P. 1
Cap I Construção e Manut Preventiva

Cap I Construção e Manut Preventiva

|Views: 289|Likes:
Publicado porana_auditoria

More info:

Published by: ana_auditoria on Apr 25, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/22/2014

pdf

text

original

Versão 6 - 25 de Outubro de 2010

CAPÍTULO I CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO PREVENTIVA EM REDES DE DISTRIBUIÇÃO RURAL E URBANA, EM REGIME DE PRODUTIVIDADE

MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS - Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 CONDIÇOES ESPECÍFICAS PARA OS SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO PREVENTIVA EM REDES DE DISTRIBUIÇÃO RURAL E URBANA, EM REGIME DE PRODUTIVIDADE. 1. OBJETIVO Definir as condições específicas necessárias à contratação dos Serviços de Construção e de Manutenção Preventiva em redes de distribuição, rural e urbana, aéreas e subterrâneas, em Regime de Produtividade. 2. CONCEITUAÇÃO 2.1 INSTALAR Montagem ou disposição do material e ou equipamento de modo a exercer sua função no sistema. O serviço de instalar inclui o transporte do material ou equipamento quando estes forem entregues no mesmo perímetro urbano da obra. Inclui também o transporte do canteiro de obra até o ponto de instalação. 2.2 RETIRAR É a operação inversa de instalar. Inclui o transporte do material ou equipamento retirado até o almoxarifado da COELBA quando este é retirado em obras situadas no mesmo perímetro urbano do almoxarifado. 2.3 RELOCAR É retirar o material ou equipamento e instalar o mesmo em outro ponto da mesma obra. Inclui o transporte entre os pontos de retirar e instalar, mesmo que haja uma passagem temporária pelo canteiro da obra. 2.4 EQUIPAMENTO GPS – GLOBAL POSITIONING SYSTEM Aparelho que efetua leitura da coordenada geográfica UTM de qualquer ponto existente no globo terrestre, utilizando-se dos sinais emitidos por uma constelação de satélites que giram em órbitas diferentes ao redor do planeta terra. 2.5 SUPERVISOR Atividade realizada por um eletrotécnico, com veículo, objetivando dar suporte técnico e material aos componentes das turmas contratadas. 2.6 CENTRO DE OPERAÇÃO DA DISTRIBUIÇÃO – COD Órgão destinado a supervisionar e coordenar as atividades operativas do sistema Elétrico da Distribuição. 2.7 SOLICITAÇÃO DE INTERVENÇÃO – SI Solicitação de autorização ao COD para Intervenção na Rede de Distribuição e execução dos serviços com a Rede Desenergizada (Equipes de Linha Morta) ou com a Rede Energizada (Equipes de Linha Viva). 2.8 PERMISSÃO DE SERVIÇO - PMS Autorização do COD, com bloqueio de realização para início dos serviços na Rede de Distribuição. 2.9 CUIDADOS AMBIENTAIS Ações e atitudes durante a construção e manutenção de redes, com o objetivo de evitar impactos desnecessários ao meio ambiente, tais como: não deixar lixo no local, não deixar resto de material elétrico, não permitir supressão de vegetação além do necessário, não praticar caça predatória, não obstruir cursos d’água, não causar danos as Áreas de Interesse Ambiental e de Preservação Permanente. 2.10 PRODUÇÃO MAIS LIMPA É a aplicação contínua de estratégias integradas de prevenção ambiental a processos, produtos e serviços, de modo a aumentar a eficiência e reduzir os riscos para os seres humanos e o meio ambiente. Página 2 de 56

MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS - Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010

3.

PROCEDIMENTOS GERAIS

3.1 A CONTRATADA deverá registrar em formulários específicos, fornecido pela COELBA, relação das atividades efetivamente executadas, os dados de movimentação de transformadores, fase de consumidores, croquis, diagramas unifilares, coordenadas GPS e demais informações solicitadas pela COELBA referentes aos serviços executados. 3.1.1 É expressamente proibido à CONTRATADA intervir na Rede de Distribuição sem prévia autorização do Centro de Operação da Distribuição – COD. 3.1.2 Para intervenção na Rede, a CONTRATADA deverá solicitar a SI – Solicitação de Intervenção ao COD. Após aprovação do pedido da SI, no dia e hora marcada, o responsável pelo pedido entrará em contato com o COD para solicitação da PMS – Permissão de Serviço. 3.2 A CONTRATADA deverá trabalhar em qualquer horário, quando eventualmente os desligamentos dos circuitos não puderem ser realizados durante o dia ou quando a própria natureza dos serviços assim o exigir. 3.3 Na ocorrência de emergências no sistema elétrico da COELBA, caracterizado pelo acúmulo de reclamações de consumidores, principalmente em períodos do ano caracterizados como tempestuoso, a COELBA, ao seu critério, poderá deslocar as turmas da CONTRATADA para adicionar força de trabalho na normalização do sistema e consequentemente reduzir os tempos de atendimento. As turmas colocadas a disposição serão remuneradas pelo mesmo valor da turma de manutenção de emergência leve e pesada, desde que tenha a mesma composição desta. Os eletricistas adicionais serão remunerados conforme Planilha de Atividades. 3.4 As locações de projeto serão feitas pela CONTRATADA sendo de sua responsabilidade o posicionamento definitivo dos postes, bancos de dutos, caixas de passagens e centros de transformação, que deverá ser racional, estético e não prejudicar a terceiros. Em caso de dúvida, a CONTRATADA deverá consultar previamente a COELBA. 3.5 Compete à CONTRATADA a recomposição de passeios, cercas, meios-fios e pistas de rolamentos toda vez que houver necessidade de abertura de valetas ou buracos. Essas recomposições, assim como a remoção de terra ou entulhos, deverão ser feitas imediatamente após a execução dos serviços. 3.6 As valetas ou buracos não poderão permanecer abertos, sem que sobre eles sejam colocadas tampas suficientemente resistentes para proteção aos transeuntes e veículos. Em hipótese alguma a CONTRATADA poderá fazer as valetas ou buracos destinados à rede aérea com antecedência da execução dos serviços, maior que 24 (vinte e quatro) horas. 3.7 Compete a CONTRATADA, para cada obra executada, fazer o levantamento dos pontos significativos da rede através de equipamento GPS, com a precisão exigida em instrução específica e entregar este levantamento a COELBA. 3.8 A CONTRATADA executará os serviços de Construção e Manutenção Preventiva com observância obrigatória dos seguintes documentos: a) Projetos, plantas e desenhos das redes elétricas de distribuição a serem construídas, fornecidas ou aprovadas pela COELBA; b) Normas e Instruções do Sistema de Projeto e Montagem da Distribuição – Subsistema de Padrões de Montagem da Rede Aérea - PDR; c) Guia para montagem de redes de distribuição rural (RDR); d) Instrução de serviço para aterramento temporário; e) Instrução de serviço para utilização de detetor de AT; BT; f) Norma de desligamento; Página 3 de 56

MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS - Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 g) h) i) j) Normas técnicas da ABNT, aplicáveis ao tipo de serviço a executar; Instruções e recomendações da COELBA; Especificações técnicas de ferramentas e equipamentos. Normas e Instruções do Sistema de Controle de Equipamentos e Redes de Distribuição – Subsistema de Controle de Rede de Distribuição - CRD k) Guia de Montagem de Rede de Subterrânea l) Instruções de manuseio do GPS m) Instruções de serviços de gerencia de TRAFO (GET) n) Instruções de serviços de instalações de equipamento/Manutenção 3.9 A COELBA poderá a qualquer momento, introduzir modificações nas especificações técnicas ou correções nos documentos discriminados no item 3.8, sempre que houver necessidade de aprimoramento decorrente de inovações tecnológicas ou ajuste de procedimentos e com isto alterar os valores das atividades de Construção e Manutenção Preventiva. Estas resoluções deverão ser notificadas a CONTRATADA por escrito. 3.10 A COELBA fornecerá todos os materiais necessários a execução dos serviços cabendo a CONTRATADA fornecer toda a mão-de-obra necessária, veículos, equipamentos e as ferramentas apropriadas a perfeita realização dos trabalhos. A CONTRATADA deverá indicar por escrito, preposta responsável pela movimentação dos materiais junto ao almoxarifado da COELBA. 3.10.1 Os equipamentos de radiocomunicação serão fornecidos pela COELBA que também será responsável pela instalação nos veículos da CONTRATADA. A primeira instalação será sem ônus para a CONTRATADA, e para as demais, incluindo remanejamentos, será cobrado o valor dos serviços, caso constatado responsabilidade ou necessidade própria da CONTRATADA. O valor a ser descontado, neste caso, será condizente com os praticados no mercado e será descontado da fatura da CONTRATADA mediante comunicação prévia. 3.11 Diante da impossibilidade de fornecimento de material pela COELBA, aplica-se o disposto no item 4.8, das "CONDIÇÕES BÁSICAS DE CONTRATAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS". 3.12 Para a execução das obras civis decorrentes dos serviços de Construção e Manutenção Preventiva, a CONTRATADA fornecerá todo o material e será remunerada conforme a Tabela de Atividades. 3.13 Os serviços objeto deste contrato serão executados pela CONTRATADA mediante a emissão, por obra, do pedido de serviço (PS) executado pela COELBA, em que serão indicados: a) - a descrição e o valor dos trabalhos a realizar, acompanhado dos respectivos projetos, e/ou plantas e/ou desenhos técnicos; b) - a descrição e quantificação das atividades específicas de construção e manutenção preventiva; c) - o prazo para execução dos serviços, em dias corridos contados a partir do recebimento do "PS". 3.14 Os “PS” serão assinados e carimbados por representante da COELBA, formalmente designado pelo Departamento responsável pelo serviço e por preposto autorizado pela CONTRATADA, e passarão a integrar o Contrato, para todos os efeitos jurídicos. 3.15 Cada gestor do serviço fornecerá os indicadores de gestão referentes à área geográfica de atuação dos serviços à CONTRATADA, que deverá atuar como co-responsável em busca das metas COELBA. O acompanhamento destes indicadores será efetuado mensalmente pelo gestor do serviço, com vistas a identificação dos resultados não desejáveis (problemas) em tempo hábil para permitir uma ação corretiva por parte da CONTRATADA, no intuito de restabelecer a normalidade do processo. 3.16 Concluídos os serviços relativos a cada "PS", cabe à CONTRATADA: a) Preencher o formulário "Folha de Medição" com os serviços executados e entregá-lo à COELBA; b) Entregar os pontos significativos da rede georeferenciados. Página 4 de 56

MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS - Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 c) d) e) f) Entregar pasta de obra, com os documentos exigidos pela COELBA; Emitir todos os documentos necessários para a devolução dos materiais; Devolver os materiais não utilizados e sucatas ao almoxarifado da COELBA; A CONTRATADA após a conclusão de todos os itens anteriores deverá realizar os procedimentos de encerramento de obras no sistema SAP que constam das seguintes etapas: - Executar a rotina CJI3-Verificar relação de materiais já liberados e devolvidos - Executar a rotina CJI5 – Verificação de pendência de compromissos - Executar a rotina ZPS09 - Preenchimentos dos Dados Técnicos Realizados - Executar a rotina CJ02 - Preenchimentos das Datas Reais, e atualizar o status do usuário como concluída, Colocar no status do usuário na Definição do Projeto-Concluída. - Corrigir o projeto (As-Built), caso seja feita alterações em campo do projeto original. Fornecer o arquivo magnético e 1 cópia do projeto alterado. g) Emitir “Termo de Garantia dos Serviços”, conforme modelo COELBA, assinado pela CONTRATADA e seu Responsável Técnico h) Após Ligação do cliente - Cadastra esse no sistema comercial. 3.17 A COELBA poderá a qualquer momento e, quando assim julgar necessário, verificar se a execução dos serviços está de acordo com as disposições contratuais e as especificações e normas técnicas fornecidas ou recomendadas, bem como conferir os formulários “folhas de medição” apresentadas pela CONTRATADA. 3.18 A COELBA emitirá a “Folha de Registro de Serviços” no sistema SAP R/3 e semanalmente, com base nestas, autorizará a CONTRATADA a emitir a correspondente fatura. 3.19 Poderão ser emitidas Folhas de Registro de Serviços parciais para os “PS” cujos prazos de execução sejam superiores a 30 (trinta) dias. 3.20 No programa de obras especiais que envolver recursos de terceiros, a Coelba poderá adiantar um percentual de 20% do valor correspondente ao Pedido de Serviço da obra que ultrapassar R$5.000,00, consideradas individualmente. Este adiantamento será feito para remunerar a mobilização e os custos iniciais que a CONTRATADA tem nestas obras, e será liberado a partir do início da obra, condicionado a apresentação da relação da equipe executora da obra. A última medição da obra será de 20%, conforme item 3.24 das CONDIÇÕES GERAIS.

4. QUALIFICAÇÃO TÉCNICA Página 5 de 56

Estaduais e Municipais. terão que trabalhar como Auxiliares de Eletricista durante 3 meses antes de exercerem a função de Eletricistas. A CONTRATADA deverá realizar anualmente.2 Não será aceito pela Coelba a contratação de Empregados pelas CONTRATADAS sem a comprovação dos itens 4.ELETRICISTA ELETRICISTA 1º GRAU COMPLETO 4. quando da apresentação da(s) turma(s). Áreas de Interesse Ambiental (Áreas de Preservação Permanente. em consonância com as normas regulamentadoras do Ministério do Trabalho em vigor. Lista das espécies arbóreas protegidas.2. Estações Ecológicas.). Página 6 de 56 4.3 Os novos Eletricistas formados pelo Senai que não tenham experiência comprovada na Carteira Profissional de Trabalho. com especial atenção aos temas relacionados a meio ambiente.1 será exigido também para os profissionais especializados em meio ambiente. 4.2. ameaçadas de extinção e imunes ao corte. Informar a relação dos treinados a COELBA. O item 4. etc. certificados de conclusão de cursos que comprovem os conhecimentos técnicos acima exigidos.1.3 . Área de Proteção Ambiental. reciclagem de conhecimentos de seus prepostos. a COELBA exigirá a comprovação de experiência na atividade.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . o aproveitamento deste Eletricista deverá ter prioridade no exercício da atividade. às expensas da contratada.2. ministrados pelo SENAI (Serviço Nacional da Indústria) ou outro órgão oficial para todos seus prepostos. 4. Parques Nacionais. 4. em meio ambiente. a COELBA poderá disponibilizar para a CONTRATADA. e manter essas informações atualizadas no sistema CADTERCEIRO.1 A COELBA exigirá.1.2 Para os prepostos com certificados emitidos há mais de 02 (dois) anos.1 O conhecimento técnico sobre Meio Ambiente se restringe aos seguintes temas: Educação Ambiental. 4. Legislação Básica. um curso específico nesta área. Após este período e comprovado a sua qualificação. 4. a segurança individual e coletiva no trabalho e de primeiros socorros.1 Para a capacitação dos profissionais.2. através da Carteira Profissional de Trabalho.1 e 4. exceto meio ambiente. Reservas Particulares do Patrimônio Natural.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 QUALIFICAÇÃO FORMAÇÃO PROFISSIONAL E NÍVEL DE ESCOLARIDADE CONHECIMENTO TÉCNICO Eletricidade básica Direção Defensiva (quando motorista) NR10 Padrão de montagem de rede Interpretação de projeto de rede Meio Ambiente Eletricidade básica Direção Defensiva (quando motorista) Resgate em Altura NR10 Padrão de montagem de rede Interpretação de projeto de rede Eletricidade básica Direção Defensiva (quando motorista) Resgate em Altura NR10 Curso de Redes Energizadas Padrão de montagem de rede Eletricidade básica Resgate em Altura NR10 SUPERVISOR ELETROTÉCNICO 2º GRAU COMPLETO ELETRICISTA ENCARREGADO ELETRICISTA 1º GRAU COMPLETO ELETRICISTA ELETRICISTA 1º GRAU COMPLETO AUX.

Supervisionar os serviços do eletricista encarregado. estica.3 4.Recolhe todo o lixo. Responsável pelo contato e comunicação com o órgão gestor do serviço.Executa todos os trabalhos pertinentes ao serviço de construção e manutenção em linhas e redes aéreas. A atividade que envolver o uso de explosivos não poderá ser exercida por profissional sem a qualificação específica. . . corta.4 Os empregados da CONTRATADA deverão ter identificação através de crachás.Zelar pela segurança individual e coletiva e da disciplina quando da execução dos serviços. equipamentos e dos Utensílios. Caso o cancelamento seja feito pela Coelba sem o aviso prévio. eletricistas e auxiliares. AUXILIAR . quando necessário.Limpar. quando necessário. .3.1 A Coelba poderá promover cursos de Capacitação às expensas da CONTRATADA.3. plásticos ou qualquer outro entulho gerado na construção da obra. . PENALIDADES A COELBA poderá aplicar as seguintes penalidades: Página 7 de 56 . Zela pela Qualidade dos Serviços. ELETRICISTA .MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .Executa todos os trabalhos do auxiliar. 4.Sinalizar o local de trabalho. . de acordo com a quantidade de vagas definidas para o evento. controlar e guardar os utensílios e ferramentas. . . sob a supervisão do eletricista encarregado. .Abastecer de materiais e ferramentas os eletricistas na execução dos serviços. sempre que solicitado.5 ATIVIDADES DE CADA FUNÇÃO a) SUPERVISOR: Coordenar os trabalhos de construção e manutenção. as despesas decorrentes do cancelamento deste curso serão repassadas a esta prestadora. e este tenha propiciado alguma despesa a prestadora. quando necessário. este custo será ressarcido a mesma. que indicarão o nível de formação ou qualificação.3. restos de embalagem. Registrar os serviços executados.Executa todos os trabalhos dos eletricistas e ajudantes. definindo as tarefas de cada um.Auxiliar os eletricistas.Zela pela prática dos cuidados ambientais nos trabalhos de construção e manutenção de redes.Zela pela prática dos cuidados ambientais nos trabalhos de construção e manutenção de redes. escolhe e seleciona utensílios).Zela pela qualidade dos serviços. .Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 4. . b) c) d) 5. evitando danos ao meio ambiente. Responsável pelo contato e comunicação com os clientes COELBA e terceiros. Zela pela guarda transporte e manuseio dos materiais.2 Ocorrendo o cancelamento do curso programado em função do não comparecimento das pessoas indicadas pela prestadora. 4. 4. .Executa toda natureza dos serviços ao nível do solo (mede. ELETRICISTA ENCARREGADO: Supervisionar e orientar os elementos sob sua responsabilidade.

no caso de não comparecimento ao serviço programado.por hora de desligamento ou fração previsto no PS.para cada hora ou parcela superior a 15 (quinze) minutos de desligamento decorrentes de defeitos de execução ou decorrentes de programas para corrigir defeitos ocasionados por má execução do serviço pela CONTRATADA. ÍTEM 1 2 3 4 INCONFORMIDADE Veículo em condições inadequadas de trabalho O motorista não está habilitado para dirigir o veículo Ferramentas técnicas em condições inadequadas de trabalho Falta de acondicionamento adequado. instruções ou recomendações da COELBA: Quando da fiscalização de uma turma pela COELBA. estabelecendo a COELBA um prazo para este objetivo.00 (Seiscentos e Cinquenta Reais). d) . b) . ou no pedido de desligamento.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Por desligamento: a) . instruções e recomendações da COELBA. Por não atendimento dos procedimentos de segurança.para cada hora ou parcela superior a 15 (quinze) minutos de desligamento decorrentes de não cumprimento do horário programado ou na ultrapassagem da conclusão do desligamento do serviço pela CONTRATADA. Serão aplicadas multas no valor de R$ 300. e) . Página 8 de 56 . em veículo ou depósito. Não atendimento às normas. inicialmente a CONTRATADA será notificada por escrito para correção da irregularidade detectada. será aplicada multa de 5% (cinco por cento) do “PS” correspondente. de equipamentos e/ou materiais fornecidos pela COELBA. será aplicada a multa de 5% (cinco por cento) do “PS” correspondente. ÍTEM 1 2 3 INCONFORMIDADE Inconformidades na gestão do almoxarifado. será aplicada multa de 5% (cinco por cento) do “PS” correspondente. for encontrada uma inconformidade. cumprimento de normas . constatando nova irregularidade a CONTRATADA receberá as seguintes penalidades: Grupo 1 – Multas Leves (relacionadas a questões administrativas). será aplicada a multa de 5% (cinco por cento) do “PS” correspondente. Grupo 2 – Multas Médias (relacionadas a questões administrativas). Após o prazo estipulado. Inconformidades no cumprimento das obrigações trabalhistas. será aplicada a multa de 5% (cinco por cento) do “PS” correspondente.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .para cada hora ou parcela de 15 (quinze) minutos do desligamento na baixa tensão sem o prévio consentimento da COELBA. c) . Serão aplicadas multas no valor de R$ 650.00 (Trezentos Reais).para cada hora ou parcela superior a 15 (quinze) minutos de desligamento na alta-tensão sem o prévio consentimento da COELBA.

