Você está na página 1de 36

GEOGRAFIA

Ensino Fundamental, 9º Ano

O processo histórico de colonização e


descolonização da África
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
LOCALIZANDO A ÁFRICA
O continente africano está
localizado na zona intertropical
da Terra, é o único que se
estende pelo hemisfério
norte e hemisfério sul,
atravessado pela linha do
equador e pelo meridiano de
Greenwich.
Localização. Imagem 01. Fonte:
http://meioambiente.culturamix.com/blog/wp-content/galler
y/1-223/o-que-e-meridiano-de-greenwich.jpg

A África é o terceiro
continente mais extenso
(atrás da Ásia e da América)
com cerca de 30 milhões de
quilômetros quadrados. É o
segundo continente mais
populoso da Terra (atrás da
Ásia) com cerca de um bilhão
de pessoas (Bellucci, 2012).

Mundo. Imagem 02. Fonte: http://www.geografia.seed.pr.gov.br/modules/galeria/uploads/5/normal_191mundicontinentes.jpg


GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
REINOS
AFRICANOS
O mapa ao lado mostra os
principais agrupamentos
étnicos na África, as
principais cidades e reinos
fundados na antiguidade,
num período iniciado a
aproximadamente 5000
anos atrás.  Atualmente
encontramos a
classificação da população
africana em dois grupos
principais: os sudaneses e
os bantos. Cabe destacar
que cada um desses grupos
Reinos.
são formados por centenas Imagem
de grupos menores, ou 03. Fonte:
subgrupos. Eles se diferem http://www
.geoensino
principalmente por suas .net/2012/
características culturais, 09/africa-
e-uma-hist
linguísticas e religiosas oria-de-di
distintas (Vedovate, 2010). storcoes-e
.html
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
GRUPOS ÉTNICOS DA ÁFRICA
Todos essas demarcações no mapa, ao
lado, representam os limites entre os
menores grupos ou subgrupos étnicos
africanos. Lembrando, que as
características sociais destes grupos
diferem umas das outras. Sendo assim, a
diversidade linguística, religiosa e
cultural é imensa neste continente.

O conceito etnia deriva do grego ethnos,


cujo significado é povo. A
etnia representa a consciência de um
grupo de pessoas que se diferencia dos
outros. Esta diferenciação ocorre em
função de aspectos culturais, históricos,
linguísticos, raciais, artísticos e religiosos
(Luft, 2005).
Podemos dizer, então, que a África é
formada por mosaico de etnias.

Mosaico. Imagem 05. Fonte:


http://www.colegioweb.com.br/geografia/etnias-influenciam-proces Etnias. Imagem 04. Fonte:
so-de-miscigenacao.html http://sesi.webensino.com.br/sistema/webensino/aulas/repository_data
/SESIeduca/ENS_FUN/ENS_FUN_F08_GEO/612_GEO_ENS_FUN_F08_08/leitura_de
_mundo.html
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
NTES DE AVANÇARMOS, VAMOS ENTENDER O QUE É COLONIZAÇÃ
Colonização é o ato de colonizar, ou seja, quando pessoas de um determinado país ou região vão
para uma outra região (desabitada ou com nativos) para habitar ou explorar. No processo de
colonização, ocorre a influência ou transferência cultural dos colonizadores para os colonizados e
vice-versa. Existem dois tipos de colonização:
de exploração e de povoamento
 Áreas Tropicais  Áreas temperadas
 Trabalho Escravo
Principais Características  Trabalho de base familiar
 Produção para a metrópole  Produção para o mercado interno

No Brasil, por Na colonização de


exemplo, a de povoamento, os
exploração foi a que colonizadores
predominou, pois os buscam desenvolver
portugueses vieram a região colonizada.
para o Brasil para Criam leis,
retirar recursos organizam, investem
naturais e minerais em infraestrutura e
(pau-brasil, ouro, lutam por melhorias.
diamantes)  ou para Como exemplo,
produzir açúcar, podemos citar a Povoamento. Imagem 07. Fonte:
Exploração. Imagem 06. Fonte:
levando o lucro para http://pt.slideshare.net/ademiraqui colonização inglesahttp://pt.slideshare.net/ademiraqui
Portugal. no/capitalismo-sartrecoc-2012parte1 nos Estados Unidos. no/capitalismo-sartrecoc-2012parte1
-11979695 -11979695
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
RIMEIROS POVOS QUE COLONIZARAM A ÁFRICA
A África, desde a Antiguidade, foi procurada por povos de outros continentes, que buscavam as
suas riquezas, ocupando partes do continente por longos períodos (Vedovate, 2010). 

