Você está na página 1de 16

Athanor

do V
Império
Boletim N.º 8
Outubro de 2006

Nesta Edição:

Editorial

A Cabala e a Letra G
Pelo R∴Ir∴ Jeremias Serapião

Da Justiça Maçónica
Pelo R∴Ir∴ Ulisses

Porta do Tempo no Polo Sul


Tradução do R∴Ir∴ Danilo Gaia

Dicionário da Maçonaria (2)


Pelo R∴Ir∴ Jeremias Serapião

A Ligeireza da Pena de Morte


Pelo R∴Ir∴ Ulisses

A Pedra Angular… (4)


Pelo R∴Ir∴ “Fr∴ Incógnitus”

Influência do Deus Osíris


Pelo R∴Ir∴ Gervásio Sequeira

Os Chakras… (2)
Pelo R∴Ir∴ Anonimous Secretus

Efemérides Maçónicas
Pelo R∴Ir∴ José Melo Brás

Da Mente Individual à
Egrégora da Ordem (5)
Pelo R∴Ir∴ Joaquim Barão

Aceitamos Colaboração para


o Boletim Athanor
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

A Cabala

Editorial
ea Letra G
Pelo R∴Ir∴Jeremias Serapião
O Athanor tornou-se já uma A primeira parte do Antigo Testamento cristão deriva dos
“presença obrigatória”. De tal primeiros cinco livros da Tora. A tradição hebraica afirma
forma nos habituámos a este que Moisés recebeu os livros conhecidos como Génesis,
Boletim, que sentiríamos profundo Êxodo, Levítico, Números e Deuteronómio há 3.500 anos
na língua do seu tempo hebraico antigo ou bíblico.
desgosto se algum infortúnio nos O estudioso do século XVIII conhecido como Génio de
impedisse de o publicar. Vilna declarou “Tudo o que era, é e será até ao fim do
Não pretendendo fazer do tempo está incluído na Tora, desde a primeira palavra até
E ditorial uma permanente à última palavra”.
Segundo Pitágoras “Tudo está organizado em função do
ladainha, vamos ser breves, apenas número”.
renovando os agradecimentos a A Gematria, ciência que estuda as relações entre cada letra
Todos, pela colaboração recebida, de um dado alfabeto e um valor numérico específico, refere
pelas sugestões que nos foram que através de correspondências biunívocas entre letras e
enviadas e pelas inúmeras números, é possível obter relações ocultas e significados
mais profundos, que uma simples leitura não revela.
felicitações que nos chegaram.
A Cabala é uma colecção de trabalhos que formam o
corpo da tradição esotérica hebraica. Os textos mais impor-
tantes da cabala são o Zoar (Livro do Esplendor), o
Midrash (Livro da Iluminação) e o Sefer Yetzirah (Livro
da Formação).
Os historiadores apontam o Sefer Yetzirah como o livro
mais antigo e mais misterioso desta colecção,
provavelmente do século I da era cristã.
Segundo os estudos efectuados pela Gematria na interpretação
Desejamos a Todos as do Sefer Yetzirah, o mundo foi formado por Deus (YHVH)
Maiores Felicidades a partir do Fogo (Y), Ar (H) e Água (V), o que de acordo
com a ciência actual representa a criação do Universo atra-
vés do Hidrogénio, Azoto e Oxigénio.
TT∴AA∴FF∴ Em conformidade com a Cabala, da junção destes três
elementos resulta um quarto, “oculto”, representado pela
letra G (carbono) que na antiga alquimia era designado por
Terra.
Assim, as quatro letras do alfabeto hebraico que
representam os elementos fundamentais da criação do
Universo são: Yod, Hey, Vav e Gimel.
Eis, pois, mais alguns significados atribuíveis à letra G,
para além dos já conhecidos: Geometria, Gnose, Glória (a
Deus), God, GADU (Grande Arquitecto do Universo) ou
A Capa desta edição corresponde a um
trabalho da artista JOSEPHINE WALL.
Grandeza (para o Venerável Mestre).
Jeremias Serapião

2
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

Da Justiça Maçónica Porta do Tempo no Polo Sul (1)

Pelo R∴Ir∴Ulisses Artigo Traduzido pelo R∴Ir∴ Danilo Gaia


Um grupo de cientistas americanos e ingleses inves-
tigam uma “porta do tempo” sobre o polo sul.
Supõe-se que este redemoinho, na antártida, seja um
túnel que conduz a um “tempo diferente”.
O tempo é um dos temas científicos mais
complicados e dos menos estudados, desde a
antiguidade.
Os cientistas que dirigiam as investigações fizeram
uma descoberta sensacional. A física Mariann
Mclein, dos USA, contou que os investigadores
notaram uma névoa densa girando no céu, sobre o
polo, que lhes pareceu ser uma vulgar tormenta.
Contudo, esta névoa escura não se alterou nem se
moveu, durante todo o tempo em que a observaram.
São delitos maçónicos, entre outros: Decidindo investigar o fenómeno, os investigadores
lançaram um balão meteorológico com
Qualquer acção desonrosa praticada
equipamento que permitisse registar a velocidade
por Maçons, na Maçonaria ou no
do vento, a temperatura, e a humidade do ar. Para
mundo profano;
surpresa de todos, o globo meteorológico
Violação de juramento prestado, quer desapareceu, logo após ter-se elevado.
não o cumprindo inteiramente, quer Em pouco tempo, os cientistas trauxeram o
iludindo-o, quer negando-o; equipamento de novo à terra, com a ajuda da corda
Fomentar ou provocar a desarmonia que previamente lhe tinham amarrado.
entre Oficinas ou entre Irmãos; Ficaram muito surpreendidos ao ver que o
Calúnia contra um Irmão activo, seja cronómetro, colocado no globo meteorológico
no mundo maçónico, seja no profano; mostrava a data de 27 de janeiro de 1965, ou seja, o
Negar socorro a qualquer Irmão em mesmo dia, há quarenta anos.
caso grave e quando possa prestar- A experiencia foi repetida várias vezes, verificando-
lho; se sempre que o equipamento estava em perfeito
Abuso de hospitalidade atentando estado de funcionamento, e cada vez que voltava o
contra a honra de um Maçom ou pes- relógio marcava um tempo passado.
soa de sua família; Ao fenómeno foi dado o nome: “Porta do Tempo”,
Conversar em voz alta durante os tra- e dele foi informada a casa branca.
balhos; Esta investigação está actualmente em curso,
Desrespeito pelos símbolos maçóni- admitindo-se que a “cratera giratória”, sobre o polo
cos; sul, possa ser um túnel que interfere com o tempo.
Faltas repetidas e não justificadas aos Foram iniciados programas que preveêm o
trabalhos; lançamento de pessoas ao “outro tempo”. A CIA e
Inconveniências de linguagem; o FBI disputam-se para conseguir o controlo do
Todos os actos repreensíveis, que projecto, o qual pode mudar o curso da história.
impeçam a regularidade dos trabalhos Não está definita a data para a aprovação da
ou, em geral, impróprios de pessoas experiencia, pelas autoridades federais dos USA.
bem-educadas. .......................................................
1
Excerto traduzido do texto apresentado ao grupo
(Retirado de textos dispersos, escritos e digitais) “almas-americanas@googlegroups.com”, por
Rodolfo Feigl (rodolfo.feigl@gmail.com).