Portaria nº 3214/MTB.300. 1ª multa e 2ª multa. Grupo 4 – Multas Gravíssimas (acidentes fatais). não será cumulativo. da ocorrência de acidente. a) Pela reincidência da irregularidade o valor da multa será cobrado em dobro.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . no prazo de 10 dias. a COELBA poderá rescindir o contrato. 2 – Nos casos onde houver infrações referentes a mais de um grupo. quando comprovada a culpa ou negligência da prestadora. b) Após os procedimentos de Notificação. Página 9 de 56 .Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Grupo 3 – Multas Graves (relacionadas a segurança no trabalho). Por preenchimento incorreto da Folha de Medição A COELBA notificará a CONTRATADA sempre que for verificada diferença entre o informado por esta no formulário “Folha de Medição” e o efetivamente executado e fará a devida correção na próxima fatura.00 (Um mil Reais). ou utilizá-los em péssimas condições de conservação Não atendimento às condições de segurança para o transporte de funcionários Empregado trabalhando sem treinamento de segurança e de primeiros socorros (NR10) Empregado trabalhando sem treinamento em sua função técnica específica (NR10). persistindo a irregularidade a CONTRATADA poderá ter seu contrato rescindido. no máximo 24 horas. ÍTEM 1 INCONFORMIDADE Ocorrência de acidente fatal com funcionário de prestadora Considerações: 1 – O valor definido em cada grupo. Serão aplicadas multas no valor de R$ 1. Serão aplicadas multas no valor de R$ 13. a COELBA poderá imputar à CONTRATADA uma multa de 5% (cinco por cento) do faturamento mensal do serviço. conforme instrução RHH01.000. Não apresentação do relatório. a prestadora deve ser multada pelo maior valor.00 (Treze mil Reais). Ocorrência de acidente não fatal com funcionário de prestadora. Quando a diferença a maior for0 igual ou superior a 3% (três por cento) do total medido. Não informação imediata. com cópia da CAT. ÍTEM 1 2 3 4 5 6 7 8 9 INCONFORMIDADE Não solicitar autorização à COELBA para intervenção no sistema elétrico Não testar ausência de tensão e/ou aterrar adequadamente o circuito em intervenções com desligamento Não utilizar os EPI´s e EPC´s adequados para a função. Caso fique caracterizada má fé ou dolo por parte da CONTRATADA nos erros de medição. independentemente das irregularidades detectadas. 3 – O valor referente a cada multa aplicada será descontado no faturamento do mês subseqüente.

ÍTEM CÓDIGO COMPONENTES UND TURMA CONST. MANUT. 01 01 03 TURMAS CONST. c) Na terceira notificação a multa será cobrada em dobro d) Na quarta notificação Rescisão contratual 5. 5. RELAÇÃO DE FERRAMENTAS E EQUIPAMENTOS DE SEGURANÇA Para execução dos serviços será exigido um quantitativo mínimo de ferramentas e todos os equipamentos de proteção coletivos necessários à execução da atividade. 01 01 01 01 03 01 01 01 01 01 01 02 03 02 01 03 03 03 01 01 01 04 01 02 02 02 Página 10 de 56 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER Abecedário em chapa de zinco Algarismo de 0 a 9 em chapa de zinco “Alicate Bomba D’água 12” Alicate de Bico Alicate de Pressão Alicate Hidráulico Y 35 Alicate universal 200 mm isolado Arco serra 8-12 pol Bandeirola de sinalização Bastão 32X380mm (vara de manobra) Bastão grampo de linha viva Bastão manual podador de galho Bolsa de lona transporte luva Bomba elétrica p/ retirar água Braço auxiliar para içar transformador Caixa de ferramenta baú Caixa de ferramenta sanfonada Caixa de matrizes p/ o Alicate Hidráulico Camisa em aço n° 5 p/ puxar cabos em dutos Canivete lâmina 100 mm Carretilha gancho 250 kg Carretilha gancho 454 kg Chave ajustável inglesa boca 25 mm Chave ajustável inglesa boca 35 mm Chave boca 1/4X3X4pol jg jg pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç jg pç pç pç pç pç pç pç 03 01 04 01 01 01 03 . Os equipamentos de proteção individual serão obrigatórios conforme as Normas Regulamentadoras e de acordo com a atividade a ser executada. EM REDE SUBT.1 A COELBA notificará a CONTRATADA o valor referente a cada multa a ser aplicada e descontará no faturamento do mês subseqüente.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Por não atendimento ao cumprimento do prazo contratual da obra por culpa da CONTRATADA: Será seguido o seguinte procedimento: a) A COELBA notificará a CONTRATADA pelo não cumprimento na execução de obra no prazo determinado. 6. ou por execução inadequada dos serviços.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .2 A aplicação das penalidades previstas nesta cláusula não eximirá a CONTRATADA da responsabilidade por outros danos prejuízos a que der causa por infração de cláusula ou disposição contratual. b) Na segunda notificação será aplicada a multa de 5% (cinco por cento) do “PS” correspondente.

Pública (KP300 ou KP500) Mandris de 100 e 150 mm² Máquina p/ fita de Aço Inox (FUSIMEC) Marreta 1 kg Marreta 5 kg Martelo unha 25 mm Massarico Moitão aço 1R 1 pol 1500daN Moitão aço 2R 16 mm 1200daN pç pç pç pç pç pç jg jg pç pç pç pç pç m m m pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç 03 03 03 03 03 02 02 02 02 02 01 01 04 08 10 04 04 30 60 01 01 01 02 02 01 02 04 01 01 01 02 02 02 01 02 01 02 01 01 03 02 02 02 01 01 01 01 01 01 01 01 01 Página 11 de 56 05 01 100 01 01 01 01 01 01 01 01 01 02 01 01 01 01 .MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .93mm 4090 kg Extrator conector cunha Facão 20 pol Fasímetro de baixa tensão Ferramenta impacto Fita fluorescente Furadeira de impacto Gancho corda 227daN Garra p/ poste Duplo T Guincho catraca 750 kg Lanterna elétrica portátil 6 v Lanterna portátil 12 v (Farol de serviço) Lençol do braço de ilum.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 74 75 76 77 FER FER FER FER FER FER FER FER FER EPC FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER EPC FER FER FER FER FER FER FER FER Chave de fenda 3X100mm isolada Chave de fenda 4.50X100mm isolada Chave de fenda 6X150mm isolada Chave de fenda 8X150mm isolada Chave teste neon 110-860 v isolada Chaves estrelas Chaves hexagonais “Alen” com 09 peças Chaves tipo soquete com mínimo de 26 peças Cinturão de Segurança c/ Talabart Cobertura isolante BT (KP300 ou KP500) Cone de sinalização Conjunto aterramento 22KV-AT Conjunto aterramento 800 v-BT Corda sisal 3 tranças 3/4 pol Corda sisal 3 tranças 3/8 pol Corda sisal 3 tranças 6 pol Depósito para água Desconectador 27KV-loadbuster Detetor de tensão 100 v-20KV Escada de madeira extensível 4500 mm Escada de madeira extensível 6600 mm Escada de madeira singela 4000 mm Escova de aço dupla AV Espora Poste DT Espora Poste Madeira Esticador aço cabo 5-10 mm Esticador aço cabo cobre 13-18 Esticador braço cabo 13-18 mm Esticador braço cabo 19-20 mm Esticador braço cabo 24-32 mm Esticador braço cabo 7-13 mm Estropo aço 7.

Se a cava for em rocha. Cava o poste ou contra poste sem equipamento ou estrutura. BS0102D. Cava o poste ou contra poste sem equipamento ou estrutura. Machado Pá Prumo Picareta Nível pç pç pç pç pç Kg pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç pç 01 02 01 01 03 05 01 01 01 01 01 01 01 01 02 01 02 01 01 02 01 01 02 01 02 01 01 01 01 01 01 01 02 01 01 01 01 01 02 01 01 01 Obs: As Ferramentas com * somente serão necessários quando forem exigidas na execução das atividades. DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES A descrição das atividades tem como propósito facilitar o relacionamento entre COELBA e a CONTRATADA.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . Na relocação. a numeração (quando for o caso). a remuneração inclui esta e a cava em rocha. a remuneração inclui esta e a cava em rocha. BS0101D.POSTE DE MADEIRA 10 a 13m. BS0101I. Cava o poste ou contra poste sem equipamento ou estrutura. BS0100I. é remunerada pela atividade 0115. 7. corrige-se a numeração do logradouro e do sistema de gestão de redes (quando for o caso). Se a cava for em rocha. BS0102I. BS0100D e BS0100R – POSTE DE MADEIRA 7 a 9m.8 MCM Trado manual 12 mm 1/2 pol Trado manual 16 mm 5/8 pol Trena fita fibra 50m Volt/Amper/Alicate 750 v 1000A Alavanca grande Alavanca p/ abertura de caixas padrão COELBA Baldes Cavadeira Colher de Pedreiro Desenpoladeira Enxada Foice Lona de barraca (confecção de emenda. Na remoção está incluso o fechamento da cava. BS0101R .). etc. Na relocação.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 78 79 80 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 91 92* 93* 94* 95* 96* 97* 98* 99* 100* 101* 102* 103* 104* 105* FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER FER Moitão aço 2R 3/8 pol 350daN Placa de sinalização Prancheta de mão Sacola para bastão universal Sacola para içar ferramentas Talco para luva de borracha Talha manual 1500 kg Talhadeira aço 150X16mm Tesoura cabo 1/0 CAA Tesoura cabo 336. Na instalação. Na remoção está incluso o fechamento da cava. é remunerada pela atividade 0115.POSTE DE CONCRETO 7 a 9m. na medida em que visa esclarecer o que está incluído em cada ítem de serviço contratado. BS0102R . corrige-se a numeração do logradouro e do sistema de gestão de redes (quando for o caso). Na instalação. a numeração (quando for o caso). Página 12 de 56 .

corrige-se a numeração do logradouro e do sistema de gestão de redes (quando for o caso). BS0108I . é remunerada pela atividade 0115. cabendo a Coelba fornecer os novos elos fusíveis e chave bay pass e a firma contratada fornecer todos os insumos. BS0105I.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . ferramentas e EPI. a remuneração inclui esta e a cava em rocha. Na instalação. Na relocação. BS0104R – POSTE DE CONCRETO 15 a 19m. Na relocação. BS0105R – POSTE DE CONCRETO ACIMA DE 19m. Na remoção está incluso o fechamento da cava. Na remoção está incluso o fechamento da cava.CAVA EM ROCHA SEM EXPLOSIVO Escavação de cava em rocha independente da profundidade. BS0109S – SUBST ELOS FUSÍVEIS EM REDE ENERGIZADA Serviço de substituição de elos fusíveis com rede energizada. Na relocação. a remuneração inclui esta e a cava em rocha. Se a cava for em rocha. BS0106R – POSTE METALICO Cava o poste ou contra poste sem equipamento ou estrutura. Se a cava for em rocha. BS0103R – POSTE DE CONCRETO 10 a 14m. BS0106D. Na instalação. Não inclui os materiais de fixação BS0109I . alavanca. corrige-se a numeração do logradouro e do sistema de gestão de redes (quando for o caso). Não inclui os materiais da fundação. mão-de-obra. Se a cava for em rocha. Na instalação. a numeração (quando for o caso). corrige-se a numeração do logradouro e do sistema de gestão de redes (quando for o caso). corrige-se a numeração do logradouro e do sistema de gestão de redes (quando for o caso). a remuneração inclui esta e a cava em rocha. Cava o poste ou contra poste sem equipamento ou estrutura. BS0107I . veículo. a remuneração inclui esta e a cava em rocha. É considerada como cava em rocha quando a escavação é feita com ferramentas apropriadas para rocha. BS0106I. BS0105D. a remuneração inclui esta e a cava em rocha. é remunerada pela atividade 0115. a numeração (quando for o caso). BS0103D. a numeração (quando for o caso). Na remoção está incluso o fechamento da cava. BS0104D. Na relocação. Na remoção está incluso o fechamento da cava. Na remoção está incluso o fechamento da cava. compressor. corrige-se a numeração do logradouro e do sistema de gestão de redes (quando for o caso). BS0104I. Na instalação. Na instalação. a numeração ( quando for o caso ).Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Se a cava for em rocha. Página 13 de 56 . Cava o poste ou contra poste sem equipamento ou estrutura.BASE EM ÂNCORA PARA POSTE Fixação do poste através de âncoras retangular de concreto ou através de toras de madeira. Caberá à COELBA verificar se a cava não pode ser aberta em sua totalidade com o uso de ferramentas para terrenos normais. é remunerada pela atividade 0115. a numeração (quando for o caso).BASE CONCRETO PARA POSTE Preparo da fundação através de formas. é remunerada pela atividade 0115. Na relocação. etc. é remunerada pela atividade 0115. para implantação de poste ou estai sem a utilização de explosivo. Se a cava for em rocha. tambores ou manilhas e distribuição de concreto na base do poste. BS0103I. Cava o poste ou contra poste sem equipamento ou estrutura.

BS0119I . BS0111T – MEDIÇÃO TEMPERATURA TRANSFORMADORES Serviço de medição de temperatura dos transformadores com Pirômetro e avaliação das condições visuais do transformador e rede secundária.CAVA EM ROCHA COM EXPLOSIVO Escavação de cava em rocha independente da profundidade.RECOMPOSIÇÃO DE PASSEIO Restauração do passeio ou calçada.ACEIRO EM POSTE Limpeza em torno do poste num raio de 0. prensa fios. BS0121I. danificado pela execução de qualquer atividade dos itens de postes. incluindo o material da pintura. BS0114I . BS0112I . Na retirada ou relocação não inclui as placas de concreto. inclui o material para explosão. Cavas.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0110I . BS0117I. amarrações e conexões de condutores. Considerar cada pintura ou equipamento codificado. BS0116I. uma unidade de medida. BS0121D. alças preformadas. manilhas sapatilhas.APRUMO DE POSTE Deixar o poste na verticalidade.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .PINTURA DE POSTE OU EQUIPAMENTO Pintar numeração de poste. Cava placa de concreto. cabendo a COELBA fornecer o Pirômetro e o empreiteiro fornecer mão-de-obra e motocicleta. cabos de aço. placas de concreto. como chapa. BS0121R – 3 ESTAIS DE SOLO. BS0120D. BS0120R – 2 ESTAIS DE SOLO. cabo de aço. incluindo o material necessário a recomposição. Caberá à COELBA verificar se a cava não pode ser aberta em sua totalidade com o uso de ferramentas para terrenos normais. BS0120I. BS0117D. e instalação de novos materiais. e codificação de equipamento. Cavas. com todos os acessórios e interligação ao sistema de aterramento. Página 14 de 56 . cabos de aço.RETENSIONAMENTO DE ESTAI Retensionar o cabo de aço. quando os furos padronizados não atendem a posição adequada. incluindo retensionamento.ESTAI AÉREO Estai em tirante de poste a poste. incluindo o tratamento do furo. identificando o número e código do transformador. incluindo a substituição de qualquer material. BS0118I . acessórios de fixação e interligação ao sistema de aterramento. etc. Na atividade 0110. BS0111I . acessórios de fixação e interligação ao sistema de aterramento.SUBSTITUIÇÃO EM ESTAI Retirada de materiais danificados. cruzeta a poste ou cruzeta a cruzeta. BS0116D. BS0116R . placas de concreto. Na retirada ou relocação não inclui as placas de concreto.FURAÇÃO EM POSTE DE MADEIRA Execução de um furo no poste. BS0117R – 1 ESTAI DE SOLO. cabo de aço. para implantação de poste ou estai com utilização de explosivo. Exclui emendas de condutores. refazendo as amarrações e conexões necessárias. acessórios de fixação e interligação ao sistema de aterramento. BS0115I .75m para protegê-lo contra fogo. Na retirada ou relação não inclui as placas de concreto. BS0113I .

acessórios de fixação e interligação ao sistema de aterramento. BS0206I. isoladores. Estrutura primária tipo N1. BS0201R . para-raios e equipamentos. BS0202D. N3. BS0200R . materiais de fixação e amarração.5 ESTAIS DE SOLO. placas de concreto. Na retirada ou relocação não inclui as placas de concreto BS0123I. cabos de aço. incluindo as estruturas para chaves. BS0202R . N3. BS0127D . U3. M3.ESTRUTURA AT DE 2F DE CRUZETA DUPLA.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . independente do número de estribos.ESTRUTURA AT DE 2F DE CRUZETA SIMPLES. isoladores. BS0200I. M1. ferragens. BS0203D. BS204D. Estrutura primária tipo N2. Nas estruturas em 3F. materiais de fixação e amarração.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0122I. B4. BS0203R . M4 e LE com cruzetas. M2. inclui as estruturas para mufllas com as muflas. BS0122R – 4 ESTAIS DE SOLO. N4. isoladores. M2. Cavas.ESTRUTURA BT OU AFASTADOR. BS0124R – 6 ESTAIS DE SOLO. Estrutura primária tipo U1. inclui as estruturas para mufllas com as muflas. isoladores. BS0205I. BS0123R . BS0206R . ferragens. Compreende também um afastador para armação secundária com materiais de fixação. BS0123D.ADICIONAL DE RETIRADA DE POSTE DE CONCRETO Esta atividade será aplicada quando o concreto de uma base de poste existente está em contato direto (sem manilha ou alguma forma entre concreto e poste) com o poste. BS0124D. Nas estruturas em 3F. materiais de fixação e amarração. BS0126D . BS0201D. M4 e LE com cruzetas. mas executada manualmente por se encontrar em situação inacessível ao guindauto. M1. Vigas e anéis de concreto ou viga de madeira. Na retirada ou relocação não inclui as placas de concreto BS0124I. para-raios e equipamentos. BS0202I. Na retirada ou relocação não inclui as placas de concreto BS0125I – ABERTURA E FECHAMENTO DE CAVA Esta atividade será aplicada quando for cancelada a implantação do poste ou do estai com a cava já aberta. e B1 com cruzeta. Esta atividade será adicionada a uma das atividades 0102 a 0106 numa retirada de poste. B3. M3. materiais de fixação e amarração.ADICIONAL DE RETIRADA DE POSTE METÁLICO Idem atividade 0126 para poste metálico. placas de concreto. materiais de fixação e amarração. Estrutura primária tipo N1.ESTRUTURA AT DE 1F. N4.ESTRUTURA AT DE 3F DE CRUZETA SIMPLES. B2. Armação secundária. U4 com isoladores. incluindo as estruturas para chaves. equipamento). U2. BS0204R . cabos de aço. materiais de fixação e amarração. ferragens. Cavas. B2. ferragens. Página 15 de 56 . BS0205D. materiais de fixação e amarração.ADICIONAL DE EXECUÇÃO MANUAL DE ATIVIDADE Esta atividade será aplicada como adicional a uma atividade que necessita do auxílio do guindauto (poste. Para efeito do cálculo de mão de obra o afastador é independente da armação secundária. ferragens. BS0203I. cabos de aço. Cavas. incluindo isoladores. B4. e B1 com cruzeta. transformador.ESTRUTURA AT DE 3F DE CRUZETA DUPLA Estrutura primária tipo N2. BS0128 . BS0205R . BS0206D. acessórios de fixação e interligação ao sistema de aterramento. BS0122D.ESTRUTURA AT EM VIGA (ESTRUTURA HT). BS0201I. acessórios de fixação e interligação ao sistema de aterramento. BS0200D. placas de concreto. isoladores. B3. BS0204I. ferragens.

MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .ESPAÇADOR EM ESTRUTURA N2 DE 36. em uma estrutura de cruzeta dupla. na mesma cadeia. isoladores e materiais de fixação e amarração. BS0208I . incluindo fixação e amarração de condutores. BS0211I . BS0215I. BS0213D. isoladores. BS0207D.2KV Instalação de espaçador de concreto em estruturas primárias tipo N2. isoladores.SUBSTITUIÇÃO DE VIGA EM ESTRUTURA HT. reaperto da estrutura. retensionamento e amarração de condutores. retensionamento e amarração de condutores. . incluindo reposição dos isoladores.CONJUNTO DE OLHAL. e isoladores em uma mesma estrutura. BS0207I. BS0210I. em uma estrutura de cruzeta simples.SUBSTITUIÇÃO DE PINO Retirada de um pino e instalação de novo pino.SUBSTITUIÇÃO DE MÃO FRANCESA Retirada de uma ou mais mãos francesas e instalação de novas mãos francesas em uma mesma estrutura. Inclui um isolador polimérico. BS0212I .SUBSTITUIÇÃO DE CRUZETAS EM ESTRUTURA DE CRUZETA DUPLA Retirada de uma ou duas cruzetas e a instalação de novas cruzetas. incluindo a reinstalação de ferragens. incluindo amarração do condutor. em estrutura de rede de distribuição. Esta atividade é aplicada somente em casos de adição de fase e transformação de estrutura N3 para N4 e N2 para N5. equipamentos. Estrutura secundária em cruzeta. retensionamento e amarração dos condutores.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Inclui também as estruturas para neutro comum. retensionamento e amarração de condutores. BS0217I . ferragens. Retirada de viga de concreto ou de madeira. Esta atividade é aplicada somente em casos de nova isolação de 15 para 34. BS0219I .ESTRUTURA BT EM CRUZETA. BS0216I . BS0207R . Um ou mais pino com isolador em uma mesma estrutura. BS0213R . BS0218I . BS0215R . isoladores. GANCHO E ISOLADORES. incluindo amarração dos condutores.SUBSTITUIÇÃO DE ISOLADOR DE PINO Retirada de um isolador de pino e instalação de novo isolador de pino. incluindo reinstalação do isolador e amarração do condutor. incluindo a reinstalação de chaves.SUBSTITUIÇÃO DE ARMAÇÃO OU AFASTADOR Retirada de uma armação secundária ou um afastador e a instalação de nova armação secundária ou novo afastador. gancho.PINO COM ISOLADOR.ISOLADOR DE DISCO OU POLIMETRICO EM ESTRUTURA RD Um ou mais isoladores de disco numa mesma cadeia em estrutura de rede de distribuição. Página 16 de 56 . BS0209I .SUBSTITUIÇÃO DE CRUZETA EM ESTRUTURA DE CRUZETA SIMPLES Retirada da cruzeta e a instalação de nova cruzeta. Um ou mais conjuntos de olhal. BS0215D. incluindo ferragens.5kv.SUBSTITUIÇÃO DE ISOLADOR DE DISCO EM ESTRUTURA RD Retirada de um ou mais isoladores de disco e instalação de novos. BS0213I. BS0214I . incluindo retensionamento e amarração do condutor. nivelamento e verificação do estado das cruzetas. incluindo a amarração do condutor. incluindo a reinstalação de ferragens.

BS0230D. verificando e substituindo (caso necessário) os materiais que compõem a estrutura. na mesma cadeia. conexões. incluindo amarração dos condutores. passagens. emendas. da rede compacta. e gravação em disquete. Estrutura primária tipo CE1 da rede spacer. BS0221I . em estrutura de linha de transmissão. incluindo BS0229I – INSPEÇÃO EM POSTE E ESTRUTURAS REDES URBANAS Inspecionar um poste e suas estruturas das redes urbanas. Na substituição (retirada e instalação). inclui o retensionamento e conexões dos ramais de ligação. BS0227I. conexões. BS0231D. Estrutura primária tipo CE1-A da rede spacer. nivelamento. com ferragens. nivelamento e reaperto da armação. BS0228D. BS0230R – ESTRUTURA AT– BRAÇO L.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . BS0228I.SUBSTITUIÇÃO DE ISOLADOR DE DISCO EM ESTRUTURA LT DE AMARRAÇÃO Retirada de um ou mais isoladores de disco e instalação de novos. materiais de fixação e amarração do cabo mensageiro de aço. materiais de fixação e amarração do cabo mensageiro de aço. em uma mesma armação secundária. inclui o retensionamento e conexões dos ramais de ligação. BS0223I . nivelamento. CE-PR para pára-raios e CE-TR para transformadores da rede compacta. BS0224I . Condutor secundário multiplexado de alumínio na bitola 3#35(35). Na substituição (retirada e instalação). BS0225D.NIVELAMENTO DE CRUZETA Colocação da cruzeta no esquadro e na bissetriz com relação aos condutores da rede.SUBSTITUIÇÃO DE ISOLADOR ROLDANA Retirada de um ou mais isoladores roldana e instalação de novos isoladores roldana. conexões. com ferragens. BS0227D. materiais de fixação e amarração. BS0222I . BS0228R – CONDUTOR MULTIPLEXADO AL 3#120(120). estribo e cruzamentos. Inclui o espaçador fixo nos braços L e anti-balanço. CE3.SUBSTITUIÇÃO DE ISOLADOR DE DISCO EM ESTRUTURA LT DE SUSPENSÃO Idem atividade 0223 para estrutura de suspensão BS0225I. Página 17 de 56 . incluindo retensionamento e amarração do condutor. BS0232R – ESTRUTURA AT– BRAÇO C. digitação dos dados. incluindo reaperto geral e amarração dos condutores. tensionamento. emendas. incluindo tensionamento. CE4. com ferragens. isoladores. inclui o retensionamento e conexões dos ramais de ligação.NIVELAMENTO E REAPERTO DE ESTRUTURA SECUNDÁRIA Colocação das armações secundárias na verticalidade. incluindo a amarração do condutor. passagens. BS0232D. Não inclui o aterramento dos pára-raios. Estrutura primária tipo CE2. incluindo tensionamento. estribo e cruzamentos. Na substituição (retirada e instalação). incluindo chaves fusíveis e/ou pára-raios.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0220I . BS0227R – CONDUTOR MULTIPLEXADO AL 3#70(70). Condutor secundário multiplexado de alumínio na bitola 3#120(120) respectivamente. estribo e cruzamentos. Inclui os equipamentos e acessórios e Coordenadas do GPS Cadastro no GOR BS0230I. emendas. passagens. BS0225R – CONDUTOR MULTIPLEXADO AL 3#35(35). Condutor secundário multiplexado de alumínio na bitola 3#70(70) respectivamente. nivelamento. BS0231R – ESTRUTURA AT – BRAÇO L E ANTI-BALANÇO. Inclui as estruturas CE-BF para chaves fusíveis. BS0232I. anotando em formulário específico. para verificar a necessidade de substituição de componentes. BS0231I.

desde que os postes estejam com vãos acima de 80m. BS0237I. Na substituição (retirada e instalação). incluindo tensionamento. O estribo só inclui a conexão. BS0300R . ou tipo anti-balanço. nivelamento e reaperto do braço L. a confecção deve ser remunerada à parte pela atividade 0329. BS0238 . emendas. mas os vãos entre postes estejam iguais ou inferiores a 80m.CONDUTOR DE COBRE NU Condutor primário ou secundário de alumínio nu ou CAZ e cobre nu. nivelamento e amarração de condutores em alumínio ou cobre nu ou CAZ. aplicar a atividade de inspeção de rede urbana cuja remuneração é por poste. incluindo a reinstalação de chaves. Esta atividade é independente da atividade de inspeção em estrutura.CONDUTOR ALUMÍNIO NU OU CAZ Condutor primário ou secundário de alumínio nu ou CAZ e cobre nu. inclui o retensionamento e conexões dos ramais de ligação. páraraios. nivelamento. conexões. incluindo tensionamento. Esta atividade segue as instruções para atender os serviços de manutenção. estribo e cruzamentos. retensionamento e amarração do cabo. BS0240 – INSPEÇÃO EM POSTE E ESTRUTURAS REDES RURAIS Inspecionar um poste e suas estruturas das redes rurais. BS0236I . ferragens. BS0235I . retensionamento e amarração de condutores. digitação dos dados. incluindo (caso necessário) conexões. incluindo espaçador.NIVELAMENTO E REAPERTO DE BRAÇO Colocação de braço tipo L. emendas.SUBSTITUIÇÃO DE BRAÇO ANTI-BALANÇO Retirada de braço anti-balanço e instalação de novo braço em rede spacer. caso necessário.IDENTIFICAR A ESTRUTURA NO POSTE Marcar no poste através de marcadores industriais um número que identifica a estrutura primária. incluindo reaperto geral e amarração dos condutores. e gravação em disquete.ESPAÇADOR EM ESTRUTURA U2 DE 36. passagens.SUBSTITUIÇÃO DE BRAÇO C Retirada de braço C e a instalação de novo braço em rede spacer. para verificar a necessidade de substituição de componentes. BS 0301D. conexões. BS0239I . de mensageiro de aço. na verticalidade. incluindo tensionamento. BS0234I . isoladores. passagens e cruzamentos. estribo e cruzamentos. Em estrutura com braço anti-balanço. Na substituição (retirada e instalação). BS0301I.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . a confecção deve ser remunerada à parte pela atividade 0329. passagens. Esta atividade é aplicada somente em casos de reisolação de 15 para 34. inclui o retensionamento e conexões dos ramais de ligação. BS0301R . conexões. verificando e substituindo.5kv. emendas.2KV Instalação de espaçador de concreto em estruturas primarias tipo U2. anotando em formulário específico. Condutor secundário multiplexado de alumínio na bitola 2#35(35). estribo e cruzamentos. nivelamento. inclui nivelamento e reaperto do mesmo. passagens. BS0300I. em rede spacer. nivelamento.SUBSTITUIÇÃO DE BRAÇO L Retirada de braço L e instalação de novo braço. BS0302I . Os marcadores serão fornecidos pela CONTRATADA.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0233I . Na substituição (retirada e instalação). inclui o retensionamento e conexões dos ramais de ligação.RETENSIONAMENTO DE CONDUTORES NU Tensionamento. incluindo espaçador. ou tipo C. Página 18 de 56 . Quando a rede estiver em área rural. os materiais que compõem a estrutura. Inclui os equipamentos e acessórios. BS0300D. primários e secundários em rede existente. BS0237D. O estribo só inclui a conexão. BS0237R – CONDUTOR MULTIPLEXADO AL 2#35(35).

EMENDA DE CONDUTORES NUS Emenda de condutor primário ou secundário alumínio ou cobre nu ou CAZ. BS0311I – INSTALAR ESTRIBO E GRAMPO DE LINHA VIVA Esta atividade é remunerada apenas em redes existentes e inclui as conexões. Pulverizar a rede energizada com moto-bomba. com equipamentos adequados. independente do tipo e instalação de novo conector tipo parafuso fendido ou impacto ou compressão respectivamente.SUBSTITUIÇÃO DE CONECTOR PARA IMPACTO Retirada de um conector. BS0312I .LIMPEZA DE CONDUTORES COM PARASITAS Esta atividade é remunerada por vão e independente do número de condutores por vão. Se o ramal precisa de retensionamento. devem ser reconectados (caso necessário) a rede já retensionada. Retirar da rede energizada as parasitas. A confecção do estribo. BS0305I . BS0303I .SUBSTITUIÇÃO DE CONECTOR PARA PARAFUSO FENDIDO Retirada de um conector. através de pré-formados.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Não inclui emendas e estribos. utilizando herbicida líquido para evitar o surgimento de parasitas. pelas atividades de retensionamento de ramal. incluindo instalação ou substituição (caso necessário) da fita de proteção. se necessário. BS0308I . independente do tipo e instalação de novo conector tipo parafuso fendido ou impacto ou compressão respectivamente. Página 19 de 56 . incluindo as conexões e transferencia do ramal de entrada.IMUNIZAÇÃO DE CONDUTORES CONTRA PARASITAS Esta atividade é remunerada por vão e independe do número de condutores por vão. incluindo o retensionamento do condutor. BS0304I . verificação do estado do isolador e qualquer tipo de amarração em fim de linha. BS0313I – INSTALAR JUMPER OU PASSAGEM DE NEUTRO Esta atividade é remunerada apenas em redes existentes e inclui as conexões. sendo o material utilizado a cargo da CONTRATADA. BS0309I . BS0306I .SUBSTITUIÇÃO ESTRIBO OU GRAMPO DE LINHA VIVA Retirada de um estribo ou grampo de linha viva e instalação de um novo. será remunerada a parte. sendo o material utilizado a cargo da CONTRATADA: Pulverizar a rede energizada com moto-bomba. incluindo instalação ou substituição (caso necessário) da fita de proteção. Pulverizar a rede energizada com moto-bomba. verificação do estado do isolador e qualquer tipo de amarração em fim de linha.SUBSTITUIÇÃO DE CONECTOR PARA COMPRESSÃO Retirada de um conector. Quanto aos ramais de ligação. deve a COELBA autorizar e remunerar a parte pelas atividades 0525 a 0527. compreendendo três partes.SUBSTITUIÇÃO DE AMARRAÇÃO EM ISOLADOR PINO Retirada de amarração e instalação de nova amarração. será remunerado a parte. utilizando herbicida líquido para evitar o surgimento de parasitas. BS0310I . pela atividade 0329. BS0307I . independente do tipo e instalação de novo conector tipo parafuso fendido ou impacto ou compressão respectivamente. A transferência do ramal de ligação para o estribo. utilizando fungicida líquido para facilitar a retirada das parasitas.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . O ramal deve ficar da mesma forma que estava antes do retensionamento do condutor da rede.SUBSTITUIÇÃO DE AMARRAÇÃO EM ISOLADOR ROLDANA Retirada de amarração e instalação de nova amarração.

BS0320I. incluindo retensionamento. incluindo as conexões.REPAROS EM SECCIONAMENTOS DE CERCAS Substituição de qualquer material da atividade 0321. BS0321R . incluindo (caso necessário) conexões. Quando fornecidos pela CONTRATADA. BS0315I . BS0318I . quando da substituição de postes. interligações e conexões. Se o ramal precisar de retensionamento.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . remunera-se com a atividade 0318 com a quantidade igual ao número de hastes menos uma. BS0317I . deve a fiscalização da COELBA autorizar e remunerar a parte pelas atividades retensionamento de ramais BS0326I . cabo e conexões. os materiais correspondem ao pó fundente e o molde. incluindo cavas.MUFLAS DE CABO TELEFÔNICO Retirada e instalação de muflas ou passagem de cabo telefônico. Cada ponto de solda corresponde a uma unidade.HASTE ADICIONAL EM ATERRAMENTO Esta atividade é utilizada para remunerar a mais a atividade 0317. no qual exista mufla ou passagem de cabo telefônico. Quanto aos ramais de ligação. quando da substituição de postes. no qual exista mufla ou passagem de cabo telefônico.ATERRAMENTO Esta atividade remunera o aterramento com uma haste e inclui a cava. BS0320M . amarração e conexão. independente se o ramal é monofásico ou bifásico. Exemplo: Se a RDR passa transversal a uma cerca. BS0324I .RETENSIONAMENTO CONDUTOR MULTIPLEXADO Al 3#35(35) Tensionamento. BS0322I .PASSAGEM DE CABO TELEFÔNICO Retirada e instalação de muflas ou passagem de cabo telefônico. passagens e cruzamentos. esta será secionada e aterrada em dois pontos. BS0323I . devem ser reconectados (caso necessário) a rede já retensionada. Seccionamento através de pré-formados ou isoladores castanha incluindo aterramento.SECCIONAMENTO E ATERRAMENTO EM CERCAS. quando esta inclui mais de uma haste de aterramento. Não inclui estribos. nivelamento e amarração de condutor secundário multiplexado de alumínio na bitola 3#35(35).RETENSIONAMENTO CONDUTOR MULTIPLEXADO AL 3#70(70) Página 20 de 56 . conexões e retensionamento do arame da cerca. em rede existente. Compreende também a inclusão de uma haste ao aterramento existente. O ramal deve ficar da mesma forma que estava antes do retensionamento do condutor da rede.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0314I . Esta atividade é remunerada por consumidor. interligações e conexões.BALANCEAMENTO EM REDES SECUNDÁRIAS Mudança de fase do ramal de entrada na rede secundária.SUBSTITUIÇÃO DE ELETRODUTOS EM ATERRAMENTO Retirada do eletroduto e instalação de um novo. Não inclui a solda exotérmica. incluindo cavas.SUBSTITUIÇÃO JUMPER OU PASSAGEM DE NEUTRO Retirada de um jumper ou passagem de neutro e instalação de um novo. Utilizada em conexões de sistemas de aterramento. incluindo as conexões.SOLDA EXOTÉRMICA COM E SEM MATERIAIS. BS0319I . Caso o aterramento tenha mais de uma haste. eletroduto. BS0316I . BS0321D. haste. vide atividade 0320. Esta atividade é remunerada por cada ponto de secionamento e aterramento. BS0321I.

CONDUTOR COBERTO AL 185MM2. incluindo tensionamento.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .RETENSIONAR CONDUTOR COBERTO AL 70MM2 Tensionamento. BS0330D. em rede existente. ferragens. Se o ramal precisar de retensionamento. Condutor primário das redes compactas. na bitola 70mm2. nivelamento. Quanto aos ramais de ligação. conexões e passagens. BS0335I . nivelamento e amarração de condutor secundário multiplexado de alumínio na bitola 3#120(70). Não inclui estribos. Não inclui estribos. Cabo de aço de sustentação dos condutores da rede compacta. independente do tipo e instalação de novo conector tipo cunha. BS0329I – CONFECÇÃO DO ESTRIBO Esta atividade será aplicada quando o estribo for confeccionado no local da obra. nivelamento.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Tensionamento. BS0333D. BS0334I . A remuneração é por metro de condutor. independente de obra em rede nova ou existente. O ramal deve ficar da mesma forma que estava antes do retensionamento do condutor da rede. incluindo (caso necessário) conexões e passagens e substituição de espaçadores. nivelamento e amarração nos espaçadores de condutor primário existente das redes compactas. na bitola 185mm2. BS0330I. incluindo a fixação no poste através de fita de aço inoxidável. Página 21 de 56 . incluindo tensionamento. A substituição deve ser feita por uma retirada e uma instalação. A substituição deve ser feita por uma retirada e uma instalação. A remuneração é por metro de condutor. ou 3#70(70) ou 3#120(70). incluindo (caso necessário) conexões. BS0332R . BS0331R . devem ser reconectados (caso necessário) a rede já retensionada. BS0333R – CABO MENSAGEIRO DE AÇO. incluindo tensionamento. fixação nos espaçadores. BS0332D. A substituição deve ser feita por uma retirada e uma instalação BS0333I. passagens e cruzamentos. passagens e cruzamentos.RETENSIONAMENTO CONDUTOR MULTIPLEXADO AL 3#120(70) Tensionamento.CONDUTOR COBERTO AL 70MM2. nivelamento e amarração de condutor secundário multiplexado de alumínio na bitola 3#35(35).RETENSIONAR CONDUTOR COBERTO AL 185MM2 Tensionamento. BS0331D. na bitola 70mm2 ou 185mm2. conexões e passagens. BS0331I. Se o ramal precisar de retensionamento. devem ser reconectados ( caso necessário ) a rede já retensionada. conexão a rede secundária mutiplexada. Condutor primário das redes compactas. deve a fiscalização da COELBA autorizar e remunerar a parte pelas atividades retensionamento de ramais BS0328I – SUBSTITUIÇÃO DE CONECTOR PARA CUNHA Retirada de um conector. O ramal deve ficar da mesma forma que estava antes do retensionamento do condutor da rede. Inclui um ou dois olhais para derivação dos ramais de serviço. na bitola 70mm2. incluindo (caso necessário) conexões e passagens e substituição de espaçadores. Caixa de derivação antifurto. incluindo (caso necessário) conexões. nivelamento e amarração nos espaçadores de condutor primário existente das redes compactas. Quanto aos ramais de ligação. em rede existente. nivelamento. BS0332I. ou parafuso ou cinta. deve a fiscalização da COELBA autorizar e remunerar a parte pelas atividades retensionamento de ramais BS0327I . fixação nos espaçadores. amarração e fixação dos espaçadores. BS0330R – CAIXA DERIVAÇÃO ANTIFURTO.

e elos fusíveis das chaves de proteção.raios. nivelamento e amarração nos espaçadores de condutor primário existente das redes compactas.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . BS0341D.8kv.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0336I – RETENSIONAMENTO CABO MENSAGEIRO DE AÇO Tensionamento. BS0401D. BS0342I . ligações ao sistema de aterramento. BS0340I. deve a fiscalização da COELBA autorizar e remunerar a parte pelas atividades retensionamento de ramais. incluindo (caso necessário) conexões. caso necessário. BS0337I. BS0400I. BS0337D. na bitola 35mm2. BS0404R – PÁRA-RAIOS EM REDE AÉREA. incluindo as ligações primária e secundária. quando da substituição. BS0339I . com acessórios de fixação. Não inclui estribos. Transformador para posto de transformação de 34. ligações ao sistema de aterramento. Página 22 de 56 . BS0337M. BS0340D – COBERTURA ISOLANTE EM REDE PRIMÁRIA. ao sistema de aterramento. BS0402I. BS0402R – TRANSFORMADOR DE 1000KVA EM PLATAFORMA. BS0400R – TRANSFORMADOR EM POSTE. BS0401I. mesmo substituindo os conectores. Transformador para posto de transformação de 34. Compreende o espaçador para os condutores da rede secundária. Para . conexões e passagens. BS0404D. BS0341I. passagens e cruzamentos. de sustentação dos condutores de rede compacta. Transformador com as ligações a rede primária e secundária. BS0404I.RETENSIONAR CONDUTOR COBERTO AL 35MM2 Tensionamento. BS0400D. e elos fusíveis das chaves de proteção. incluindo as ligações primária e secundária. substituição de ferragens e espaçadores. A remuneração é por metro de condutor. Quanto aos ramais de ligação. fixação nos espaçadores.8kv. BS0337R – ESPAÇADOR EM REDE SECUNDÁRIA.5/13. incluindo tensionamento. conexões. com acessórios de fixação. nivelamento e amarração de condutor secundário multiplexado de alumínio na bitola 2#35(35) em rede existente. A COELBA fornecerá o material isolante. conexão na rede e no sistema de aterramento. conexão na rede. BS0405D. Cobertura isolante em rede primária com utilização do equipamento apropriado para proteção contra toques acidentais de árvores.CONDUTOR COBERTO AL 35MM2 Condutor primário das redes compactas. nivelamento e amarração nos espaçadores do cabo mensageiro de aço existente. incluindo. BS0341R . A substituição deve ser feita por uma retirada e uma instalação. troca de elos fusíveis e cabo que liga as buchas à rede secundária. devem ser reconectados (caso necessário) a rede já retensionada. na bitola 35mm2. BS0405R – CHAVE FUSÍVEL Chave fusível. BS0338I – SUBSTITUIÇÃO DE ESPAÇADOR EM REDE COMPACTA Compreende a retirada de um espaçador em rede spacer e a instalação de novo espaçador. nivelamento.RETENSIONAMENTO CONDUTOR MULTIPLEXADO AL 2#35(35) Tensionamento. incluindo as amarrações. Inclui operação de chaves. BS0402D. incluindo furação quando o espaçador for em tubo PVC e amarração. O ramal deve ficar da mesma forma que estava antes do retensionamento do condutor da rede. Se o ramal precisar de retensionamento. BS0401R – TRANSFORMADOR DE 225 a 500 KVA EM PLATAFORMA. BS0405I.5/13. incluindo (caso necessário) conexões e passagens e substituição de espaçadores.

acessórios de fixação e chave fusível. BS0415I. Cruzetas. BS0417I. equipamentos de controle com suas estruturas de sustentação. ligações. BS0420I.ESTRUTURA PARA BANCO FIXO DE CAPACITORES. suporte para transformadores. BS0414D. Seccionador automático. e sistema de aterramento. BS0416R . Não inclui o pára-raios e aterramento. vigas. BS0408D. BS0407D. BS0411D. ligações. mecanismo de operação e conexão ao sistema de aterramento. conexões. e sistema de aterramento. BS0410R – SECCIONADOR AUTOMÁTICO EM REDE AÉREA. BS0418I. ou seccionadora tripolar. BS0413I. com acessórios de fixação. BS0419I. BS0407R – CHAVE BASCULHANTE Chave basculante ou a óleo. BS0420D. BS0409D. Acessórios de fixação. BS0414R – ESTRUTURA P/ TRAFO 2F OU 3F EM POSTE. Posto de transformação com postes.ESTRUTURA PARA CHAVE A ÓLEO. inclui os ajustes e lubrificação do mecanismo de operação. controla. Chave basculante ou a óleo. controla. BS0411R – CAPACITOR EM REDE AÉREA. isoladores. Ferragens. incluindo as ligações e conexões a rede.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . BS0417R . com as ligações a rede. e sistema de aterramento. Acessórios de sustentação das células. BS0415R – ESTRUTURA PARA TRAFO EM PLATAFORMA. Cruzetas. BS0414I. com as ligações a rede. estruturas em cruzetas. conexão na rede e no sistema de aterramento. BS0408I. equipamentos de controle com suas estruturas de sustentação. BS0409I. BS0413R – ESTRUTURA P/ TRAFO 1F EM POSTE. BS0420R – ESTRUTURA PARA BANCO AUTOMÁTICO DE CAPACITORES Acessórios de sustentação das células. suporte para transformadores. conexão na rede e no sistema de aterramento. BS0409R – RELIGADOR EM REDE AÉREA. transformadores de medidas. equipamentos de proteção. BS0419R . transformadores de medidas. conexões. Na substituição. ou seccionadora tripolar. com suas estruturas de sustentação. equipamentos de proteção. ligações.ESTRUTURA PARA RELIGADOR. equipamentos de manobra e proteção. ferragens. BS0408R – CHAVE SECCIONADORA SECA TRIPOLAR OU A ÓLEO OU BASCULANTE. Não inclui o pára-raios e aterramento. com suas estruturas de sustentação. BS0410I. BS0416D. acessórios de fixação e chaves fusíveis. Acessórios de fixação. BS0413D. ligações. ferragens. BS0417D. Cada célula de um banco de capacitor de qualquer capacidade. Religador. BS0418R . e sistema de aterramento. Página 23 de 56 . BS0406D. Chaves de seccionamentos e suas estruturas de sustentação. com acessórios de fixação e conexão na rede.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Chaves fusíveis de transformador já estão incluídas nas estruturas dos mesmos. com acessórios de fixação. isoladores. BS0406I. BS0406R – CHAVE FACA Chave faca. BS0411I. BS0410D. e sistema de aterramento. conexões. mecanismo de operação e conexão ao sistema de aterramento. conexões. BS0415D. Na substituição. conexões.ESTRUTURA PARA SECCIONADOR AUTOMÁTICO. conexões e sistema de aterramento. BS0419D. BS0418D. inclui os ajustes e lubrificação do mecanismo de operação. ligações. BS0416I. ligações.

REGULADOR TENSÃO 15. examinar carcaça.DESATIVAR RAMAL DE SERVICO Retirada de ramal ou parte do ramal de consumidor desligado.REGULADOR TENSÃO 34. incluindo verificação do óleo. BS0518I . independente do número de toques. incluindo as ligações e conexões a rede e ao sistema de aterramento.BANCO REGULADORES DE TENSÃO CONFERENCIA E TESTE DE OPERAÇÃO Conferência ou teste de operação em banco regulador. BS0432D. conexões.Deslocamento da turma na RDR. de uma ou mais chaves em uma mesma estrutura.ESTRUTURA PARA REGULADOR EM PLATAFORMA. BS0431R . BS0431D. BS0432I. Postes.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . Cada regulador de um banco. conexões.SUPORTE CONCRETO REGULADOR TENSÃO 34. Esta atividade nas RDR remunera-se também com a atividade 0714 . em uma mesma estrutura. conforme desenho D . BS0421D.ESTRUTURA PARA REGULADOR EM POSTE. BS0422D.5 KV. BS0433D.0 KV. BS0428D – RELIGAMENTO AUTOMÁTICO DE EQUIPAMENTO DE SE Esta atividade compreende o bloqueio do religamento automático nos religadores e disjuntores para proporcionar os trabalhos com segurança. BS0427R – PROTEÇÃO SECUNDÁRIA DE TRANSFORMADOR EM POSTE. equipamentos ou grampos de linha viva. vigas. BS0425I . Postes. equipamentos de manobra e proteção. BS0422I. BS0433I.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0421I. regular contatos.0 toneladas por unidade reguladora. BS0431I. estruturas em cruzetas. Construção de estrutura suporte para regulador de tensão monofásico 34. e sistema de aterramento.665A3. A remuneração é por documento digitado.OPERAÇÃO DE CHAVES E GRAMPO DE LINHA VIVA Abertura e fechamento de chaves. ligações.REAPERTO E REGULAGEM DE CHAVE Reapertar porcas. incluído a fixação da caixa do poste. estruturas em cruzetas.INSTALAR RAMAL DE SERVICO ANTIFURTO Página 24 de 56 . equipamentos de manobra e proteção. BS0427D. BS0424I . A caixa com o disjuntor.MUDANÇA DE TAP DE TRANSFORMADOR Mudar o tap de um transformador. incluindo as ligações e conexões a rede e ao sistema de aterramento. Todos os materiais da construção civil deverão ser fornecidos pela empreiteira. A COELBA dará trenamento ao pessoal da contratada BS0429I .5 KV. vigas. e sistema de aterramento. ligações. BS0427I. Nas chaves fusíveis. com capacidade até 4. Nas chaves fusíveis. ligações. inclui a verificação dos elos fusíveis. BS0430 – DIGITAÇÃO DE DADOS DE MT (MOVIMENTAÇÃO DE TRANSFORMADORES) Esta atividade compreende digitar os dados no sistema MT quando da instalação ou retirada de transformadores. BS0432R . fixação nas cruzetas e estas no poste. BS0421R . inclui a substituição de elos fusíveis caso necessário. com objetivo de manobras para serviços de construções e manutenções programadas.5 kV. BS0500D . BS0433R . Cada regulador de um banco.39. BS0423I . interligação ao transformador e a rede secundária. buchas e aterramento. BS0422R .

RELÉ FOTOELÉTRICO OU BASE. Esta atividade inclui o deslocamento. Na substituição inclui o aprumo do braço. BS0611 . inclui a reinstalação da luminária e lâmpada. BS0605R . Desconectar os condutores do ramal de ligação. BS0603D. Página 25 de 56 . retensionando e conectando. lâmpada e conexões. Na substituição. BS0603I. incluindo limpeza da luminária. Na substituição. e limpeza de luminária e vidro. marcando com um X. inclui a limpeza da luminária e substituição da lâmpada se necessário. fiação e conexões. Na substituição inclui o aprumo do braço BS0604I.SUBSTITUIÇÃO DE LÂMPADA EM LUMINÁRIA ABERTA BRAÇO CURTO Retirada da lâmpada e instalação de nova. limpeza do vidro e se necessário substituição da lâmpada e do vidro.SUBSTITUIÇÃO DE LÂMPADA EM LUMINÁRIA FECHADA Retirada da lâmpada e instalação de nova. BS0601D. BS0600I. BS0602I. fiação e conexões. o poste que está com a lâmpada (IP) apagada. reapertar ou substituir os materiais de fixação no poste de um braço.SUBSTITUIÇÃO DE LÂMPADA EM LUMINÁRIA ABERTA BRAÇO MÉDIO OU LONGO Retirada da lâmpada e instalação de nova. será remunerada mesmo que apenas a base seja substituída. incluindo limpeza da luminária.RETENSIONAMENTO RAMAL DE LIGAÇÃO CABO 10mm2 até 70mm2. A COELBA fornecerá o gabarito e a tinta. para retensionar ou transferir da rede secundária para o estribo.DESLOCAMENTO DO BRAÇO Deslocamento de um braço com a luminária completa. BS0526 e BS0527 . BS0604D. Na substituição. BS0608I . BS0605I. BS0603R – LUMINARIA FECHADA Luminária. Relé fotoelétrico para comando de lâmpadas. lâmpada e conexões.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Instalação do ramal antifurto para separação dos ramais de clientes geminados/ ou com ramal geminado. BS0525. BS0602D. BS0600D. BS0600R – BRAÇO CURTO Braço de iluminação pública. BS0601R – BRAÇO MÉDIO OU LONGO. inclui a reinstalação da luminária e lâmpada. incluindo fixação. BS0612 – FISCALIZAÇÃO DE LAMPADAS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA APAGADA Identificar em campo e em planilha. BS0605D. e limpeza de luminária e vidro. incluindo fixação e conexões. BS0604R – REATOR Reator para lâmpada VM ou VS.APRUMO E REAPERTO DO BRAÇO Aprumar. BS0606D. BS0606R . incluindo fixação. BS0601I. BS0609I . em um mesmo poste. incluindo fixações e conexões. incluindo limpeza da luminária e do vidro. BS0602R .LUMINÁRIA ABERTA Luminária. sua potência. incluindo aprumo e limpeza da luminária. Braço de iluminação pública. BS0607I . BS0610I . conexões e a base. BS0606I.CHAVE ELETROMAGNÉTICA Chave eletromagnética para comando em grupo de lâmpadas.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . incluindo fixação.

bananeira. limpeza da luminária. remuneram-se as duas. conexões. incluindo a instalação do relé fotoelétrico. Largura mínima de 3m. identificando em cada circuito os pontos de IP. bananeira. Árvores tipo touceira (bambu. confecção e instalação da plaqueta de identificação e preenchimento do formulário de cadastro do ponto. limpeza da luminária.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0613 – ATUALIZAÇÃO DE CADASTRO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA Encadernar informações por Município. praças ou avenidas e que possam interferir com a rede. remuneram-se as duas. Será indicado nos piquetes o número e tipo do poste e da estrutura. BS0703I – ABRIR ESTRADA ACESSO A FAIXA DE SERVIDÃO DA RDR Abertura de estrada de acesso à faixa de servidão de uma RDR com as seguintes condições técnicas: Rampa máxima de 20%.). Esta atividade inclui o deslocamento. fiação. BS0702I – DESTOCAMENTO NA FAIXA DE TERRA DA RDR Retirada de tocos da faixa de terra de uma RDR. conexões. BS0701I . quando a mesma está projetada em levantamento planialtimétrico.SUBSTITUIÇÃO DE LÂMPADA VM 125 POR LÂMPADA VS 70W Retirada de lâmpada e reator VM 125W e instalação de lâmpada e reator com base e ignitor acoplados VS 70W. ocorrer ao mesmo tempo à execução da atividade 0701. O destocamento de abranger uma largura de 4m. de modo a permitir à passagem do veículo alocado a obra.LOCAÇÃO DAS ESTRUTURAS DE REDE DISTRIBUIÇÃO Locação das estruturas de uma obra.ABRIR FAIXA DE TERRA PARA PASSAGEM DA RDR Desmatamento e/ou limpeza da faixa de terra para passagem da RDR. ocorrer ao mesmo tempo à execução da atividade 0702. Quando da execução desta atividade. situadas em áreas urbanas definidas como ruas. Alargamento a cada 250m no máximo. A COELBA fornecerá a fita colorida.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . a fim de permitir cruzamento de veículos. fiação. BS0700I . independente do tipo da vegetação. desconectando o ramal de ligação do reator com a rede de distribuição. com largura de 15m. BS0616 . reator com base e ignitor acoplados VS 150W incluindo a instalação do relé fotoelétrico. etc. Árvores tipo touceira (bambu. cada touceira será considerada como uma árvore. Inclui a coleta das árvores ou dos galhos da faixa de servidão. Esta atividade inclui o deslocamento BS 0614 – CORTE DE ILUMINAÇÃO PUBLICA Cortar o fornecimento de energia elétrica ao circuito de iluminação pública (Lâmpada). contendo o levantamento de todos os alimentadores com respectivos transformadores. BS0615 . Página 26 de 56 .). e respectiva potência das Lâmpadas. isolando-as.SUBSTITUIÇÃO DE LÂMPADA VM 250W POR LÂMPADA VS 150W Retirada de lâmpada e reator VM250W e instalação de lâmpada. Inclui a remoção das árvores ou dos galhos da faixa de servidão. etc. confecções e instalação da plaqueta de identificação e preenchimento do formulário de cadastro do ponto. BS0706I – PODA OU CORTE DE ÁRVORE EM ÁREA URBANA Atividade de eliminar árvores ou cortar galhos de árvores. BS0705I – PODA OU CORTE DE ÁRVORE EM ÁREA RURAL Atividade de eliminar árvores ou cortar galhos de árvores isoladas ou concentradas no máximo a 10 unidades por 500m2 e que possam interferir com a rede. cada touceira será considerada como uma árvore. Quando da execução desta atividade.

BS0709I. do local de máximo acesso ao caminhão com guindauto descarregar os postes e/ou materiais. até o local de conclusão da obra. Confecção de placa nominativa de obra conforme padrão. do local de inicio da obra ao local de conclusão. até o local de inicio da obra Volta = distancia em km a partir dos 5 km do setor de construção desta localidade. BS0713I . BS0714I. Página 27 de 56 .Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0708I. Considerar cada plaqueta como uma unidade de medida. A COELBA deverá aprovar o tipo de arrastamento a ser utilizado. até o local de aplicação. BS0717I – ARRASTAMENTO DE MATERIAIS – VEICULO LEVE Arrastamento de postes e/ou materiais com UTILIZAÇÃO DE VEICULO LEVE. distancia. até o local de aplicação. até o local de conclusão da obra. BS0709R . Nos demais municípios: Ida = distancia em km a partir do perímetro urbano do setor de construção onde o contrato é gerenciado.DESLOCAMENTO DA TURMA NA RDR Deslocamento da turma ou parte dela em serviços de manutenção em RDR.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . como também os deslocamentos para abertura e fechamento de chaves. Os postes e/ou materiais específicos a obras. quantidade de materiais em toneladas.ARRASTAMENTO DE MATERIAIS COM TRATOR Arrastamento de postes e/ou materiais com UTILIZAÇÃO DE TRATOR. sendo as mesmas fornecidas pela COELBA com material de fixação. A aplicação desta atividade é independente das atividades de deslocamento de turmas pesada e leve BS0707I . até o local de início da obra. já estão remunerados pelas atividades de transporte de materiais. Instalação. substituição ou retirada de identificação de estruturas ou equipamentos. disponibilidade e ou viabilidade na utilização do meio mais adequado. do local de máximo acesso ao caminhão com guindauto descarregar os postes e/ou materiais. não específico a uma obra. usando caminhão equipado com guindauto pertencente à firma CONTRATADA. Compreende o serviço de carregar e/ou descarregar postes e/ou materiais em almoxarifado.PLACA NOMINATIVA DE OBRA. Volta = distancia em km do perímetro urbano do setor de construção onde o contrato é gerenciado. carregados no almoxarifado da localidade onde está situada a unidade administrativa que gerencia o contrato e descarregados nas respectivas obras. Deverão ser considerados os quilômetros de ida e volta sendo: No município de Salvador: Ida = distancia em km a partir dos 5 km do setor de construção desta localidade.DESLOCAMENTO DE TURMA PARA SERVIÇO LEVE EM ESTRADA PAVIMENTADA Idem atividade de turma para serviço quando o serviço não necessita da utilização do caminhão equipado com guindauto.DESLOCAMENTO DE TURMA PARA SERVIÇO PESADO EM ESTRADA PAVIMENTADA Esta atividade refere-se ao valor a ser pago para compensar o tempo parado da turma sem produção nos deslocamentos para execução de serviços fora do perímetro urbano da localidade onde a COELBA entrega a ordem de serviço e o serviço necessita da utilização do caminhão equipado com guindauto. . incluindo todos os materiais necessários a execução e fixação. BS0712I . Os carregadores e descarregadores também serão da firma CONTRATADA. levando em consideração o custo e o tempo. A remuneração é calculada por toneladas x quilômetros. que dependerá de fatores como: topografia e vegetação do terreno. BS708R – PLAQUETA DE IDENTIFICAÇÃO DE ESTRUTURA OU EQUIPAMENTO.CARGA E DESCARGA DE MATERIAIS. BS0711I.

