Você está na página 1de 3

O aprimoramento dos conceitos e técnicas ortodonticas, e a excelência

F ó r u m dos resultados obtidos ocorrem graças aos estudos desenvolvidos por pes-
Espaço aberto à questionamento pertinentes à área soas inovadoras e criativas, através de conceitos modernos e determinação
ortodôntica e ortopédica em atingir suas metas terapêuticas. Dr. Laurence Andrews, com seu espí-
rito crítico e revolucionário, no final da década de 50 iniciou suas pesqui-
sas, desenvolvendo um aparelho aperfeiçoado, dinâmico e simplificado. Em 1972, Dr. Andrews
publicou “As Seis Chaves da Oclusão Normal”, no qual enfatizou a importância e a necessida-
de de que os nossos objetivos de tratamento imitassem a oclusão perfeita natural.
As suas pesquisas culminaram na criação de um aparelho destinado a eliminar dobras
nos fios, as quais eram demoradas e difíceis de reproduzir, de modo que o ortodontista pudes-
se dedicar o seu tempo no diagnóstico e nos estudos para se atingir os resultados previsíveis.
Recentemente, Dr. Andrews esteve no Brasil participando do I Congresso Internacional de
Ortodontia (Curitiba/PR), divulgando suas últimas pesquisas, e na oportunidade foi realiza-
da uma entrevista, por eméritos profissionais, para a edição de aniversário da Revista Dental
Press de Ortodontia e Ortopedia Maxilar.
Dr. Andrews

01 - Em qual porcentagem 03 - Qual a sua expectativa Os pais e pacientes adultos gostam


seu sistema de diagnóstico, os em relação à estabilidade dos muito de conhecer todas as opções. Quando
Seis Elementos, indica a neces- resultados e à saúde da denta- a cirurgia é necessária para se atender os
sidade de cirurgia ortognática dura a longo prazo com um Seis Elementos, eles podem ser demonstra-
para que o paciente finalize tratamento que tenha por ob- dos com objetivos visuais do tratamento
atendendo os Seis Elementos jetivo os Seis Elementos? Dr. (OVT) antes e após abordagens com e sem
da Harmonia Orofacial? Dr. Leopoldino Capelozza. cirurgia. O paciente então decide.
Leopoldino Capelozza.
Dr. Andrews - Não há estudos
Dr. Andrews - Setenta e três sobre os efeitos a longo prazo dos Seis 04 - O senhor recomenda que
dos meus últimos cem pacientes Elementos com relação à estabilidade os pós-graduandos em
apresentavam condições que ne- ou à saúde. Por produzirem uma har- ortodontia aprendam a tratar
cessitavam de cirurgia ortognática monia das estruturas orofaciais, é ló- primeiro com o aparelho
para alcançar os Seis Elementos. gico que a presença dos Seis Elemen- edgewise não-programado ou ini-
Vinte dos setenta e três pacientes tos a longo prazo resultará numa me- ciem diretamente com o aparelho
foram selecionados para a cirurgia, lhor estabilidade e saúde que o trata- totalmente programado? Dr. Décio
e os outros cinqüenta e três foram mento opcional. Rodrigues Martins.
tratados o mais próximo dos Seis Entre os aspectos atraentes dos Seis
Elementos à medida que suas con- Elementos estão: é um conjunto comple- Dr. Andrews - A medida que nos
dições originais permitiam. Os pa- to de objetivos orofaciais dentro dos limi- aproximamos do ano 2000, não vejo van-
cientes não são rejeitados para tra- tes da odontologia; possui melhores re- tagem em irmos à guerra com um avião
tamento se escolherem um trata- ferentes que outras abordagens conhe- de 1930. O conceito e o aparelho straight
mento opcional, desde que venham cidas; apresenta os objetivos de trata- wire têm sido aceitos mundialmente. O
se sentir melhor com o resultado. mento que as pessoas mais escolheriam tempo dispendido ensinando-se apare-
para si se não houver a preocupação com lhos obsoletos deveria ser melhor ocu-
finanças, tempo e risco; correlação entre pado com o ensino da montagem de mo-
02 - Quais as principais ra- os Seis Elementos e a harmonia e a saúde delos e de tratamentos com objetivos gna-
zões pelas quais os pacientes orofacial. Um benefício adicional é que, tológicos. Quando um paciente se trans-
decidem por um tratamento se um paciente escolhe o tratamento fere para o meu consultório com um apa-
opcional ao invés de um trata- opcional depois que o tratamento ótimo relho parcialmente programado ou não,
mento ótimo? Dr. Leopoldino e o opcional forem explicados, ele não nós o trocamos por um aparelho total-
Capelozza. poderá voltar atrás e posteriormente cri- mente programado, sem custos. Enten-
ticar o ortodontista por não tê-lo infor- demos que compensaremos o custo com
Dr. Andrews - Custos e riscos. mado sobre todas as opções. a eficiência do tratamento.

