Você está na página 1de 13

EDUCOMINICAÇÃO

PROFESSORES:
MATHEUS DE LIMA
PAULA CASTRO SANTOS
EDUCOMINICAÇÃO: A BUSCA DO DIÁLOGO ENTRE A EDUCAÇÃO
E A COMUNICAÇÃO.

• O que é: Designa-se um campo de ação


emergente na interface entre os tradicionais
campos da educação e da comunicação, que
apresenta-se, hoje, como um excelente
caminho de renovação da praticas sociais que
tem como objetivo ampliar as condições de
expressão de todos os seguimentos humanos,
especialmente da infância e da juventude.
• Fundamentação: esta modalidade de ensino
abandona-se da perspectiva conteudista, e
fragmentada que a caracteriza para adotar
uma visão interdisciplinar, de ensino baseada
em três áreas do conhecimento.
• São elas: linguagem, códigos e suas
tecnologias.
Em uma linha de articulação teórica
pratica que facilita , o aprofundamento
do dialogo entre a educomunicação e
o sistema de ensino: podem dividir-se
em quatro caminhos.

1. PRESSUPOSTOS .
2. EDUCOMUNICAÇÃO COMO CAMPO DE INTEFACE .
3. A EDUCAÇÃO NOS DISTINTOS AMBITOS DA PARTICA EDUCATIVA .
4. A FORMAÇÃO DO PROFESSOR-EDUCOMUNICADOR .
PRESSUPOSTOS
• parte de construir um dialogo entre dois
campos de axiomas .

EDUC.COMO CAMPO DE INTERFACE

• são olhares estabelecidos da educação e da


comunicação, que se entrecruzam com
certa frequência.
A EDUC. NOS DISTINTOS AMBITOS DA
PRÁTICA EDUCATIVA.
• este e voltado especificamente para a relação
do conceito com o mundo da educação
formal, a ser pensado em três âmbitos
distintos, superando visões reducionistas de
simplesmente contrapor/aliar educação e
mídia: 1°Amb. da Gestão Escolar;2°Amb.
Disciplinar; 3° Amb . Transdisciplinar.
A FORMAÇÃO DO
PROFESSOR- EDUCOMUNICADOR
• Parte do preconceitos e confrontos entre, de
um lado:
O mundo da e do outro
Comunic. e suas
Tecnologias.
O universo da educ. e suas didáticas
permaneceram tão
arraigadas.
ASSIM...
• A proposta educomunicativa é facultar ao
sujeito educador que se transforme, sem
receio e com desenvoltura, em ser um sujeito
educomunicador.
EDUCOMUNICAÇÃO: DE EXPERIENCIA
ALTERNATIVA A POLÍTICA PÚBLICA.
• Leitura do texto (pag.34),(pag.36)
Em decorrência desse achado, o NCE
passou a descrever este novo campo de
intervenção social, identificando-o com:
o conjunto das ações voltadas ao planejamento
e implementação de praticas destinadas a criar e
desenvolver ecossistemas comunicativos abertos
e criativos em espaços educativos, garantindo,
desta forma, crescente possibilidades de
expressão a todos os membros das comunidades
educativas (SOARES,2003)
No Brasil o
principal veiculo de
divulgação do
conceito tem sido a
revista:
COMUNICAÇÃO &
EDUCAÇÃO, que em
2002 introduziu o
assunto em suas
páginas com um
artigo “Gestão da
comunicação:
caminhos da
educação”
https://www.revistas
.usp.br/comueduc/art
icle/view/36978/3970
É PARA CRIAR E DESENVOLVER ECOSSISTEMAS
COMUNICATIVOS QUE O EDUCOMUNICADOR
TRABALHA, QUALIFICANDO SUAS AÇÕES
COMO:

1. INCLUSIVAS;
2. DEMOCRATICAS;
3. MIDIATRICAS;
4. CRIATIVAS ;
A EDUCOMINICAÇÃO
Enquanto teia de relações (ecossistema)
inclusivas, democráticas, midiáticas e criativas –
não emerge espontaneamente num dado
ambiente. Precisa ser construída
intencionalmente. Existem obstáculos que tem
de ser enfrentado e vencido.