Você está na página 1de 20

MIOSHIE MONDOSHU

Volume 1 – Ohikari

Mioshie Mondoshu– Vol. 1 – Ohikari

ÍNDICE

PREFÁCIO.............................................................................................................................3

A ATUAÇÃO DO OHIKARI
A Luz Divina é transmitida por Deus a seu Ohikari por intermédio de Meishu-
Sama..............................................................................................................................3
Johrei em si próprio não modifica a força do Johrei..............................................................3
O Ohikari e a transmissão da Luz..........................................................................................4
A Luz Divina flui infinitamente do Mundo Espiritual...............................................................4

O RECEBIMENTO DO OHIKARI E SEU SIGNIFICADO


Todos podem receber o Ohikari............................................................................................5
O Ohikari possui a mesma vibração em qualquer Igreja.......................................................5
Quando o Ohikari é substituído.............................................................................................5
O que fazer com o antigo Ohikari..........................................................................................6
O Ohikari não pode ser emprestado......................................................................................6
Outorga do Ohikari a uma pessoa seriamente doente..........................................................6
Os Antepassados ficam contentes quando se recebe o Ohikari...........................................6
Receber Ohikari significa ter aprendido a maneira de salvar outros.....................................7

O OHIKARI E A FORÇA ESPIRITUAL


Quanto mais pessoas salvar e se aprofundar na fé, mais sua força espiritual
aumentará......................................................................................................................7
Meishu-Sama nos ensina as diferenças individuais apesar de receber o
mesmo Ohikari, pela comparação com uma lâmpada elétrica.....................................8
Meishu-Sama nos orienta, também, sobre a existência de diferença na força
da Luz Divina dependendo da convicção religiosa de cada pessoa.............................9
Deus concede maior poder espiritual àqueles que se dedicam mais...................................9
O Johrei se torna mais forte à medida que o corpo e a alma se tornam mais
puros..............................................................................................................................9
Adquirimos maior força quando servimos a Deus...............................................................10
Poder do Ohikari de alguém que tenha abandonado a Igreja.............................................10
Diferença entre o "Ohikari Daikomyo" e o "Ohikari" ...........................................................11
Quando um fiel com Ohikari ministra Johrei a uma pessoa portadora de
Ohikari Daikomyo.........................................................................................................11
1
TEMPO E QUALIFICAÇÃO PARA RECEBER OHIKARI
Induzir alguém a se incorporar à nossa Igreja é uma ofensa a Deus.................................11
Não se deve forçar ninguém a receber o Ohikari................................................................12
É errado receber o Ohikari como lembrança.......................................................................12
Não é permitido às crianças de colo receber o Ohikari.......................................................13
Qualificação para receber Ohikari "Daikomyo"....................................................................13

SITUAÇÕES EM QUE SE TORNA NECESSÁRIO RETIRAR O OHIKARI


Mesmo na pesca, deve-se levar o Ohikari..........................................................................13
Não se deve tirar o Ohikari, exceto para o banho...............................................................14
O Ohikari é outorgado para que o tragam no pescoço.......................................................14
Ohikari: Pendurá-lo ao pescoço...........................................................................................14
O Ohikari e a natação..........................................................................................................15
Mesmo para nadar é melhor levar o Ohikari.......................................................................15
Esquecer o Ohikari é sinal de muita distração....................................................................15

OS CUIDADOS NO TRATO COM O OHIKARI


O que fazer com o Ohikari quando é objeto de descuidos..................................................15
O Ohikari deve ser reconsagrado de imediato....................................................................16
Providências cabíveis quanto a um Ohikari caído no vaso sanitário..................................16
Quando o Ohikari cai no vaso sanitário deve-se pedir perdão e receber outro
novo.............................................................................................................................16
Ohikari perdido e achado após orar pedindo perdão..........................................................17
Há significado na perda do Ohikari......................................................................................17
Como Deus é meticuloso Ele repreende manuseios errados do Ohikari...........................18
Vontade Divina oculta na queima de uma Ohikari..............................................................18
O cordão do Ohikari também pode ser corrente.................................................................18
Invólucro e cordão devem ser de seda................................................................................19
Pode-se embrulhar o Ohikari para não molhá-lo.................................................................19
O que fazer com o Ohikari quando o membro falece..........................................................19
Manter o Ohikari no pescoço do falecido............................................................................19
Outorga do Ohikari ao morto que desejava recebê-lo.........................................................19
Guardar como recordação o Ohikari de quem assim o desejou antes de
morrer...........................................................................................................................20
Ohikari de quem abandonou a Igreja deve ser queimado...................................................20

2
PREFÁCIO

Acreditamos que os senhores membros estejam buscando, junto a seus Ministros e


Superiores, Ensinamentos e orientações para a solução dos vários problemas que se
apresentam ao servirem na Obra Divina. Por isso ficou decidida a publicação, em séries
sucessivas, de uma coletânea de Ensinamentos recebidos diretamente de Meishu-Sama
em forma de perguntas e respostas, e de outros que julgamos necessários a todos os
senhores.
Esperamos que essa coletânea venha se constituir num verdadeiro guia, para que a
tenham sempre em suas mãos.

Em julho de 1968

Departamento Doutrinário

A ATUAÇÃO DO OHIKARI

A Luz Divina é transmitida por Deus a seu Ohikari por intermédio de Meishu-Sama
(As perguntas deste tópico são de um freqüentador)

PERGUNTA: O Senhor nos falou sobre o poder de cura do JOhrei. É este o próprio Poder
de Deus, com o qual Ele o agraciou?
MEISHU-SAMA: É o próprio Poder de Deus. É Deus quem cura.
PERGUNTA: É este Poder conferido a todos os discípulos?
MEISHU-SAMA: Sim. O Ohikari é outorgado a todos os discípulos. Quando um deles
recebe o Ohikari e o pendura ao pescoço, liga-se a mim através de um elo espiritual
invisível - um cordão de Luz. Então, também começa a irradiar a Luz Divina. É esta Luz
que purifica, que cura. Existe um bom número de pessoas que vêem essa Luz.
PERGUNTA: Sei que o Senhor tem o poder de curar. O Senhor poderia também fazer
alguém ficar doente, como, por exemplo fazer uma pessoa ter uma dor de cabeça?
MEISHU-SAMA: Não, eu não posso fazer isto, pois a Luz Divina é positiva; é bondade
absoluta. Prejudicar os outros é mau, porque acarreta sofrimento. É certo que no
processo de ministrar Johrei para alívio de uma dor, esta dor, por vezes, se torna mais
forte, mas isto apenas temporariamente. É um processo de purificação.