A história da colonização da
África encontra-se documentada
desde que os fenícios começaram
a estabelecer colônias na costa
africana do Mediterrâneo, por volta
do século X a.C. Seguiram-se
os gregos a partir do século VIII
a.C., os romanos no século II a.C.,
os vândalos, que tomaram
algumas colónias romanas já
no século V da nossa era, seguidos
pelo Império Bizantino, no século
seguinte, os árabes, no século
VII e, finalmente, os estados
modernos da Europa, a partir
do século XIV.
Os Vândalos eram uma tribo do
norte da Europa que penetrou
no Império Romano durante
o século V e criou um estado no
norte da África (Bellucci, 2012). Império Bizantino. Imagem 08. Fonte:
http://www.ricardocosta.com/sites/default/files/imagens/africa/africa3.jpg
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
A Fenícia foi um antigo reino cujo centro se
situava na planície costeira do que é hoje
o Líbano, no Mediterrâneo oriental.
Esta civilização desenvolveu-se entre os
séculos X e V a.C., estabelecendo colônias em
todo o norte de África. Uma das colônias
fenícias mais importantes desta região
foi Cartago (Nascimento , 2006).

Fenícios. Imagem 09. Fonte:


http://historiacem01.weebly.com/uploads/9/9/1/7/9917924/4197981.j
pg?430

A partir de 750 a.C. os gregos iniciaram um


longo processo de expansão, formando
colônias em várias regiões, como Sicília e sul
da Itália, no sul da França, na costa
da Península Ibérica, no norte de África,
principalmente no Egito, e nas costas do mar
Negro. Entre os séculos VIII e VI a.C. fundaram
novas cidades, as colônias, as quais
chamavam de apoíkias, palavra que pode ser Gregos. Imagem 10. Fonte:
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/f7/Greek_Coloniza
traduzida por "nova casa". tion_Archaic_Period.png
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
A colonização dos árabes ocorreu
durante os séculos VIII e IX e abrangeu
todas as terras que formam o Deserto do
Saara e grande parte da África
Ocidental e a zona costeira da África
Oriental.

Romanos. Imagem 12. Fonte:


https://pt.wikipedia.org/wiki/Limes#/media/File:RomanEmpire_117-pt.svg

Em 146 a.C. Cartago foi destruída por Roma no que


se pode considerar a implantação daquele império
no norte de África. O Império Romano dominou toda a
Árabes. Imagem 11. Fonte:
http://civilizacoesafricanas.blogspot.com.br/2010/04/o-isl
África Mediterrânea, ou seja, a parte do norte da
amismo-no-continente-africano.html África e que rodeia o Mar Mediterrâneo (Nascimento ,
2006).
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
Para os países europeus, inicialmente, a África era percebida como um espaço importante de
passagem para o comércio com a Ásia. Depois, o continente africano passou a interessar pela
possibilidade de conseguir mão de  obra escrava, tão necessária para a colonização da
América.

Rotas. Imagem 13. Fonte:


http://www.educacional.com.br/upload/arquivo/atlrotas_das_viagens_maritimas_portuguesas_espanholas_dos_seculos_xv_e_xvi_300.jpg
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
No século XIV, época dos
descobrimentos, exploradores
europeus chegaram a África. Através
de trocas com alguns chefes locais,
os europeus iniciaram a captura e
exportação de milhões de africanos,
naquilo que ficou conhecido como
a escravidão. O mapa ao lado
mostra de onde saiam e para onde
iam os escravos.

Os africanos foram escravizados por


razões econômicas, pela
necessidade que os europeus
tinham de desenvolver as terras que
eles invadiram na América. Porém, o
que sustentou a escravidão foi a
crença da superioridade europeia
em relação aos africanos.

