui ou daqui em diante que
segue um curso de procurar vingar seus erros.
Vamos seguidores de Haman ponderar os provérbios de contar "Maldições, como
galinhas, sempre voltam para o poleiro"; eles retornam, isto é, àqueles de quem
saíram. "Ashes sempre voar de volta na cara dele que os lances." "Relógio Harm, dano
captura." "Quem semeia espinhos, que ele não ande descalço." Ouvi a voz de Paul-
instrutivo "amados, não vingar-se, mas dai lugar à ira; porque está escrito: Minha é a
vingança; Eu retribuirei, diz o Senhor. Portanto, se o teu inimigo fome, alimentá-lo; se
tiver sede, dá-lhe de beber, porque ao fazê-lo tu brasas montão de fogo sobre a sua
cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem. "

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSO 7


No ano duodécimo do rei Assuero .-Quando Esther agora tinha sido rainha acima de
quatro anos e, por ser muito amado, estava em uma capacidade de fazer as pessoas
boas. Esta foi uma providência doce; o remédio estava pronto antes que a doença
eclodiu. Nenhum país tem criaturas mais venenosas do que o Egito, nenhum mais
antídotos. Então a piedade tem muitos problemas, e assim por muitos ajuda contra
problemas -. Trapp .
Eles lançou Pur, isto é, a sorte .-A Septuaginta preserva uma cláusula deste
versículo que ajuda a explicar o seu significado. Assim, diz, "se lançou Pur, isto é, a
sorte, perante Hamã, de dia para dia e de mês a mês (que ele poderia destruir em um dia
a raça de Mardoqueu, ea sorte caiu para o décimo quarto) de o décimo segundo mês,
que é o mês de Adar. "A partir disso, parece que os lotes foram lançados a fim de
determinar o mês eo dia do mês, o que pode ser mais propício para este
empreendimento bárbaro, ou mais calamitoso para os judeus. - Comentário Ilustrado .
O método de procedimento parece ter sido isso, que, no início do primeiro mês
Haman fez com que os adivinhos com quem ele mantinha sobre ele a lançar a sorte para
determinar o dia do mês, e que mês do ano, traria seu projeto para um termo bem
sucedido. Desta forma, ele aprendeu que o dia treze do duodécimo mês seria o dia
propício. O intervalo foi longo, quase um ano inteiro; mas esta foi provocada por uma
providência especial, a fim de que o esquema pode ser derrotado, eo projetor de ele
visitou com o castigo que merecia. Sob todos os sistemas da religião falsa, adivinhação,
ou a tentativa de erguer em futuro, de modo a conseguir lançar luz sobre questões
contingentes, tem sido amplamente praticada. Encontramos referência feita a ele no
livro de Gênesis, como um costume egípcio, quando o copo que foi colocado em saco
de Benjamim é chamado aquele pelo qual Joseph adivinhava. Os babilônios ou caldeus,
no entanto, parecem ter sido viciado em adivinhação além de todas as outras nações, e
foram de fato proverbial para o uso dele. Há várias referências feitas a este nos livros
proféticos. Os persas também eram viciados às mesmas práticas; e diz-se que, entre as
pessoas, mesmo nos dias de hoje, ninguém começa uma viagem, ou quase todo o
trabalho o mais insignificante, sem consultar um almanaque, ou um astrólogo, por um
momento feliz. Parece, de fato, como se houvesse uma tendência natural na mente
humana para ler futuridade por certos dispositivos próprios. Ouvimos algumas vezes de
indivíduos em nossos dias que são tão fracos como a sofrer para se tornarem os crédulos
de projetar patifes, que por dinheiro fingem por certos sinais e presságios para prever
qual será o resultado de assuntos nos quais eles estão interessados. Pode-se dar ao luxo
de sorrir para a credulidade absurdo que, assim, se permite ser imposta, se não fosse que
a acalentar o desejo de conhecer o futuro, e recorrer a quaisquer meios para tê-lo
satisfeito, é denunciado na Escritura como impiedade. O povo judeu foram solenemente
advertidos contra tal procedimento, que não pode, por meio de que degradam e poluem-
se como os pagãos fizeram. Nenhum homem racional supor que por sorteio, ou pela
observação do vôo dos pássaros, ou inspecionando as entranhas de um animal em
sacrifício mortos, ou pela astrologia, ou por qualquer um dos outros métodos que foram
empregados para descobrir o dia ou a hora seria adequado para uma empresa, ou qual
seria o problema dele, um verdadeiro resultado poderia ser obtido. No entanto, como
todas essas coisas faziam parte da instrumentalidade pela qual Satanás manteve seu
domínio sobre as mentes dos homens, podemos conceber que, por vezes, na providência
divina que pode ser autorizada a entrar em vigor, para punir aqueles que foram dados ao
longo de um cego e disposição mental reprovável, e que, como no caso dos lotes de
Hamã, pode haver uma soberana do pecado humano e loucura para trabalhar os fins do
governo Divino.
É natural para nós o desejo de levantar o véu; e, por vezes, em situações de
emergência pressionando, gostaríamos de dar muito a ser habilitado para o fazer.Mas
desde que a palavra de Deus nos que todos os eventos estão sob seu controle, e que diz
o seu olho está sempre sobre o seu povo, e tudo o que lhes diz respeito, para o bem
deles, bem podemos esperar pacientemente para a evolução de seus propósitos
-. Davidson .
Superstição e impostura sempre estiveram prontos a dar o seu auxílio para as obras
piores e mais diabólicas. Era costume entre os antigos para dividir seus dias em sorte e
azar, e eles estavam ansiosos para realizar qualquer grande obra em um dia
propício. Entre as várias formas a que recorreram para apurar este foi o lote, que foi
usado nesta ocasião por Hamã. É de pouca importância para determinar o modo
particular de lançar o lote, se foi por meio de dados, ou outros instrumentos expressos
na urna, ou atirando flechas ou outros mísseis, acompanhados com certas ações
mágicas.
Observe a providência soberana de Deus. Durante um intervalo de 11 meses,
Mordecai e Ester teve tempo de usar meios para derrotar o projeto, e se não foi bem
sucedida, os judeus tiveram tempo para mudar para as suas vidas. Os corações de todos
os homens estão nas mãos do Senhor, que pode transformá-los como lhe
aprouver. Hamã era o escravo da superstição, que controlava suas paixões mais
violentas, e por meio dele a sua ira foi contido, e suas intenções reduzido a nada. "O
Senhor é conhecido pelo juízo que fez; o ímpio se enlaça no trabalho de suas próprias
mãos. "" Haman apelou ao monte, e para o lote que ele deve ir, o que, por adiar a
execução, dá sentença contra ele, e quebra o pescoço da trama. " - McCrie .
Há um provérbio no sentido de que o diabo manca, e qualquer um que olhar
cuidadosamente para a história ou mais assuntos privados vai encontrá-lo
confirmado. Ou seja, o deus deste mundo trai a si mesmo, e não posso deixar de trair a
si mesmo, deixando algum momento de descuido, fazendo algo imprudente, mesmo
quando muito poder e astúcia foram postas em jogo. Ou, para colocar a mesma verdade
em outro aspecto, quando os inimigos de Deus e do homem são mais ocupados, e
parecem ser mais bem-sucedido ", ele que está sentado nos céus se rirá; o Senhor
zombará deles. "Houve erros na trama de Hamã contra o povo de Deus, que garantiu seu
fracasso. Por que ele oferecer dois milhões de libras esterlinas como compensação pela
perda de receitas, ao mesmo tempo que ele estava dizendo Assuero foi "sem fins
lucrativos do rei de sofrer" os judeus de viver? Se o rei tivera tempo para pensar, ele
teria detectado um motivo egoísta no âmbito da oferta inconsistente. Não escapou
Esther quando seu tempo veio falar -. Symington AM, BA .
PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSÍCULOS 8-11
UM ASPECTO FALSO DA VERDADE
O sucesso gera confiança. Foi assim neste caso. Hamã tinha sido bem sucedido e,
conseqüentemente, tornou-se confiante. Ele sabia que seu poder presente com o rei, e,
portanto, leva seus passos nesse sentido. Ele coloca seus planos antes que ele faz o seu
pedido ímpios até o monarca. Mas um homem pode ser cegamente confiante, e seu
excesso de confiança pode levar à sua destruição, como aconteceu no caso de
Haman. Pode haver muita cautela. Um homem pode ter medo de dar um passo ousado
quando a ousadia é necessária e é a segurança. Mas pode haver muito pouco de
cautela. Um homem, por falta de cautela, pode dar um salto no escuro, e mergulhar no
abismo da ruína. Aqui Haman exibida uma falta de cuidado sábio. Ele está agora a
tomar o salto perigoso. Logo veremos mergulhar no abismo.
I. Uma verdadeira descrição. Haman havia estudado com precisão a condição do
povo judeu, e estava familiarizado com os seus regulamentos internos, e ele descreve-
los corretamente. Nossos inimigos nos dizer a verdade. Em um aspecto Haman era um
delineador verdadeira. O próprio Josefo não poderia ter feito melhor do que Hamã. Ele
os descreve-( a ) como um povo disperso. Ao longo do extenso reino de Assuero esses
judeus foram espalhados, misturando com as pessoas e ainda distintos. Onde quer que
estivessem eles preservaram a sua nacionalidade. Maravilhoso corrida esses
judeus! Maravilhoso no tempo de Hamã, maravilhoso ainda no tempo de Disraeli. Um
povo disperso e descascadas por todo o tempo, mas nunca um povo despojado de que a
qualidade maravilhosa por que eles são únicos. ( b ) como um povo peculiar. Eles
tinham leis diferentes de todas as pessoas. Estas leis foram dadas por Deus. Estas leis
foram a fonte de onde fluiu melhores fluxos judiciais este mundo já viu. O antigo
legislador judaico, na própria infância da história do mundo, promulgou um código
legal que os legisladores do século XIX ainda pode estudar com o lucro. Não é de
admirar que essas leis foram diversas de todas as pessoas. Estas leis foram
Divino; outras leis são humanos. Essas leis, em seus princípios principais, foram
cosmopolita; outras leis são locais. Estas leis foram destinados para a formação de uma
sociedade Divino glorioso. Outras leis são para a formação das sociedades
humanas. Essas leis são eternas; mas outras leis, na medida em que eles são divergentes,
são temporários. Hamã estava certo, e ainda Haman estava errado.
II. Um falso implicação e declaração. Às vezes é dito que o alfaiate faz o homem,
e assim, podemos dizer que o falante faz ou desfaz a verdade. A verdade pode ser assim
vestido como a aparência e para fazer o trabalho de falsidade. Haman faz duas
implicações falsas, e uma declaração falsa. ( a ) um povo disperso e, portanto, influente
para o mal. Estes judeus são entre todas as pessoas nas províncias do teu reino, e,
portanto, considerar o quanto o mal que eles podem fazer. Que poder para semeadura
em todas as direções as sementes da rebelião! ( b ) um povo peculiar, e, portanto,
perigoso. Eles têm leis e opiniões próprias. Eles tendem a pensar por si mesmos. Uma
raça de pensadores não está prometendo solo por déspotas. Esses judeus não eram
animais sem nervo.Despotismo não pode florescer onde backboned longo e são
permitidos homens fortes musculoso. Hamã ficou mais perto da verdade do que ele
imaginava. Aqui está uma declaração falsa, "nem manter eles as leis do rei." As leis de
Deus nunca se opõem a quaisquer leis que são para o bem-estar de uma nação. Esses
judeus, na medida em que eram tementes a Deus, não se recusaria a manter qualquer lei
que era para o bem do reino de Assuero. Mordecai era um melhor guardião da lei de
Hamã.
III. Uma inferência injusto. "Portanto, não é para o lucro do rei a sofrer eles."
lógica de Hamã não iria encontrar-se com a aprovação de Aristóteles. Suas instalações
não justificava a sua conclusão. Lógica defeituoso com mais freqüência surge da
maldade do coração do que da fraqueza do intelecto. Os puros de coração virá a
conclusões corretas, embora eles não podem ter o poder de colocar o seu raciocínio em
forma silogística. Ah, se o rei tinha só então virou-se para o livro das crônicas, e ler o
registro da fidelidade de Mordecai, ele teria visto que era para o seu lucro a sofrer esta
raça desprezada.
IV. Uma petição artística. Haman artisticamente mantém seu projeto astuto e
perverso em segundo plano. Aqui é-( um ) Deitado subserviência . "Se for do agrado do
rei." Hamã está tentando agradar a si mesmo. Pouco ele se preocupa com o prazer do
rei, de modo que a sua própria vingança está satisfeito. ( b )fingida liberalidade . Como
maravilhosamente generoso malícia pode ser! Um pouco de perdão para Mordecai,
mesmo que Mordecai havia pecado, teria sido liberalidade mais verdadeiro do que esta
oferta magnífica de riqueza para ser derramado para o tesouro do rei. ( c ) zelo
ostentação . Como as pessoas são zelosos quando há um motivo perverso
funcionando. Haman finge uma grande quantidade de zelo para o rei, mas ele tem zelo
por si mesmo. Oh, quantas vezes auto se arrasta em quando fingimos ser zeloso para o
Senhor dos Exércitos. Sim, quando nós não temos nenhuma pretensão, quando estamos
tentando ser sincero, o quanto de si em nossas melhores obras.
V. A conformidade fraco. O rei de uma vez, sem consulta, sem exercitar sua
inteligência, deu o poder necessário para as mãos de este mau Hamã. Pessoas fracas e
auto-indulgente fazer um grande dano, porque eles não vão estar no trabalho de
pensar. O anel da autoridade real foi dado ao favorito vingativo. O rei estava minando
seu próprio poder. A nação tem de facto razão para lamentar quando os homens ímpios
são exaltados. O que uma sátira é a declaração do rei a Haman-inconsciente que seja,
mas não menos cortante quando observou-"A prata é dado a ti, as pessoas também, que
fazer com eles, uma vez que parecer bem aos teus olhos." Pouco adiantaria Haman fazer
ao povo.
Em nossas declarações vamos colocar a verdade em suas relações adequadas, de
modo que uma impressão correta pode ser produzido, e que nenhuma deturpação pode
ser a conseqüência de nossas declarações. Em nossa audição das declarações vamos ter
nenhum ouvido para o mero caluniador, vamos pesar e medir adequadamente as
acusações apresentadas. Vamos fazer com que nossos motivos são puros, e, em seguida,
a nossa visão será clara, nosso raciocínio válido, e nossas ações honrosa.
"A mentira que é meia verdade é sempre o mais negro de mentiras;
Para uma mentira que é tudo uma mentira pode ser satisfeita e lutou com pura e
simples,
Mas uma mentira que faz parte de uma verdade é uma questão mais difícil de
combater. "

PROPOSTA ASSASSINO DE HAMà(versículo 8)


A vingança é cruel, mas nunca mais cruel do que quando se tem o seu fundamento
no orgulho mortificado. Na passagem diante de nós é realizado de uma forma quase
inacreditável. Haman ocupou o mais alto posto de honra, ao lado da família real, no
império persa. Todos os assuntos do reino de cumprimentá-lo.Mas havia um homem
pobre, um Mardoqueu, que estava sentado à porta do rei, e, conseqüentemente, foi
muitas vezes passou por Hamã, que se recusou a pagar-lhe esta homenagem. Neste
negligência Haman foi gravemente ofendido. Ele considerou um insulto insuportável, o
que poderia ser expiado só pela morte do infractor. Ao perguntar-se em hábitos e
conexões de Mardoqueu, Haman descobriu que ele era um judeu; e conceber,
provavelmente, que este espírito de desprezo que permeou toda a nação, e que
representa uma questão pequena para sacrificar a vida de um único indivíduo, ele
determinou, se possível, destruir toda a nação de uma só vez; e, portanto, ele fez esta
proposta ao rei Assuero, envolvendo os seus próprios recursos para fazer até o tesouro
do rei tudo o que possa surgir perda da receita com a medida proposta. Agora esta
proposta que aparece à primeira vista tão extraordinário, eu vou me esforçar para definir
antes de-
I. A vulgaridade dele. Em todas as épocas do mundo têm o povo de Deus foi
odiado, para ver as razões que estão aqui atribuído pelo "Suas leis são diversa das de
todas as outras pessoas, nem manter eles as leis dos reinos onde eles habitam. "Eles
adoram o único Deus vivo e verdadeiro. É claro que, quaisquer que sejam as leis são
inconsistentes com as leis de Deus, eles desobedecem. Por esta razão eles são odiados,
injuriados e perseguidos. David nos diz de confederações formadas para "cortar os
judeus de ser uma nação." Então, nos primeiros séculos do cristianismo, não havia
menos de dez grandes esforços feitos para alcançar este objeto. E em diferentes períodos
desde que o tempo perseguição durou até a máxima extensão para destruir, se possível,
toda a piedade real a partir da face da terra. Mas não precisamos voltar a séculos
anteriores para uma elucidação dessa verdade. É verdade, as crueldades do martírio são
permaneceu; mas animosidade privado é o espectáculo, tanto quanto as leis da terra em
que vivemos vai admitir, e cada pessoa que se dedica inteiramente a Deus se faz sentir a
sua influência perniciosa. "Todos os que querem viver piedosamente em Cristo Jesus
serão perseguidos." Passando pela desumanidade desta proposta, como sendo
demasiado óbvia para ser insistiu, eu continuar a notar-
II. . A impiedade do que o muito acusação movida contra os judeus por Haman
mostra o que é o fundamento real de inimizade contra o povo do Senhor;que é que eles
servem a Deus, enquanto que o resto do mundo se curvar aos ídolos; e que, nesta
determinação deles eles inflexivelmente aderir aos ditames de sua própria
consciência. Este é universal entre todas as pessoas do Senhor. Mas esta preferência de
Deus para o homem é a mesma coisa que dá ofensa. Olhe para os profetas e apóstolos, e
ver o que foi a base da oposição do mundo para eles. E isso leva-me a mostrar-
III. A loucura dele. Pode isso, se pensar que esses vermes débeis como devemos
ser capazes de prevalecer contra Deus Todo-Poderoso? Haman, com todo o seu poder,
não poderia prevalecer contra os judeus, que, no entanto, na aparência, eram
completamente em suas mãos. Todo o poder do império romano, independentemente de
quem exercia, não podia extirpar os discípulos da Igreja Cristã ", nem as portas do
inferno nunca prevalecerão" contra o mais fraco do povo fiel de Deus.
Endereço-( a ) Aqueles que são os objetos de ódio do mundo. Perceba as promessas
que Deus deu, e então dizer, terei medo de um homem que é mortal, ou do filho do
homem que virá como a erva, e esquecer o Senhor meu criador? ( b ) Os que são
infelizes preconceito contra o povo do Senhor. Se você não pode ver com seus olhos,
não se esforçar para fazê-los ver com o seu, a não ser de uma forma de argumentação
sóbria e de referência sincero com a palavra de Deus. Para recorrer a zombaria ou a
perseguição de qualquer tipo só irá envolver suas próprias almas na culpa ainda mais
profunda do que você já se encontram sob a rejeitar o evangelho de Cristo. Cuidado
como você imitar os incrédulos de séculos anteriores, em oposição à obra de Deus em
outros; pois se você não conseguir só lutar contra Deus em vão; e se você faz sucesso
você irá perecer sob a culpa acumulada de destruir as almas dos outros, pois certamente
"o seu sangue será requerido de vossas mãos." - abreviada de Simeão 'Horae
Homileticæ.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 8-11


Portanto, não é para o lucro do rei .-Veja como este bajulador enche a boca com
argumentos, o melhor para alcançar seu desejo. Um conjunto discurso elaborado Fez
também, e não há uma palavra nele, mas o que pode parecer ter peso Ele finge lucro do
rei e do bem público, ocultando e dissimulando sua ambição, avareza, inveja, maldade,
que ele definir um trabalho. Os políticos quando eles sobem mais alto são como a águia,
que, passa o tempo no ar, tem seu olho ainda sobre a presa, que, desta forma, ela espia
mais cedo, e apodera-se melhor. Haman possui não caber deveria haver mais do que
uma religião em um reino, para a prevenção de problemas. Nabucodonosor foi da
mesma mente quando ordenou que todos os homens adoram a sua imagem de ouro. Mas
todos devem, portanto, morrer, que não vai fazer isso? e é para o lucro do rei que o justo
ser erradicado? Não é a santa semente a permanência do estado, a beleza eo baluarte da
nação - Trapp .
Não é para o lucro do rei a sofrer-lhes -mundanos. corações não são guiados pelo
bom ou mau, mas pelo resultado; nem têm eles a graça de saber que nada é rentável,
mas o que é honesto, nada tão desesperadamente incómoda como perversidade; eles
devem necessidades ofender por regra, que medir todas as coisas pelo lucro, e medir o
lucro por sua imaginação. Como é fácil sugerir inverdades estranhos quando não há
ninguém para fazer resposta! Falso Haman!como é que é sem fins lucrativos do rei a
sofrer os judeus? Se tu interpretar este lucro para a honra, a glória do rei está na
multiplicidade de sujeitos; eo que as pessoas mais numerosos do que eles? se para o
ganho, o lucro do rei está na grandeza de seus tributos; eo que as pessoas estão mais no
fundo de seus pagamentos? se para o serviço, o que as pessoas estão mais
intrometido? Como ele pode ficar com o lucro do rei para privar-se de assuntos, seus
súditos de suas vidas, o seu erário de seus tributos, o seu estado de sua defesa? Ele é um
político fraco, que sabe que não deve dourar sobre o pior projeto com uma pretensão de
utilidade pública. Nenhum nome de debaixo do céu tem feito tantos tolos, tantos vilões,
como este de lucro -. Bispo Salão .
Ao longo das margens do Eufrates e Tigre, já conhecidas pelas suas escolas de
aprendizagem; no alto das montanhas do Curdistão, onde por acaso seus descendentes
permanecem ainda; todos os colonos dispersos foram incluídos nessas palavras, o que
pode se apresentam como o lema da maior parte da raça judaica desde então, o que
poderia ter sido dito deles por Tácito no Império Romano, ou pelos cronistas árabes ou
ingleses do Idade Média. "A linha de baliza luzes acenderam de monte em monte ao
longo de todo o caminho de Jerusalém para Babilônia, de Olivet para Sartaba, de
Sartaba para Grophniah, de Grophniah para Haveran, de Haveran para Ambos-Baltin,
agitando as tochas para cima e para baixo , até que todo o país do cativeiro apareceu um
fogo ardente, "-era um emblema apt dos links simpáticas que ligava todos esses
assentamentos juntos. Deste vasto corrida, para quem tão grande destino estava
reservado, o Livro de Ester reconhecido como por um instinto profético do futuro
importância -. Stanley .
Eu pagarei dez mil talentos de prata .-Este foi acima de dois milhões de nosso
dinheiro, que Hamã se ofereceu para pagar para o tesouro de indenizar o rei para a perda
de receitas que ele iria sustentar pela destruição dos judeus. Que um estrangeiro, e,
provavelmente, um cativo, foi habilitado na corte persa para adquirir tal riqueza como a
oferta de uma tão grande soma indica, faz com que seja menos maravilhosa que
Neemias estava em condições de sustentar as acusações de que seu governo a partir de
seus próprios recursos . Será lembrado que Haman parece ter sido o ministro-chefe do
rei, e que funcionário goza de oportunidades peculiares para a aquisição de riqueza. No
dia de Ano Novo, o rei recebe as oferendas de seus príncipes e nobres. Em uma dessas
ocasiões, quando o Sr. Morier estava presente, a oferta da pessoa que detém este
escritório superou todos os outros em termos de valor, no valor de cerca de £ 30.000 em
moeda de ouro. Outras declarações são existentes sobre a extraordinária riqueza
possuída por alguns dos temas do antigo império persa. No reinado de Xerxes um nobre
chamado Lídio Pythius entretido a todo o exército persa-o maior já montado, em sua
marcha para a Grécia; e, em seguida, oferecido gratuitamente a contribuir todos os seus
bens em ouro e prata para o apoio à guerra. Ele ascendeu ao todo 2.000 talentos de prata
e quatro milhões (7000) de que querem dracmas-mais de quatro milhões de nosso
dinheiro de ouro; além de que ele tinha, como ele disse, fazendas e escravos que ainda
iria pagar-lhe uma manutenção adequada. Esta oferta nobre foi recusado pelo rei, como
o de Haman era por Assuero.
Selado com o anel do rei ., no Museu Britânico são exemplares de selos egípcios da
classe anel preservado. Alguns deles são anéis de dedo-de vedação;mas maiores são
Scarabaeus ou selos besouro. Estes são todos montados em punhos ou argolas de
metais, em que giram sobre pivôs. Este foi, sem dúvida, para torná-los mais portáteis,
enquanto ele permitiu que o cara a ser voltada para fora, de modo a aumentar o seu
efeito como ornamentos, e para que possam ser usados com mais, já que provavelmente
eram, a uma parte da anexado à conveniência a pessoa -. Bíblia ilustrada família .
Portanto, o orgulho ferido, a inveja, a malícia, o ódio ainda procuram para explodir a
reputação mais justa por calúnia infundada. A palavra de um amigo é confiável, ea
difamação é acreditado e repetiu, e adquire a força de sua moeda. Se culpamos Assuero
por muito facilmente ouvir a invectiva de Hamã, e condenando os judeus inédito e
inexperiente, devemos estar em guarda contra a cometer o mesmo pecado, dando
ouvidos ao escândalo em relação a outros, sem consulta pessoal cuidado e observação,
para que não devem ser apenas creditando as criações dos piores paixões e têmperas de
nossa natureza caída. O Salvador foi caluniado por seus adversários, porque ele falou a
verdade. Eles odiavam-no, e, portanto, falou contra ele. E toda a história da Igreja de
Cristo na terra tem evidências de que a política de nosso grande adversário é difamar e
caluniar aqueles que ele deseja arruinar. Por isso significa que ele iria quebrar a sua
influência e tare-semear toda a sua boa. Deixe como estar em guarda contra a
cumplicidade dele neste assunto.
Outro artifício do inimigo, que também foi ilustrado por Haman, é assumir o ar e
atitude de desinteresse aparente. Judas oculta seus verdadeiros sentimentos e
motivações quando trair nosso Senhor, sob o símbolo de afeto. E Hamã procurou
insinuar o seu amor do império e da estabilidade do trono como seus únicos motivos
para a destruição de vários milhões de pessoas não ofende, oferecendo-se para pagar as
dez mil talentos de prata. Ele lembra um dos muitos esquemas ilusórios que são
constantemente empurrados perante o público, projetando-os mundanos que oferecem
grandes bonnses sem nada para sustentar as suas perspectivas magníficas. Os projetores
destes regimes afetam apenas o bom-o enriquecimento público rápido e certo de quem
vai dar-lhes a sua confiança e seu dinheiro; e não até as rajadas balbuciar que as pobres
vítimas de sua fraude apreender os verdadeiros motivos pelos quais eles foram
influenciados. Da mesma forma que primeiras tentações do mal, todos mantêm a
promessa de presente bom. Alguns prazer de ser atingido, ou o avanço alcançado, ou
coroa de louros usada. O que um pedaço de desinteresse disfarçado era da parte de
Satanás, quando ele propôs a dar a Cristo todos os reinos do mundo, ea glória deles! Os
homens não são tão sábios e rápida como foi o nosso Senhor em descobrir o motivo real
do tentador, e resistir a ele por uma referência à palavra de Deus. Eles são atraídos pelo
show de desinteresse, e só chegar ao conhecimento do seu erro na colheita dos seus
frutos. Enquanto isso, serve o propósito do inimigo, incitando a confiança, e impedindo
a reflexão religiosa e de instrução, assim como talentos de prata de Haman cego
Assuero à malignidade de coração escuro de sua Prometedor. Vamos trazer toda a
tentação de o teste de uma consciência esclarecida, eo penetrante, expondo o poder da
palavra de Deus; e sob a máscara de desinteresse descobriremos o aguilhão envenenado
secretado no pecado sugerido. "Faça o que eu te ordeno, ó rei; e serás livrar o império
de uma poderosa carga, e assegurar uma maior estabilidade e paz para o teu trono e
governo "Nenhum.; a política do arqui-inimigo, por meio de seus agentes, não é alterada
a partir de aquilo que ele seguiu no jardim do Éden. "Eu não sou o seu benfeitor
desinteressado?" "Ye Certamente não morrereis:. Porque Deus sabe que no dia em que
comerdes desse fruto, vossos olhos se abrirão, e sereis como Deus, conhecendo o bem
eo mal" - McEwan .
Existe uma falsa aura de grandeza derramado em torno do caminho do conquistador,
e não é tão palpável uma conexão entre suas façanhas e ferocidade revoltante absoluto,
como há entre o decreto de Artaxerxes e Hamã, ea execução do mesmo, mas olhando de
a crueldade que está encoberto pelo nome de glória militar, nós até achar legal,
atrocidades não mitigadas nos registros das nações civilizadas, que são tão vergonhoso
para a humanidade como Haman's-sim, que os superam. Haman era um pagão, um
estranho, portanto, que o poder de amaciamento da religião, e vemos nele apenas uma
ilustração do que a natureza humana é quando deixado a si mesmo, sem o controle de
qualquer influência pura e celeste. Mas que diremos do massacre indiscriminado dos
protestantes (1572), em Paris, e em outras partes da França, em que pelo menos 70 mil
pessoas em curto espaço foram vítimas do fanatismo e crueldade do rei e de seus
conselheiros? Isso foi uma tragédia inventado a sangue frio, e aconselhado por
favoritos, para saciar a vingança de Papal Home. Dia e hora foram corrigidos aqui,
como eles eram por Hamã. Mas, infelizmente, o dia ea hora foram mantidos, e os
verdadeiros adoradores de Deus, os amantes da sua verdade, os melhores amigos da
religião e da moralidade, o excelente da terra, foram massacrados porque eles iriam
prestar homenagem ao próprio Cristo, e não ao Anticristo romano.E que diremos das
crueldades,-que é também domar uma palavra,-que diremos das barbaridades horríveis
que, pelo comando do tirano romano, cujas mãos são vermelhas com o sangue dos
santos, foram perpetrados em os vales dos valdenses, quando não só os homens, mas as
mulheres fracas e crianças indefesas, foram barbaramente torturado e morto por uma
soldadesca brutal por nenhuma outra razão do que eles iriam adorar a Deus como seus
comandos de texto? E não são cenas de igual atrocidade nos deu na história do nosso
país, quando o assassinato atacado foi autorizada por decreto real, porque os nossos
antepassados não levaria sua religião e formas de culto dos decretos do poder civil, mas
que servem a Deus como eles acreditavam que a Bíblia necessário, e como as suas
consciências aprovado? O personagem de Hamã é um dos mais negro na história. Mas
em uma análise calma, e com subsídio integral para o tempo e as circunstâncias em que
ele viveu, ele é puro, em comparação com o rei infame da França, que olhou de sua
janela do palácio e contou com a cena da matança em seu capital social; com os
selvagens que derramaram o sangue dos mártires nobres nos vales dos Alpes; e com os
últimos monarcas da linha de Stuart e seus cúmplices miseráveis, que perseguidos até a
morte os defensores resolutos de liberdade civil e religiosa. Mas Deus não vai visitar
para estas coisas? Não, não deveríamos antes dizer, Hath ele não já visitou? A visitação
de Hamã em breve teremos diante de nós. Profundamente tem a França já pago pelo
sangue inocente que seus governantes derramado há muito tempo, e seu solo, é para ser
temido, ainda não está purificada a partir da poluição. Outros perseguidores tiveram seu
prêmio também. E o grande poder perseguidor central, a própria Roma, no devido
tempo, ter o seu destino predito totalmente realizado. Como ela fez isso será feito com
ela. Mesmo que a palavra de Deus estavam em silêncio sobre o assunto, não
poderíamos, mas antecipamos que esse poder anti-cristão, cuja influência direta pode
ser rastreada perseguição e derramamento de sangue, como o paganismo nunca foi
manchada com, terá a medida dispensado a ela que ela tem dado a outros. Mas não
precisamos falar em dúvida aqui. A palavra divina fixou a condenação de Roma
papal. E se ela parece estar elevando-se em nossos dias, é certamente apenas para dar
maior impulso à sua ruína final, que ela pode cair da altura maior, quando, como a
grande mó lançados pelo anjo no mar, ela deve ser engolido no abismo da ira de Deus
-. Davidson .
Que os crentes não obedecem as leis do rei sempre foi a principal queixa entre a ralé
anti-cristã, da qual Haman fornece uma cópia. Os filhos de Deus, aos seus olhos, deve
ser sempre insurretos, perturbadores da paz, pessoas sujeitas a nenhuma lei ou ordem, e
por quem o bem público está em perigo -. Bíblia Berlenburg .
Satanás, como diz Cristo, é um mentiroso e um assassino. Por isso, ele está sempre
ocupado em perseguir a Igreja com suas mentiras e projetos assassinos.Você já ouviu
falar antes de sua mentira: As pessoas estão usando as novas leis e cerimônias, e
desprezam os decretos do rei. Agora ouvir suas palavras assassinas: Se agradar-te,
decreto que este povo ser destruída -. Brenz .
Um homem conformado com a vontade de Deus vai ignorar as leis do homem,
sempre que estes se opõem à vontade e leis de Deus, por mais que ele pode sofrer
assim. Quando os homens desobedecem as leis do homem e violá-los, é muito cedo
tomado conhecimento; mas se eles violam a lei de Deus, então ninguém parece observar
o fato. Não devemos fazer o homem nosso ídolo, nem fazer da carne o nosso
braço. Ambição desmedida geralmente irrompe em crueldade. A ira dos grandes
homens é feroz; portanto, deve-se ter um cuidado para não despertar o mesmo contra si
mesmo -. Starke .
Quando homens maus não podem de outra forma perseguem os justos, então a sua
religião e as leis devem fornecer-lhes uma causa e uma cobertura para as suas más
intenções. Em questões importantes que não é bom para processar um julgamento
apressado, é melhor para refletir. Deus permite que os ímpios para ter sucesso além de
sua própria expectativa, às vezes, mas depois destruição virá ainda mais inesperada -. 
Starke .
A triste condição dos judeus se torna muito aparente e claro como aqui
revelado; também o justo juízo de Deus é aqui realizado. Ele diz: Eles não iriam
obedecer a Deus em sua própria terra, onde desfrutaram de tamanha liberdade; mas
agora eles gemem sob o serviço severo que pressiona sobre eles, e eles são trazidos para
o risco da própria vida. Eles se recusaram a montar nos santuários de Jerusalém sob seus
próprios reis; eles correram atrás dos bezerros de ouro os bosques sagrados e ídolos e
superstições dos pagãos. Agora, eles são colocados e espalhados sob a forma mais
tirânica do governo. Eles não pode nem ousar se reúnem para oferecer um serviço de
louvor a Deus -. Fenardent .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 12-14


PREPARATIVOS INFRUTÍFERAS
Hamã não tinha em conta a contingência dos assuntos humanos. Ele estava cego
para o fato de que ele não está no poder do homem de controlar os acontecimentos, e
mandar para o futuro. Ele não tinha aprendido a lição do sábio-"Não te glories do dia de
amanhã; porque não sabes o que um dia poderá trazer. "Amanhã é um termo muitas
vezes humilhante para aqueles que têm projetos de longo alcance. Amanhã nunca vem
quando trabalhamos sob a orientação da arrogância humana. Ele nunca vem exatamente
como proposto. A semente pode florescer amanhã, mas o semeador pereceu; ou a
semente que ele semeou floresce à sua destruição. Aproveite a ti mesmo, Haman, hoje,
evocar teus escribas, enviará os teus decretos de sangue, porque amanhã está chegando
com esmagamento desgraça! Todos nós precisamos de olhar para o futuro, a fim de ler a
lição da nossa fraqueza.
I. Eis pressa indecorosa. Mal Haman recebeu permissão do rei do que ele sai para a
sua obra de vingança. Ele está com pressa para colocar em funcionamento os planos que
devem trabalhar para a destruição da raça desprezada. Não teria havido decoro em
Haman parando e pensando bem antes de enviar adiante as ordens que foram destinados
para o trabalho tão vasto travessuras. Melhor ainda se Hamã disse: "Este esquema é um
indigno. Estou comprometer a minha dignidade e minha masculinidade. Eu vou voltar
para o rei, e desfazer o mal que têm procurado realizar. "É melhor pensar duas vezes
antes de nos comprometermos com uma ação indigna.
II. Aqui estão as medidas precursoras inconsistentes. As más são sempre
inconsistentes. Suas vidas não são harmoniosas. Maldade torna um homem
inconsistente. O bom do homem, ou pelo menos a voz da consciência, trabalha contra
ou fala contra o mal. Haveria momentos em que Haman iria sentir a natureza terrível da
empresa sobre a qual ele tinha preparado o seu coração. Revenge impelido à ação, mas a
consciência ainda falou em tom de reprovação.Temos retratado Hamã como o homem
vingativo, estar disposto a esperar, a fim de que possa haver a exibição de sinal mais do
seu poder malicioso; mas aqui vamos encontrá-lo de prosseguir no método regular,
como se para justificar seus atos. Pode ser, no entanto, que Hamã tinha medo de sua
própria posição. Se nós tê-lo dado o crédito para muita consciência, não podemos
facilmente acusá-lo de muito egoísmo. Tudo deve ser feito de acordo com a lei, que os
inimigos de Hamã não pode, no futuro, ter o poder de acusá-lo de crime de mão
aberta. A obediência à lei eterna de direito é o único método pelo qual a vida humana é
coerente e harmonioso.
III. Aqui está uma baixa estimativa da vida humana. Esta é uma das anomalias
estranhas, que os grandes homens, como o mundo responde grandeza, acho tão pouco
da vida humana. Vida é a ambição de ser alimentado?-Humanos devem ser abatidos. É a
vingança para ter seu caminho vidas?-Humanos devem ser sacrificados. Reis,
conquistadores, e estadistas têm considerado há vida tão preciosa que ficou no caminho
de seus planos ambiciosos. Haman foi ruim, mas há mais Hamans do que pensamos de
nos registros históricos. A baixa estimativa de vida é mostrado aqui-( a ) Na natureza
desordenado do massacre projetado . Os três termos, para destruir, de matar, e fizessem
perecer-pode ser empregada para dar intensidade ao decreto bárbaro. Mas eles também
estabelecido o fato terrível que as pessoas pobres deveriam ser mortos de qualquer
maneira. Deixe que os servos de vingança fazer o seu trabalho depois de qualquer
forma, de modo que é feito efetivamente, ea raça odiava são removidos da face da
terra. ( b ) Na natureza indiscriminada do massacre projetado ."Todos os judeus, jovens
e velhos, crianças pequenas e mulheres." Vingança seria saciar-se. O jovem eo justo, do
belo e do inocente, o sábio e virtuoso, deve ser morto, Estes cordeiros berrando, o que
eles fizeram que a luz da vida deve ser extinto em sua aurora? ( c ) No rapacidade após
propriedade . O espólio do abatido é para ser tomado por uma
presa. Vida contra propriedade. Este decreto é um dos decretos não escritas da
civilização moderna. Deixe o espólio do Slaughtered ser tomado por uma
presa. Homens e mulheres, empregadas domésticas justos, e até mesmo crianças
pequenas são abatidos, a fim de aumentar a propriedade.
IV. . Aqui está a maldade reforçado pela autoridade humana . "A cópia da
escrita para um mandamento a ser dada em cada província foi publicada entre todos os
povos, para que estivessem preparados para aquele dia" perversidade usa uma
máscara; encolhe da exposição da sua própria deformação.Política de Estado exige que
o enorme sacrifício. Capital deve ter o seu devido retorno. Amigos, amigos, negócios à
parte. A lei da oferta e da demanda deve ter seu caminho, no entanto, que pode ser
através de sangue humano. Estas são algumas das desculpas esfarrapadas e falsos com
os quais vestidos de pecado até a si mesmo a fim de fazer uma aparência respeitável.
Grandes homens deve tentar obter uma verdadeira idéia da importância da
vida . Tal idéia pode salvá-los de empresas loucos e perversos. Deus coroou a vida com
uma excelente glória. Para preservar a vida natureza produz seus milhões de produtos, e
derrama no colo do homem os seus frutos inumeráveis;-para promover o seu bem-estar
ao sol banha o mundo com suas influências, e as partes que compõem a atmosfera são
misturados em proporções relativas;-e para aumentar seus prazeres as flores exalam o
seu aroma e mostrar sua beleza, colinas e montanhas aumento da grandeza, vales doces
descansar em seu abraço cercar; os pássaros fazem o ar vocal com seus cânticos de
louvor; e as estrelas jóia do céu da meia-noite, formando um dossel glorioso para o
homem. Para o desenvolvimento de todo o tempo de vida do homem não é adequado, e
da eternidade é a esfera em que uma vida em constante expansão deve trabalhar para
desconhecidos alturas de abençoado perfeição. A vida é grande, e as estimativas
elevadas deve ser formado de seu valor. estadistas devem se lembrar que a verdadeira
riqueza de uma comunidade é o seu homem .
"Ill fares a terra, para hast'ning males uma presa,
Onde a riqueza se acumula, e os homens decadência.
Príncipes e senhores possam florescer, ou pode desaparecer;
A respiração pode fazê-los, como uma lufada fez;
Mas um campesinato em negrito, o orgulho do seu país,
Quando uma vez destruído, nunca pode ser fornecido. "