3
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

Dicionário da Maçonaria (2)


Pelo R∴Ir∴Jeremias Serapião

A
Acácia. Em desenho, a flor da com os atributos simbólicos a metamorfose tanto dos metais
acácia é representada por um do respectivo grau maçónico. para a obtenção do ouro,
círculo onde sobressaem pontos... Os ágapes são habitualmente como também a mutação do
que lembram o sol e os seus objecto de um ritual preciso, espírito, para alcançar a
raios. Esta é a razão pela qual tanto na localização de cada um Pedra Filosofal no final de um
a acácia é o símbolo da ao redor da mesa, como longo caminho de experiências
mestrança maçónica. È também também na maneira de colocar e de provações
a explicação da sua aparição as mãos sobre a mesa ou no Altar. No Templo maçónico, o
em numerosas situações de modo de proceder em todas as altar está situado em frente ao
diversas actividades do terceiro etapas da refeição (colocação Venerável. Em todas as reu-
grau (em frases rituais do do guardanapo, modo de niões da loja, as ferramentas
Venerável, em decorações, na segurar o copo, maneira de de trabalho maçónico são
vestimenta, etc.) falar que lembra as antigas colocadas sobre o altar,
Ágape. Na linguagem maçónica lojas militares, brindes no podendo variar segundo o rito
significa refeição fraternal final do ágape...). Emprega-se praticado ou o respectivo
entre franco-mações. As sessões igualmente uma terminologia grau mas, geralmente, estão
de uma loja são normalmente maçónica especificamente ali posicionados, no mínimo,
seguidas de ágapes. Após a adaptada a este tipo de ocasiões. um compasso e um esquadro
reunião oficial que constitui Por exemplo: ”carregar as (entrelaçados ou não), assim
a sessão no Templo, o ágape colunas” = “encher os copos”; como uma Bíblia ou um livro
marca a continuação informal “cimento forte” = “mostarda”; das constituições maçónicas.
das comunicações entre os “pólvora forte” = “vinho”; É diante do altar que os
maçons. Os graus simbólicos “pólvora fraca” = “água”; maçons prestam juramento.
podem ali interpelar os Altos “areia branca” = “sal”;
Graus e colocar todas as “areia cinzenta” =”pimenta”.
questões que ficaram em Alquimia. A alquimia é uma Não sendo nossa intenção elaborar
um dicionário extenso e completo,
suspenso (obviamente dentro ciência oculta que alia a devido a razões de espaço e tempo, e
dos limites da transmissão técnicas químicas, especulações face à periodicidade de publicação do
iniciática permitida). Certos místicas e preocupações athanor, optámos por apresentar
ágapes são comuns, facultativos metafísicas, tendentes à apenas as palavras de cada letra do
alfabeto que nos pareceram mais ali-
e reflectem um verdadeiro calor realização da Grande Obra.
ciantes. Ainda assim, a listagem
humano. Outros são oficiais, É por excelência a ciência apresenta uma significativa extensão.
ritualísticos e obrigatórios, a das transformações que, em
(continua no próximo boletim)
que se assiste normalmente todos os seus trabalhos, visa

4
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

A Ligeireza da Pena de Morte


Pelo R∴Ir∴Ulisses
Gustave-Nicolas Fischer num livro intitulado “A Dinâmica Social –
Violência, Poder, Mudança”, sobre o tema da violência nos meios de
comunicação social refere: “...a violência na televisão está presente
quotidianamente e a criança é, desta forma, submetida ao longo do dia a
comportamentos agressivos. Alguns números dão a ideia da sua
importância...”. “Se virmos televisão entre as 19 horas e trinta e as 21
horas, podemos testemunhar cerca de 84 mortes violentas. Se considerarmos
que entre os três e os dezasseis anos a criança passa em média 5 horas por
dia frente à televisão, com a idade de 16 anos já terá visto cerca de 20 mil
assassinatos. Qual o efeito desta massa de violência nos indivíduos?”
As mais variadas correntes de investigação social defendem que as tendências
agressivas dos adultos encontram as suas raízes em emissões de violência
vividas enquanto jovens, quer na família, quer nos meios de comunicação
social, quer na sociedade em geral. Pelo que os meios de comunicação
social, em particular a televisão, pelo realismo que imprime às suas
emissões, não se poderá eximir da sua quota-parte de responsabilidade.
Poder-se-à argumentar que aos pais compete a selecção do que os seus
filhos devem ou não devem ver. Mas repare-se que a violência não é
emitida exclusivamente em filmes de adultos. Existem séries de animação,
normalmente oriundas do extremo oriente, de uma violência excessiva, e
que são à partida produzidas para um publico juvenil.
Porque não procuram então os canais televisivos, ao invés de condena-
rem à morte através de simulacros de referendos, como entre nós já
aconteceu, fazer uma pedagogia da tolerância, do entendimento, da não-
violência e do diálogo?
Porque, certamente, o negócio sobrepõe-se à razão...
Data de 1867 a abolição da pena de morte por crimes civis em Portugal.
Já lá vão perto de 120 anos. Quando comparamos a violência dos crimes
cometidos entre nós e a de países onde a pena de morte é aplicada,
verifica-se que a existência daquela pena não é tão dissuasória quanto à
partida se possa pensar. Por outro lado os erros judiciais existem e a pena
de morte não permite remedeios. Para além do mais punir um crime com
a morte, é punir um crime com outro crime e, olho por olho, dente por
dente, não é, de todo, argumento de civilização cristã que se preze...
Há quem concorde com a pena de morte atendendo a argumentos
economicistas. Defendem que a pena de morte evita que se sobrecarregue
o contribuinte. Matar de vez será mais económico do que encarcerar por
prazo dilatado. Acontece que são historicamente conhecidos os resultados
da interpretação extensiva de princípios economicistas deste tipo...
O desenvolvimento pelos presos de trabalhos socialmente úteis seria, sem dúvi-
da, algo de alcance (também maçónico) indiscutível. Seria uma forma de paga-
mento das suas dívidas para com a sociedade, na consciência de que estar preso
não pode ser sinónimo de trabalhos forçados, como também não pode significar
estar de pousio em instalações hoteleiras do Estado.