De acordo com Benedicto (2010)


“nenhuma linguagem pode
descrever adequadamente o que o
supremacismo branco fez à
humanidade do Africano durante a
era da Europa de 1492 a 1900”. Rota da Escravidão. Imagem 14. Fonte:
https://historiadesaopaulo.files.wordpress.com/2010/12/mapa_thumb.jpg?w=420&h
=393
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
COMO COMEÇOU A ESCRAVIDÃO NA ÁFRICA
As pessoas se tornavam escravizadas
na África principalmente por guerras.
Outra forma de escravidão presente
na África foi a escravidão por dívida,
ou seja, a escravidão já existia na
África antes da chegada dos europeus
no continente, assim como em vários
outros povos, fora da África, que
adotavam esta prática, mas a
escravidão africana se tornou um
negócio lucrativo tanto para os
africanos que escravizavam, quanto
para os europeus que traficavam
escravos. A acentuação da escravidão
na África aconteceu porque as vendas
de escravos para a América se tornou Escravidão. Imagem 15. Fonte:
http://www.mundoeducacao.com/upload/conteudo_legenda/53a2cea5ca7b3
uma lucrativa atividade. 7944360625a0033950d.jpg

“Desde os tempos mais antigos, alguns homens escravizaram outros homens, que não eram
vistos como seus semelhantes, mas sim como inimigos e inferiores. A maior fonte de escravos
sempre foram as guerras, com os prisioneiros sendo postos a trabalhar ou sendo vendidos pelos
vencedores. Mas um homem podia perder seus direitos de membro da sociedade por outros
motivos, como a condenação por transgressão e crimes cometidos, impossibilidade de pagar
dívidas, ou mesmo de sobreviver independentemente por falta de recursos “ (Camargo, 2010).
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
O processo de migração forçada que foi
imposto aos povos africanos não tem paralelo
nenhum na história da humanidade. Nada
comparável aconteceu a nenhum outro povo.
Os europeus, para realizar tamanha
atrocidade, tiveram que vencer as intempéries
marítimas, construir portos, dividir os povos
africanos, promovendo durante três séculos o
maior genocídio que a história conheceu. Isto
sem contar a destruição de impérios, culturas,
famílias – que, juntamente com racismo e o
imperialismo, são os responsáveis pelo
estado de miséria atual da África. Estima-se
que dez a cem milhões de africanos foram
vitimados (Benedicto, 2015).
Racismo – conjunto de ideias sobre o
Escravidão. Imagem 16. Fonte:
direito de uma raça, considerada pura e https://xadrezverbal.files.wordpress.com/2014/02/rugendas.jpg
superior, de dominar outras (Luft, 2005).
Imperialismo  - política de expansão e
domínio territorial, cultural ou econômico de
Atenção, discutiremos este conceito a
uma nação sobre outras, ou sobre uma ou
seguir.
várias regiões (Luft, 2005).
Raça – conjunto de indivíduos de
características corporais semelhantes e
transmitidos hereditariamente (Luft, 2005). Entenda melhor como viviam os escravos
africanos na América, assistindo ao filme ‘12
anos de escravidão’, baseado em fatos reais,
de 2013, classificação: 14 anos.
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
SOMOS TODOS ÁFRICA O Homo erectus, teria saído da África há
quase dois milhões de anos,  em ondas
A crença da superioridade europeia em relação aos migratórias rumo à Ásia e à Europa,
africanos não é justificada, pois a África é iniciando o povoamento do mundo. O
considerada o berço de toda a humanidade porque consenso científico sustenta ainda que
hoje é consenso entre cientistas que processo o homem moderno (Homo sapiens
evolutivo humano (do Australopithecus ao Homo sapiens) também evoluiu na África e de
sapiens) começou na África. lá saiu, há mais ou menos 150 mil anos,
em uma segunda fase de ondas
migratórias. Isso é comprovado por
fósseis e artefatos encontrados África.

Podemos concluir que todos os humanos


de hoje são descendentes de africanos.
Estes se espalharam pela Eurásia dando
início a um processo de intercâmbios
genéticos, que se processa até hoje.
Esses intercâmbios teriam provocado
novas características às populações
locais (Nascimento, 2006).

Então, pense: o conceito de raça existe?