REVISTA DENTAL PRESS DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL VOLUME 2, Nº 5 SETEMBRO / OUTUBRO - 1997 6
05 - Em sua opinião, os Dr. Andrews - Os elásticos up and A dificuldade é medir a responsa-
iniciantes na ortodontia serão down são usados somente por uma ou bilidade do paciente em seguir a pres-
capazes de diagnosticar utilizan- duas semanas, tempo que não é sufici- crição das 8 horas. Alguns pacientes
do o método cefalométrico dos ente para alterar mensuravelmente a esquecem e ocasionalmente deixam
Seis Elementos sem terem apren- inclinação. Caso os elásticos sejam ne- a força sobre o dente por mais de 10
dido a cefalometria tradicional? cessários por um período mais longo horas, sendo assim, o uso de um re-
Dr. Décio Rodrigues Martins. é preciso contrabalancear. Eu prefiriria lógio de pulso com alarme ajuda.
elásticos up and down ao invés de Parece haver uma correlação entre a
Dr. Andrews - Eles devem apren- botões linguais. eficácia da teoria e aquelas que se-
der os dois, mas por razões diferentes. guem a prescrição do tempo. Um ex-
A abordagem dos Seis Elementos é me- tenso relato clínico naquele indivíduo
lhor para o diagnóstico porque utiliza 07 - O senhor mostra a seus está sendo preparado com um gran-
novos pontos de referência que resulta- pacientes uma espécie de tabe- de número de relatos de modelos.
rão em objetivos de tratamento ântero- la que ilustra a importância da Esperamos aprender mais de um es-
posteriores (AP) que são particulariza- força contínua para um movi- tudo histológico que está sendo con-
dos para cada indivíduo ao invés das mento dentário eficiente. O se- duzido atualmente.
médias desenvolvidas a partir de uma nhor a denomina de tabela da
norma computadorizada. Quem deseja “Teoria das Dez Horas”. A ilus-
ser tratado por médias? tração mostra que do momento 08 - Qual a sua opinião so-
Se um paciente fosse diagnosticado em que a força é aplicada, é ne- bre como a ortodontia será pra-
utilizando cada uma das 200 análises cessário aproximadamente 8 a ticada na próxima década? Dr.
cefalométricas relatadas, a variação para 10 horas de força antes do den- Renato Rodrigues de Almeida.
os objetivos AP poderia muito bem ser te iniciar o movimento. A tabe-
de 14 milímetros. Por que temos tantas la mostra então que se aquela Dr. Andrews - A montagem de
análises? Talvez porque estamos tentan- força é removida por apenas 1 modelos será rotina; um aparelho
do encontrar uma que funcione. Não há hora e meia, a química do osso edgewise totalmente programado
correlação entre os referentes da cefa- se reverte de osteoclástica para será o aparelho fixo de escolha; os
lometria tradicional e com o que seja osteoblástica, então, se a mes- Seis Elementos, referentes, métodos
esteticamente único para cada indivíduo. ma força for reaplicada ela leva e classificação serão normas; os
Uma vez que o novo método é expe- novamente aproximadamente 8 ortodontistas irão evoluir de mecâ-
rimentado e comparado aos métodos a 10 horas para que o processo nicos para diagnosticadores e estra-
tradicionais, mesmo pelos conservado- osteoclástico reinicie. Isto sig- tegistas que supervisionam e dirigem
res, a superioridade da abordagem dos nifica que se o paciente retirar a equipe de apoio na colagem de
Seis Elementos fica óbvia. O que não será os elásticos a cada 8 horas duran- braquetes e troca de fios. Os
obsoleto a respeito dos referentes inter- te meia hora, não haverá progres- ortodontistas irão colaborar muito
nos tradicionais é quanto às so mesmo que ele o use por outras mais com os cirurgiões maxilofaciais
superposições no sentido de se apren- 22 horas e meia. Minha pergunta (quando necessário) para maximi-
der os efeitos do tratamento de um pa- é, o senhor realmente acredita que zar a harmonia orofacial de cada
ciente porque, para aquele objetivo, os isto é o que realmente acontece ou paciente.
referentes são únicos para aquele indi- é apenas uma técnica para se esti-
víduo. mular a cooperação do paciente?
Dr. Roberto Macoto Suguimoto. 09 - Sabemos que o senhor
utiliza o ponto médio da face
06 - Quando os fios são remo- Dr. Andrews - Isto ocorre 100% da coroa dentária como o local
vidos e são utilizados os elásti- em alguns pacientes e menos em ou- onde os braquetes devem ser
cos up and down para melhorar tros. A utilidade desta abordagem é que posicionados. Freqüentemente
a intercuspidação, estes elásticos os dentes que você não quer movimen- encontramos pré-molares com
irão introduzir uma inclinação tar podem ser utilizados como ancora- coroas muito curtas. Qual é a
negativa nos dentes posteriores? gem por 8 horas para movimentar os sua estratégia de colagem para
Se o fizerem, o que o senhor pen- dentes que você deseja. Apenas mante- tal condição? Dr. Renato Rodrigues
sa sobre a utilização dos arcos nha 24 horas de força sobre o dente de Almeida.
(retangulares trançados) para que você quer movimentar e mude a
amenizar estes movimentos in- outra extremidade do elástico para um Dr. Andrews - Certamente há exce-
desejáveis? Dr. Gastão Moura Neto. dente diferente a cada 8 horas. ções, mas em minha clínica notei que era