5
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

A Pedra Angular da Creação Divina e a Assunção da Matéria Virgem (4)

As Bodas da Alma
Pelo R∴Ir∴ “Fr∴ Incógnitus”
“Jeová disse: E eu elegerei um sacerdote fiel, que actue em sintonia com o meu
coração e a minha alma ...”. Referia-se a Samuel, que foi casado (1. Samuel 2: 35).

Sempre que lhe é possível, o sábio possa ser visto em toda a sua glória.
tibetano D. K. dá assessoria a um O sexo é o símbolo de todas estas
numeroso grupo de Lamas, ainda maravilhas.”
que não faça parte daquela “Ao nível individual, a glândula
comunidade monástica (e aqui pode pituitária e a pineal são os dois
apreciar-se o denominador comum órgãos correspondentes, que se rela-
destes monges, relativamente ao cionam respectivamente com os
celibato, semelhante à atitude dos órgãos reprodutores feminino e
monges católicos). Segundo ele: masculino. À medida que a alma vai
“Amor e sexo são fundamentalmen- aumentando a sua influencia na vida
te uma mesma coisa, porque ambos mental e emocional do aspirante,
expressam o significado da Lei de penetra com maior poder no centro
ATRACÇÃO. Amor é sexo e sexo é da cabeça e o ser humano vai purifi-
amor, porque em ambas as palavras cando a sua personalidade, colocan-
estão representadas a relação, a inte- do-a ao serviço da vontade espiritual
racção e a união entre Deus e o seu e elevando automaticamente as
universo, o homem e Deus, o energias dos dois centros (coronário
homem e a sua própria alma e entre e da fronte) do corpo. Oportunamen-
o homem e a mulher. te é acrescentada e ampliada a
Assim se põe em relevo o móbil e a influência dos dois centros, até que
relação. Mas o motivo impulsiona- os campos magnéticos ou vibrató-
dor dessa relação é a criação e a rios contactem esntre si, e surja ins-
manifestação da forma, através da tantaneamente a Luz. Pai-espírito e
qual a divindade pode expressar-se e mãe-matéria unificam-se e o Cristo
chegar a ser. O espírito e a matéria nasce. “A não ser que o homem vol-
unem-se e vem à existência o uni- te a nascer, não poderá ver o reino
verso manifestado. O amor é sempre de Deus”, disse Cristo. Este é o
produtivo e a Lei de Atracção é fru- segundo nascimento, e a partir deste
tífera. O homem e Deus uniram-se e momento a visão adquire um contí-
pela mesma Grande Lei nasceu o nuo aumento de poder.
Cristo – demonstração e garantia da Grande é a glória do homem e da
realidade da divindade humana. O mulher, e maravilhosas são as divi-
ser humano individual e a sua alma nas funções que personifica.” (Psi-
também estão operando para unir-se, cologia Esotérica, de A. A. Bailey,
e quando esta união se realiza, o ditada pelo tibetano D. K.).
Cristo nascerá na caverna do cora- Perante um masoquismo subtil, con-
ção; e dará sinais do seu crescimento trário ao objectivo da fusão da Alma
ao manifestar o Seu poder na vida com a personalidade, Porque razão
diária. Portanto, o homem morre alguns renunciam ao desafio da
diariamente, a fim de que o Cristo prova de fogo do matrimónio?

6
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

Ainda que com resultados místicos “filho pródigo” enlodado no chiquei-


de êxtase – como a relação ideal de ro dos porcos), sempre com sangue
Dante com Beatriz, ou de Francisco nas mãos… Por sorte, um canto de
de Assis com Clara, ou os deslum- Andaluzia refere-se ao Cristo que
bramentos da penetração do fogo no andou no mar….
coração de Teresa – no melhor dos Se a nota chave da natureza é RES-
casos, para não referir as tentações do SURREIÇÃO, segundo a mensagem
“maligno” que surgiam nos pesade- crística, O que faz o clero ser tão
los de Santo António, ou que leva- insensível perante o Mundo (o meio
vam alguns religiosos a flagelar o ambiente) e ao Daemón da carne (o
corpo (prática comum de muitos corpo humano com o seu instinto
santos e que ainda perdura nalguns creador)? Trata-se, sem dúvida, de
conventos e entre os seguidores de uma perversão, quanto à interpreta-
doutrinas absurdas), também ção da real função sexual humana.
surgiram perversões (com muita (continua…)
frequência) ao mobilizar doentiamen-
te a essência vital psíquica para
objectos exteriores, a título de ideal,
criando com a imaginação uma Período de
fantasia pessoal, sem resultados úteis Influência dos
Deuses Egípcios
para a humanidade sofredora, que
reclama por soluções simples e práti-
cas.
Osíris
Pelo R∴Ir∴
Pode existir uma PAIXÃO LÚDICA Gervásio Sequeira
ou pela VIDA (Eros) em vez da
É um dos deuses egípcios de maior
PAIXÃO DOLOROSA que martiriza
relevância, provavelmente o mais
o corpo (tanática, ou da morte),
importante. Diz a tradição que ele,
podendo superar-se com o LOGOS
acompanhado pela sua irmã Ísis,
(num desapego “apegado”, ou
governava, com justiça, todos os
melhor, “amoroso”)?
deuses. Esta situação provocava
Na ideia obcecada de um Jesus
enorme inveja ao seu irmão Set, que
humilhado com “mais de mil chico-
acabou por o assassinar.
tadas”, que ocupa algumas mentes,
As pessoas nascidas sob a sua proteção,
destorcida da possível realidade, é
que se exerce entre 16 de Outubro e 15
onde reside o fulcro do culto ao Mes-
de Novembro, têm também a proteção
tre morto (de uma sociedade sepul-
de Ísis. São em geral pessoas muito
cral de fariseus, quando na realidade
persistentes, que vivem de forma
deveria ser do culto ao ventre cósmi-
extremamente intensa as emoções e os
co na Terra, que oferece, na Virgem
sentimentos. A grande energia com que
de Luz, a possibilidade de novos cor-
são dotados torna-os resistentes a quase
pos) perante o CRISTO RESSUCI-
todas as adversidades, e estão sempre
TADO. Esta é uma apostasia à men-
dispostos a lutar por aquilo em que
sagem de Jesus, incrustando-a com a
acreditam. Quanto às características
do “Sangue” da tradição judia. Deve-
negativas, estão de certa forma
se enfrentar correctamente o proble-
afectadas pela “maldição de Set”, e isto
ma de Marte/Escorpião, ante a men-
leva-os a ser ciumentos e desconfiados.
sagem Neptuniana do Mestre Essé-
Para contrabalançar estes inconvenientes,
nio (de Vida mais abundante). Este
Osíris proporcionou-lhes o dom da
tema está sintetizado na canção de
intuição, com o qual podem livra-se de
Joan M. Serrat, quando fala do Cristo
situações perigosas.
dos ciganos (ou do judeu errante, o
“Saber”; é sempre bom;“acreditar”, só às vezes!

