Você está na página 1de 112

Cumprir Meu

Dever para com Deus

Para os Portadores do Sacerdócio Aarônico

Para uma versão interativa deste guia e de outros recursos on-line, visite Dutytogod.LDS.org

Publicado por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Salt Lake City, Utah

© 2010 Intellectual Reserve, Inc. Todos os direitos reservados. Impresso nos EUA Aprovação do inglês: 8/01. Aprovação da tradução: 08/01. Tradução de Fulfilling My Duty to God: For Aaronic Priesthood Holders.

Portuguese

06746 059

Este guia pertence a: 

Minha foto

DiáCono Data de minha ordenação:  Fui ordenado por: 

MEstrE Data de minha ordenação:  Fui ordenado por: 

saCErDotE Data de minha ordenação:  Fui ordenado por: 

saCErDóCio DE MElquisEDEquE Data em que recebi o sacerdócio de Melquisedeque:  Fui ordenado élder por: 

sumário

Mensagem da Primeira Presidência

5

seu Dever para com Deus

7

Diácono Força Espiritual

13

Deveres do sacerdócio

22

Para o Vigor da Juventude: saúde Física

31

Mestre Força Espiritual

37

Deveres do sacerdócio

46

Para o Vigor da Juventude: Educação

55

sacerdote Força Espiritual

61

Deveres do sacerdócio

70

Para o Vigor da Juventude: Família e amigos

79

Preparação para receber o sacerdócio de Melquisedeque

84

Para os Presidentes de quórum

90

Para os Consultores do quórum e os Pais

93

apêndice ordenanças do sacerdócio aarônico

103

o Cristo Vivo: o testemunho dos apóstolos

106

a Família: Proclamação ao Mundo

107

observações

108

Mensagem da Primeira Presidência

Você vive em uma época de grandes desafios e oportunidades; uma época na qual o sacerdócio foi restaurado Você tem a autoridade para ministrar as ordenanças do sacerdócio aarô- nico ao exercer essa autoridade em espírito de oração e com dignidade, você abençoará abundantemente a vida daqueles ao seu redor

Este guia, em conjunto com as escrituras e o livreto Para o Vigor

da Juventude, vai ajudá-lo a cumprir com suas responsabilidades

o Pai Celestial deposita grande confiança em você e tem uma importante missão para você cumprir Ele o ajudará quando buscá-lo em oração, ouvir a orientação do Espírito, obedecer aos mandamentos e cumprir os convênios que fez Você terá um grande sentimento de realização ao cumprir seus deveres e estará preparado para receber o sacerdócio de Melquise- deque, receber os convênios e ordenanças do templo, servir dignamente em uma missão de tempo integral e tornar-se um marido e pai exemplar que o senhor continue a abençoá-lo em seus esforços

A Primeira Presidência

6
6
“E eis que tu és meu filho; (…) e tenho uma obra para ti” (Moisés

“E eis que tu és meu filho; (…) e tenho uma obra para ti” (Moisés 1:4, 6).

seu Dever para com Deus

Você é filho de Deus Ele restaurou seu sacerdócio em nossos dias e confiou-lhe esse sacerdócio o objetivo desse guia é ajudá-lo a:

▪▪▪Fortalecer seu testemunho e seu relacionamento com Deus

▪▪▪aprender e cumprir seus deveres no sacerdócio

▪▪▪aplicar os padrões de Para o Vigor da Juventude.

o senhor prometeu que ao cumprir seus deveres no sacerdó-

cio, você será santificado pelo Espírito e se tornará um eleito de Deus e, por fim, receberá tudo o que o Pai possui (ver D&C 84:33–38) seu trabalho como

portador do sacerdócio trará grandes bênçãos àqueles a quem servir

Seu Dever para com Deus

ConCentrar-se no Que VoCê está-se tornando

Cumprir seu dever para com Deus é uma experiência para toda a vida não pense neste guia como uma lista de tare- fas que você precisa se apressar a cumprir para receber um prêmio Em vez disso, concentre-se em como as atividades que escolher podem ajudá-lo a desenvolver atributos espirituais e

a tornar-se o tipo de portador do sacerdócio que o Pai Celestial quer que você seja

Completar as atividades desse guia não é uma exigência para

avançar no sacerdócio o propósito das atividades é ajudá-lo

a se preparar para o serviço do sacerdócio

aprender, agir, Compartilhar

o senhor ordenou: “Portanto agora todo homem aprenda seu dever e a agir no ofício para o qual for designado com toda diligência” (D&C 107:99)

ao completar diligentemente as atividades deste guia, você terá oportunidades de aprender seus deveres, planejar como cumpri-los e compartilhar suas experiências com seus pais

e com os membros do quórum Faça metas que estejam em

harmonia com seus interesses e necessidades Faça com que sejam desafiadoras, mas também agradáveis Concentre-se nas formas de exercer o sacerdócio servindo aos outros ao fazer e

Seu Dever para com Deus

cumprir sua metas, você se tornará responsável por seu pró- prio crescimento espiritual

Em algumas das atividades de aprendizado, você será convi- dado a escrever seus pensamentos e sentimentos sobre o que está estudando Escreva-os em um caderno ou diário

reCeber ajuda

as metas feitas nesse guia são pessoais, mas os pais, os mem- bros do quórum, o presidente do quórum e outros líderes da igreja podem ajudar Por exemplo, você pode:

▪▪▪Pedir a ajuda deles enquanto aprende seus deveres e faz seus planos o presidente do quórum, por exemplo, tem as chaves do sacerdócio de seu quórum e tem a responsabili- dade de ajudá-lo a aprender e a cumprir com seus deveres no sacerdócio

▪▪▪Compartilhar suas experiências com eles em entrevistas, reu- niões de quórum e atividades e em conversas informais isso o ajudará a ver o progresso que está alcançando e a fortalecer sua confiança para falar do evangelho as coisas que você compartilha também fortalecem o testemunho de outros

▪▪▪Convidar seus pais ou os membros do quórum para fazerem metas também e trabalharem nelas juntos quando as metas são realizadas com mais alguém, vocês apoiam e incentivam um ao outro

Seu Dever para com Deus

Como o guia É organizado

Você aprenderá princípios e fará metas nas áreas a seguir:

▪▪▪Força Espiritual. aplicar o que aprender nessa seção vai ajudá-lo a obter a força espiritual necessária para permanecer no caminho da retidão Você desenvolverá os hábitos de orar regularmente e estudar as escrituras, o que inclui estudar as palavras dos profetas atuais Você aprenderá e ensinará as doutrinas do evangelho de Jesus Cristo Você também apren- derá e aplicará os princípios que vão ajudá-lo a ser um digno portador do sacerdócio

▪▪▪Deveres do Sacerdócio. aplicar o que aprender nesta seção fará com que se aproxime mais do salvador enquanto você exerce o sacerdócio Dele seu amor pelos outros crescerá ao servi-los como representante do salvador Você aprenderá como administrar as ordenanças do sacerdócio, servir ao próximo e convidar todos a virem a Cristo

▪▪▪Para o Vigor da Juventude. nesta seção você aprenderá e aplicará alguns padrões de Para o Vigor da Juventude, inclusive as seções “saúde Física”, “Educação”, “Família” e “amigos” aplicar esses padrões fará com que se torne mais eficiente no serviço do senhor e mais preparado para o futuro

▪▪▪Preparação para Receber o Sacerdócio de Melquisedeque. todas as metas que fizer neste guia o prepararão para receber o sacerdócio de Melquisedeque e para ser digno de servir em

Seu Dever para com Deus

uma missão de tempo integral Como sacerdote, você terá a oportunidade de criar um projeto que lhe dará prepara- ção adicional Você aprenderá sobre os convênios que fará quando receber o sacerdócio de Melquisedeque e as qualida- des que tornam os missionários eficientes

Para uma versão interativa deste guia e de outros recursos on-line, visite Dutytogod lDs org

CertifiCados do deVer para Com deus

Depois de realizar suas metas como diácono e mestre, você receberá os certificados de reconhecimento de seu progresso no cumprimento do dever para com Deus Depois de realizar suas metas como sacerdote, inclusive o projeto para receber o sacerdócio de Melquisedeque, você receberá o certificado de reconhecimento do que realizou durante os anos que serviu como portador do sacerdócio aarônico

Diácono

Diácono
Diácono

Diácono

Força Espiritual

o senhor admoestou os portadores do sacerdócio: “sede limpos” (D&C 38:42) nesta seção você aprenderá como a dignidade pessoal está ligada ao poder do sacerdócio (ver D&C 121:34–46) Você também fará metas para começar ou fortalecer o hábito de orar regularmente e estudar as escrituras, o que inclui estudar as palavras dos profetas atuais

Esta seção está organizada nas áreas a seguir:

▪▪▪orar e Estudar as Escrituras

▪▪▪Viver Dignamente

▪▪▪Entender a Doutrina

“Banqueteai-vos com as palavras de Cristo” (2 Néfi 32:3).

“Banqueteai-vos com as palavras de Cristo” (2 Néfi 32:3).

orar e estudar as esCrituras

aprender

▪▪▪Estude cuidadosamente Josué 1:8; 1 néfi 15:23–24; 2 néfi 32:3; alma 17:2–3; e D&C 21:4–6 ao estudar, faça uma lista das palavras e frases que descrevem:

1 Como você deve conduzir o estudo das escrituras e das palavras dos profetas atuais

2 as bênçãos que receberá ao estudar as escrituras e as palavras dos profetas atuais

Compartilhe sua lista com seus pais, com os líderes do sacer- dócio ou com outros membros do quórum Converse sobre as bênçãos específicas que recebeu ao seguir o conselho dado pelo senhor nas escrituras e por intermédio dos profetas atuais

▪▪▪na página a seguir, escreva suas metas para começar ou for- talecer o hábito de orar regularmente e estudar as escrituras Por exemplo, você pode planejar estudar o livro de Mórmon por um tempo determinado todos os dias seu estudo das escrituras pode incluir as palavras dos profetas atuais dispo- níveis nas edições de conferência da revista A Liahona.

Diácono

Seu plano para estudar as escrituras pode incluir escrever as inspirações que recebe. Toda vez

Seu plano para estudar as escrituras pode incluir escrever as inspirações que recebe. Toda vez que estudar as escrituras, peça ao Pai Celestial, em oração, que o ajude a entender o que lê.

agir

Meu plano para desenvolver o hábito de orar regularmente e estudar as escrituras:

Compartilhar

▪▪▪Compartilhar o que está aprendendo ao estudar as escrituras Por exemplo, você pode compartilhar com sua famí- lia, com seus amigos ou nas reuniões do quórum isso fortalecerá seu teste- munho sobre o que está aprendendo

e o ajudará a saber como ensinar o

evangelho além disso, fortalecerá

o testemunho de outras pessoas

“Eis que aquele que se arrependeu de seus pecados é perdoado e eu, o Senhor,

“Eis que aquele que se arrependeu de seus pecados é perdoado e eu, o Senhor, deles não mais me lembro” (D&C 58:42).

ViVer dignamente

aprender

▪▪▪leia a seção “arrependimento” em Para o Vigor da Juventude, e escreva suas respostas para as perguntas a seguir em um caderno ou diário:

1 o que você aprendeu sobre a Expiação e o arrependimento nesta seção?

2 Como o arrependimento pode ajudá-lo a crescer espiritualmente?

3 qual a relação entre o arrependimento, a Expiação e a dignidade pessoal?