Visualize o que foi explicado, assistindo


ao vídeo: África – Berço da Humanidade.
Disponível em:
Evolução. Imagem 17. Fonte:
http://pt.slideshare.net/eiprofessor/frica-o-bero-da-humanidade-20489241
https://www.youtube.com/watch?v=8Zns
BrIrULs
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
COLONIZAÇÃO NA ÁFRICA
O continente africano e o asiático foram os últimos a serem colonizados pelos europeus. Nas
Américas, o processo de colonização teve início ainda no século XVI. Três séculos mais tarde o
continente americano já havia sido descolonizado e a Primeira Revolução Industrial se
encontrava em plena expansão. Diante disso, os europeus buscaram novas fontes de recursos,
como o ferro, cobre, chumbo, além de produtos de origem agrícola, como algodão e borracha para
abastecer as suas indústrias (Nascimento , 2006).

A Revolução industrial foi um conjunto


de mudanças que aconteceram na Indústria.
Europa nos séculos XVIII e XIX. A Imagem 18.
Fonte:
principal particularidade dessa revolução http://www.so
foi a substituição do trabalho artesanal historia.com.
br/resumos/re
pelo trabalho com o uso das máquinas. volucaoindust
rial_clip_ima
ge001.jpg
No princípio do século XIX, com a
expansão
do capitalismo industrial, Neocolonialismo é o “novo
O capitalismo
começa o neocolonialismo no colonialismo” que surge, por
Industrial foi a
continente africano. As potências ser em outra época e por
segunda fase do
europeias, como Inglaterra, França, atingir outros continentes,
desenvolvimento
Bélgica, Holanda e Alemanha, neste caso, África e Ásia.
do capitalismo. Teve
desenvolveram uma "corrida à Porém, os objetivos de
início com a
África" massiva e ocuparam a maior dominação e exploração
Primeira
parte do continente, criando muitas permanecem os mesmos.
Revolução Industrial
colônias.
.
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
A partir de 1880, a competição entre as
metrópoles pelo domínio dos territórios
africanos intensifica-se.

A partilha da África tem início, de fato,


com a Conferência de Berlim (1884),
que institui normas para a ocupação,
onde as potências coloniais negociaram
a divisão da África, para que cada uma
delas ficassem com um “pedaço”.

Início. Imagem 19. Fonte:


Berlim. Imagem 20. Fonte: http://3.bp.blogspot.com/_htsEYY73V58/TToZ4eCI_fI/AAAAAAAAATA/ytV
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/5 2kD3d9EQ/s1600/africa.jpg
c/Afrikakonferenz.jpg
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
No início da Primeira Guerra
Mundial, 90% das terras já
estavam sob domínio da Europa.
A partilha é feita de maneira
arbitrária, não respeitando as
características étnicas e culturais Etiópia
de cada povo, o que contribui
para muitos dos conflitos atuais
no continente africano, tribos
aliadas foram separadas e tribos Libéria
inimigas foram unidas, ou seja, os
europeus não dividiram de acordo
com divisões das tribos africanas,
gerando assim muitas guerras
internas.
Os únicos países africanos que
não foram colônias foram
a Etiópia (que apenas foi
brevemente invadida pela Itália,
durante a Segunda Guerra
Mundial) e a Libéria, que tinha
sido recentemente formada por
escravos libertos dos Estados
Unidos da América.
Divisão. Imagem 21. Fonte:
http://www.infoescola.com/wp-content/uploads/2010/05/partilha-da-africa.png
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África

S COLONIAS DAS POTÊNCIAS EUROPEIAS NA ÁFRICA

A colonização portuguesa na
África foi o resultado
dos descobrimentos. A primeira
ocupação violenta dos
portugueses na África foi
a conquista de Ceuta em 1415.
Em 1444, Dinis Dias toma posse
de Cabo Verde e segue-se a
ocupação das ilhas ainda no
século XV, povoamento este que
se prolongou até ao século XIX. No
virar do século XV, Bartolomeu
Dias dobrou o Cabo da Boa
Esperança, abrindo as portas para
a colonização da costa oriental da
África pelos europeus. A partir de
meados do século XVI, os ingleses,
os franceses e
os holandeses expulsam
os portugueses das melhores
Cabo da Boa Esperança
zonas costeiras para
o comércio de escravos.
Portugal. Imagem 22. Fonte:
http://historiabruno.blogspot.com.br/2013/07/africa-portuguesa.html
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África