7
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

Muitas enfermidades estão relacionadas com dois, três ou mais


Os Chakras e as chakras, o que facilmente se percebe, uma vez que estamos
refirindo-nos à energia, que é somente uma, manifestando-se

Suas Energias (2) de diferentes formas.


Do mesmo modo, o despertar de alguns chakras faz-se por
processos comuns ao despertar de outras, com mudras seme-
Pelo R∴Ir∴Anonimous Secretos lhantes ou mesmo iguais. Também as afinidades às gemas,
aromas, etc., são comuns a mais do que um chakra.

1º MULADHARa Os mudras que o estimulam:

O seu mantra chave é Lam.


("laaaaaaammmmmm", saído de dentro, com a
tonalidade musical “DÓ”. É suficiente que seja
uma tonalidade grave).
É simbolizado na forma de um Lotus amarelo A nota musical é DÓ (como já vimos).
com quatro pétalas, circunscrevendo um qua- A cor é o Vermelho.
drado, em cujo centro se encontra um triângulo
vermelho invertido. Corresponde ao elemento Terra.
É o centro das energias psíquicas e a principal As pedras (ou gemas) são: Ágata fogo, Água-
conexão com a Terra, com tudo o que é mate- marinha, Ametista, Coral, Diamante, Jade e
rial, com a nosssa existência física. Ao mesmo Rubi.
tempo, é a sede do kundalini (já referido). O sentido asssociado a este chakra é o Tacto.
Localiza-se na base da coluna vertebral:
Os órgãos e partes do corpo por ele influencia-
dos são: Coluna vertebral, Glândulas supra-
renais, Intestino (parte final), Rins e Bexiga.
Os efeitos do seu despertar são: força física e
alegria de viver.
Quando está pouco activo, ocorre: abatimento
físico e moral, aborto natural, alcoolismo,
anemia, ciática, cólicas renais, diarreia, esteri-
lidade, hemorróidas e impotência.

8
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

Efemérides Maçónicas de Outubro


Pelo R∴Ir∴ José Melo Brás

Alemanha América (USA)


Ano Dia Acontecimento Ano Dia Acontecimento
O Conde Rutowsky funda a primeira 1778 12 Fundação da G∴L∴ de Virgínia.
1738 11
Loja de Dresden.
1794 15 Fundação da G∴L∴ de Vermont.
Em Hamburgo, a maçonaria sofre a con-
1842 15 Fundação da 1.ª Loja de Nauvoo (Illinois),
denação dos magistrados.
por irmãos mórmons. Esta e outras 5
1740 30 Fundação da Grande Loja de Hamburgo. Lojas, criadas pelos mórmons, cometeram
1771 14 Iniciação de Gotthold Lessing (1729- irregularidades graves, afastando-se dos
1781), famoso escritor maçónico, na rituais e iniciando milhares de candidatos,
Loja “As 3 Rosas”, em Hamburgo, ten- sem os procedimentos convencionais e
do como V∴M∴ Von Zinnerdorf. sem querer reconhecer a autoridade da
1773 ? Iniciação de Knigge, que viria a ser uma G∴L∴.
figura de destaque dos “Iluminados da 1880 02 A G∴L∴ de New York foi chamada a
Baviera” (fundada em 1776 por Wei- assistir à colocação de um obelisco
shaupt), à qual impulsionou com a cria- egípcio (que pertencia à entrada do
ção das “Novas Ordenanças”, de sua Templo de Heliópolis), pelo facto de
autoria. Foi também fundador da Asso- terem encontrado, na sua base, inscri-
ciação Eclética de Frankfurt. ções com caracteres semelhantes aos do
1777 04 Iniciação de Samuel Hahnemann (cria- abecedário maçónico. Esta cerimónia
dor da da Homeopatia), na Loja “Stº congregou cerca de 9000 maçons, todos
André dos 3 Lotus”. paramentados, que depois desfilaram na
Quinta Avenida.
1968 14 Theodor Vogel, G∴M∴ da G∴L∴
Unida, inicia contactos com o cardeal 1911 19 Iniciação de Roosevelt (eu viria a ser
Franz Koening, de Viena, para debate Presidente dos USA), na Loja “Holland
acerca do Cânone 2335. Desta iniciativa, Nº 8”, de New York.
nasce uma comissão integrada por 1912 07 2a Conferência Internacional dos
maçons e autoridades eclesiásticas, que SSup∴CCons∴, para retificação dos
se reunem, sucessivamente, em acordos de Bruxelas. As obediências
Innsbruck, Eiselden, Nüremberg e representadas foram: América Central,
Lichtenau. Bélgica, Canadá, Colombia, Cuba, Egip-
1969 05 Por votação maioritária, na Convenção to, Franca, Grécia, Itália, México, Peru,
das GG∴LL∴ Unidas da Alemanha, foi Portugal, Santo Domingo, Servia, Suíça,
aprovada a continuação do debate Sul e Norte de USA (jurisdição), Uru-
guai e Venezuela.
iniciado entre a maç∴ e a igreja (sobre o
cânone 2335),. 1930 27 O Ir∴ Almirante Richard Byrd, no pri-
1970 28 Theodor Vogel e Alfred Rosti, da meiro võo sobre o Pólo Sul, atirou do
avião um estandarte com o esquadro e o
G∴L∴ Unida da Alemanha, informam
compasso.
o G∴ Secretário da G∴L∴ Unida de
Inglaterra, ao G∴M∴ da G∴L∴ de ? Uma pesquisa efectuada neste período,
New York e o Past G∴M∴ da G∴L∴ apurou a existência de 25.142 Lojas e
de Maryland sobre o resultado das 4.176.120 maçons, espalhados pelo
conversações mantidas entre os maçons mundo.
alemães e os representantes da Igreja 1953 20 A G∴L∴ de New York homenagia A.
Católica. Fleming, pelos serviços prestados à maç∴.

