Você está na página 1de 3

Basquiat e o movimento hip-hop [8/9 Ano]

Situação de Aprendizagem 1
Diagnóstica

Inicie a aula com uma situação de aprendizagem diagnóstica sobre o artista tema desta sequência didática
Jean-Michel Basquiat (1960-1988) e seu contexto. Proponha uma roda de conversa e inicie com perguntas
acerca do movimento Hip Hop. Sugerimos algumas perguntas mediadoras, que podem ser alteradas,
incrementadas e acrescidas outras durante a conversa.

Não é preciso que o(a) professor responda as questões, pois o mais importante é diagnosticar o que eles
conhecem sobre o assunto.
-----------------------------------------------------------------------
Roda de conversa

• Vocês conhecem o movimento Hip Hop?


• Como poderiam descrevê-lo?
• Quais linguagens artísticas integram o movimento?
• Você já viu alguma manifestação artística de Hip Hop em seu bairro? Qual(is)?
Obs:

Sabemos que o Hip Hop integra música (rap), dança (breakdance, breaking ou dança de rua) e artes visuais
(grafite), além de estilo de vestimenta e comportamento próprios. Todavia é mais interessante conduzir os(as)
estudantes a identificar as linguagens do que informá-los sobre elas (ao menos neste momento inicial).

Atividade:

Pergunte se os(as) estudantes participam ou convivem com algo relaciona à cultura Hip Hop.

1 - Peça que registrem o que ficou da conversa em seus cadernos de arte


2 - Realizem, para a próxima aula, uma pesquisa sobre as origens do movimento Hip Hop.

-----------------------------------------------------------------------------

Situação de Aprendizagem 2

1 - Converse com os(as) estudantes sobre a pesquisa que eles realizaram e ajude-os construir um panorama
sobre as origens do Hip Hop.

2 - Em seguida, apresente aos(as) estudantes uma curadoria educacional com obras de Jean-Michel Basquiat
(Data Show) . Promova a leitura das imagens. Investigue com os(as) estudantes a materialidade das obras,
suas formas e conteúdos. Durante o processo verifique se eles identificam a relação entre a obra do artista e o
movimento Hip Hop.

Mais informações sobre a vida e obra de Basquiat acesse:


https://www.infoescola.com/biografias/jean-michel-basquiat/

------------------------------------------------------------------------------------
Situação de Aprendizagem 3

Solicite aos(ás) estudantes que abram seus cadernos de arte e revejam os assuntos abordados nas últimas
aulas.

1 - Proponha que os(as) estudantes pensem: como seria uma obra de Basquiat se ele vivesse em sua
comunidade? Instigue-os a explorar a poética visual do artista por meio de um processo de criação que esteja
alicerçado em seu contexto.

A criação pode ser feita utilizando diferentes materialidades, sendo importante garantir a variedade de cores
no processo criativo. Ele pode durar mais de uma aula e pode-se fazê-lo explorando diferentes suportes,
dimensões e materiais.

OBS: É importante reforçar que a criação terá como alicerce, como base temática, o contexto dos
próprios(as) estudantes.

------------------------------------------------------------------

Situação de Aprendizagem 4

Proponha uma situação de fruição das obras, mas antes, converse com eles(elas) sobre as formas de
exposição. A relação arte-público é algo sobre o qual artistas e outros(as) profissionais do mundo da arte se
voltam. Uma obra grafitada em um muro da cidade e uma obra exposta no museu engendram diferentes
qualidades de contato, por exemplo.
Após definir com os(as) estudantes qual será a forma de exposição das obras, proponha que exponham
também um ou mais elementos de seus processos de criação

-----------------------------------------------------------------

Situação de Aprendizagem 5
Avaliação/autoavaliação

Avalie junto aos(ás) estudantes o percurso de aprendizagem experimentado. Peça para consultarem seus
diários de arte. O que descobriram durante o processo? Peça para compararem os primeiros registros com os
últimos. O que foi mais interessante? O que foi mais desafiador? Houveram colaboradores? Peça aos(ás)
estudantes que se auto avaliem e indiquem um conceito com base em seu processo de aprendizagem (não
apenas na obra criada e exposta), justificando-o. Essa também é uma situação de aprendizagem que pode ser
realizada oralmente com a participação de toda classe.

OBS: Para dar continuidade a essa sequência didática pode-se seguir o percurso rumo a outras linguagens
do Hip Hop e a referenciais artísticos brasileiros. A cidade de São Paulo é um grande polo do grafite, do
breaking e do rap, podendo indicar diferentes trajetórias de estudo.

--------------------------------------------------------------------------
Objetivos de aprendizagem

(EF07A01)
Utilizar os saberes sobre os elementos das artes visuais na própria produção e dialogar sobre o
tema .

(EF07A02)
Realizar produções, com intenção poética artística, escolhendo elementos da linguagem

(EF07A05)
Utilizar o processo simbólico no processo criativo.

(EF07A06)
Perceber relações entre arte, memória e identidade.

Matriz de saberes
Repertório Cultural 9
Saber
Desenvolver repertório cultural e senso estético para reconhecer, valorizar e fruir as diversas
identidades e manifestações artísticas e culturais e participar de práticas diversificadas de produção
sociocultural;
Para
Ampliar e diversificar suas possibilidades de acesso a produções culturais e suas experiências
emocionais, corporais, sensoriais, expressivas, cognitivas, sociais e relacionais, desenvolvendo seus
conhecimentos, sua imaginação, criatividade, percepção, intuição e emoção.

-----------------------------------------------------------------------------------
Referências
São Paulo (SP). Secretaria Municipal de Educação. Coordenadoria Pedagógica. Currículo da cidade
: Ensino Fundamental : componente curricular : Arte. – 2.ed. – São Paulo : SME / COPED, 2019.
Disponível em http://portal.sme.prefeitura.sp.gov.br/Portals/1/Files/50636.pdf Acesso em:
12/03/2019.

São Paulo (SP). Secretaria Municipal de Educação. Coordenadoria Pedagógica. Orientações


didáticas do currículo da cidade : Arte. – 2.ed. – São Paulo : SME / COPED, 2019. Disponível
em: http://portal.sme.prefeitura.sp.gov.br/Portals/1/Files/50742.pdf Acesso em: 12/03/2019.