A remuneração é calculada por toneladas x quilômetros. distancia. levando em consideração o custo e o tempo.TURMA COMPLETA DE 3 HOMENS EM HORA EXTRA DE 2ª A 6ª Esta atividade será aplicada quando a turma composta de três homens. quantidade de materiais em toneladas. BS0718I – ARRASTAMENTO DE MATERIAIS – CARROÇÃO Arrastamento de postes e/ou materiais com UTILIZAÇÃO DE CARROÇÃO. que dependerá de fatores como: topografia e vegetação do terreno. que dependerá de fatores como: topografia e vegetação do terreno. até o local de aplicação. BS0721 – ENCERRAMENTO DE OBRA Digitar dados em sistema informatizado para emissão de relatório de encerramento de obra. disponibilizado pela CONTRATADA para executar atividades de atendimento ao sistema de distribuição em condições de emergência. caminhão e ferramental seja disponibilizada pela CONTRATADA para executar atividades de atendimento ao sistema de distribuição em condições de emergência. disponibilizado pela CONTRATADA para executar atividades de atendimento ao sistema de distribuição em condições de emergência. disponibilidade e ou viabilidade na utilização do meio mais adequado. BS0723 – ELETRICISTA ADICIONAL EM HORA EXTRA DE 2ª a 6ª Esta atividade será aplicada por cada eletricista adicional.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 A COELBA deverá aprovar o tipo de arrastamento a ser utilizado. Atividades das turmas de emergência. disponibilidade e ou viabilidade na utilização do meio mais adequado. A COELBA deverá aprovar o tipo de arrastamento a ser utilizado. Atividades das turmas de emergência. caminhão e ferramental seja disponibilizada pela CONTRATADA para executar atividades de atendimento ao sistema de distribuição em condições de emergência. disponibilidade e ou viabilidade na utilização do meio mais adequado.ARRASTAMENTO DE MATERIAIS . BS0719I . disponibilizado pela CONTRATADA para executar atividades de atendimento ao sistema de distribuição em condições de emergência. do local de máximo acesso ao caminhão com guindauto descarregar o postes e/ou materiais. distancia. BS0725 – ELETRICISTA ADICIONAL EM HORA EXTRA DOMINGO Esta atividade será aplicada por cada eletricista adicional. BS0726 – TURMA COMPLETA DE 3 HOMENS EM HORA NORMAL Esta atividade será aplicada quando a turma composta de três homens. levando em consideração o custo e o tempo. A remuneração é calculada por toneladas x quilômetros. A hora extra em feriado tem o mesmo valor do domingo Página 28 de 56 . do local de máximo acesso ao caminhão com guindauto descarregar os postes e/ou materiais. levando em consideração o custo e o tempo. quantidade de materiais em toneladas. quantidade de materiais em toneladas. que dependerá de fatores como: topografia e vegetação do terreno.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . A remuneração é calculada por toneladas x quilômetros. A hora extra em feriado tem o mesmo valor do domingo BS0727. A COELBA deverá aprovar o tipo de arrastamento a ser utilizado. Atividades das turmas de emergência. Atividades das turmas de emergência.MANUAL Arrastamento de postes e/ou materiais DE FORMA MANUAL. BS0724 – ELETRICISTA ADICIONAL EM HORA EXTRA SÁBADO Esta atividade será aplicada por cada eletricista adicional. Atividades das turmas de emergência. BS0722 – ELETRICISTA ADICIONAL EM HORA NORMAL Esta atividade será aplicada por cada eletricista adicional. até o local de aplicação. distancia. disponibilizado pela CONTRATADA para executar atividades de atendimento ao sistema de distribuição em condições de emergência. Atividades das turmas de emergência.

acessórios e consumíveis.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . A contratada receberá da COELBA papel timbrado para elaboração da carta e as instruções necessárias quanto ao conteúdo da carta e quem deve receber a carta entre as unidades consumidoras a serem atingidas pela interrupção. bateria 115 Ah. com fornecimento de todos os materiais. caminhão e ferramental seja disponibilizada pela CONTRATADA para executar atividades de atendimento ao sistema de distribuição em condições de emergência. caminhão e ferramental seja disponibilizada pela CONTRATADA para executar atividades de atendimento ao sistema de distribuição em condições de emergência. Página 29 de 56 . três de iluminação de 9 W (econômica). BS0743I – SISTEMA DE ENERGIA SOLAR 70 W Instalar placa solar 70 W.DESLOCAMENTO DE TURMA PARA SERVIÇO LEVE EM ESTRADA NÃO PAVIMENTADA Idem atividade 0713 em estrada não pavimentada.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0728 – TURMA COMPLETA DE 3 HOMENS EM HORA EXTRA SÁBADO Esta atividade será aplicada quando a turma composta de três homens. Atividades das turmas de emergência. controlador de carga de 10 A. A hora extra em feriado tem o mesmo valor do domingo BS0729 – TURMA COMPLETA DE 3 HOMENS EM HORA EXTRA DOMINGO Esta atividade será aplicada quando a turma composta de três homens. Atividades das turmas de emergência. A carta será assinada pela COELBA.DESLOCAMENTO DE TURMA PARA SERVIÇO PESADO EM ESTRADA NÃO PAVIMENTADA Idem atividade 0712 em estrada não pavimentada. A hora extra em feriado tem o mesmo valor do domingo BS0730 – TURMA COMPLETA DE 5 HOMENS EM HORA NORMAL Idem atividade 0726 para a turma de 5 homens BS0731 – TURMA COMPLETA DE 5 HOMENS EM HORA EXTRA 2ª A 6ª Idem atividade 0727 para a turma de 5 homens BS0732 – TURMA COMPLETA DE 5 HOMENS EM HORA EXTRA SÁBADO Idem atividade 0728 para a turma de 5 homens BS0733 – TURMA COMPLETA DE 5 HOMENS EM HORA EXTRA DOMINGO Idem atividade 0729 para a turma de 5 homens BS0734 – TURMA COMPLETA DE 7 HOMENS EM HORA NORMAL Idem atividade 0726 para a turma de 7 homens BS0735 – TURMA COMPLETA DE 7 HOMENS EM HORA EXTRA DE 2ª A 6ª Idem atividade 0727 para a turma de 7 homens BS0736 – TURMA COMPLETA DE 7 HOMENS EM HORA EXTRA SÁBADO Idem atividade 0728 para a turma de 7 homens BS0737 – TURMA COMPLETA DE 7 HOMENS EM HORA EXTRA DOMINGO Idem atividade 0729 para a turma de 7 homens BS0740 – AVISO DE INTERRUPÇÃO ATRAVÉS DE CARTA Compreende elaborar carta comunicando a interrupção no sistema elétrico e entregar a unidade consumidora. três pontos de tomadas com acessórios. BS0742 . BS0741 .

fora da faixa de servidão. importação e exportação de dados corrigidos. rios ou lagos.00. para pagamento no SAP digite na unidade ( Cada ) a quantidade 3. e a CONTRATADA será remunerada pelo valor do documento comprobatório da despesa. Os clientes que não estiverem cadastrados no Sistema de gestão de redes devem ser pesquisados no Sistema comercial e atualizados no Sistema de gestão de redes. BS0747 – CADASTRAMENTO DE POSTE ATRAVÉS DE GEOREFERENCIAMENTO Compreende a pintura dos barramentos nos postes e instalação das placas nos equipamentos. as travessias de ilhas. BS0753I – SISTEMA DE ENERGIA SOLAR 140 W Página 30 de 56 . A atividade será autorizada previamente pelo órgão da Coelba responsável pela execução dos serviços. BS0746 . A atividade inclui o deslocamento.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .00 dará o valor da atividade do pedágio. carga no sistema e atualização de dados no sistema de controle de gestão da COELBA. Ex: O desligamento em que o valor do aviso for de R$50. para pagamento no SAP digite na unidade (Cada ) a quantidade 50. e a CONTRATADA será remunerada pelo valor do documento comprobatório da despesa. levantamento em campo de coordenadas via satélite poste a poste. Inclui todos os custos e equipamentos envolvidos na montagem e desmontagem. BS0745 – AVISO DE DESLIGAMENTO PROGRAMADO A atividade compreende os avisos de desligamento programados feitos pela CONTRATADA através de Equipamento de Som. estruturas primárias e secundárias. empilhadas uma a uma. coletando os seguintes dados através do GPS: altura e esforço dos postes. cabos com número de fases e bitolas. BS0751 – MONTAGEM E DESMONTAGEM DE TOLDO PADRÃO 12m x 12m Montagem e desmontagem de toldo com estrutura metálica e lona plástica de dimensões da base de 12m x 12m. e limpeza da faixa da linha. iluminação pública quando houver. uso mútuo quando houver equipamento com todas as características técnicas. BS0750 – MONTAGEM E DESMONTAGEM DE TOLDO PADRÃO 9m x 9m Montagem e desmontagem de toldo com estrutura metálica e lona plástica de dimensões da base de 9m x 9m. Inclui todos os custos e equipamentos envolvidos na montagem e desmontagem. RIOS OU LAGOS A atividade compreende os pedágios nas rodovias. fase e número de poste nos circuitos que tiverem alteração na rede de distribuição de energia elétrica. identificando data.00 dará o valor da atividade. Retorno ao escritório para correção de dados coletados. O valor do aviso deve ser negociado previamente com a COELBA. que multiplicado pelo valor de R$1.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0744 – PEDÁGIOS. local e tempo de divulgação. BS0752 – DESLOCAMENTO E TRANSPORTE PARA MONTAGEM E DESMONTAGEM DE TOLDO Refere-se ao valor pago ao deslocamento da equipe e transporte do toldo para execução do serviço fora do perímetro urbano da sede da CONTRATADA. que multiplicado pelo valor de R$1. TRAVESSIA DE ILHAS. e outros dados que forem necessários. de maneira que facilite o transporte dos toretes. horário.SOLICITAÇÃO DE INTERVENÇÃO Planejar e solicitar através do Programa SGSI a solicitação de intervenção para início dos serviços. Ex: Um pedágio com o valor de R$ 3. BS00749 – TOREAMENTO E EMPILHAMENTO DE MADEIRA Consiste no corte da madeira em toretes (pequenas toras) dentro da faixa de servidão.00. BS0748 – DIGITAÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE CONSUMIDORES NO SISTEMA DE GESTÃO DE REDES Compreende a atualização de consumidores no Sistema de gestão de redes referente às alterações de posto (trafo). número de consumidores por postes.

inversor com potência de 300 W. três interruptores. sendo remunerada pelo regime de disponibilidade (turma-hora). 12 Vcc/127 V ou 220 V. BS0761 . três tomadas de corrente. aos domingos das 8 às 12h. utilizando 01 veículo tipo caminhão munck com guindauto e veículo de apoio com ferramental. caixas de proteção da bateria. tomadas.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .PRÉ-CADASTRAMENTO DE CLIENTES Consiste em levantar os dados cadastrais (documentação. BS0760 . utilizando 01 veículo tipo caminhão munck com guindauto. interruptores. acessórios. BS0765 – PAGAMENTO DE DIFERENÇAS DE SERVIÇOS E OBRAS ENCERRADAS Consiste em possibilitar eventuais pagamentos de valores retroativos originados por reajustes de contratos ou diferenças de obras já encerradas. controlador de carga de 12 Vcc 12 A. 5 eletricistas e 4 ajudantes. de segunda a sexta-feira das 8 às 18h e aos sábados das 8 às 12h. inversor e controlador. totalizando 176horas/mês. BS0759 . bateria estacionária de 12 Vcc 220 Ah. cálculo de baixa renda e levantamento de carga).RESIDENCIAL Executar a instalação elétrica de baixa tensão residencial composta de três lustres com lâmpadas fluorescentes compactas de 9 W.MANUTENÇÃO PESADA EM DISPONIBILIDADE Atividades realizadas por uma turma composta por 10 homens: 1 cabo de turma. BS0755 . consumíveis. classificar os consumidores de acordo com a carga de demanda e providenciar junto aos Órgãos Públicos documentos necessários para cadastro do consumidor. 5 eletricistas e 4 ajudantes. utilizando 01 veículo tipo caminhão munck com guindauto. sendo remunerada pelo regime de disponibilidade (turma-hora). BS0768 – ELETRICISTA RD . 3 eletricistas e 3 ajudantes. 5 eletricistas e 4 ajudantes.MANUTENÇÃO PESADA EM DISPONIBILIDADE 10 HOMENS – EXTRA SÁBADO Atividades realizadas por uma turma composta por 10 homens: 1 cabo de turma. 3 eletricistas e 3 ajudantes. sendo remunerada pelo regime de disponibilidade (turma-hora). e interligação com o sistema de energia solar. fixação e conexões dos condutores.MANUTENÇÃO PESADA EM DISPONIBILIDADE 10 HOMENS – EXTRA DOMINGO Atividades realizadas por uma turma composta por 10 homens: 1 cabo de turma. utilizando 01 veículo tipo caminhão munck com guindauto e veículo de apoio com ferramental.MANUTENÇÃO PESADA EM DISPONIBILIDADE 7 HOMENS – EXTRA DOMINGO Atividades realizadas por uma turma composta por 7 homens: 1 cabo de turma. BS0758 .MANUTENÇÃO PESADA EM DISPONIBILIDADE 7 HOMENS – EXTRA SÁBADO Atividades realizadas por uma turma composta por 7 homens: 1 cabo de turma.50% de 2ª a 6ª Feiras Refere-se à remuneração adicional para trabalhos realizados em horários extraordinários por motivos de força maior ou por recomendação ou determinação da fiscalização da COELBA.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Instalar e fornecer módulos fotovoltaicos com potência total de 140 W. com fornecimento de todos os materiais.EXTRA 50% SEGUNDA A SEXTA Pagamento de Adicional de Horas Extras a Eletricista de Construção . Página 31 de 56 . materiais para fixação. aos sábados das 12 às 00:00h. conexões e demais acessórios. aos sábados das 12 às 0:00h. sendo remunerada pelo regime de disponibilidade (turma-hora). utilizando 01 veículo tipo caminhão munck com guindauto e veículo de apoio com ferramental. BS0757 . sendo remunerada pelo regime de disponibilidade (turma-hora). lustres. aos domingos de 0 às 0:00h. BS0754I – SISTEMA DE ENERGIA SOLAR 140 W . canaletas.

BS0871D – CONDUTOR BT 3F+N >=70MM2 E <150MM2 EM DUTOS.Nº.Nº. Condutores isolados de circuito de baixa tensão. Deve ser objeto de negociação prévia entre o Gestor do Contrato e a Contratada. A remuneração é calculada conforme a seguir: Unidade no SAP = NHM x NHO NHM . BS0769 – ELETRICISTA RD . Página 32 de 56 . BS0769 – ELETRICISTA RD . BS0870D – CONDUTOR BT 3F+N <70MM2 EM DUTOS. BS0870I. Idem atividade 0870.EXTRA 110% DOMINGO Refere-se à remuneração adicional para trabalhos realizados em horários extraordinários por motivos de força maior ou por recomendação ou determinação da fiscalização da COELBA.Nº. de horas realizadas na faixa respectiva Essa remuneração é associada à remuneração normal da atividade.001. A remuneração é calculada conforme a seguir: Unidade no SAP = NHM x NHO NHM . BS1000 – PAGAMENTO PELA QUALIDADE DO SERVIÇO OU OBRA EXECUTADA Valor pago em função da qualidade do serviço prestado. aferida através dos preceitos contidos na Norma GS07. A remuneração é calculada conforme a seguir: Unidade no SAP = NHM x NHO NHM .Nº. BS0871I. para condutores de bitola igual ou maior que 70 mm² e menor que 150 mm².EXTRA 70% SÁBADO Refere-se à remuneração adicional para trabalhos realizados em horários extraordinários por motivos de força maior ou por recomendação ou determinação da fiscalização da COELBA. de horas realizadas na faixa respectiva Essa remuneração é associada à remuneração normal da atividade. trifásico mais neutro. de homens trabalhando em regime extra NHM . de homens trabalhando em regime extra NHM .Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Deve ser objeto de negociação prévia entre o Gestor do Contrato e a Contratada. de homens trabalhando em regime extra NHM .03-00.Nº. de horas realizadas na faixa respectiva Essa remuneração é associada à remuneração normal da atividade.Nº. BANDEJA OU GALERIA. Esta atividade remunera os circuitos bifásicos e monofásicos quando houver e é remunerada por metro de circuito. BANDEJA OU GALERIA. Deve ser objeto de negociação prévia entre o Gestor do Contrato e a Contratada. com bitolas inferiores a 70 mm² em dutos bandeja ou galeria.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .

Cabo de cobre nú até a bitola de 50 mm². BS0875I. BS0807I . que serve ao aterramento de caixas. para condutores de qualquer bitola em valas diretamente enterrado no solo. poste ou equipamentos.EMENDA DE CONDUTOR MT Emendar um cabo de média tensão com a utilização de emenda termocontráctil de acordo com as especificações técnicas do fabricante. com bitolas igual ou menor que 120 mm² em dutos.TERMINAL EXTERNO PARA CABO ISOLADO 12/20 KV Preparar a extremidade de um cabo isolado de média tensão e a aplicação da mufla terminal.CONDUTOR MT 3F EM VALA DIRETAMENTE ENTERRADO NO SOLO. BS0815I . para condutores de bitola igual ou maior que 150mm². BANDEJA OU GALERIA. porque representa a conexão entre condutores de rede aérea com rede subterrânea. incluindo a conexão dos condutores com conectores terminais de compressão e a sua fixação na base dos fusíveis Inclui também a fixação dos fusíveis no quadro.LANÇAMENTO DE CABOS DE TELECOMANDO Lançamento de cabos de telecomando em dutos para chaveamento automático de equipamentos de manobra e proteção. Esta atividade é remunerada por metro de cabo.TERMINAL INTERNO PARA CABO ISOLADO 12/20 KV Página 33 de 56 . A atividade é quantificada em metro de circuito de telecomando. BANDEJA OU GALERIA. BS0813I .Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0872I. BS0873D . para condutores de bitola maior que 120mm². BS0814I . Idem atividade 0870.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . BS0805I . bandeja ou galeria. BS0876D . BS0877D – CONDUTOR MT 3F >120MM2 EM DUTOS. BS0808I – QUADRO GERAL DE PROTEÇÃO Instalar quadro geral de proteção. BS0875D – CABO DE COBRE NÚ <=50 MM2 EM ATERRAMENTO. Idem atividade 0876. BS0806I. BS0878I. BS0873I. Condutores isolados de circuito trifásico de média tensão. BS0874I . BS0878D . Idem atividade 0870. BS0872D – CONDUTOR BT 3F+N >=150MM2 EM DUTOS.CONDUTOR BT 3F+N EM VALA DIRETAMENTE ENTERRADO NO SOLO. Esta atividade é remunerada por metro de circuito. em duto ou diretamente enterrado no solo. incluindo a recomposição da isolação. incluindo a fixação do conector terminal de compressão. BS0877I. BANDEJA OU GALERIA.EMENDA DE CONDUTOR BT Emendar um cabo de baixa tensão com a utilização de emenda de compressão BS0807 – EMENDAR CONDUTOR MULTIPLEX EM REDE SECUNDÁRIA Emendar condutores multiplexados de rede secundária. utilizando luva de compressão. Inclui a ligação elétrica dos circuitos com conectores adequados bem como todo o sistema de aterramento.CONDUTOR MT 3F <=120MM2 EM DUTOS. Este terminal é denominado de externo.TERMINAL PARA CABO ISOLADO DE BAIXA TENSÃO Preparar a extremidade de um cabo isolado de baixa tensão. Idem atividade 0876.SUBIDA/DESCIDA EM POSTE BT Fixar eletroduto na base de concreto e amarrar ao poste com fita de aço para permitir a interligação da rede subterrânea à rede aérea de baixa tensão. independente do número de fases e tipos de bitolas. para condutores de qualquer bitola em valas diretamente enterrado no solo. BS0876I.

transformadores. BS0826D . Inclui a ligação elétrica das muflas. sendo utilizado para conexões de transformadores de CT com buchas especiais e cubículos de chaveamento.SUBIDA/DESCIDA EM POSTE MT Fixar eletroduto na base de concreto e amarrar ao poste com fita de aço para permitir a interligação da rede subterrânea à rede aérea de média tensão. Fixação no quadro geral de proteção ou no quadro de distribuição em CT ou em transformador aéreo. incluindo sua fixação no piso da CT.ATERRAMENTO EM CAIXAS E POSTES Compreende a instalação de haste de terra em caixas de passagem e de emenda de cabos para baixa e média tensão. BS0817I . BS0823I. BS0816I . Compreende a instalação ou a retirada de um cubículo compacto não extensível. porque representa a conexão somente entre redes subterrâneas não sendo.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . BS0826I. Idem atividade 0875 para cabo de cobre nú na bitola acima de 50mm². incluindo sua fixação no piso da CT. BS0827I . GRADES DE PROTEÇÃO. BS0824I. BS0822I. todo o sistema de aterramento. incluindo sua fixação no piso da CT. fixação dos cabos por abraçadeiras na cruzeta (MB1 e MB3)e a instalação e fixação das calhas de madeira BS0818I. portas e janelas da CT bem como conexões a malha de aterramento e preparação com conectores terminais para aterramento. BS0825D .Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Preparar a extremidade de um cabo isolado de média tensão e a aplicação da mufla terminal. grades de proteção. Compreende a instalação ou a retirada de um módulo de ampliação do quadro de distribuição de BT. Compreende a retirada do transformador ou a instalação de um novo. entretanto isolado e permitido o contato físico sem desligamento. Compreende a interligação de cabos nu de cobre aos cubículos extensíveis e não extensíveis. BS0821I . Não se aplica quando houver montagem de subida/descida em poste de BT e MT projetada para execução. manobra e proteção. Compreende a instalação ou a retirada de um cubículo extensível SF6. BS0822D – TRANSFORMADOR EM CT SUPERFÍCIE OU SUBTERRÂNEA. Este terminal é denominado de interno. Estão previstos todos os aspectos de segurança necessários ao ensaio a ser elaborado.CUBÍCULO EXTENSÍVEL SF6 EM CT. PORTAS E JANELAS DE CT. atividade 0817. GRELHAS. incluindo sua fixação no piso da CT. Página 34 de 56 .ATERRAMENTO DE EQUIPAMENTOS. BS0879I. BS0825I.TESTE DE ISOLAÇÃO EM CONDUTORES ISOLADOS MT Compreende submeter os cabos de média tensão a testes de tensão aplicada através de equipamentos específicos para o exame das condições de isolamento dos mesmos de acordo com as normas da COELBA.MÓDULO AMPLIAÇÃO QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO BT.TERMINAL DESCONECTÁVEL PARA CABO ISOLADO 12/20 KV Preparar a extremidade de um cabo isolado de média tensão e a aplicação da mufla terminal desconectável Este terminal é isolado.MÓDULO PRINCIPAL QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO BT. grelhas. Compreende a instalação ou a retirada de um quadro principal de distribuição de BT. quadro de distribuição. incluindo sua fixação e acondicionamento adequado na CT. BS0824D . BS0879D – CABO DE COBRE NÚ >50 MM2 EM ATERRAMENTO. BS0823D – CUBÍCULO COMPACTO NÃO EXTENSÍVEL SF6 EM CT.

contudo haver a necessidade de desligamento de acordo com as especificações do fabricante. Compreende a instalação elétrica e fixação de sistema de bombeamento de água automático incluindo fornecimento de material. fios. BS0834I.INTERCONEXÃO MT CUBÍCULOS SF6 PROTEÇÃO AO TRAFO CT. BS0836I.MEDIÇÃO RESISTIVIDADE SOLO Compreende a obtenção de medidas de resistividade do solo aonde se construiu a CT. eletrodutos.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0828I . quadro de comando. Inclui o fornecimento de todos os materiais e acessórios com exceção do exaustor. confecção e instalação das terminações entre a bucha de BT do trafo e o barramento do quadro de distribuição principal. quadro disjuntores. BS0835D . interruptores. tomadas. BS0837I . confecção e instalação de terminações desconectáveis nos cubículos de proteção e na bucha de MT do trafo. BS0830D . arranjo e fixação dos cabos pela CT através de presilhas ou bandejas. sejam de linha ou proteção de acordo com o manual do fabricante. Compreende a preparação dos cabos de BT 3F + N. Compreende a interligação entre si (conexão elétrica dos barramentos) dos cubículos extensíveis SF6. BS0829I. caixas para tomadas e interruptores e etc. parafusos e buchas de fixação. contadores de comando e relés bimetálicos de proteção. Compreende a interligação entre si (conexão elétrica dos barramentos) entre o quadro principal de distribuição e o módulo de ampliação de acordo com o manual do fabricante. acessórios.MONTAGEM COMANDO MOTORIZADO CUBÍCULO SF6 Compreende a montagem do comando motorizado para cubículo em SF6 compacto não extensível cuja instalação é feita dentro da própria CT sem. através de equipamentos específicos de acordo com as normas da COELBA. luminárias.MEDIÇÃO TENSÃO DE PASSO E CONTATO Compreende a obtenção de medidas de tensão de passo e contato nas CT de superfície e subterrâneas através de equipamentos específicos de acordo com as normas da COELBA.INTERCONEXÃO QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO E MÓDULO DE AMPLIAÇÃO. BS0833I.INTERCONEXÃO BT TRAFO AO QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO. BS0832I . parafusos e buchas de fixação. Inclui o fornecimento de presilhas. BS0831I . BS0836D .MOTOBOMBA EM CTR. lançamento com fixação dos cabos ao longo da CT por presilhas ou bandejas. bóia automática com exceção do conjunto moto bomba. BS0830I. Compreende a preparação de cabos 3F 50 mm² isolados 12/20 kv cu. Esta motorização permite telecomandar o cubículo à distância para manobras sem ter que acionar o varão de manobra.INTERCONEXÃO CUBÍCULOS EXTENSÍVEIS SF6. lâmpadas. BS0829D – EXAUSTOR EM CT Compreende a instalação elétrica e fixação do exaustor e caracol de ventilação. seja de superfície ou subterrânea. lançamento. fitas isolantes. Inclui o fornecimento de presilhas.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . BS0835I.MONTAGEM DE CIRCUITO DE ILUMINAÇÃO INTERNA DA CT Compreende as instalações elétricas de iluminação interna da CT com fornecimento de materiais tais como: disjuntores. BS0834D . BS0833D . BS0001OC – BARRACÃO EM MADEIRIT COM ÁREA DE 25m2 Página 35 de 56 .

