Você está na página 1de 2

Teoria de Maslow

De acordo com Maslow as motivações humanas organizam-se segundo uma hierarquia de


necessidades, em que as necessidades de nível mais baixo devem ser satisfeitas antes das
necessidades de nível mais alto.

A teoria de Maslow foi representada por uma pirâmide em que na base estão as motivações
fisiológicas, seguindo-se as necessidades de segurança, a necessidade social e de estima. A
motivação à autorrealização só seria sentida se todas as outras necessidades estivessem
satisfeitas.

Para este psicólogo, a motivação está diretamente ligada à satisfação de necessidades.

Necessidades Fisiológicas

A fome, a sede, o sono são necessidades básicas que têm como objetivo o equilíbrio interno do organismo e, quando
não são satisfeitas, toda a atividade do indivíduo é voltada para a sua satisfação.

Na organização da sociedade está refletida a importância destas necessidades: o objetivo do trabalho é receber o
ordenado que vai permitir comprar os bens que respondam às necessidades básicas.

A nível organizacional, a satisfação destas necessidades revela-se através de ordenado justo e boas condições de
trabalho.

Necessidades de Segurança

Satisfeitas as necessidades fisiológicas a motivação do indivíduo volta-se para a sua segurança. Os cuidados de saúde
é um exemplo. Enquanto estas não estiverem satisfeitas, todo o comportamento do indivíduo está voltado para a
sua satisfação.

A nível organizacional, a satisfação das necessidades de segurança manifesta-se através da segurança das condições
de trabalho, segurança na emprego e benefícios da empresa.

Necessidades Sociais

No centro da Pirâmide de Maslow encontram-se as necessidades sociais e, a partir daqui as carências psicológicas
começam a predominar.
Supridas as suas necessidades básicas e de proteção, as pessoas voltam-se, então, para as suas relações amorosas,
familiares, conjugais, entre amigos, colegas de trabalho etc.

A satisfação destas necessidades gera sentimentos de autoconfiança, de poder e de prestígio. Em contrapartida, a


sua não satisfação pode provocar hostilidade e agressividade nas relações com os outros.

A nível organizacional, a satisfação destas necessidades manifesta-se através da coesão do grupo de trabalho, das
associações profissionais, das oportunidades de interação social.

Necessidades de Estima

É a necessidade de se sentir respeitado e estimado pelos outros e relaciona-se com a maneira como o indivíduo se
vê e avalia. Para Maslow, a autoestima – respeito por si próprio – depende da satisfação desta necessidade de
aprovação social. A sua não satisfação pode dar origem a sentimentos de inferioridade, de dependência.

A nível organizacional, a satisfação destas necessidades revela-se pelo bom desempenho e pela respeitabilidade da
função.

Necessidades de Autorrealização

Necessidade que cada um tem de realizar o seu potencial “tornando-se em tudo aquilo que uma pessoa é capaz de
se tornar”. Esta motivação só se alcança se as necessidades dos níveis anteriores estiverem satisfeitas. Basta que
uma das necessidades da camada inferior não esteja sendo atendida para que, instantaneamente, as motivações do
indivíduo se voltem para ela.

A nível organizacional, a satisfação destas necessidades revela-se através dos desafios no trabalho, pela
oportunidade de desenvolvimento profissional e incentivos à produtividade

Resumindo, Maslow considerava a motivação humana o motor da vida das pessoas que têm percursos diferentes à
medida que as necessidades são satisfeitas, sempre com o objetivo da autorealização.