9
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

1902 01 O G∴O∴B∴ exclui a Loja de Adoção


Argentina
“Filhas da Acácia”, fundada pela Loja
Ano Dia Acontecimento
"Acácia Paranaense".
1973 14 9ª Conferência Interamericana da
1918 14 O Gr∴M∴ do G∴O∴B∴, Nilo Peça-
a Conf∴M∴I∴, em Buenos Aires, com
nha, abre concurso, através do Decreto
21 participação de 30 GG∴LL∴ latino-
603, para a nova letra do Hino Maç∴,
americanas.
cuja música foi composta por D. Pedro I.
1932 06 Fundação da G∴L∴de Pernambuco.
Austrália 1937 25 Getulio Vargas manda encerrar as Lojas
Ano Dia Acontecimento maç∴ por um período de 2 anos e 9
1890 15 Fundação da G∴L∴ da Tasmânia. meses.
1973 ? A Loja paulista “Astro da Arábia Nº
163” funda a Escola de primária
Áustria “Comendador Elias Zarzur”, numa zona
Ano Dia Acontecimento pobre da cidade, que começa a trabalhar
com 50 alunos.
1918 14 Fundação da G∴L∴ de Viena, por um
Conselho de 15 membros. ? A Conf∴ Nac∴ de Bispos, avaliou que
existiam no Brasil 1.164 Lojas
maç∴(85% REAA; 5,94% Francês;
Bélgica 4,95% Adoniramita; 2,23% Brasileiro;
Ano Dia Acontecimento
1,48% York, e 0.37% Schröder ou R+C
Rectificado).
1930 27 Aceitação de Brasil, Cuba e México,
pelo Cong∴ da Assoc∴Maç∴ Intern∴, 1978 07 Fundação da G∴L∴do Estado de Mato
ocorrido em Bruxelas. Foi ali aprovada a Grosso, sediada em Cuiabá.
criação de um Tribunal especial, para o 1983 26 Dia do Maçom – 20 de Agosto. Lei Nº
diferendo entre o G∴O∴ espanhol e a 3889 do Governador de São Paulo.
G∴L∴ de Porto Rico. 1984 11 O G∴O∴ do Estado de Minas Gerais é
declarado de “Utilidade Pública Munici-
pal”.
Bolívia 29 O G∴O∴ de Santa Catarina é declarado
Ano Dia Acontecimento de utilidade pública.
1931 17 O Sup∴Cons∴ da Bolívia recebe Carta 1998 08 2º encontro em Porto Alegre com
Constitutiva outorgada pelo representantes da Ig∴Católica e a Maç∴
Sup∴Cons∴ do Chile. brasileira, para tentativa de aproximação
das instituições. Entre os participantes
estavam o Past G∴M∴ de São Paulo,
Brasil Pandolfo e Monsenhor Pandolfo, que são
Ano Dia Acontecimento irmãos biológicos.
1822 25 Dom Pedro I, Gr∴M∴ do G∴O∴ do 1999 15 Assinatura de Tratado de Amiz∴ e
Brasil, em comunicado dirigido a Gon- Rec∴ entre a G∴L∴ de São Paulo e o
çalves Ledo, informa a suspensão dos G∴O∴ do Brasil.
trabalhos maçónicos, que ficaram inter-
1932 06 Fundação da Grande Loja de Pernambu-
ditos a partir desta data..
co
1835 05 Demissão do Sob∴Gr∴Com∴ Francis- 2004 11 Falecimento do padre jesuíta Valério
co G. Acaiaba Montezuma, por desones- Alberton, escritor com profundos conhe-
tidade e autoritarismo. Tinha patente do cimentos maçónicos.
Supr∴Cons∴ dos Países Baixos para
estabeler um Sup∴ Cons∴ no Brasil
(em reconhecimento da sua participação Canadá
nas lutas políticas de 1821-22, que lhe
Ano Dia Acontecimento
custaram o exilio na Europa).
1738 11 O major Erasmus J. Phillips, com paten-
1856 21 O G∴O∴B∴ aceita a regulamentação te outorgada por Vincent Price funda a
universal do R∴E∴A∴A∴. maçonaria no Canadá.

10
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

1855 16 Reunião de 48 Lojas no Cong∴Maç∴


Dinamarca
de Hamilton, Ontário, para proclamação
Ano Dia Acontecimento
da independência da maçonaria desde
país, que estava subordinada à G∴L∴ 1745 20 Fundação da G∴L∴ Nacional.
Unida de Inglaterra.
Fundação da G∴L∴ do Canadá, na pro- El Salvador
víncia de Ontário.
Ano Dia Acontecimento
1869 28 Fundação do G∴O∴ do Quebec. 1960 21 Fundação do Sup∴Cons∴.
1941 29 A G∴L∴ de Ontário decide manter e
educar 1.000 crianças inglesas, transferidas
para o Canadá durante a guerra. Escócia
Ano Dia Acontecimento
1736 15 As 4 Lojas mais antigas de Edimburgo
Checoslováquia reúnem-se em Assembléia, para reestru-
Ano Dia Acontecimento turações maç∴ de base.
1930 27 A G∴L∴ da Checoslováquia é reconhe- 1777 04 Criação do Rito de York ou Maç∴ do
cida pelas GG∴LL∴ de Inglaterra e de Arco Real, com os 3 graus universais e 4
New York. graus capitulares.

