Você está na página 1de 11

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

Insc. Est. 105.286.924.119

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

COMANDO DE SOLDA MCR-300

Projeto desenvolvido, utilizando componentes nacionais, de fácil reposição, a fim de facilitar a manutenção permitindo uma assistência técnica permanente e eficaz.

CARACTERÍSTICAS:

Possui trinta e dois (32) programas com quatro (4) starts podendo ser programados para acionar qualquer um dos 32 programas. Em cada programa pode-se selecionar, independentemente quatro tipos de solda, Ponto Único, Ponto Série, Costura e Contínua.

FUNÇÕES DAS TECLAS E LEDS

Série, Costura e Contínua. FUNÇÕES DAS TECLAS E LEDS PAINEL FRONTAL As teclas setas para a

PAINEL FRONTAL

As teclas setas para a direita e para a esquerda atuam sobre o cursor, movimentando o mesmo, para a direita ou esquerda. As teclas setas para cima e para baixo movimentam funções ou parâmetros dependendo da posição do cursor.

A tecla ‘E’ grava os parâmetros novos na memória e desloca a função para a próxima.

A tecla ‘C’ retorna os displays para escolha do número do programa sem que haja com isso a gravação dos

parâmetros.

Os leds no frontal sinalizam

Válvula 1 Válvula 2 NBS – Pergunta FK

- acionada

Solda Pressostato Comando Chave Solda / Ajuste

- acionada - acionado - ligado - libera ou inibe a solda

- acionada

- acionado

- acionado

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

Insc. Est. 105.286.924.119

CADA TIPO DE SOLDA POSSUI FUNÇÕES ESPECÍFICAS

SOLDA PONTO ÚNICO

Pré Pressão 1 Pré Pressão 2 Pré Aquecimento Corrente de Pré Aquecimento Solda Corrente de Solda Intervalo Resfriamento Revenimento Corrente de Revenimento Pós Pressão Impulsos Subida de Corrente Descida de Corrente Solenóide Contador

SOLDA COSTURA

Pré Pressão 1 Pré Pressão 2 Solda Corrente de Solda Intervalo Pós Pressão Subida de Corrente Descida de Corrente Solenóide Contador

SOLDA PONTO SÉRIE

Pré Pressão 1 Pré Pressão 2 Pré Aquecimento Corrente de Pré Aquecimento Solda Corrente do Primeiro Ponto Corrente de Solda Intervalo Resfriamento Revenimento Corrente de Revenimento Pós Pressão Pausa Impulsos Subida de Corrente Descida de Corrente Solenóide Contador

SOLDA CONTÍNUA

Pré Pressão 1 Pré Pressão 2 Corrente de Solda Pós Pressão Subida de Corrente Descida de Corrente Solenóide Contador

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

Insc. Est. 105.286.924.119

Todas as funções são visualizadas em display alfanumérico, de cristal líquido com 16 caracteres, conforme segue:

FUNÇÕES

ABREVIAÇÕES

Pré Pressão 1

Pre Pres. 1

Pré Pressão 2

Pre Pres. 2

Pré Aquecimento Ciclos

Pre Aqc. Cicl.

Corrente de Pré Aquecimento

Corr. Aquec.

Solda Ciclos

Solda Cicl.

Corrente do Primeiro Ponto

Corr. 1 Pnt

Corrente de Solda

Corr. Solda

Intervalo

Intervalo

Resfriamento

Resfriament.

Revenimento Ciclos

Reven. Cicl.

Corrente de Revenimento

Corr. Reven.

Pós Pressão

Pos Pressão

Pausa

Pausa

Impulsos

Impulsos

Subida de Corrente

Sub. de Corr.

Descida de Corrente

Des. de Corr.

Solenóide

Solenóide

Contador

Contador

P R O G R A M A Ç Ã O

Ao ligar o comando o display mostrará o logotipo da empresa, pressionando qualquer tecla aparece no display à mensagem:

“START-OX=PRG.-YY” onde”:

“X” é o número do start, podendo ser selecionado até 4 starts

“YY” pode variar de 01 a 32 programas, o cursor estará piscando em cima do número de start.