Todos devem se lembrar que a vida é ignóbil quando a paixão é permitido


governar . Quantas vidas são assim prestados inglório! Mora com a igualdade de
oportunidades para o desenvolvimento são destruídas por uma paixão invencível. Mora
com extensas perspectivas de utilidade são esmagados pela influência de motivos
ignóbeis. Que posição era que, para que Hamã foi levantada! Quantos poderiam ter
abençoado a sua memória! Seu nome pode ter sido elogiado pelos oradores nacionais, e
cantada pelos poetas nacionais. Mas seu nome é observado, e sua memória é coberto
com opróbrio. O nome dos ímpios apodrecerá. A memória do justo só é
abençoado. Deixe a paixão, então, ser subordinado ao princípio. Deixe a ambição seja
ser bom e fazer o bem. Deixe a honra que vem de Deus seja a preocupação suprema. E
então, se os homens curvar ou se recusar a se curvar, a alma será sereno.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 12-14


A própria circunstância que é instado como uma objeção à verdade da narrativa é
bastante para ser considerado como uma evidência de sua confiabilidade.O Livro de
Ester não contém nenhum registro de eventos milagrosos. Não há milagres e prodígios
em que, em que a infidelidade pode carpa, e com referência ao qual pode-se dizer que o
escritor deve ter tirado tão amplamente sobre sua fantasia em alguns locais de tornar
suspeito o que parece ser o registro de questões simples de fato. Todo o tenor eo estilo
do livro indicam que o escritor de que agiu o papel de um historiador que estava em
causa apenas para relatar o que realmente aconteceu; e se ele tivesse sido um enganador,
ele certamente não teria deitou-se aberto a uma objeção tão palpável como o em análise,
quando ele estava em seu poder, pelo simples alterações de datas, para fazer toda a
narrativa de forma plausível que não a falha pode ser encontrada nele. Em uma palavra,
eu considero a dificuldade diante de nós como um argumento para a verdade da
história. Mas, além disso, deve-se ter em mente que, embora os secretários do rei foram
chamados no dia treze do mês de escrever o decreto, não se segue que o trabalho foi
concluído em um dia. Rei Artaxerxes reinou sobre 127 províncias, como lemos no
primeiro capítulo. Diversas línguas e dialetos eram falados em muitas dessas
províncias. O edital foi dada por diante, nos é dito, "para os governantes de todos os
povos de todas as províncias, de acordo com a sua escrita, ea cada povo segundo a sua
língua." O documento tinha de ser traduzido, então, em diferentes idiomas, e uma
tradução enviado com o original Persa; e, além disso, haveria, sem dúvida, ser
comunicações privadas ditadas por Haman para os governadores das províncias
diferentes, contendo orientações quanto à maneira pela qual a obra sangrenta era para
ser executado, e os despojos dos judeus eliminados; para que um tempo considerável se
passariam antes que o decreto real poderia ser enviado para as províncias. Nós
aprendemos, de fato, a partir do oitavo capítulo que era o vigésimo dia do terceiro mês
antes Mordecai obteve permissão para neutralizar o projeto de Hamã; e, tendo em conta
as distâncias e os modos de viagem, podemos supor que a sentença contra os judeus
ainda não tinha chegado às partes mais remotas do império, quando a remissão do que
foi deliberada. Mas, novamente, e, mais particularmente, é muito óbvio que temos de
considerar toda a transação aqui como vencido, na providência de Deus para o bem do
seu povo e da confusão de seus inimigos. É fácil dizer que há um ar de improbabilidade
em toda a história, porque, mesmo com aviso de alguns meses, os judeus teriam tido
tempo para retirar os lugares onde eles foram condenados a perecer. Mas para onde eles
poderiam ter ido? é uma pergunta.O império persa era tão extenso que teria sido difícil
para eles escapar para além de seus limites e encontrar um refúgio em outro lugar. Além
disso, como eles poderiam ter fugido, quando, sem dúvida, havia emitido ordens para
impedir a sua fuga? Sabemos que em tempos perseguindo na França, e em nosso país
também, enquanto as vítimas de perseguição foram avisados de que dentro de um
determinado período sem misericórdia seria mostrada a eles, havia medidas tomadas
para impedir a sua fuga; e até mesmo a tentativa de fuga foi denunciado como
criminoso. No caso que temos diante de nós no texto toda a questão gira em torno deste
ponto que Hamã conseguiu o que ele considerava o dia favorável para seu
empreendimento fixado por uma prática supersticiosa que ele reverenciado e acredita
ser infalível. Então, depois disso, ele sentiu como se tudo fosse seguro; e com um
descuido ou, como podemos chamá-la, uma paixão, tais como existem muitos exemplos
de nos autores de crimes hediondos, ele passa a cumprir o seu propósito de uma forma
que se poderia dizer foi calculado para torná-lo abortivo, e arruinar a si mesmo
-. Davidson .
Multidões pode ter sido em tal estado de escravidão a torná-lo impossível para
qualquer grande número deles para escapar; e, como para os outros, ele pode ter sido o
esperado e desejado que alguns deles deixaria o reino. Mas, como Mardoqueu, a quem
especialmente Haman queria destruir, não poderia deixar o reino, mais do que Neemias,
sem a permissão do rei. Ele também estava de acordo com o personagem de Haman
para causar toda a angústia e horror possível aos judeus em antecipação do abate
terrível. Em seguida, é preciso lembrar que uma sábia Providência assim anulou todo
este processo como para reduzir a nada os planos do inimigo dos judeus, e fazer o seu
ódio maligno dos judeus por ocasião da sua ruína -. Comentário de Whedon .
Se as crônicas da Pérsia, assim, gravar um massacre destinado aos judeus que nos
apavora em sua extensão e atrocidade, as crônicas de Espanha, Itália e França contêm
registros de massacres de protestantes que igualam-lo na barbárie absoluta. Demos
graças a Deus que a nossa sorte foi lançado em tempos de relativa calma, quando o
espírito de perseguição e derramamento de sangue tem medo de se manifestar; e quando
a exortação do apóstolo não se torne difícil por um "reinado de terror" - "Temei a Deus,
honrar o rei." - McEwan .
"Onde", a pessoa está pronta para perguntar: "vai governantes encontrar pessoas
dispostas a executar tais ordens ilógicas e bárbaras?" Carrascos raramente estava
querendo. Muitos estão acostumados a fazer tudo o que cegamente seus superiores
requerem, sem indagar se é certo ou errado. Outros agem sob a influência do
medo; enquanto milhares de paixões, o egoísmo, a avareza, a maldade, a inveja, a
discórdia, o ódio a piedade eo amor inato de crueldade-aproveitar a oportunidade de
satisfazer-se sob a secreta de autoridade, ea pretexto da execução de seus mandatos
-. McCrie .
Ver. 13. A maldade de Hamã, não mais poderia frustrar os antigos oráculos relativas
aos judeus do que poderia puxar o sol fora do firmamento, e privar o mundo da luz do
dia. "O cetro não era arredará de Judá, nem o legislador dentre seus pés, até que Shiloh
deveria vir." A Shiloh ainda não era chegado. Judá deve, portanto, continuar uma nação
distinta, sob governadores que procediam de si mesmo. Malícia de Hamã será tão longe
de encontrar os meios de extirpar Judá, que a glória de que as pessoas, embora
eclipsado, deve voltar a brilhar como a alva.
Ver. 14. Haman fez com que o édito contra os judeus a ser publicado na língua de
cada povo, para que todos eles possam estar preparados para suportar a sua parte na
destruição dos judeus. Mas os inimigos de Israel tinham uma coisa em vista, o Deus de
Israel é outra. Haman pretendia fazer a destruição de Judá tão certo quanto possível,
mas Deus planejou para fazer todas as nações atento testemunhas do seu poder e
sabedoria exibido na luta contra os desígnios de seus inimigos, e realizar a sua
salvação. O efeito de tal decreto seria a fixação da atenção de todos os homens sobre o
evento; eo evento foi para torná-lo evidente que não havia Deus como o Deus de Israel,
nem todos os povos sobre a terra tanto o atendimento do céu como a nação que foi
realizado em repúdio por Hamã -.Lawson .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSO 15


AS IRREGULARIDADES DAS CONDIÇÕES HUMANAS
Rapidamente os mensageiros sombrias da morte destina voar por toda a terra. É a
afirmação proverbial e figurativa que essas mensagens voou mais rápido do que os
guindastes. Podemos imaginar os pós-cavalos a galope de estágio para estágio. Os pós-
mestres tomou dos correios cartas do rei, que proclamou a morte ea espoliação de todos
de nacionalidade judaica. E muito em breve toda a terra a triste história deste edital
estranho e assassino era conhecido. Era conhecido não só nas casas escurecidas pela
tristeza dos judeus, mas também nas casas daqueles que estavam para o presente livre
do medo causado por um design tão assassina. E bem podemos supor que havia
perplexidade e insegurança em todos os lugares. Os judeus foram tristemente
perturbado. O resto das pessoas ficaram perplexos e inseguros; pois se não havia
segurança para esses judeus inofensivos, se para eles este massacre e injusto, que a
segurança está lá para qualquer outra porção de assuntos de Sua Majestade? Sim, e
havia perplexidade no seio de Haman, e no coração do rei Assuero. Para mal feitores
são sempre maus pensadores. Aqueles que problemas propósito para outros vão ser
incomodado se. Haman eo rei poderia sentar-se para beber, e tentar se afogar e esquecer
sua perplexidade; mas a sombra escura de delito seria cão seus passos, e torná-los
desconfortáveis. Feliz é para nós que vivemos em um país, e sob um governo tão
sábio. Ele tem seus defeitos, mas são meras trivialidades quando consideramos as falhas
do despotismo oriental. Vamos usar sabiamente nossos privilégios.
I. As desigualdades de condições humanas. O exemplo mais marcante da
desigualdade é o que é ilustrado entre a condição de o opressor eo oprimido .Nós não
acreditamos no direito divino dos reis, como defendido por alguns e defendidos no
passado, mas há um sentido amplo e verdadeiro em que os governos são divinos. Temei
a Deus. Honra ao rei. Estas são duas liminares vinculativas para os homens. Governo
sábio tende à consolidação da sociedade humana. É para o bem geral que alguns devem
governar, e que os outros-a grande maioria-deve ser descartada. Não há lei no mundo
material. Há mais elevado e mais baixo no mundo intelectual. Há-lei a lei do amor,
mesmo no céu. Deve haver lei na terra. Onde não há lei, onde não existe uma regra, não
há liberdade digna desse nome. Mas cada bênção, cada organização direita e até mesmo
divina, é capaz de ser subvertido. Aquilo que, corretamente gerido, é para o bem geral
pode ser processado produtiva dos males múltiplos. Um verdadeiro rei deveria ser o pai
de seu povo, e do tipo de Deus. Um déspota é o opressor do povo, o escravo-motorista
do povo, o ladrão do povo, o flagelo da raça, eo tipo do diabo. Um rei pode ser um
opressor sem ser um monstro de coração duro. Ele pode ser fraco, afeminado, entregue
ao luxo, e influenciado por outros mais cruéis do que ele. Tal opressor foi
Assuero. Hamã era seu gênio do mal. Hamã era o espírito mestre vil no palácio
plotagem erros tremendos. Hamã era a serpente cruel fascinante e iludir os fracos de
espírito monarca, e cuspindo veneno em cima de todos os judeus. Aqui estão os
opressores em Susã, a capital, ditando seus editais assassinos, e além, espalhado e
disperso entre os povos, são os oprimidos.Já parece que estamos a ouvir os gritos e eis
as lágrimas que caem de fast-como são oprimidos, e eles parecem não ter nenhum
consolador. E no lado dos opressores há energia. Poder em Susã, a capital. Fraqueza
entre os judeus dispersos. Despotismo real tem quase foram varridos da face da Terra,
mas ainda podemos ver, se, com razão, usamos nossos olhos, essa desigualdade de
condições humanas-os opressores e os oprimidos. A derrota do Sul pelo Norte da
América não aboliu todos os escravos de condução. Neste país livre e liberdade de
adoração ainda há opressão. Oh, as lágrimas dos que são oprimidos! Qual a velocidade
que ainda caem. O que um oceano que eles fazem! Se essas lágrimas são mantidos em
garrafas Divinas, quão grande e quantos as garrafas! Se estas lágrimas engarrafadas são
enfrentar os opressores, eles podem muito bem orar pelas rochas e montanhas que
caíssem sobre e escondê-los das conseqüências de suas más obras. Vamos fazer com
que fazemos as coisas que são justa e igualitária. A desigualdade das condições
humanas é ainda ilustrada pelo contraste entre a alegria do palácio e da perplexidade
da cidade . Como maravilhosamente simples e ainda como sugestiva a declaração: "O
rei e Hamã se assentaram a beber; mas a cidade de Susã estava perplexa. "Folia no
palácio. Miséria na casa de campo. O vinho da alegria e jovialidade, e esquecimento
para o rei. O vinho da amargura para seus súditos. A música de gaiteiros e harpistas, dos
cantores e cantoras, para o tribunal. Os tristes notas discordantes, de choro para uma
grande parcela da população. A cidade de Susã estava perplexa, e bem que poderia
ser. A indiferença de uma classe da comunidade para outra e classe aparentemente
menos favorecida é trazido para ver nesta passagem . É um estado persa a única em que
este estado de coisas pode ser testemunhado? São países pagãos as únicas terras onde
podemos contemplar essa indiferença insensível? Não; mesmo em países cristãos
distinções de classe estão longe de ser abolida. Neste dia, e neste país, há folia em
lugares altos, e quer e miséria em lugares baixos. Neste momento de depressão
comercial, as classes bem-fazer deve perguntar, estamos apenas nos divertindo enquanto
muitos dos nossos compatriotas estão em um estado de angústia? Esta indiferença tem
sua raiz e é o resultado do egoísmo . O que o rei cuidados para a miséria dos outros,
desde que seus próprios prazeres não foram interrompidos? É um alívio para nós supor
que o rei não estava todo tomado com o ego. A história mostra que depois de egoísmo
não tinha destruído todos os vestígios de sentimento verdadeiro. Mas nós achamos
muito poucos traços de bom em mau Hamã. Especialmente neste momento, o que ele se
importa, desde que a vingança foi saturado? Tudo o que ele apareceu à mente era o seu
próprio engrandecimento pessoal. Sua vingança seria deleitar-se com o sangue
humano. Sua avareza de bom grado alimentar-se o espólio do abatido. Sua ambição
seria tripudiar sobre essa exibição horrível de seu poder. Oh, este egoísmo odioso! Que
beleza estraga! Que vida desperdiça!Que bondade destrói! É uma divindade insaciável
que requer holocaustos a ser oferecido em seu santuário, e nunca chora, é o suficiente.
II. Os mistérios da condição humana. O ar é denso, com mistérios. Nós nos
movemos em um labirinto. Estamos perdidos em confusão. E este é um dos mistérios-o
rei e Hamã estão se divertindo, enquanto há perplexidade na cidade de Susã. Um
homem parece passar sua vida na alegria e outro de tristeza.Sucesso parece atender a
cada passo que é tomado por um homem, mas a derrota e desastre são a parte do
outro. Ele está sempre lutando contra as forças adversas, e nunca parece ser capaz de
sair vencedor do concurso. Este é um dos mistérios que o rei Davi procurou saber pelo
pensamento intenso. Isto, também, foi uma dificuldade que afligem o salmista-a
existência do mal triunfante. Era aquilo que o afligia, e ele não poderia colocá-lo em
conjunto. Há fraudes que são soberanas e soberanos que são vigaristas. Homens Base
nas alturas da terra. Haman festejar com o rei. Mordecai luto na porta do rei. "Eu tinha
inveja dos néscios, quando via a prosperidade dos ímpios." Será que pobre Mordecai
sentir inveja? Não pode ser difícil para ele se ele fez. Foram os pensamentos de
Mordecai voltou nesse sentido? Será que ele, também, tentar resolver o mistério, e dá-lo
como uma tarefa impossível? Será que tendem a aprofundar sua dor e escurecer suas
horas de tristeza? E todos os homens e mulheres em sofrimento deve ter se sentido mais
ou menos. O mistério está lá; mas por que deixá-lo ser um problema? O mistério está
lá; mas por que não tentar deixá-lo e entrar em alturas mais serenas?
III. As forças de compensação de condições humanas. A lei da compensação tem
ramificações mais amplas do que se sonhou na filosofia de pensadores estreitas. Se
houver tal princípio no mundo material, por que não no mundo moral, uma vez que
ambos são moda e governado pelo mesmo autor? Não sabemos até que ponto estão
corretos que nos dizem que a felicidade ea miséria são bastante igualmente
distribuído. Isso, no entanto, é uma doutrina muito confortável para aqueles que têm a
felicidade suficiente a si mesmos, e não me importo de dar-se ao trabalho de cuidar do
bem-estar dos menos favorecidos. Mas há compensações. As alegrias dos ricos têm os
seus inconvenientes. Os sofrimentos dos pobres não estão sem os seus alívios. O prazer
de Assuero não era um fluxo permanente. A glória de Hamã foi logo manchada. A
tristeza de Mordecai foi transformado em riso. Pode haver fome no deserto, mas não há
o maná do céu. Não pode ser sede, mas não há água da rocha ferida. As águas de Mara
pode ser amargo, mas não há por perto uma dádiva de Deus árvore para adoçar.No
caminho há uma Marah, mas há ainda mais em um Elim, com os seus doze fontes de
água e setenta palmeiras.
IV. O elemento simpático em condições humanas. A cidade de Susã estava
perplexa. Os judeus, que pode muito bem imaginar, tinha muitos simpatizantes. Sorrow
atrai os homens e mulheres de forma mais estreita do que a alegria. É mais fácil chorar
com os que choram do que se alegrar com os que se alegram. Considerações auto-
respeito pode fazer com que os cidadãos de Shushan para estar perplexo, e levar o bem-
dispostos dos persas para simpatizar com os judeus. Talvez até mesmo pobre Assuero
estava tentando fugir do trabalho de natureza simpática quando ele se sentou para
beber. Esta é uma força de compensação quando a tristeza provoca simpatia. Procure
sentir-se com e para as angústias dos outros. Quando uma parte de uma cidade sofre,
toda a cidade deve ser perplexo.
V. O princípio da harmonização para as condições humanas. Que princípio é lá
que está a ajustar em proporções cabem as várias partes e membros da sociedade
humana? O poder deve ser exercida para que homens e mulheres podem nem mal nem
dano algum outro? São doutrinas comunistas a ser promulgadas e recebidos? Existe para
ser um grande processo de nivelamento na sociedade? É Hamã ser enforcado na
forca? Deve ser feita Mordecai primeiro-ministro em seu lugar? É Assuero para ser
destronado? Ou será que ele deve ser feito apenas o porta-voz e executor de um número
de homens que devem ser suposto ser votado pelo povo em assembléias
populares? Algo pode ser feito através de métodos sábios de governo. Algo pode ser
feito colocando homens nobres de espírito em altos cargos do Estado. Algo pode ser
feito por ser os ricos enriqueçam em boas obras, e estar pronto para distribuir, e os
pobres sendo frugal, contente, e laboriosa. Mas o único princípio de harmonização
eficaz é o evangelho corretamente entendida, amplamente interpretado e recebido. Esse
evangelho que destrona o egoísmo, e ensina a verdadeira fraternidade da
humanidade. Esse evangelho que ensina a temer a Deus, para honrar o rei, e todos os
homens a amar uns aos outros. Esse evangelho que prega a paz com todos, tanto para
aqueles que estão longe, bem como para aqueles que estão perto.
VI. O verdadeiro poder de sustentação para todas as condições humanas. "Esta
é a vitória que vence o mundo: a nossa fé." Que a "perplexo" de cada cidade e de cada
nação suportar como quem vê aquele que é invisível. A verdadeira ajuda nas
dificuldades da vida é ir para o santuário de Deus. Onde quer que haja uma alma crente,
não há Deus faz um pequeno santuário de gloriosas manifestações. Pela fé e oração
Mordecai, Ester e os judeus foram salvos e libertos de suas perplexidades. Pela fé e
oração verdadeiros heróis do mundo já conquistou. E pelos mesmos meios devem
homens e mulheres ainda prevalecem. Aqui aprende-( a ) Para manter-se afastado dos
prazeres sensuais, que endurece a natureza . Haman iria manter o rei beber, para que
ele possa ser mantido insensível e indiferente. Bebida forte embota a borda fina da
razão, escurece a compreensão, e endurece a natureza. ( b ) Para cultivar a simpatia, o
que enobrece a natureza . Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de
Cristo. A lei de Cristo é a lei do amor. O cumprimento dessa lei é mais nobre o trabalho
do homem. A grandeza de Jesus é a grandeza de sua simpatia amorosa. ( c ) Promover a
fé firme em um poder todo-poderoso, que ilumina a vida .Não fé na derrubada dos
Hamans de tempo, não de fé na teoria de que os reis vão ver a sua loucura, mas a fé no
poder de Alguém que é onisciente e todo-o bem. ( d ) Para ter respeito até as
harmonias do céu no meio das discórdias da Terra . Podemos não viver para ver o dia
em que a perplexidade de Shushan será transformado em alegria, mas cada alma
verdadeira serão conduzidos para dentro e desfrutar as harmonias daquela cidade onde
os habitantes nunca estão perplexos.
SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSO 15
É uma coisa lamentável ver os grandes quaff as lágrimas dos oprimidos, e para ouvi-
los fazer música de gritos -. Bispo Municipal .
Um príncipe e um oficial que, no momento em que os moradores da sua cidade
principal são na maior consternação, quando, acima de tudo um povo inteiro é jogado
em medo mortal de sua vida, pode sentar-se para comer e beber, manifesto ou uma
desumanidade que seria facilmente despertar uma revolta geral, ou má consciência que
já prenuncia o fracasso de seus planos -. Lange .
Então, para afogar o barulho de consciência, e assim, para nutrir seus corações como
num dia de matança. Assim, os irmãos de José, quando lhe tinha lançado na cova,
sentou-se para comer pão, quando tinha sido mais apto para eles terem chorado por sua
maldade. Assim fizeram os israelitas, quando eles um bezerro de ouro tinha
feito. Herodes feasteth quando tinha expulsado Batista na prisão. O revel derrota anti-
cristã e tumulto quando eles tinham matado as duas testemunhas. O Papa proclamou um
jubileu sobre o massacre de Paris. O rei da França disse que nunca sentiu nada mais
doce do que o cadáver do almirante, quando ele fedia com longa mentira. Melhor é a
perplexidade daquele que sofre do mal do que a alegria daquele que faz o mal -. Trapp .
É uma coisa absurda e irreverente para nos entrar em alegria e prazer em que a
Igreja está em perigo eo público estão perplexos -. Matthew Henry .
A medida cruel não podia deixar de preencher todos os cidadãos amantes da paz
com horror e ansiedade -. Keil .
Hamã dá a si mesmo para o prazer e alegria, em que ele teve a honra de ser
companheiro do rei. Ele vai logo descobrir que o final desta alegria é tristeza. A cidade
de Susã estava perplexa quando o rei e Hamã foram desfrutar desta alegria. O coração
pode ser livre de perplexidade em tal ocasião? Os judeus eram conhecidos por ser tão
inocente quanto seus vizinhos. Muitos deles residia na cidade de Susã. A perspectiva de
seu destino miserável e imerecido era terrível.Quem poderia dizer onde tais males fosse
acabar? Hamã poderia dia seguinte petição seu mestre iludidos para cumprimentá-lo
com um sacrifício como de outras vidas. O povo de Susã, neste momento estaria em
muito o mesmo estado de espírito como um ministro persa do estado nos últimos
tempos, que disse que ele nunca saiu da presença do rei sem colocar a mão na cabeça,
que ele poderia sentir se era ainda de pé sobre os ombros -. Lawson .
Mas o que deve aos judeus espalhados pelas províncias do império ter pensado nisso
estranho decreto? Eles não estavam no segredo da trama. Eles não sabiam nada de
orgulho ferido de Hamã, ea oposição religiosa de Mordecai a ordem do rei. Eles
consideram apenas como um evento na providência de Deus. E como inexplicavelmente
misterioso deve ele ter parecido para eles! Em seu exílio tinham sido fiel à sua palavra,
mantendo-se dos pecados do paganismo circundante, e assim preservar a si mesmos em
seu medo de que mesmo Hamã, o agagita não tinha nada de que acusá-los salvar o
respeito às leis de seu Deus.Portanto, então, se ele tivesse permitido essa tremenda
calamidade a ofuscar-los? Talvez eles não tenham duvidado de sua
providência? Certamente, como os judeus eram, neste momento circunstanciado, a sua
fé em Deus, foi submetida a um teste severo, e podemos facilmente concluir que o
calvário pelo qual eles estavam passando agora seria ou encontrá-los melhor ou pior,
mais ou menos confiante nele quem faz a ira dos homens, para elogiá-lo. A experiência
comum do povo de Deus dá testemunho overshadowings misteriosas semelhantes. Eles
não podem ser responsáveis por eles. Quando eram mais dedicados ao seu serviço, e
buscando mais ansiosamente seu favor; quando eles estavam mais árdua lutando contra
o mundo, e se esforçando para trazer honra ao seu nome; quando eles estavam
esperando sua bênção, e olhando para o bem de sua mão soberana, tem sido muitas
vezes até mesmo depois que não têm eventos vêm que era natural de interpretar como
sinal de seu descontentamento, sinais de sua ira. Mas nós somos intérpretes errados de
sua providência de antemão, e mesmo depois. O doente não consegue entender sua
longa doença, nem o homem próspero sua queda repentina na pobreza e desprezo, nem
o pai a angústia de repetidos golpes de luto, nem a viúva a sabedoria e benevolência de
sua desolação e solidão. Tudo é escuro e misterioso para eles, e eles podem ser tentados
para desacreditar a misericórdia do propósito Divino em Providence. De tais provações,
também, podemos confiantemente afirmar que depois de ter passado por eles eles vão
quer nos deixar melhor ou pior. A partir da história das relações aflitivas de Deus no
passado, pode reunir claramente uma grande lição para nunca duvidar de sua palavra, e
sempre ter fé no seu amor. Jó, Jacó, Daniel, David, e os judeus na Pérsia tudo nos
ensinar esta lição. Nesses momentos, é mais glorificação a ele, bem como reconfortante
para nós mesmos, a confiar nele explicitamente e totalmente -. McEwan .
Auto-indulgência torna os homens insensíveis às angústias e sofrimentos dos seus
semelhantes. "O rei e Hamã se assentaram a beber; mas a cidade de Susã estava
perplexa. "Dê o devoto de sensualidade ou intemperança a oportunidade de satisfazer o
seu desejo, e ele não se importa com o sofrimento que ele pode ocasionar para aqueles
em cujo bem-estar, ele é obrigado a ter o mais profundo interesse. Deixe o sensualista
ter a sua vontade, e custa-lhe não um pensamento de que ele pode estar a destruir a
felicidade das famílias, e arruinando para o tempo ea eternidade das vítimas de sua
luxúria ímpios. Apetite carnal Strong, quando é excitado, define em desafio à lei da
natureza, bem como a lei de Deus. Pode-se apenas pensar sem estremecimento da
conduta dos dois homens que se refere o texto. Eles haviam resolvido a derramar sangue
inocente, sem medida; mas eles poderiam sentar-se como bons companheiros para se
divertir ao longo do seu vinho, e poderia inventar para abafar quaisquer protestos da
consciência com a taça fluindo. Poderia haver uma personificação mais completa do
mal em uma de suas formas mais repugnantes do que nós temos aqui? E, no entanto,
meus amigos, ele encontra o seu homólogo, embora em menor escala, no procedimento
de multidões que vivem sob a luz do evangelho! É que o indivíduo nem um pouco
melhor do que o par infame referido no texto que, esquecendo as reivindicações de casa,
e suas responsabilidades como pai e marido, passa seus ganhos no deboche, e, portanto,
reduz o que poderia ser uma família feliz em miséria e da pobreza? Enquanto ele está se
divertindo com seus companheiros, todos imprudente de sua obrigação de proteger e
sustentar sua esposa e filhos, eles estão sentados na miséria absoluta, sem nenhuma
perspectiva para o dia seguinte, mas o que é ainda mais sombrio do que a experiência de
hoje . Então, se há alguém aqui a quem estas observações estão em quaisquer aspectos
aplicável, deixá-los caírem em si do seu pecado e loucura; que julguem-se pela mesma
regra segundo a qual eles iriam julgar o rei e Hamã. Então eles vão reconhecer que eles
têm sido infiel a um dever sagrado comprometidos com eles, e eles vão se esforçar com
a ajuda da graça de Deus para não ser mais os destruidores, mas os protetores daqueles a
quem eles têm solenemente jurou proteger. E deixe-me concluir meus comentários
sobre esta parte do assunto por mais uma vez dizendo que a indulgência excessiva de
qualquer apetite proibido torna os homens egoístas, e independentemente dos direitos
dos outros. De modo que, como os seguidores de Cristo, todos nós devemos nos
esforçar para manter os desejos de nossas naturezas animais em sujeição, senão
perdemos todos afirmam pertencer a ele com quem a vontade de seu Pai celestial foi
fundamental em tudo -.Davidson .