Chile Espanha
Ano Dia Acontecimento Ano Dia Acontecimento
1884 13 O Vicário Apostólico de Santiago de 1738 11 O Inquisidor Geral publica um édito
Chile qualifica a maçonaria de Sinagoga com a proíbição da maçonaria no país.
de Satã. 1824 9 Fernando VII renova decretos (iniciados
1903 03 6 Lojas criam um poder paralelo, deno- em 1 de Agosto e reforçados em 25 de
e 4 minado G∴L∴ Simbólica de Chile, sem Setembro) para a extinção da maçonaria
relevância. e perseguição aos maçons. Ocorrem
1970 28 Sessão Especial da G∴L∴, para festejar crimes do Estado contra maços e carbo-
a eleição do Ir∴ Salvador Allende à nários, com fuzilamentos. São confisca-
Presidência da República. dos bens aos maçons.
1835 15 O Ministro da Justiça, Francisco Tadeu
Calomarda, ordena o enforcamento, no
Colombia prazo de 3 dias, de todos os que forem
Ano Dia Acontecimento
encontrados dentro de uma Loja e todos
os que sejam portadores de quaisquer
1945 21 Fundação da G∴L∴ Oriental. insígnias, símbolos ou emblemas maçó-
1970 28 10ª Conf∴Intern∴ dos SSup∴CCons∴, nicos.
realizada em Barranquilla. 1887 11 Fundação da G∴L∴ Regional de Castil-
la la Nueva
1931 17 Foi apurado que nesta data Espanha
Conchichina
contava com 159 Lojas e 12.000 irmãos.
Ano Dia Acontecimento
Entre eles encontravam-se Luis
1868 22 Fundação da 1ª L∴ na então Conchin- Companys (mais tarde Presidente da
china, sob jurisdição do G∴O∴ de Catalunha), José Ortega e Gasset
França. (renomado filósofo), Antonio Machado
(poeta), Cláudio Sánchez (historiador),
Jiménez de Azua e Fernando de los Rios
Cuba (catedráticos), Fernando Valera (chefe
Ano Dia Acontecimento de Governo), Juan Ramón Jiménez e
Corpus Barga (escritores).
1941 29 Distribuição de 27.584 pares de sapatos,
nas escolas, pela organização maç∴ “El 1932 06 Francisco Franco vê recusado, pela 2ª
Zapato Escolar”. vez, o pedido para ingressar na
maçonaria.

11
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

leão) para G∴M∴ do G∴O∴ de Fran-


Finlândia ça, sem alguma vez assistir aos trabalhos
Ano Dia Acontecimento do G∴O∴ ou do Sup∴Cons∴ .Apesar
1973 ? Fund∴ do Supr∴Cons∴ Independente. disto, recebeu inúmeros cargos honorífi-
cos.
1819 19 O Sup∴Cons∴ de França outorga uma
França Carta Constitutiva ao Supremo Conselho
Ano Dia Acontecimento da Inglaterra.
1721 21 Fundação da 1ª Loja independente da 1861 16 O ministro do Interior, Persigny, numa
G∴L∴ de Inglaterra, em Dunkerque, manifestação de solidariedade para com
com o nome “Amizade e Fraternidade”. a maç∴, envia uma circular aos Municí-
1745 20 Fundação da “Loja da Câmara do Rei”, pios recomendando a atenção e solicitu-
de para com as Lojas.
pela G∴L∴ de França, composta por
funcionários do Palácio. 1930 27 É feita uma nova tradução das Consti-
tuições de Anderson, por E. Jovin, desti-
1762 09 O Sob∴Cons∴ de Príncipes do Real
nada a profanos.
Segredo do Oriente, criado em Bordéus,
organiza uma Constituição denominada 1941 29 É publicado o Nº 1 do “Boletim de
“Rito Escocês Antigo e Aceite”, com os Informações Antimaçônicas”, publicado
graus do Rito de Heredom (25). pelo Centro de Ação e Documentação,
dirigido por Henry Coston (durante a
1772 22 Fundação do G∴O∴ de França. ocupação alemã), a partir da antiga sede
1773 ? Savalette de Langes e Court de Gobelin da G∴ L∴ de França.
fundam o Rito dos Filaletos, na Loja
Os maçons perseguidos pelos nazis
“Os Amigos Reunidos”.
recebem do Supr∴Cons∴ da Jurisdição
22 Após 14 reuniões, a G∴L∴ Nacional reú- Sul (USA) $US 40.000.
a ne-se em Assembleia-geral e intitula-se
1945 04 O Partido Comunista, na pessoa de Leon
28 G∴O∴ de França, empossando como
Mauvais, escreve ao Gr∴M∴ do
G∴M∴ o Duque de Chartres. O Cons∴
G∴O∴ de França, declarando que o
dos Inperadores (e alguns VV∴MM∴) não Partido “admite os maçons que declarem
acata a decisão e mantem-se fiel à G∴L∴, aceitar a sua doutrina, conformar-se com
situação que dura até à Revolução. as regras, ações, forma de organização e
1777 04 Fundação da Ordem dos Construtores normas do Partido e que se sugeitem á
Maçons, em Paris, pelo Ir∴ Pierre Fran- sua política e disciplina em todas as
çois Charles Augerau, Duque de Casti- circunstâncias e motivos”.
glione e Grão-Marechal de França. A 21 As Lojas de Adoção desligam-se da
Ordem tinha como objetivo colaborar G∴L∴ de França e fundam a União
com as outras potências, mas esta inten- Maçônica Feminina (que em 1952 viria
ção depressa se dissipou. a designar-se por “Grande Loja
1780 04 M. de Montausier recebe patente para Feminina de França”.
estabelecer o Rito Filosófico Escocês em 1948 29 A G∴L∴ Independente e Regular,
Santo Domingo e Ilhas. fundada em 1913, adopta o título de
Das LL∴francesas, 72 são de Regimen- G∴L∴ Nacional Francesa.
tos e 26 são dirigidas por padres. Os Par- 1953 20 A G∴L∴ de França, por referendo do
lamentos têm LL∴próprias. decide que o juramento passará a ser
Estabelecimento do Rito dos Filadelfos prestado sob as 3 Grandes Luzes e que o
de Narbona, com 10 graus. Livro Sagrado será aberto durante os
1796 17 Reunião dos membros dispersos da trabalhos das Lojas.
G∴L∴ de França.
1804 ? Nascimento de Allan Kardec (Leon
Grécia
Hyppolite Denizart Rivail) em Lyon. A
Ano Dia Acontecimento
iniciação maç∴ deste Ir∴, que viria a
ser o codificador do Espiritismoo, correu 1933 12 A Maç∴ vê-se condenada pela Pastoral
na G∴L∴ Escocesa de Paris. do Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa.
1805 11 José Bonaparte foi nomeado (por Napo-

