Você está na página 1de 21

TUDO SOBRE A UERJ

Prof. Thuany (Língua Portuguesa)


A prova
A prova do Exame de Qualificação, comum a todos os candidatos
inscritos, terá como objetivo avaliar as habilidades e as competências
fundamentais para o ingresso no ensino superior e para o exercício pleno
da cidadania. A prova do Exame de Qualificação constará de questões
objetivas de múltipla escolha, versando sobre os conteúdos básicos das
seguintes áreas de conhecimento: a) Linguagens; b) Matemática; c)
Ciências da Natureza; d) Ciências Humanas.

OBS: É proibida a consulta ao livro de literatura indicado, durante a


realização da prova.
aLGUMAS DATAS IMPORTANTES
DOS RESULTADOS
De acordo com o número de acertos na prova, o candidato
poderá ser aprovado ou reprovado no Exame de Qualificação,
recebendo um dos 5 (cinco) conceitos, ao qual será atribuída
uma pontuação, conforme o quadro abaixo:
A pontuação obtida pelo candidato no Exame de Qualificação
será acrescida ao seu resultado no Exame Discursivo. O resultado
do Exame de Qualificação será divulgado na data e local
informados no calendário.
O candidato aprovado no Exame de Qualificação estará apto a
realizar o Exame Discursivo, segunda fase do Vestibular Estadual
2021, e somente nesta fase fará opção pelo curso e, se for o
caso, pelo sistema de cotas.
CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
do nosso calendário
27/01 - 03/02 - 10/02- 17/02 - 24/02-
Monitoria: Revisão Monitoria: Revisão da Monitoria: Revisão
Monitoria: Revisão; Monitoria: Revisão;
aula anterior + Figuras de Linguagem
Gêneros; Aulas noturnas: Aula Noturna: Cont,.
Polifonia e (metáfora,
Aula noturna: intertextualidade: metonímia,personificaç Usos do verbo: da aula anterior;
Introdução do curso + reformulação, ão, hipérbole, antítese,
paráfrase, paródia, eufemismo, ironia); tempo, modo,
Perspectivas
citação; diálogo, Aula Noturna: aspecto, voz; formas
enunciativas: quem discurso relatado; Cont.,Relações
afirmativa,
enuncia, a quem inferência, semânticas.
pressuposição e interrogativa e
enuncia, espaço,
subentendido
tempo; vozes;
negativa
Aula noturna: Cont,
modalização aula anterior +
Relações semânticas;

27 de janeiro a 26 de fevereiro.
Perspectivas enunciativas: quem
enuncia, a quem enuncia, espaço,
tempo; vozes; modalização.
A Enunciação
A enunciação é o ato de produzir enunciados, que são
realizações linguísticas concretas. Certos enunciados não têm
por finalidade a designação de um objeto ou um evento do mundo,
mas referem-se a si mesmos, ou seja, não tem uma função
referencial, mas autorreferencial. Em outras palavras, há certos
fatos linguísticos que só são entendidos em função do ato de
enunciar. Por exemplo:
1. Os dêiticos: É um elemento linguístico que indica o lugar (Aqui, lá…)ou o tempo em que o
enunciado é produzido ou então os participantes de uma situação de produção do
enunciado, ou seja, de uma enunciação. São dêiticos os pronomes pessoais que indicam os
participantes da comunicação Eu/Tu; Os marcadores de tempo (agora, hoje, ontem). Um
dêitico só pode ser entendido dentro da situação de comunicação e, quando aparece, num
texto escrito, a situação enunciativa deve ser explicitada.
“Estive aqui hoje e não consegui encontrá-la”.

➔ É possível identificar quem esteve lá, para quem a pessoa escreveu a mensagem, e quando
ela esteve lá à procura de uma determinada pessoa?
Logo, não se pode saber o que significam o eu, o você e o hoje da mensagem, pois falta o
conhecimento da situação de comunicação.
pERSPECTIVAS ENUNCIATIVAS...
Um texto constitui um todo coerente, uma unidade comunicativa
articulada a uma situação de ação e destinada a ser compreendida e
interpretada como tal por seus destinatários. E são exatamente os
mecanismos enunciativos que contribuem para a manutenção da
coerência pragmática (interativa) do texto, ou seja, para o
esclarecimento dos posicionamentos enunciativos e traduzem as
diversas avaliações sobre alguns aspectos do conteúdo temático, que
visam a orientar a interpretação do texto de seus destinatários.
Para Análise
Provas UERJ
100% orgânica.
Inspirada no verão da
Califórnia.
Ao formular sua crítica,o
personagem demonstra
certo distanciamento em
relação à arte moderna.
Uma marca linguística que
expressa esse
distanciamento é o uso
de:
(A) terceira pessoa
(B) frase declarativa (C)
reticências ao final (D)
descrição do objeto
Na primeira estrofe, é possível observar a ocorrência de um recurso discursivo indicado pelos
vocábulos "me" e "consigo". Esse recurso pode ser definido como:
(A) emprego de duas figuras de estilo
(B) presença de mais de um enunciador
(C) reiteração da ótica do sujeito poético
(D) alusão à diversidade de personagens
Modalização
A modalização diz respeito à expressão das intenções e
pontos de vista do enunciador. É por intermédio da
modalização que o enunciador inscreve no enunciado seus
julgamentos e opiniões sobre o conteúdo do que
diz/escreve, fornecendo ‘pistas’ ou instruções de
reconhecimento do efeito de sentido que pretende
produzir.
As frases ‘A’, ‘B’, e ‘C’ de cada grupo de exemplos abaixo diferem quanto à
modalização, conforme se depreende das formas ou procedimentos em itálico, que são
marcas de modalização.
1a) É possível que chova no carnaval. (Suposição)
1b) É necessário que chova no carnaval. (Necessidade)
1c) Vai chover no carnaval.
2a) Garanto que eles foram ao cinema. (certeza e empenho ou compromisso)
2b) Acho que eles foram ao cinema. (Dúvida)
2c) Está na cara que eles foram ao cinema. (Certeza e comprovação)
3a) Seria conveniente que essa porta ficasse fechada. (Sugestão)
3b) Essa porta precisa ficar fechada (Obrigatoriedade/Necessidade)
3c) Deixem essa porta fechada. (Ordem com que, conforme o tom, faz-se uma exigência,
um pedido, uma sugestão)
4a) Ela conhece o segredo do cofre. (Declaração que denota uma convicção pessoal do
enunciador, mas que, conforme o tom, pode expressar convicção, suspeita, apreensão
etc.)
4b) Dizem que ela conhece o segredo do cofre. (Declaração com que o enunciador abdica
da convicção pessoal)
4c) Por acaso ela conhece o segredo do cofre? (Ceticismo)
Polifonia e Polifonia
reformulação,
e intertextualidade:
paráfrase, paródia,

Intertextualidade citação; diálogo, discurso relatado;


inferência, pressuposição e
subentendido
Língua Portuguesa
Prof. Thuany Mattos