Pressionando as teclas de seta ou , seleciona-se o start desejado.

Para mudar o programa pressiona-se a tecla “” posicionando o cursor no dígito desejado.

Com as teclas ⇑ ⇓ altera-se os números do programa.

Após, pressiona-se a tecla “E”, com isto o display irá mostrar a seguinte mensagem: “PROGRAMA –

YY”. Alterando-se o número dos “YY” pode-se parametrizar todos os programas, mesmo aqueles que não estão

sendo utilizados pelos starts. Após escolher o programa a ser parametrizado pressiona-se a tecla “E”, com isto pode-se verificar ou alterar os parâmetros do programa escolhido. Para alterar o tipo de solda deve-se posicionar o display na função onde o mesmo apresenta a seguinte mensagem: “TIPO XXXXXXX” (“XXXXXXX” pode variar de acordo com o tipo de solda – Ponto único / Ponto serie / Continuo / Costura).

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

Insc. Est. 105.286.924.119

Mover o cursor para a direita através , com isso o cursor irá se posicionar sobre a primeira letra do tipo

de solda. Após pressiona-se as teclas de seta ou para até que o tipo de solda desejado seja escrito no display.

Ao atingir o objetivo pressiona-se a tecla “E” para gravar a função.

Para alterar os parâmetros do programa deve-se colocar o cursor sobre o dígito desejado, através das teclas setas , e pressionar as teclas ⇑ ⇓ até atingir o valor desejado, após pressionar a tecla “E” para gravar os novos parâmetros.

pressionar a tecla “E” para gravar os novos parâmetros. NB : Se a tecla “E” não

NB: Se a tecla “E” não for pressionada os parâmetros não serão gravados.

Após o display passará para a próxima função, assim por diante até que a última programação.

Após programar a última função, retorna a mensagem “PROGRAMA - YY”.

Se durante a programação a tecla “C” for pressionada o display retornará, sem que sejam gravados os novos parâmetros, para a mensagem: “PROGRAMA - YY” e se for pressionada novamente o display mostrará a mensagem inicial, onde se pode mudar o start e o programa que o mesmo irá executar “START- OX = PRG.-YY”.

As funções surgirão de acordo com o tipo de solda selecionado, no início de cada programa.

Para executar a solda basta acionar o start desejado (01 – 02 – 03 ou 04).

Quando em execução do start o comando inibirá o acesso ao teclado, passando a exibir no display a

situação das entradas e saídas.

SL-S.01.L-P.01-C

- Os dois primeiros dígitos indicam, em (“SL”) solda ou (“AJ”) ajuste solda

SL-S.02/L-P.09-N

- Os três dígitos seguintes indicam o número do botão de start pressionado de 01 a 04

AJ-S.03/L-P.18-U

- Após a barra (“/ ”), a letra colocada, indica-se o botão de start em questão esta ligado

AJ-S.04/D-P.29-S

“L”, ou desligado “D”. - Os três dígitos seguintes indicam o número do programa que está sendo executado,

SL-S.01/L-P.32-E

podendo variar de 01 a 32. - O último dígito indica o tipo de solda que está executado, exemplo: “U” ponto único, “S” ponto série, “C” solda costura, “N” solda contínua e “E” ajuste para eletrodo.

Quando a mensagem “PRESSOSTATO” “NÃO ATIVO” aparecer no display, indica que o comando aguarda o acionamento da linha de pressostato a qual poderá estar conectada ao NBS-RESPOSTA, PRESSOSTATO E TERMOSTATO da máquina.

Durante a programação e execução dos programas o comando verifica a integridade física e lógica da memória (RAM), indicando nos displays qualquer anomalia.