Converse sobre suas respostas com seus pais ou com os membros do quórum Converse sobre como o arrependi- mento vai ajudá-lo a preparar-se para entrar no templo e participar de ordenanças sagradas

▪▪▪Escolha pelo menos três outras seções de Para o Vigor da Juventude que vão ajudá-lo a viver dignamente Estude os padrões dessas seções e escreva o que você fará para viver esses padrões e ajudar os outros a fazer o mesmo

Diácono

Estude e aplique os ensinamentos das seções “Vestuário e Aparência”, “Diversão e Mídia”, ou “Linguagem”

Estude e aplique os ensinamentos das seções “Vestuário e Aparência”, “Diversão e Mídia”, ou “Linguagem” em Para o Vigor da Juventude.

agir

seções de Para o Vigor da Juventude que estudarei:

atividades específicas que farei para viver esses padrões e ajudar os outros a fazer o mesmo:

Compartilhar

▪▪▪após estudar e aplicar esses padrões, compartilhe com seus pais ou com os membros do quórum o que aprendeu, como isso influencia sua vida e o tipo de pessoa que você está-se tornando

“E dou-vos um mandamento de que vos ensineis a doutrina do reino uns aos outros”

“E dou-vos um mandamento de que vos ensineis a doutrina do reino uns aos outros” (D&C 88:77).

entender a doutrina

aprender

▪▪▪leia Doutrina e Convênios 11:21 que promessas o senhor faz a quem estuda sua palavra? Você precisará de um entendimento básico e de um testemunho das verdades do evan-

gelho para cumprir seus deveres de sacerdote agora e, no futuro, os deveres de missionário de tempo integral de marido e de pai

▪▪▪observe a lista de tópicos do evangelho na página 20 e esco- lha pelo menos quatro sobre os quais gostaria de saber mais um deles deve ser “o sacerdócio e as Chaves do sacerdócio” Você pode usar as escrituras (inclusive o Guia para Estudo das Escrituras), Sempre Fiéis, Pregar Meu Evangelho e as pala- vras dos profetas atuais para aprender sobre os tópicos

▪▪▪Faça anotações simples sobre cada tópico estudado Elas podem incluir: (1) uma definição do tópico, (2) ensinamen- tos e exemplos das escrituras e de sua vida e (3) seus pensa- mentos e sentimentos sobre a importância do tópico Para exemplos de anotações, ver Pregar Meu Evangelho (capítulos 2 e 3) ou visite DutytoGod lDs org

Diácono

Ao aprender sobre o sacerdócio, estude D&C 4; 13; 20:46–60; 84:18–27; 107:1–21; 121:34–46; 124:142–143.

Ao aprender sobre o sacerdócio, estude D&C 4; 13; 20:46–60; 84:18–27; 107:1–21; 121:34–46; 124:142–143. Estude também outras passagens do Guia para Estudo das Escrituras.

agir

tópicos do evangelho que estudarei:

Compartilhar

▪▪▪Ensine outras pessoas sobre os tópicos do evangelho usando as anotações que fez Converse com seus pais e com os líderes de quórum para determinar quando pode fazê-lo

quando ensinarei sobre esses tópicos:

Diácono

tópicos do evangelho

▪▪▪a trindade ▪▪▪o Plano de salvação ▪▪▪a Expiação de Jesus Cristo ▪▪▪Profetas ▪▪▪a apostasia e a restauração do Evangelho ▪▪▪a restauração do sacerdócio ▪▪▪o sacerdócio e as Chaves do sacerdócio ▪▪▪serviço ▪▪▪Convênios e ordenanças  ▪▪▪▪▪▪arrependimento ▪▪▪Batismo ▪▪▪o Dom do Espírito santo ▪▪▪oração e revelação Pessoal ▪▪▪arbítrio ▪▪▪templos ▪▪▪Famílias Eternas e o trabalho de História da Família ▪▪▪a lei da Castidade ▪▪▪a Palavra de sabedoria ▪▪▪Dízimo

Diácono

examinar

ao se aproximar o fim de seus dias como diácono, converse com seus pais ou com um líder do sacerdócio sobre as expe- riências que teve ao realizar suas metas de orar e estudar as escrituras, viver dignamente e entender a doutrina Converse sobre como realizar suas metas o está ajudando a fortalecer seu testemunho e o relacionamento com o Pai Celestial

Minha assinatura

Data

assinatura Do pai, Da Mãe ou De uM líDer

Data

Diácono

Deveres do sacerdócio

Diácono Deveres do sacerdócio
Diácono Deveres do sacerdócio

Diácono

o senhor disse que todo portador do sacerdócio deve aprender seu dever e agir com toda a diligência (ver D&C 107:99) Esta seção o ajudará a aprender e cumprir seus deveres como diá- cono, que estão delineados em Doutrina e Convênios 20:57, 59; 84:111 seus deveres podem ser organizados em três grupos:

▪▪▪administrar as ordenanças do sacerdócio

os diáconos distribuem o sacramento

▪▪▪servir ao Próximo

os diáconos auxiliam o bispo a “administrar (…) as coisas materiais” ( D&C 107:68) isso pode incluir recolher as ofertas de jejum, cuidar dos pobres e necessitados, cuidar da capela e dos arredores, servir como mensageiro do bispo nas reuniões da igreja e fazer outras designações dadas pelo presidente do quórum

▪▪▪Convidar todos a Virem a Cristo

os diáconos devem “zelar pela igreja” e são “ministros locais da igreja” (D&C 84:111) Eles devem “admoestar, explicar, exortar e ensinar e convidar todos a virem a Cristo” (D&C 20:59) isso inclui dar um bom exemplo, fazer ami- zades com os membros do quórum e com outras pessoas, avisar os membros das reuniões da igreja, discursar nas reuniões, compartilhar o evangelho e prestar testemunho

“E sempre procurareis fazer isto tal como eu fiz, da mesma forma que eu parti

“E sempre procurareis fazer isto tal como eu fiz, da mesma forma que eu parti o pão, abençoei-o e dei-o a vós” (3 Néfi 18:6).

administrar as ordenanças do saCerdóCio

aprender

▪▪▪leia Doutrina e Convênios 20:76–79 o que o pão e a água representam no sacramento? leia lucas 22:19–20 e 3 néfi 18:1–11 quem você representa quando distribui o sacramento?

▪▪▪Faça aos seus pais ou aos líderes de quórum as perguntas

a seguir e escreva as respostas:

1 o que a ordenança do sacramento significa para você?

2 o que eu posso fazer como diácono para ajudá-lo a ter uma experiência significativa durante o sacramento?

▪▪▪Depois de aconselhar-se com o quórum, escreva na página

a seguir o que você fará para distribuir o sacramento de

modo a mostrar reverência pelo salvador e por sua Expiação

e incentivar os outros a mostrar a mesma reverência Escreva

também o que fará para ter uma experiência mais significa- tiva quando partilhar do sacramento

Diácono

Ao fazer suas metas, pense em coisas como seu vestuário, seus pensamentos e seu comportamento

Ao fazer suas metas, pense em coisas como seu vestuário, seus pensamentos e seu comportamento antes e durante a ordenança.

agir

algumas coisas que farei para mostrar reverência quando distribuir o sacramento e para incentivar os outros a mostrar a mesma reverência:

o que eu farei para ter uma experiência mais significativa quando partilhar do sacramento:

Compartilhar

▪▪▪após completar sua meta, converse com os membros do quórum sobre como suas experiências com o sacra- mento o ajudaram a tornar-se mais reverente

“Quando estais a serviço de vosso próximo, estais somente a serviço de vosso Deus” (Mosias

“Quando estais a serviço de vosso próximo, estais somente a serviço de vosso Deus” (Mosias 2:17).

serVir ao próximo

aprender

▪▪▪após ler as escrituras a seguir, escreva o que você aprendeu sobre servir ao próximo: tiago 1:27, Mosias 2:17 e Mosias 18:8–10 Converse com seu pai ou sua mãe ou com um líder do quórum sobre a relação entre ser um portador do sacerdócio e servir ao próximo

▪▪▪Converse com os membros do quórum sobre as oportunida- des que vocês têm de servir ao próximo (peça ideias ao bispo ou aos líderes do quórum) Como portador do sacerdócio aarônico, você serve ao próximo quando auxilia o bispo ou o presidente do ramo a “administrar (…) as coisas materiais” ( D&C 107:68) isso inclui cuidar dos pobres e necessitados, limpar a capela e os arredores, recolher as ofertas de jejum e cumprir as designações dadas pelo presidente do quórum inclui também os projetos de serviço que você decidir fazer de livre escolha

▪▪▪Faça uma lista das coisas que seu quórum fará para prestar serviço Planeje também algumas coisas que fará sozinho para prestar serviço, inclusive servir aos membros de sua família

Diácono

Convide seus pais para prestar serviço com você. É uma boa maneira de fortalecer seu

Convide seus pais para prestar serviço com você. É uma boa maneira de fortalecer seu relacionamento com eles e melhorar a qualidade de seu serviço.

agir

Meta de meu quórum para prestar serviço:

Minha meta pessoal para prestar serviço:

Compartilhar

▪▪▪Compartilhe com seu pai, sua mãe ou os membros do quórum algumas das experiências que teve ao servir ao próximo Por exemplo, você pode falar sobre como o serviço o afetou e às pessoas a quem serviu

“Sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé,

“Sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza” (I Timóteo 4:12).

ConVidar todos a Virem a Cristo

aprender

▪▪▪leia Doutrina e Convênios 20:59 o que a frase “virem a Cristo” sig- nifica para você? Compartilhe seus pensamentos e sentimentos com um líder do quórum ou com seus pais e pergunte o que essa frase significa para eles

▪▪▪Compare as histórias missionárias de amon em (alma 17–19) e de Coriânton em (alma 39:1–11) Como as atitudes deles influenciaram as pessoas que eles ensinaram? Pense em como você pode ser um bom exemplo de modo a ajudar as pessoas a virem a Cristo

▪▪▪Pense nos membros de sua família e nos amigos que você poderia convidar para vir a Cristo Escreva seus nomes e o que você fará para ajudá-los (convidá-los para ir às ativida- des da igreja ou dar-lhes um exemplar do livro de Mórmon ou de a liahona)

Diácono

Você pode ser um missionário bem antes de ser chamado para servir em uma missão

Você pode ser um missionário bem antes de ser chamado para servir em uma missão de tempo integral. Pense em maneiras de fazê-lo em casa, na escola e com os amigos.

agir

Maneiras de ser um bom exemplo para as pessoas:

nome das pessoas e como vou ajudá-las a virem a Cristo:

Compartilhar

▪▪▪Escreva em seu diário ou em um caderno as experiências que teve ao convidar as pessoas a virem a Cristo Escreva também o que sente ao ver que você está-se tornando um missionário melhor Compartilhe suas experiências com outras pessoas

Diácono

examinar

ao se aproximar o fim de seus dias como diácono, converse com seus pais ou com um líder do sacerdócio sobre as expe- riências que teve ao realizar suas metas de administrar as ordenanças do sacerdócio, servir ao próximo e convidar todos a virem a Cristo Converse sobre como você abençoou o pró- ximo por meio do serviço do sacerdócio Fale sobre como suas experiências o estão ajudando a tornar-se um servo fiel no sacerdócio

Minha assinatura

Data

assinatura Do pai, Da Mãe ou De uM líDer

Data

Diácono

Você pode fazer o passo 1 com o quórum. Pode incluir também um projeto com

Você pode fazer o passo 1 com o quórum. Pode incluir também um projeto com outra pessoa, como um membro do quórum, seu pai, sua mãe ou um líder. Dessa forma, vocês podem apoiar e fortalecer um ao outro.

Para o ViGor Da JuVEntuDE:

saúde Física

Depois de começar a trabalhar em suas metas de “Força Espi-

ritual” e “Deveres do sacerdócio”, crie um projeto relacio- nado aos padrões da seção “saúde Física” de Para o Vigor da Juventude. utilize os passos das páginas a seguir como guia o projeto deve ser desafiador e incluir um comprometimento de tempo significativo Deve ter como base suas necessida- des e interesses Deve estabelecer um

padrão que vai ajudá-lo a fortalecer e manter sua saúde física por toda a vida

passo 1: aprender

leia “saúde Física” em Para o Vigor da Juventude e estude as escrituras a seguir:

Doutrina e Convênios 88:124, Doutrina

e Convênios 89 e i Coríntios 3:16–17

identifique os princípios relacionados

à saúde física Escreva as respostas

para as perguntas a seguir e comparti-

lhe-as com seu pai, sua mãe, um líder do sacerdócio ou com os membros do quórum:

“O templo de Deus, que sois vós, é santo” (I Coríntios 3:17).

“O templo de Deus, que sois vós, é santo” (I Coríntios 3:17).

1 Por que é importante ser fisi- camente saudável? Como ser fisicamente saudável o ajudará a cumprir com os deveres do sacer- dócio (inclusive como missionário, pai e no serviço ao próximo)?

