Você está na página 1de 72

LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr.

João Novaes – Lisboa-Portugal

As diáteses em Oligoterapia – quadro 1

Hiper enérgica Hipo enérgica Distónica Anérgica Síndrome da


(Mn) (Mn-Cu) (Mn-co) (Cu-Au-Ag) Desadaptação
(Zn-Cu - Zn-Ni-Co)

Comportamento: Comportamento: Comportamento: Comportamento: Comportamento:


- Enérgico - Pouco enérgico Enérgico em baixa, Sem energia, Cíclico.
- Voluntário - Indolente Contrastando com um Sem autodefesa física e
- Empreendedor - Metódico Passado tónico. Moral, senescência, Fadiga:
- Auto-confiante - Distraído Envelhecimento geral e Indeciso Cíclica, cansaço repentino
- Extrovertido - Interessado no sentimento Orgânico Antes dou depois das
- Impetuoso, exaltado Fadiga: Refeições
- Necessidade de acção Fadiga: Fadiga: Fadiga permanente
- Constante nos sentimentos - Fadiga progressiva Fadiga matinal e à noite, Sono:
- Inconstante no esforço - Fadiga após esforço Cansaço dos membros Sono: Irregular, sonolência
- Economiza esforço inferiores Mau e com pesadelos
Fadiga: - Necessidade de descanso Predisposições:
- Fadiga matinal Sono: Predisposições:
- Não fica cansado com o Sono: Medíocre, acorda durante a - Sistema neuro-psíquico:
esforço - Relativamente bom noite - Sistema neuro-psíquico: Moral cíclica, humor
- Euforia vesperal Depressivo, desiludido, Cíclico, memória e
Predisposições: Predisposições: Indiferente, memória e Concentração irregulares.
Sono: Concentração deficientes.
- Irregular - Sistema neuro-psíquico: - Sistema neuro-psíquico: - Perturbações digestivas:
- Dificuldade em adormecer Calmo, ponderado, Ansioso, nervoso, - Sistema respiratório: Problemas de glicemia,
Equilibrado, leve Melancólico, emotivo, Streptococcus, Diabetes, perturbações
Predisposições: Pessimismo, moral Depressivo, memória e Estafilococcus, enfisema. Digestivas, meteorismo,
Indiferente, Concentração a Flatulência, aerofagia.
- Sistema neuro-psíquico: Memória e concentração Envelhecer. - Sistema circulatório:
Nervoso, violento, irritável, Variáveis, conforme a Enfarte, cardiopatia, - Sistema endócrino:
Optimista, memória e Fadiga. - Sistema respiratório: Inflamatório. Disfunção hipófiso
Concentração selectivas. Asma crónica, enfisema Pancreática, hipófiso
- Sistema respiratório: - Sistema urinário: Tiróideia, hipófiso supra
- Sistema respiratório: Bronquites, laringites, - Sistema circulatório: Cistites e infecções Renal, hipófiso genital,
Febre dos fenos, rinites Rinites, otites e sinusites Perturbações cardíacas Recidivantes, albuminúria. Atraso de crescimento,
Alérgicas, asma. recidivantes Lesionais, aortites, Obesidade, variações de
Cronarites, arterites, - Sistema osteo-articular: Peso, dismenorreia,
- Sistema circulatório: - Sistema circulatório: Pertubações circulatórias Lassidão ligamentar, Impotência, esterilidade,
Palpitações, taquicardia, Disfunção retículo Dos membros inferiores, Artrite, algias e Perturbações da menopausa
Perturbações circulatórias Endotelial. Cãibras, varizes, úlceras Reumatismos inflamatórios
Funcionais. Nas pernas, hipertensão. (processos agudos RAA) - Diversos:
- Perturbações digestivas: Espasmos, contracções
- Perturbações digestivas: Enterecolite, colite do - Perturbações digestivas: - Sistema endócrino: Musculares, arritmia,
De origem nervosa, náuseas Lado esquerdo. Úlceras gástricas, digestão Amenorreia, impotência. Hipo ou hipertensão.
Lenta.
- Sistema urinário: - Sistema urinário: - Diversos:
Acidez urinária Cistites recidivantes - Sistema urinário: Furucnulose, psoríase,
Uremia, cálculos renais. Doenças de carácter
- Sistema osteo-articular: - Sistema osteo-articular: Degenerativo, perda da
Algias Lassidão ligamentar, - Sistema osteo-articular: Auto-defesa, fraqueza
Artrite, algias e Artrite crónica, artrose, Geral.
- Sistema endócrino: Reumatismos inflamatórios Gota, osteoporose.
Hipertiroidismo, (processos crónicos)
hipermenorreia - Sistema endócrino:
- Sistema endócrino: Menopausa, impotencia,
- Diversos: Hipomenorreia, Distiroidismo, período
Enxaquecas, alergias Hipotiroidismo Menstrual irregular.

- Diversos: - Diversos:
Acne, furunculose Úlceras variscosas, acne
Rosácea, eczema, obesidade
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Oligoelementos – tabela de prevenção

Estações do ano: Órgão Oligoelementos

Primavera Fígado/vesícula Mn + S

Verão Coração/intestino delgado Mn-Co

Outono Pulmão/intestino grosso Mn-Cu

Inverno Rins/bexiga Cu-Ag-Au

Fim do verão Baço/pâncreas/estômago Zn-Cu + Zn-Ni-Co


(em Setembro)
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
OLIGOELEMENTOS SIMPLES

Alumínio catalítico (Al)

O alumínio catalítico actua sobre o sistema nervoso central: encéfalo, tronco e


espinal-medula. A sua acção melhora o estado das cartilagens de ossificação do
feto e da criança, e as cartilagens das superfícies atrito articulares. Constatou-se
o seu interesse em certas dificuldades intelectuais da criança, lentidão e idiotice,
atonia cerebral e atrasos do desenvolvimento intelectual. Outra indicação mais
frequente, é a da sua acção nos centros reguladores do sono, sem efeito
hipnótico ou depressivo.
Pode também constituir um auxiliar eficaz na terapêutica dos mongolóides.

Indicações terapêuticas:

Atraso no desenvolvimento intelectual da criança.


Mongolismo.
Sequelas de encefalites causadas por vacinas.
Atonia cerebral.
Deficiências intelectuais das crianças atrasadas.
Perturbações da memória das crianças e idosos.
Enfraquecimento da memória, associado a Manganês ou Manganês-Cobalto, se
houver perturbações circulatórias cerebrais (depois dos 60 anos)
Atrasos escolares, associado a Manganês-Cobre e Cobre-Ouro-Prata.
Crianças atrasadas também fisicamente, associado a Zinco.
Atrasos intelectuais associado a Magnésio.
Insónias associadas a perturbações psíquicas, com lítio.
Para aumentar a vitalidade cerebral e nervosa.
Facilita de ideação e de compreensão.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Bismuto catalítico (Bi)

As doses inferiores a um miligrama, duas ou três vezes por semana, não


podem, ocasionar acidentes tóxicos.
As aplicações clínicas provaram as propriedades farmacodinâmicas deste
oligoelemento no tratamento das anginas, das afecções do estômago.

Indicações terapêuticas:

Amigdalites.
Anginas vermelhas ou pultáceas alternado com Cobre.
Laringite aguda.
Faringite.
Constipações (resfriados).
Gastralgias, alternado com Manganês-Cobalto.
Gastrite.
Estados dolorosos abdominais, peritoniais.
Enterocolites.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Cálcio catalítico (Ca)

A acção do cálcio catalítico é diferente da do cálcio em dose elevada no plano dos


regulares dos cálcios receitados.
Deve distinguir-se entre acção quantitativa e acção qualitativa.
Na acção quantitativa, trata-se de repor diariamente as quantidades consumidas
ou dispendidas, a fim de restabelecer o equilíbrio em relação a outros sais
minerais para desempenharem as suas funções e assegurar a homeostasia.
Na acção qualitativa, trata-se de introduzir no organismo uma quantidade
mínima sob forma iónica que produzirá nos tecidos, onde for necessário, uma
acção regularizadora do metabolismo com vista a fins terapêuticos.
A sua forma iónica regulariza os mecanismos metabólicos.

Indicações terapêuticas:

Descalcificação;
Desmineralização;
Fracturas;
Crescimento;
Hipertensão;
Insónia;
Gravidez;
Osteoporose, raquitismo, durante o aleitamento, cárie dentária associada ao
flúor.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Cobalto catalítico (Co)

Dado o baixo teor de Cobalto no organismo humano, a sua concepção deve


ser utilizada terapeuticamente sob forma iónica.
Em oligoterapia a sua acção é bastante vasta, podendo ser utilizado isolado ou
em associação com outros oligoelementos.

Acção:

Vasodilatadora – Hipotensora.
Anti-espasmódica.
Hipoglicemiante.
Reguladora do simpático e do parassimpático.
Tranquilizante.