22 de junho de 1952

Johrei em si próprio não modifica a força do Johrei

PERGUNTA: Eu gostaria de lhe perguntar sobre o Johrei. A Divina Luz que vem através
do Senhor atinge os caracteres escritos no Ohikari e exerce influência sobre a nossa
alma?
MEISHU-SAMA: Sim, exerce. Seria mais correto, entretanto, dizer que a Luz Divina
produz efeito sobre todo o espírito.
PERGUNTA: O sangue é materialização do espírito e caso eu tenha algum mal significa
que tenho sangue impuro e ele estará também circulando em minhas mãos. A Luz Divina
é irradiada pelo corpo físico. No caso do Johrei em mim mesmo estarei ministrando-o com

3
as mãos nas quais estará circulando sangue com impurezas. Qual então a influência
deste último sobre a Luz Divina ou na eficácia do Johrei?
MEISHU-SAMA: A Luz Divina que é transmitida por mim, e através de você, por
intermédio do seu Ohikari é a Luz enviada por Deus. Ela nada tem a ver com seu sangue.
A Luz Divina é mais intensa quando passa através da palma da mão.
PERGUNTA: Quando o Senhor diz que a Luz Divina irradiada através da palma da mão é
mais intensa, o Senhor quer dizer que o Johrei não pode ser irradiado através de
nenhuma outra parte do corpo?
MEISHU-SAMA: Não, não pode. O corpo humano foi criado para transmitir o Johrei dessa
maneira. Para ministrar Johrei, levanta-se a mão, e a Luz Divina que impregna o Ohikari
se transmite à palma da mão através do braço. É este o sistema pelo qual funciona o
Johrei no corpo físico; foi assim que Deus criou o Homem.
PERGUNTA: Existe alguma diferença entre o Johrei ministrado em si próprio e o Johrei
ministrado nos outros?
MEISHU-SAMA: É a mesma coisa.
PERGUNTA: Se eu ministrar Johrei em mim mesmo, poderá a Luz Divina alguma vez se
tornar mais fraca?
MEISHU-SAMA: Não, ela é a mesma.

1º de dezembro de 1953

O Ohikari e a transmissão da Luz

PERGUNTA: É correto pensar que a Força emitida por Deus passa pelo Ohikari, penetra
em nosso corpo através do cordão do Ohikari e sai pelas mãos?
MEISHU-SAMA: Não, não é. A Luz Divina atinge primeiramente o seu Ohikari através do
Elo Espiritual, para em seguida, penetrar em seu corpo, sendo então canalizada através
de sua mão. O cordão do Ohikari pode ser de metal. Existe um importante significado
espiritual em trazê-lo pendurado no pescoço. Durante a guerra, os soldados tinham o seu
Ohikari arrancando quando, trocando de camisa, seus superiores o notavam. Dei-lhes
então, permissão de usar o Ohikari sob seu cinto. Isso aconteceu devido às
circunstâncias especiais, mas ninguém deve fazer alterações sem permissão.

18 de setembro de 1948

A Luz Divina flui infinitamente do Mundo Espiritual

PERGUNTA: Supondo que em cem anos, o Senhor, Meishu-Sama, passe para o Mundo
Espiritual, o que acontecerá ao poder do Johrei, então?
MEISHU-SAMA: Não haverá a menor diferença, pois terei a capacidade de canalizar a
Luz Divina, do Mundo Espiritual. Será, com toda certeza, mais fácil canalizar a Luz
estando lá, enquanto que, neste mundo, o meu corpo físico é uma espécie de
impedimento.

04 de outubro de 1952

(respondendo a pergunta semelhante)

MEISHU-SAMA: Disseram-me: "Cura-se as doenças através do Ohikari, mas quando o


Senhor nos deixar, não haverá quem prepare o Ohikari e portanto tudo estará acabado".
Eu, então, respondi: "Pare de falar sem sentido! Do Mundo Espiritual poderei manifestar
4
essa força infinitamente. Logo, não haverá diferença." Quem me perguntou balançou a
cabeça, sem entender nada.

05 de novembro de 1953

O RECEBIMENTO DO OHIKARI E SEU SIGNIFICADO

Todos podem receber o Ohikari


(As perguntas deste tópico são de freqüentador)

PERGUNTA: Que espécie de treinamento é necessário para receber o Ohikari e poder


ministrar Johrei?
MEISHU-SAMA: Não se requer nenhuma treinamento especial, se não o de acompanhar,
concluindo, nosso Curso de Iniciação, que usualmente tem a duração de 3 a 5 dias.
Concluído o Curso de Iniciação, recebe-se o Ohikari, e, imediatamente pode-se passar a
ministrar Johrei.
PERGUNTA: Devemos primeiramente estar convencidos de que os Ensinamentos são
verdadeiramente palavras de Deus?
MEISHU-SAMA: Não, não é necessário. Você pode, no começo, estar cético e isso não
terá importância, por maior que seja o seu ceticismo. Na realidade, você estaria sendo
desonesto consigo próprio se afirmasse que acredita em tudo, desde o comecinho. E
insistir com alguém para acreditar no que não consegue, é contribuir para sua própria
decepção. Não existe o menor poder humano envolvido no Johrei. Essa força emana,
pura e simplesmente de Deus.
PERGUNTA: Então, as pessoas só poderão receber o Ohikari quando o Senhor julgá-las
aptas a ministrar o Johrei?
MEISHU-SAMA: Não, isso nada tem a ver com meu julgamento pessoal ou algo
semelhante.

22 de junho de 1952

O Ohikari possui a mesma vibração em qualquer Igreja

PERGUNTA: Existem Igrejas que fazem os que vêm transferidos de outras Igrejas
receberem um novo Ohikari. Isso é correto?
MEISHU-SAMA: Isso está errado. O Ohikari não é diferente em nenhuma Igreja. Do jeito
que você falou, não fica parecendo que o Ohikari é diferente em cada Igreja?

03 de agosto de 1949

Quando o Ohikari é substituído

PERGUNTA: Quando, por alguma razão, o Ohikari tem de ser substituído, o que o fiel
deve fazer com o antigo? Há algum procedimento especial a ser seguido?
MEISHU-SAMA: Não, nada existe de especial.
PERGUNTA: É suficiente agradecer a Deus pelas graças recebidas através do Ohikari
primitivo?
MEISHU-SAMA: Sim, isto é suficiente.
5
08 de setembro de 1951

O que fazer com o antigo Ohikari

PERGUNTA: Quando um Ohikari é substituído por outro, posso deixar meu filho usar o
antigo até que ele tenha idade suficiente para frequentar o Curso de Iniciação?
MEISHU-SAMA: Não, de maneira alguma deve fazer isso.

28 de março de 1950

O Ohikari não pode ser emprestado

PERGUNTA: Recentemente, tive permissão de receber o OHIKARI "DAIKOMYO". Será


que posso deixar um dos membros da minha família usar o meu Ohikari "Komyo" antigo?
MEISHU-SAMA: Não, não pode fazer isto. Como o Ohikari foi dado pessoalmente a você
e como foi você quem recebeu as graças especiais e proteção através do mesmo, deve
guardá-lo consigo.

18 de maio de 1950

Outorga do Ohikari a uma pessoa seriamente doente

PERGUNTA: Quando uma pessoa está doente, em condições de saúde realmente


precárias, e deseja receber o Ohikari, está certo outorgar-lhe, ou o Ohikari é algo
demasiado precioso para ser dado a alguém que não possa freqüentar normalmente o
nosso Curso de Iniciação?
MEISHU-SAMA: Se o desejo dessa pessoa for ardente e realmente sincero, está correto
outorgar-lhe, desde que lhe possam ser dadas as devidas explicações e ela tenha
adquirido suficiente compreensão espiritual sobre a Igreja Messiânica Mundial. Aliás, se
possível, o melhor seria conservar a pessoa doente no aposento da casa onde esteja o
Altar.

16 de julho de 1949

Os Antepassados ficam contentes quando se recebe o Ohikari

PERGUNTA: Uma senhora, recentemente, recebeu o Ohikari na Igreja de Beppu. Desde


então, ela tem realizado Cultos em memória de seus Antepassados e entes queridos que
estão no Mundo Espiritual. Certo dia, cerca de um mês após ter-se filiado à nossa Igreja,
em sua casa, quando orava em frente ao Altar dos Antepassados, repentinamente, entrou
em transe. O espírito de sua mãe incorporou-se a fim de se comunicar. Eis o que disse:
"Até agora tínhamos recebido pouquíssimos Cultos em nossa memória, e por isso temos
sofrido no Mundo Espiritual, errando como nômades, sem descanso. No entanto, agora
que você recebeu o seu Ohikari de valor inestimável e tem feito Cultos em nossa
intenção, isso nos tem ajudado imensamente, e todos nós estamos gratíssimos. Gostaria
de vê-la prosseguir nesta Fé e orar por nós". Em seguida, o espírito se retirou. O Senhor
acha que esta foi uma experiência espiritual verdadeira?
MEISHU-SAMA: Sim, acho. Aquela mãe deve ter estado em busca da verdade. Agora,
que a encontrou através da filha, bem posso imaginar a sua felicidade. Quando os

6
descendentes se integram na Obra Divina, é o que de melhor pode acontecer aos
Antepassados e entes queridos no Mundo Espiritual.

08 de março de 1948

Receber Ohikari significa ter aprendido a maneira de salvar outros

PERGUNTA: Está aqui um estudante, com 27 anos de idade. Ele tornou-se fiel da nossa
Igreja em 1944. Ele é muito tímido. Qual a melhor maneira dele superar esta condição?
MEISHU-SAMA: A melhor coisa que ele pode fazer, é praticar virtudes ocultas,
continuamente. Ser tímido significa ter a alma fraca, isto é, sua alma não possui suficiente
força espiritual. Neste caso, quando outro espírito se aproxima dele através do elo
espiritual, seu espírito se apavora. É como uma árvore de raízes pouco profundas, que
facilmente cai diante de um vento forte. Quando o seu espírito se fortalecer, ele deixará
de se assustar. Quando sua fé se fortalecer, ele se libertará da presente condição.
Quando fortalecer o seu pensamento e conseguir entregar tudo nas mãos de Deus, se
convencendo de que Ele sempre o ajuda, em qualquer situação, superará sua fraqueza
de espírito.
Quanto mais a pessoa se aprofunda na Fé e sua compreensão espiritual se eleva, menos
ela se apavora, mesmo num terremoto. Naturalmente, se apavora no início, pois ela
também é um ser humano; mas logo se controla e nada mais sente, relaxando e ficando
calma. Isto acontece porque sabe que está protegido por Deus.
A melhor coisa que a pessoa referida acima pode fazer é ajudar tantas pessoas quantas
for possível, para receber delas vibrações de gratidão. Assim, poderá robustecer sua
alma.
Não é suficiente apenas filiar-se à Igreja. Filiar-se à Igreja significa que o fiel aprendeu a
maneira mais eficaz de conduzir os outros para a trilha da verdadeira salvação. Assim
sendo, ele experimentará verdadeiras bênçãos, ao ajudar tantas pessoas quanto possível,
após terminar o Curso de Iniciação.
Concluir o Curso significa apenas ultrapassar os portões. Depois disto, deve prosseguir,
atravessando o hall de entrada e caminhar até atingir e entrar no aposento mais interno.

1949

O OHIKARI E A FORÇA ESPIRITUAL

Quanto mais pessoas salvar e se aprofundar na fé, mais sua força espiritual
aumentará

PERGUNTA: Todos os fiéis usam igualmente o Ohikari, mas parece que o seu poder
varia grandemente de acordo com o indivíduo. Qual a razão para isso?
MEISHU-SAMA: É verdade. Existem grandes diferenças no poder do Johrei de acordo
com cada pessoa que o ministra. Estas diferenças derivam das variações em intensidade
da energia espiritual de cada um. Falando genericamente, os membros que por mais
tempo e mais vezes têm ministrado Johrei são canais mais poderosos. Quando eu
ministro Johrei num caso difícil - como numa pessoa que já tenha recebido Johrei de
outros por cerca de um ano ou dois, sem obter resultados - essa pessoa, provavelmente,
ficará curada após dois ou três Johrei. Existe uma grande diferença no poder do Johrei,
de acordo com o indivíduo ... E é natural que haja esta diferença.
7
Outro ponto importante para a força espiritual é a consciência (kokoro) de cada um. Se
alguém diz a si próprio, após se filiar à Igreja: "Agora eu compreendo que coisa
maravilhosa é poder participar da Obra Divina. Tantas pessoas sofrem infernalmente com
tantos problemas. Precisamos ajudar tantas quantas for possível". Naturalmente, o Johrei
desta pessoa torna-se poderoso e dá bons resultados. Se alguém diz: "É bom eu receber
muitas graças nesta Religião e estar protegido. Isto é o que eu queria", o Johrei
ministrado por ela não será forte e, conseqüentemente, não será tão efetivo.
Outro fato sobre o Johrei é que um indivíduo de vontade firma, de caráter obstinado, pode
ministrar Johrei muito eficaz. Naturalmente, esta é uma condição inerente ao indivíduo.
Sobretudo, o principal fator é a sinceridade (makoto) que o fiel possui. Uma pessoa que
sente a necessidade de ajudar, porque não pode ver uma outra pessoa sofrer sozinha,
ministrará Johrei mais eficaz. Se alguém ministra Johrei com motivos egoístas, como: "Se
eu puder ajudá-lo, quem sabe ele me recompensará" ou "Poderei melhorar de posição" ou
"Terei mais influência" - certamente seu Johrei não será tão eficaz, embora apresente
resultado. Além do mais, o Johrei atua na exata proporção da atitude espiritual do
messiânico que está servindo como canal. A pessoa cujo sentimento está em harmonia
com a Vontade de Deus recebe Dele maiores bênçãos e a Luz que transmite é mais
intensa. A Luz Divina que alcança cada fiel através do elo espiritual é sempre a mesma,
mas canalizada através do corpo humano, manifesta uma diferença de força, de acordo
com a atitude espiritual de cada indivíduo. Pode-se entender melhor ao vermos que a
água limpa, ao correr por um local poluído, fica suja e se passar por um lugar limpo, não
tem porque se sujar.
De maneira mais fundamental, posso dizer que tudo isto tem relação com o despertar
para níveis mais profundos de sabedoria (satori). Quando a sua compreensão progredir e
você se aprofundar na Fé, a força espiritual também será mais poderosa.
Digo aprofundar, mas isso não tem realmente limite. O seu crescimento poderá ser
comparado a uma pirâmide (aqui Meishu-Sama fez a forma com dois cigarros). Mais ou
menos aqui (/\_) fica o nível espiritual normal de uma pessoa ativa. Quando o indivíduo
alcança este nível (/\-), a altura de sua sabedoria é elevada, e sua força espiritual se torna
muito maior. Neste nível (/\¯) e daqui para cima, é onde o indivíduo consegue perceber o
mistério do Universo; é o nível de iluminação chamado KENSHINJITSU (o nível no qual o
indivíduo discerne claramente a Verdade). O ponto mais alto, o pico da pirâmide, é
posição exclusivamente de SUSHIN, o Onipotente Deus, da qual Ele tudo vê, e tudo sabe.