A colonização francesa se iniciou


no Senegal em 1624, mas não formaram
verdadeiras colônias até ao século XIX,
limitando-se a traficar escravos para as
suas colônias na América Central. Os
franceses colonizaram as ilhas Reunião,
em 1664, Maurício, em 1718 e
as Seychelles, em 1756. Durante o reinado
de Napoleão, o Egito foi também
conquistado por um breve período. O
verdadeiro interesse da França por África
manifestou-se em 1830 com a invasão França. Imagem
da Argélia e o estabelecimento de 23. Fonte:
http://3.bp.blog
um protetorado na Tunísia, em 1881. spot.com/_l1k4tv
Entretanto, expandiram-se para o interior RFGlY/Ss88co0XGE
I/AAAAAAAABV8/5i
e para sul, formando, em 1880, a colônia _OmGPgYP8/s400/a
do Sudão Francês e, nos anos que se frica.jpg
seguiram ocupando a grande parte
do Norte de África e da África
ocidental e central. Em 1912, os franceses Protetorado é um território ou país que, no
assinaram com direito internacional, possui algumas
características de Estado independente,
o sultão de Marrocos o Tratado de Fez,
porém, está dependente de uma potência que
tornando-se outro protetorado.
decide sua política externa e, às vezes,
controla internamente seu governo (Luft,
2005).
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
A colonização britânica ocorreu no final
do século XVIII e meados do século XIX, com
enorme poder naval e econômico,
assumindo a liderança da colonização
africana. Combatem a escravatura,
direcionando o comércio africano para a
exportação de ouro, marfim, tapetes e
animais. Os britânicos estabelecem novas
colônias na costa e passam a implantar um
sistema administrativo fortemente
centralizado na mão de colonos brancos ou
representantes da coroa inglesa.
Estabelecem colonias em alguns países
da África Ocidental, no nordeste e no
sudeste e no sul do continente (Nascimento,
2006).
Os ingleses começam a ficar contra a
escravidão por interesses financeiros, pois a
grande quantidade de produtos produzidos
nas fábricas durante a Primeira Revolução
Industrial (que ocorreu na Inglaterra)
precisava de consumidores assalariados, ou
seja, pessoas que pudessem pagar por estes
produtos. Logo, o interesse da Inglaterra era
de que a grande quantidade de mão de obra
Inglaterra. Imagem 24. Fonte:
escrava se tornasse livre e assalariada. https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/5/52/Briti
sh_Decolonisation_in_Africa.png
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
AS OUTRAS
POTÊNCIAS QUE
COLONIZARAM A
ÁFRICA FORAM:
Alemanha Bélgica

Espanha Itália

Como você pode perceber os


países mostrados estão
distribuídos em territórios
menores, a maior parte da
África estava dividida entre a
Inglaterra e a França, ou
seja, a Conferência de Berlim
não repartiu os territórios
igualmente, mas de acordo
com o poder de cada nação.
A consequência disso é a
insatisfação de alguns países,
principalmente a Alemanha,
que terá nesse fato um dos
motivos para deflagrar a
Segunda Guerra Mundial.
Outros. Imagem 25 Fonte: http://revistaescola.abril.com.br/img/historia/216-africa-colonizacao.gif
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
DESCOLONIZAÇÃO
Com a ocorrência da Segunda Guerra Mundial, que aconteceu na Europa entre 1939 e 1945, as
colônias africanas iniciaram o processo de independência. Pois este conflito envolveu muitos
países, dentre eles nações europeias que detinham territórios de exploração no continente
africano e ao final dessa guerra, a Europa se encontrou bastante debilitada no âmbito político e
econômico. Assim, foram aos poucos perdendo o controle sobre os territórios africanos de sua
administração.
O processo de independência das
colônias em relação às metrópoles
europeias é denominado
historicamente como
descolonização (Luft, 2005).

