Você está na página 1de 43

Cosmetologia

c
àefinições
‡ Cosmetologia: Ciência que estuda as matérias-
primas e os produtos cosméticos destinados ao
embelezamento, limpeza, manutenção e melhoria
das características dos cabelos, da pele e dos seus
anexos.

‡ Cosmetologista: É o técnico que estuda e aprimora


as formulações e fabrica produtos de beleza,
aplicando os métodos científicos determinados pela
cosmetologia.
›
àefinições
‡ Kosmetikós: o que serve para ornamentar.

‡ RàC 79/2000: ³Cosméticos, produtos de higiene e


perfumes, são preparações constituídas por
substâncias naturais ou sintéticas, de uso externo nas
diversas partes do corpo humano, pele, sistema
capilar, unhas, lábios, órgãos genitais externos, dentes
e mucosas da cavidade oral, com o objetivo exclusivo
ou principal de limpá-los, perfumá-los, alterar sua
aparência e ou corrigir odores e ou protegê-los ou
mantê-los em bom estado.´

ï
±unções de um Cosmético
‡ Limpeza

‡ Correção

‡ Proteção

'
]spectos Históricos da
Cosmetologia

Como tudo começou...

Ö
História

‡ ]   
    

     
   

‡      


          
  

] Primeira àescoberta
‡ ===            
     
=
‡           
     !  
     "   
‡     "  "   
"     
 #   

Ä
Îlhos e Pálpebras
‡ Pesquisas mostram que 2 mil anos antes de
Cristo a fabricação de cosméticos era um
processo muito mais complexo do que se
pensava;
‡ Îs egípcios além do preto e verde (chumbo
e malaquita), tinham à disposição o
amarelo, azul e três diferentes tipos de
brancos;
‡ Um dos brancos era antibiótico.

Îlhos e Pálpebras

‡ Cleópatra ainda experimentou novas


combinações de cores: pálpebra superior de
azul-escuro e inferior de verde brilhante;
‡ Îvídio, em Roma, escreveu a primeira obra
sobre cosméticos, registra o uso de sombras
pretas para os olhos (cinza de madeira) e
douradas produzidas a partir do açafrão.

4
 gito
‡ $    "   $    " 
   "     "   
    
‡ ]          
#  
‡       " "  
#      
‡           
 
±     "    " %
 &     $
± '        

c
 gito
‡     () 
= * + 
 ,  ---   
     %    "    
.  $  &
±          
     +  
  
‡
    #"  
$  % #&     
   =

cc
 gito
‡        / 
      0 
‡     1   *    
  1   #     
    
‡             
 #       / 
    
‡ ]         "
      
‡             
        1 =


abilônia
‡      2  ""0   
        
 
‡ 
  #"  
       $ 
 "   
‡  +    ""0
 .      
          


Roma
‡ .   3 
   #"
  4     

‡ 4         
            -  
 
‡    #      $ 
.     
‡ 5   6       
     %7 
  7 &
c'
Roma
‡ .         " 
‡       
   
‡
   "    
    "    
$"   
‡     8 =


ƒobre os Cabelos
‡ Cabelos loiros sempre foram procurados pelas
mulheres, dos impérios antigos aos salões da
 uropa arroca
‡ àesde o início da história o clareamento dos
cabelos foi uma busca.
‡ ]lguns recursos para clarear os cabelos eram
perigosos e até fatais
‡ Îs gregos usavam uma pomada composta de
pétalas de flores amarelas, uma solução de
potássio e pós colorantes que deixava os cabelos
opacos na tentativa de dar-lhes a sensual aparência
alourada.

c
ƒobre os Cabelos
‡ Com o tempo vários truques foram usados:
± Cascas de plantas, sementes, sabugos e resíduos de
vinagre;
±  sfregar vigorosamente os cabelos com açafrão
± Gemas de ovos cozidas com mel seguida de
exposição ao sol forte;
± Mulheres elisabeteanas polvilhavam os cabelos
com pó de ouro ou, quando mais econômicas,
aplicavam raspas de ruibarbo diluídas em vinho
branco.


ƒobre os Cabelos

‡ ]lgumas embebiam os cabelos em


ácido sulfúrico e alumina;

‡  stes tratamentos resolviam o problema


dos cabelos escuras deixando-as
carecas e obrigando o uso de perucas.

c
Roma

‡ ] .    (2 


= #

    ( =    
  % 6&
   $ 9   "  
 =

c4
Îriente

‡  81  
     
   
 .   $=

›
ochechas

‡ No século XVI a maquiagem branca estava


na moda apesar de ser especialmente
danosa pois continha oxido de chumbo.

