Lista de Exercícios – Campo Elétrico Considere ko = 9,0 . 109 N . m2/C2 1. Uma partícula de carga q = 2,5 . 10-8 C e massa m = 5,0 .

10-4 kg, colocada num determinado ponto P de uma região onde existe um campo elétrico, adquire aceleração de 3,0 . 103 m/s2, devida exclusivamente a esse campo. a) Qual é o módulo do vetor campo elétrico E nesse ponto? b) Qual a intensidade da força elétrica que atua numa carga q = 5,0 μC, colocada nesse mesmo ponto P? Resposta: a) Se a partícula foi acelerada, ela recebeu a ação de uma força. Nesse caso é exclusivamente a força elétrica. A segunda lei de Newton nos diz que a somatória das forças que atuam no corpo produzem uma aceleração que é proporcional a sua massa de acordo com a relação: F=m.a mas a força elétrica também pode ser calculada assim: F=q.E igualando as duas equações temos: q.E=m.a m⋅a E= q substituindo os valores dados no exercício: E= 5⋅10 ⋅3⋅10 −8 2,5⋅10 15⋅10−1 E= 2,5⋅10−8 E =6⋅10 7 N /C
−4 3

b) Nesse ponto sabemos que existe um campo elétrico de módulo E = 6 . 107 N/C. Se colocarmos uma carga q = 5 μC = 5 . 10 -6 C ; sobre ela atuará uma força elétrica de módulo: F=q.E F = 5 . 10 -6. 6 . 107 F = 30 . 101 F = 300 N

a 30 cm de A? b) A que distância de A está o ponto C.32 27⋅103 E= 0.8 d =√10.5 . a) Qual é o módulo. Para saber o módulo usamos a expressão: E= k o⋅Q d 2 Para o item a. direção e sentido do vetor campo elétrico EB gerado por essa partícula no ponto B. ou divergente.3 m Substituindo os valores: E= 9⋅10 ⋅3⋅10 0. Uma partícula de carga q = 3.09 E=300⋅103 E=3⋅105 N /C 9 −6 b) Usamos a mesma expressão.5⋅10 3⋅d 2 =27⋅10 3 3 2 27⋅10 d = 2. só que agora não sabemos a distância que o ponto C está da partícula carregada. uma direção e um sentido.0 μC está em determinado ponto A do espaço. e a distância d = 30 cm = 0. 103 N/C? Resposta: a) A partícula de carga q faz aparecer próximo a ela um campo elétrico que para cada ponto no espaço terá um valor numérico.28 m 2.5 . mas sabemos que nesse ponto existe um campo elétrico de módulo E = 2. 10 -6 C .2.5⋅10 3= . 103 N/C .8 d =3.5⋅10 3 d 2=10. a carga q = 3. Como ele é positivo o sentido será de afastamento. O sentido depende do sinal da carga.0 μC = 3 . cujo vetor campo elétrico Ec vale em módulo 2. multiplicando−se em cruz d2 2. então: E= k o⋅Q d 2 9⋅10 9⋅3⋅10−6 . A direção do vetor será a direção da reta que une a partícula e o ponto (direção radial).