50M DE PROFUNDIDADE Compreende a abertura de valas até 1.50M DE PROFUNDIDADE Compreende a abertura de valas acima de 1. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.80) x (1. Inclui o fornecimento de todo o material e da mãode-obra necessária. em solo rochoso.50m de profundidade.20m conforme o padrão COELBA. para permitir o suprimento a obra. obedecendo aos padrões e normas da COELBA.LIGAÇÃO PROVISÓRIA DE LUZ E FORÇA Compreende a ligação provisória de luz e força. Inclui também a sinalização.60 a 0. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.ESCAVAÇÃO EM SOLO ROCHOSO ACIMA DE 1. BS00050C. BS00130C– ESCORAMENTO EM ESCAVAÇÃO Página 36 de 56 . Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.LIGAÇÃO PROVISÓRIA DE ÁGUA E SANITÁRIO Compreende a ligação provisória de água. indicado a trajetória dos bancos de dutos e posição das caixas e centros de transformação. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. BS00110C. BS00070C. utilizando procedimento manual ou mecânico. BS00040C.ESCAVAÇÃO EM SOLO NORMAL ACIMA DE 1. obedecendo aos padrões e normas da EMBASA. em solo não rochoso. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. BS00060C.00 a 1.50)m conforme o padrão COELBA. em solo rochoso.50m de profundidade.50 x 2.60 A 0. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.50 X 2. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-deobra necessária.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Compreende a construção de um barracão em madeirit de 25m2 para abrigar a administração e materiais da obra. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .50M DE PROFUNDIDADE Compreende a abertura de valas acima de 1. BS00090C.ESCAVAÇÃO EM SOLO NORMAL ATÉ 1. incluindo as instalações elétrica e hidráulica. A marcação será feita com tábuas e pontaletes de pinho e arame galvanizado 16awg. BS00020C – LOCAÇÃO DA OBRA Definir e marcar o traçado da obra.20 M Confecção de uma placa de obra nas de 1.50m de profundidade. utilizando procedimento manual ou mecânico. BS00030C – PLACA DA OBRA 1. utilizando procedimento manual ou mecânico.50)M Confecção de uma placa de sinalização de (0.00 A 1. BS00080C. utilizando procedimento manual ou mecânico. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.80) X (1. para permitir o suprimento a obra.50M DE PROFUNDIDADE Compreende a abertura de valas até 1. Inclui o uso de explosivos.DESTOCAMENTO DE ÁRVORES Destocar árvores de modo a permitir a locação da obra.50m de profundidade.PLACA DE SINALIZAÇÃO DE (0.LIMPEZA DO LOCAL DA OBRA Limpar o local da de modo a permitir a locação da mesma. em solo não rochoso. Inclui o uso de explosivos. BS00120C. BS00100C.ESCAVAÇÃO EM SOLO ROCHOSO ATÉ 1.

Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. BS00220C.DEMOLIÇÃO E RECOMPOSIÇÃO DE ALVENARIA DE TIJOLO Compreende os serviços de demolir um trecho de alvenaria em tijolo para execução de escavações. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.REATERRO COMPACTADO COM MATERIAL EMPRÉSTIMO E EXPURGO Compreende a execução de reaterro em valas. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. incluindo a recomposição do trecho demolido. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. com a utilizando de material importado.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Compreende a sustentação das paredes das escavações de valas ou poços para construção de banco de dutos. BS00230C.REMOÇÃO E RECOMPOSIÇÃO DE PISO EM PEDRA PORTUGUESA Compreende os serviços de remover um trecho de piso em pedra portuguesa para execução de escavações.DEMOLIÇÃO E RECOMPOSIÇÃO DE MEIO FIO Compreende os serviços de demolir um meio fio para execução de escavações. incluindo a reinstalação do mesmo. caixas ou centros de transformação CT.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . há o reaproveitamento do meio fio para a recomposição. Entende-se que nesta atividade.REMOÇÃO E RECOMPOSIÇÃO DE PISO EM PARALELEPÍPEDO Página 37 de 56 . incluindo a recomposição do trecho demolido. Inclui a compactação e o bota fora do material da escavação. há o reaproveitamento das pedras para a recomposição. incluindo a compactação e o bota fora do material que sobra. caixas ou centro de transformação. BS00200C. BS00190C. BS00180C. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.REATERRO COMPACTADO COM MATERIAL LOCAL E EXPURGO Compreende a execução de reaterro em valas. O escoramento será feito com escoras metálicas ou de madeira de lei. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.70KW DE IMERSÃO ATÉ 8M Compreende a retirada de água de caixas e centros de transformação com a utilização de bomba de drenagem. Entende-se que nesta atividade. não há o reaproveitamento do meio fio para a recomposição. BS00160C. BS00210C. caixas ou centros de transformação CT. porque o material da escavação esteja impossibilitado de reaproveitamento. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-deobra necessária. BS00150C. incluindo a recomposição do trecho demolido.DEMOLIÇÃO E RECOMPOSIÇÃO DE PISO EM CONCRETO SIMPLES Compreende os serviços de demolir um trecho de piso em concreto simples para execução de escavações. incluindo a recomposição do mesmo. Entende-se que nesta atividade. BS00170C– DEMOLIÇÃO E RECOMPOSIÇÃO DE PISTA EM ESFALTO Compreende os serviços de demolir um trecho de pista em asfalto para execução de escavações. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.REMOÇÃO E REINSTALAÇÃO DE MEIO FIO Compreende os serviços de remover um meio fio para execução de escavações. BS00140C– ESGOTAMENTO COM BOMBA ELÉTRICA 2. com a reutilizando do material escavado. incluindo a recomposição do trecho removido.

adesivo. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.CONCRETO ARMADO Compreende ao lançamento e adensamento mecânico do concreto em formas com armação. há o reaproveitamento dos paralelepípedos para a recomposição. escoramento e concreto. BS00270C.ALVENARIA DE EMBASAMENTO COM TIJOLOS Compreende a construção de alvenaria com tijolos. emendas. incluindo a recomposição do trecho removido. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.BANCO DE DUTOS 1X1 100MM DIRETAMENTE ENTERRADO Compreende a construção de um banco de dutos com uma linha de tubo PVC de 100mm diretamente enterrado. adesivo. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.ALVENARIA DE EMBASAMENTO COM PEDRAS Compreende a construção de alvenaria com pedras. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. forma. há o reaproveitamento dos pré-moldados para a recomposição. BS00320C. escoramento e concreto.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . adesivo. BS00340C. A unidade de medida desta atividade é o metro cúbico. incluindo seu assentamento. Entende-se que nesta atividade. incluindo a recomposição do trecho removido. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.FORMA DE MADEIRA PARA CONCRETAGEM Compreende a confecção de formas. emendas. BS00330C.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Compreende os serviços de remover um trecho de piso em paralelepípedo para execução de escavações. BS00290C – CONCRETO SIMPLES Compreende lançamento e adensamento manual ou mecânico do concreto em formas.REMOÇÃO E RECOMPOSIÇÃO DE PISO EM PREMOLDADO DE CONCRETO Compreende os serviços de remover um trecho de piso em pré-moldado de concreto para execução de escavações. espaçadores e lançamento do fio guia em nylon 1 mm em cada tubo. visando moldar as estruturas em concreto. espaçadores e lançamento do fio guia em nylon 1 mm. forma. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. BS00300C. adesivo. espaçadores e lançamento do fio guia em nylon 1 Página 38 de 56 . emendas. incluindo seu assentamento. Inclui o fornecimento de todo o material e da mãode-obra necessária.BANCO DE DUTOS 1X1 100MM CONCRETADO EM TRAVESSIA Compreende a construção de um banco de dutos com uma linha de tubo PVC de 100mm concretado em travessia. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. Entende-se que nesta atividade. A unidade de medida desta atividade é o metro cúbico. BS00250C. espaçadores e lançamento do fio guia em nylon 1 mm. espaçadores e lançamento do fio guia em nylon 1 mm. incluindo seu assentamento. adesivo.BANCO DE DUTOS 2X1 100MM CONCRETADO EM PASSEIO Compreende a construção de um banco de dutos com duas linhas de tubos PVC de 100mm concretado em passeio. incluindo seu assentamento. emendas. incluindo seu assentamento. para contenção de encosta. BS00240C. emendas. BS00310C. BS00280C . para contenção de encosta. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.BANCO DE DUTOS 2X1 100MM DIRETAMENTE ENTERRADO Compreende a construção de um banco de dutos com duas linhas de tubos PVC de 100mm diretamente enterrado. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.BANCO DE DUTOS 1X1 100MM CONCRETADO EM PASSEIO Compreende a construção de um banco de dutos com uma linha de tubo PVC de 100mm concretado em passeio. BS00260C.

adesivo. BS00370C. incluindo seu assentamento. espaçadores e lançamento do fio guia em nylon 1 mm em cada tubo. BS00350C.BANCO DE DUTOS 2X2 150MM CONCRETADO Compreende a construção de um banco de dutos com duas linhas de tubos PVC de 150mm e duas linhas de tubos PVC de 150mm concretado. adesivo. Página 39 de 56 . espaçadores e lançamento do fio guia em nylon 1 mm em cada tubo. incluindo seu assentamento. incluindo reposição de pavimento e solo de acordo com o padrão COELBA. forma.54 X 0. emendas. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-deobra necessária.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . espaçadores e lançamento do fio guia em nylon 1 mm em cada tubo. escoramento e concreto. espaçadores e lançamento do fio guia em nylon 1 mm em cada tubo. emendas. escoramento e concreto. adesivo. construção de drenagem e estruturas de alvenaria em tijolos para caixas de puxamento de cabos de BT ou MT. retirada de terras.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 mm em cada tubo. forma. forma. forma. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. incluindo seu assentamento. BS00390C – BANCO DE DUTOS 3X3 100 E 150MM CONCRETADO Compreende a construção de um banco de dutos com seis linhas de tubos PVC de 100mm e três linhas de tubos PVC de 150mm concretado. escoramento e concreto. BS00400C.. incluindo duas curvas de PVC rígido de 100mm reposição de pavimento e solo de acordo com o padrão COELBA. emendas. adesivo. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.BANCO DE DUTOS 3X3 100 E 150MM DIRETAMENTE ENTERRADO Compreende a construção de um banco de dutos com seis linhas de tubos PVC de 100mm e três linhas de tubos PVC de 150mm diretamente enterrado. incluindo seu assentamento. retirada de terras.50) M Compreende escavação. incluindo reposição de pavimento e solo de acordo com o padrão COELBA.BASE PARA SUBIDA EM POSTE Compreende escavação. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. adesivo. BS00360C – BANCO DE DUTOS 2X2 150MM DIRETAMENTE ENTERRADO Compreende a construção de um banco de dutos com duas linhas de tubos PVC de 150mm e duas linhas de tubos PVC de 150mm diretamente enterrado. emendas. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-deobra necessária. incluindo seu assentamento. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. construção de drenagem e estruturas de alvenaria em tijolos para caixas de subida em poste de cabos de BT ou MT. escoramento e concreto.64 X 0. espaçadores e lançamento do fio guia em nylon 1 mm em cada tubo. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-deobra necessária. BS00430C – TRAVESSIA SOBRE CANAL DE DRENAGEM COM VÃO ATÉ 6M Compreende a travessia de um banco de dutos 2x2 de 100mm concretado sobre um canal de drenagem com vão até 6m.BANCO DE DUTOS 2X1 100MM CONCRETADO EM TRAVESSIA Compreende a construção de um banco de dutos com duas linhas de tubos PVC de 100mm concretado em travessia. BS00380C. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. construção de drenagem e estruturas de alvenaria em tijolos para caixas tipo S2. retirada de terras. BS00420C – CAIXA S2 (0. BS00410C – CAIXA DE PUXAMENTO DE CABOS BT E MT Compreende escavação. emendas..

fundação. forma. esquadrias em chapa de aço galvanizada a fogo. chapisco. cintas de amarração. cintas de amarração. laje de impermeabilização. pilares. iluminação interna e extintor de incêndio. concretagem. laje de impermeabilização. suporte base para transformador. pintura. escoramento. reboco.CENTRO DE TRANSFORMAÇÃO (CT) ENTERRADO COM 01 TRANSFORMADOR Construção de um centro de transformação enterrado para um transformador. BS00500C. telas de proteção. suporte bases para transformadores. forma. reaterro compactado. desforma. escavação. porta de ferro. concreto. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. forma. chapisco. concretagem. pintura. concretagem. emboço. pintura. BS00480C – CENTRO DE TRANSFORMAÇÃO (CT) SEMI-ENTERRADO COM 02 TRANSFORMADORES Construção de um centro de transformação semi-enterrado para dois transformador. iluminação interna e extintor de incêndio. esquadrias em chapa de aço galvanizada a fogo. armação. esquadrias em chapa de aço galvanizada a fogo. fundação. suporte bases para transformadores. alvenaria de blocos cerâmicos de 6 furos. suporte base para transformador. escoramento. BS00470C – CENTRO DE TRANSFORMAÇÃO (CT) SEMI-ENTERRADO COM 01 TRANSFORMADOR Construção de um centro de transformação semi-enterrado para um transformador. incluindo levantamento e recomposição da pavimentação. fundação. telas de proteção. alvenaria de blocos cerâmicos de 6 furos. desforma. esquadrias em chapa de aço galvanizada a fogo. cintas de amarração. concretagem. forma. chapisco. iluminação interna e extintor de incêndio. concreto. fundação. armação. porta de ferro. chapisco. emboço. vigas. desforma. pintura . incluindo levantamento e recomposição da pavimentação. laje de impermeabilização. iluminação interna e extintor de incêndio. BS00460C – CENTRO DE TRANSFORMAÇÃO (CT) EM SUPERFÍCIE COM 02 TRANSFORMADORES Construção de um centro de transformação em superfície para dois transformador. pintura. esquadrias em chapa de aço galvanizada a fogo. incluindo levantamento e recomposição da pavimentação. porta de ferro. escavação. pintura. reaterro compactado. incluindo levantamento e recomposição da pavimentação.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . reboco. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. vigas. forma. vigas. reaterro compactado. BS00510C– GRAMA EM PLACAS – FORNECIMENTO E PLANTIO Compreende o fornecimento e plantio de grama em placas Página 40 de 56 . vigas. BS00450C – CENTRO DE TRANSFORMAÇÃO (CT) EM SUPERFÍCIE COM 01 TRANSFORMADOR Construção de um centro de transformação em superfície para um transformador. pintura. armação. fundação. escoramento. incluindo levantamento e recomposição da pavimentação. emboço. escavação. concreto. alvenaria de blocos cerâmicos de 6 furos. cintas de amarração. telas de proteção. escoramento. pintura . chapisco. desforma. cintas de amarração. vigas. porta de ferro.CENTRO DE TRANSFORMAÇÃO (CT) ENTERRADO COM 02 TRANSFORMADORES Construção de um centro de transformação enterrado para dois transformador. laje de impermeabilização. concreto. fundação. concretagem. reboco. pilares. iluminação interna e extintor de incêndio. desforma. escavação. reboco. emboço. forma. pintura . BS00490C. reboco. suporte bases para transformadores. reaterro compactado. alvenaria de blocos cerâmicos de 6 furos. suporte base para transformador. concretagem. escoramento. escavação. emboço. tampão de ferro. incluindo levantamento e recomposição da pavimentação. vigas. telas de proteção. pilares.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS00440C – TRAVESSIA SOBRE CANAL DE DRENAGEM COM VÃO DE 6. armação. alvenaria de blocos cerâmicos de 6 furos. armação. pintura. concreto. reboco. desforma. reaterro compactado.1M A 10M Compreende a travessia de um banco de dutos 2x2 de 100mm concretado sobre um canal de drenagem com vão de 6. pintura . Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. chapisco. alvenaria de blocos cerâmicos de 6 furos. pilares. laje de impermeabilização. tampão de ferro. pilares. concreto. cintas de amarração. escavação. pintura . reaterro compactado.10m a 10m. emboço. laje de impermeabilização. escoramento. pilares. iluminação interna e extintor de incêndio. armação. esquadrias em chapa de aço galvanizada a fogo. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.