‡ Î uso seguido destes produtos acarretava


no futuro paralisia muscular e até mesmo a
morte

›c
ochechas
‡ No século XXI a necessidade de evitar o sol interfere na
exposição aos raios ultravioleta mantendo o pálido como
sinal de consciência e preocupação com a saúde;
‡ No século XVII na Itália Giulia Toffana criou um
cosmético que era vendido com o nome de ³]qua Toffana´
ou ³Manna de ƒan Nicola di ari´.
‡  ste tratamento era vendido a esposas que queriam se ver
livres do marido. ]presentava-se como pó ou creme e
continha arsênico e outros ingredientes letais
‡ ] venda era acompanhada da visita da ƒra. Toffana e
explicava o uso do produto
‡ ] morte era sempre acompanha da de causa mortis:
excesso sexual

››
Lábios
‡ Pintura labial na cidade de Ur há mais de 4 mil
anos onde a Rainha Puabi foi enterrada com
grande suprimento de maquiagem para ser usada
em outra vida;
‡ ±abricação dos primeiros batons: triturava-se
óxido de ferro até virar pó e misturava-se a ele a
gordura animal;
‡ Îs gregos desenvolveram tinturas vegetais e
adicionavam a ele a saliva humana, suor de
carneiro e fezes de crocodilo;
‡ No século II as palestinas podiam escolher entre o
laranja brilhante e o cereja escuro.
ݕ
Lábios
‡ No século XVII um clérigo condenou o uso de
lábios pintados por considerar isto um sinal de
prostituição;
‡  m 1820 um exemplar do È    

mostra um desenho novo para os lábios, o arco


de cupido;
‡ No fim da era vitoriana os lábios pintados de
vermelho eram apenas vistos nas casas de
prazeres.

›'
Ďculos I a IV

‡ K]M]-ƒUTR]: define o ideal de mulher...

‡ Idade Média: Período negro da história dos


cosméticos ± Idade das trevas ± 500 anos
sem banho

›Ö
Ďculo 13
‡   "     
         
      
‡ 6 -      
$" 
‡ ]1 
‡ 5     "  
 
›
Ďculo 14
‡ 4     
          
 
‡ ]       "  
6 "  -  
‡ 4       
      =

݀
Ďculos 15 - 16
‡
     
       "=
‡ -$  5   
       =
‡ ] " 
     
    : "  
.  .   "
%      
  *   
 &=
›
Ďculos 17 - 18
‡
          
  
‡  "       
     
 
‡   # 1    
    1   
       =

›4
Ďculo 19

Início do séc.: Liberdade


feminina...

ï
Ďculo 19
‡       
#   " 
   
‡ .  ;      
  "     

‡
"       
 "     0  " 
   <     
  $" =

ïc
àécada de 1890

‡ ]     


"   #   
  

ï›
1902
‡ ]ustrália (Melbourne): Helena Rubinstein ±
cremes para pele;
‡ ] atriz Theda ara (fez papel de Cleópatra no
cinema mudo), causa furor quando aparece no
cinema usando cosméticos de Helena
Rubinstein;
‡ Rubinstein desenvolveu máscara e o conceito
de maquiagens coloridas.

ïï
Nesta mesma época...
‡ Charles Revlon: verniz de unha

‡ Max ±actor: maquiagem para teatro

‡ àavid McConnell: amostras de perfumes...]von

‡ rasil (ƒão Paulo): novos talentos...Natura

‡ rasil (Curitiba): farmacêutico...Î oticário

ï'
1920

‡     
‡  "     #  
$"  $ 
‡ ]       +
     
  =

ïÖ
1927

‡     " 


 

ï
1930

‡ ]     =>  


     
      
"     " 
"  =

ïÄ
1940

‡      #   


"#         1
     
         +=

ï
1950
‡ ]   1    
"  
‡    $    
      
 "     ,?
‡  $"       
<       
    =
ï4
1970

‡ ]     "    


     "1
‡        
         
   =

'
]pós 2000
‡ ] <         @
"  
‡ ] ,?        
‡    "      
        
.   
‡ ]  1        
 $"        =

'c
História do uso Cosmético da Toxina
otulínica
‡            
A %" &
‡ ]  )    "   $" 
   $ 
±      "      
‡ ]  B #   "     
    
‡ 5     B      "  =
‡ -#      @         =


]té onde Vamos?