Ilustrações para CAPÍTULO 3


Ver. 1. Olhe para o final . Assim oft vasos vazios nadar no alto; mensagens podres são
dourados com ouro adulterar; das piores ervas daninhas brotam mais corajoso; e quando os
gêmeos se esforçar no ventre de Rebeca, profano Esaú sai primeiro, e tem a primogenitura. Mas
passa o tempo que procuram as maiores dignidades, a maioria deles se reunir com a maior
vergonha; como macacos, enquanto ser escalada que mais mostram suas deformidades. Eles
estão levantando também que eles podem vir de novo com o maior equilíbrio. Foi, por isso, bem
e sabiamente falado por Alvarez de Luna, quando lhes disse que admirava sua fortuna e favor
com o rei de Castela, você faz de errado para elogiar o edifício antes de ser concluído, e até ver
como vai ficar . Favoritos dos Príncipes deve considerar-se que com honra é mas uma explosão,
um nihil magnum , uma fantasia glorioso, um chocalho ainda ambição dos homens; e que, como
o passageiro já não olha em cima da marcação do que o sol brilha sobre ele, por isso está aqui
-. Trapp .
Ver. 1. O viajante simpático . Aqui está algo que aconteceu em um trem em algum lugar na
Nova Inglaterra no verão passado. Uma mulher vestida de luto profundo entraram os carros em
uma estação ferroviária. Ela sentou-se mesmo em frente, uma mulher afiada com cara de
curiosa aparência. A mulher de preto não tinha sido assentado muito antes de ela sentiu um leve
toque no ombro, e ouviu seu vizinho perguntar, em voz baixa, Simpático, "Lost alguém?" Um
aceno de cabeça em silêncio foi a resposta. Uma ligeira pausa, e então uma segunda pergunta:
"Criança?" Um baixo balançar de cabeça de forma negativa. "Pai?" Uma resposta
similar. "Marido?" Desta vez, o leve aceno de cabeça novamente. "A vida seguro?" Um aceno
de cabeça. "Religião Experienced?" Um aceno de cabeça. Então: "Bem, bem, anime-se! Vida
segurado e experiente religião; que está tudo bem, e assim é ele! "vida de Hamã não estava
segurado, como a sequela dos shows de história. Ele não experimentou o poder salvador da
religião, e, portanto, uma questão pequena perturba a sua felicidade. A vida de Mordecai foi
segurado no melhor sentido. Nenhuma arma forjada contra o ungido do Senhor pode prosperar
até o tempo do Senhor. Aqueles são mantidos em segurança que estão guardados por Deus.
Ver. 2. bons princípios . A jovem estava em uma posição onde seus empregadores, era
preciso tomar uma declaração falsa, pelo qual várias centenas de libras viria em suas mãos o que
não lhes pertence. Tudo dependia de este funcionário de servir o seu propósito. Para seu grande
desgosto, ele absolutamente se recusou a fazê-lo. Ele não poderia ser induzido a vender sua
consciência para qualquer um favor. Como resultado, ele foi dispensado do lugar. Pouco tempo
depois, ele se candidatou para uma situação de vazio, eo cavalheiro, sendo satisfeito com seu
discurso, pediu-lhe para qualquer boa referência que ele possa ter. O jovem sentiu que seu
caráter era imaculado, e assim sem medo o encaminhou para o seu último empregador. "Acabei
de ter sido demitido de seu emprego, e você pode perguntar a ele sobre mim." Era uma nova
forma de obtenção de recomendação de um jovem; mas o cavalheiro chamado na empresa, e
descobriu que ele era "muito consciente sobre ninharias." O senhor não tinha sido incomodado
por funcionários muito conscienciosos, e preferiu que os encarregados de seu dinheiro deve ter
um fino senso de verdade e honestidade, por isso, ele contratou o jovem, que cresceu
rapidamente em favor, e tornou-se no comprimento de um parceiro. "Um bom nome é um
pouco a ser escolhido do que grandes riquezas." Mesmo os homens inescrupulosos saber o valor
de bons princípios que não podem ser movidos. O imperador Constâncio, pai de Constantino, o
Grande, mais uma ordem a todos os seus servos cristãos a oferecer sacrifícios aos deuses de
Roma. Se eles se recusaram a obedecer suas ordens eram para ser exonerado das suas
funções. Muitos deles obedeceu; outros não, e, portanto, foram demitidos. Mas em um dia ou
dois, ele acabou por todos aqueles que cumpriu as suas ordens, e lembrou a todos aqueles a
quem ele havia expelido, dizendo que aqueles seriam os mais fiéis ao seu príncipe, que eram
mais fiéis ao seu Deus, e que ele não confiaria homens que eram falsas para a sua
religião. Mordecai estava consciente sobre ninharias, e fiel à sua religião. Isso ele era se ele
achou graça com o homem ou não. Ele olhou para o favor de Deus. Este deve ser o motivo
inspirador, para os homens de consciência nem sempre bem sucedidos, como o mundo
reconhece o sucesso. O conselho de Mr. Carter, um puritano pregador-a uma das sua
congregação: "Você tem que trabalhar duro, e se saem muito e orar duro", foi bom, mas não
podemos sentir certo sobre sua conclusão-"E então você será Certifique-se de prosperar. "Nestes
tempos modernos, temos certamente conhecido alguns que trabalharam duro, e saiu-se duro, e
orou dura toda a vida, e em sua morte não ter sido capaz de legar um xelim.
Ver. 7. fundição Lot . O velho acrescenta doutrina intérprete em urnam , no jarro. E as
novas anotações nos dizem que, cerca de sorteio, houve um jarro em que papéis, com os nomes
dos vários meses escritos sobre eles, e enroladas, foram fundidas; sim, também papéis com o
nome de cada dia e de cada mês foram lançados em; então, com os olhos vendados, colocar em
sua mão, e puxou um papel, e de acordo com as marcas que haviam posto para baixo, tal mês
provou sorte, e tal dia no mês; e, pela providência de Deus, que assim caiu fora que seu suposto
dia de sorte foi no décimo segundo mês, pelo que aconteceu que o seu enredo foi derrotado
antes do tempo de realização dos mesmos -. Trapp .
Ver. 7. Decidir por sorteio . Em quase todos os casos em que a razão não pode decidir, ou
em que o direito de vários pretendentes a um artigo tem de ser resolvido, se recorrer ao lote, que
"faz cessar." No Oriente, um jovem ou é tão talentoso, mais ou menos rico, mais ou menos
respeitável, que muitos pais aspiram a honra de chamá-lo de filho-de-lei. Suas filhas são disse a
ser bonito, rico, e de uma boa família; o que é que ele está a fazer? O nome de cada jovem é
escrito em um pedaço de Olah, em seguida, todos se misturam. Os jovens e seus amigos, em
seguida, ir para a frente do templo; e estar sentado, uma pessoa que está passando no momento é
chamado, e pediu para tirar uma das peças de Olah, em que o nome de uma senhora está
inscrito, e colocá-lo perto do candidato ansioso. Isso está sendo feito, ele é aberto, e ela, cujo
nome está escrito lá torna-se sua esposa -. Ilustrações orientais .
Ver. 7. A sanguessuga e cirurgião . Quando um cirurgião coloca uma sanguessuga em cima
de um paciente, sua intenção é a de curar; a sanguessuga segue os instintos de sua natureza, e os
dois trabalham juntos para produzir o resultado desejado. Quando os irmãos de José o venderam
para o Egito, a sua intenção era a de humilhá-lo e livrar-se dele; mas foi feito para servir a
intenção de Deus, que era para exaltá-lo. Então Hamã planejado para a destruição do povo
judeu, e atrasou sua finalidade; mas foi o propósito de Deus para salvar. Atraso de Haman
apressou-se o propósito de Deus. Não deveríamos dizer que Deus fez uso de atraso de Hamã
para trazer seu propósito gracioso de libertação de Israel ea destruição de seus inimigos?
Ver. 5. problema em todas as casas . Talmage diz: "Eu passei por uma rua de uma cidade
com um comerciante. Ele conhecia todas as melhores casas na rua.Ele disse: Há algo a questão
em todas essas casas. Naquele que é infelicidade conjugal. Nesse, um filho se dissipou. Nisso,
um pai dissoluta. Nisso, uma criança idiota. Nesse, a perspectiva de falência. "Na casa de Hamã
havia problemas. Mordecai incomodado Haman. O bom deve sempre ser perturbadores para os
ímpios.
Ver. 5. Revenge . O chefe Highland colocar uma morte em sua casa na montanha, e em seu
coração morrendo eram os pensamentos vingativos duro para com um clã oposto. Um ministro
esperou ao lado da cama, e exortou-o a perdoar, assegurando-lhe o fato de que Deus não
perdoará se não o fizermos. E, disse o chefe, eu vou perdoá-los; mas quase no mesmo fôlego,
ele disse a seu filho, que ele deixou a maldição de um pai se ele perdoou. Louis XII. disse que
nada cheira tão doce como o cadáver de um inimigo. Código do cristão é uma das perdão-que
nada tem cheiro tão doce como o corpo resgatado de um inimigo. Bem teria sido para Haman-
bem, tanto física como espiritualmente, ele realmente tinha perdoado a suposta ligeiro de
Mordecai.
Ver. 8. As leis dos judeus . Presunção da Prosper foi que eles foram chamados Judæi porque
receberam as suas leis de Deus. E, portanto, se Demóstenes poderia dizer das leis em geral, que
eles estavam a invenção do Deus Todo-Poderoso; e se Cícero poderia dizer das leis das Doze
Tábuas, em Roma que superou e se destacou todas as bibliotecas de todos os filósofos, quanto
mais verdade era tudo isso de as leis dos judeus, dado por Deus, e ordenação dos anjos na mão
de um mediador, Moisés! Seneca, embora ele zombou dos judeus por sua sábado semanal como
aqueles que perderam a sétima parte do seu tempo, mas ele não podia deixar de dizer que, sendo
as pessoas mais vis, eles tinham as melhores leis, e deu leis ao mundo inteiro. Os levitas santos
reconhecer, com toda a gratidão, que Deus lhes havia dado juízos retos, leis verdadeiras, bons
estatutos e mandamentos, em que ele cortou-os de todas as outras pessoas, como o seu próprio
peculiar; e esta era a sua glória onde eles vieram, embora o bajulador Haman desvia a sua honra
em vergonha, como aquele que ama a vaidade, e procurados de leasing -. Trapp .
Ver. 9. Raiva . Raiva é essencialmente vulgar, e nunca vulgarer do que quando se procede
de orgulho mortificado, ambição desapontado, ou obstinação frustrado.Um déspota perplexo é o
vulgarest de miseráveis sujos, não importa se ele é o déspota de uma nação reivindicar os seus
direitos, ou de um burro afundando sob sua carga -. Hartley Coleridge .
Ver. 9. Wrath curado . A valente cavaleiro, chamado Hildebrand, tinha sido ferido e
ofendido por outro cavaleiro, chamado Bruno. A raiva ardia em seu coração, e ele mal podia
esperar para o dia para tomar uma vingança sangrenta contra seu inimigo. Ele passou uma noite
sem dormir, e ao amanhecer do dia, ele cingiu a sua espada, e sallied adiante ao encontro de seu
antagonista. Mas, como era cedo ele entrou em uma capela à beira do caminho, e sentou-se e
olhou para as fotos que estavam nas paredes, iluminado pelos raios do sol da manhã. Havia três
fotos. O primeiro representado, nosso Salvador, em um manto de púrpura de escárnio diante de
Pilatos e Herodes, e trazia a inscrição: "Quando ele foi insultado, não injuriado novamente." A
segunda foto mostrava a flagelação de Jesus, e sob ele foi escrito-"Quem não ameaçada, quando
sofreu. "E o terceiro foi a crucificação, com estas palavras:" Pai, perdoa-lhes. "Quando o
cavaleiro tinha visto essas palavras, ele se ajoelhou e orou. Então a luz de noite era mais linda
para o cavaleiro de retornar do que a luz da manhã tinha sido.
Ver. 9. Negro e seu inimigo . Um escravo que tinha pela força de seu valor esterlina subiu
alto na confiança de seu mestre, viu um dia, tremendo no mercado de escravos, um negro, cuja
cabeça e forma dobrada cinza mostrou que ele era na última fraqueza da idade idade.  Ele
implorou seu mestre para comprar ele. Ele expressou sua surpresa, mas deu o seu
consentimento. O velho homem foi comprado e transportado para a propriedade. Quando não,
ele que pediu a ele o levou para sua própria cabine, colocou-o em sua própria cama, alimentado-
o à sua mesa, deu-lhe água de seu próprio copo; quando ele estremeceu, levou-o para a luz do
sol;quando caídos no calor, lhe deu segurança para a sombra. Qual é o significado de tudo
isso? perguntou uma testemunha. Ele é seu pai? Não. Ele é seu irmão? Não. Ele é seu
amigo? Não. Ele é meu inimigo. Anos atrás, ele me roubou da minha aldeia natal, e me vendido
como escravo; eo bom Senhor disse: "Se o teu inimigo fome, alimentá-lo; se tiver sede, dá-lhe
de beber; porque, fazendo tu brasas montão de fogo sobre a sua cabeça. "Quando posto à prova
prática será encontrado que muito poucos cristãos acreditam na inspiração. Onde está o professo
seguidor de Cristo nestes dias que iria pensar de seguir simples aceitação do negro de uma
liminar inspirado.
Ver. 9. O homem que matou seus vizinhos . Os americanos têm um tratado sobre este
assunto. Ele contém, na forma de uma narrativa, muitas sugestões práticas úteis sobre a arte de
vencer o mal com o bem. É com bondade modesto, pensativo, generoso, perseverante,
incansável bondade, que o compatriota benevolente matar o seu próximo grosseiro; e é só o
homem mal antigo que ele mata, deixando o novo homem para levar uma vida muito diferente
da mesma aldeia após a escória foi purgado de distância. Se alguém deseja tentar este trabalho,
ele deve trazer a ele, pelo menos estas duas qualificações de modéstia e paciência. Se ele
continuar ostensivamente, com um ar de superioridade, e uma consciência de sua própria
virtude, ele nunca vai fazer um passo de progresso. Mas mesmo que os atos sucessivos de
bondade deve ser genuíno, o operador deve colocar seu relato com um processo tedioso e
muitas decepções. Muitos exemplos de boa prestados para o mal pode parecer ter sido jogado
fora, e nenhum sintoma de penitência aparecer no rosto ou conduta do malfeitor; mas não vos
canseis de este fazer o bem, porque a seu tempo você deve colher se não houvermos
desfalecido. Embora seu inimigo tem resistido seus atos de bondade mesmo até setenta vezes
sete, não se segue que todos ou de que qualquer um deles se perdeu -. Arnot .
Ver. 9. Clive e sua moderação . Quando o nosso grande conquistador Oriental, Clive, foi
acusado no Parlamento de ter acumulado muito durante o período de suas conquistas, ele
corajosamente disse: "Por que, quando penso que o tesouro, e ver as colinas de ouro e prata
aqui, ea jóias lá, eu declaro Estou surpreso com minha própria moderação. "Haman ofereceu
uma grande soma de dinheiro para Assuero-uma grande soma, se os 10.000 talentos ser contada
de acordo com o shekel Mosaic, £ 3.750.000, ou de acordo com o shekel civil £ 1.875.000. Mas
a riqueza do primeiro-ministro daquele país vasto deve ter sido grande. Sem dúvida, os judeus,
então, como agora, seria um povo dado à acumulação de riqueza e propriedade, e ele veria que
ele não seria derrotado pela pechincha. Ele iria confiscar a propriedade dos judeus abatidos e,
assim, enriquecer-se pela transação. Parecia uma oportunidade mais favorável para causando
sua vingança e enriquecer a si mesmo e do Estado. Grande oferta de Hamã é moderação em si,
quando pensamos em todas as conseqüências de sua proposta. A destruição de todo um povo,
muita dificuldade no reino, eo confisco de grande riqueza.
Ver. 13. A libertação de Hubert de Burgo . Lemos em nossos Chronicles, que, quando o rei
Henrique III. tinha dado ordem para a apreensão de Hubert de Burgo, conde de Kent, ele fugiu
em uma igreja em Essex. Eles a quem o negócio foi cometido, encontrando-o de joelhos diante
do altar-mor, com o sacramento em uma mão, e uma cruz na outra, o levaram, no entanto, até a
Torre de Londres. O bispo, tendo que este seja um grande violência e errado à Igreja, nunca
deixaria o rei até que ele tinha causado o conde para ser levado de volta ao lugar de onde ele era
forçado. Isso foi feito; e, apesar de ordem foi tomada, ele não deve escapar de lá, mas ele deu a
ira do rei, um tempo para esfriar, eo próprio lazer para fazer prova de sua inocência; pela razão
de que ele foi depois restaurado ao favor do rei, e os antigos lugares de honra.  E o como se
abateu sobre estes judeus, antes que o décimo terceiro de Adar; mas Hamã, cego de orgulho e da
superstição, não poderia prevê-lo -. Trapp .
Ver. 13. Soldados, não açougueiros . No famoso massacre de Bartolomeu, quando o rei da
França enviou suas ordens aos comandantes das diferentes províncias para massacrar os
huguenotes, um deles voltou-lhe esta resposta: "No meu distrito Vossa Majestade tem muitos
bravos soldados, mas não açougueiros." Isso governador virtuoso nunca senti qualquer efeito do
ressentimento real. É de recear que alguns dos governadores persas teria dado tais provas de
coragem virtuoso se decreto do rei não tinha sido revertida. Nós encontramos nenhum de todos
os governadores das províncias do império babilônico, que se recusou a curvar os joelhos à
imagem de escultura que o rei Nabucodonosor configurar. Os assuntos dos príncipes que
governam com domínio ilimitado são, na maior parte escravos tanto no corpo como na
alma. Eles são ensinados desde os primeiros dias, pelos exemplos que vêem ao seu redor, para
considerar os seus príncipes como deuses na terra, cuja vontade não deve ser disputado
-. Lawson .
Veterinário. 14. algozes . Há abundância de evidências de que, na Idade Média, o ofício de
carrasco público foi estimado altamente honrado em toda a Alemanha. Ele ainda é, em tais
partes do país como manter o velho costume de execução por golpe de espada, muito longe de
ser realizada discreditable na medida em que levamos nossos sentimentos sobre o assunto, e que
expôs os magistrados de uma cidade Scotch ,-eu prefiro não pensar menos um do que Glasgow,
a uma boa dose de ridículo, quando anunciado, alguns anos atrás, por ocasião da morte de seu
carrasco, que "ninguém, mas pessoas de caráter respeitável" precisam aplicar para a situação
vago. Neste dia, na China, na Pérsia, e provavelmente em outros reinos orientais, o Chefe
Carrasco é um dos grandes diretores de estado, e é tão orgulhoso de o emblema de seu dever
fatal como qualquer Lord Chamberlain europeu de sua chave de ouro. - Observe a Anne de
Geierstein .
Sem dúvida, muito muitos dos assuntos de Assuero estaria disposto a tornar-se algozes, a
fim de conseguir o favor do monarca, e para obter uma parte do despojo. Eles se preparam para
aquele dia de abate previsto.
Ver. 15. Um amor de livros e quer . Em um de nossos grandes centros de produção de um
homem de trabalho, com um amor de livros, tinha conseguido, com grande economia de
recolher em conjunto para que cerca de 150 volumes; e todos estes tiveram que ser vendidos
para atender às necessidades da natureza. Um volume foi altamente valorizada. Quando ele não
queria que o dinheiro que ele poderia ter vendido o livro para um soberano, mas quando a fome
veio o precioso tesouro teve de ser vendido por um shilling. Esse livro conta um conto triste de
sofrimento para aqueles que podem pegar a sua mensagem silenciosa. Por outro lado, podemos
ler da décima primeira edição de um livro moderno publicado em trinta xelins. E o que é mesmo
isso que as grandes somas gastas em cópias esplendidamente encadernados e ilustrados de
poetas e artistas? E o que é mesmo isso quando ouvimos de uma senhora de alto escalão
vendendo um casamento atual consiste em uma magnífica tiara de diamantes, que custa £
13.000, a fim de custear as despesas de extravagância pecaminosa, enquanto muitos dos nossos
compatriotas estão em fome ? "O rei e Hamã se assentaram a beber; mas a cidade de Susã
estava perplexa "Estamos gratos pelas demonstrações de generosidade em nosso país.; mas
ainda muitos nesta terra se sentar para beber enquanto uma vasta multidão estão perplexos.
Ver. 15. A operação cirúrgica . Em um de nossos hospitais de Londres um pobre homem
estava prestes a passar por uma intervenção cirúrgica. O ópio foi administrada, mas ao mesmo
tempo que o tornava insensível à dor, ele não diminuiu seu poder de suportar e observando.  Ao
redor dele estavam reunidos uma série de jovens médicos. Metade se opuseram à operação, e
disse: O homem vai morrer em nossas mãos; mas o outro disse, que um golpe de negócios que
vai ser se a operação for realizada com sucesso; ele vai fazer a nossa sorte! Egoísmo
governado; a operação foi executada. O pobre homem ouviu a súplica de egoísmo, e disse: Não
deveria ter sido feito; Nunca vou ficar melhor; e em poucos dias ele expirou. É mais provável
que a doença teria matado, mas é que qualquer desculpa para este golpe de política
egoísta? Damos todo o louvor aos membros da profissão médica, mas não devemos ignorar seus
defeitos. Mas oh, este egoísmo é comum a todos.Que desperdício de vida precioso tem egoísmo
incorridos! Hamã não é o único que bebe à custa do sofrimento dos outros.
Ver. 15. A prosperidade dos ímpios . Não seria contabilizado loucura em um homem que é
herdeiro de muitos milhares por ano que ele deveria inveja um estágio-jogador vestido com o
hábito de um rei, e ainda não o herdeiro de um pé de terra? que, apesar de ter a forma, respeito,
e do fato de um rei ou nobre, mas é ao mesmo tempo muito mendigo, e não vale nada.  Assim,
os homens maus, embora eles estão vestidos maravilhosamente, e saem deliciosamente,
querendo nada, e ter mais do que o coração pode desejar, mas eles são, mas apenas
possuidores; o cristão piedoso é o herdeiro. Que bom se queixa toda a sua prosperidade fazê-
las? Ele Acaso, mas apressar a sua ruína, e não a sua recompensa. O boi de trabalho é mais
longa do que o boi que é colocado no pasto-o muito de colocar ele lá Acaso, mas apressar a sua
matança; e quando Deus coloca os homens maus em pastagens de gordura, em lugares de honra
e poder, mas é para apressar a sua ruína. Que ninguém, portanto, preocupar-se por causa de
malfeitores, nem tenhas inveja a prosperidade dos ímpios; para a lâmpada dos ímpios se apagará
na escuridão eterna, devem em breve ser cortada, e murcharão como a erva verde -. Spencer .
Parábola do porco eo cavalo . "Após esses eventos." Que acontecimentos? Depois de Deus
ter criado o remédio antes da imposição da ferida; depois Mordecai tinha salvado a vida do rei
antes de as ordens para a destruição de seu povo foram promulgadas. Depois destes
acontecimentos, o rei avançou Hamã, filho de Hamedata, o agagita, para uma posição ilustre no
reino. Ele foi criado, no entanto, mas para ser destruído. Seu destino era como a do porco na
parábola do cavalo, o jumentinho, o porco. Um certo homem possuía um cavalo, um jumento e
um porco. Para os dois ex-mediu diariamente uma certa quantidade de alimentos muito foi o
subsídio, nem mais, nem menos; o porco, no entanto, foi autorizado a comer de acordo com seu
próprio prazer. Disse o potro com o cavalo: "Como é isso? É só? Nós trabalhamos para a nossa
comida, enquanto o porco é um animal inútil; certamente devemos ter tanto para comer como é
dado a ele. "" Espere ", respondeu o cavalo", e em breve você vai ver, na queda do porco, a
razão. "Com a vinda do outono o porco era mortos. "Veja", disse o cavalo ", eles não dão o
porco tanto para comer em seu próprio benefício, mas, a fim de engordar ele para o matar."
- Talmud .
Ver. 15. disposição diferente de bênçãos . Quando um príncipe manda seus servos
transportar um homem para o porão, e deixá-lo beber da cerveja e do vinho, esta é uma
gentileza de tão grande personagem a ser altamente valorizado; mas para o príncipe para colocá-
lo em sua própria mesa, e deixá-lo beber de seu próprio vinho, este, sem dúvida, é muito
mais. Assim é que Deus dá-vos alguns homens grandes propriedades, abundância de milho e
vinho, e óleo; no entanto, ao fazê-lo, ele entretém-los, mas no porão comum. Mas, para o seu
povo que eles têm suas bênçãos da mão direita; ele concede suas graças sobre eles, embeleza-
los com a santidade, torna-os para beber dos rios de seus prazeres, e os meios para colocá-las
por ele em sua própria mesa com ele na glória celestial -. Spencer .
Ver. 15. Ulysses e as Syrens . Podemos ler que Ulisses, quando ele estava para passar a
costa dos Syrens, fez com que seus homens para parar os seus ouvidos, para que não pode se
encantar com a sua música para destruir a si mesmos; mas para si mesmo, ele só seria ligado ao
mastro, que, embora ele deve ouvir, mas seus sons musicais podem não ser tão forte como para
seduzir-lo a derrubar-se pulando no mar. Assim, há alguns do povo de Deus que são fracos na
fé, para que quando eles vêem processos exteriores de Deus da providência aparentemente
contrárias às suas promessas, eles são capazes de se encantar a partir de sua própria
firmeza.Seria, portanto, bom para eles pararem os ouvidos, e fecha-lhe os olhos para as obras, e
olhar totalmente à palavra de Deus. Mas para aqueles que são fortes, em quem o impulso de fé
bate mais vigorosamente, eles podem olhar para os processos externos de Deus; ainda que eles
não se esqueça de ligar-se rápido ao mastro a palavra de Deus para que não-quando vêem a
contrariedade aparente de seus processos com a promessa, eles se encantar a partir de sua
própria firmeza, para o ferimento de suas próprias almas mais preciosos, e enfraquecendo a
certeza da sua salvação eterna -. Spencer .

CAPÍTULO 4
NOTAS CRÍTICAS .] 1. Percebida tudo o que foi feito] Evidente que Mordecai sabia não só
os termos da proclamação pública, mas os pormenores do acordo privado entre Haman eo
rei. Porque em ver. 7 diz-se: "E Mordecai disse a ele de tudo o que lhe acontecera, e da soma do
dinheiro que Hamã prometera pagar ao tesouro do rei para os judeus, para destruí-los." Revesti-
vos de saco e de cinza] Uma combinação abreviada, o que significa que ele colocar em um
vestido de pêlo e espalhar cinzas sobre a cabeça em sinal de profunda tristeza.  Para rasgar uma
roupa de luto era tanto um persa como uma prática judaica. Quando novas da derrota de Xerxes
em Salamina chegou Shushan, todas as pessoas "rasgaram as suas vestes, e proferiram gritos
ilimitados e lamentações." - Herodes . viii. 99. ‫זעק‬uma forma intensificada de expressão,
semelhante ao latino conquestus , queixa violento, sério e demonstração vociferante. 2.] porta
do rei era o lugar livre antes da entrada para o palácio real. Além disso, ele não poderia ir, pois
não estava autorizado a dar a aparência de um mau presságio perante o rei.  3.] A tristeza foi
geral.Todos os judeus eclodiu em luto, choro e lamentação, enquanto muitos manifestou sua dor
da maneira descrita. 4, 5]. O assunto foi dado a conhecer a Esther por suas criadas e eunucos; e
ela caiu em tristeza convulsivo. O verbo aqui utilizado é um passivo ser afetada com a dor como
um apreendida com as dores de parto à intensivo. Ela enviou roupa para seu guardião, para que
pudesse colocá-los, sem dúvida, para que assim ele possa novamente estar na porta do rei, e
assim relacionar com ela a causa de sua dor. Mas ele recusou-los, não só porque ele usaria
nenhum outro do que roupas de luto, mas porque ele desejava uma oportunidade particular de se
comunicar com ela. Mordecai cumpriu seu objeto, e Hatá o eunuco foi enviado a ele para obter
informações -. Lange . que era, e por que era] iluminada que isso, e por que isso? Ela não
tinha sido informada desta terrível decreto. 6. A rua da cidade] O amplo espaço aberto antes do
palácio -. Comentário de Whedon . 7.A soma do dinheiro] Em vez de uma declaração da
prata. A palavra aqui traduzida soma significa uma declaração distinta ou precisos. Mardoqueu
disse Hatá que lhe tinha acontecido, e lhe deu também uma declaração da prata Hamã tinha
prometido trazer para o tesouro do rei. "Esta promessa de Haman é aqui enfaticamente
mencionado como o ponto principal não é tanto com a finalidade de levantar a indignação de
Ester ao mais alto grau ( Bertheau ), como para mostrar o ressentimento e ansiedade com que
Hamã pediu ao extermínio dos judeus . "- Keil . 8. A cópia da redação do decreto] pode muito
provavelmente se referem ao conteúdo da redação do decreto; possivelmente Mordecai tinha
anotado a substância do referido decreto. Para fazer súplicas a ele, e para fazer pedido diante
dele, para o seu povo] suplicar, suplicar por algo diligência. Ela deveria pedir alívio para seu
povo. "Uma empresa perigosa para insistir com ela. Mas a fé de Mordecai já começou a
discernir uma razão divina para sua elevação no reino naquela época (ver ver 14.) -. Comentário
de Whedon . 11. O pátio interno] O tribunal que enfrentou o público-diretor salão do trono
câmara de onde só seria viável para Esther para ver o rei em tal negócio. No tempo de
Deioceses, o medo, a abordagem para o rei já era muito difícil;  e entre os persas, com muito
poucas exceções, ninguém estava autorizado a aproximar-se do rei sem aviso prévio. Quanto ao
cetro de ouro, Rawlinson observa-A crítica moderna pergunta: "É provável que um rei persa
teria sempre um cetro de ouro por ele para esticar a intrusos em sua privacidade?" Parece o
suficiente para responder que, em todos os numerosos representações de reis persas em
Persépolis, não existe, não uma em que o monarca não mantém uma equipe de longa afinando
(que é provavelmente o cetro de Ester) na mão direita. Dificuldade de Ester surgiu do fato de
que ela não tinha sido chamada para ir ao rei por trinta dias. Ela não se sentia muito seguro de
sua posição. Para se aventurar unsummoned pode estar a prejudicar a causa. 13.] Mordecai não
afrontam Esther de ser indiferente ao destino de seus compatriotas, mas chama a atenção para o
fato de que sua própria vida está em perigo. 14.] Quem sabe, se tu não tivesses alcançado a
realeza no ou para tal tempo? pode ser tomado como a tradução da última parte deste
versículo. O outro lugar pode se referir a um outro agente de Deus em contraste com
Esther; mas refere-se, portanto, em última análise, a interposição divina. E, apesar de garantias
nem de Deus, nem Deus é aqui mencionado, ainda, como é justamente observado por Brenz,
"Nós temos essa fé nobre e claramente heróico de Mordecai, que vê o livramento futuro, mesmo
em meio ao perigo mais imediato e iminente." 15, 16.] Esther resolve ir ao rei unsummoned e
implora rápido de três dias. "Embora Deus ea oração não são aqui mencionados, é ainda
obviamente assumiu que era diante de Deus que os judeus eram a humilhar-se, para buscar a sua
ajuda, e para induzi-lo a conceder-lhe." - Bertheau . Os três dias, dia e noite] não devem ser
considerados como três vezes 24 horas, mas ele entendeu de um jejum que dura até o terceiro
dia após aquele em que ele começa; para, de acordo com a versão. 1, Esther vai para o rei no
terceiro dia. As últimas palavras, Se eu perecer, perecem, & c.] são a expressão não de
desespero, mas de demissão, ou perfeita submissão à providência de Deus. 17. E Mardoqueu
foi] ou seja, a partir do local antes que a corte do rei, para fazer o que a rainha tinha ordenado
que ele faça -. Keil .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 1-4


GRANDE SORROW
Um TRÁGICO interesse atribui ao homem que é objecto de grande tristeza. Somos
atraídos em direção a ele pelo poder de simpatia. Ele é levantado fora do rebanho
comum, e sua individualidade torna-se a mais uma vez evidente e mais proeminente. Jó
é um daqueles personagens que se destacam mais conspicuamente na história
antiga. Seu nome é o mais citado, ea mais conhecida. Job é um provérbio, e é tão
familiar em nossas bocas como palavras de casa, sim, é em si uma palavra de casa. E
por que isso? É, presumimos, não apenas por conta de sua grande paciência em
sofrimento, mas por conta dessas dores variadas e escuros por onde passou. O patriarca
Jacob é para nós mais luminosa, mais humano, mais perfumado, e mais atraente, quando
procelosas por apuros, quando esmagada pela tristeza, do que quando deleitando na
terra de Goshen. O ponto central de interesse na história de Abraão é quando ele é
chamado a oferecer seu filho Isaque. David nunca é sublime do que quando na
intensidade de sua angústia, ele lamenta a morte de seu rebelde SOD Absalão. E
Mordecai é nos maiores e mais agradável quando revestido de seu manto peludo e com
cinzas sobre a cabeça, um indicativo de sua dor, do que quando ele estava vestido de
trajes reais, e a coroa real foi colocada em sua cabeça, e ele cavalgou no próprio cavalo
do rei. Grande e amargo clamor de Mordecai de tristeza toca humanidade mais
profundamente do que a proclamação do Hamã: "Assim se fará ao homem a quem o rei
deseja honrar." Mas se esse interesse atribui ao indivíduo em sofrimento, o que deve ser
dito de uma nação em luto? A nação inteira chorando e lamentando. Durante todo esse
vasto império, em todas as suas cidades e aldeias, pode ser visto judeus vestido de saco
e sentando-se em cinzas. Alegria Nacional é atraente, mas a tristeza nacional tem um
interesse mais solene. Sublime e solene grande é o aspecto de Nínive luto e jejum, como
um só homem, por seus pecados. Mas estes pobres judeus estavam chorando e
lamentando por causa de um massacre que foi ameaçado imerecido. Vamos chegar
perto do homem e da nação, portanto, sob a sombra escura do mal ameaçado.
I. Sorrow não pode ser prevenida. Sibbes diz: "Ninguém jamais vos sido tão bom
ou tão grande quanto poderia elevar-se tão elevado que estar acima do alcance dos
problemas." E Watson observa no mesmo tom: "O presente estado de vida está sujeita
às aflições, como a vida de um marinheiro está sujeita a tempestades. 'O homem nasce
para a tribulação;' ele é herdeiro aparente a ele; ele vem ao mundo com um grito, e sai
com um gemido. "Este parágrafo é uma ilustração convincente dessas
verdades. Bondade é personificada em Mardoqueu. Bondade combinado com grandeza
são personificados em a rainha Ester.Grandeza terrena é personificada no rei. Ele era tão
grande que os emblemas de tristeza não estão autorizados a chegar mais perto do que a
porta do rei. E havia vários graus de bondade e de grandeza entre o povo judeu, e ainda
assim todos estavam sujeitos a tristeza. A própria bondade de Mordecai foi a causa do
seu problema. O concurso, bem suave de a rainha Ester foi a razão por que ela estava
"entristecido intensamente." Porta do rei pode ser fechada contra a entrada das pessoas
vestindo o manto da tristeza. Mas a própria tristeza pode saltar por cima das barreiras
mais altas, e encontrar um caminho através das mais fortes baluartes. Sorrow escurece a
casa de campo e do palácio. A risada alegre e tagarelice de infância em casas de campo
doces são abafado na presença deste grande on-vinda calamidade. Amantes esquecer
sua alegria recém-descoberta como eles pensam do problema nacional. As harpas são
penduradas nos salgueiros, e os filhos de Sião chorar como eles sentem que as mãos dos
perseguidores são fortes. Grande e amargo clamor de Mardoqueu é ouvido no palácio, e
se mistura-se com a música de gaiteiros e harpistas. O semblante iluminado e alegre de
Esther usa uma melancolia inusitada.
II. Sorrow não pode ser explicado. Claro que pode dar a explicação de que o
pecado é a causa da tristeza em seu aspecto geral e ampla. Mas quando chegamos a
particularizar nos encontramos em falta. Fácil é para nós agora para ver os erros
cometidos pelos amigos de Jó na tentativa de explicar os seus grandes problemas; mas
se os amigos de Jó tinha mantido em silêncio e viveu até o presente momento que seria
mais provável ser encontrado para ser tão sábio quanto seus críticos. Não é tão difícil de
ser sábio após o evento. Mas tristezas, mesmo depois que eles passaram e fizeram seu
trabalho abençoado nem sempre podem ser explicadas. A eternidade é a única
verdadeira e completa intérprete de tempo. Só alegrias celestes podem deixar claro o
significado de dores terrenas.Por Mordecai deve sofrer? Qual é o propósito de sua atual
aflição? Por que deveria intensa dor apertar e jogar a natureza justa da Esther
virtuoso? Por que muitos corações ser incomodado, que são os santuários da verdade, da
beleza e da bondade? À luz da história e das relações providenciais de Deus agora
podemos oferecer uma explicação; mas enquanto os fatos da história estão sendo
promulgada, enquanto relações providenciais de Deus estão em operação, os corações
perturbados são extremamente perplexos. O grito de Mordecai foi o grito de dor, mas
era também não o grito de esforço perplexo compreender o mistério? Nossas dores
particulares não podem atualmente receber explicação definitiva. A semente só pode ser
adequadamente explicado pela colheita. A semente de nossos sofrimentos atuais só pode
ser adequadamente explicado pela conseqüente colheita de alegrias eternas.
III. Tristeza não pode ser escondida. Ele não parece que Mordecai se esforçou
para esconder sua tristeza. Alguns afirmam que ele deu vazão à sua tristeza, a fim de
atrair a atenção, e para obter uma audiência com Esther. Difícil dizer o quão longe essa
sugestão está correta. Certamente patriotismo e da bondade de Mordecai o levaria a
sentir profundamente a posição atual de seu povo. Ele não pôde evitar a manifestação de
sua tristeza. Estóicos podem dizer: Mantenha seus sofrimentos para si mesmo; não
desfilar seus pesares; não estar sempre mostrando as feridas sangrentas de seu coração
ferido. Mas pobre Mordecai não poderia realizar as lições de pedra desses professores
popa. A emoção é tão parte de nossa natureza dada por Deus como intelecto. O homem
que não se sente é um homem com a melhor parte da masculinidade destruída. E
sentimento deve, mais cedo ou mais tarde encontrar uma expressão. Essas pessoas eram
demonstrativo. O Inglês não são demonstrativas. Disse que estão a tomar as suas
próprias prazeres tristemente. Eles são relativamente em silêncio sobre suas
tristezas. Mas ele ainda pode ser descoberto quando um inglês está em apuros. O grito
de corações feridos pode ser silenciosa, mas é penetrante. A fragrância de espíritos
esmagados é pungente e poderosa. É melhor não esconder nossas dores. O problema
escondido é problema aumentou. Sorrow enjaulada e confinado é o criador de muitas
travessuras. Se a terra fecha os portões régias contra o grito de nossas dores, o céu abre
amplas seus portões de pérolas e, assim como sempre o grito passa dentro daquelas
portas que se transforma em riso.
IV. Sorrow não pode ser confinada. Ele passa da natureza para a natureza. Ele
viaja de casa em casa. Mesmo quando os homens e as mulheres não são afectados
pessoalmente por aquilo que é a causa da dor, mas eles se sentem a sua influência, e está
triste. Vá para a casa onde a morte entrou; ver toda a família em lágrimas, e sua
natureza é imediatamente abrandado e subjugado. Era natural esperar que todos os
judeus devem ser afetados com a tristeza de uma calamidade comum ameaçada. Mas as
empregadas domésticas e os eunucos participaram do sofrimento. E Esther, embora
ignorante da razão para a tristeza, foi intensamente entristecido. Esta comunidade de
sentimento, esta maravilhosa suscetibilidade à tristeza, fala-nos da nossa
fraternidade. Somos membros uns dos outros.
V. Mas a tristeza pode ser mitigado. Pode não ser em nosso poder para remover a
tristeza, mas pode ser tão mitigado para não esmagar e destruir. Ela pode ser mitigado,
sim, removido-( um ) por acreditar que o problema ameaçada pode nunca chegar . O
problema que Mordecai e esses judeus temiam nunca veio. Eles tinham um bom motivo
para medo e de tristeza. Muitos de nossos temores não têm fundamento. Muitos dos
problemas que tememos talvez nunca chegue. Por que chorar sobre problemas
ideais? Vamos manter nossas lágrimas até que a tristeza está presente. Não deixe-nos ir
ao encontro do inimigo em nossa fraqueza presente. ( b ) Por acreditar que Deus sabe
como efetuar uma libertação . Problemas de Mordecai não era a mera fantasia de um
cérebro desordenada. O problema estava lá. O edital tinha saído. A sentença de morte
foi assinado e selado. Para toda a aparência humana Mordecai era tanto um homem
condenado como criminoso acorrentado em sua cela, esperando a hora de sua
execução. Mas Deus deu certo para ele e todos os judeus, um livramento
maravilhoso. Deus Mordecai ainda reina, e ainda pode trabalhar para a libertação dos
oprimidos. ( c ) Por acreditar que a tristeza pode ser processado produtivo . Neste caso,
o sofrimento foi o meio de trazer libertação . A tristeza de Mordecai e desses judeus foi
um dos métodos empregados por Deus para trabalhar a libertação do seu povo
escolhido. Seus sofrimentos podem trabalhar fora do seu livramento. As tristezas de um
cativeiro no Egito pode levar você a desejar e para alcançar as alegrias da terra
prometida. "A tristeza segundo Deus opera arrependimento para a salvação não se
arrepende." A salvação aqui mencionada é a libertação maior e mais completa. Sorrow
pode ser o meio de trazer sobre o alargamento . Não alargamento apenas no sentido de
respiração, como a palavra é empregada neste capítulo como uma tradução da
declaração de Mordecai, o alargamento no sentido de desenvolvimento . Tristeza é uma
grande agência de desenvolvimento quando corretamente recebido, e quando abençoado
pelo Espírito Santo de Deus. Tristeza de Mordecai desenvolveu sua natureza, ampliou
suas simpatias, e aumentou o seu poder de visão. Sorrow às vezes torna as pessoas
egoístas. Eles amamentar seus sofrimentos como mães acariciar seus bebês
doentios. Eles pensam em nada além de si mesmos e de seus problemas. Isso, no
entanto, não é o efeito próprio, não é o propósito concebido de tristeza. Deve abrir-se
toda a natureza. Deve expandir todos os poderes, tanto intelectuais e morais, de ser um
homem. Como as águas do Nilo transbordar o país circundante, e abrir o solo e prepará-
lo para a recepção da semente de arroz; assim as águas de nossas tristezas deve
transbordar e abrir o solo de outra forma estéril de nossas naturezas, e prepará-lo para a
recepção da semente de toda a verdade em seus aspectos múltiplos. Deixe a tristeza
fazer o seu trabalho perfeito de desenvolvimento. Tristeza parece dizer em medidas
tristes para todos os seus filhos: "Sede vós também ampliada." Toca a mais fina e
questões mais amplas. Deve trazer os poderes latentes e as forças da humanidade
sofredora. Deve tornar-se força e nobreza de Cristo e virilidade. O poder desenvolver de
tristeza é trazido pelo apóstolo quando ele nos diz que "a tribulação produz
perseverança; e paciência, experiência; ea experiência, esperança. "Veja por que esse é
o bendito fruto da operação de tristeza. Sorrow deve ser produtivo em outro sentido. Ele
deve intensificar a faculdade apreciativo , e definir o nosso anseio por almas dos reinos
puros onde tristezas será tudo desconhecido, porque eles vão ser não é mais
necessário. A fome é o melhor tempero.As tristezas de tempo preparar-nos para receber
as alegrias do céu. Quando há sede intensa, não pode haver nada mais refrescante do
que um copo de água da fonte límpida e cristalina. As tristezas da nossa peregrinação
intensificar a sede da alma para as consolações do evangelho e das promessas de Deus,
e para o conforto permanente do lar celestial. As calças HART para os ribeiros de
água. A pobre alma caçados e atormentado pelos cães ferozes de calça problemas para o
santuário terrestre, e muito mais para o santuário celestial. Mordecai em sua dificuldade
olhou para Esther, e parecia ainda mais alto, pois ele esperava alargamento e libertação
de um outro lugar. Podemos olhar para a terra. Devemos fazer uso de todos os meios
terrestres legítimos. Mas temos de olhar para o verdadeiro alargamento e libertação de
um outro lugar. Que lugar é esse, mas o trono de Deus, o propiciatório, a casa do
Pai. Naquela casa tristeza se converterá em alegria, choro em riso, choro em cânticos de
alegria e dor em prazer perpétuo e imaculada.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 1-4