2 quais são os benefícios espirituais de ser fisicamente saudável? quais são as consequências espirituais de não cuidar adequadamente de nosso corpo?

passo 2: Criar um projeto

Crie um projeto que o ajudará a aplicar o que aprendeu sobre saúde física Ele deve ter duas partes: (1) exercícios regulares e (2) nutrição Peça a seu pai, sua mãe ou a um líder que aprove o projeto antes de você começar a fazê-lo Eis alguns exemplos que você pode incluir em cada etapa do projeto:

exemplos — exercícios regulares

▪▪▪Crie um gráfico mensal de exercícios inclua uma variedade de exercícios que o ajudem a tornar-se mais apto fisicamente, como corrida, ciclismo ou a prática de um esporte

▪▪▪aprenda um esporte e pratique-o

Diácono

▪▪▪Melhore seu desempenho em uma atividade física na qual já esteja envolvido

exemplos — nutrição

▪▪▪assuma o compromisso de viver a Palavra de sabedoria inclua nesse compromisso: (a) como você evitaria situações nas quais pode ser tentado a quebrar esse compromisso e (b) como você reagiria às tentações (por exemplo, maneiras de explicar às outras pessoas a razão de você obedecer à Palavra de sabedoria)

▪▪▪aprenda princípios de nutrição adequados em Doutrina e Convênios 89 e em livros, na internet ou em outras fontes Ensine para sua família ou para o quórum o que você desco- briu Faça um registro do que você come por um mês e faça as mudanças em sua dieta de acordo com o que aprendeu sobre nutrição

▪▪▪aprenda a preparar três refeições balanceadas de modo nutricional Prepare-as para sua família

Diácono

meu projeto

Exercícios regulares

nutrição

aprovação Do pai, Da Mãe ou Do líDer

Data estiMaDa Do térMino

Minha assinatura

Data Do térMino

Diácono

passo 3: relatar suas experiênCias

no espaço abaixo, escreva o que aprendeu com a realização do projeto e como o aplicará durante sua vida relate as experiên- cias para sua família ou aos membros do quórum

Mestre

Mestre
Mestre

Mestre

Força Espiritual

o senhor admoestou os portadores do sacerdócio: “sede lim- pos” (D&C 38:42) nesta seção você aprofundará seu enten- dimento da relação entre a dignidade pessoal e o poder do sacerdócio (ver D&C 121:34–46) Você também fará metas para fortalecer o hábito de orar regularmente e estudar as escrituras, o que inclui estudar as palavras dos profetas atuais

Esta seção está organizada nas áreas a seguir:

▪▪▪orar e Estudar as Escrituras

▪▪▪Viver Dignamente

▪▪▪Entender a Doutrina

“Ora sempre, para que saias vencedor, sim, para que venças Satanás” (D&C 10:5 ).

“Ora sempre, para que saias vencedor, sim, para que venças Satanás” (D&C 10:5 ).

orar e estudar as esCrituras

aprender

▪▪▪Pense em suas orações pessoais Com que frequência você ora? Como se sente quando ora? Estude tiago 1:5–6; alma 34:17–28; 3 néfi 18:15–21; e Morôni 10:3–5 identifique os

princípios que podem ajudar a tornar suas orações mais significativas e identifique as bênçãos que receberá se “orar sempre”

▪▪▪Estude cuidadosamente Helamã 3:29–30 e Doutrina e Con- vênios 18:33–36; 84:85 ao estudar, procure palavras e frases que descrevam:

1 Como você deve conduzir o estudo das escrituras e das palavras dos profetas atuais

2 as bênçãos que receberá ao estudar as escrituras e as palavras dos profetas atuais

▪▪▪na página a seguir, escreva suas metas para melhorar suas orações pessoais e o estudo das escrituras durante os anos em que servir como mestre o estudo das escrituras deve incluir as palavras dos profetas atuais disponíveis nas edi- ções de conferência da revista A Liahona.

Mestre

Esforce-se para coordenar seu plano de estudo das escrituras com o que está estudando no

Esforce-se para coordenar seu plano de estudo das escrituras com o que está estudando no seminário, na Escola Dominical ou em família.

agir

Minha meta para fortalecer o hábito de orar regularmente e estudar as escrituras:

Compartilhar

▪▪▪Compartilhar o que está aprendendo ao estudar as escrituras Por exem- plo, você pode compartilhar com sua família, com os amigos, no seminário ou nas reuniões do quórum tente compartilhar com frequência o que está aprendendo isso fortalecerá seu testemunho e o ajudará a aprender a ensinar o evangelho além disso, fortalecerá o testemunho de outras pessoas

“Que todos os teus pensamentos sejam dirigidos ao Senhor” (Alma 37:36).

“Que todos os teus pensamentos sejam dirigidos ao Senhor” (Alma 37:36).

ViVer dignamente

aprender

▪▪▪leia Doutrina e Convênios 121:41–45

e

escreva os princípios que governam

o

uso do sacerdócio Depois faça o

seguinte (peça ajuda de seu pai, sua mãe ou do líder do sacerdócio, se possível):

1 Procure a definição de qualquer palavra que não conheça

2 Pense em maneiras de aplicar esses princípios

leias os versículos 45 e 46 e identifique as bênçãos que advêm de se viver esses princípios repita os passos 1 e 2 acima para cada uma das bênçãos

▪▪▪Estude Doutrina e Convênios 63:16 e identifique as conse- quências de se ter pensamentos impuros Compare os avisos com as bênçãos de deixar que a “virtude adorne [seus] pensamentos incessantemente” ( D&C 121:45) Escolha pelo menos quatro seções de Para o Vigor da Juventude para estu- dar Dê ênfase às seções que o ajudarão a ter pensamentos virtuosos Em particular, pondere o que você pode fazer para evitar os perigos descritos em Doutrina e Convênios 63:16

Mestre

Avalie a música que ouve e os filmes a que assiste de acordo com os

Avalie a música que ouve e os filmes a que assiste de acordo com os padrões contidos em Para o Vigor da Juventude . Realize mudanças, se necessário.

agir

seções de Para o Vigor da Juventude que estudarei:

atividades específicas que farei para viver esses padrões e ajudar os outros a fazer o mesmo:

Compartilhar

▪▪▪Compartilhe com seu pai, sua mãe ou com um líder do quórum como viver esses padrões o afetou e influenciou outras pessoas a seu redor ao fazê-lo, fale sobre o tipo de pessoa que você está-se tornando

“Os élderes, sacerdotes e mestres desta igreja ensinarão os princípios de meu evangelho” (D&C 42:12).

“Os élderes, sacerdotes e mestres desta igreja ensinarão os princípios de meu evangelho” (D&C 42:12).

entender a doutrina

aprender

▪▪▪Escreva algumas dúvidas que as pessoas fora da igreja possam ter sobre nossas crenças que tópicos do evangelho você poderia estudar para ajudar a responder a elas?

▪▪▪Examine a lista de tópicos do evan- gelho que estudou como diácono (ver página 19) Com base em suas experiências e estudo adicional, atualize suas anotações sobre “o sacerdócio e as Chaves do sacerdócio” Escolha quatro ou mais tópicos adicionais que gostaria de aprender e ensinar (ver página 44) e escreva sua escolha nas páginas a seguir Você pode usar as escrituras (inclusive o Guia para Estudo das Escrituras), Sempre Fiéis, Pregar Meu Evangelho e as palavras dos profetas atuais para aprender sobre os tópicos

▪▪▪Faça anotações simples sobre cada tópico estudado Elas podem incluir: (1) uma definição do tópico, (2) ensinamen- tos e exemplos das escrituras e de sua vida e (3) seus pensa- mentos e sentimentos sobre a importância do tópico Para exemplos de anotações, ver Pregar Meu Evangelho (capítulos 2 e 3) ou visite DutytoGod lDs org

Mestre

Peça ao seu professor do seminário a oportunidade de compartilhar na aula o que você

Peça ao seu professor do seminário a oportunidade de compartilhar na aula o que você aprendeu sobre essas doutrinas.

agir

tópicos do evangelho que estudarei:

Compartilhar

▪▪▪Ensine outras pessoas sobre os tópicos do evangelho usando as anotações que fez Pode ser em um ambiente formal de ensino (noite familiar, reunião do quórum, seminário, reunião sacramental, ou a abertura da Mutual) ou em uma simples conversa com um amigo

quando ensinarei sobre esses tópicos:

Mestre

tópicos do evangelho

▪▪▪a trindade ▪▪▪o Plano de salvação ▪▪▪a Expiação de Jesus Cristo ▪▪▪Profetas ▪▪▪a apostasia e a restauração do Evangelho ▪▪▪a restauração do sacerdócio ▪▪▪o sacerdócio e as Chaves do sacerdócio ▪▪▪serviço ▪▪▪Convênios e ordenanças  ▪▪▪▪▪▪arrependimento ▪▪▪Batismo ▪▪▪o Dom do Espírito santo ▪▪▪oração e revelação Pessoal ▪▪▪arbítrio ▪▪▪templos ▪▪▪Famílias Eternas e o trabalho de História da Família ▪▪▪a lei da Castidade ▪▪▪a Palavra de sabedoria ▪▪▪Dízimo

Mestre

reVisar

ao se aproximar o fim de seus dias como mestre, converse com seus pais ou um líder do sacerdócio sobre as experiências que teve ao realizar suas metas de orar e estudar as escrituras, viver dignamente e entender a doutrina Converse sobre como realizar suas metas o está ajudando a fortalecer seu testemu- nho e o relacionamento com o Pai Celestial

Minha assinatura

Data

assinatura Do pai, Da Mãe ou De uM líDer

Data

Mestre

Deveres do sacerdócio

Mestre Deveres do sacerdócio o senhor disse que todo portador do sacerdócio deve apren- der seu
Mestre Deveres do sacerdócio o senhor disse que todo portador do sacerdócio deve apren- der seu

o senhor disse que todo portador do sacerdócio deve apren- der seu dever e agir com toda a diligência (ver D&C 107:99) Esta seção o ajudará a aprender e cumprir seus deveres como mestre, que estão delineados em Doutrina e Convênios 20:53–59; e 84:111, que incluem todos os deveres de um diácono (ver página 23) seus deveres podem ser organizados em três grupos:

Mestre

▪▪▪administrar as ordenanças do sacerdócio

os mestres preparam e distribuem o sacramento

▪▪▪servir ao Próximo

os mestres auxiliam o bispo a “administrar (…) as coisas materiais” ( D&C 107:68) isso pode incluir recolher as ofertas de jejum, cuidar dos pobres e necessitados, cuidar da capela e dos arredores, servir como mensageiro do bispo nas reuniões da igreja e fazer outras designações dadas pelo presidente do quórum

▪▪▪Convidar todos a Virem a Cristo

os mestres devem “zelar sempre pela igreja, estar com os membros e fortalecê-los” (D&C 20:53) uma maneira de fazer isso é servir como mestre familiar os mestres também devem “certificar-se que não haja iniquidade na igreja nem aspereza entre uns e outros nem mentiras, maledicências ou calúnias; e certificar-se que a igreja se reúna amiúde” (D&C 20:54–55 ) Essa responsabilidade inclui ser um pacificador, um exemplo de integridade moral e honestidade e convidar as pessoas a frequentar a igreja

Eles continuam a “admoestar, explicar, exortar e ensinar e convidar todos a virem a Cristo” (D&C 20:59) isso inclui dar um bom exemplo, fazer amizade com os membros do quó- rum e com outras pessoas, discursar nas reuniões da igreja, compartilhar o evangelho e prestar testemunho

“Jesus tomou do pão e partiu-o e abençoou-o; e deu a seus discípulos e mandou

“Jesus tomou do pão e

partiu-o e abençoou-o;

e

deu a seus discípulos

e

mandou que

comessem”

(3 Néfi 18:3).

administrar as ordenanças do saCerdóCio

aprender

▪▪▪leia Doutrina e Convênios 38:42

o mandamento “sede limpos, vós que

portais os vasos do senhor” adquire um significado especial quando você

cumpre com seu dever de preparar o sacramento antigamente, um grupo de sacerdotes carregava vasos — travessas ou bacias — que seriam usadas no templo (ver Esdras 1:5–11) Hoje, vocês carregam os vasos que contêm o pão e a água do sacramento em lembrança da Expiação de Jesus Cristo

▪▪▪leia Mateus 26:26–28 na página a seguir, escreva as respos- tas para estas perguntas:

1 o que você pode fazer para preparar o sacramento de uma maneira reverente e digna (mesmo que a maioria das pessoas não o veja realizar esse dever)?