Indicações terapêuticas:

Hipertensão.
Perturbações do simpático e do parassimpático.
Manifestações distónicas.
Artrites, em particular dos membros inferiores.
Espasmos vasculares – Espasmos dos vasos oculares.
Síndrome de Raynaud.
Regulação do sistema neurovegetativo.
Bloqueios digestivos – Aerofagias – Soluços.
Enxaquecas (uma tomada de hora a hora até desaparecimento da dor, muito
eficaz).
Palpitações – Angústias.
Anemias (como hipoglicemiante).
Perturbações hepato-pancreáticas.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Cobre catalítico (Cu)

O Cobre entra nos processos das defesas naturais.


A fim de lhe manter a actividade, é judicioso fornecer Cobre catalítico ao
organismo, para que este exerça a nível celular e provoque uma aceleração
catalítica favorecendo a cura. O Cobre administrado sob forma iónica restitui por
reacção, a actividade biocatalítica ao Cobre usado ou polarizado e ainda não
eliminado, e assim de novo pode actuar ao nível dos tecidos e das células.
É bom orientar Cobre catalítico nas infecções a vírus ou bacterianas, seja
qual for a sua natureza, pois permite evitar, diminuir ou mesmo substituir a
prescrição de antibióticos, com a vantagem de saber que não oferece efeitos
secundários.

Acção:

Anti-infecciosa.
Anti-inflamatória.
Anti-anémica.
Regularizadora da hipófise.
Reguladora das glândulas genitais.
Protectora contra todas as toxinas microbianas.
Potencializadora de numerosos antibióticos.

“Pensa-se mesmo que teria acção favorável na célula cancerosa”.

Indicações terapêuticas:

Afecções reumáticas.
Artroses.
Artrites.
Anemias.
Gripe e suas complicações.
Doenças infecciosas crónicas em crise evolutiva.
Espondilartrite anquilozante.
Nefrose lipoídica.
Tuberculose óssea.
Vitiligo.
Tuberculose evolutiva.
Insuficiência esplênica.
Psoríase.
Tumores benignos.
Estados pré-cancerosos.
Diminuição do colesterol sanguíneo.
Raquitismo.

Contra-Indicações

Doença de Wilson – Esta doença muito rara no Homem, tem origem numa
perturbação do metabolismo do Cobre, e mais precisamente, uma deficiência de
transporte, o que conduz a intoxicações por acumulação de Cobre no organismo.
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Enxofre catalítico (S)

O Enxofre catalítico em numerosos casos constitui uma ajuda valiosa nos


tratamentos anti-artríticos.
Este metalóide é o complemento indispensável do Manganês nos casos ditos
artríticos, e do Cobre em todos os estados infecciosos.
Associa-se com frequência ao Manganês-Cobre e ao manganês-Cobalto em
situações de disfunções hepáticas e em geral é indicado nas manifestações
alérgicas.
Deve ser associado sistematicamente a todos os tratamentos das afecções da
pele.

Acção:

Anti-alérgica.
Regularizadora do metabolismo do enxofre.

Indicações terapêuticas:

Insuficiência hepato-biliar.
Enxaquecas.
Nevralgias.
Ciática.
Artroses.
Artralgias.
Certas asmas.
Bronquites crónicas.
Laringites crónicas.
Rinite espasmódica.
Doenças da pele (eczema, acne, líquen, unhas, dentes).

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Ferro catalítico (Fe)

A utilização do ferro sob a forma coloidal visa normalizar as inibições do seu


metabolismo enzimático.
Deve ser associado ao Manganês-Cobre-Cobalto (Mn-Cu-Co) dos quais depende
a catálise do ferro.

Indicações terapêuticas:

Reumatismos inflamatórios;
Atrasos no crescimento;
Convalescença;
Hemorragias;
Puberdade;
Gravidez;
Dismenorreias;
Leucorreias;
Anemias ferropénicas;

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Flúor catalítico (F)

Em patologia osteo-articular o Flúor catalítico revela-se um remédio


extremamente precioso e de um campo de acção que se estende a todo o
sistema osteo-ligamentar e cartilaginoso.
Preside ao metabolismo cálcico e influencia a constituição dos tecidos do
conjunto do esqueleto.

Indicações terapêuticas:

Insuficiência osteo-ligamentar, da infância e da adolescência.


Hiperlaxidez ligamentar.
Raquitismo.
Epífisite.
Escoliose.
Entorses repetitivas.
Raquialgias.
Osteoporose.
Artroses.
Doença de Paget.
Atrasos na consolidação de fracturas.
Distrofias ósseas.
Tuberculose óssea.
Varizes ou predisposição a varizes.
Prevenção da cárie dentária.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Fósforo catalítico (P)

O Fósforo sob forma iónica, utilizado em oligoterapia não apresenta nenhum


perigo e demonstra uma eficácia notável num certo número de síndromes.

Acção:

Anti-espasmódica como o Magnésio.


Diurética como o potássio.

Indicações terapêuticas:

Espasmofilia, nervosa e vascular.


Distrofias ósseas.
Tetânia.
Espasmos musculares.
Asma.
Miastenia.
Cãibras.
Regulação do tónus cardio-circulatório (associado com o Mg e Ca).
Astenias cerebrais.
Coqueluche.
Osteoporose onde o metabolismo paratiróideu pareça em causa).

Posologia:
Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Iodo catalítico (I)

Chattin demonstrou em 1850 que o bócio era a consequência de uma


carência em iodo. Hoje sabemos que a carência de ido pode não ser de origem
quantitativa, por se tratar de carência de utilização que pode ser provocada por
substâncias anti-tiroideias que existem em certos legumes. Trata-se de um
fenómeno de inibição catalítica (como a absorção do Cálcio em comprimidos).
O Iodo catalítico é geralmente o complemento dos remédios diatésicos
principalmente do Manganês, do Manganês-Cobre e do Manganês-Cobalto,
consoante se trate de terreno alérgico, hiposténico ou distónico.
Acção:
Regulariza o funcionamento da glândula tiróide sem risco de iodismo.
Aumenta a taxa da tiroxina.
Actua na hipertensão arterial e obesidade.
Anti-séptico.
Antimicótico.
Profilaxia das escleroses orgânicas.
Anti-senescente (com o magnésio).

As hormonas tiroideias, ligadas à acção catalítica do Iodo, influenciam o


crescimento do indivíduo e o seu nível mental, a carência induz a uma idiotia
típica. Exercem também influência no conjunto das glândulas endócrinas, actuam
no funcionamento neuro-muscular, na dinâmica circulatória, no aspecto dos
tegumentos, pele, unhas, cabelos que se tornam ásperos ou quebradiços.

Indicações terapêuticas:
Hipotiroidismo.
Hipertiroidismo.
Síndrome pré-Basedown (nervosismo, tremores, hiper-emotividade, variações de
tensão).
Hipertensão arterial.
Obesidade tiróideias.
Arteriosclerose.
Reumatismo.
Artritismo.
Dismenorreia de tipo hiper e hipo.
Em pediatria no linfatismo, nas perturbações do crescimento e em todas as
doenças a vírus (com Cobre e Prata).
Este metalóide utilizado sob forma iónica não tem os mesmos efeitos nem as
mesmas indicações que os iodetos habituais, pode constituir uma terapêutica
regular desprovida de toxicidade.

Posologia:
Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Lítio catalítico (Li)

O uso do Lítio catalítico que por definição utiliza doses fracas nada tem a ver
com as doses alopáticas que reconhecidamente são tóxicas e possuem contra-
indicações.

Acção:

Regulador do humor.
Regularizador do sistema hidro-electrolítico.
Regulador da circulação (a partir dos 50 anos).
Bloqueia a libertação de hormona tiróideia.

Indicações terapêuticas:

Hiper-ansiedade e hiper-emotividade com perda de sentido crítico.


Tendências depressivas recidivantes.
Diminuição das faculdades mentais.
Abulia.
Insónia dos ansiosos.
Síndromes musculares dolorosos por tensão.
Agressividade.
Inibição.
Perturbações de carácter na criança, adulto e idoso.
Perturbações da adaptação familiar e profissional.
Psico-pruridos.
Psico-dermatoses.
Recomendado no tratamento da menopausa.
Além das principais indicações em que o Lítio é usado (perturbações neuro-
psíquicas) tem também acção no hipertiroidismo e na eliminação de uratos.
A eficácia do Lítio catalítico faz-se sentir em particular nos casos em que a
doença é ainda reversível. Nestes casos as doses não tóxicas de lítio respeitam
em absoluto a personalidade do paciente, pois não operam nivelamento.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Magnésio catalítico (Mg)

Ao utilizar o magnésio catalítico obtém-se um complemento na carga


magnesiana fisiológica.
A vantagem da utilização do magnésio catalítico reside no facto deste se
encontrar em estado iónico que o torna imediatamente disponível para ligações
de efeito regulador qualitativo.

