Você está na página 1de 70

Economia

Unidade 3- Produção de Bens e


Serviços

1
Bens – noção e classificação

Bem é tudo o que serve para a satisfação direta ou indireta


de uma necessidade humana.

2
Bens – noção e classificação

BENS

Livres Económicos

3
Bens – noção e classificação
Os bens podem existir em quantidades ilimitadas não sendo necessário
despender moeda para os obter. A este tipo de bens designamos por Livres.
Neste caso, podemos referir o sol, a água, o ar que utilizamos num dia de
férias.
Também existem bens que são limitados face às necessidades existentes
por não apresentarem as características necessárias à satisfação
imediata de necessidades, necessitam de ser transformados. Os bens
escassos e resultantes de processos de transformação são designados por
bens económicos.

4
Bens – noção e classificação
(Bens Económicos)

Podemos classificar os bens económicos da seguinte


forma:
 Quanto à natureza;

 Quanto à função desempenhada;

 Quanto à duração;

 Quanto às relações estabelecidas entre os bens.

5
Bens – noção e classificação
(Bens Económicos - natureza)

Quanto à sua natureza, os bens económicos caracterizam-


se por serem:

 Materiais – que correspondem aos bens


 Imateriais – que correspondem aos serviços

6
Bens – noção e classificação
(Bens Económicos - função)

Quanto à sua função, os bens económicos caracterizam-


se por serem:

 Bens de produção
 Bens de consumo

7
Bens – noção e classificação
(Bens Económicos - duração)

Quanto à sua duração, os bens económicos caracterizam-


se por serem:

 Bens duradouros
 Bens não duradouros

8
Bens – noção e classificação
(Bens Económicos – relação com outros bens)

Quanto à sua relação com outros bens (relações


recíprocas), os bens económicos caracterizam-se por
serem:

 Bens substituíveis ou sucedâneos


 Bens complementares

9
Bens – noção e classificação
(Bens Económicos – esquema-síntese)

Bens Económicos

Materiais e Substituíveis e
Serviços Complementares

Produção Duradouros e
e Consumo Não duradouros

10
Produção e processo produtivo

Produção

Bens e Serviços

Satisfação de
Necessidades

11
Produção e processo produtivo

A produção é a actividade de combinação dos factores de


produção, desempenhada pelo Homem, que permite obter
bens para a satisfação das necessidades do Homem.

12
Produção e processo produtivo
Diariamente, utilizamos bens económicos como a manteiga, o doce, o pão, o
pente e o sabonete. Estes bens económicos são obtidos após um processo de
transformação, a produção. A atividade produtiva ou processo produtivo
consiste na combinação dos diferentes intervenientes no processo (fatores de
produção), cujo objetivo é criar bens necessários à satisfação das
necessidades individuais ou coletivas do Homem.
Exemplo: • trabalho humano
• forno

Para produzir pão: • equipamento para amassar


•farinhas
• fermento
•sal

13
Produção e processo produtivo

O processo produtivo envolve o cumprimento de um conjunto de etapas


realizadas pela mesma empresa ou por empresas diferentes, mas todas
conducentes à obtenção de um único bem. Neste caso, diz-se que o processo
de produção de qualquer bem económico obedece a um ciclo produtivo que
se repete com certa regularidade.

14
Produção e processo produtivo

Para que o bem produzido possa ser considerado parte


da atividade económica é necessário que:
1. O bem produzido seja transacionado (deve destinar-se
ao mercado);
2. O trabalho utilizado nessa produção seja remunerado.

15
Produção e processo produtivo
Ao longo do processo produtivo do pão constatamos a participação de
vários setores de atividade económica:

 agricultor na obtenção do cereal;


 empresa, na transformação do cereal em farinha;
 vendedor, ao comercializar o pão;
 consumidor, que compra e consume o pão.

16
Estrutura da Produção
As diferentes actividades de produção de bens e serviços
são agrupadas em três grandes categorias:

 Sector Primário
 Sector Secundário
 Sector Terciário

A classificação da atividade económica é utilizada para


compreendermos as alterações na estrutura da população ativa, do
emprego e da capacidade de produção de cada um dos setores de
atividade económica.

17
Estrutura da Produção
(segundo Colin Clark)

Primário Secundário Terciário

Indústrias Serviços
Indústrias (é essencialmente um
Extrativas
(do mar, do solo e
Transformadoras setor residual, onde
(indústrias ligeiras entram todas as
do subsolo)
nas quais predomina atividades
o fator trabalho) que não cabem
nos outros setores.)