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

Insc. Est. 105.286.924.119

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

DESCRITIVO DE FUNÇÕES DE PROGRAMAÇÃO DO PAINEL MCR 300

Seleção de Programa Selecionar qual das seqüências de solda será programada quando o controlador está em modo de programação. (32 Programas / 4 Start´s / 2 Válvulas solenóides)

- Selecionar Programa – Pressionar a tecla “E” duas vezes e a tecla “C” duas vezes – Aparecera a tela Start “x” Prog “y”

- Programa a ser selecionado para programação de solda.

- Tipo de solda (Ponto único / Ponto serie / Costura / Continua)

Pré-Pressão - 1 Pré-pressão faz o controlador esperar um tempo inicial para que os eletrodos fechem. No modo de ponto serie o atraso de pré-pressão é executado somente a primeira vez no programa. Nas vezes subseqüentes este tempo será ignorado. Esta instrução é usada para acomodar a primeira aproximação dos eletrodos, os quais não retornarão a abertura inicial durante a série de pontos executados, desde que o controlador esteja no modo serie. Para que este tempo não exista basta programar o valor zero na instrução. A faixa de valores programáveis é de 1 a 99 ciclos.

Pré-Pressão - 2 Pré-pressão é o tempo necessário para que os eletrodos encostem na peça e alcancem a força necessária para executar a solda. Se o atraso de pré-pressão-1 é programado diferente de zero, o tempo de pré-pressão é somado, na primeira vez em que a seqüência de solda é acionada, se o controlador estiver no modo serie. Nas vezes subsequentes somente o tempo de pré-pressão será executado. A faixa de valores programáveis é de 1 a 99 ciclos.

Pré Aquecimento Tempo de Pré Aquecimento é o tempo que o controlador executa a corrente de aquecimento. A faixa de valores programáveis é de 0 a 99 ciclos.

Corrente de Pré Aquecimento Corrente de Pré Aquecimento é a quantidade de corrente que circula entre os eletrodos para efetuar o aquecimento durante o tempo de Pré Aquecimento programado. Sendo uma vez programada sempre será executada primeiro que

a corrente de solda. Esta corrente é programada em relação de porcentagem do transformador, faixa de valores programáveis 0% a 99%

Solda Tempo de solda é o tempo que o controlador executa a corrente de solda. A faixa de valores programáveis é de 0 a 99 ciclos.

Corrente do Primeiro Ponto Utilizado para o modo ponto serie, sendo programado a quantidade de corrente que circula entre os eletrodos para efetuar a solda durante o tempo de solda programado. Esta corrente é programada em relação de porcentagem do transformador. A faixa de valores programáveis 0% a 99%

Corrente de Solda Corrente de solda é a quantidade de corrente que circula entre os eletrodos para efetuar a solda durante o tempo de solda programado. Esta corrente é programada em relação de porcentagem do transformador.

A faixa de valores programáveis 0% a 99%

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

Insc. Est. 105.286.924.119

Intervalo Intervalo é o tempo de espera entre um impulso e outro desde que o Impulso seja programado com o valor superior

a 2, fazendo com que existam 2 impulsos de solda com resfriamento. A faixa de valores programáveis é de 0 a 99 ciclos.

Resfriamento Tempo de resfriamento após a solda é o tempo que o controlador espera para que a solda seja resfriada antes de aplicar a corrente de revenimento, se for necessário o revenimento do ponto de solda. A faixa de valores programáveis é de 0 a 99 ciclos.

Revenimento Tempo de revenimento é o tempo em que o controlador faz passar uma corrente após a solda executada para tratamento térmico do ponto soldado denominado de revenimento. A faixa de valores programáveis é de 0 a 99 ciclos.

Corrente de Revenimento Corrente de revenimento é o valor da corrente que o controlador faz circular entre as peças já soldadas, para que haja um aquecimento controlado executando um tratamento térmico. Esta corrente é programada em porcentagem do transformador. A faixa de valores programáveis 0% a 99%

Pós Pressão O tempo de espera é usado para a solidificação da solda executada. A faixa de valores programáveis é de 1 a 99 ciclos.

Pausa Ajusta a espera de um ponto para outro quando utilizado em ponto serie. A faixa de valores programáveis é de 1 a 99 ciclos. Esta função só aparece na tela do display quando for programada a função Ponto Serie.

Impulso Impulso é o número de vezes que o programa volta para instrução de tempo de solda antes de continuar a seqüência. A faixa de valores programáveis é de 1 a 99 ciclos. Se o valor programado é 1 a seqüência não volta para instrução de solda, resultando em um único impulso de solda e resfriamento. Se programado com o valor 2, o controlador voltará a instrução de solda após o tempo de resfriamento, fazendo com que existam 2 impulsos de solda com resfriamento. O controlador executará tantos impulsos de solda quantos programados nesta instrução.

Subida de Corrente

Tempo da rampa de subida de corrente é o tempo que o controlador fará com que a corrente saia de um valor inicial

e vá até o valor de solda, isto é, este tempo altera a inclinação da rampa, para uma mesma corrente inicial e de solda. Quanto maior for este valor mais lenta será a rampa, e quanto menor, mais rápido a corrente de solda é alcançada. A faixa de valores programáveis é de 0 a 99 ciclos.

Descida de Corrente Tempo da rampa de descida de corrente é o tempo que o controlador fará com que a corrente de solda decresça até

o valor de fim de rampa, isto é, este tempo altera a inclinação da rampa, para uma mesma corrente inicial e de

solda. Quanto maior este valor mais lenta será a rampa, e quanto menor, mais rápido a corrente de solda alcança o valor final de corrente. A faixa de valores programáveis está entre 0-99 ciclos.

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

Insc. Est. 105.286.924.119

Solenóide Selecionar qual das duas válvulas serão ligadas quando o programa é iniciado. As saídas serão acionadas conforme o número correspondente da válvula selecionada que pode ser 1 ou 2 correspondente ao start.

Contador O contador do número de soldas por peça e seu valor atual poderá ser visto no display. (cada acionamento “start” é contada como uma solda por peça - Peça soldas até 999.999).

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:

Programas

32

Tipos de solda (Ponto único, serie, Costura, continuo)

4

Pré Pressão 1 Pré Pressão 2 Pré Aquecimento Corrente de Pré Aquecimento Solda Corrente do primeiro ponto (para ponto serie) Corrente de solda Intervalo Resfriamento Revenimento Corrente de revenimento Pós Pressão Pausa Impulsos Subida de corrente Descida de corrente Solenóide Contador

1 a 99 ciclos 1 a 99 ciclos 0 a 99 ciclos 0 a 99% 0 a 99 ciclos 0 a 99% 0 a 99% 0 a 99 ciclos 0 a 99 ciclos 0 a 99 ciclos 0 a 99% 1 a 99 ciclos 1 a 99 ciclos 1 a 99 ciclos 0 a 99 ciclos 0 a 99 ciclos Seleciona solenóide 1 ou 2 Peças soldadas até 999999

ELEMENTOS DE COMANDO

Tensão de alimentação

220

ou 380 ou 440 VCA, + 10%, 50 ou 60 Hz, conf. ped.

Duas saídas para solenóides

110

ou 220 VCA, conforme pedido.

Uma Saída para NBS – Programa

Contato aberto 1A

Uma saída para FK

Contato aberto 1A

Uma saída de potência (controle de ângulo)

24

VCC opto isolada

Quatro entradas para Start

24

VCC opto isoladas

Uma entrada p/ Pressostato ou NBS-Resposta

24

VCC opto isolada

Uma entrada para ajuste de solda

24

VCC opto isolada

Uma entrada para ajuste de eletrodo

24

VCC opto isolada

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

Insc. Est. 105.286.924.119

COMPOSIÇÃO DO EQUIPAMENTO

Placas internas Microcontrolador 8751. Programação sustentada por bateria de 3,6 VCC recarregável, com duração de até 2 anos (maximo) . Sincronização com a rede 60 ou 50 HZ. Entradas e saídas galvanicamente isoladas. Fonte de tensão de 24 VCC para entradas e saídas. Fonte de tensão de 110 / 220 VCA para solenóides.

