Você está na página 1de 21

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Planejamento do
Gerenciamento de
Riscos em Projetos
Eng. Francisco Das Chagas Figueiredo

Sld 1
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Planejamento do Gerenciamento de Riscos

Como abordar, planejar e executar as atividades de


gerenciamento de riscos

✔Entradas
✔Ferramentas e Técnicas
✔Saídas

Sld 2
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

1
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Planejamento do Gerenciamento de Riscos


Como abordar, planejar e executar as atividades de
gerenciamento de riscos

✔Entradas
• Fatores ambientais da empresa
• Ativos de processos organizacionais
• Declaração de escopo do projeto
• Plano de Gerenciamento do Projeto
✔Ferramentas e Técnicas
• Reuniões de Planejamento
✔Saídas
• Plano de Gerenciamento de Riscos
Sld 3
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento


FATORES AMBIENTAIS DA EMPRESA
Consideração de sistemas e fatores ambientais da
empresa que cercam e influenciam o sucesso do projeto

✔Cultura e estrutura organizacional ou da empresa


✔Normas governamentais ou do setor
✔Recursos humanos existentes
✔Administração de pessoal
✔Sistemas de autorização da empresa
✔Condições de trabalho
✔Tolerância a riscos das partes interessadas
✔Bancos de dados comerciais Sistemas de informações de
gerenciamento de projetos
Sld 4
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

2
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento
ATIVOS DE PROCESSOS ORGANIZACIONAIS
Políticas, procedimentos, planos e diretrizes formais e
informais. Aprendizados e conhecimentos obtidos de projetos
anteriores.

Procedimentos para realizar o trabalho


✔ Processos organizacionais padrão, como normas, políticas
✔ Modelos (de risco, de EAP, de diagrama de rede)
✔ Requisitos de comunicação da organização
✔ Requisitos ou diretrizes para encerramento de projetos
✔ Procedimento de controle de mudanças
✔ Procedimentos de controle de riscos

Base de conhecimento para armazenar e recuperar informações

Sld 5
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento


ATIVOS DE PROCESSOS ORGANIZACIONAIS
Políticas, procedimentos, planos e diretrizes formais e
informais. Aprendizados e conhecimentos obtidos de projetos
anteriores.
Procedimentos para realizar o trabalho

Base de conhecimento para armazenar e recuperar informações


✔ Procedimentos de controle de riscos
✔ Banco de dados de medição
✔ Arquivos de projeto
✔ Base de conhecimento de Info Históricas e lições aprendidas
✔ Base de conhecimento de configurações (versões e linhas de base de
normas, políticas, procedimentos oficiais, etc.)

Sld 6
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

3
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento
Declaração do Escopo do Projeto

✔Objetivos do projeto ✔Organização inicial do


projeto
✔Descrição do escopo do
produto ✔Riscos iniciais definidos
✔Requisitos do projeto ✔Limitação de fundos
✔Limites do projeto ✔Estimativa de custos
✔Entregas do projeto ✔Requisitos do
gerenciamento de
✔Critérios de aceitação de
configurações do projeto
produtos
✔Especificações do projeto
✔Restrições do projeto
✔Requisitos de aprovação
✔Premissas do projeto

Sld 7
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento


Plano de Gerenciamento do Projeto

Define como o projeto será executado, monitorado,


controlado e encerrado.
✔Plano de gerenciamento do escopo do projeto
✔Plano de gerenciamento do cronograma
✔Plano de gerenciamento de custos
✔Plano de gerenciamento da qualidade
✔Plano de melhorias no processo
✔Plano de gerenciamento de pessoal
✔Plano de gerenciamento das comunicações
✔Plano de gerenciamento de riscos
✔Plano de gerenciamento de aquisições
Sld 8
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

4
Planejamento do Gerenciamento
Gerenciamento de Riscos
de Riscos em Projetos - Planejamento

Ferramentas e Técnicas: Reuniões de Planejamento


➤ Participantes: gerente do projeto; membros da equipe do
projeto; partes interessadas; especialistas;
➤ Definição dos planos básicos para executar atividades de
gerenciamento de riscos
➤ Desenvolvimento de Elementos de Custo de riscos 
orçamento do projeto
➤ Desenvolvimento de Atividades do cronograma de riscos 
Cronograma do projeto
➤ Definição das Responsabilidades de riscos
➤ Modelos organizacionais: categorias de riscos; definição de
termos para níveis de risco, probabilidade por tipo de risco,
impacto por tipo de objetivos; matriz de probabilidade e
impactos.
Sld 9
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Planejamento do Gerenciamento
Gerenciamento de Riscos
de Riscos em Projetos - Planejamento

Saídas: Plano de Gerenciamento de Riscos


a) Metodologia:
Define as abordagens, ferramentas e fontes de dados que podem ser
usadas para executar o gerenciamento de riscos do projeto.

b) Funções e responsabilidades:
Define a liderança, suporte e participação da equipe de
gerenciamento de riscos, designando pessoas para as diversas
funções e definindo suas responsabilidades.