18
Estrutura da Produção
Hoje, divide-se o setor secundário de acordo com a natureza da tecnologia
utilizada:

• Indústrias tradicionais, por usarem tecnologia mais ultrapassada. Ex:


têxtil, calçado, etc

• Indústrias modernas, por usarem tecnologia mais avançada relacionada


com as TIC.

19
Estrutura da Produção
O economista francês, Jean Fourastié, entendeu que as indústrias extrativas
deveriam ser incluídas no setor secundário por mostrarem já uma forte
evolução na tecnologia utilizada.

Assim, de acordo com este pensador, pode considerar-se a existência de:


• Setor agrícola, que inclui a agricultura e pescas;
• Setor industrial, que inclui a indústria transformadora e extrativa;
• Setor dos serviços

20
Estrutura da Produção
Com o desenvolvimento das TIC e a sua importância para a procura do
conhecimento, mostrou-se necessário reclassificar os setores de atividade
económica de forma a neles incluir este novo setor: setor quaternário ou
quarto setor.
Quaternário

Serviços resultantes
da evolução tecnológica
e das tecnologias da
informação: informática
e internet

21
Estrutura da Produção

Com o desenvolvimento das TIC e a sua importância para a procura do


conhecimento, mostrou-se necessário reclassificar os setores de atividade
económica de forma a neles incluir este novo setor: setor quaternário ou
quarto setor.

22
Fatores de produção – noção e
classificação
Fatores de Produção:
A produção de bens e serviços é realizada através da utilização de
determinados recursos como sejam fábricas, caminhos de ferro, lojas,
escritórios, terras, minas, recursos humanos. Na economia, para fins de
análise, recorremos à classificação destes recursos, a que atribuímos a
designação de fatores de produção.
Os fatores de produção encontram-se divididos em três grupos, de acordo com
a sua contribuição para o processo produtivo:
 Recursos naturais

 Fator trabalho

 Fator capital

23
Fatores de produção – noção e
classificação

Recursos naturais:
Inclui todos os componentes do processo produtivo que são disponibilizados
pela natureza e, como tal, não são objeto de qualquer transformação prévia. O
exemplo anterior permite-nos afirmar que, a terra e a água são recursos
naturais utilizados na produção do pão.

24
Fatores de produção – noção e
classificação

Fator Trabalho:
Representa a capacidade do Homem para trabalhar. Nos casos anteriores
corresponde ao trabalho do agricultor, do moleiro e do padeiro.

25
Fatores de produção – noção e
classificação
Fator Capital:

É constituído por tudo o que participa no processo produtivo com exceção


dos fatores recursos naturais e trabalho. O fator Capital é constituído pelos
recursos obtidos pela sociedade noutros processos produtivos (resulta, ele
próprio, da combinação dos outros dois), mas disponibilizados para os novos
processos de produção. As sementes, os adubos, os fertilizantes, o forno, o
trator e a ceifeira foram obtidos através da produção e destinados a possibilitar
a obtenção de novos bens.

26
Fatores de produção – Recursos
naturais
Recursos Recursos não
Renováveis Terra Renováveis

• sol
• mar • solo
•clima • subsolo
• fauna
• flora

27
Fatores de produção – Recursos
naturais

O recursos naturais não renováveis são aqueles que se esgotarão


um dia enquanto, os recursos naturais renováveis não se esgotam
possibilitando múltiplas utilizações sem que umas condicionem as
outras.

28
Fatores de produção – Trabalho
Ao longo dos tempos, o Homem sempre desempenhou diferentes tarefas
relacionadas com a obtenção de bens e serviços, necessários à sua
sobrevivência. A capacidade de trabalho do Homem é constituído pela sua
força física e intelectual despendida num qualquer processo produtivo. O fator
trabalho representa a capacidade do Homem para trabalhar.

O trabalho compreende todo o esforço físico e intelectual


prestado pelo Homem em qualquer processo produtivo.

29
Fatores de produção – Trabalho
Qualquer produção implica sempre a combinação de capital e trabalho.

Força de trabalho é a capacidade do Homem para trabalhar, isto é, produzir


bens e serviços que lhe permitam satisfazer as suas necessidades.