PAINEL FRONTAL

Display de cristal líquido alfanumérico de 16 caracteres Seis teclas mecânicas, protegidas por membrana de policarbonato. Seis leds indicados para as entradas e saídas de Hardware. Led de sinalização, comando ligado. Chave de ajuste de solda. Indicações em frontal de policarbonato.

GENERALIDADES

1- Pulsos de disparo: Na realidade trata-se de vários pulsos dentro de um parâmetro calculado pela CPU.

2 – Simetria: Para cada semiciclo positivo existe um negativo de mesmo valor (vale também para os slopes) mantendo um perfeito balanceamento da rede.

3 – Primeiro semi ciclo de solda: Será sempre igual ou inferior a 75° da corrente nominal. Será inferior se o cálculo do slope der um ciclo menor que o parâmetro interno que é 75°. Este parâmetro foi colocado através de software e somente pode ser alterado pelo fabricante ou a pedido.

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

Insc. Est. 105.286.924.119

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA LOCALIZAÇÃO DE DEFEITOS DE SOLDA

Tem sido constantemente observado, que o operador de equipamento de soldar por resistência, tenta diagnosticar dificuldades de todos os fatores que poderão afetar a operação. Alguns responsabilizam os eletrodos, outros, o sistema de controle e ainda outros simplesmente que a máquina quebrou “gastou-se” prematuramente ou não funciona “não solda”. A tabela abaixo não pretende fornecer uma solução “mágica” a todas as dificuldades que podem surgir na solda por resistência. Porém, enumera algumas das causas mais comuns da resultante das soldas com problemas, e dessa maneira, mostra num relance que qualquer tipo de defeito de solda a ponto, pode ter como causa um dos muitos fatores próprios ao processo de operação.

P R O B L E M A S

D E

S O L D A

E

S U A S

C A U S A S

P R O V Á V E I S

Problemas de solda

Causas prováveis

1.

1.1

Corrente de solda alta.

Escape de material das chapas (expelindo faíscas) entre eletrodos ou entre chapas no ponto de solda.

1.2

Pressão entre eletrodos baixa.

1.3

Perfil da ponta dos eletrodos insuficiente ou desajustado.

Também: eletrodos aderindo ou colando ao material base durante a soldagem.

1.4

Óxidos ou ferrugem nas superfícies das chapas.

1.5

Tempo de compressão é muito curto.

2.

2.1

Alta pressão entre eletrodos.

Marca profunda dos eletrodos no ponto de solda.

2.2

Corrente de solda baixa com tempo de solda longo. (não compatível com a espessura da chapa)

2.3

Perfil da ponta dos eletrodos insuficiente.

3.

3.1

Mau contato nas ligações primárias ou secundárias da máquina, ou ainda queda de tensão da rede elétrica, reduzindo a potência.

Resistência mecânica do ponto de solda variando após

algum tempo de trabalho.

3.2

Refrigeração deficiente dos eletrodos, causando aquecimento e deformação na ponta do eletrodo, consequentemente, aumentando a área de contato.

4.

4.1

O regime de trabalho está ultrapassado.

Aquecimento dos braços e do transformador de solda

4.2

Demasiada área de contato eletrodo-chapa.

4.3

Tempo de solda demasiadamente longo.

4.4

Mau contato nos suportes, braços etc.

5.

5.1

Posicionamento deficiente das partes a serem soldadas.

Soldas individuais de qualidade satisfatória, porém, o conjunto acabado mostra uma distorção excessiva.

5.2

Dispositivos mal confeccionados.

5.3

Espaçamento das soldas impróprio ou distância insuficiente dos cantos.