O enfraquecimento das nações fez


ressurgir movimentos de luta pela
independência em todas as colônias
africanas. No decorrer da década de
1960, os protestos se multiplicaram
e muitos países europeus
concederam pacificamente
independência às colônias. Porém, a
independência de alguns territórios
se efetivou depois de prolongados
confrontos entre nativos e
Guerra. Imagem 26. Fonte:
colonizadores. http://www.creasp.org.br/uploads/fotonoticia/2012/05/8a497-foto-guerra1.JPG
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África

Os movimentos independentistas Apesar da união entre os territórios africanos,


começaram a tomar uma forma mais firmada na Conferência dos Povos da
organizada na Conferência de Bandung, África, realizada na cidade de Acra (capital
que levou as antigas potências coloniais a do Gana, primeira colônia que se tornou
negociarem a independência das colônias. independente), a independência de alguns
países, como a Argélia, a República
Democrática do Congo e as então colônias
portuguesas Angola, Guiné-
Bissau e Moçambique, somente foi alcançada
após desgastantes conflitos que se
estenderam por até anos de guerra
(Camargo, 2010)

Povos.
Imagem 28.
Fonte:
http://portal
doprofessor.m
ec.gov.br/fic
haTecnicaAula
.html?aula=36
154
Bandung. Imagem 27. Fonte:
https://guilhermetissot.files.wordpress.com/2012/05/confere
ncia-de-bandung.jpg
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
Enquanto em alguns países como a Tunísia e o Marrocos, dentre outros, a independência foi
relativamente tranquila, em alguns casos, com realização de consulta popular.

Na Argélia, argelinos
e franceses estiveram envolvidos
em um conflito, após diversos
movimentos fracassados contra a
ocupação francesa, que ocorriam
desde de 1940. Os movimentos
aumentaram após a Segunda
Guerra Mundial, e foram
reprimidos pelas forças militares
francesas. Em 1954, eclodiu a
sangrenta guerra que só terminou
oito anos depois, com a
declaração de independência da
Argélia (Camargo, 2010).
Argélia. Imagem 29. Fonte: http://ohistoriante.com.br/pos-coloniais3.jpg

As antigas colônias se transformaram em países autônomos, no entanto, a partilha do território


para formar estes países foi realizada pelas nações europeias, que, novamente, não
consideraram as divergências étnicas existentes antes da colonização. Desse modo, os territórios
estipulados pelos colonizadores continuavam separando povos de mesma característica
histórico-cultural e agrupando etnias rivais, como mostra o mapa a seguir.
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África

O continente está
atualmente fragmentado
em 55 países. Tal
iniciativa produziu
instabilidade política,
que resultou em
diversos conflitos entre
grupos étnicos rivais.
Diante dessa situação,
as minorias continuaram
sendo reprimidas por
grupos majoritários,
assim como acontecia
no período colonial.
Além disso, muitos
países africanos ainda
sofrem a influência,
direta ou indireta, de
suas antigas metrópoles.

Países. Imagem 30. Fonte: http://s2.online24.pt/foto/quantos-paises-tem-a-africa_bg.jpg


GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
TUALMENTE DIVIDE-SE A ÁFRICA DE DUAS MANEIRAS

Considerando a localização
geográfica dos países dentro
do continente:

Geografia. Imagem 31. Fonte:


https://14minionuoua1981.files.wordpress.com/2013/02/atl_africa_divisao_regional_300.jpg
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África

Considerando sua
população:

África do Norte -
compreende as
populações africanas
árabes.

África Subsaariana -
caracterizada pela
população de maioria
negra e pela maior
diversidade étnica.
População. Imagem 32. Fonte:
http://geounespgrupo1.blogspot.com.br/p/localizacao-geografica.html
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África

Uma das heranças da colonização foi o apartheid, que em africâner significa "separação" foi
um regime de segregação racial adotado de 1948 a 1994 pelos sucessivos governos do Partido
Nacional na África do Sul, no qual os direitos da maioria dos habitantes foram diminuídos pelo
governo, formado pela minoria branca (Moreira, 2010).