Acção:

Regulador térmico.
Participa no metabolismo dos glúcidos, lípidos e prótidos.
Anti-alérgico.
Anti-stress.

Indicações terapêuticas:

Destinado à terapia do terreno.


Espasmofilia.
Insuficiência de auto-defesa geral.
Astenia.
Hiperexcitabilidade neuro-muscular.
Neuroses.
Tremores.
Cefaleias.
Arritmias.
Espasmos coronários.
Hipertensão arterial.
Artroses.
Artrites.
Obstipação crónica.
Colites.
Insuficiências hepáticas funcionais.
Estados de auto-intoxicação por insuficiência digestiva.
Todas as perturbações provocadas por má regulação do metabolismo do cálcio e
da ossificação: espasmofilia, senescência, desmineralização, perturbações do
crescimento, gravidez, aleitação, raquitismo, verrugas.
Disfunções tiroideias.
Eczema.
Psicopatias.
Prostatismo.
Atraso intelectual (com alumínio).
Terrenos cancerígenos.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Manganês catalítico (Mn)

O Manganês dado o seu baixo teor nos organismos vivos é considerado um


oligoelemento e, por consequência, para efeitos terapêuticos será ministrado sob
forma iónica e assim teremos um biocatalizador. O Manganês catalítico constitui
um verdadeiro remédio de terreno caracterizado pela sintomatologia de uma
diátese particular chamada “alérgica” ou “artrítica”.
O Manganês constitui um verdadeiro remédio preventivo e curativo deste terreno
mórbido.

Acção:

Anti-alérgica (deve ser complementada com o enxofre, dessensibilizante


universal).
Dessensibilizante poderoso nos fenómenos anafiláticos.
Intervém nas funções de reprodução e de lactação.
Essencial ao metabolismo da glucose e dos lípidos.
Oxi-redutora a nível do fígado.
Reguladora na assimilação do ferro.

Indicações terapêuticas:

Asma alérgica.
Coriza espasmódica.
Febre dos fenos.
Enxaquecas acompanhadas de perturbações digestivas de origem hepato-biliar.
Variações de tensão mal toleradas acompanhadas de cefaleias, perturbações
visuais, vertigens, taquicardia, etc.
Urticária, edema.
Pruridos.
Certos eczemas.
Dores articulares de tipo artrítico, sem alterações anatómicas.
Dismenorreia com menstruação abundante e frequente.
Astenia matinal.
Comportamento psíquico nervoso, colérico e impulsivo, mas com disposição
optimista.
Perturbações do crescimento.
Puberdade.
Impotência e frigidez.
Menopausa.
Obesidade.
Celulite.
Alergias alimentares.
Falta de resistência à fadiga.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Níquel catalítico (Ni)

O niquel sob forma catalítica actua, tal como o Cobalto, à maneira de um co-
fermento em relação a certas fosfatases. A fosfo-mono-esterase alcalina por
diálise prolongada tem a sua acção diminuida ou mesmo inibida. A reacção pode
ser reactiva pelo Niquel. É um activador das fosfatases esplénicas (baço) e um
catalizador das trocas ao nível dos grupos sulfidrilos da insulina, dos quais
reforça e prolonga a acção hipoglicemiante.
O Niquel é um activador das amilases salivares e pancreáticas.
Oxi-redutor potente revelou-se como um elemento de primeira importância
contra a celulite, a obesidade, as neoplasias em geral, a diabetes e as afecções
hepato-bilio-pancreáticas e como estimulante das glândulas salivares.
Aumenta a fixação e o catabolismo da glicose ao nível do tecido adiposo e activa
a transformação da glucose em glicogéneo (glicogenólise).

Acção:

Oxi-redutora; estimulante das glândulas salivares; actua no tecido glucídico.

Indicações terapêuticas:

Diabetes;
Disfunções hepato-bilio-pancreáticas;
Celulite;
Obesidade;
Neoplasias;
Surménage;

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Potássio catalítico (K)

Usado com sucesso:

Artroses pós-menopausa com os remédios catalíticos (Mn-Co, Cu-Au-Ag) bem


como Enxofre e Fluor.

Acção:

Anti-ágica;
Diurética (com Iodo, Lítio, Fósforo);
Reguladora da função supra-renal;
Anti-asténica;

Indicações Terapêuticas:

Reumatismo crónico evolutivo em associação com o magnésio;


Algias reumáticas;
Artroses pós-menopausa;
Astenia;
Alterações ósseas (doença de Paget) associado a Manganés-Cobalto.
Fluor e fósforo alternados;
Perturbações do metabolismo da água;
Edemas (renais e cardíacos);
Poliartrite crónica e evolutiva;
Obesidade por retenção hídrica;
Miastenias;
Fadiga muscular;
Fadigas anormais da idade madura (Surménage)

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Silício catalítico (Si)

O silicio na forma catalítica parece segundo Ménétrier, ser um estabilizador geral.


Tem uma afinidade reconhecida com a pele onde se encontra em quantidades
importantes.
É essencial à constituição dos tecidos ósseos e cutáneos.
Equilibra o sistema nervoso. Reidrata a pele e as mucosas. É cicatrizante (ossos
e pele dado juntamente com o Ouro).

Indicações Terapêuticas:

Atonia cerebral e deficiência intelectual;


Verrugas;
Osteítes;
Adenopatias;
Prostatismo;
Tuberculoses antigas;
Artro-tuberculose e em via de estabilização;
Colesterolémia;
Hipertensão;
Regeneração dos tecidos lesados;
Tuberculose pulmonar (com Mn-Co e Cu-Au-Ag);
Crianças débeis e facilmente irritáveis, hipertrofia das amígdalas;
Lombrigas intestinais;
Unhas deformadas, frágeis e com manchas brancas;
“Surménage”.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Zinco catalítico (Zn)

O Zinco na forma catalítica tem a particularidade, tal como os outros


minerais sob forma coloidal, de agir directamente nas reacções bioquímicas que
determinam as funções orgânicas, sem depender do metabolismo do próprio
elemento.
O Zinco possui um efeito regulador das perturbações da hipófise e em
particular das funções das gônadas.

Acção:

Preventivo das doenças vasculares.


Regulador das funções hipófisárias.
Intervém na armazenagem e utilização da insulina.
Regulador do equilíbrio ácido/base.
Regulador do sistema simpático.
Activadora das funções genitais e das glândulas endócrinas.
Estimuladora das mitoses celulares.

Indicações terapêuticas:

Astenias.
Atraso de crescimento.
Insuficiência hipofisária.
Hipermenorreia.
Menopausa.
Impotência.
Perturbações do equilíbrio nervoso.
Doença de Basedow.
Psoríase.
Certas perturbações hepato-pancreáticas e do sistema nervoso.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
OLIGOELEMENTOS COMPOSTOS

Ferro-Cobre-Cobalto (Fe-Cu-Co)

A associação destes três oligoelementos sob a forma catalítica é indicada no


tratamento das anemias hipocrómicas e ferropénicas. Deve ser associada ao
Manganés e também ao Cobre-Ouro-Prata.

Acção:

Anti-anémica.

Indicações Terapêuticas:

Anemias hipocrómicas e ferropénicas;


Fadigas sazonais;

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Manganês-Cobalto (Mn-Co)

Influencia a diátese distónica, dita também neuro-artrítica, na medida em


que não tenham evoluído no sentido da arteriosclerose, da insuficiência renal ou
do cancro (Câncer).
O manganês é o remédio catalítico do artritismo, o cobalto é o remédio
catalítico das disfunções neuro-vegetativas, associados, os dois, proporcionam o
remédio catalítico desta vasta e complexa diátese que é a neuro-artrítica. É o
regulador por excelência das perturbações circulatórias periféricas e coronárias.
Além disso, acontece que estes estados circulatórios e neuro-vegetativos podem
estar próximos de estados pré-cancerosos, partindo desta noção geral de terreno
aconselhamos a prescrição sistemática do Manganês-Cobalto associado ou não
ao Cobre-Ouro-Prata, nas neoplasias em princípio ou em terrenos
paraneoplásicos.

Acção terapêutica:

Reguladora das perturbações circulatórias.


Reguladora do sistema neurovegetativo.
Compensadora da diátese distónica.

Indicações terapêuticas:

Varizes – Cãibras – Síndrome de Raynaud.


Disestesias – Artrites – Coronarites.
Hipertensão crónica – Tendência a arteriosclerose.
Cefaleias de origem circulatória.
Úlceras duodenais e gástricas – Litiase.
Disquinésias biliares – Colites espasmódicas.
Rectocolites – Gazes – inchaço – Uremia.
Litiase renal, úrica e oxálica – Litiase vesical.
Ansiedade – Perda de memória – Insónias.
Alterações de carácter – perturbações do humor.
Certos eczemas crónicos.
Passagem da asma ao simples edema.
Artrose e as suas consequências incluindo manifestações nevríticas.
Gota – Doença de Paget – Astenia matinal.
Perturbações digestivas, pré e pós prandiais.
Perturbações pré e para-menopausicas.

