Você está na página 1de 19

Tipología Textual

--------------------
Texto Narrativo
Texto Narrativo
Esse tipo de composição textual se constitui a
partir de:
• uma história (real ou imaginária),
• contada por alguém (narrador).
A narração consiste em
O uma sequência de O No texto narrativo,
fatos/ações conta-se um fato que
desencadeados(as) ocorreu (ou que
por personagens poderia ter ocorrido,
envolvidas numa no caso da ficção)
trama, culminando em determinados
num clímax e se tempo e lugar,
esclarecendo no envolvendo
desfecho. personagens.
Elementos fundamentais da
narração:
O Enredo
O Personagem(ns)
O Tempo
O Espaço
O Foco narrativo (de 1ª
ou 3ª pessoa).
O Os discursos (direto,
indireto ou indireto
livre).
Personagens
O -Protagonista, O -Figurante: tem um papel
personagem principal ou irrelevante no desenrolar
herói: desempenha um da ação, cabendo-lhe, no
papel central, a sua entanto, o papel de
atuação é fundamental ilustrar um ambiente ou
para o desenvolvimento um espaço social de que
da ação. é representante.
-Personagem -Tudo o que ocupa um
secundária: assume um espaço e pratica uma
papel de menor relevo ação, mesmo que
que o protagonista, involuntaria pode ser
sendo ainda importante considerado um
para o desenrolar da personagem.
ação.
Tempo:
O Tempo cronológico ou tempo O Tempo do discurso - resulta do
da história - determinado tratamento ou elaboração do
pela sucessão cronológica tempo da história pelo
dos acontecimentos narrador. Este pode escolher
narrados. narrar os acontecimentos
por :
O Tempo histórico - refere-se à -ordem linear
época ou momento histórico -com alteração da ordem
em que a ação se desenrola. temporal, recorrendo à
O Tempo psicológico - é um analepse ou à prolepse
tempo subjetivo, vivido ou (antecipação de
sentido pela personagem, acontecimentos futuros)
que flui em consonância -ao ritmo dos acontecimentos
com o seu estado de como, por exemplo, na cena
espírito. dialogada a um ritmo diferente,
recorrendo ao resumo ou
sumário, à elipse e à pausa.
Espaço
O Espaço ou Ambiente O Espaço ou Ambiente
físico: é o espaço real, psicológico: espaço
interior da personagem,
que serve de cenário à abarcando as suas
ação, onde as vivências, os seus
personagens se movem. pensamentos e
sentimentos.
O Espaço ou Ambiente
O O espaço ou
social: é constituído pelo ambiente: pode ser desde
ambiente social, uma praia a um lago
representando, por congelado. De acordo
excelência, pelas com espaço ou ambiente
é que os fatos da
personagens figurantes. narração se desenrolam
Foco Narrativo
O Foco narrativo, ou ponto de O Narrador-Observador: é aquele
vista: É o elemento estrutural que conta a história através de
da narrativa que compreende uma perspectiva de fora da
a perspectiva através da qual história, isto é, ele não se
confunde com nenhum dos
se conta uma história. personagens. Este foco narrativo
O É, basicamente, a posição a se dá, predominantemente, em
qual o narrador, enquanto terceira pessoa
instância narrante ou voz que O -Narrador-Personagem :é aquele
articula a narração, conta a que conta a história através de
história. uma perspectiva de dentro da
história, isto é, ele, de alguma
O Os pontos de vista mais forma participa do enredo, sendo
conhecidos são dois: narrador- um dos personagens da história,
observador & narrador- usando a Primeira Pessoa (eu ou
personagem nós) para se contar historia.
Discursos direto, indireto e
indireto livre
Na narração, existem três formas de citar a
fala (discurso) dos personagens:

O o discurso direto,
O o discurso indireto
O o discurso indireto livre.
Discurso direto:
O Reproduz as palavras do O "Era uma vez uma
personagem. Funciona agulha, que disse a
como comprovação
concreta do fato exposto um novelo de linha:
pelo narrador. No - Por que está você
discurso direto, a fala do com esse ar, toda
personagem, marcada cheia de si, toda
geralmente por travessão
ou aspas, é comumente enrolada, para fingir
assinalada pelos verbos que vale alguma
dicendi (verbos "de coisa neste mundo?
dizer"). (Um Apólogo – M. Assis)
Discurso indireto:
O A fala da personagem O "Começou por me
é indicada pela voz do dizer que o seu caso
narrador. Nesse caso, era simples — e que
após o verbo dicendi, se chamava
aparece uma oração
Macário...[...]".
subordinada
(introduzida,
(QUEIROZ, Eça de. Obras completas)
geralmente, pelas
conjunções se ou que -
aparentes ou ocultas).
Discurso indireto livre:
O Nesse caso, o O "Contudo, no caso do
homem que queria um
narrador mescla o barco, as coisas não se
discurso direto e o passaram bem assim.
indireto, sem usar Quando a mulher da
limpeza lhe perguntou pela
marcações. nesga da porta, Que é que
tu queres, o homem, em
lugar de pedir, como era o
(José Saramago: O conto da ilha
costume de todos, um
desconhecida)
título, uma condecoração,
ou simplesmente dinheiro,
respondeu, Quero falar ao
rei…”
Os Gêneros

Há atualmente diversos gêneros de textos que


correspondem ao Tipo Narrativo, vejamos alguns dos
que aparecem na nossa cotidianidade:
Romance: Novela:
O em geral é um tipo O é um tipo de narrativa
de texto que possui menos longa que o
um núcleo principal, Romance, possui
mas não possui apenas um núcleo, ou
em outras palavras, a
apenas um núcleo.
narrativa acompanha a
Outras tramas vão se
trajetória de apenas
desenrolando ao uma personagem.
longo do tempo em
O També a novela é
que a trama principal aquela que assitimos
acontece. na TV.
Conto: Crônica:
O É uma narrativa curta. O narra fatos do dia a
O tempo em que se
passa é reduzido e dia, relata o
contém poucas cotidiano das
personagens que pessoas, situações
existem em função de
um núcleo. É o relato que presenciamos e
de uma situação que já até prevemos o
pode acontecer na vida
das personagens, desenrolar dos fatos.
porém não é comum
que ocorra com todo
mundo. Pode ter um
caráter real ou
fantástico.
Fábula: Parábola:
O É semelhante a um conto
em sua extensão e O é a versão da fábula
estrutura narrativa. O com personagens
diferencial se dá,
principalmente, no humanas. O objetivo
objetivo do texto, que é o é o mesmo, o de
de dar algum
ensinamento, uma moral. ensinar algo. Para
Outra diferença é que as isso são utilizadas
personagens são
animais, mas com situações do dia a
características de dia das pessoas.
comportamento e
socialização semelhantes
às dos seres humanos.
Apólogo: Anedota:
O é semelhante à fábula O é um tipo de texto
e à parábola, mas produzido com o objetivo
pode se utilizar das de motivar o riso. É
mais diversas e geralmente breve e
alegóricas depende de fatores como
personagens: entonação, capacidade
animadas ou oratória do intérprete e
até representação. Nota-
inanimadas, reais ou se então que o gênero se
fantásticas, humanas produz na maioria das
ou não. Da mesma vezes na linguagem oral,
forma que as outras sendo que pode ocorrer
duas, ilustra uma lição também em linguagem
de sabedoria. escrita.
Lenda:
O é uma história fictícia a respeito de
personagens ou lugares reais, sendo assim
a realidade dos fatos e a fantasia estão
diretamente ligadas. A lenda é sustentada
por meio da oralidade, torna-se conhecida e
só depois é registrada através da escrita. O
autor, portanto é o tempo, o povo e a
cultura. Normalmente fala de personagens
conhecidas, santas ou revolucionárias.