O trabalho:
1. É exercido sobre os objetos de trabalho: matérias primas (são incorporadas
no produto final) e matérias subsidiárias (são consumidas na produção mas
não se integram no produto final);
2. Utiliza os meios de trabalho: edifícios, meios de comunicação, instrumentos
de trabalho, etc

Os meios de trabalho e os objetos de trabalho designam-se por meios de


produção ou capital.
30
Fatores de produção – Trabalho

O desenvolvimento tecnológico tem permitido um aperfeiçoamento dos


instrumentos de trabalho, possibilitando uma produção cada vez mais racional:
produzir mais e, simultaneamente, utilizando os recursos de forma mais
eficiente evitando, assim, o desperdício.

31
Fatores de produção – Trabalho
O factor Trabalho num país corresponde ao conjunto da população com
condições para participar num processo produtivo. Este conjunto da população
residente num país recebe o nome de população activa. A população activa é
constituída por todos os indivíduos com capacidade para o exercício da
actividade produtora e que, em simultâneo, apresentam idades inferiores aos
65 anos e iguais ou superiores aos 15 anos de idade. A população activa é
constituída por dois grupos da população:

 Empregados
 Desempregados

32
Fatores de produção – Trabalho
O conceito de população activa sofre alterações de acordo com os factores
condicionantes do crescimento da população e da evolução social. As
alterações na legislação e a situação política e económica do país provocam
modificações na constituição da população activa. Assim factores como: as
taxas de natalidade, de mortalidade, as migrações externas, a idade da
reforma, o nível de escolaridade obrigatória e a idade mínima para integrar o
mercado de trabalho alteram os valores da população activa de um país.

33
Fatores de produção – Trabalho

População
Total

População População
Activa Inactiva

34
Fatores de produção – Trabalho
A população inativa é constituída por todos os indivíduos sem capacidade
para o exercício de uma atividade remunerada, por todos os indivíduos que
exercem uma atividade não remunerada e pelos indivíduos que apresentem
idade superiores a 65 anos ou inferiores a 15 anos. A população inativa é
constituída pelos seguintes grupos:

 Os jovens com menos de 15 anos;


 Os reformados e os idosos;
 Os deficientes;
 As donas de casa e os estudantes.

35
Fatores de produção – Trabalho
Taxa bruta de Atividade:

Esta taxa dá-nos a relação percentual entre a população activa e a população


total anual.

Taxa de Atividade Anual = (população ativa de um país) X 100


(população total do país)

Esta taxa permite-nos conhecer a parte da população que tem a


responsabilidade de produzir para as necessidades do país.

36
Fatores de produção – Trabalho
Numa economia, a população ativa representa o fator de produção
Trabalho. Este conjunto da população, é por sua vez, constituído por
indivíduos que têm emprego e que exercem uma atividade
remunerada e por indivíduos desempregados, que desejam ter uma
atividade remunerada.

População População
Empregada Desempregada

População Activa

37
Fatores de produção – Trabalho
O Instituto Nacional de Estatística define, em sentido restrito, o desemprego,
da seguinte forma:

Os desempregados são os indivíduos que, não estando empregados,


fizeram diligências para encontrar emprego, nos trinta dias anteriores ao
inquérito ao emprego.

38
Fatores de produção – Trabalho
A Taxa de Desemprego estabelece a relação entre a população desempregada
e a população ativa de um país, num determinado período de tempo e é
calculada através da seguinte formula:

Taxa de Desemprego = população desempregada X 100


população ativa

39
Fatores de produção – Trabalho

O desenvolvimento tecnológico tem vindo a alterar o emprego, cuja evolução


está profundamente relacionada com aquele.

Questões como a informatização dos processos produtivos com a consequente


automação da produção bem como a globalização e a terciarização da
Economia têm sido responsáveis por um aumento do desemprego.

40
Fatores de produção – Trabalho

O desemprego é, provavelmente, o maior problema social da atualidade.

Tipos de desemprego:
 Tecnológico que resulta da evolução da tecnologia e da impreparação dos
trabalhadores para se adaptarem;

 De longa duração a situação de desemprego ultrapassa 1 ano;

 Repetitivo inadaptação do trabalhador a sucessivos postos de trabalho.

41
Fatores de produção – Trabalho

Apesar da inovação tecnológica estar na origem do desemprego tecnológico,


não pode ser abandonada visto ser um motor de desenvolvimento.

A solução passa por oferecer formação aos trabalhadores para que se possam
adaptar aos novos desafios.

O desemprego tecnológico pode-se transformar em desemprego de longa


duração que representa uma situação social muito grave.