Contra-indicações:

Tuberculose e afecções pulmonares.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Manganés-Cobre (Mn-Cu)

A conjugação da acção do Manganês que trata o artritismo e do Cobre que


estimula a auto-defesa contra estados infecciosos e inflamatórios proporciona um
remédio de extrema importância e eficácia para cobrir uma patologia bem
determinada que é a diátese hiposténica, chamada também artro-infecciosa ou
arrtro-tuberculosa, que se caracteriza pelo enfraquecimento dos tecidos, ósseo e
cartilaginoso.

Acção:

Sensibilidade particular das vias respiratórias às afecções microbianas que


engloba desde rinofaringites frequentes até à tuberculose nas suas formas pouco
evolutivas.
Sinusites, anginas repetitivas, bronquites crónicas e dilatações brônquicas
(Bronquiectasias).
Asmas ligadas a manifestações bronquíticas ou fenómenos infecciosos das vias
aéreas superiores.
Pessimismo, dificuldade em fixar a atenção.
Fadiga sem causa evidente que aparece em todas as idades, mesmo em
crianças.
Estados infecciosos crónicos ou recidivantes.

Acção:

Profiláctica das gripes.


Preventiva da tuberculose.
Modificadora de terreno, particularmente benéfica em todos os aspectos nas
crianças frágeis.

Indicações terapêuticas:

Anemias – Descalcificação – asma.


Reumatismo e manifestações artríticas recidivantes.
Urticária – Eczema – Puberdade – Sinusites.
Rino-faringites e otites de repetição – catarro.
Coqueluche – Enterocolites esquerdas.
Alternância de diarreia e obstipação.
Cistites – Fadiga física e crónica.
Fadiga intelectual, dificuldade de concentração da atenção, pessimismo crónico.
Todos os sintomas patológicos que precedem ou acompanham manifestações
sintomáticas deste terreno anérgico bem definido.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Níquel-Cobalto (Ni-Co)

A associação Níquel-Cobalto combate os desequilíbrios da secreção exócrina


do pâncreas.
Esta associação será incluída no tratamento das perturbações digestivas
causadas por esteatorreia, dificuldade digestiva das gorduras, e de maneira geral
em todos os casos em que as funções pancreáticas estejam perturbadas.
Actua na diabetes permitindo diminuir as doses de insulina.

Acção:

Combate a aerofagia.
Reguladora do metabolismo pancreático.

Indicações terapêuticas:

Diabetes – obesidade – fezes gordas.


Colibacilose (aguda alternando com Manganês-Cobre se houver hipostenia, ou
Cobre-Ouro-Prata se houver anergia).
Digestões lentas – Certas obstipações – certas fermentações.

Posologia:

Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.

Zinco-Cobre (Zn-Cu)

O Zinco-Cobre corrige as dificuldades de adaptação das glândulas aos


estímulos de origem Hipófiso-genital. Possui um poder regulador endócrino de
grande valor.

Acção terapêutica:

Reguladora do sistema endócrino.

Indicações terapêuticas:

Disfunções endócrinas (sobretudo hipófisárias e hipo-suprarenais).


Dismenorreias.
Enurese nocturna.
Menopausa – esterilidade.
Atrasos no desenvolvimento por causa das glândulas endócrinas.
Disfunções ováricas – perturbações menstruais.
Acne juvenil.

Contra-indicações:

Tuberculose.
Neoplasias.

Posologia: Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Cobre-Ouro-Prata (Cu-Au-Ag)

É composto por elementos cujas características são comparáveis por


afinidade química, bem como pelas suas propriedades espaciais.
Pode ser usado a titulo curativo, mas também a titulo preventivo nas
epidemias (gripais em particular). Como policatalizador, potencializa de maneira
notável a acção dos antibióticos, o que permite reduzir as doses. É considerado
um verdadeiro antibiótico coloidal (um colóide é constituído por partículas
carregadas electricamente em suspensão num líquido), cuja potente acção
reforça também consideravelmente a autodefesa do organismo.
Deve associar-se Manganês-Cobre.

Acção terapêutica:

Anti-infecciosa.
Anti-viral.
Cortico-estimulante.
Modificadora do terreno.

Indicações terapêuticas:

Fadiga geral.
Psicastenia com estados depressivos e ideia da morte.
Diminuição das faculdades intelectuais.
Perda de entusiasmo, tendência à abulia.
Diminuição da libido.
Reumatismo articular agudo (RAA).
Poliartrite crónica evolutiva (PCE).
Cistites.
Furunculose e abcessos.
Estafilococos.
Estreptococos.
Acne.
Psoríase.
Febre inexplicada.
Osteomielitis.
Leucopenias (baixa de leucócitos).
Tuberculoses evolutivas.
Astenias físicas e psíquicas.
Síndromes depressivos essenciais, ou seqüência de doença.
“Surmenage” com melancolia.
Obsessões mórbidas; Idéias de suicídio.
Perturbações cardiovasculares; Acroqueratoma ou acropulpite
Úlceras varicosas, varizes, hemorróidas.

Posologia:
Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Zinco-Niquel-Cobalto (Zn-Ni-Co)

O Zinco desempenha um papel importante a propósito da insulina, estimula


os ilhéus de Langherans que elaboram a hormona indispensável ao metabolismo
dos glúcidos. O Níquel actua também no metabolismo glucídico.
Por este facto a associação Zinco-Niquel-Cobalto é indicada nos casos em
que a glicemia deva ser equilibrada por uma acção sobre a secreção da insulina.
Esta intervenção na função hormonal dos ilhéus de Langherans do pâncreas não
parece ser directa. A associação agiria no eixo hipotálamo-hipofisário que regula
a actividade endócrina.
A disfunção do hipotálamo causa perturbações endócrinas e, entre outras, a
desregulação do controlo pela hipófise da função insulínica do pâncreas. Esta
desregulação expõe aos diabetes.
A hipoglicémia a certas horas do dia, nomeadamente antes e depois das
refeições é devido a uma baixa taxa de açúcar no sangue que provoca fadiga,
cuja acuidade é proporcional à diminuição desta taxa. Para a hipoglicémia
matinal, antes de pensar em perturbações da função hipotálamo-hipofisário há
que verificar e assegurar que o pequeno almoço é suficiente, o que na maioria
dos casos não acontece.
Quando há astenia pós-prandial acompanhada de bocejos e sonolência, esta
pode ser ao contrário provocada por reacções excessivas, incompatíveis e mal
equilibradas, dispepsia ou desequilíbrio hepato-biliar.
Eliminadas estas causas, poderemos então logicamente imputar esta astenia
à regulação da glicemia. Neste caso a Orientação de Zinco-Níquel-Cobalto pode
regularizar a relação hipotálamo-hipófise-pancreática, o que permite baixar ou
aumentar a glicemia consoante a necessidade, sob reserva que os ilhéus de
Langherans não tenham sido atingidos por lesão irreversível.
Pode também influenciar o tratamento da psoríase em alternância com Zinco-
Cobre e Enxofre.

Acção:

Reguladora da função hipofiso-pancreática.


Reguladora do sistema endócrino.
Diurética.
Preventiva e curativa nas famílias com pré-disposição diabética.

Indicações terapêuticas:

Disfunções hipofiso-pancreática.
Estados diabéticos e pré-diabéticos.
Insuficiências hormonais das glândulas endócrinas.
Perturbações de assimilação.
Astenias cíclicas.
Obesidade.
Digestões lentas e difíceis.
Desregulação glicémica.

Posologia:
Consoante o laboratório ou farmácia de manipulação.
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Os oligoelementos antagónicos são:

1. Manganês com Ferro.


2. Cobre-Ouro-prata com Zinco-Cobre.
3. Zinco-Cobre com Manganés-Cobre

Quando misturados são causadores de:

• Desequilíbrio metabólico
• Enfermidade funcional
• Enfermidade emocional
• Com a continuação podem provocar lesões irreversiveis

Cobre – dado na doença de Wilson

Fósforo – Tuberculose aguda

Manganés – Tuberculose e infecções pulmonares

Zinco – Tuberculose evolutiva. Cancro declarado

Manganés-Cobalto – Tuberculose e afecções


pulmonares

Zinco-Cobre – Tuberculose, neoplasias


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal
Repertório Oligoterápico I
Os oligoelementos podem ser em cápsulas, ampolas, comprimidos, gotas e
sprays.

Aparelho respiratório:

Patologias Oligoelementos Posologia - toma


1 mês antes do Inverno
Cu-Au-Ag 1 comprimido antes do
Prevenção geral Pequeno-almoço.

Mn-Cu 1 comprimido antes do


Pequeno-almoço, em dias
alternados.

Gripe Igual à prevenção geral Igual à prevenção geral


Tratamento preventivo

Tratamento em fase Cu 3 cápsulas por dia, antes das


Aguda 3 principais refeições, durante
7 dias.

