linha do tempo

trabalho de história do mobiliário alunas: débora alice pauluk e pillar muzillo

antiguidade clássica egito

grécia e roma

-móveis considerados transitórios -Utilização da madeira (abundante) materiais nao eternos: argila ou madeira -Sofá grego provém da cama egípcia -peças para demonstração de poder -Somente os homens utilizavam os móveis

ornamentação com motivos do dia-a-dia

amarração em couro

1.500 aC-1.000aC
local para pos pés desenvolve os encaixes macho-e-fêmea

pés em forma de patas de animas

sofá romano

500 a.C.-100a.C.
Casas pátios Os interiores das casas romanas eram voltadas para o interior

a cabeça para os gregos era considerada sagrada. Geralmente a parte onde a cabeça ficava ficava mais elevada

amarração das peças eram feitas em coutro

pés em forma de patas de animas casa grega

Sala de Jantar A refeição era considerado um ato importante. Nela era possível trocar experiências e discutir assuntos políticos. SIMPÓSIO=BANQUETE

bizantino
Surgimento da arca
ornamentos pintados e pedras

idade média
O termo móvel surgiu nesta época

renascimento
-móveis como ascensao social -clareza estrutural nos móveis -retorno da talha

O cassone era um móvel representativo para a elite, pois `media` a posiçao social da família da noiva.Era exposto publicamente.

476
trono

séc. 11 a 13

1453

cassone

séc. 14 e 15
ornamentaçao em talha

pés em forma de patas de animais retorno e inspiraçao clássica

Cama com função cerimonial (não necessariamente associado ao ato de dormir

Nossa Senhora Entronizada com o Menino Constantinopla

Aparecimento da mesa de jantar

Na Inglaterra, este período ficou conhecido como Elisabetano. Na França teve influencia gótica.

Vargeno - séc. XVI (Espanha) móvel derivado da arca e precursor da gaveta

barroco
-móveis voltamm a ser um instrumento para demonstração de poder

rococó

séc. 16
Talha bem elaborada -espaços barrocos sao vazios. Os móveis sao colocados nos cantos -integraçao das artes -elementos construtivos nao sao aparentes -surgimento do espelho como forma de iluminar melhor o ambiente

séc. 17

séc. 18
-composiçao dos ambientes mais maleáveis - cotidiano -suavizaçao das formas e cores barrocas - fim hierarquia social através do mobiliário -surge a idéia de conforto aplicado no mobiliário(ergonomia) -pé cabreolé *estilo feminino

transiçao

*estilo masculino Ornamentação se confunde com a estrutrura

-curvas utilizadas nos móveis mais suaves e elegantes -suavizaçao cromática -difícil distinçao entre parede e teto

neoclassicismo
móveis com linhas retas, geométricas, ortogonais móveis com linhas retas, geométricas, ortogonais Investimento na técnica da madeira curva

art-nouveau
Móveis começam a se desprender da parede

clareza estrutural Hepplewhite

C. R. Mackintosh Utilização de formas naturais

1789
-inspiraçao no período classico greco-romano, porém com um caráter imaginativo e criativo -utilizaçao do potencial industrial que se formava Hepplewhite e Sheraton -clareza estrutural e sobriedade -França: governo de Luis XVI depois Estilo Império - cores mais densas, dourado, vemelho e verde (Napoleao Bonaparte -Inglaterra: Hepplewhiten e Sheraton

século 19

Outas denominações: -Alemanha: Jugen Stil -Espanha: Modernismo

A. Endell - inspiração nos desenhos de Gaudi Gustave Serrurier Bovy

modernismo
Utilização do conceito de desmontável dos móveis

Utilição da alta tecnologia aliada a madeira

Alvar Aalto Mesa Schroder Gerrit Rietveld

1920
Influência do neoplasticismo

1930/1940
organicismo

1950
O mobiliário só faz sentido se inserido no local para o qual foi concebido

funcionalismo
Mobiliário popular - surgimento na Áustria

Cadeira Red and Blue Gerrit Rietveld

Cadeira Basrcelona Mies Van der Rohe Cadeira B32 Frank Lloyd Wrigth

Cadeira Tulipa Eero Saarinem

Egg Chair Arne Jacobsen

pós-modernismo
Luis Barragán Ricardo Legorreta Álvaro Siza Tadao Ando Alberto Campo Baeza Takashi Yamagushi ShinTakamatsu John Pawson
Vitra Design

Descontrutismo
Peter Eisenman Daniel Libeskind ZahaHadid Coop Himmelblau OMA Frank Gehry

19 7 0
-negação da expressão - busca da arte pela arte -tira o ar de familiaridade dos ambientes

hoje
Pós-Modernismo
Less is bore
Principais arquitetos: Robert Venturi Charles Moore Michael Graves Hans Hollein Alessandro Mendini Philippe Starck

Minimalismo

Ultratecnicismo

Less is more

-Exagero nas cores e materiais utilizados

Mesa Atilla

Utilização da ironi e humora nos projetos

Shiro Kuramata

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful