Você está na página 1de 11
A A PAI PAI DÉIA G DÉIA G R R paulogl.lima@gmail.com ProProf.f. DDr.r. PauPaulloo GGomomeess
A A PAI
PAI
DÉIA G
DÉIA G
R
R
paulogl.lima@gmail.com
ProProf.f. DDr.r. PauPaulloo GGomomeess LiLimmaa

FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO

EGA

EGA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS – UFGD

Professor Adjunto da Faculdade de Educação ( FAED)

-

MS.

Professor Adjunto da Faculdade de Ed ucação ( FAED ) - MS . Univers idade Federal

Universidade Federal da Grande Dourados – (UFGD)

Professor Adjunto da Faculdade de Ed ucação ( FAED ) - MS . Univers idade Federal
A Paidéia Grega  Werner Jaeger (1995, p.7) observa que para o homem grego, a

A Paidéia Grega

Werner Jaeger (1995, p.7) observa que para o homem grego, a Paidéia caracterizava-se como a formação integral do homem por meio de sua cultura – esta última entendida como a totalidade de manifestações e formas de vida.

Para

os gregos, a Paidéia

(Educação) era um

processo de construção consciente e intervenção na realidade (p.13) historicamente situada.

Tr aç
Tr

A Paidéia Grega

os característicos da Paidéia

Grega:

O descobrimento do valor humano, do homem em

si, da personalidade, independentemente de toda a autoridade religiosa ou política.

O

reconhecimento

das

razão

autônoma,

da

libertada

de

dogmas

ou

inteligência crítica,

considerações extrínsecas.

A criação da ordem, da lei, do cosmos, tanto na natureza, quanto na humanidade.

da

organização política

A

criação

da

vida

cidadã,

do

Estado,

A Paidéia Grega  A criação da liberdade individual e política dentro da lei e

A Paidéia Grega

A criação da liberdade individual e política dentro da lei e do Estado.

da

ciências

físicas. O reconhecimento decisivo do valor decisivo da educação na vida social e individual. A consideração da educação humana em sua integridade: física, intelectual, ética e estética. O princípio de competição dos melhores na vida e na educação.

A

invenção da

poesia

da

épica, da história,

e

das

literatura

dramática,

filosofia

T a
T
a

A Paidéia Grega

is características foram se construindo ao

longo da história da Educação Grega em quatro

períodos essenciais:

A

educação

heróica,

cavalheiresca,

representada pelos poemas homéricos.

A educação cívica, representada por Atenas e Esparta.

A

educação

clássica,

humanista,

representada por Sócrates, Platão e Aristóteles.

A

educação

helenística,

enciclopédica,

representada pela cultura Alexandrina.

A
A

A Paidéia Grega

Paidéia será o tema de discussão, por

exemplo dos discursos de Sócrates, Platão

e Aristóteles. Para efeitos ilustrativos, destaquemos alguns conceitos aristotélicos, que já considerava que a educação deveria observar fases importantes do

desenvolvimento:

1) pós-nascimento aos cinco anos de idade; 2) a educação doméstica até os sete anos e 3) a educação pós sete anos de idade.

A Paidéia Grega 1. Pós-nascimento aos cinco anos de idade Nenhum tipo de aprendizagem ou

A Paidéia Grega

1. Pós-nascimento aos cinco anos de idade Nenhum tipo de aprendizagem ou trabalho deveria ser ensinado às crianças até os cinco anos de idade, pois certamente isto “prejudicaria seu crescimento” . O quer poderia ser feito é “mantê-las em movimento para preservar seus corpos da preguiça e do peso. O movimento consistia apenas das funções da vida e brincadeiras, tomando-se muito cuidado para não torná-las desonestas, nem cansativas ou lentas”.

A Paidéia Grega 2. A educação doméstica até os sete anos A educação nesta fase

A Paidéia Grega

2. A educação doméstica até os sete anos A educação nesta fase deveria afastar da criança tudo o que ferisse o pudor (palavrões, pinturas, estátuas ou exibições que ferissem a moral). Qualquer pessoa que fosse surpreendida com atos indecentes perante crianças, seria punida com desprezo e repreensão social. Aristóteles afirma que as primeiras impressões do mundo para a criança deveriam ser as melhores possíveis, dado o seu peso na formação do caráter.

3.
3.

A Paidéia Grega

A educação pós sete anos de idade

A educação formal, propriamente dita consistia de dois grupos, o primeiro começaria aos sete anos, culminando com o seu término na puberdade; o segundo dar-se-ia partindo da puberdade até os 21 anos de idade. Aos jovens era proibido a participação em teatros e sobretudo em comédias, também em banquetes e bebedices até que chegassem a idade correta para isto, caso os jovens viessem a participar desses eventos, estariam entregues as “más impressões, principalmente as que levam ao atrevimento e a maldade”. Aristóteles considerava a educação “como o agente que completa o ser humano”.

A Paidéia Grega 4. Caráter público e objeto da educação Aristóteles preconizava que a educação

A Paidéia Grega

4. Caráter público e objeto da educação Aristóteles preconizava que a educação é obrigação do legislador e deve tomar como modelo a forma de governo deste (Oligarquia ou Democracia/ não importa a forma, se os “costumes do governo forem bons, o governo também o é”).

A Paidéia Grega - Aristóteles

A Paidéia Grega - Aristóteles

A Paidéia Grega - Aristóteles