23 de julho de 1949

Meishu-Sama nos ensina as diferenças individuais apesar de receber o mesmo


Ohikari, pela comparação com uma lâmpada elétrica.

O Ohikari é como um ponto retransmissor da força espiritual, ou seja, é como uma


lâmpada elétrica. Essa lâmpada recebe energia da mesma fonte geradora mas conforme
o usuário a força transmitida será de 100 watts ou de apenas 10 watts. Depende da
atuação da pessoa.
A força espiritual do fiel é totalmente diferente de qualquer pessoa que não seja
messiânica. Se alguém que não é membro tentasse canalizar a Luz, seria como tatear no
escuro, onde não houvesse nenhuma lâmpada. Mesmo que ela tivesse feito algum
treinamento espiritual, a sua Luz não passaria da claridade de uma lanterna.

08 de abril de 1948

8
Meishu-Sama nos orienta, também, sobre a existência de diferença na força da Luz
Divina dependendo da convicção religiosa de cada pessoa.

A Luz Divina canalizada através do Ohikari é sempre poderosa, mas se manifesta mais
intensa, conforme o indivíduo que o traz consigo. Uma pessoa cuja Fé seja forte,
canalizará Luz também forte.
De acordo com os hábitos diários e a atitude espiritual do indivíduo, a maneira como o
Ohikari é tratado é diferente, o que também traz diferenças na atuação da Luz. Desta
forma, a intensidade da força pode oscila numa mesma pessoa. Naturalmente, a Luz
Divina em si mesma é sempre intensamente poderosa, mas é bom lembrar que seus
efeitos dependem das condições e da situação acima citada. Em suma, há permanente
influência da convicção religiosa de cada pessoa.

1º de agosto de 1953

Deus concede maior poder espiritual àqueles que se dedicam mais

PERGUNTA: Gostaria de indagar-lhe a respeito de uma pessoa que está servindo à


Causa Divina. Parece-me que a força do seu Johrei é perfeitamente poderosa. No
entanto, tem-se notado, freqüentemente, que sua personalidade e moralidade não têm
sido muito dignas de louvor. Eu sinto que, se o poder do Johrei é uma prova de que a
vibração espiritual da pessoa também é forte, semelhante pessoa deveria ter também um
caráter nobre. Poderia tomar a capacidade de cura como um barômetro da
personalidade?
MEISHU-SAMA: Eis uma pergunta difícil, que não pode ser respondida em uma única
frase. Existe uma diferença no poder do Johrei entre os fiéis mais antigos e os mais
novos. Assim como alguns indivíduos que aparentam bondade podem ter negatividade
em seus corações, outros que não aparentam esta bondade, muitas vezes, possuem forte
sentimento de amor e espírito dedicado. Igualmente existem aqueles que ministravam
Johrei muito eficaz, mas hoje são canais fracos, por causa do seu "ego" e falta de
humildade. Existem pessoas que recebem muita ajuda de Deus, devido aos bons serviços
prestados no passado.
Mesmo as pessoas boas e generosas não receberão ajuda de Deus em alto nível se não
estiverem prestando um real servir à Causa Divina. Em suma, aqueles que prestaram e
continuam prestando bons serviços à difusão da Obra Divina, recebem de Deus maior
poder espiritual, ao passo que aqueles que aparentam ser ótimas, se não produziram
frutos na dedicação à Obra Divina, não receberão nenhuma força. Os olhos humanos não
podem desvendar a Verdade e ninguém, exceto Deus, pode enxergar as profundezas dos
corações e das mentes de outras pessoas. Todos que alcançaram esta compreensão,
chegaram ao entendimento da verdade acerca de Deus.

1949

O Johrei se torna mais forte à medida que o corpo e a alma se tornam mais puros

PERGUNTA: Eu gostaria de fazer-lhe algumas perguntas sobre o pensamento (sonen).


Muitos dos nossos membros julgam que a eficácia do Johrei é a mesma vinda de todos os
que usam o Ohikari. Está certo isto?
MEISHU-SAMA: Se pensarmos que devemos manter tal e tal pensamento este
procedimento será muito constrangedor. Deve-se agir natural e livremente, deixando-se
fluir, espontaneamente, todo o sentimento que brota de si. Haverá momentos em que nem
sequer se estará conscientizado da graça que lhe foi concedida de participar da Obra
9
Divina e ocasiões que se sentirá tão feliz e agradecido, que nem saberá expressar em
palavras os seus sentimentos. Isto é humano e está certo. Porém, o ponto básico
importantíssimo é o sentimento de gratidão.
PERGUNTA: Quando explicamos em público que todos os fiéis podem igualmente
canalizar a Luz Divina, se torna muito incoerente discorrer sobre a importância de manter
sentimento correto - o sentimento de gratidão - que é o ponto diferencial. E quando
começamos a penetrar na importância do pensamento (sonen) correto ...
MEISHU-SAMA: É melhor não abordar essa questão em tais ocasiões. Também, se
disserem que, se (os membros) não mantiverem o pensamento, não receberão graças,
isso representa uma imposição e não pensamento. O pensamento é uma coisa
espontânea, que flui livremente. Se eles reagem: "ainda que tenham dito que a força do
Johrei é igual para todos os fiéis, eu não penso desta maneira", esta é a pura expressão
do seu sentimento espiritual, de sua consciência. É uma atitude DAIJO. É correto explicar
sobre a importância do correto pensamento (sonen) mas isto depende do momento, e da
natureza da pergunta formulada. Não costumo tocar nesse assunto. Falei sobre isso,
hoje, porque, vindo ele à baila em forma de indagação, senti-me no dever de respondê-la.
PERGUNTA: Sobre o pensamento de que o uso do Ohikari purifica nosso pensamento
(sonen) ...
MEISHU-SAMA: É verdade que o nosso pensamento se torna mais puro com o uso do
Ohikari. Igualmente, é verdade que se recebe maior proteção e força através do Ohikari,
se possuir correto discernimento espiritual. Não podemos afirmar unilateralmente qual
seja a melhor maneira.
PERGUNTA: O Senhor quer dizer que quanto mais puro o corpo espiritual e quanto mais
se eleva, mais forte é a Luz que a pessoa pode emitir?
MEISHU-SAMA: Sim. Eis porque não podemos afirmar o que é mais correto.

1º de agosto de 1953

Adquirimos maior força quando servimos a Deus

PERGUNTA: A força espiritual do Ohikari de cada Ministro difere de intensidade?


MEISHU-SAMA: Sim, é diferente. A força varia de acordo com o nível espiritual do
Ministro. Seu grau de discernimento espiritual, seu caráter e experiência também
contribuem para essa variação. No entanto, aqueles que prestam maiores serviços à
Causa Divina, transmitem maior poder. Este é um ponto importante, pois, servir à Obra
Divina é o maior trabalho que alguém pode executar. Não podemos afirmar que um
Ministro é sempre o melhor canal. Isso é semelhante às diferenças de habilidade, caráter
e motivação entre alunos graduados na mesma escola.

28 de maio de 1948

Poder do Ohikari de alguém que tenha abandonado a Igreja

PERGUNTA: Existem pessoas que abandonaram a Igreja mas ainda assim continuam
usando seu Ohikari e ministrando Johrei. Parece que obtém resultados. Qual a razão
disto?
MEISHU-SAMA: Isto, em uma palavra, significa INÉRCIA - A lei da inércia em ação. O
seu Johrei poderá continuar fazendo efeito temporariamente, mas deixará de fazê-lo,
completamente, com o decorrer do tempo.