2. Porque nenhum podia entrar pelas portas do rei vestido de saco .-Eis que aqueles
que usam softs estão nas casas dos reis, e aqueles que são totalmente definido em cima
do pino alegre. Janes e Jambres, aqueles malabaristas, são cheias de graça com o Faraó,
quando Moisés e Arão são malvistos. Os profetas de Baal são alimentados da mesa de
Jezabel, quando Elias é quase ansiado no deserto. A moça dança trippeth no dedo do pé,
e triunfa no salão de Herodes, quando Batista áspero-revestido jaz em ferros frios; e
companhia de Cristo, não seja cuidada nem pediu, a não ser para mostrar truques e fazer
milagres para um passatempo. Os reis e cortesãos da Pérsia deve ver nenhuma visão
triste, para que a sua alegria deve ser marcada, e eles mesmos surpreendidos com peso e
horror. Mas se enlutados não pode ser sofrido para comparecer ao tribunal, por que
aqueles príncipes orgulhosos assim chiqueiro se a si mesmos, e não aparecem no
exterior para o alívio dos pobres oprimidos -. Trapp .
No caso de Mordecai, o primeiro efeito da proclamação era amarga angústia, por
sua conduta tinha sido a pedra de que a faísca saltou para acender esta conflagração
portentosa. Nem por um momento que nós duvidar da retidão de conduta que, em seu
caminho tinha sido cercado pela providência de Deus, de um lado, eo preceito de Deus,
por outro; mas isso, ao mesmo tempo que facilitou a sua consciência, iria apenas
conduzir a espada mais fundo em seu coração. Ele "rasgou as suas vestes, e pôs-se de
saco e de cinza, e saiu pelo meio da cidade, e clamou com grande e amargo clamor; e
chegou até diante da porta do rei. "Mas a dor de Mordecai não perturbar seu
julgamento. A verdadeira tristeza de uma alma honesta muito raramente tem esse
efeito; ea grandeza deste homem sai em sua deliberação. Para vê-lo correndo para as
ruas e até o portão do palácio vestidas de saco, e enchendo o ar com gritos e gemidos,
você pode imaginar que a razão tinha sido jogado fora o seu equilíbrio; mas Mordecai
sabia muito bem onde ele estava correndo para, e até onde ele deve fazer seu alcance
chorar. Logo parecia que ele tinha feito uma cópia do edital e trouxe com ele, que ele
mesmo tinha informado sobre os detalhes do dinheiro de sangue, e que ele havia
pensado e fixa em sua própria mente o que deve ser feito. A fé também, assim como
bom senso, pode ser discernido em luto este bom homem. Certamente, a nuvem era
muito negro, mas ele tinha encontrado um lugar mais fino, se não um racha, na
mesma. "No caminho da obediência a Deus eu ter exposto o meu povo a este terrível
perigo; mas, por outro lado, Deus tem estes quatro anos e mais estabelecida meu filho
adotivo ao lado do trono. Colocando essas duas coisas juntas, eu não sou certamente
errado em julgar que eles apontam para o lugar onde a nuvem irá ainda parte e mais luz
vem através dele. "Foi precisamente a força latente de piedade que deu Mordecai
coragem suficiente para anular todos os pensou em sua própria segurança, para fazer a
exposição mais pública de sua dor, para ir direto para o poder terreno supremo. Sem
dúvida, ele já tinha ido para o poder supremo no céu; mas aqueles que fizeram isso não
são encontrados dobrar suas mãos no tempo da tribulação. Moisés errou quando disse ao
povo: "Fique quieto", em frente ao Mar Vermelho: Deus lhe disse que até mesmo uma
barreira e por isso o seu povo deve marchar. "Por que clamas a mim? . Fala aos filhos
de Israel que marchem "Mordecai tinha aprendido esta lição, e agora ensinou a Esther
-.AM Symington .
E chorando e lamentando .-Esta foi a maneira de entrar em com Deus, embora eles
possam não venha chorar para o tribunal. Oh, a retórica Divino e eficácia onipotente de
lágrimas penitentes! Weeping tem voz. Cristo voltou-se para as mulheres que choravam
quando vai a sua cruz, e os consolou. Ele mostrou grandes homenagens a Maria
Madalena, que vinha chorando; ela teve a primeira vista da Fênix reviveu (embora tão
turvos que ela mal podia discernir ele), e segurou-o rapidamente por aqueles pés que
tinha uma vez lavados com lágrimas, e com o qual ele tinha recentemente pisou o leão
ea cobra. - Trapp .
Em pensamentos tristes que Mordecai gastar seu coração, enquanto ele andar de luto
em saco antes de o portão onde ele costumava sentar-se; agora seu hábito impede sua
abordagem; sem saco pode vir dentro do tribunal. Lo! o que é welcomest no tribunal do
céu é aqui excluídos da presença desta realeza terrena: "Um, ó Deus, um coração
quebrantado e contrito, tu não desprezar." - Bispo Municipal .
É bem observado por Henry, em seu comentário sobre esta passagem, que "apesar
de nada, mas o que era gay e agradável deve aparecer na corte, e tudo o que era
melancolia deve ser banido de lá, no entanto, foi em vão, portanto, para manter fora os
crachás de tristeza a menos que pudessem, além disto ter mantido as causas de tristeza,
e proibir saco para entrar a menos que eles poderiam ter proibido a doença ea
dificuldade ea morte para entrar. "Somos lembrados por estas palavras do ditado bem
conhecido de John Knox ao damas da corte da rainha Mary, depois de ter sido demitido
de sua presença com marcas de alta desprazer, e estava à espera de ouvir o resultado de
sua entrevista com ela: "Ó, damas, quão agradável foram desta vida de vocês, se ele
nunca deveria respeitar, e depois no final para que possamos passar para o céu com toda
essa engrenagem gay. Mas fie em cima desse valete, a morte, que virá se vamos ou não.
"Mas não é só àqueles que moram em palácios que a nossa aplicação do texto pode ser
feita. As pessoas em estações exaltadas entre nós, as pessoas que podem ser esperados
para agir de forma mais racional do que os potentados pagãos e nobres estavam
acostumados a fazer, muitas vezes apresentam o mesmo desejo de ter retirado de sua
vista tudo o que lembrá-los de sua fragilidade e mortalidade, como se, desta forma eles
poderiam colocar problemas e mortalidade longe deles.Mas isso é inútil. Os arautos
indesejáveis da morte, nas variadas formas de doença, vai encontrar o seu caminho para
as mansões dos grandes, bem como para as habitações humildes dos pobres; e
finalmente o próprio inimigo vai aparecer tudo sem a menor cerimônia para arrastar
longe de seus luxos e seus prazeres egoístas aqueles que não têm parte na vida
presente. O que gostaria de dizer aqui é, então, não seria o melhor caminho para que
todos tenham suas mentes dirigidas para a realidade que deve alcançá-los se eles vão ou
não; e valer-se dos meios que Deus proveu no evangelho para despojar a morte de seus
terrores -Davidson .
Poderia Mordecai foram autorizados a resgatar seus compatriotas da espada
vingadora, ele teria se alegrou em "oferecendo-se sobre o sacrifício de sua fé", e ter ido
para o cadafalso, ou o forno, ou cova dos leões, vestido de branco , com guirlandas
vinculados rodada têmporas, e com a canção de triunfo na boca. Mas ele sabia que seu
inimigo teria recusado esta como uma "bondade e um óleo precioso", que, em vez de
quebrar a cabeça, teria revigorado e alegre o seu espírito ferido. Sua tristeza era que não
só ele, mas o seu povo foram vendidos "para ser destruído, para que fossem mortos e
exterminados." Mas, além disso, Mordecai tinha que refletir que ele tinha sido
instrumental em trazer esta calamidade sobre seu povo por se recusar a honras
reivindicadas por Haman. Este não poderia deixar de dar-lhe a dor, e para agravar o mal
que ele lamentou. Não que ele se arrependeu do que havia feito, pois vamos encontrá-lo
depois que persiste na mesma linha de conduta, e recusando-se a propiciar o favorito
arrogante, dando-lhe as marcas de reverência. Podemos inocentemente, ou no
cumprimento do que devemos a Deus, fazer o que pode ser o meio de ferir a nós
mesmos e aos outros a quem amamos. Não se segue daí que deveríamos ter agido de
outra forma. Mas ainda é um reflexo doloroso. E foi um ótimo complemento para a
aflição de Mordecai que os judeus eram para ser sacrificado em conseqüência de ele ter
incorrido o ódio de um indivíduo perverso, mas poderosa. Isso também é responsável
por sua dor ser mais pungente do que a de Esther -. McCrie .
Pobre Mordecai se não tivesse em seu poder para limitar sua angústia ao seu próprio
seio, ou para a sua própria casa. Publicou-lo através de toda a cidade de Susã. Você não
precisa se perguntar por que razões as pessoas oprimido pela tristeza, não perguntar qual
o propósito da publicação de sua dor pode servir.O forte impulso de tristeza, muitas
vezes torna-los publicar suas queixas aos ventos ou das árvores. No entanto, quem sabe
o bom final pode servir para anunciar a calamidade imerecido dos judeus por toda a
cidade de Susã. Pode haver alguns corações compassivos entre as pessoas que estariam
interessados por uma calamidade tão terrível; e embora as pessoas não tinham acesso
direto ao rei, ainda que pudessem apresentar as suas súplicas para os conselheiros, que
viram o seu rosto; ou se nada poderia ser adquirida, nada poderia ser perdido por
homens já condenados à morte -. Lawson .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSÍCULO 4


A AÇÃO DE SIMPATIA REJEITADO
Mudança de local não é necessariamente mudança de estado. Onde nós viajássemos
permanecem essencialmente as mesmas. Não podemos perder a nossa identidade. As
viagens ao estrangeiro, mudança de cena, alteração de posição, pode fazer muito para
beneficiar o homem ou a mulher, tanto física, intelectual e moralmente. Mas essas
mudanças não podem mudar radicalmente a natureza. O benefício é muitas vezes
apenas temporária, e em breve recaída em nossa condição de idade. Esther o órfão tinha
seus problemas, mas ela não se tornou superior ao problema quando ela se tornou a
rainha Ester. A Esther real teve problemas que não eram possíveis com a Esther sem
coroa. Busquemos, não está livre de problemas por mudança de lugar, ou por alteração
da condição externa, mas a ser fortificado na condição interior, para que possamos ter
problemas em Cristo moda.
I. As más notícias. "Então as moças de Ester e os eunucos veio e disse que ela."
Más notícias viajam rápido e de longe. Esther foi logo dito de grande angústia para
Mordecai. Os portadores de más notícias não podem ser mensageiros de boas-
vindas. Alguns de bom grado levar más notícias por meio dos sussurros de natureza
depravada. Tal não deve ser recebido. Suas bocas devem ser fechadas por sinais de
desaprovação. Os ouvintes de histórias mal são quase tão culpados quanto os
escrutinadores. Neste caso, no entanto, não temos nenhuma razão para supor que apenas
houve qualquer desenho mal; sim, nós podemos sim e legitimamente supor um bom
propósito. Moças de Ester deve ter sabido da relação que existia entre ela e Mordecai; e
podemos muito bem imaginar que eles levaram as más notícias para ver se algo poderia
ser feito para aliviar a aflição de Mardoqueu. Vamos ser lento para ser os portadores de
más notícias. Veja por que a nossa informação está correta. Examine o nosso propósito
em contar o conto sombrio. E então, quando vemos que o conto deve ser dita, rogai por
graça e sabedoria que pode ser dito da melhor maneira possível.
II. Dor conseqüente. "Então, foi a rainha muito triste." O poeta nos diz: "E aquele
que medita sobre as angústias dos outros deve, em que a meditação perder a sua." Ele
pode perder a sua, mas ele fica problemas fresco entrando com simpatia em as
desgraças do outro. Nós só podemos ter do outro fardo de problemas, tornando-se
incomodado nós mesmos. Como podemos chorar com os que choram menos que
compartilham suas tristezas? Para atender aos problemas dos outros é tanto para
diminuir e aumentar os nossos próprios problemas. Devemos, então, fechar os ouvidos
para os gritos de tristeza? Não; para a consideração dos problemas dos outros pode nos
reconciliar com as dores de nossa própria condição. Não é o verdadeiro coração de um
luxo doce em provar o amargo cálice de dores de outras pessoas. E a benevolência, o
amor-próprio não excessiva, deve ser a regra de vida. O exterior eo interior são de perto
e maravilhosamente conectado. Coloque junto as palavras "disse que ela", "muito se
doeu." As palavras empregadas agiu poderosamente sobre a natureza sensível e amorosa
de Esther. Assim foi com Job. Depois de os mensageiros lhe dissera, a matança de seu
gado, seus servos, e seus filhos, em seguida, ele rasgou o seu manto, e rapou a cabeça, e
caiu no chão, e adoraram. Esther, no entanto, não sabia que a calamidade de Mardoqueu
era sua própria, e ainda assim ela foi extremamente triste. Oh, estas palavras! One está
pronto para dizer, Oxalá eu não tivesse sido dotado com a capacidade de falar! Estas
palavras carregam alegria indizível em suas asas. Que tesouros eles encarnam! Mas oh,
o que eles produzem tristezas! Uma palavra pode mudar um destino. Culpado ou
inocente pode significar a vida ou a morte. Estas empregadas havia oradores
eloqüentes. Eles contaram um conto simples, ea rainha foi extremamente triste. Eles
poderiam muito bem recuar dos efeitos do seu próprio discurso. Não era o estilo da
composição, mas o assunto do discurso que produziu o efeito. Vamos pregadores e
oradores olhar para o assunto, bem como a maneira. Houve preparação da parte de
Esther. Ela amava Mordecai, e assim foi extremamente triste quando as empregadas
contou-lhe a história. Preparação por parte do ouvinte tende a tornar o orador eloqüente
e bem sucedida. Um Demóstenes não poderia ter feito Haman sinto por grande
dificuldade de Mardoqueu. Uma empregada simples pode enviar Esther em paroxismos
de dor convulsiva.
III. . A ação simpática resultante . "Ela enviou roupa para Mardoqueu, e tirar-lhe
o saco dele" Royalty chora; que é interessante e louvável. Royalty chora ao ouvir o
relato dos sofrimentos de um dos sujeitos; que é ainda mais louvável. Royalty inclina-se
para tentar eliminar o problema, e que é mais louvável. A rainha deve ser a mãe de seu
povo. Esther era uma rainha maternal, e procurou pela enfermagem suave para remover
as dores do doente e perturbada Mordecai.simpatia deve ser prático . Lágrimas são
boas, mas as lágrimas que não fluem para a água e nutrir nobres propósitos e esforços
práticos para o bem dos outros, vai ser como os riachos que correm para amortecer a
vida, e para produzir petrificações miseráveis. Estes cozinheiros eram pregadores de
sucesso. Os portadores saiu a fazer o bem. Muitos pregadores pregam há anos e não um
Esther é encontrado para seguir em frente e remova o saco do Mordecais.Praticidade é a
falta de idade. Um pouco mais do utilitarismo sábio é necessária nos dias de
hoje. Pregadores para contar a história simplesmente de problemas do mundo; Esthers
para ouvir a história com simpatia, e, em seguida, para não ir para casa para o seu jogo,
seus luxos e seus prazeres, mas para visitar o Mordecais, e se isto não é possível, para
enviar as melhores vestes para aqueles vestidas de saco. simpatia deve ser guiado pelo
sábio discernimento . Esther não entendi todo o caso, e que ela cometeu um erro. Mas
enquanto nós condenamos, lembremo-nos de que ela fez o que pôde. E até mesmo os
trabalhadores equivocadas não perderá a sua recompensa, se o trabalho é feito a partir
de um motivo certo. Uma nova vestimenta não pode remover tristeza. O alfaiate não
pode ministrar a uma mente doente. A costureira não pode erradicar a tristeza profunda
do cérebro, isto é, não como um mero costureira. Harm pode então ser feito, agindo de
acordo com a meros impulsos simpáticos. Em empresas benevolentes deve haver o
exercício do julgamento. Uma nova vestimenta pode ser um presente desastroso, bem
como inútil. E o receptor do presente pode não ser tão sábio como Mordecai Este último
rejeitou a oferta, mas o primeiro pode agarrar no presente para o seu próprio dano.
IV. A rejeição estranho, mas sábio. "Mas ele não o tomou." Há circunstâncias em
que os presentes possam ser sabiamente recusou, e esta foi uma dessas
ocasiões. Estranho à primeira vista que Mordecai deve recusar a oferta amorosa de
Esther de ajuda. Se ele sentiu que a tristeza era melhor do que o riso, ele poderia ter
tomado as vestes de alegria para mostrar sua apreciação grato de consideração de
Esther. O que um curso de ingrato e indecorosa de conduta!Haman iria ter exclamou ele
tinha ouvido falar do caso. Só assim ranzinza cão Mardoqueu, que não vai se curvar a
mim como eu passei. Mas Mordecai tinha uma razão sensata para o seu curso. Ele tinha
um propósito em vista. A verdadeira causa de sua tristeza deve ser dado a conhecer a
Esther. Ele era grato a Esther, mas ele ainda deve ser severa, a fim de trazê-la até o
ponto de auto-sacrifício e ousadia heróico. O interesse próprio ea sensação de afeto não
devem ser autorizados a ficar no caminho do dever. Vimos que Mordecai amou a Ester,
mas agora vemos que ele iria renunciar o seu amor e até mesmo tratá-la rudemente ao
chamado de patriotismo. Amor de parentes deve ser subordinado ao amor do dever.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSO 4


As inteligências perpétuos que foram de capital fechado entre Ester e Mardoqueu
não poderia sofrer suas dores públicos a longo escondido dela. A notícia de sua saco
aflige antes ela pode suspeitar da causa; ela se queixa coroa mas entupir a cabeça
enquanto ela ouve de suas cinzas. A verdadeira amizade nos transforma a condição
daqueles que amamos; e, se não podemos criá-los para a nossa alegria, chama-nos para
baixo para seu desânimo. Fain ela desencaixotar seu pai lista dessas ervas daninhas
tristes, e mudar seu saco para o tecido; que, no entanto, pelo menos, suas roupas podem
não dificultar sua acesso à sua presença para a abertura livre de suas dores. É apenas
uma leve tristeza que habita a tomar em confortos exteriores; Mordecai se recusa oferta
que tipo, e teria Esther ver que sua aflição era tal que ele poderia muito bem resolver a
adiar seu saco e sua pele ao mesmo tempo; que ele deve lamentar a morte, em vez de
ver o rosto dela para viver -. Bispo Municipal .
Ignorante ainda do mal que foi proposto contra sua nação, e supondo que era uma
tristeza particular que oprimia o espírito de sua amiga, Ester enviou uma mudança de
roupas para ele, expressando assim seu desejo de que, qualquer que seja a causa de sua
problema era que ela estava ansiosa que ele deveria ser consolada. Esta foi uma das
maneiras em que, naqueles tempos e países, simpatia e carinho foram manifestados. E
assim ficamos a saber que quando o filho pródigo voltou, o pai disse aos seus servos:
"Trazei depressa a melhor túnica e vesti-lha, e colocar um anel no dedo e sandálias nos
seus pés." E é em alusão ao o mesmo costume que o Salvador diz: "O Senhor me enviou
para designar aos que choram em Sião; para dar-lhes a beleza para cinzas, o óleo da
alegria em vez de pranto, eo vestidos de louvor em vez de espírito angustiado. "É uma
característica muito agradável no caráter de Ester, que o seu avanço, ea grandeza e luxo
do palácio, não tinha feito esquecer o amigo de sua infância. Sua dor tocou seu coração,
e ela queria que ele sabe disso. Mas sua tristeza foi muito profundamente arraigada de
ser amenizada até mesmo por sua bondade. Mordecai recusou as vestes que ela enviou,
e persistiu em usar o seu saco. A rejeição de tal presente teria sido contabilizado
altamente ofensiva em circunstâncias normais, mas isso só fez Esther apreender que
problemas de Mardoqueu deve ser de nenhum tipo de costume -. Davidson .
Ester, em sua elevação, e na separação de seus amigos, estava longe de esquecê-
los. Ela estava profundamente aflito quando ela ouviu falar do hábito de luto e aflição
dolorosa de Mordecai. Ela se angustiou que ele deve aparecer na porta do rei em um
vestido em que ele não podia entrar, e, portanto, lhe enviou uma mudança de
roupa. Mas ela não sabia que as fontes de sua angústia. Grief tão firmemente enraizada
e tão bem fundada não poderia ser removido sem a remoção de sua causa. Para enviar-
lhe mudança de vestes tornaram-se como cantar canções ao coração aflito. Mardoqueu
foi, sem dúvida satisfeito com a atenção tipo;mas ela deve fazer algo de natureza muito
diferente de banir suas tristezas -. Lawson .
O caráter de Ester é muito maior em nossa visão deste pequeno circunstância
incidental. Isso mostra que os sentimentos dela não tinha sido anulado pela sua
exaltação e as influências da vida da corte de Shushan; que ela não era auto-suficiente,
mas tinha uma ternura admirável e consideração pelos outros, e que ela estava disposta
a aliviar os seus encargos, tornando-se ela mesma um partícipe e um portador mútuo
deles. Nunca faz mulher parecer mais nobre, e quase poderíamos dizer resplandecente
em beleza moral, do que quando se tornar um verdadeiro "Sister of Mercy" a nossa
humanidade decaída. O brilho do Novo Testamento Escrituras e brilho com
personagens como este. Maria ungindo os pés de Jesus com nardo puro de grande valor,
e enxugando-os com os cabelos da sua cabeça, como se ela não pudesse encontrar um
sinal suficientemente macia de seu respeito e amor. Martha ativamente engajados em
beneficiar um irmão amado, e incansavelmente servindo na vida de cada dia, o Salvador
a quem adorava. Dorcas "cheia de boas obras e esmolas", visando ajudar os pobres e
consolar as viúvas em Jope, e deixando para trás um vazio, quando ela morreu, a
grandeza do que foi evidenciado pelas lágrimas de uma multidão enlutada. Febe, a
diaconisa de Cencréia, um "amparo de muitos." Priscilla, a verdadeira companheira de
seu marido dedicado na obra do Senhor. Lydia, e Joana, Susana, e Síntique, e Salomé, e
Trifena e Trifosa, e muitos outros, cujos nomes estão no livro da vida. O ministério da
mulher pode ficar calado e silencioso como a luz que brilha para a câmara na parte da
manhã, sem quebrar o repouso do sono; mas como a luz, também, é poderoso na difusão
em torno de alegria e bênção. E nunca que ela pareça mais louvável do que nas casas de
sofrimento, como o anjo que fortaleceu o nosso Senhor em sua agonia. Portanto, nós
honramos a Ester a mais por causa disso sidelight lançada sobre sua
personagem. Apesar de ter sido apenas um parente triste pranto no portão, mas estava lá
por causa disso um coração de rainha no palácio que foi "extremamente triste."
- McEwan .
As moças de Ester veio e disse que ela mesma.-Ela (dizem intérpretes) foi mantida
em um local mais próximo do que eles, não tendo a liberdade de ir para o exterior, como
outros tiveram, porque os persas que eram de alta qualidade usado de modo a ter em
suas esposas; e se eles saíram a qualquer momento, eles foram levados em um carro
próximo, de modo que ninguém pudesse vê-los.
Em seguida, foi a rainha muito triste -. Dolens exhorruit . Então Tremellius. O
hebraico é, ela entristeceu-se, scil , para tristeza de Mardoqueu.; como nosso Salvador,
quando ele ouviu falar da morte de seu amigo Lázaro, comoveu-se em espírito e
perturbou-se. E aqui vemos que de Plauto refutada-Nenhuma mulher pode lamentar
sinceramente para qualquer coisa. Santo Esther está aqui dor no coração de tristeza,
como a palavra importeth; e ainda (como se diz do Lady Jane Grey), ela fez-se dor-
amáveis suas roupas de dormir se tornando ela, bem como seu dia-curativos, em razão
da sua conduta gracioso.
E ela enviou roupa para Mardoqueu ., que ele pode estar apto a vir a ela, e dar a
conhecer a causa da sua dor, pois ela ainda não sabia nada sobre a calamidade
pública. E, embora ela era tão altamente avançado acima Mordecai, mas ela condoleth
com ele, e honra-lo, como sempre. Esta foi a verdadeira amizade. Ego aliter amare não
didici , disse Basil para que ele não gostava de inclinar-se tão baixa a um velho amigo.
Mas ele não o tomou .-Essa foi a grandeza de sua dor que ele não conseguia
dissimular, tal era o seu cuidado com a comunidade, que não conseguia importar seus
próprios concernments privadas, enquanto ele passou mal com o público. Essa também
foi a sua perseverança em fazer o bem, que ele não daria mais pedindo a Deus até que
ele tinha recebido, procurando até que ele tinha encontrado, batendo até a porta da graça
estava aberta. Suas roupas eram bons o suficiente, a menos que sua condição fosse mais
confortável -. Trapp .
Fortunas temporais e sucessos nunca são tão grandes, para não estar sujeito a dor,
terror e medo. Deus permite a sua Igreja para ser mergulhado em tristeza, às vezes; ele a
leva até mesmo no inferno; mas ele também leva-la novamente. Embora o Senhor
elevar-nos a altas honras, nunca deveria ter vergonha de nossos parentes pobres, mas
sim aliviar as suas necessidades. Nunca devemos rejeitar apropriados e adequados
meios para escapar de um perigo, mas prontamente usá-los -. Starke .
No início, o preguiçoso ( ou seja, os judeus) não roncar. Para o Espírito Santo nos
exorta em todas as adversidades para confiar no Senhor; ele não nos exorta a ser
indolente, indiferente, e sonolento. Para a nossa confiança no Senhor é um meio
poderoso e eficaz de estimular a seu serviço toda a força e os membros. Além disso, os
judeus, embora na maior perigo, não proferir palavras virulentas contra o rei, nem que
voa para os braços. Mordecai e os outros judeus rasgando as suas vestes, pôs-se de saco,
espalhar cinzas sobre suas cabeças, lamento, chorar, e rápido. Estas manifestações não
significa que os judeus na Pérsia foram turbulento, mas que eles se refugiam em
Deus; desde a ajuda não pode ser descoberto sobre a terra, buscam-lo do céu. "Os
sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado: a um coração quebrantado e contrito, ó
Deus, não desprezarás." Por este exemplo, também são ensinados que, quando as
aflições são enviados a nós devemos refletir que Deus coloca diante de nós a bois
gordos e bezerros que podem oferecer a ele. Neste podemos oferecer a Deus em nossas
orações as aflições que nos sustentam, e invocar o nome do Senhor, que ele pode nos
ajudar. Eis, porém, o reverso desta ordem das coisas. Os palácios de príncipes são
divinamente instituído para ser os locais de refúgio para o miserável. Pelo contrário, nos
palácios da Pérsia nada é considerado mais odioso e abominável do que os homens, com
os sinais de aflição. O céu está sempre aberto aos gritos de carpideiras, e Deus nunca é
inacessível para aqueles que chamam o seu nome pela fé -. Brenz .
Vers. 1, 6. 1. Mordecai rasga sua roupa, e coloca-se de saco e cinza. Ele entra na
cidade, portanto, e levanta um grande e amargo pranto. Assim também a Igreja de Deus,
em seu desenvolvimento no que diz respeito a história da humanidade, deve de novo e
sempre de novo colocar os trajes de luto. "O mundo se alegrará, e vós estareis tristes." A
nação então existente de os judeus não podiam manifestar a sua lealdade para com a lei,
sem entrar em conflito com o paganismo. Nem a Igreja pode trazer para o
desenvolvimento dos seus poderes espirituais inerentes sem desafiar todos os Hamans e
sua oposição no mundo.Mesmo este período atual é uma instância de prova. Seguindo
com o grande progresso das coisas do reino de Deus, desde a época de guerras para a
liberdade, devemos naturalmente esperar reações, tais como ter sido manifesta na esfera
da ciência e outras relações. Na verdade, temos de olhar constantemente para o aumento
da oposição por parte do mundo. Mas quando a Igreja deve ter plenamente
desenvolvidos os dons da graça concedida a ele, então o conflito e sofrimento terá
atingido seu ponto mais alto no final dos dias. A verdadeira causa de tristeza por parte
dos verdadeiros membros da Igreja de Deus não vai ser, como foi o caso de Mordecai, a
sua própria angústia, mas a do mundo. Ele consistirá no fato de que o mundo ainda está
desprovida da sociedade abençoado do verdadeiro Deus; que o reino de Deus ainda é
rejeitada e até mesmo perseguidos. Que alegria que daria se, em vez de inimizade,
reconhecimento e submissão, e, em vez de desprezo, uma participação nos dons e graça
de nosso Senhor, se tornasse a experiência universal.
2. Quanto mais difícil a posição da Igreja como em contraste com o mundo, o mais
favorável é a sua posição para levar para ver a sua glória. Sua glória é a sua Cabeça. Se
nos tempos do Antigo Testamento, e na "dispersão" em si, existia uma Mordecai, que
por amor a seu povo manifestou a sua firmeza e força na hora da tribulação; e se não foi
encontrada uma Esther, que, quando solicitado, de bom grado se apresentou para trazer
a salvação de seus compatriotas; quanto mais nos tempos do Novo Testamento e na
Igreja moderna vai lá surgem indivíduos que, no seguimento do Senhor, especialmente
nos maus dias, se manifestarão um vigilante cuidado pelos outros e um espírito de auto-
sacrifício por eles; quem vai manifestar paciência e mansidão, assim como energia,
fidelidade e tenacidade, espírito de dar e uma capacidade de fazer sacrifícios; e além
disso vai levar sua alegria em corações e paz como o selo de seu parentesco com
Deus.Todas estas graças pode ser tantos raios iluminam da vida gloriosa de seu Senhor
e Salvador Jesus Cristo, que cada vez mais alcança-los em uma plena estatura.Que todos
aproveitem a oportunidade especial, reconhecer o dever particular, e saber quando
executá-lo, que os tempos de aflição do lugar da Igreja na mão, de manifestando o poder
que habita neles por sua vida e trabalho!
3. Mordecai tomou um especialmente grande parte do sofrimento universal que
superou os judeus quando o decreto de sua aniquilação foi emitido e promulgada. Não
era seu perigo pessoal que o assuste, mas, como seria de esperar de um seguidor tão fiel
do judaísmo, foi a calamidade que ameacem todo o povo judeu. Enquanto que, no
entanto, o pensamento eo sentimento centralizavam-se no evento, ele estava livre do
desespero. Com ele, era uma firme convicção de que o povo de Deus, como um todo,
não pode ser destruída, e que a libertação deve vir de alguma fonte. Em vez de ceder ao
desânimo, ele virou sua angústia em um poder que o instou a ainda maiores
esforços. Não houve mais um medo de aparecer como judeu, nem ele hesita porque seus
lamentos altos iria atrair a atenção geral, e, assim, expô-lo ao desprezo e desdém de
muitos. No entanto relutante ele poderia ter sido para expor sua amada Esther, cujo
bem-estar já tinha sido motivo de grande preocupação para ele, a extremo perigo, ainda
que ele persistiu com a maior decisão que ela deveria correr todo o risco, e só descansou
quando deu seu consentimento. É quase impossível que ele atribuiu parte da culpa a si
mesmo por causa de sua firmeza contra Hamã, ou pensado que por conta disso ele mais
do que qualquer outro tinha a obrigação de afastar o perigo ameaçado. O único impulso
movimento foi, sem dúvida, o seu amor por seu povo.Mas isso não deve ser inferior, em
qualquer membro da Igreja. É algo que deve, na proporção em que há mais membros do
corpo de Cristo, ser mais forte do que estava nele. Será que ninguém entre nós foram
atrás dele no que diz respeito a energia, abnegação, e uma vontade de fazer o
sacrifício! Há, sem dúvida, muitos que são capazes de suportar tudo isso em sua própria
pessoa. Mas, se não houver mais leve consideração, o pensamento de que seus parentes,
sim, esposa e filhos, pode sofrer por conta de sua confissão se curva para baixo. Será
que, se necessário, que nós também possamos ficar igual a Mordecai na vontade de se
render a nossa querida família!
4. Mordecai manifesta uma notável tenacidade ao contrário de Esther. Ele mantém
sua posição no portão do rei, até que ela o manda não só suas criadas com peças de
vestuário, mas também Hatá para transmitir sua mensagem. Ele não sai de lá até que ela
resolveu ficar diante Assuero como judeu implorando para os judeus. Em outras
circunstâncias, ele poderia ter sido pensado para ser cansativo por sua persistência e
demandas; mas sua relação com ela agora justifica ele.Quando ele estava acostumado a
inquirição a respeito de sua saúde e bem-estar, para dar-lhe conselhos, para cuidar dela,
ele tinha mostrado nada menos persistência; e sua exigência de que agora ela deve
revelar sua ascendência judaica, e como tal deve se aventurar tudo, era igualmente de
acordo com seu caráter.Enquanto nenhum perigo ameaçado ele aconselhou-a a manter
silêncio respeitando sua ascendência judaica; mas agora ele próprio assumiu a liderança
em uma confissão aberta do fato. Embora tenha antes sido difícil para ele se aproximar
como a rainha Ester, ou pedir qualquer favor para sua mão, agora ele já não hesitou para
implorar a sua ajuda, não tanto para si, como para todo o povo. Não havia motivo para
ele ser egoísta, ou se comportar de uma maneira cruel ou grave para ela. Por isso não
havia dúvida, mas que a sua empresa teria sucesso, que Esther estaria disposto a cumprir
com o seu pedido. É eminentemente desejável que aqueles que, como ele, deve mover-
se e induzir outros a fazer sacrifícios de auto e bens a serviço do reino de Deus, deve
estar em um nível com ele a esse respeito -. Lange .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 5, 6