Cu-Ag-Au 1 cápsula ao pequeno-almoço


durante 1 mês.

Anginas Cu-Ag-Au 1 cápsula ao pequeno-almoço


Tratamento preventivo
Mn-Cu 1 cápsula ao jantar

1 cápsula ao jantar em dias


S alternados (2ª, 4ª e 6ª feiras)

Bi
1 cápsula por dia ao pequeno-
almoço, ou em dias alternados,
ou dois dias por semana.

Tratamento na fase Cu-Ag-Au 3 cápsulas por dia, antes das 3


Aguda principais refeições, durante 15
dias. Após os 15 dias:
1 cápsula por dia durante 2
meses

3 cápsulas por dia, antes das 3


Cu principais refeições durante 7 a
10 dias.

2 cápsulas antes do pequeno-


almoço e jantar, durante 7 dias
Bi na fase aguda.
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Patologias Oligoelementos Posologia - toma


Tomar 1 mês após a Primavera,
Mantendo 1 ou 2 meses depois da
Estação.

Alergia sazonal Mn 1 cápsula ao pequeno-almoço

S 1 cápsula ao pequeno-almoço
em dias alternados (2ª, 4ª e 6ª).

Asma alérgica Mn 1 cápsula ao pequeno-almoço


Tratamento preventivo
S 1 cápsula ao pequeno-almoço
em dias alternados (2ª, 4ª e 6ª).

Asma crónica Mn-Cu 1 cápsula ao pequeno-almoço

S 1 cápsula ao pequeno almoço


em dias alternados (2ª,4ª e 6ª).
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Sistema nervoso

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Insónia Mn-co 1 cápsula ao pequeno-almoço


(por ansiedade)
Li 1 cápsula por dia

Al 1 cápsula duas horas antes de


deitar.

Prevenção em estados Cu-Ag-Au 1 cápsula ao pequeno-almoço


Depressivos ou 1 cápsula em dias alternados.

Se existe ansiedade e Li 1 ou 2 cápsulas por dia.


Irritabilidade.

Quadros Cu-Au-Ag + Mn-Co 1 cápsula de cada ao pequeno-


Ansio-depressivos almoço.
Por causa fisiológica

Por causa orgânica Cu-Au-Ag 1 cápsula ao pequeno-almoço

Li 1 ou 2 cápsulas por dia

Cu 1 a 3 cápsulas por dia nos


períodos agudos.

Estados
Ansio-depressivos
Essenciais

Matinal com euforia Mn + P 1 cápsula de cada ao pequeno-


almoço.
Pela noite sem
ansiedade Mn-Cu 1 cápsula ao pequeno-almoço
+
P 1 cápsula ao jantar

pela noite com Li + Mn-Co 1 cápsula ao pequeno-almoço


ansiedade
Li 1 ou 2 cápsulas ao jantar

Todo o dia: Cu-Ag-Au 1 cápsula ao pequeno-almoço


Se existe nervosismo +
Li 1 ou 2 cápsulas por dia
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Região articular

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Artrite 1 cápsula ao pequeno-almoço


em dias alternados (2ª,4ª e 6ª)
Fase não inflamatória Mn-Cu
1 cápsula ao pequeno-almoço
durante 3 meses.
Mg

Fase aguda (inflamatória) Mn-Cu 1 cápsula ao pequeno-almoço


durante dois a três meses.

Cu 3 cápsulas por dia, antes das 3


principais refeições, durante 20
dias.
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Sistema cardiovascular

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Acufenos
(Alucinação acústica – ouvem-se
ruídos).

Mn-Co Em todas as situações:


Nos distónicos
Co 1 a 2 comprimidos por dia, antes
No espamo muscular
refeições.
Como estabilizador do
Al 1 a 2 comprimidos por dia, antes
Sistema nervoso
refeições.
Para diminuir a
Li 1 a 2 comprimidos por dia, antes
Ansiedade
refeições.

Acrocianose
(Frio e sudorese das
extremidades, principalmente
os membros superiores,
produzidos por espasmo
arterial desencadeado por
frio ou tensão emocional)

Oligoelementos principais Mn-Co 1 a 2 cápsulas por dia

Co 1 cápsula por dia

Oligoelementos
Complementares:

Em hiper-reactivo Mn + P 1 a 2 cápsulas por dia, de cada

Onde exista edema K 1 a 2 cápsulas por dia

Nervosismo, transtornos Li 1 a 2 cápsulas por dia


Emocionais

Casos crónicos Mn-Cu 1 a 2 cápsulas por dia


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Hipertensão arterial Mn + P 1 a 2 cápsulas por dia, de cada


(associada à menopausa)
Mn-Co 1 a 2 cápsulas por dia, de cada

Quando há nervosismo Li 1 a 2 cápsulas por dia

Quando há retenção de K 1 a 2 cápsulas por dia


Líquidos

Taquicardia

Oligoelementos Mn + P 1 a 2 cápsulas por dia, de cada


Principais
Mn-Cu 1 a 2 cápsulas por dia

Com nervosismo Li 1 a 2 cápsulas por dia

Oligoelementos 1 a 2 cápsulas por dia


Complementares
Quando há alterações do Zn-Ni-Co 1 a 2 cápsulas por dia
metabolismo dos hidratos de
carbono

reguldor da condução Co 1 a 2 cápsulas por dia


nervosa

Varizes Mg 1 a 2 cápsulas por dia

Mn-Co 1 a 2 cápsulas por dia

Co 1 a 2 cápsulas por dia


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Terapêutica em pediatria

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Febre Cu 1 cápsula a cada 6 horas, por


períodos de 5 a 10 dias.

Otites de repetição Mn-Cu 1 cápsula em dias alternados


Tratamento preventivo
Cu-Ag-Au 1 cápsula em dias alternados

Tratamento na crise Cu 1 cápsula a cada 6 ou 8 horas

Crianças hiperactivas Mn 1 cápsula em dias alternados

Li 1 cápsula em dias alternados

Astenia, fadiga

Sem causa orgânica Cu-Ag-Au 1 cápsula por dia durante 3


meses.
Em períodos agudos,
Como tonificante Cu 1 a 3 cápsulas por dia

Medos nocturnos Cu-Au-Ag 1 cápsula em dias alternados

Li 1 a 2 cápsulas por dia

Al 1 cápsula antes de deitar

Enurese nocturna Zn-Cu 1 cápsula por dia

Li 1 a 2 cápsulas por dia

Se estão associados a Cu-Au-Ag 1 cápsula em dias lternados


Terrores nocturnos

Fadiga escolar Mn-Cu 1 cápsula em dias alternados

Cu-Ag-Au 1 cápsula em dias alternados

Se a fadiga corresponde Mn-Co 1 cápsula em dias alternados


A um padrão distónico,
Seguir o tratamento por
2 a 3 meses.

Regulador do sistema Al 1 cápsula por dia


nervoso
Fadiga intelectual P 1 cápsula por dia
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Atraso na puberdade Zn-Cu 1 cápsula em dias alternados

Mn-Cu 1 cápsula em dias alternados

Sistema digestivo

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Piorreia e gengivite Mn-Cu 1 cápsula em dias alternados

Cu-Au-Ag 1 cápsula em dias alternados

Durante a fase Cu 1 cápsula a cada 8 horas


inflamatória durante 10 dias

Úlcera péptica

Tratamento de base Mn 1 cápsula em dias alternados

Quando acalma com a Mn-Co 1 cápsula por dia


Ingestão de alimentos
(pré-prandiais)

Em doentes hiperactivos, Mn-Cu 1 cápsula por dia


fatigados ou bulimicos

Tratamentos sintomáticos:

Em doentes com dor bem P 1 cápsula por dia


marcada

Em estados espsmódicos Co 1 cápsula por dia


com crises de aerofagia

Em espasmos do cólon Mg 1 cápsula por dia

Em estados ansiosos e Cu-Ag-Au 1 cápsula por dia


depressivos

Na intolerância alimentar S 1 cápsula em dias alternados

Tratamento associado:
Na úlcera péptica em Bi 1 cápsula por dia durante o
Doentes com sinais de período de tratamento com o
Helicobater pilori (+) protocolo de antibioterapia
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Úlceras por uso de Cu-Au-Ag 1 cápsula em dias alternados


Corticoides
Zn-Ni-Co 1 cápsula em dias alternados

Úlceras por uso de Cu 3 cápsulas por dia


Analgésicos e anti
Inflamatórios S 3 cápsulas por dia

Mg + P 3 cápsulas por dia

Quando há intolerância a S 1 cápsula por dia


Alimentos

Quando há espasmos Mg + P 1 cápsula por dia

Qundo há colite Mn-Cu 1 cápsula por dia


Infecciosa ou post
Parasitária. Alternância
De obstipação/diarreia

Dispepsia funcional
Digestão difícil e
Demorada

Quando há cólicas Co 1 cápsula em dias alternados

Insuficiência pancreática Zn-Ni-Co 1 cápsula em dias alternados

Com dor e espamos P 1 cápsula em dias alternados

Disquinésia biliar Mn 1 cápsula em dias alternados


Tratamento de base

Quando existem S 1 cápsula em dias alternados


Enxaquecas e/ou
Intolerância a alimentos

Espasmos digestivos, Mn-Co 1 cápsula em dias alternados


Ansiedade, hiper
Emotividade e
Menopausa

Processos dolorosos ou P 1 cápsula em dias alternados


espasmódicos
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Litíase biliar Mn 1 cápsula em dias alternados