18 de setembro de 1948

10
Diferença entre o "Ohikari Daikomyo" e o "Ohikari"

PERGUNTA: Qual é a diferença do efeito entre o Ohikari Daikomyo e o Ohikari?


MEISHU-SAMA: Os próprios caracteres indicam a diferença. "DAI" significa expandir, ou
crescer. Os caracteres são coisas misteriosas. Quando escrevo semelhantes letras, o
próprio espírito de Deus é transmitido às mesmas através do pincel que uso: Eis porque
as letras que escrevo emitem Luz.

8 de julho de 1948

Quando um fiel com Ohikari ministra Johrei a uma pessoa portadora de Ohikari
Daikomyo

PERGUNTA: Pode um fiel comum ministrar Johrei a um Ministro que esteja usando um
Ohikari Daikomyo?
MEISHU-SAMA: É perfeitamente correto. Em tais situações, espiritualmente, há uma
transformação de quem recebe. A pessoa que ministra o Johrei fica, extraordinariamente,
na condição de poder transmitir a Luz Divina a seus superiores. Devo lembrá-los ainda
que em qualquer situação, jamais retirem o Ohikari do pescoço.

08 de julho de 1948

TEMPO E QUALIFICAÇÃO PARA RECEBER OHIKARI

Induzir alguém a se incorporar à nossa Igreja é uma ofensa a Deus

Relatório de um fiel: "Tornei-me membro da Igreja em junho de 1948 e em dezembro


tive a Imagem da Luz Divina entronizada em minha casa. Fiz tudo isto sem o
consentimento de minha esposa. Cerca de dez meses mais tarde, ela também se tornou
membro. No entanto, no dia seguinte, retirou o Ohikari do pescoço. Pouco depois,
enfureceu-se comigo porque eu havia passado a noite na Igreja e no outro dia cometeu
um sacrilégio com o seu Ohikari. Fiquei chocado com semelhante coisa e diante do Altar
pedi perdão a Deus. Compreendo que fui culpado. Por favor, perdoe-me".
MEISHU-SAMA: Esta é uma nota pedindo perdão, não é?
MINISTRO: Sim, e devo dizer-lhe que o Ohikari da referida senhora foi rasgado.
MEISHU-SAMA: Rasgado? Quem fez isto? A esposa?
MINISTRO: Sim. Ela o rasgou, amarfanhou os pedaços feito uma bola, e estava a ponto
de queimá-lo.
MEISHU-SAMA: É verdade? Ela é membro de alguma outra religião?
MINISTRO: Ouvi dizer que ela já pertenceu a outra religião.
MEISHU-SAMA: Por acaso o marido se refere à destruição do Ohikari quando menciona
"alguma coisa sacrílega"?
MINISTRO: Sim, é o que ele quer dizer.
MEISHU-SAMA: Quer dizer que a esposa fez isto depois de ter assistido ao Curso de
Iniciação?
MINISTRO: Sim, ela assim o fez. Talvez ela estivesse enciumada pelo fato do marido ter
permanecido fora de casa a noite anterior. Parece que a esposa estava possuída por um
desses espíritos de raposa.
11
MEISHU-SAMA: O marido, por acaso, foi membro de alguma outra organização
religiosa?
MINISTRO: Penso que há algum tempo ele foi seguidor da religião inari - cuja deidade é a
raposa - deusa das colheitas.
MEISHU-SAMA: Compreendo. Se a esposa agiu daquela maneira porque estava
possuída por uma entidade baixa, isso não podia ser evitado. No entanto, ela precisa se
arrepender e mudar. De qualquer forma, o marido não a obrigou a assistir o Curso de
Iniciação antes que ela compreendesse o inteiro significado da Igreja Messiânica
Mundial?
MINISTRO: Parece que assim foi.
MEISHU-SAMA: Deve ser isso. Ele errou agindo assim. Não me admira que ela tenha
rasgado e amarfanhado o seu Ohikari! Foi até um ato sincero.
É completamente compreensível que tenha acontecido tal coisa. Não se deve forçar
ninguém a assistir à Aulas de Iniciação. Ninguém deve ser pressionado, jamais, para
ingressar na nossa religião, nem mesmo a esposa ou os filhos de um membro. Fé é uma
coisa que nasce, que brota de dentro do coração.
Deve-se aceitar para as aulas somente pessoas que desejam ardentemente receber o
Ohikari. É uma blasfêmia que alguém se ligue à nossa Igreja somente para agradar a
outra pessoa ou porque foi compelida a isto, pois em tais casos se formam máculas em
seu Ohikari.
Sendo forçada a receber o Ohikari, essa pessoa o tratará muito displicentemente. Ela
estará desprezando Deus. Não existe nada mais sacrílega do que isto. É completamente
errado outorgar um Ohikari a alguém que não tenha procurado nossa Igreja por sua livre e
espontânea vontade.
Assim sendo, deixemos essa senhora como está, aguardemos até que ela por si mesma
compreenda que cometeu um grave erro e comece a se sentir arrependida em seu
coração, a ponto de desejar ter permissão, novamente, para se ligar à nossa Igreja. Isso é
realmente muito importante.
Pequena diferença de pensamento pode levar a grandes diferenças nos resultados.
Devemos prestar muita atenção nesse ponto.

Não se deve forçar ninguém a receber o Ohikari

PERGUNTA: Minha mulher recebeu o Ohikari em outubro de 1948. No entanto, ela não
gosta desta religião e não usa mais o Ohikari. Quando lhe perguntei porque, então, havia
recebido o Ohikari, ela respondeu que assim fizera para evitar minha desaprovação. É
correto ignorar sua posição? O que devo fazer para conduzí-la a Fé?
MEISHU-SAMA: Isso aconteceu por causa da afobação. Sua esposa está dominada por
um espírito negativo e é ele que provoca contrariedades. Ela tem que ultrapassar essa
fase, por si mesma. Por isso, não é bom força-la.
O Ohikari deve ser usado somente quando a pessoa o deseja de todo coração. Quando
sua esposa manifestar o desejo de usá-lo, isso significa que a entidade negativa
enfraqueceu.
Deixe-a sossegada. Não lhe diga coisa alguma. Comporte-se como se não se importasse
que ela acredite ou não em nossa Religião. Com o tempo ela mudará.

1949

É errado receber o Ohikari como lembrança

PERGUNTA: Minha filha de 26 anos e eu entramos juntas para a Igreja, no dia 16 de


janeiro de 1946. Naquela ocasião, ela era professora, e se casou no dia 28 de março de
12
1947. No dia do seu casamento, como uma lembrança pela data, nós fizemos com que
seu marido recebesse o Ohikari, tendo ficado feliz. No decorrer desse ano, ela começou a
purificar e voltou para minha casa, ficando comigo cerca de quatro meses. Ele mudou de
idéia e deixou de usar seu Ohikari.
Mais tarde, minha filha teve várias espécies de purificações. Em cada vez, ela dizia:
"jamais vou usar o Ohikari outra vez, mesmo que neste momento você exale o último
suspiro".
Ninguém da família dele tem qualquer compreensão sobre nossa Igreja. Devido a tal
situação, minha filha me parece insegura todo o tempo. Está certo deixá-la com tais
pessoas? Desejo fazer-lhe esta pergunta porque estou muito preocupada.
MEISHU-SAMA: Foi um grande erro de sua parte fizer seu genro receber um Ohikari
simplesmente como lembrança de casamento. Isto foi uma blasfêmia; você fez do Poder
Divino um simples presente. Uma pessoa deve unir-se a uma Fé somente quando seu
sentimento for tão intenso, que ela possa agir de outra maneira. Coerção, nesses casos, é
um grande erro. Com a contínua prática de boas ações e acúmulo de virtudes, deixando o
resto nas mãos de Deus, certamente haverá merecimento da graça divina.

17 de setembro de 1949

Não é permitido às crianças de colo receber o Ohikari

PERGUNTA: É permitido a uma criança de um ano de idade freqüentar o Curso de


Iniciação e receber o Ohikari?
MEISHU-SAMA: Não, um bebê não pode freqüentar nosso Curso de Iniciação. Quando
ele crescer e ultrapassar a idade de usar fraldas, pode então receber o Ohikari infantil e,
depois de completar o nível escolar primário, terá permissão para receber o Ohikari
normal.

23 de agosto de 1949

Qualificação para receber Ohikari "Daikomyo"

PERGUNTA: Mesmo um Ministro-Adjunto pode receber Ohikari Daikomyo?


MEISHU-SAMA: Pode. Só não se pode outorgá-lo a pessoas comuns ...

23 de junho de 1949

SITUAÇÕES EM QUE SE TORNA NECESSÁRIO RETIRAR O OHIKARI

Mesmo na pesca, deve-se levar o Ohikari

PERGUNTA: Um fiel, suja profissão é pescador, não leva o Ohikari quando sai para
pescar, receando que ele se molhe, mas não pode ministrar Johrei durante a jornada.
Qual o procedimento correto para semelhante situação?
MEISHU-SAMA: Ele está agindo erradamente. Pode envolver o Ohikari com papel-
gordura ou mesmo papel emborrachado. Quando sai para pescar é que o Ohikari se torna
importante.
04 de março de 1949
13
Não se deve tirar o Ohikari, exceto para o banho

PERGUNTA: Sempre que receber Johrei, o membro deve estar usando seu Ohikari?
MEISHU-SAMA: Recebendo Johrei ou não, você não deve tirar seu Ohikari em momento
algum. Está certo tirá-lo para tomar banho. Fora isto, você deve usá-lo dia e noite, não se
separando dele nem mesmo por um minuto.

03 de abril de 1950

O Ohikari é outorgado para que o tragam no pescoço

PERGUNTA: Minha esposa, atualmente com 53 anos, está recebendo Johrei desde
1943, mas a sua paralisia de treze anos se agravou, não podendo nem caminhar, além de
ter emagrecido muito. Por causa do descontrole das suas necessidades fisiológicas, todos
estão deveras constrangidos. Apesar de a tratarmos com carinho, reconhecendo que ela
está carregando a afinidade negativa de toda família, receamos algum incidente
desagradável motivado pelo referido controle e tiramos-lhe o Ohikari. Será que ela
receberá graças? Acontecimentos desta natureza com a minha esposa serão reflexos da
minha pouca fé? Ou posso considerá-los como purificações?
MEISHU-SAMA: Você está cometendo um grave engano. Creio que ela não sujará o
Ohikari. Afinal, necessidades fisiológicas são fezes e urina, não é? Basta não deixar o
Ohikari ficar tão baixo. O Ohikari deve ser pendurado no pescoço. É para trazê-lo no
pescoço que se recebe. O fato de existir nele um cordão em forma de alça é para
pendura-lo no pescoço. Se assim não se fizer não se receberá graças nem proteção.
Existem pessoas que acham o Ohikari precioso demais e não o usam. Não há nada mais
errado. O Ohikari deve ser tirado somente por ocasião do banhoo e em mais nenhuma
outra. Nem por um momento se deve distanciar dele. Muitas vezes, não acontece de
pessoas se acidentarem? O motivo é o Ohikari. No presente caso, também, o problema
fundamental é que ela não está usando o Ohikari. Agora, começou a se derreter a bola de
toxinas, mas a situação deveria ser diversa. Mesmo que ela tenha que passar por tudo
isso, Deus irá aliviá-la. Aliás, deveria estar bem mais aliviada. O que você tem a fazer é
deixá-la ficar com o Ohikari e Deus cuidará de impedir a possibilidade dele se sujar.

08 de janeiro de 1951

Ohikari: Pendurá-lo ao pescoço

PERGUNTA: Um fiel deixou seu Ohikari no bolso da camisa. Sua esposa,


desconhecendo este fato, mergulhou a camisa na água para lavá-la. Ela se sentiu muito
mal ao perceber o que havia feito e trouxe o Ohikari do marido até a Igreja. O que se deve
fazer a este respeito?
MEISHU-SAMA: O marido deve pedir perdão a Deus de todo o coração. Sua atitude para
com seu Ohikari não foi correta e isto aconteceu para que ele pudesse se conscientizar
do fato. O Ohikari deveria estar pendurado no pescoço quando trocasse de roupa. Se ele
estivesse agindo corretamente, isso não aconteceria. No entanto, ele deixou seu Ohikari
no bolso da camisa, como se tratasse de um utensílio qualquer, o que revela atitude
pouco respeitosa. Que ele coloque o Ohikari perante o Altar e peça, de coração, perdão a
Deus.

05 de outubro de 1951

14
O Ohikari e a natação

PERGUNTA: Quando o fiel vai à praia banhar-se, é admissível deixar o Ohikari em casa?
MEISHU-SAMA: Onde vai deixar o Ohikari é a sua própria casa? Isto não é muito
recomendável. No vestiário do balneário, na sua parte superior, deve haver prego ou algo
saliente, onde poderá ser colocado o Ohikari. Nessas ocasiões, um prego é a melhor
coisa. Mas, pode também se dirigir a alguma barraca de venda e pedir que ali seja
guardado, pendurado num prego e recomendando cuidado, por se tratar de Ohikari.

01 de setembro de 1952

Mesmo para nadar é melhor levar o Ohikari

PERGUNTA: No caso de crianças que vão nadar em rios e mar próximos, ou vão de trem
a praias distantes, qual o procedimento quanto ao Ohikari?
MEISHU-SAMA: Ao deixar em casa o Ohikari, é melhor pendurá-lo em algum local do
destino. Principalmente nesta época, em que têm aumentado muito os desastres de trem.

19 de julho de 1949

Esquecer o Ohikari é sinal de muita distração

PERGUNTA: É muito errado ministrar Johrei quando se tenha esquecido de colocar o


Ohikari?
MEISHU-SAMA: Certamente. Isto é errado. Acima de tudo, tal comportamento é
inadmissível. Esquecer de usar o Ohikari, é, em si mesmo, uma prova de que esta pessoa
tem muito pouca consciência espiritual.