A NOMEAÇÃO MINISTERIAL
"Hatá, um dos eunucos na corte de Assuero, no atendimento imediato sobre Esther."
Esta é a biografia curta e simples de Hatá dado nas crônicas seculares, ea explicação
dada na crônica sagrado não é muito maior. No entanto, os melhores homens não têm as
biografias mais longas. Na verdade, pode-se afirmar com segurança que alguns dos
filhos mais nobres da terra não tiveram suas virtudes ou gravado pelo historiador ou
celebrada pelo poeta. Flores modestas bondade na sombra e passa sem um discurso
grandioso funeral. Não apenas a vida útil, mas o brilhante é o que chama a atenção e
recebe aplausos. A vida de Hatá não parece ter sido de caráter brilhante. Sua posição
excluía a possibilidade de aventura surpreendente. Mudou-se ao longo de uma esfera
tranquila; mas ele é elogiado agora como sendo um contraste agradável com o caráter
determinado de outros eunucos. Fryer e Chardin descrever os eunucos como sendo a
base e ferramentas prontas de licenciosidade, como tirânico em humor, e pertinaz na
autoridade que exercem; como escapou e ridicularizado por aqueles a quem é o seu
escritório para guardar. Hatá evidentemente não dar uma vantagem média decorrente de
sua posição. Em vez de ser tirânico em humor, e pertinaz em posição de autoridade, ele
parece ter sido favorável à autoridade de Ester, e de ter feito seu lance mais
prontamente. Pode ser que Hatá sentiram a influência salutar de beleza de Ester e
natureza virtuosa de Esther. Como ela exerceu uma influência sábio sobre suas criadas,
de modo que ela pode ter exercido uma influência semelhante sobre Hatá. Uma boa vida
não é sem o seu poder influente. Influência Uma boa mulher é especialmente irradiando
e subjugar e elevando. Este eunuco deve ter recebido moral, bem como vantagens
materiais a partir desta nomeação ministerial. Servindo Assuero atuou um dos mais
poderosos dos reis terrenos naquele período; mas em servir a Esther que estava
esperando em cima de um que era o servo do rei de todos os mundos. Deus pode
encomendá-lo assim que os servos de reis serão os servos de seu escolhido; de modo
que os reis terrenos tornam-se indiretamente, e às vezes diretamente, os servos de
crianças reais do céu. Ambição terrena é para ministrar aos royalties da terra; mas a
ambição mais nobre é ministrar aos royalties do céu. Este ministério é satisfatória, e é
certo para se reunir com sua recompensa apropriada. E se Hatá servido com vista a este
ministério mais elevado, pode reivindicar um parentesco distante com que outro eunuco,
que serviu de Candace, rainha dos etíopes, e que disse: "Creio que Jesus Cristo é o Filho
de Deus." Por Esther não pode tê-la convertido eunuco, bem como Philip? O Céu é
maior do que pensamos. Horário povoamento eternidade. Filhos do céu pode vir de
palácios pagãos, bem como de casas de cristãos. Mas podemos sair com segurança Hatá
e sua espécie para a misericórdia de Deus que é maior do que os dogmáticos.
I. A nomeação ministerial sugerido por amor-próprio. Hatá foi nomeado pelo rei
Assuero para assistir em cima de Esther. E deve ser claro que Assuero fez esta
nomeação não subserve os interesses dos seus súditos, e não para consolidar o seu reino,
para não fazer o seu povo virtuoso e feliz, mas para servir, quer para a sua própria
vaidade ou ao seu amor de prazer. Tal compromisso encontra a sua contrapartida em
outros tempos e em muito diferentes estados da sociedade. Quantos compromissos por
toda a vida são feitas em conseqüência do trabalho de auto-amor! Temos ouvido muitas
vezes os favoritos da corte frase.Os asseclas do tribunal são encontradas não só no
palácio, mas na casa do Legislativo, no assento da justiça, e à frente do exército. Os
homens mais capazes nem sempre são selecionados, mas os homens que podem trazer
mais influência. Os homens que podem recorrer com sucesso ao egoísmo dos poderes
dominantes vão subir acima das cabeças daqueles homens superiores que não podem ou
não vai usar essa base para meios de elevação. É uma coisa feliz em nossos tempos que
plebeus-homens não nobres de nascimento, mas por nobres esterlina vale a pena e por
brilhantes personagens-estão tomando seu lugar nas fileiras da frente. Mas ainda assim
os homens que podem Fawn e cringe e não ser fiel ao princípio estão em lugares
altos. No reino eclesiástico nomeações ministeriais também são feitas através do
trabalho deste baixo princípio da auto-amor. Às vezes inconsciente, pode ser, mas no
entanto operatório. Não há nepotismo na Igreja. O filho ou o sobrinho recebe a boa vida,
enquanto o homem superior permanece uma cura ainda. O homem, em outras Igrejas, de
qualidades vistosas os votos da congregação, enquanto o homem de caráter mais sólida,
mas menos brilhante é deixado na obscuridade. É o que podemos chamar de um feliz
acaso, quando o trabalho de auto-amor traz o melhor homem para a frente. Nós não
temos nenhuma razão para supor que a nomeação de Hatá não era uma boa.
II. A nomeação ministerial sugerido pelo amor altruísta. Assuero fez uma
nomeação ministerial, e Esther também fez uma nomeação ministerial. Assuero
nomeado Hatá para assistir em cima de Esther, e Esther deu Hatá um mandamento para
Mordecai. A última nomeação surgiu do trabalho de amor altruísta. A afeição de Esther
para seu pai adotivo não iria deixá-la descansar, e ela mandou o camareiro para
ministrar a Mordecai na sua angústia. Os melhores compromissos são aqueles que são
feitos através do trabalho do amor altruísta. O egoísmo cega a mente e ofusca o
julgamento. A benevolência é um guia mais verdadeiro nos assuntos de grande intelecto
se perverteu pelo trabalho de egoísmo. O rei que através do amor verdadeiro para seus
súditos procura seu maior bem-estar vai fazer os melhores compromissos em seu
reino. A Igreja que tem um verdadeiro amor para a humanidade, que é o mais desejoso
de abençoar a raça, de instruir os ignorantes, de levantar os caídos, e de dar o óleo da
alegria para os enlutados, vai assegurar os serviços dos servos mais verdadeiros em sua
tribunais. Não devemos pensar aqui da mais alta nomeação ministerial feita por
sugestão do amor infinito? "Porque Deus amou o mundo, que deu o seu Filho unigênito,
para que todo aquele que crê não pereça, mas tenha a vida eterna." "O Filho do homem
não veio para ser ministrado a, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos. "
III. A nomeação ministerial para jovens e alegre. Nós podemos muito bem
imaginar que houve uma grande alegria para Hatá quando ele "recebeu uma chamada"
para servir no palácio de Assuero, e teve que "assistir em cima de" o jovem, o belo, e a
Esther alegre. Em certo sentido, seria uma vida agradável, e relativamente livre de
direitos cansativo. Para esperar por outras belezas do tribunal pode ser doloroso, para a
mera beleza muitas vezes é exigente e difícil de agradar. Quanto mais as suas exigências
sejam atendidas, e quanto mais numerosos que eles se tornam. A própria monotonia de
sua vida podem torná-lo difícil de acalmar seus maus humores, e para encontrar os
meios de aliviar a dulness de sua existência. Mas essa dificuldade não obteria no caso de
Ester, pois não tinha beleza da mente, bem como a beleza da pessoa. Ela seria capaz de
cair de volta sobre si mesma. À medida que o homem bom está satisfeito de si mesmo,
de modo Esther a boa mulher ficaria satisfeito de si mesma. É bem dito que ela precisou
de nada. A pequenez de seus requisitos tornava uma tarefa fácil para Hatá para
desempenhar as funções de seu cargo. Como agradável para esperar por esta jovem e
alegre de solteira! Em vez de serem obrigados a Hatá charme longe seus sofrimentos,
podemos facilmente e razoavelmente supor que ela seria um encantador sábio
Hatá. Seus sofrimentos seria esquecido em sua presença, e suas alegrias seria
aumentado pela influência de sua natureza alegre. Feliz o homem que tem que esperar
sobre os jovens ea alegria! Quando pensamos da condição, que nos recusamos a
reconhecer a verdade da declaração do homem sábio. Melhor é a mágoa do que o
riso. Homens almejamos nomeações onde a vida é prestados agradável. Para servir no
palácio é mais um objeto de ambição do que a servir nas moradas de miséria. A casa de
festa é desejado em vez de a casa de luto. Para pregar no local bem organizado e com
bom gosto, construído e decorado de adoração para um público lotado e elegante é o
desejo apaixonado de a grande maioria.
IV. A nomeação ministerial para o velho eo triste. Hatá, encontramos, estava
disposto a ir a Mardoqueu, o judeu pobre, vestido com seu manto peludo e com cinzas
sobre a cabeça dele. Ele passa de Esther para Mordecai, sem sinais de má vontade. Ele
estaria disposto a descobrir os meios de diminuir a ansiedade de Ester, e, ao mesmo
tempo ele procura diminuir a tristeza de Mordecai. Este é o verdadeiro ministério, para
tentar confortar os idosos, e para consolar os enlutados. A maior Ministro pôs-se a este
trabalho glorioso. "O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele me ungiu para
pregar o evangelho aos pobres; Enviou-me a curar os quebrantados de coração, a
proclamar libertação aos cativos, e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade
os oprimidos, a proclamar o ano aceitável do Senhor. "Como a maioria dos homens são
lentos a seguir este exemplo sublime! Este mundo está cheio de pranteadores; mas os
gritos das carpideiras seria abafado na maior medida se não houvesse homens com
naturezas simpáticas e benevolentes saindo com palavras de doçura evangelho em seus
corações, eo óleo de consolações do evangelho em suas mãos.
V. Uma conexão undesigned decorrentes desta nomeação ministerial. Aqui há
uma cadeia maravilhosa de ligações inesperadas. Assuero, o poderoso monarca,
reinando sobre o maior império do mundo, em uma extremidade da cadeia; e
Mardoqueu, o judeu desprezado e cativo, na outra extremidade dos-os da cadeia de elos
de união, sendo a rainha Ester e Hatá camareiro do rei. De um ponto de vista humano,
como misterioso são as maneiras pelas quais os homens estão ligados entre si. O
monarca está vinculado ao cativeiro por um laço invisível, e está mais próximo do que
ele pensa. Estamos realmente membros uns dos outros. Há um princípio comunista que
trabalham em sociedades. Mas vamos lá não ser a violência comunista. Não vamos
esquecer Assuero as justas reivindicações de Mordecai. Deixe o monarca lembrar que a
masculinidade tem os seus direitos. E não o Mordecais buscar seus direitos pela
violência, mas se agarrem ao jejum e à oração, como fez isso Mordecai, e libertação
deve vir mais cedo ou mais tarde. Mas essas conexões não premeditado de terra são as
conexões projetadas do céu. Era, evidentemente, portanto, neste caso, e é assim em um
número maior de casos do que supomos. Um maior número de casos!Se acreditamos em
uma grande decisão poder supremo sobre tudo, não devemos contemplar a sua
orientação e selecionando poder e sabedoria em todos os casos, ou pelo menos fazendo
uso de seleções da terra para o avanço de sua benéfica e fins oniscientes? E nomeações
ministeriais direta de Deus fazer estabelecer uma conexão prolongada. "Não são todos
eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a
salvação!" Os anjos formam uma ligação abençoada entre as pobres almas, escravizados
pelo pecado, mas enfranchised pela graça divina, o Deus eterno. Maravilhoso a conexão
entre Mordecai e Assuero, mas certamente mais maravilhoso ainda a conexão entre a
criatura pecadora, mas redimiu eo glorioso Criador. O ministério do evangelho nos fala
de forma visível dessa ligação. Homens remidos fala aos homens, ainda em seus
pecados. Verdadeiros embaixadores de Cristo ficar entre e se unem a Salvador e ao
pecador crente. As coincidências e conexões da vida não premeditado são coincidências
e conexões, porque Deus está trabalhando. O undesigned pode ser o produto de
propósito Divino. O ser humano tem seus movimentos não premeditado, o Divino não
tem movimentos sem propósito. Tudo é harmonioso. As próprias discórdias da Terra
deve trabalhar para a produção de concords finais e eternos. Si Chaos vai dar à luz a
ordem divina. Confusão está trabalhando para a evolução do método. Há links de
conexão de ligação de todas as coisas, tanto no material e no mundo moral.
VI. O benefício não intencional conferida por esta nomeação
ministerial. Assuero não tinha a menor idéia de ajudar os judeus contra quem ele havia
emitido o decreto assassino por instigação de Haman. Mas aqui está ele. Estranho seria
se a sua conduta ter aparecido se soubesse tudo. Ao mesmo tempo ele está trabalhando
para a destruição dos judeus, e em outro trabalho para a sua libertação. Trabalhando
para a sua libertação, não só em sua seleção de Esther para ser rainha, mas na nomeação
de Hatá para ser seu ministro. Esther mesma não conseguia segurar conferência com
Mordecai, e assim Hatá camareiro do rei torna-se o meio de comunicação. Os próprios
vícios dos reis tenderam ao bem-estar de seus súditos; mas este não é desculpa para os
vícios. Os erros dos soberanos têm trabalhado para a vindicação da verdade; mas isso
não tolera os erros. Reis, por sua fraqueza, por seu amor à ostentação, por sua
predileção por prazer ter involuntariamente conferido vantagens sobre o seu povo. Eles
têm, por vezes, fez nomeações sábios, ea nação se alegra porque o justos governam. Em
contraste agradável, perceber que as vantagens proporcionadas por nomeações
ministeriais do céu são intencionais. Ministros de material de Deus mover-se e trabalhar
para a concessão de benefícios em resposta a sua intenção misericordioso. Ministros
intelectuais e morais de Deus pensar, e falar, e escrever, e agir para a concessão de
benefícios, pois foram levantados para este fim por sua benevolência. Benevolência de
Deus não é o trabalho de um tipo se sentindo só, mas é a expressão de sua mente infinita
projetar o bem-estar de suas criaturas. Seja qual for benefícios que recebemos do
ministério dos outros, enquanto nós praticamente mostrar nossa apreciação de um
ministério tão benéfico, vamos acima de tudo manifestar nosso sentimento de dívida
para com Deus, de quem e por quem todos os verdadeiros compromissos ministeriais
proceder e são feitas.
Observe que: ( a ) Um verdadeiro ministério tem dois lados . É bem verdade que um
ministério de alguma importância deve ser multifacetada. Nestes tempos modernos, o
ministério como essa palavra passou a ser usada num sentido eclesiástico, tem sobre ela
muitas reivindicações. O ministro moderno, se é para atender às demandas da época, se
ele é atingir, a meio caminho mesmo, o padrão criado por professores de pregação e
pregadores, deve ser mais do que humano; ele deve de fato ter olhos para trás e
antes. Mas o ministério de que falamos agora é um não tratada de em livros sobre
homilética. Hatá não é considerado no " cartas anúncio clerum . "Existe um ministério
onde não é necessária uma eloqüência de língua. A eloquência da vida é o que é
necessário em cada ministério. Assim, o verdadeiro ministério tem dois lados. Ele olha
para o céu e olha para a terra. Ele aguarda sobre a alegre e vai com mensagens de
conforto aos enlutados. Hatá esperou no palácio e depois foi para os portões do
palácio. Vamos usar o caso como um ensinamento figurado. Espere no palácio do céu,
por meio da oração e da meditação, para que possamos ministrar aos que estavam
sem. ( b ) A maior ministério é impelido pelo amor altruísta . Nós não estamos em
posição de declarar os motivos que operavam na mente de Hatá; mas isso nós sabemos,
que o amor de mulher pura de Esther impelido Hatá para ir e falar com o Mordecai
luto. Hatá pode afinal ter sido um mero serviçal servil nas mãos de Ester; ainda o seu
ministério foi o resultado de amor em Esther, e, portanto, da mais alta ordem. Um
ministro base pode praticar os atos úteis e benéficas do ministério do amor. Mas onde o
amor opera na mente, o amor de fora e de cima cooperando com o amor de dentro, e
movendo-se para a ação mais nobre, deve haver o maior ministério. ( c ) O ministério
mais nobre é aquele que procura esferas humildes . "Hatá saiu a Mardoqueu à praça da
cidade, diante da porta do rei." Hatá pode não ter saboreado a missão em que ele foi
enviado, mas ainda assim ele foi. Esther ordenado, e Hatá obedecido. Esferas mais
baixas nem sempre pode ser desejado; mas se o comando é dado, o comando deve ser
obedecida. As ruas das cidades modernas estão em uma condição negligenciada. Os
enlutados pisar as calçadas com o coração pesado, e não Hatá pergunta o que é a causa
da dor, não Hatá vem de moradas reais para saber se nada pode ser feito para remover a
carga de sofrimento. O amor divino dá um mandamento para os pobres desterrados-"Vá
pelos caminhos e valados," mas poucos são encontrados prontos para obedecer. Aqueles
que vão não são sempre criteriosa. Eles não têm simpatia com o coração
angustiado. Eles levantam ruídos sombrios, e tornar-se um incômodo; em vez de
calmamente e amorosamente perguntando "o que era, e por que era", como fez
Hatá. ( d ) Os testes para todos os ministérios . É unir o céu ea terra? É que reúne todas
as classes? Cada vida deve ser um ministério, e cada vida devem ser testados por essas
questões. É conferindo benefícios tanto materiais e morais? Não deve haver aulas
improdutivas. Toda a vida deve ser um ministério de bom. É um ministério para a
instrução dos ignorantes, para a restauração dos caídos, e para o consolo dos
enlutados? Feliz a nação onde os internos do palácio considerar e procurar promover o
bem-estar ea felicidade das pessoas nas ruas das cidades e fora dos portões do
palácio. Há ainda Hamans sobre os nossos palácios. Haverá Mordecais com corações de
sangramento. E os Esthers e Hatachs tem ainda muito espaço para trabalhar.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 5, 6


Se choramos com sinceridade com os que choram, será o nosso desejo, se possível,
para remover as suas tristezas. Mas, para o efeito, é necessário conhecer a sua
causa. Médicos não podem administrar medicamentos adequados aos seus pacientes a
menos que eles sabem a causa de suas doenças. Eles podem aliviar os sintomas, mas a
raiz da cinomose permanece se a causa não for removida. Assim, podemos acalmar as
mentes de pessoas trabalhando sob tristeza; mas se eles estão enraizados na mente, que
em breve recuperar a sua força, e mantenha a alma na miséria, a menos que as causas
são removidos; e estes não podem ser removidos, mas por uma mudança nas
circunstâncias externas que eles ocasionados, ou por uma mudança no estado da mente,
quando se está convencido de que as causas supostamente não existem, ou que eles não
são motivos suficientes para as dores eles ocasionados, ou que o alívio ou consolo pode
ser encontrada de virtude suficiente para neutralizar a sua força. Esther não poderia
agora visitar Mordecai, ou chamá-lo para o seu palácio, e, portanto, conversando com
ele por meio de uma terceira pessoa, investiga as causas da sua angústia, com a intenção
sincera de fazer tudo em seu poder para definir o seu coração em facilidade -. Lawson .
A boa rainha fica surpreso com essa humilhação constante de tão querido amigo, e
agora envia Hatá, um fiel que um atendente pagão, para investigar a ocasião deste peso
de modo irremediável. Deve parecer Esther não perguntou muito em questões de
Estado; que todos perplexos Shushan ainda não era conhecido por ela; seus seguidores,
sem saber que ela fosse judia, concebida não como a notícia pode preocupar-la, e,
portanto, tinha forborne a relação.Mordecai primeiro informa ela, por seu mensageiro,
do decreto que se foi contra toda a sua nação, do dia em que todos eles devem se
preparar para sangrar, da quantia que Hamã oferecida para as suas cabeças, e entrega a
cópia desse sangrento édito, cobrando dela agora, ou nunca, para mover-se, e para
melhorar todo o seu amor, todo o seu poder, com o rei Assuero, numa súplica humilde e
rápida para a conservação da vida não de si mesmo tanto como de seu povo. - Bispo
Municipal .
A lição que eu lhe daria é fundada sobre a dor de Mordecai e simpatia de
Esther. Alegremente ela teria removido a tristeza de seu amigo, e de bom grado teria ela
misturava suas lágrimas com a sua, se tivesse sido permitido. Sua simpatia ele não podia
duvidar; mas há dores mais profundas do que simpatia humana pode alcançar, e
Mordecai de foram além do poder de Esther para amenizar. Ela só poderia ser útil
falando com o rei. Ele era o rei sozinho que poderia mudar a tristeza em alegria. Os
enlutados de Sião tem a simpatia de seus irmãos, e que a simpatia é doce. Mas ainda não
pode curar as feridas de um espírito que está preocupado com o sentido do pecado, nem
de um coração que está dolorido perfurado por dispensação aflitiva de Deus. Mas o Rei
de Sião pode curar essas feridas; e ele é tocado com o sentimento de enfermidades-se de
seu povo não quebra o caniço rachado; ele vai curá-las. Lança-se a Jesus, vós,
enlutados, com a fé simples de coração, e peço-lhe o conforto que vocês precisam, e
você receberá o óleo da alegria em vez de pranto, eo vestidos de louvor em vez de
espírito angustiado -. Davidson .
Então se estritamente as leis da Pérsia confinar mulheres, especialmente mulheres
do rei, que não era possível para Mordecai ter uma conferência com Esther sobre este
assunto importante; mas as mensagens mergulhadores estão aqui realizados entre eles
por Hatá, a quem o rei tinha constituído para atendê-la, e parece que ele foi um que ela
pudesse confiar polegadas Ela enviou a Mordecai para saber mais particularmente e
plenamente o que o problema era que ele estava agora lamentando , e por que era que
ele não iria adiar seu saco. Para saber mais, portanto, após a notícia, para que possamos
saber a melhor forma de dirigir as nossas tristezas e alegrias, nossas orações e louvores,
assim torna-se a todos aqueles que amam a Zion. Se devemos chorar com os que
choram, devemos saber por que chorar -. Matthew Henry .
Então Ester chamou a Hatá .-Ela não snuffeth com a recusa de sua cortesia de
Mardoqueu. Ela não diz: Deixe-o escolher; a próxima oferta será pior.Salomão fez
contas entre as quatro coisas que a terra não pode suportar, uma serva avançou para o
local e estado de um amante. Mas Esther não era nenhum tal.Em seu você pode ter visto
humildade singular na altura de honras. Ela chama lá para Hatá, um servo fiel e, talvez,
um judeu, um judeu interiormente. Honestidade flui de piedade.
A quem ele havia nomeado para servi-la ., Heb., a quem ele tinha posto à sua frente,
para estar em sua obediência e beck. Provavelmente ele estava feliz em tal serviço, por
bondade é comunicativa, e de natureza espalhando. Plutarco diz das aldeias vizinhas de
Roma no tempo de Numa, que, sugando o ar daquela cidade, que respiravam justiça e
devoção. Assim, pode muito bem estar aqui. Foi assim com os servos de Abraão, e de
Salomão, e Cornélio de. Nero reclamou (e não é de admirar), que ele nunca poderia
encontrar um servo fiel. O que eles poderiam aprender com ele mas vilania e crueldade?
E deu-lhe um mandamento de Mordecai , ou seja, ela ordenou-lhe para entregar sua
mente para Mordecai. O servo não é ser curioso (João 15:15, ele não sabe o que o seu
senhor faz), mas executivo, pronto para fazer o que é exigido dele. Ele é o instrumento
do mestre, e inteiramente sua, ολως ἐ κείνου , diz Aristóteles. As mãos devem consultar
da cabeça, e mover-los.
Para saber o que era, e por que era .-Algum grande questão que ela bem sabia que
necessário que colocá-lo para esses lamentos altos. Os sábios não chorar até que eles
são extremamente magoado. Derrame de Jó era mais pesado do que o seu gemido. Ele
não era daqueles que estão sempre se lamentando;como carne de alguns homens, se a
sua pele ser, mas arrasou com um alfinete, que atualmente rankleth e festereth; ou,
como galhos podres, se um peso leve, mas ser pendurado sobre eles, atualmente ranger
e pausa. Mordecai que ela sabia era nenhum tal. Ela, portanto, desça para ver qual era o
problema, que ela poderia ajudá-lo, se possível. As lágrimas e gemidos de homens na
miséria não devem ser desprezados, como se fossem nada para nós. Quem está aflito, e
eu não queimar? diz Paul. Chorai com os que choram, mais você adicionar à sua
miséria, como o sacerdote eo levita fizeram, passando pelo homem ferido. É nada para
você, ó vós que passais pelo caminho? Não sois vós também no corpo, isto é, no corpo
de carne e fragilidade, sujeito às aflições? E que não os seus pecados adquirir os seus
sofrimentos, como uma veia é aberta no braço para aliviar a dor de cabeça -. Trapp .
Um cristão não é libertino, nenhum homem da liberdade. Ele é um servo. Na
verdade, nós mudamos o nosso mestre. Estamos pôr em liberdade da escravidão do
pecado e de Satanás; mas não é isso que devemos fazer nada, para ser Belials sem
jugo; mas é para servir a Deus. Estamos retirado do serviço de Satanás para ser homens
livres do Senhor; e de fato é para esse fim. Somos livres para que possamos servir a
Deus. Portanto, todas as ações de nossa vida deve ser um "serviço" a Deus. Os animais
e outras criaturas e temos ações comuns, como fazemos em comum, como comer e
beber, e para se mover. A besta pede esta, e homem leva-lo. Quando um homem leva-
los são ações razoáveis, porque eles são guiados pela razão, e moderado pela razão; mas
quando o animal as põe em prática são as ações de um animal, porque ele não tem
melhor faculdade para guiá-lo. Ações tão comum, eles não são um serviço de Deus
como eles vêm de homens comuns, que não têm graça e do Espírito de Deus em seus
corações; eles são mera compra e venda, e indo sobre as ações de seus chamados, como
as ações de um animal são as ações de um animal. Mas deixe um cristão vir a fazê-las,
ele tem uma vida mais elevada e um espírito superior que lhes ações espirituais que são
comuns em si faz. Ele levanta-los a uma ordem superior e grau. Portanto, um "serve"
Deus cristão. Em tudo o que ele faz, ele tem um olho para Deus; que outro homem
Acaso sem olho para Deus, mas apenas em aspectos civis. O conhecimento de uma
comunidade, é uma construção do conhecimento, um conhecimento comandando; para
que um doth estadista não construir, ele não vos comprar e vender e comércio, mas ele
usa de todos os outros comércios para o bem do Estado. É um conhecimento
comandando todas as outras artes inferiores e comércios em uma comunidade para o
último fim. Todos eles devem ser úteis à comunidade; e se eles não seja, acabar com
eles. Assim, a religião, eo conhecimento das coisas divinas, é um conhecimento de
comando; ele comanda todos os outros serviços em nossos chamados, & c. Não doth
ensinar ao homem o que ele deve fazer, em particular, na sua vocação; mas ensina-lhe
como dirigir que chamar para servir a Deus, para ser vantajoso e útil ao seu chamado
geral; para promover a ele para o céu, para fazer tudo redutora ao seu fim último, que
ele coloca diante dele; isto é, para honrar e servir a Deus em todas as coisas, a quem ele
quer aprovar-se na vida e na morte. Ele tem um princípio, o Espírito Santo nele, e ele
trabalha para reduzir tudo para o fim principal. Oh que estávamos neste temperamento!
Deus terá seus filhos servir a sua geração, para tentar a verdade de nossas graças,
antes de vir para o céu. E ele vai ter-nos perfeitos antes de chegarmos a tão santo
lugar. Ele terá nos "crescer na graça", como Assuero suas esposas estavam a ser
perfumado e preparado antes de chegarem a ele. É um lugar sagrado que esperamos,
uma condição sagrada; portanto, ele terá que nos pouco a pouco ser montado pelo
Espírito de Deus.
A Escritura valoriza os homens por isso que Deus valoriza-los, e não como homens,
pela sua vida e reinado, e próspero no mundo, e sua estima com os homens, mas como
sua carruagem já existiu a Deus. David "servido a vontade de Deus" em sua geração.
No que diz respeito a relação de funcionários , em uma palavra, alguns são tão por
escritório, como magistrados e ministros, mas todos são servos, como cristãos. Foi a
melhor flor na guirlanda de Davi para ser um servo do Senhor; e é assim para todos,
mesmo que não tão grande em dignidade, para servir a Deus;para servi-lo é correr para
o serviço mais nobre de todos, para os funcionários de todo o deus deve ser reis, ou
melhor, eles são reis. E, então, é um serviço de rico e mais benéfica; para servimos um
Senhor que vai premiar com um copo de água fria. Não é um tipo de serviço como
Faraó foi, a colher restolho em nós mesmos; mas ele nos permitirá fazer e onde
deixamos ele vai perdoar, e quando fazemos qualquer coisa que ele vai premiar, e
quando nossos inimigos nos oprimem ele vai tomar as nossas peças.
Um filho de Deus é o maior homem livre, eo melhor servo, assim como Cristo foi o
melhor servo, mas nenhum tão livre; ea maior parte de qualquer homem tem do seu
Espírito, a disposição mais livre ele tem de servir cada um no amor. Até mesmo os mais
básicos obras são um serviço de Deus quando elas são feitas em obediência a Deus. O
pobre servo "serve ao Senhor Jesus Cristo." Quando um servo pobre é a sua obra,
empregada no negócio de homem, pobre, as coisas comuns, mas ele serve ao Senhor o
tempo todo. Ele serve aqueles que são seus governadores, com um olho para o grande
Governador e Mestre que é, acima de tudo, que vai recompensá-los por seu mau
serviço, no entanto o seu mestre recompensá-los -. Sibbes .
Todo homem pode ser considerado sob uma dupla capacidade ou relação. Como ele
é uma parte ou membro do corpo político, e por isso não é o seu próprio, mas estandes
incluídas no e possuído pela comunidade. Na capacidade que ele tem a obrigação de
contribuir com sua parte da ajuda para o público, como a partilha de lá com os outros os
benefícios da sociedade, e assim prestar contas para torná-lo um pouco em sua
retribuição determinada estação e condição. Um homem pode ser considerado como ele
é membro e sujeito de um reino espiritual e superior. E nesta função, ele é perseguir o
interesse pessoal ainda grande de sua própria salvação. Ele é enviado a este mundo para
certificar-se de uma melhor; para glorificar o seu Criador, estudando para se salvar; e,
em uma palavra, para visar os prazeres divinos e sobrenaturais, e maior do que esta vida
animal pode aspirar até. Todo homem, em seguida, sustenta uma dupla capacidade,
segundo a qual ele tem um duplo trabalho ou vocação. A um temporal pelo qual ele é
preencher um lugar na comunidade pelo exercício de alguma profissão útil, seja como
divino, advogado ou médico; um comerciante, soldado, marinheiro ou qualquer
artesanato inferior; por todos os que, como por tantas rodas maiores e menores, o
negócio do vasto corpo de público é realizada, suas necessidades atendidas, e seu estado
acolhidos. E Deus, que ordenou a sociedade e ordem, contas a si mesmo tanto servido
por busca diligente de cada homem, embora, o comércio mais cruel, que a sua pisar fora
dos limites dele para algum outro trabalho (como ele presume) mais excelente, mas é
uma presunção ousada e ingrata, pelo qual o homem se coloca fora do caminho comum
e guarda da Providência. Porque Deus não exige nenhum homem para estar orando ou
lendo, quando a exigência de sua profissão o chama para seu martelo ou seu
agulha; nem comanda algum de sua loja para ir ouvir sermão na igreja, muito menos
pregar um no púlpito. Deus, como o Senhor e grande Mestre da família do universo,
ainda está convidando todos os seus servos para o trabalho e do trabalho. Uma coisa
muito desprezado pelo galante ea epicurista ainda que o preço geral de pé que Deus ea
natureza criou em cima de cada gozo deste lado do céu; e aquele que invade a posse de
qualquer coisa, mas sobre essa afirmação, é um intruso e um usurpador. Eu dei ordem,
diz o Apóstolo, "que se qualquer recusam trabalhar, também não coma." Ele é o braço
ativo ea mão ocupado que deve tanto purvey para a boca e, além disso, dar-lhe um
direito de cada pedaço que é colocado dentro dele. Correspondente ao outro, isto é, sua
capacidade espiritual de um cristão, ele também tem um chamado espiritual ou
profissão; eo trabalho que isso envolve-o a um grande é que de trabalhar por sua
salvação; um trabalho que a vida é muito pouco para, tinha um homem nada mais do
que uma vida de dar em cima dele; um trabalho que corre para a eternidade, e do qual
depende a desgraça ou bem-estar de uma alma imortal. Agora, este trabalho é triplo-de
fazer a nossa paz com Deus; para obter os nossos pecados mortificado;para obter os
nossos corações purificados com as graças contrárias -. Sul .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 6-9


UMA REUNIÃO ESTRANHO
Os espectadores podem muito razoavelmente perguntar: Quem são esses dois
homens de pé juntos, em estreita conferência, na rua da cidade diante da porta do rei, e
qual é o significado de sua entrevista confidencial? Por que deve ter sido uma coisa
incomum para camareiro do rei para ser visto conversando com um judeu
desprezado. Os ímpios, aqueles que participaram com vingativo Haman, poderia muito
bem considerar a reunião com alarme. Fogem os ímpios, sem que ninguém os
persiga; mas aqui está um homem perseguindo, um homem armado com poderes
divinos, como é evidente a partir de sua história, um homem de propósito forte, de
intenções na vertical, e de espírito sagaz e os ímpios tinham todos os motivos para
alarme, se tivessem conhecido apenas a situação . Mas aqueles que não foram
condenados em suas próprias consciências pode tranqüilamente passar por esses dois
homens, e seguir sem medo o caminho apontado. É bem assim a realização de nossas
vidas que precisamos não ser suspeito do mal, quando vemos os outros segurando
entrevistas privadas. Sussurros só pode perturbar as consciências culpadas. Alguns
podem imaginar que esses dois homens de reunião, assim, estranhamente juntos
estavam tramando o mal contra o monarca. Para os homens são sempre muito propenso
a pensar mal. Mas nós sabemos melhor. Vamos considerar a natureza desse estranho
encontro.
I. Uma entrevista importante. A importância de uma conferência não é sempre a
ser medido pelo número de pessoas reunidas. O encontro de duas pessoas pode ser
repleta de resultados mais importantes do que a reunião de dois mil. De fato, como
muitos cozinheiros estragam a sopa, por isso muitas vezes é que muitas pessoas em uma
conferência trazer confusão, e sem resultados práticos são produzidos. E, afinal, em
grandes conferências da manipulação de medidas está nas mãos de poucos, ou dos mais
sábios ou dos mais empurrar. A reunião de Hatá e de Mordecai foi um dos mais
importantes naquele período, no domínio de Assuero. A importância de uma
conferência não deve ser medido pela grandiosidade do local da reunião. Nos dias de
hoje, se qualquer grande medida filantrópica, política ou religiosa é para ser discutido,
um grande encontro deve ser convocado no salão esplêndido, no salão dourado, ou no
edifício eclesiástico imponente. Era uma vez uma pequena reunião em um insignificante
quarto superior, que foi produtiva de maiores resultados do que qualquer montagem
desde aquela época. Hatá e Mordecai se encontraram na rua, mas eles fizeram um
trabalho mais importante do que os nobres reunidos em Susã, a capital. A importância
de uma conferência não é sempre a ser medido pela posição mundana-by os nomes dos
homens que se reúnem como famosos por categoria, para perícia em armas, para a
habilidade de estratégia, para o gênio em oratória, ou de excelência em debate -dos que
são montados. Embora este seja o estilo moderno, uma moda que vem se repetindo
através de todos os tempos. A tempos , o Daily Telegraph eo Daily News teria dado o
maior número de linhas para registrar o fato insignificante que Assuero tinha tomado
uma caminhada, como eles iriam gravar a entrevista importante entre Hatá e Mordecai
nas ruas da cidade.Mas as questões foram poderosos, dependendo esta
entrevista. Aquilo que é pouco notado muitas vezes é de maior importância. Aquilo que
o superficial não observar pode ser transcendently significativo. O encontro de dois
homens pobres podem destruir ou salvar a cidade, mas é despercebido nas crônicas
terrenas;enquanto as reuniões dos ricos e da grande são descritas em frases brilhantes,
embora suas reuniões podem ser de nenhuma conseqüência para o mundo em geral,
considerada benéfica. Observe a sabedoria das crônicas sagradas. Eles descrevem as
reuniões, seja de rico ou de pobre, quer de reis ou de sujeitos, seja de nobre ou de
ignóbil, que têm resultados de longo alcance. Estas crónicas tomar sem vista
superficiais. Eles registram para sempre. O encontro de Saulo, o perseguidor, e Cristo, o
Salvador não foi registrada pelos escribas, mas foi a reunião mais importante de todos
os tempos.
II. A divulgação completa. "E Mordecai disse a ele de tudo o que tinha
acontecido." Um conto triste foi o que Mordecai tinha a dizer, e sem dúvida muito
doloroso para ele seria a relação. Mas ele não recuar diante da tarefa dolorosa, por
patriotismo cair sobre ele uma necessidade popa. Às vezes é uma mitigação das nossas
dores para aliviar nossas mentes totalmente, e para dizer tudo o conto das causas de
nossa dor a um amigo; em outros, o silêncio, ou reserva comparativa, é a nossa
segurança. Podemos muito bem supor que aqui, em um aspecto, Mordecai não gostaria
de dizer a todos que este eunuco. Ainda assim, deve ser dito, e com firmeza ele abre-lhe
as chagas de uma de uma nação estrangeira. Às vezes o pecado pressiona fortemente
sobre a mente do pecador convencido. Mas ele encolhe a partir de uma inspeção sincero
de sua pecaminosidade, e de confissão completa, mesmo para aquele Deus que sabe
tudo. A mente sensível recua naturalmente de confissão de pecado para um
companheiro de criatura; e, no entanto, por que devemos encolher de confissão
completa a Deus? A verdadeira sabedoria é fazer uma divulgação completa. "Se
confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos
purificar de toda injustiça." Mordecai fez uma divulgação completa da intensidade do
propósito de Haman . Poder do dinheiro era, evidentemente, tão onipotente na Pérsia
como é na Inglaterra. Hamã estava tão decidido sobre a realização de seu propósito que
ele prometeu pagar uma grande soma de dinheiro no tesouro do rei. Este ainda é um
bom teste pelo qual a conhecer ou não um homem é intensa em seu propósito. Quando
um homem expressa um desejo sincero de ter algum esquema realizado, basta perguntar
a ele o quanto ele está disposto a dar para a sua realização? O dinheiro pode ser dada
com o desejo sincero de fazer o bem. Este é o método mais nobre de escoamento da
riqueza. De facto, o único método real. Desta forma, há que espalham tesouro terrestre e
se torna mais rico; às vezes terrestres tesouro, mas em todos os momentos do tesouro
celeste. Devemos fazer com que a nossa motivação é pura em dar. O dinheiro pode ser
dado com o propósito de fazer um nome. Muitos dão ao ditame de um espírito
ostentação. A impressão de assinatura de listas é um dispositivo da sabedoria deste
mundo. A sabedoria divina diz: Deixa a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão
direita. O dinheiro pode ser prometido e dado a fim de promover um propósito mal. Foi
assim no caso de Hamã. Ele sabia que ele iria ajudar em seu projeto mal. Ele
provavelmente sabia que ele iria ganhar com a transação se fosse bem-sucedido. Muitos
dão mesmo para uma boa causa com a esperança de obter seu dinheiro de volta com um
grande percentual para o empréstimo. Pois é pouco mais que um empréstimo. É um tipo
de operação especulativa. Mardoqueu fez uma completa divulgação da malignidade do
propósito de Haman .Escuro de Hamã era destruir todos os judeus. É altamente
provável que Haman tinha ódio por todos os judeus, e que o delito de Mordecai foi, mas
os meios de chamar esse ódio em jogo ativo. Haman pode culpar Mordecai, mas ele
tinha muito mais razão para culpar sua própria natureza mal regulado. Quantas vezes
culpamos os outros, quando devemos nos culpar! O imaginava, ou até mesmo reais, más
ações dos outros pode haver justificação para errado da nossa parte.Mesmo que
Mordecai estava errado em se recusar a se curvar, Haman não estava certo em busca de
vingança. Busquemos a subjugação do mal para dentro, e, em seguida, para fora o mal
não vai agir sobre nós lesivos, pois vai encontrar nenhum elemento parentes sobre a
qual trabalhar. Mordecai não faria um totaldivulgação, a menos que ele falava de sua
própria preocupação com a segurança eo bem-estar de seu povo . Ele falou de tudo o
que aconteceu com ele, eo que aconteceu com os judeus foi uma tristeza para a
Mordecai patriótico. Ele não iria em ostentação indecorosa exaltar o seu patriotismo. No
entanto, ele deve mostrar que ele era o mais profundamente interessado no destino de
seus compatriotas. Por si mesmo, ele estava pronto para morrer, se sua morte seria
garantir a libertação do seu povo. Mas seu coração estava sangrando com a idéia de que
todo o seu povo foram expostos à morte. Queremos que este espírito, a perder os nossos
próprios sofrimentos pessoais nas tristezas de nosso povo.
III. Testemunhando credenciais. O conto que Hatá tinha que contar para Esther
era um de um personagem mais maravilhoso. É uma ilustração da afirmação de que fato
é mais estranha que a ficção. Esther poderia muito bem duvidar da veracidade deste
projeto escuro. Mas não poderia haver nenhuma fuga da verdade, quando Hatá colocado
em suas mãos a cópia da redação do decreto que se publicara em Susã. Esta escrita pode
ser dado a Esther não só para testemunhar a verdade da narração do Hatá, mas que ela
poderia entender melhor todos os rolamentos do caso. Quando temos um conto para
contar prejudicial para o caráter de outro, vamos ter certeza de que estão
corretos. Vamos olhar para a cópia da redação do decreto. Algumas pessoas em contar
um conto mal sobre outro acho que é suficiente para dizer que ele tem um caráter
ruim. Haman era um mau caráter. Esther deve ter lido a sua natureza. Mas Mordecai não
diz o personagem de Haman é suficiente para fazer Esther acreditar na história, mas ele
envia junto com a história de uma cópia da redação do decreto. Não devemos condenar
um homem em mero boato . E, novamente, algumas pessoas dizendo um conto mal
professam ser indignado, se não forem ao mesmo tempo acreditava. Mordecai não disse:
Se Esther não acredito que a minha história a questão deve cair; Vou dizer mais
nada; ela não tem o direito de supor que eu deveria fabricar uma história mal. Mas,
como um homem sábio, ele faz o backup da história com uma cópia da carta do
decreto. Pode ser uma coisa mais injusta para mim acreditar que um homem capaz de
algum grande crime do que para mim a duvidar do homem que fala de tal
capacidade. Deve haver credenciais para cada conto. Se cada acusação mal eram para
ser acreditado e posta em prática, nossas prisões teriam de ser muito ampliado
consideravelmente.
IV. Uma carga solene. Esther foi acusado por Mordecai para ir ter com o rei. A
rainha persa não era como a rainha Inglês. O primeiro foi assunto. Ela não tinha os
direitos de um esposa Inglês comum. Ela não podia entrar e sair quando ela
quisesse. Foi, portanto, uma carga solene que Mordecai agora deu para Esther. Ele sabia
a gravidade do trabalho, e já a sua fé tinha fixado sobre Esther como instrumento
escolhido de Deus. Esther foi agora acusado de ir em uma missão perigosa. Ela era ir
sozinho. É mais fácil ir com a multidão para enfrentar o perigo do que ir
sozinho. Muitos um homem que seria ousado na companhia de uma multidão, seria um
covarde quando está de pé sozinho. De vez em quando recebemos encargos solenes para
ir sozinho, ou de ficar sozinho. Sejamos fiéis ao chamado eo posto de dever. Este é o
nosso grande encorajamento; nunca há qualquer perigo em ir sozinho, em um espírito
reto, até o Rei Eterno. O perigo está em não ir sozinho suficientemente
frequentemente. Quantas vezes consciência nos cobra para ir ao Rei, e quantas vezes
nós desobedecer! A negligência da oração privada é ruinoso para a alma.
V. Um escritório honrosa. O cargo para o qual foi agora nomeado Esther era a de
intercessor. Como nobre e gloriosa obra para interceder em nome do povo! Como nobre
a conduta da esposa de Bunyan articulado com o juiz pela liberdade de seu
marido! Como nobre a conduta da rainha Philippa articulado com Edward para o perdão
dos seis burgueses de Calais! Mas mais nobre ainda que o escritório em que Esther foi
nomeado para pleitear com o rei para a salvação de seu povo. Não houve egoísmo
alertando para, nem aplausos a ser protegido, por conduta de Ester, até onde ela sabia
então. O trabalho de um intercessor é sempre glorioso. Que glória atribui àquele que é o
grande sumo sacerdote da religião cristã! Que ele pode ser um defensor bem sucedida,
ele não apenas se expôs ao perigo, mas passou por sofrimento. Esther pode ser um
defensor bem sucedido sem-se a sofrer. Sabemos que ela era. O sucesso de suas
intercessões contribuiu para a sua grandeza e sua glória. Jesus, porém, só poderia ser um
intercessor bem sucedido como ele suportou sofrimento. Ele foi feito perfeito através do
sofrimento, que ele poderia ser um fiel Sumo Sacerdote. Confessemos nossa dívida para
com este glorioso intercessor. Não vamos stint nossa recompensa de louvor. Vamos
consagrar-nos ao seu santo serviço e enobrecedora.
VI. Um mensageiro fiel. Ele, muitas vezes, depende da natureza da mensagem para
saber se vamos ou não gostar fidelidade no messenger. No entanto, a regra não deve ser
o que é desejado, mas o que é certo a ser feito. Foi logo para Hatá para contar uma
verdade conto de Esther, embora possa lamentar dolorosamente seu coração. Alguns
mensageiros teria dito Esther apenas metade de um conto, e fizeram quantidade história
de Mordecai a nada. Alguns médicos nunca dão uma verdadeira demonstração de caso
para os seus pacientes e, portanto, às vezes, fazer um grande dano. Talvez não seria
sábio sempre a dizer toda a verdade. Mas nunca é sábio para dizer uma inverdade, ou
para trazer um relatório falso. "Como o frio da neve no tempo da sega, assim é o
mensageiro fiel para com os que o enviam; porque refrigera a alma dos seus senhores.
"Sejamos fiéis mensageiros. Falar a verdade em amor. Ser refrescante poderes nesta
terra de seca.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 6-9


E Mardoqueu disse-lhe tudo o que lhe acontecera -Não. pelo destino cego ou
fortuna, mas pela providência de Deus, que tem uma mão na ordenação dos eventos
mais casuais e fortuitos, para a execução de seus conselhos justos; nem há uma
Providência, mas vamos ver uma vez uma maravilha ou uma misericórdia wrapt em
cima dele.
E a soma de dinheiro .-Money é o monarca deste mundo. O dinheiro é para muitos
mais caro do que o sangue de seu coração, ainda, para satisfazer seus desejos, eles
esbanjam prata para fora do saco, e cuidado para não comprar vingança ou prazeres
sensuais com a miséria, a mendicância, desacreditar, a condenação.
Também lhe deu a cópia da carta -Isso. ela poderia vê-lo, e ter a certeza de que era
mesmo assim, e não o contrário; e que, portanto, agora ou nunca ela deve mover-se para
a Igreja em trabalho de parto.
Isso se publicara em Susã -Qual. se alguma vez fosse cheio de julgamento, e branco
como um lírio (de acordo com o nome), agora está manchada com sangue de
inocentes; se alguma vez a justiça passava a noite na mesma, mas agora homicidas.
Para mostrar que a Ester -Isso. seu olho pode afetar o seu coração, eo coração dela
definir todos awork para o seu povo; isto é, ela mesma, de acordo com isso "Médico,
cura-te a ti mesmo", isto é, os teus compatriotas.
E, para declará-la a ela .-Na causa, viz. sua recusa em curvar a Hamã contra a sua
consciência (do qual ele não se arrependeu Whit ele); e nas diversas circunstâncias,
colocou por diante com as cores mais vivas, para ela a informação completa.
E, para cobrar-lhe que ela deveria ir ter com o rei . Esta-Mordecai sabia que
dificilmente ser feito; ele, por isso, faz uso de sua autoridade antiga, e define-a com a
maior seriedade. Assim, St. Paul, "Conjuro-te pelo Senhor", e novamente, "Conjuro-te
diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo." É uma fraqueza a ser quente em uma matéria
fria, mas é maldade a ser frio em um assunto quente. Aquele que é sincero no bem,
embora ele possa levar algumas coisas indiscretamente, mas ele é muito melhor do que
um tempo de servidor e um amigo frio para a verdade; como como em cair para a frente
não é nada tanto perigo como na queda para trás. Eli era o culpado com os seus, não
fazer mais assim, meus filhos. E assim foi com o seu Josafá: Não fale o rei assim. E as
pessoas em tempo de Acabe, que, quando eles foram pressionados para expressar quem
eles eram para Deus ou Baal, eles não responderam uma palavra. E ainda quantos
amigos tão frios tem a verdade hoje em dia Laodicéia-mornos!; neutro, os cristãos
passivos, & c. Quando Callidus uma vez declarada contra Gallus com um leve e
definhando voz, Oh, diz Tully, Em figeres Nisi, ageres sic? : Queres implorar dessa
maneira se tu fosses para valer? Fraco dos homens que aparecem por causa de Deus
mostra que eles fazem, mas fingir; sua frieza provavelmente concludeth eles fazem, mas
falsa. Mordecai interpreta o homem, e chargeth Esther para melhorar o seu interesse no
rei, seu marido, para a libertação da Igreja. Veja aqui como ele se volta cada pedra, cada
tradeth talento, não deixa trigo significa não utilizado, nenhum curso unattempted, para
a segurança dos santos. E isso o Espírito de Deus propositadamente gravado, para que
todos possam aprender a expor-se ao máximo para o público; para ser mais zeloso para
a conservação e defesa da Igreja, quando se está aflito e combatidos pelos
perseguidores; vendo que eles não podem ser salvos a menos que ela está em segurança,
nem podem ter a Deus por seu Pai a não ser que eles amam e observar esta sua querida
mãe.Oh que estas coisas foram tidas em conta por todos os tipos hoje em dia!
E Hatá veio e disse Esther -He. desempenhou o papel de um mensageiro fiel: assim
deve ministros, os servos das Igrejas, declararam ao povo toda a mente de Deus, e não
roubar a palavra de Deus, cada um ao seu próximo; não tratam enganosamente com
ele; mas é com sinceridade, mas a partir de Deus, aos olhos de Deus, deixá-los falar em
Cristo; e deixá-los falar não temer quaisquer cores. Aquele que tem a minha palavra,
que fale minha palavra fielmente, diz Deus. Sinos de Arão eram todos de ouro; as
trombetas do santuário eram de prata pura; eles não parecia um refúgio, quando
deveriam ter soado um alarme; não mais deve mensageiros de Deus. Tudo o que o
Senhor me disser, isso falarei, diz Miquéias. Paul, como ele recebeu o que ele fez, então
ele entregou tudo o que ele recebeu.Moisés foi fiel em toda a casa de Deus -. Trapp .
É desagradável para ser o mensageiro de más notícias. É, no entanto, muitas vezes
úteis. Se um médico te vi trabalhando sob a cinomose mortal, e insensível para o seu
perigo, ele é o preservador de sua vida, quando, por avisando do perigo de sua condição,
ele desperta a sua diligência para aplicar o remédio adequado. Esther deve ter ficado
chocado além de qualquer medida a audição de uma sentença de morte pronunciada
contra seus amigos mais queridos, contra todo o seu povo, contra si mesma, pelo
homem que a tinha criado para um compartilhamento em sua cama, e em seu trono, sem
um crime provado contra qualquer uma delas. Mas era melhor ouvi-lo no presente, do
que dez ou onze meses depois, quando já seria tarde demais para fornecer um remédio.
Há alguns que não pode suportar ouvir de quaisquer notícias ruins, porém
verdadeiras, e acho que esses homens seus inimigos que lhes dizem a verdade. Eles
consideram esses amigos ou pregadores como seus inimigos que falam com eles de seus
pecados, e os juízos de Deus denuncia contra eles. Mas não foi Esther sob obrigações
profundos com Mordecai para informá-la do perigo de seu povo, e exortando-a a
exercer a sua influência para preservá-los? Se era Acabe mais endividado para esses
profetas que lhe disse que o Senhor estava com ele, e lhe daria a vitória em Ramote-
Gileade, ou a ele que lhe disse que ele iria cair na batalha? Seguindo o conselho do
primeiro, ele perdeu a vida. Ele poderia ter preservado, se ele tivesse acreditado o
último.
Na verdade, é cruel com os homens de socorro por informações falsas ou duvidosas
de calamidades que não aconteceram, ou, caso tenham ocorrido, não podem ser
corrigidas. Mordecai estava longe de querer inquietar a mente de seu amigo real por
boatos incertos. Mas ele tinha muito boa inteligência de ser enganado, e coloca em suas
mãos provas decisivas sobre o perigo de seu povo, e da atividade de Hamã na aquisição
de sua ruína. Tampouco lhe dar essa inteligência para atormentá-la antes do tempo. Se
nada poderia ter sido feito para evitar o perigo, ele poderia ter permitido a ela para
desfrutar de tranquilidade até que poderia ser não mais oculta. Mas quem poderia dizer
o que pode ser o resultado de súplica ao rei, especialmente a partir de uma rainha que
foi entendido como sendo o objeto de seu amor mais quente! Portanto, Ele deseja, ou
melhor, exige, para ela ir e interceder ao rei para o povo e para a própria vida.
Mordecai usa a autoridade em sua língua para a rainha, e faz o seu grande honra
usando esse tipo de linguagem. Ele não ousava ter cobrado-la a fazer o seu dever, se não
tivesse conhecido ela humildade em sua grandeza. Ela foi tanto dispostos como em seus
dias mais jovens para dar-lhe a autoridade de um pai; e isso ele conhecia tão bem que
ele usa-lo sem escrúpulos ou pedido de desculpas. Felizes são os homens sobre os quais
a prosperidade não faz nenhuma mudança, mas para melhor!
Ele cobra a ela para interceder ao rei. O conhecimento dessa situação terrível em
que os judeus foram colocados, deveria ser melhorada por todos os judeus como um
apelo ao jejum e intercessão com o Deus do céu, a quem a sua esperança era para
descansar. Mas era para ser melhorada pela rainha em particular, como um motivo para
o esforço de toda a sua influência com o rei. Todos, de acordo com os seus lugares e
estações, são obrigados a fazer o que podem para evitar misérias ameaçadas de sua
nação. Mas alguns são obrigados a fazer muito mais do que outros, porque eles têm
oportunidades peculiares, as quais, se não forem melhoradas, deve torná-los em algum
grau responsáveis pelos males conseqüentes em sua negligência. Aqueles que não
podem fazer nada por seu próprio poder, pode fazer muito por sua influência com os
outros. No reinado do Joaquim sangrenta, os príncipes de Judá salva Jeremias de suas
mãos. Se estes príncipes não tinha usado a sua influência para este fim, eles devem ter
compartilhado na culpa de seu sangue -. Lawson .

PRINCIPAIS homilética do parágrafo. VERSOS 10-12


CONSIDERAÇÕES DE ORDEM PRUDENCIAL
A oposição pode ser levantada contra qualquer empresa simplesmente por meio de
blindagem a falta de vontade dos opositores. Eles objeto meramente por uma questão de
se opor. Eles não estão dispostos a sair corajosamente e dizem que não pretendem tomar
parte no esquema. Eles se escondem por trás do falso argumento das dificuldades no
caminho de trazer o esquema para uma questão de sucesso. Eles podem ver tanto a
necessidade ea adequação do trabalho que está sendo feito, e são covardes demais para
professar-se disposto a fazer o seu dever. Eles se mostram tão dispostos a fazer o
trabalho, e ainda assim manter afirmando que o trabalho não pode ser feito. Agora, a
conduta depois de Esther não pode justificar-nos em supor que ela levantou objeções
sobre este princípio.Ela não está aqui para ser rapidamente condenado. Novamente,
alguns levantar objecções, por obra de um espírito prudencial. Eles sinceramente desejo
de promover a empresa, mas estão revoltados com a presença de dificuldades reais. Tal
merecem a nossa simpatia. Certamente Esther neste período tentando de sua história vai
comandar a nossa simpatia. As objeções que levanta aqui não são de nenhum
personagem fictício. Eles eram reais. Eles eram bem conhecidos de Mordecai, e para
todos aqueles familiarizados com os costumes de uma corte persa. Pobre Esther!-How
bem tu fazes merecem nossa simpatia! A rainha bela amada por todos, e até muito
recentemente adorado pelo monarca, tu levas agora ficar sozinho e aparentemente
abandonado por todos. No entanto, não está sozinho, porque o teu Deus é contigo, e
aparecerá a tua glória. Mesmo quando parece que estamos mais abandonado, então pode
ser que o bom Deus está mais próximo. Sua ajuda é a certeza de estar perto quando mais
precisamos de sua ajuda.
A primeira objeção levantada por Esther se refere a um arranjo estado da corte
persa. Ninguém poderia espontaneamente abordagem o monarca a não ser por incorrer
na pena de morte. Mesmo a mulher amada não foi excluída desse arranjo bárbaro. O
que, então, era Esther a fazer nestas circunstâncias? Como era provável que ela poderia
se tornar um defensor de sucesso! Aqui havia a perspectiva da morte. Quem gosta de
correr em morte, especialmente quando a vida está abrindo novas atrações! Ester não
era agora um jade desapontado; seu coração ainda não foi quebrado. O pequeno
descuido ela agora experimentado logo passariam. Não poderia ter sido um evento
desconhecido em tal estado de coisas, como prevaleceu em uma corte persa. Ela tinha
então ainda perspectivas brilhantes, e era ela por mera imprudência a pôr em risco a sua
posição, e pôr em perigo essa posição por nenhum bom propósito? A morte só pode ser
recebido por aqueles cuja vida é apenas uma morte em vida. Para mais morte é
temida. Para o jovem e bela a morte é um inimigo temível. Bem pode ser Esther
horrorizado com a dificuldade de que empresa a que Mordecai seria chamá-la no ardor
intenso de seu patriotismo.
A segunda objeção levantada por Esther se refere a um fato de caráter
nacional. Ela não tinha sido chamada para ir ao rei por trinta dias. Aqui está uma
estranha anomalia estranha-se recebida, à luz da doutrina cristã e os costumes da vida
moderna. Mas não é muito peculiar, se visto em conexão com os costumes da época de
barbárie. O ardor desse monarca inconstante tinha para o tempo esfriou. A beleza do
brinquedo agradou ele por um tempo, e agora ele atirou-se dele, e ele sofreu a mentir
negligenciada. A pobre alma foi Assuero preferir a companhia dos ímpios Haman antes
de a companhia da bela e virtuosa Esther. No entanto, este fato fez uma maior
dificuldade no caminho do sucesso de Esther. Ele apresentou a perspectiva não só da
morte, mas do fracasso. Se ela tinha perdido sua influência com o monarca para si
mesma, como ela poderia esperar para influenciá-lo para a salvação de uma raça
desprezada? Nós não podemos imaginar que Esther encolheu de obedecer a convocação
de Mordecai. Nossa maravilha é que ela jamais foi capaz de nervo-se para ir ter com o
rei. A grandeza de seu heroísmo sai neste fato, que ela viu completamente toda a
dificuldade de sua posição, todo o risco do empreendimento, e ainda assim ela
arriscou. Ela calmamente estimou o perigo, e corajosamente fez o empreendimento.
Aqui aprender (1) Isso é bom olhar antes de saltar . "Pois qual de vós, querendo
edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas do custo, para ver se tem
com que a acabar? Para não acontecer que, depois de haver posto os alicerces, e não a
podendo acabar, todos os que a virem comecem a zombar dele, dizendo: Este homem
começou a construir e não pôde acabar. Ou qual é o rei, indo entrar em guerra contra
outro rei, não se senta primeiro a consultar se ele estar com dez mil para enfrentar o que
vem contra ele com vinte mil? Caso contrário, enquanto o outro ainda está longe, manda
embaixadores, e as condições de desejar a paz. "2. que quem parece bem pode ser
esperado para saltar bem . Para olhar bem é não olhar de modo a tornar a natureza
impotente por causa do perigo. Para olhar bem é estimar as dificuldades em sua
verdadeira medida, e para compreender a natureza do salto que é necessário, e para
reunir toda a força-resistência de todas as quartas-de-força da terra ea força do céu, a
fim de fazer uma salto bem sucedido. Esther olhou bem e, em seguida, pulou
também.Heróis do mundo têm sido os homens da verdadeira visão. Eles viram
tudo. Eles olharam para todos os lados. Eles consideraram a para ea contra . 3. Que o
salto difícil pode ser o caminho Divino . Caminhos humanos não são como o
Divino. Caminhos de Deus não são todos bem-pavimentada lisa e nivelada. Nós só pode
viajar ao longo deles por saltos; sim, a própria salto é a maneira divina. Áspera era o
caminho de Esther só agora, mas era o caminho divinamente apontado. 4. que aqueles
que tomam o salto difícil no Call of Duty pode esperar o apoio divino . Isto é o que
Mordecai implica em sua resposta às objecções de Ester, e é isso que vamos descobrir
que ela depois experimentado. Apoio Divina é dada a cada trabalhador fiel. Apoio
divino é a garantia de sucesso final. Em nossas idas podemos ser golpeado e ferido; mas
uma mão divina pode curar as feridas e restaurar a parte agredida a solidez. Nossos
próprios hematomas pode ser a nossa salvação, e contribuir para o sucesso da nossa
causa. A causa pode subir e sobre a queda de seus partidários. Não é todo trabalhador
que tem a sorte de Ester. Ela contribuiu tanto para o sucesso de sua causa, e funcionou
maior glória para si mesma. No entanto, aquele servo é glorioso que triunfa em sua
queda se garante o sucesso de sua causa. Jesus morreu, que por seus homens de morte
pode ter vida. O sangue dos mártires é a semente da Igreja.

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 10-12


Existem dois tipos de coragem, a mera animais coragem, que resulta de nervos bem
amarrados, e é exercida por impulso e não por reflexão; ea moralcoragem, que, em um
cálculo calma de dificuldades, e do caminho do dever, terá de enfrentar as dificuldades e
processar o caminho do dever, a qualquer perigo, mesmo com o risco da própria vida. É,
muitas vezes, ser encontrado que os homens são deficientes na última dessas qualidades,
enquanto eles são notáveis para o primeiro. Ela será encontrada, por exemplo, que os
soldados que irão correr sem medo em cima de um inimigo, enfrentando a morte sem
um sintoma de alarme, são incapazes de submeter-se à resistência calma de problemas,
e são como os outros alarmado quando têm de encontrar a morte em silêncio depois
doença prolongada. É a coragem de ordem mais elevada e nobre, então, dizemos que
braves o perigo ea morte após reflexão legal. Tal era a coragem dos mártires, e tal era a
coragem de Ester. Como uma mulher tímida, ela recuou no início do empreendimento
perigoso para que Mordecai a chamou; mas quando ela tinha totalmente pesou o
assunto, e percebido o verdadeiro caminho do dever, embora o perigo não tinha o menor
grau diminuído, ela resolveu, na força de Deus, para encontrá-lo -. Davidson .
Mas por que Esther tanto medo de sua vida se ela deve interceder ao rei para a vida
do seu povo? Era tão criminoso na corte da Pérsia para apresentar uma súplica ao
rei? Ou, se fosse um crime, em outros, era um crime, mesmo na rainha? Sim; foi
universalmente conhecido, diz Esther e Mardoqueu não poderia muito bem ser
ignorante dele, que se qualquer pessoa deve se aventurar, desnecessário, se aproximar
do rei no pátio interior do palácio, ele deve ser condenado à morte, a menos que o rei
era satisfeito graciosamente a perdoá-lo; nem foi a própria rainha com exceção das
penalidades desta lei. As leis dos persas eram realmente estranho! Nenhum homem foi
permitido em um luto hábito de entrar em porta do rei; e nenhum homem em algum fato
foi autorizado a aproximar-se o rei no pátio interior. Será que esses reis sempre
considerar para que fim eles foram elevados acima seus semelhantes? Foi não para
defender os pobres e os aflitos, e para fazer justiça e justiça a todo o seu povo? Como
puderam fazer os deveres dos príncipes, se eles eram inacessíveis para o seu povo? Mas
se era um crime para invadir os apartamentos privados do palácio, e de perturbar a vida
privada do príncipe, era um desses crimes atrozes que pode ser justamente punido com a
morte? Poderia punição não mais fácil aplacar a ira de um mortal orgulhoso, que
desejava tornar-se invisível, como o seu Criador? Certamente pode-se dizer de uma lei
que puniu um crime como este, com a morte, que foi escrita com sangue; e de um
governo que pretende estabelecer tais leis, que Daniel tinha muito boas razões para
representá-lo pelo emblema de um urso. *
Bendito seja Deus, as leis do céu não são como as dos persas! Nosso Rei que habita
no alto é sempre acessível ao enlutado aflitos. Os pobres e os aflitos teve pronto acesso
a Jesus enquanto ele estava sobre a terra; nem ele é menos acessível em seu estado de
glória. Em todas as vezes podemos chegar perto de Deus, até mesmo para o seu trono da
graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça para socorro em ocasião
oportuna.
Esther foi acreditado por Mordecai para ser um grande favorito com o rei; e, sem
dúvida, houve uma época em que ela era muito querida por ele. Mas Esther estava com
medo que este tempo foi passado, e questionou se Mordecai seria insistir na acusação
que ele lhe dera, quando ele foi informado, que por trinta dias passado, ela não tinha
sido chamada para ir ao rei. Isso ela considerada como um sinal de que sua afeição foi
alienado, e que era questionável se o cetro de ouro seria realizada a ela, se ela deve
presumir a entrar apartamento do rei. Que razão o rei tinha para esta frieza de sua rainha
virtuosa, não sabemos. Isso é normal, que era um julgamento providencial nomeado
para Esther, pelo qual seria conhecido se ela teve a coragem de servir o seu povo e seu
Deus, com o risco de sua vida. Foi uma dura prova de sua fé e da caridade. Ela sentiu a
força do desânimo, e expressou seu sentimento de a Mardoqueu, que ela poderia receber
mais orientações dele.
Para qualquer que seja difícil dever somos chamados, podemos colocar a nossa
conta com os ensaios. Se tu desejas para servir ao Senhor, olhar para a tentação. Mas
lembre-se que "o homem é abençoado que suporta a tentação; para, quando for provado,
receberá do Senhor a coroa da vida que ele prometeu aos que o amam. "Aqueles que
têm realizado em no caminho do dever, sob a tentação dolorido, deve, finalmente,"
diante do trono de Deus com vestes brancas e com palmas nas suas mãos "" Mas,
quanto aos tímidos, e aos incrédulos terão a sua parte no lago de fogo que arde com
enxofre, que é a segunda morte. "-.Lawson .

Homilética PRINCIPAL DO PARÁGRAFO. VERSOS 13, 14


UMA VOZ HUMANA FALA LIÇÕES DIVINAS PELA VIDA HUMANA
Deus não deixou a si mesmo sem testemunho na criação material. Através de toda
vez que ele tem sido, e ainda é, falando com os filhos dos homens pelas coisas visíveis
do mundo inferior, o que ele tem feito. Em todas as mãos, podemos encontrar
testemunhos de seu poder, a sua sabedoria, e até mesmo, em certa medida a sua
bondade. Uma testemunha mais claro que ele dá de si mesmo na revelação. Por sua
ajuda aprendemos a ler corretamente as lições da natureza. Por seus ensinamentos,
aprendemos verdades natureza não poderia ensinar. Lá as vozes de patriarca, de profeta,
de apóstolo, e do Grande Mestre, fala-nos lições divinas. Mas não encontramos outras
vozes falando em voz baixa, mas nenhuma das lições divinas menos inculcar, e que
estabelece as regras para verdadeiros nobre vida. Mordecai não está a ser contados entre
ambos os patriarcas, os profetas, ou os apóstolos, ainda com a voz é moralmente
significativo. Esther, na primeira audiência de resposta de Mardoqueu, só pode ouvir a
voz de um homem; mas depois ela evidentemente ouviu naquela voz um tom
Divino. Tudo o que ela fez ou deixou de discernir a voz de Mordecai é para nós ouvi-lo
falando-nos lições divinas. Se nós, com razão, julgamos que Mordecai era um agente
divino, então devemos concluir corretamente que um enunciado importante como o
contido nesta declaração solene não é para ser deixado cair no chão como sem
sentido. E, talvez, pode ser bom para observar que, se estávamos em um bom estado de
espírito, se estivéssemos mais receptivos de impressões divinas, muitas vozes que agora
estão autorizados a passar como sem importância se tornaria a nós como verdadeiros
pronunciamentos divinos. Quais são as lições divinas que esta voz humana fala, não
apenas para Esther, mas a cada alma é verdade?
I. Que grandes vantagens são conferidos por um propósito divino. Ao longe,
muito grande a maioria dos homens e das mulheres recebem as vantagens de talentos,
de posição, de influência e de riqueza, com irrefletida mentes, bem como corações
ingratos. Assim como os animais inferiores, recebem bênçãos sem pensar que eles
devem ser transformados para a boa conta. Eles esquecem que privilégio implica
responsabilidade; que os talentos são dados para que possam ser colocados para usos
Divinas. Essa recepção é, a fim de dar. Esta é a lei da natureza. Esta é a lei da
moral. Esta é a lei para os indivíduos, para as comunidades, para as nações, e para as
Igrejas. Ester tinha conferido a ela a grande vantagem mundana de ser feita rainha no
império mais poderoso do mundo então conhecido; e Mardoqueu lhe mostraria que tal
vantagem não foi sem o seu propósito Divino. Ela tinha vindo para o reino para um
momento como esse, um tempo de angústia e perplexidade para o seu povo, num
momento em que ela poderia usar as vantagens de sua posição para a libertação do
povo. E não temos nós todos conferidos nos grandes vantagens! Alguns são abençoados
com as vantagens de natureza terrena. A maioria são abençoados com a vantagem de
ouvir o doce som do evangelho. Muitos são abençoados com a vantagem de ser
membros da Igreja que é a noiva do Eterno Rei do céu. Aqui é uma vantagem, se
pudéssemos apenas justamente vê-lo, antes que a vantagem de Esther em sendo feita a
rainha de Assuero empalidece seus esplendores. Se Mordecai podia ver que as
vantagens de Ester foram conferidos para um propósito Divino, o que ele diria, o que
devemos concluir, com referência às nossas vantagens? Agora, essas vantagens são
considerados apenas justamente como eles são vistos à luz dos propósitos divinos. O
que posso dizer do meu dinheiro? É dada apenas com a finalidade de auto-
engrandecimento? Não vou usá-lo como o mordomo sábio, sentindo que é propriedade
do Senhor? O que posso dizer dos meus talentos "?Elas são dadas apenas para que eu
possa tornar-se famoso entre os homens? Não hei de sentir que estão a ser empregado
para o bem dos homens e para a glória de Deus? O que posso dizer do evangelho pelo
qual estou salvo? Estou apenas a tentar manter isso para mim? Eu não estou me
poupado para que eu possa ajudar a salvar outros? Assim, a olhar para todas as nossas
bênçãos, à luz de um propósito benevolente Divino, é a maneira de trazer uma
apreciação mais intensa dessas bênçãos, bem como para enobrecer e glorificar nossas
vidas. Esta é a verdadeira luz que pode iluminar os dias obscuros de nossa existência
terrena. O mais brilhante, mais brilhante do ponto de vista terreno-de vidas terrenas
pode ser mais brilhante, fazendo com que eles conscientemente e intencionalmente para
subserve e promover propósitos divinos. E o mais pobre da vida terrena pode ser
levantada para fora da escuridão de sua pobreza por ser consagrado ao grande fim de
glorificar a Deus, nosso Criador. Esta é a luz que animou os patriarcas em suas longas
peregrinações, que sustentaram os profetas em suas carreiras tentando, que apoiaram os
apóstolos em seus trabalhos abnegados, e que fez radiante o caminho escuro dos
mártires. E esta é uma luz que, pela graça divina, pode virar para cada homem a
escuridão da terra para o lightsomeness feliz do céu.
II. Que Deus requer que tais vantagens devem ser usados com fidelidade para a
promoção dos seus propósitos. voz de Mardoqueu a Ester era uma convocação
divina. Era chamado de Deus, dizendo-lhe para fazer uso das vantagens de sua posição
para a libertação dos oprimidos. Parecia dizer, tu tens sido elevado a uma posição alta
para o bem dos outros. Esta é uma grande crise na história dos movimentos
providenciais, e tu chegaste ao reino por determinação divina. E aqui aprender uma das
lições de relações providenciais de Deus para o sustento de nossa fé, que em tempos de
grande provação que Deus tem os seus agentes com entrega em prontidão
preparado. Esther estava pronto quando o plano de Hamã foi culminante. David estava
pronto quando Golias ameaçou os exércitos de Israel. Elias estava pronto quando os
profetas de Baal foram triunfando. Os verdadeiros profetas estavam prontos quando a
necessidade era grande. Jesus estava pronto quando a plenitude dos tempos
chegou. Stephen estava pronto quando um mártir foi necessário, e Saul estava a ser
convertido. Peter estava pronto quando o evangelho era para ser dado aos gentios. Paul
estava pronto quando habilidade argumentativa foi exigido. Lutero estava pronto
quando catolicismo estava repleta de mais escura heresia. Os confessores 2000 estavam
prontos quando um testemunho protestando era para ser entregue. Whitefield e Wesley
estavam prontos quando a religião nesta terra estava em declínio. E ainda pode acreditar
que Deus tem os seus agentes pronto.Este é o nosso consolo, e este é também para
estimular a maior energia. As vantagens são para ser usado fielmente para a promoção
dos propósitos divinos. É objetado que não sabemos quais são os propósitos de
Deus? Pode ser respondido que não deve falhar em servir propósitos divinos, se nós
sinceramente procuram promover a sua glória. Nossos esforços podem ser desajeitado e
imperfeita, mas se sincero nossas obras imperfeitas será feito em, e fez para formar uma
parte importante, o grande plano divino. Upward, então, ó Igreja do Deus vivo, a um
fiel desempenho dos teus deveres! Que todos os talentos, todas as vantagens, todas as
oportunidades e todas as ocasiões seasonable ser rapidamente apreendidos e
ardentemente empregado na causa mais nobre. Deixe o Mordecais às portas e os Esthers
nos palácios co-operar, por uma grande crise foi atingido. E, quem sabe, mas que uma
grande crise foi atingido na história do nosso próprio país? Estamos prontos? Se isso é
assim ou não, neste mundo de pecado há sempre muito trabalho a fazer. Pode-se objetar
que novamente não temos grandes vantagens, não-especialidade ou de talentos ou de
posição. Mordecai não tinha posição, mas ele era um instrumento mais importante na
providência divina, pois ele era fiel. Esther no início parecia implorar que ela não podia
fazer nada. Pode ser que, como Ester, podemos fazer muito mais do que nós em
primeiro imaginar. Sim, como Ester, que pode ser capaz de fazer exatamente isso o que
Deus requer de ser feito. E esta deve ser a nossa grande incentivo para ainda mais fiel e
ardente esforço-que Deus não exige de qualquer aquilo que não são capazes de
dar. Deus condena, não porque há apenas um talento para isso poderia ser a de condenar
a sua nomeação, mas própria, porque o talento não produziu qualquer interesse. Ele não
necessita de o impossível. A força de Sansão não é esperado a partir de fraqueza de uma
criança. O Isaac hesitando pergunta: "Onde está o cordeiro para o holocausto?"
Pergunta da criança foi natural e inocente. Foi necessária a fé de Abraão, dizendo: "Meu
filho, Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto." Deus lida com a criança Isaac
de acordo com um método, e com o patriarca Abraão de acordo com outro. Métodos
divinos são os métodos de justiça guiados pela sabedoria e temperada pela
misericórdia. Há um poder do sol, e outra muito débil do pirilampo. Existe a majestade
das árvores de cedro, ea fraqueza da grama-lâmina. Uma estrela difere de outra estrela
em glória. E um homem difere de outra em talentos, em organização, em termos de
riqueza, em circunstâncias favoráveis e arredores. Existem diferenças de
administração; mas o mesmo espírito opera tudo em todos. O Infinito Régua só exige
que estender a mão e até a medida de nossa capacidade.Para Hatá é um serviço
designado; a Mardoqueu outro; e Esther outro. A voz de exortação é: És tu, mas um
caniço rachado?-Colocar em tua força. És tu, mas como um cone de fumar?-Brilhar
tanto quanto puderes, ea pequena faísca vai se transformar em uma chama formoso, e
enviar a sua luz por toda parte. Tens uma só talento?-Colocá-lo fora de usura, e, a vinda
do Senhor, ele receberá o seu com interesse. Porventura mas duas moedinhas?-Lançá-
los tanto para o tesouro do Senhor, e tu lhe enriquecer as idades.
III. Que tais propósitos divinos não podem ser frustrados. fins Humanos pode
ser frustrado, como sabemos muito bem. O homem não pode prever todas as
circunstâncias contingentes que podem formar uma barreira através da qual os seus
propósitos não pode passar, ou que não podem saltar por cima e seguir em frente para a
realização. O homem não pode sempre vigiar seus propósitos de sua criação a uma
conclusão triunfante. O homem não é só míope, mas de curta duração. Este é um sinal
de grandeza do homem e do homem pequenez, que ele pode projetar finalidades que
possam florescer sobre o seu túmulo.Com Deus, no entanto, propósito e realização estão
intimamente ligados. Esta última está ligada no primeiro. Nossas mentes finitas não
podem compreender o que se entende pelo propósito de Deus. Há um futuro para o
homem, mas o que futuro pode haver para o Onipresente? O homem olha para a frente a
um objeto a ser realizado, mas o Infinito olhar antes ou depois? Certamente que não, em
certo sentido. Isso, no entanto, podemos aprender mais com certeza, que não é o
propósito de Deus em um sentido meramente humano; não pode haver para ele nenhum
futuro contingente; a marcha dos acontecimentos humanos devem estar em harmonia
com os movimentos divinos, sejam eles quais forem. Se, em seguida, um agente, através
desse dom maravilhoso de poder moral, recusa-se a ser o instrumento de Deus, ele pode
propósito outro. Se Esther determina a segurá-la paz, então se há libertação surgir a
partir de outro lugar, por outro agente.Observe a maneira maravilhosa de operações
divinas. Se o agente está em primeiro relutante, então Deus vem e faz como agente
voluntário para o dia de seu poder divino. Esther no início relutante, por meio da
timidez natural de seu sexo, através do sentido de sua incompetência para fazer qualquer
bem, torna-se nas mãos de Deus docemente moldado e equipado para a tarefa, de modo
que ela se torna heróico em sua completa auto-abandono para a promoção do projeto
Divino. Moisés no primeiro diz: "Quem sou eu, que eu deveria ir a Faraó?" Moisés,
porém, depois aparece um Deus para Faraó; e Aaron seu profeta. Se seja o Senhor do
escolhido ele irá preparar-nos para fazer o seu trabalho. E ainda mais, e, infelizmente, a
ser considerado se não instrutivamente-se permanecermos obstinado, se não tentar ler
corretamente propósitos divinos, eo significado de nossa posição atual, Deus pode usar-
nos contra a nossa vontade. Ele pode nos obrigar a tomar parte na promoção do sistema
benevolente. Ele poderia fazer um Esther dispostos trazer alargamento e livramento para
os judeus. Como humilhante! Para ser o escravo de propósitos divinos. Para ser como
uma galera-escravo obrigados a trabalhar os remos da embarcação que é enriquecer a
que se opõem. Quão glorioso, por outro lado, ser um servo, um escravo disposto, mas
livre, porque o escravo do amor. Louvores de Ester estão agora cantada não porque ela
era a rainha de Assuero, mas porque ela era a rainha entrega de seu povo, o agente real
para trazer propósitos divinos. Propósitos de Deus, então, deve ser realizado, quer por
nós, ou por alguns outros; ou por nós de bom grado, ou por nós de má vontade; e temos,
em alguma medida este terrível poder de escolha. Qual o caminho que vamos
decidir? Deixe a resposta ser "Eis-me aqui, Senhor, mas um vaso quebrado; ainda
consertar e preparar, para que eu possa ser um vaso escolhido para levar ao exterior a
doce fragrância do nome do Salvador. "
IV. Aqueles que procuram frustrar propósitos divinos serão feridos. Mordecai
pela grandeza de sua fé torna-se ao mesmo tempo tanto heróico e profético. Ele é um
profeta de ensino. Ele expõe os princípios gerais de operações divinas. Sua fé é ao
mesmo tempo uma produção e um produtor. É o produto de vistas de longo alcance dos
propósitos de Deus. E isso gera em sua alma ainda mais vistas estendidas. Ele levanta-lo
às alturas da inspiração. Ele fala como um inspirado. Ele fala como se movidos pelo
Espírito Santo. Strong fé é uma inspiração. Ele permite que um homem para fazer
grandes coisas, e para falar verdades nobres. Como estranhamente maravilhosa e
profunda do enunciado; "Não penseis com a ti mesmo que tu, escaparás na casa do rei,
mais do que todos os judeus.Se tu ocupas por completo a tua paz ... tu ea casa de teu pai
será destruído. "Não penseis que luta tu podes contra os propósitos de Deus e
permanecer incólume. O palácio do rei não pode proteger aqueles que a guerra com o
rei do céu. Estes podem parecer coisas difíceis de pronunciar. Mordecai pode ser
pronunciado um homem insensível. O médico não é necessariamente um homem
insensível, quando ele examina a ferida, a fim de promover a saúde. O alto-falante não é
necessariamente um homem insensível quando ele profere coisas difíceis, a fim de
evitar lesões, e para despertar a ação saudável. Mordecai não é insensível, pois não
havia necessidades de um ser que toda a verdade deve ser dita. E estas coisas são
largamente e amplamente verdade. Os propósitos de Deus são como as saliências do seu
escudo, e aqueles que correm contra essas saliências vai fazê-lo para seu próprio
dano. Aqueles que vão contrariamente aos fins não escritas de Deus na natureza vai
fazê-lo para a sua própria lesão. As leis da natureza são as expressões de propósitos
divinos. Essas leis devem ser obedecidas. Todos os homens que são razoável reconhecer
isso. Eles procuram descobrir essas leis, e trabalhar em harmonia com os ensinamentos
da natureza.Quebrar a lei natural, e será vingada. Frustrar o propósito do Criador, e os
danos eo sofrimento deve acontecer mais cedo ou mais tarde. Há um propósito em
movimentos providenciais. Podemos não ser sempre capaz de ver claramente o efeito,
mas, se quisermos ser fiéis a Deus revelará tanto o efeito como é necessário para nossa
orientação. Ai do homem que se opõe aos propósitos de Deus na providência. Há um
propósito gracioso no evangelho. Resista o efeito, ea destruição segue. "E quem cair
sobre esta pedra será despedaçado; mas aquele sobre quem ela cair, será reduzido a pó. "
Por fim, saber que um fiel desempenho do dever deve trazer resultados
ricos. Foi assim no caso de Ester, como veremos mais detalhadamente a seguir. Ela
seguiu líder Mordecai, e era ao mesmo tempo abençoado e instrumento de bênção. Será
assim mais ou menos em todos os casos. Os resultados de um fiel desempenho do dever
são de longo alcance. Eles se estendem por todo o tempo. Elas são repletas de questões
eternas. Eles agem e reagem. Misericórdia abençoa aquele que dá e aquele que
recebe. E assim, um fiel desempenho do dever abençoa doador eo receptor da mesma
forma. Cuidado com a loucura de esperar por raras oportunidades, por gloriosas
aberturas, por grandes crises da história humana. Não espere até que uma nação está
ameaçado de destruição, e tu és elevado a uma posição elevada, que vai te permitem
oferecer em grande escala, e uma colheita de aplausos. Nem tudo pode ser rainhas no
palácio de Assuero. Alguns devem ser tão Mordecai no portão. O homem que espera na
ociosidade por alguma grande obra a fazer não estará pronto quando a oportunidade se
apresenta, provavelmente vai viver uma vida estéril, e vai deixar para trás sem
memórias perfumadas. Há recompensas para os trabalhadores fiéis. Ricas recompensas
na terra e recompensas no céu. Coroas de glória que não desaparecem. Os nossos
pequenos atos serão maravilhosamente ampliado e glorificado por graça divina. O que
semeia para a glória de Deus nesta terra deve colher uma safra de ouro da bênçãos
divinas sobre as planícies do paraíso superior.