2 Como você pode dar um bom exemplo aos diáconos quando for designado para distribuir o sacramento?

Mestre

Pense em como você deve agir quando surgirem oportunidades de auxiliar os diáconos a distribuir

Pense em como você deve agir quando surgirem oportunidades de auxiliar os diáconos a distribuir o sacramento.

agir

Minha meta para preparar o sacramento de uma maneira reverente e digna:

Minha meta para dar um bom exemplo aos diáconos quando eu for designado para distribuir o sacramento:

Compartilhar

▪▪▪após cumprir sua meta, converse com os membros do quórum sobre

como suas experiências influenciaram

o

que sente a respeito do sacramento

e

do salvador

“Cada um contribua (…); não com tristeza, (…) porque Deus ama ao que dá com

“Cada um contribua (…); não com tristeza, (…) porque Deus ama ao que dá com alegria” (II Coríntios 9:7).

serVir ao próximo

aprender

▪▪▪Compare a atitude de néfi com a de lamã e de lemuel ao responderem às designações que receberam (ver 1 néfi 2:16–18; 3:1–7, 28–31; 4:1–2; 17:7–19, 50–51; 18:1–4) no espaço abaixo, escreva algumas frases do que

estudou que representem a atitude que devemos ter ao cumprir com nossas responsabilidades Pense na possibilidade de compartilhar sua lista com os membros do quórum

Exemplo: “Sejamos fiéis” (1 Néfi 4:1)

▪▪▪no quórum, converse sobre as oportunidades que vocês têm de servir ao próximo (peça ideias ao bispo ou aos líde- res do quórum) Faça uma lista das coisas que seu quórum fará para prestar serviço Planeje também algumas coisas que fará sozinho para prestar serviço, inclusive servir aos membros de sua família

Mestre

Convide seus pais a completar a atividade de aprendizado com você. Acrescente em sua lista

Convide seus pais a completar a atividade de aprendizado com você. Acrescente em sua lista as frases que eles encontrarem.

agir

Meta de meu quórum para prestar serviço:

Minha meta pessoal para prestar serviço:

Compartilhar

▪▪▪Compartilhe com seu pai, sua mãe, com um líder ou com os membros do quórum algumas de suas experiên- cias ao servir ao próximo Por exem- plo, você pode conversar sobre como seu serviço afetou as pessoas a quem serviu e como sua atitude afetou suas experiências Você também pode con- versar sobre como essas experiências o ajudam a servir a Jesus Cristo (ver Mateus 25:35–40) e a tornar-se mais semelhante a Ele

“Haviam-se devotado a muita oração e jejum (…) e quando ensinavam, faziam-no com poder e

“Haviam-se devotado a muita oração e jejum (…) e quando ensinavam, faziam-no com poder e autoridade de Deus” (Alma 17:3).

ConVidar todos a Virem a Cristo

aprender

▪▪▪leia Doutrina e Convênios 20:53 Como parte de seu dever de “zelar sempre pela igreja, estar com os membros e fortalecê-los”, você agora tem a oportunidade de servir como mestre familiar Converse com o pre-

sidente do quórum, seus pais ou seu companheiro de visitas sobre o que você poderia fazer para tornar-se um bom mestre familiar

▪▪▪leia alma 17:2–3, 9 e escreva o que os filhos de Mosias fize- ram para se prepararem para o trabalho missionário Pense em maneiras de seguir o exemplo deles

▪▪▪Continue a esforçar-se para compartilhar o evangelho Pense nos membros de sua família e nos amigos que você pode- ria convidar para vir a Cristo Escreva seus nomes e o que você fará para ajudá-los (convidá-los para ir às atividades da igreja ou dar-lhes um exemplar do livro de Mórmon ou de a liahona)

Mestre

Sua meta de tornar-se um bom mestre familiar pode incluir aprender sobre as necessidades e

Sua meta de tornar-se

um bom mestre familiar pode incluir aprender sobre as necessidades

e interesses das

famílias que visita.

agir

Minha meta para ser um bom mestre familiar:

nome das pessoas e como irei ajudá-las a virem a Cristo:

Compartilhar

▪▪▪após cumprir sua meta, compartilhe com seu pai, sua mãe ou os líderes do quórum, as experiências que teve ao servir como mestre familiar e compar- tilhar o evangelho Fale sobre como essas experiências o estão ajudando a preparar-se para ser um missionário de tempo integral

Mestre

reVisar

ao se aproximar o fim de seus dias como mestre, converse com seus pais ou um líder do sacerdócio sobre suas expe- riências ao cumprir suas metas de administrar as ordenanças do sacerdócio, servir ao próximo e convidar todos a virem a Cristo Converse sobre como você abençoou o próximo por meio do serviço do sacerdócio Fale sobre como suas experiên- cias o estão ajudando a tornar-se um servo fiel no sacerdócio

Minha assinatura

Data

assinatura Do pai, Da Mãe ou De uM líDer

Data

Mestre

Alguns aspectos de seu projeto podem funcionar como atividades do quórum (como uma visita a

Alguns aspectos de seu projeto podem funcionar como atividades do quórum (como uma visita a um site de empregos ou ao centro de recursos de emprego).

Para o ViGor Da JuVEntuDE:

Educação

Depois de começar a trabalhar em suas metas de “Força

Espiritual” e “Deveres do sacerdócio”, crie um projeto rela- cionado aos padrões da seção “instrução” de Para o Vigor da Juventude. utilize os passos das páginas a seguir como guia o projeto deve ser desafiador e incluir um comprometimento de tempo significativo Deve ter como base suas necessidades

interesses Deve ajudá-lo a estabelecer um padrão de apren- dizado por toda a vida

e

passo 1: aprender

Para aprender sobre a importância de adquirir conhecimento, estude a seção “Educação” em Para o Vigor da Juven- tude e Doutrina e Convênios 88:77–80,

118 identifique nesses versículos (a) o que o senhor quer que você aprenda, (b) por que Ele quer que você aprenda,

e (c) como Ele quer que você aprenda

leia “a Família: Proclamação ao Mundo”

e identifique seu papel como futuro

marido e pai (ver página 107 deste guia)

“Nos melhores livros buscai palavras de sabedoria; procurai conhecimento, sim, pelo estudo e também pela

“Nos melhores livros buscai palavras de sabedoria; procurai conhecimento, sim, pelo estudo e também pela fé” (D&C 88:118).

Escreva as respostas para as perguntas a seguir e converse sobre elas com seus pais ou com os membros do quórum:

1 quais são os benefícios de estudar?

2 Como o estudo vai ajudá-lo a cumprir com seus deveres do sacerdócio (inclusive como missio- nário, marido, pai e no serviço ao próximo)?

passo 2: Criar um projeto

Crie um projeto que vai ajudá-lo a aplicar o que aprendeu sobre adquirir uma boa educação formal Ele deve ter duas partes:

(1) metas para estudar e (2) metas para pesquisar opções de futuras profissões Peça a seu pai, sua mãe ou a um líder que aprove o projeto antes de você começar a fazê-lo Eis alguns exemplos que você pode incluir em cada etapa do projeto:

exemplos — educação formal

▪▪▪Faça uma lista das coisas que você faz bem na escola Depois, faça uma lista das coisas que você pode fazer para melhorar na escola Faça essas coisas e observe a diferença em seu desempenho, em sua atitude com relação à escola e assim por diante

Mestre

▪▪▪Faça uma meta para adquirir educação formal ou treina- mento inclua em sua meta as escolas que deseja frequentar ou o treinamento que deseja receber inclua também o que precisa fazer para ser admitido na escola ou no programa de treinamento desejado e as opções existentes para financiar essa educação

▪▪▪Escolha um tópico de seu interesse que não esteja apren- dendo na escola e pesquise-o por conta própria Compartilhe

o que aprender em uma apresentação ou trabalho escrito

exemplos — profissão

▪▪▪aprenda sobre profissões ou carreiras que lhe interessem Você pode incluir visitas a sites de emprego e entrevistas com pessoas que lá trabalhem

▪▪▪Visite um centro de recursos de emprego suD e converse com um membro da equipe sobre algumas profissões ou

carreiras que esteja avaliando Pergunte o que você precisa fazer para conseguir um emprego nessas áreas Compartilhe

o que aprender em uma reunião do quórum ou atividade da

Mutual

▪▪▪se você tiver uma renda, desenvolva e siga um planejamento pessoal de despesas e de poupança inclua o pagamento do dízimo e uma poupança para a missão Compartilhe sua meta com seus pais ou membros do quórum

Mestre

meu projeto

Educação Formal

Profissão

aprovação Do pai, Da Mãe ou Do líDer

Data estiMaDa Do térMino

Minha assinatura

Data Do térMino

Mestre

passo 3: relatar suas experiênCias

no espaço abaixo, escreva o que aprendeu ao realizar seu projeto e como isso o preparou para suas futuras responsabili- dades relate as experiências para sua família ou aos membros do quórum

Sacerdote

Sacerdote
Sacerdote

Sacerdote

Força Espiritual

o senhor admoestou os portadores do sacerdócio: “sede limpos” (D&C 38:42) nesta seção você aprofundará seu entendimento da relação entre a dignidade pessoal e o poder do sacerdócio (ver D&C 121:34–46) Você também fará metas para fortalecer o hábito de orar regularmente e estudar as escrituras, o que inclui estudar as palavras dos profetas atuais

Esta seção está organizada nas áreas a seguir:

▪▪▪orar e Estudar as Escrituras

▪▪▪Viver Dignamente

▪▪▪Entender a Doutrina

“Eram homens de grande entendimento e haviam examinado diligentemente as escrituras para conhecerem a palavra

“Eram homens de grande entendimento e haviam examinado diligentemente as escrituras para conhecerem a palavra de Deus” (Alma 17:2).

orar e estudar as esCrituras

aprender

▪▪▪Pondere sobre as perguntas a seguir e escreva as respostas em um caderno ou diário de estudo:

1 Como a oração consistente e o estudo das escrituras afetam (a) sua capacidade de guardar os mandamentos? (b) seu relaciona- mento com sua família? (c) seu relacionamento com Deus?

2 que passagens das escrituras têm significado especial para você? Por quê?

3 o que você aprendeu dos profetas atuais na última conferência geral? Como foi abençoado ao seguir seus conselhos?

▪▪▪na página a seguir, escreva suas metas para tornar signifi- cativos suas orações e o estudo das escrituras durante seu período como sacerdote o estudo das escrituras deve incluir as palavras dos profetas atuais disponíveis nas edições de conferência da revista A Liahona.

Sacerdote

Sempre que estudar, ore pedindo a inspiração do Espírito Santo. Escreva as inspirações que receber.

Sempre que estudar, ore pedindo a inspiração do Espírito Santo. Escreva as inspirações que receber.

agir

Minha meta para fortalecer o hábito de orar regularmente e estudar as escrituras:

Compartilhar

▪▪▪Compartilhar o que está aprendendo ao estudar as escritu- ras Por exemplo, você pode compartilhar com sua família, com os amigos, no seminário ou nas reuniões do quórum Compartilhe com frequência o que

está aprendendo isso fortalecerá seu testemunho e o ajudará a aprender a ensinar o evangelho além disso, fortalecerá o testemunho de outras pessoas

“Portanto, que tipo de homens devereis ser? Em verdade vos digo que devereis ser como

“Portanto, que tipo de homens devereis ser? Em verdade vos digo que devereis ser como eu sou” 3 Néfi 27:27.