c) Orçamentação:
Designa recursos e estima os custos necessários para o
gerenciamento de riscos  incluir na Linha de Base de Custos do
projeto.
Sld 10
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

5
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento
Matriz de
Responsabilidade

Padronização
Treinamento
Diagnóstico

Resultados
Hardware
Software

Piloto
Nome

Alan Carlos Poderino R A A A


Ana Carolina L Magalhães R A
Ana Silvia Bragança R A A
Gian Franco Sabino A A
Joao Rosa da Motta A A A A S A
Juliano Palácios Medeiros A A
Luiz Carlos Paula Pena S A
Magali Pedrosa A S
Mara Lúcia Manezes S S A
R - responsável A - Apoio S - Suplente
Recursos
Ativ
Ana Pedro Paulo José André Joel João
A 2 1 3
B 1 2 3
C 3 1
D 3 2 1
E 2 1
F 1 3
1 - Resp direta 2 - Suporte 3 -Precisa ser Vazia - Não envolvido
Sld 11
figcom@uol.com.br informado Francisco das C. Figueiredo
Figura 4.7 - Matriz de atribuição de reposnsabilidade

Planejamento do Gerenciamento
Gerenciamento de Riscos
de Riscos em Projetos - Planejamento

Saídas: Plano de Gerenciamento de Riscos


d) Tempos
➤ Quando e com que freqüência o processo de gerenciamento de riscos
será executado;
➤ Atividades de gerenciamento de riscos que serão incluídas no
cronograma do projeto.
e) Categorias de riscos
➤ Fornece uma estrutura para identificação sistemática dos riscos
➤ Contribui para a eficácia e qualidade da identificação de riscos.
➤ Pode-se utilizar uma ou mais Estruturas Analíticas de Riscos (EAR)
como referência e que elas sejam sempre revisadas.
f) Definições de probabilidades e impacto
Definição dos diversos níveis de probabilidade e impacto que serão
utilizados para caracterizar os diversos eventos de risco do
projeto; Podem ser utilizadas escalas relativas (alto, médio, baixo),
Sld 12
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo
numéricas (0,1; 0,3; 0,5; 0,9) ou mistas, que utilizam a escala

6
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

CATEGORIAS DE RISCO

PMBOK 3rd ED

Sld 13
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

CATEGORIAS DE RISCO
Riscos técnicos, de qualidade, ou de desempenho
➘ Tecnologia complexa ou em desenvolvimento
➘ Metas de desempenho irreais ou não comprovadas
➘ Mudanças na tecnologia adotada ou nos padrões da indústria
durante o projeto.

Riscos de gerência de projeto


Fatores relacionados à aplicação das práticas de gerência de
projetos como:
➘ Uso precário dos conceitos de gerenciamento de projetos
➘ Alocação precária de tempo e recursos
➘ Qualidade inadequada do plano do projeto

Sld 14
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

7
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento
CATEGORIAS DE RISCO
Riscos organizacionais
Relacionados à organização responsável, seu ambiente e
influência sobre o projeto.
➘ Inconsistências internas entre objetivos do escopo, tempo e custo
➘ Falta de priorização de projetos
➘ Insuficiência ou interrupção de recursos
➘ Conflito de recursos (competição)

Riscos externos
Provenientes de influências externas ao ambiente, e de entidades
que possuem influência sobre o projeto.
➘ mudança na legislação (trabalhista, ambiental, etc), greves
➘ mudanças no clima
➘ mudanças de prioridades dos responsáveis.
Sld 15
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Cada área de aplicação, Tipo de projeto e Ambiente


organizacional influencia na classificação e definição
das categorias de Risco

É interessante que cada organização tenha pleno


domínio das categorias de riscos para os projetos de sua
área de atuação.

Sld 16
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

8
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 17
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 18
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

9
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

RBS DE RISCOS DE WIDMAN

Sld 19
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 20
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

10
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Fontes de Risco

Informações de base sobre o projeto


Lições Aprendidas
Informações Históricas

Plano Súmário do Projeto


Declaração de escopo
„Stakeholders“

Diagrama de rede
WBS Plano de pessoal

Plano de Contratos
Time Estimativas de Custo e Prazo

Políticas Organizacionais e „templates“ Tolerânciaaarisco


Tolerância risco dos
dos „Stakeholders“
„Stakeholders“
Sld 21
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Planejamento do Gerenciamento
Gerenciamento de Riscos
de Riscos em Projetos - Planejamento

Saídas: Plano de Gerenciamento de Riscos


f) Definições de probabilidades e impacto
➤Definição dos níveis de probabilidade e impacto
➤Escala relativa (alto, médio, baixo),
➤Escala numéricas (0,1; 0,3; 0,5; 0,9)
➤Escala mista
➤valores negativos para as ameaças e positivos para oportunidades.

g) Matriz de probabilidade e impacto:


➤Cruzamento das escalas de probabilidade e impacto
➤Possibilita a priorização dos diversos eventos de risco, de acordo
com a zona de classificação onde ele se enquadre na matriz.
➤Classificação para definir prioridade das ameaças e oportunidades
Sld 22
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

11
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Definições de Probabilidade e Impacto


Probabilidade
Baixa - A probabilidade de ocorrência do risco pode ser considerada pequena ou
imperceptível (menor do que 20%)
Média - Existe uma probabilidade razoável de ocorrência do risco (probabilidade
entre 20 e 60%)
Alta - O risco é iminente (probabilidade maior que 60%).