BS2010MSE. BS2001MSE. conexões. para impedir penetração de água nas câmaras de transformação e caixas. BS2006MSE – TRANSFORMADOR DE 2. medidores e instrumentos da cabine de medição. curva. BS0055OC – LIMPEZA DE CAIXAS DE PASSAGENS Compreender remover a tampa de uma caixa de passagem.8KV. a estrutura dos transformadores de corrente e tensão. interligação e conexão a chegada de linha de 34. cotas. BS2008MSE. BS2005MSE. BS0056OC . Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. incluindo a reposição da tampa e vedação.5MVA. fixação nivelamento. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. Compreende os acessórios e filtragem e enchimento com óleo isolante quando necessário. BS2007MSE. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. reboco.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0052OC – MURETA EM ALVENARIA Construção de mureta em alvenaria para instalação de medição de energia.5KV. BS0054OC – VEDAÇÃO DE CAIXAS DE PASSAGEM Vedar a tampa das caixas de passagem com cimento. BS2003MSE – ENTRADA DE LINHA DE 34. diagramas unifilares de baixa e média tensão e etc. eletroduto. fixação nivelamento. as chaves fusíveis os pára-raios com interligação a chegada de linha e o aterramento.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . Compreende o poste de concreto DT de 9/600. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária.9KV e a malha de aterramento. a estrutura primária de amarração da chegada da linha. BS2002MSE. a estrutura de fixação das chaves fusíveis e para-raio. retirar entulho e lixo. BS2013MSE. BS0057OC – CADASTRAR REDE SUBTERRÂNEA Compreende o registro de todas as informações cadastrais que representem fielmente o traçado civil e elétrico da rede construída. a estrutura primária. Página 41 de 56 . ao barramento de 13. BS0053OC – VEDAÇÃO DE DUTOS Compreende a vedação na extremidade dos dutos. BS2011MSE.9KV e a malha de aterramento. tais como: Planta baixa e Perfil contendo as interferências. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-de-obra necessária. BS2012MSE – CONJUNTO DE MEDIÇÃO EM 13. Compreende os acessórios e filtragem e enchimento com óleo isolante quando necessário. interligação e conexão a chegada de linha de 34. descrição dos condutores com as bitolas e dutos instalados. BS2009MSE – TRANSFORMADOR DE 5MVA Compreende o deslocamento do transformador à base. BS2014MSE. BS2004MSE.5KV. Compreende o deslocamento do transformador à base. com material impermeável (espuma de poliuretano) e aplicador. pintura e proteção. Inclui o fornecimento de todo o material e da mão-deobra necessária. os transformadores de corrente e tensão. afastamentos. incluindo.LIMPEZA DE DUTOS E MANILHAS Compreende a retirada de entulho e lixo de um duto ou manilha entre duas caixas de passagem. BS2015MSE – BANCO DE REGULADOR DE TENSÃO 13. eletrodutos. Compreende o poste de concreto DT de 11/600. ao barramento de 13.8KV EM DELTA ABERTO. interligação a malha de terra.5KV.

os reguladores.BASE PARA TRANSFORMADOR ATÉ 25T Compreende o fornecimento de materiais e mão-de-obra para construção da base do transformador até 25 toneladas. a estrutura primária. o regulador.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . a estrutura primária. conecções e interligação a malha de terra. os pára-raios. conecções e interligação a malha de terra. entrada de linha a caixa de passagem para saída subterrânea. os capacitores e as chaves de comando e interligação a malha de terra. as chaves seccionadoras. a estrutura primária. o transformador. Os materiais para construção da caixa de passagem serão fornecidos pela CONTRATADA. a estrutura das chaves seccionadoras. cabo secundário. BS2027MSE BS2028MSE BS2029MSE – BANCO AUTOMÁTICO DE CAPACITORES DE 600KVAR Compreende o poste de concreto DT de 9/600. os reguladores. remoção e compactação do aterro e as soldas exotérmicas serão remuneradas a parte. BS2200OCSE. conexões e interligação a malha de terra. a estrutura primária. a estrutura das chaves fusíveis e dos pára-raios.8KV EM DELTA FECHADO Compreende os postes de concreto DT de 9/600. BS2202OCSE – SOLDA NA MALHA DE ATERRAMENTO Compreende o fornecimento de materiais e mão-de-obra para um ponto de solda exotérmica na malha de aterramento BS2203OCSE – CABINE DE MEDIÇÃO FORMA E ARMAÇÃO Página 42 de 56 . a estrutura primária. os pára-raios. BS2036MSE – MALHA DE ATERRAMENTO Compreende os serviços de lançamento de cabos de aterramento. cravação de hastes. as estruturas primária.8KV. A escavação.8KV. conecções e interligação a malha de terra. conecções e interligação a malha de terra. as chaves fusíveis. o condutor do barramento. incluindo remoção de terra. as estruturas das chaves seccionadoras e de transferência.8KV Compreende o poste de concreto DT de 11/600. as chaves fusíveis. reaterro. saída secundária com o eletroduto. BS2201OCSE – ESCAVAÇÃO E REATERRO DA MALHA DE TERRA Compreende a escavação. a estrutura das chaves seccionadoras e de transferência.5/13. os pára-raios. o condutor do barramento de 13. a estrutura das chaves fusíveis.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Compreende o poste de concreto DT de 9/600. a estrutura primária. BS2033MSE BS2034MSE BS2035MSE – AMARRAÇÃO DO BARRAMENTO DO CAPACITOR Compreende o poste de concreto DT de 9/600. os pára-raios. BS2019MSE BS2020MSE – FECHAMENTO DO DELTA DO BANCO DE REGULADORES DE TENSÃO 13. a estrutura das chaves seccionadoras e de transferência. a estrutura primária. a estrutura dos capacitores e chaves de comando. o religador. e compactação da malha de terra. BS2024MSE BS2025MSE BS2026MSE – AMARRAÇÃO DO BARRAMENTO PRINCIPAL DE 13. manilhas e conexões. BS2021MSE BS2022MSE BS2023MSE – SERVIÇOS AUXILIARES COM TRANSFORMADOR DE 15KVA Compreende o poste de concreto DT de 11/600. BS2016MSE BS2017MSE BS2018MSE – BANCO DE REGULADORES DE TENSÃO 13. os pára-raios. a estrutura dos pára-raios. conexões e interligação a malha de terra. as chaves fusíveis. BS2030MSE BS2031MSE BS2032MSE – SAÍDA EM 13. conforme o manual de Subestações Padronizada de Distribuição 34. conecções e interligação a malha de terra.8KV Compreende o poste de concreto DT de 9/600.8 COM RELIGADOR Compreende o poste de concreto DT de 9/600.

92 b) Caminhão de 8 toneladas: Primeiros 200 km.00. Página 43 de 56 .95 = 57.5/13.00.60.Caberá a CONTRATADA carregar. Excluindo os casos em que os materiais são entregues na mesma localidade de entrega da ordem de serviço da obra e seja possível o transporte em uma única viagem.76 = 1. conforme o manual de Subestações Padronizada de Distribuição 34. Do BT0001FR ao BT0046FR (TRANSPORTE DE MATERIAIS) O TRANSPORTE DE MATERIAIS OBEDECERÁ AS SEGUINTES OBSERVAÇÕES: 1 .5/13. BS2204OCSE – CERCA DIVISÓRIA Compreende o fornecimento de materiais e mão de obra para a cerca divisória.408. Neste caso os quilômetros rodados serão de 660 (2x330) e serão utilizados dois veículos padronizados de 27 toneladas (total de 54 toneladas) e mais um veículo padronizado de oito toneladas que é o maior mais próximo de seis toneladas (diferença entre 60 e 54). Próximos 400 km. 60 km restantes.21 = 963.60 = 3.Os quilômetros rodados devem corresponder ao percurso de ida mais volta do local de entrega dos materiais ao local da obra. remuneração = 2 x 150 x 3.32 Próximos 150 km. a) Carretas: Primeiros 50 km = Preço Fixo = 2 x 273.00 + 165. 5 .00.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Compreende o fornecimento de materiais e mão de obra para cabine de medição. remuneração = 2 x 400 x 1.5/13. Total da remuneração carretas = 547.8KV.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS . conforme o manual de Subestações Padronizada de Distribuição 34. 4 . 3 .32 + 963. BS2206OCSE – MEIO FIO Compreende o fornecimento de materiais e mão de obra para o meio fio.23 = 492. utilizando o veículo da turma de construção alocado a obra.8KV.5/13.408. remuneração = 200 x 2. conforme o manual de Subestações Padronizada de Distribuição 34.00. remuneração = 400 x 1.O cálculo da remuneração deve ser feito em cascata.083. transportar até o local de obra e descarregar o material da obra.8KV.8KV. conforme o manual de Subestações Padronizada de Distribuição 34. 2 .00 + 1.8KV. Exemplo: carga dos materiais de 60 toneladas com 330 km de estrada pavimentada a distância entre local de entrega dos materiais e a obra.38 = 165. BS2205OCSE – PORTÃO DE ACESSO Compreende o fornecimento de materiais e mão de obra para o portão de acesso.66 = 547. remuneração = 60 x 0. Neste caso devem ser considerados os quilômetros rodados apenas de ida. Próximos 400 km. 60 km restantes. BS2207OCSE – BRITAMENTO DO PÁTIO Compreende o fornecimento de materiais e mão de obra para o britamento do pátio.00. conforme o manual de Subestações Padronizada de Distribuição 34.5/13.O preço fixo só inclui nos veículos padrões de 27 toneladas. remuneração = 2 x 60 x 1.26 = 452.A remuneração do transporte será feito se a obra estiver fora do perímetro urbano da localidade de entrega dos materiais.

00 = 1. Excluindo as atividades de Obras Civis. etc.001. As atividades de Obras Civis.084. o preço corresponde à mão de obra da atividade. carretas + caminhão = 3.92 122. todas as outras atividades. condutores.92.80 81.77 Página 44 de 56 Cada poste madeira 10 a 13m Cada poste concreto 7 a 9m Cada poste concreto 10 a 14m Cada poste concreto 15 a 19m Cada . equipamentos. Na relocação de postes.00 + 492.90 88.083. iluminação pública.TRANSPORTES DE MATERIAIS S04500500 – SISTEMA DE ENERGIA SOLAR As atividades a serem desenvolvidas pertencem aos Grupos de Mercadoria acima indicados e estão definidas com preços em Reais (R$).36 77.62 56.23 60.72 118. os materiais serão fornecidos pela COELBA. 8.00 = 4.72 38.31 69.001.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .92 + 1.50 177.00 + 57.00 Total da remuneração. só serão remunerados se forem efetivamente retirados (para facilitar a relocação do poste) e posteriormente instalados.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 Total da remuneração caminhão = 452.20 34.34 103.68 92. o preço corresponde a materiais e mão de obra fornecida pela contratada. as estruturas primárias e secundárias. TABELA DE ATIVIDADES GRUPOS DE MERCADORIAS (SISTEMA R/3 SAP): • • • • • S04010100 – CONSTRUÇÃO DISTRIBUIÇÃO E MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE REDES AÉREAS DE S04010200 – CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE REDES SUBTERRÂNEAS DE DISTRIBUIÇÃO S04400000 – SERVIÇOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA S07020104 .00 166.88 65. CÓDIGO BS0100I BS0100D BS0100R BS0101I BS0101D BS0101R BS0102I BS0102D BS0102R BS0103I BS0103D BS0103R BS0104I BS0104D BS0104R BS0105I Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar ATIVIDADE POSTES E ESTAIS poste madeira 7 a 9m UND PREÇO (R$) 53.

63 16.53 125.51 2.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0105D BS0105R BS0106I BS0106D BS0106R BS0107I BS0108I BS0109I BS0109S BS0110I BS0111I BS0111T BS0112I BS0113I BS0114I BS0115I BS0116I BS0116D BS0116R BS0117I BS0117D BS0117R BS0118I BS0119I BS0120I BS0120D BS0120R BS0121I BS0121D BS0121R BS0122I BS0122D BS0122R BS0123I BS0123D BS0123R BS0124I BS0124D BS0124R BS0125I BS0126D BS0127D BS0128 Retirar Relocar 131.64 32.15 15.07 Página 45 de 56 .66 18.42 11.28 22.84 25.83 7.17 558.88 15.45 43.34 93.58 15.53 12.cruzeta simples Cada Retirar Relocar 11.86 22.01 378.80 18.14 3.53 7.76 3.52 465.27 33.79 5.25 283.51 189.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .26 93.76 186.28 7.28 279.51 1.69 286.78 7.89 372.04 18.52 567.76 14.44 237.76 94.71 18. Cava em rocha com explosivo Recomposição de passeio Medição temperatura transformadores Aprumo de poste Aceiro em poste Furação em poste de madeira Pintura de poste ou equipamento Instalar Estai aéreo Retirar Relocar Instalar Retirar 1 estai de solo Relocar Substituição em estai Retensionamento de estai Instalar 2 estais de solo Retirar Relocar Instalar Retirar 3 estais de solo Relocar Instalar Retirar 4 estais de solo Relocar Instalar Retirar 5 estais de solo Relocar Instalar 6 estais de solo Retirar Relocar Abertura e fechamento de cava Adicional de retirada de poste de concreto Adicional de retirada de poste metálico Adicional de execução manual de atividade Cada Cada Cada Cada CJ Cada Cada CJ Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada BS0200I BS0200D BS0200R BS0201I BS0201D BS0201R ESTRUTURAS PRIMÁRIAS E SECUNDÁRIAS EM REDES AÉREAS Instalar Retirar estrutura AT de 1F Cada Relocar Instalar estrutura AT de 2F .79 26.79 32.27 12.51 6.33 poste concreto acima 19m Cada Instalar Retirar Poste metálico Relocar Base concreto para poste Base em âncora para poste Cava em rocha sem explosivo Substituição elos fusíveis em rede energizada.18 56.76 473.

76 25.43 0.56 20.25 12.90 39.51 11.79 4.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0202I BS0202D BS0202R BS0203I BS0203D BS0203R BS0204I BS0204D BS0204R BS0205I BS0205D BS0205R BS0206I BS0206D BS0206R BS0207I BS0207D BS0207R BS0208I BS0209I BS0210I BS0211I BS0212I BS0213I BS0213D BS0213R BS0214I BS0215I BS0215D BS0215R BS0216I BS0217I BS0218I BS0219I BS0220I BS0221I BS0222I BS0223I BS0224I BS0225I BS0225D BS0225R BS0227I BS0227D BS0227R BS0228I BS0228D BS0228R BS0229I BS0230I BS0230D BS0230R Instalar Retirar estrutura AT de 2F .91 7.90 2.59 2.12 8.51 15.73 1.44 15.03 18.2kv Substituição de isolador de pino Instalar isolador de disco ou polimérico em estrutura RD Substituição de isolador de disco em estrutura RD Substituição de isolador roldana Nivelamento de cruzeta Nivelamento e reaperto de estrutura secundária Substituição de isolador de disco em estrutura LT de amarração Substituição de isolador de disco em estrutura LT de suspensão Instalar condutor multiplexado Al 3#35(35) Retirar Relocar Instalar Retirar condutor multiplexado Al 3#70(70) Relocar Instalar Retirar condutor multiplexado Al 3#120(120) Relocar Inspeção em poste e estruturas redes urbanas Instalar estrutura AT – braço L Retirar Relocar 53.16 78.33 3.74 1.cruzeta dupla Relocar Instalar estrutura AT em viga (estrutura HT) Retirar Relocar Instalar Retirar estrutura BT ou afastador Relocar Instalar estrutura BT em cruzeta Retirar Relocar Substituição de cruzeta em estrutura de cruzeta simples Substituição de cruzetas em estrutura de cruzeta dupla Substituição de viga em estrutura HT Substituição de mão francesa Substituição de armação ou afastador Instalar pino com isolador Retirar Relocar Substituição de pino Instalar Retirar Conjunto de olhal.71 6.82 29.81 7.28 47.90 Página 46 de 56 Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada M M M Cada Cada .92 0.67 69.80 12.76 5.32 62.63 82.76 48.09 1.86 147.39 189.32 21.52 9.11 1.74 0.27 3.cruzeta simples Retirar Relocar Instalar Retirar estrutura AT de 3F . gancho e isoladores Relocar Espaçador em estrutura N2 de 36.44 33.28 62.04 6.cruzeta dupla Relocar Instalar estrutura AT de 3F .97 2.34 57.73 37.76 9.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .27 3.34 7.29 3.83 7.47 16.05 110.84 95.

Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0231I BS0231D BS0231R BS0232I BS0232D BS0232R BS0233I BS0234I BS0235I BS0236I BS0237I BS0237D BS0237R BS0238 BS0239I BS0240 Instalar Retirar estrutura AT – braço L e anti-balanço Relocar Instalar estrutura AT – braço C Retirar Relocar Substituição de braço L Substituição de braço anti-balanço Substituição de braço C Nivelamento e reaperto de braço Instalar Retirar condutor multiplexado Al 2#35(35) Relocar Identificar a estrutura no poste Espaçador em estrutura U2 de 36.32 3.66 15.03 41.27 19.52 9.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .45 1.18 0.09 19.2kv Inspeção em poste e estruturas redes rurais 15.30 1.59 9.28 Cada Cada Cada Cada Cada Cada M un estrutura km BS0300I BS0300D BS0300R BS0301I BS0301D BS0301R BS0302I BS0303I BS0304I BS0305I BS0306I BS0307I BS0308I BS0309I BS0310I BS0311I BS0312I BS0313I BS0314I BS0315I BS0316I BS0317I BS0318I BS0319I BS0320I BS0320M BS0321I BS0321D BS0321R BS0322I BS0323I BS0324I BS0326I BS0327I CONDUTORES.51 9.28 20.51 1.46 29.76 3.23 5.00 2.25 1.55 1.76 13.59 8.25 35.05 5.51 1. CONEXÕES E ATERRAMENTO EM REDES AÉREAS Instalar Retirar condutor de alumínio nu ou CAZ kg Relocar Instalar Retirar condutor de cobre nu kg Relocar Retensionamento de condutores nu kg Emenda de condutores nus Cada Substituição de amarração em isolador pino Cada Substituição de amarração em isolador roldana Cada Limpeza de condutores com parasitas Vão Imunização condutores contra parasitas Vão Substituição de conector para parafuso fendido Cada Substituição de conector para impacto Cada Substituição de conector para compressão Cada Instalar estribo e grampo de linha viva Cada Substituição de estribo ou grampo de linha viva Cada Instalar jumper ou passagem de neutro Cada Substituição de jumper ou passagem de neutro Cada Muflas de cabo telefônico Cada Passagem de cabo telefônico Cada Aterramento Cada Haste adicional em aterramento Cada Substituição de eletroduto em aterramento Cada Sem materiais Cada Solda exotérmica Com materiais Instalar Retirar secionamento e aterramento em cercas Cada Relocar Reparos em secionamentos de cercas Cada Balanceamento em redes secundárias Cada Retensionamento condutor multiplexado Al 3#35(35) m Retensionamento condutor multiplexado Al 3#70(70) m Retensionamento condutor multiplexado Al 3#120(70) m 1.88 5.01 1.51 1.38 1.57 Página 47 de 56 .59 11.52 17.52 36.39 7.51 3.39 20.75 2.07 0.12 6.39 11.82 1.18 1.51 18.27 7.79 2.83 25.35 26.41 15.01 3.76 1.

41 17.74 1.54 321.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .39 5.72 168.07 0.04 73.53 715.30 6.929.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0328I BS0329I BS0330I BS0330D BS0330R BS0331I BS0331D BS0331R BS0332I BS0332D BS0332R BS0333I BS0333D BS0333R BS0334I BS0335I BS0336I BS0337I BS0337M BS0337D BS0337R BS0338I BS0339I BS0340I BS0340D BS0341I BS0341D BS0341R BS0342I Substituição de conector para cunha Confecção do estribo Instalar Retirar caixa derivação antifurto Relocar Instalar Retirar condutor coberto AL 70mm2 Relocar Instalar Retirar condutor coberto AL 185mm2 Relocar Instalar Retirar cabo mensageiro de aço Relocar Retensionamento condutor coberto Al 70mm2 Retensionamento condutor coberto Al 185mm2 Retensionamento cabo mensageiro aço sem material Instalar com material espaçador em rede secundaria Retirar Relocar Substituição de espaçador em rede compacta Retensionamento condutor multiplexado Al 2#35(35) Instalar cobertura isolante em rede primária Retirar Instalar Retirar condutor coberto AL 35mm2 Relocar Instalar retencionamento condutor coberto al 35mm2 CHAVES E EQUIPAMENTOS EM REDES AÉREAS Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Retirar Relocar transformador em poste Cada Cada Cada 4.76 10.10 0.51 1.467.87 4.50 6.69 1.46 m m kg kg kg m m kg Cada Cada m m m m BS0400I BS0400D BS0400R BS0401I BS0401D BS0401R BS0402I BS0402D BS0402R BS0404I BS0404D BS0404R BS0405I BS0405D BS0405R BS0406I BS0406D BS0406R BS0407D BS0407R Cada transformador de 225 a 500kva em plataforma Cada transformador de 1000kva em plataforma Cada 54.63 5.52 6.01 3.51 14.25 12.75 0.31 0.32 0.01 11.73 0.76 7.13 0.69 1.45 0.83 33.51 3.13 1.95 0.74 1.15 736.61 533.51 2.68 1.53 0.51 1.55 0.32 Página 48 de 56 Pára-raios em Rede Aérea Cada chave fusível Cada chave faca chave basculante Cada Cada .43 0.01 6.56 1.82 1.01 5.26 65.

205.88 6.35 227.24 6.23 594.79 46.353.52 8.10 623.32 244.99 54.10 127.15 18.33 294.61 165.51 11.84 92.92 61.41 6.04 73.42 1.06 76.69 2.164.95 0.83 33.69 1.41 13.08 151.18 1.31 184.28 58.23 16.41 7.18 854.737.00 32.31 1.50 68.55 176.75 563.59 196.21 394.22 15.00 16.61 46.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0408I BS0408D BS0408R BS0409I BS0409D BS0409R BS0410I BS0410D BS0410R BS0411I BS0411D BS0411R BS0413I BS0413D BS0413R BS0414I BS0414D BS0414R BS0415I BS0415D BS0415R BS0416I BS0416D BS0416R BS0417I BS0417D BS0417R BS0418I BS0418D BS0418R BS0419I BS0419D BS0419R BS0420I BS0420D BS0420R BS0421I BS0421D BS0421R BS0422I BS0422D BS0422R BS0423I BS0424I BS0425I BS0427I BS0427D BS0427R BS0428D BS0429I BS0430 BS0431I Instalar Retirar chave seccionadora seca tripolar ou a óleo ou basculante Relocar Instalar Retirar religador Relocar Instalar Retirar seccionador automático Relocar Instalar Retirar capacitor Relocar Instalar Retirar estrutura para transformador 1F em poste Relocar Instalar Retirar estrutura para transformador 2F ou 3F em poste Relocar Instalar Retirar estrutura para transformador em plataforma Relocar Instalar Retirar estrutura para chave a óleo Relocar Instalar Retirar estrutura para religador Relocar Instalar Retirar estrutura para seccionador automático Relocar Instalar Retirar estrutura para banco fixo de capacitores Relocar Instalar Retirar estrutura para banco automático de capacitores Relocar Instalar Retirar estrutura para regulador em poste Relocar Instalar Retirar estrutura para regulador em plataforma Relocar Mudança de tap de transformador Operação de chaves e grampo linha viva Reaperto e regulagem de chave Instalar Retirar Proteção secundária de transformador em poste Relocar Retirar religamento automático de equipamento de SE Banco reguladores de tensão Conferencia e teste de operação Digitação de dados de MT (Movimentação de Transformadores) Instalar 62.00 Página 49 de 56 Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada doc .53 117.60 37.67 83.35 59.34 12.445.94 26.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .41 159.61 31.02 655.