DO OBJETIVO E OPORTUNIDADE DO HOMEM A DEUS. VERSO 14


Grandes honras se de repente alcançou são muitas vezes ligado a grandes perigos; e
nosso texto faz referência a um perigo de nenhuma magnitude comum. O destino de
todo um povo foi, através do sucesso de um plano perverso, tremendo na
balança. Humanamente falando, que o destino seria resolvida desta ou daquela maneira
de acordo com a impressão de que Mordecai pode fazer sobre a mente de
Esther. Sabemos que a impressão correta foi feita, e que o lado direito foi atingido, a
preservação dos judeus ea destruição do homem sem remorsos que a deles tinha traçado.
Agora, sem colocar qualquer pressão sobre essa passagem, é pensado para que
possamos encontrar certos princípios da administração divina que são susceptíveis de
aplicação fácil e rentável para as nossas circunstâncias presentes. Eu desenho a partir do
texto as seguintes verdades gerais: -
Aquele que atravessa a providência deste mundo, há um propósito divino gracioso
para sua salvação final.
Que as oportunidades ricas e raras ocorrer no progresso das coisas, pelo qual os
homens crentes estão autorizados a entrar efetivamente "para a ajuda do Senhor contra
os poderosos."
Que a negligência de tais chamadas providenciais tem uma tendência a trazer
destruição.
Essa obediência trará elevação e bênção.
I. propósito Divino. Está muito claro que Mordecai descansou sua fé em algum
propósito fundamental e imutável de Deus, em referência ao povo judeu. Na verdade,
ele acreditava na indestrutibilidade dos judeus; e isso com ele era, evidentemente,
um religioso fé. Ele acreditava que isso, porque ele acreditava em Deus e na sua
vontade revelada. Não havia nenhum terreno natural para supor que eles não percam, de
acordo com os termos do edital sangrenta que tinha saído. Eles eram um cativo, um
dispersos, um povo débil, sem concerto mútuo, sem líderes, sem poder de resistência. O
conselho fatal tinha tomado efeito sobre a mente real. O anel tinha passado das mãos do
rei; os de morte-cartas foram escritas; o selo real impressionado em cada; as mensagens
apressou para fora da cidade para longe com as diferentes províncias, e toda a terra
ficou impressionado com o medo e perplexidade com a rapidez eo caráter fantástico do
decreto.No entanto, aqui é um homem da raça condenada cuja fé levanta-o acima de seu
medo!, Um homem que, simplesmente pegando uma grande verdade, pode sorrir
serenamente para os presságios e terrores da época. "O meu povo não pode perecer!"
Essa é a sua fé inabalável. Agora, que a fé deve ter sido fundada em uma ou mais das
promessas expressas de Deus. Assim, o objetivo da preservação dos judeus, mas é um
ramo e um sinal de outro e um grandioso propósito um propósito de reunir e salvar o
mundo todo. Sempre ao nosso pensamento mais grave, e em nossos quadros mais
perfeitos, este fim surgiu a nosso ver, como os cumes brilhantes de montanhas
inacessíveis, que o viajante não pode nunca chegar, mas por que ele guia o seu
caminho; e nós vimos e sentimos que ele é mais sábio, mais santo, melhor, que nem
homem nem universo pode sempre entrar em lugar de Deus; que nem felicidade
humana, nem a harmonia universal das coisas, pode nunca chegar tão alto, ou faça sol
tão brilhante, como a glória do Todo-perfeito. Na contemplação de este fim, o nosso
pensamento volta até o seu descanso no silêncio da verdade; nossas afeições estão
imbuídos mais profundamente com as harmonias do amor eterno, e as forças da nossa
primavera vida com mais energia gigantesca. Então, nós vivemos de fato, pois Deus
vive em nós para que possamos querer e fazer a sua boa vontade. A luz da glória de
Deus resplandece na face de Jesus Cristo. E esta é a "glória do Senhor, que cobrirão a
terra como as águas cobrem o mar." O propósito de Deus para alcançar este grande
resultado é claramente gravado em muitas partes da sua vontade revelada. Expressa ou
implícita, vamos encontrá-lo em todos os livros: ele próprio tipo na história real; ele
brilha na visão do profeta; respira no salmo santo; fala nos Atos dos
Apóstolos; atravessa todas as epístolas, e suspira para o céu nesse último grito
apocalíptico, "Ora vem, Senhor Jesus."
II. Oportunidade Humano. Passamos agora de propósito divino a oportunidade
humano. Não há necessidade de expor a doutrina geral de oportunidade."Nosso tempo
sempre está pronto." "Nós somos cooperadores de Deus." Devemos passar o evangelho,
ou perdê-lo. Mas, enquanto, em sentido geral, há sempre oportunidade para cada um, a
providência de Deus é tão elenco que agora e novamente oportunidades de um tipo mais
rico e mais raro ocorrer. Temos um exemplo marcante desta no texto. Não rainha do
mundo, mas Esther teve qualquer chance de fazer o que Mordecai pede a mão
dela; apenas uma vez em suavida era como uma grande possibilidade e uma dessas
alternativas pavor colocado à sua frente. Alguns momentos, provavelmente, instalou-se
tudo. Em sua resolução rápida e grande ela se fez uma rainha mesmo! a heroína de uma
história maravilhosa! uma fonte de salvação para todo um povo! amante e monarca,
para a época, de toda a terra! E tal, muitas vezes, em caráter e rapidez, é a
nossa oportunidade também. Nossas oportunidades morais, nossos tempos seasonable
de ação e de utilidade, são muito preciosos, são muito breves, e quando eles se foram,
não pode ser renovado. Grande propósito de Deus vai viajar, mas a nossa cooperação
não é impossível para sempre. Assim, também, é, por vezes, com as Igrejas, com as
sociedades e com as nações. A Igreja cresce e prospera por um tempo, e depois chega a
um ponto de potencialidade espiritual, onde seu estado é testado e sua história
determinada. Ela deve , nesse ponto, quer se tornar a cidade na colina, ou afundar de
volta para as sombras da obscuridade. A nação sofre, e se esforça, e cresce, e, em
seguida, vem um tempo que pode ser um tempo de guerra, ou um tempo de paz, mas é
um momento crucial para ela, e, em poucos anos, talvez, a escala de o grande equilíbrio
em que ela está sendo realizada e ponderados, sobe , e ela é muito leve para ser
posteriormente utilizado para propósitos de Deus; ou cai , e ela permanece no seu lugar
como um dos seus grandes reinos da terra.
III. A lei de destruição. "Então Mardoqueu mandou que respondessem a Ester: Não
imagines no teu íntimo que tu, escaparás na casa do rei, mais do que todos os
judeus. Porque, se tu ocupas por completo a tua paz, neste momento, então se há
alargamento e livramento para os judeus de outro lugar; mas tu ea casa de teu pai será
destruído "" Os judeus "-O povo de Deus-são. não dependente, como parecem ser, por
sua preservação, em cima de você; existem "outros lugares" a partir do qual a libertação
tão necessário será imediatamente Primavera Se você é infiel, ou desigual de alguma
forma para a grande ocasião. Mas você é dependente, para sua preservação em sua
lealdade e fidelidade a elas. "Tu ea casa de teu pai será destruído." Não temos certeza se
o próprio Mordecai sabia de que maneira sua previsão seria realizado. É provável que
ele se destacou em sua opinião, e na opinião de Esther, não tanto à luz de uma
penalidade pessoal e particular que iria alcançá-la e casa de seu pai pelo que chamamos
de uma providência especial, como à luz de um princípio geral de retribuição, atuando
em todas as vezes, mas a certeza de agir rapidamente e terrivelmente em um caso como
este. Que este princípio da retribuição ainda está em vigor não pode por um momento
duvidar. Ele tem toda a força e estabilidade de direito. Tem a sua aplicação mais ampla
para o ímpio. A forma, a esperança, a expectativa, as obras, a memória, e, mais triste de
tudo, a alma do ímpio, virá toda a perecer. Mas Deus não faz acepção de pessoas, e nem
são as suas leis. Deixe um cristão oportunidades homem negligenciar, e mantenha
verdade em injustiça, e vincular-se a sua alma a vulgaridade, eo que vai acontecer com
ele? Pode ser que o homem passa a alegre tempo da colheita como um cristão deve! É
impossível. Na verdade, ele está perecendo como para o poder real de sua vida. No
principal ele está vivendo de modo que esta grande lei da destruição é a fixação sobre
toda a sua vida exterior. Mais completamente ainda que o princípio se aplica a igrejas e
sociedades e nações. Todas as associações de homens, civis e sagrado, a Igreja eo
Estado da mesma forma, são julgados pelo rei agora . Nenhuma Igreja, sociedade ou
nação pode viver, a não ser como eles continuam a estar em harmonia com o propósito e
providência de Deus. Aquele Igreja não pode perecer; as portas do inferno não
prevalecerão contra ela, mas não prevalecerão contra cada Igreja particular que é
infiel. Onde estão as sete igrejas na Ásia?Tudo escuro e morto. As "lâmpadas" há muito
que saiu, e nunca pode ser relumed. Seria uma perda de tempo para lembrá-lo
longamente como esse princípio do juízo e destruição tem sido aplicado a nações . Toda
a história deste mundo, ler corretamente, é apenas um comentário e uma confirmação da
doutrina da destruição que o texto contém, sem dúvida, este princípio é aplicado nesta
nossa terra natal. Se somos "justo" que será exaltado; se somos pecadores que devem
ser desonrado. Se servimos a Deus no cumprimento do seu propósito para a salvação do
mundo, vamos prosperar; se não o fizermos, nós ea casa de nosso pai será destruído.
IV. A lei da vida. Há uma lei da vida na providência graciosa de Deus, assim como
uma lei de destruição, e seguindo o belo por sua vez, dado ao sentimento do texto,
podemos dizer agora: "Quem sabe se estamos a vir para o reino para um momento como
este? "É possível, mesmo muito provável. Deus não joga caprichosamente com sinais e
cenas da Providência. Como os ingleses, chegamos a um reino, como nunca antes foi
visto entre os homens. O próprio pensamento de que é quase irresistível. Para
circunscrever os limites do nosso império devemos percorrer todos os continentes, e
navegar sobre todos os mares.O grande império romano em seus dias mais prósperos era
nada como ele. O mundo inteiro espera por nós-relógios que fazemos, escuta o que nós
dizemos. Que reino gigantesco! "Quem sabe se estamos a chegar a ele por um momento
como este?" Mas, como cristãos, temos vindo a um reino maior ainda, governada pelo
"Rei dos reis." Apesar de não ser do mundo, este Reino é intensamente e
unconquerably em que. Seus princípios estão enraizados sob as bases mais remotas da
sociedade. Oportunidade é tão rápido, as possibilidades são tão grandes, as forças são
tão fortes, e as perspectivas de futuro de abertura são tão arrebatadora, mas ainda tão
dependente de fidelidade na hora presente, que devemos estar " pronto para toda boa
obra ", ou perder a nossa função e nosso lugar peculiar no grande momento em que
caímos. Ele é um grande, um tempo glorioso "um momento como este!" As portas estão
levantando suas cabeças. As portas estão se abrindo eternas. O próprio
rei está cunhando em breve. Ele nos dá nova comissão para anunciar sua chegada, e
preparar o seu caminho em todas as terras. E olhando para o seu propósito eterno de
amor e misericórdia, observando essas oportunidades ricas e altas, temendo a varredura
de que a lei de destruição que leva o mau e preguiçoso fora; mas forte, através da graça
na lei da vida, nos aventuramos agora dizer que não, mas, Senhor, "quem
sabe?" Tu sabes,-Tu que sabes todas as coisas; e nós, pelo propósito ainda resoluto
humilde, que nós renovar diante de ti, e na tua força a-dia. Tu sabes, e nós sabemos, que
somos "vir para o reino por um momento como este!" Amen -. Dr. Sermão de Raleigh
para a Sociedade Missionária de Londres. Abreviada .

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 13, 14


Receber é, a fim de dar. Esta é a lei da natureza. As nuvens receber a partir do mar,
e dar a volta chuveiros fertilizantes para a terra. O solo recebe das nuvens, e responde ao
batismo refrescante acenando colheitas de beleza dourada. Dizem-nos que a natureza
nunca decepciona, e que nada paga tão bem quanto o solo. Em alguns de seus aspectos
natureza parece ser duro e inflexível, mas, em outros aspectos, ela mostra-se grato por
todas as atenções gentis. Esta é a lei das nações, e na medida em que eles respondem a
esta lei é a sua contínua prosperidade segura. Quando uma nação deixa de dar esforços
nobres para a consolidação da masculinidade virtuoso, para a supressão do vício, e para
a disseminação de princípios corretos, então ele começa a declinar. A juventude de uma
nação é muitas vezes o mais glorioso. Em seguida, ele produz o maior número de heróis
corajosos. Em seguida, encontram-se aqueles que estão dispostos a sacrificar-se pelo
bem do Estado. Mesmo assim, são encontrados os ornamentos mais brilhantes na
literatura. A nação está dando. O declínio de uma nação é marcada por este fato, que é
um poder de absorção. Ela repousa em cima de braços cruzados anteriores realizações, e
não pretende processar outras empresas.A riqueza é em abundância. As pessoas
absorvem, e, assim, tornar-se debilitado. Esta é a lei dos indivíduos, e na medida em que
obedecer a essa lei, eles podem esperar para chegar à verdadeira perfeição de que são
capazes. Deus dá, a fim de que o homem pode dar, eo homem enriquece dando. Muito
tem sido recebido.O mundo em si, com todos os seus artifícios requintados de infinita
sabedoria, com todas as suas manifestações de poder divino, e com todas as suas telas
encantadoras de beleza, é um dom de Deus ao homem. A vida, com todos os seus
privilégios raros e oportunidades maravilhosas e gloriosas possibilidades, foi dado pelo
Criador. Jesus Cristo, o resplendor da glória do Pai, ea expressa imagem da sua pessoa,
o ideal mais nobre de nossa masculinidade, o Redentor da humanidade, é o dom do
amor inefável de Deus. Misericórdia para perdoar, graça para ajudar, e gostam de
animar, venha a nós do Pai amoroso. Muito tem sido recebido, e espera-se, com razão,
que muito deve ser devolvido. "De graça recebestes, de graça dai." O retorno deve ser
feito para o amor tão grande? Retorno adequado não pode ser feita; mas oh! que foram
feitas de retorno igual à capacidade de cada um dos destinatários. Oh! qual será a
resposta grato a beneficência tão indescritivelmente glorioso?
Que a Divina Providência tinha um olho para isso em levá-la para ser rainha. "Quem
sabe se tu vir para o reino por um momento como este?" E, portanto, "Tu és obrigado
em gratidão a fazer este serviço a Deus e à sua Igreja, senão tu não cumpra o fim de tua
elevação." " Tu não precisas temer abortar na empresa; se Deus te desenhado para isso,
ele vai levar-te e dar-te o sucesso. "Agora, ao que parece, pelo evento, que ela veio para
o reino que ela poderia ser um instrumento de libertação dos judeus, de modo que
Mardoqueu era direito na conjectura. Porque o Senhor ama o seu povo, por isso ele fez
rainha Ester. Há um sábio conselho e design em todas as providências de Deus, que nos
é desconhecido até que seja realizado, mas ele vai provar na edição que todos eles são
destinados a, e no centro, o bem da Igreja. A probabilidade de esta era uma boa razão
pela qual ela deve mover-se, e fazer todo o possível para seu povo.Devemos cada um de
nós considerar para o fim, Deus nos colocou no lugar onde estamos, e estudar para
responder a esse fim; e quando qualquer oportunidade especial de servir a Deus e nossa
geração se oferece, é preciso tomar cuidado para que não deixou escapar; para nós
foram confiados a ele para que possamos melhorá-lo -. Matthew Henry .
Estamos aptos a confundir a nossa vocação de olhar para fora do caminho para
ocasiões de exercer grandes e raras virtudes, e pisando sobre os mais comuns que se
encontram directamente na estrada diante de nós -. Hannah More .
Não existem coisas boas o suficiente na vida para nos indenizar por negligência de
um único direito -. Mad. Swetchine .
Mas, se tu completamente holdest tua paz . Em uma tempestade no mar, é uma
vergonha para ficar parado, ou estar dormindo, com Jonas, nos lados do navio quando
ele está em perigo de afogamento. Todo homem não pode sentar-se na popa; mas então
ele pode lidar com as cordas, ou gerenciar os remos, & c.A auto-investigador, o homem
privado de espírito, ele pode ser, mas quente em suas próprias penas, não diz respeito ao
perigo da casa; ele é totus em si , como o caracol ainda withindoors e em casa; como o
esquilo, ele já cava seu buraco para o sol-nascente; seu cuidado é manter no lado quente
do hedge, para dormir em uma pele inteira, para salvar um, o que quer tornar-se de
muitos. De fazer assim, Mordecai deterreth por um monte de argumentos
santos; descobrindo uma fé heróica e uma resolução bem unidos.
Neste tempo .-Há de fato um tempo para manter o silêncio, e um tempo para falar
(Eclesiastes 3:7). Mas se alguma vez um homem vai falar, faça-o quando os inimigos
estão prontos para devorar a Igreja: como filho mudo de Creso explodiu em, Kill não rei
Creso. "Pelo amor de Sião eu não segurar a minha paz, e por amor de Jerusalém não
descansarei," & c. (Isaías 62:1). "Se eu me esquecer de ti, ó Jerusalém, que minha mão
direita esqueça a sua destreza. Se eu não me lembrar de ti, deixa a minha língua se
apegam ao céu da boca, "& c.
Essa nobre Terêncio (geral para Valens, o Imperador), sendo convidados para
perguntar o que ele faria, mas nada que a Igreja pode ser libertado de arianos
perguntou; e quando o imperador, após uma derrota pelos godos, censurou-o com a
covardia ea preguiça como as causas da queda, ele corajosamente respondeu: "o senhor
mesmo ter perdido o dia, por sua batalha contra Deus, e perseguir o seu povo."
Mas tu ea casa de teu pai deve ser destruído .-Aqui ele troveja, e threateneth ela, se
para salvar a si mesma que deve abandonar a Igreja. A mensagem de Mordecai, como
cantiga de David, é composto de discórdias. Sour e doce fazer o melhor
molho; promessas e ameaças mistas será mais rápido de trabalho.Deus disse a Abraão
que, para o amor que ele lhe deu, ele iria abençoar aqueles que o abençoou, e
amaldiçoarei como o amaldiçoou. Seu pecado deve encontrar-los, e eles devem
arrepender-lo em sua posteridade. Como um fogo, assim um medo, deveria expulsar o
outro.
E quem sabe se tu chegaste ao reino? -Há muitas vezes uma roda dentro de uma
roda. Deus pode ter um fim e um objetivo em empresas que não sabemos de nem pode
ver em eventos até já expliquei isso. Vamos colocar diante de nós mesmos para ele, eo
trabalho a ser de espírito público, de pé na ponta dos pés, como fez São Paulo, para ver
de que maneira podemos mais glorificar a Deus e satisfazer nossos irmãos -. Trapp .
Mordecai manifesta um sentimento precioso de confiança: Mas aquele que quiser
salvar a sua alma, perdê-la "Porque, se tu ocupas por completo a tua paz, neste
momento, então se há alargamento e livramento para os judeus a partir de outro
lugar.". O risco que Mordecai chamados Esther de assumir, que ela deve vir ao rei sem
ser convidada, e manifestar-se como uma filha do povo, portanto, dedicado à destruição,
era realmente grande e importante. Além disso, a esperança de que Xerxes gostaria de
relembrar seu edital, assim, de acordo com as idéias persas, colocando em risco o
respeito devido a sua majestade real, e também abandonar seu ministro favorito, era
muito incerto de realização. Mas Esther tinha sido elevado a uma alta
posição. Mardoqueu, que de uma maneira duvidar envia sua palavra: "Quem sabe se
vieste para o reino por um momento como este", sem dúvida, o fez a partir de uma
convicção de que ela agora deve provar-se digna de tal distinção, se ela manteria lo. Ele
também transmite a idéia de que quanto maior a sua posição quanto maior sua
responsabilidade, e, consequentemente, em caso de falha por causa do descuido ou
medo, quanto mais intensa a sua culpa. Nestes convicções de Mordecai constam as
exortações mais sinceras mesmo para nós. Isto é especialmente verdade, pois todos nós
somos chamados a ser co-herdeiros de Jesus Cristo ao trono do reino celestial. Na
conduta de Ester não menos lembrete está contido. Parece muito natural que Esther deve
pedir um rápido, não apenas para ser observado por Mordecai eo resto dos judeus, mas
também impôs a si mesma este jejum de duração de três dias. Se ela tivesse tido um
pouco mais de critério comum de seu sexo, ela teria temia os efeitos da rápida sobre sua
aparência. Assim ela teria adotado um plano ou preparação prévia para a sua entrada em
presença do rei diferente bastante. Aqui também ela revela a mesma característica
atraente da mente e da maneira como quando foi apresentado pela primeira vez ao
rei. Em vez de colocar confiança em que ela deve colocar externamente em ou adornar
com, vamos encontrá-la confiança depositada em cima de algo maior. Ela sabe muito
bem que ela só será bem sucedida se o grande e exaltado Senhor ser para ela; que, não
obstante a sua gloriosa majestade, ainda habita entre os mais humilde dos homens. É
apenas a tempos como estes, quando são levantados para os maiores esforços e auto-
sacrifícios, que não devemos esperar para realizar essas coisas por nosso próprio poder,
mas somente por meio dele que a nossa fraqueza é a nossa força. Caso contrário, apesar
de nossas melhores intenções e mais bem sucedidas começos, veremos em breve crescer
desanimado, e falhar. A nossa própria fraqueza é, mas muitas vezes se manifesta aos
nossos olhos. É somente quando nós consideramos e lembre-se que a mão do Senhor
está em tudo, que vamos ser salvos de uma falta de coragem -. Lange .
Estes eram, na verdade, os tempos para o desenvolvimento do caráter dos tempos
para o nascimento de homens. E os homens estavam lá;-a sagacidade, o poeta, o divino,
o herói, como se gênio tirara as suas jóias, e mobilado-las nobremente para a
necessidade de uma nação. Então Pym e Hampden tirania barbudo e Russel e Sydney
sonhou em liberdade. Então Blake garantiu o império do mar, ea Falkland cavalaria
lutou e caiu. Naqueles tempos de agitação Charnock, e Owen, e Howe, e Henry, e
Baxter, escreveu e pregou, e orou. "Cudworth e Henry More ainda viviam em
Cambridge; Sul estava em Oxford, Prideaux no Close em Norwich, e Whitby no Fim de
Salisbury. Sherlock pregou no Templo, Tillotson a de Lincoln Inn, Burnet no Rolls,
Stillingfleet na Catedral de St. Paul, Beveridge em São Pedro, Cornhill. Homens, "para
continuar a descrição do historiador eloqüente", que poderia expor a majestade ea
beleza do cristianismo com tanta justeza de pensamento e essa energia da linguagem
que o Charles indolente levantou-se para ouvir, eo Buckingham exigente esqueceu de
zombar. "Mas 12 anos antes do nascimento de Bunyan, tudo o que era mortal de
Shakespeare tinha descido ao túmulo. Waller ainda floresceu, um versejador fácil e
graciosa;Cowley ainda apresentou suas "metafísica perversos" para o mundo; Butler,
como os padres em suas próprias 'Hudibras,' -
"Provada sua doutrina ortodoxa
Por golpes apostólicas e bate ".

Dryden escreveu sátiras poderosos e peças muito "com longa marcha-retumbante e


divina energia:" George Herbert revestido seus pensamentos em beleza pitoresca e
tranquila; e, meados dos bosques de Chalfont, como se cegos de propósito que o olho
interior pode ser inundada com a "luz que nunca foi no mar ou em terra," a nossa maior
Milton cantou -. Punshon .
O fé admirável de Mordecai que brilha através de todas essas nuvens, e no mais
grosso desses nevoeiros descries uma visão alegre da libertação! Ele viu o dia da sua
ruína comum promulgada; ele sabia que os decretos persas ser imutável; mas, além
disso, ele sabia que havia um Messias que viria; ele estava tão bem familiarizado com a
garantia da aliança de Deus à sua Igreja que ele pode, pelo meio dessas resoluções
sangrentas, prevêem indenização para Israel, em vez de confiar nas promessas de Deus
do que as ameaças de homens. Esta é a vitória que vence todos os medos e fúria do
mundo, a nossa fé -. Bispo Municipal .
Haverá alargamento e livramento para os judeus de outro lugar .-O poder da fé! O
que não fazer!-O que pode não fazer! Ele é "o firme fundamento das coisas que se
esperam, ea prova das coisas que se não vêem." Ele levanta a pessoa acima do nível de
sua própria mente. Ele não só pode ver a abundância de chuva em uma nuvem não é
maior do que a mão de um homem, mas ele pode profetizar dele, quando os céus acima
são como bronze polido. A fé dos eleitos de Deus removeu montanhas-não literalmente,
mas montanhas de dificuldades, e as montanhas de culpa deitado sobre a consciência, e
lançá-los para o mar; nuvens, não dissiparam as nuvens-, mas visíveis nuvens de
desespero que oprimem a alma; e secou fontes, não o fontes do abismo, mas as fontes
das lágrimas no coração, que corria dia e de noite os mortos da filha de
Sião! Testemunhe os seus efeitos sobre Mordecai. Como é que ele mudou de figura em
que o vimos recentemente. Ele abalou a poeira de sua cabeça, suas vestes sujas ele
trocados por roupas superando de longe o que a rainha lhe tinha enviado; e os gemidos
com que enchiam as ruas de Shushan foram convertidos em cepas de esperança e
triunfo. É definiu seus pés sobre uma rocha que-fé recuperou-fé, e colocou-o em um
pavilhão, a partir do topo do qual ele olha para baixo com desdém sobre a malícia eo
poder ea expectativa de seu inimigo, e com compaixão em seu tímido , filha distraído, a
quem ele alternadamente repreende e conforto.
Mas o que é essa fé que produz esses efeitos surpreendentes? É apenas uma forte
confiança, ou uma convicção de que o que acreditamos que irá acontecer?Ele tem uma
base mais sólida do que isso. Há confiança nele, às vezes chegando a plena certeza, mas
a palavra do Deus imutável é a base sobre a qual o pilar da fé descansa-confiança, o
topo em espiral com a qual ela procura os céus. Com que então tinha a fé de Mordecai
descansar? Sobre as promessas de Deus, que "não é homem para que minta, nem filho
do homem para que se arrependa; tem ele disse e se ele não faz isso? Ou falaria, e não o
confirmaria? "
Vieste para o reino a uma coroa, a um trono, e em que uma forma
maravilhosa! Certamente torna-se-lhe a dizer, com maior razão do que David, "Quem
sou eu, Senhor Deus, e qual é a minha casa, para me teres trazido até aqui?" E para
acrescentar, com o mesmo rei piedoso, "O que devo tornar-vos ao Senhor, por todos os
benefícios para comigo? "Nasceu um cativo, cedo deixou órfão, ultimamente a filha de
renome de um porteiro, é quem a Providência te levantado além das expectativas de
todos os homens, e de ninguém mais do que a sua própria, para ser o segunda pessoa no
maior monarquia do mundo. Não és tu então ligado em gratidão a fazer este serviço a
Deus e à sua Igreja?
E quem sabe se vieste para o reino por um momento como este? é possível-It; é
altamente provável. A maneira singular de tua elevação, eo conjunto impressionante de
circunstâncias, aponte para isso, e parece dizer, porque o Senhor ama o seu povo, por
isso ele fez rainha Ester, que por sua influência com o rei, ela pode derrotar o enredo
perverso para sua destruição. A própria probabilidade de isso foi um forte incitamento a
ela para si mesma apressarás; pois se Deus tinha destinado a ela para ser o libertador de
Israel, então ele estaria com ela, e dar sucesso a seus esforços, e isso seria uma honra
maior do que a coroa matrimonial da Pérsia; para "doravante todas as gerações
chamariam bem-aventurada".
O evento mostrou que Mordecai estava certo em sua conjectura, e que ele havia
interpretado corretamente os caminhos da Providência. Há um sábio conselho e design
em todas as obras daquele que vê o fim desde o começo. Muitas vezes, é desconhecida
para nós até que seja levado a efeito, embora possamos conhecer mais do que se
tivéssemos mais estudantes diligentes da Providência; ea questão prova, que tudo estava
destinado a, e conduz para o bem da Igreja. Devemos procurar ser "cooperadores de
Deus", e considerar cuidadosamente para que fim ele tem nos colocar no lugar que
ocupamos. Algum grau, ou de autoridade, ou talentos, ou riqueza, ou amigos? Estes são
os dons de Deus, e deve ser usado para a sua glória. Quando qualquer oportunidade
especial de servir a Deus e nossa geração se apresenta, devemos tomar cuidado de
deixá-lo escapar, ou desculpar a nós mesmos; para uma conta será exigido de nós, e
exigiu com imparcialidade. Deles a quem muito é dado, muito será exigido. Cada um
tem em seu poder para fazer alguma coisa. "O que sabes tu, ó mulher, se salvarás teu
marido? ? ou, como sabes tu, ó marido, se salvarás tua mulher "E devemos" provocar
um ao outro ", pelo nosso exemplo e nosso conselho," ao amor e às boas obras
"-. McCree .
Esta lição pode ser tirada a sua conduta,-que uma resoluta vontade, quando é
exercida para a realização de qualquer fim, é geralmente bem sucedido no final.Na
busca do mesmo mundana bem, quando um homem mantém seus olhos firmemente
fixos em algum um objeto, e faz com que o ponto para o qual seus esforços direta e
indiretamente tendem, ele geralmente consegue. Há, de fato, interposições providenciais
que derrubar os esquemas mais promissores e mais bem elaborados, e mostrar a
insuficiência da sabedoria humana e poder para realizar os seus fins, além da bênção de
Deus. Mas, geralmente, quando não há desrespeito ímpio da ordem da Providência, uma
vontade firme, combinada com a atividade, varre todas as dificuldades fora do seu
caminho, e consegue realizar seus objetivos. Alguns dos maiores movimentos em
assuntos mundanos são, humanamente falando, para ser rastreada até este. Os triunfos
da Reforma, por exemplo, em nosso próprio país e em outros países, onde fez triunfo,
enquanto eles estão realmente a ser atribuído à providência soberana de Deus, são
instrumentalmente a ser atribuído a este, que Deus levantou e qualificado Para o
trabalho de certos homens de determinada vontade e energia incansável, que manteve
diante de si o grande propósito que eles procuravam efeito, e seriam desviados por
nenhum perigo ou dificuldade de trabalhar para fora. E eu gostaria de ressaltar, que nas
coisas coisas espirituais-in que afetam a salvação eterna do homem-firmeza de vontade
e energia indomável são tão indispensáveis quanto na busca de um bom temporal. Nada
deve ser permitido para obscurecer a grande verdade cardeal, que a salvação é pela
graça, e que "não é do que quer, nem do que corre, mas de Deus que usa de
misericórdia." Mas, ainda assim, é somente quando os homens , pela graça de Deus,
definir-se resolutamente para lidar com o seu inimigos espirituais, quando, olhando para
Deus por ajuda, eles não serão expulsos do caminho de fazer o bem pelos obstáculos
que se encontram com em persegui-lo; é só então que eles estão trilhando o caminho
que irá encerrar as recompensas de uma gloriosa vitória -. Davidson .
Ver. . 14 "Porque, se tu ocupas por completo a tua paz, neste momento, então se há
alargamento e livramento para os judeus de outro lugar; mas tu ea casa de teu pai deve
ser destruído, e quem sabe se vieste para o reino por um momento como este "A grande
dificuldade, a sua angústia profunda, e seu perigo mais mortal que você tem em que
(Esther 3:13? ). "E as cartas foram enviadas pelos correios a todas as províncias do rei,
para que destruíssem, matassem, e fizessem perecer todos os judeus, moços e velhos,
crianças e mulheres, em um dia, até mesmo no dia treze do . duodécimo mês, que é o
mês de adar, e para tomar o despojo deles por despojo "Aqui estão grandes agravos de
sua crueldade, em que nem sexo nem idade são poupados: raiva e malícia não conhecem
limites.Hamã, que grande informante, com sua tripulação ímpio, teria estragado los de
suas vidas e bens, mas que eles foram impedidos por uma providência milagrosa, como
você sabe. Agora, neste profunda aflição e perigo mais mortal, a que taxa doth
Mordecai acreditar? Porque, se tu ocupas por completo a tua paz, neste momento, então
se há-alargamento (Hb respiração) e libertação surgem-(Heb. levantar-se, como em sua
base ou na parte inferior, de modo nenhum será capaz de resistir a ele). Este Mordecai
não fala pelo espírito de profecia, mas pelo poder e força de sua fé, fundados sobre as
preciosas promessas de Deus de defender a sua Igreja, ouvindo os gritos de seu povo
decorrentes para seu alívio e socorro, e aterrado em cima de tudo o glorioso atributos de
Deus, a saber. seu poder, amor, sabedoria, bondade e todo-suficiência, & c todos que
estão envolvidos no pacto da graça, para salvar, proteger e garantir o seu povo em suas
maiores dificuldades e perigos mais mortais. A fé de Mordecai neste dia negro, escuro,
sombrio, era uma fé notável de fato, e digno de maior comenda. A fé pode olhar através
da perspectiva das promessas, e ver a libertação a uma grande distância, a salvação na
porta. O que diz o senso, porém, Deliverance não pode vir; ainda uma fé levantada fica
acima de todos os medos e conflitos, e diz: Deliverance certamente virá; redenção está
próxima.
Os rabinos colocar Makom, que significa lugar, entre os nomes de Deus. Bythner
leva-los ao expor esse texto em Esther, "Deliverance deve surgir a partir de um outro
lugar", isto é, de Deus. Eles o chamavam de Place, porque ele está em todos os lugares,
embora nas assembléias dos seus santos mais eminentemente e gloriosamente. Deus está
presente com todas as suas criaturas (1) Via productionis , elevando-los; (2) Via
sustentationis , por ficar de los; eles são sua família, e ele se alimenta e os veste; (3) via
inclinationis , dando-lhes o poder do movimento; homem poderia viver nem mover a
menos que o Senhor estava com ele;(4) Via observationis , ao tomar conhecimento dos
mesmos; ele observa o e marcas de ambas as suas pessoas e suas ações, ele vê que eles
são e como eles são empregados; (5) Via ordinationis , pelo governo e decisão deles e
todas as suas ações, ao serviço da sua glória, e para o bem de seu povo pobres
-.Brookes .
Considere todas as capacidades e habilidades que temos para fazer o bem, desta
forma e assim, nesta relação e essa relação, para que possamos ser árvores de justiça,
que, quanto mais tivermos, mais poderemos suportar. Deus vai curar as suas próprias
árvores. Ele vai eliminá-los e podá-las para "produza mais fruto." Deus acaricia árvores
frutíferas. Na lei de Moisés, quando cercaram a qualquer lugar, ordenou-lhes para
poupar árvores frutíferas. Deus poupa uma pessoa frutífera até que ele tem feito o seu
trabalho. Nós não sabemos o quanto bom um homem pode fazer, ainda que seja uma
pessoa média. Às vezes, um pobre homem sábio livra a cidade; e os justos os livra da
terra. Vemos por um servo, Joseph, a casa de Potifar foi abençoada. Naamã tinha uma
serva pobre que foi a ocasião de sua conversão. Graça irá definir alguém um
trabalho. Ela coloca uma destreza em qualquer, embora nunca tão má. Eles carregam a
bênção de Deus, onde quer que vá, e eles caírem em si quando estão em condições de
fazer o bem, como ele diz em Ester 4:14. "Deus chamou-me a este lugar, talvez para
esse fim." Devemos muitas vezes colocar esta quære a nós mesmos, por que Deus me
chamou a este lugar-para? tal e tal propósito -. Sibbes .
Como é o culto mais agradável a Deus para suportar a Igreja com toda a nossa força,
então ele execra não mais um do que aquele que detém a partir da Igreja, quando em
perigo de que a ajuda que ele é capaz de tornar .... Se o grito de um único pobre é assim
aproveitar, que, apesar de inédito pelo homem que encontra uma orelha vingador em
Deus, que deve ser a influência do clamor de toda a Igreja, na sua assistência aflição
implorando a ele que ele espera é capaz de ajudar? ... Isso nos ensina que Deus confere
poder sobre os príncipes, riquezas sobre os ricos, sobre a sabedoria dos sábios, e outros
presentes sobre os outros, não que elas podem abusar deles para seu próprio prazer, mas
que eles podem ajudar a Igreja de Deus, e protegê-lo qualquer maneira que eles
pode. Para a Igreja na terra é tão grande aos olhos de Deus, para que ele requer de todos
os homens tudo o que pode servir dela. "As pessoas", ele diz, "e ao rei que não te
servirem perecerão, e as nações devem habitar em um lugar deserto." - Brenz .
"Não pensem que porque és na casa do rei, serás salvo."-É inútil confiar em reis, ou
os filhos dos homens, em quem não há confiança. Reis morrer. Naquele dia a respiração
sai, e os seus pensamentos perecem. Reis são criaturas mutáveis, como os outros
homens. Os reis não eram como as leis dos medos e dos persas, que não poderiam ser
alteradas. Ele que foi na parte da manhã o seu favorito, pode, antes da noite, ser
enforcado por suas ordens. Herodes, rei da Judéia, amado sua esposa Mariamne, e ainda
assim ele ordenou que ela fosse condenado à morte, sem qualquer crime, mas o que foi
cometido em sua própria imaginação escuro. Monema era uma esposa amada de
Mitrídates o grande Rei do Ponto, e, no entanto, quando ele perdeu uma batalha contra
os romanos, que ela não pode cair em outras mãos do que o seu próprio ordenou que ela
morra; eo único favor que ele mostrou a ela estava a dar-lhe a escolha de sua própria
morte. Sua escolha foi, de estrangular a si mesma por sua tiara real, que tinha sido muito
odioso para ela. Mas, mesmo neste que estava decepcionado, e seu último, ou quase o
último, palavras, foram: "Pobre bugiganga! podes não me mesmo este escritório triste? "
Jesus nos proíbe a temer que não tem poder apenas para matar o corpo. Menos
ainda, se possível, devemos confiar neles; para eles não têm poder nem mesmo para
salvar o corpo. Deus é para ser confiável e temido. Ele é o legislador que pode salvar e
destruir.
Alargamento e livramento surgirão para os judeus, para o Israel de Deus, sob o
evangelho, bem como sob a lei. Em meio a todas as angústias da Igreja, podemos ter a
certeza de que ela não pode perecer. As Igrejas particulares podem ser destruídos, mas a
Igreja universal está edificada por Cristo sobre a rocha, e as portas do inferno não
prevalecerão contra ela -. Lawson .
Ver. 14. Quando Deus vouchsafes seus filhos para fora de qualquer privilégio, ele
faz isso para o bem e ajuda dos outros. Paulo tinha esses privilégios, que ele poderia
derrubar o orgulho dos judeus com mais força. E Salomão tinha toda a abundância de
sabedoria, riquezas, e assim por diante. Por quê? Mas só que ele possa, sem controle de
juiz de todos, a partir de "vaidade e aflição de espírito", e torná-lo para ser acreditado
com mais firmeza. Pois se um homem comum, disse ele, os homens teriam pensado
mais fácil para ele para dizer isso; mas se os tivesse tentado, ele teria sido o contrário
mente. Nestes últimos tempos, os nossos melhores professores estavam nos primeiros
papistas, e do tipo mais zelosos; como Bucer e Lutero, sendo também aprendeu os
homens; como também Pedro Mártir e Zanchius, foram criados na Itália; e tudo isso,
que eles, vendo, uma vez que sua cegueira, pode ser o mais capaz de confundi-los,
como não sendo inferior Whit a eles em qualquer aspecto exterior que seja, quando
eram de sua crença -. Sibbes .
Deus ainda nunca sofreu qualquer Golias para desafiá-lo, mas ele levantou a David
para encontrá-lo. "No mesmo dia Pelágio nasceu aqui na Grã-Bretanha, Agostinho
nasceu na África." Erro Embora, como Esaú, é quem sai primeiro, mas a verdade, como
Jacó, pegou-a pelo calcanhar, e lutou com ele. Se Deus tem sofrido qualquer chifre de
empurrar a sua Israel, ele tem atualmente levantou um carpinteiro para batê-lo fora
-. Simeon Ash .
Coisas todos servem seus usos, e nunca sair do seu lugar. Eles não têm poder para
fazê-lo. Não é assim com a gente. Somos capazes, como seres livres, recusar o lugar e
as funções Deus nomeia; que, se o fizermos, então nós afundar em algo menor e menos
digno de nós. Essa condição maior e melhor para a qual Deus nos criou não é mais
possível. Estamos caído fora dele, e ele não pode ser totalmente recuperado. E, ainda,
como que foi a melhor coisa possível para nós no alcance do conselho original de Deus,
para que haja um lugar projetado para nós agora, que é a próxima melhor possível. Deus
chama-nos agora para a melhor coisa para a esquerda, e vai fazê-lo até que tudo boa
possibilidade é reduzida e passou. E então, quando ele não pode usar-nos mais para o
nosso próprio bem, ele vai nos usar para o bem dos outros,-um exemplo da miséria e
desespero horrível que qualquer alma deve vir, quando todos os bons fins e todos os
santos chamados de fins de amizade e paternal de Deus estão esgotados. Ou, pode ser
que agora, remetendo todos os outros planos e propósitos em nosso favor, ele passará a
usar-nos, totalmente contra a nossa vontade, para ser a demonstração de sua justiça e
poder vingador diante dos olhos da humanidade;dizendo sobre nós, como fez ao longo
do Faraó no dia do seu julgamento: "Mesmo para este mesmo propósito que eu te
levantei, para que eu possa mostrar o meu poder em ti, e que o meu nome seja
anunciado em toda a terra." Sem dúvida, ele tinha outros planos e mais geniais para
servir neste homem mau, se ele poderia ter aceitado tal; mas, sabendo que seu certa
rejeição destes, Deus virou o poderoso conselho nele inteiramente do uso que será dado
a ele como um réprobo. Quantos faraós na vida comum recusar qualquer outra
utilização Deus fará delas, escolhendo apenas a figura, em sua forma pequena, como
réprobos; e descendente, dessa forma, para um destino que dolorosamente imita
seu. Deus tem, então, um conjunto plano de vida definido para cada homem; aquele que,
sendo aceito e seguido, irá conduzi-lo para o melhor e mais nobre fim possível. Não é
necessária nenhuma qualificação desta doutrina, salve o medo acaba de ser nomeada,
que nós, por nossa perversidade, por isso muitas vezes se recusam a tomar o lugar e
fazer o trabalho que ele nos dá -. Bushnell .