12
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

1949 02 A G∴L∴ reitera a norma de 1938, do


Guatemala
juramento sobre o Livro da Lei Sagrada.
Ano Dia Acontecimento
1903 20 Fundação da G∴L∴.
1968 14 6ª Reunião dos SSob∴GG∴CCom∴. Israel
Ano Dia Acontecimento
1953 20 Fundação da G∴L∴ do Estado de
Inglaterra Israel.
Ano Dia Acontecimento
1646 16 Iniciação de Elias Ashmole, numa Loja
de Warrington Itália
1721 29 A pedido da G∴L∴, James Anderson Ano Dia Acontecimento
fica encarregado de redigir a primeira 1930 27 Mussolini afirma que “os maçons que
Constituição, com base nos documentos dormem podem despertar-se; eliminan-
reunidos por George Payne. do-os assegura-se que dormirão para
1730 ? 1ª ed. do livro “Masonry Dissected”, de sempre”.
Samuel Prichard (ingressado na Ordem 1949 02 O Arcebispo de Milão, Cardeal
apenas para conhecer seus segredos e Schuster, alerta para as “novas e
escrever o livro), que foi um sucesso; violentas ofensivas que a maçonaria está
com 3 edições em 11dias. Como era a preparar contra a Igreja”.
próibido imprimir rituais, este livro tor- 1966 10 È publicada a “Oração aos Maçons”
nou-se útil para investigação e uniformi- (atribuída ao Papa João XXIII), no
zação dos Ritos. jornal “Tribuna Italiana”.
1777 04 O Rito de York é introduzido em Lon-
dres, com um Capítulo que trabalha o
Arco Real. México
Iniciação de Cagliostro, na Loja “Hope Ano Dia Acontecimento
Nº 289”, em Londres. 1828 25 O Congresso mexicano extingue a
1794 01 Publicação dos Regulamentos do “Capí- G∴L∴.
tulo do Santo Arco Real”, definindo 4 1890 15 Fundação da G∴L∴ Benito Juárez, no
graus (Ap∴, Comp∴, Mest∴ e Santo estado de Coahuila.
Arco Real), e autorizando todas as LL∴
a trabalhar nestes graus.
1819 19 O envio de Diplomas, que era opcional, Nicarágua
foi redefinido na Constituição da Ano Dia Acontecimento
G∴L∴ de Inglaterra, tornando-se “ime- 1961 01 Fundação do Sup∴Cons∴ da Nicará-
diata” a sua expedição para cada novo gua.
membro.
1902 01 Annie Besant (que pertencia ao “Le
Droit Humain”), funda em Londres a Nova Zelândia
“Order of the Universal Co-Masonry in Ano Dia Acontecimento
the British Federation”.
1890 15 Fundação da G∴L∴.
1921 ? Eleição de George VI (futuro Rei) como
1933 12 Fundação da L∴ Antarctica Nº 777,
V∴M∴ da “Navy Lodge Nº 2612”, de
pelo Almirante Richard Byrd, durante a
Londres (sua L∴ mãe).
expedição ao Pólo Sul. A sua comitiva,
1941 29 Os Ir∴ fundem medalhas e de 80 homens, tinha 60 maçons. A L∴
condecorações de ouro, no valor de £ foi jurisdicionada à G∴L∴ da Nova
10.000, e doam para a defesa. Zelândia.
O rei George VI instala seu irmão (de
sangue), o Duque de Kent, como
G∴M∴da G∴L∴. Palestina
1948 29 Alexander Fleming passa a G∴Past Ano Dia Acontecimento

Vig∴ da G∴L∴. 1932 06 Fundação da G∴L∴ da Palestina.

13
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

Panamá
Ano Dia Acontecimento
Suíça
Ano Dia Acontecimento
1916 02 1ªs eleições na Gr∴L∴.
1902 01 No Cong∴Internac∴ de Genebra, o
G∴O∴ de França a abolição da crença
Perú religiosa, mas o delegado da Austrália
Ano Dia Acontecimento insiste na crença no Deus eterno.
1859 20 Fundação do G∴O∴, em Lima. 1921 19 Realiza-se o Congr∴Maç∴Intern∴. As
a GG∴LL∴ da Bulgária, Espanha, França,
23 Itália, New York, Países Baixos, Portugal
Polónia (GOL), Turquia e Viena assinam a “Decla-
Ano Dia Acontecimento
ração de Princípios e Estatutos”. Funda-se a
Ass∴Maç∴Internac∴. É rejeitado o pedido
1921 ? Fundação da G∴L∴ Nacional, com de França para iniciar mulheres (Portugal e
Patente da G∴L∴ Nazionale de Roma Espanha votam a favor). O Brasil é advertido
quanto a irregularidades, como a ligação do
Porto Rico R∴E∴A∴A∴ ao Rito Moderno, por Tra-
tado (prática condenada noutros países) e o
Ano Dia Acontecimento
facto do Gr∴M∴ eleito dirigir também os
1885 08 Fund∴ da G∴L∴, após sessões contínuas GGr∴ Filosóficos, como Sob∴G∴Com∴
de trab∴, iniciadas em 20 de Set. (outra irregularidade), e ainda o
1888 21 Constituição da 'Logia Igualdad', em Gr∴M∴djunto ser Lugar-Tenente Com∴.
Sabana Grande. 1931 17 A G∴L∴ Alpina volta a usar a Bíblia.