ViVer dignamente

aprender

▪▪▪leia Doutrina e Convênios 121:34–40 e identifique o efeito do pecado no poder do sacerdócio Compare os exemplos de José e Davi encontra- dos em Gênesis 39, 41 e ii samuel 11–12 Pense em como as ações deles afetaram sua força espiritual e

compartilhe suas conclusões com seu pai, sua mãe ou com um líder do quórum Converse sobre o que Davi deveria ter feito para evitar a tragédia que ocorreu em sua vida

▪▪▪Prepare uma aula ou um discurso sobre como o arrependi- mento e a Expiação nos ajudam a permanecer dignos como portadores do sacerdócio Para referências, use Pregar Meu Evangelho, páginas 51–52; Sempre Fiéis, páginas 20–24; ou “o Cristo Vivo” (ver página 106 desse guia) Com seus pais ou um líder do sacerdócio, determine quando e onde dar um discurso ou uma aula e escreva sua meta na página a seguir

▪▪▪Escolha pelo menos quatro seções de Para o Vigor da Juven- tude para estudar e aplicar Escolha seções que o ajudarão a viver dignamente de modo a poder ir ao templo participar de ordenanças sagradas

Sacerdote

Estude “Linguagem”, “Pureza Sexual”, “Honestidade”, ou “Dízimos e Ofertas” em Para o Vigor da Juventude.

Estude “Linguagem”, “Pureza Sexual”, “Honestidade”, ou “Dízimos e Ofertas” em Para o Vigor da Juventude.

agir

Minha meta para dar uma aula ou um discurso sobre o arrependimento e a Expiação:

seções de Para o Vigor da Juventude que estudarei:

atividades específicas que farei para viver esses padrões e ajudar os outros a fazer o mesmo:

Compartilhar

▪▪▪Compartilhe com outras pessoas como viver os padrões de Para o Vigor da Juventude afetou sua vida e influenciou outras pessoas a seu redor Compartilhe isso com sua família, na igreja ou no seminário

“Não procures pregar minha palavra, mas primeiro procura obter minha palavra e então tua língua

“Não procures pregar minha palavra, mas primeiro procura obter minha palavra e então tua língua será desatada” (D&C 11:21).

entender a doutrina

aprender

▪▪▪leia Doutrina e Convênios 20:68 Parte de seu dever como sacerdote é “explicar todas as coisas concernentes à igreja de Cristo” Examine as listas de tópicos do evangelho que estudou como diácono e como mestre (ver

páginas 19 e 43) Depois, escreva na página a seguir quatro ou mais tópicos adicionais que vai aprender e ensinar nos próximos dois anos (ver página 68)

▪▪▪Para cada tópico estudado, prepare anotações para aulas com base nos princípios e técnicas descritos em Pregar Meu Evangelho (ver capítulos 2 e 3)

▪▪▪Estude novamente as escrituras listadas na página 19 reflita sobre suas experiências e atualize as anotações de “o sacer- dócio e as Chaves do sacerdócio” (ver página 18) Escreva sobre as mudanças ocorridas com relação ao seu entendi- mento e apreciação pelo sacerdócio

▪▪▪Como parte da preparação para ser um missionário de tempo integral, faça uma lista de perguntas que as pessoas possam fazer sobre esses tópicos e converse sobre elas com seu pai, sua mãe ou um líder do sacerdócio

Sacerdote

Ao preparar suas anotações para as aulas, você pode aconselhar-se com um missionário de tempo

Ao preparar suas anotações para as aulas, você pode aconselhar-se com um missionário de tempo integral ou um ex-missionário.

agir

tópicos do evangelho que estudarei:

Compartilhar

▪▪▪Ensine outras pessoas sobre os tópicos do evangelho usando as anotações que fez Você pode fazer isso em uma noite familiar, reunião do quórum, visita de mestre familiar, no seminário ou em uma oportunidade de ensinar com os missionários de tempo integral

quando ensinarei sobre esses tópicos:

Sacerdote

tópicos do evangelho

▪▪▪a trindade ▪▪▪o Plano de salvação ▪▪▪a Expiação de Jesus Cristo ▪▪▪Profetas ▪▪▪a apostasia e a restauração do Evangelho ▪▪▪a restauração do sacerdócio ▪▪▪o sacerdócio e as Chaves do sacerdócio ▪▪▪serviço ▪▪▪Convênios e ordenanças  ▪▪▪▪▪▪arrependimento ▪▪▪Batismo ▪▪▪o Dom do Espírito santo ▪▪▪oração e revelação Pessoal ▪▪▪arbítrio ▪▪▪templos ▪▪▪Famílias Eternas e o trabalho de História da Família ▪▪▪a lei da Castidade ▪▪▪a Palavra de sabedoria ▪▪▪Dízimo

Sacerdote

reVisar

ao se aproximar o fim de seus dias como sacerdote, converse com seus pais ou com um líder do sacerdócio sobre suas expe- riências ao cumprir suas metas de orar e estudar as escrituras, viver dignamente e entender a doutrina Converse sobre como realizar suas metas o está ajudando a fortalecer seu testemu- nho e o relacionamento com o Pai Celestial

Minha assinatura

Data

assinatura Do pai, Da Mãe ou De uM líDer

Data

Sacerdote

Deveres do sacerdócio

Sacerdote Deveres do sacerdócio o senhor disse que todo portador do sacerdócio deve apren- der seu
Sacerdote Deveres do sacerdócio o senhor disse que todo portador do sacerdócio deve apren- der seu

o senhor disse que todo portador do sacerdócio deve apren- der seu dever e agir com toda a diligência (ver D&C 107:99) Esta seção o ajudará a aprender e a cumprir com seus deveres como sacerdote, que estão delineados em Doutrina e Convênios 20:46–52, 75–79 e que inclui todos os deveres de diácono e mes- tre (ver páginas 23 e 46–47) seus deveres podem ser organiza- dos em três grupos:

Sacerdote

▪▪▪administrar as ordenanças do sacerdócio

os sacerdotes oficiam à mesa do sacramento e oferecem as orações sacramentais Podem preparar e distribuir o sacramento também podem batizar, conferir o sacerdócio aarônico e ordenar diáconos, mestres e outros sacerdotes

▪▪▪servir ao Próximo

os sacerdotes auxiliam o bispo a “administrar (…) as coisas

materiais” (D&C 107:68) isso pode incluir recolher as ofertas de jejum, cuidar dos pobres e necessitados, cuidar da capela

e dos arredores, servir como um mensageiro do bispo e fazer outras designações dadas pelo bispo

▪▪▪Convidar todos a Virem a Cristo

os sacerdotes devem “pregar, ensinar, explicar, exortar (…)

e visitar a casa de todos os membros, exortando-os a orarem

em voz alta e em segredo e a cumprirem todas as obrigações familiares” (D&C 20:46–47) uma maneira de fazer isso é ser- vir como mestre familiar os sacerdotes também continuam a “certificar-se que não haja iniquidade na igreja nem aspereza

entre uns e outros nem mentiras, maledicências ou calúnias” (D&C 20:54) Essa responsabilidade inclui ser um pacificador

e um exemplo de integridade moral e honestidade

Eles continuam a “admoestar, explicar, exortar e ensinar e convidar todos a virem a Cristo” (D&C 20:59) isso inclui dar um bom exemplo, fazer amizade com os membros do quórum e com outras pessoas, discursar nas reuniões da igreja, compartilhar o evangelho e prestar testemunho

“A ele eu darei poder para partir o pão e abençoá-lo e distribuí-lo ao povo

“A ele eu darei poder para partir o pão e abençoá-lo e distribuí-lo ao povo de minha igreja” (3 Néfi 18:5).

administrar as ordenanças do saCerdóCio

aprender

▪▪▪leia 3 néfi 18:1–11 e Mateus 26:26–28 o que você pode aprender desses versículos sobre seu dever de admi- nistrar o sacramento?

▪▪▪Com reverência, leia as orações sacramentais (ver D&C 20:77, 79) Escreva seus pensamentos sobre o significado dos convê- nios e das palavras sagradas dessas orações

▪▪▪na página a seguir, escreva as respostas para estas perguntas:

1 ao oficiar à mesa do sacramento, o que você pode fazer para dar um bom exemplo aos outros portadores do sacerdócio aarônico?

2 o que você pode fazer para tornar o sacramento uma experiência mais significativa para os membros da congregação?

▪▪▪assista a uma reunião batismal e compartilhe com seu pai, sua mãe ou um líder do quórum o que você aprendeu sobre a ordenança do batismo

Sacerdote

Os portadores mais jovens do Sacerdócio Aarônico o verão como um exemplo. Ao fazer suas

Os portadores mais jovens do Sacerdócio Aarônico o verão como um exemplo. Ao fazer suas metas, pense em como seu vestuário, aparência e ações podem influenciá-los.

agir

Minha meta para dar um bom exemplo aos outros portadores do sacerdócio aarônico enquanto abençoo o sacramento:

Minha meta para ajudar a tornar o sacramento uma experiência mais significativa para os membros da congregação:

Compartilhar

▪▪▪após cumprir suas metas, converse com os membros do quórum sobre o quanto suas experiências influen- ciaram seus sentimentos com relação ao sacramento e ao salvador

“Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (João 13:35).

“Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” (João 13:35).

serVir ao próximo

aprender

▪▪▪Pense sobre o serviço que prestou nos anos em que foi diácono e mestre e responda as perguntas a seguir:

1 Como sua atitude afetou o serviço que prestou? (Examine o que escreveu na página 50)

2 Como o serviço o ajudou a tornar-se menos egoísta e mais consciente das necessidades do próximo?

3 Como as pessoas foram afetadas pelo seu serviço?

4 o que você pode fazer como sacerdote para prestar um serviço mais eficaz?

▪▪▪leia Mateus 22:36–40, João 13:34–35 e Mosias 2:17 e procure as razões pelas quais servimos ao próximo Converse com os membros do quórum sobre as oportunidades que vocês têm de servir ao próximo (peça ideias ao bispo ou aos líderes do quórum) Faça uma lista das coisas que seu quórum fará para prestar serviço Planeje também algumas coisas que você fará sozinho para servir a sua família e ao próximo

Sacerdote

Ao fazer sua meta pessoal, pense em maneiras de servir sua família, os amigos ou

Ao fazer sua meta pessoal, pense em maneiras de servir sua família, os amigos ou a comunidade.

agir

Meta de meu quórum para prestar serviço:

Minha meta pessoal para prestar serviço:

Compartilhar

▪▪▪Compartilhe com seu pai, sua mãe ou os membros do quórum algumas das experiências que teve ao servir ao próximo Por exemplo, você pode conversar sobre como seu serviço afe- tou as pessoas a quem serviu e como sua atitude afetou suas experiências Fale sobre como essas experiências o ajudam a tornar-se mais semelhante a Cristo

“Ó vós que embarcais no serviço de Deus, vede que o sirvais de todo o

“Ó vós que embarcais no serviço de Deus, vede que o sirvais de todo o coração, poder, mente e força” (D&C 4:2).

ConVidar todos a Virem a Cristo

aprender

▪▪▪Examine a meta que fez para tor- nar-se um bom mestre familiar (ver página 53) ao rever seus esforços para melhorar como mestre familiar, o que você acha que fez bem? na página a seguir, escreva algumas coisas em que deseja melhorar

▪▪▪Escreva as respostas para as perguntas a seguir e converse sobre elas com seus pais ou com os membros do quórum:

1 Como seu exemplo afeta sua capacidade de ensinar o evangelho às pessoas?

2 o que você pode fazer como sacerdote para ensinar o evangelho por meio de ações e de palavras?

▪▪▪Continue a se esforçar para compartilhar o evangelho Pense nos membros de sua família e nos amigos que você poderia convidar para vir a Cristo Escreva o nome deles e o que você fará para ajudá-los inclua nomes de portadores do sacerdócio aarônico que não estão ativos na igreja

Sacerdote

Você pode ajudar as pessoas a virem a Cristo convidando-as a frequentar a Igreja ou

Você pode ajudar as pessoas a virem a Cristo convidando-as a frequentar a Igreja ou visitando-as junto com os missionários ou oferecendo-lhes um exemplar do Livro de Mórmon.

agir

Minha meta para melhorar como mestre familiar:

nome das pessoas e como irei ajudá-las a virem a Cristo:

Compartilhar

▪▪▪Compartilhe com seus pais ou com um líder do sacerdócio as experiên- cias que teve ao ajudar os outros a virem a Cristo Fale sobre como isso o ajuda a preparar-se para uma missão de tempo integral e a tornar-se um missionário por toda a vida

Sacerdote

reVisar

ao se aproximar o fim de seus dias como sacerdote, converse com seus pais ou com um líder do sacerdócio sobre as experiên- cias que teve ao realizar suas metas de administrar as ordenan- ças do sacerdócio, servir ao próximo e convidar todos a virem a Cristo Converse sobre como você abençoou o próximo por meio do serviço do sacerdócio Fale sobre como suas experiên- cias o estão ajudando a tornar-se um servo fiel no sacerdócio

Minha assinatura

Data

assinatura Do pai, Da Mãe ou De uM líDer

Data

Sacerdote

Para o ViGor Da JuVEntuDE:

Família e amigos

Depois de começar a trabalhar em suas metas de “Força Espi- ritual” e “Deveres do sacerdócio”, crie um projeto relacionado aos padrões das seções “Família” e “amigos” de Para o Vigor da Juventude. utilize os passos das páginas a seguir como guia o projeto deve ser desafiador e incluir um comprometimento de tempo significativo Deve também ter como base suas neces- sidades e interesses Deve enfatizar como escolher os amigos sabiamente e aprender a tratar as pessoas, especialmente os membros da família, de uma maneira cristã

passo 1: aprender

Estude Mateus 5–7 ou 3 néfi 12–14 e faça uma lista do que o salvador ensinou sobre como tratar as pessoas Depois, encon- tre nas escrituras exemplos nos quais Cristo ou outras pessoas exemplificaram alguns desses princípios leia “Família” e “amigos” em Para o Vigor da Juventude, e encontre frases que expressem esses princípios

Escreva respostas para as perguntas a seguir e compartilhe-as com seus pais ou com os membros do quórum:

“Tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-o também a eles” (3

“Tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-o também a eles” (3 Néfi 14:12).

1 qual é a diferença no serviço do sacerdócio quando você ama aqueles a quem serve?

2 que experiências você teve nas quais alguém demonstrou por você um amor semelhante ao de Cristo?

3 Como demonstrar amor pelos membros da família e pelo próximo?

passo 2: Criar um projeto

Crie um projeto que o ajudará a aplicar o que aprendeu sobre amar ao próximo Ele deve ter duas partes: (1) metas para melhorar seu relacionamento familiar e (2) metas para ser um amigo melhor Peça a seu pai, sua mãe ou a um líder que aprove o projeto antes de você começar a fazê-lo Eis alguns exemplos que você pode incluir em cada etapa do projeto:

exemplos — família

▪▪▪Faça uma lista de maneiras de ajudar a edificar um lar feliz tenha como base os padrões da seção “Família” de Para o Vigor da Juventude (por exemplo, seja alegre, prestativo e atencioso, seja um pacificador e honre seus pais) Faça essas coisas e registre a diferença que fizeram em seu lar

Sacerdote

▪▪▪Planeje uma atividade com um membro da família com quem você gostaria de melhorar o relacionamento Por exemplo, você pode interessar-se por seus passatempos, encontrar um lugar para conversar ou jogar juntos

exemplos — amigos

▪▪▪Faça uma lista de coisas que pode fazer para ser um amigo melhor Para alguns exemplos, ver a seção “amigos” de Para o Vigor da Juventude. Faça as atividades e registre a diferença que acontece em seus relacionamentos se achar adequado, especifique as pessoas em sua lista

▪▪▪Entreviste uma mãe, avó, irmã ou outra mulher para apren- der como demonstrar respeito pelas mulheres Faça uma meta para aplicar o que você aprende observe como a reali- zação da meta melhora seu relacionamento com as mulheres Eis algumas perguntas que você pode fazer:

1 Como um filho pode demonstrar respeito por sua mãe?

2 Como um portador do sacerdócio aarônico pode demonstrar respeito pelas moças?

3 Como um rapaz pode demonstrar respeito por sua futura esposa antes e depois de se casarem?

▪▪▪Convide um recém-converso, um amigo de outra denomina- ção religiosa ou um membro menos ativo para comparecer a uma atividade da igreja com você ajude-o a se sentir bem- vindo e incluído

Sacerdote

meu projeto

Família

amigos

aprovação Do pai, Da Mãe ou Do líDer

Data estiMaDa Do térMino

Minha assinatura

Data Do térMino

Sacerdote

passo 3: relatar suas experiênCias

no espaço abaixo, escreva o que aprendeu ao realizar seu projeto e como isso o ajudou a tornar-se um discípulo melhor de Jesus Cristo relate as experiências para sua família ou aos membros do quórum

Sacerdote

Preparação para receber o sacerdócio de Melquisedeque

Durante os anos em que servir como sacerdote, use os passos das páginas a seguir para criar um projeto que o ajudará a preparar-se para receber o sacerdócio de Melquisedeque e a

servir em uma missão de tempo integral Esse projeto solidifica

o que você já realizou nos anos em que serviu como portador

do sacerdócio aarônico o projeto deve ser desafiador e incluir um comprometimento de tempo significativo Deve ter como base suas necessidades e circunstâncias

passo 1: aprender

quando recebe o sacerdócio de Melquisedeque, você faz o juramento e o convênio do sacerdócio Para aprender sobre

o

juramento e convênio, leia Doutrina e Convênios 84:33–44

e

“sacerdócio de Melquisedeque” em Sempre Fiéis (páginas

166–167) Depois, com a ajuda do bispo ou de seus pais, planeje

Sacerdote

ensinar a outras pessoas o que aprendeu (por exemplo, na reu- nião de quórum dos sacerdotes, na reunião sacramental ou na noite familiar)

um importante dever do sacerdócio de Melquisedeque é pre- gar o evangelho (ver D&C 53:3) ao preparar-se para cumprir esse dever, descubra o que será requerido de você quando for servir em uma missão de tempo integral Veja a seguir:

1 Dignidade pessoal e testemunho

2 Conhecimento do evangelho

3 atributos cristãos

4 Hábitos de trabalho e saúde física

Para aprender os requisitos para o trabalho missionário, use as fontes a seguir: seus pais, o bispo, ex-missionários, o Manual Missionário, Pregar Meu Evangelho, e os discursos das auto- ridades Gerais (alguns deles podem ser encontrados no site DutytoGod lDs org) Escreva o que aprender

passo 2: Criar um projeto

Crie um projeto que o ajudará a aplicar o que aprendeu Ele deve ter duas partes: (1) preparação para receber o sacerdócio de Melquisedeque e (2) preparação para uma missão de tempo integral Peça a seu pai, sua mãe ou a um líder que aprove o projeto antes de você começar a fazê-lo Eis alguns exemplos que você pode incluir em cada etapa do projeto:

“Toma sobre ti minha ordenação, sim, a de élder, para pregares fé e arrependimento e

“Toma sobre ti minha ordenação, sim, a de élder, para pregares fé e arrependimento e remissão de pecados, de acordo com minha palavra” (D&C 53:3).

exemplos — sacerdócio de melquisedeque

▪▪▪ler todo o livro de Mórmon Em seu diário, escreva o que aprender durante o estudo e exemplos especí- ficos de sua vida que mostram como o estudo consistente das escrituras dá-lhe poder para resistir à tentação

▪▪▪Entreviste três portadores do sacer- dócio de Melquisedeque (como seu

pai ou o presidente do quórum de élderes de sua ala) Faça perguntas como as abaixo e escreva as respostas:

1 quais são os deveres de um élder?

2 qual a diferença entre ter a autoridade do sacerdócio e portar as chaves do sacerdócio?

3 o que você sugere que eu faça para entender e prepa- rar-me para receber o sacerdócio de Melquisedeque?

4 que experiências você já teve nas quais foi capaz de servir ao próximo exercendo o sacerdócio de Melquisedeque?

5 que bênçãos recebeu por portar o sacerdócio de Melquisedeque?

Sacerdote

6 Como você realiza as ordenanças do sacerdócio de Melquisedeque (como consagrar o óleo, ministrar aos enfermos e conferir o dom do Espírito santo)?

exemplos — missão de tempo integral

▪▪▪Encontre nas escrituras exemplos de missionários (como o salvador, Enoque, amon e samuel, o lamanita) identifique o que os fez ter sucesso, as promessas que receberam e o efeito de seu trabalho na vida das pessoas a quem serviram Faça uma lista do que descobrir Compartilhe sua lista com um ex-missionário Peça-lhe que compartilhe experiências da missão que exemplifiquem esses princípios e atributos

▪▪▪treine ensinar as lições do capítulo 3 de Pregar Meu Evange- lho. saia regularmente com os missionários de tempo integral para ensinar em sua área e esteja preparado para ajudá-los a ensinar

▪▪▪Entreviste três ex-missionários Faça perguntas como as abaixo e escreva as respostas:

1 o que você sugere que eu faça para preparar-me para uma missão de tempo integral?

2 que qualidades tornam um missionário eficiente e o que eu posso fazer para desenvolver tais qualidades?

3 o que mudou em sua vida após servir em uma missão?

Sacerdote

▪▪▪Examine o que você escreveu sobre os requisitos para o trabalho missionário (ver página 85) e faça uma meta para melhorar em cada área (dignidade pessoal e testemunho, conhecimento do evangelho, atributos cristãos e hábitos de trabalho e saúde física)

meu projeto

sacerdócio de Melquisedeque

Missão de tempo integral

aprovação Do pai, Da Mãe ou Do líDer

Data estiMaDa Do térMino

Minha assinatura

Data Do térMino

Sacerdote

passo 3: relatar suas experiênCias

no espaço abaixo, escreva o que aprendeu ao realizar seu pro- jeto e como isso o ajudou a preparar-se melhor para receber o sacerdócio de Melquisedeque apresente o que aprendeu para sua família ou aos membros do quórum

Introduction

Para os Presidentes de quórum

Introduction Para os Presidentes de quórum
Introduction Para os Presidentes de quórum

Para os Presidentes de Quórum

o senhor confiou a você as chaves do sacerdócio de seu quó- rum (ver D&C 124:142–143) Parte de sua responsabilidade, ao dirigir o trabalho do quórum, é “ensinar [aos membros do quórum] os deveres de seu ofício” (ver D&C 107:85–87)

Este guia pode ser uma ferramenta eficaz para ajudá-lo a ensinar aos membros do quórum os deveres do sacerdócio e incentivá-los a fortalecer seu testemunho e o relacionamento com o Pai Celestial Veja como agir ao ajudá-los a fazer e reali- zar suas metas:

▪▪▪logo após um rapaz juntar-se ao quórum, visite-o e asse- gure-se de que ele tenha um exemplar deste guia utilize o guia para dar-lhe uma visão geral dos deveres do sacerdócio Mostre-lhe algumas de suas metas e fale sobre as experiên- cias que está vivenciando

▪▪▪Dê um bom exemplo fazendo e realizando suas próprias metas Compartilhe suas experiências com os membros do

quórum

▪▪▪Convide os membros do quórum a compartilhar experiên- cias nas reuniões de quórum e incentive-os a fazê-lo com a família também Por exemplo, durante os primeiros minutos da reunião de quórum você pode convidá-los a compartilhar

o

que aprendem ao seguir as metas de estudar as escrituras

e

servir ao próximo

“Portanto agora todo homem aprenda seu dever e a agir no ofício para o qual

“Portanto agora todo homem aprenda seu dever e a agir no ofício para o qual for designado com toda diligência” (D&C 107:99).

