Você está na página 1de 3

Dica 29: Sistema LE-Jetronic: Fiat, Ford, Volkswagen e GM 12/2001

O sistema Le-Jetronic foi o primeiro sistema de injeção eletrônica utilizado no Brasil. Nesta edição
conheceremos as principais características desse antigo mas notável sistema.

O sistema de injeção eletrônica Le-Jetronic foi introduzido no Brasil em 1988 com o lançamento pela
Volkswagen do Gol GTI. Posteriormente passou a equipar veículos de outros fabricantes como : Fiat, Ford e
GM. O LE-Jetronic é um sistema multiponto - utiliza uma válvula injetora para cada cilindro. No LE-Jetronic a
massa de ar admitida pelo motor é calculada pela unidade de comando tendo como principais parâmetros o
medidor do fluxo de ar - VAF, o sensor de temperatura do ar - ACT e o sensor de temperatura da água - CTS.
Trabalha em malha aberta, ou seja, não utiliza sensor de oxigênio (sonda lambda). É um sistema de injeção
analógico. Não "conversa" com aparelhos do tipo SCANNER. Por isso, não possui conector de diagnóstico
ALDL (conexão entre a UCE e o SCANNER). Seus componentes eletrônicos podem ser revisados somente
com o auxílio de equipamentos como o multímetro, o analisador de polaridade e o osciloscópio. Esta
particularidade dificulta o diagnóstico de defeitos principalmente nos casos de falhas intermitentes. Os veículos
equipados com esse sistema ainda possuem distribuidor. Alguns deles dispensam a utilização dos sistemas de
avanço a vácuo e avanço centrífugo, por serem equipados com mais uma unidade de comando (responsável
pelo controle do avanço de ignição) denominada EZK. A unidade EZK controla a lâmpada de manutenção
urgente e envia sinal de avanço de ignição para a unidade LE. O controle do primário da bobina é feito por um
módulo eletrônico, interno à unidade LE, denominado módulo TSZ (em alguns veículos como o Gol GTI o TSZ é
externo à Unidade LE). Quando o sistema possui a unidade de comando EZK podem ser acessados códigos de
defeitos através da lâmpada de manutenção - SES; Conforme a dica 1 a seguir :

Dica 1 - Acesso aos códigos de defeitos

Os veículos equipados com unidade de comando EZK possuem auto diagnose. Por isso fornecem os códigos
de defeitos, através da lâmpada de manutenção urgente (localizada no painel de instrumentos). Quando a
unidade EZK não detecta problemas no sistema, a lâmpada de manutenção se acende ao ser ligada a ignição e
se apaga imediatamente quando é dada a partida. Se após a partida a lâmpada de manutenção começar a
piscar, será a indicação de problemas, segundo os seguintes códigos:
- Código 02: Falha no circuito do sensor de temperatura da água – CTS;
- Código 04: Falha no circuito do sensor de detonação – KS;
- Código 05: Falha no circuito do sensor de pressão absoluta - MAP (interno à EZK).

Atenção!! O código de defeitos, tem a função de facilitar e orientar o diagnóstico. A existência de um


determinado código, implica na necessidade de se revisar o circuito elétrico apontado e não a simples
substituição do componente correspondente.

Procedimento de acesso aos códigos defeito:


- Ligar a ignição sem dar partida (a lâmpada de manutenção irá acender);
- Dar partida no Motor e mantê-lo acelerado entre 3000 e 4000 RPM por 5 segundos;
- Deixar o motor em marcha-lenta. Feito isso a UCE imediatamente emitirá o código de defeito (caso exista)
conforme exemplo.

Dica 2 - Tabela de valores operacionais


Rotação de marcha-lenta 850 a 950 RPM (com motor aquecido)
2,8 a 3,2Bar (com compensação de vácuo do
Pressão da linha de combustível
regulador de pressão desligado)
Resistência elétrica do sensor de temperatura De 350Ω a 190Ω (com o motor aquecido em
da água - CTS temperatura operacional entre 80 e 100ºC)
Abrindo-se a borboleta a polaridade deve variar de
Sinal do interruptor de posição da borboleta
positivo para negativo
Entre 8,50Vdc e 9,50Vdc (em marcha-lenta com o
Sinal do sensor de temperatura do ar - ACT
motor aquecido)
Com a palheta totalmente fechada ≅ 1,70Vdc
Sinal do medidor de fluxo de ar - VAF
Com a palheta totalmente aberta ≅ 7,40Vdc
Resistência elétrica das válvulas injetoras Entre 2,00Ω e 3,00Ω
Resistência elétrica da válvula de ar adicional - VAS Entre 35,00Ω e 70,00Ω

27679836.doc 1
Menor que 0,050Vac (em marcha-lenta com o motor
Sinal do sensor de detonação do motor - KS
aquecido)
Pulsos que variam proporcionalmente com a rotação
Sinal do sensor de rotação - HALL
do motor

27679836.doc 2
Dica 2 - Diagrama elétrico do sistema LE-Jetronic

27679836.doc 3