Portugal Uruguai
Ano Dia Acontecimento Ano Dia Acontecimento
1817 17 Por ordem do marechal Beresford, são 1943 ? Após sucessivas CConf∴ realizadas em
soltos os maçons José Domingos de Ser- Montevidéu (e Buenos Aires), os
ra e João Carlos Palmeiro, enquanto representantes da Argentina, Chile e
todos os outros foram enforcados e Uruguai, decidem reunir os MMaç∴ da
queimados com alcatrão. América na primeira Conf∴ Interamericana
18 Gomes Freire de A. é enforcado e queimado. da Francmaç∴ Simb∴ como etapa prévia
1819 15 Nasce Joaquim Tomás Lobo de Ávila, 1º para uma Conferência Mundial.
conde de Valbom, político e maç∴ de
relevo. Foi ministro de Estado e Gr∴M∴ Vaticano
da Confed∴Maç∴ Portuguesa. Ano Dia Acontecimento
1842 15 Fund∴ do Supr∴Cons∴ de Portugal, com 1865 26 Pio IX dirige aos arcebispos de Paris a
exaltação de Ant. da Costa Cabral ao 33º. Breve Ex Epistola, condenando a maç∴.
1910 05 Implantação da República (com o con- 1890 15 Leão XIII emite contra a maç∴ a Bula Ab
tributo de muitos maçons, e várias tenta- Apostolici e a Encíclica Dall'Alto, dirigida
tivas anteriores). aos bispos, ao clero e ao povo de Itália.
1902 01 Leão XIII condena a maç∴ na Bula
República Dominicana Annus Igressi.
Ano Dia Acontecimento
1858 24 Fundação da G∴L∴ Nacional.
Venezuela
1859 03 Fundação da G∴L∴ de Santo Domingo. Ano Dia Acontecimento
1865 26 Fundação do Supr∴Cons∴.
Suécia 1980 26 a 11ª Conferência Interamericana da
Ano Dia Acontecimento
01N Maç∴Simb∴, em Caracas.
1738 11 O Rei da Suécia proíbe a maçonaria.

14
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

D a M ente I ndividual à E grégora d a O rdem (5)

Somos o Que Pensamos!


Pelo R∴Ir∴ Joaquim Barão
Até agora, o caminho privilegiado tem sido (e con-
tinua a ser) o da cooperação, com a participação e
reunião, congregando pessoas em lugares físicos.
Mas também se tem visto, com indesejável fre-
quência, alguns maus resultados desta reunião, em
todo o tipo de sociedades e organizações, produ-
zindo muitas vezes, na melhor das hipóteses, ape-
nas escassos ou nulos resultados. Porquê? Porque
as mentes das pessoas que integram estes trabalhos
não estão sintonizadas, em uníssono.
A única cooperação de resultados efectivos,
capaz de fazer triunfar um projecto qualquer, é a
cooperação ideológica comum, afastada em
absoluto dos aspectos pessoais, quase sempre
separatistas relativamente ao objectivo do gru-
po. Só assim é possível fazer com que os ele-
mentos espirituais, procedentes de uma diversi-
dade de mentalidades, se revelem num bloco
corporativo perfeito. Por mais que queiramos,
não existe nenhuma organização que seja capaz
de alhear o ser humano das suas perspectivas
políticas, religiosas ou aspirações sociais de
carácter particular. E neste sentido, insistimos,
só é possível fazer florescer o projecto, com
garantias de prosperidade, apelando à coopera-
ção espiritual dos elementos que o integram.
A ritualística de quase todos os grupos iniciáticos,
representantes das antigas escolas de mistérios,
integra o aspecto da harmonização universal. Infe-
lizmente, são poucos os obreiros que compreendem
a extrema importância desse ponto alto do trabalho.
A nossa mente está capacitada para emitir ideias,
pensamentos e emoções através do espaço, e fá-lo a
todo o tempo, mesmo que de forma aleatória, do
mesmo modo que as recebe. Estas emissões e
recepções ocorrem em determinadas frequências,
como se de ondas de rádio se tratasse, e o estado de
ânimo do operador (cada um dois participantes é
um operador, neste sentido) determinará em abso-
luto o aproveitamento desse trabalho. Ninguém
pode esperar receber ideias e emoções de ânimo e
incentivo, quando emite tristeza, desgosto, amargu-
ra e indiferença.
Sabemos que não é fácil emitir pensamentos de

15
O “Athanor” do Quinto Império – Boletim Mensal de Temática Esotérica – Ed. n.º 8 – Outubro de 2006

amor e felicidade, quando na nossa vida se


extinguiu a esperança, a força de continuar, o
desejo de vencer… Mas a verdade é que essa
mesma vida estará permanentemente condicio-
nada pelas emissões a que atrás nos referimos.
As frequências de onda, de cada tipo de emis-
são, abrirão o caminho para a canalização, em
direcção ao emissor, de todas as emoções seme-
lhantes, oriundas de milhares de outras mentes,
com idêntica frequência.
Sim! Como o homem pensa, ele é!
E qual é a solução? Como é possível sentir-se o
que não se vive (ou viver-se o que não se sente)?
E emitir isso?
- Magia!
???????????????????
É sabido que a Magia não altera a realidade ime-
diata, mas sim a percepção que o operador tem
dela. Esta alteração da percepção faz com que a
realidade passe a ser vivida de outra forma, mais
ao gosto do mago. Trata-se de uma espécie de faz
de conta, com a finalidade de transmutar a má
realidade numa boa realidade.
Se nos imaginarmos felizes, saudáveis, ricos, com
diferente aspecto, com outra ocupação, etc.,
nenhuma fada nos aparecerá a tornar estas condi-
ções reais, nem alguma destas coisas ocorrerá de
forma instantânea. Contudo, mesmo assim, pelas
razões que vimos, pode valer bem a pena…

(continua)

O utubro de 2006
O∴M∴M∴M∴
O∴M∴M∴A∴P∴R∴E∴M∴M∴

L∴ V Imperivm
Que o Soberano Arquitecto dos Mundos nos permita viver a nossa existência
nas mais absolutas condições de Harmonia, Amor, Verdade e Justiça

16