▪▪▪ao planejar as reuniões e atividades do quórum, busque maneiras de incluir as metas que os membros do quórum fizeram Por exemplo, você pode convidar um membro do quó- rum para dar uma aula na reunião de quórum sobre uma das doutrinas que ele está estudando (ver páginas 19, 43 e 67)

ao exercer as chaves do sacerdócio que possui para ajudar os membros do

quórum a aprender e cumprir com seus deveres, seu relacionamento com eles será fortalecido quando os membros do quórum trabalham juntos, eles ajudam uns aos outros a permanecerem fortes no evangelho e mais unidos

Para os Consultores do quórum e os Pais

Para os Consultores do quórum e os Pais
Para os Consultores do quórum e os Pais

Para os Conselheiros e os Pais

o programa Dever para com Deus é uma ferramenta para

ajudar os portadores do sacerdócio aarônico a:

▪▪▪Fortalecer seu testemunho e relacionamento com o Pai Celestial

▪▪▪aprender e cumprir os deveres do sacerdócio

▪▪▪aplicar os padrões contidos em Para o Vigor da Juventude.

as instruções desta seção delineiam seu papel de ajudar os rapazes a cumprirem esses propósitos Você pode encontrar instruções adicionais, além da versão interativa desse guia, em DutytoGod lDs org

ConCentrar-se no Que eles estão-se tornando

Cumprir nosso dever para com Deus é uma experiência de toda a vida Por essa razão, o guia Dever para com Deus não deve ser visto como uma lista de tarefas que os rapazes preci- sam apressar-se em cumprir para ganhar um certificado ajude

os rapazes a concentrarem-se em tornar-se o tipo de portador

do sacerdócio que Deus deseja que sejam, em vez de pensar nas metas só como uma forma de desenvolver atributos espirituais

Para os Conselheiros e os Pais

ajudar os rapazes a

aprender

O propósito da seção “Aprender”. Cada parte desse guia começa com uma atividade de aprendizado que ajuda os rapazes a aprender o que o Pai Celestial quer que eles façam e por que isso é importante quando um rapaz sabe a razão dos deveres do sacerdócio, o Espírito santo o inspira a agir, e suas ações podem aumentar sua fé e testemunho

Quando ajudar os rapazes com as atividades de aprendizado. os rapazes devem aprender seus deveres no sacerdócio logo após sua ordenação a um ofício no sacerdócio

Consultores, reservem um tempo para que os rapazes traba- lhem juntos, como um quórum, nas atividades de aprendizado Por exemplo, você pode fazê-lo durante a reunião do quórum ou na Mutual Você pode pedir que os rapazes trabalhem sozi- nhos em uma atividade de aprendizado e o relatem na reunião do quórum reunir-se em conselho para falar sobre os deveres do sacerdócio, a força espiritual e os padrões do senhor vai fortalecer a união do quórum

Pais, comecem a trabalhar nas atividades de aprendizado com seu filho logo após ele ser ordenado a um ofício no sacerdócio Peçam-lhe que compartilhem com vocês o que ele está apren- dendo sobre cumprir seu dever para com Deus

Para os Conselheiros e os Pais

agir

O propósito da seção “Agir”. após completar a atividade de aprendizado, os rapazes são incentivados a fazer metas para cumprir os deveres do sacerdócio e aumentar sua força espiri- tual Fazer as próprias metas permite aos rapazes:

▪▪▪Exercer o arbítrio

▪▪▪adaptar as atividades as suas circunstâncias

▪▪▪Desenvolver autossuficiência espiritual

Quando ajudar os rapazes a fazer metas. alguns rapazes podem precisar de orientação para fazer metas Consultores, reservem um tempo para que os rapazes se reúnam como quórum para escrever suas metas pessoais Por exemplo, você pode fazê-lo durante a reunião do quórum ou na Mutual ou pode pedir aos rapazes que escrevam as metas por si mesmos ou com os pais e compartilhem-nas durante a reunião do quórum De qualquer forma, incentive-os a com- partilhar suas metas com os pais

quando os rapazes se reúnem como quórum para tratar das metas, eles trocam ideias e se apoiam Do mesmo modo, os pais podem dar ideias e apoio aos filhos quando estes fazem suas metas ao compartilhar as metas com os membros do quórum e com os pais, os rapazes fortalecem seu compro- misso de realizá-las algumas metas podem ser planejadas e realizadas como quórum ou família

Os portadores do Sacerdócio Aarônico devem “admoestar, explicar, exortar e ensinar e convidar todos a

Os portadores do Sacerdócio Aarônico devem “admoestar, explicar, exortar e ensinar e convidar todos a virem a Cristo” (D&C 20:59).

Para os Conselheiros e os Pais

Compartilhar

O propósito da seção “Compartilhar”. Depois que os rapazes já tiverem trabalhado nas metas por um tempo, são incentiva- dos a conversar com outras pessoas sobre suas experiências Compartilhar experiências fará com que:

▪▪▪Fortaleçam seu testemunho e sua compreensão do evangelho

▪▪▪Vejam o progresso que estão alcançando

▪▪▪aumentem sua confiança e sua capacidade de conversar sobre as verdades do evangelho

no início, os rapazes podem sentir-se acanhados ao comparti- lhar, mas quanto mais oportunidades tiverem de fazê-lo, mais à vontade vão estar

Quando ajudar os rapazes a compar- tilhar suas experiências. Consultores, reservem um tempo para que os rapazes compartilhem com os membros do quó- rum as experiências que vivenciam ao realizar as metas Por exemplo, durante os primeiros minutos da reunião de quó- rum você pode convidá-los a comparti- lhar o que aprendem ao seguir as metas de estudar as escrituras regularmente (ver páginas 15, 39 e 63) ou pode con- vidá-los a compartilhar uma experiên- cia que tiveram ao servir ao próximo

Conversas informais sobre o evangelho fortalecerão seu relacionamento com os rapazes e aumentarão o testemunho

Conversas informais sobre o evangelho fortalecerão seu relacionamento com os rapazes e aumentarão o testemunho deles sobre evangelho restaurado.

(ver páginas 27, 51 e 75) ouvir as experiências que os companheiros do quórum tiveram lembra aos rapazes de suas próprias metas e incentiva-os a ter experiências também incentive os rapazes a também conversar com os pais sobre as metas e experiências

Pais, peçam aos filhos que conversem com vocês sobre o que estão apren-

dendo e as experiências que estão viven- ciando isso os ajudará a ver o progresso que estão alcançando

Conversas ao longo do caminho. os rapazes frequentemente aprendem mais sobre o evangelho em conversas do que ouvindo palestras sobre ele aproveite cada oportunidade de conversar com os rapazes sobre suas experiências Com- partilhar não é algo que os rapazes fazem só uma vez e não representa o término da meta E não é necessário que seja em um ambiente formal; pode ser mais eficaz em conversas infor- mais durante as atividades do quórum, com amigos e com os membros da família

para o Vigor da juventude

Depois de os rapazes começarem a trabalhar em suas metas de “Força Espiritual” e “Deveres do sacerdócio”, eles terão a oportunidade de criar um projeto relacionado a alguns dos padrões contidos em Para o Vigor da Juventude. os sacerdotes

Para os Conselheiros e os Pais

são convidados a criar um projeto adicional para ajudá-los na preparação para receber o sacerdócio de Melquisedeque

e servir em uma missão de tempo integral os rapazes devem

pedir ao pai, à mãe ou a um líder que aprove o projeto antes de começarem Você pode ajudá-los a criar um projeto que seja desafiador, mas que tenha como base suas necessidades

e interesses

examinar seu progresso

a melhor maneira de ajudar um rapaz a ver o progresso que está alcançando é conversar frequentemente com ele sobre suas metas e experiências

Pelo menos uma dessas conversas deve acontecer quando o rapaz se aproxima da idade de ser ordenado para um ofício no sacerdócio Durante a conversa, peça-lhe para examinar as metas que fez como diácono, mestre ou sacerdote Conversem sobre como cumprir essas metas o ajudou a preparar-se para os deveres adicionais do sacerdócio que ele está prestes a receber

É uma oportunidade de ajudar o rapaz a refletir sobre o tipo

de portador do sacerdócio que ele está-se tornando ao final de cada seção de “Força Espiritual” e “Deveres do sacerdócio” há uma página de “revisão” ali, você e o rapaz podem assinar para indicar que tiveram essa conversa

Completar as atividades desse guia não é uma exigência para avançar no sacerdócio o propósito das atividades é ajudar os rapazes a prepararem-se para o serviço do sacerdócio

Para os Conselheiros e os Pais

CertifiCados do deVer para Com deus

Depois de vocês terem concluído as seções de “revisão” e depois de o rapaz ter completado o projeto de “Para o Vigor da Juventude”, ele estará apto a receber o certificado do Dever para com Deus três certificados estão disponíveis: um para diáconos (código 08686), um para mestres (08687) e um para sacerdotes (08688) os certificados reconhecem o progresso que o rapaz está fazendo para realizar seu dever para com Deus Para receber o certificado do sacerdote, o rapaz precisa também completar o projeto da seção “Preparação para rece- ber o sacerdócio de Melquisedeque” não é necessário que ele receba os certificados de diácono e de mestre para receber o de sacerdote

os certificados são dados sob a orientação do bispo uma placa opcional para colocar o certificado do sacerdote também está disponível (08694)

usar o programa deVer para Com deus para fortaleCer o Quórum

o programa Dever para com Deus fortalece o quórum ao:

▪▪▪Ajudar os membros do quórum a entender seu dever para com Deus. Por exemplo, você pode ajudar os membros do quórum a entender seus deveres levando-os a completar

Para os Conselheiros e os Pais

as atividades de aprendizado desse guia, como quórum

reunir-se para conversar sobre os deveres do sacerdócio

e

o crescimento espiritual pode ampliar seu entendimento

e

inspirá-los a agir

▪▪▪Fornecer oportunidades para os membros do quórum tra- balharem juntos para realizar os deveres do sacerdócio. Em alguns casos, os membros do quórum podem reunir-se para traçar as metas e também realizá-las juntos ao fazerem isso, eles apoiam e incentivam uns aos outros

▪▪▪Incentivar os membros do quórum a compartilhar ideias e experiências. alguns dos membros mais jovens podem ter dificuldade de pensar nas metas Compartilhar ideias como quórum pode ajudá-los a ter mais ideias Compartilhar expe- riências com os membros do quórum pode ajudar a edificar

a fé, o testemunho e a fraternidade do quórum Faça isso

regularmente durante as reuniões e atividades do quórum

▪▪▪Dar ao presidente do quórum a oportunidade de liderar pelo exemplo. quando um rapaz se junta ao quórum, o presidente do quórum pode usar o guia Dever para com Deus para ajudar o novo membro a entender seus deveres

o presidente do quórum pode também compartilhar com

o quórum as metas que fez em seu próprio guia e contar as experiências que teve ao realizá-las

▪▪▪Ajudar os membros do quórum a aprender sobre a impor- tância das chaves do sacerdócio. o presidente do quórum

Para os Conselheiros e os Pais

porta as chaves da presidência de seu quórum (ver D&C 124:142–143) os conselheiros do quórum devem dar a ele a oportunidade de exercer essas chaves ao servirem juntos sob a orientação do presidente do quórum, os rapazes podem aumentar o entendimento de como o senhor trabalha através dos líderes do sacerdócio Eles podem ver que o quórum é uma organização divinamente inspirada que lhes dá oportunidades de aprender seus deveres do sacerdócio, prestar serviço e crescer espiritualmente

usar o programa deVer para Com deus para fortaleCer os relaCionamentos

quando há um relacionamento forte entre seu filho e os rapazes do quórum, eles são mais propensos a aprofundar sua conversão ao evangelho e permanecer fiel as atividades do guia Dever para com Deus fornecem uma excelente oportuni- dade de fortalecer esses relacionamentos Por exemplo, fazer suas próprias metas e trabalhá-las com seu filho ou com um membro do quórum permite que vocês passem tempo juntos, envolvidos em atividades significativas Compartilhar expe- riências dá-lhes a oportunidade de prestarem testemunho e fortalecerem-se espiritualmente

apêndice

ordenanças do saCerdóCio aarôniCo

a bênção do sacramento

os sacerdotes abençoam o pão do sacramento com estas palavras: “ó Deus, Pai Eterno, nós te rogamos em nome de

teu Filho, Jesus Cristo, que abençoes e santifiques este pão para as almas de todos os que partilharem dele, para que o comam em lembrança do corpo de teu Filho e testifiquem a ti,

ó Deus, Pai Eterno, que desejam tomar sobre si o nome de teu

Filho e recordá-lo sempre e guardar os mandamentos que ele lhes deu, para que possam ter sempre consigo o seu Espírito amém” (D&C 20:77)

Eles abençoam a água usando estas palavras: “ó Deus, Pai Eterno, nós te rogamos em nome de teu Filho, Jesus Cristo, que abençoes e santifiques [esta água] para as almas de todos os que beberem [dela], para que o façam em lembrança do

sangue de teu Filho, que por eles foi derramado, e testifiquem

a ti, ó Deus, Pai Eterno, que sempre se lembram dele, para que possam ter consigo o seu Espírito amém” (D&C 20:79)

Apêndice

realização de um batismo

sob a orientação da autoridade presidente, um sacerdote pode realizar a ordenança do batismo Para fazê-lo, ele:

1 Desce à água com a pessoa a ser batizada

2 segura o pulso direito da pessoa com sua mão esquerda (por ser mais conveniente e seguro); a pessoa que será batizada segura o pulso esquerdo do portador do sacer- dócio com a mão esquerda

3 Ergue o braço direito em ângulo reto

4 Fala o nome completo da pessoa e diz: “tendo sido comissionado por Jesus Cristo, eu te batizo em nome do Pai e do Filho e do Espírito santo amém” (D&C 20:73)

5 Faz com que a pessoa segure o nariz com a mão direita (por ser mais conveniente); depois o portador do sacer- dócio coloca seu braço direito nas costas da pessoa e a imerge completamente, inclusive suas roupas

6 ajuda a pessoa a sair da água

Apêndice

Conferir o sacerdócio aarônico e ordenar a um ofício

quando autorizado pela autoridade presidente, um sacerdote pode conferir o sacerdócio aarônico e ordenar um rapaz a um ofício do sacerdócio aarônico

Para realizar uma ordenação ao sacerdócio, um ou mais portadores autorizados do sacerdócio colocam as mãos leve- mente sobre a cabeça do rapaz Depois a pessoa que realiza a ordenação:

1 Chama o rapaz pelo nome completo

2 Declara a autoridade pela qual a ordenação é realizada (sacerdócio aarônico ou de Melquisedeque)

3 Confere o sacerdócio aarônico, a não ser que já tenha sido conferido

4 ordena o rapaz a um ofício do sacerdócio aarônico (diácono, mestre ou sacerdote) e confere-lhe os direitos, os poderes e a autoridade daquele ofício (as chaves do sacerdócio não são concedidas ao conferir-se o sacerdócio ou ordenar-se a um dos ofícios)

5 Fala palavras de bênção, conforme orientado pelo Espírito

6 Encerra em nome de Jesus Cristo

O CRISTO VIVO

O TESTEMUNHO DOS APÓSTOLOS

A IGREJA DE JESUS CRISTO DOS SANTOS DOS ÚLTIMOS DIAS

A o comemorarmos o nascimento de Jesus Cristo, ocorrido há dois mil anos, oferecemos nosso teste- munho da realidade de Sua vida incomparável e o

infinito poder de Seu grande sacrifício expiatório. Ninguém mais exerceu uma influência tão profunda sobre todos os que já viveram e ainda viverão sobre a face da Terra. Ele foi o Grande Jeová do Velho Testamento e o Messias

do Novo Testamento. Sob a direção de Seu Pai, Ele foi o criador da Terra. “Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez.” (João 1:3) Embora jamais tivesse cometido pecado, Ele foi batizado para cumprir toda

a justiça. Ele “andou fazendo bem” (Atos 10:38), mas foi

desprezado por isso. Seu evangelho era uma mensagem de

paz e boa vontade. Ele pediu a todos que seguissem Seu exemplo. Ele caminhou pelas estradas da Palestina, curando

os

enfermos, fazendo com que os cegos vissem e levantando

os

mortos. Ele ensinou as verdades da eternidade, a realida-

de de nossa existência pré-mortal, o propósito de nossa vida na Terra e o potencial que os filhos e filhas de Deus têm em relação à vida futura. Ele instituiu o sacramento como lembrança de Seu gran- de sacrifício expiatório. Foi preso e condenado por falsas acusações, para satisfazer uma multidão enfurecida, e sen- tenciado a morrer na cruz do Calvário. Ele deu Sua vida para expiar os pecados de toda a humanidade. Seu sacrifício foi uma grandiosa dádiva vicária em favor de todos os que vive- riam sobre a face da Terra. Prestamos solene testemunho de que Sua vida, que é o ponto central de toda a história humana, não começou em Belém nem se encerrou no Calvário. Ele foi o Primogênito do Pai, o Filho Unigênito na carne, o Redentor do mundo. Ele levantou-Se do sepulcro para ser “feito as primícias dos que dormem”. (I Coríntios 15:20) Como Senhor Ressuscitado, Ele visitou aqueles que havia amado em vida. Ele também ministrou a Suas “outras ovelhas” (João 10:16) na antiga América. No mundo moderno, Ele e Seu Pai apare-

ceram ao menino Joseph Smith, dando início à prometida “dispensação da plenitude dos tempos”. (Efésios 1:10)

A respeito do Cristo Vivo, o Profeta Joseph escreveu:

“Seus olhos eram como uma labareda de fogo; os cabelos de

sua cabeça eram brancos como a pura neve; seu semblante

resplandecia mais do que o brilho do sol; e sua voz era como

o ruído de muitas águas, sim, a voz de Jeová, que dizia:

Eu sou o primeiro e o último; sou o que vive, sou o que foi

morto; eu sou vosso advogado junto ao Pai”. (D&C 110:3–4)

A respeito Dele, o Profeta também declarou: “E agora,

depois dos muitos testemunhos que se prestaram dele, este

é o testemunho, último de todos, que nós damos dele:

Que ele vive! Porque o vimos, sim, à direita de Deus; e ouvimos a voz testificando que ele é o Unigênito do Pai—

Que por ele e por meio dele e dele os mundos são e foram

criados; e seus habitantes são filhos e filhas gerados para Deus”. (D&C 76:22–24) Declaramos solenemente que Seu sacerdócio e Sua Igreja foram restaurados na Terra, “edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus Cristo é a princi- pal pedra da esquina”. (Efésios 2:20) Testificamos que Ele voltará um dia à Terra. “E a glória do Senhor se manifestará, e toda a carne juntamente a verá…” (Isaías 40:5) Ele governará como Rei dos Reis e reinará como Senhor dos Senhores, e todo joelho se dobrará e toda língua confessará em adoração perante Ele. Cada um de nós será julgado por Ele de acordo com nossas obras e os desejos de nosso coração. Prestamos testemunho, como Apóstolos Seus, devida- mente ordenados, de que Jesus é o Cristo Vivo, o Filho imor- tal de Deus. Ele é o grande Rei Emanuel, que hoje Se encon- tra à direita de Seu Pai. Ele é a luz, a vida e a esperança do mundo. Seu caminho é aquele que conduz à felicidade nesta vida e à vida eterna no mundo vindouro. Graças damos a Deus pela incomparável dádiva de Seu Filho divino.

A PRIMEIRA PRESIDÊNCIA
A PRIMEIRA PRESIDÊNCIA

1º de janeiro de 2000

O QUÓRUM DOS DOZE
O QUÓRUM DOS DOZE
a Deus pela incomparável dádiva de Seu Filho divino. A PRIMEIRA PRESIDÊNCIA 1º de janeiro de
A FAMÍLIA PROCLAMAÇÃO AO MU NDO A P������� P���������� � �

A FAMÍLIA

PROCLAMAÇÃO AO MU NDO

A P������� P���������� � � C������� ��� D��� A�������� �� A I����� �� J���� C����� ��� S����� ��� ������ D���

N

ÓS, A PRIMEIRA PRESIDÊNCIA e o Conselho dos

Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, solenemente proclamamos que o casamento entre homem e mulher foi ordenado por Deus e que a família é essencial ao plano do Criador para o destino eterno de Seus �lhos.

TODOS OS SERES HUMANOS—homem e mulher—

foram criados à imagem de Deus. Cada indivíduo é um �lho (ou �lha) gerado em espírito por pais celes- tiais que o amam e, como tal, possui natureza e des- tino divinos. O sexo (masculino ou feminino) é uma característica essencial da identidade e do propósito pré-mortal, mortal e eterno de cada um.

NA ESFERA PRÉ-MORTAL, os �lhos e �lhas que foram

gerados em espírito conheciam e adoravam a Deus como seu Pai Eterno e aceitaram Seu plano, segundo

o qual Seus �lhos poderiam obter um corpo físico e

adquirir experiência terrena a �m de progredirem rumo à perfeição, terminando por alcançar seu des- tino divino como herdeiros da vida eterna. O plano divino de felicidade permite que os relacionamen- tos familiares sejam perpetuados além da morte. As ordenanças e os convênios sagrados dos templos san- tos permitem que as pessoas retornem à presença de Deus e que as famílias sejam unidas para sempre.

O PRIMEIRO MANDAMENTO dado a Adão e Eva

por Deus referia-se ao potencial de tornarem-se pais, na condição de marido e mulher. Declaramos que o mandamento dado por Deus a Seus �lhos, de multiplicarem-se e encherem a Terra, continua em vigor. Declaramos também que Deus ordenou que os poderes sagrados de procriação sejam empregados somente entre homem e mulher, legalmente casados.

DECLARAMOS que o meio pelo qual a vida mor- tal é criada foi estabelecido por Deus. A�rmamos

a santidade da vida e sua importância no plano eterno de Deus.

O MARIDO E A MULHER têm a solene responsabili-

dade de amar-se mutuamente e amar os �lhos, e de cuidar um do outro e dos �lhos. “Os �lhos são herança

do Senhor” (Salmos 127:3). Os pais têm o sagrado

dever de criar os �lhos com amor e retidão, atender

a suas necessidades físicas e espirituais, ensiná-los

a amar e servir uns aos outros, guardar os manda- mentos de Deus e ser cidadãos cumpridores da lei, onde quer que morem. O marido e a mulher—o pai

e a mãe—serão considerados responsáveis perante Deus pelo cumprimento dessas obrigações.

A FAMÍLIA foi ordenada por Deus. O casamento entre o homem e a mulher é essencial para Seu plano eterno. Os �lhos têm o direito de nascer dentro dos

laços do matrimônio e de ser criados por pai e mãe que honrem os votos matrimoniais com total �deli- dade. A felicidade na vida familiar é mais provável de ser alcançada quando fundamentada nos ensinamen- tos do Senhor Jesus Cristo. O casamento e a família

bem-sucedidos são estabelecidos e mantidos sob os

princípios da fé, da oração, do arrependimento, do perdão, do respeito, do amor, da compaixão, do tra- balho e de atividades recreativas salutares. Segundo

o modelo divino, o pai deve presidir a família com

amor e retidão, tendo a responsabilidade de atender

às necessidades de seus familiares e de protegê-los.

A responsabilidade primordial da mãe é cuidar dos

�lhos. Nessas atribuições sagradas, o pai e a mãe têm

a obrigação de ajudar-se mutuamente, como parceiros

iguais. Enfermidades, falecimentos ou outras circuns- tâncias podem exigir adaptações especí�cas. Outros

parentes devem oferecer ajuda quando necessário.

ADVERTIMOS que as pessoas que violam os convê- nios de castidade, que maltratam o cônjuge ou os �lhos, ou que deixam de cumprir suas responsabili- dades familiares, deverão um dia responder perante Deus pelo cumprimento dessas obrigações. Adver- timos também que a desintegração da família fará recair sobre pessoas, comunidades e nações as cala-

midades preditas pelos profetas antigos e modernos.

CONCLAMAMOS os cidadãos e governantes respon-

sáveis de todo o mundo a promoverem as medidas designadas para manter e fortalecer a família como a unidade fundamental da sociedade.

Esta proclamação foi lida pelo Presidente Gordon B. Hinckley como parte de sua mensagem na Reunião Geral da Sociedade de Socorro, realizada em 23 de setembro de 1995 em Salt Lake City, Estado de Utah, EUA.

obserVações

Página 16: Imagem de Cristo, de Heinrich Hofmann, cortesia C. Harrison Conroy Co., Inc.

Página 19: A Restauração do Sacerdócio Aarônico, de Del Parson, © 1984 IRI

Página 24: Em Memória de Mim, de Walter Rane, cortesia do Museu de História da Igreja

Página 28: O Bom Samaritano, de Joseph Brickey, © 2001 Joseph Brickey

Página 38: Vai-Te para Trás de Mim, Satanás, de Carl Heinrich Bloch, usado com permissão do Museu Histórico Nacional de Frederiksborg em Hillerød, Dinamarca

Página 48: A Última Ceia, de Simon Dewey, © 2001 Simon Dewey

Página 64: O Senhor Jesus Cristo, de Del Parson, © 1983 IRI

Página 80: O Sermão da Montanha, de Carl Heinrich Bloch, usado com permissão do Museu Histórico Nacional de Frederiksborg em Hillerød, Dinamarca