Você está na página 1de 2

ENFERMAGEM - VALUE

ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA Implantação


Prática de Enfermagem II 2019/2

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM COMPETÊNCIAS GERAIS


RELACIONADAS AO PROFISSIONAL
DE SAÚDE
1. Aplicar o procedimento de exame físico II, III, IV, V, VI, VII, VIII, XVIII.
2. Compreender o raciocínio acerca da propedêutica clínica, por meio da II, III, IV, V, VI, VII, VIII, XVIII.
interpretação da anamnese na técnica do exame físico, considerando os diversos
perfis populacionais

ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS


As Atividades Práticas Supervisionadas - APS têm seu detalhamento publicado no ambiente virtual de aprendizagem (Blackboard) da disciplina.
São publicadas na primeira quinzena de aulas e devem ser realizadas pelos estudantes até o limite do prazo da N1, em conformidade com o
calendário acadêmico.

As APS devem ser realizadas pelos estudantes no próprio ambiente virtual de aprendizagem (Blackboard) ou ter seu upload realizado lá, onde
também serão corrigidas pelo docente, ficando registradas em sua integralidade.

ATIVIDADE: Desenvolver um roteiro acerca da propedêutica clinica com base no exame físico considerando a diversidade de perfis populacionais

Proposta: Uma das habilidades do enfermeiro no que se refere ao processo de trabalho assistir é a realização da coleta de dados, que inclui o
exame físico. Nessa trajetória de aprendizado, é necessário o desenvolvimento contínuo das práticas que envolvem o exame físico, a anamnese
e a propedêutica clínica, os quais subsidiam a propedêutica em enfermagem, que tem como objetivos: o respaldo à equipe de enfermagem
diante da história clínica do paciente, o diagnóstico de enfermagem, a prescrição da assistência, a evolução e as anotações de enfermagem. Esse
processo é sistemático e envolve a utilização de uma abordagem organizada para alcançar seu propósito maior – a qualidade dos serviços de
enfermagem. Assim, a proposta consiste em construir um roteiro para anamnese e exame físico que considere aspectos inerentes do paciente
com febre amarela. O aluno também deverá destacar os exames laboratoriais necessários para fins diagnósticos e as alterações esperadas para
esse caso. Orientação: Após realizarem guardem esta reflexão para discussões em sala de aula.

REFERÊNCIAS
PORTO, Celmo Celeno. Exame clínico: bases para a prática médica . 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.
POTTER, P.A. e PERRY, A.G. Fundamentos de enfermagem: conceitos, processo e prática. 4a ed.
Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.
CRAVEN, R. F; HIRNLE, C. J. Fundamentos de enfermagem: saúde e funções humanas. 4a ed.
Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.
MINISTÉRIO DA SAÚDE. Febre amarela – Guia para profissionais de saúde. Disponível em:
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/febre_amarela_guia_profissionais_saude.pdf

AVALIAÇÃO

A avaliação da APS será baseada nos princípios de autonomia pedagógica, feedback significativo e metacognição,
culminando na autoavaliação do estudante. A nota da APS será atribuída no valor de 0,0 (zero) até 1,0 (um) ponto e vai
compor a nota da A2, com base na rubrica de autoavaliação disponível no Ambiente Virtual de Aprendizagem. Só poderá
realizar a autoavaliação o estudante que finalizar a atividade conforme instruções deste documento, postando-a até o
dia solicitado pelo professor.
ENFERMAGEM - PREMIUM
ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA Implantação
Prática de Enfermagem II 2019/2

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM COMPETÊNCIAS GERAIS


RELACIONADAS AO PROFISSIONAL
DE SAÚDE
1. Aplicar o procedimento de exame físico II, III, IV, V, VI, VII, VIII, XVIII.
2. Compreender o raciocínio acerca da propedêutica clínica, por meio da II, III, IV, V, VI, VII, VIII, XVIII.
interpretação da anamnese na técnica do exame físico, considerando os diversos
perfis populacionais

ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS


As Atividades Práticas Supervisionadas - APS têm seu detalhamento publicado no ambiente virtual de aprendizagem (Blackboard) da disciplina.
São publicadas na primeira quinzena de aulas e devem ser realizadas pelos estudantes até o limite do prazo da N1, em conformidade com o
calendário acadêmico.

As APS devem ser realizadas pelos estudantes no próprio ambiente virtual de aprendizagem (Blackboard) ou ter seu upload realizado lá, onde
também serão corrigidas pelo docente, ficando registradas em sua integralidade.

ATIVIDADE: Desenvolver um roteiro acerca da propedêutica clinica com base no exame físico considerando a diversidade de perfis populacionais
e pesquise um artigo científico que embase o seu roteiro, incluindo descrições desse artigo no roteiro.

Proposta: Uma das habilidades do enfermeiro no que se refere ao processo de trabalho assistir é a realização da coleta de dados, que inclui o
exame físico. Nessa trajetória de aprendizado, é necessário o desenvolvimento contínuo das práticas que envolvem o exame físico, a anamnese
e a propedêutica clínica, os quais subsidiam a propedêutica em enfermagem, que tem como objetivos: o respaldo à equipe de enfermagem
diante da história clínica do paciente, o diagnóstico de enfermagem, a prescrição da assistência, a evolução e as anotações de enfermagem. Esse
processo é sistemático e envolve a utilização de uma abordagem organizada para alcançar seu propósito maior – a qualidade dos serviços de
enfermagem. Assim, a proposta consiste em construir um roteiro para anamnese e exame físico que considere aspectos inerentes do paciente
com febre amarela. O aluno também deverá destacar os exames laboratoriais necessários para fins diagnósticos e as alterações esperadas para
esse caso. Orientação: Após realizarem guardem este material para discussões em sala de aula.

REFERÊNCIAS
PORTO, Celmo Celeno. Exame clínico: bases para a prática médica . 6ª ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008.
POTTER, P.A. e PERRY, A.G. Fundamentos de enfermagem: conceitos, processo e prática. 4a ed.
Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.
CRAVEN, R. F; HIRNLE, C. J. Fundamentos de enfermagem: saúde e funções humanas. 4a ed.
Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.
MINISTÉRIO DA SAÚDE. Febre amarela – Guia para profissionais de saúde. Disponível em:
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/febre_amarela_guia_profissionais_saude.pdf

AVALIAÇÃO

A avaliação da APS será baseada nos princípios de autonomia pedagógica, feedback significativo e metacognição,
culminando na autoavaliação do estudante. A nota da APS será atribuída no valor de 0,0 (zero) até 1,0 (um) ponto e vai
compor a nota da A2, com base na rubrica de autoavaliação disponível no Ambiente Virtual de Aprendizagem. Só poderá
realizar a autoavaliação o estudante que finalizar a atividade conforme instruções deste documento, postando-a até o
dia solicitado pelo professor.

Você também pode gostar