0 . Para os pontos 2 e 3 a análise é a mesma. usamos d =0. nas extremidades do segmento AB de 20 cm de comprimento.1 18⋅103 E A= 0.1 m pois é a distância entre a carga Q A e o ponto1 0. positiva.0 . depois subtraimos os dois. pois em B a carga é positiva. 2 e 3 da reta que contém AB. conforme indicado na figura. b) 2 é o ponto médio de AB.3 m pois é a distância entre a carga Q B e o ponto 1 0.3. negativa. Os vetores estão indicados na figura. EB 1 EA A EA EB 2 B EA 3 EB Resposta: No ponto 1. e QB = 5. atuará um campo elétrico devido à carga que está em A e outro campo elétrico devido à carga que está em B. Na figura estão representadas duas partículas de carga QA = 2. usamos d =0. Como em A a carga é negativa o campo elétrico (EA) no ponto 1 devido a ela terá o sentido para a direita (convergente).3 45⋅103 E B= 0. Determine o vetor campo elétrico resultante gerado por essas partículas nos pontos 1. primeiro calculamos o campo elétrico EA e EB . a) Para calcularmos o campo elétrico resultante no ponto 1. pois eles estão em sentidos opostos.09 E B=5⋅105 N /C O campo elétrico resultante no ponto 1 será: E R=E A−E B E R=18⋅105−5⋅105 5 E R=13⋅10 N /C . sabendo que: a) 1 está a 10 cm à esquerda de A. E A= k o⋅Q A d2 9⋅10 9⋅2⋅10−6 E A= 2 . 10-6 C. 10-6 C. c) 3 está 10 cm à direita de B. Já o campo elétrico devido à carga colocada em B (EB) terá o sentido para a esquerda (divergente).01 E A=18⋅105 N /C Agora calculamos EB : E B= k o⋅Q B d2 9⋅10 9⋅5⋅10−6 E B= 2 .

pois queremos o valor em módulo do campo elétrico. pois o campo elétrico EA é maior que EB . ignore o sinal. Concluindo a questão.Se na sua conta o resultado deu negativo.01 E B=45⋅105 N /C O campo elétrico resultante será a soma dos dois: E R=E A+E B E R=18⋅105+45⋅105 5 E R=63⋅10 N /C c) No ponto 3.1 m pois é a distância entre a carga Q A e o ponto 2 0. pois ela é negativa (sentido de atração). e o campo elétrico devido à carga B também será para a esquerda. Assim. Agora falta a direção e o sentido. Vamos direto às contas: E A= k o⋅Q A d2 9⋅10 9⋅2⋅10−6 E A= 2 . já calculamos o módulo do vetor campo elétrico no ponto 1. b) No ponto 2.1 45⋅103 E B= 0.09 E A=2⋅105 N /C . usamos d =0. o raciocínio é o mesmo. Agora para EB : E B= k o⋅Q B d2 9⋅10 9⋅5⋅10−6 E B= 2 . o valor do campo elétrico também será o mesmo.1 18⋅103 E A= 0. usamos d =0. O sentido do campo elétrico será para a direita. o campo elétrico devido à carga A será para a esquerda.01 5 E A=18⋅10 N /C Como a distância é a mesma que no item a (10 cm).3 m pois é a distância entre a carga Q A e o ponto 3 0. usamos d =0.3 18⋅103 E A= 0. não tem problema. A direção é a reta que une os dois pontos. pois ela é positiva (sentido de repulsão). E o módulo é sempre positivo.1 m pois é a distância entre a carga Q B e o ponto 2 0. calcularemos o valor do campo elétrico para cada carga e depois somaremos os dois valores: E A= k o⋅Q A d2 9⋅10 9⋅2⋅10−6 E A= 2 .

10-8 C. desconsiderando−se o sinal : E R=43⋅105 N /C 4.0 .6⋅105 F =4. Uma partícula de carga q = 5.Agora EB . o campo elétrico terá o mesmo valor: EB = 45 . q 4⋅10−4⋅2⋅103 5⋅10−6 E=1.8⋅10−3 N . 10-6 C e massa m = 4. Como o ponto 3 está a mesma distância em relação à carga B que o ponto 2 (10 cm).0 . a) Qual é o módulo do vetor campo elétrico E nesse ponto? b) Qual é a intensidade da força que atuaria numa carga q = 3. colocada num ponto P do espaço adquire aceleração de 2. assim: q F =q⋅E F =3⋅10−8⋅1.0 . 10-4 kg.6⋅105 N /C E= b) Usamos: E= F . 103 m/s2. 105 N/C O campo elétrico resultante será a diferença entre os dois: E R=E A−E B E R=2⋅105−45⋅105 5 E R=−43⋅10 N /C .0 . colocada nesse mesmo ponto P? Resposta: Neste exercício usamos o mesmo raciocínio da questão 1: a) Usamos: E= m⋅a .