Gravidade (Impacto )
Baixa - O impacto do evento de risco é irrelevante para o projeto, tanto em termos
de custo, quanto de prazos, podendo ser facilmente resolvido.
Média -O impacto do evento de risco é relevante para o projeto e necessita de um
gerenciamento mais preciso, sob pena de prejudicar os seus resultados.
Alta -O impacto do evento de risco é extremamente elevado e, no caso de não
existir uma interferência direta, imediata e precisa da equipe do projeto, os
resultados serão seriamente comprometidos.
Sld 23
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 24
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

12
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 25
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 26
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

13
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Matriz de Probabilidade e Impactos


Probabilidade Ameaças Oportunidades
0,90 0,05 0,09 0,18 0,36 0,72 0,72 0,36 0,18 0,09 0,05
0,70 0,04 0,07 0,14 0,28 0,56 0,56 0,28 0,14 0,07 0,04
0,50 0,03 0,05 0,10 0,20 0,40 0,40 0,20 0,10 0,05 0,03
0,30 0,02 0,03 0,06 0,12 0,24 0,24 0,12 0,06 0,03 0,02
0,10 0,01 0,01 0,02 0,04 0,08 0,08 0,04 0,02 0,01 0,01
0,05 0,10 0,20 0,40 0,80 0,80 0,40 0,20 0,10 0,05
impacto (razão) em um objetivo (por exemplo, custo, tempo, escopo, qualidade)

Cada risco é classificado de acordo com sua probabilidade de ocorrência e com seu impacto em um projeto,
caso realmente ocorra. Os limites da organização para riscos baixos, moderados ou altos são mostrados na
matriz e determinam a classificação do risco como baixo, m oderado ou alto em relação a este objetivo

Sld 27
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 28
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

14
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 29
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 30
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

15
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 31
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 32
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

16
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 33
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 34
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

17
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 35
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Sld 36
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

18
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Análise de Riscos
Impacto Exposição ao Risco
ER = Probilidade x Impacto

Alto Alta Exposição


ao risco
Possíveis
respostas:
- Aceitar
- Mitigar
- Impedir
Baixo Baixa Exposição - Transferir
ao risco

Probalidade
Baixa Alta

Sld 37
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Planejamento de Respostas a Riscos

Estratégias para Riscos negativos ou ameaças


• Prevenir:
• Transferir
• Mitigar

Estratégias para Riscos Positivos ou Oportunidades


• Explorar
• Compartilhar
• Melhorar

Estratégia para ameaças e oportunidades  Aceitação

Estratégia para Respostas Contingenciadas

Sld 38
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

19
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento
Exercício
Formar grupos de até 4 pessoas e definir o ESCOPO BÁSICO
DE UM PROJETO de interesse do grupo contemplando no mínimo as
informações abaixo:
-Objetivos do projeto
-Descrição do(s) produto(s) que deve(m) ser entregue(s)
-Limites do projeto  o que não está contemplado
-Entregas do projeto  produtos e entregas parciais
-Critérios de aceitação dos produtos
-Restrições e premissas do projeto, se houver
-Limites de custo e prazo do projeto  viabilidade do projeto
-Patrocinador do projeto
Listar os principais eventos de risco do projeto e atribuir 0, 1, 2 ou 3 para o escopo e
para as metas de tempo, custo e qualidade do projeto, conforme escala abaixo:

0 – impacto nulo 1 – pouco impacto


2 – impacto médio 3 – alto impacto na meta
oportunidades: sinal positivo
ameaças: sinal negativo
Sld 39
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento


Exercício 2
Considerando o projeto definido por cada grupo
elaborar o Plano de Gerenciamento de Riscos do projeto com, pelo
menos, as informações a seguir:
 Metodologia que será adotada para o gerenciamento de riscos do projeto (ferramentas,
abordagens, fontes de dados e outras referências que serão utilizadas, bem como os
resultados esperados)
 Matriz de responsabilidades da equipe de gerenciamento de riscos
 Recursos e custos necessários para viabilizar o gerenciamento de riscos do projeto
 Periodicidade de implementação do processo de gerenciamento de riscos durante o
ciclo de vida do projeto
 Atividades do gerenciamento de riscos que devem ser incluídas no Cronograma do
Projeto
 Categorias de Riscos do projeto com suas definições
 Definições de probabilidades e impacto que serão adotadas no projeto
 Matriz de probabilidade e impacto do projeto
 Benefícios esperados do gerenciamento de riscos do projeto
Sld 40
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

20
Gerenciamento de Riscos em Projetos - Planejamento

Término
Planejamento de
Riscos

Sld 41
figcom@uol.com.br Francisco das C. Figueiredo

21