Essa política racial foi


implantada na África do Sul,
antiga colônia britânica, onde a
administração política e
econômica estava sob o
controle desses colonos,
mesmo depois da
descolonização. De acordo com
esse regime, a minoria branca,
os únicos com direito a voto,
detinha todo poder político e
econômico no país, enquanto à
imensa maioria negra restava a
obrigação de obedecer
rigorosamente à legislação
separatista. A imagem ao lado
mostra soldados brancos
perseguindo criança negra. Apartheid. Imagem 33. Fonte:
http://reporteralagoas.com.br/novo/wp-content/uploads/2014/04/repression
_apartheid.jpg
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
A política de segregação racial foi oficializada
em 1948, com a chegada do Novo Partido
Nacional (NNP) ao poder. O apartheid não
permitia o acesso dos negros às urnas e os
proibia de adquirir terras na maior parte do país,
obrigando-os a viver em zonas residenciais
separadas, uma espécie de confinamento
geográfico. Casamentos entre pessoas de
diferentes etnias também eram proibidos.
A oposição ao apartheid teve início de forma
mais intensa na década de 1950, quando o
Congresso Nacional Africano (CNA), organização
Massacre. Imagem 34. Fonte: negra criada em 1912. Em 1960, a polícia matou
http://www.pco.org.br/banco_arquivos/conoticias/img/2014/3/37
67/44162/galeria/sharpeville1.JPG 67 negros que participavam de uma
manifestação. O Massacre de Sharpeville
(mostrado na imagem ao lado) , como ficou
conhecido, provocou protestos em diversas
partes do mundo. Como consequência, a CNA foi
declarada ilegal e seu líder, Nelson Mandela,
foi preso em 1962 e condenado à prisão
perpétua (Nascimento, 2006).
Saiba maiores detalhes sobre esse regime de
segregação racial assistindo ao vídeo
‘Apartheid’. Disponível em:
Mandela. Imagem 35. Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=3ajrzoMUV
http://www.clickescolar.com.br/wp-content/uploads/2011/02/nelson-
mandela.jpg Lc
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África

Nigéria. A descolonização da África foi tão maléfica


Imagem 36. quanto a sua colonização. Pois a
Fonte:
https://upload descolonização, entre 1950 e 1970, deu origem
.wikimedia.org a sistema políticos que não se sustentam
/wikipedia/com sozinhos. Muitos países, acabaram em
mons/e/ef/Gove
rnment_Militia ditaduras (pois alguns queriam chegar ao
_in_Darfur.PNG poder através de golpes e pelo uso da força e
não pelo voto) ou em sangrentas guerras civis
envolvendo clãs e etnias rivais (para tomar o
poder local ou retomar seus antigos territórios).
Sudão. A instabilidade do continente é uma herança do
Imagem 37.
Fonte:
caótico processo de colonização e
http://www.gal descolonização, além dos séculos de escravidão
izacig.gal/imx que fragilizaram a população. Muitos dos
act/2004/10/20
04sudan.jpg conflitos africanos se arrastam há anos sem
perspectiva de se obter a paz, como as guerras
civis que devastam a Nigéria, o Sudão e a
Somália, mostrados, respectivamente nas
Somália. imagens ao lado. As principais tensões atuais
Imagem 38. ocorrem nos Grandes Lagos e na porção norte
Fonte:
http://www.def do continente.
Ditadura é uma forma de governo em que o
esanet.com.br/
terror/noticia governante (presidente, rei, primeiro ministro)
/12396/Al-Shab exerce seu poder sem respeitar a democracia, ou
aab-e-ameaca-g seja, governa de acordo com suas vontades ou
lobal--dizem-e
specialistas/ com as do grupo político ao qual pertence (Luft,
2005).
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
DITADURAS E REVOLTAS EM PAÍSES DA ÁFRICA
Um exemplo de governo ditatorial na África é a Líbia, que enfrentou uma onda de revoltas
populares, que cresceu para uma Guerra Civil e culminou com o fim do regime do ditador
Muammar Kadhafi, no poder há quase 42 anos, foi morto brutalmente pelos revoltosos e teve
seu corpo exposto. A imagem abaixo mostra um protesto com a foto de Kadhafi sendo
queimada.

Antes da Líbia, a onda de


protestos em países no norte
da África, inspirados no
levante que derrubou o
presidente da Tunísia, Zine El
Abidine Ben Ali, provocou a
renúncia do presidente do
Egito, Hosni Mubarak, que
estava havia 30 anos no
poder. Os protestos se
espalharam, em diferentes
graus, também por Marrocos,
Sudão e Omã.