Tx de desemprego de longa duração = população desempregada há 1 ano ou mais X 100


população desempregada

42
Fatores de produção – Trabalho

Se a inovação tecnológica altera a estrutura de emprego e se não é possível


nem desejável pará-la, então é necessário tomar medidas para minorar o
problema:

 Trata-se da formação ao longo da vida que permite dotar constantemente os


trabalhadores de novas ferramentas de forma a superarem os desafios que
lhes são colocados, uma vez que a formação inicial já não se mostra
suficiente.

43
Fatores de Produção - Capital
Capital versus riqueza:

Quem possui capital possui riqueza, mas o inverso nem sempre é


Verdadeiro.

A riqueza só se transforma em capital se for utilizada no processo


Produtivo.

Vimos que o capital é constituído por tudo o que participa no processo


produtivo, com a exceção dos recursos naturais e do trabalho.
Podemos afirmar que o capital resulta na utilização conjunta do
trabalho e dos recursos naturais.

44
Fatores de Produção - Capital
Tipos de Capital:

 Capital Financeiro
 Capital Técnico
 Capital Natural
 Capital Humano

45
Fatores de Produção - Capital
Capital Financeiro:

As empresas dispõem de recursos financeiros como, a moeda, os


depósitos, os juros, as ações, os empréstimos para desenvolver a sua
atividade, aquisição de matérias-primas e pagamentos a fornecedores.
Estes meios financeiros das empresas são o seu capital financeiro.

Divide-se em capital próprio (valor dos bens que são propriedade da empresa) e
capital alheio (valor dos bens que a empresa possui, mas que não lhe pertencem).

46
Fatores de Produção - Capital
Capital Técnico:

O conjunto dos bens de produção, as matérias-primas, as máquinas,


as ferramentas e os edifícios constituem o capital técnico utilizado no
processo produtivo. O capital técnico é constituído pelo capital
circulante e pelo capital fixo.

Capital
Técnico

Capital Circulante Capital Fixo

47
Fatores de Produção - Capital

Capital Técnico:

A) Capital Circulante:
É constituído por todos os bens incorporados nos novos bens como lã, o
algodão na produção de tecido. O capital circulante inclui todos os bens
utilizados no processo produtivo que desaparecem após a sua transformação,
uma vez que passam a estar incorporados noutros bens. São as matérias
primas e as matérias subsidiárias.

48
Fatores de Produção - Capital

Capital Técnico:

B) Capital Fixo:

Representa todos os bens que podem ser utilizados várias vezes.


O capital fixo é constituído pelas máquinas/ferramentas, instalações, viaturas da
Empresa, etc.
Estes bens, ao longo do processo produtivo vão sofrendo algum desgaste com
o passar do tempo e com o uso.

49
Fatores de Produção - Capital
Capital Natural:

Conjunto de recursos naturais que se encontram disponíveis, não


colocando em risco o desenvolvimento sustentável do planeta.
Os problemas de poluição e de esgotamento dos recursos naturais
devem ser ponderados pelas sociedades atuais a fim de garantirem o
usufruto dos mesmos pelas gerações futuras.

50
Fatores de Produção - Capital
Capital Humano:

Conjunto das aptidões humanas para trabalhar que inclui os conhecimentos, a


experiência e o saber fazer adquiridos ao longo dos tempos pelos indivíduos.

O capital humano é valorizado sempre que há investimentos na formação e na


saúde dos recursos humanos.

51
Fatores de Produção - Capital
Capital Humano:

Quanto mais qualificados forem os recursos humanos de um país, mais


produtividade geram e, portanto, mais contribuem para melhorar a
competitividade global com que nos confrontamos atualmente.

Mais uma vez se realça a importância da formação pessoal e profissional ao


longo da vida.

52
A Combinação dos Fatores de
Produção

Para produzir bens e serviços é necessário utilizar fatores de produção, mas o


modo como estes são conjugados condiciona os resultados de uma unidade
produtiva.

Para se otimizar a produção devem ser analisadas as várias combinações


possíveis de fatores e, em seguida, escolher-se a melhor opção.

53
A Combinação dos Fatores de
Produção

É possível obter a mesma quantidade de um bem através de diferentes


combinações de fatores, bastando alterar as quantidades de cada fator
de modo correto.

Ex: aumentar um número de máquinas (fator capital) e reduzir um adequado


número de trabalhadores (fator trabalho).

Isto é possível porque os fatores produtivos apresentam características


que influenciam a forma como se podem combinar.