03 de abril de 1950

OS CUIDADOS NO TRATO COM O OHIKARI

O que fazer com o Ohikari quando é objeto de descuidos

PERGUNTA: Recentemente, um dos nossos membros novos deixou o seu Ohikari cair,
acidentalmente, sobre o pé, na clínica do seu local de trabalho. Eu peço perdão por ele,
por causa disto?
MEISHU-SAMA: Você disse que isto ocorreu na clínica. Quer dizer que isto aconteceu
quando ele estava tirando a roupa, a fim de se submeter a um exame médico?
PERGUNTA: Sim, foi isto. Há ainda outra pergunta que gostaria de fazer. Um quadro,
trazendo a sua escrita, o que estava na parede da sala de Johrei, caiu no chão do tatami.
Peço sinceramente perdão. Isto é algum tipo de aviso?
MEISHU-SAMA: O membro deve pedir ao Ministro para orar com ele, pedindo perdão a
Deus perante o Altar da Igreja, e então, ter seu Ohikari reconsagrado. A fim de fazer isto,
o Ohikari deve ser colocado no "sambo", levado ao Altar na frente ao GOSHINTAI, para
então pedir perdão a Deus. Isto é tudo. Naturalmente, é um aviso. Só vocês pensarem
bem a respeito, serão capazes de deduzir porque foi isto que aconteceu.
PERGUNTA: Que devo fazer para reconsagrá-lo?
15
MEISHU-SAMA: Quanto ao Ohikari, peça para o Ministro-responsável da filial purificá-lo.
Como deve estar entronizada a Imagem de Deus, coloque o quadro perante o Atar, sobre
o "sambô". Ore, pedindo perdão a Deus.

1º de março de 1954

O Ohikari deve ser reconsagrado de imediato

PERGUNTA: Um dos nossos membros, que se filiou à Igreja em fevereiro de 1950,


deixou seu Ohikari-Komyo cair enquanto trabalhava no campo, em novembro de 1953.
Ele só percebeu o fato cerca de uma hora depois. O Ohikari estava um pouco sujo.
Profundamente consternado com o acontecido, pediu perdão a Deus com toda
sinceridade e o recolocou novamente. Mas diz que ainda se sente culpado. O que deveria
ele fazer nestas circunstâncias? Aliás, este homem havia ficado cego de ambos os olhos.
Depois que começou a receber Johrei, recobrou a visão. Ainda não pode ler jornais, mas
consegue caminhar sozinho.
MEISHU-SAMA: Porque não me perguntou na ocasião? E ele continua usando o Ohikari
durante todo esse tempo?
MINISTRO: Sim, exatamente.
MEISHU-SAMA: Quando tal coisa acontece, deve-se tomar providências imediatas. Usar
um Ohikari que caiu no chão e deixar para pedir a sua reconsagração mais tarde, está
fora de ordem. A única coisa que ele poderá fazer agora é pedir um novo Ohikari. Se ele
tivesse vindo assim que tal fato aconteceu, seu Ohikari antigo poderia ter sido
reconsagrado e purificado. Mas, o fato de tê-lo usado todo este tempo não faz o menor
sentido, não está de acordo com a Lei da Ordem. Ele deve solicitar um novo Ohikari.
Quanto ao Ohikari antigo, poderá guardá-lo em lugar especial e algum dia pô-lo em
moldura.
O fato do Ohikari ter caído se deve ao cordão se ter desprendido no local de costura, não
é?
MINISTRO: O cordão é de nylon, mas partiu-se por endurecimento.
MEISHU-SAMA: Quando o cordão estiver fraco, convém trocá-lo. É necessário averiguar
sempre o estado do cordão.

1º de fevereiro de 1959

Providências cabíveis quanto a um Ohikari caído no vaso sanitário

PERGUNTA: A pergunta talvez seja desrespeitosa, mas gostaria de saber quais


providências a tomar quando o Ohikari cai no vaso sanitário?
MEISHU-SAMA: O correto é recolhê-lo e queimá-lo

1º de maio de 1953

Quando o Ohikari cai no vaso sanitário deve-se pedir perdão e receber outro novo

PERGUNTA: Um fiel, por descuido, ou por não ter colocado invólucro no Ohikari, ou por
ter-se partido o cordão, deixou seu Ohikari cair no vaso sanitário. Qual a providência a
tomar?
MEISHU-SAMA: Para isso não há reparo. Obviamente, deverá receber um novo Ohikari.
PERGUNTA: Para queimar esse Ohikari, por parecer desrespeitoso fazê-lo no jardim
seria melhor incinerar dentro de um braseiro?
16
MEISHU-SAMA: Não há necessidade disso. Poderá ser feito no jardim.

05 de outubro de 1951

Ohikari perdido e achado após orar pedindo perdão

PERGUNTA: Esta pergunta é sobre um fiel de 70 anos de idade. Ele perdeu seu Ohikari
e depois o encontrou. Isto aconteceu há cerca de dois anos atrás.
Ele perdeu seu Ohikari no alto de uma montanha. Naquela noite, antes de deitar-se, orou
e pediu perdão a Deus com toda a sinceridade. Durante a noite teve um sonho, no qual
viu claramente seu Ohikari pendurado num arbusto espinhoso. Na manhã seguinte, ele
voltou à montanha e encontrou seu Ohikari exatamente onde vira no sonho. E mais:
durante aquela noite havia chovido torrencialmente, mas o Ohikari não estava
absolutamente molhado.
Desejo expressar em seu nome profunda gratidão a Deus, por esta grande proteção.
MEISHU-SAMA: É interessante. Aquele sonho lhe foi proporcionado pelo seu Espírito
Guardião, a fim de ajudá-lo a localizar o seu Ohikari. Neste caso, não houve nenhum
significado espiritual sério na perda do Ohikari. Isto aconteceu por ele não ser tão
cuidadoso como deveria ao usá-lo. Não existe significado mais profundo do que este.

1º de dezembro de 1952

Há significado na perda do Ohikari

PERGUNTA: Esta pergunta é sobre um homem de 55 anos de idade que se filiou à Igreja
no dia 21 de setembro de 1952. Ele perdeu seu Ohikari no dia 21 de outubro. Desejo
pedir perdão por ele e ao mesmo tempo fazer-lhe uma pergunta: uma semana antes de
se filiar à Igreja, seu forno a lenha se incendiou. Dois ou três dias depois disto, irrompeu
fogo numa estufa na qual não havia fogo. A lenha empilhada em torno da estufa queimou-
se toda mas, felizmente, nada mais foi destruído; e a casa não sofreu dano algum.
No dia em que seu Ohikari se perdeu, ele estava em casa. Ele se lembra de que estava
usando o Ohikari ao meio dia, mas só percebeu que o havia perdido quando lhe pediram
Johrei à noite. Ele não se recorda de tê-lo tirado; ele deseja pedir perdão e saber qual é o
significado da perda do Ohikari. Ele morou muito tempo no exterior e gosta de caçar
cobras. Há algum relacionamento com a matança de cobras?
MEISHU-SAMA: Não há nenhuma relação do fogo com as cobras. O que foi que ele fez
depois disso?
MINISTRO: Pediu perdão a Deus e está se preparando para receber novo Ohikari.
MEISHU-SAMA: Está bem encaminhado. O fogo foi muito benéfico. Conforme lhe disse
há pouco, desde que ele não estava bem preparado espiritualmente, primeiramente as
impurezas tinham de ser removidas através do fogo. Ele foi purificado até o ponto de
tornar-se apto a se unir à Obra Divina. A perda do Ohikari tem outro significado que nada
tem a ver com cobras. Quando alguém perde o seu Ohikari ou o macula, ação que diminui
sua vibração, nisto existe um profundo significado espiritual, que pode variar de natureza.
Este homem tinha muitas máculas. Precisamos compreender que o seu Ohikari foi
perdido a fim de que as máculas fossem removidas. Parte das máculas foram removidas
através do fogo, mas ainda não foi o suficiente.
Existem diferentes espécies de pecados, inclusive aqueles cometidos por Antepassados
enquanto viveram neste mundo. Alguns ancestrais, compenetrando-se deste fato,
dedicaram-se tenazmente na prática de boas ações e, devido a seus atos virtuosos, seus
descendentes tornam-se qualificados para servirem na Obra Divina.