Revoltas. Imagem 39. Fonte:


http://www.africa21online.com/arquivos/artigos/13875_artigo_Libia
manifesntantequaimlivro20110302size598.jpg
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
Após o fim da Guerra Civil  inicia-se uma Estes refugiados fogem não só dos conflitos
profunda crise política que dá origem a mais violentos, existente em várias regiões das
conflitos armados com envolvimento de África, mas, também, da pobreza que assola
várias milícias e as novas forças de nestas áreas, pois diante de tantos conflitos
segurança do Estado, disputando o poder. A não há desenvolvimento humano .
população tenta, desesperadamente, fugir da
violência instaurada. Esses refugiados
arriscam a vida ao se lançarem no Mar
Mediterrâneo em embarcações precárias,
tentando chegar à Europa.

Fome. Imagem 41. Fonte:


http://www.envolverde.com.br/wp-content/uploads/2011/11/59.j
pg
Veja o drama dos refugiados líbios na
reportagem feita pelo Jornal Nacional da TV
Globo. Disponível em:
http://g1.globo.com/jornal-nacional/videos/t/e
Refugiados. Imagem 40. Fonte: dicoes/v/viagem-de-refugiados-da-africa-para-e
http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/files/2011/05/refugiados1.j
pg uropa-termina-em-tragedia/3957081/
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África

a sua modificação
territorial, cultural e
administrativa e, sendo
assim,

Podemos concluir que os


impactos sociais que a depois desse
colonização e a processo, a África
descolonização europeia Limites. Imagem 42. nunca mais foi a
causaram a África foi... Fonte: mesma.
https://complicesdepa
z.files.wordpress.com
/2012/04/c3a1frica.pn
g
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
XERCITE O QUE APRENDEU ATRAVÉS DA LEITURA DE IMAGENS

1 - Analise as charges a seguir:

a) Disserte sobre o assunto


que a imagem ao lado está
abordando, explicando os
principais fatos que
levaram a este
acontecimento, de acordo
com todo o conteúdo que
foi explicitado
anteriormente.

Partilha. Imagem 43. Fonte:


http://sesi.webensino.com.br/sistema/webensino/aulas/repository_data/SESIeduca/ENS_FUN
/ENS_FUN_F08_GEO/612_GEO_ENS_FUN_F08_08/imagens/ref/FIG_007.png
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África

b) Explique, com as suas palavras, o que a imagem abaixo está representando.

Exploração. Imagem 44. Fonte:


https://eucurtohistoria.files.wordpress.com/2013/01/c3a1fric
a-colonialismo-eua-europa.jpg
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África

APROFUNDE O QUE APRENDEU

1 – Você sabe o que são  Direitos


Humanos? Direitos Humanos são
os direitos  básicos de todos os
seres humanos. Pesquise a história
da criação dos Direitos Humanos e
quais são seus princípios
fundamentais. Ao final relacione os
Direitos Humanos aos processos de
colonização e descolonização da
África.

Direitos. Imagem 45. Fonte: http://checkup-online.com/wp/wp-


content/uploads/2015/03/direitos.png
GEOGRAFIA , Ensino Fundamental, 9º Ano, O processo
histórico de colonização e descolonização da África
REFERÊNCIAS

BELLUCCI, Beluce; GARCIA, Valquíria Pires. Projeto Radix. 2 ed. 9º ano. São Paulo:
Scipione, 2012.

BENEDICTO, Ricardo Matheus. Sobre a escravização dos africanos. Centro de Estudos


Filosóficos de Santos. 21 ed. São Paulo, 2015. Disponível em:
http://www.paradigmas.com.br/index.php/revista/edicoes-21-a-30/edicao-21/292-sobre-a-
escravizacao-dos-africanos

CAMARGO, Rosiane de; MOCELLIN, Renato. História em debate. Volume 2. Ensino


Médio. São Paulo: Editora do Brasil, 2010.

LUFT, Celso Pedro. Dicionário Escolar da Língua Portuguesa. São Paulo: Ática, 2005.

MOREIRA, Igor; AURICCHIO, Elizabeth. Construindo o Espaço Mundial. 3 ed. 9º ano.


São Paulo: Ática, 2010.

NASCIMENTO, Elisa Larkin. Introdução à história da África. Brasil. MEC – SECAD –


UnB – CEAD – Faculdade de Educação. Brasília. 2006.

VEDOVATE, Fernando Carlo. Projeto Araribá. 3 ed. 9º ano. São Paulo: Moderna, 2010.