54
A Combinação dos Fatores de
Produção

Características dos fatores de produção

Adaptabilidade- característica que consiste na capacidade do fator em


ajustar as suas quantidades à quantidade de produção que se
pretende, no tempo disponível.

Substituibilidade- ocorre sempre que é possível substituir um fator por


outro que cumpra a mesma função. Ex: um trator passar a executar as
tarefas do homem substitui-se o fator trabalho pelo fator capital.

55
A Combinação dos Fatores de
Produção

Características dos fatores de produção

Divisibilidade: consiste na possibilidade de decompor um fator em


vários submúltiplos, podendo-se utilizar esse fator em doses maiores
ou menores.
Ex: as matérias primas ou a energia.

Complementaridade: aplica-se nas situações em que o uso de um fator


implica a utilização de outro. Ex: para o trator poder trabalhar tem de
ser conduzido pelo homem, complementando-se assim os fatores
capital e trabalho.

56
A Combinação dos Fatores de
Produção
As características dos fatores de produção podem alterar-se ao longo
do tempo devido ao progresso tecnológico que pode modificar as
relações que se estabelecem entre eles.

O tempo é também uma variável a ter em conta na definição das


combinações de fatores produtivos porque é necessário algum tempo
para se poder alterar um fator.

Denomina-se mudança de curto prazo quando se podem alterar


apenas alguns fatores e de longo prazo quando é possível modificar
todos os fatores.

57
A Combinação dos Fatores de
Produção - Produtividade
A eficiência da combinação dos fatores produtivo pode ser medida
através da produtividade.

Produtividade é o indicador económico que permite calcular o valor da


produção gerada por cada unidade de fator utilizada, isto é, traduz a
relação entre o que se produz e os recursos gastos para se obter essa
Produção.

A produtividade tanto pode ser calculada para o conjunto dos fatores


utilizados como para um único fator e também pode ser calculada em
quantidade ou em valor.

58
A Combinação dos Fatores de
Produção - Produtividade

Produtividade total = Valor da produção______x100


(em valor) Valor dos fatores produtivos

Produtividade média de um fator = Valor da produçãox100


(em valor) Valor desse fator

Produtividade média de um fator = Volume* de produçãox100


(em quantidade) Quantidade desse fator

* Volume ou quantidade

59
A Combinação dos Fatores de
Produção - Produtividade

A análise da produtividade é importante para se saber se o investimento


compensa.

Para se decidir se vale a pena investir em mais uma unidade de fator (p.ex.
mais um trabalhador ou mais uma hora de trabalho) é necessário calcular
o aumento da produção que se obterá pela utilização de mais essa unidade de
fator.

Produtividade marginal de um fator= Acréscimo da produção


(do trabalho ou de outro fator) Acrésc. de uma unidade do fator

60
A Combinação dos Fatores de
Produção - Produtividade

A lei dos rendimentos decrescentes estabelece que quando se aumenta


sucessivamente as quantidades de um fator mantendo fixo o outro, a partir de
um certo ponto, a produção suplementar resultante desse aumento vai
diminuindo progressivamente, isto é, os acréscimos de produção obtidos
começam a ser cada vez menores – produtividade marginal é decrescente.

61
A Combinação dos Fatores de
Produção - Produtividade
Produz
acréscimos que, a
Cada unidade
partir de uma certa
adicional de
quantidade, se
fator variável
tornam
decrescentes

Ocorre a
combinação
No ponto máximo de
ótima dos
produção marginal
fatores
produtivos

62
A Combinação dos Fatores de
Produção – Custos de Produção
Custo Total (CT) = Custos Fixos + Custos Variáveis

Custos Fixos (CF) correspondem às despesas suportadas pela empresa,


independentemente da quantidade de bens que produziu.

Custos variáveis (CV) são os encargos que variam em função das quantidades
Produzidas (Q), isto é, que aumentam à medida que aumenta o volume de
produção.

Custo Médio= Custo Total____ = CF + CV__


Quantidade de bens Q

63
A Combinação dos Fatores de
Produção – Custos de Produção
O quadro abaixa mostra como os custos se comportam à medida que se
aumenta a quantidade de bens produzidos.

Pode-se verificar que os custos fixos não se alteram; que os custos variáveis
vão subindo gradualmente e que os custos médios ou unitários vão
diminuindo. Isto acontece porque os custos fixos se vão repartindo por um
maior número de bens.