Mn-Co 1 cápsula em dias alternados

S 1 cápsula em dias alternados

Má digestão das
Gorduras

Alterações do pâncreas Zn-Ni-Co 1 ou 2 cápsulas por dia


Exócrino

Alterações hepatobiliares S 1 cápsula por dia

Obstipação crónica Mg 1 cápsula por dia

Regenerador das S 1 cápsula em dias alternados


mucosas

Colopatias funcionais Mn-Cu 1 cápsula por dia

Hemorróidas Mn-Co 1 cápsula por dia

S 1 cápsula por dia

Al 1 cápsula por dia

Em períodos dolorosos Cu 1 cápsula a cada 6, ou 8 horas


Ou inflamatórios
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Sistema endócrino

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Disfunção pancreática Zn-Ni-Co 1 a 3 cápsulas por dia.


(Qualquer alteração da
Função endócrina do pâncreas
(diabetes, hipoglicemia)

Pode associar-se se existe K 1 cápsula em dias alternados


Obesidade e retenção hídrica (2ª, 4ª e 6ª feiras)
Se existe disfunção biliar
S 1 cápsula em dias alternados
(2ª, 4ª e 6ª feiras)

Alterações tiróideias

Hipertiroidismo Mn 1 cápsula ao pequeno-almoço

Hipotiroidismo Mn-Cu 1 cápsula ao pequeno-almoço

Tiroidite Mn-Co 1 cápsula ao pequeno-almoço

Alterações das
Paratratiróides P 1 cápsula ao pequeno almoço
Quer no hiper quer no
Hipotiroidismo supõe uma
Alteração no metabolismo do
Cálcio, que pode tratar-se com
Mg 1 cápsula ao pequeno-almoço
Oligoelementos sem prejuízos
Dos tratamentos endócrinos
Habituais.

Obesidade Zn-Ni-Co 2 cápsulas por dia, 1 ao


Pequeno-almoço e 1 ao almoço,
Duramte 1 mês

Cr 1 cápsula ao jantar durante 1


Mês
No caso de ter ansiedade
Li 1 cápsula ao pequeno-almoço
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Sistema genital feminino

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Amenorreia Mn-Co 1 cápsula ao pequeno-almoço

Zn-Cu 1 cápsula em dias alternados

Mn-Cu 1 cápsula em dias alternados

Hipomenorreia Zn-Cu 1 cápsula por dia


(menstruação de pequena
Quantidade de fluxo, curta na Mn-Cu 1 cápsula por dia
Duração (1 a 2 dias).

Hipermenorreia Mn-C 1 cápsula ao pequeno almoço


(menstruação muito profusa,
Ou muito prolongada) Zn-Cu 1 cápsula à noite

Síndrome pré Mn-Co 1 cápsula ao pequeno-almoço


Menstrual
1 cápsula por dia, ou em dias
Zn-Cu Alternados

1 cápsula em dias alternados,


Mg À noite

K 1 cápsula em dias alternados,


À noite

Menopausa Mn-Co 1 cápsula ao pequeno-almoço


Tratamento de base
Zn-Cu 1 cápsula por dia

Quando existe ansiedade Li 1 cápsula ao pequeno-almoço


E nervosismo

Quando existe retenção K 1 cápsula ao pequeno-almoço


De líquidos

Quando há obesidade Zn-Ni-Co 1 cápsula ao pequeno-almoço


LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Patologias Oligoelementos Posologia - toma

Leucorreia Mn-Cu 1 cápsula ao pequeno-almoço


(Geralmente deve-se a uma
Infecção ou irritação vaginal) Zn-Cu 1 cápsula ao pequeno-almoço

S 1 cápsula em dias alternados, à


Noite

Prurido vulvar Mn 1 cápsula ao pequeno-almoço

S 1 cápsula à noite

Candidíase
(além do tratamento específico Cu-Au-Ag 1 cápsula ao pequeno-almoço
Correspondente, qualquer Durante um a três meses
Infecção vaginal pode ser
Apoiada por:

Cistites recidivantes

Tratamento preventivo Mn-Cu 1 cápsula em dias alternados

Cu-Ag-Au 1 cápsula em dias alternados

S 1 cápsula em dias alternados, à


noite

Anemias Cu-Au-Ag 1 cápsula ao pequeno-almoço


Post parto
Co 1 cápsula à noite
Tratamento durante dois
Ou três meses.
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Repertório Oligoterápico II
PATOLOGIAS CATALISADOR

ABCESSOS Cu-Au-Ag
Sn

ABORTO (prevenção) Mn
Mg
Zn
Se
Cu

ABULIA Cu-Au-Ag
(intermitente) Zn-Cu
+ Zn-Ni-Co

ACETONEMIA DA CRIANÇA Mn
S

ACNE (diátese +)
Em todo os casos S
Se
Infectado Sn
Juvenil Cu-Au-Ag
Zn-Cu
Rosáceo Mn-Co ou Mn-Cu
Alérgico Mn

ACROCIANOSE Mn-Co
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

ACTIVIDADE
Física Se
Intelectual
P
Zn-Cu
Muscular K
Mg

ACUFENOS Mg
Mn
I

Menopausa Mn-Co

Espasmos vasculares e Co
enxaquecas

ADAPTAÇÃO (Síndrome de) Mn-co


Zn-Cu
Li

ADENITE E ADENOPATIA Mn-Cu ou Cu-Au-Ag


+S

AEROCOLIA
Com implicação do Zn-Ni-Co
factor pancreático Mn-Cu-Co
Outras causas Cu-Au-Ag
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

AEROGFAGIA Co
Mn-Co
S
Zn-Ni-Co
Nervosos Li

AFTAS (ver amígdalas)

ALBUMINÚRIA
Acidental (durante
doença Infecciosa) Cu
Ortostática Cu
Cu-Au-Ag
Crónica Mn-Cu
Anérgico Cu-Au-Ag

ALERGIA Mn
S
Tendência distiroideia Mg e I
Nos distónicos Mn-Co
Nos hiposténicos Mn-Cu
Nos anérgicos Cu-Au-Ag

ALOPECIA S
Segundo a diátese Mn ou Mn-Co
Zn-Cu
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

AMENORREIA
Em todos os casos Zn
Cu
Se hiposténica Mn-Cu
Fe
Se anérgica Cu-Au-Ag
Zn-Cu
Amenorréia psíquica Li
Zn-Cu
Cu-Au-Ag
Mn-Co
Se anêmica Mn-Cu-Co
Cu-Au-Ag
Hiposténica Mn-Cu
Fe
Metrites salpingites Cu-Au-Ag
Mn-Cu + Zn-Cu

AMIGDALITES
Vegetações, adenóides Cu-Au-Ag
Bi
Cu
Crónicas Mn-Cu
Si
Cu-Au-Ag
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

AMNÉSIA Al
Mg
Mn
Si
Zn
Desadaptação Zn-Cu
Anérgico Cu-Au-Ag

ANEMIA
Em todo os casos Mn
Mn-Cu
Fe-Cu-Co
Cu-Au-Ag
Baixa do nº de glóbulos Fe
Vermelhos Cu
Zn
Mn
Anemia dos jovens Fe
F
Si
Zn-Cu
Síndrome infeccioso Cu-Au-Ag
(2 X dia) Mn-Cu
anemia cerebral (défice Cu-Au-Ag
de aporte sanguíneo) Zn-Cu
Co
Fe

ANERGIA Cu-Au-Ag
Passageira Cu e Li
Adiantada (em estado avançado) Zn-Co
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

ANGINAS Cu
Mn-Cu
Cu-Au-Ag
Mg
Bi

ANGINA DE PEITO Mn-Co


Hipertensão Mn
I
Espasmos arteriais Co
Hiper-viscosidade sanguínea Mn-Co
I
S
(endocardite bacteriana)
febre reumática) Cu-Au-Ag
Cu
S
Ag
Arteriosclerose difusa Li
Extrassistolia P + Mg
Oligúria K

AORTITE
Tratamento paliativo de espera Co
Mn-Co

ARRITMIAS Mn-Co
P
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

ANGÚSTIA
Opressão com sensação de
Compressão toráxica ou psíquica Mn-Co
(pânico, fobia) Li
Angústia simples (nervosismo, Mn
Emotividade, timidez)
Angústia com depressão Mn-Cu
(estado melancólico)
Angústia com cansaço Zn-Cu
(preocupação)
Angústia com depressão Cu-Au-Ag
(idéias suicidas, psicastenia)
Angústia das 17h00 com astenia Zn-Ni-Co
Angústia com insónia Al
Li
Angústia da menopausa Mn-Co
Angústia com hiper-emotividade Mn-Co
I