17
No caso deste homem, não podemos interpretar a perda do Ohikari no sentido negativo,
mas sim, neste bom sentido.

1º de dezembro de 1952

Como Deus é meticuloso Ele repreende manuseios errados do Ohikari

PERGUNTA: Ao colocar o Ohikari no invólucro, um fiel o fez ao contrário, (significando


inversão das partes superior e inferior) e recebeu de Deus uma repreensão. Quando, por
conta própria, lavou o invólucro e colocou o Ohikari ao contrário, também recebeu uma
repreensão de Deus e uma purificação. Ao reparar o engano e corrigir a posição, ele logo
se curou.
MEISHU-SAMA: Deus é muito meticuloso. Creio que isso significa Lei.

1º de agosto de 1951

Vontade Divina oculta na queima de uma Ohikari

PERGUNTA: Eu gostaria de fazer-lhe uma pergunta sobre uma senhora de 42 anos, que
se filiou à Igreja em 1947 e que não está muito firme da prática da Fé. Há alguns dias ela
chegou em casa, regressando de uma rápida saída, tirou o Ohikari e, distraidamente, o
pendurou em um prego ao lado de uma cômoda. Passado algum tempo, ela observou que
o Ohikari havia caído do prego, talvez devido a uma corrente de ar proveniente da janela
aberta. Infelizmente, embaixo havia um braseiro com restos de carvão ainda aceso e seu
Ohikari se queimou. Gostaria de fazê-la receber um novo Ohikari. Existe algum significado
espiritual neste fato?
MEISHU-SAMA: Sim, definitivamente, há um significado. O fato dela pendurar o Ohikari
ao lado da cômoda mostra quão pouca compreensão ela tem da natureza do Ohikari ou
do significado da Obra da Luz Divina. Portanto, não há necessidade alguma dela possuir
Ohikari. Não é necessária a outorga do Ohikari a quem não se mostra digno de possuí-lo.
Deus queimou o Ohikari dessa senhora, por esta razão. Quando as pessoas tratam o seu
Ohikari sem o devido respeito, este tipo de coisas sempre acontece.
Se esta senhora vier a compreender a extensão do seu erro, deverá pedir perdão a Deus
profunda e sinceramente, e frequentar novamente o Curso de Iniciação. Se assim não se
compenetrar, é melhor deixar de fazer parte do corpo de membros da Igreja. Ela não pode
ser fiel somente pela metade. Se realmente desejar participar da Obra Divina, deve prová-
lo com suas ações, e com o procedimento correto.

28 de agosto de 1949

O cordão do Ohikari também pode ser corrente

PERGUNTA: No verão ardente, as mulheres gostam de usar roupas mais leves e


decotadas. Se elas pudessem usar o Ohikari preso por uma corrente, ela até serviria de
adorno. Isso é admissível?
MEISHU-SAMA: Sim, pode-se usar corrente substituindo o cordão.

18 de abril de 1950
18
Invólucro e cordão devem ser de seda

PERGUNTA: O invólucro e o cordão do Ohikari devem ser de seda?


MEISHU-SAMA: O invólucro precisa ser de seda. O cordão também deve ser de seda.
Caso prefiram corrente, podem utiliza-la.

08 de setembro de 1951

Pode-se embrulhar o Ohikari para não molhá-lo

PERGUNTA: A pergunta é proveniente de um trabalhador das minas submarinas de


Nagasaki. Na mina há infiltração, e água barrenta pinga como se fosse chuva. Esse
mineiro vai receber o Ohikari, mas está preocupado com o que possa acontecer de
desrespeitoso com ele. Em tais casos, como podemos resolver o problema?
MEISHU-SAMA: Poderá envolver o Ohikari em papel impermeabilizado.

02 de novembro de 1949

O que fazer com o Ohikari quando o membro falece

PERGUNTA: Quando um membro falece, o que sua família deve fazer com o seu
Ohikari? Por favor, explique-me qual dos seguintes procedimentos é o melhor:
a - Deixar o Ohikari com o corpo quando o mesmo for ser cremado.
b - Deixar o Ohikari com o corpo quando este for enterrado.
c - Jogar o Ohikari em um rio.
d - Providenciar para que o Ohikari seja queimado, a pedido, num santuário, num templo,
ou devolvê-lo à Igreja.
MEISHU-SAMA: Qualquer uma dessas soluções está correta. No entanto, é melhor
permitir que o Ohikari permaneça pendurado no pescoço do falecido. No Mundo
Espiritual, ele receberá, então, um maravilhoso tratamento.

25 de junho de 1949

Manter o Ohikari no pescoço do falecido

PERGUNTA: Em caso de falecimento de um fiel, o que devemos fazer com o seu


Ohikari?
MEISHU-SAMA: O Ohikari poderá ser cremado junto com o corpo.

28 de março de 1949

Outorga do Ohikari ao morto que desejava recebê-lo

PERGUNTA: Esta pessoa faleceu recentementede tuberculose. Desde algum tempo, ela
vinha desejando receber um Ohikari-Komyo, mas isto não se concretizou por vários
impedimentos. Os outros membros de sua família desejam solicitar este Ohikari agora,
com a finalidade de colocá-lo em seu IHAI. O que se deve fazer?
MEISHU-SAMA: Está certo solicitar o Ohikari e pode colocá-lo ao lado de seu IHAI. Mas
conserve-o lá só por um ano, até o primeiro aniversário de sua morte.

19
É bom fazer isto por ele, já que o desejava tão ardentemente. Ele poderá ainda ter este
apego. Quando se fizer isto por ele, sua alma ficará descansada e satisfeita, porque
eliminará o apego.

1º de março de 1952

Guardar como recordação o Ohikari de quem assim o desejou antes de morrer

PERGUNTA: Meishu-Sama, o Senhor nos disse que quando um fiel morre, é bom que o
seu Ohikari permaneça com ele. Mas, que devemos fazer se um moribundo expressa a
vontade de deixá-lo como recordação antes de morrer?
MEISHU-SAMA: Se for vontade do falecido, faça conforme ele deseja e conserve-o como
recordação; caso contrário, o seu espírito não ficará tranqüilo.
PERGUNTA: Como devemos tratar o seu Ohikari?
MEISHU-SAMA: Mande fazer uma caixa especial, feita com material especialmente bom,
coloque o nome do falecido na mesma e guarde o Ohikari dentro dela.

01 de abril de 1951

Ohikari de quem abandonou a Igreja deve ser queimado

PERGUNTA: Existem membros que, ao decidirem se retirar da Igreja, devolvem o seu


Ohikari. Quando isto acontece, como é que devemos agir?
MEISHU-SAMA: A melhor coisa a se fazer é colocar o Ohikari no Altar, pedir perdão a
Deus por aquela pessoa, e então providenciar para que seja consumido pelas chamas.

18 de janeiro de 1949

20