72 6.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0431D BS0431R BS0432I BS0432D BS0432R BS0433I BS0433D BS0433R Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar suporte concreto regulador tensão 34.93 1.38 14.06 13.50 3.99 3.84 2.94 5.15 BS0700I BS0701I BS0702I km km km 125.10 2.98 3.10 190.5 kv Cada BS0500D BS0518I BS0525 BS0526 BS0527 RAMAL DE SERVIÇO Desativar ramal de serviço Instalar ramal de serviço antifurto Retensionamento ramal de ligação cabo até 16mm2 Retensionamento ramal de ligação cabo > 16 até 35mm2 Retensionamento ramal de ligação cabo maior 35mm2 ILUMINAÇÃO PÚBLICA Instalar Retirar braço curto Relocar Instalar Retirar braço médio ou longo Relocar Instalar Retirar luminária aberta Relocar Instalar Retirar luminária fechada Relocar Instalar Retirar reator Relocar Instalar Retirar relé fotoelétrico ou base Relocar Instalar Retirar Chave eletromagnética Relocar Substituição de lâmpada em luminária aberta braço curto Substituição de lâmpada em luminária fechada Deslocamento do braço Aprumo e reaperto do braço Substituição de lâmpada em luminária aberta braço médio ou longo Fiscalização de Lâmpadas de Iluminação Pública apagada Atualização de Cadastro de Iluminação Pública Corte de Iluminação Pública SERVIÇOS DIVERSOS Locação das estruturas de Rede Distribuição Abrir faixa de terra para passagem da RDR Destocamento na faixa de terra da RDR Cada Cada Cada Cada Cada BS0600I BS0600D BS0600R BS0601I BS0601D BS0601R BS0602I BS0602D BS0602R BS0603I BS0603D BS0603R BS0604I BS0604D BS0604R BS0605I BS0605D BS0605R BS0606I BS0606D BS0606R BS0607I BS0608I BS0609I BS0610I BS0611 BS0612 BS0613 BS0614 Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada 9.96 90.01 1.99 17.92 17.67 8.20 7.5 kv regulador tensão 15.84 2.00 71.30 4.74 500.74 Página 50 de 56 .82 6.18 500.61 16.29 1.15 4.323.34 1.69 1.38 25.67 3.30 5.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .00 33.0 kv Cada Cada 1.00 143.30 4.28 3.38 13.99 5.29 regulador tensão 34.00 1.84 2.85 22.98 45.764.05 95.

68 62.611.23 0.579.34 1.80 37.00 15.83 92.32 12.00 1.63 66. Aviso de desligamento programado Solicitação de intervenção Cadastramento de poste através georeferenciamento Digitação e atualização de consumidores no sistema de gestão de redes Toreamento e empilhamento de madeira Montagem e desmontagem de toldo padrão 9m x 9m Montagem e desmontagem de toldo padrão 12m x 12m Deslocamento e transporte para montagem e desmontagem de toldo Sistema de energia solar 140 w Sistema de energia solar 140 w .00 300.20 3.trator Instalar plaqueta de identificação de estrutura ou equipamento Relocar Instalar placa nominativa de obra Relocar Carga e descarga de materiais Deslocamento de turma para serviço pesado em estrada pavimentada Deslocamento de turma para serviço leve em estrada pavimentada Deslocamento da turma na RDR Arrastamento de materiais – veículo leve Arrastamento de materiais .30 11.38 59.00 192.95 6.19 225.51 1.74 0.79 9.carroção Arrastamento de materiais .39 269.24 18.55 51.manual Encerramento de obra Em hora normal Em hora extra de 2a a 6a eletricista adicional Em hora extra sábado Em hora extra domingo Em hora normal Em hora extra de 2a a 6a turma completa de 3 homens Em hora extra sábado Em hora extra domingo Em hora normal Em hora extra de 2a a 6a turma completa de 5 homens Em hora extra sábado Em hora extra domingo Em hora normal Em hora extra de 2a a 6a Em hora extra sábado Em hora extra domingo turma completa de 7 homens km Cada Cada tonelada x km 563.14 1.65 0.37 136.76 15.05 50.82 223.83 150.77 22.44 83. rios ou lagos.69 62.98 47.90 56.30 84.06 1.15 15.38 9.34 11. travessias de ilhas.Residencial Manutenção Pesada em Disponibilidade Manutenção Pesada em Disponibilidade 10 Homens – Extra Sábado Manutenção Pesada em Disponibilidade 10 Homens – Extra Domingo Manutenção Pesada em Disponibilidade 07 Homens – Extra Sábado .62 200.96 356.00 1.53 Página 51 de 56 tonelada km km km tonelada x km tonelada x km tonelada x km Cada hora hora hora hora Carta km km cada cada cada Cada poste cada m3 cada cada km cada cada t/h t/h t/h t/h Aviso de interrupção através de carta Deslocamento de turma para serviço pesado em estrada não pavimentada Deslocamento de turma para serviço leve em estrada não pavimentada Sistema de energia solar 70 W Pedágios.00 1.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .03 12.09 109.43 92.88 1.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0703I BS0705I BS0706I BS0707I BS0708I BS0708R BS0709I BS0709R BS0711I BS0712I BS0713I BS0714I BS0717I BS0718I BS0719I BS0721 BS0722 BS0723 BS0724 BS0725 BS0726 BS0727 BS0728 BS0729 BS0730 BS0731 BS0732 BS0733 BS0734 BS0735 BS0736 BS0737 BS0740 BS0741 BS0742 BS0743I BS0744 BS0745 BS0746 BS0747 BS0748 BS0749 BS0750 BS0751 BS0752 BS0753I BS0754I BS0755 BS0757 BS0758 BS0759 Abrir estrada acesso a Faixa de Servidão da RDR Poda ou corte de árvore em área rural Poda ou corte de árvore em área urbana Arrastamento de materiais .14 312.10 72.49 2.

35 98.80 Página 52 de 56 .54 120.extra 110% domingo Pagamento pela qualidade serviço ou obra executada t/h un cada H H H cada 157.extra 70% sábado Eletricista RD .54 91.96 91.77 85.73 121.73 136.47 156.42 138.71 106.73 6.63 75.15 91.36 68.15 4.extra 50% segunda a sexta Eletricista RD .52 1.47 344.88 344.36 60.08 113.15 136.35 106.15 156.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .77 0.73 8.69 174.02 121.54 121.61 1.00 5. Cada Retirar Instalar interconexão MT cubículos SF6 proteção ao Trafo CT Cada Retirar Instalar interconexão BT Trafo ao Quadro de Distribuição Cada Retirar Montagem comando motorizado Cubículo SF6 Cada 5.02 15.13 270.77 60.75 89.61 379.08 85.07 98. grelhas.85 7. grades de proteção.06 120.07 15. portas e janelas Cada de CT Montagem de circuito de iluminação interna da CT Cada Instalar exaustor em CT Cada Retirar Instalar motobomba em CT Cada Retirar Medição tensão de passo e contato Cada Medição resistividade solo Cada Instalar interconexão cubículos extensíveis SF6 Cada Retirar Instalar interconexão quadro de distribuição e módulo de ampliação.15 68.54 60.00 BS0805I BS0806I BS0807 BS0807I BS0808I BS0813I BS0814I BS0815I BS0816I BS0817I BS0818I BS0821I BS0822I BS0822D BS0823I BS0823D BS0824I BS0824D BS0825I BS0825D BS0826I BS0826D BS0827I BS0828I BS0829I BS0829D BS0830I BS0830D BS0831I BS0832I BS0833I BS0833D BS0834I BS0834D BS0835I BS0835D BS0836I BS0836D BS0837I CONDUTORES E ATERRAMENTO EM REDES SUBTERRÂNEAS Terminal para cabo isolado de baixa tensão Cada Emenda de condutor BT Cada Emendar condutor multiplex em rede secundária Cada Subida/descida em poste BT Cada Instalar quadro geral de proteção Cada Emenda de condutor MT Cada Terminal externo para cabo isolado 12/20 KV Cada Terminal interno para cabo isolado 12/20 KV Cada Terminal desconectável para cabo isolado 12/20 KV Cada Subida/descida em poste MT Cada Aterramento em caixas e postes Cada Teste isolação em condutores isolados MT Cada Instalar Transformador em CT superfície ou subterrânea Cada Retirar Instalar cubículo compacto não extensível SF6 em CT Cada Retirar Instalar cubículo extensível SF6 em CT Cada Retirar Instalar módulo principal quadro de distribuição BT Cada Retirar Instalar módulo ampliação quadro de distribuição BT Cada Retirar Aterramento de equipamentos.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0760 BS0761 BS0765 BS0768 BS0769 BS0770 BS1000 Manutenção Pesada em Disponibilidade 07 Homens – Extra Domingo Pré-cadastramento de clientes Pagamento de diferenças de serviços e obras encerradas Eletricista RD .19 227.02 12.

Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0871I BS0871D BS0872I BS0872D BS0873I BS0873D BS0874I BS0875I BS0875D BS0876I BS0876D BS0877I BS0877D BS0878I BS0878D BS0879I BS0879D Instalar Condutor BT 3F+N >=70mm2 e <150mm2 em dutos.50)m Limpeza do local da obra Destocamento de árvores Ligação provisória de água e sanitário Ligação provisória de luz e força Escavação em solo normal até 1. Retirar Instalar Retirar Condutor MT 3F em vala diretamente enterrado no 10.01 2.85 2.30 214.39 8.15 70. bandeja ou galeria.50m de profundidade Escoramento em escavação Esgotamento com bomba elétrica 2.99 5.03 3.12 5.27 15.40 2.75 11.24 1.48 937.50 x 2.55 19.45 70.50m de profundidade Escavação em solo rochoso até 1.07 11. bandeja ou galeria.74 12.84 3.82 8.62 36.95 7.41 11.72 18. bandeja ou galeria.04 m m m m Cada Cada Cada Cada solo Instalar Retirar Condutor de cobre nu >50 mm2 em aterramento Cada BS0001OC BS0002OC BS0003OC BS0004OC BS0005OC BS0006OC BS0007OC BS0008OC BS0009OC BS0010OC BS0011OC BS0012OC BS0013OC BS0014OC BS0015OC BS0016OC BS0017OC BS0018OC BS0019OC BS0020OC BS0021OC BS0022OC BS0023OC BS0024OC BS0025OC BS0026OC BS0027OC BS0028OC BS0029OC BS0030OC OBRAS CIVIS EM REDES SUBTERRÂNEAS MÃO DE OBRA COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS Barracão em madeirit com área de 25m2 Locação da obra Placa da obra 1.30 555.33 19.00 a 1. Retirar Instalar Condutor BT 3F+N em vala diretamente enterrado no solo Retirar Lançamento de cabos de telecomando Instalar Cabo de cobre nu <=50 mm2 em aterramento Retirar Instalar Condutor MT 3F <=120mm2 em dutos.50m de profundidade Escavação em solo normal acima de 1.87 70.16 0.10 10.16 397.92 8.60 a 0.33 12.15 177. bandeja ou Retirar galeria.01 16. Retirar Instalar Condutor MT 3F >120mm2 em dutos.80) x (1.01 10.080.92 Página 53 de 56 .20 m Placa de sinalização de (0.03 2.84 66.04 3.84 8.42 238.08 10.79 31.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .03 21.02 9.50m de profundidade Escavação em solo rochoso acima de 1.70kw de imersão até 8m Reaterro compactado com material local e expurgo Reaterro compactado com material empréstimo e expurgo Demolição e recomposição de pista em esfalto Demolição e recomposição de piso em concreto simples Demolição e recomposição de alvenaria de tijolo Demolição e recomposição de meio fio Remoção e reinstalação de meio fio Remoção e recomposição de piso em pedra portuguesa Remoção e recomposição de piso em paralelepípedo Remoção e recomposição de piso em pré-moldado de concreto Alvenaria de embasamento com tijolos Alvenaria de embasamento com pedra Forma de madeira para concretagem Concreto armado Concreto simples Banco de dutos 1x1 100mm diretamente enterrado un m2 Cada Cada m2 m2 Cada Cada m3 m3 m3 m3 M2 M3 M3 M3 M2 M2 M2 Cada Cada m2 m2 m2 m3 m3 m2 m3 m3 m 3.51 194. Instalar Condutor BT 3F+N >=150mm2 em dutos.23 17.

80 10.95 31.54 114.1m a 10m Centro de transformação em superfície com 01 transformador Centro de transformação em superfície com 02 transformadores Centro de transformação semi-enterrado com 01 transformador Centro de transformação semi-enterrado com 02 transformadores Centro de transformação enterrado com 01 transformador Centro de transformação enterrado com 02 transformadores Grama em placas – fornecimento e plantio Mureta em alvenaria Vedação de dutos Vedação de caixas de passagem Limpeza de caixas de passagens Limpeza de dutos e manilhas Cadastrar Rede subterrânea MONTAGEM ELETROMECÂNICA EM SE 34.5KV un 175.578.93 215.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS0031OC BS0032OC BS0033OC BS0034OC BS0035OC BS0036OC BS0037OC BS0038OC BS0039OC BS0040OC BS0041OC BS0042OC BS0043OC BS0044OC BS0045OC BS0046OC BS0047OC BS0048OC BS0049OC BS0050OC BS0051OC BS0052OC BS0053OC BS0054OC BS0055OC BS0056OC BS0057OC Banco de dutos 1x1 100mm concretado em passeio Banco de dutos 1x1 100mm concretado em travessia Banco de dutos 2x1 100mm diretamente enterrado Banco de dutos 2x1 100mm concretado em passeio Banco de dutos 2x1 100mm concretado em travessia Banco de dutos 2x2 150mm diretamente enterrado Banco de dutos 2x2 150mm concretado Banco de dutos 3x3 100 e 150mm diretamente enterrado Banco de dutos 3x3 100 e 150mm concretado Base para subida em poste Caixa de puxamento de cabos BT e MT Caixa S2 ( 0.75 184.50 ) m Travessia sobre canal de drenagem com vão até 6m Travessia sobre canal de drenagem com vão de 6.97 42.8KV BS2001MSE BS2002MSE BS2003MSE BS2004MSE BS2005MSE BS2006MSE BS2007MSE BS2008MSE BS2009MSE BS2010MSE BS2011MSE BS2012MSE BS2013MSE BS2014MSE BS2015MSE BS2016MSE BS2017MSE BS2018MSE BS2019MSE BS2020MSE BS2021MSE Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Relocar Instalar Retirar Instalar Entrada de linha de 34.18 465.900.8KV Banco de regulador de tensão 13.34 17.578.56 351.8KV em delta aberto un un Banco de regulador de tensão 13.34 444.393.5/13.58 144.99 10.32 1.5MVA un Transformador de 5MVA un Conjunto de medição em 13.00 2.848.84 Página 54 de 56 m m m m m m m m m Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada Cada m2 Cada Cada Cada Cada Cada km 13.805.00 3.00 108.96 17.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .34 1.660.74 410.552.95 63.41 2.813.41 2.007.91 534.99 728.97 1.21 203.67 282.64 x 0.54 x 0.37 883.57 17.578.83 25.704.00 574.8KV em delta fechado un Fechamento do delta do banco de reguladores de tensão 13.93 747.84 23.20 7.8KV un .689.543.80 19.36 Transformador de 2.00 2.983.18 36.983.58 21.77 228.04 156.02 761.00 1.42 418.18 190.00 2.81 59.

08 0.6T estr pav > 600Km Tran mat vei 0.89 933.16 122.6T estr pav 201 a 600Km Tran mat vei 0.65 0.8KV com religador Relocar Instalar Retirar Amarração do barramento do capacitor Relocar Malha de aterramento OBRAS CIVÍS EM SE 34.46 5.8KV Relocar Instalar Retirar Banco automático de capacitores de 600KVAr Relocar Instalar Retirar Saída em 13.95 0.80 225.75 0.72 4.67 28.40 131.79 214.44 Página 55 de 56 .13 TRANSPORTE DE MATERIAIS BT0001FR BT0002FR BT0003FR BT0004FR BT0005FR BT0006FR BT0007FR BT0008FR BT0009FR BT0010FR BT0011FR BT0012FR BT0013FR BT0014FR BT0015FR BT0016FR Tran mat vei 0.34 1.43 204.90 Serviços auxiliares com transformador de 15KVA un un Instalar Retirar Amarração do barramento principal de 13.33 17.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .19 141.75 2.234.53 63.8KV MÃO DE OBRA COM FORNECIMENTO DE MATERIAIS un un un un BS2200OCSE BS2201OCSE BS2202OCSE BS2203OCSE BS2204OCSE BS2205OCSE BS2206OCSE BS2207OCSE Base para transformador até 25 t Escavação e reaterro da malha aterramento Solda na malha de aterramento Cabine de medição forma e armação Cerca divisória Portão de acesso Meio fio Britamento do pátio un m ponto un m un m m2 1.96 1.81 0.6T estr não pav 201/600 km Tran mat vei 0.5/13.29 12.49 0.038.40 92.19 0.30 480.6T estr não pav > 600 km Tran mat vei 1T estr pav até 200Km Tran mat vei 1T estr pav 201 a 600Km Tran mat vei 1T estr pav > 600Km Tran mat vei 1T estr não pav até 200Km Tran mat vei 1T estr não pav 201/600Km Tran mat vei 1T estr não pav > 600Km Tran mat vei 4T estr pav até 200Km Tran mat vei 4T estr pav 201 a 600Km Tran mat vei 4T estr pav > 600Km Tran mat vei 4T estr não pav até 200Km km km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km 1.65 111.6T estr não pav até 200 km Tran mat vei 0.55 1.6T estr pav até 200 km Tran mat vei 0.94 1.38 96.73 273.19 1.84 2.80 636.20 0.42 186.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BS2022MSE BS2023MSE BS2024MSE BS2025MSE BS2026MSE BS2027MSE BS2028MSE BS2029MSE BS2030MSE BS2031MSE BS2032MSE BS2033MSE BS2034MSE BS2035MSE BS2036MSE Retirar Relocar 86.28 1.

21 1.72 1.33 1.38 1.76 1.54 1.Capitulo I Construção e Manutenção Preventiva em Redes de Distribuição Versão 6 – 25 de Outubro de 2010 BT0017FR BT0018FR BT0019FR BT0020FR BT0021FR BT0022FR BT0023FR BT0024FR BT0025FR BT0026FR BT0027FR BT0028FR BT0029FR BT0030FR BT0039FR BT0040FR BT0041FR BT0042FR BT0043FR BT0044FR BT0045FR BT0046FR Tran mat vei 4T estr não pav 201/600Km Tran mat vei 4T estr não pav > 600Km Tran mat vei 8T estr pav até 200Km Tran mat vei 8T estr pav 201 a 600Km Tran mat vei 8T estr pav > 600Km Tran mat vei 8T estr não pav até 200Km Tran mat vei 8T estr não pav 201/600Km Tran mat vei 8T estr não pav > 600Km Tran mat vei 14T estr pav até 200Km Tran mat vei 14T estr pav 201 a 600Km Tran mat vei 14T estr pav > 600Km Tran mat vei 14T estr não pav até 200Km Tran mat vei 14T estr não pav 201/600Km Tran mat vei 14T estr não pav > 600Km Tran mat vei 27T estr pav até 50Km Tran mat vei 27T estr pav 51 a 200Km Tran mat vei 27T estr pav 201 a 600Km Tran mat vei 27T estr pav > 600Km Tran mat vei 27T estr não pav até 50Km Tran mat vei 27T estr não pav 51/200Km Tran mat vei 27T estr não pav 201/600Km Tran mat vei 27T estr não pav > 600Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Km Un Km Km Km UN Km Km Km 1.82 1.MANUAL DE SERVIÇOS ELÉTRICOS .15 1.05 2.38 340.21 2.72 Página 56 de 56 .52 1.95 2.63 4.03 2.20 1.66 3.26 1.08 3.34 273.23 0.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->