ARTERIOSCLEROSE
(aterosclerose) Mn-Co
Cu-Au-Ag
I
S
Co
Se

ARTERITES Co
I
persistentes Mn-Co
Instalada Mn-Co
I
S
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

ARTRITES, ARTRALGIAS
Artrite aguda Mn
Mg
S
Infecciosa Cu
+ Mn-Co e Mn-Cu
Artrite crónica Mn-Cu
Ou Mn-Co
Ou I ou S
Reumatismo crónico K
Anérgico + Cu-Au-Ag

ARTROSE Mn-Cu
Mn-Co

ASÍSTOLE EPISÓDICA
Distúrbios cardíacos funcionais Mn-Co
Nos magros P
Retenção hídrica K

ASMA alérgica Mn
S
Hiposténica Mn-Cu
Cu-Au-Ag
S
Espasmódica P
Mg
Co
Mn
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

ASTENIA Cu-Au-Ag
Matinal Mn-Co
S
Das 17h00 Zn-Ni-Co
Das 11h00 S
Vespertina Mn-Cu
Crónica Mn-Cu
Mg
Cu-Au-Ag
Zn-Cu
Intelectual Zn-Cu
P
Al
Astenia e angustia Mn
Juvenil Fe
F + Si

MENOPAUSA Mn-Co
Precoce (envelhecimento
Prematuro). Mn-Co
Mg
Tiróideia I
P
Cardíaca (Asístole) P
Opressão crónica Mn-Cu
Infecção aguda Cu
Alérgica, asma Mn
Digestiva Zn-Cu
Hipoglicemia Zn-Ni-Co

Muscular K
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

ATENÇÃO Mn-Cu
Si
Al
Desadaptação Zn-Cu
Anergia Cu-Au-Ag

ATRASO MENTAL
(alternados) Al
Li
Mg
Zn
Si
Au
Anérgico + Cu-Au-Ag
Distúrbios endócrinos + Zn-Cu
Mn

AUTODEFESA DO
ORGANISMO DEFICIENTE Cu-Au-Ag
Zn-Cu

AUTO-INTOXICAÇÃO Mn
S

BLENORRAGIA (como
Complemento aos antibióticos) Mn-Cu
S
Cu-Au-Ag
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

BRONQUITE
Aguda Cu
Crónica Cu-Au-Ag

CEFALEIA
Nervosa Al
Zi
Surménage Zn-Cu
Zn-Ni-Co
Anérgico Cu-Au-Ag
Menopausa Mn-Co
Hipertensos Mn-Co
I
Durante doenças
Infecciosas Mn-Cu

CELULITE
Diuréticos K
Li
I
P
Ni
Disfunção tiróideia I
P
Menopausa Mn
Cu-Ni-Co
Adiposo genital Zn-Cu
+ Vit E
Disfunção pancreática
E pré-diabética Zn-Ni-Co
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

CIÁTICA
Sem lesão orgânica Mn
S

CIEIRO
(Via oral e aplicação local) Mn-Cu

CINQUENTA ANOS
(Síndrome Andropausa – Menopausa)
em todos os casos Mg
Cu-Ni-Co
Depressivo e pré-senescente Cu-Au-Ag

Desadaptação, astenia
Psíquica e depressões
Transitórias Zn-Cu
Quebra de energia das
17h00 Zn-Ni-Co
Quebra de energia das
11h00 S
Distúrbios psíquicos Li
Menopausa, distúrbios circulatórios e neuro-vegetativos Mn-Co

CIRROSE S
Zn-Ni-Co
Mn ou Mn-Co
Ascite + K
Calmante do coração P
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

CISTITES
(ver COLIBACILOSE)
Antiinfecciosa Cu
Crónica Mn-Cu
Cu-Au-Ag
COAGULANTES Mn
Ca

COLAGENOSES Cu
Mn-Cu
Cu-Au-Ag

COLIBACILOSE
Hiposténica Mn-Cu
Anérgica Cu-Au-Ag
Oligúria +K

CÓLICAS Mn-Cu
Espasmofilia Co
Mg
P
Diarreia S
Colite direita Mn-Co
Colite esquerda Mn-Cu

COLITE
Aguda Mg
Direita Mn-Co
Esquerda Mn-Cu
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

COMOÇÃO CEREBRAL Li
Zn-Cu
Cu-Au-Ag

CONJUNTIVITE
Aguda Cu
S
Crónica Mn-Cu
Alérgica Mn

CONSTIPAÇÕES (CORIZA)
Estado agudo Cu
Mg
S
Crónica Mn-Cu
Bi

CONVALESCENÇA Cu
Fe
Mn
Zn
Mg
Mn-Cu
Cu-Au-Ag

COQUELUCHE Mn-Cu
P
Cu-Au-Ag
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

CONVULSÕES
Em todos os casos Mg
Calmantes Al
Li
Espasmos, tetanias Co
Mg
P
Dentária dos bebés F + Si

COXARTROSE
Em todos os casos Si
Obesidades +K

DEPRESSÃO Cu-Au-Ag
Mn-Co
Li
Al

DERMATITES Mg
Agudas Cu-Au-Ag
Psico-dermatose Li

DIABETES Mn
Zn
Ni-Co
Zn-Ni-Co
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

DIFTERIA Bi
Cu
Cu-Au-Ag

DISMENORREIA Cu
Fe
Zn
Zn-Cu
Alérgica Mn
Mg
Menopausa Mn-Co
Hiposténica Mn-Cu
Anérgica Cu-Au-Ag
Distúrbios da
Puberdade Zn-Cu
Com astenia psíquica Zn-Ni-Co

DISPEPSIA
Diátese alérgica Mn
Bi
Insuficiência hepato-biliar S
Menopausa Mn-Co
Nervosos + Al e Li
Com espasmos Co
Mg
P
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

DISTONIA
Segundo a diátese:
1º Alérgica Mn + S
I
2º Hiposténica Si
F
Mn-Cu
S
3º Distónica Mn-Co
S
I
4º Anérgica Cu-Au-Ag
Astenia psíquica Zn-Cu
Ou Zn-Ni-Co

DIURESE
Em todos os casos K
Hipoglicemia + Zn-Ni-Co
Alergias Mn + S
Uricemia Li
Uremia Se
Uratos e Oxalatos Cu-Ni-Co

ECZEMA
Em todos os casos S
Alérgico Mg + Mn
Distónico Mn-Co
Crónico
(via oral e aplicação local) Mn-Cu
Infectado Cu
Mg
Cu-Au-Ag
Nervoso Li + Levedura de cerveja
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

ENURESE
Em todos os casos Zn-Cu
Atraso no desenvolvimento
Psíquico da criança + Mn e Zn
Atraso do desenvolvimento
Intelectual + Al
Deficiência intelectual
(adquirida) + Si
Hiposténico Mn-Cu
Anérgico Cu-Au-Ag
Senescência Mg

ESGOTAMENTO
Físico Fe
Mn
Físico e intelectual Mg
+P
Após doenças infecciosas Cu-Au-Ag

FEBRE
Em todos os casos Cu
Anérgica Cu-Au-Ag
Alérgica Mn
Anginas Bi
Anti-infeccioso, anti-alérgico,
Anti-stress Mg

FRIEIRAS Mg
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

FÍSTULAS Mn-Cu
Infectadas + Cu
Dentária + Bi
Óssea Mn-Cu
Cu
Cu-Au-Ag
F
Si
Se

FLATULÊNCIA S
Mn-Co
Ni-Co

FOME (Bulimia) Mn-Cu


Zn-Cu

FRIGIDEZ Mn-Co
Ou Mn-Cu
Zn-Cu
+ Ginseng

GASTRALGIA-GASTRITE Bi
Mn-Co
Anti-espasmódico Co
Mg
P
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

GENGIVITES Bi
Mn-Cu
Fe
S
Cu-Au-Ag

GLÓBULOS SANGUÍNEOS
Glóbulos vermelhos Fe
Cu
Mn
Co

GONARTROSE (ver COXARTROSE)

GOTA
Aguda K
Cu
Mn
S
Mn-Co
Ou Se
Crónica
Em todos os casos K
Mn
S
Distúrbios neuro-artríticos Mn-Co
Diáteses infecciosas
Artríticas crónicas Mn-Cu
Deformações F
Osteítes Si
Reparações de lesões ósseas Au
Inflamações reumatismais Cu-Au-Ag
Se
Mg
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