REVISTA DENTAL PRESS DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL VOLUME 2, Nº 5 SETEMBRO / OUTUBRO - 1997 7
extremamente raro que apenas algumas LEOPOLDINO CAPELOZZA FILHO
coroas em um arco fossem curtas. Nor-
malmente, se os pré-molares são curtos - Mestre e Doutor pela Faculdade de Odontologia de Bauru da Universidade
ou longos então as outras coroas do arco de São Paulo (FOB-USP).
também são. Exceto pelas coroas mal for- - Responsável pelo Setor de Ortodontia do Hospital de Pesquisa e
madas e para se evitar temporariamente Reabilitação de Lesões Lábio-Palatais da Universidade de São Paulo
o choque dente-braquete devido à largu- (HPRLLP-USP), em Bauru/SP.
ra incorreta do arco, alinhamento, ou - Coordenador do Curso de Especialização em Ortodontia da PROFIS - Bauru/SP.
relação interarco, não posso pensar
numa simples situação em que tenha acha-
do necessário posicionar um braquete RENATO RODRIGUES DE ALMEIDA
em qualquer outro local que não o pon-
to FA da coroa. O aparelho straight-wire é - Professor Assistente Doutor do Departamento de Ortodontia e
planejado para atuar naquele local, se Odontopediatria, Disciplina de Ortodontia da Faculdade de Odontologia
colocado em outro lugar, de fato ele não de Bauru/SP.
é um aparelho straight-wire. Nunca ob- - Professor Responsável pela Disciplina de Ortodontia da Faculdade de
servei interferência oclusal com braque- Odontologia de Lins- UNIMEP
tes desde que as Seis Chaves para uma
oclusão ótima sejam alcançadas. Com isso
em mente, pode-se dizer que se os bra-
quetes estão posicionados como prescrito ROBERTO MACOTTO SUGUIMOTO
e há interferência, então a oclusão está
incorreta. Se isto ocorre com freqüência, - Especialista em Ortodontia - PROFIS (Bauru/SP)
o primeiro local que examinaria seria a - Mestre em Cirurgia Traumatologia e Buco Maxilo Facial - HPRLLP.
largura do arco e se ele aceita a largura
da Borda Wala.
Quando os braquetes não podem ser
posicionados corretamente por causa da
interferência oclusal, há várias opções:
1. posicioná-los corretamente abrindo a
mordida temporariamente com: a) placa GASTÃO MOURA NETO
de mordida ou b) cimento de ionômero
de vidro na superfície oclusal dos mola- - Especialista em Ortodontia pelo Hospital de Pesquisa de Lesões Lábio-
res inferiores (molar dos 06 anos); 2. Palatais - Centrinho (Bauru SP).
posicionar os braquetes temporariamen- - Membro Fundador do Grupo de Ortodontia pela Técnica Straight-Wire.
te fora da oclusão até que a forma do - Introdutor da Técnica Straight-Wire em Portugal.
arco e a relação interarco sejam melho- - Professor do Curso de Especialização em Presidente Prudente / SP.
radas a ponto dos braquetes poderem
ser posicionados corretamente.

DÉCIO RODRIGUES MARTINS

- Coordenador do Curso de Pós-Graduação em Ortodontia, ao nível de


Doutorado, da Faculdade de Odontologia de Bauru.
- Coordenador do Curso de Especialização em Ortodontia da Faculdade de
Odontologia de Bauru/USP.

O Conselho Editorial agradece aos eméritos Professores pela participação na Seção Fórum da “Revista
Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Maxilar” e pela colaboração à ciência ortodôntica com o
engrandecimento da qualidade da informação passada aos leitores.

REVISTA DENTAL PRESS DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL VOLUME 2, Nº 5 SETEMBRO / OUTUBRO - 1997 8