Você está na página 1de 15

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE

Faculdade de Gestão de Recursos Naturais e Mineralogia (FAGRENM)

CURSO DE ENGENHARIA DE MINAS

3º Ano. Curso Diurno e Nocturno. Tete. 2020


Disciplina de Gestão de Recursos II

Tema:
 Estratégias genéricas de porter
 Indicadores de desempenho
Estratégias competitivas genéricas de porter
Através da análise e entendimento das cinco forças competitivas, seria
possível obter algum tipo de vantagem no mercado, estabelecendo
assim uma estratégia para conseguir isso. Ainda, é através dessas cinco
forças que será possível perceber de que maneira atua a competição
em determinado setor. Partindo disso, a meta da estratégia competitiva
para uma Organização é encontrar um posicionamento no setor onde
consiga melhor se defender ou mesmo influenciá-las em seu próprio
benefício.
Após o entendimento sobre as características de cada força competitiva
e de que forma atuam e interagem entre si, Porter propõe o segundo
grande conceito essencial para o entendimento da vantagem
competitiva, o conceito das “estratégias competitivas genéricas”.
Porter descreve estratégia competitiva como sendo sinônimo de
decisões, onde devem ocorrer ações ofensivas ou defensivas com a
finalidade de criar uma posição que permita se defender em um setor,
para conseguir lidar com as cinco forças competitivas e com isso
conseguir e expandir o retorno sobre o investimento.
Para obter vantagem competitiva e superar com sucesso seus concorrentes,
nas disputas do mercado, Porter propôs três tipos de estratégias competitivas
genéricas a serem adotadas pelas empresas:
• (i) Liderança em custo;
• (ii) Diferenciação e;
• (iii) Foco.
As empresas, de uma determinada indústria, com melhor desempenho são
aquelas que aplicam uma das três estratégias genéricas.
A escolha de uma dessas estratégias é influenciada pela indústria ou setor a
que a empresa pertence.
Liderança no custo:
É obtida através da capacidade da empresa fazer com que o seu custo
seja inferior ao dos concorrentes. Através de produção padronizada,
escala, minimização e controle das despesas gerais, sem contudo
comprometer de forma significativa a qualidade dos produtos e
serviços.
Esta estratégia é mais adequada quando a demanda do público
atendido é sensível a preço oferecendo produtos ou serviços a preço
baixo.
Diferenciação:
Na estratégia de diferenciação a empresa oferece seus produtos ou
serviços a todo o mercado com características que o distingam dos
oferecidos pelos concorrentes, sendo assim considerado único pelos
seus clientes.
As Organizações que optam pela estratégia de diferenciação precisam,
necessariamente, investir mais em pesquisa do que os líderes em
custos, além de possuírem melhores projetos de produtos. Ainda, na
maioria das vezes é necessário a utilização em seus produtos matéria-
prima mais cara e de melhor qualidade, bem como aplicar maior
investimento no serviço ao atendimento ao cliente.
Foco:
Esta estratégia é baseada na escolha do ambiente competitivo mais
estreito dentro de um determinado setor. Seleciona-se um segmento
ou grupo de segmentos da indústria que será atendido pela empresa,
excluindo outros.
A empresa assim procura obter uma vantagem competitiva nos
segmentos escolhidos, embora não possua uma vantagem competitiva
geral.
Esta estratégia tem a premissa de que a empresa será capaz de atender
seu alvo estratégico de forma mais efetiva ou eficaz do que seus
concorrentes.
Indicadores de desempenho e sua importância
para a gestão:
É uma ferramenta para a administração estratégica e performance da
empresa que permite acompanhar, avaliar, sugerir, decidir, interferir ou
mudar o rumo de um processo ou conjunto de atividades visando
atingir determinado objetivo.

Tipos de indicadores de desempenho :


• Indicadores de desempenho de processos
• Indicadores de desempenho estratégico
Tipos de indicadores de desempenho
• Indicadores de desempenho de processos, também chamados
de KPI (do inglês: Key Performance Indicator) estão focados em como
a tarefa é realizada, medindo seu desempenho e se estão
conseguindo atingir os objetivos determinados. Esse indicador deve
ser quantificável por meio de um índice (normalmente representado
por um número) que retrate o andamento do processo como um
todo ou em parte.
• Indicadores de desempenho estratégico tem a função de verificar se
a organização está alcançando os objetivos determinados pela alta
direção, os chamados objetivos estratégicos.
Tipos de indicadores de desempenho de
processos
• Indicadores de Eficiência
• Indicadores de Eficácia
• Indicadores de Capacidade
• Indicadores de Produtividade
• Indicadores de Qualidade
• Indicadores de Lucratividade
• Indicadores de Rentabilidade
• Indicadores de Competitividade
• Indicadores de Efetividade
• Indicadores de Valor
Eficácia é a relação entre os resultados obtidos e os resultados
pretendidos: fazer da melhor maneira, isto é: atingir os resultados
esperados.
Eficiência é relação entre os resultados obtidos e os recursos
empregados: fazer da melhor maneira utilizando a menor quantidade
possível de recursos.
Indicadores de Capacidade: Relação entre a quantidade que se pode
produzir e o tempo para que isso ocorra. Por exemplo: A montadora X
tem capacidade de produzir 200 carros por mês.
Indicadores de Produtividade: Relação entre as saídas geradas por um
trabalho e os recursos utilizados para isso. Exemplo: Um operário
consegue instalar 20 m2 de piso em uma hora. Um outro, consegue
instalar apenas 17 m2 de piso em uma hora, portanto, é menos
produtivo que o primeiro.
Indicadores de Qualidade: Relação entre as saídas totais, (tudo que foi
produzido) e as saídas adequadas ao uso, isto é, sem defeitos ou
inconformidades. Exemplo: 980 peças adequadas a cada 1.000
produzidas (98 % de conformidade).
Indicadores de Lucratividade: Relação percentual entre o lucro e as
vendas totais. Exemplo: Numa empresa foram vendidos R$ 200.000,00
em mercadorias e apurado um lucro de R$ 20.000,00. Portanto a
lucratividade é de 10%.
Indicadores de Rentabilidade: Relação percentual entre o lucro e
o investimento feito na empresa. Exemplo: Na mesma empresa do
exemplo anterior foram investidos R$ 500.000,00, com um lucro de R$
20.000,00. A rentabilidade foi de 4%.
• Indicadores de Competitividade: Relação da empresa com a
concorrência.
• Indicadores de Efetividade: Efetividade é a conjugação da eficácia
com a eficiência.
• Indicadores de Valor: Relação entre o valor percebido ao se receber
algo (um produto, por exemplo) e o esforço efetivamente despendido
para a materialização do mesmo.
OBS: Porque utilizar indicadores de
desempenho de processos.
• Disponibilizam a informação que o gestor necessita sobre cada etapa
do processo;
• Proporcionam maior exatidão na tomada de decisão pelo gestor;
• Tem por objetivo trazer mais eficiência e eficácia aos processos;
• Trazem mais rapidez, melhor compreensão e transparência ao
se divulgar resultados.
Obrigado !