64
A Combinação dos Fatores de
Produção – Custos de Produção
As empresas procuram constantemente reduzir custos de produção para
melhorarem a competitividade.

Uma das formas de o fazer é aumentar a sua escala de produção porque


assim podem vender mais produtos e reduzir os seus custos unitários. No
total os seus encargos aumentarão, mas reduzem-se em termos unitários o
que permite uma subida das margens de lucro sem necessitar de aumentar
os preços no consumidor.

Uma economia de escala é a poupança que ocorre quando o aumento da


dimensão de uma unidade produtiva (empresa) provoca uma diminuição
dos seus custos unitários.

65
A Combinação dos Fatores de
Produção – Custos de Produção
No entanto, este aumento progressivo da dimensão da empresa pode, a
partir de um certo ponto, gerar deseconomias de escala, isto é, a empresa
aumenta tanto que os seus custos unitários começam a aumentar,
tornando-se assim demasiado complexos os seus processos de gestão.

Qual é, então, a dimensão ótima?


Será aquela que permita atingir os menores custos por cada unidade de
produto produzida.

É de salientar que os fatores produtivos que constituem custos fixos só


podem variar a longo prazo, enquanto que as alterações relacionadas com
os custos variáveis podem ser implementadas a curto prazo.

66
Factores de Produção
resumo

 Os bens são todas as coisas que servem direta ou indiretamente para a satisfação
das necessidades do indivíduo e/ou da sociedade;

 Os bens podem ser livres e económicos. Os bens económicos podem ser


classificados quanto à natureza dos bens, quanto à função a desempenhada na
atividade económica, quanto à duração e quanto às relações entre os bens;

 A produção consiste na combinação dos diferentes fatores de intervenientes no


processo, com o objetivo de obter os bens necessários à satisfação das
necessidades do homem quer sejam individuais quer sejam coletivas;

 O processo produtivo é contínuo como resposta ao carácter cíclico do consumo;

 O processo de produção de um bem ou de prestação de um serviço obedece a um


ciclo produtivo, isto é, ao conjunto de etapas realizadas pela mesma empresa ou por
diferentes empresas a fim de produzir um bem ou prestar um serviço.

67
Factores de Produção
resumo

 O setores de atividade económica podem ser classificados como setores primário,


secundário e terciário. Esta classificação é importante para compreendermos as
alterações na estrutura da população ativa, do emprego e da capacidade de
produção de cada um dos sectores de atividade económica;

 Os fatores de produção são componentes que servem para produzir bens ou prestar
serviços e estes satisfazem as necessidades do Homem. Os fatores de produção
não satisfazem diretamente as necessidades do Homem, e podem ser agrupados e
classificados em: recursos naturais, fator trabalho e fator capital;

 Os recursos naturais são constituídos pelos elementos da natureza disponíveis em


cada sociedade e podem ser recursos renováveis e não renováveis;

 O trabalho compreende todo o esforço físico e intelectual prestado pelo Homem num
processo produtivo. O fator trabalho num país corresponde ao conjunto da
população com condições para participar num processo produtivo, população ativa.
O resto da população designa-se por população inativa.

68
Factores de Produção
resumo

 A população desempregada é a parcela da população ativa que não encontra


emprego na sociedade;

 O desemprego resulta da conjugação de vários fatores. O desemprego pode ser


tecnológico, repetitivo ou de longa duração;

 A evolução tecnológica proporcionou o aparecimento de novo equipamentos e novos


métodos de produção. A inovação cria e destrói empregos;

 Hoje é necessária a formação ao longo da vida para respondermos às necessidades


do mercado de trabalho;

 A expressão terciarização da economia representa a importância crescente das


atividades do sector terciário no conjunto das atividades económicas, o sector
terciário expande-se e torna-se no principal empregador e contribuinte para a riqueza
do país;

69
Factores de Produção
resumo

 O fator capital é constituído por tudo o que participa no processo produtivo com
exceção dos recursos naturais e trabalho. Este fator é constituído pelos recursos
obtidos noutros processos produtivos e aplicados na produção de novos bens;

 A riqueza traduz a posse de um bem e a sua utilização para uso privado do


proprietário e o capital correspondente à aplicação dos meios de produção no
processo produtivo;

 O capital pode ser financeiro, técnico, natural e humano;

 O capital humano é o conjunto das capacidades produtivas do indivíduo;

 O capital natural representa todos os recursos naturais utilizados nos processos


produtivos.

70