Você está na página 1de 2

EM CADA SEMENTE UMA EMOÇÃO, UMA SURPRESA

“Cada semente guarda uma esperança, esperando para virar verdade.


As sementes armazenam possibilidades misteriosas e surpreendentes aos
olhos.
Cada semente é uma fonte, um desfecho, uma pausa da eternidade.
Ser semente é possuir todas as idades, todos os percursos, todas as histórias.
É preciso prezar a coragem das sementes. Apodrecer para inaugurar o fruto.
Cada semente, como a poesia, é um bilhete para viagens. É uma porta para
desembaraçadas paisagens” (Bartolomeu Campos de Queirós).

A semente é sempre fecunda, plena... Ela possui em si todos os germes de vida.


Ela contém uma força
interna, que, encontrando um ambiente propício, vai desabrochar,
crescer, produzir frutos...
A semente não tem sentido nela mesma... Dentro dela está presente,
potencialmente, uma árvore.
A semente se realiza morrendo, para ter mais vida... Sua vocação é transformar-
se em árvore: dá frutos,
acolhe, protege, purifica o ar, etc...
A semente precisa de um terreno propício (arado, limpo, adubado, regado) para
se desenvolver.
Mas a “vida” da semente não se desenvolve nem pela semente sozinha, nem pela terra sozinha.
A vida se desenvolve através da “relação” entre a semente e a terra.
A vida procede da relação mútua entre semente e terra. A semente tem vida porque está em
relação com a terra; a terra é fecunda para a vida só em relação com a semente.

Tudo tem um começo pequeno, humilde, simples, despretencioso...


Assim é a nossa vida: há dentro de nós todo um dinamismo, todo um processo
de crescimento e maturação que precisa de um ambiente propício.
(distribuir a cada um uma semente)
. EU SOU UMA SEMENTE. Sentir a semente de vida que eu tenho dentro de mim;
. EU TENHO UMA FORÇA INTERIOR que quer explodir;
. EU TENHO UMA RIQUEZA INTERIOR que quer se expandir;
. EU SOU UMA SEMENTE lançada com carinho, por Deus, na terra dos homens;
. EU SOU UM DOM; sou semente única, original, como uma identidade própria...

Não temos o direito de continuar eternamente sementes, guardadas no depósito;


corremos o risco de sermos comidos, abafados, destruídos, apodrecidos...
É necessário morrer para produzir frutos: “Se o grão de trigo não morre...”
Esta vida lançada em cada pessoa precisa crescer, abrir-se, romper a casca,
desabrochar-se para...
A semente não foi feita para ela mesma; na medida em que rompe sua casca,
ela vive.
Podemos permanecer sempre semente, sempre pequenos... Muitas vezes temos medo de romper a
casca; é doloroso; é mais tranquilo e seguro permanecermos dentro da casca, fechados em nós
mesmos...
A semente deve deixar o velho para renascer o novo.
A semente para ser fecunda, precisa passar pela escuridão da terra, passar pela dor, pela morte...
Isso leva a uma transformação, a uma vida nova, a gerar frutos...
Não desabrochar a força interior é continuar sendo semente, é isolar-se, é não relacionar-se com a
terra...
. EU SOU VIDA EM CRESCIMENTO. Sou chamado a crescer, a desenvolver as riquezas
pessoais, os
dons que recebi. A vida é uma saída de si, um desprender-
se...
. EU SOU UMA SEMENTE DE BOA QUALIDADE, que anseia ser mais, crescer, ser para...
A semente, por si mesma, cresce e produz frutos. Isto porque ela possui dentro
de si uma força irresistível
Quando alguém de fora rompe a casca da semente, ela não nasce
mais. O nascimento depen-
de unicamente da semente. Seu processo é lento, mas progressivo.
. EU SOU AQUELA SEMENTE QUE GERMINA SOZINHO. A força vem de dentro; sou eu que
devo
romper a casca; ninguém pode fazer isto por
mim.

A semente brota, se desenvolve, cresce, sem que se perceba. Não é um


processo forçado.
Cada planta tem seu ritmo de crescimento: umas mais lentas, outras
mais rápidas...
Devemos respeitar o crescimento de cada planta.
Cada um de nós também tem um ritmo próprio de crescimento, e Deus é o
primeiro a respeitar o nosso processo. Ele nos acompanha de acordo com o nosso
passo.
A semente nasce, cresce e tem uma direção (sol): para cima.
A subida é uma atitude de abertura, de busca de novos horizontes; é buscar o
essencial da vida, o seu sentido, o seu pólo de referência...
Nascemos para a transcendência, para Deus, para o bem, para o amor...
Não nascemos para rastejarmos pela chão qual erva daninha.
* Qual a DIREÇÃO que estamos dando à nossa vida?

A planta tem seu crescimento normal, mas limitado. Cresce quanto pode.
Nós crescemos quanto queremos. Nós somos ilimitados. Nós somos infinitos, porque somos
imagem e semelhança do Criador.
Nada nos condiciona, nos limita... Nós podemos ser mais, crescer mais, subir muito mais...
Nunca podemos nos acomodar; não há um teto para o crescimento.
Crescemos para Deus, para o Infinito.

Nossa vida não pode ser mais fechada. Nós que éramos a menor das sementes,
crescemos, desabrochamos
Estamos caminhando para o mais.
A semente não lamenta a sua pequenez. Ela possui a grandeza dentro dela. É só
fazer desabrochar.
Vivemos em terrenos (ambientes) que não nos permitem um pleno crescimento;
sofremos pressões, influências... que não nos deixam desenvolver nossos dons,
capacidades...
Somos chamados a crescer em todas as dimensões...

- Perguntaram a uma árvore cheia de frutos: “Por que tu não fazes nenhum barulho?”
- Ela respondeu: “Os frutos que eu carrego são minha melhor propaganda”