GRAVIDEZ F
Si
Mn-Cu

GRIPE
Tratamento preventivo Mg
Mn-Co
Cu-Au-Ag
Tratamento curativo Cu

HEMORRÓIDAS Mn
Mn-Co
I+S

HERPES
Em todos os casos S
Alergia Mn-Cu
+ Mn
Infectado Cu
Herpes genital
(via oral e aplicação local) Li

HIPERTENSÃO I
Mn
Mn-Co
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

HIPOGLICEMIA Mn
Zn
Zn-Ni-Co

HIPOTENSÃO I
Mn-Cu
Cu-Au-Ag

IDADES CRÍTICAS
(Jovens com perturbações
psicossomáticas) Zn
Li
Com falta de memória Zn-Cu
Al
Menopausa Mn-Co
Li
Andropausa Mg
P

INFECÇÕES Cu
Cu-Au-Ag

INSÓNIAS
Astenia intelectual Al
Depressão nervosa Cu-Au-Ag
Angústias nocturnas Mn-Co
Dificuldade em adormecer Mn
Insónia psíquica Cu-Au-Ag
Li ou Al
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA S
Em todos os casos

LEUCOPENIAS Cu-Au-Ag
Mn-Cu

LEUCORREIAS
Fe
Co
Zn
Mn-Co
Mn-Cu-Co

LUMBAGO
Diátese artrítico-infecciosa Mn-Cu
Estados alérgicos e artríticos S
Mn
Estados infeciosos Cu
K
Mg
Se anérgico + Cu-Au-Ag
Na menopausa Mn-Co
Perturbações da estática
Vertebral

MELANCOLIA
(ver ANGÚSTIA)
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

MÃOS
“Sensação de adormecimento” Co
(Parestesias) Mg
P
Acrocianose Mn-Co

MEMÓRIA
Jovens Al
Si
Adultos Mg
Zn-Cu
Cu-Au-Ag
Em todos os casos P
Mn

Menopausa Mn-Co
Li

MENSTRUAÇÃO (distúrbios)
Amenorréia Zn-Cu
Mn-Cu
Cu-Au-Ag
Dismenorreia Co
Mn-Co
Mg
P
Hipermenorreias Mn
Amenorréias psíquicas + Li
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

NEURASTENIA Al
Li
Stress: Mg
Anergia Cu-Au-Ag
Psicastenia Zn-Cu
Psicastenia do crepúsculo Zn-Ni-Co

NEVRALGIA
Em todos os casos Mn
S
Origem reumática Mg
K
Origem arterial Co
Origem varicosa Mn-Co

OBSESSÕES MÓRBIDAS Al
Li
Cu-Au-Ag
Menopausa Mn-Co

OTITES
Preventivo Mn-Cu
Cu-Au-Ag
Agudas Cu-Au-Ag
Mn-Co
Crónicas S
Se
Si
Mn-Cu
Cu-Au-Ag
Mg
P
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

PÂNCREAS (insuficiência) Ni-Co


Estados pré-diabéticos Zn-Ni-Co

PAPEIRA I
P
Mg
Mn
Zn
Cu

PELADA (alopecia) S
Zn-Cu

PRECORDIALGIAS MN
I
Menopausa Mn-Co

PREGUIÇA DOS
ESTUDANTES (desinteresse) (sem motivo) Mn-Cu
Cu-Au-Ag
Fadiga intelectual:
(1) Nos jovens P
(2) Nos adultos Mg
P
Falta de memória + Si
Al
Fadiga ao crepúsculo Zn-Ni-Co
Fadiga física ou distúrbios glandulares Zn-Cu
Zn
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

PRISÃO DE VENTRE Si
Mn-Co
Ni-Co
Cu
Se for atónica Zn-Cu
Cu-Au-Ag
Se for espasmódica Co
Mg
P

PRÓSTATA, distúrbios funcionais Zn-Cu


Modificador do terreno Mn-Co
Estados infecciosos crónicos Mn-Cu
Anti-senescente Mg
Envelhecimento do organismo
(particularmente da próstata) Si

PRURIDO
Alérgico Mn
S
Senil Mn
Vulvar Mn-Cu
Co
Anal Mn
S
Infeccioso Mn-Co
Cu-Au-Ag
Aplicações locais Mn-Cu
Psico-dermatoses Li
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

PSORÍASE S
Cu-Au-Ag
Zn-Cu
Zn-Ni-Co
Li

QUEIMADURAS
Via oral e pulverizações locais Mn-Cu + Sn
Em caso de infecção secundária Cu-Au-Ag

RAQUITISMO
Todas as perturbações do metabolismo cálcico F
Si
Atraso no crescimento e
Desenvolvimento dos jovens Zn
Descalcificação com anemias e tuberculose
Deformações ósseas
(Tórax) ou astenia Cu-Au-Ag

SARAMPO Mn-Cu
Cu-Au-Ag

SEBORREIA
(alopecias seborreicas) Mn
S
Zn-Cu

SEDE (polidipsia) Ni
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

SINUSITES
Agudas Cu-Au-Ag
Mg
Crónicas + Mn-Cu
S
Si

SONO (insónia) Al
Li

STRESS (angustias) Mg
Li

SÍFILIS (como terapia de apoio aos antibióticos) Cu-Au-Ag


Bi
Cu

TERRORES NOCTURNOS DA CRIANÇA Zn


Al
Li

TIQUES Mg
P
Co
F
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

TOSSE
Em todas as afecções das vias respiratórias S
Se
Alérgica Mn
S
Bronquites agudas Cu-Au-Ag
Bronquites crónicas Cu-Au-Ag
Mn-Cu
Tosse dos fumadores S
Se
Tosse nervosa Li
Menopausa Mn-Co
Tosse gripal Mn
Se
S

TRANSPIRAÇÃO
Se a diurese for insuficiente K
Sudorese:
1) sem motivo aparente Mg
2) febril Cu-Au-Ag
Em casos agudos Mn-Co
Menopausa Mn-Co
Nervosos Li
Tiroideos I
Paludismo Cu-Au-Ag
Logo a seguir aos primeiros sintomas Mg
Cu
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

PATOLOGIAS CATALISADOR

TUBERCULOSE – (como terapia de apoio aos tuberculosos)

Em todos os casos Se
Si
Au
Cu-Au-Ag
Mn-Cu
Cavernosa Sn

Cutânea S
Óssea F

URTICÁRIA Mn + S
Cu

VARIZES Mn-Co
F

VERRUGAS Mg
F
Si

VITILIGO Cu
S

ZONA (herpes zoster) Cu-Au-Ag


+ Mn e S
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

Protocolos de oligoterapia em acupunctura

Órgão Sintoma Oligoelemento

BAÇO Excesso de Yang Zn-Ni-Co


Excesso de Yin Zn-Cu
Humidade, mucosidades Znn-Cu
Algias abdominais, + Li
Gastralgias e colites + Bi

CORAÇÃO Excesso de Yang Mn-Co


Excesso de Yin Cu-Au-Ag
Vazio de sangue Cu
Patologia nervosa + Li

FÍGADO Excesso de Yang Mn + S


Vazio de sangue + Cu
Patologia muscular +Mg
Patologia nervosa + Li
Tiróide +I
Insuficiência do fígado + Cu – S – Mg - I
(para casos de não excesso de
Yang)

PULMÃO Excesso de Yin Mn-Cu


Inflamações e infecções + Cu
Incapacidade do sistema Cu-Au-Ag
Imunitário
Excesso de Yang Mn-Co

RIM Vazio de Yang Cu-Au-Ag


Vazio de Yin Mn-Co

PATOLOGIA ÓSSEA:
Dentes, +F
Estática vertebral,
Atrasos de calcificação

Osteoporose, artrose e +K
reumatismo
LIVRO DE OLIGOTERAPIA E NATUROLOGIA – Dr. João Novaes – Lisboa-Portugal

OLIGOELEMENTOS SECUNDÁRIOS

Oligoelementos Utilização

Al Vitalidade cerebral, insónia, atrasos no desenvolvimento


Bi Abdominalgias, colites e gastralgias
Cu Infecções, inflamações, plenitude de calor, vazio de sangue
Viroses
F Ossos e dentes
I Regulação da tiróide
K Osteoporose, artrose e reumatismo crónico
Li Patologia nervosa, humidade mucosidade, desmame de
hipnóticos
Mg Tensão muscular
S Drenagem do fígado (quer para problemas Yin como Yang)
Zn Regulador da hipófise e do sistema endócrino

DOSAGEM

- Tomar mais afastado das refeições (geralmente em jejum).


- Quanto mais Yang for a patologia menor a quantidade a tomar.
- Alternar os dias se forem vários oligoelementos.

EXCEPÇÕES

Cu – Pode tomar-se todos os dias (três ou quatro vezes por dia) durante os períodos
de infecção ou de viroses.

Li – Pode tomar-se todos os dias (três ou quatro vezes por dia) por períodos limitados.

Conselhos gerais de posologia:

Sempre que se refere à toma de uma cápsula ao pequeno-almoço, é cerca de 15 a 30


minutos antes da refeição.