Homilética PRINCIPAL DO PARÁGRAFO. VERSOS 15, 16


O HEROÍSMO DE UMA MULHER
A mulher, através da delicadeza de sua constituição ea timidez adequado à sua
natureza, à primeira encolhe a partir do desempenho de alguma empresa difícil e
perigoso. No entanto, quando a voz do dever chama popa, quando as exigências do
prompt de afeto, ela mostra-se o mais heróico dos seres. Muito tem sido dito, e não
muito, sobre o heroísmo de mulher. Muito tem sido cantado e escrito sobre seu
heroísmo. Há também registros não escritas de heroísmo feminino. Ela sofreu muito no
escuro, em silêncio, e na obscuridade. Não a metade foi dito da sua glória
heróica. Enquanto aplaudimos o heroísmo de Esther e outros cujas boas ações ter sido
celebrado na canção, não nos esqueçamos aqueles cujas boas ações são anônimo. Esther
houve intenção beleza cruel em sua própria elevação, e independentemente de o bem-
estar dos outros. Se houver qualquer coisa repelente neste mundo é uma bela mulher
que possui quer um coração de pedra ou um espírito impregnado de egoísmo. Se há algo
atraente neste mundo é uma donzela a beleza do exterior cujo formulário é apenas o
belo caixão de um ainda mais bela alma. Que comovente assistir a donzela meditando
com o coração patriótico sobre as tristezas do seu povo, e os perigos que ameaçam a sua
nacionalidade. Há fragrância refrescante nos próprios suspiros que vêm do seu peito
arfante. Há cura anódina nas lágrimas que caem como jóias daqueles olhos que a chuva
doces influências. Há grande incentivo nas orações que ascendem de seus lábios para o
céu. O mundo é brilhante; podemos acolher em si o perigo, e ser o melhor preparado
para calamidade, como vemos as Esthers de tempo nobremente resolver a entrar nos
locais de perigo, e realizar as obras de libertação.Heroísmo de Esther, em seguida, foi
do tipo mais nobre. Ela era verdadeiramente heróico. Vamos examinar suas
reivindicações a este personagem.
I. A grandeza de heroísmo de Esther é mostrado por sua sabedoria. Sabedoria
foi definido para ser o uso dos melhores meios para atingir os melhores fins, e, nesse
sentido, implica a união de alta excelência mental e moral. Tal união gloriosa manifesta-
se na resposta aqui retornado por Esther de Mardoqueu, e também na condução de Ester
quando ela vem para colocá-la esquemas bem concertadas em operação. Heroísmo de
uma mulher é um poder grande elevação.Ela torna-se quase sobrenatural pela nitidez da
sua visão, pela rapidez de seu julgamento, pela profundidade da sua sabedoria, pela
natureza de longo alcance de seus sistemas, e por sua habilidade maravilhosa, e tato, e
da fertilidade na elaboração de os melhores meios para atingir os seus fins. Que história
emocionante é a história dos expedientes elaborados por mulheres heróicas! Fale nós da
diplomacia dos estadistas, vamos falar do melhor diplomacia de mulheres dedicadas à
realização de nobres empresas. Falar que os arranjos hábeis dos poderosos
conquistadores, vamos falar um pouco dos arranjos das mulheres que conquistam pela
inspiração de ousadia heróica e consagração heróico. Discussão que os de longo alcance
e bem planejados métodos de homens de ciência. Isso nós podemos fazer, e ainda temos
que sentir que um grande elogio é devido ao considerarmos os métodos bem planejados
de mulheres não-científicas, mas dedicados e nobres de alma.
II. Sabedoria de Esther é aqui mostrada por seu reconhecimento do fato de que
os direitos divinos são superiores a leis humanas. "Eu irei ter com o rei, que não está
de acordo com as leis." Lei é uma regra de ação. É a expressão formulada de quem tem
o direito de exigir obediência. Reis têm o direito de exigir obediência. Assuntos no
entanto, ter os seus direitos. E os primeiros direitos de um assunto bem regulado e
consciente têm direito ao respeito, e pode muito bem disputar os chamados direitos de
reis; direitos que não são baseadas em princípios de retidão moral. Há um poder mais
real do que a de reis terrestres. A lei divina é superior à lei humana, e é a verdadeira
regra de ação. Todas as leis humanas devem estar em harmonia com as leis divinas. A
voz da consciência é supremo. A voz de legisladores terrenos é subordinado. "Mais
importa obedecer a Deus do que aos homens." A voz, no entanto, deve ser o de toque,
voz clara, comandante de uma consciência esclarecida. Cuidados devem ser
estabelecidas por medo a regra obtém-tantos homens tantas consciências. A voz de
capricho, de preconceito, ou de mera vontade própria pode ser tomada para a voz da
consciência. A suposta voz da consciência pode nos dizer a dizimar a hortelã, a erva-
doce, e só o cominho; enquanto o verdadeiro comandos de voz também a observância
dos assuntos mais importantes da lei, o juízo, a misericórdia ea fé. A voz da consciência
pode dizer: Siga a luz interior. Sente-se em silêncio e esperar que as moções do Espírito
Santo. A verdadeira voz proclama em lugares altos ", para a lei e ao testemunho: se eles
não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles?" Se, então, a voz da
consciência ea voz das instituições humanas se opõem um do outro, devemos ouvir, de
modo a capturar a voz de decidir das palavras divinas. Se não podemos discernir
claramente a mensagem de que a voz, devemos, como Esther, dar-nos ao jejum e à
oração, e Deus fará a voz de sua própria palavra para tocar mais distintamente. Dever de
Esther, neste caso, era claro, e ela mostrou-se à altura da ocasião. Há muitos casos na
vida, quando nosso dever é clara. Dificuldades não devem ser criados como uma
desculpa para a covardia.
III. Heroísmo e sabedoria de Esther estão aqui mostrado por seu
reconhecimento da verdade que os direitos divinos devem ser realizadas dentro de
um espírito de abnegação. Sem grande trabalho pode ser realizado com sucesso, sem
auto-negação. O caminho para a riqueza, a fama, ou ao poder é, em alguns aspectos o
caminho da auto-negação. Se um homem é ser um orador bem-sucedido, ele deve ter o
poder de auto-esquecimento, na presença de seus ouvintes. Esta auto-esquecimento é
para ser obtida por abnegação, por absorção completa no assunto, e pelo sincero desejo
de fazer o bem. O que é verdade, então de deveres divinos é verdadeiro do que pode ser
chamado de deveres humanos. A uma se encontra no mesmo plano com o outro, na
medida em.A abnegação no caminho do dever humano nem sempre satisfaz com a sua
remuneração adequada. A abnegação no caminho do dever divino nunca é sem a sua
colheita. Abnegação de Ester foi recompensado. É uma forma muito barata de obter
glória a dizer: "Se eu perecer, perecereis" quando não há a menor chance de
perecer. Algumas pessoas são notavelmente heróico, quando não há nenhum perigo
aparente. Havia perigo em caso de Esther. Há um tom triste na declaração "Se eu
morrer, eu morro", ea tristeza não é sem a sua autorização. No entanto Estas palavras
não são as palavras de desespero. São as palavras de um resignado com a vontade
divina, de um disposto a sofrer, e ainda as palavras de alguém que ainda tem esperança
na proteção divina. Se Esther tinha vivido em nossos dias uma certa classe de
companheiros teria dito a ela para não se importa de idade Mordecai, e deixar que os
judeus ter sua chance. Ela atendeu nem essas vozes sedutoras. Esther, sem dúvida,
valorizada a sua vida; ela não era indiferente à natureza lisonjeira de suas
perspectivas. Ela não gostaria de ser tipificado por Moisés, que foi levado para o Monte
da Visão, a fim de ver a terra prometida, e depois morrer sem entrar em posse. Ainda
assim, ela também pode ter sentido que melhor do que o tesouro de um palácio persa é o
tesouro de uma boa consciência; melhor do que a vida do organismo é a vida da
alma; melhor do que a glória de uma posição real é a glória de abnegação para o bem de
outros. Com estas palavras, podemos encontrar, por nenhum grande esforço de
imaginação, um prenúncio de que o espírito exibido por Cristo Jesus, por seus
apóstolos, pelos mártires, pelos trabalhadores e nobres de todos os tempos. O espírito
daquele que "não satisfeito ele mesmo," que tinha uma auto-entrega perfeito, e uma
completa submissão à vontade Divina, que levou as nossas doenças, e as nossas dores,
encontra corporificação e expressão nestas palavras: "Se eu perecer , eu perecer. "O
espírito de Esther nesta passagem indica o espírito desse apóstolo nobres que não
contavam sua querida vida para que ele possa terminar o seu curso com alegria eo
ministério que ele tinha recebido do Senhor Jesus. Foi o espírito daqueles que se
alegraram por terem sido considerados dignos de sofrer essas coisas por amor do seu
nome. É o espírito de todos em todas as épocas do mundo que estão dispostos a sofrer
para o bem da humanidade. Estamos preparados para o Call of Duty e em obediência à
voz da consciência que sofrer?
IV. sabedoria de Esther é mostrado em seu reconhecimento da verdade que os
direitos divinos podem ser realizadas na dependência da cooperação
humana. Podemos ser cooperadores de Deus. Podemos ser os trabalhadores,
juntamente com um outro para a promoção de planos divinos. Aqueles que têm a
realizar uma missão divina especial pode ser ajudado pelas simpatias e as orações de
outros que não são tão direta e especialmente designado. O ministro de seu povo. O
missionário por aqueles que permanecem em casa. Esther por todos os judeus orando
em Shushan. A cooperação é boa em matéria comercial. A cooperação também é bom
no comércio Divino. Tomemos a palavra que fala de coisas materiais, que convoca as
leis da economia política, e assim colocar o seu princípio para usar em coisas
espirituais, que pode tornar-se levantado em esferas mais altas, e os vestiu com um
significado maior. Algumas pessoas têm uma idéia unilateral de cooperação,
especialmente quando qualquer grande obra que deve ser feito, e quando qualquer
grande sacrifício é para ser feita. Eles esquecem que Co. significa dois ou mais. Esther
tinha a verdadeira idéia de co-operação. Ela não só pede Mordecai e todos os judeus em
Susã a jejuar, mas ela diz, "Eu e as minhas servas também assim jejuaremos." Havia
dois lados para esta cooperação. Esther e suas servas se juntaria com todos os judeus em
Susã, a fim de trazer um bom resultado. A Igreja de hoje precisa de mais cooperação. O
ministro, por exemplo, é para ir em uma missão difícil; ele é rápido, e orar, e para
visitar, e para ser auto-negação. Tudo bem se ele pode ser protegido. Algo mais é
necessário. É necessária uma cooperação verdadeira. O membro rico devo dizer, eu
também vai rápido, e orar, e dar, e funciona da mesma forma.
V. sabedoria de Esther é mostrado no reconhecimento da verdade que os direitos
divinos só pode ser realizado com sucesso por ajuda divina. É inútil fazer uma
objeção ao Livro de Ester, no terreno que não está nele o espírito religioso. Não pode
haver nenhum ponto em jejum, se não estiver conectado com a religião. Este pedido de
um jejum geral, e esta determinação em sua própria parte de jejum, deve ter significado
um apelo a Deus por ajuda. O jejum ea oração foram muito geralmente se juntou nos
escritos do Antigo Testamento. No livro de Joel é dito, "Santificai um, chamar uma
assembléia solene rápido; ajunta os anciãos, e todos os habitantes da terra, na casa do
Senhor vosso Deus, e clamar ao Senhor! "Mere abstinência de alimentos pode ser de
pouco serviço.Podemos imaginar razoavelmente Mordecai realizar o pedido de Ester, e
chamando os judeus juntos para uma assembléia solene, e proclamando uma
humilhação geral rápido, e nacional diante de Deus, e fervorosa oração a Deus para o
sucesso de Esther em sua missão. Nestes dias modernos, não acreditamos em jejum.Esta
pode ser uma reacção. Pode ser uma consequência da nossa objeção a aqueles que
carregam o princípio de torturar o corpo ao extremo. Pode, no entanto, ser um
crescimento do luxo dos tempos atuais. Não há muita disposição hoje em dia para
manter o corpo sob e trazê-lo em sujeição. Nós precisamos, no entanto, de profunda
humilhação diante de Deus. Os desastres no país, o declínio da vida espiritual na Igreja,
chamada de humilhação. Não pode haver sucesso sem ajuda divina. Devemos chamar
fortemente a Deus. Vamos dar a ele descanso até que ponha a Jerusalém por louvor na
terra. Aqui aprendemos a enobrecedora, transformar e criar poder do amor. O amor de
Esther para o seu povo era forte. Este amor foi um crescimento do amor que ela tinha
com Deus.Haja amor a Deus, e isso vai aumentar todos os amores mais baixos. O
verdadeiro amor busca a ampliação de oportunidades; e torna-se criativa em sua própria
intensidade. O súdito leal e patriótico não se esforçam para aparar as demandas de seu
soberano. A criança amorosa não se esforçar para tirar palavra de toda a força de ligação
do pai por manipulações em tempo hábil. E o verdadeiro coração não perguntar, Como
posso fazer pelo menos para o meu Deus?, Mas acha que a muito maior que pode fazer
ou oferecer é muito pouco. Oh por um amor que, embora tenha apenas dois ácaros para
dar, mas os lança no tesouro dele a quem pertence tanto o ouro, a prata, o cobre! Oh por
um amor que leva o vaso de alabastro de ungüento-muito precioso, e quebra-lo sobre a
cabeça do Salvador em amar consagração para a sua oferta predestinado! Oh por um
amor que, embora tenha apenas lágrimas para dar, ainda derrama-los em medida
abundante nos pés do Salvador, e com o rico tranças de uma cabeça, cheios de
pensamento agradecido, limpa os pés destacáveis Bedewed de Emanuel!

SUGESTIVOS COMENTÁRIOS EM VERSOS 15, 16


Há algo bem digno de nota nas palavras finais de Ester: "Então eu vou ter com o rei,
que não está de acordo com a lei; e se eu perecer, pereci. "Esta não é a resolução de um
fatalista, que age de acordo com o princípio de que o que está destinado a ser, deve ser,
e que, portanto, é inútil ou para tentar afastar os males, ou para reclamar quando eles
foram infligidos. Também não é a resolução de uma pessoa operou-se a um estado de
desespero absoluto, e agindo sob o impulso do sentimento-"questões não pode ser pior,
e de ter feito o máximo pode trazer alívio, enquanto ele não pode agravar o mal.
"Também não é a resolução de uma pessoa prostrada sob dificuldades e, no entanto,
com uma vaga esperança de libertação, dizendo:" Eu vou fazer um esforço mais, e se
isso falhar, e tudo está perdido, eu posso, mas morrer ". Esther objetivo foi enquadrado
dentro de um espírito completamente diferente da de qualquer dessas pessoas, apesar de
sua linguagem parece ser quase o mesmo que eles teriam usado. E não é um caso real
registrado nas Escrituras que ilustra a diferença. Quando Samaria foi cercada pelos
sírios, e as pessoas estavam morrendo de fome dentro das muralhas, quatro homens
leprosos, que tinham a sua habitação sem a parede, disseram uns aos outros: "Se
entrarmos na cidade, há fome na cidade, e morreremos aí; e se ainda sente-se aqui,
também morrer. Agora, portanto, venha e vamos para o arraial dos sírios; se eles nos
deixarem viver, viveremos, e se nos matarem, tão somente morreremos "Aqui temos
homens reduzidos a um estado de irresponsabilidade absoluta pelo sofrimento, a partir
do qual, se não obter alívio imediato, eles devem inevitavelmente. perecer, de uma
forma ou de outra, e assim eles adotaram o único curso que apresentou a possibilidade
de alívio. Mas, no caso de Ester, não temos nem fatalismo, nem desespero, nem a apatia
de esperança minguante, que diz: "Não importa o que eu faço." Dela é o heroísmo de
verdadeira piedade, que, em Providence calar a um claro, e que cheio de perigos, conta
o custo, procura a ajuda de Deus, e com calma braves o perigo, dizendo: "Ele vai me
entregar se ele tem prazer em mim; se não, eu perecer no caminho do dever. "Sua nobre
resolução dá direito a um lugar entre os mais eminentes daqueles que efetuou
livramentos para Israel.
E agora, em conclusão, não suas palavras peculiares significado quando aplicado ao
caso daqueles que, sob o peso de seus pecados, estão com medo de vir a Cristo para que
ele não rejeitá-las? Alguns como o conhecemos. Pode haver alguns deles aqui. Você
sente que você está perdido? Você reconhece que Cristo poderia justamente jogá-lo
fora, mesmo que você estava para lançar-se sobre a sua misericórdia? E você está agora
quase sem esperança? Ainda dizemos, seus convites são dirigidos aos pecadores, e
ninguém precisa deles mais do que você. Você está perdido sem ele: em seguida, fazer o
grande esforço para prendê-lo.Jó disse: "Ainda que ele me mate vou confiar nele." Você
pode dizer: ". Se eu perecer perecer, mas será que ao pé da cruz, olhando para Jesus" E
eu posso te dizer, meus amigos , que ninguém jamais pereceu lá, colocando toda a sua
confiança no Cordeiro de Deus. Amen -. Davidson .
Evangelho consagração não ir mais longe do que isso. Tudo querido e valorizado foi
deixado para trás, a fim de que ela pudesse servir a Deus. "Todas as coisas foram
contadas, mas a perda" de que ela poderia manter "uma consciência livre de ofensa para
com Deus e para com os homens." Ah! como esse crente, nos velhos tempos, quando
ainda o Salvador foi só tinha na promessa, envergonha muitos nestes últimos dias que
estão em posse da salvação acabada! Mesmo os prazeres dos sentidos, ea riqueza e
recompensas do mundo, mantê-los em um estado de indecisão e vacilação, se não de
indiferença absoluta, para a chamada e reivindicações do evangelho. Eles só vão tão
longe com Deus e seu povo, pois pode servir a seus próprios fins egoístas, e promover
os seus próprios interesses egoístas. Abnegação e auto-entrega não são palavras que
podem ser encontrados em seu vocabulário. Mas que não haja nenhum erro aqui. O
espírito exibido por Esther é o espírito exigido pelo Salvador, e sem a qual não podemos
ser seus discípulos. Você não pode ser chamado realmente a fazer o sacrifício, mas você
não pode dispensar o espírito de prontidão para fazê-lo. Sim, deve ter sido feito já em
espírito, como se em preparação para a sua execução real. Pelo amor de Cristo, a glória
do seu nome, e fidelidade a sua coroa, temos de ter colocado o mundo aos seus pés, e
consagrou a nossa vida a seu serviço. Quais foram as palavras que dirigiu à multidão
que foi atrás dele? Eles não são "palavras duras" quando faladas no meio de seu povo
ainda? "Se alguém vem a mim e não odeia seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e
irmãs, e sua própria vida, não pode ser meu discípulo; e qualquer que não levar a sua
cruz e não me segue, não pode ser meu discípulo. "
Pode ser que você pode cair no posto do dever. Você não tem nenhuma segurança
contra esta contingência. Os túmulos de muitos servos fiéis de Cristo, em casa e no
exterior, dar testemunho disso. Mas não são os homens, que preferem em vez de perecer
no posto do dever que têm a vida prolongada, com uma sensação de abandono, contados
dignos de dupla honra? O soldado que tem mantido uma posição perigosa no campo de
batalha, e escolheu, em vez de cair de fugir; o capitão que tem ido para baixo com seu
navio em sua ansiedade e esforços para salvar os outros; eo cristão que tem em conta o
futuro e não para o presente, melhor pode dar ao luxo de afundar a vida que agora está
na vida que está por vir. Os apóstolos, mártires e confessores, que caíram no posto do
dever, não terá motivo para lamentar a sua fidelidade no céu. Devem, por conseguinte,
tem uma coroa mais ricamente jóias, e brilhar no reino com um brilhante, a glória
completa. E oh! se lá ainda deve vir sobre a Igreja escuros e nublados dias, quando o
espírito de perseguição e hostilidade para com o povo de Deus, que não está morto, mas
apenas adormecido, será novamente despertados para tentar a fé dos homens e provar
sua firmeza, se em nossos próprios tempos ou as épocas de nossos filhos, ou os filhos
dos filhos, a perda e vergonha será deles que deixarem o estandarte da cruz, mas a honra
e recompensa estar na loja para eles que são "fiéis até a morte" a perda e vergonha para
aqueles que só será capaz de dizer em que dia "que temíamos e fugiu", mas honra e
recompensa de como será capaz de declarar "Nós amamos a Ti, Senhor, mais do que a
vida; nós lutamos e caiu. "Então, no espírito de Esther, vamos em frente no caminho do
dever e da religião por meio de dificuldade, perigo e do medo da morte. Deus irá nos
proteger, se for para o bem da sua Igreja e sua própria glória, e "se perecer, estamos
perecendo."
Há uma outra referência das palavras que, apesar de óbvio, não teríamos
ignoram. Há alguns que se consideram pecadores demais para ser salvo; alguns cuja
taça de iniqüidade é realmente quase completo, e que, quando despertou para um
sentimento de que, estão sobrecarregados com terror. O que eles devem fazer?Para onde
deve se valer a si mesmos? Nós não estamos surpresos que eles devem tentar reforma,
para onde há verdadeiro arrependimento sempre haverá renúncia ao pecado. Mas deixe-
o pecador ser nas próprias agonias da morte, recalcada sob a tremenda carga de
transgressão arrogante, e não ter tempo de sobra para reforma da vida, o que ele deve
fazer? para onde recolher-se? Temos de anunciar-lhe a grande verdade de que "o sangue
de Jesus Cristo, Filho de Deus, nos purifica de todo pecado", e que "o que vem a Deus
por ele de modo algum ser expulso." E com estas Escrituras sílabas em seus ouvidos e
se alojou em seu coração, não temos dificuldade em dizer a ele o que ele deve fazer,
nem para onde ele deve valer-se. Ele deve ir até o King-não aquele cuja ira ele tem a
temer, mas em cujo amor redentor ele tem que confiar; não espera até que ele é melhor,
mas pediu pela desesperança do seu caso para ação imediata, e lançar-se em todo o seu
desamparo consciente em sua misericórdia. O não! Não há esperança, não há ajuda, não
há remédio, não há refúgio para você, mas este. Olhe para onde você vai, tentar o
experimento que você pode, tudo o resto será em vão. Sua escuridão e desespero só vai
ser aprofundado para além deste. Mas ir ao Rei, e mesmo que sua escuridão será como a
meia-noite, não deve brilhar diante de uma estrela de esperança; e, apesar de seu
desespero se ainda como a morte, não deve ser despertado em você as pulsações de uma
nova vida. Você deve perecer se não o fizer. Você pode deixar perecer se o fizer. Então
deixe a sua vontade ser a de Esther, e Jesus vai se candidatar-lhe uma recepção cordial e
feliz. "Eu irei ter com o rei, e se eu perecer, pereci." - McEwan .
Vá reunir todos os judeus -Grande. é o poder da oração conjunta; agita o céu e faz
maravilhas. Oh, quando uma igreja cheia de pessoas boas devem fixar os lados e
ombros para trabalhar, quando eles devem despertar-se a si mesmos e lutar com Deus,
quando os pilares de incenso subirá à sua presença e suas vozes sejam ouvidas as vozes
de muitos águas, e como a voz de um grande trovão (Ap. 14:02), o que pode tais legiões
trovejantes ter nas mãos de Deus! Tê-lo, a: coelum tundimus, Preces fundimus,
extorquemus misericordiam, disse que os tomadores de oração primitivos (Rev.
9:13); as orações dos santos desde os quatro cantos da terra, som e fazer grandes coisas
no mundo; eles fazem o anel. Foi o discurso de um homem instruído, se há apenas um
suspiro vindo de um coração gracioso (quanto mais, então, uma saraivada de suspiros de
muitos bons corações junto!) Que enche os ouvidos de Deus, para que Deus ouve mais
nada .
Eu  e as minhas servas também jejuaremos -Ela. ela mesma estaria na cabeça deles,
como a rainha Elizabeth também disse a seus soldados no campo de Tilbury para o seu
conforto; e César usava dizer aos seus soldados, Go nós, e não ir para não vos-ite,
EAMUS sed; e, como disse Josué, eu ea minha casa serviremos ao Senhor (Josué
24:15). Moças de Ester deve fast-deve jejuar e orar ou eles não são empregadas para ela
-. Trapp .
"Cada dever do sujeito é o rei da; mas a alma de cada assunto é a sua própria
"-. Shakespeare .

Pensamentos Heroical fazem bem convir grandes ações. A vida nunca pode ser
melhor do que aventurou quando será o ganho de perdê-lo. Não pode haver uma lei
contra a desaprovação humilde dos males: onde a necessidade da Igreja de Deus nos
chama, não há perigo deve reter-nos de meios honestos de alívio.Profunda humilhação
deve abrir caminho para o sucesso de grandes empresas: Nós somos mais capazes de
misericórdia quando estamos completamente vazio.A doth fome curto, mas aguçar o
apetite; mas enquanto uma abstinência encontra a meio caminho da morte, para impedi-
lo. Bem que eles possam impor penitências afiadas aos outros que a praticam em si
mesmos. Era o rosto de Esther, que deve esperar ganhar Assuero; ainda que devem ser
maceradas com o jejum que ela possa prevalecer. Um coração cuidadoso teria mimado a
carne que poderia seduzir aqueles olhares impudentes; ela anseia-se que ela pode
agradar. Deus, e não ela, deve trabalhar o coração do rei. A fé ensina-la, em vez de
confiar em suas devoções de sua beleza -. Bispo Municipal .
Um conhecido autor escreveu um ensaio muito bonita sobre o poder da educação
para embelezar. Isso é absolutamente cinzelada os recursos; que tinha visto muitos um
nariz desajeitado e um par de lábios grossos assim modificado por esse despertar eo
sentimento ativo a ser irreconhecível. E colocá-lo por esse motivo que tantas vezes vejo
as pessoas, caseiros e sem atrativos na juventude, flor no meio da vida em um verão
indiano amaciado de boa aparência e tons suaves. A educação secular pode fazer
muito; mas a educação sagrada vai fazer muito mais. O poder de embelezamento
verdade para a mulher é o evangelho, é que o princípio de benevolência que sempre
infunde. Como nobre bonita, bem como grandiosamente heróico, deve Esther já
apareceu como ela resolve para salvar seu povo à custa de sua própria vida, se
necessário.
É com ele como com Esther em seu compromisso para os judeus. Se ela deve andar,
e que o rei não pregar o cetro de ouro para ela, ela era apenas uma mulher morta; mas,
em seguida, se ela não ir não havia outra maneira de salvar a ela e ao país da ruína, e,
portanto, ela é resolvida, "Eu irei ter com o rei, e se eu morrer eu morrer:" isso aqui, se
eu for para Cristo (pensa o pecador tremor), e tomar santuário em si, que pode ser a
justiça pode me buscar lá. Oh! mas se eu não for, então não há nada para mim, mas
certa destruição; Então ele resolve, irei a Cristo, eu vou prendê-lo, e se eu morrer eu vou
morrer lá; se ira aproveitar de mim, deve me encontrar nos braços de Cristo; se eu
morrer, vou morrer em seus pés. Quando Joabe tinha fugido para o refúgio para o
tabernáculo, e apegou-se às pontas do altar, Benaia, enviado para executá-lo, ordena-lhe
deixar o seu santuário: "Assim diz o rei: Sai daí." "Não", diz a Joabe, "mas eu vou
morrer aqui," se não há misericórdia para mim, nenhum remédio, mas eu tenho de
morrer, vou morrer aqui. Diz também a alma crente, mas se eu tenho de morrer, vou
morrer aqui; se a justiça ferir me deve me ferir com Cristo em meus braços; se ele me
matar, mas eu vou confiar nele; aqui eu vou morar aqui ou eu vou morrer; Eu não vou
sair do meu porão, embora eu morrer por isso -. Clarkson .
A trama sangrenta sendo assim colocada por Hamã, sequaz do rei, eis os passos de
sinal favorável de Deus, ea presença eminente para o seu povo e com o seu povo em
seus perigos mortais, e que em levantar-se neles um grande espírito de fé, oração, eo
pranto, ea levantando uma coragem e determinação inabalável em Esther: "E assim eu
vou ter com o rei, e se eu perecer, pereci" (Ester 4:16). Isso ela não fala
precipitadamente ou desesperadamente, como pródigo de sua vida, mas como alguém
disposto a sacrificar a mesma para a honra de Deus, a sua causa e povo, dizendo que
como mártir, "Posso morrer, mas uma vez por Cristo?" Esther tinha preferia morrer a
encolher a partir de seu dever. Ela achou melhor fazer dignamente e perecer de um
reino, que indignamente e perecer com um reino. Aqui era um poderoso preferência de
Deus em levantar coragem e resolução heróica de Ester acima de todos esses perigos
visíveis que fez assistir sua tentativa de ir ter com o rei contra a lei conhecida da terra
-. Brooks .
Eis-nos dispostos a sofrer nesta vida o pior que pode agradar te trazer sobre
nós; aqui estava a tua vara sobre nós; consumir-nos aqui, corta-nos em pedaços aqui, só
nos sobra na eternidade - St. Agostinho .
A resposta heróica de Ester poderia mandá-la para casa conteúdo pai adotivo. Foi a
recompensa completa de todo o seu cuidado em anos passados para ter uma filha digna
de Abigail e Ruth, e Deborah, e Hannah. Ela não agir por impulso, mas chegou a uma
resolução que não era para ser colocado em vigor durante três dias. É uma vantagem
para qualquer um, mais do que para uma mulher a um homem, a avançar rapidamente
na fase de um impulso quente; mas ela renunciou a essa vantagem, e olhou fixamente
para o pior problema. "Se eu morrer, eu morro." Sua resolução era humilde e
orante. Que aqueles que irão, desprezar reuniões de oração e pedidos
especiais; lembrando os jovens de Babilônia, ea empresa no cenáculo antes de
Pentecostes, os crentes podem dar ao luxo de sentar-se fácil em desprezo do
mundo. "Vós rápido para mim: eu e as minhas servas também assim jejuaremos."
Esse foi o segredo do heroísmo de Esther. Quando o terceiro dia chegou, ela se
vestiu com trajes reais, e não mostrar aos homens a jejuar; mas, entretanto, não havia
"outro rei", a quem ela poderia ir, sem demora, com quem ela poderia permanecer mais
tempo, e com quem ela poderia derramar todo o seu coração.A mera força de contraste
com o monarca exclusivo da Pérsia traz pensamentos reconfortantes e concurso do
Senhor Jesus, que não Debar da sua presença os cansados e oprimidos, mas os convida a
vir; que escolheu o coração contrito como sua morada terrena; que proclama como a
glória da sua casa acima que Ele enxugará todas as lágrimas.
Um harém é um lugar bastante triste, com a sua monotonia de um ano, seus ciúmes,
suas restrições dourados; mas quando, como a cortina cai agora, vemos Esther, com
lábios set-empresa, vai organizar uma longa reunião de oração com suas donzelas,
sentimos que esta rainha trouxe uma coisa boa em um lugar triste.A religião do coração
nunca é monótono. Mordecai também se move para casa com uma nova luz no rosto
forte, para reunir tal de seus irmãos como são na capital, para que possam fortalecer uns
aos outros na busca de "o Deus de Israel, o Salvador, que se esconde." Durante três dias
lá é o silêncio. Depois, veremos Ester e Mardoqueu novamente em seu lugar, agindo
com muita decisão e vigor; mas não nos esqueçamos esta "pausa mais completa do que
a fala," isto "abafar mais doce do que música." - AM Symington, BA .
Auto-devoção da mulher .-A coragem é uma graça feminina-coragem nobre e auto-
devoção. Estamos tão acostumados a associar coragem com força física que nós muitas
vezes não pensar nisso como eminentemente uma graça feminina quando a natureza
feminina foi totalmente desdobrado e treinado, mas é. O arrebatamento imprudente de
auto-esquecimento, que domina e inspira as pessoas e as nações, que é soberano sobre
obstáculo e dificuldade e perigo e resistência, que pertenceu ao coração da mulher desde
o início. No tempo inicial Pagan, no dese