 

5.4

Refrigeração insuficiente dos eletrodos.

5.5

Pressão incorreta entre eletrodos.

6.

6.1

Verificar, se a chave geral está ligada.

Corrente de solda não circula.

6.2

Verificar fusíveis e interruptores.

6.3

Verificar conexões e condutores principais.

6.4

Verificar se as conexões de passagem de corrente não foram isoladas com teflon devido a vazamento de água (eletrodos, porta eletrodos etc.)

7.

7.1

Verificar painéis e circuitos, conexões soltas ou contatos gastos.

Corrente de solda irregular ou nitidamente abaixo

daquela para a qual a máquina foi regulada.

 

8.

8.1

Verifique inicialmente o fluxo de água, e que todos os registros estejam funcionando adequadamente.

Quanto ao sistema de refrigeração.

8.2 Inspecione as mangueiras verificando se existem dobras, curvas, vazamentos ou outros impedimentos de circulação de

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

Insc. Est. 105.286.924.119

   

água.

8.3 Controle também a temperatura da água de alimentação e

 

recirculação.

9.

9.1 Verifique a área de contato dos eletrodos. 9.2 Veja que o fluxo de água no eletrodo esteja refrigerando eficientemente a ponta do mesmo.

Quanto aos eletrodos

10.

10.1

Se o sistema de pressão de solda aparentemente está em

Quanto ao sistema de pressão de solda.

ordem, não o ajuste para forças maiores, sem verificar primeiro outras causas prováveis de sobre-aquecimento, como:

10.1.1 Peças sujas.

10.1.2 Corrente muito elevada.

10.1.3 Tempo de solda demasiado longo.

10.2 Se o ajuste de pressão de solda da máquina dor correto, porém

 

com a força parecendo insuficiente causando soldas queimadas, verifique.

a.

O ajuste do pistão.

b. Que as peças estejam sendo apertadas corretamente uma contra a outra.

c.

A força de contato, pois se ela for insuficiente pode ser

devido o eletrodo gasto. Em solda a ponto, nota-se a pressão de solda excessiva quando houver entalhes excessivos e vida curta dos eletrodos de solda (verifique o tipo de liga de cobre). As soldas fracas ou nulas são devidas a diminuição da resistência de contato permitindo assim a passagem da corrente sem aquecimento da peça com a temperatura de

 

fusão.

11.

11.1 Ambiente muito úmido e poeirento causará rápido esburacamento de contatos.

Quanto a outras condições não previstas anteriormente, e

necessárias de correção, caso existam.

11.2 A vibração encurtará a vida de válvulas eletrônicas, além de causar afrouxamento de conexões elétricas e mecânicas.

11.3 Água suja entope válvulas reguladoras e mangueiras de

 

refrigeração.

11.4 Cargas pesadas e intermitentes ma linha de suprimento elétrico principal, reduzem a regularidade da corrente de solda. É recomendável verificar periodicamente todas as fontes possíveis de defeitos de maneira que medidas corretivas de manutenção possam ser tomadas fora dos períodos de trabalho.

C O N C L U S Ã O

Quando são feitos relatórios mensais de manutenção, muitas causas de solda defeituosas poderão ser corrigidas antes que danos sérios se desenvolvam.

Lembre-se: Medidas corretivas, raramente exigem mais que um simples ajuste.

MARIMAX

Máquinas de SOLDA por Resistência

METALÚRGICA MARIMAX LTDA.

Av. Dr. Luís Arrobas Martins, 693 – V. Friburgo.

04781-001– São Paulo - SP Fone: (0xx11) 5548-6806 Fax: 56866-5028

CGC 43.927.037/0001-72

www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br

Insc. Est. 105.286.924.119

ESQUEMA ELETRICO COMANDO MCR-300

43.927.037/0001-72 www.marimax.com.br marimax@marimax.com.br Insc. Est. 105.286.924.119 ESQUEMA ELETRICO COMANDO MCR-300